terça-feira, 18 de outubro de 2011

Cobrança ou afago

Caro Juarez Barbosa,

Sem querer dar aula a quem mais entende, permito-me lembrar que um abaixo assinado de protesto não é uma petição dirigida a uma autoridade, onde se prima pelos bons modos a massagear o ego do seu destinatário. Não é um pedido de condescendência feito a um Juiz todo poderoso com alçada de conceder privilégios, culminando com o fecho de “Nestes termos, pede deferimento”.

Um abaixo assinado contendo denúncia de mau atendimento e negação dos direitos tem que ser contundente, direto e com poucas palavras, mas significativas. Tem que espelhar o descontentamento de quem o assina. Precisa ferir o interlocutor com lembranças da sua intransigência. Enfim, deve espelhar a realidade do negativo estado de coisas presente e das necessidades de sanar irregularidades patentes.

Deve ser curto e grosso. Sem salamaleques, elogios ou panos quentes. Necessita de linguagem acessível para sensibilizar os prováveis assinantes dos diversos graus de intelectualidade. E que seja sucinto, pois ninguém assina o que não lê. E um texto longo dificulta o entendimento, e dá preguiça para ser lido. O abaixo assinado idealizado não é uma moção de aplauso. É uma declaração de descontentamento, uma acusação. É um manifesto de cobranças e de exigências.

O texto que elaborei como esboço de onde deveria ser tirado o definitivo está deturpado, tomando-se esse que foi apresentado. No original está dito o que se quer, no meu entendimento, para ser visto pelo Presidente Flores como o espelho da insatisfação que reina no seio dos aposentados e pensionistas dependentes da PREVI. Notadamente no que diz respeito ao péssimo atendimento dispensado, e o descaso em destinar os mínimos benefícios estatutários, como, por exemplo, salvar da forca os endividados. O caso ES é assunto premente e, por isso mesmo, não pode ser tratado visando resultados de longo prazo. Dívidas crescem rápido. Em longo prazo o que cresce é árvore como a araucária, longevo símbolo do Paraná.

Na composição do artigo “Ulo dos assistidos” consta um rosário de nomes a ser consultado sobre a proposta, que a pouco e pouco estão se pronunciando. Muitos deles contrários ao bem educado manifesto em que virou a minha proposta. E eu, como o pai da criança, também declaro objeção à mudança, já dada quase como finda.

Dizer que não devemos abordar temas que desagradem ao patrocinador é desviar a verdadeira finalidade do abaixo assinado. Ele deverá servir exatamente para mostrar ao intransigente Banco do Brasil, que se arvora dono do Fundo, que urge implementar mudanças para limitar seu arbitrário poder. Mostrar que precisamos abolir o voto de minerva, aumentar benefícios, modificar posturas e exigir tratamento digno a todos nós.

Fazer um abaixo assinado pedindo que abra negociações para discutir os assuntos de sua concordância redunda num “de acordo”, como aquele assinado na data de 24/11/10, de triste lembrança e maléficos resultados. O presente teor é mais condizente com o comportamento de quem está, sempre, do lado do patrocinador, como uma ANABB, uma FAABB, ou a própria PREVI. Positivamente não podemos agir com a mesma subserviência. Há que se mostrar rebeldia, desconforto, discordância. Afinal, não estamos a implorar o que nos é de direito – estamos exigindo.

Dizer que um abaixo assinado não deve conter ameaças é contrassenso, porque ele, por si só, já é uma ameaça quando trata de denunciar arbitrariedades. Deveria, até, ter o poder de uma ordem de prisão direcionada aos denunciados, dada sua importância.

A idéia original era mostrar a proporção dos descontentes no modo como o Fundo é gerido, voltado inteiramente a cumprir ordens contrárias aos interesses dos donos do patrimônio formado. Por isso, esse abaixo assinado deverá ser ferino para que, assimilado e acordado, carregue em seu rodapé o maior número possível de avalistas. Caso contrário será um fracasso. E eu prantearei um filho natimorto.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 18/10/2011.

115 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Juarez,

Lamento discordar da cara que você deu à introdução do abaixo assinado. Está longe do que idealizei e do modo como gostaria que fosse registrado.
Espero, sinceramente, que reavalie seu entendimento com base no artigo anexo, publicado no Blog Previ Plano 1, no dia de hoje.

Respeitosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Anônimo disse...

Marcos - como sempre vc. está co-
berto de razão.

Precisamos do realinhamento do E.S.
para ONTEM.

Dívidas crescem muito e não dão
trégua. Crescem na mesma velocida-
de de uma cultura de tiririca
irrigada.

Refiro-me a tiririca praga.
Não ao ilustre e letrado deputado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

-----Mensagem Original-----
De: ho.menezes
Para: 'Milton Bertoco'
Enviada em: terça-feira, 18 de outubro de 2011 08:42

Assunto: Você se considera uma pessoa normal?


Sasseron, (18.10.2011, às 7:36)

“Classicamente loucura é toda desagregação duradoura da personalidade que foge aos parâmetros da realidade. Mas quais são esses parâmetros? São psicóticos as pessoas que se sentem perseguidas por personagem criados em seu imaginário. Mas as pessoas que perseguem personagens reais (sobretudo velhinhos e velhinhas=HM), como generais que deflagram as guerras, soldados que torturam, policiais que matam, políticos que controlam (Diretores de Seguridade que negam direitos consagrados), O QUE SÃO?”

“São psicóticos as pessoas que têm delírios de grandeza, que acham que são Jesus Cristo, Napoleão, Buda. Mas e os mortais que se sentem deuses pelo dinheiro e poder que possuem (de tornar infelizes toda uma coletividade), que não se importam com a dor dos outros, são o quê? “

“Para mim há uma loucura racional aceita pela sociedade e uma loucura irracional condenada por ela.”

Você, Sasseron, enquadra-se em que categoria? Negar o Empréstimo Simples é um ato de sanidade ou de loucura?

Holbein Menezes, 4.229.340-5)

Anônimo disse...

COLEGAS,

O DINHEIRO FALA MAIS ALTO.

Existe uma negociação complexa para o funcionário merecer uma indicação para o Conselho Deliberativo da PREVI. Certamente a meritocracia não é cogitada na escolha. O fundamental é a submissão irrestrita, a coragem para cumprir ordens imorais e ilegais oriundas do Governo/BB e sigilo total em caso de alguma investigação.
Um servidor que passa a ganhar salário mensal de R$42.000,00, duas vezes mais que um Senador, superior ao de Diretor e Vice-Presidente do banco, vai quebrar as regras do jogo para beneficiar aposentados vinculados a PREVI, desobedecendo ao patrocinador, em troca do quê?
Esses administradores são frios, calculistas e inflexíveis. Receberam enxurradas de pedidos para revisão do empréstimo simples e sempre deram respostas evasivas, sem nexo, embromatórias, tudo para transparecer o cumprimento das normas. Este abaixo-assinado será mais um documento inócuo, seja com redação ácida ou educada, pouco importa, pois o seu destino será o arquivo ou o lixo.
Este não é o caminho para incomodar os adversários.

Anônimo disse...

Colega Holbein,

Meus respeitos!
Me parece que um "louco", pode levar os racionais sadios à loucura, pela insanidade de atitudes que "homeopaticamente" persevera prejudicando os bons.

Saúde e vida longa cheia de alegrias e lucidos pensamentos.

Jane Torres de Melo disse...

Aos meus colegas e queridas Pensionistas,

Fui educada a respeitar meu próximo e durante o período em que trabalhei no Banco, sempre me posicionei e lutei pelos meus direitos.
Ocorre que, hoje, a dinâmica se inverteu. A ditadura está de volta ! Mas não podemos calar! O caminho tem sempre duas vias.
Já estivemos na Previ - promessas, promessas, promessas ...
Cartas, e-mails, para quem de direito e.... NADA !!!!
O que nos resta?
Gritar é pouco !
Temos que alardear aos quatro cantos o que está acontecendo com o PB1.
Esse Abaixo Assinado tem que ser bem objetivo e assertivo.
O Patrimonio é nosso !! Eles só estão ( atenção estão) administrando e por sinal, ganham muito bem para isso!
E em lugar nenhum está escrito que elles tem o direito de fazer o que estão fazendo conosco !
Acredito na nossa capacidade de luta!
Contem sempre comigo !
Jane

Julita disse...

Querida Jane conte comigo!Eu também não acredito o que estão fazendo conosco! Vamos nos unir! Bjss
Julita

Anônimo disse...

Prezados colegas
Quando me ingressei no Banco em 1956 em Serra Talhada - PE, intrevistei pessoas que perteceram ao bando de LAMPIAO, Se oque acontece hoje conosco fosse na época de Lampiao, tenho certeza que a conversa seria outra.
Somos tolerantes com tudo que nos impõem contra nossa vontade e do próprio bem.
Cada um reflita oque tem se que fazer para mundanças profundas e comportamentais das pessoas que lidam e ganham bem para administrar o nosso dinheiro (PREVI). Administrar para quem ? Para nós assistidos ou para o patrocinador ?
Reflitam !
A.E.B.

Juarez Barbosa disse...

Prezado Marcos e demais companheiros,

Confesso ter me equivocado quanto aos propósitos do “Ulo dos Assistidos” idealizado por você. Pensava se tratar de um Manifesto de cobrança de reabertura imediata de negociações com o Patrocinador.

Como conseqüência deste pensamento, elaborei um “projeto editável” de Manifesto, tendo como ponto de partida o resultado da última reunião entre as partes negociadoras ocorrida em maio do corrente ano.

Naquela ocasião, foi registrado os itens que o Patrocinador aceitava ou não negociar. Descartei, e frisei que tal descarte seria apenas momentâneo, os itens não negociáveis na conjuntura atual sob sua ótica e enfatizei àqueles que vislumbrava serem possíveis de acordo conforme ele acenou positivamente.

No meu humilde entendimento, devemos procurar avançar sempre onde for possível; e neste caso o “possível” são os itens onde existiu “algum” consenso entre as partes presentes àquela negociação.

Porém percebi agora que a finalidade do Manifesto idealizado por você tem outro objetivo – o de denunciar com críticas cada vez mais contundentes, todo o descaso com que estamos sendo tratados atualmente pelo Patrocinador e por nossos “representantes”.

Concordo que as críticas devem ser sempre enfatizadas. Mas somente as críticas construtivas, aquelas que apontam os rumos certos a serem seguidos, os erros que estão sendo cometidos e o que fazer para corrigi-los. Os que estão do lado da razão contarão sempre com o apoio da maioria, independente de quão contundente possa ser o seu tom crítico.

Como destaquei inicialmente, o que elaborei foi apenas “um projeto editável”, o que significa que ele pode sofrer alterações em suas partes ou até mesmo em todo o seu conteúdo, em conformidade com a necessidade de que seja um documento consensual, de aprovação pela maioria dos envolvidos.

Apenas devo me confessar incapacitado de concretizá-lo nos moldes que foi pensado, por questões de foro íntimo, que me reservo no direito de não divulgá-las, pois são questões que envolvem a gênese de criação de meu Blog e meu modo de ser e de agir.

Em assim sendo, passo a tarefa para quem se julgar capaz de a concretizar. Continuarei, a meu modo, defendendo nossos justos anseios. Como fiz recentemente na ida ao Palácio da Previ pressionar pelo realinhamento do Empréstimo Simples no formato que todos os que necessitam querem, o que graças a Deus não é o meu caso, pois não possuo tal empréstimo.

