sábado, 2 de novembro de 2013

AAPPREVI pede encontro com o Presidente Dan Conrado


Caros Colegas,
Eis o teor da carta dirigida ao Presidente da PREVI pedindo para receber nossa comitiva:
Curitiba (PR), 01 de novembro de 2013.

Prezado Presidente Dan Conrado,

Venho respeitosamente solicitar uma audiência com o ilustre Dirigente, na condição de presidente da AAPPREVI (Associação dos Participantes, Assistidos e Pensionistas do Plano de Benefícios Nº Um, da PREVI), Entidade legalmente constituída que congrega hoje 5.384 associados, reconhecida oficialmente pela FAABB como independente e por essa Caixa como Associação participativa e atuante conforme documentos em nosso poder.

Esse encontro tem como motivação principal evitar que se concretize temerária manifestação de vulto na porta da PREVI, envolvendo participantes e assistidos do Fundo como está sendo incentivado pela Internet. Com a insistência com que a cooptação é veiculada na Grande Rede, a exemplo dos movimentos de rua que ora infestam o País, em acontecendo esse encontro na frente da PREVI antevemos riscos de consequências imprevisíveis para nossos colegas idosos que se pretende arregimentar nos chamamentos em curso.

Ousei emitir convites para formar uma comissão de notáveis do nosso meio, de modo a levar ao ilustre presidente sugestões que visam beneficiar nossos representados e todos os componentes da grande família atrelada ao Fundo. Entre os que confirmaram presença com depoimentos registrados nas mensagens recebidas, e à disposição, estão eminentes figuras participativas em tudo que nos diz respeito, profundamente conhecedoras do que vai no seio da nossa Caixa de Previdência. Entre esses destaco: Edgardo Amorim Rego, José Medeiros, Luiz Dalton, Raul Avellar, Ruy Brito, Sérgio Faraco, e outros que esperam a confirmação da data do auspicioso encontro para marcar presença.

Entendendo como legítima esta postulação dos representantes de grande parcela dos associados da nossa Caixa de Previdência, obviamente o seu presidente não pode negar recebê-los em igualdade de tratamento como tem ocorrido com outros reivindicantes.

Com a ansiedade que o momento propicia, aguardo que a data solicitada se confirme e se situe o mais breve possível, a tempo de evitarmos conjuntamente que desdobramentos reivindicatórios envolvendo riscos aos colegas com idade avançada ocorram, como propugnado por outras lideranças, desfecho que confio à sua sábia decisão.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

31 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From: presi@aafbb.org.br
Sent: Saturday, November 02, 2013 11:50 AM
To: Marcos Cordeiro
Subject: Res: Manifestação na PREVI - pedido de audiência da AAPPREVI

Sr. Marcos,
E' sabido que , em toda demanda , deve-se primeiro tentar resolver o assunto administrativamente.
Por isso acho ponderavel e de bom senso a proposta de um encontro de liderancas com o Presidente da Previ.
Apenas pergunto se as pessoas citadas em seu oficio , a par dos conhecimentos que possuem , sao as unicas representativas de todo o universo de aposentados e pensionistas do Plano 1 de Beneficios. Por acaso foram formalmente convidados dirigentes das duas maiores associacoes , que juntas congregam mais de 100.000 filiados , como a Anabb e a AAFBB , o que daria mais peso a reivindicacao?
O momento e' critico e exige o concurso de todos , acima de qualquer divergencia pessoal ou ideologica, ja' que estamos todos no mesmo barco .
Atenciosamente,
Gilberto Santiago.

Enviado do meu BlackBerry® da Oi.

--------------------------------------------------------------------------------

From: "Marcos Cordeiro"
Date: Sat, 2 Nov 2013 11:11:34 -0200
To: Milton Bertoco; ;
Cc:
Subject: Manifestação na PREVI - pedido de audiência da AAPPREVI

Pedido de audiência da AAPPREVI – por Marcos Cordeiro de Andrade – www.previplano1.com.br

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Colega Gilberto Santiago,

Digníssimo Presidente da AAFBB.

