quarta-feira, 30 de setembro de 2009

ALEGORIAS BILIONÁRIAS

Fatos recentemente divulgados nos levam a fazer comparações entre o sério e o burlesco, pelo temor da repetição.
Ao que tudo indica está em curso mais uma apropriação contábil por parte do Banco, para cobrir a compra do Votorantim (4,2 bi). Assim sendo, mais uma rapinagem se avizinha.
Que ninguém se iluda. Esses saques escriturais periódicos serão transformados lá na frente em reais retiradas dos cofres da Previ. De nada adianta o enfadonho discurso dos Eleitos com alegação de que não levaram um centavo (ainda). Nisso tudo o que há de concreto é que o Superavit, por mais que cresça ano a ano, vai se esmigalhando e desaparecerá um dia, se não conseguirmos refrear essas ações e utilizá-lo em benefícios regulamentares.
Nos meus devaneios vejo o Superavit como um grande monte de feno no meio do brejo; sequinho e suculento protegido por esvoaçantes insetos protetores, mas desejado por sapos barbudos e vacas famintas que espreitam com olhos esbugalhados de desejo.
Não levaram nada ainda, em metal sonante, mas levarão um dia.
Levarão sim. E levarão tudo se ficarmos nessa lengalenga, trocando figurinhas aqui no site.
Temos que ousar. Temos que AGIR.
E, como no contexto estamos órfãos de pai e mãe, ouso perguntar: não será hora de pensar em consolidar uma representatividade forte, legítima?
Precisamos passar do discurso à ação, unidos como organização credenciada oficialmente. Assim agindo, e com o potencial número que podemos formar ninguém nos baterá, visto que estaremos ombreados com o mesmo propósito, visando uma meta comum, cuidando de um único assunto: o Plano 1. O que é tremendamente promissor.
Nessa conjuntura não haverá desvios de atenções e esforços para cuidar de outros assuntos: dos dentes, de empregos, da casa própria, de seguros. Para tudo isto existe segmentos apropriados.
Consolidada a união, as entidades que ai se vê correrão a reboque.
Nós teremos a Força.
Seremos respeitados e, por isso mesmo, vitoriosos.
Temos todos os requisitos para formar um grupo de peso, mas nos quedamos como a fera que, ante o açoite do domador obedece ao seu comando por desconhecer a própria força.
Essa passividade é revoltante em meio ao que acontece à nossa volta.
No momento somos apenas um pequeno grupo bem intencionado, mas de boas intenções o inferno está estufado.
E enquanto tudo de ruim se materializa, assistimos de camarote o esfacelamento de nossos recursos. Agimos como se fôssemos a escola de samba Unidos do Plano 1.
Como tal, só nos falta aplaudir a passagem da escola mor.
Quedamo-nos exercitando passos eternamente ensaiados, acomodados na concentração da esperança, porque à nossa frente um belo espetáculo se desenrola.
E a escola campeã de todos os carnavais desfila garbosamente no sambódromo superavitário:
Linda de morrer, rica como nenhuma outra, ela voluteia garbosamente conquistando públicos. Na passagem, o carro abre-alas joga dividendos para as arquibancadas das assembléias gerais e os passistas distribuem lucros, em forma de dourados cheques, para a galera da geral. No centro do desfile, gordas baianas equilibram seus tabuleiros repletos de bolinhos-de-renda-certa, precedidas dos estandartes de ouro rodeados de figurantes com bilionários adereços escriturais. Anônimos descamisados portam penduricalhos em forma de PPAs, PDVs e outras siglas não menos escabrosas – simbolizando os anos de chumbo dos componentes espoliados. Ao final, os garis passam varrendo o chão repleto de bônus 200 anos e lucros excedentes, que encherão as lixeiras dos minoritários – avidamente esperando a escola passar.

Quosque tandem ?

15 comentários:

Anônimo disse...

Colegas,
Leiam no site "www.acordabb.com.br"
MOVIMENTO NACIONAL PELA UNIÃO DOS
APOSENTADOS E PENSIONISTAS.
É hora realmente de nos unirmos para os desafios e conquistas que nos esperam.
Obrigada
Joana

Jonas disse...

Temos que AGIR! Parabéns Marcos pelo texto! É exatamente disso que precisamos.

Anônimo disse...

Com certeza é revoltante a nossa PREVI ser tão lacaia do BB !
Culpa dos Dirigentes fracos e medrosos, que só obedecem ao BB !
Quando tais dirigentes ouvirão os 121 mil DONOS DO PLANO 1 ?
Outra eleição virá ! Saberemos escolher os melhores ?

Marcos Cordeiro (André) disse...

Enquanto isso, naquele outro palco ...

Mesmo antes de sua aprovação, a PREVIC já é disputada pelos urubus de plantão.

Leiam trecho da reportagem publicada hoje, 30/09, no Valor Econômico:

"A Previc, se criada, terá uma poderosa estrutura de fiscalização sobre as entidades fechadas de previdência complementar, os fundos de pensão, cujo patrimônio é estimado em cerca de R$ 420 bilhões. Tais valores acirram o apetite dos partidos, em especial PT e PMDB, pela divisão do controle da nova superintendência, que terá autonomia financeira e administrativa para conduzir suas funções. A oposição ainda não se manifestou sobre a aprovação do projeto enviado pelo Executivo no plenário do Senado."

