sexta-feira, 25 de junho de 2010

Vale a pena dirigir a PREVI?

Caros Colegas.

É rendosa a ocupação de um cargo na direção da Previ. Muito mais que a nossa vã filosofia alcança.

Ser dirigente da PREVI não é apenas ocupar uma sinecura, se bem que em alguns momentos há trabalho a desempenhar, sem muito esforço e com pouco conhecimento, é verdade. Mal comparando, esse valioso elemento assemelha-se àqueles gerentes almofadinhas nomeados à custa de pistolão, que se apresentavam para tomar posse em agências do interior sem entender bulhufas do ofício. Mas se valiam das CICs e do conhecimento dos antigos funcionários da dependência para desempenhar seu papel, indevidamente conseguido. E, ao final, eram os antigos que trabalhavam por ele, com bom proveito para o patrão.

Na PREVI, além desse enfoque, há algo mais escabroso. Ser dirigente do Fundão equivale a portar um título de nobreza na Corte do nosso primeiro império. Além de pouco o que fazer há a distribuição de colocações para amigos e parentes aos cargos nababescamente remunerados que, por sua vez, direcionam a uma corrente sem fim de empregos sobrepostos às gerações futuras. Conselheiros em participadas da PREVI, com seu prestígio, têm a prerrogativa de indicar empregados nessas empresas (filhos, netos, esposas, genros, cunhados e apadrinhados outros), e, agora, vão impor a colocação dos produtos do Banco.

Outro filão do pistolão conseguido é o meio em que convive. Os dirigentes, indicados pelo Patrocinador, são medalhões com nível de diretoria no BB e os seus pares igualmente se nivelam para incursões na alta esfera da Casa. O que equivale dizer que têm cacife para interceder pelos amigos que precisem de uma mãozinha: indicação de uma terceirizada; a aprovação de um crédito emperrado burocraticamente; a transferência de um afilhado para agência de ponta; nomeação de um gerente que está por baixo na “tabela”, não importando se pretere o que está na vez; indicação de um nome do seu interesse para integrar grupo de trabalho, comissão, etc.

E tem mais. Fazem jus a viagens em rotas nacionais e internacionais integrando comitivas representativas: defesa da biodiversidade; apresentação de resultados; reuniões com conselheiros (sempre no Costa do Sauipe); encontros com governadores e políticos outros, no “interesse” do serviço; representar o Órgão em posses (Associações, governos, etc.). De se notar que essas viagens rendem milhagens cumulativas com direito aos cartões corporativos. Além do que têm ressarcimento de despesas quase que ilimitado; hospedagens cinco estrelas com direito a acompanhantes (“oficiais” ou não) e outras benesses.

Então é o caso de se perguntar. Com tantas “obrigações” e funções beneficentes sobra tempo para pensar em participantes? Ora, dirão, para que se apoquentar com um bando de insatisfeitos derrotados? Para que serve essa horda lamurienta se dentre eles poucos são capazes de eleger-se para um posto “digno” na Previ ou mesmo na Cassi?

Por último pergunto eu: esses “eleitos” se importam com o futuro?

Claro que não. Apontem-me um antigo dirigente da PREVI que viva mendigando benefícios nos Blogs da Vida e eu solenemente retiro tudo que disse acima.

Em pouco mais de dois anos como Dirigentes da PREVI eles conseguem muito além do que nós nos trinta ou mais anos que ralamos atrás de escrivaninhas do Banco do Brasil, na busca de aposentadorias dignas. Nós nada conseguimos, pois hoje imploramos por migalhas que eles nos negam. Mas eles saem com a burra cheia e com a tranqüilidade de um futuro sem percalços financeiros ou de direitos feridos. Para si e suas gerações futuras.

Por isso colegas. Chega de esperar reconhecimento do voto dado a essas figuras. Ali somos cartas fora do baralho e quem neles votou não fez um bom negócio. É perda de tempo querer que olhem para baixo e nos enxerguem como gente que dependa dos seus atos. Atos que não virão, estejam certos. A não ser que no bojo das determinantes algum benefício também os atinja. E nem nisto confio. Que benefícios que nos distingam possam lhes crescer os olhos? Eles já têm o que lhes basta, pois, antes de tudo têm a PREVI sob controle, de parceria com o Patrocinador - seu senhor absoluto.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 25/06/2010.

77 comentários:

Anônimo disse...

Marcos,

O que você acaba de postar é uma realidade que venho sempre dizendo neste blog. Não tão bem elaborado quanto sua mensagem, mas se me permite vou reproduzí-la abaixo:

Anônimo disse...
Concordo contigo anonimo dde 24/06/2010 das 04:00.
Mas todo o pessoal que hoje esta na Previ, tanto quanto os que ali passaram, não tem compromisso com os associados, mas consigo próprio. Veja o patrimônio desse pessoal que por ali passou. Eles nunca dependerão de aposentadoria do INSS e da PREVI. Nem pensar. Eles estão ali para fazerem o jogo dos dono do poder, caso contrário não teriam o respaldo dos sindicatos, Anabb, associações de aposentados do BB, etc. Eles possuem todo o aparato necessário para eleger a quem eles querem por lá. Esta tudo contaminado. Por isso precisamos de uma liminar para começar a distribuição do superavit. É preciso ter coragem para entrar com essa liminar na justiça. Como contrariar o "chefão", estão lá graças a ele e sua curriola.

24 de junho de 2010 05:08

Por isso que tenho dito em outras ocasiões, essa foi a última eleição com chapas contaminadas. Nas próximas nós, associados da AAPPREVI, sob seu comando, vamos lançar um chapa pura, independente das declarações que você divulgou neste blog, de não almejar alguma diretoria da PREVI. Só o tempo dirá. Veremos.

Paulo Beno disse...

Puxa!!! Mas essa tal de governança corporativa dentro do nosso Plano 1(já não digo mais Previ pois o PB1 é o rico filão)tá uma enorme podridão!!!

Bem dito que só nos basta UMA (1) liminar na Justiça, para iniciarmos a distribuição deste superavit, conforme manda a Lei Complementar 109.
Então vamos agora em 2010 à Justiça, em busca da liminar, através da AAPPREVI.

Agendaremos para 2011 iniciarmos as buscas dos votos necessários para purificarmos esta Diretoria, a partir de 2012 com a substituição do Sasseron, na seguridade.

Anônimo disse...

Vejam no Blog do Romildo. " O Sr. Sérgio Rosa está sendo indicado pelo BB pra dirigir a BRASILPREVI". O Colega Marcos, está coberto de razão.

Mariano Branquinho disse...

Paulo Beno, como entrar com liminar se a asssoria juridica da
AAPREVI, apos examinar as sugetões,de alguns colegas,se pronunciou contrário? Fazer o que
agora?

Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Marcos,

sem querer ofender, esta não é a intenção, esta é uma constatação, uma afirmação: É A DESCOBERTA DA POLVORA.
na realidade, é a propagação da descoberta da mesma, descoberta esta que todos nós do PB1 ja tinhamos dentro de nós,apenas ficavamos deixando de lado, tentando acreditar que alguma coisa ou alguel mudaria o que ali esta colocado.
POBER DE NÓS participantes e depedentes do PB1, mais uma vez assistiremos pela vidraça a festa e o banquete de outros com o nosso dinheiro, juntado ao longo de 30 anos de contriuição, esperando a aposentadoria para ter dias melhores, melhores proventos, uma valorização de nossa idade jah pé na cova.
enfim, este foi o tiro certo, pena que não matou o inimigo, apenas nos tirou um pouco mais a esperança de uma melhora a curto prazo.


sergioinocencio

Anônimo disse...

