sexta-feira, 8 de junho de 2012

Retirada de Patrocínio - conclusão



NOTA DA AAPPREVI

MINUTA DE RESOLUÇÃO DE RETIRADA DE PATROCÍNIO

Caros Colegas,

De acordo com o anunciado, o Dr. José Tadeu de Almeida Brito deu por concluídos os trabalhos encomendados pela AAPPREVI relacionados ao assunto, nesta primeira etapa.

Assim sendo, encaminhamos manifestação oficial ao CNPC com as colocações pertinentes, de modo a garantir a defesa dos associados e, por extensão, de todos os participantes da PREVI (ativos e inativos) – no momento presente e nos desdobramentos.


De igual modo, buscamos sensibilizar com pedido de ajuda o Senador Álvaro Dias, a quem recorremos por ser um legítimo representante eleito pelo Estado do Paraná, onde a AAPPREVI se instalou para prestar serviços aos aposentados e pensionistas dependentes da PREVI:


Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

53 comentários:

Anônimo disse...

Caro Marcos,
O nosso Davizinho - a AAPPREVI - está no caminho certo. Parabens a você e ao Dr. Tadeu. Ficamos aguardando os proximos passos, caso a situação os exija.

Anônimo disse...

ALÔ DOUTOR! CÂMBIO! AQUI É DO PLANETA TERRA. JÁ TEM PERMISSÃO PARA RETORNAR. CÂMBIO E DESLIGO

Anônimo disse...

Ao ver as indignações da Presidente Dilma, ao ouvir seus pronunciamentos preocupados com questõesde injustiça, me dá a impressão que não está confortável com algumas situações.Pois bem, acho que seria proveitoso o envio de carta também à Presidencia.Entendam como sugestão, s.m.j.

Anônimo disse...

Prezado Colega e Presidente Marcos Cordeiro,

A propósito da minuta elaborada com as retificações entendidas pertinentes pelo Dr. J. Tadeu - cuja cópia foi repassada ao REDE-SOS - gostaria de perguntar se as sugestões apresentadas foram feitas segundo as regras estabelecidas pelos "donos da bola" - nos moldes do item 2.1 da Consulta Pública CPNC nr. 1, de 28.05.2012, uma vez que todas elas poderão ser rejeitadas apenas e tão somente em razão de a forma estar em desacordo com aquela exigida pelo Ministro Garibaldi Alves no referido documento.
Grato.
N A S S E R - 08 06 2012

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Nasser.

Tranquulize-se. Tudo foi feito dentro das exigências do CNPC, notadamente quanto às particularidades da Consulta Pública.

Anônimo disse...

É isto aí.
Caso prossigam e nos forcem a engolir mais uma resolução, que fique claro que para nós da AAPPREVI, isto foi feito à fôrça.
Inconstitucionalmente.

claudia do rio

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Para descartar possíveis alegações de não enquadramento nas normas estipuladas, a AAPPREVI remeteu formulários preenchidos dentro das recomendações, um para cada sugestão apontada na minuta revisada e encaminhada ao CNPC no dia 08/06/2012, conforme abaixo:

Minuta revisada.

http://www.aapprevi.com.br/minuta_revisada.pdf

Itens sugeridos (formulários).

http://www.aapprevi.com.br/minuta_revisada_alt.pdf

Marcos Cordeiro de Andrade
p/AAPPREVI

Anônimo disse...

- CAROS colegas, não se se vocês, que repondem por empréstimos junto à PREVI, PERCEBERAM QUE ELA AUMENTOU OS JUROS EM ESPECIAL OS DO EMPRÉSTIMO IMOBILIÁRIO QUE CHEGOU A QUASE DOBRAR. O QUE É ISTO ESTÁ AGINDO AO CONTRÁRIO DO QUE O GOVERNO FEDERAL ESTÁ PEWDINDO. VOUTE

Anônimo disse...

À diretoria da AAPPREVI e sua assessoria jurídica: MUITO OBRIGADO pela defesa de nossa classe.

Anônimo disse...

Enquanto isto o aumento 4,86% será que não vai provocar um tsunami nas contas da Previ?

Luis-BH disse...

Realmente é grave essa ameaça de retirada do patrocínio. Mas continua temerária a gestão de recursos do nosso Plano 1.

