sábado, 4 de janeiro de 2014

Sem o BET, corri para a Caixa



Marcos Cordeiro de Andrade

Caros Colegas.
Até o ano que findou permaneci como cliente do BB desde o dia 15 de maio de 1962, data em que tomei posse no interior da Paraíba, alardeando com ufanismo que fui fiel a essa conta durante mais de 50 dos meus 74 anos.

Recentemente, o colega aposentado Holbein Menezes, 95 anos, declarou publicamente sua fidelidade ao Banco informando ter oferecido sua imagem para substituir gratuitamente a propaganda feita por figuras “globais” a peso de ouro - o que não foi aceito:
“Um cliente do BB (eu, Holbein) em cujo talão de cheque está escrito: “Cliente desde 06/1943.” Informei ao Presidente que mantenho conta EXCLUSIVA com o BB fez, portanto, SETENTA ANOS!!!!!!!! E nunca tive conta em outro Banco. E no BB jamais estive no vermelho, nem em conta corrente nem no cartão de crédito. Jamais fui inadimplente!

 Ainda: que trabalhei no BB durante 30 anos e um dia, SEM NEHUMA FALTA AO SERVIÇO, como consta da minha Carteira Profissional.”

 Mas, de que vale tudo isto se o Banco do Brasil, mesmo se dizendo ser o “Banco Bom Pra Todos” não dispensa tratamento digno aos seus antigos funcionários? Esses dois exemplos nos desobrigam de guardar fidelidade como correntistas, ainda mais agora quando nos são tirados um quarto dos benefícios previdenciários sem oferecimento de nenhuma alternativa para suportar o desastre financeiro subsequente.

Durante todo o tempo em que pairavam ameaças de extinção do BET, sem o pagamento das 12 parcelas restantes, mantive esperança de que o bom senso prevaleceria – e essa aberração não seria consumada. Mas, a “Diretoria Executiva” achou por bem voltar as costas para os assistidos abraçando a “causa” do mandante patrocinador. E numa nota apócrifa sentenciou a diminuição das aposentadorias e pensões em cerca de 25% a partir deste mês de janeiro sem oferecer nenhuma forma de compensação para superar a perda.
Por força do Estatuto, aposentados e pensionistas dependentes da PREVI só podem receber seus benefícios previdenciários através do Banco do Brasil. Essa imposição faz com que o BB tenha em sua carteira de clientes 88.000 assistidos do Fundo de Pensão sem direito à portabilidade amparada em Lei. Por conta dessa irregularidade, como instituição financeira detentora desse tipo de conta corrente ele não teme a concorrência. Com isso esse significativo segmento da sociedade vive à mercê do tratamento dispensado sem obediência aos mínimos critérios de dignidade.  Também, em que pese tratar-se de ex-funcionários ainda vivos, e de pensionistas dos que morreram, na visão do Banco não passamos de estorvos a perturbar a tranquilidade dos gerentes e demais servidores das agências, quando por eles procurados para tratar de assuntos financeiros na condição de correntistas de uma conta só.

Cansado de tudo isto, e como já há algum tempo suspeitava que o silêncio da PREVI simbolizava maus presságios, resolvi me precaver “retirando” minha conta do BB. Em parte como represália, em parte como busca de melhores ares escolhi a Caixa Econômica Federal para figurar como correntista. Para tanto procurei a agência mais próxima da minha casa e abri uma conta corrente normal, mediante apresentação dos quatro documentos básicos (RG, CPF, comprovante de residência e contracheque). Foi o bastante para que tudo que o BB deveria me disponibilizar fosse atrelado à nova conta: Cheque Especial, Cartões de crédito, Empréstimo Pessoal (CDC) e financiamentos (casa própria, veículos, seguros, etc.). Note-se que o líquido do contracheque apresentado monta cerca de três mil reais, apenas, e não tenho outra fonte de renda nem bens móveis ou imóveis.
Perdão por dizer “tudo que o BB deveria me disponibilizar” porque a Caixa oferece muito mais. Ela é inigualável em termos de eficiência e simpatia dos seus servidores, mais o respeito com que tratam aposentados e pensionistas de um modo geral na condição de idosos – o que não mais existe no BB de hoje.

Desconfio até que o Estatuto do Idoso tenha sido elaborado com participação do pessoal da Caixa, tal o modo exemplar como tratam os idosos em suas dependências. Lá, essas pessoas são cuidadas como clientes preferenciais, independente do tamanho de suas contas. Parece até que os funcionários designados para atendê-los ganham bônus em função das atenções dispensadas a quem deles se acerca. Porque se desdobram em gentilezas com paciência e simpatia – o que somente conheci no BB de outrora. Sem exagero algum, afirmo que tratamentos iguais somente nos dispensam nos nossos lares.

É bom lembrar que abrir conta em outro Banco para transferir todo dia 20 o que é depositado pela PREVI no BB é um direito de todos. Não é desobediência. É sobrevivência. Quem sabe assim alguém acorde para o valor que significa um volume de milhares de contas zeradas ao mesmo tempo, no mesmo dia de cada mês.
Portanto, abra sua nova conta e depois procure o algoz BB propondo negociação para pagar o que lhe deve, fugindo do jugo imposto sem o sufoco que a perda do BET impõe.

Vá pra Caixa você também! Lá será tido como GENTE. 
EM TEMPO: A AAPPREVI recorrerá à Justiça. O CONAD já autorizou - www.aapprevi.com.br

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR), 04 de janeiro de 2014.

26 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Meu querido Amigo Marcos:



Vou embarcar nessa; vou procurar uma agência da Caixa e acordar com ela nos termos de sua experiência.



E para seu governo, e autorização total de divulgação, saiba que a Ag. 3468-1 (Praia de Iracema) bloqueou meu computador para o ato de transferência... pelo fato (vendeta?) de eu ter-me negado a assinar uns papéis pelos quais minha abertura de conta, que data de junho de 1943, passaria a ser uma data qualquer de 2013!



Abraço do

Holbein.

Edmilson lopes de sousa disse...

Boa tarde,Marcos.Vou ficar no anonimato,mas já falamos pelo telefone.Marcos, nã0 somos só 88.000 para a Caixa.Cada Aposentado do BB que aparecer por,pode multiplicar por, no mímino,100.Os gerente da C aixa saberão mostrar para a população a presença maciça do aposentados do bb/previ. Estou nessa,estude,se viável, mande a relação para remessa de documentos.Foi uma temeridade o que a previ fez conosco.Trabalhei em Bananeiras-pb, em 1964.

Pedro Borges disse...