Somos todos responsáveis pelo bando que está na direção do nosso fundo de pensão. Quer por ação ou omissão somos todos responsáveis. Nos deixamos tempos atrás encantar pelo canto da sereia. Camaradas e companheiros que viveram anos do trabalho alheio e escorados pela luta de um passado contra ditadura (onde a maioria se escondeu) se apropriaram da fama e chegaram onde chegaram. Aliás, falando em ditadura, ela tinha ao meu ver como pior a camuflagem de quem eram nossos inimigos. Hoje, quando o véu já caiu, ficou claro que alguns não passavam de bandidos disfarçados de revolucionários. A tão sonhada luta pela justiça era se apropriar do dinheiro da Previ? Em qualquer idioma de qualquer povo o nome disso é ROUBO. Será que toda a luta tinha como objetivo apenas saquear o dinheiro de milhares de famílias para dar outra destinação? Percebo que na real a vontade é a instalação de uma repúplica chavista ignorando todos os direitos, atropelando qualquer um que entrar no caminho. Existem colegas que tomaram posse depois de março de 1980 e se aposentaram depois de 1997 que estão vivendo em condições muito difíceis. Muitos voltaram a trabalhar para complementar a renda. Até aí tudo dentro da normalidade. O triste é que ainda existem alguns desses colegas sonhando com melhorias prometidas pelos companheiros nos altos cargos. Aí é que eu vejo que a solução está muito mais distante, pois o brilho da estrela já apagou e tem gente que não percebeu...

Quanto somos ? disse...

O site da PREVI noticia que o Plano 1, em maio/2010, tinha 34.191 participantes ativos (destes 22.999 são homens), e que tinhamos 34.424 em março/2010 (Reduziu:-233);

Já os aposentados aumentaram em +48 pessoas, pois passamos de 67.575 em março, para 67.623 beneficiados do Plano 1;

Esquecem-se de informar o nº de pensionistas, que eram 19.047 em março de 2010 e agora deve ter aumentado...

Já o "plano futuro" custa a decolar em seus ativos,menos de R$ 2 bilhões, estando quase na metade da vida útil (13 anos)já tem 82 aposentados e 230 pensionistas, além dos 57.937 na ativa, aguardando para se aposentarem e o "bolo não cresce"!

Fonte:"Revista Previ" nº 151 e site

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Sérgio Inocêncio.

Gostaria que fosse mais explícito em suas ponderações.
Acaso sugere que eu me cale?

Pedro Paulo disse...

Caro colega Sérgio Inocêncio.

Você ainda tinha alguma esperança de mudança desse quadro ? Veja o fiasco que foi essa última eleição. Quantos colegas alienados do PB-1 votaram na situação? Sem falar que a grande maioria sequer votou. Depois eles vem para os blogs atrás de um salvador da pátria. Já diz um velho ditado "cada povo tem o governo que merece". No nosso caso eu digo: Nós temos os dirigentes que merecemos, por omissão ou por pura falta de inteligência. Somos maioria e deixamos escapar a chance de promovermos as mudanças. Nossos colegas, em sua grande maioria, são acomodados e esperam que as coisas caiam do céu. Não se mobilizam e ainda acreditam em associações como a ANABB que nada fez e nem fará nada. A casa caiu e eles nem perceberam.

Anônimo disse...

Marcos,

o que tu disse nós ja sabiamos infelizmente, só não queriamos acreditar ou por sermos movidos a esperança, ainda acreditavamos que algo ou alguem pudesse vir a mudar nossa situação, ou seja, nào deixarem espoliar nosso PB1 e restitituir aos verdadeiros donos a dignidade, de vida e de aposentos e pensões.
dize o q mais? foi a polvora, estourou tudo até este ultimo fio de esperança que ainda se escondia dentro de nós, teimosamente.
a Diretoria que ahi esta posta não vai fazer nada, isto é certo, vai encher os bolsos, como a outra e talvez outras, nos restou pouco, a não ser buscar via judicial algum alento, alguma melhora.
ficou claro.....ahi é que foi o tiro.


sergioinocencio

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Obrigado, Sérgio Inocêncio.

Era isto que eu esperava. De nada adianta saber e calar. É preciso propagar. Chega de se usar a doutrina Ricúpero: “O que é bom a gente mostra”. O que é bom não dói, não machuca – é afago. O lado ruim das coisas choca, penetra e, quem sabe, às vezes o seu conhecimento provoca mudanças para melhor, por quem de direito.

Anônimo disse...

Colegas

Ta tudo dominado dentro da previ?

Novo presidente do Conselho Fiscal.

ROMILDO GOUVEIA PINTO.


PODEEEEEEE.


Não há outra saída,vamos logo entrar com ações judiciais individualizadamente,para obtermos o que é nosso, parte dos recursos do superavit,vou consultar um bom advogado para saaber se posso abater o que tenho direito,nas divídas junto a previ e banco do brasil,não posso esperar mais,haja vista a morte de muitos colegas que como eu estão com o pé na cova pela idade avançada, 76 anos.

Anônimo disse...

amigo Marcos, o que fico mais perplexo é ler no blog da Cecilia, que agora depois que saiu, ela dá todas as alternativas, as saídas,o caminho, sabe tudo. Incrivel.

Anônimo disse...

Claro colega de 06:40, ela ja roubou tudo que podia da Previ(de nos), agora da dicas de como fazer isso ou aquilo,agora diz que depende da Diretoria mudanças do ES....parece ate piada!!!!!
Publicar

AÇÕES JUDICIAIS disse...

Sou favorável ao ingresso de ação judicial, com pedido de antecipação de tutela, para obtermos um ADIANTAMENTO DE 50% do superavit a ser distribuido.

Concordo com Cláudio, de Piracicaba(SP) que falta vontade e coragem a esta Diretoria em distribuir 50% do superavit aos participantes do Plano 1. Também tenho certeza que esta Diretoria da Previ NÃO VAI DISTRIBUIR NADA DO SUPERAVIT, sòmente se a Justiça MANDAR !

oS ANÔNIMOS 23 DE JUNHO(17:57) E 24de junho(07:9 e 11:26) também são favoráveis a obtenção de liminar, bem fundamentada nos nossos normativos e com motivos bem expostos, visando utilizar até 50% do superavit em favor dos assistidos.
Aguardar as ações ingressadas pelas entidades que dizem nos representar, vai demorar um tempão enorme, pois com certeza quem PERDER vai ingressar com "n" recursos aos tribuinais superiores . Por isso creio que uma ação a mais, por parte da AAPPREVI, só virá a somar, pois para GANHAR UMA LIMINAR, Primeiro tem que PEDIR NA JUSTIÇA !!
É só pedir para ganhar.Caso perdermos, teremos as outras que correm na Justiça há anos...

Também acho viável, sem prejuízo da ação judicial que a AAPPREVI poderia ingressar contra a PREVI,que a Isa Musa (FAABB)e a AAPPREVI se encontrem com a PREVIC (Previc e não previ...)Tudo é trabalho e uma coisa não atrapalha a outra, só vem a somar !

Se o Dr.José Tadeu tem sua opinião de aguardar o desenrolar das ações já interpostas pelas "Entidades que dizem nos representar", para nos beneficiarmos dela, acho que a demora só é favorável ao BB e a PREVI e, como já disse, estas ações vão subir aos Tribunais com "n" tipos de recursos, que nos serão desfavoráveis. Devemos ter a nossa própria ação da AAPPREVI contra a PREVI, com pedido de antecipação de tutela JÁ...

"Nosso Fiscal" disse...

Na festa de congraçamento dos Diretores e Conselheiros da PREVI, na Costa do Sauípe,em 16 de junho de 2010, por ocasião do 11º Encontro com 200 "representantes" das 75 empresas participadas pelo Plano 1 , foi convidado o Ex-Funcionário do BB e atual Diretor de Fiscalização da PREVIC, o Sr. Manoel Lucena dos Santos.

Estranho né ? A fiscalizada Previ, além de pagar a TAFIC, agora faz festa junto com o fiscal Manoel !!

Fonte:Blog do Romildo Gouveia:
(agora presidente do nosso Conselho Fiscal da PREVI)

Anônimo disse...

Sérgio Rosa, ex-presidente da Previ (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil), o maior fundo de pensão da América Latina, com patrimônio de R$ 142 bilhões, foi convidado para ocupar a presidência da Brasilprev.


Uma mão lava a outra, dentro desta organização ninguém fica sem o leitinho das crianças!!!

Colegas chega de lero lero, temos que se mexer de alguma maneira.

Para aposentados e pensionistas não há ES,não há distribuição de superavit,não há suspenção de parcelas dos empréstimos e financiamentos,e os poucos "DIRIGENTES" sérios nada podem fazer.

Temos que buscar REPARAÇÃO É PRA ONTEM?.

Anônimo disse...

