segunda-feira, 23 de novembro de 2015

ES - Pedido de informações



Curitiba (PR), 23/11/2015
À PREVI

Prezados Senhores.

Mais uma vez evidencia-se a má vontade da PREVI para com os participantes do Plano 1, relativamente aos parâmetros do ES.
A nebulosidade com que divulga informações faz supor a intenção de não aportar recursos aos que queiram renovar o mútuo.
Isso vem a propósito da prolixidade dos textos, onde não fica claro o que se quer saber:
1.       A suspensão da cobrança de mensalidades pode contemplar apenas o mês de dezembro?
2.       Se assim for, quem voltar a ter margem em janeiro poderá renovar, com direito a receber algum dinheiro?
3.       Caso a suspensão tenha que ser feita em bloco dos três meses, remanescendo limite disponível e Margem Consignável em janeiro/16 é possível cancelar a suspensão e fazer a renovação com algum retorno de dinheiro?
4.       Em sendo solicitada a suspensão dos três meses, há possibilidade de renovação com retorno financeiro para os que detenham MC e limite disponível após esse prazo?
5.       Por que a normatização alcançando essas respostas somente estarão disponíveis no dia 30/11/15 e não antes?
6.       Ao optar pela não suspensão das mensalidades, a disponibilidade de MC e existência de limite em janeiro (em função do reajuste do benefício), garante ao tomador fazer a renovação normalmente?
7.       O espaço de 30/11 a 04/12 não é muito curto para a tomada de decisões, tendo em vista as dúvidas existentes?
8.     
    Poderiam atender a esse questionamento antes do dia 30/11/15?

Atenciosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade
Matrícula nº 6.808.340-8
marcos@marcoscordeiro.com.br

11 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

MARCOS, meu Querido Amigo.

(Quem na PREVI merece esse tratamento de “meu Querido”? Ora, bolas, já sou quase centenário, por isso sou um dos poucos quinhentos associados da PREVI com mais de noventa, AINDA VIVO! E não foi porque a PREVI contribuiu para tal raro evento... terá sido... apesar dela. Ora, diabo, já contribuí com minha poupança junto a PREVI por mais de 360 meses... muito mais... e continuo contribuindo... Mas associado ancião da PREVI não merece tratamento JUSTO, ou até merece algum tratamento... mas na contramão do respeito aos mais velhos – mate um velho por mês e ganhe o reino dos céus! O que temos merecido é a aplicação perversa da razão cínica, atuarial... como se a PREVI não fosse uma “associação DOS FUNCIONÁRIOS” mas uma sociedade DE uns poucos, com fins lucrativos. É PERVERSA E DESUMANA A DISCRIMINAÇÃO POR MOTIVO DE AVANÇADA IDADE: como sejam: menor prazo para o ES, “nenhum” prazo para financiamento da “casa própria” uma vez que não tem mais vez, perdeu a vez, quem mandou viver tanto, pô! menor valor para o seguro da CAPEC MAS... sim, MAS MAIOR VALOR DAS TAXAS! Isso é perverso! Isso não é “caixa mútua”! Não terá sido por acaso que o primeiro comunista do mundo – JESUS CRISTO – sentenciou: (Mateus 19:24: “Mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico no reino de Deus” Minha esperança, por isso, é que toda essa gente nova dirigente da PREVI curtirá sua velhice... nas profundas da... sei lá de quê.)

Desculpe o parêntese tão extenso; meu desejo inicial foi para comentar, e SOLIDARIZAR-ME com seu texto, anexo nesta mensagem; porque já li e reli e tornei a ler E NÃO COMPREENDI o que a porcaria, desculpe, a portaria da PREVI quis estabelecer; é que essa gente dirigente adota a escrita em o dialeto “economês” grandemente enriquecido de ignorância vernacular paroxística; aliás, o “economês” é o lugar preferido pelos não letrados... E se rege e calcula-se em máquina de somar em japonês cujo resultado é mostrado com números da razão cínica atuarial; tudo está certo, matematicamente, embora impróprio e perverso para os interesses das pessoas de carne e osso.

Sabe aquele adágio popular de “criar dificuldades para vender facilidades”? Os burocratas dirigentes da PREVI criam dificuldades “de exposição” para não prestar facilidade de utilização.

Um abraço do

Holbein.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Nota do Blog:

HOLBEIN OLIVEIRA DE MENEZES nasceu a 06/06/1923, residente em Fortaleza (CE), é sócio fundador da AAPPREVI.
Seu livro "Delírios de um nonagenário" vem sendo publicado em capítulos na Revista DIREITOS da AAPPREVI (www.revistadireitos.com.br).

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Senhor(a) MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Esta mensagem é automática e seu retorno não é monitorado.