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Em se configurando a rejeição definitiva na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara do PL140/2007, conforme proposto pelo deputado Leal Varella em seu parecer de 16.09.2009, será o fim de nossas esperanças de acabarmos com o voto de minerva, esse entrave hoje existente que demanda ainda os tempos do autoritarismo. Paralelamente as entidades representativas pleiteiam, na justiça, a declaração de nulidade da resolução 26 do CGPC. Nunca é demais repetir que essa resolução veta a utilização do voto de minerva nas decisões dos conselhos deliberativos das entidades fechadas de previdência complementar. Apesar de eu achar bastante improvável, até mesmo impossível, mas admitamos que a justiça determine a ilegalidade da resolução 26. Este fato se transformará no “tiro no pé” de todos nós aposentados e pensionistas do PB-“1”, no que concerne às decisões do conselho deliberativo da Previ, onde o Banco continuará tendo a prerrogativa de utilizar o famigerado voto de minerva. E aí ficaremos para sempre reféns da vontade do patrocinador. Isto tudo foi dito com um único propósito, qual seja, o de reforçar o seu pensamento sobre a necessidade premente de sairmos desta fase de discursos bonitos e protestos exaltados. Temos que ousar, temos que agir, temos que quebrar a intransigência e, o mais importante, temos que exigir abertura imediata de negociações com o patrocinador. Contrariando o que foi dito por um colega penso que este blog não tem que dar de dez no blog da diretora Cecília. Entendo sim que é preciso promover a sinergia (palavra muito em moda) deste espaço com o da diretora Cecília, já que ela foi é e sempre será importante para todos nós do PB-“1”.

Marcos Cordeiro (André) disse...

HOJE é o dia Internacional e Nacional do Idoso.

PARABÉNS a todos nós.

E que Deus nos proteja ...

Marcos Cordeiro (André) disse...

Joana.
Há um problema com o site (acordabb). Posso ajudar?
Se você é parte interessada mande um email.

mariano branquinho disse...

Marcos Cordeiro (André de JPessoa)Qual sua opinião sobre o Movimento do acordabb?
Comecei divulgar seu site.

Abraços Mariano Branquinho

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Mariano.

Para não parecer intromissão prefiro não comentar o assunto aqui no site. Informalmente podemos trocar idéias por email (marcosmca@yahoo.com.br).
A propósito, estou providenciando email exclusivo para o Previ Plano 1.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Mariano.
Esqueci o mais importante na resposta ai acima. AGRADECER pela divulgação do site. Valeu!

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Peço licença para reproduzir trecho de matéria que retirei hoje, 01.10.2009, da página de economia do Uol, por entender que se trata de notícia alvissareira.
“01/10/2009 - 03h54
FMI anuncia fim da recessão mundial
Istambul (Turquia), 1 out (EFE).- A recessão mundial terminou, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), que divulgou hoje suas previsões de crescimento diante do forte empurrão dado pela Ásia e os sinais positivos no resto do planeta, embora alertasse que a recuperação será lenta.
Segundo os novos cálculos, o mundo sofrerá uma contração em 2009 de três décimos menos que o previsto em julho, até 1,1%, mas esse resultado se deve ao terrível princípio de ano.
Para o ano que vem se prevê um crescimento de 3,1%, seis décimos mais que seu cálculo anterior”.

jander disse...

Infelizmente por essas e muitas outras, que hoje tenho mais esperança em ter um reajuste melhor em meu benefício do INSS (fui aposentado por invalidez antes de 97), do que ver a cor desse superávit.

Anônimo disse...

PARABENS PELO BLOG. GOSTEI MUITO DA ESCOLA DE SAMBA, E PARA ACRESCENTAR, OS ASSOCIADOS, VAO EMPURRANDO,ESCONDIDOS, OS CARROS ALEGORICOS, CHAMADOS BURROS DE CARGA. LEGITIMO E REAL, SE NAO FOSSE VERDADE.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Excelente e oportuno o comentário do colega Marco Aurélio Damiano registrado aqui do lado, no blog da Cecília (no post Investimentos: Mudanças serão graduais). Vale conferir.

Marcos Cordeiro (André) disse...

"FINANÇAS - Fundos de pensão da Aracruz e da Nossa Caixa têm destino incerto
Janes Rocha, de Curitiba (do Valor Econômico).

Está pendente o destino dos fundos de pensão da companhia de papel e celulose Aracruz e do Banco Nossa Caixa, empresas em extinção. No começo deste ano a Aracruz foi comprada pela Votorantim Celulose e Papel (VCP), dando origem à Fibria. O Banco Nossa Caixa foi comprado pelo Banco do Brasil (BB) no fim do ano passado.
No fundo de previdência da Nossa Caixa, o Economus, apenas parte do problema está resolvido. A divisão de assistência à saúde da fundação já está sendo incorporada à empresa do BB dedicada ao mesmo ramo, a Cassi, explicou Paulo Julião, diretor executivo do Economus."


Será que o Previ Futuro vai ser contemplado?
A Cassi já recebeu sua parte.
Colocou todos os funcionários do Nossa Caixa sob sua aba.
Convém botar as barbas de molho.