sábado, 12 de julho de 2014

ES - Resposta da PREVI



CONTRACHEQUE DE JULHO e EMPRÉSTIMO SIMPLES
 
Caros Colegas,

A carta da AAPPREVI endereçada à PREVI no dia 10/06/14 obteve resposta datada de 10/07/2014 (exatos 30 dias depois), em expediente PRESI-GABIN-2014/0434. As duas correspondências estão disponíveis para leitura e impressão através dos links abaixo:


Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo da AAPPREVI
www.aapprevi.com.br

10 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Já notaram que os eleitos ou nomeados raramente assinam isso? Tem sempre um "contratado" pra correr os riscos. Mas sobre o assunto em si eu já esperava isso mesmo. Jamais esperei algo de bom do Marcel. Ética é para quem tem, e não para quem quer ter. Só no Maranhão que um candidato disse em out-door que era 95% honesto.


SolonelJr

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Leia no Blog do Ed:

295. As Ideias Claras da PREVIC
Por Edgardo Rego.

http://blogdoedear.blogspot.com.br/

rafael campagnoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blog do Ed disse...

Marcos amigo
Gostei do que você perguntou. Não gostei da resposta da PREVI. Continuo achando que temos constitucionalmente direito a muito mais de transparência da PREVI. Muito direito a sigilo. Muito compromisso escrito de sigilo. Não entendo nada...
Edgardo Amorim Rego

Marcos Cordeiro de Andrade disse...


Extraído do Blog da Diretora de Administração da PREVI, Cecília Garcez (dia 13/07/14):

Em relação ao Empréstimo Simples, a decisão ficará para a próxima semana, porém adianto que houve um avanço nas negociações e estamos tentando construir uma alternativa que atenda a maioria dos colegas, sem criar impasse na decisão. Todos estão se empenhando para que consigamos chegar a um consenso.


Postado por Cecilia Garcez às 21:17 (13/07/14).

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida:

Se não fossem as taxas exorbitantes cobradas no Cheque Especial do BB, já estaríamos também pendurados nele. Agora, Cooperforte, POUPEX e CDC BB, somos fregueses assíduos, até mesmo retirando de um para pagar o outro e somos um casal de funcionários aposentados. Não vivemos com luxo, e grande parte dos gastos se aplica aos problemas de saúde, vez que a nossa CASSI --que não é a mesma a qual nos associamos e que tinha uma rede de credenciados de fazer inveja a qualquer associado de um plano de saúde, nem mais abona medicamentos e, nos processos de reembolso a limitação chega a fazer com a gente desista ante a tremenda burocracia--. Ante a série de recibos e NF da área de saúde a própria SRF não incluiu nossas devoluções nos dois primeiros lotes, visto que o "desconto padrão" era insuficiente para cobrir nossos gastos, como nos anos anteriores, portanto, malha fina. Em outras palavras, para não usar palavrões, vamos utilizar um termo que passou a ser de uso no dia-a-dia: ESTAMOS FERRADOS e o pior, criamos as cobras em nossos ninhos.

Para os mais antigos do BB, quando um Presidente de uma Instituição enviava uma correspondência a outro Presidente, pelo menos por educação, a assinatura da resposta não era --pelo menos por uma questão hierárquica e de educação -- também de um Presidente? E os novos diretores da PREVI que nos prometeram mundos e fundos, que dizem disto?

J. e M. (sócios da AAPPREVI).

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Encaminho para conhecimento da AAPPREVI.

Rafael

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: ANABB
Data: 14 de julho de 2014 17:24
Assunto: Resposta da pergunta enviada para o site da ANABB
Para: rafael antônio campagnoli



Sua resposta foi postada para o seu tema de interesse no Sistema de duvidas do site ANABB.

