sexta-feira, 22 de junho de 2012

Revista da AAPPREVI - Direitos



Caros Colegas,

Nasceu a Revista da AAPPREVI, com o sugestivo título de “Direitos”.

O mesmo cérebro criativo que deu vida ao Site www.aapprevi.com.br trouxe ao mundo um novo veículo de comunicação. Trabalhando sozinho e tendo por testemunha as frias madrugadas de Curitiba, o publicitário encarregado da façanha fez nascer a nossa Revista.

Eu gostei do trabalho do Marcos Júnior. Espero que vocês aprovem.

Clique aqui para ler a Revista virtual


Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 22 de junho de 2012. www.previplano1.com.br

135 comentários:

Anônimo disse...

VIVA!!!!
Marcos,estou emocionada, parabens pela Revista.Que PRESENTE para nos associados.
Vou ler com calma todos os detalhes.
Obrigada,muito obrigada a voce e toda equipe principalmente ao MARCOS JUNIOR.
Duda.

Anônimo disse...

SHOW DE BOLA!!!! PARABÉNS MESMO!!! CADA DIA A AAPPREVI FINCA MAIS PROFUNDAMENTE SUAS BASES.

MARCOS JR. VC É FERA!!!!

SENSACIONAL, FENOMENAL, INCRÍVEL!!!

D+, D+. D+

EXCELENTE IDÉIA, TIRO MEU CHAPÉU.

jeanne disse...

Parabens pela revista. já a recebi por e-mail e adorei.Parabéns a todos que contribuiram para sua realização.jeanne.

Anônimo disse...

Meus PARABÉNS, à DIRETORIA da AAPPREVI, em especial ao MARCOS JUNIOR, pela REVISTA DIREITOS, mais uma inovação dessa "HONESTA ENTIDADE".

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega e amigo
Estou colocando no meu blog este texto sobre a "Reversão de Valores" para o Patrocinador.
Um abraço do
Edgardo

A Jurisprudência Invocada
Por Edgardo Rego

http://blogdoedear.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

BB divulga nota de esclarecimento aos funcionários

Reproduzimos nota de esclarecimento do Banco do Brasil, divulgada aos funcionários nesta sexta-feira, 22/6, sobre suposta retirada do Banco como patrocinador da PREVI. Leia abaixo.

"Caros Colegas,

Entidades ligadas aos funcionários do BB veicularam nesta semana suposta retirada do Banco do Brasil como patrocinador da Previ. Diante desses fatos, prestamos os seguintes esclarecimentos:

Está em debate, no âmbito do CNPC (Conselho Nacional de Previdência Complementar), minuta para atualização das regras que regulam a retirada de patrocínio das empresas em fundos de pensão. A norma não diz respeito a uma empresa ou fundo específico, mas ao Sistema de Previdência Complementar como um todo.

O Banco do Brasil não participa ou interfere nesse processo e não tem qualquer debate ou pretensão de se utilizar dessa prerrogativa no que diz respeito à Previ, que, a exemplo da Cassi, é um dos maiores atributos de atração e retenção de talentos que temos.

Reiteramos, portanto, a crença de que é fundamental contribuirmos para a saúde e a qualidade de vida de nossos funcionários, hoje e amanhã, e o compromisso de continuarmos empenhados em fortalecer entidades tão importantes para a família BB".

Carlos Eduardo Leal Neri
Diretor de Relações com Funcionários e Entidades Patrocinadas

Anônimo disse...

Marcos,

A AAPPREVI está nos surpreendendo com tantas inovações. Parabéns a todos os integrantes da Diretoria e ao Marcos Júnior. Aí incluo também todos os associados que igualmente estão de barabéns por participarem de uma associação tão ativa e defensora de nossos interesses.

A AAPPREVI está sempre um passo à frente de nossas expectativas.

Obrigado!

P.A.Thomas

Elias disse...

Agradabilíssima surpresa.
Parabéns à Diretoria da AAPPREVI pela REVISTA DIREITOS. Que Ela cumpra sempre com os objetivos para os quais foi criada, faça sucesso e tenha vida longa.
Cá pra nós, Profissional de valor, parece que Marcos Junior saiu ao Pai.

Bernardo Mallmann - Lajeado-RS disse...

Parabéns à AAPPREVI e a todos os envolvidos pela edição da "nossa" revista DIREITOS. Leitura obrigatória a todos os participantes do universo BB/PREVI/CASSI, para dizer o mínimo.

Paulo disse...

Meus Caros Amigos,

Este é um dos raros casos em que um Pai de verdade tem Orgulho de um filho de verdade, e todos nós, nos orgulhamos de ter os dois como colaboradores gestores de verdade da AAPPREVI.

Parabens AAPPREVI por mais um canal de informações tão confiável como o BLOG do Plano 1.

Um trio imbatível: AAPPREVI - Blog e agora a Revista !

Olha gente e tudo isto por apenas dez reais!

Isto é que é exemplo!

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,

Parabéns à AAPREVI pela revista. É disto que precisamos. Muito boa a iniciativa. Minhas congratulações à toda diretoria.
Pergunto: será somente via Internet ou virá para os associados? Ainda não a li toda. Vi somente de relance.
Abraços
CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Parabéns ao Marcos e seu filho por mais esta feliz iniciativa. O projeto gráfico é de muito bom gosto. Agora é torcer para que logo seja possível lançar uma versão impressa a qual poderemos exibir com orgulho aos nossos amigos e, principalmente, àqueles colegas que não usam o computador.

Ricardo Annoni Neto - Machado (MG)

Anônimo disse...

Parabens pela iniciativa e nos faça saber como será feita a distribuição. Este é um ponto importante e se pudermos, nós todos os associados ajudar seria importante. Tambem queremos participar.
Abraços

Claudia do Rio

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas Celso Bernardes, Ricardo Annoni, Cláudia do Rio e demais:

Os custos de impressão e remessa a todos os associados é elevado e a AAPPREVI não dispõe de recursos para esse fim, no momento.

Vale notar que os dez reais da mensalidade se reduzem a R$ 8,60, pois o Banco cobra R$ 1,40 por cada lançamento de crédito.

No entanto, agradeceríamos se fizessem a divulgação do acontecido aos seus contatos, utilizando os links disponíveis no Blog e no Site.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Anônimo disse...

Marcos, os antigos dizim que nada melhor que um dia após outro. Quem já viu você espumando de raiva quando os interesses dos "coroas" são prejudicados,pode imaginar a alegria que vive hoje. Aliás, alegria também nossa que somos pais (corujas), seus amigos e já leitores. Para terminar,Marcos,já que este espaço vai ficar pequeno para receber seus amigos e admiradores, peço licença para lembrar aos nossos amigos uma frase do grande estadista Mineiro e Brasileiro Tancredo Neves: "Sempre que um orgão de impresa nasce, a sociedade e a pátria ficam mais fortes". Abrace seu filho por mim! Divany Silveira -Sete Lagoas-MG-

Anônimo disse...

Colegas,

Ver nota do BB sobre retirada do patrocinio, no site Previ.
Saúde

Anônimo disse...

Imaginem! Só agora, depois do primeiro tempo da Alemanha x Grécia, eu percebi a trilha para alacançar a linda, linda, linda revista da AAPPREVI! Esse garoto é um gênio. Parabéns. As portas da VIDA se escancaram para quem trabalha e produz o que é BOM. O teu futuro é GRANDE, Revista e Autor.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

VIRAM A NOTA DE ESCLARECIMENTO DO BB NO SITE DA PREVI SOBRE RETIRADA DE PATROCÍNIO?

O ruim de lidar com essas pessoas é que na maioria das vezes o que elas dizem significa exatamente o contrário

Bernardo Mallmann - Lajeado-RS disse...

Caro Marcos Cordeiro,

Pelo seu comentário acima, em face da ganância do banco em cobrar tarifa de R$1,40 para nos debitar as mensalidades da AAPPREVI, será que a Previ não faria por menos para desconto em folha de pagamento?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Bernardo Mallmann.

A AAPPREVI foge do desconto em folha para não onerar a margem consignável do associado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Extraido do Site PREVI:

BB divulga nota de esclarecimento aos funcionários

Reproduzimos nota de esclarecimento do Banco do Brasil, divulgada aos funcionários nesta sexta-feira, 22/6, sobre suposta retirada do Banco como patrocinador da PREVI. Leia abaixo.