Quando da primeira convocação das lideranças, encaminhei junto, na mesma mensagem, convite às Associações filiadas à FAABB, entre elas a AAFBB na pessoa do seu Presidente, conforme relação de endereços abaixo:

gilbertosantiago@aafbb.org.br, aapbbms@hotmail.com, aapbb@aapbb.org.br, aapprevi@aapprevi.com.br, maceio@aabb.com.br, jurandirdemelo@hotmail.com, afabba@veloxmail.com.br, gualala@net-rosas.com.br, vera.pedrosa@uol.com.br, afabbmt@terra.com.br, afabbdf@afabbdf.org.br, afabbsc@csmtelecom.com, afabbfranca@com4.com.br, afabios@hotmail.com, josezamp@gmail.com, neitsch@terra.com.br, afapbbjf@bol.com.br, atendimento@afabbam.com.br, jjbarreto@cpminas.com.br, afabb.triangulo@mglink.com.br, afabbtup@tup.terra.com.br, afabbuberaba@terra.com.br, afabbes@afabbes.org.br, afago@afago.com.br, afabbpr@afabbpr.com.br, ivannkmontenegro@yahoo.com.br, afa.bh@bol.com.br, unamibb@unamibb.com.br, isamusa@uol.com.br, faabb@hotmail.com,

No entanto, somente agora tive a honra de contar com sua manifestação a respeito.

Mesmo assim, ainda está em tempo de se juntar aos demais que confirmaram presença, o que espero aconteça.

Também, a relação a ser formada em definitivo pode contar com indicações de quem se achar capacitado como, aliás, está dito na mensagem enviada a todos os endereços de e-mail de que disponho – o seu inclusive.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos,
O endereco a que geralmente tenho acesso em meu celular e' presi@aafbb.org.br
De qualquer forma, fico ciente e aguardo mais detalhes sobre o encontro.
Abs.
Gilberto Santiago.
Enviado do meu BlackBerry® da Oi.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parabéns a AAPPREVI pela postura sensata.


Um grande abraço.
Sergio Avelino Pereira Martins

mesquitasantana disse...

Caro Marcos.

Meus Parabéns!!!!!

veja você meu amigo em 1997 o Santiago já era Presidente da AAFBB, enviei-lhe um e-mail alertando-o do tremendo saque que o governo e bb estavam fazendo contra nós do plano 1. De lá pra cá se passaram 16 anos e ainda não vi nenhuma ação da AAFBB que fizesse jus a ser chamada de representante. E este senhor ainda continua presidente e ainda vem lhe dar lição de moral com essa indagação fajuta? É demais para a minha hipertensão.
Desculpe e Abraços Senhor Presidente da AAPPREVI grande Presidente de Uma Grande Associação e Digno represente de nossa classe já bastante desgastada com pessoas que debocham de quem trabalha.









Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Bom, colegas, acho que está mais do que na hora de acabarmos com guerras de ego e fazer acontecer realmente a UNIÃO de que tanto precisamos.
De nada adianta estarmos todos voltados para o mesmo lado do sol, mas cada um caminhando em direção diferente, apenas para não estar junto se houver erro.
O êrro, se houver, terá sido não estar junto, defendendo o que todos querem e precisam que seja defendido. Todas as associações de funcionários do BB, novas, antigas, grande ou pequenas, analógicas ou virtuais, deves estar presentes a esta tentativo de se defender o que é nosso.
O maior PREMIO para o ego de qualquer dirigente será ter estado presente nas tratativas e tentativas de solução. E por isso e para isso, VOLTO A DESAFIAR a todos a demonstrar o REAL DESEJO DE NOS DEFENDER.


Um bom domingo e uma boa semana para todos nós.


SolonelJr

Silvana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Meu Caro Sr. Cordeiro,


como autor do manifesto que desencadeou esse movimento contra os atos da Previ, concordo com sua proposta. Os Srs. têm até dia 10 para realizarem essa reunião e até dia 20 para que a Previ dê sua palavra final sobre o BET, caso contrário a manifestação não poderá ser sustada. Claro que se a proposta da Previ não for satisfatória a manifestação seguirá seu curso. Para ser breve, queremos de imediato apenas uma coisa: a incorporação do BET aos complementos de aposentadorias e pensões. Sobre o resto vamos conversar depois.


Atenciosamente


Manoel de Oliveira Rosa
Lajeado - RS

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Caro Presidente Marcos,
Cumprimentos pela iniciativa. Agradecimentos por tudo o que tem feito em prol de nós aposentados da Previ.
Tenha um ótimo dia. Vamos aguardar os desdobramentos, a partir da reunião solicitada.
Abraços,
Gerson Irandir Köhler
3721260-5 - Funci aposentado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Bom dia Marcos, tudo bem?


Antes de mais nada gostaria de lhe dizer que estou atenta e procurando acompanhar tudo o que vem acontecendo no nosso meio, dentro das minhas possibilidades. Ocorre que tive que trazer a mamãe para morar comigo e, como está dependente de muitos cuidados, o meu tempo livre escapou de minhas mãos, enfim, coisas da vida, mas fiquei super feliz e esperançosa por essa sua iniciativa! Espero que a PREVI se sensibilize e os receba cordialmente e eficazmente. Apesar de o meu tempo estar mais exiguo, eu sempre dou o meu jeito para ler o seu blog e as notícias da nossa AAPPREVI, e me mantenho na torcida para que consigamos resolver as nossas pendências.
Só me resta pedir a Deus que o proteja e continue iluminando muito o seu caminho! Boa sorte!