Coloco-me a disposição para publicar o Manifesto pronto no site da Petição Pública.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

CRITICAR OU HUMILHAR
Para os nossos colegas...que não aceitam criticas numa hora em que todos devemos conciliar
A grande verdade é que ninguém gosta de receber críticas, mas, quando a hora é de ver e comentar os defeitos dos outros, dificilmente alguém perde a oportunidade de criticar. De qualquer forma, a convivência com as críticas exige uma grande dose de maturidade e equilíbrio. Elas significam um julgamento de valor ou um sentimento subjetivo de acordo com o ponto de vista de quem as faz.
Do lado de quem recebe críticas, as reações também são sempre subjetivas. Há momentos em que são até bem-vindas - a pessoa está mais aberta e as aproveita para se reformular. Em outros, a crítica provoca vergonha, raiva, irritação e depressão.
Há pessoas que reagem a ela com o sentimento de "deixa pra lá"; outras, porém, se arrasam. Se o criticado é forte, consciente de seu próprio valor, saberá receber a crítica naturalmente, sem grandes sofrimentos. Pode até se contrariar e rebater, mas não se sentirá derrubado nem agredido. Porém, se a pessoa estiver atravessando uma fase difícil de sua vida ou for alguém inseguro e complexado, a crítica é péssima e vai de fato machucar.
Qualquer ser humano tem o direito de emitir suas opiniões diante de um comportamento, de uma atitude ou de uma realização do outro. Entretanto, ninguém pode arrasar algo só porque não gostou ou destruir outro ser humano só pelo prazer de ver a sua ruína. Nesse sentido, é necessário separar bem as duas formas de crítica: a construtiva, feita por amor, com carinho e interesse pelo outro; e a destrutiva, feita com ódio ou rancor, para agredir, derrubar e humilhar.
Há críticas maravilhosas, belíssimas. Elas nem seriam críticas, mas verdades ditas em momentos de encontro, de orientação, de ajuda, de troca. Quem critica bem, critica a sós. Chama o outro e diz: "Olha, assim não tá legal. Você tem capacidade de fazer diferente, de fazer melhor. Que tal tentar de novo; fazer outra vez?" Quem critica positivamente, critica mansamente, pensando em acertar, em elevar o outro.
O problema é que existem sempre os críticos que opinam com o dedo em riste, que só sabem ver o lado ruim do outro e têm sempre uma palavra azeda, venenosa, na ponta da língua. Esses críticos ferrenhos e constantes são, em geral, pessoas negativas, agressivas, complexadas. Elas não criticam por amor, mas com arrogância, maldade, vingança e inveja. E, provavelmente, se ocupam muito da vida alheia, porque a delas é um eterno vazio. Um exame de consciência sobre o assunto não faz mal a ninguém.
Um “AMIGO” por exemplo, pode chegar e precisar que o outro o leve a certo lugar com o seu carro, mas ele sabe que o amigo está em dificuldades e está com pouco combustível, então ele fala: “ posso lhe ajudar colocando combustível?”e feito isto , posteriormente ele compara o carro do amigo com um taxi “ e com bandeira 3!!!”. Isto é o mesmo que dizer ao “amigo”: "Você é um inútil, um aproveitador, um irresponsável. Não presta para nada".

Continua na parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

Provavelmente tais palavras não contribui para nada. Por que diante da mesma situação, o“amigo” não opta pelo lado da compreensão e saber que o AMIGO só aceitou a ajuda pois não tinha como levar o outro sem o combustível. Em uma situação desta temos que pensar "Por que esse “amigo”fez isso? Será que não existe outra forma de agir?" Quem faz uma crítica assim, não está pensando em si mesmo, mas no outro, no bem comum e, certamente, essa é a grande diferença.
A aceitação de uma crítica depende de como ela é feita, da pessoa que a faz, do momento e do motivo pelo qual é colocada. Mesmo assim, sempre se pode aprender alguma coisa com ela. A observação do outro, mesmo que maldoso, pode servir de alerta sobre nossos defeitos ou, no mínimo, como um ensinamento sobre a inveja e a maldade humana.
Quem tem segurança e maturidade sempre analisará a crítica recebida e considerará se há nela algum dado importante para o seu autoconhecimento ou para o conhecimento das pessoas que o cercam. O duro é que, na maioria das vezes, as críticas são feitas com a intenção de arrasar e, quando elas nos pegam num mau momento, fica difícil superar.
O jeito, então, é esfriar a cabeça e deixar para pensar nelas depois que toda exaltação foi superada. Vale lembrar que saber aceitar ou fazer crítica é uma arte que precisa ser cultivada por todos nós.


-- Jvasconcellos

Anônimo disse...

Sem querer sair do foco principal, que é o Abaixo Assinado, gostaria que algum de voçês nos informasse neste blog, quem assinou a resolução nº 26?
Isto é, quais foram os membros e a que órgão cada signatário pertence?
Faço esta pergunta porque tenho impressão que a Anabb esteve por tráz disso.
Então, porque o Ministério da Previdência Social iria aprovar a criação da Anabbprev?

Bruno Baumgarten disse...

ALIENAÇÃO TOTAL.


Enquanto a grande maioria dos aposentados e pensionistas do plano de benefícios número 1 da PREVI reclamam, com justa razão, do arrocho nos benefícios e pensões, do não aumento no ES e outras coisas mais, a maioria das nossas associações estão mudas e surdas para as queixas dos seus associados. Fazem de conta que estamos todos no país das maravilhas, ou melhor, das festas. Tem uma associação que está se especializando em promover bailes. Sem ter com o que se ocupar promove até halloween.
Nesse halloween algumas figuraças ligadas a essas associações, dispensam até fantasias, como as de bruxas e vampiros.
Acordem para a nossa realidade. Estamos velhos, mas ainda não perdemos a capacidade de nos indignarmos.

Anônimo disse...

Caro Marcos,

Você definiu muito bem como deve ser feito um abaixo-assinado. Para mim foi uma verdadeira aula. Parabéns!

jvasconcellos disse...

ATENÇÃO
COLEGAS !!!!!!!!!!


CUIDADO...AS VAIDADES.. TERÃO DE SER COLOCADAS AO LADO....,........COM.. A UNIÃO de IDEIAS..SEREMOS VITORIOSOS PARA A VITORIA CONTRA A MAFIA DO TRIPE.
PT-BB-PREVI (Sem deixar o compretimento do JUDICIARIO com o PODER)
Cada um tem a sua otica, seu problema...asim serão 120 mil problemas a serem resolvidos....CORRETO???
UNIÃO, Qualificar as
prioridades....Para termos um final feliz
ACREDITO...NÃO ha outra ALTERNATIVA,no momento ,PARA DERRUBAR O MAFIA (PREVI/PT/BB) no momento
VAMOS CONSEGUIR AS 852 ASSINATURAS PARA LANÇAR A NOSSA CHAPA>
JVasconcellos

Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:51,

Tentei pesquisar na página da FAABB para verificar quem assinou o ACORDO sem valor legal. Só que eleminaram essa informação. Não sei porque.

Mas alguém me informou que logo após a assinatura do ACORDO que nada valeu, a governo federal autorizou ou firmou convênio com a ANABB, para que a associação passasse, a partir de então, participar dos grandes projetos imobiliários na construção civil do Distrito Federal (programa Minha Casa - Minha Vida; construção de casas populares, etc.), podendo agora construir e vender esses imóveis para quem se interessar.

Dá pra desconfiar, né?

Anônimo disse...

CORREÇÃO:

Ao anônimo das 10:51,

Me enganei. Pensei que sua pergunta fôsse com relaçao ao acordo assinado no ano passado, mas agora verifiquei que o questionamento é referente a Resolução 26.

Desculpe.

Anônimo disse...

Marcos e colegas,
Mas o BB está demorando em resolver a questão do ES justamente para propor algo em seu próprio benefício em seus resultados de final de ano, se não os lucros serão muito abaixo dos concorrentes.

Anônimo disse...

Caros Colegas, em nenhum momento tive dúdivas de que o abaixo-assinado seria fácil, porque time que tem muitos craques a conduçao não é normal; não porque eles não queiram , mas em razão de principios, de serem independentes, de não fugirem da discussão até que apaareça um que tenha admiraçao do grupo e humildade para se propor ser o condutor.A proposito, um dos poucos times de craques que deu certo foi o Flamengo (anos 80), que tinha Zico e liderava mercê de talento e aceitaçao do grupo.Falo isto porque vejo neste blog, para meu gáudio, homens brilhantes e com invejável historia, que nos faz lembrar a seleçao de 1982 e que permita Deus encontre para nós o caminho da vitoria, coisa que aquela não teve competencia para conseguir. Alguém deve estar pensando: alguma idéia? Primeiramente, acho que as preliminares não deveriam ser publicadas a priori no blog, pois poderão ser alteradas, inaceitas e não se justifica que tenhamos acesso a detalhes. Dia l5/10-8,01- sugeri a formação de uma pequena comissão para fazer um esqueleto, comissão esta composta dos colegas Ari Zanella, Edgard Amorim, Edson do Bem, Joao Rossi(temos de trazer este homem pra perto) e Paulo Motta( xará de um grande amigo meu) que está sempre presente. Devo ter deixado algum nome de fora. Mas a comissão não precisa ser numerosa, para ser ágil.Colegas, só tem uma COISA: um cristão ligar para o outro e dizer: vamos dar as mãos? Por último, perdoem-me , quando trabalhavamos, volta e meia entrava um cliente nervoso e dizia: Quem é o CHEFE? O Chefe meus amigos é o Presidente do B.Brasil,a quem devemos procurar pelos motivos seguintes; Sasserone falou que os aposentados são tranbiqueiros: nosso bom Juarez disse que a Previ não dá retorno aos nossos pedidos( apesar do magnifico,invejável e extenso curriculo) do seu Presidente. Na oportunidadae diremos que não há outra opçao . Um abraço ,Divany Silveira -S. Lagoas-MG

Anônimo disse...

Peço licença para postar um comentário aqui, para ouvir opiniões dos colegas. Adquiri um imóvel financiado pela PREVI em 1991, portanto estou neste mês pagando a última prestação. Não pude aderir à "nova Carim" por problemas de relacionamento com minha ex-esposa, que não assinaria qualquer documento, sob a alegação de que eu estaria querendo "roubar" a parte dela.
Bem: no último mês do financiamento, com todo os reajustes aplicados à prestação e ao saldo devedor, ainda estou devendo cerca de 50 mil reais. A prestação atual (a última) é de R$ 1.163,00. Estou aguardando para ver se haverá aumento de prazo no E.S. para também ter um prazo dilatado no E.S. Finimob, mas estou achando o saldo devedor muito alto, pois, a partir de 1999, quando me aposentei, os reajustes da prestação e do saldo devedor seguiram os reajustes da PREVI, que no total foram bem acima do rajuste do INSS, por exemplo.
Mas, por conta de uma ação judicial
que a Prefeitura de minha cidade move contra a PREVI (impostos atrasados que já foram renegociados), nossa Caixa de Previdência não me dá qualquer informação sobreo verdadeiro saldo devedor (acredito num bom deságio), nem sobre como ficaria um eventual FINIMOB. O que fazer?
Agradeço as sugestões.

Nascimento.

Anônimo disse...

Eu, no meu entendimento inicial, acho que não deve haver ameaça num abaixo assinado. O abaixo assinado pode ser agressivo mas sem ameaça.

A ameaça em um abaixo assinado pode existir desde que ela seja efetivamente concretizada.

Caso não seja realmente efetivada ela perde o seu valor, seu siginificado e somos passíveis de cair em descrédito.

Ai vem aquela máxima de que "fulano só ameaça" ou "só vive de ameaçar", e nada mais que isso.

E por se tratar de você Marcos, acredito que essa(s) ameaça(s) será(ão) realmente concretizada(s) devido a(s) possibilidade(s) de ser(em) executada(s) em caso do não atendimento do(s) pleito(s). Sendo assim, eu estou a favor e não abro mão disso.

Marcos, todo cuidado é pouco.



Boa sorte.

Anônimo disse...

Fiz uma simulação e me surpreendi,
o prazo para o cdc salário do BB foi reduzido para 24 meses e a taxa mensal foi elevada para 5,68% a.m..

Será erro de sistema ou simples retaliação ?

Francisco

Anônimo disse...

Prezado Marcos e demais colegas,
Quanto ao teor do abaixo-assinado, acho que você está coberto de razão,sem deixar de entender as razoes do brilhante colega Juarez.Ocorre que quando nos lembramos de que o famigerado acordo de 2010 "continha" as assinaturas de Paulo Bernardo e de outro grande la´,cujo nome nao me lembro, e essas assinaturas não foram coletadas porque os "dois notaveis" tiveram de participar de uma outra reuniao importante do governo...e até hoje não foram apostas...isso revela total desprezo por nós e revela que eles pensam que somos apenas um bando de idiotas...Isso foi uma total falta de respeito para conosco , até porque, até o momento ninguem nos chamou para discutir qualquer uma das promessas do espurio acordo.Agora eu pergunto: dá para tratar com suavidade quem nos tratou com tamanho desprezo...? Absolutamente não.

Anônimo disse...