Saiu agora a rentabilidade de abril, que só confirma o que já disse neste blog: por que não aplicar nossos recursos em empréstimos, financiamentos a participantes e títulos públicos apenas?

Até abril, o Plano 1 rendeu globalmente 4,59%, com os títulos públicos 4,63%. Para que aplicar em ações e investimentos de risco?

Anônimo disse...

A hora é muito grave, estamos por anos sendo massacrados nos nossos proventos por conta desta forma de reajuste, nossa capacidade financeira esta na UTI hospitalar do nosso bolso.
Este reajuste é quase nulo para a maioria, alias, acho que para todos de uma forma geral, digo todos, que ganham proventos NORMAIS, nao para os marajas, que sao minoria e para estes tanto faz.
Nossas pensionistas certamente sao as que mais sofrem com este reajuste vergonhoso e injusto.
Uma colega pensionista ainda ontem perguntou oque vai realmente fazer com mais 125,00 de reajuste, comentou que tem muita saudade do tempo de um Banco e uma Previ mais humana.

Viana

Anônimo disse...

Viana, tens razão colega.Não estão nem ai para nós e principalmente para as pensionistas.
Apareça chapa 6.

Anônimo disse...

NÃO ESTAVA ACREDITANDO NO PERCENTUAL DOS REAJUSTES. VI AGORA NO SITE DA PREVI. SIMPLESMENTE VERGONHOSO.
A PREVI E O BB QUEREM MAIS QUE OS VELHINHOS MORRAM ASSIM SOBRA MAIS PARA ELES.

Anônimo disse...

Para nossa maior alegria é só dar uma olhada no comentário e na forma de cálculo que a Previ utiliza para correção de nossos ganhos(?) Veja no blog do Prof. Ari Zanella o post de hoje.

Anônimo disse...

Como começou esta encrenca de retirada de patrocinio? Lí num blog que teria sido a ANAPAR que pediu a revisão da Res. CPC 06 de 07.04 1988.Será que deram um tiro no pé, a exemplo da ação ADI contra a res.26, que foi "colocada no escaninho errado"?

Anônimo disse...

Tem alguns colegas acreditando no e mail do Sasseron, onde ele diz que é remotíssima a possibilidade do BB retirar o patrocínio.
No meu entendimento, no momento não se trata se o BB vai ou não
retirar o patrocinio. No momento o que temos que impedir é que seja
aprovada a resolução nos termos que esta sendo apresentado, pois nos é altamento maléfico.
Se passar da forma que está, com certeza daqui algum tempo o BB vai
sim retirar o patrocínio, pois vai ser super vantajoso pra ele.
Quem garante que daqui 1, 2 ou 3 anos o BB não retirará o patrocínio ? O Sasseron ? Ele tem bola de cristal ? A conjuntura toda não pode mudar? O governo não pode mudar ? As pessoas ? etc etc ?
Alias o Sasseron deveria sim, como nosso representante junto CNPC, vir a público e dizer o seguiinte: " ... olha pessoal fiquem tranquilo que eu vou mudar os termos ( a nosso favor ), da forma como esta não vai ser
aprovado, eu garanto.... .
Agora vir dizer que é remotíssima a possibilidade, ora pois, pois, que garantia é essa? Simples não?
Temos que botar a boca no trombone e envidar todos os esforços possíveis e impossiveis para alterar os termos ( a nosso favor ), se aprovado à nosso favor, ai sim não importará se o BB vai ou não retirar o patrocinio, caso contrário.....
Cláudio - Piracicaba - SP

Anônimo disse...

Nada contra a pessoa ter muito dinheiro que seja fruto de seu trabalho honesto. Nada contra fazer viagens pelo mundo, viver bem, etc, etc... Gostaria de poder fazê-lo também! Entretanto, quando se adquiriu uma posição de liderança e se tornou um formador de opinião no meio de uma comunidade em que a imensa maioria está juntando as moedas para comprar os remédios isso se torna algo no mínimo desaconselhável. Logicamente aparecerão os defensores que sabidamente não navegam pela grande rede a procura de uma informação que lhes traga alento. Esse tal de bicho "gente" é extremamente complicado. Egos, vaidades, são coisas muito difíceis tanto de lidar quanto de compreender.

Anônimo disse...