Um forte abraço,
Tânia

rafael campagnoli disse...

Boa notícia, espero. Vi no site da PREVI a rentabilidade de Investimentos do PB1 para setembro: 1,75% . Se aplicarmos os mesmos índices de out/nov/dez de 2011, atingiríamos 10,39% para o ano de 2013, um pouco menor do que 2012, mas bem superior a 2011, quando também ocorreu superávit. Então, pela recuperação aparente, daria para pensar que o BET pudesse chegar até dez/2014 ou ser incorporado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos,
Meu caro companheiro e amigo.
Excelente a sua iniciativa. Creio que temos de iniciar pela própria PREVI e depois ir avançando até quem efetivamente resolve. Mas temos obrigação de ouvir do Dan
que ele não manda nada.
Um abraço do Edison

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos
Sinto-me muito satisfeito de poder constatar como você trata com tanta seriedade, bom senso e equilíbrio de assuntos tão importantes para todos nós aposentados da PREVI.
Confesso que já esperava uma atitude como essa de sua parte; solicitar audiência á Presidência da PREVI.
Para mim, algo mais se evidenciou na sua solicitação. Você não se considera como o Representante de todos, o que demonstra o seu espírito de humildade, virtude que considero de grande valor, mas que, hoje em dia, á tão desprezada. Você se faz acompanhar de companheiros que realmente merecem a nossa confiança, como Edgardo, Luiz Dalton, Rui Brito e outros.
Parabéns, meu caro.
Um grande abraço de um seu admirador.
Daniel
(Daniel Machado)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


QUEM AINDA NÃO SE ASSOCIOU À AAPPREVI, CONCLAMO QUE O FAÇA COM A MÁXIMA URGÊNCIA EMPRESTANDO A NECESSÁRIA FORÇA REEPRESENTATIVA, ÚNICA CAPAZ DE DEFENDER NOSSOS INTERESSES CONSPURCADOS PELA ATUAL POLÍTICA DE DESTRUIÇÃO DO PATRIMÔNIO DA PREVI. FRANCISCO RUIZ TALHARI.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Cumprimento a AAPPREVI pela iniciativa e desejo que a audiência ocorra o mais breve possível.
Ao parabenizá-los o faço alegre por ver que essa entidade está buscando respostas objetivas, diretamente
do Gestor da PREVI, DAN CONRADO, que espero atenda prontamente o pedido de audiência, conhecedor
de sua trajetória como executivo do BB, acho que não vai se furtar ao diálogo.

Leopoldo

Silvana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Sr Presidente,
Louvavel e excelente atitude esta de se dirigir ao Presidente da
Previ, objetivando
informa-lo sobre os recentes problemas em que se defronta a categoria, necessi-
tando de urgentes medidas e respostas por parte dele, como autoridade maior
do Fundo de Pensão, para a solução que os assuntos requerem.
Importante tambem frisar sobre a importancia em que se busque soluções pelas
vias diretas, destituindo assim sobre necessidade de se buscá-las através de
manifestações, que outras consequencias negativas poderiam trazer para envol-
vidos, em vista de outros casos similares (evidentemente alheios a Fundos de
Pensão).
Cordiais saudações
Olavo N. d´Eça
(Matr 7709060-8)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O BET NÃO PRECISA ACABAR
Por Valmir Camilo