Pezado Marcos,
A falta de consideração da "cumpanheirada" em relação a nós é tão exacerbada que eles nem usam o bom senso no sentido de pensar no seguinte detalhe: se a turma está endividada(segundo a ótica deles) e não querem aumentar o valor do emprestimo, que façam o alongamento do prazo, porque em assim fazendo, os colegas podem pegar algum" troco" e ainda por cima, reduzir o valor da parcela.Ou seja, com uma tacada só, que não é nenhum favor e sim uma espécie de composição de dívida, pode=se resolver, facilmente, a situação de muitos colegas,entre os quais me incluo.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 13:51,

Se as assinaturas do Paulo Bernardo e de outro grande não foram apostas no acordo até a data da transferência dos 7,5 bilhões ao BB, então o documento não tem valor, e a transferência não deveria ter se efetivada. É trambique. Pois o acordo tem que conter a assinatura de todos os envolvidos. Trata-se de um TRATADO. Esse é um assunto para a justiça resolver e fazer o banco devolver a grana, já!

Juarez Barbosa disse...

Prezado colega Marcos,

Peço que retifique seu pensamento de que discordo que o tema Empréstimo Simples seja um assunto premente.

Não só o considero um assunto premente, como estive lá no Castelo da Previ juntos com outros 10 colegas a fim de conseguir agilizar a liberação da renovação do ES nas condições pretendidas por todos os interessados.

Peço também que registre este equívoco de sua interpretação sobre o que penso na REDE-SOS, onde esta inverdade foi divulgada.

Respeitosamente,

Juarez Barbosa

José Roberto Eiras Henriques disse...

Marcos,

Não tenho experiencia em abaixo-assinado, mesmo assim envio minha humildade colaboração, antecipadamente desculpando-me pelos erros gramaticais e simplicidade.

"Os abaixo assinados, aposentados e pensionistas participantes do Plano Previ 1, indignados com o tratamento dispensado pela PREVI por intermédio de seus diretores aos nossos questionamentos formulados, repudiamos a transferência de recursos do PB1 para o patrocinador nos termos da Resolução 26/2001 e exigimos o realinhamento do plano de benefícios conforme termo de compromisso de novembro/2010. Pugnamos, principalmente, pelo imediato reenquadramento do empréstimo simples com ampliação de prazo e valor.

Anônimo disse...

Marcos, Juarez e demais colegas
Passo a transcrever o texto que havia escrito antes de ler o do Juarez.
"Não acho que as autoridades da PREVIC nem os diretores do Banco do Brasil se guiem, através de consultas diretas à ampla base dos Participantes da PREVI, para tomar decisões em matéria do âmbito dessa EFPC. Não identifico, por exemplo, o mínimo empenho por esclarecer o amplo espectro de Participantes a respeito da legalidade e constitucionalidade da Resolução CGPC 26, cuja ideia, segundo o livro "Da Caixa Montepio à PREVI", teve origem no Banco do Brasil. Até acredito que levem em consideração ponderações arguídas pelos canais ordinários de decisão ou de apenas sugestão: o Conselho Consultivo, o Conselho Fiscal, a Diretoria Executiva e o Conselho Deliberativo.
Creio que são estes que deveriam sempre guiar-se pelo pensamento legal de PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPLEMENAR, e expressar sempre em suas decisões o conceito genuíno de PREVIDÊNCIA SOCIAL e os propósitos que justificaram a criação da PREVI. Nisto exatamente é que os administradores da PREVI, eleitos pelos Participantes ou indicados pelo Banco, deveriam encontrar o consenso, em que a paridade legal de representação se assenta. Nesse caso, ouso afirmar, jamais se imporia a necessidade do uso do voto de qualidade.
Não se pode negar que exista alguma intercomunicação entre aqueles órgãos da PREVI e os participantes, sobretudo com as diretorias de associações dos funcionários e aposentados do Banco. Mas, o que se deveria exigir de todos eles seria uma convivência, uma intercomunicação tal que a administração da PREVI se tornasse a manifestação transparente da legal vontade dos participantes e dos seus anseios coerentes com o Regime da Previdência Social Complementar. Nos tempos atuais, inúmeras são as vias possíveis de realização desse tipo moderno de governança.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Marcos, Juaez e demais colegas
continuação

Assim sendo, em primeiro lugar, deveríamos reivindicar que se realizassem reuniões periódicas para discutir os assuntos da PREVI com os participantes em geral, e sempre que alguma matéria importante estivesse sob estudo e decisão. Seria conveniente postular que a PREVI mantivesse um espaço aberto no seu site para permanente manifestação ostensiva do pensamento dos Participantes e até mesmo fosse viável acompanhar ao vivo, diretamente ou em vídeo, as reuniões dos órgãos diretores da PREVI.
Deveríamos deles exigir que fossem fieis ao conceito e à legalidade do REGIME DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR. Exigir, portanto, que defendam, até mesmo ante as autoridades da PREVIC, os objetivos integralmente previdenciários do Plano 1 de Benefícios.
Exigir também, por isso, que se guiem sempre pelo Princípio do Equilíbrio (reservas=benefícios) em todas as suas decisões, como, por exemplo, no caso dos Empréstimos Simples, que os Estatutos de 1967 (o documento fundador da NOVA PREVI) consideravam, ao mesmo tempo, modalidade de benefício e de aplicação financeira. Esse Princípio do Equilíbrio, adotado pela Constituição de 1988, como fundamental para a Previdência Social Complementar, foi implantado pelos artífices dos Estatutos de 1967, da NOVA PREVI, os PAIS FUNDADORES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPLEMENTAR.
A minha leitura desses históricos Estatutos de 1967 diz-me que eles prescreviam também simplesmente que o valor da aposentadoria, aos 30 anos de contribuição, seria 125% do valor da média mensal do último ano valorizada, isto é, 25% sobre o valor atualizado da remuneração do último ano de trabalho. E prescrevia um limite mínimo 125% da soma do salário do posto de carreira com as cotas quinquenais.", isto é, todos os funcionários, até mesmo os de posto efetivo com 30 anos de contribuição, se aposentavam com um abono de fidelidade ao Banco!
Diante disso, e considerado tanto o fato de que a PREVI apresenta anualmente superávit quanto aquele outro, informado pelo texto da ADI da "reversão de valores" criada pela Resolução CGPC 26, de que a EFPC foi criada exatamente para aquilo que ela é, a saber, acumular reservas exclusivamente de caráter previdenciário, evitando qualquer promiscuidade com a finalidade de lucro, penso que se deveria incansavelmente insistir pela implementação de três outras medidas.
A aposentadoria aos 30 anos de contribuição deveria, ao menos, situar-se no valor da média atualizada dos valores das bases mensais de contribuição, tal qual se demonstrou ser o correto, quando se instituiu o mal visto benefício da renda certa. Deve-se envidar esforços por que a percentagem da pensão se eleve até alcançar o próprio valor da aposentadoria sempre, e não somente nos casos em que o número de dependentes some cinco ou mais pessoas. E, finalmente, inste-se por que o reajuste anual dos benefícios se processe segundo parâmetros mais consentâneos com a realidade econômica dos aposentados e as condições superavitárias da PREVI, tais como a taxa de reajuste dos bancários, de servidores públicos e tantos outros.
Edgardo Amorim Rego

Ezequiel Damasceno S de Oliveira disse...

Caro colega Marcos Cordeiro,

Lamento discordar da forma como se dirigiu ao colega Juarez Barbosa com relação à feitura do agora malfadado Abaixo Assinado.

"Lamento discordar da cara que você deu à introdução do abaixo assinado. Está longe do que idealizei e do modo como gostaria que fosse registrado.
Espero, sinceramente, que reavalie seu entendimento com base no artigo anexo, publicado no Blog Previ Plano 1, no dia de hoje."

Estamos no barco que está afundando. O céu é escuro e a tempestade não arrefece. A aflição toma conta de todos nós. Os ânimos exaltados e a flor da pele. Precisamos nos entender caso contrário morreremos todos.

Você pensou uma coisa e o Juarez outra. Apenas os dois se manifestaram com vista os termos da proposição. Se 10 tivessem opinados teríamos 10 entendimentos diferentes. Ambos os textos são editáveis.

Uma simples ligação telefônica, amistosa da sua parte, ao colega Juarez, teria resolvido o mal entendido para o bem de todos os assistidos da PREVI. E a coisa andaria.

Dessa forma, Juarez desiste e o Marcos sozinho não vai a lugar nenhum.

Enquanto isso, o que fazer para ruir esta Torre de Babel?

Henrique Soares disse...

Colegas, perdão, mas assumo minha idiotice publicamente, mas digam que não estou louco. Segue minha dúvida que em duas tentativas junto a PREVI não consegui saná-la: ES contratado Saldo devedor: R$ 66.605,90 Prestação no valor de R$ 1.109,61. Pergunto se meu raciocínio estar certo, quando penso que quando da renovação a PREVI disponibilizará um valor em que a prestação não ultrapasse a prestação vigente, visto que não houve alteração em minha margem consignável? - A PREVI informou-me que não é bem assim. Juro pra incredulidade de meus colegas que não entendi.

Henrique Soares disse...

Resumo de informações
Saldo devedor total 66.605,90
Valor das prestações 1.109,61
Limite disponível 33.394,10
Prestação máxima (margem disponível) 5,91 - COLEGAS, diante do exposto acima, é correto eu dizer que para a PREVI, posso renovar o ES com parcela até R$ 1.115,52? - Desculpem minha dúvida e perdoem as atendentes da PREVI que não souberam me explicar.

Anônimo disse...

Mas em que mundo ideal vive o Edgardo?
Eu quero viver nesse mundo.
Apague-se do quadro negro o advento do PT e de todos os outros governos larápios.
Eu quero este mundo.
Meu Deus!
Quando é que vamos aprender a falar a linguagem dos donos do poder?
Eles só entendem esta, que o ministro Orlando Silva está tendo que falar.
Cadeia neles!

Anônimo disse...

Parabéns, colega Ezequiel Damasceno.

Comentário pertinente, lúcido e equilibrado.

Francisco

Anônimo disse...

ESBOÇO

Os abaixo assinados, aposentados e pensionistas, proprietários do Plano Previ 1,da Caixa de Previdencia dos funcionários do Banco do Brasil, vimos por meio deste, exigir das autoridades competentes, que investiguem a fundo como está o nosso plano sendo gerido, o que já não nos é facultado, assim como exigimos que nos explicitem que autoridade tem os atuais gestores, eleitos por nós, de nos alijarem das decisões a respeito do mesmo.

Anônimo disse...

Sei que vou levantar um assunto polêmico, até perigoso, podem me chamar de alienado, sei que posso levar pedradas, tudo bem.

Mas quando a coisa chega a esse ponto, quando metem descaradamente a mão no nosso dinheiro, quando somos vítimas de tanta insensibilidade;

Quando tantos que se encontram num beco sem saída, chegam a pensar em dar um fim à própria vida - dizem que já houve quem o tenha feito - e, em estado de desespero, ficamos sem ter pra quem apelar, alguma coisa diferente tem que ser pensada.

Aliás, nem tão diferente assim, daí as minhas indagações.

Como foi que a Anabb entrou nesse processo de decomposição?

Por que razão tantos ministérios estão seguindo pelo mesmo caminho, num festival de escândalos que parece não ter fim?

É um raciocínio até simplista.
Onde está o dinheiro está também a corrupção.

Não sei dizer como, mas precisamos urgentemente descobrir os passos em falso dessa gente que nos tiraniza.

Precisamos descobrir aonde eles vão, com quem eles falam, o que eles fazem.

Precisamos mantê-los sob pressão, para quem deixem de tripudiar sobre a desgraça alheia.

Precisamos saber se eles recebem propinas e até mesmo, já que estamos em meio a uma verdadeira guerra, se têm uma vida particular que não seja assim tão irrepreensível.

Entenderei perfeitamente se o moderador do blog censurar essa sugestão, mas devo esclarecer que não estou propondo nada que se situe à margem da lei.

Como disse, trata-se de uma guerra na qual é muito grande a disparidade de forças, e por isso a luta é brutalmente desigual.

Esta é apenas uma ideia para ser debatida, desenvolvida, a fim de que se encontrem esses meios, que a gente sabe que existem, mas que eu mesmo não saberia dizer quais poderiam ser.

O que mais podemos fazer?