"Caros Colegas,

Entidades ligadas aos funcionários do BB veicularam nesta semana suposta retirada do Banco do Brasil como patrocinador da Previ. Diante desses fatos, prestamos os seguintes esclarecimentos:
Está em debate, no âmbito do CNPC (Conselho Nacional de Previdência Complementar), minuta para atualização das regras que regulam a retirada de patrocínio das empresas em fundos de pensão. A norma não diz respeito a uma empresa ou fundo específico, mas ao Sistema de Previdência Complementar como um todo.
O Banco do Brasil não participa ou interfere nesse processo e não tem qualquer debate ou pretensão de se utilizar dessa prerrogativa no que diz respeito à Previ, que, a exemplo da Cassi, é um dos maiores atributos de atração e retenção de talentos que temos.
Reiteramos, portanto, a crença de que é fundamental contribuirmos para a saúde e a qualidade de vida de nossos funcionários, hoje e amanhã, e o compromisso de continuarmos empenhados em fortalecer entidades tão importantes para a família BB".
Carlos Eduardo Leal Neri
Diretor de Relações com Funcionários e Entidades Patrocinadas

Anônimo disse...

Prezados.

Com referência a nota do diretor Neri sobre a Retirada de Patrocínio, não temos nenhum motivo para acreditar. Já somos gatos escaldados. Qualquer alteração nas LEIS das EFPC, não pode deixar nenhuma dúvida na sua interpretação por parte da Justiça.

Anônimo disse...

Perigo,perigo,perigo.
Lembram? Perdidos no Espaço.
Alerta geral.....
Duda

Anônimo disse...

Sonhar o impossível,realizar, de pronto, o possível.Antes de mais nada os aplausos pela ideia e execução da revista. Parabéns! Que ótimo seria uma tiragem maiuscula capaz de distribuida entre os associados da Previ e, divulgando ainda mais a AAPPREVI, arregimentar cada vez mais associados.

Lena disse...

Quanto orgulho para nós associados da AAPPREVI [:-bd]

Parabéns Junior, você vai longe, muito longe. Deus te abençoe.


UM ELEFANTE INCOMODA MUITA GENTE. DOIS ELEFANTES INCOMODAM MUITO MAIS.

Abraços.

Mariano Branquinho disse...

Prezado Marcos, parabens mais uma vez. Peço-lhe que estude uma maneira de remeter cerca de 10 exemplares da Revista Direitos, para cada um de nós associados da AAPPREVI, para que possamos distribuir com outros colegas que ainda não são sócios, a fim de conseguirmos mais associados. Arcaremos com, as despesas do custo e envio. Abraços Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Não me lembro de nada que fosse maior que a satisfação de ver os filhos vingarem. Portanto, Sr. Marcos, parabéns e capture o que há de mais sublime neste episódio.
E a vc Marcos Jr. meus sinceros aplausos. Você é um espírito de grandeza. PARABÉNS, siga em frente.

Anônimo disse...

Não sei a que facção o advogado em questão pertence, porém o parecer dele defende muito bem nossos direitos.
Vejam no site:
http://jus.com.br/revista/texto/22076/fundos-de-pensao-das-estatais

mesquitasantana disse...

Prezado Marcos.

Ao parabenizá-lo pelo lançamento da nossa revista "Direitos", entendo que a transparência, continua sendo a tônica da nossa "AAPPREVI", bem como do nosso blog "PREVIPLANO1" e tudo isto tem origem no ser humano prestigiado por DEUS e que no sacrifício de sua vida sente-se honrado em servir a tantos e tão necessitados colegas espalhados pelo Brasil e ao desamparo daqueles em quem sempre acreditou.

Quanto á nossa revista que você diz ter nascido nas frias madrugadas de Curitiba é mais uma grande obra da criatividade humana e que pela beleza visual e qualidade intrínseca, ao contrário daquele inóspito ambiente, nasceu radiante a identificar o seu criador. Parabens.

Eusebio Mesquita de Sant Ana
Vila Velha ES

Anônimo disse...

A mensalidade da AAPPREVI precisa ser aumentada, fica difícil trabalhar com tão pouco dinheiro. Creio que faz demorar as ações movidas pelo senhores. Os associados tem pressa dessas ações. Não queremos livrinhos, queremos ganhar as ações e pago por isso. É pouco? Então aumenta para 50 reais no minimo.
O Dr. Tadeu vai gostar de ideia, e andar mas ligeirinho com elas[ações]

Publicar- excluir-

Lageado.

Anônimo disse...

Essa manchete: Pressionado pelos sindicatos, BB assina adesão da Cassi à resolução 254 da ANS é a mesma coisa de dizer: EU ME PRESSIONEI A ME DAR REMÉDIO.

GOVERNO, PT, CUT, SINDICATO, BB, PREVI, É TUDO A MESMA M...
OS SINDICALISTAS VIRARAM PATRÕES E MESMO ASSIM QUEREM TIRAR ONDA DE QUE ESTÃO DO OUTRO LADO.

VÃO TENTAR ENGANAR OUTRAS PESSOAS. SOMOS VELHOS E NÃO IDIOTAS!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das 10:30.

Primeiramente pergunto: por que anônimo, se você acha que está fazendo uma crítica pertinente? Ademais, esse tipo de questionamento é assunto que deve ser tratado direta e reservadamente com a sua Associação, que põe a disposição dos sócios vários canais de comunicação.

No entanto, como sua reclamação é pública, me dá o direito de rebatê-la também publicamente. Até porque o seu nome não veio junto, senão o preservaria e me dirigiria a você particularmente.

Permita-me esclarecer suas dúvidas e a razão de considerar inoportunas e inconvenientes essas acusações, seja como sócio ou crítico simplesmente.

Nossos advogados não são mercenários. Se eles aceitam as normas instituídas pela AAPPREVI e se mantêm fiéis ao trabalho abraçado, é sinal de que os honorários percebidos são condizentes com a carga de trabalho e responsabilidades que carregam aliado ao espírito humanitário que lhes permite ganhar pouco em favor dos necessitados - o que não é o seu caso, obviamente. Ademais, nada temos a criticar relativamente ao seu desempenho profissional direcionado à Associação, seja na qualidade dos serviços prestados, seja no cumprimento de prazos processuais.

Se você entendesse um pouco do que critica agradeceria o ínfimo dispêndio que lhe recai pelo patrocínio das nossas ações. Reconhecemos que a mensalidade cobrada é baixa, se considerarmos os benefícios que disponibilizamos aos nossos sócios. Mas não será cobrando uma mensalidade de cinquenta reais como você propõe, ou quinhentos ou mil, que alcançaremos maior agilidade no judiciário. A não ser que você descubra um meio de fazer com que esse mesmo judiciário, e os seus Juízes, se desdobrem para dar conta em menor prazo dos milhares de processos que julgam em função da PREVI e do BB.

Também, você há de convir que nem todos têm a sua capacidade financeira para pagar cinquenta reais para ser membro de uma Associação. Também, se o nobre colega acha que a morosidade da Justiça é creditada ao nosso modo de trabalhar e conduzir as ações, você tem o livre arbítrio de se desligar da AAPPREVI e levar consigo suas ações judiciais para entregar a um advogado particular, ao custo de cinquenta reais de honorários, ou quanto possa pagar por elas.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente da AAPPREVI

Anônimo disse...

O nobre colega das 10:30 hs, perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado.
As considerações do Marcos diz tudo.
Marcos pai e Jr. , parabéns pela revista e pela condução da AAPREVI, como vem fazendo.
Abs.
Cláudio - Piracicaba - SP

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Cláudio e demais Colegas.

O anônimo das 10:30 já foi identificado.

E não é sócio da AAPPREVI, mas apenas pau mandado de determinada AFA que, incomodada com o fato de que dois dos diferenciais da AAPPREVI são o baixo valor da mensalidade e a credibilidade das ações patrocinadas, tentou influenciar negativamente na validade desses parâmetros.

Esqueceu que aproveitaríamos sua infeliz observação em nosso benefício do modo como a usamos para alertar quem pense como ele (ela).

Ao que nos consta também foi intentada igual manifestação no Blog do Medeiros e no do Ari, sem sucesso.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Rogério Luiz Carvalho disse...

Marcos Jr. parabems, está ótimo, e
como tudo que é bem feito, deve continuar, continue. Abraços, Paz e saúde, Rogério Luiz Carvalho, Pelotas RS

Anônimo disse...