Colegas,

Recebi centenas de e-mails de retorno. Os colegas registraram suas dúvidas, fizeram sugestões e, principalmente, revelaram suas preocupações com o fim do BET e a volta das contribuições.
Resolvi, então, comentar algumas preocupações e discutir as dúvidas, já que ficou quase impossível responder um a um os e-mails. Meu pedido de desculpas e vamos lá.
A Previ está perdendo dinheiro com a queda da Bolsa? Com certeza não porque a política de desfazimento de ativos para garantir fluxo de caixa é decidida com muita antecedência, exatamente para não correr o risco de precisar vender as ações com a Bolsa em queda.
A Previ perdeu dinheiro com a derrocada do grupo de empresas do Eike Batista? Acho muito difícil que o Plano 1 tenha perdido, o Plano 2 pode ser que sim, mas nada significativo. A carteira de ações da Previ do Plano 1 está concentrada em aquisições de empresas realizadas há mais de dez anos.
Qual o risco de contabilizar o valor pelo preço real? Com certeza muito menor do que registrar pelo valor da Bolsa de Valores. O desempenho do mercado de capitais nem sempre reflete, corretamente, o resultado das empresas. Um exemplo: enquanto o Banco do Brasil registrou um lucro histórico de R$ 10 bilhões no primeiro semestre de 2013, a Bolsa registrou uma queda no valor das ações do BB de 13% (treze por cento), no mesmo período.
Esta valoração é um artifício contábil? Estive oito anos no Conselho Deliberativo da Previ e pelas avaliações feitas durante o tempo que estive lá posso garantir que não é um artifício contábil. É uma regra comum, utilizada não só no Brasil como em qualquer outro país. As avaliações consideram três cenários, otimista, conservador e moderado. No entanto, entre um cenário e outro existem variações que acabam multiplicando as possibilidades de análise. O Conselho Deliberativo da Previ, sempre foi muito conservador na valoração das empresas. Outros fundos utilizam esta metodologia e sempre trabalham com cenários muito mais otimistas que a Previ, o que é muito bom para a segurança do nosso Plano 1.
Tem outra forma de calcular o valor das empresas para dar maior segurança aos números encontrados como preço real? Como fazer este benchmarking? A própria Bolsa de Valores pode produzir este número. Basta apurar o valor das ações de cada uma das empresas em 31 de dezembro nos últimos dez anos, atualizar estes valores monetariamente, somar, dividir por dez e achar o preço médio. Simples assim.
As mudanças na legislação que estão sendo propostas no Congresso não ajudam? Claro que ajudam e as entidades estão corretas em apostar, também, nestas medidas. No entanto, uma trata da mudança de uma Lei Complementar que precisa de um quórum especial e o processo ainda está em fase embrionária. A outra mudança trata de alterações na CGPC 26, proposta por um senador da oposição, tentando alterar regras aprovadas no governo do Presidente Lula, portanto, não vai ser uma tarefa simples. Em contrapartida, a Previ sinaliza com o fim do BET bem antes da possibilidade de mudanças na legislação.
Quem está a favor do fim do BET? Espero que ninguém. Considerando todas as lideranças de entidades, os dirigentes da Previ e do Banco, não vejo razões para desejarem o fim do BET. A regra que vem sendo usada durante anos para valorar os ativos tornou-se um paradigma que precisa ser alterado. As soluções, aparentemente mais simples, começam com a mudança de um paradigma e é isto que estou propondo.

Continua na PARTE II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PARTE II - Final

Se a Previ usasse a parte do Banco, na distribuição do superávit, daria para continuar pagando o BET? Claro que sim. Mas por força de um acordo e da atual legislação, isto não é possível. Da parte dos dirigentes do Banco, também tem a legislação, governo e tribunal de contas. Assim, embora as propostas de mudanças na legislação não consigam resolver a questão neste momento, elas são importantes para continuarmos discutindo a distribuição do superávit. Enquanto garantimos um aumento no benefício com o pagamento do BET, lutamos para mudar a regra de distribuição.


Lutar pela continuidade do BET é conflitante com a luta contra o repasse de superávit para o Banco? Não existe conflito e elas se complementam. Os grupos precisam se unir nas duas frentes e não apostar no antagonismo entre as duas teses. Se a justiça ou congresso decidir que o Banco não tem direito ao superávit, os recursos retornarão para a Previ. No entanto, os nossos colegas aposentados puderam aproveitar o BET e não precisaram ficar esperando uma solução que pode durar anos

Esta proposta é a única possível para o BET não acabar? Espero que não. Considero uma boa proposta e deve ser analisada por todos sem preconceitos. Se outras propostas existem com a finalidade de evitar o fim do BET devem ser analisadas, também. Não é momento de disputas políticas ideológicas, é momento de união. Precisamos fazer mais que a nossa parte, estou procurando fazer a minha.
Como os associados da Previ podem fazer a diferença? Participando dos eventos programados pelas entidades, discutindo o tema nas redes sociais, repassando e-mails para colegas que não receberam e encaminhando e-mails para dirigentes da Previ e do Banco, colocando no campo assunto: O BET NÃO PRECISA ACABAR. Uma breve mensagem pedindo apoio para esta luta contra o fim do BET. Medidas simples com efeitos significativos. Se os eleitos da Previ receberem muitos e-mails, eles estarão fortalecidos para o debate com os representantes do Banco. Neste momento eles são a parte mais importante neste processo e é preciso respeitar e fortalecer seus mandatos.
Esclarecimento: o Deputado Federal Augusto Carvalho, nosso colega aposentado do BB, em seu pronunciamento no Congresso Nacional, defendendo a continuidade do pagamento do BET, disse que eu fui Diretor da Previ. Eu fui Conselheiro Deliberativo eleito da Previ nos períodos de 1998/2002 e 2004/2008, mas não fui Diretor. Hoje, não ocupo nenhum cargo em nenhuma das entidades do funcionalismo do BB. Sou apenas mais um aposentado.
Abaixo o link para o pronunciamento do Deputado Augusto Carvalho.
http://www.youtube.com/watch?v=bR0987uqtwE

Obrigado e um forte abraço.