Colegas,
Gostaria de saber quando todos nós morrermos, o que será feito da fortuna deixada pelo plano 1? Um montante que cresce sem parar e não se traduz em nenhuma melhora em nossos benefícios.

A propósito presidente da AAPPREVI quando os estudos feitos pela entidade terá conhecimento público:

a) haverá proposta para melhorias do ES.

b) haverá proposta linear que beneficie a todos sem distinção

C) dentro desta proposta há reais chance de alguma coisa ser feita ainda em 2010,conforme determina a lei,três ecercícios seguidos de superavit.

Lourival

Anônimo disse...

A Diretoria Executiva da Previ , deveria em caráter de urgência, suspender o pagamento das Prestações da Previ em pelo menos 12 meses. Seria um grande avanço, já que a tão sonhada reserva do superávit esta paralisada.
Porque ninguém viabiliza alguma saída para a situação dos aposentados e das pensionistas do PB-1.
Como sugestão vou lembrá-los de alguns casos do passado:

Quem se lembra dos casos de suicídio ocorrido por conta do endividamento na época do arrocho salarial, onde deputados e os direitos humanos entraram em confronto com a direção geral, forçando uma renegociação das dívidas, muitos colegas foram mandados embora só porque não tinham como saudar suas dívidas, muitos já tinham vendido tudo, e por fim tiraram a própria vida, pois acreditavam que era a única saída para tal situação.
Alguém se lembra disso?

Esta na hora de união em torno de alguma proposta, não podemos mais só viver de lamentos é hora de ação, e a melhor saída é usar a lei ao nosso favor, as eleições estão aí, jornalistas estão atrás de furo de reportagens, vamos a luta pessoal.
Abraços Izaura

GILVAN REBOUÇAS disse...

Colega Lourival.

Nosso estudo sobre os números da PREVI estão em fase final. Dentro em breve divulgaremos.

Respondendo seus questionamentos:
a) Há proposta para melhorar o ES. Atualmente o limite desses empréstimos e financiamentos imobiliários estão na casa dos 2,6% do total de ativos. A lei permite uma elevação até o teto de 15%. Falta vontade dos dirigentes da PREVI para aumentarem prazos e valores.
b) Existe uma proposta do aumento linear para todos. Aguarde divulgação.

Além das duas propostas acima existem outras complementares e perfeitamente viáveis dentro do ponto de vista financeiro.

Nosso estudo apenas mostra a viabilidade dessas propostas dentro dos números verificados no último balanço(2009). A implementação delas depende da vontade dos dirigentes da PREVI e do patrocinador.
Sobre a sua pergunta para onde vai o dinheiro qundo do encerramento do plano: vai para o patrocinador. Pode ter certeza que antes do encerramento do plano o Patrocinador já terá levado tudo.
As contatilizações indevidas feitas pelo BB já superam o montante que a PREVI desembolsou com benefícios durante o ano passado no PB1. Basta dar uma olhada nas demonstrações de resultados.
Não podemos afirmar que os diretores e o Banco farão alguma coisa ainda esse ano, mesmo porque o Banco não vai abrir mão de nada. Ele está precisando de dinheiro para se capitalizar. Os novos diretores da PREVI já agraciaram o Banco com a aquisição de mais de 800 milhões de reais na aquisição de ações do Banco.
Este nosso trabalho é apenas técnico. Essas questões que o colega levantou depende muito de vontade política e da aplicação da lei.

Atenciosamente,


Gilvan Rebouças
Vice Presidente Financeiro - AAPPREVI

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega Lourival.

Suas perguntas serão respondidas pelo autor dos estudos.

BRUNO BAUMGARTEN disse...

Izaura,


Eu concordo plenamente com a sua proposta. Nosso maior problema é a falta de união. Alguns vivem numa alienação mortal. Não foi apenas na época do arrocho salarial que existiram suicídios. O PDV também ceifou a vida de muitos colegas.
Na década de 90 o Banco quebrou os laços de solidariedade entre os funcionários. Cada um só queria salvar sua pele para não perder o emprego. Infelizmente essa falta de solidariedade perdura até hoje, mesmo entre os aposentados.

Anônimo disse...

Saem as rosas,entram as flores.E a beleza e o aroma perfumado desse jardim,ficam para os interesses do governo, ora do PT, ora do PSDB,enquanto que para os participantes que cultivaram essa preciosidade durante 105 anos,sobram as ervas daninhas: Empréstimos, financiamentos, reajuste pelo inpc…
Colega Isa Musa lembre-se que muitos estão fadados ao fracasso, se não houver uma negociação urgente em favor do ES.
Muitos estão com depressão por conta da difícil situação financeira que estão vivendo.

LEMBRE-SE DISSO NA HORA DA REUNIÃO QUE TERÁ COM OS ELEITOS DA CHAPA 3.

Anônimo disse...

Colegas do blog
Se o FUNDO estivesse deficitério, com sérios problemas de caixa, não estariam brigando para ser Presidente.
O mais grave é que o dinheiro é nosso e o Govêrno simplesmente toma conta, usa para tapar seus “furos” e direciona para negócios perigosos, de seu interesse,como se fôssem donos. Isto que o LULA naquela sua famosa carta aos funcionários do BB, na época da campanha,prometeu retirar o voto de minerva e outros desmandos feitos por aquele interventor que lá esteve.LULA, como todos os outos, você também esquece fácil as promessas de campanha não?

Anônimo disse...

Já trabalhei no BB e hoje sou servidor da Controladoria-Geral da União. Parabenizo os colegas pelo resultado, mas nao posso deixar de reconhecer que as taxas de juros e tarifas cobradas pelo Banco são absurdamente altas. O BB como banco de capital aberto deve ter como meta os resultados, mas devemos considerar que o Brasil tem a maior (ou uma das maiores) taxa de juros do mundo. Acho que devemos considerar isso também. Lembrando: o salário dos funcionários é altamente defasado, pra mim são heróis, pois carregam o Banco do Brasil nas costas e não recebem o que merecem!!
Os aposentados estão sendo roubados,prática já usada durante anos,mas ninguém faz nada,e os DIRIGENTES turma que deveria olhar para os verdadeiros construtores do BB nada fazem por eles,a cada eleição tudo se repete,porque ninguém abraça a causa com amor e dedicação.
Uma amiga que conheço a anos me informo sobre o blog,e acho sinceramente que isso sim faz a diferença.
PARABÉNS,uma boa luta começa com mudança de pensamentos,e se o bb teve o maior lucro bancário da sua história foi fruto do suor de cada cidadão que contribuiu para a GIGANTE PREVI.

Eduardo Bastos

Anônimo disse...

Nao tenho mais nada a perder,estou no fundo do poço,acho que serei a primeira a perder a vida, mas com isso posso quem sabe ajudar a maioria dos colegas chamando atençao
e alguem faça alguma coisa urgente para alivio dos aposentados e pensionistas.Ja nao posso mais comprar nem os remedios da depressao,
ja nao saio mais de casa e vejo minha familia desesperada sem saber o que vao fazer.
Que DEUS ilumine a todos.
Se acha que deve publicar....

Anônimo disse...

Vc tem muito a perder: a sua vida. Vc é importante para Deus e para as pessoas que te amam. Jesus disse: Vinde a mim todos que estais cansados e oprimidos e eu os aliviarei. Busque Jesus em oração, leia a Bíblia. Sempre existe esperança. Por favor não desista pq Jesus ama você

Anônimo disse...

Colega Marcos,

Gostaria que o comentário do advogado que nos assiste Dr. Tadeu fosse mais ilustrativo quanto a uma liminar. Como não sou causídico, ele em vez de elucidar complicou ainda mais. Fez desdobramento de ação que não consegui entender. Não podemos esperar mais. O tempo urge. Acredito que ai caberia outra forma de tutela antecipada, de longa tradição, é a liminar no mandado de segurança, prevista no art. 7o., II, da Lei n. 1.533/51, se for o caso de enquadramento.
Providências devem ser tomadas. Solicitar novo parecer do Dr. Tadeu que seja mais acessível para quem não fez curso de direito, inclusive com comentário sobre um mandado de segurança, pois os normativos que regem a matéria são claros, prova inequívoca e verossimilhança de alegação, que não deixam margem de dúvida para uma razoabilidade fundamentada, em termos fáticos e jurídicos. Acho que não temos nada a perder e muito a ganhar.