Prezado Marcos,

Tenho pensado muito sobre o relacionamento com o BB e acho que, em muitas cidades, o atendimento da Caixa é bem superior. Que o diga um neto meu, médico, que estava tendo uma dificuldade enorme para iniciar movimentação com o Banco e, tendo procurado a Caixa, viu as portas abertas com a maior facilidade. Nós, antigos funcionários, temos um "ranço" de BB, praticamos fidelidade, valorizamos a casa em que trabalhamos, mas não há hoje a mínima reciprocidade, somos tratados a pão e água. Qualquer banco tem interesse em nossas contas e cartões, o nosso nível de renda não é dos piores, acho que um grande movimento de afastamento pode fazer com que os administradores repensem o tratamento que nos proporcionam. Estou aposentado há 20 anos e faço todos os negócios, cartões, cheque especial, seguros, tudo no BB, mas estou seriamente propenso a repensar pois tendo tido algumas cobranças que não acho justas e o atendimento pessoal está só piorando, as informações e o nível nem sempre atendem os nossos objetivos. O pessoal da ativa está cada vez mais desinformado e, não fossem alguns funcionários remanescentes, mais antigos, não conseguiríamos resolver grande parte dos nossos problemas. Acho que está na hora de nos valorizarmos.

Valim disse...

Hoje,
Querido Marcos Cordeiro, Guerreiro, escrevi o que está embaixo ontem à noite, estamos em sintonia.
Solicitaria de você Guerreiro, que faça um manômetro de adesões desta proposta. A cada mudança de conta seja avisada, com o blog aberto para todos os anônimos.
Com as outras associações entraríamos em contato com elas para o mesmo. Caso não as façam, servirá de influência na eleição previ (será sempre minúscula enquanto não fizer por onde). Disciplina, Disciplina, Disciplina.
Quero ajudar- determinações acatarei.
-------------------------------------
Ontem:
Meu Querido Marcos Cordeiro, Guerreiro.

Deus nos solicitou que "morrêssemos" por justiça, pois a morte não existe.
"Evangelho segundo o Espiritismo". Comecei em Varginha meus estudos Kardecistas e não parei, são 30 anos.

Existem sim forças do mal.



A vontade é nossa de enfrentá-las, elas são muito determinadas, mas ninguém pode com Jesus, sua luz clara dissipa trevas. Isso são provas de que precisamos passar para melhorarmos. Deus solicitou que déssemos o primeiro passo e a caminhada ele nos ajudaria. Mas a primeira ação é nossa. Disciplina, Disciplina, Disciplina- Emanuel ( Guia Espiritual de Chico Xavier

Valim disse...

Vamos deixar Deus a olhar as nossas ações e partamos com garra. Morro de fome,(hipérbole), mas sei olhar para baixo, vendo nossos irmãos muito piores (África). Regozijai sempre. Mas sei também olhar para cima e ver a disparidade de 1 SM para 60 SM de outros países( Brasil por exemplo), não somos bobos. Estamos sim num planeta de provas e expiações. Oh, Suécia, 1 para 3, também está no mesmo planeta? Está, só que com menos forças do mal para com os seus compatriotas. Dos males o menor.

Sei que o poder corrompe, muda, transfigura as pessoas. Muitas delas com cara transfiguradas, pois a consciência lhes pesam. Orai por elas, já fazem parte dos 2/3 dos enganados do planeta, preferindo a porta larga e não a porta estreita.
Não sabia que em época de Natal, "eles" gostavam de brincar com Jesus, pois não sabem com quem estão brincando. Nosso pai não é só bom é justo. Não dá aqueles o fardo maior que não possa carregar. Jesus dá para pessoas especiais, pessoas excepcionais, principalmente aquelas transformam, são líderes, sabem sofrer, com resignação: Vide Mandela, Gandhi, e Jesus.
Já lhe disse isso. Muitos trocam as bolas, olhem por aí Síndrome do pânico,tarja preta sem explicações,álcool,fumo, etc, muitas vezes advindas do passado. Essa reencarnação é para todos melhorarem e não serem passíveis diante do mal e que possamos ajudar os mais fracos. Aqueles nos quais conheço, me decepcionaram com posição política, visando interesses próprios e usando de "sarcasmo" com a maldade logo com aviso na virada do ano.Tenho certeza, ovelhas desgarradas...

Chega de clamar por Deus, Ele não está gostando nada disso. Deus é justo. Ele está nos aguardando a agirmos para tirar o pt do nosso caminho; a cut/previ e na segunda feira tirarei meu dinheiro do BB. É o mínimo que posso fazer. É só receber que o Banco não verá nunca mais a cor do meu dinheiro. Estou enojado. Sugiro a todos aposentados a retirarem (proventos da previ) e também tirarem o recebimento de benefício do INSS do banco do BRASIL. Vá a outro Banco, não pergunte nada ao BB quanto ao INSS. A previ é só resgatar da conta e colocar no Banco que escolheu para o INSS. Acrescento agora, com a orientação do Marcos, a Caixa Econômica Federal.


Vamos nos reunir, só assim faremos a força, aglutinaremos as associações, aerus, e por aí vai. A convivência em prol de um objetivo nos dá força. Entendeu Marcos?

Desculpe-me Marcos, não é o seu caso,você me conhece e sabe que não é eufemismo, mas muitas associações só existem para criarem verdadeiras bancas advocatícias. Está na hora de unirmos esforços, como você vêm reiteradamente falando. Existe um blog que já antecipava o fim do BET. Trabalha para quem?

Valim.

OBS: Reparem que tudo isso só mexem com o plano1, eu senti também não posso negar, a maldade da diferenciação criada há anos pelo Banco propositadamente, para dividir o pessoal da antiga e os novos, e com isso enfraquecer e dominar. A velha tática usada pelos pretensos espertos,que ocupam cargo oferecidos pelo PT. São altamente técnicos...... Criaram a figura do antigo Gerente de Administração e agora preparando-os para serem futuros gerentes, tomaram de cima à baixo o banco. Quem? O pt.

Me dá R$ 149 bilhões, sem saber nada de economia, apenas o trivial, que com um STAFF, sem pelegos sindicalistas que devem estar nos 70% dos que leiam e não sabem interpretar nada, eu transformaria esse BET para sempre.

Aristophanes disse...