VALMIR CAMILO
Conselheiro Deliberativo eleito da Previ.
1998/2002 e 2004/2008

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

EMPRÉSTIMO SIMPLES

Site da PREVI divulga os novos parâmetros para utilização a partir de amanhã, 07/11/13.

mesquitasantana disse...

Caro Marcos.

Desculpe-me mais uma vez, volto a mencionar meu comentário de 22:15 de 2/11/2013, acabo de ler um e-mail do Rui Brito, publicado na Rede-SOS:
Em 6 de novembro de 2013 18:05, Ruy Brito escreveu:





Recordando fatos e enfermidades:
Em 2003, quando associados conseguiram que a AAFBB acionasse a Previ, exigindo o cumprimento do Regulamento do plano de benefícios 01, que previa o reajustamento dos benefícios pelo indexador do IGP-DI, de 30,05%, em vez dos 18% decididos arbitrária e ilegalmente pela diretoria presidida por Sergio Rosa, a diretoria da ANABB, através do diretor Douglas Scartegana enviou mensagem a seus associados informando que a ANABB não ingressaria com ações semelhantes por considerá-las temerárias
De outro lado, na AAFBB, seu presidente, Gilberto Santiago, então também membro do Conselho Deliberativo da Previ, adoeceu na véspera da assinatura do contrato com o escritório de advocacia indicado para patrocinar a causa e foi substituído pelo vice-presidente Oseas Ferreira de Almeida, o qual firmou o contrato em nome da AAFBB. Na sequência, o presidente licenciado recuperou a saúde e reassumiu o cargo. Ruy Brito.

Fica assim.






Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Indignação de um Homem de Brio (LUIZ DALTON):

Eu também já recebi inúmeras respostas ignorando meu pedido de audiência com a presidenta. Apesar disso continuo insistindo. Quase semanalmente. Continuo cavalgando meu Rocinante até que um de seus assessores se convença de que terão de matar-me para eu desistir.
Faço-o e persistirei martelando na mesma tecla na qualidade de cidadão, pagador de tributos extorsivos, eleitor, cumpridor de meus deveres, protegido pela Constituição Federal, pelo Estatuto do Idoso e pelas leis infraconstitucionais que me dão direitos e me obrigam a cumprir obrigações em liberdade, sem ferir a liberdade alheia.
É claro que estou cansado de saber que a presidenta tem milhões de afazeres. Inclusive receber jogadores de futebol, artistas da Globo, banqueiros, empresários inescrupulosos, mídia venal, corporativa e inimiga do governo e do povo, representantes do MST, dos Sem Teto, líderes dos garis e dos recicladores de lixo, autoridades estrangeiras, atender os interesses de seus correligionários, deputados do tipo do sr. Eduardo Cunha, do PMDB, lobista dos empresários dos portos, trânsfugas do jaez dos senhores Eduardo Campos e Marina Silva, discursar pelo país afora em inaugurações disso e daquilo, etc. etc...
Será que nossas entidades não conseguem mostrar que as políticas de estado adotadas para "regular" o Sistema de Previdência Complementar do país pelos últimos governos estão prejudicando e dando insegurança psicológica há mais de 6,0 milhões de pessoas. Mais de 90% desse grupo são idosos e idosas, doentes, carcomidos, ex-trabalhadores assalariados, poupadores roubados em seus direitos e economias pela via de normas ilegais e criminosas. Esquecem-se as autoridades de que a sociedade brasileira envelhece sempre mais, como vem ocorrendo em todo o planeta. Merecemos e exigimos a atenção das autoridades, não como favores ou privilégios, mas com um mínimo de decência e bom senso, pra dizer o menos. Esses beócios devem ser advertidos de que Fundos de Pensão saudáveis são importantes fontes de poupanças internas, disponíveis para contribuir para o desenvolvimento de qualquer povo, principalmente do nosso país, tão carente desses recursos.
Então essas entidades, que propagam nos representar (conversa pra boi dormir), não sabem como obter o apoio de lideranças políticas, empresariais, sindicais, de associações similares como PETROS, FUNCEF, POSTALIS, VALIA, etc. e de trabalhadores assalariados, garis, recicladores de papel e lixo, entre outros, para nos levar à presidenta da república, eleita por nós e cujo governo se diz "trabalhista". É muito trololó.
São bons de papo e gostam mesmo é de aparecer para o público desavisado, desinteressado e alienado. Depois tiram retratinhos para fixar nas colunas sociais de suas revistinhas "in house".
Pergunto de novo: qual a finalidade de uma audiência onde o principal interlocutor, subserviente acólito do governo e dos tais patrocinadores sequer aparece ou manda representantes. Pior, ninguém manda buscá-lo, se necessário algemado para, ao menos, defender-se das acusações que lhe são feitas. Nessas ocasiões temos de exigir respeito e providências concretas dos políticos que lá comparecem, pois estes sim são eleitos para nos representar. Afinal, até prova em contrário, vivemos num regime de democracia representativa. Esses promotores dessas audiências são nossos representantes e também pagos por nós. Será que ninguém percebe isso? Precisamos parar de ficar babando ovo diante desses nossos "iguais" e não nossos chefes ou patrões.