Anônimo disse...

Parabéns, José Pimentel! Parabéns, Aldemir Bendine! Espero que voces venham acompanhando o que está ocorrendo com aposentados e pensionistas do BB.
Um dia vocês, também, irão buscar amparo no Estatuto do Idoso ( Lei 10741 de 01 de outubro de 2003).

Art. 4o Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido na forma da lei

Art. 5o A inobservância das normas de prevenção importará em responsabilidade à pessoa física ou jurídica nos termos da lei.

Infelizmente, o desrespeito às Leis virou rotina. Estão alterando Leis até através de Resoluções, sem necessidade de apreciação e análise do Congresso Nacional.
É isso mesmo, Marcos: Isto é Brasil!

Anônimo disse...

Colega das 04:15

Há momentos em que nos sentimos abandonados porque nos esquecemos da onipotência de Deus.
Ele tudo vê. Então , é preciso acreditar ter a certeza de que nada é impossível aos olhos dele.

Caridade

O bem ao próximo tem mais valor quando operado em silêncio e com a consciência
de que todo o bem que podemos proporcionar é por graça e vontade de Deus.

Social

Só com amor, fé e dedicação é possível transformar a realidade em que vivemos.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 04:15

Você não precisa estar a todo momento pedindo ajuda,
como se a sua mente estivesse numa cadeira de rodas.

Você tem forças próprias para levar-se avante. É você
um gerador de oportunidades, de realizações incontáveis
e de levantamento nas quedas, mesmo que parta do zero.

Olhe para a sua potência interior, ponha-se a acreditar
no que pensa, assente as bases do seu amanhã, e, se
vierem, agradeça os apoios.

Se a sua vida não anda por conta própria, empurre-a

Um forte Abraço e um beijo no seu coração Emilia de Souza Lima

Anônimo disse...

Colega 04:15

A falta de compaixão causa enormes estragos entre as pessoas.

Não apenas entre as de poucos recursos, mas até entre as poderosas.

Nestas, pode reinar a vontade de possuir armas de guerra ou
uma moeda forte, que torne uma nação submissa a outra.

Elas acreditam que só o dinheiro tem valor real,
capaz até mesmo de conquistar consciências…

Um outro lado da questão, e o mais importante,
é o da compaixão para consigo mesmo.

Para viver bem, nós temos a necessidade de
valorizar a nós mesmos e de perceber que
temos mais qualidades do que defeitos.

Pense nisso!

rosalina_de_souza disse...

Querido ou Querida das 04:15

Todo ser humano possui sonhos .
Sonhos grandes, sonhos pequenos, sonhos.

Sonhos nascem a cada dia, a cada hora, a cada minuto. Sem percebemos,
um sonho nasce dentro do nosso coração. Sonhos nos motivam a viver, a
continuarmos caminhando. Vivemos, na verdade, na busca da realização
dos nossos sonhos. Às vezes, pessoas que estão ao nosso redor Tentam
matá-los com palavras de pessimismo. Acham que, se não podem realizar
seus sonhos, As outras pessoas também não merecem realizar os seus.
Puro egoísmo. Muitas vezes, achamos que não conseguiremos realizá-los,
Que eles estão muito distantes de nós. Ou achamos que não merecemos,
porque não somos ninguém. Se não acreditarmos neles, os perderemos.
Temos que tirar do baú os sonhos, caso contrário, eles envelhecem E
assim não conseguiremos mais realizá-los A realização vem pela luta,
esforço e persistência. Caminhar ao lado de pessoas que nos motivem a
sonhar E a persistir nos mesmos é muito importante. É um passo para a
realização deles. Mesmo que tudo o leve a pensar que parece
impossível, Não desista do seu sonho. Busque forças dentro de você.
Peça ajuda a Deus. Nenhuma oração volta sem resposta. Acredite que
tudo pode acontecer Quando desejamos do fundo do coração. Da Bíblia
temos que : “Tudo posso naquele que me fortalece” Tudo e não algumas
coisas Acredite na beleza dos seus sonhos E na capacidade de
realizá-los. Você é capaz ! Sonhe sempre.

Nunca deixe de sonhar

E você será sempre um vencedor

Com carinho Rosalina de Souza

Anônimo disse...

COLEGA DAS 04:15
Conta a história que um casal tomava café da manhã no dia de suas bodas de prata. 25 anos de vida a dois.
A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo.
Ela pensou: “Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido e, por 25 anos, sempre lhe dei o miolo.
Mas hoje quis satisfazer meu desejo.
Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida”.
Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso e ele lhe disse: “Muito obrigado por este presente, meu amor… Durante 25 anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!”
1. Você precisa dizer claramente o que deseja, não espere que o outro adivinhe…
2. Você pode pensar que está fazendo o melhor para o outro, mas o outro pode estar esperando outra coisa de você…
3. Deixe-o falar, peça-o para falar e quando não entender, não traduza sozinho. Peça que ele se explique melhor.
4. Esse texto pode ser aplicado as nossas vidas, lutamos pelos nossos direitos, muitos estão sofrendo,mas nosso dia chegará,tenho certeza.
Tão simples como um pão com manteiga

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado anônimo (09:20)

Suas inserções aparentando conhecimento jurídico a respeito da matéria que insiste direcionar à AAPPREVI estão tomando nosso tempo com seguidas respostas no mesmo sentido. O posicionamento adotado pela associação não vai mudar por conta de suas insistentes e repetidas colocações. Estamos possuídos da cautela necessária ao lidar com o assunto, em razão do que mantemos contatos constantes com a FAABB, na pessoa de sua Presidente.
Somente lembro que não podemos aqui tratar de conjecturas, pois assumimos compromisso de defender os interesses dos ASSOCIADOS e não pretendemos desviar-nos da linha de conduta adotada de comum acordo com a Diretoria como um todo.
Participações anônimas suportadas por arrazoados inconsistentes, ou não, em nada contribuem para o deslinde de questões abrangentes no ramo da jurisprudência no âmbito questionado. Ainda mais quando se trata de “achismos” com citações de confuso amparo na Lei Maior e com determinações constrangedoras do tipo: “Não podemos esperar mais; Acredito que aí caberia; Se for o caso de enquadramento; Providências devem ser tomadas; Solicitar novo parecer; Acho que não temos nada a perder.”
Vale lembrar que os casos que envolvem o conhecimento das Leis devem ser tratados por quem de direito. Sempre que se nos chegam questionamentos da espécie estes são redirecionados ao Setor competente e, até prova em contrário, nosso advogado tem-nos distinguido com respostas coerentes. Quando for o caso de se recorrer a maiores esclarecimentos não fugiremos à responsabilidade. Nossa função é esclarecer e ajudar para a tomada de posição acertada e não podemos confundir os participantes do Blog com argumentos repetitivos que não apresentem novidades.
Todavia, insistimos, ações judiciais podem ser recorridas individualmente ou por grupos que não se contentem com a posição adotada pela AAPPREVI.
De todo modo, o Endereço do Dr. Tadeu está disponível para quem quiser consultá-lo, sem interferência da AAPPREVI, porém não estou certo se ele atende a anônimos:

Dr. José Tadeu de Almeida
Av. Comendador Franco, 3.154, conj. 01
CEP – 81520-000 – CURITIBA ( PR)

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente da AAPPREVI

Anônimo disse...

Imagino o impacto do reflexo de sua imagem, quando Joaquim Silvério se olhou no espelho. Judas Iscariotes não aguentou... Como será o repouso dessas pessoas que conseguem trair seus "companheiros" nos dias atuais? Como conseguem abraçar seus parentes e olhar no fundo de seus olhos? Como esquecer as promessas que fizeram e que foram responsáveis por suas colocações atuais? Serão homens de verdade? Ou isso também é relativo? Depende da situação... O que deveria ser motivo de orgulho para a "família BB", ter nos seus quadros funcionários que chegaram ao posto de ministro de estado; desencadeou um tiro no pé. Cuspimos pra cima pra cair na nossa cara. Os que ainda estavam na ativa devem se lembrar bem quando o collorido começou sua caça aos marajás do BB, por saber que ali estavm os eleitores do seu adversário e hoje amigo, Lula. O BB com sua força de influenciar a sociedade foi responsável por toda essa lambança e agora precisamos limpar. Como? Não sei. Quem souber me avise por favor.