Ao anônimo das 10:30 (Lageado):

Não é o valor das mensalidades de uma associação que faz agilizar o andamento dos processos junto ao judiciário. A morosidade da justiça é problema estrutural do próprio judiciário (falta de juízes, volume de processos, etc., etc...).

Anônimo disse...

Seu Marcos, se já foi identificado porque a duvida se é ele ou ela?

rafael campagnoli disse...

Caro Marcos Cordeiro,
Mais uma vez parabenizo pela brilhante iniciativa da Revista. É mais um elo da corrente de fé e entusiasmo pela causa dos participantes do Plano 1 da Previ.
Quanto ao custo cobrado pelo BB, vejo algumas alternativas para sua consideração:
a) solicitar isenção do BB do valor da tarifa cobrada (R$1,40);
b) se necessário, esclarecer associados e solicitar autorização para acrescer a tarifa na mensalidade;
c) pedir opções ao Banco para o não pagamento;
d) instituir o Depósito Identificado; ao que consta, não tem custo ..
Mais uma vez, parabéns pela publicação.
Rafael - Holambra

Lena disse...

Junior e Marcos, não de importância para esse idiota. É inveja.

Beijos Sonia!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ao anônimo das 12:31,

A dúvida fica por conta da sua interpretação:

"Ele" é o pau mandado, (ela) é a AFA.

Também a você faço uma pergunta:

Para dirigir uma indagação tão singela por que se esconder no anonimato?

Anônimo disse...

Prezados colegas,
Duas coisas:
1 - tenho uma ação na ANABB que já dura 11 anos e encontra-se sobrestada na justiça desde jun/2010;
2- nada obstante, tambem acho que a nossa mensalidade está totalmente defasada ($8,60);pago numa associaçao com menos de 100 membros a quantia de $15,00.
Portanto, sugiro que se aumente, ainda que de maneira pífia, a mensalidade da AAPPREVI para $16,40 para que restem liquidos $15,00 para ela. E veja que não seria um aumento e sim uma readequação de valor.
Para o Marcos continuo com a sugestao: imunize-se contra criticas adotando um "estômago de avestruz".

Anônimo disse...

Parabéns anonimo 16h:37m.

Anônimo disse...

Acompanhar o debate e as ações da vida da Nação; interceder, interferir, dialogar com as partes envolvidas; promover o debate, solicitar estudos e posicionar-se quanto a atitudes que sejam consideradas ofensivas aos interesses do Banco do Brasil e seu Funcionalismo fazem parte dos objetivos e atividades da ANABB.


IMPOSSÍVEL SERVIR A DOIS SENHORES

Anônimo disse...

Marcos, PARABENS! Uma nova criação
a nosso favor e bem estar.
O que mais me pasma, e que colegas que se dizem tão expert não sabem
ainda que se podem identificar os anonimos. Me perdoe amigo, es raro e caro, nem perca tempo. Precisamos da
AAPPREVI sempre forte. Meu abraço a todos os amigos,
Marisa Moreira

Anônimo disse...

ACREDITAR É IMPOSSÍVEL.

A Nota de Esclarecimento do BB (14:08, de 22.06.2012), referente a retirada do Banco como patrocinador da Previ, simplesmente não me convence. Não seriam bobos a ponto de confirmar e ter como conseqüencia um grande alvoroço.

Para o governo e para o patrocinador tudo tem tempo para ser realizado. A estratégia sempre é aplicada de maneira sigilosa, lenta e segura (para eles) e planejada sorrateiramente na calda da noite. De repente a notícia pegará a todos os assistidos de surpresa. Sabe-se que onde há fumaça, há fogo. Eles não tem pressa para provocar o "incêndio".

Assim aconteceu com a criação do Plano 1, desvinculando-nos dos Banco. Isso era necessário para que no futuro se pudesse editar a Resolução 26 e o Banco poder se apoderar de 50% do superávit.

O pior é que conseguem convencer os aposentados e participantes do Plano, vendendo sempre uma "boa idéia".

Na sequência:

a) Criação do Plano 1;
b) Edição da Resolução 26;
c) Retirada do Patrocinador;
d) Redução gradual de número dos assistidos;
e) Extinção do Plano 1;
f) Realização de grandes projetos do governo com os Bilhões que ficaram.

Anônimo disse...

Pois é, Sr. Marcos, temos que ter muito respeito pelo Senhor, e respeitá-lo pela brilhante obra, em prol de todos nos da Aapprevi, e por que nao dizer de quem ainda nao é socio, e podera vir a ser. Muito obrigado por mais esta perola de revista, e que os incomodados, que se liguem em outros sites, para ficarem ¨melhor¨ informados, aqui aposentado de Cambé-pr, desejando tudo de bom, para o Junior e todos desta batalhadora e incançavel Previ plano 1. saudações.

Laís de Santa Catarina disse...

Acabei de ler a revista toda júnior.

É fantástico!! Beijocas.

Abraços, meu sogro Marcos.

Anônimo disse...

Acho que essa história de retirada de patrocínio tem algo de maquiavélico por trás.
Em breve o BB terá de se adequar a BASILÉIA 3 e para isso não poderá enquadrar as contabilizações considerando os artificios do uso do SUPERAVIT PREVI e outros enquadramentos com recursos da PREVI.
Retirando o patrocínio, da forma como está proposto, o BB poderá então se apropriar de recursos de forma legal(sic) e assim se enquadrar no BASILEIA 3, sem desenbolsar um tostão de recursos, que obviamente teriam que vir do Governo.
Esta aí o GRANDE GOLPE.

Anônimo disse...

!!Todos querem tirar uma lasquinha dos necessitados, a Cooperforte ja disponibiliza a renovação do Mais Previ, so que cobra de voce 10 parcelas de 25,oo para integralizar capital acrescido os juros da operação. Se voce toma 500, e preciza desembolsar 250,00 nao tem geito é pegar ou lagar, é melhor tomar de agiota que so cobra 5%. Estão aprendendo com BB.!!

Anônimo disse...

É, o problema da Cooperforte é essa integralização de cota. Os juros são razoáveis, mas a prestação fica meio pesada.

Anônimo disse...

O tal do Neri falou sobre a retirada de patrocínio e não convenceu. Empurraram agora o Vice Robson Rocha para reafirmar. Xiii! Quando a pessoa não tem crédito na praça é uma tristeza. Assinaram o acordo para subtração de metade do superávit e não cumpriram o que foi acordado. Como acreditar no que esses caras falam?

Anônimo disse...

Tripudiar jamais! Agora que é coincidência a chapa da musa perder e o blog alface sumir é...

Anônimo disse...

Alô Dan Conrado, chapa 6 e demais, já está na hora de vocês ( principalmente os eleitos) começarem a cumprir algumas promessas de campanha. ES-180/180 já para Julho/2012, aumento do índice das pensionistas, melhoria nos benefícios, e aplicar no ES que os velhinhos trambiqueiros pagam em dia.Vamos mostrar trabalho em prol dos donos da PREVI

Anônimo disse...

Colegas,

Precisamos de AUMENTO dos proventos, somente assim poderemos fazer frente às despesas e o pagamento dos empréstimos contraídos.
Saúde para todos.

Anônimo disse...

Alguem sabe informar se o BB vai disponibilizar o adiantamento do BET como foi feito ano passado em 12 vezes e paguei a ultima agora dia 20. Obrigado

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Para conhecimento:

De: José Carlos de Matos [JCARLOS@senado.gov.br]
Enviado em: segunda-feira, 25 de junho de 2012 10:52
Para: Alciléa Ferreira Bernardes; atendimento@norivaldasilva.com.br
Assunto: RES: Retirada de patrocinio

De ordem do Senador Cristovam Buarque. Prezado Senado Norival, o senador tem acompanhado de perto a questão da contribuição patronal junto aos fundos de pensão, sendo fato que o conteúdo de sua correspondência funcionará como subsídios às intervenções do senador sobre o tema. Abraços fraternos.
________________________________________
De: Sen. Cristovam Buarque
Enviado: quinta-feira, 21 de junho de 2012 16:39
Para: José Carlos de Matos
Assunto: ENC: Retirada de patrocinio
Zé Carlos,
Célio pede para analisar.