Continua na PARTE II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PARTE II

DE QUE ADIANTAM ESSAS AUDIÊNCIAS? A QUEM INTERESSAM? QUAL O SEUS OBJETIVOS VERDADEIROS? O QUÊ ESTÁ POR DETRÁS DESSE BIOMBO?

Arre égua, precisamos deixar de ser ingênuos. Eu mesmo, ao lado de bons companheiros contribuí para a ocorrência de duas audiências públicas na Comissão de Direito Humanos, então sob a égide do senador Paulo Paim. O Banco do Brasil, convidado não se deu ao luxo de comparecer. O representante enviado pela PREVIC, ignorante do assunto a ser tratado, leu um besteirol tatibitate e nada acrescentou. O representante da AGU - Advocacia Geral da União repetiu seu papel de bobo da corte, também lendo papeis sem pé nem cabeça. Enquanto isso, vários senadores passeavam pelo plenário, atendendo seus celulares, abraçando os colegas e mandando beijinhos pra plateia, cheia de deserdados do AERUS, hoje passando dificuldades e morrendo a cada dia sem serem acudidos. Daí o que aconteceu? Absolutamente nada. O Ruy Brito deu uma aula. O ex-colega, um "senhor advogado"(infelizmente falecido recentemente), mostrou com garras leonina s o que vinha ocorrendo contra nós. O grande Chirivino estava lá, assistindo as cenas. Reconheci-o pela nuca (sem ofensas!!!). Perguntem a ele se estou mentindo.
Minha gente, passa da hora de acordar.

Luiz Dalton.

EM TEMPO: O Sr. Valmir Camilo, qual fênix rediviva, voltou à cena, mais serelepe do que nunca. Daqui a pouco se reelege para continuar nos "defendendo" como o fez durante quase 20 anos na famosa ANABB. Essa mesma, cujos principais objetos são a defesa do BB, "duela a quien duela".


Marcos Cordeiro de Andrade disse...


GUSTAVO escreveu:

PREZADOS COLEGAS

QUEREMOS EFICÁCIA EM NOSSO PODER DE CONVENCIMENTO?

O Colega Carvalho, utilizou-se de uma petição virtual, que colheu mais de 10 mil assinaturas eletrônicas, VOCÊS SÃO TESTEMUNHAS!!!

Porque não utilizarmos deste expediente, para mostrar nosso interesse em nossos grupos virtuais e colegas entendidos no assunto e com poder de convencimento, sejam recebidos pela Presidente da República?

Acho e tenho certeza, que manifestações pacíficas, não atingirão esta quantidade representativa de associados/pensionistas.

Com toda a certeza seremos alvos de INFILTRADOS BADERNEIROS /ANARQUISTAS DE PLANTÃO ( OU SERÁ DA SITUAÇÃO.) CRIAR O CAOS em manifestações pacíficas, é o único objetivo desta corja de baderneiros profissionais, fazendo os meios de comunicação divulgarem os atos de vandalismo, desviando assim, do Povo, a atenção da verdadeira causa. Muitos de nossos associados, poderão ser acometidos de derrames, infartos, ou terem algumas escoriações, caso estes VÂNDALOS DE ALUGUEL ( ou seriam terroristas contratados) resolvessem dar o ar da graça.

ATENTAI BEM!!! NÃO QUEREMOS MÁRTIRES ENTRE NOSSOS COLEGAS...
USEMOS OS MEIOS VIRTUAIS É SÓ PERGUNTAR AO CARVALHO COMO ELE FEZ...

Gustavo
aposentado ainda crendo na força da comunicação virtual.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Aos amigos e demais,
Encaminho cópia de carta/opinião enviada ao Valmir Camilo.


