quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Leão de circo


Marcos Cordeiro de Andrade
Caros Colegas,

Como um Leão de circo itinerante durante décadas trabalhei duro em picadeiros centrais, percorrendo cidades do interior para exibir pujança e enriquecer os donos da festa.  Nessa rotina, de tanto trabalhar sob o jugo do domador, aos poucos minhas forças e beleza física foram sendo substituídas pela imagem com o pouco brilho de animal cansado. E como também aos poucos fui deixando de ser a atração principal nas ostentações mambembes - não mais servindo aos propósitos dos donos da lona - fui aposentado como animal inservível e jogado num canto para sobreviver à custa de ração diária desprezível. Ração essa paga pela poupança que a Lei obriga a ser guardada pelos exploradores das apresentações circenses – com dinheiro retirado do fruto do trabalho dos leões nas apresentações obrigatórias ao longo da vida.

No entanto, hoje, a vida desses “animais” corre risco de extinção pela insuficiência da ração a que têm direito, e que vem sendo diminuída dia após dia, mês após mês, pois até isso os donos do circo passaram a explorar. E o pior é que não temos quem vá reclamar em nosso nome cobrando justiça, já que aqueles que deveriam defender os antigos Leões também se aproveitam da situação criada e cuidam de cevar suas próprias panças.

Para reverter esse quadro temos que agir enquanto a morte não chega no panorama que se enxerga. E nomear quem possa urrar em nossa defesa, fazendo-se ouvir com respeito pelos roedores dos nossos direitos. Mas temos que agir rapidamente, passando procuração ao grupo de leões que se rebelaram contra os donos do circo, e prometem lutar pela preservação da poupança que garante a nossa velhice - o que será feito com a força do nosso voto.

É bom lembrar que, reunidos no seio de associações criadas em nome dos aposentados, existem poucos leões sinceros que dedicam suas forças na defesa dos mais velhos. Temos, portanto, que reforçar esse pequeno batalhão para lutar por todos nós.

Assim, nesta semana em que se encerra a eleição para dirigir a ANABB, devemos escolher direito quem vá usar esse poderio para defender nossos interesses, pois os donos do circo a respeitam.  Eu votei no conjunto reunido pelo MSU (Movimento Semente da União), Grupo criado por idealistas como Raul Avellar para nos representar. Votei nesses Colegas sem medo de errar:

110 - Antônio Carlos P. Silveira - TONINHO DE PELOTAS;
113 - Antônio Roberto ANDRETTA;
158 - Hamilton Omar BISCALQUINI;
166 – IVO Ritzmann
176 - José CHIRIVINO Álvares;
184 - JÚLIO CÉSAR Pestana Costa;
192 - LOURENÇO Sebastião de Mesquita
198 - Luiz Fernando Neves CRAVO;
199 - Luiz MINARI;
202 - MACILENE R. Oliveira;
214 - Nelson BARENHO;
216 - NORTON SENG Antunes Santos;
237 - Sérgio Roberto Costa de Castro - SÉRGIO CASTRO;
239 - SIDNEI Antonio Francisco;
240 - SOLONEL Campos Drumond Junior;
246 - VILMAR Knoth.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade – Não sou candidato.
Sócio da ANABB – Matrícula nº 6.808.340-8
marcos@marcoscordeiro.com.br


Curitiba (PR), 28 de outubro de 2015. www.previplano1.com.br   

10 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Esse é o nosso Presidente da AAPPREVI...


Muito obrigado Marcos pelo seu voto e seu apoio...


De fato estamos na reta final, com essa declaração vamos conseguir somar mais alguns votos dos indecisos..


A sorte está lançada..


Vamos aguardar na quarta feira o resultado do nosso trabalho.


Mais uma vez, muito obrigado Marcos Cordeiro..


199 - LUIZ MINARI


2015-10-28 6:02 GMT-02:00 Marcos Cordeiro :

Leão de circo – por Marcos Cordeiro de Andrade – www.previplano1.com.br

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos,
Mais uma vez "tiro meu chapéu". Excelente texto.
Edison

rafael campagnoli disse...

Até agora votaram mais de 13 mil sócios. Considerando que a votação vai até o dia 30.11, acredito que com uma divulgação da lista sugerida pelas redes sociais, sala de aposentados, agências, etc, é grande a chance de que possamos eleger pelo menos os 11 ( onze ) conselheiros , começando pela mudança dos estatutos/objetivos da ANABB, para incluir expressamente a obrigatoriedade de DEFENDER, REIVINDICAR, REQUERER, EXIGIR( por todos os meios legais e/ou administrativos possíveis ) os interesses dos APOSENTADOS E PENSIONISTAS.