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,
Gostaria de saber: se não houver nenhuma notícia da Previ até amanhã (dia 20)sobre o aumento do limite do ES, vai ser possível fazermos renovação tendo 6 parcelas pagas? Esta renovação não nos será prejudicial caso, a qualquer momento, o tão esperado aumento de limite do ES aconteça?
Grata pelas lutas!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Colega (22:24):

Após o pagamento da 6ª parcela é normal a renovação do ES, de acordo com as normas atuais.
Também, tem sido observada a dispensa de carência para contratação de empréstimo novo, quando ocorre realinhamento, imndependente da data da última renovação.
Mas isto não pode ser tomado como regra, pois vai depender dos enquadramentos - se e quando houver mudanças no que ai está.

Anônimo disse...

Anonimo das 22:24 a mesma pergunta faço eu. Alguem poderia me fazer o favor de me responder? Já paguei 10 parcelas e somente tenho 5.000,00 para tirar! Será possivel isso?Minhas parcelas geram em torno de 1544.00.

Anônimo disse...

ABAIXO ASSINADO

O importante é fazermos logo, relacionar tudo o que queremos, ser bem divulgado e de fácil execução (pela internet) para colhermos muitas assinaturas.

Tamos juntos, vamos divulgar.

Alan rj

Anônimo disse...

Dileto, dileto mesmo, colega anônimo das 17:46
Vivo realmente no MEU MUNDO IDEAL. Você também vive no SEU MUNDO IDEAL. NINGUÉM VIVE NO MUNDO REAL. O MUNDO REAL não tem luz, não tem cor, não tem espaço próprio, não tem tempo próprio, não tem dor, não tem prazer, não tem alegria, não tem dinheiro,não tem riqueza, não tem pobreza, etc. Enfim, O MUNDO QUE VIVEMOS É CRIAÇÃO MENTAL NOSSA. É, por isso, que apesar de tudo, eu sou feliz, porque eu posso, através desse MEU MUNDO, conviver com todos os OUTROS MUNDOS QUE EXISTEM, TODOS DIFERENTES DO MEU, inclusive o SEU MUNDO. Fico por aqui.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Senhor Presidente...!

Basta Senhor Presidente...!

Quando queremos dizer basta é porque queremos que vossa Excelência volte a atenção à nós
na qualidade de assistidos da PREVI.

Sabe porquê? Senhor Presidente

Porque estamos revoltados, indignados com tamanho descaso no tratamento que a nossa Caixa de Previdência tem dispensado para conosco.

Senhor Presidente....

Passados mais de 10 meses do compromisso assinado por quem fez nos representar através de um sim ou de um não que quer-nos parecer não representou a maioria dos assistidos que por isso não poderíamos chamá-la de legítima, já não mais se fala de Realinhamento de Plano de Benefícios.

Onde estão Senhor Presidente? Onde estão os nossos representantes? Onde estão as pessoas detentoras de vez e voz para que não deixe nossos direitos serem usurpados como estão?

Se escondem atrás de compromissos eleitoreiros onde o motivo principal é assegurar seus proventos, deixando de lado a causa principal que é a de nos representar garantindo a segurança de nós assistidos.

O que está acontecendo Senhor Presidente? Desde há muito não sentimos a segurança que nos proporcionaria uma maior transparencia nos assuntos pertinentes a nós aposentados e pensionistas.

Tamanho descaso com nossos propósitos, e é isso que queremos trazer a vossa Excelência, como a primeira questao a ser tratada a título de assunto urgente urgentíssimo, dado o tamanho do desespero, do desânimo, e porque não dizer da maldade que estão fazendo conosco para renovação do EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Foram Cartas, e-mails Manifestações, que para nosso descontentamento não conseguimos chegar até a pessoa de Vossa Excelência.

Portanto; senhor Presidente na qualidade de representantes dos Abaixo-assinado, viemos trazer em mãos ao conhecimento de Vossa Excelência, pedindo a atenção de sua Excelência para a angústia, o desespero, o sofrimento, a aflição, dos endividados do PB1

Eliana Maria - Minas Gerais disse...

Bom dia!
Paz e Bem!

Ao colega Henrique Soares

Primeira coisa você já deve ter pago a sexta prestação. Ok
Pelo meu pouco conhecimento, você pode seguir estes passos:
- entre no autoadentimento no site da PREVI
- empréstimo simples
- continuar
- novo empréstimo
ai você seleciona a modalidade
coloque a data do crédito (dois dias úteis )
Depois vai aparecer uma tela que te informa as condições para sua renovação.É só seguir que você consegue renovar. Não tenho como lhe dizer ao certo pois não posso renovar meu empréstimo. Mas nesta tela vai ser informado sua margem.
Espero ter de auxiliado.

Abaixo assinado já.
Empréstimo Simples 150/150 - 150/180

Paz e Bem!

Eliana Maria

Adolpho disse...

Ao colega Henrique Soares, um abraço senti sua falta.
Sua presença com certeza será de grande valia a todos nós ancorados neste blog.
Lembra-se :
Tende por templo - o Universo;
Por altar - a Conciência;
Por Imagem - Deus;
Por lei à caridade.
Leon Denis
Adolpho.E.B.

Anônimo disse...

Estive aqui no Mourisco ontem à tardinha para ver sobre meu empréstimo imobiliário. Encontrei com alguns funcionários no cafezinho, pelos corredores, etc. Perguntei a eles se ouviram alguma nova a respeito do Empréstimo simples. Me disseram que não e que não se fala mais nisso na Previ. Disse a eles que há uma grita geral pelo 150 mil em 150 parcelas e eles disseram que não existe isso de grita geral. Falei dos blogs e eles disseram que nem conhecem e que os terminais (micros) da PREVI são bloqueados, ou seja, ninguém lá acessa blogs, grupos, facebook, Orkut ou twitter. Então meus amigos, acho que a internet aqui no Brasil ainda não sensibiliza ninguém é uma grita de mudos a ouvidos surdos.

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Gostaria de saber se esses comentário postados aqui são repassados para a
Anabb, Sindicatos, Faabb, BB, Previ e Previc.
Caso negativo, indagaria: O que impede de fazer isso?

Um abraço cearense?

Pensionista disse...

Então Sr Presidente , o senhor recebendo 43.000,oo por mes não está nem ai com os aposentados e pensionistas que recebem 60% dos seus falecidos maridos que ajudaram a formar esse patimonio da PREVI que o senhor e seus conselheiros estão usufruindo as nosas custas. Não cumpriu suas promessas. Depois a PREVI chamando as pensionistas de velhinhas trambiqueiras. Pergunto: Qual é a sua????????
Queremos e precisamos do ES, para Já 150x150!
Cuidado que ficarás velhinho também ou deixará uma velhinha TRAMBIQUEIRA< heim?

Anônimo disse...

Sr. Adolpho, por favor tende por respeito aos demais não fazer proselitismo religioso no blog criado para outros fins.

Anônimo disse...

Em primeiro lugar, todo abaixo-assinado é válido, desde que mantenha o respeito com a parte reclamada e que se tenha muita cautela e objetividade. Outro dia vi na TV um caso da cidade de São Paulo que mostrou um abaixo-assinado feito por moradores e comerciantes repudiando a instalação de um abrigo para moradores de rua em Pinheiros. Resultado: o Ministério Público quer enquadrar os signatários por preconceito e intolerância... rsrs

Sobre as prestações do ES, vejam no autoatendimento a planilha de pagamento individual. Nas primeiras parcelas, são amortizados mais juros do que o capital. Por isso, a gente paga, paga, e o saldo devedor quase não diminui nos primeiros anos...

Quanto à probidade de nosso políticos, desde minha tenra infância os comediantes brincam: se passar um pente fino, não sobra um!

wilson luiz disse...

Caro anônimo 19 outubro 02:15 hs.(Caramba, você é madrugador!)
Seu caso demonstra bem como se formam os superávits da PREVI. Se você fizer a renovação, receberá, líquidos, mais ou menos R$ 5.000,00, e terá acrescido ao saldo devedor de seu ES 10 parcelas de R$ 1.544,00, ou R$ 15.440,00. Isto representa, de cara, uma rentabilidade de 200% para a PREVI, mais as correções pelo INPC.Nem nos agiotas pagaríamos tanto!. Como diz conhecido locutor esportivo, QUE BELEZA!

Anônimo disse...

Para quem se interessar: Acabei de ligar para a Previ perguntando se renovasse hoje meu Es poderia renovar novamente qdo aumentassem o limite. A resposta foi não temos previsão de qdo irão aumentar o limite e nem posso garantir se poderá renovar novamente. Pessoal seco, não estão nem ai com os velhinhos

Mauro-Divinopolis disse...

Marcos, como participante da AAPPREVI desde a sua fundação e vendo as ideias e angustias passadas pelos colegas, faço o seguinte comentário, respeitando a opinião de todos:
Nós só conseguiremos exito se acionarmos, com argumentos convincentes, a IMPRENSA deste País (Veja, Folha, TVs, etc).
Não adianta reuniões, ida a Previ, abaixo-assinado, etc. Vamos continuar batendo em ferro frio.
Estamos presenciando a queda de ministros, exclusivamente por denuncias via imprensa. Aqui só funciona assim.
Abraço.

Anônimo disse...

Também simulei CDC salario no BB: 5,68% a.m e 14 meses. Verdade?

Camilo - Jundiai disse...

Alguem comentou sobre o conhecimento da PREVI sobre os apelos feitos nos blogs. Claro que eles sabem, pode ser bloqueado para alguns, mas os figuroes nao estao bloqueados. Ha algum tempo, apos a reuniao de Belo Horizonte, foi mostrado num blog uma correspodencia do Sr Sasseron, onde explicava sobre varios assuntos, dentre eles sobre o ES. Deve ter algum motivo para a PREVI nao se manifestar, logo logo saberemos. Apesar da necessidade da grande maioria, so nos resta esperar mesmo.

anônimo ex-endividado disse...

Tenho lido que alguns colegas, cansados de esperar uma definição sobre o realinhamento, estão renovando ou pensando em renovar imediatamente seu Empréstimo Simples. Como pode servir de orientação, estes são os valores a que cheguei simulando renovação de meu E.S. em diversas datas(não, não tive uma recaída na roda-viva do endividamento, meu E.S. está aplicado e é contratado apenas por causa do seguro, o que, segundo o Sasseron, me torna um trambiqueiro).
-R$ 4.329,00 líquido-renovação em 20.09.2011
-R$ 4.106,00 líquido-renovação em 30.09.2011
-R$ 5.433,00 líquido-renovação no segundo dia útil de outubro/2011.
O aumento do crédito em outubro refere-se à baixa da prestação deste mes, quando foi paga a 11a. parcela.
Concordo com a opinião do colega Wilson Luiz, das 06:57 hs., que talvez fosse melhor recorrer a um agiota.

Anônimo disse...

Colegas,

Esse PESSOAL que nos atende pelo 0800 é tudo PAU-MANDADO. Eles são severamente orientados para dizer
apenas "Não temos previsão", "Não sabemos", Não temos conhecimento"
etc... etc.." Como não dizem nada alem disso, são portanto de pouca utilide. Por isso, acho que a Previ lucraria mais ainda
se substituisse todos eles por um "atendimento de voz eletrônico".

Em todo caso, apreveito esse espaço para perguntar não a eles, mas ao Sr. Medeiros de cujo blog dificilmente se obtem notícia boa, onde, aliás, li algumas palavras assustadoras sobre provável supressão do BET.

Como é, Sr. Medeiros, o ES melhorado sai ou não sai?

Anônimo disse...

Pois é colega das 06:57 depois dizem que a PREVI não lucra em cima do ES???
Queremos já aumento salarial. Porcentagem igual a que deram para SASSEOM e demais conselheiros.

Aristophanes disse...