Prezados colegas.
O fim do BET aconteceu. Sem ingenuidade e com realismo, sabíamos que isso iria acontecer, pois estava escrito: Benefício Especial Temporário. Sabíamos, também, que isso iria acontecer, depois que a previ pagasse, em 60 parcelas mensais, os R$7.500.000.000,00, que "adquirimos", pagando ao patrocinador(BB), antecipadamente - mediante um espúrio "acordo" plebiscitário, que validou a ilegal Resolução 26 - outros R$7.500.000.000,00, que perfaziam o NOSSO superávit total, de R$15.000.000.000,00, acumulado em 3 exercícios. Simples, assim!
Se, agora, estamos surpresos, revoltados, briguentos e indignados, é por que a previ, danada e conradamente, quebrou o histórico acordo, encerrando os pagamentos do BET aos 48 meses, com a entrega de apenas R$4.600.000.000,00 aos aposentados e pensionistas do conhecido Plano1. Não! Corrijo: aos aposentados regulares, às pensionista, aos futuros aposentados da ativa e aos aposentados especiais, com benefícios aloprados. E, obviamente, pao patrocinador, o valor integral: R$7.500.000.000.00 à vista!
Conversando sobre o assunto com Eremildo, o idiota, em recente visita à inocente Velhinha-de-Taubaté, ficamos um tanto desconfiados de que havia alguma coisa de errado, naquela aritmética distributiva. Mas a suspeita logo se desfez, após a leitura, pela erudita Madame Natascha, da longa nota explicativa, divulgada pela previ, com a assinatura da sua insuspeita Diretoria Executiva, explicando tudo, convincentemente. E, mais ainda, demonstrando a necessidade de retomar a cobrança de uma antiga contribuição de 4,8% sobre o benefício que paga, mensalmente, a cada aposentado: uma espécie de Multa de Sobrevivência(MS), pelo fato de o assistido ter se aposentado e, teimosamente, continuar vivo... 
Colegas! 
O choque do BET abortado, acrescido da MS ressuscitada, seria hilário, se não fosse trágico. As centenas de visitas e manifestações, nos blogs, traduzem de formas diversas - sérias, brincalhonas, desesperadas, abusadas e outras - a repulsa, a indignação, a perplexidade e a inaceitação, de todos nós, pela forma desleal, covarde, arbitrária e pouco republicana, como a previ fez tudo isso acontecer. Por outro lado, sentimos a ineficácia e a inoperância de ações repulsivas e reparadoras, de nossa parte, diante do poder esmagador das forças do Eixo(governo,bb e previ). Tirando a retórica, no resto estamos impotentes e quase derrotados. 
Em tais circunstâncias, ou nos entregamos, com as humilhantes compensações do colaboracionismo - como já acontece, lamentavelmente, aqui e acolá - ou partimos, de forma organizada, para um novo modelo de confrontação: a guerra de guerrilha(*) É isto que a História nos mostra e ensina, quando não é possível bater de frente, ou praticar, com equidade, a via diplomática. 
A partir de um Núcleo de Inteligência, compacto, ágil e acreditado, tàticas de guerrilha seriam ordenadas, para fustigar e desmoralizar o inimigo, até trazê-lo para a mesa de negociações. Fora disso, já está sobejamente visto, não há salvação. 
(*) Essa é uma opção política de difícil construção, mas possível, a partir do consenso entre acreditadas lideranças.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Leia no Blog do Ed:

277. Já Estou Dançando o Samba do Lourinho Doido

Por Edgardo Rego.

http://blogdoedear.blogspot.com.br/2014/01/277ja-estou-dancando-o-samba-do.html

rub.gp disse...

Caro colega aposentado Marcos Cordeiro, o que aconteceu, mais uma da Previ e seus cumpanheiros, É LAMENTAVEL mas tudo isso é devido a falta de união que temos, os aposentados e pensionistas, não dão muita importancia ao que esta acontecendo, tais como manifestações, petições públicas, cobrança de atitudes das Associações e Entidades que cuidam dos aposentados, e os dirigentes estão rolando a vontade. Sou associado da aapprevi, tenho ação em andamento (RMI), e todas as outras que forem possiveis, tais como essa que voce mencionou, sobre as recentes decisões. Aguardamos novos acontecimentos, e espero que não sejam ainda mais desastrosos. Tamos aí, tudo de b om a voce, familiares, e que dias melhores venham, sabendo que este será um ano de ELEIÇOES, da Previ.Aposentado Goulart, associado da aapprevi.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Bom dia,

Indignado com a noticia fria e preocupante da suspenção do BET e a volta da cobrança das mensalidades da PREVI, gostaria de saber o que pode ainda ser feito para que tal fato não aconteça da forma anunciada.
Tomo minha situação particular como exemplo, pois tais cobranças reduzem meus proventos líquidos a 50%. Tenho descontos em folha da CARIM e de Empréstimo Simples, que não sofreram quaisquer redução, ao contrario, ha poucos meses a PREVI colocou a disposição novos valores de ES que aumentaram minha mensalidade.
Que Diretoria é essa que coloca os associados a esta situação, correndo o risco de inadimplência, ter que recorrer ao mercado pagando juros exorbitantes e posterior quebradeira, entregando seus bens aos credores?
Que Previdência Forte é esta que coloca seus associados nesta situação?

Aposentado BB mat 8.573.460-8

rafael campagnoli disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marcos Cordeiro de Andrade disse...


PREVI - CONTRIBUIÇÃO - PROPOSTA

Em bbfuncionarios@yahoogrupos.com.br, "Faraco" escreveu

Prezada Isa Musa,

FAABB

Proponho que a FAABB defenda, junto à PREVI, que o retorno das
contribuições para o Plano 1 não alcance os participantes e os assistidos que
já completaram as 360 vertidas.

Ao efetuar os cálculos do Custeio do Plano, o atuário leva em
conta que o Custo do benefício de cada assistido esteja integralizado no
momento em que o participante preenche os requisitos para usufruir integralmente o
benefício, ou seja, ao completar 360 contribuições vertidas.

A PREVI reconheceu esse fato ao instituir o Renda Certa e em juízo
justificou esse benefício especial alegando que as contribuições excedentes à
360ª não são consideradas nos cálculos atuariais.

Trata-se de medida de inteira justiça uma vez que quem completou
360 contribuições já carreou ao plano os recursos necessários
para garantir o pagamento de seu benefício até o final.

Abs

Faraco

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Às Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil e colegas.

Sr. Presidente,

Colegas


Graças aos esforços da AAFBB, da ANABB e da FAABB, conseguimos agendar com o Presidente da PREVI uma reunião para o próximo dia 8 às 10 horas.