Abraço - José Oscar.
__________________________________

De: José Oscar Lopes
Enviada: Quinta-feira, 7 de Novembro de 2013 19:32
Para: Valmir Camilo
Assunto: Re: O BET NÃO PRECISA ACABAR, DOIS. Valmir Camilo

Prezado colega Valmir,

Aprecio seu engajamento nessa luta contra os desvios de nossos PREVI/BANCO DO BRASIL/GOVERNO DE PLANTÃO, no que concerne aos nossos interesses. Louvo sua sugestão, na qual vejo lógica. Devemos sim unir esforços, deixando vaidades e ambições de lado. Parabenizo-o por tentar ajudar.
Mas, como está passando da hora de falarmos o que se deve, deixo o meu ponto de vista a respeito.
Tudo o que acontece hoje nesse campo (nossos prejuízos), devemos aos procedimentos de governos - passado e presente -, bem como a muitos diretores de entidades "representativas" de nós aposentados (e ativos), associações e sindicatos. Das associações e sindicatos, tivemos diretores que se aboletaram indefinidamente em seus cargos e suas concupiscentes atitudes. Boa maioria, fingiu que atuava em nossa defesa e na verdade estavam defendendo seus interesses. Aceitavam passivamente as propostas do Banco e do governo, e as passavam a nós, convencendo-nos a aceitá-las; como essa última votação sobre a distribuição do superávit. Sindicatos pelegos (como o são até hoje) e associações lenientes aconselharam-nos votar o SIM, e assim foi. E ainda hoje, são os sindicatos que manejam nossas votações e pelejas.
Mas, também somos culpados, pois carneiramente nos deixamos tocar. É um puxa-saquismo (desculpe-me a franqueza) intragável. Ainda agora vemos em nossas trocas de opiniões, grande disputa entre os correspondentes para provarem quais seus heróis são mais bonitos. Ridículo, isso! Desculpe-me mais uma vez, é que não tenho ídolos, não tenho partido político, ou político de preferência. Observo tudo e todos e dou crédito àquele que aja com honestidade e espírito público, e isto hoje é muito raro.

Continua na PARTE II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PARTE II

Bem, mas vamos ao que interessa. Vi e ouvi o pronunciamento do deputado. Achei chocho, chocho. Esse nosso ex-colega, foi militante de sindicato, subiu por esse meio (minha opinião) e está como representante do povo numa casa de leis. Já esteve antes no Congresso. Percebeu o que ele falou? Apenas hipotecou solidariedade a sua opinião; pediu que uníssemos em torno dela. Mas, e denunciar a ilegalidade da Resolução 26. Apontar o dedo para o principal culpado HOJE? Quem é o principal culpado hoje? Não é o governo atual, do PT? Que dizia antes de entrar no governo que era melhor, que iria mudar tudo. Se fosse honesto, já o teria feito. Está há mais de dez anos no poder. Manda no B. Brasil, indica seus diretores. Diretores da PREVI. É claro que ele não faria e não fará; eis que são seus companheiros. Alguns falam e muitos de nós mesmos, que apreciam esses heróis de plantão; que foi o FHC que fez que ele é isso e aquilo, etc. Argumento tosco. Ele teve sim sua culpa; outros governos também. E daí, o que adianta levantar defunto da cova? Dez anos são mais que suficiente para mudar tudo, ainda mais uma Resolução (que esse governo criou). É isso o que importa! Dar nomes aos bois. Constatar quem pode resolver que são esses que hoje mandam. E eles devem ser apontados para que se sintam responsáveis e pensem em mudar suas atitudes.
Acredito que é por aí que iremos avançar.

Fraternal abraço - José Oscar da Silva Lopes - 5.751.960-9

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Comentário do colega Norton Seng:

Estimado Dalton,

Quem bem o conhece sabe da sua obstinação e da sua admirável e incansável luta pela prevalência da equidade e da justiça. Em qualquer campo e em qualquer instância.

Mas é com apreensão que acompanhamos os fatos recentes que mostram, inquestionavelmente, que estamos enfrentando uma luta extremamente desigual nessa árdua busca de preservar o nosso fundo de pensão das garras vorazes de banqueiros e de grupos que se especializaram em dilapidar recursos alheios.