Colegas.
No “O ulo dos assistidos”, Marcos Cordeiro sugere um abaixo-assinado contundente e enumera temas para encorpar o gemido. Juarez Barbosa, com a melhor das intenções, pormenoriza termos do manifesto, para recolher sugestões e assinaturas. Marcos retorna, com sua notável e ferina retórica, para mostrar, publicamente, ao Juarez, a diferença entre “cobrança ou afago”. À semelhança de torcedores que invadem o campo, numerosos anônimos e poucos identificados, na discórdia e na indignação, no entusiasmo e na decepção, comentam e avaliam o resultado desse jogo, sem ganhadores.
Senhoras e Senhores! Hierarquizem os reclamos e postulações. Não abarquem tudo, sem apertar. Se esse abaixo-assinado conseguisse o milagre de 1000 assinaturas, estaria representando pouco menos de 1%(um por cento), do nosso universo! Deixem o Sasseron-Geni de lado. A nossa querida Previ – com essa ignominiosa atitude do silêncio e descontinuidade, no caso do ES, quer mostrar aos poucos 60.000 endividados irresponsáveis, quem é que manda. Nós só temos um contendor – não quero chamá-lo de inimigo – que é o Banco do Brasil(Patrocinador da Previ). É ele que nomeia o Presidente: ontem rosa, hoje flor, amanhã espinho. O voto-de-minerva é a suprema humilhação(criminosa e anti-democrática) que nos impõem. A resolução 26 é um dos produtos espúrios dessa violência, com a conivência dos Poderes. Portanto, se não nos libertarmos da cangalha infame do Patrocinador, estaremos tão somente alimentando briguinhas, aqui e acolá, por conquistas pontuais, que ora vão atender um grupo de interessados, ora vão motivar vitórias isoladas na Justiça, ora alimentarão o entusiasmo de associações orgulhosas de seus feitos. O resto é resto!
É um quadro desanimador. E pior, ainda, com a nossa desunião e falta de objetividade. Minha esperança estaria, quase utopicamente, na união das associações e no engajamento dos da ativa, próximos aposentados e sofredores. Abraço de afogado. Aristophanes Pereira.

Anônimo disse...

A BOLA DE CRISTAL DO MEDEIROS NAO FUNCIONA ALIAS,NUNCA FUNCIONOU.ACHO QUE DERAM UM CHEGA PRA LA NELE.AO POUCOS ESTA SAINDO DE FININHO,NAO PROCURA MAIS OS CONTATOS(?) E VICE VERSA.ACHO QUE SOUBE ALGUMA COISA MAS O PROIBIRAM DE FALAR AFINAL ESTA EM DISPUTA PARA A ANABB.

Anônimo disse...

É isso aí henrique.A nova prestação disponível é a anterior mais a margem atual.Não vai mudar nada praticamente para você;

Anônimo disse...

Olha pessoal, interessante o comentario de um anonimo que foi a Sede da Previ por conta de contato sobre emprestimo imobiliario, e disseran quando perguntado sobre melhorias no ES, que era assunto encerrado, que nao se falava mais nisto por lá.
Pois é, colega Marcos, ha uns 10 dias atras, um amigo meu, tambem foi ate o Mourisco, para pedir informaçoes sobre a Capec e etc, aproveitou em perguntos tambem sobre o ES, e a resposta foi a mesma, que este assunto ja era aguas passadas em 2011.
Eu nao quis comentar aqui, visto que tem pessoas que postam informaçoes falsas somente para semear a confusao e a discordia, mas como vi um comentario igual ao do meu amigo, tive que relatar a mesma coisa.
Desculpem, mas eu nao consigo mais decifrar o que se passa dentro da Previ.

Jairo Molina

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Empréstimo Simples: AAFBB pede resposta à PREVI

http://www.aafbb.org.br/materias.asp?idPublish=11997&sectionID=41

Anônimo disse...

Aristophanes,

dissestes tudo.
Como pesa essa 'cangalha'! As contribuições do patrocinador não o fazem 'acionista majoritário' da PREVI mas sofremos com o voto de Minerva. Os que são indicados presidente da mesma são, do nascedouro, comprometidos com o patrão. Lamentável e irremediável.
Fostes perfeito em sua cruenta e dolorosa interpretação dos fatos.

Amilton Miguez .:
Lagoa Santa MG

Anônimo disse...

Aristophanes disse em seu post
ontem rosa, hoje flores, amanhã espinhos.
O que será dos assisitidos da Previ?
Estamos cada dia mais ferrados.

Henrique Soares disse...

Meus agradecimentos a ELIANA,ADOLPHO e ao anônimo das 11.46

Anônimo disse...

Prezados colegas,
Votei no Lula(duas vezes) e na Dilma, em virtude da historia de vida de ambos.Não me arrependo.O único problema é que eles nao vieram sozinhos: trouxeram a cumpanheirada, com a qual foram aparelhados orgaos da administração direta e indireta federal e é aí que a coisa pega: Administram da maneira que eles qauerem ...
Essa é a gênese da famigerada resolução 026/2008.Dessa forma, a única coisa que temos de fazer é chamar a atenção da imprensa falada, escrita e televizada. E no proximo protesto na frente do mourisco, ele só terá sentido se reunirmos, no minimo 300 pessoas por umas duas horas e sem pedirmos ingresso àquele prédio, para que eles não pensem que estamos apenas querendo alguma atenção e um cafezinho...Caso contrario, seremos desmoralizados pela terceira vez. Ah, e com cartazes de protesto...muitos cartazes ...;

Anônimo disse...

Caro Marcos.
Tenho acompanhado os blogues e sei o quanto está sendo difícil essa luta. O que me trás aqui hoje, é sobre um colega que tem postado vários comentário no Medeiros, e esse em se tratando de elogios publica.
O senhor Heleno Pinto vem constantemente falando asneiras sobre a minha cidade que é o Rio de Janeiro. Tenho lido palavras contra esse povo que sofre muito. Como em todas cidades, o Rio está cheio de problemas, mas não posso admitir que esse fulaninho arrogante e maluco venha nos chamar de marginais.
Peço ao senhor Heleno, que modere o seu linguajar ao se dirigir a cidade da qual eu, e muitos desses que postam nesse blog pertencem.
Postei sobre isso no Medeiro, mas lá não adianta.
A ofença tem sido muito grande e causa-nos costrangimentos.

Só queremos lembrar ao senhor Heleno, que nós sabemos a onde ele reside.

Lilópolis, Madureira, nova Iguaçu, Engenho de dentro, Padre Miguél, Bangu. Esses bairros acompamham este blog e outros.

Forte abraço.

Rene. Rio.

Anônimo disse...

Até que enfim!!!
né Marcos?


150 X 180 urgente!!!

Vamos colegas!

FORÇA AAFBB!!! ESTAMOS MORRENDO!!

Anônimo disse...

Até que enfim!!!
né Marcos?


150 X 180 urgente!!!

Vamos colegas!

FORÇA AAFBB!!! ESTAMOS MORRENDO!!

Anônimo disse...

Prezado Marcos,
Li, no blog do Juarez, dois EXCELENTES E CONTUNDENTES textos do Joao Rossi Neto. Referidos textos não PODEM ficar de fora deste blog nem dos demais e se possivel, deveria ser publicado na imprensa especializada. Seria uma arma e tanto e muito melhor do que qualquer abaixi-assinado a um dirigente anestediado e que não nos daria qualquer retorno.Nosso pessoal - uma ampla maioria não tem intimidade com a internet e não está nem aí para as afliçoes do resto dos colegas. Está na hora de unirmos forças e não podemos nos dar o luxo de dispersarmos forças nesta hora. A união de, pelo menos, você, Juarez e Joao Rossi são uma necessidade e um MUST.

Anônimo disse...

Grande Rene! Só para lembrar: gentileza gera gentileza. Estamos juntos falou?

Firme seu Marcos, e conte conosco sempre.

Abraços. Toninho de Santa Cruz.

Anônimo disse...

AAFBB pede resposta?
Quem assina: Gilberto Santiago?
E voces acreditam?

Anônimo disse...

Buenas Renê.

Li teu comentário sobre as postagens do Heleno.
Conheço ele pessoalmente, inclusive foi meu vizinho de porta.
Não tenho procuração para defende-lo, mas posso te garantir que é pessoa de excelente caráter, mas como nós esta revoltadíssimo com a PREVI, e as vezes esta revolta, causa respingos para quem não tem nada com isto.
Seus comentários sobre o Rio de Janeiro, cidade orgulho de todos brasileiros, tenho a certeza que se devem exclusivamente as noticias que entram em nossas casas através dos meios de comunicação televisivos, e, para quem vive em uma cidade relativamente pacata, o medo da violência é normal. Neste mesmo comentário que fez sobre o Rio, também falou de forma desabonadora em Porto Alegre, a capital de todos nós gaúchos (alguns dizem que é a capital do mundo, mas acho um pouco de exagerp...hehehehe).
De qualquer forma, como gaúcho, e morador de Pelotas, peço-te desculpas se as palavras do meu conterrâneo foram ofensivas ao povo carioca. Tenho muitos amigos que moram no Rio, e são pessoas de excelente proceder e de uma idoneidade incontável. Não nos queira mal, e as porteiras do nosso Rio Grande estão sempre abertas a pessoas que queiram vir comer um churrasco, e se somar na defesa dos interesses maiores de nosso país e de nossa PREVI.
Gaúchos e cariocas irmanados na defesa dos interesses dos assistidos da PREVI.
E se necessário, darei um cutuco aqui neste guasca.
Um abraço.
Rovere

Anônimo disse...

Somente agora me dei conta do seguinte:

Há tempos foi criada a PREVI - Caixa de Previdência dos FUNCIONARIOS do Banco do Brasil.

Percebi que é dos FUNCIONÁRIOS mesmo - petence somente aos que estão na ativa ainda. Somente eles estão sendo verdadeiramente beneficiados (aposentadoria sem contribuição, BET, participação nos lucros, aumentos acima da inflação, etc..). O nome já diz: "dos funcionários". Aposentados e pensionistas estão de fora. Precisamos provar?

Recado para os da ativa do Plano 1:
Ajudem a salvar o patrimônio do Plano doe Benefícios 1, ajudem-nos a lutar pela melhoria nos benefícios dos aposentados e das pensionistas, pois mais cedo, ou mais tarde,estarão do lado de cá, na nossa arquibancada, assistindo nossos bilhões serem repassados àquele "senhor" a qual pertenciam..

Anônimo disse...

Ô colega, se assim pode-se dizer, de 19 de outubro de 2011 11:26
O anonimato é terrível e covarde.

POR QUÊ VOCE NÃO SE IDENTIFICA? AFINAL ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO.

CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Caro colegas
A deputada Cidinha Campos e uma ótima pessoa para ajudar-nos de uma certa forma com nossos propósito e desvaneio de nossa PREVI
Vejam um vídeo da deputada denunciando em plenário o deputado NADER.
E tirem suas conclusões.
http://www.cidinhacampos.com.br/0,,VID340-142,00.html

Ademar disse...

Colegas,

Se os funcionários da Previ,alegam desconhecer todo o movimento dos blogs e afirmam ser minimo o numero de assistidos que querem o aumento do ES 150X150, é o momento de entupirmos a seção "Fale Conosco" do site da Previ solicitando o aumento do ES, muito embora já saibamos a resposta.Mas não poderão alegar que desconhecem nossa necessidade.

Anônimo disse...

Anonimo das 16:58

Foi o que eu fiz, depois de ler alguns comentarios que os atendentes da Previ estao se fazendo de PEIXE MORTO, dizendo que nao sabem da gritaria do pessoal a respeito do ES, eu de ontem para ca ja enviei 23 emails para Previ e Sasseron, perguntando e exigindo melhoras no ES, ja que nao respondem, eu pelo menos vou ficar incomodando DIRETO.
pode nao dar em nada, mas francamente tambem nao nada melhor para fazer, entao vou protestar ate morrer.

Dirceu Medina

Anônimo disse...

COLEGAS

SÒ HÀ UM CAMINHO: JUSTIÇA
PRA VACA NAO IR PRO BREJO

Anônimo disse...

COLEGA,

A JUSTIÇA, ALÉM DE POUCO CONFIÁVEL, É LENTA. E O ES
É PRÁ ONTEM, NÃO É PRÁ DAQUI A
10, 20 ANOS!!!

ALIÁS, NÃO É À TOA QUE QUANDO NOS DIRIGIMOS AOS MAGISTRADOS,
USAMOS A EXPRESSÃO "ESSELENTÍSSIMO JUIZ"

UM ABRAÇO

Anônimo disse...

Bom dia Marcos e demais colegas.
Aqui são 8:40 h, dia 20 e, até agora, o BB não aprovisionou e nem debitou as prestações do CDC Funci.
Com mais alguém acontece isso? Novidades à vista?
Grato e PAZ E BEM!

Fernando Lamas
Valinhos(SP)

Anônimo disse...

Bom dia, colega Fernando!
O meu também não. Estou anciosa para saber o que aconteceu, pois ainda não fui ao banco.Vamos rezar para que não descontem esse mes, não é verdade?E o que vc fez, retirou tudo?

