terça-feira, 15 de julho de 2014

Plano 1: Empréstimo Simples tem novos parâmetros


15/07/2014

Extraído do Site da PREVI>

Entre as melhorias está a elevação do teto, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil. Mudanças entram em vigor em 22/7.

Atenta às necessidades dos associados, a PREVI implementou no início de 2014 a opção de suspensão das prestações de janeiro, fevereiro e março de 2014 do Empréstimo Simples para os participantes do Plano 1. O prazo para a suspensão foi prorrogado por mais três meses, até junho deste ano.

Nesta terça-feira, 15/7, a Diretoria Executiva aprovou melhorias no Empréstimo Simples, levando em conta as sugestões de participantes encaminhadas para a PREVI. A revisão dos parâmetros, que é realizada anualmente no mês de novembro, foi antecipada para julho. As mudanças entram em vigor a partir de 22/7.

As novidades englobam a elevação do teto do empréstimo, que foi de R$ 130 mil para R$ 145 mil, e a flexibilização dos prazos máximos de pagamento para contratações e renovações realizadas até 29/10/2014, para participantes entre 51 e 86 anos. Participantes que possuem operações ativas serão liberados da carência de seis prestações pagas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.

A revisão dos parâmetros reafirma o compromisso da Diretoria Executiva na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade dos participantes da PREVI. Desde 2003 até 2014 o teto do Empréstimo Simples teve uma elevação de 480%, de R$ 25 mil para R$ 145 mil.

Confira todos os parâmetros revisados:

  • Elevação do teto de concessão de R$ 130 mil para R$ 145 mil;
  • Liberação da carência de seis prestações pagas para participantes que possuem operações ativas, para que possam fazer a renovação dentro das novas condições.
  • Flexibilização dos prazos máximos de pagamento para participantes entre 51 e 86 anos, nas contratações e renovações realizadas até 29/10/2014. Confira na tabela o prazo para todas as faixas etárias:

Prazo máximo de pagamento do ES por faixa etária - Plano 1
Faixas Etárias
até 50 anos
51 a 62 anos
63 a 74 anos
75 a 86 anos
87 a 98 anos
a partir de 99 anos
Prazo anterior (em meses)
120
108
96
84
72
60
Prazo flexibilizado até 29/10/2014 (em meses)
120
120
108
96
72
60

3 comentários:

Fernando Lamas disse...

Prezado colega Marcos Cordeiro, e demais colegas, saudações cordiais.

PARA A MINHA COMODIDADE

1) Exclusão: como eu temia, a MC negativa excluirá alguns milhares ou algumas centenas, não sei ao certo, da anunciada revisão do ES. Fato incontestável, pois, sem MC, não se opera.
Não espero, mas vejo, como única alternativa, para incluir os "sem margem, marginalizados", um recálculo das operações em ser, por iniciativa da Previ, para favorecer-nos, ao menos, na redução da prestação mensal.
2) Eu recebo, separadamente, os Benefícios.
Igualmente ao janeiro passado, a Previ excluiu, em julho, a Carim do meu contracheque, para que ele não explodisse, negativamente. Mas que eu não me preocupe, pois, para a minha comodidade, creio que, em até um dois dias, receberei um boleto bancário, anexado ao e-mail que esclarecerá o sumiço da dita verba do contracheque, com a vantagem de poder imprimi-lo e liquidá-lo, até o fim do mês, em qualquer Banco.
Na realidade, o meu recebimento, a partir de julho, será NEGATIVO, pois, o pagamento da Carim, extra- contracheque, ultrapassa, bastante e ANULA, o líquido "maquiado".
Fato incontestável, também, considerando a política de inobservância, pela Previ, salvo engano meu, do limite Legal imposto, para consignações no contracheque; daí, infelizmente, a tarefa, incontornável e inadiável, de ajuizar Ação,no sentido de questionar possível "desvio de conduta".
Obviamente que o ideal seria uma solução NEGOCIADA, mas, pelo cenário atual, não acredito nessa saudável e elevada possibilidade.

Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Jesus respondeu: 'Não se inquietem. O Pai bem sabe que vocês têm necessidade dessas coisas(materiais)."
Lucas 12,22-34.

Fernando Lamas disse...

Estimado colega Marcos Cordeiro, saudações cordiais.

TODOS PERDEMOS!

Faltou no meu comentário anterior.
1)ES: reparem o detalhe, de que é limitado o tempo da promoção do prazo alongado: 29 de outubro próximo. Quem puder operar, "não durma no ponto".
Mas, para a maioria que precisa, porém, sem MC, infelizmente, é LARGAR ou LARGAR.
2) Na realidade, de tudo isso, caro senhor Marcos, a minha conclusão é de que todos perdemos. Todos são todos: operadores ou não do ES e todas as faixas de benefícios, sem exceção.
Sobre o ES, dispensa explicação, pois os comentários mostram claro o trauma.
Acrescento os demais, pois, desde há muito tempo, dever-se-ia tratar de benefícios que abrangessem O UNIVERSO TODO nosso e não, somente, estes poucos milhares ou estas poucas centenas, há controvérsias, onde incluo-me que erramos na vida financeira.
Noutras palavras: melhorias gerais, universais, para todos, via realinhamento, 360/360, índice de reajuste do Benefício, superávit linear, contracheque decente, quanto às consignações etc.
Com o máximo respeito, pois são autoridades, mas perdem todos os dirigentes da Previ, pois parece que essa indisposição, esse clima feio e inimigo, junto do corpo social, não lhes afeta, mesmo considerando a disciplina e frieza do Administrador.
Nesse sentido é que entendo que TODOS PERDEMOS.
Grato por tudo e PAZ E BEM!

"Quem me protege é Deus que salva os corações retos."
Salmo 7.

Junior Leite disse...

A previ lança esse "empréstimo" como vantagem, a nova diretoria deveria se envergonhar pelo belo inicio, mas cheguei a fazer os cálculos de minha mãe que e pencionista e vi que ela ja pagou 2 parcelas e ia aumentar o prazo de 108 para 120 meses, e ia retirar liquido 802,00 ou seja, menos que as 2 parcelas que ja foram cobradas de 839,00 fora o aumento de 12 meses, alguém já parou para ver o GRANDE AUMENTOS dos juros cobrados pela PREVI? Estão sugando o dinheiro de todos, tenho que com 32 anos ajudar a minha mãe por que o que ela ganha não e mais o suficiente!