De: Norival da Silva [mailto:atendimento@norivaldasilva.com.br]
Enviada em: quarta-feira, 20 de junho de 2012 14:39
Para: Sen. Cristovam Buarque
Assunto: Retirada de patrocinio


Senhor Senador

Refiro-me à carta da AAPPREVI encaminhada à Vossa Senhoria, no dia 19.06.2012, sobre a retirada de patrocínio de aposentadorias, pelas empresas estatais, cujo teor da Minuta encontra-se no Ministério de Previdencia Social, para analise, no dia 25 06.2012.
Essa correspondência vinda de Curitiba-PR, está passando pelas mãos de muitas funcionários do Banco do Brasil, Caixa Econômica, Correios, Petrobras, e possivelmente, também terá conhecimento dos funcionários da Eletrobras e Telebras, ambas com funcionamento, em Brasilia.
Para concluir, posso afirmar com certeza, segundo dados colhidos junto aos Fundos de Pensão que tem processo envolverá mais de 2,7 milhões de funcionários, alcançando 15 milhões de pessoas. O GDF não ficará por menos, pois, acredito que mais de 4%(60 mil pessoas) estão aqui localizadas.
Neste contexto, solicito-lhe, data vênia, o apoio de Vossa Senhoria sobre o assunto, que lendo o teor da carta poderá entender melhor o processo.

Grato

Brasilia(DF), 20.06.2012

Norival da Silva

Anônimo disse...

Para o colega das 16h:2m.

O BB renova o empréstimo do BET sim, em 12 parcelas.

Se vc pagou a última parcela no dia 20 desse mês, é só ir
na sua agencia e pegar de novo.

Eu também terminei de pagar a última, mas não vou renovar.

Acredito que com esse AUMENTÃO que tivemos, a renovação deva ser maior (não tenho certeza)

Boa sorte.


A onde está esse pessoal da chapa 6???

ESTAMOS PRECISANDO DO EMPRÉSTIMO 180 X 180.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida de José M. Basadre Montesinos. E-mail: 31416co@gmail.com

Hola amigos:

BUSCO: Condecoraciones y medallas Militares brasileñas. Sellos,
cartas, billetes, monedas y documentos de Alemania de 1933-1945.

OFREZCO: Sellos españoles, usados, nuevos, en bloques de 4 y algunos
en pliegos (plancha); también usados de Portugal, Polonia, Vaticano,
Andorra, Méjico, Cuba, Hungría, EE.UU., Checoslovaquia, Gran Bretaña,
ex-colonias españolas, en usados y nuevos de distintos países
clasificados, estos últimos en álbumes, muchos temáticos, Fauna,
flora, pintura, Navidad, personajes, mariposas, barcos, deportes,
aviones, trenes, banderas, religiosos, espaciales, banderas,
locomotoras, animales, vehículos, aves, desnudos, aves, Europa y otros
temas, también sobres, primer día, tarjetas máximas, aerogramas,
enteros postales, tarjetas, postales, lotería, vitolas, placas de
Rally, escudos de parrilla, y también bolas de Golf. Billetes de banco
internacionales, todos UNC. También tengo otros usados.
Si está interesado en algo, por favor, póngame unas letras y podremos
llegar a un acuerdo.
Muchas gracias.
Atentamente,
José M. Basadre Montesinos
c/ La Palma, 91
11510 PUERTO REAL (Cádiz) ESPAÑA
31416co@gmail.com

Anônimo disse...

Não entendi nadica de nada.
Só o muchas gracias hehe!!

Anônimo disse...

Vamos chapa 6 ES-180/180 já em julho-2012.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida:

From: FAABB Federação
Sent: Monday, June 25, 2012 6:33 PM
To: Marcos AAPPREVI
Subject: REVISTA

Sr. Presidente,

Tomei conhecimento do lançamento da Revista Direitos. Desejo cumprimentá-lo pela iniciativa, parabenizando a você e a seu filho pela bela página, excelente diagramação, criteriosa arte, etc. Um trabalho profissional e de conteúdo.
Permita-me divulgá-la para que sirva de exemplo a nossas entidades.
Desejo-lhe sucesso nessa nova empreitada.

Atenciosamente
Isa Musa de Noronha
======================================

Mensagem encaminhada:

Prezada Presidente
Isa Musa de Noronha,

Agradeço pelos elogios e palavras de incentivo, que divido com meu filho a quem cabe o mérito maior.
Peço-lhe desculpas por não ter comunicado a ocorrência diretamente, mas, do mesmo modo que me abstive de anunciar a boa nova às AFABBs, temi ser recebido como inconveniente ou provocador.
Todavia, ficar-lhe-ei imensamente grato pela divulgação que fizer junto às suas Filiadas, pois o feito pertence a todos nós.
Também agora, contando com sua sincera manifestação, sinto-me encorajado a pedir-lhe que anuncie como melhor lhe convier, acrescentando que colocamos à disposição de todos, indistintamente, os recursos técnicos empregados e conhecimentos adquiridos.
Também, tenho prazer em anunciar que no próximo número da Revista estará reservada uma página para abrigar um escrito seu, de preferência versando sobre a importância da FAABB perante a comunidade de aposentados e pensionistas do nosso meio.
Por último, tomo a liberdade de registrar o link para divulgação da Revista Direitos, da AAPPREVI:

http://www.aapprevi.com.br/revista

Atenciosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade

Anônimo disse...

Marcos, você é grande demais!

Fiquei emocionada com a troca de mensagens entre você e Isa Musa.

Parabéns, é assim que se faz.

Junior, que Deus te abençoe muito.

Abraços.

Lena.

Anônimo disse...

Caro Marcos, não sei se foi Ataulfo Alvs quem disse que a velhice no Brasil não é para os fracos !. . .Realmente , a velhice no nosso país não é respeitada e não só aos fracos abate : a gente não cansa de ver as lamúrias de centenas de colegas reclamando um direito seu,ou seja, a elevação do ES para um patamar justo e prazo adequado. Não querem, tenho certeza, os juros do BNDES nem os prazos que aquele agente concede aos seus mutuários, muitos deles inidôneos. A previ fala que o grupo está endividado( mas está pleiteando o que seu, meu Deus!). E se está endividado, como consegue manter um nível de pontualidade que a própria auditoria reconhece? De outro lado, tenta recompor sua situação indo à Cooperforte e logo é convidado a deixar 10 parcelas para capitalizar o emprestador ! Que país é este, meu Deus! Onde já se viu o endividado financiar o agiota. Para aumentar o "stress" , vem a Diretoria dizer que não há retirada do patrocinador, que a direçao , sem exceção, é doida com os velhinhos. . . aquela historia que o lobo mau fala antes de comer a ovelha. . .E o que queremos,amigos, senão uma distribuição mais justa dos recursos que conseguimos! Concordamos em pagar juros mais caros que os do BNDS, nós aposentados concordamos também pagar juros diferents que os concedidos às microempresas, também anuimos em pagar juros diferentes que os praticados na zona da Sudene(que são quase zero), só não concordamos com a indifernça e esta frieza polar que temos recebido dos Administradores que contratamos para zelas pelos nossos recursos e pensam que são donos, pois agem como tal. Deus, meu bom Deus, e ainda temos de conviver na nossa velhice, além desta injustiça, com os males da idade , que os jovens Diretores desconhecem,a saber: artrite, osteoporose, próstata avantajada, depressão, e, perdão gente, mas vou tomar um remédio para pressão que está alta. Um abraço, Divany Silveira - Sete Lagoas-MG.

Anônimo disse...

Ao Anônimo de 25 de junho de 2012 18:09

BB-RENOVAÇÃO DO EMPRÉSTIMO-BET:

Já tentei renovar os Empréstimos depois que aderi ao "BOM PRA TODOS", mas não consegui nada, pois minha margem no Cadastro é NEGATIVA em -86,00.
Será que eles vão liberar esse tipo de empréstimo, mesmo com a Margem Negativa???

Abs.

João

Anônimo disse...

Parabens ao Marcos e a Sra Isa,

tambem me emocionei. Esta e uma lição

que JESUS nos ensinou.

Isto chama´se: ELEGANCIA ....