Pensionista disse...

Colegas, fiquei muito triste agora pelo fato das pensionistas não terem direito nenhum na POUPEX. As pensionistas não podem fazer Emprestimos pois o BB não aprova.Nós somos discriminadas mesmo!
Coitadas das viuvas!!!

Anônimo disse...

Caro Fernando Lamas, tambem nao aprivisionou o meu CDC Funci, mas DUVIDO que amanha ja nao apareça devidamente descontado na minha conta.
Caso um dia isto nao aconteça, vou ter que me beliscar umas tres vezes, para ver se é sonho, porque vindo do BB ou da Previ é fato da serie ACREDITE SE QUISER!!

Abraço Dilson

Anônimo disse...

Colega Fernando Lamas, pode ver na area dos extratos, em agenda financeira, que aparece o lançamento da parcela deste CDC, significa que provavelmente, apesar de como de costume nao ficar ja retido no dia de hoje, porem com certeza amanha a MAOZINHA DO BB sera implacavel e ira descontar normalmente.

Alvaro Garcia

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida:

Tenho esperado tanto, nesta vida, que surja uma pessoa de grande inteligência, nos tirar desse sufoco!

Ontem, tive a alegria incontida de apoiar o Marco (Sou o Júlio César, de Peruíbe(SP).

Hoje, 20/10/2011, entôo hinos em louvor à iniciativa do Chirivino, ao criar um banco de dados, que será, quiçá, nosso azimute de orientação, para ações objetivas, deixando de lado nossas questões baseadas no subjetivismo equivocado das pretensões, de um e de outros, de se tornarem nossos líderes emergentes....há que prevalecer o bom senso, a lógica, não a disputa de egos, o narcisismo egocêntrico, a exposição redundante de palpites de nossos grupos, que a acabam por se tornarem desacreditados.

Há que haver UNIÃO, eis que é esse o momento.... hora de agir rápido !!!! Disparar nossa flecha bem no peito do inimigo comum.

Deletar essa "oligarquia" que tomou conta de nossas agremiações,...que se locupletou...encheu o bolso, fez seus "pés de meias", e, na verdade, nada fez por nós. Se aboletou, empregou seus parentes e aderentes, não querem largar o osso!!!

Percebamos: minhas palavras não recebem retornos...mas, se fizermos uma lista, veremos que quando a mensagem é do Faraco, do Tolendhal, do Milton Bertoco , Chirivino, Cleide e muitos outros, todos nós nos motivamos....Somos , grande parte, do interior, não temos o nível de informações necessário para nossos neurônios fervilharem, e, FALO POR MIM, espero que surja um líder, meu futuro "alter ego"..Acho que esses homens que citei, e também algumas mulheres notáveis, deveriam mesmo é que assumir a situação, se unirem, e orientar quem deles precisam, como eu. Os menos medíocres do que eu, que os dispensem, Euzinho, de minha parte, não posso....preciso dessas Luzes, dessas pessoas iluminadas. Júlio César, do Or.'. de Peruíbe(SP)

Não é mais possível as mesmas pessoas comandarem a ANABB, a Cassi, a Previ, o Satélite, se aboletarem, e ficarem para sempre numa boa, e, quando já ricos, vão se tornando amorais, fazendo conchavos, vão se cooptando com a corrupção sistêmica que contamina o país, enriquecem cada vez mais, formam verdadeiras quadrilhas familiares, contando com a impunidade, e, como disse um alter ego meu...NADA ACONTECE,....NADA ACONTECE.....NADA ACONTECE....!!!!!
(Julio Cesar de Peruibe(SP)

FUZINELLI disse...

Julio Cesar de Peruíbe SP.
Disse tudo. Parabéns.
Antonio Fuzinelli
Arapongas PR

Anônimo disse...

Caiam na real!
Os diretores da Previ e do BB só vão se "sensibilizar" se estiverem sendo ameaçados de algo realmente sério quanto ao futuro de suas carreiras.
Não adianta perder tempo entupindo a PREVI de e-mails ou apelando para Sasseron & Cia. Eles não sentem nem cócegas.
Só mesmo através de denúncias na mídia ou intervenção de parlamentares ou algo que incomode o governo Dilma, que cada vez mais se afunda em escândalos.
Do contrário, os blogs servirão apenas de muro das lamentações dos desesperados por uns "trocados".
Sem mais.

Anônimo disse...

marcos, você sabe se a Cooperforte negocia os débitos?Eu não tenho mais como pagá-los.Já retirei o débito da folha de pagamento.

Anônimo disse...

“Vou ter que desligar. Tenho um compromisso agora...” Essas frases preenchem o balãozinho de uma charge (só pode ser isso) estampada na capa da revista PREVI de agosto/2011, que traz a imagem de três velhinhos surfistas. A imagem é uma chamada para o texto “Vida de aposentado: Com longevidade, quem encerra a carreira aproveita o tempo livre como nunca”
Honestamente, não pude conter a indignação!
Fiquei rebuscando adjetivos para externar a minha raiva contra a atitude desse governo petista - e da própria PREVI - contra o direito que os aposentados do Banco do Brasil têm de ter uma aposentadoria pelo menos confortável, já que superávit não falta ao balanço de nossa caixa de previdência.
Seria deboche? Cinismo? Troça? Vitupério? Escárnio?
Frances Brito

Anônimo disse...

Caro Julio Cesar, Parabéns pelo que vc escreveu e deve a dignidade de transmitir para nós. Muitos pensam como você mas não possuem coragem para admitir.
Junto-me a você neste momento DECISIVO e faço minha as SUAS PALAVRAS.
Senhores citados, Marcos em especial, nós precisamos de vocês.

Roberto - RJ

Anônimo disse...

O Sr. Heleno sempre ataca a cidade do Rio de Janeiro, e sempre gritando (na internet é falta de educação escrever em caixa alta, pois equivale a gritar). É um grosso. E aposto que ele vai responder que como anônimo eu não tenho direito de falar nada, etc, etc. É melhor ser anônimo educado do que cavalo identificado.

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Em relação ao ES cuja a solução alguns colegas ainda veem na Justiça, gostaria de dizer que o ES é para ontem, não é para daqui a 10 ou 20 anos, não.

Até porque, além de pouco confiável, a Justiça é lenta. Muito lenta.

Aliás, não é à toa que, ao se dirigirem aos magistrados, os advogados usam a expressão "Esselentíssimo Juiz".

Um abraço.

Anônimo disse...

O anônimo das 13:22 hs.de 19 de outubro deve ter estômago de avestruz. Votou 3 vezes nos responsáveis pelos descalabrados que ocorrem no BB e na PREVI e não se arrepende!!!!!!!! Vá gostar de engolir sapos lá não sei onde...

Anônimo disse...

Noticia do dia de hoje 20/10
Fonte: Portal Terra

Banco do Brasil é o maior da América Latina, diz revista

O ranking "Os 250 maiores bancos da América Latina", publicado anualmente pela revista AméricaEconomia traz este ano o Banco do Brasil (BB) na primeira posição. Esta é a segunda vez seguida que o BB lidera a lista, que leva em consideração o ativo total das instituições da região.

Os ativos do BB no Brasil somaram em torno de US$ 492 bilhões no primeiro semestre, crescimento de 35,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O BB possui uma carteira de crédito de US$ 185 bilhões, o equivalente a 13% de todos os bancos da América Latina. O lucro no 1º semestre deste ano esteve em torno de US$ 3 bilhões, o maior da América Latina.
A lista dos cinco maiores bancos por ativo se completa com Itaú Unibanco (US$ 480,6 bilhões), Bradesco (US$ 432,6 bilhões), Caixa Econômica Federal (US$ 293,4 bilhões) e Santander Brasil (US$ 270,5 bilhões).

Além dos cinco primeiros colocados, o Brasil teve 74 bancos listados entre os 250 maiores, mais do que o dobro do México (30), segundo país em número de instituições presentes no estudo. No total, 17 países tiveram ao menos uma instituição entre as 250 maiores da América Latina.

O levantamento completo está na edição de outubro da revista.

POIS É, O QUE DIZER DESTA NOTICIA?
AJUDAMOS NESTA COMQUISTA E AGORA A VERDADE É NOS DÄO BANANAS DE MELHORIAS.
SO PODE SER MESMO O MAIOR DA AMERICA LATINA, ASSALTANDO E METENDO A MAO NO QUE ERA DE DIREITO NOSSO, ASSIM, NO GRITO, ATE EU SERIA O MAIOR CABEÇA BRANCA BEM SUCEDIDO DE TODA A AMERICA.
ENQUANTO ISTO O TAL ES MELHORADO, NINGUEM SABE, NINGUEM VIU E POR GENTILEZA NAO PERGUNTEM...

ABRAÇO DILSON

Anônimo disse...

Caros colegas,
Antes que me critiquem, digo que sou tomador do ES, mas que no momento não necessito da elevação do valor do mesmo. Desde que passei a acessar este blog (há mais de 8 meses) tenho lido muitas sugestões e opiniões que, invariavelmente, acabam em nada,pois sempre aparece alguém criticando ou sugerindo outra coisa. Desde então, nada de concreto aconteceu, e, penso que nada vai acontecer,pois a maioria dos participantes do blog pensa em causa própria.Sobre o abaixo-assinado à PREVI, seria bom, pois assim ela tomaria conhecimento da n/insatisfação qto ao não andamento das negociações prometidas.Acrescentar no abaixo-assinado o ES, seria, a meu ver, prejudicial ao atendimento dos demais ítens, poeque p/ a PREVI aumentar o valor do ES éfácil, haja vista que não se trata de benefício, mas tão sòmente de empréstimo. Assim, ela argumentaria que atendeu em parte n/pedido e a maioria dos participantes satisfeita por ter o ES realinhado, a prestação aumentada e o líquido no contra cheque, diminuido.

antonia disse...

Realmente o João Rossi Neto está fazendo muita falta no nosso blog. Ele é de uma objetividade que dispensa qualquer comentário. Não que os outros não sejam bons, mas ele é ótimo. Sou fã de tudo que ele escreve. É o único que leio todo o texto sem me cansar. É apaixonante e conveniente a maneira como aborda os temas que interessam diretamente a maioria dos associados.
Rossi, continue dando sua contribuição mesmo de longe. Nós agradecemos.

Anônimo disse...

Aqui na minha cidade. Corri atrás de colegas, para o caso dos autopatrocinados e ação do benefício inicial. Voces precisavam ver as respostas que ganhei, um: nem sei meu email, o meu filho é que sabe.... outro: depois te ligo.... outro: cê sabe que nem li o email que você me mandou, outro: há!!! estou esperando a resposta do colega tal, se ele entrar com a ação eu também entro... outro: (no processo trabalhista), resposta de três ao mesmo tempo, sendo um dêles formado em direito: tenho medo da sucumbência, não vou entrar com este processo não!!!!(sucumbência no processo trabalhista que é igual à custas, para quem não sabe é somente 2% sôbre o valor inicial da ação ou seja quase nada.
Realmente no protesto judicial eu até desisti de ir convocá-los, minha mulher nem deixou, por ser perda de tempo.Não querem nada, não sabem nada, não dão conta de nada, não sabem nem operar um computador. Êstes são nossos ex-colegas do BB. No dia 20 você vê todos na porta do banco para sacar seu rico dinheirinho. Mas se você perguntar-lhes sôbre superávit ou ANABB, não sabem de nada. Eram acomodados na ativa e continuam acomodados na aposentadoria. Um absurdo.
Não sou melhor do que ninguém, mas vasculho a internet todos dias: sites TRT, TST, STF, STJ, blogs e diversos, pesquiso meus processos todos os dias, corro, vou atrás, consulto, tomo opiniões e converso com advogados do Ceará ao RS, haja visto a minha insistência com o protesto judicial dos autopatrocinados, tenho 58 anos, 34 anos de casado, tenho nível universitário em CIÊNCIAS, por sinal deveria ter feito DIREITO,minha tardia paixão, discuto com advogados e até descrubro que às vezes sei mais que alguns, não me acho velho, mas com mente ativa. Sempre busco meus direitos. Leio muito atraves da internet. Passo horas no PC por busca de direitos, que na verdade são para minha família.
Sinceramente não consigo entender os ex-colegas. É um enorme desperdício. E eu não gosto de desperdício.A inteligência é um dom que teremos que prestar contas a DEUS pelo seu não, ou mal uso.