Carlso colegas,
A retirada de patrocinio do BB é possivel,porém não factivel a curto ou medio prazo,s.m.j.Senao vejamos: se existe a opção de cada um, se quiser, receber em maos sua reserva matemática e a PREVI tem cerca de 95 bi em renda variável, conclui-se que se ela tivesse que converter todo esse cabedal de açoes/participaçoes, aconteceria um verdadeiro tsunami no mercado com reflexos na área politica e econômica, cujas consequencias seria difícil de se aquilatar.Outra coisa: se ela disser A tem direito a X e B tem direito a Y, não é dificil imaginar que esses valores seriam modificados, pois a reação do mercado seria de queda e queda considerável. Talvez o patrocinador tivesse que abrir os cofres para garantir que todos os aposentados pegasse o seu quinhao,pois sem garantia de cumprir com suas responsabilidades a retirada não seria concretizada.Entretanto, a AAPPREVI está no caminnho certo, pois temos de ficar com um olho no peixe e o outro no gato. Quando se lida com mmentes obscuras, todo cuidado é pouco.Vamos procurar ajudar nossa AAPPREVI angariando mais associados, inclusive junto aos ativos.

Anônimo disse...

Podemos espernear, entrar na justiça, reclamar pro Bispo, pro Papa,mas a Resolução vai sair e valha-nos Deus, tomara que a sugestão de preservar as reservas vingue.

Bernardo Mallmann - Lajeado-RS disse...

A AAPPREVI deu um show na defesa de seus associados (e dos demais participantes da Previ também). Isso é o que se espera de uma entidade em defesa dos seus pares. Parabéns ao Presidente Marcos e demais diretores, e ao brilhante advogado Dr. Tadeu.
Agora uma perguntinha: o que fizeram nossas outras entidades?

Anônimo disse...

Pode ser utopia, mas se houvesse uma mobilização que viabizasse a impetração de mandado de segurança, de caráter
preventivo,contra essa resolução, e mesmo que fosse negado provimento, ficaria caracterizado publicamente o nosso descontentamento e jogaria por terra eventuais alegações judiciais de que as suas disposições, da forma que foram aprovadas, não foram coercitivas, e sim referendadas mediante prévia e democrática consulta pública.

Cláudio Augusto Falco disse...

CONSULTOR JURÍDICO, 20 DE OUTUBRO DE 2010

RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA - PREVI E BB RESPONDEM EM CONJUNTO POR APOSENTADORIA

BANCO DO BRASIL E CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL DEVEM RESPONDER SOLIDARIAMENTE PELA COMPLEMENTAÇÃO DEVIDA A UMA EMPREGADA DO BANCO. A 3ª TURMA DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONDENOU A EMPRESA A PAGAR AS VERBAS INDENIZATÓRIAS DEVIDAS PARA A BANCÁRIA.

O ARGUMENTO DA BANCÁRIA DE QUE OS DOIS DEVERIAM RESPONDER EM CONJUNTO FOI ACEITO PELO RELATOR DO CASO NA 3ª TURMA, MINISTRO HORÁCIO DE SENNA PIRES. ELE EXPLICOU QUE AS VERBAS RELATIVAS À APOSENTADORIA DA BANCÁRIA TÊM ORIGEM NO CONTRATO DE TRABALHO. ASSIM, COMO O BANCO DO BRASIL É PATROCINADOR DA PREVI, ELA DEVE RESPONDER SOLIDARIAMENTE PELOS CRÉDITOS, COMO DETERMINA O ARTIGO 2º, PARÁGRAFO 2º, DA CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO.

A TURMA REFORMOU DECISÃO ANTERIOR DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO (SC). A SEGUNDA INSTÂNCIA CONCLUIU QUE A PREVI NÃO TINHA RESPONSABILIDADE PELOS CRÉDITOS RECLAMADOS. COMO A PREVI NÃO É A EMPREGADORA, O TRT ENTENDEU QUE A EMPRESA NÃO TERIA SE BENEFICIADO DOS SEUS SERVIÇOS. SEU PROPÓSITO SERIA, EXCLUSIVAMENTE, CONCEDER BENEFÍCIOS DE NATUREZA PREVIDENCIÁRIA AOS EMPREGADOS DO BANCO DO BRASIL.