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

ACORDOS DE BASILEIA

Por Norival da Silva

Brasília (DF), 18 de junho de 2012

ACORDOS DE BASILEIA – Basileia I, II e III - Considerações

Prezados Senhores

Refiro-me aos Acordos de Basileia, I, II e III, sendo que o primeiro oficialmente denominado International Convergence of Capital Measuremente and Capital Standards, também designado por Acordo de Basileia ou Basileia I, foi firmado em 1988, na cidade de Basileia(Suiça), por iniciativa do Comitê de Basileia e ratificado por mais de 100 países. Esse acordo teve como objetivo criar exigências mínimas de capital, que DEVEM SER RESPEITADO POR BANCOS COMERCIAIS contra o risco de crédito.
2. O Basileia I tinha uma máxima principal que era monitorar os INDICES MÁXIMOS DE ALAVANCAGEM dos Bancos comerciais. Os riscos de CRÉDITO e de MERCADO seriam as bases dessa mensuração, estabelecendo as exigências de um padrão mínimo de capital. No mundo europeu essa exigência mínima era de 8%(cada R$ 1.000,00, era exigido R$ 80,00 de capital).No Brasil, por conservadorismo essa exigência chegou a 11%, que permanece até hoje.
3. Já o Basileia II, assinado no âmbito do Comitê de Basileia em 2004, para substituir o Basileia I, fixou três pilares que são Capital(guardar; Supervisão (fiscalizar) e Transparência e Disciplina de Mercado (divulgação de dados).
4. Por outro lado, impôs mais um risco, denominado Operacional que controlava os erros humanos dos funcionários responsáveis, considerado à época, no Brasil, muito difícil para controlar sua eficiência.
5. Finalmente, surgiram os Acordos de Basileia III ou simplesmente Basileia III que referem-se a um conjunto de propostas de reforma da regulamentação bancária, publicadas em 16/12/2010. O Basileia III faz parte de um conjunto de iniciativas promovidas pelo FORUM DE ESTABILIDADE FINANCEIRA ou Financial Stability Board, FSB) e pelo G20, para reforçar o sistema financeiro após a crise dos subprimes(crise de 2008, envolvendo o Merryl Linch, AIG e Lemon Brothers). Trata-se de primeira revisão do Basileia II, realizada ao longo do ano de 2009, com aplicação prevista para 31.12.2010.
6. Segundo Comunicado do grupo presidido pelo presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, os bancos europeus, o Capital Mínimo de alta qualidade que inclui apenas ações ordinárias e lucros retidos, vai aumentar de 2% para 4,5%(aumento de 125%) dos ATIVOS PONDERADOS pelo risco (as Operações de Crédito das instituições financeiras), gradualmente entre 2013 e 2015. Por outro lado, o chamado Capital TIER I, que inclui além das Ações Ordinárias (ON), lucros retidos, ações preferenciais (PN), instrumentos híbridos de capital e a divida sem vencimento (esses instrumentos compõe elementos para alavancagem dos empréstimos, isto é, aumentar a capacidade de empréstimos dos Bancos), passará de 4% para 6%(aumento de 50%) até 2015.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II

7. Em 17 de fevereiro de 2011, o Banco Central editou o COMUNICADO n° 020615, que deu inicio a consolidação do Basileia III, cujos principais fatos, envolvendo os Fundos de Pensão, descrevemos abaixo:
“ 3 Em princípio, nos termos do Basileia III, o Capital Principal será composto fundamentalmente pelo Capital Social, constituído por cotas ou por ações ordinárias e preferenciais não resgatáveis e nem mecanismos cumulativamente de dividendos, por lucros retidos, DEDUZIDOS OS VALORES REFERENTES AOS AJUSTES REGULAMENTARES.
“4 Os principais elementos patrimoniais objeto dos ajustes regulamentares serão os seguintes:
I – créditos tributários decorrentes de diferenças temporárias (deduções na permitidas para efeito do Lucro Real ou lucro para imposto de renda);
II – créditos tributários decorrentes de prejuízos fiscais e de base negativa de contribuição social sobre o lucro líquido (ambos extra contábil que concorrem para redução de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Liquido – a taxa conjunto desses dois tributos é de 34%(25% IR e 9% da CSSL);
III – ágios pagos...
IV - ativos permanentes diferidos e outros ativos intangíveis;
V – ATIVOS RELACIONADOS A FUNDOS DE PENSÃO DE BENEFICIO DEFINIDO AOS QUAIS A INSTITUIÇÃO FINANCEIRA NÃO TENHA ACESSO RESTRITO.
VI – participações em sociedades seguradoras não controladas
(participação com menos de 51%);
VII – ações em tesouraria( todas as ações tem que estar totalmente no Mercado Acionário);
VIII – participações minoritárias.......
IX – instrumentos de captação......” e
“ 6 Embora o Basileia III recomende que das deduções acima mencionadas sejam realizadas a partir de janeiro de 2014 está em estudo a implementação progressiva das deduções decorrentes dos ajustes previstos na regulamentação atual a PARTIR DE 1° DE JULHO DE 2012, buscando atingir a sua completa implementação até 1° de janeiro de 2018 (DATA FINAL PARA A implementação dos itens I a IX, acima citados). Os ajustes estabelecidos na regulamentação atual não seriam alterados.”
8. Observem os senhores que existem quatro fatos importantes no contexto:
a) o Acordo foi firmado e ratificado por mais de 100 países, inclusive o Brasil, com validade a partir o exercício social de 1.994;

Continua na Parte III - Final

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte III - Final

b) na Europa, o Basileia III entrará em vigor, gradualmente entre 2013 a 2015;
c) o item 3, do referido Comunicado cita o Capital Principal, enumerando sua composição, e no item 4, menciona que serão deduzidos os valores relacionados com os fundos de pensão;
d) o Bacen estuda a implementação do Basileia III, a partir de julho de 2012.
9. O Bacen emitiu o Edital de Audiência Pública n° 40/2012, de 17.02.2012, destacando=se no art 3°, inciso II, letra “f”, a figura dos “ajustes prudenciais”, onde constam os ativos atuariais relacionados aos Fundos de Pensão com beneficio definido, liquido de passivos fiscais diferidos (imposto de renda recolhido) a ele associados aos quais a instituição financeira não tenha acesso irrestrito.
O cronograma de dedução relativo aos ajustes prudenciais inicia-se em 1° de janeiro de 2013, com zero por cento , e termina em 1° de janeiro de 2018, com 100%(cem por cento).
10. Fica em dúvida se aprovada a Minuta dia 25.06.2012, quando deverá ser publicada a Resolução pertinente. De qualquer forma, se existem regras para devolução dos repasses efetuados, a mesma regra deve valer para não continuar repassando tais valores.
11. Por outro lado, se a Resolução da PREVIC sair antes da regulamentação do Bacen, aquela poderá prevalecer, deixando para trás o Acordo de Basileia III, podendo complicar a vida das instituições financeiras, principalmente aquelas que operam com ADRs e mantenham agências no exterior. Assim, também estarão envolvidas as instituições fiscalizadas pelo Banco Central, tais como Banco do Brasil, Caixa Econômica, BNB, Basa, Itaú, etc. Neste contexto seria melhor que saia, primeiramente, a Resolução do Banco Central. As empresas não financeiras envolvidas no processo, não estão sujeitas a essas regras.
12. Finalmente, senhores, está de hora de refletirmos quais medidas iremos tomar para que não venha prejudicar os aposentados, pensionistas e funcionários ativos (estes em situação difícil porque podem perder o emprego), de todos os fundos de pensão envolvidos no processo. O contato com esses colegas poderão nos ajudar nesse embate tão difícil de resolver.
NORIVAL DA SILVA
CNAI 2285/08

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

A Presidente Isa Musa de Noronha gentilmente anunciou a Revista Direitos, da AAPPREVI, no site da FAABB.

Sr Presidente


Coloquei o link na página principal da FAABB, em banner logo abaixo da página. Veja em:

http://www.faabb.com.br/

Atenciosamente
Isa Musa de Noronha

Anônimo disse...

João, vá amanhã(hoje) ao banco e converse com o seu gerente de conta.
Tenho certeza que vc irá conseguir renovar nas 12 parcelas e com o aumento. Não adianta ficarmos aqui nessa duvida.
Procure o gerente da sua agencia. Depois vc nos conta. Vai dar certo, vc vai ver. Sei que está apreensivo, mas não fique assim.

Abraço.

Antonio Carlos.

Não esqueça de levar o cartão do banco.

Anônimo disse...

Deus lhe pague Isa Musa.
Muito obrigada mesmo, de coração.

Anônimo disse...