APOSENTADOS DO BB ACORDAI-VOS!!!

CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Colegas, como fica o ABAIXO ASSINADO? morreu na praia? logo na primeira divergência de conduta?
Não estamos todos no mesmo barco? porque não acertar os ponteiros sem melindres de ninguém,estamos querendo nos fortalecer, não vamos nos desunir, o importante mesmo é fazer alguma coisa, cruzar os braços e esperar que caia do céu, não vai dar em nada.

Anônimo disse...

Mas é claro que o nobre colega Rossi faz uma extrema falta, alias, coisa que eu desejaria de ver antes de ir para o "älem", era se um dia numa destas reunioes da Previ, abrissem espaço para uma representaçao VERDADEIRAMENTE NOSSA, ja pensou na mesa o Rossi, Marcos, Juarez, De Bem, Raul, Claudia, Zanela, Leopoldina, Edgar...
Ah, queria ver o Sasseron e conselheiros se viriam com conversinha para BOI DORMIR.
Sei que isto é uma visao um tanto impossivel, mas so de imaginar uma cena destas fico maravilhado, queria ate dormir e sonhar com uma coisa destas.
Era capaz de rachar o predio da Previ de ponta a ponta!!!
Alias acho que uma comitiva deste nivel tao formidavel podia agendar uma palavrinha com o Sasseron para perguntar cara a cara que fim levou nossa melhoria do ES.

D.K

banco do brasil (em minusculas) eh o maior da america latina disse...

O bb nunca constou na relação das 100 melhores empresas para trabalhar.
Por que será?
E o Itau e o Bradesco, que os mais antigos consideravam bancos de segunda categoria, figuram entre as 100 empresas.
A verdade eh que as administrações do bb somente visam o resultado, inclusive com ajuda do superávit da previ.
Sinal dos tempos de decadencia do bb e previ.
Luiz

Anônimo disse...

Meu amigo das 20 de outubro de 2011 08:34

Eu já disse isso aqui. Êle é no mínimo mal educado, não lhe tiro a razão pelo conteúdo dos posts, mas deveria escrever educamente. Deveria escrever em letras miúdas. Com certeza tem educação. A partir de agora tenho certeza de que ele a usará. Concordo plenamente com voce.
Celso Bernardes
Formiga/MG

Anônimo disse...

RESUMINDO:

SEM AJUDA DA MÍDIA/IMPRENSA NADA ADIANTA. SIMPLES ASSIM.

Anônimo disse...

Senhor Rossi, deixa de bobagens e volta, está parecendo criança pirracenta. Pare com isso, vai?
Volta prá gente, o Medeiros já era!!Ou melhor, nunca foi.
Eu "particulamente" adoro tudo o que o senhor posta, até as broncas.
Vamos somar forças e darmos as mãos outra vez?

Vem amigo! Eu tenho CERTEZA que o Marcos gosta muito de ti, e nós também!!
É ou não é blogueiros?

Você é algo assim é tudo prá mim é mais do eu sonhava vem, vem, agora vemmmm.....
Sou feliz! Não, não vai embora...
Tim Maia.

Pensionista decepcionada.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

---------- Mensagem encaminhada ----------
De:
Data: 20 de outubro de 2011 21:27
Assunto: OS ASSOCIADOS DA PREVI SÃO PISOTEADOS
Para:
PARA QUE AS NOSSAS LIDERANÇAS E NOSSOS AMIGOS QUE AGUARDAM SOLUÇÕES, TOMEM CONHECIMENTO DE MAIS ESTA INVESTIDA, AGORA SOBRE O CONSELHO DELIBERATIVO.
===================================
Cc: "Presidenta Dilma Rousseff" falepr@palacio.planalto.gov.br, "presidente dida" presidencia@bb.com.br, previc@previdencia.gov.br
===================================
AOS SENHORES, COLEGAS, CONSELHEIROS DA PREVI,
Robson Rocha (Presidente) Carlos Eduardo Leal Neri BB
Ivan de Souza Monteiro Amauri Sebastião Niehues
BB
Alexandre Correa Abreu Eduardo Cesar Pasa BB
Mirian Cleusa Fochi Waldenor Moreira Borges Filho Eleitos
Celia Maria Xavier Larichia Luiz Carlos Teixeira Eleitos
William José Alves Bento José Souza de Jesus Eleitos
Robson Rocha (Presidente) Carlos Eduardo Leal Neri BB
Ivan de Souza Monteiro Amauri Sebastião Niehues
BB
Alexandre Correa Abreu Eduardo Cesar Pasa BB
Mirian Cleusa Fochi Waldenor Moreira Borges Filho Eleitos
Celia Maria Xavier Larichia Luiz Carlos Teixeira Eleitos
William José Alves Bento José Souza de Jesus Eleitos
PARA QUE DEPOIS NÃO VENHAM A PÚBLICO DIZER QUE DESCONHECIAM O ABERTO CONFRONTO, EXISTENTE
ENTRE OS PARTICIPANTES, LÍDIMOS PROPRIETÁRIOS DA PREVI, E O SR. JOSÉ RICARDO SASSERON, PARA NOSSO PROFUNDO PESAR, DIRETOR DE SEGURIDADE DESSA CAIXA.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

É EVIDENTE QUE ESSE INFELIZ CIDADÃO, AO TER CONHECIMENTO DA DIFÍCIL SITUAÇÃO DE COLEGAS QUE AGUARDAM, APENAS, O DEFERIMENTO, DE NOVOS LIMITES E PRAZOS, DESTE EMPRÉSTIMO, PARA REFAZER A SUA VIDA, INTERPÕE, COM A MAIOR FRIEZA E PERVERSIDADE, INÚMEROS OBSTÁCULOS PARA QUE ISTO OCORRA.
E PARECE QUE LHE DÁ PRAZER VER O SOFRIMENTO DOS OUTROS, NÃO SE PODENDO VISLUMBRAR QUALQUER ÓBICE CAPAZ DE JUSTIFICAR SUA ATITUDE. QUAL O PROBLEMA PARA DEFERIR MAIOR PRAZO E LIMITE PARA UM MECANISMO DE EMPRÉSTIMO JÁ CONSAGRADO E ANUALMENTE RENOVADO. PELO MENOS ISSO. JÁ NÃO ESTAMOS NEM FALANDO SOBRE O COMPROMISSO ASSINADO, E ATÉ AVALIZADO POR MEMBROS DO GOVERNO, DE REABERTURA DE NEGOCIAÇÕES NO INÍCIO DESTE ANO. SÓ QUERIAM COLOCAR A MÃO NO DINHEIRO DO SUPERAVITE E SALVAR O BANCO DO BRASIL DA VERGONHA DE AMARGAR POSIÇÕES INFERIORES AOS DEMAIS BANCOS DE PRIMEIRA LINHA, POR FALTA DE COMPETÊNCIA.
AGORA APOSENTADOS E PENSIONISTAS QUE SE DANEM.
SERÁ QUE ESSE CONSELHO PRETENDE EXPOR A PREVI, AINDA MAIS, SOMANDO AOS PROBLEMAS ORA SOB DILIGÊNCIA DA PREVIC, MAIS UMA MOÇÃO NACIONAL DE SEUS PARTICIPANTES EM BUSCA DE SEUS DIREITOS? UM GRANDE ABAIXO ASSINADO A NIVEL NACIONAL, PARA SER ENTREGUE TOMANDO DE ASSALTOS SEUS REFRIGERADOS GABINETES?
SERIA INTERESSANTE PARA A PREVI, QUE SEJA DIVULGADA A PENÚRIA VIVÍDA POR GRANDE PARCELA DOS PARTICIPANTES, ESPECIALMENTE AS PENSIONISTAS, EM EVIDENTE CONTRASTE COM SUA NABABESCA SITUAÇÃO?
HÁ QUANTO TEMPO A DIRETORIA DA PREVI NÃO SE PROPÕE REVER AS APOSENTADORIAS E PENSÕES, FORA DA ÉPOCA E DO DEFASADO ÍNDICE DE CORREÇÃO ANUAL? NÃO ESTARIA NA HORA? DINHEIRO PARA DOAR AO BANCO DO BRASIL SEMPRE TEM, PARA COMPRAR TÍTULOS PODRES POR ORDEM DO GOVERNO TAMBÉM, MAS PARA NÓS, NEM UM EMPRÉSTIMO, COM O NOSSO DINHEIRO,
E QUE VAMOS PAGAR ?
AGUARDAMOS UMA ATITUDE DE BOM SENSO DE PARTE DESSE CONSELHO. É UMA ÚLTIMA TENTATIVA DE RESOLVER PARCIALMENTE A SITUAÇÃO. A PANELA ESTÁ FERVENDO, O DESESPERO ESTÁ TOMANDO CONTA DE CHEFES DE FAMÍLIA E AS LIDERANÇAS E MODERADORES DE GRUPOS SE ESFORÇAM PARA SEGURAR UM POUCO O ÍMPETO DA INDIGNAÇÃO, ESPECIALMENTE COM ESTE TAL DE SASSERON, A QUEM PROMETEM, ATÉ, CHEGAR ÀS VIAS DE FATO.
NÃO SE BRINCA COM A MASSA.

EDISON DE BEM E SILVA
PELOTAS-RS

paraguassu disse...

Passou da hora dos planejamentos/ameaças vãs e chegou o momento de uma ação bem organizada. Precisamos de pelo menos 100 colegas dispostos a se "ALISTAR" em nossas "FILEIRAS",informando seus nomes, matrículas, endereços, telefones e que assegurem o incondicional comparececimento na porta do Mourisco. Quem se prontificar, deverá estar disposto a portar faixas e distribuir panfletos contendo denúncias sobre a gestão temerária da atual diretoria, o descaso do realinhamento do Empréstimo Simples e os gravíssimos problemas que estão colocando em risco nosso fundo de pensão. Aquele que não quizer ter seu nome publicado solicite ao dono do blog (desde que o mesmo concorde em coordenar o movimento). Vamos sair dos pijamas e partir prá batalha, pois só assim seremos ouvidos. Eu sou o recruta número 1. Quem mais se habilita???

elvira disse...

Colegas,

A exemplo da mensagem do colega Edison de Bem, com cópia para toda a turma, não poderia ser feito também nos mesmos moldes, para as demais reivindicações?
Achei muito boa idéia!
Abraços

Anônimo disse...

Carta desabafo de uma bancária à Globo
Do sítio do Sindicato dos Bancários de Divinópolis e Região:

Carta à Direção Globo de Jornalismo

Sr. Carlos Henrique Schroder,

É com grande insatisfação que escrevo aqui em nome de quase 500 mil bancários existentes no Brasil.

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que estamos indignados com o tratamento que os telejornais da Central Globo de Jornalismo, subordinada a sua Direção Geral de Jornalismo e Esportes (DGJE), estão dando a nossa greve.

Todos os dias suas reportagens altamente parciais (sempre do lado dos banqueiros, o capital de vocês) mostram nossa greve prejudicando clientes, idosos, etc. O que vocês não mostram é o quanto nós somos prejudicados o ano inteiro.

Sr. Carlos Henrique Schroder, aos 16 anos, quando entrei para a faculdade de jornalismo, eu achava que poderia mudar o mundo.

Aos 20, quando acabei a faculdade, percebi que o mundo é que havia me mudado.

Decidi ser bancária, que por sinal é uma profissão muito digna, talvez até mais digna do que aquela profissão que me fez passar quatro anos na universidade.

Sr. Carlos, nós, bancários, trabalhamos feito robôs. Em minha agência somos 24 funcionários e temos que atender em média 500 clientes por dia, em seis horas de trabalho, sendo no máximo 15 minutos para atender cada cliente, o que matematicamente torna-se uma conta impossível.

Nesses 15 minutos que temos para atender os clientes, em vez de resolver os problemas deles, temos que oferecer produtos que eles não precisam. Temos que empurrar seguros de vida a universitários; temos que vender (com muita dor no coração) títulos de capitalização e colocar cheque especial na conta de idosos que só ganham um salário mínimo. Fazemos empréstimos com juros absurdos para aposentados do INSS que não sabem nem ler. Fazemos tudo isso porque somos obrigados pela instituição capitalista que paga nosso minguado salário.

Anônimo disse...