Destaque para a ANABB que conseguiu contato direto com o Presidente da PREVI acertando a realização desse encontro. Transmito a vocês a matéria retirada às páginas da ANABB.


http://www.anabb.org.br/mostraPagina.asp?codServico=4&codPagina=47487


A PREVI anunciou o fim do BET e a volta das contribuições na última sexta-feira.
Hoje já conseguimos essa reunião. Considero uma pequena vitória, mas não alimento ilusões. Não devemos alimentar grandes expectativas, mas também temos a responsabilidade de tentar.


Conto com o apoio de todos vocês.
Grata
isa Musa de Noronha

__._,_.___

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Desabafo de Luiz Dalton:

CECÍLIA, QUERIDA E FRATERNA AMIGA,
O CRISTO DE AMOR FOI TRAÍDO, TORTURADO, CRUCIFICADO E MORTO.
O QUE DIZER DESTE SEU AMIGO QUE NÃO SERVE SEQUER PARA BEIJAR O CHÃO ONDE O MAIOR HOMEM DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE PISOU.
VEJAM NO QUE TRANSFORMARAM O NATAL DO NASCIMENTO DE JESUS. UMA BARAFUNDA COMERCIAL E PAGÃ.
A VERDADE DÓI. POR CERTO MEUS DETRATORES, CUJOS NOMES JAMAIS VI EM NOSSAS FILEIRAS, ACEITARAM AS CARAPUÇAS.
POR QUE SERÁ?
A DONA ELIANA MENEGHETTI, COM SUA PENA E LÍNGUA VIPERINA, JÁ É NOSSA VELHA CONHECIDA. DELA SÓ ESPERAMOS ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO.
DIZER QUE FOI AO RIO PRA FAZER MESURAS DIANTE DOS SERVIÇAIS DA PREVI E SAIR DE LÁ COMO SE TIVESSE GANHO A COPA DO MUNDO É MUITA INGENUIDADE. OU SERIA QUERER APARECER AOS INCAUTOS.
OUTRO QUE CONHECI EM VELHAS PARADAS E TAMBÉM ME AGREDIU, SABENDO DE MINHA LUTA, FOI O SR. JOÃO ZAGHINE. SÓ PODE TER SIDO PORQUE TAMBÉM FOI AO BEIJA MÃO DOS PULHAS NA PATACOADA LÁ DO RIO.
A GENTE BUSCA DECISÃO NO DONO DA BOIADA E NÃO NO CAPATAZ. GENTE DA NOSSA IDADE NÃO PODE SER TÃO INOCENTE.
SAIAM DESSA E LEIAM A ARTE DA GUERRA DO SUN TSU E O MAQUIAVEL.
NÃO SE PRESTEM A PANTOMIMAS, EMBUSTES E CILADAS. CRESÇAM E APAREÇAM.
A PROPÓSITO, HOUVE UM TELEFONEMA DURANTE O CONVESCOTE NO TAL MOURISCO QUE SE NÃO FOSSE TRÁGICO SERIA RISÍVEL. ALIÁS, PATÉTICO.
VERIFIQUE OS NOMES DE CADA UM DESSES MEUS AGRESSORES.
O QUE FIZERAM PARA SOMAR EM NOSSA LUTA DESIGUAL E QUIXOTESCA CONTRA OS CRIMES COMETIDOS PELO BB, PREVI, PREVIC, ENTÃO SPC, JUDICIÁRIO E, OBVIAMENTE, AS ENTIDADES QUE DIZEM NOS REPRESENTAR?
AS ASSOCIAÇÕES, NÃO TÊM PODERES SOBRE NOSSOS BENS E RECURSOS PESSOAIS. PARA ISSO, PRECISARIAM DE PROCURAÇÕES ESPECÍFICAS DE CADA UM DE NÓS, AUTORIZANDO-AS A ABRIR MÃO DAQUILO QUE É DA MINHA OU DA SUA PROPRIEDADE.
O QUÊ DIZER DE UM BANDO DE ALEGRES, INDO AO RIO E SE PRESTANDO PARA BUCHA DE CANHÃO DOS GOZADORES DA PREVI, NOSSOS EMPREGADOS, MT BEM REMUNERADOS E QUE EM VEZ DE CUMPRIREM COM SUAS OBRIGAÇÕES, PERSEGUINDO A ÓTIMA HIGIDEZ ECONÔMICO-FINANCEIRA DOS NOSSOS BILHÕES -- LHES ENTREGUES PARA BEM GUARDAR E CUIDAR -- OBEDECEM REGRINHAS SUBALTERNAS EM DETRIMENTO DE LEIS COMPLEMENTARES, DO ESTATUTO DO IDOSO E ATÉ DA CONSTITUIÇÃO.
VAI CHEGAR A HORA DE PENHORAR OS BENS DESSA CAMBADA DE PREVARICADORES, OMISSOS E, POR CERTO, OUTROS DELITOS NOS PODERÍAM SER ENQUADRADOS.
SOU SÓCIO DE 6 (SEIS) GRÊMIOS DO FUNCIONALISMO DO BB.
PARA ALGUNS, NOS QUAIS MAIS CONFIO, ARCO COM MENSALIDADE ACIMA DO VALOR COBRADO REGULARMENTE.
MESMO ASSIM, NENHUMA ASSOCIAÇÃO ME REPRESENTA PARA PODER ABRIR MÃO DAQUILO QUE É MEU OU O QUÊ CONQUISTEI E TENHO DIREITO. ELAS NOS REPRESENTAM POLÍTICA E CORPORATIVAMENTE. NÃO PODEM ASSINAR ACORDOS LESIVOS AO NOSSO PATRIMÔNIO COMO OUSARAM FAZER.
TENHO CERTEZA QUE A MAIORIA ESMAGADORA (ACHO QUE 83%) DOS MEUS PARVO CRÍTICOS VOTARAM PELO "SIM" NA FARSA DO INDIGITADO PLEBISCITO DE 2010.