Peço a cessão deste espaço para render a minha homenagem ao Sr. Juarez Barbosa, cujo Blog, por motivo de força maior, está em encerramento(PREVIPB1EMFOCO).
A sensação é de um vazio angustiante que se instala na minha rotina diária de visitação aos blogs daqueles que, reconhecidamente, trabalham em prol dos aposentados da PREVIPB1.
Reitero os meus agradecimentos já manifestados naquele Blog.
Juarez, um grande abraço!

Anônimo disse...

Antonio Carlos,

Agradeço pela força, ref.a renovação do Empr.BET-BB.

Abs.
João

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Desde 23/02/12 estou proibido de fazer menção a determinado Blog e ao nome do seu instituidor. No entanto, surpreendido por pedidos para publicar lamentações por conta do anúncio de fechamento, o que lamento também, sou forçado a lembrar dos motivos por que não publicarei nenhuma notícia a respeito.

Também, somente a título de esclarecimentos desobedeço à ordem dada, mas a partir de agora volto a obedecê-la, até que seja revogada.
===================================
Juarez Barbosa deixou um novo comentário sobre a sua postagem "UNIÃO hipócrita":

Senhor Marcos,

Peço que retire de sua relação de "links" de Blogs, o link do meu.

Postado por Juarez Barbosa no blog Previ Plano 1 em 23 de fevereiro de 2012 01:52

E disse mais:

“Doravante vou seguir um conselho que creio muitos de nós recebemos quando ainda jovens – “Procure se afastar das más companhias”.
Peço a todos que frequentam este Blog atenderem a um desejo meu: que o nome Marcos Cordeiro, bem como o nome do Blog PREVIPLANO1, não sejam mais sequer citados nos comentários postados. (Juarez Barbosa).”
===============================

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Novo post do Colega Edgardo:

O Critério da Proporção Contributiva
Por Edgardo Rego

http://blogdoedear.blogspot.com.br/

vania disse...

Parabéns, a idéia foi grande e nos faz sentirmos cada vez mais fortes. Obrigada a toda a equipe Um abraço Vania

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Independente de qualquer atitude continuo achando que Anabb e Faabb não nos ajudam em nada.

Nossa esperança está na pureza da AAPPREVI, que injustamente, foi expulsa da Faabb. Isso só comprova que água e óleo não se misturam.

Apesar da nobreza de sua resposta não consegui esquecer a cena vivida por você em Xerém. Perdoar sempre! Estar alerta sempre!

Espero não tê-lo aborrecido com minhas colocações.

Anônimo disse...

Por favor, Srs. Marcos e Gilvan: necessito para melhor entender, que comentem a matéria publicada pelo sr. Norival da Silva a 01.09 hs. a respeito da norma Basileia III, traduzindo para uma linguagem não tão técnica.Obrigado. Jose Carlos Ramos(Ribeirão Preto)

Anônimo disse...

Por favor, Srs. Marcos e Gilvan: necessito para melhor entender, que comentem a matéria publicada pelo sr. Norival da Silva a 01.09 hs. a respeito da norma Basileia III, traduzindo para uma linguagem não tão técnica.Obrigado. Jose Carlos Ramos(Ribeirão Preto)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado José Carlos Ramos e demais Colegas.

Ninguém melhor do que o autor de uma matéria para esclarecer os interessados do seu amplo significado.

Por isso, encaminhamos ao associado Norival da Silva os pedidos relacionados ao trabalho aqui publicado, “ACORDOS DE BASILEIA”, de sua autoria.

Anônimo disse...

Alguem sabe sobre a renovacao do emprestimo BET - BB. Na minha agencia eles nao tem ainda esta informação

Anônimo disse...

Anônimo das 12:27hs,

Como você, também não esqueço o que fizeram c/o nosso Mestre, Marcos, em Xerém-RJ.Não adianta virem c/conversinha mansa, não convencem.

Anônimo disse...

Depois de todo o circo de Xerém agora isso? Por quê? Qual é a motivação? Eu hein!!!!!

Anônimo disse...

Eu e acho que muitos, estamos felizes pela reaproximação da AAPPREVI com a FAABB. Tanto dona Isa Musa quanto você, Marcos, são pessoas de bem e que um dia se estranharam, mas a causa é maior e vocês são pessoas de bem devemos nos lembrar que nossos inimigos são outros, não é Dona Isa ou a FAABB, mas os mandatários do Banco, do Governo, da Previ. Felicito pela iniciativa de ambos

Anônimo disse...

Prezados colegas,
A colega Isa Musa tem seus defeitos mas ela nãp guarda mágoas e,tenho quase certeza de que no fundo, no fundo, não concordou com o pedido de expulsao da AAPPREVI da FAAB. Mas, nada como um dia apos o outro e, agora, diante da ameaça que nos contempla a todos, sem distinção, inclusive os da ativa, muita gente boa já deve estar pondo as barbas de molho e repensando suas posições. A pressao deve nos unir e não dispersar. Devemos unir todas as forças que pudermos em prol da defesa do PB1.O culto à personalidade deve ser deixado de lado,pois lutamos em defesa de nosso fundo de pensao e isso deve ser feito coletivamente.
Lamento que o blog do J vai ser encerrado; é mais um que vai ficando para trás...Por isso, devemos angariar mais associados para fortalecermos nossa combativa AAPPREVI.

Anônimo disse...

AI TÁ CHEGANDO
A HORA.
O DIA
VEM RAIANDO
MEU BEM,
EU TENHO
QUE IR EMBORA.

BLOG ALFACE.

Anônimo disse...

Parabéns ao Jr. pela excelente revista, ficou bonita, interessante e muito bem feita, com certeza vai ser mais um instrumento forte de comunicação entre os aposentados da Previ, que todos os colegas do blog divulguem para seus contatos esta maravilhosa iniciativa da AAPPREVI. Joana

Anônimo disse...

Marcos gostei muito da aproximação da Isa Musa com o Blog, torço pela harmonia entre FAABB e AAPPREVI, afinal ambos estão do mesmo lado.

Anônimo disse...

Junior, coloca o livro para ser vendido na internet e ser pago pelo cartão. Que tal? Eu queria comprar e acredito que muitos colegas também.

Anônimo disse...

Caro colega,26 de junho de 2012 14:15
Estive na minha agencia mas não saiu nada ainda. O nosso aumento ainda não foi rodado, isto é não foi atualizado no banco. Informaram que somente na virada do mes> Vamos esperar para ver. E sobre o superavit, alguem tem noticias? Abraçoss

Anônimo disse...

Quem se alia a Anabb que tem por objetivo defender o BB jamais nos defenderá. A função dessas pessoas é enganar e dar legitimidade (?) a todas falcatruas contra o PB1.

Essa conversa de união é papo furado. Foi numa dessa que a Adin foi feita pra inglês ver e não dar em nada.

Acho que estamos chegando num ponto extremamente perigoso. Só AAPPREVI incomodando, só ela precisa ser combatida. E aí esse lero de vamos dar as mãos soa muito desafinado no pé da orelha...

Anônimo disse...

Gostaria de saber o que está achando o presidente daquela associaçãozinha que pediu a exclusão da AAPPREVI da FAABB sobre a nobre atitude de D. Isa Musa e a reação igualmente nobre do colega Marcos, em relação ao mais recente meio de comunicação, Revista Direitos, criado pela AAPPREVI.

Anônimo disse...

Acho otimismo em excesso.
Estamos lidando com raposas velhas,traiçoeiras.
A Isa assinou o "acordo?" de 2010 e concordou com a expulsao da AAPPREVI..........
Ai tem.
Duda

Anônimo disse...

Gente , pra não dizer que nunca falei de mulheres criativas e envolventes neste Blog, fiquem atentos pois uma madame (voz agradável) liga pra nossa casa perguntando se recebemos a lista das lojas conveniadas do Cartão Visa onde poderemos trocar nossos pontos por várias mercadorias, sem maiores dificuldades. Após achar a esmola muito grande, liguei paara a Central que desconhece o assunto.Todo cuidade é pouco ! Divany Silveira - Setae Lagoas-Mg.

Anônimo disse...

DONA ISA, NÓS PRECISAMOS DE AUMENTO.

NOS AJUDA PELO AMOR DE CRISTO.

MANDA PARA NÓS O ES DE 180 X 180 NO MINIMO DONA ISA!!!!!
NINGUÉM AQUENTA MAS NADA. ESTAMOS COM FOME, SEM REMÉDIO, SEM TRATAMENTO, AS CONTAS ATRASADAS, E MUITO MAIS COISAS DONA ISA!!! PELO AMOR DE DEUS NOS ATENDA!!