Anônimo disse...

Colega Marcos,

Eu não estou aparentando ter conhecimento jurídico nenhum, pois, na realidade não tenho. É que quando eu passo uma mensagem sobre determinado tema eu procuro me informar, mesmo que seja superficialmente, apenas para ter uma idéia, um ponto de partido. Não sei escrever apenas por escrever. Sinto ter-lhe incomodado e fazer com que você venha perdendo tempo comigo. É o seu ponto de vista e devo respeitar. Nem tudo que se escreve neste blog é lido. E quando vem uma nova mensagem escrita por você, posso dizer que todas bem escritas e com cohecimento de causa, cria-se uma nova postagem, e as anteriores não são mais visitadas. A página atual torna-se a leitura obrigatória e, para a maioria, torna-se uma mensagem inédita, mesmo que o tema já tenha sido pautas de mensagens anteriores. Cada um tem sua visão e faz disso seu ponto de vista. Podemos concordar e discordar em vários pontos, desde que se tenha respeito mútuo. Esse é o jogo democrático. Conheço das suas boas intenções e torço para seu sucesso a frente da AAPPREVI, pois, será o sucesso que você vai dividir com todos. Que Deus te ilumine em sua caminhada. Como disse o poeta: "Até um dia, até talvez, até quem sabe...".

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo (15:11).

Não quis magoá-lo, apenas pedi-lhe uma trégua ao meu modo.
Agradeço pelo atendimento. Até sempre...

Anônimo disse...

ao colega das 04:15, Se voce acredita que há um Deus que criou os ceus a terra, os mares e td o que neles há. E que o primeiro homem foi obra de suas mãos, Se voce crer que Jesus Cristo é seu filho amado e que morreu na cruz por amor as nossas almas e ressucitou ao terceiro dia e está sentado a destra de Deus. Coloca teus joelhos ao chão e fala com ele as tuas necessidades, voce tem linha direta com ele, não precisa de intermediário, tenha certeza que ele te responderá e te dará forças para esperar suas benções, porque o senhor disse que não há um justo desamparado, nem mendigando o paõ. vou ajudá-lo em minhas orações e creio que brevemente estarás no blog da AAPREVI, contando vitória. Se creres verás a gloria de Deus. Tenhas PaZ. Deus vos abençõe.

ARY TAUNAY FILHO disse...

Marcos,

Entra ano, sai ano, entra uma diretoria, sai outra e nada muda absolutamente nada! A sequência de diminuições de direitos dos aposentados e pensionistas continua de vento em popa.
Esta é a real finalidade não só da Previ, mas de todos os fundos de pensão das estatais.
Para eles vale a máxima: "Juntamos um monte de gente contribuindo por obrigação, ai eles acumulam um patromônio fantástico e aos poucos a gente vai negando direitos, e fazendo com o dinheiro deles o que a gente bem entende. Uma mamata aqui, um caixa 2 de partido alí, um Costa do Sauípe aqui, um Meridien alí".
Assim a coisa vai em ritmo lento, mas constante para aquilo que venho dizendo há muito: Chegará o dia em que a Previ não terá dinheiro sequer para pagar as aposentadorias e todos esses ladrões e aproveitadores estarão "na escuridão" dando risada do bando de trouxas que aceitou contribuir para algo que não podem controlar, para algo que não tem poder de decisão do destino.
A solução continua sendo uma só: Alterar a legislação e tirar dos patrocinadores o direito de mandar no fundo. Argumento não falta, força não falta, dinheiro não falta. O que falta é união e pressão política!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega das 04:15.

Leia o texto em Notícias Relevantes para iluminar sua mente: “O profundo amor de Deus por mim”.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega das 04:15

Quando lhe faltar chão sob os pés...
Quando sentir o mundo contra você...
Quando as forças lhe faltarem...
Quando a dor lhe castigar...
Quando achar que está só...
Pense em Deus.
Ele é o seu chão, o seu mundo, a sua força e a sua Paz.
Com Ele no pensamento ninguém estará sozinho.
Ele é o nosso Pai.
Protetor Todo Poderoso.

LUIZ FERNANDO disse...

colegas, usufruo e muito do emprestimo simples(ha 30 anos pelo menos), mas acho que quando se fala em saída de momento, o aumento do ES, me dá uma depressão tremenda,uma baixa estima ao saber que estamos pagando juros do nosso proprio dinheiro(ou fundo de reserva,superavit). É revoltante. Já encaminhei a diretorias anteriores,propostas,desconto para liq antecipada(sem direito de pleitear novos emprestimos ou aumentar o prazo para que fique uma parcela nao muito pesada.Cansei

Anônimo disse...

Colegas da AAPREVI, diante de tantos apelos acima, será que o Ministério Público, não poderia nos ajudar, pra consguirmos nosso Superavit.

Anônimo disse...

Colega das 07:04.
É claro que o Ministério Público poderá nos ajudar, mas terá que ter paciência de Jó. Particularmente eu já fui beneficiado com duas decisões judiciais, uma levou 6 (seis) anos e a outra 11 (onze) anos. Pode!!!

Ia me esquecendo! Deu no blog do Romildo que um diretor do BB está recebendo mensalmente "apenas" a quantia de R$72.576,00 ou seja (SETENTA E DOIS MIL QUINHENTOS E SETENTA E SEIS REAIS). Portanto elles vão querer mais o quê.

solitários, disse...

Para o Ministério Público, nós somos "uns ricos velhinhos aposentados, donos de uma grande fortuna em seu Plano de Benefícios,onde não ingressam mais ninguém ,grandes especuladores na Bolsa, com interesses em 75 das maiores e melhores empresas do Brasil.Donos de um plano mal geridos por nós mesmo, pois nem para votarmos em gente nossa comparecemos".Somos uns incautos, que precisam da tutela do Banco do Brasil, para disporem de seus próprios superavites !
(Concluem:)
Que se danem! O MP é de jovens e tem outras prioridades para se preocupar!

JEANNE disse...

Eu estou desanimada com a distribuiçao do superavit. Eu acho que nem o ES eles estao querendo aumentar,pelo visto.Só em setembro vai ter aumento do ES ,12 meses no prazo e alguns mil a mais para calar a boca do povo...JEANNE

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ressaltou nesta segunda-feira (28) que as cidades de Alagoas e Pernambuco, devastadas pelas enchentes, serão reconstruídas fora das áreas de risco. O governo federal repassou aos estados R$ 275 milhões de ajuda na semana passada.
Além dos R$ 275 milhões para cada estado, Lula falou da concessão de R$ 1 bilhão para financiamento do comércio e da indústria local atingidos, da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores vítimas das enchentes e que o Ministério das Cidades vai usar o programa Minha Casa, Minha Vida para financiamento de novas residências. (Rede Brasil Atual).

Juarez Barbosa disse...

Prezado Marcos e seguidores deste blog

Quando estivermos junto a "Deus" tenho a certeza absoluta que nós veremos todos aqueles que pensaram que os prazeres materiais de suas outroras mesquinhas vidas assoberbadas com o vil metal pudessem lhes trazer a tranquilidade eterna, a penar feito almas perdidas e desorientadas, visto que para lá certamente não poderão carregar nenhuma riqueza material, somente a espiritual. ACREDITO FIELMENTE que a eles estará reservado o que merecerão por suas vidas mesquinhas, egoístas.
Mas enquanto estivermos nesta mesma barca, nesta mesma vida, temos a obrigação de lutarmos para que a justiça impere de fato e de direito entre nós. Não podemos deixar de lutar contra esses vilipendiadores de nossa fé cristã, de que "Deus ajuda, a quem cedo madruga".
Vamos fazer valer os principios morais e éticos de nossa gente, nem que para alcançarmos isso seja necessário sangue, suor e "fúria".
Somente com um senso crítico apurado e barulhento de um povo esclarecido é que poderá haver esperança de dias melhores em qualquer país que sonhe um dia poder se orgulhar de seus habitantes estarem aqui vivendo e desfrutando, de forma igualitária, dos "prazeres" finitos desta vida finita, dos quais achamos justo dividirmos, s.m.j.

Anônimo disse...