Trabalhamos de seis a oito horas contratuais fazendo tudo o que podemos para garantir o lucro da nossa empresa, sem contar as horas extras e também as horas “bestas” (fora do ponto eletrônico).

Em quantos e quantos meses já perdemos boa parte do nosso salário para pagar diferenças de caixa provocadas por dias de pico onde não conseguimos nem almoçar? Isso sem contar que só temos 15 minutos para engolir a comida e escovar os dentes!!! Em quantos e quantos dias deixamos de beber um copo de água sequer, ou mesmo deixamos de ir ao banheiro para necessidades lógicas?

Sr. Carlos, o Banco em que eu trabalho (BB) teve um lucro de mais de 6 bilhões só no primeiro semestre deste ano. O Itaú lucrou mais de 7 bilhões e o Bradesco mais de cinco.

Sr. Carlos, todo esse dinheiro daria para construir dezenas de escolas e hospitais em toda parte do nosso país, e o Sr. Tem que concordar que o Brasil é muito carente nessas áreas.

Quantos milhões de reais os bancos não gastam todos os anos com publicidade e propaganda na sua emissora? O Bom Dia Brasil tem o oferecimento do Banco do Brasil, o Jornal Nacional é patrocinado pelo Bradesco, fora os outros telejornais e os comerciais dos outros bancos que sua emissora veicula todos os dias.

Sr. Carlos, os escriturários do BB recebem R$ 1.400,00 líquidos para sustentar suas famílias. Temos um bom plano de saúde, graças a Deus, e um auxílio alimentação que dá pra abastecer uma casa, mas o Sr. Tem que concordar comigo que R$ 1.400,00 não dá pra manter o padrão que os bancários precisam para trabalhar.

Temos que nos vestir bem e ter uma boa aparência, afinal trabalhamos nas empresas que mais dão lucro no Brasil e precisamos ter uma boa apresentação.

O que nos deixa mais indignados é que seus telejornais nos mostram como vilões da sociedade, exterminadores de benefícios de velhinhos, grevistas baderneiros, como se nós não quiséssemos trabalhar,

Anônimo disse...

Sr. Carlos Henrique Schroder, nós não estamos de férias, nós estamos exercendo um direito constitucional que nos foi dado; passamos em concurso público e nos classificamos entre milhares de pessoas. Acho que merecemos ganhar um pouco mais pelo que passamos todos os dias, o Sr. não acha?

Nossa greve não é só por nós, é principalmente pelos clientes. Os bancos têm estrutura suficiente para contratar mais funcionários, tirando assim o peso da carga que carregamos, pois cada um de nós trabalha por cerca de 10 pessoas que não existem. Com mais funcionários, os clientes ficarão menos tempo nas filas intermináveis e terão uma qualidade de atendimento muito melhor.

O que queremos é que seus telejornais e jornalistas prezem aquilo que de mais importante eu aprendi na universidade: a verdade e a ética jornalística.

Não deixem o capital se sobrepor aos valores éticos e à verdade nua e crua. Mostrem o que realmente acontece, não escondam nenhum dos lados.

Não acho correto mostrar apenas o lado ruim da greve, pois com toda certeza do universo, Sr. Carlos, o lado negro dessa história não é a greve, não é mesmo! A greve é nossa única chance cobrar o que nos é direito.

O Sr. sabe que a economia do país teve uma inflação considerável e nosso aumento real seria de apenas 0,56%, o que é absurdamente injusto se compararmos com o lucro que nós, funcionários, proporcionamos aos bancos de 2010 para 2011.

No governo FHC passamos 8 anos sem aumento nenhum, e a inflação cresceu a cada ano. Nosso salário estagnou.

O salário mínimo cresceu mais de 400% de 2002 a 2011, enquanto nosso salário aumenta a passos miúdos. Se continuar neste ritmo, daqui a uns anos vai valer mais à pena ganhar um salário mínimo do que trabalhar em um Banco.

Bom, Sr. Carlos, acho que já falei demais. Eu não o conheço, mas sei que o Sr. tem um currículo que muito jornalista gostaria de ter e ocupa uma posição respeitável. Quero parabenizá-lo por isso. Sei também que minha indignação não vai resolver nada e sei que seus telejornais continuarão parciais por toda vida, pois isto é política da emissora e não há o que se fazer. Mas desabafei o que estava engasgado na garganta de milhares de bancários de todo o país.

Saiba que vendo o que se passa hoje na televisão brasileira, me orgulho de ter optado por sofrer um pouco sendo bancária do que ter um pouco mais de dinheiro e não dormir à noite sendo jornalista da emissora a qual o Sr. faz parte.

Grata pela atenção,

Teresa Roberta Soares - Bancária, cidadã brasileira e cliente de banco, que apóia a greve.

Anônimo disse...

Rossi, querido. Estou de pleno acordo com a colega que se entitula Pensionista Decepcionada.
Aliás, minha colega, eu também ando muito decepcionada com os nossos dirigentes, que só tem nos dirigidos para o abismo.

Abraços a todos da AAPPREVI.

Aproveito para mandar um recado a esse vovô Heleno Pinto sem nobre.

Venha conhecer o Rio...
lindas praias, mulheres deslumbrantes, melhor carnaval do mundo, belos estádios de fetebol, exelentes restaurantes, gente educada. Somos cariocas povo alegre e de bem com a vida.
Repare senhor Heleno, a essas pessoas que aqui postam, quando são do Rio, nota-se alegria até no clicar.
O Rio lhe deseja aquele Abraço!!

Ana Carolina.
Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Parabens Edison, fico tambem imaginando a sua distinta pessoa, junto com o Marcos, Rossi, Raul, Leopoldina, Zanela e etc, olho a olho com Sasseron e demais conselheiros, como disse um colega, cobrando uma satisfaçao em nome dos 120,000 participantes do plano.
Penso que "tapinha nas costas" e cafezinho desta vez nao ia adiantar.
Acho que esta na hora de enviarmos nossa tropa de elite, nossos oficiais mais distintos, para saber o que realmente esta acontecendo com os dirigentes silenciosos da Previ, afinal o que fazem por lá?
Tantas reunioes e nem um esclarecimento ou previsao sobre o ES, e o restante das promessas, ficou no fundo de alguma gaveta, arquivo, armario...
Tambem gostaria de ver isto acontecer, seria algo para tremer os alicerces da Previ.

Rui Carlos Lima

Anônimo disse...

"era se um dia numa destas reunioes da Previ, abrissem espaço para uma representaçao VERDADEIRAMENTE NOSSA, ja pensou na mesa o Rossi, Marcos, Juarez, De Bem, Raul, Claudia, Zanela, Leopoldina, Edgar..."

Pois é colegas, por que isto ainda não ocorreu? Pq a AAPPREVI, a AFABB, o Dr. Medeiros e todas essas pessoas de Bem citadas acima, ainda não solicitaram essa audiência com o todo poderoso Sasseron e quiça o presid. Flores?
Acho uma boa idéia, e seria melhor do que vassouradas, abaixo assinado etc. Pensem nisto, façam, todos agradeceriam esse gesto, e tenho certeza que teríamos finalmente resposta da PREVI para nossas reinvindicações. Vamos lá gente, requeiram a audiência, trabalhem juntos. Vocês falam tanto de união, pois é, se unam e sejam nossas vozes. Obrigado.

Valter Silva
Campo Grande

HELENO PINTO NOBRE disse...

PARA A COLEGA; NEM SEI SE APOSENTADA ; ACREDITO EU ANA CAROLINA; EU NÃO TENHO NADA CONTRA NENHUMA PESSOA QUE MORA NO RIO DE JANEIRO.
MEU MEDO É BOTAR MEUS PÉS POR AHI. AHI TEM BALA PERDIDA; TEM ARRASTÃO. TEM EXPLOSÃO DE RESTAURANTE.

VAIS DIZER; ESTE VOVÔ HELENO SEM NOBRE É MUITO NEGATIVO. FAZ O SEGUINTE; MANDA AS REDES DE TV PARAREM DE TRANSMITIR COISAS RUINS. LEMBREI OUTRO DETALHE O GOVERNADOR DE VOCÊS SR.SÉRGIO CABRAL; AMIGO DO PRESIDENTE LULA PODERIA NÃO TENTAR ARREBENTAR COM OS COITADOS DOS BOMBEIROS QUE ESTAVAM APENAS PEDINDO UM PEQUENO REAJUSTE DE SEUS VENCIMENTOS.

QUEM NÃO SABE QUE O RIO DE JANEIRO É UMA CIDADE MARAVILHOSA E PORQUE ELA SE TRANSFORMOU DE CIDADE MARAVILHOSA NUM LUGAR TÃO PERIGOSO ? SERÁ QUE NÃO É POR CAUSA DOS MAUS EXEMPLOS QUE VEM SEREM DADOS PELOS GOVERNANTES ; SEJA DAI; SEJA DE BRASILIA.

OS BANDIDOS ( E AI NÃO EXISTE NENHUM ) ESTÃO JUSTIFICADOS POIS VEÊM OS MAUS EXEMPLOS DADOS POR NOSSOS GOVERNANTES.
SEI QUE MUITOS QUE TALVEZ LEÊM O QUE DIGO NÃO GOSTAM ;MAS EU NÃO ESTOU INVENTANDO NADA. SOMENTE DIGO QUE NÃO TENHO CORAGEM DE IR AHI FAZER QUALQUER PROTESTO. NUNCA PODERIA FALAR MAL DO RIO DE JANEIRO PORQUE NUNCA VIVI POR AHI E NEM FAÇO QUESTÃO NENHUMA DE AHI IR VIVER.

JÁ MORO NO FIM DO MUNDO; SEI QUE AHI É UMA DAS CIDADES MAIS BELAS DO MUNDO; MAS QUE TEM COISA RUIM AHI TEM; E NÃO ADIANTA QUERER TAPAR O
SOL COM A PENEIRA.
TALVEZ AQUILO QUE DIGO NÃO ESTEJA SENDO BEM COMPREENDIDO;E AGRADEÇO O SEU CONVITE; ÉS UMA PESSOA BEM EDUCADA E BEM HUMORADA COMO TODO CARIOCA; FAZEM UMA FESTA MARAVILHOSA COMO O CARNAVAL E NÃO CONSEGUEM ACABAR COM O QUE TEM DE RUIM POR AHI .
TEM GENTE DAI QUE JÁ ESTÁ MANDANDO EU ME CUIDAR QUE ELES TALVEZ QUEM SABE VÃO MANDAR ME MATAR AQUI NO FIM DO MUNDO. QUEREM GOZAR COM A MINHA CARA. SE QUEREM SE MATAR ENTREM NUMA RUA ERRADA NUM DESTE MORROS QUE ELES ATIRAM E MATAM E DEPOIS PERGUNTAM QUEM É QUE ESTÁ CHEGANDO.

EU VOU CONTINUAR POR AQUI BERRANDO; QUEM AMEAÇA NÃO TEM CORAGEM NEM DE SE IDENTIFICAR COMO O TAL DO SR. RENE.

VAI PASSEAR RENE QUE É MELHOR.
NEM SEI SE O MARCOS IRÁ PERMITIR QUE O QUE ESTOU DIZENDO SEJA EDITADO; MAS EU FALO E DIGO; PARABÉNS DONA ANA CAROLINA A SENHORA TEM MAIS CLASSE QUE O RENE.

UM ABRAÇO E NÃO ME QUEIRAS MAL;APENAS TENHO MEDO DE IR AO RIO DE JANEIRO; MAS NÃO SOU TÃO BURRO; TAMBÉM FUI CONCURSADO NO BB E NÃO ENTREI PELA PORTA DOS FUNDOS COMO MUITOS QUE SEI QUE ASSIM O FIZERAM.
BOM FIM DE SEMANA E BOAS PRAIS; MAS CUIDADO COM AS BALAS TRASSANTES; EHEHEHEH E MAIS A ÚLTIMA MEU NOME É HELENO PINTO NOBRE E NÃO TENHO VERGONHA DELE POIS HERDEI DE MEU PAI AMELIO NOBRE E DE MINHA MÃE EDITH PINTO NOBRE E MEU NOME FOI COPIADO DE HELENO DE FREITAS ANTIGO JOGADOR DE FUTEBOL QUE VOCÊS DEVEM LEMBRAR DELE POIS SEGUIDAMENTE SAEM INFORMAÇÕES A RESPEITO DELE POR AHI.!