A BANCÁRIA RECORREU AO TST. SUSTENTOU QUE AS DUAS INSTITUIÇÕES SÃO RESPONSÁVEIS SOLIDARIAMENTE PELOS CRÉDITOS PREVIDENCIÁRIOS, JÁ QUE A PREVI É UMA ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA, INSTITUÍDA, CONTROLADA E PATROCINADA PELO BANCO DO BRASIL. COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO TST.

HTTP://CONSULTOR-JURIDICO.JUSBRASIL.COM.BR/NOTICIAS/2455041/RETIRADA-DE-PATROCINIO-DE-ENTIDADE-PREVIDENCIARIA-E-INCONSTITUCIONAL

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

RETIRADA DE PATROCÍNIO

As cartas enviadas pela AAPPREVI no dia 08/06 estão em NOTÍCIAS RELEVANTES do Blog e do Site www.aapprevi.com.br .

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From: genarte
Sent: Sunday, June 10, 2012 8:31 AM
To: marcosmca@yahoo.com.br ; marcos@previplano1.com.br
Subject: RETIRADA DO PATROCINIO - PROVIDENCIAS DA AAPPREVI

Colega Marcos,

Diferentemente da picuinha que temos visto sendo discutido por colegas com troca de mensagem via internet, essa iniciativa da sua parte merece todo o nosso apoio. Sugiro, por oportuno, remeter a mesma mensagem para as lideranças dos demais partidos, em especial para os que dão apoiamento ao Governo e diretamente para o Senador Ministro GARIBALDI FILHO.

Um Abraço

Genarte
=====================

Caro Genarte,

Sugestão acolhida e que será posta em prática.
Grato,
Marcos Cordeiro.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Sr. Presidente da AAPREVI,



PARABENIZO A AAPPREVI e V.Senhoria pela sua atitude em nossa defesa.



Abração,



Roberto Grande – Sócio AAPPREVI

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Retirada de Patrocínio":

A CADA AÇÃO CORRESPONDE UMA REAÇÃO EM INTENSIDADE IGUAL E EM SENTIDO CONTRÁRIO. Esta lei da Física serve para dizer que temos que reagir com a mesma força contrária aos atos daqueles que querem reduzir nossos direitos ou roubar nosso patrimônio. Eu, porém, afirmo devemos fazer mais, muito mais. Tomemos o exemplo de Cristo que, apesar de amoroso, compassivo e de paz, passou a mão no chicote quando foi necessário. Assim, se preciso for vamos às últimas consequências. Além de apoiar nossos legítimos Representantes - que cuidam do aspecto legal-, protestemos nas ruas, façamos abaixo-assinados, peladaços, panelaços, aposentadaços, bengalaços, liguemos para os vereadores, prefeitos, governadores, deputados, senadores, presidente; entupamos a Previ com e-mail, telefonemas; colemos cartazes, outdoors, e o que mais for preciso. Também retiremos do bb nossos ourocap, seguros, aplicações, débitos em cc, empréstimos, etc. Feito isso, se não alcançarmos a tranquilidade em nosso merecido descanso de Aposentados ou Pensionistas, ao menos poderemos partir para a eternidade com a Consciência Tranquila - daqui a muuuuuitos anos, espero. SOMOS DO BEM E DA PAZ, MAS NÃO SOMOS PALHAÇOS NEM MARIAS-MOLES.


Postado por Anônimo no blog Previ Plano 1 em 10 de junho de 2012 10:26

Anônimo disse...

Ai que alivio colega de 10:36,pelo menos alguem convocando a levantarmos nossa bandeira.Passivos,somente participando de blogs(tem um que ate da nojo),nao vamos AJUDAR a AAPPREVI que partiu na frente em nossa defesa.
Outras associaçoes ja nao podemos contar pois sao todas "envolvidas"com quem criou a nova resoluçao.
Sugiro uma reuniao no Rio de Janeiro,pois e onde esta localizada a Previ.
Vamos la pessoal.Pra ontem!

Anônimo disse...

Concordo contigo colega das 10:26
Vamos até AS ULTIMAS CONSEQUENCIAS

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

O que o distinto presidente da Aapprevia acha da idéia de man-
dar também mensagem sobre esse tema, para o Senador Paulo Bauer, aquele que andou criticando a Res. 26, na tribuna do Senado?