Continua na PARTE II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


PARTE II

CAÍRAM NO CONTO DO VIGÁRIO, INCENTIVADOS PELAS ENTIDADES, RICAS ARRECADADORAS DE MENSALIDADES DESCONTADAS EM NOSSAS FOPAGS OU CONTAS, CUJOS DIRIGENTES, ELEITOS POR NÓS E REGIAMENTE PAGOS, POUCO OU NADA FAZEM PARA NOS DEFENDER. AO CONTRÁRIO.
NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES DA PREVI E CASSI, O MSU - MOVIMENTO SEMENTE DA UNIÃO, APRESENTOU CANDIDATURAS EXCELENTES E FORA DA CURVA E OS ENCARAPUÇADOS DESTA RÉPLICA POR CERTO VOTARAM NOS MESMOS DE SEMPRE.
PARA A PREVI ELEGERAM O PIOR CANDIDATO, O SR. MARCEL. SEM HISTÓRIA, SEM EIRA NEM BEIRA.
AGORA AGUENTEM E COM PROMESSAS AS MAIS ESTAPAFÚRDIAS.
DESINFORMADOS, TELESPECTADORES DA MÍDIA VENAL, MENTIROSA E NOSSA INIMIGA, QUE SABEM TUDO DE NOVELAS E FUTEBOL, SE PREOCUPARAM APENAS EM RECEBER OS MÍSEROS CARAMINGUÁS "OFERTADOS" PELO BANCO, COMO SE FOSSEM CENOURAS DEPENDURADAS NAS VARAS ÀS SUAS FRENTES. ACEITARAM, COMO GADO INDO PARA O MATADOURO, A REVERSÃO DE R$ 7,5 BILHÕES AO BANCO ONZENÁRIO, MERO INSTRUMENTO COMERCIAL, VISANDO O LUCRO A QUALQUER PREÇO. FUNCIONALISMO MAL REMUNERADO, SEM CARREIRA, TRABALHANDO SOB O LÁTEGO DAS TAIS METAS INATINGÍVES IMAGINADAS PELOS NEOBANQUEIROS, COMO OS YUPPIES QUE HOJE "DIRIGEM" O BANCO, REGIAMENTE REMUNERADOS E GERANDO LUCROS VIRTUAIS COM RECURSOS DA PREVI.
ATUALMENTE, O BANCO DO BRASIL PODE SER TUDO MENOS "BOM PRA TODOS". E MUITO PIOR PRO FUNCIONALISMO E SEUS EX-FUNCIONÁRIOS, OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS.
NADA TEM DE INSTITUIÇÃO DE GOVERNO, ONDE NOS ORGULHÁVAMOS DE TRABALHAR E, CUJA GRANDEZA, PESSOAS SIMPLES, HONESTAS, TRABALHADORAS E LEAIS COMO VOCÊ, OS MILTON BERTOCO, RUY BRITO, MARCOS CORDEIRO, CLEIDE FERNANDES, TOLLENDAL, DAISY SACC, CHIRIVINO, NORTON SENG, RAUL AVELLAR, EBENÉZER, SANTINA SBARDELLA E TANTOS OUTROS ABNEGADOS AJUDARAM A CONSTRUIR.
BOTEM NAS SUAS CABEÇAS CHEIAS DE ÓDIO E CEGAS DE RAIVA QUE ENFRENTAMOS UM PROBLEMA POLÍTICO DE ABRANGÊNCIA MUNDIAL, DECORRENTE DA REIFICAÇÃO DO HOMEM. VIVEMOS SOB A ÉGIDE DO VIL NEOLIBERALISMO DE MERCADO, ONDE A MOEDA TRANSFORMOU-SE NUM FIM EM SI E OS INDIVÍDUOS EM MEROS INSUMOS DE PRODUÇÃO.
REGREDIMOS AOS TEMPOS DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL.
LEIAM E ESTUDEM MARX.
POR ISSO MESMO, VIU, DONA ELIANA, BUSCO POR TODOS OS MEIOS A MEU ALCANCE LEVAR À PRESIDENTA DA REPÚPLICA NOSSOS PROBLEMAS E DOS DEMAIS COMPANHEIROS, FILIADOS A TODAS AS EFPCs DO PAÍS, TODOS NÓS E ELES VÍTIMAS DA CRIMINOSA RES. CGPC N° 26/2008.
SE ELA SABE DESSES CRIMES OU NÃO, NÃO NOS INTERESSA.
TEMOS DE FAZÊ-LA VER, VINDO DE NÓS, IDOSOS(AS) QUE SEU GOVERNO COMETE CRIMES, ENTRE OUTROS, DE APROPRIAÇÃO INDÉBITA, CONTRA PESSOAS MERECEDORAS DE ATENÇÃO E CUIDADO ESPECIAL DO GOVERNO. O PAÍS TEM TIDO UM PROGRESSIVO CRESCIMENTO NAS FAIXAS DE PESSOAS ACIMA DE 60 ANOS. ESSE É UM FENÔMENO MUNDIAL E TEM DE SER DEVIDAMENTE EXAMINADO PELO ESTADO. EU DISSE ESTADO E NÃO GOVERNO. VOCÊS, MEUS CRÍTICOS, SABEM DIFERENCIAR UMA COISA DA OUTRA?

Continua na PARTE III

Marcos Cordeiro de Andrade disse...