No minimo com nosso dinheiro do superavit como ja escrevi aqui no blog,agora mesmo que vao deitar e rolar com o povo do Nordeste.
Nao duvido nada que da mesma forma que a seca(fabricada) sempre foi interesse deles,a enchente.....
Pode publicar.

Anônimo disse...

Enquanto aposentados reivindicam um pequeno aumento, algumas classes (essas sim) privilegiadas alcançam um padrão de vida "nunca antes alcançados nesse pais". Será que continuam pagando "dízimo" ao PT?

"A remuneração mensal de diretores subiu nos últimos três anos 75% na Petrobras (para R$ 119.294), 66% no Banco do Brasil (para R$ 72.576) e 35% na Eletrobras (para R$ 45.354). São valores médios, sendo maiores ou menores para cada diretor ou presidente, e consideram ganhos fixo e variável."

Este é o governo da ética: " Os nossos não sofrerão". Pena que, quem elege não lê jornal; limpa a ......com ele.

Anônimo disse...

O pessoal da VALIA esta correndo atráz do seu superavit.

Marcou reunião com a PREVIC.

FONTE: SATI DA ANAPAR

Nós que somos organizados, temos associaçõs com mais de 100 mil socios, federação e muitas outras associações ficamos nesta inoperancia, neste descasso com tantos aposentados e pensionistas.

Vamos abrir a boca gente, correr atrás ta mais que provado que quem quer core atrás.

Anônimo disse...

Por que será que só os aposentados da Previ não conseguem nada, nem encontro com Previc, nem reunião com BB/Previ,não conseguimos distribuição do superávit, melhoria nos benefícios, aumento do empréstimo simples.
Temos que usar alguma estratégia que dê resultado, só lamentações no blog não surte efeito, apelar para a justiça demora muito, somos idosos, alguém tem alguma idéia concreta para por em prática?

Anônimo disse...

Segundo a Anapar, morrem anualmente 300 aposentados da Valia, que tem direito a esse Superavit(R$ 1,6 bi), que pretendem pagar em 17 anos. Vejam a maldade: quanto mais demoram para pagar, menor será o dispendio.
E nosso caso, que, só neste ano (até maio) houve um decrescimo de mais de 400 participantes no PB1?
A Previc passou no teste de autonomia, por enquanto. A Valia saiu, até então, derrotada.
Vamos aguardar a reunião, a ser agendada, com a colega Isa da FAABB. Que Deus esteja conosco.

Jane Torres de Melo disse...

Os aposentados da Vale somam aproximadamente 17 mil.
O plano acumula um patrimônio de R$ 6 bilhões, com superávit de R$ 1,6 bilhão. Já se reuniram com a Previc e fizeram seus encaminhamentos.
Como podemos proceder para que a nossa reunião seja marcada o mais breve possível, levando em conta que a Previ está sem agenda para nós?
É o nosso patrimônio que está em jogo e sendo dilapidado a cada dia que passa.
Abraços,
Jane

Anônimo disse...

Jane, ja foi falado que a reuniao sera final de Julho(depois da copa, e claro)mas com toda certeza sera adiada e ficara para depois do Natal e depois do Carnaval.Ate la o NOSSO SUPERAVIT vai virar DEFICIT(como diz o ditado:Para Ingles ver) e nos seremos bem menos e so teremos a lamentar.
Quanto a Previc ter autonomia com a Vale e mole(com patrimonio de 6 bilhoes),quero ver em relaçao a NOSSA PREVI.
Quem me dera estar enganado.....
Publicar

Anônimo disse...

Lembremo-nos apenas de um fato: a Vale do Rio Doce não é uma estatal. Portanto, a Valia não foi atingida pela maldita Resolução Pimentel.

Anônimo disse...

Como pode um diretor do BB ganhar por mês R$72.000,00 ? É um verdadeiro escândalo sem precedentes! Enquanto que os participantes do PB1, com o fundo sobrando bilhões de reais , não conseguem nem uma reunião para discutir ao menos um mínimo de correção em seus benefícios, que já estão para lá de defasados, desde 2004, quando os reajustes têm sido insignificantes?
A diretoria do BB tem sido e está sendo algóz daqueles que construiram toda esta riqueza.
Estão matando os idosos de depressão.
É muito derespeito e desumanidade.
Pela lei, isto se chama DANOS MORAIS.
Fingiram fazer distribuição do superávit com o renda certa,privilegiando uma minoria e enganando a maioria.Querem matar lentamente, os aposentados e pensionistas, com torturas dramáticas para os mesmos e suas famílias a fim de ficarem com seus pertences.
Mentes criminosas,tal qual Hitler quando exterminou seis milhões de judeus.
A única diferença é que no extermínio dos judeus,o Fuhrer usou gás mortal e o fim foi mais rápido.

Anônimo disse...

No site da FAABB, as noticias levam meses para serem mudadas.Agora as noticias sao de Fevereiro de 2010(do Jornal Valor Economico),as quais ja lemos e algumas mentirosas como por exemplo a de que o BB vai devolver o que apropriou.
Da para confiar?
Favor publicar.

Anônimo disse...

Nós precisamos fazer uma varredura nos normativos da PREVI. Estatutos e regulamentos.
A tarefa sugerida seria para um especialista na área de previdência complementar. Em primeiro lugar é tentar descobrir em nosso meio alguém com essa qualidade ou consultoria externa.
Submeter esses nossos normativos a luz da legislação pertinente para saber o que anda de errado, as dúbias interpretações dos textos da Lei e suas consequências, o que pode ser alterado para que realmente o plano seja efetivamente voltado para as reais necessidades de seus associados. Fica a sugestão, porque pelo que já li nesse blog parece que quem realmente administra a Previ, a seu bel prazer, é o patrocinador, nos somos apenas figurantes de um espetáculo deprimente e amargo. Renovar ou morrer. Então, vamos renovar.

Anônimo disse...

Marcos, como pode isso? O BB se utiliza do superávit da Previ para contemplar o pessoal da ativa com fartos PLRs,bonificação de 12% na venda de ações, etc etc.Enquanto-nós aposentados(nada contra os atuais funcis.)-somos ignorados e tratados como massa de manobra pelo BB(nunca imaginei que ao aposentar-me fosse tornar-me marginalizado pelo BB)Enquanto isso a Previ tb trata-nos como objeto descartável(adeus superávit;salve majoração salarial abaixo do INSS...)

Anônimo disse...

Pensando bem; R$ 72.576,00 ou melhor, 142 ( cento e quarenta e dois)salários minimos por mês é uma belissima remuneração. Nessa matemática, um privilegiado é igual a 142 trabalhadores que recebem salário minimo. Ou, ainda, um trabalhador levaria, aproximadamente, 12(doze) anos para somar essa importancia.
E ainda achatam nossa aposentadoria, fazendo populismo.
Infelizmente, isso não chega ao conhecimento da maioria dos eleitores.
Com esses salários astronomicos ainda nos dão as costas, sobrestando nossos direitos, liquidos e certos.

Anônimo disse...

A NOVA DIRETORIA EXECUTIVA COMPLETOU 28 DIAS NO CARGO, E O QUE TIVEMOS ATÉ AGORA A NOSSO FAVOR?.

A DESCULPA É A COPA DO MUNDO QUE TERMINA EM 11 DE JULHO DE 2010.


E APÓS A COPA QUAL SERÁ A DESCULPA, O IBOVESPA DEPENCANDO, E NOSSO SUPERAVIT SE DESFACELANDO.


ATÉ NÃO SOBRAR NEM RECURSOS PARA O NOVO E AJUSTADO ES.

E MUITOS COLEGAS AINDA ACREDITAM QUE VIVEMOS AS MIL MARAVILHAS.

ACORDA GENTE, VAMOS VIVER CONFORME A REALIDADE.

"ESTATUTO DO IDOSO"
"MINISTÉRIO PÚBLICO"
"ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL"
"DEPUTADOS E SENADORES"
"ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL"
"CNBB"
"JORNALISTAS"
"PREVIC E SPC"


SÓ ESTA FALTANDO O PANELAÇO NA PORTA DA PREVI, OU INTÃO ALGUM COLEGA AMANHECER MORTO APÓS O SUICIDIO,IR PARAR NO YOTUBE, AI SIM OS COLEGAS IRÃO VER QUE ESTAMOS FALANDO A VERDADE.