Pedro Borges disse...

Empatamos nos candidatos, completei com a lista do Medeiros. Que tenhamos uma saudável mudança.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos Cordeiro,


Mais um texto brilhante de sua autoria que exprime o que todos sentimos neste momento de incertezas de vez que as nuvens cinzentas insistem em se manter presentes sobre as nossas caixas e seus ricos ativos. E, assim, por óbvia extensão, se impõem como uma Espada de Dâmocles sobre o futuro de todos nós: funcionários da ativa, aposentados e pensionistas.


Esta sua bela metáfora nos alerta para esse dramático quadro que nos amedronta a todos. E que nos mostra que só poderá ser modificado com o apoio da maioria para que essa minoria, elencada por você, possa ter assento na Tribuna que possibilitará que possamos, todos, lutar pelo direito inalienável que temos.


Ainda mais, por havermos contribuído, por toda a nossa vida laboral, para a criação e manutenção desse rico
patrimônio que sabíamos iriam representar a tranquilidade e a segurança do futuro de todos nós e dos nossos dependentes.


Tudo dependerá da conscientização dessa maioria que parece adormecida.


Mas vamos ter e manter a Fé!


Abraços,
Norton




On Wed, Oct 28, 2015 at 6:02 AM, Marcos Cordeiro wrote:

Leão de circo – por Marcos Cordeiro de Andrade – www.previplano1.com.br

g. disse...

Prezado leão Marcos,

Há esta outra versão, mais modesta. Ao ensejo, parabéns pelo conjunto da obra e um abraço do g.

O porco milionário, a pocilga e a galinha

Há uma fábula antiquíssima e pouco conhecida, que começa assim:

"Era uma vez um porco muito, muito rico e, como era muito, muito rico, chamou a galinha e disse:
- Quero que voce venha limpar minha pocilga todo santo dia e lhe pagarei um saco de milho por mês, para voce bicar.
Como a galinha olhou desconfiada, o porco aumentou:
- Tambem lhe pago um tico extra, que ficará reservado para você ciscar quando for velhinha e inútil, que tal?
Como a galinha não era tonta, aceitou, porque sabia que ninguém gosta de galinha velha, que fica dura na panela.
E tudo ia uma maravilha, o chiqueiro estava sempre um brinco!, até que o porco descobriu que a idosa galinha aplicava a reserva na bolsa de cereais e se beneficiava da prosperidade dos galinheiros.
Imediatamente, chamou a galinha e disse:
- Também quero! Até já contabilizei em minha fortuna e só lhe pago sua reserva se você me der a metade!
A galinha arregalou os olhos, pulou do poleiro com o bico trêmulo e ..."

Infelizmente, o resto dessa fábula perdeu-se nas capoeiras do tempo e ninguém sabe exatamente como termina. Pessoas mais velhas e do ramo galináceo, entretanto, garantem que termina como sempre terminam as fábulas em que os porcos são muito, muito ricos.
g.

Fonte: A revolucao dos bichos

Ps. A galinha também apoia o Msu

JOSÉ ANACLETO DE FARIA disse...

Fico feliz por ver os nomes de Hamilton Omar BISCALQUINI e José CHIRIVINO Álvares. Dois colegas que me ensinaram muito na AUDIT e na CIPLA. Felicidades!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Lista de destaques
28/10/2015
Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo
Confira os assuntos abordados na reunião de outubro.

Em reunião ordinária deste mês de outubro, além de tomar conhecimento do lançamento da Ouvidoria para o público interno, o Conselho Deliberativo aprovou a revisão do Código de Ética e o novo regulamento do Financiamento Imobiliário - Carim.

Revisão do Código de Ética

O Conselho Deliberativo tomou conhecimento dos informes prestados pelos membros do Comitê de Governança e Ética e decidiu aprovar a revisão do Regimento Interno, bem como a criação do Comitê de Ética. O Conselho solicitou e recomendou à Diretoria Executiva dar ampla publicidade ao Código de Ética e promover treinamento institucional a todos os funcionários da PREVI, que deverá ser pré-requisito para membros do Comitê de Ética.

Financiamento Imobiliário – alteração de parâmetros e do regulamento da Carim

O Conselho Deliberativo aprovou a alteração de parâmetros do Financiamento Imobiliário da Carim, bem como o novo texto do Regulamento.