Um abraço.

Anônimo disse...

Mais uma vez perfeitas as medidas tomadas pela AAPPREVI. Ao abordar/ citar o fato dos INCENTIVOS fiscais usufruidos pelo Banco,nas cartas enviadas ao Senador e ao CNPC,reforça todos os argumentos.Comentado em outro blog ou em redes, a informação é que já existe um parecer - Parecer 139/2012 da Cojur-MPS/CGU/AGU da consultoria juridica do MPS- se pronunciando pela juridicidade e boa forma da minuta da Res "Retirada". Para que a consulta pública? Para só referendar o malefício? Para se resguardarem de futuras ações? Por isso é que entendo como inteligentes e de proveitos futuros as medidas tomadas pela AAPPREVI e, permito-me, data vênia, sugerir o encaminhamento de carta nos moldes das enviadas e aqui citadas também à CASA CIVIL e a PRESIDENCIA da República considerada a condução do assunto pelos "organismos de controle" e os interessados no butim.

Anônimo disse...

Anônimo sugere: Na redação da minuta sugerida(CNPC), acrescentar como artigo final" Esta Resolução alcançará somente os integrantes i/ou beneficiários de entidades a serem criadas a partir da data de sua publicação no Diário Oficial da União.

Anônimo disse...

· Todo cidadão tem o dever de denunciar à autoridade competente qualquer forma de negligência ou desrespeito ao idoso;

· Ao Ministério da Justiça (nos âmbitos estadual e municipal) compete zelar pela aplicação das normas sobre o idoso, determinando ações para evitar abusos e lesões a seus direitos, assim como acolher as denúncias para defender os direitos da pessoa idosa junto ao Poder Judiciário.

Anônimo disse...

Marcos,

Venho deixar aqui registrado meus agradecimentos à AAPPREVI, pela postura com que esta associação, diferentemente das demais, vem mais uma vez em defesa de seus associados, contra este aborto que é a retirada de patrocínio das entidades de Previdência Privada. Além de nos defender, ainda de quebra, leva a tira colo, os aposentados e participantes dos demais Fundos de Pensão no país.
Oxalá tivéssemos mais associações com o mesmo quilate da AAPPREVI.

Um grande abraço
CELSO BERNARDES
FORMIKGA/MG

Anônimo disse...

Prezados colegas,
Não tenho vergonha de admitir que, até o advento da AAPPREVI eu tambem vivia alienado com relação aos problemas que rondam a NOSSA PREVI.Eu vivia naquela noção de "perenidade" de nossos recursos e nas sinceras intençoes do patroconador. Como alguem que me disse: As pessoas que vao ao supermercado acham que as verduras e os legumes sao produzidos no supermercado. Só quando ocorre seca ou excesso de chuvas é que percebem que, para você ter aqueles alimentos é necessário que exista o agricultor, o credito bancário e as condiçoes favoraveis de clima. Assim também, com relação a nossa PREVI, ela tem que ser bem administrada e com toda transparência, com adequada e competente gestao de riscos e com o necessario distanciamento das garras do governo e do patrocinador.É necessario,tambem que adotemos uma atitude de DONOS e não de PEDINTES, como vem acontecendo há muito tempo. O despertamento dos colegas é arma fundamental para atingirmos os nossos objetivos.Não devemos apenas ouvir o que está acontecendo ao nosso fundo de pensao; devemos ser ATORES nas lides que demandem o posicionamento dos participantes, como donos que somos do patrimônio da Previ.O caminho foi aberto com a criação da AAPPREVI,porque os nossos pseudo-representantes até hoje não disseram a que vieram.

Anônimo disse...

E ainda tem aposentado otário contribuindo financeiramente
para essas associações, que não tão nem aí. Cadê a Anabb? O que que ela diz a esse respeito?!!!