__________________________________________________________

Data: 23/11/2015
Tipo: Solicitação

Mensagem:
Curitiba (PR), 23/11/2015
À PREVI
Prezados Senhores.
Mais uma vez evidencia-se a má vontade da PREVI para com os participantes do Plano 1, relativamente aos parâmetros do ES.
A nebulosidade com que divulga informações faz supor a intenção de não aportar recursos aos que queiram renovar o mútuo.
Isso vem a propósito da prolixidade dos textos, onde não fica claro o que se quer saber:
1. A suspensão da cobrança de mensalidades pode contemplar apenas o mês de dezembro?
2. Se assim for, quem voltar a ter margem em janeiro poderá renovar, com direito a receber algum dinheiro?
3. Caso a suspensão tenha que ser feita em bloco dos três meses, remanescendo limite disponível e Margem Consignável em janeiro/16 é possível cancelar a suspensão e fazer a renovação com algum retorno de dinheiro?
4. Em sendo solicitada a suspensão dos três meses, há possibilidade de renovação com retorno financeiro para os que detenham MC e limite disponível após esse prazo?
5. Por que a normatização alcançando essas respostas somente estarão disponíveis no dia 30/11/15 e não antes?
6. Ao optar pela não suspensão das mensalidades, a disponibilidade de MC e existência de limite em janeiro (em função do reajuste do benefício), garante ao tomador fazer a renovação normalmente?
7. O espaço de 30/11 a 04/12 não é muito curto para a tomada de decisões, tendo em vista as dúvidas existentes?
8. Poderiam atender a esse questionamento antes do dia 30/11/15?
Atenciosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade
Matrícula nº 6.808.340-8


Matrícula: 6808340
Nome: MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE
E-mail: cordeiro@marcoscordeiro.com.br

Blog do Ed disse...

A cada dia de vida a mais, aumenta o temor pela minha sobrevivência... Gosto tanto de viver... mesmo modestamente...
Edgardo Amorim Rego

Cláudio Augusto Falco disse...

Amigo Edgardo,

A base de tudo, a essência, é o saber. O saber pode te levar ao ter. Tenha, pois, vida longa, longuíssima, junto a seus familiares, amigos e colegas.

Cláudio Augusto Falco

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

De Arnaldo Ferreira:

POR FAVOR, TIREM MINHAS DÚVIDAS!

GOSTARIA MUITO DE SABER O QUE MUDOU MESMO NAS NOVAS REGRAS DO EMPRESTIMO SIMPLES?

O ALONGAMENTO DO PRAZO SÓ BENEFICIOU QUEM ESTÁ ACIMA DE 70 ANOS. PARA A GRANDE MAIORIA FICOU A MESMA COISA.

O VALOR DO EMPRESTIMO QUE ATUALMENTE É DE R$ 145.000,00 TAMBÉM SERÁ CORRIGIDO?

SE ENTENDI BEM, QUEM QUISER NEGOCIAR, MANTENDO O MESMO PRAZO DE 120 MESES JÁ EXISTENTES FICARÁ QUASE COM A MESMA PRESTAÇÃO, A NÃO SER QUE JÁ TENHA PAGO MUITAS PARCELAS - DAÍ SERIA MUITO MELHOR RENOVAR O EMPRESTIMO.

PELO VISTO VAI TUDO CONTINUAR COMO DANTES.

DE CONCRETO MESMO SÓ A SUSPENSÃO DAS PARCELAS DE DEZEMBRO/JANEIRO/FEVEREIRO

E TODOS NÓS NA EXPECTATIVA DE QUE FOSSE PELO MENOS 150x150 COM A PALAVRA OS ENTENDIDOS NO ASSUNTO (INCLUSIVE O NOSSO AMIGO CARVALHO).


SAUDAÇÕES FRATERNAS!
Arnaldo Ferreira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos,
São perguntas que devem ser respondidadas com clareza por essa turma de "Rolando Neros". E responderão? Acho que nem eles sabem.
​Edison de Bem

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PARABÉNS ao colega MARCOS CORDEIRO pela bela iniciativa.

Grato

Antonio Americano

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Quanto ao Empréstimo Simples, os detentores do Poder (pseudos trabalhistas) mais uma vez,fazem um falsa ajuda.
Somos verdadeiros palhaços e continuamos acreditando em Papai Noel.
Antonio Carlos da Fonseca Teixeira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Obrigado Marcos Cordeiro pelo pedido de informações, que interessa a todos.
Tenho a satisfação de ser associados dessa grandiosa AAPPREVI, sob a presidência de um colega inteligente e corajoso, que não tem receio de manifestar as verdades, dando-nos a conhecer os atos espúrios praticados pelos amigos do rei.
Sou apoiador/representante do MSU na região de Caxias do Sul/RS, onde fiz o possível para angariar votos para os nossos candidatos, quer através de e-mails, aos inúmeros contatos que possuo, quer pessoalmente em todas as dependências daqui, embora a maioria dos funcionários aderissem à greve dos bancários.
Lamentavelmente,o poder econômico foi mais forte.Conseguiram, mais uma vez, enganar os incautos. Muitos candidatos já ocupam cargos na CASSI, PREVI e PARTICIPADAS. São indivíduos egoístas e inescrupulosos e, eu diria mais: sem caráter. Pois aqueles que prometem o que é sabido que não vão cumprir, não merecem o nosso respeito. Ora, se nunca fizeram nada em nosso benefício, jamais farão, porque não vão arriscar seus magníficos empregos, agindo contra o patrão! Seus interesses acima de tudo, o resto que se dane!.
Os poderosos não são muitos. não, mas são unidos! Porém nós, SE UNIDOS FORMOS, seremos uma força invencível. Infelizmente, apenas umas duas ou três associações e alguns movimentos estão batalhando. E as outras associações, o que estão fazendo? Como fazer para aglutinar todas num mesmo objetivo?
Saudações
João Barros - aposentado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Sempre que a Previ altera o E.S., ao menos, cinco dias antes de entrar em vigor, sempre
há postagens de prazos, valores e etc....
Hoje é 25 e os novos parâmetros entrarão em vigor dia 30. Alguém sabe de alguma informação
a respeito dos novos parâmetro - valores, margem, prazos e etc...?
Manzo
Registro(SP).