PARTE III

AUTORIDADES IMPRUDENTES, INCOMPETENTES, ARROGANTES PODEM SIMPLESMENTE PROVOCAR RISCO DE QUEBRA DE, TALVEZ, O PRINCIPAL PILAR DO SISTEMA DE POUPANÇAS INTERNAS DO PAÍS.
DE NOVO, PRA DONA ELIANA E PRO SR. ZAGHINI, EM VEZ DE ATIRAR CONTRA SEUS COMPANHEIROS DE LUTA PORQUE LHES DIZEM VERDADES E PERDER TEMPO COM "BURROCRATAS" INSENSÍVEIS, CUMPRIDORES DE ORDENS E CARREIRISTAS, MOSTREM A QUEM DE DIREITO.
BATEM DE FRENTE COM O ESTATUTO DO IDOSO, COM LEIS COMPLEMENTARES E, ATÉ COM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL. TUDO COM BASE NUMA INDECENTE E SUBALTERNA RESOLUÇÃO QUE VEIO PRA TENTAR "REGULARIZAR" UM "CRIME HEDIONDO" DE LONGA DATA, CONTRA PESSOAS, NOS OCASOS DE SUAS VIDAS.
DEIXEM DE SE LEVAR PELA MÍDIA INIMIGA DO BRASIL, DE SEU SOFRIDO POVO E DO FUNCIONALISMO PÚBLICO E DOS "MARAJÁS", EMPREGADOS DE ESTATAIS.
SEGUNDO ALGUNS EXPERTS ENTRE NOSSOS COLEGAS, JÁ FORAM REVERTIDOS, ATÉ AGORA, DA PREVI PARA O BB, DESDE 1997, A "BAGATELA" DE R$ 60,0 BILHÕES. DESTE MONTANTE, SAÍRAM DE NOSSOS, EU DISSE "NOSSOS", RECURSOS, NOS ÚLTIMOS 11 ANOS, ATUALIZADOS, CERCA DE R$ 10,0 BILHÕES. OS RESTANTES, R$ 50,O BILHÕES, SÃO ORIUNDOS DO PERÍODO DO CRIMINOSO DE LESA-PÁTRIA, AQUELE MESMO QUE NOS CHAMOU "VAGABUNDOS".
PARA FINALIZAR, SABEDOR DAS FALCATRUAS DA BANDA PODRE DO PT, CHAMO A ATENÇÃO DE MEUS DETRATORES QUE, SE FÔSSEMOS MENOS DESINFORMADOS E MAIS INTELIGENTES ESTARÍAMOS COBRANDO DO MPU, EM BRASÍLIA, O ANDAMENTO DA DENÚNCIA QUE FIZ, PROTOCOLIZADA NAQUELE ÓRGÃO EM 2011, VIA ABAIXO-ASSINADO SUBSCRITO POR 3.500 COLEGAS.
ATÉ AGORA A COISA ESTÁ PARADA, SEM SOLUÇÃO, "TALVEZ ARQUIVADA EM PASTA ERRADA", POR DESÍDIA DO ENTÃO PGR, TAMBÉM CONHECIDO COMO O NOVO PREVARICADOR DA REPÚBLICA, O SR. ROBERTO GURGEL, SEGUNDO O SEN. COLLOR DE MELO.
ABRAÇO FRATERNAL, COM O MEU OBRIGADO POR ME DEFENDER, MINHA CARA CECÍLIA,
LUIZ DALTON, EM TERMOS PROFISSIONAIS AQUILO QUE A DONA ELIANA DISSE A MEU RESPEITO E UM POUCO MAIS.
TUDO FRUTO DE MUITO ESTUDO, TRABALHO, DEDICAÇÃO E LEALDADE À EMPRESA À QUAL ENTREGUEI POR MAIS DE 36 ANOS O MELHOR DE MIM E NOS MAIS PROFÍCUOS ANOS DE MINHA VIDA PRODUTIVA.
EM TEMPO: TANTO VC, CECÍLIA, COMO O MEU CARO MARCOS CORDEIRO, PODEM DIVULGAR PRA QUEM DESEJAREM OU ACHAREM CONVENIENTE.

Luiz Dalton da Silva Lopes

Continua na PARTE IV

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


PARTE IV


-------- Mensagem original --------
De : maria cecília estivallet
Data: 06/01/2014 20h43 (GMT-03:00)
Para: Luiz Dalton
Assunto: Fwd: Eliana Meneghetti

Caro Dalton,

Hoje a bola da vez foste tu. estás famoso e nem pode usufruir da fama, quiçá dos vencimentos...

Não pude me calar diante da deturpação "intencional " desta senhora sobre tua pessoa. Não tenho a tua força de argumentação e bem sei que não devemos perder nossas energias, mas no meu entender ela foi longe demais.
Não me contive.

Te repasso o diálogo somente para ciência.
Temo que entre nós haja alguém trabalhando para o lado oposto.

um grande e respeitoso abraço. Cecília


Eliana Marques Meneghetti
Prezados colegas que passaram um dia em pe na frente da Previ, brigamos, viemos de todos estados as nossas proprias expensas, arcando com um sacrificio alem de nossas forças e posses. Vejam o que pensa de nos o icone do MSU, Sr Luiz Dalton, que encabeçou a chapa que ajudou a dividir a oposicao ao status quo, sentado confortavelmente no seu sofa.

.......... BANDO DE OMISSOS, DESINTERESSADOS, LEITORES DA VEJA E
DOS PASQUINS PODRES DA MÍDIA VENAL QUE ALIMENTAMOS.
SEGUIDORES DE NOVELAS QUE INVADEM NOSSOS LARES, DESTROEM A
MORALIDADE E NÓS, APALERMADOS, MASSA DE MANOBRA DOS MAIS VIS
INTERESSES, BEBENDO CERVEJAS. ELEITORES ALIENADOS E, POR QUE NÃO
DIZER, UM BANDO DE CORDEIROS COVARDES, EGOÍSTAS OLHANDO PROS
PRÓPRIOS UMBIGOS.
A TAL DE 'NOVEMBRADA', UMA PALHAÇADA, PRA TOMÁ CAFÉZINHO REQUENTADO
COM AS RAPOSAS CUIDADORAS DO GALINHEIRO, PROMOVENDO ALGUNS POUCOS
INOCENTES ÚTEIS.
SERIAM MESMO 'INOCENTES'?
OU SÓ 'ÚTEIS'?
ARRE ÉGUA DIGO EU, MEU AMIGO!!!
LUIZ DALTON.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Leia no Blog do Ed:

278. Apelo às Lideranças

Por Edgardo Rego

http://blogdoedear.blogspot.com.br/

Valim disse...

Prezado, Marcos Cordeiro, Guerreiro.

Quero parabenizar o excelente trechos com linhas e entrelinhas, que inteligência.
Minhas entrelinhas gostariam que você iguais as suas.

Segue o trecho do Hélio Fernandes, blog tribuna da imprensa, até hoje não pagaram a sua indenização, transitada e julgada.

Marcos Garcia
A Tribuna da Internet foi a primeira a informar que o Banco do Brasil estava patrocinando aposentadorias nababescas para seu corpo diretivo (R$ 52 mil mensais), através de seu fundo de pensão, a Previ.
O jornal “O Estado de São Paulo”, o Estadão, também passou a noticiar o caso recentemente, bem como o jornal Valor, informando que trava-se uma batalha entre os Ministérios da Fazenda e da Previdência sobre questão, vez que a Previc, agência reguladora dos fundos de pensão, é ligada à Previdência e o BB está vinculado à Fazenda.
Informa também o Estadão que o BB e seu fundo de pensão pediram prazo para cumprir a determinação da Previc, de 05/06/2013, de não utilizar recursos da Previ para pagar as aposentadorias milionárias, o que atualmente vem sendo feito.
Informação verdadeira mas incompleta, já que é a terceira vez que se pede prazo, alegando-se a impossibilidade de implementação. É estranho, pois para receber mostraram-se muito bons em implementação.
“EU NÃO SABIA”
Os petistas assumiram o “eu não sabia” para fugir das consequências de alguns de seus mal feitos. Inovando mais uma vez no descumprimento às leis, criaram agora o “peço prazo”, já informando com o pedido, por óbvio, da continuação do descumprimento reiterado de determinação de agente legal, no caso a autoridade máxima do setor de fundos de pensão.
Os prazos vão vencendo e eles, rápido no gatilho, “peço prazo”. Tivessem algum direito negado, não seria o caso de ingressarem com medida judicial? Apostam no crescimento dos valores retroativos acumulados para que então a corda estoure no lado mais fraco, o fundo de pensão dos trabalhadores, já que os acionistas do BB irão botar a boca no trombone (já estão botando), se tiverem que pagar a conta.
Está difícil cumprir as leis? Peça prazo. Estado democrático de direito? Só quando for réu.
• Tribuna da Internet

Valim.