NO BRASIL PRIMEIRO TEM QUE HAVER TRAGÉDIA,PARA O DIRIGENTES ELEITOS TOMAREM CONHECIMENTO DA SITUAÇÃO.

EM ÉPOCA DE INTERNET, SKAPE , TELEFONE, FAX , CORREIO ELETRÔNICO , TERMOS QUE VER ESTA SITUAÇÃO VEXATORIA, ONDE MOSTRAR SEUS ALTOS SALÁRIOS,FAZ QUESTÃO DE ESFREGAR ISSO NA CARA DE POBRES DEVEDORES DE EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS.

E NÃO ADIANTA DIZER QUE NÃO SABEM PORQUE O MESMO DIRIGENTE DA PREVI ESTA NO BANCO DO BRASIL QUE ESTA NA COOPERFORTE, QUE ESTA NA ANABB E ASSIM POR DIANTE.

SERÁ QUE ESTAS INSTITUIÇÕES NÃO FAZEM LEVANTAMENTO DOS DEBÍTOS POR AMOSTRAGEM? COM TANTA TECNOLOGIA ONDE ANCS SÃO CADA VEZ MAIS RIGOSOSAS, ONDE O SISTEMA DO BANCO CENTRAL É PEGO POR AMOSTRAGEM DIVÍDAS DE MAIS DE 5 MIL REAIS.

FALTA DEDICAÇÃO DE QUEM NÓS REPRESENTA, NÃO ACREDITO QUE CAUSAS TÃO RICAS E SOLIDAS NÃO DESPERTE O INTERRESE DE ADVOGADOS RENOMADOS, POR UMA CAUSA DE MAIS DE 40 BILHÕES DE REAIS?

FICA A DÚVIDA DE ATÉ QUANDO SEREMOS LUDIBRIAGOS, ATÉ ONDE VÃO USAR A NOSSA BOA FÉ EM VÃO.

FICA A PERGUNTA PARA A REFLEXÃO:

SEMPRE ESPERAMOS OS OUTROS FAZER, PORQUE NÃO ARTICULADOS UM ENCONTRO COM A DIRETORIA DA PREVI, SIMPLESMENTE COMO ASSOCIADOS, COMO ASSISTIDOS, SERÁ QUE NÃO PODEMOS SER RECEBIDOS POR AQUELA GENTE QUE ADMINISTRA O QUE É NOSSO.

FAÇAMOS UMA ARRECADAÇÃO ENTRE OS COLEGAS E ELEGEMOS UM GRUPO QUE POSSA DIGNAMENTE NOS REPRESENTAR.

Se for possível a publicação deste agradeço,mais não podemos mais esperar somente por ISA MUSA ou CECÍLIA GARGEZ.

Vamos fazer a nossa parte, buscando os nossos direitos.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o colega das 18:29, temos que achar um caminho para uma solução justa, não podemos ficar esperando os outros resolverem os nossos problemas, nem Sra. Isa nem associação ou representante isolado com toda educação dentro dos conformes agendando data prorrogando data e não sai nada, temos que fazer barulho estamos muito acomodados, tem que de todas as partes do Brasil sair aposentados para a porta da Previ, quero ver se não vão nos receber? Vamos nos organizar.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem publicada mediante autorização do remetente, Colega João Rossi Neto.

Antes de mais nada, quero deixar patente que sou frontalmente contra a distribuição, ao patrocinador (BB), de parte dos superávits da Previ. Entretanto, considerando que somos o elo fraco da corrente, talvez para não perdermos tudo, uma solução negociada poderia consultar melhor o interesse dos associados. O ex-Presidente, Sr. Sérgio Rosa, disse reiteradas vezes que o BB não iria negociar, em hipótese alguma, a distribuição dos superávits para beneficiar exclusivamente os aposentados. Enfatizava na oportunidade a existência da Resolução 26, via da qual, introduziu-se que o banco teria direito a 50% dos superávits e que se houvesse entendimento entre as partes, ou seja, o banco levando a sua fatia, o processo da distribuição seria resolvido em prazo curto.

Isto posto, claro está que refutando-se uma negociação com o BB, restaria somente a via judicial para pacificar as divergências. Todos nós sabemos que essa Resolução 26 é esdrúxula, inconstitucional e desrespeita as diretrizes basilares contidas na Lei Complementar 109/01, especificamente ao que se contém no artigo 20, todavia, também sabemos que uma demanda judicial é bastante demorada, podendo levar mais de 10 anos para uma decisão definitiva sobre a matéria. Neste interregno, quantos associados já idosos vão partir para o descanso eterno sem desfrutar dos dividendos?

Dentro deste raciocínio, parece que o procedimento judicial não seria o melhor caminho a seguir, ainda mais que os resultados dos litígios são imprevisíveis.Se não houver essa distribuição, em vida, para melhor os benefícios dos associados, mais cedo ou mais tarde o Governo, entenda-se ai o BB, acabará ficando com o grosso dos recursos duramente amealhados, deixando os associados a ver navios.

Lamentavelmente, a realidade é dura e crua, mas temos que enfrentá-la com inteligência e usando das poucas alternativas que possuimos. Hoje, parece até proibido falar em distribuição de superávits com as associações que em tese defendem os nossos interesses. Ninguém quer por o guiso no gato, ou seja, enfrentar o BB para conseguir uma negociação unilateral. Acho que, salvo melhor juízo, é preferível entregar os aneis e ficar com os dedos. Assim sendo, infelizmente seríamos compelidos a oferecer alguma coisa ao BB, não os 50% preconizados na Resolução 26, mas algum percentual inferior para destravar as negociações e abrir possibilidades para uma melhoria substancial em nossos benefícios, visto que a tendência, em futuro próximo, são as coisas piorarem todas as vezes que pleitearmos a nossa participação nos frutos gerados pela Previ.

`E assim que vejo, com muita tristeza, uma solução amistosa para a questão.

João Rossi Neto - Matr. 4.986.560-9 - Goiânia(GO).

Anônimo disse...

Embora não seja assunto pertinente ao Título em discussão, algum colega poderia informar-me sobre qual é a fórmula de cálculo do complemento de aposentadoria por invalidez no estatuto de 1980.Pois procurei e não encontrei.Entrei no banco em 1982 e aposentei em 1999.Se possível a descrição de cada variável e como achá-la. Agradeço antecipadamente.

Anônimo disse...

O colega João Rossi Neto está coberto de razão. Antes um pássaro na mão do que dois voando. Vamos negociar os 50% do superávit já. O restante poderá ficar a cargo de decisão judicial, que vai levar anos para ter seu desfecho. Temos que ir para a porta da PREVI e gritar por nossos direitos. Quanto mais demorar a justiça, melhor para o Banco e o Governo.

GILVAN REBOUÇAS disse...

Ao anônimo 07.42

Envie o seu pedido para o e mail tesouraria@aapprevi.com.br que enviarei cópia do estatuto de 1980.
Os cálculos estão contemplados a partir do art. 49 ao art. 53.
No caso de aposentadoria por invalidez o tempo será contado como integral.
No seu caso deve se desconsiderar a primeira parte do cálculo, pois seu ingresso de deu a partir de 1982.

Atenciosamente,

Gilvan Rebouças

Anônimo disse...

Acredito que a maior dificuldade de nossa luta seja a diversidade de situações dos aposentados do PB1. Obviamente, a motivação de um aposentado que receba 10, 15, 20 mil para mobilizar-se e reivindicar seus legítimos direitos é diferente de um aposentado que recebe 3, 4 mil reais. O tiro foi certeiro quando fizeram modificações nos cálculos dos benefícios, criando diferentes grupos e dividindo os aposentados dentro do mesmo plano. As votações são prova cabal disso. A falta de participação assusta. Por outro lado, esperar alguma atitude em nosso benefício de um diretor do BB com salário de 72 mil é utopia. Se o chefe mandar ficar de 4 e latir ele pergunta em qual idioma quer. Os sindicatos também são chapa branca e perderam a razão de existir para os associados. Acho que 3 representantes de cada estado irem para a porta da Previ seria uma bom começo. Chamar imprensa, OAB, CNBB, etc. Teríamos que achar uma maneira de bancar esses colegas no Rio durante um período. Com 1 real de cada já levantaria uma grana razoável sem pesar pra ninguém. Temos que fazer alguma coisa...