Anônimo disse...

a Anabb foi criada para defesa do Banco e assim continua. Cresceu, criou Anabbprev, odontoprev etc.etc.Os aposentados tem em sua defesa a AAPPREVI, pois as outras são para os momentos de relax tipo chá da tarde, baile da saudade,jantar mensal etc.etc., não é mesmo?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Carta enviada ao Senador Paulo Bauer.

http://www.aapprevi.com.br/carta_paulo_bauer.pdf


Excelentíssimo Sr. Senador PAULO BAUER,

Sou advogado em Curitiba e dou assessoria jurídica para a AAPPREVI com sede em Curitiba (Associação que representa funcionários do Banco do Brasil - da ativa e aposentados).
A pedido da AAPPREVI, envio-lhe, em anexo, uma carta denunciando que o CNPC do Ministério da Previdência Social está na iminência de editar uma Resolução (nos próximos dias) dando total liberdade para que os patrocinadores dos fundos de pensão possam se retirar do patrocínio de forma unilateral, o que poderá causar o desmanche das Entidades Fechadas de Previdência Complementar - EFPCs, sérios problemas econômicos e sociais para a nossa Nação e violação aos direitos dos participantes e assistidos. Aqui, em especial os da PREVI, pela eventual retirada do Banco do Brasil.
Assim, solicito o obséquio de examinar a questão e tomar as medidas que achar convenientes.
Informo que carta com o mesmo teor foi enviada ao seu companheiro de partido, o ilustre Senador Álvaro Dias.

Respeitosamente,

ΛΛB - Advocacia Almeida Brito
JOSÉ TADEU DE ALMEIDA BRITO
Advogado OAB-PR 32.492
Fones 41-3077-8544 e 41-8888-8544
Av. Comendador Franco, 3.154, sala 1
81520-000 - Curitiba – PR

Anônimo disse...

COLEGAS, VOCES NÃO ACHAM QUE A CHAPA 6 CONTINUA MUITO QUIETA? VENCERAM E ATÉ AGORA NENHUMA NOTICIA? SERÁ QUE ESTÃO TRAMANDO CONTRA OS VELHINHOS?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colegas,


Apoiando as diligências da AAPPREVI (newsletter@aapprevi.com.br), informo aos amigos que há 2 anos me associei àquela Associação, que não tem nenhuma dependência contábil financeira com a PREVI, mediante o pagamento de uma mensalidade de R$ 10,00 (que tenho pago antecipadamente, semestrlmente, mediante crédito à sua conta "19319-4 na agência 3849-0 - Variação da Poupança".

Abraços

Ribeiro

Heraldo disse...

Para quem ainda tem dúvida sobre a posição da ANABB sobre a retirada de patrocinio, vejam a resposta que me foi dada em consulta feita àquela instituição, e que demonstra que a mesma segue as orientações de Sasseron, BB, etc. e que nada vai fazer em nosso favor. Quem contribui para ela está alimentando um inimigo. Vejam abaixo a pergunta e resposta da ANABB:

Pergunta:
Gostaria de um posicionamento dessa entidade sobre a minuta do Ministerio da Previdencia Social para retirada do patrocinador das EFPC.

Resposta:
Prezado Heraldo, esclarecemos que existe resolução que prevê procedimentos e condições para empresa deixar de patrocinar plano de aposentadoria. Trata-se da Resolução MPAS/CPC06, de 07.04.1988. Com a edição das Leis Complementares 108 e 109, tal resolução ficou incompatível em certos aspectos. Atualmente, debate-se a sua reedição para adequá-la ao disposto nas referidas Leis Complementares. Do texto proposto em minuta, atualmente em exame no CNPC, diversas entidades e estudiosos têm apresentado sérios questionamentos. Ressaltamos que a ANABB, através da Assessoria Parlamentar, estará acompanhando, estudando, interferindo e divulgando o trâmite do seu processo. Agradecemos seu contato.

Atenciosamente,Távallo Medeiros
Atendimento ao Associado
ANABB/VIREF

JOSÉ TADEU DE ALMEIDA BRITO disse...

A Resolução MPAS/CPC n.6, de 1988 não poderia ter sido editada para disciplinar a retirada de patrocinador, pois a lei que disciplinava os fundos de pensão naquela ocasião era a LEI 6.435/77. E nela não há menção de retirada de patrocínio. O Poder Executivo usurpou a competência do Poder Legislativo ao editar a Res. n. 6/88. Não pode o Poder Executivo por meio de uma Resolução e nem através de um Decreto inovar numa matéria tão séria como esta. Até então, ninguém falava nesse assunto. Portanto, é totalmente ilegal do ponto de vista do processo legislativo o CNPC editar resolução para tratar de retirada de patrocinador, sob a alegação de que estaria atualizando uma norma, a qual é ilegal. Ao editar essa resolução o CNPC estará prestando um "desserviço" ao nosso País.