A nova metodologia para concessão do financiamento imobiliário contempla o aumento do prazo máximo de amortização de 240 para 420 meses e do limite de idade do mutuário, de 80 para 85 anos. Além disso, a decisão contempla melhorias no processo para convocação dos participantes que manifestem interesse em contratar o financiamento e a possibilidade de repactuação dos contratos vigentes, a critério do associado.

O prazo para implementação das propostas aprovadas é de cerca de 90 dias para os novos contratos e de 240 dias para os mutuários que já possuem o financiamento imobiliário e queiram repactuá-lo.

Ouvidoria

O Conselho Deliberativo tomou ciência do lançamento da Ouvidoria para os funcionários da PREVI, a título de piloto, com início das atividades a partir de 26/10/2015. A ampliação do serviço para o público externo ocorrerá no final de novembro, conforme previsto no cronograma do Projeto.

Em linha com a recomendação do Guia Previc de Melhores Práticas em Fundos de Pensão, a Ouvidoria disponibilizada pela PREVI acolherá denúncias e reclamações em 2ª instância, de qualquer parte interessada, com foco nos públicos de funcionários, participantes, entidades representativas dos associados e fornecedores.

A criação do novo canal de comunicação é mais uma ação que contribui para melhoria contínua dos processos de gestão, por meio do mapeamento e análise das manifestações acolhidas, e para a ampliação da estratégia de relacionamento.
Fonte: Site da PREVI.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Aderi ao AA do Colega JÚLIO CÉSAR PESTANA COSTA e recomendo a todos que também o façam. Trata-se de perenizar a melhoria dos nossos benefícios.

Copie, cole e assine:

https://www.change.org/p/presid%C3%AAncia-da-previ-conselho-deliberativo-e-conselho-fiscal-da-previ-reajuste-no-complemento-de-aposentadoria-da-previ

Grato,

Marcos Cordeiro de Andrade
Matrícula 6.808.340-8

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

De JOÃO BATISTA MONTEIRO DE BARROS:

Colegas,
Repasso o belíssimo e inteligente texto enviado por Marcos Cordeiro, presidente da AAPPREVI, a quem parabenizo, que descreve com exatidão, em forma de parábolas, a grande realidade em que estamos vivendo, nestas últimas duas décadas.

Concordo com ele: Na verdade, estamos órfãos de pai e mãe e não temos a quem recorrer, nem quem vá reclamar em nosso nome. Infelizmente, até o judiciário tem-nos abandonado, os mais fracos, pois é manipulado pelos poderosos, - ora cometendo evidentes injustiças, em diversos processos, como por exemplo: Cesta Alimentação, Renda Certa, e também favorecendo o BB, que indevida/fraudulentamente vem se apropriando de superávits da PREVI, - ora protelando/engavetando ações, pois, maldosamente, aguarda que caiam no esquecimento, ou que os autores, não sendo imortais, aos poucos vão sumindo, deixando de incomodar.

A ANABB, com mais de cem mil associados, magnificamente estruturada (Diretorias Executivas, Conselhos Deliberativos e fiscais, diversos departamentos internos, perto de setenta Diretores Regionais - distribuídos em todos os estados e Representantes nas principais agências), mas nunca colocou seu exército em nossa defesa, para enfrentar e lutar contra as nefastas presidências da CASSI, PREVI, PREVIC e, especialmente, do PATROCINADOR.

É também verdadeira a afirmação de que, quem deveria batalhar do nosso lado, procura tirar proveito das situações criadas (muitas vezes por eles mesmos) e cuidam de cevar suas próprias panças, em detrimento dos associados e, por extensão, de toda a comunidade prejudicada. Sendo que nossos benefícios e direitos constituídos estão minguando nitidamente, corroídos pelos donos do circo.

Faltam poucos dias para o encerramento das eleições (03/11). Temos que agir rapidamente, para não deixar a Associação continuar nas mãos dos que apenas querem cargos, poder, benesses e nada mais!

Se você é associado da ANABB e ainda não votou (a maioria ainda não o fez), ajude-nos a fazer uma limpa lá, permitindo que se construa uma nova ANABB, que use seu poderio para defender nossos interesses, cuidar do nosso futuro, de nossa família, tanto na PREVI como na CASSI.
Mas se você não é associado, colabore, divulgando aos teus contatos, a grande oportunidade de mudança, em nosso proveito.

Reflita também sobre a mensagem do candidato 202 - Macilene (Coordenador do MSU)

Saudações
João Barros - Apoiador do MSU