Pergunta:
EMPRÉSTIMOS SIMPLES DA PREVI - REINÍCIO DE COBRANÇA A PARTIR DE JULHO Como associado há mais de 32 anos da ANABB, agora na condição de aposentado e assistido da Previ, espero ansiosamente um posicionamento da nossa ANABB quanto aos problemas seríssimos, de ordem financeira, que estamos passando por conta da suspensão do BET e retorno das contribuições, inclusive para aposentados. A força da ANABB tem que prevalecer nesta hora tão difícil para todos nós aposentados e pensionistas. Haveria necessidade de implementar algumas medidas a nosso favor, as quais sugiro assim: a) REALINHAMENTO dos benefícios, uma vez que nos últimos 20 anos houve redução expressiva de aposentados por conta de FALECIMENTOS; b) revisão dos empréstimos simples, alongando prazos e oferecendo carência de no mínimo 6 meses para início de pagamento das prestações ( opcional ); c) suspensão dos empréstimos simples até o final deste ano, sendo que o valor das prestações suspensas durante todo o ano formariam um ES ESPECIAL, apartado dos demais, para pagamento em 170 meses, com até 6 meses de carência. Conto com o apoio da ANABB Representante Local

Resposta:
Prezado Rafael, em atenção a sua mensagem, informamos que a Diretoria da ANABB é solidária a todos os participantes que estão sofrendo os impactos do fim do BET e da volta das contribuições. Isso vale para os aposentados e para o pessoal da ativa. A Diretoria entende que as medidas são tão drásticas que não interessam a ninguém. Não é possível acreditar em algum maquiavelismo na decisão, até porque ela traz abalos para todos os envolvidos: para a direção da Previ, para o BB, para os funcionários da ativa, para os aposentados e pensionistas. A ANABB não consegue vislumbrar quem possa ganhar com o final antecipado do BET e a volta das contribuições. O entendimento da Diretoria da ANABB é de que todos juntos devem buscar alternativas para minimizar os impactos na vida de cada ser humano atingido pelas medidas e lutar por mudanças na legislação que sejam mais justas para os participantes. A diretoria da Associação encaminhou as diversas suge stões recebidas ao Grupo Assessor Temático (GAT) - Previdência e Aposentadoria (Previ Plano1), da ANABB, para análise e eventual encaminhamento à Previ e ao Banco. A Associação está atenta às demandas dos associados e se empenha em buscar e propor a melhor solução para seus anseios. Por oportuno, informamos que sua mensagem está sendo encaminhada à Presidência da ANABB (PRESI), para conhecimento e análise. Sempre ao seu dispor para novos questionamentos, agradecemos seu contato.

Atenciosamente, Pedro Henrique Rodrigues Timo
Atendimento ao Associado
ANABB/VIREF

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

CONTRACHEQUE PREVI de Julho/14

Disponível no site.

Com desconto da prestação do ES.

Marco Antonio Lima disse...

Plano 1: Empréstimo Simples tem novos parâmetros
Entre as melhorias está a elevação do teto, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil. Mudanças entram em vigor em 22/7.

Atenta às necessidades dos associados, a PREVI implementou no início de 2014 a opção de suspensão das prestações de janeiro, fevereiro e março de 2014 do Empréstimo Simples para os participantes do Plano 1. O prazo para a suspensão foi prorrogado por mais três meses, até junho deste ano.
Nesta terça-feira, 15/7, a Diretoria Executiva aprovou melhorias no Empréstimo Simples, levando em conta as sugestões de participantes encaminhadas para a PREVI. A revisão dos parâmetros, que é realizada anualmente no mês de novembro, foi antecipada para julho. As mudanças entram em vigor a partir de 22/7.

As novidades englobam a elevação do teto do empréstimo, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil e a flexibilização dos prazos máximos de pagamento para contratações e renovações realizadas até 29/10/2014, para participantes entre 51 e 86 anos. Participantes que possuem operações ativas serão liberados da carência de seis prestações pagas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.

A revisão dos parâmetros reafirma o compromisso da Diretoria Executiva na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade dos participantes da PREVI. Desde 2003 até 2014 o teto do Empréstimo Simples teve uma elevação de 480%, de R$ 25 mil para R$ 145 mil.

Junior Leite disse...

A previ lança esse "empréstimo" como vantagem, a nova diretoria deveria se envergonhar pelo belo inicio, mas cheguei a fazer os cálculos de minha mãe que e pencionista e vi que ela ja pagou 2 parcelas e ia aumentar o prazo de 108 para 120 meses, e ia retirar liquido 802,00 ou seja, menos que as 2 parcelas que ja foram cobradas de 839,00 fora o aumento de 12 meses, alguém já parou para ver o GRANDE AUMENTOS dos juros cobrados pela PREVI? Estão sugando o dinheiro de todos, tenho que com 32 anos ajudar a minha mãe por que o que ela ganha não e mais o suficiente!