JOSÉ TADEU DE ALMEIDA BRITO
Advogado

Anônimo disse...

Nenhuma associação esta falando sobre o assunto tão discutido aqui
sobre a minuta do Ministerio da Previdencia Social para retirada do patrocinador das EFPC.
O que será que esta acontecendo.???????????? Estão escondendo e a chapa 6 como disse o colega, SUMIU.

Anônimo disse...

Colega de 18:04, voce ainda acredita na chapa 6?Voce acha que o sindicato vai defender aposentados do BB?Previ?E mesmo no caso da tal resoluçao de retirada de patrocinio que abrange a todos(aposentados,pensionista e previ futuro)voce ainda na viu que eles defedem o governo, sao pagos para isso?
Eles(o sindicato)so servem para os funcionarios de bancos privados.

Anônimo disse...

Obrigada AAPPREVI, é isso que esperamos de uma associação que nos representa.

Agora vejam só a resposta da Anabb ao nosso colega Heraldo, prontamente rebatida pelo Dr José Tadeu, concluo que a Anabb está acobertando algo de muito sério e contra nós. Fiquemos atentos então, tem caroço nesse angu. E os outros fundo de pensão??? Nada????
Não se preocupam ou estão dormindo no ponto.

Novamente agradeço a nossa AAPPREVI, sorte sermos associados ao que é verdadeiramente por nós.

Anônimo disse...

Srs. dirigentes da AAPPREVI sua atenção por favor.Como comentado pelo sr. adv. Dr. Jose Tadeu, a res.MPAS/CPC 6/1988 já era ilegal. Pediria então opinião sobre um falado parecer - Parecer 139/2012 da Cojur -MPS/CGU/AGU consultoria juridica do MPS que se pronunciaram pela "juridicidade e boa forma" da minuta da Resolução Retirada em gestação(ou já gerada). Exararam dito parecer? Se o têm -MPS e CNPC- por suporte, a "consulta pública" não seria jogo de cena para referendar novo desserviço? Grato por sua atenção. Jose´Carlos.

Anônimo disse...

Tenho certeza que estão tramando contra nós aposentados
Para ficarem quietos como estão.
Eu também quero agradecer a nossa AAPREVI . Sorte nossa que temos voces!

Anônimo disse...

O mais triste não é saber que Previ, Anabb, sindicatos e outras associações usam por trás de suas placas o nome do Bando do Brasil. O pior é saber que os explorados ainda fazem campanha, brigam, trabalham exaustivamente para esses lobos em pele de cordeiro.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

ATENÇÃO - Aviso importante.

Quem enviou formulário deve repetir a operação se recebeu do CNPC resposta com a expressão:

did not reach the following recipient(s) – (não chegou ao destinatário):

Ao que parece o sistema deles não aceitou remessas feitas em dias não úteis.

A confirmação usual é a que consta abaixo:

Registramos o recebimento.

Att


Ana Maria Alves dos Santos
Secretaria-Executiva do CNPC/CRPC
crpc.sppc@previdencia.gov.br
Tel 61. 2021.5703/5047 - Fax. 61. 2021.5335

Anônimo disse...

PESSOAL, VOCES VIRAM QUE ATÉ O EMPRESTIMO IMOBILIARIO NOS TIRARAM?
AGORA QUE ENCONTREI O MEU CASEBRINHO..

Anônimo disse...

PESSOAL, VOCES VIRAM QUE ATÉ O EMPRESTIMO IMOBILIARIO NOS TIRARAM?
AGORA QUE ENCONTREI O MEU CASEBRINHO..

Anônimo disse...

MINHA OPINIÃO É TIRAR O PATROCINIO E DISTRIBUIR AOS ASSOCIADOS APOSENTADOS; POIS SERVE PARA TODOS APOSENTADOS PELA PREVI VIVER MELHOR PELO TEMPO DE VIDA...

guilherme grillo disse...

MINHA OPINIÃO É TIRAR O PATROCINIO E DISTRIBUIR AOS ASSOCIADOS APOSENTADOS; POIS SERVE PARA TODOS APOSENTADOS PELA PREVI VIVER MELHOR PELO TEMPO DE VIDA...