Por certo não podemos e nem devemos esmorecer mas é desolador vermos que a grande maioria dos aposentados permanece silenciosa, até mesmo, em alguns casos, infensa e hostil, aos clamores desse pequeno grupo que insiste nessa luta que significa a preservação do futuro de cada um de nós que poderá ser, ou não, tranquilo pois dependerá do resultado dessa peleja de valorosos Davis: Você, Marcos Cordeiro, Fernando Tollendal, Avellar, Edison de Bem, Adrião, Giongo, Daisy, Ruy Britto, Pedro Ferreira, Ebenézer, Chirivino, Cleide, entre tantos outros valorosos nomes, que lutam contra esses inescrupulosos e famélicos Golias que insistirão, com suas deploráveis ações, engodos e subterfúgios, em continuar o esbulho
dos honrados e suados ativos alheios.

Assim, que Deus nos ajude a todos,

Norton

Pedro Borges disse...

Acompanho diariamente os sites das associações e tomo conhecimento de inúmeras sugestões dos colegas que mais se empenham na solução de tantas pendências que existem entre aposentados, Banco do Brasil,Cassi e Previ. Penso que o nosso maior problemas está no alcance da internet, sinto que constituímos um universo diminuto no total e aqui falo, não só de nós do BB, mas em geral de tantos e tantos aposentados do Brasil. A força que detemos, ainda mais somados às nossas famílias, é imensa, falta-nos uma liga que junte essa multidão de milhões de pessoas, a fim de fazer valer os nossos direitos junto aos governos de plantão. Sempre existem propostas de políticos que acabam nos prejudicando e são poucos os que se propõem a defender-nos. Nos últimos anos surgiram diversas soluções que só defendem os direitos do caixa dos governos, mas nada que facilite a nossa vida. Dizem os mandatários que a situação melhorou muito, que a renda subiu, que a pobreza diminuiu, mas na verdade tudo o temos aí é um nivelamento por baixo dos rendimentos gerais. Não sei aonde vai chegar a situação atual, os tecnocratas cada vez erram mais em suas previsões, mas de uma coisa tenho certeza: só tenho contabilizado perdas nos últimos tempos.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


ELEIÇÃO na AAFBB

A chapa “NOVOS RUMOS PARA A AAFBB” ganha na Justiça o direito para concorrer à eleição.

0371460-15.2013.8.19.0001

Tipo do Movimento:
Decisão
Descrição:

As alegacoes da Inicial se mostram consonantes com os pressupostos inscritos no artigo 273 do C.P.C isto porque é iminente a realização das eleições da qual pretende a Chapa representada pelos autores participar, tendo sido obstada sua inscrição por razão não contida no Edital; mas por ocorrência justificada de atraso na entrega da documentação exigida pela Ré, configurando força maior a greve dos correios que acabou impedindo o recolhimento pelos autores de todas as assinaturas necessárias, em outros Estados, para o apoio da Chapa. Assegura-se aqui a equidade entre os concorrentes nas condições para participação nas eleições, conjurando-se o ´periculun in mora´ e o possível dano advindo aos autores da exclusão da chapa que representam. Concedo, pois, em parte a tutela antecipada no sentido de garantir a inscrição da chapa referida na Inicial, junto ao réu e sua participação nas eleições de forma plena, vedado ao réu a oposição de qualquer obstáculo ao seu trabalho, sob pena de multa a ser arbitrada pelo Juízo. intime- se o Réu para o cumprimento da presente ordem, por mandado. Cite-se e intimem-se.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...



“NOVOS RUMOS PARA A AAFBB”
COMUNICADO


Comunicamos que a MM Juíza, da 47ª. Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro, ao apreciar inicialmente o processo no qual postulamos a correção de atos questionáveis da Comissão eleitoral concedeu liminar para sustar a decisão que marcou o próximo dia 12 de novembro para proclamar a eleição da chapa integrada pelos atuais dirigentes da AAFBB, dispensando o ritual democrático da apuração de sua legitimidade pelo voto dos associados.
Cumprimos assim o indeclinável dever de informar aos associados aos quais foi negado o direito de votar, em especial àqueles que ainda não perderam a esperança de que é possível imprimir novos rumos à AAFBB, transformando-a em um instrumento efetivo de defesa de nossos reais interesses na PREVI e na CASSI, CONSPURCADOS E GRAVEMENTE AMEAÇADOS PELA INSENSIBILIDADE DE SEUS PATROCINADORES, ANTE A INDIFERENÇA DE SETORES DO GOVERNO FEDERAL E O COLABORACIONISMO INSENSATO, POR ISTO MESMO CÚMPLICE, DOS QUE FORAM ELEITOS PARA NOS DEFENDEREM, MAS EM VEZ DE SERVIR SE SERVEM.

Rio de JANEIRO, 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Ruy Brito Pedroza

mesquitasantana disse...

Caro Marcos.

Parabéns a todos! Agora resta-nos o dever de eleger a nossa chapa e vamos finalmente moralizar todas as nossas Instituições que outrora já figuraram com esta bandeira.

abraços