VOU ACABAR DANDO UM TIRO NA MINHA CABEÇA!!! MEUS NETOS PEDEM COMIDA, ROUPAS, BRINQUEDOS E EU NÃO POSSO COMPRAR DONA ISA!!!

CHEGA DE SOFRIMENTO!!!

FAÇA ALGO DONA ISA ENQUANTO ESTAS VIVA. SAIA DESSE MUNDO MAS DEIXA O SEU LUGAR NO CÉU.
DEUS NÃO APROVA MALDADES COM OS IDOSOS. E EU SOU MAIS UM.

AJUDA!!! AJUDA!!! AJUDA!!! AJUDA!! SOS!! SOS!! SOS!!

EU E MINHA FAMÍLIA ESTAMOS COM FOME!!! NÃO É MENTIRA NÃO DONA ISA!!!
MEUS NETOS PRECISAM VOLTAR PARA A ESCOLA!!!!

PUBLICA SEU MARCOS CORDEIRO PELO AMOR DE MARIA, MÃE DE JESUS.


HILTON DOS SANTOS AGUIAR.

SOCORRO DONA ISA MUSA DE NORONHA!!!!

PERDOA O MEU DESESPERO.

Anônimo disse...

Marcos, todo cuidado é pouco. Pode haver mudança de estratégia da FAABB, já que não podem nos destruir eles estando do outro lado aproveitaram o momento para se aproximar e aos poucos infiltrarem serviçais dessas associações como sócios e não demoram muito tempo já serão candidatos a algum cargo na Aapprevi. A contaminação será realizada internamente. Todo cuidado é pouco. Ao longo do tempo eles nunca foram de confiança e com o avanço da AAPPREVI e a nossa política de valorizar os aposentados e não sucumbir a vontade do patrocinador o estão deixando preocupados.

Anônimo disse...

COLEGAS APOSENTADOS, vamos acompanhar hoje:
Previsão de julgamento hoje pelo STJ do REsp 1207071 – Cesta Alimentação em que a PREVI é recorrente e que deverá ter decisão importante.

Previsão para hoje da Comissão do Senado votar projeto que altera CLT para agilizar execução trabalhista

SF PLS 00606/2011
Altera e acrescenta dispositivos à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, para disciplinar o cumprimento das sentenças e a execução de títulos extrajudiciais na Justiça do Trabalho.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

27/06/2012
Novo aporte no Votorantim prejudica e desvia função do BB, critica Contraf-CUT

O Banco do Brasil e a Votorantim Finanças (VF) decidiram nesta segunda-feira 25 aportar 1 bilhão de reais cada um no Banco Votorantim, no qual ambos são sócios. A medida acontece após o Banco Votorantim ter registrado três trimestres consecutivos de prejuízos, em meio a perdas com calotes por empréstimos de má qualidade no financiamento de automóveis.

"É um absurdo sem tamanho nesse momento, em que a crise europeia bate à porta, o BB alocar mais um bilhão de reais no banco em que é sócio da família Ermírio de Moraes", critica William Mendes, secretário de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

O BB comprou 49,99 por cento do capital do Votorantim por 4,2 bilhões de reais, em janeiro de 2009, quando os efeitos da crise global de 2008 deixaram vários bancos brasileiros de médio porte em condições de liquidez mais adversas. No primeiro trimestre de 2012, o Votorantim teve prejuízo de 597 milhões de reais.

"Esse aporte vai causar impacto negativo no resultado do Banco do Brasil e comprova mais uma vez que a aquisição de parte do Votorantim foi um péssimo negócio e um grande equívoco da diretoria e do Governo Federal, como a Contraf-CUT inúmeras vezes apontou na época. Será que não houve auditoria para tomar conhecimento da carteira de crédito do banco quando o BB fez o negócio?", questiona William.

Bônus milionários para executivos

A imprensa tem denunciado que os salários dos executivos do alto escalão do Votorantim giravam entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, mas os bônus superavam os milhões. Kuzuhara (ex-presidente) ganhou R$ 13 milhões num só ano. Os vice-presidentes ganharam um pouco menos, R$ 11 milhões. Mesmo em 2011, quando o BV teve prejuízo, os bônus individuais iriam alcançar R$ 4 milhões. O BB proibiu a distribuição, dado o péssimo resultado do banco.

Leia mais:

http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=31106

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Consultado sobre a informação do anônimo das 08:34, o Dr. Tadeu respondeu:

Prezado Sr. Marcos,
Prezado Sr. Gilvan,

Realmente, o comentário desse anônimo acerca da cesta alimentação tem fundamento.
O REsp 1207071-RJ que será julgado hoje VAI DEFINIR OS RUMOS DAS AÇÕES DE CESTA ALIMENTAÇÃO, pois estão sendo seguidos os procedimentos do art. 543-C, do Código de Processo Civil.
Em razão da previsão de julgamento desse REsp 1207071-RJ, o Recurso Especial que a PREVI interpôs contra a nossa Ação Cesta Alimentação - lote 1 foi SOBRESTADO para, depois, ficar vinculado ao resultado desse julgamento de hoje.

Att.
Dr. Tadeu

Anônimo disse...

Caro Marcos, bom dia.

AVISO IMPORTANTE

Há um alerta que deve ser lido, no site da CREDISCOOP, sobre fraude.

Grato e PAZ E BEM!

Fernando Lamas
Valinhos(SP)

Anônimo disse...

Se bem entendi o que significa essa tal Basileia III, é o seguinte:

Para os países do G-20 essas contabilizações acochambradas pelo BB metendo a mão no superávit, não valem "uma cibalena" no exterior, bem como a Resolução 26.

Sendo assim, outro acochambramento se faz necessário no CNPC sobre a retirada de patrocínio, para justificar a garfada pretendida pelo BB.

Acredito que seria de bom alvitre denunciarmos a carnificina pretendida a organismos internacionais antes que o fato se dê por consumado.

Não me lembro de outras ocasiões um diretor do BB falar depois um Vice refalar e dono da Previc trifalar.

Paralelo a tudo isso, tem muito profissional da eleição querendo aparecer de bom moço (a) para ficar bonitinho (a) na fotografia, para depois dizer que tentou com todas as forças evitar.

Olho aberto!

Anônimo disse...

Colegas,

O BB terá que se defender de no mínimo 120.000 ações na Justiça. Não interessa o tempo, todos irão acioná-lo judicialmente.
Sorte

Anônimo disse...

O William Mendes critica e????????
Hum!
Eta canalhada.
Duda

Anônimo disse...

Acho muito engraçado.....Tem gente que viaja para a Europa,conta em blogs os detalhes,ate o que comeu, que marca de carro alugou,poe fotos(?),diz que tem muita gente gostando do bla bla bla e agora esta na duvida de quem vai procurar para pagar as despesas da viagem?
Esquesito.......e ridiculo.
Conversa pra boi dormir.
Duda

Anônimo disse...

Colegas,

Algum dia desta vida algum PT/esquerda radical pensou em benefício dos humanos, além de seu próprio bem estar?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

27/06/2012 - Ano XII - Nº 411


Adiada reunião do CNPC sobre retirada de patrocínio


A reunião do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC) para deliberar sobre a nova norma de retirada de patrocínio, prevista para o dia 25 de junho, foi adiada, sem nova previsão de data. A Secretaria de Políticas da Previdência Complementar (SPPC), coordenadora do CNPC, justificou o adiamento pela falta de tempo para consolidar todo o material coletado na Consulta Pública.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

A notícia acima foi retirada do site da ANAPAR, onde consta desdobramentos. Por lapso deixou de constar o crédito aqui no Blog.

Anônimo disse...

Alguem sabe informar se teremos o Superavit este ano?

Antonio Miguel Langoni disse...

Prezados Marcos e Marcos Junior,

Parabéns por mais esta realização em benefício dos participantes do PB1.

Que a revista consiga despertar, principalmente nos indiferentes participantes,
a diminuição/subtração de direitos que vem sendo enfiadas goela abaixo
nos últimos anos.

Vida longa à REVISTA DIREITOS.

Grande abraço/Langoni

Anônimo disse...