Anônimo disse...

Colega das 7:42, não adianta os assistidos do PB1 entrarem num acordo a favor da divisão do superávit com o BB, não somos nós que vamos propor negociação com o BB, são nossos representantes e estes ficam esperando não sei o quê? o superávit corre risco de desaparecer, nós temos idade avançada não dá prá ficar exigindo que se cumpra a lei, eles fazem o que querem, ninguém se interessa pela nossa causa, nem os partidos de oposição em troca de votos o Sr Jose Serra já devia ter se interessado pelo assunto, mais nos ignoram, então é sensato que aceitemos algum acordo, ao invés de ficarmos sem nada.
Não podemos nós iniciarmos esse pleito junto ao BB?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

NOTA da FAABB - 1ª parte.

Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil
FAABB
Belo Horizonte, 24 de junho de 2010.
Às Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil
Sr. Presidente,
Desde a apresentação do resultado do exercício PREVI de 2006, abriram-se perspectivas de distribuição do superávit a participantes e assistidos. Infelizmente, contrariando todas as medidas de bom senso e equidade, a PREVI criou alguns benefícios adicionais que atingiram grupos ínfimos do universo dos beneficiários que teriam direito a parte daquele resultado superavitário. A FAABB imediatamente acionou os órgãos de fiscalização dos Fundos de Pensão, o Ministério Público, encaminhou representação à própria PREVI alertando das consequências da criação de benefícios discriminatórios. Não obtendo resposta convincente, iniciou gestões junto ao patrocinador e à Caixa de Previdência, buscando então, a negociação para uma distribuição que contemple a todos os participantes e assistidos, mas cada um de acordo com suas peculiaridades.
Todas as Associações foram chamadas a participar de evento destinado à discussão das possibilidades de se fazer justiça com eventuais sobras da PREVI e desse evento resultou na formação de um grupo que teria assento à mesa de negociação com o Banco do Brasil, juntamente com representantes da CONTRAF CUT, da ANABB e da própria PREVI.
Como é de amplo conhecimento, as mesas de negociação foram suspensas unilateralmente pelo Banco do Brasil com o advento da Resolução 26, do Conselho de Gestão da Previdência Complementar, editada em 29.09.2008. Ato contínuo, a FAABB ingressou com MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO COM PEDIDO DE LIMINAR INAUDITA ALTERA PARS, protocolado sob o n° 2008.34.00.031667-8, na 13ª Vara Federal de Brasília. No mesmo sentido e concomitantemente ao Mandado da FAABB, o Sindicato dos Bancários de Brasília obteve Liminar confirmada no agravo de instrumento nº 2008.01.00.067867-4 - TRF 1ª Região. A AAFBB e outras associações também possuem ações judiciais em curso contestando a Resolução 26.
Assim, essa FAABB considera açodada e equivocada a cobrança junto a PREVI para que promova a distribuição do superávit com base exatamente nessa Resolução 26 contestada judicialmente e até suspensa sob Liminar. Compreendemos que nossa co-irmã AFABB PR agiu instada pelos reclamos de seus associados ávidos em obter solução para suas justas reivindicações, mas reportar-se a essa Resolução 26, segue na contramão de nossas iniciativas tanto jurídicas quanto administrativas.

Cointinua.,,

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

NOTA da FAABB – 2ª oarte.

Temos arguido que o ordenamento legal, especialmente a LC 109/2001, concede ao Conselho de Gestão da Previdência Complementar, nos arts. 3º, 5º e 74, o poder de fiscalizar e gerir o funcionamento das entidades de previdência complementar, sejam elas abertas ou fechadas. Mas esse poder conferido pela Lei não dá a aquele Conselho a possibilidade de, ao regulamentar, exorbitar a redação da própria lei que se pretende normatizar. Afinal, regulamentar é detalhar, esmiuçar, aprofundar, mas jamais dizer o que não está dito na norma objeto de regulamentação. Isto porque, ao dispor de modo contrário àquilo que consta da norma positiva – no caso, a LC 109/2001 – o Conselho de Gestão da Previdência Complementar acaba por avocar para si atividade legislativa, privativa do Congresso Nacional.
Ademais, a autorização dada pelo CGPC, no sentido de que o Fundo de Pensão reverta valores ao seu patrocinador, além de não estar disposta na Lei Complementar 109/2001, é incompatível com a atividade cabível ao Estado na qualidade de agente regulador do sistema de previdência complementar. Temos plena convicção de que a reversão de valores de um Fundo de Pensão em favor de seu patrocinador não é uma medida que atenda aos interesses dos participantes e dos assistidos do plano de benefícios. A medida atende, única e somente, os interesses do próprio patrocinador (no caso o Banco do Brasil) e traz insegurança futura ao próprio equilíbrio do nosso plano.
Esta Federação tem feito gestões junto aos novos eleitos da PREVI para que nos receba a fim de buscarmos a melhor maneira de acertar com o Banco do Brasil a revisão do Plano de Benefícios n° 1. A “Revisão do Plano” é a única opção prevista em Lei e tal procedimento tem todas as condições necessárias e suficientes para que seja feito sem prejuízo do Fundo de Pensão, mas contemplando a todos os participantes e assistidos.
Desejo gentilmente alertar a todas as co-irmãs de que necessitamos manter a sintonia entre nós, para que nossas justas reivindicações junto à PREVI e ao Banco do Brasil não se percam em quantidade, com sugestões até contraditórias. De nossa coesão e entendimento dependerá o sucesso de nossos entreveros com o Patrocinador.
Atenciosamente,
Isa Musa de Noronha
Presidente

Anônimo disse...

Colegas,

Muito bem Sra. Iza, muito bem!
Abç
Anônimo

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Sindicato vai apurar denúncias de apadrinhamentos em agências do BB:
O Sindicato tem recebido denúncias de funcionários do Banco do Brasil sobre esquemas de favorecimento pessoais por parte de gerentes em agência do DF, que vêm nomeando apadrinhados dentro do processo de implantação do projeto BB 2.0, em flagrante descumprimento dos normativos(Sindicato dos Bancários de Brasília).

Anônimo disse...

Ainda tem colegas que acreditam na Cecilia,ela continua enrolando com promessas de reunioes,encontros com fulano,com beltrano........ainda nao acordaram.
Publicar.

Anônimo disse...

COLEGA DAS 13:50

Qual canal temos para postar nossas frustações, lamurias e outras mais !!!.

Qual outro diretor ou ex diretor da previ que almenos escuta as nossas lamentações?.

Vamos parar de fala mal dos outros e começamos a agarrar todas as possibilidades que temos de união.

A Anabb e muitas outras associações não estão nem ai para aposentado ou pensionista, cada um busca resolver o seu problema, mais quem esta vivendo uma situação dificil somos nós, vamos dar uma trégua, vamos procurar ideias, soluções para os nossos problemas, porque o tempo passa rápido, e já estamos na metade de 2010 e até agora nada de novidades.

Vamos ajudar a construir uma proposta que atenda 100% dos assistidos do PB-1.

ESSA DEVE SER A NOSSA LUTA, A NOSSA CAUSA, E QUE A CECÍLIA A SEU MODO POSSA CONTRIBUIR PARA ESTA PORPOSTA, AO MODO DELA NÃO SEI ,MAIS VAMOS ACREDITAR JUNTAS ELA CECÍLIA, ISA MUSA E MUITOS OUTROS NOMES TEM FORÇA PARA RESOLVER A NOSSA SITUAÇÃO.

Desculpa não estou defendendo ninguém mais creio que todos devem ter uma segunda chance.

Ela podia ter feito mais, claro que podia, não fez mais vamos acreditar, afinal o que temos além disso???????.


Abraços Fernando v s de camargo matrícula bb 3.284.178-7

Anônimo disse...

Colega Fernando,se na Previ como diretora ela so nos enrolou, como que fora ela agora vem falando mal dos colegas,dizendo que nao conhece os novos dirigentes e bla bla bla.
E os VELHOS COLEGAS que ela bem conhecia?
A meta da Cecilia nao mudou, continua a mesma....as eleiçoes de 2012 e continuar mamando na Anabb.
Favor publicar.