Fernando Lamas disse...

Prezado colega Marcos Cordeiro, saudações cordiais.

SUSPENSÃO DAS PARCELAS DO ES E RECEBIMENTO POR ORPAG

Junto com o contentamento, veio uma preocupação: como eu recebo créditos da PREVI(Fopag e renovações do ES), por orpag, se a reversão da parcela de janeiro for para a minha c/c, será perdida, quanto às necessidades da minha casa.
Já escrevi, para a PREVI, pedindo o esclarecimento, se, também, essa reversão, eu a receberei por orpag.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

Fernando Lamas
Valinhos(SP)

"Pai, santificado seja o teu nome..."
Lucas 11,1-4.

Aristophanes disse...

REFLEXÕES DE UM OCTOGENÁRIO.(PARTE I)
Pela lucidez, competência e capacidade intelectual, dedico essas reflexões ao colega e contemporâneo Edgardo Rego(vide Blog do Ed)
Nós, longevos, quando temos a felicidade de não sermos penalizados por uma Natureza às vezes adversa, e chegamos a certa idade, sem amargar doenças e síndromes limitantes e degenerativas, temos a vantagem de dispor e poder usar um poderoso Banco de Dados, pessoal e natural, construído pelo aprendizado, pela experiência e pela pesquisa. Os mais jovens não se beneficiam disso, mesmo quando brilhantes e esforçados estudiosos.
Essa avaliação, sem pretensões filosóficas, me ocorre, a propósito da histórica medida adota pelo “nosso” fundo de previdência, ao decidir descumprir um acordo, também histórico(que não aprovei), para não mais nos pagar o saldo de 12 meses do BET, num surrupio de R$2,9 bilhões(7,5-4,6) e, mais do que isso, reinventando a cobrança de contribuições mensais de 4,8%, sobre os benefícios que paga aos aposentados, que já tinham, tecnicamente, constituído a base atuarial(360 meses), para assegurar as suas respectivas aposentadorias. No meu caso particular, só para exemplificar, contabilizo, líquido, 534 meses de contribuição, depois de retirados a suspensão de 2007-2013 e os meses do, até hoje, inexplicado Renda Certa.
Denomino “histórica” tal determinação da amorfa “diretoria executiva” da previ, por que se trata, sem dúvida, de uma medida extrema, que no dia 20 de janeiro e meses seguintes, vai ser amargada por cerca de 118.000 participantes do nosso fundo previdenciário. E, por se tratar de medida heroica, de custos – diretos e indiretos – tão altos, danosos e imprevisíveis, para mais de 600.000 pessoas, deve ter sido seriamente avaliada e ruminada pelos seus autores e responsáveis. Devem existir razões muito mais profundas, por trás dessa malsinada medida adotada pela previ, além daqueles medíocres e mal alinhavados arrazoados constantes da nota que, grotescamente, se intitula PERÍODO DE DISTRIBUIÇÃO DE SUPERAVITS CHEGA AO FIM(sic)!
Não foi à toa, portanto, que o clamor, o desencanto, a revolta, a ira, o desespero e a indignação de tantos explodiram, nas manifestações de toda sorte, mas – lamentavelmente – mostrando a nossa fraqueza e impotência, pela dispersão, desunião e desinformação de nossas facções.
Mas, os sensores que piscam no meu Banco de Dados, ao detectarem a nota da previ, me dizem que deve existir algo mais no ar, além dos aviões de carreira. E surgem questionamentos: Porque a Previ jamais reclamou e não pediu de volta os bilhões entregues, por instrumento ilegal, ao Patrocinador?! Porque, em momento de tanta restrição financeira, a Previ, acolitada com o BB, teima em premiar uns poucos, com benefícios especiais de aposentadorias imorais?! (Lembro que fui diretor do antigo BB, por 8 anos(1974-1982) e me aposentei com os proventos de minha qualificação funcional e nada mais). Porque a Previ não procurou amenizar o “inarredável corte do BET+contribuições”, estudando, antecipando e oferecendo fórmulas transitórias, compensatórias, para aqueles que viessem a requerer, ainda que excepcionalmente?! Porque a Previ, de forma pusilânime e debochada, não ouviu os reclamos de tantas manifestações sérias de grupos competentes, representativos de aposentados, apenas respondendo-os, deliberadamente, com a insignificância de funcionários subalternos?! Porque a Previ tergiversou, durante meses, com recados tragi-cômicos, sobre o fim prematuro do BET, para no dia 3 de janeiro, anunciar que. no próximo dia 20, tudo ia mudar, para pior?! Porque o contra senso(ou sadismo) de declarar que “o Plano 1 permanece superavitário(sic) e sem riscos para o seu equilíbrio e solidez, proporcionando tranquilidade aos seus seus participantes...” Que tranquilidade, Cara Pálida?! A dos nobres Estatutários?!

Aristophanes disse...

(continuação)
Sem querer me alongar, paro por aqui, pois são numerosos os questionamentos que não encontram compatibilidade com os alertas dos sensores no meu Banco de Dados. Uma coisa é certa: a Previ está MENTINDO. Seu alardeado patrimônio(Plano1), de mais de R$150 bilhões, é uma importância muito grande(a maior da América Latina) e provoca a cobiça engenhosa de muitos, principalmente daqueles que tapam buracos com a “contabilidade criativa”. Nosso patrimônio previdenciário está seriamente comprometido, por incompetências de gestão, ou está sendo reclamado por investimentos alheios ao Corpo Social, ou, ainda, esta sendo poupado para sobras futuras que cairão, fatalmente, nos cofres do Patrocinador?
Mas, deixo por último, um questionamento curiosíssimo: Numa ação sem alarde , eis que a ANABB(sou um dos mais antigos associados), aparece, gloriosamente, conseguindo, por telefone, uma entrevista com a cúpula da Previ(sem o BB, para não dar na vista) e mais algumas expressivas associações, com o objetivo anunciado em seu site de “discutir o fim do BET”. Tirando o mau presságio desse anúncio, também, aqui, os sensores do meu Banco de Dados – como muitos colegas já desconfiaram, em comentários, nos blogs – chamam a atenção para o inusitado da prestimosidade da previ em discutir o assunto – até então questão fechada para outros – e a eleição de tão ilustre e privilegiado interlocutor! Para o bem, ou para o mal, ai tem jacutinga... Mas, sejamos otimistas! Boa noite, amanhã é outro dia! Cordialmnte, Aristophanes Pereira.

Aristophanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O comentárior anterior, do Colega Aristophanes, pressupõe possuir uma primeira parte que, lamentavelmente, não nos foi enviada.

Aristophanes disse...

REFLEXÕES DE UM OCTOGENÁRIO.(PARTE I)
Pela lucidez, competência e capacidade intelectual, dedico essas reflexões ao colega e contemporâneo Edgardo Rego(vide Blog do Ed)
Nós, longevos, quando temos a felicidade de não sermos penalizados por uma Natureza às vezes adversa, e chegamos a certa idade, sem amargar doenças e síndromes limitantes e degenerativas, temos a vantagem de dispor e poder usar um poderoso Banco de Dados, pessoal e natural, construído pelo aprendizado, pela experiência e pela pesquisa. Os mais jovens não se beneficiam disso, mesmo quando brilhantes e esforçados estudiosos.
Essa avaliação, sem pretensões filosóficas, me ocorre, a propósito da histórica medida adota pelo “nosso” fundo de previdência, ao decidir descumprir um acordo, também histórico(que não aprovei), para não mais nos pagar o saldo de 12 meses do BET, num surrupio de R$2,9 bilhões(7,5-4,6) e, mais do que isso, reinventando a cobrança de contribuições mensais de 4,8%, sobre os benefícios que paga aos aposentados, que já tinham, tecnicamente, constituído a base atuarial(360 meses), para assegurar as suas respectivas aposentadorias. No meu caso particular, só para exemplificar, contabilizo, líquido, 534 meses de contribuição, depois de retirados a suspensão de 2007-2013 e os meses do, até hoje, inexplicado Renda Certa.
Denomino “histórica” tal determinação da amorfa “diretoria executiva” da previ, por que se trata, sem dúvida, de uma medida extrema, que no dia 20 de janeiro e meses seguintes, vai ser amargada por cerca de 118.000 participantes do nosso fundo previdenciário. E, por se tratar de medida heroica, de custos – diretos e indiretos – tão altos, danosos e imprevisíveis, para mais de 600.000 pessoas, deve ter sido seriamente avaliada e ruminada pelos seus autores e responsáveis. Devem existir razões muito mais profundas, por trás dessa malsinada medida adotada pela previ, além daqueles medíocres e mal alinhavados arrazoados constantes da nota que, grotescamente, se intitula PERÍODO DE DISTRIBUIÇÃO DE SUPERAVITS CHEGA AO FIM(sic)!
Não foi à toa, portanto, que o clamor, o desencanto, a revolta, a ira, o desespero e a indignação de tantos explodiram, nas manifestações de toda sorte, mas – lamentavelmente – mostrando a nossa fraqueza e impotência, pela dispersão, desunião e desinformação de nossas facções.
Mas, os sensores que piscam no meu Banco de Dados, ao detectarem a nota da previ, me dizem que deve existir algo mais no ar, além dos aviões de carreira. E surgem questionamentos: Por que a Previ jamais reclamou e não pediu de volta os bilhões entregues, por instrumento ilegal, ao Patrocinador?! Por que, em momento de tanta restrição financeira, a Previ, acolitada com o BB, teima em premiar uns poucos, com benefícios especiais de aposentadorias imorais?! (Lembro que fui diretor do antigo BB, por 8 anos(1974-1982) e me aposentei com os proventos de minha qualificação funcional e nada mais). Por que a Previ não procurou amenizar o “inarredável corte do BET+contribuições”, estudando, antecipando e oferecendo fórmulas transitórias, compensatórias, para aqueles que viessem a requerer, ainda que excepcionalmente?! Por que a Previ, de forma pusilânime e debochada, não ouviu os reclamos de tantas manifestações sérias de grupos competentes, representativos de aposentados, apenas respondendo-os, deliberadamente, com a insignificância de funcionários subalternos?! Porque a Previ tergiversou, durante meses, com recados tragi-cômicos, sobre o fim prematuro do BET, para no dia 3 de janeiro, anunciar que. no próximo dia 20, tudo ia mudar, para pior?! Por que o contra senso(ou sadismo) de declarar que “o Plano 1 permanece superavitário(sic) e sem riscos para o seu equilíbrio e solidez, proporcionando tranquilidade aos seus seus participantes...” Que tranquilidade, Cara Pálida?! A dos nobres Estatutários?!

Aristophanes disse...

Sem querer me alongar, paro por aqui, pois são numerosos os questionamentos que não encontram compatibilidade com os alertas dos sensores no meu Banco de Dados. Uma coisa é certa: a Previ está MENTINDO. Seu alardeado patrimônio(Plano1), de mais de R$150 bilhões, é uma importância muito grande(a maior da América Latina) e provoca a cobiça engenhosa de muitos, principalmente daqueles que tapam buracos com a “contabilidade criativa”. Nosso patrimônio previdenciário está seriamente comprometido, por incompetências de gestão, ou está sendo reclamado por investimentos alheios ao Corpo Social, ou, ainda, esta sendo poupado para sobras futuras que cairão, fatalmente, nos cofres do Patrocinador?
Mas, deixo por último, um questionamento curiosíssimo: Numa ação sem alarde , eis que a ANABB(sou um dos mais antigos associados), aparece, gloriosamente, conseguindo, por telefone, uma entrevista com a cúpula da Previ(sem o BB, para não dar na vista) e mais algumas expressivas associações, com o objetivo anunciado em seu site de “discutir o fim do BET”. Tirando o mau presságio desse anúncio, também, aqui, os sensores do meu Banco de Dados – como muitos colegas já desconfiaram, em comentários, nos blogs – chamam a atenção para o inusitado da prestimosidade da previ em discutir o assunto – até então questão fechada para outros – e a eleição de tão ilustre e privilegiado interlocutor! Para o bem, ou para o mal, ai tem jacutinga... Mas, sejamos otimistas! Boa noite, amanhã é outro dia! Cordialmnte, Aristophanes Pereira.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

07/01/2014
Participante do Plano 1 poderá suspender cobranças de ES para os meses de janeiro, fevereiro e março/14

Operação para a suspensão dessas cobranças estará disponível no portal da PREVI ainda esta semana.

Fonte: Site PREVI (www.previ.com.br)