Fonte: http://www.ig.com.br/
BANCO DO BRASIL, Safra, Santander, HSBC, Bradesco, Itaú, Itaú BBA e VOTORANTIM são as instituições rebaixadas pela agência Moody's devido a significativa exposição direta a TÍTULOS DO GOVERNO BRASILEIRO.
Minha opinião:
Principalmente os bancos públicos, deveriam exercer a funçao inerente a Bancos, qual seja, a intermediação financeira, direcionada, basicamente, ao financiamento de investimentos, e não a capital parasita, tais como: títulos podres e demais ações de tesouraria.
Agora, ao que parece, pretendem incluir em seus portfólios de ações atípicas, aportes de recursos oriundos de fundos de pensão para cobrirem eventuais rombos e/ou adequação aos parâmetros de Basiléia.

ISCAS disse...

As mulheres também são ótimas "pescadoras" e, às vezes, utilizam seus dotes como sinônimo de beleza.
Então, Caríssimo Marcos, cuidado com as minhocas, que as pescadoras utilizam para encobrir o terrível anzol.

Anônimo disse...

Imóveis: PREVI compra imóvel em São Paulo
Previ adquire prédio na Avenida Paulista e avança nos investimentos imobiliários.
E o ES para os aposentados e pensionistas?
Acorda Chapa 6!!!!

Anônimo disse...

Vamos lá pessoal da chapa 6. ES180/180 pra já.

Anônimo disse...

A chapa seis que estava quente na campanha, esfriou.

Carlos Valentim Filho disse...

Prezado Marcos,

O STJ fulminou, por unanimidade, o pagamento da Cesta-alimentação por se tratar de verba indemizatória e não remuneratória e, por isso, sem o devido custeio para suportar o seu pagamento.
O pior será para os que a estão recebendo por força de mandado de segurança com tutela antecipada, uma vez que a PREVI deverá exigir a devolução dos valores pagos, devidamente corrigidos.
Abraço do
Valentim

GANDOLA DA BAHIA disse...

Alguma autoridade no assunto diga alguma coisa sobre o resultado do julgamento do STJ acerca da Cesta Alimentação.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida:

Conforme entendimento, reformulei os principais pontos de acordo de Basileia III, com uma linguagem mais branda e coloquial.
A leitura foi efetuada por diversos colegas da área jurídica que entenderam a mensagek.

Atenciosamente
Norival

Brasilia(DF), 28 de junho de 2012
ACORDOS DE BASILEIA – Basileia I, II e III - Considerações
Prezados Senhores
Refiro-me aos Acordos de Basileia, I, II e III, firmados na cidade de Basiléia(Suiça), por iniciativa do Comitê de Basiléia e ratificados por mais de 100 países, inclusive o Brasil. Esses acordos tiveram como objetivos criarem exigências mínimas que DEVEM SER RESPEITADAS POR BANCOS COMERCIAIS para aplicações de recursos (empréstimos, em geral), tendo por base seu Patrimônio Liquido (Capital Social, mais reservas). A relação atual é de 11%, isto é, para cada R$ 1.000,00 aplicados, os bancos brasileiros devem ter R$ 110,00 de Patrimônio Liquido (Capital Social + Reservas).
2. Como referência, os bancos comerciais utilizam-se dos riscos que são utilizados pelos acordos de Basileia I e II, atualmente em vigor no Brasil, os quais sejam:
- Risco de Crédito – são as operações relacionadas com as possíveis perdas quando um dos contratantes não honra seus compromissos. Essas perdas estão relacionadas aos recursos que não mais serão recebidos:
- Risco de Mercado: é o risco que depende do comportamento do preço dos ativos que correspondem, principalmente, às aplicações em ações de companhias ou empresas que operam no mercado mobiliário
- Risco Operacional : este risco foi introduzido pelo acordo de Basileia II,e está relacionado a possíveis perdas como resultado de sistemas e ou controles inadequados, falhas de gerenciamentos e erros humanos;
Estes riscos devem ser apurados mensalmente pelos bancos comerciais, a fim de poder operar com seus clientes, refletindo, basicamente nos Acordos de Basiléia.
3. Com o surgimento dos Acordos de Basileia III ou simplesmente Basileia III que referem-se a um conjunto de propostas de reforma da regulamentação bancária, publicadas em 16/12/2010, fazendo parte de um conjunto de iniciativas promovidas pelo FORUM DE ESTABILIDADE FINANCEIRA e pelo G20, para reforçar o sistema financeiro após a crise de 2008.
4. Em 17 de fevereiro de 2011, o Banco Central editou o COMUNICADO n° 020615, que deu inicio a consolidação do Basileia III, cujos principais fatos, envolvendo os Fundos de Pensão, descrevemos abaixo:

Continua na Parte II

Anônimo disse...

Voces ainda acreditam na chapa 6?
Quem e a chapa 6? Mudou alguma coisa?
A chapa 6 e a mesma que estava somente o numero mudou, era chapa 3,a da situaçao.
E voces acham que vai haver alguma alteraçao no Es ou seja la no que for para ajudar os aposentados??????
Me poupe.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final
“ 3 Em princípio, nos termos do Basileia III, o Capital Principal (capital e mais reservas que comporão o PATRIMÔNIO LIQUIDO) será composto fundamentalmente por cotas ou por ações ordinárias e preferenciais, DEDUZIDOS OS VALORES REFERENTES AOS AJUSTES REGULAMENTARES .
Para melhor compreensão desses ajustes regulamentares, ressaltamos que os bancos comerciais para operarem com seus clientes não podem mais usar fatos ou elementos que não sejam operacionais, isto é, somente aqueles relacionados com os compromissos operacionais diários ou normais que os bancos comerciais utilizam, dentre os quais citamos “os créditos tributários” que podem ser encontrados nos balanços dos bancos, bem como fora dos balanços(extra-balanço).
5. Finalmente, destacamos, abaixo, os ajustes regulamentares que poderão ser devolvidos aos Fundos de Pensão, previstos pelo Basileia III:
V – ATIVOS RELACIONADOS A FUNDOS DE PENSÃO DE BENEFICIO DEFINIDO AOS QUAIS A INSTITUIÇÃO FINANCEIRA NÃO TENHA ACESSO RESTRITO.
Conforme citado no item 4 acima, tais ativos deverão ser deduzidos das demonstrações financeiras dos bancos comerciais que tenham UTILIZADOS os recursos dos Fundos de Pensão para ATIVAR seus lucros.
Muito embora tais medidas previstas pela Basileia III, estarem previstas para janeiro de 2014, está em estudo a implementação progressiva das deduções decorrentes dos ajustes previstos na regulamentação atual a PARTIR DE 1° DE JULHO DE 2012, buscando atingir a sua completa implementação até 1° de janeiro de 2018 (DATA FINAL PARA A implementação dos itens I a IX, acima citados). Os ajustes estabelecidos na regulamentação atual não seriam alterados.
6. Finalmente, observem os senhores que existem quatro fatos importantes no contexto:
a) o Acordo foi firmado e ratificado por mais de 100 países, inclusive o Brasil, com validade a partir o exercício social de 1.994;
b) na Europa, o Basileia III entrará em vigor, gradualmente entre 2013 a 2015;
c) o item 3, do referido Comunicado cita o Capital Principal, enumerando sua composição, e no item 4, menciona que serão deduzidos os valores relacionados com os fundos de pensão;
d) o Bacen estuda a implementação do Basileia III, a partir de julho de 2012.
7 O Banco Central do Brasil emitiu o Edital de Audiência Pública n° 40/2012, de 17.02.2012, destacando=se no art 3°, inciso II, letra “f”, a figura dos “ajustes prudenciais”, onde constam os ATIVOS atuariais relacionados aos Fundos de Pensão com beneficio definido, já descontado o imposto de renda recolhido a ele associados, aos quais a instituição financeira não tenha acesso irrestrito.
O cronograma de dedução relativo aos ajustes prudenciais, os quais incluem os Fundos de Pensão, inicia-se em 1° de janeiro de 2013, com desconto de zero por cento, 20% em 2014, 40% em 2015, 60% em 2016, 80% em 2017, terminado em 1° de janeiro de 2018, com desconto total ou 100%(cem por cento).
8. Por outro lado, deveremos ficar atentos quanto à redação final Resolução da PREVIC cuja data para a sua realização será, que segundo as últimas informações, dia 02 de julho de 2012.
9. Finalmente senhores, segundo meu entendimento, se tem que devolver determinado valor (este é um Acordo Internacional e deve ser cumprido), como é o nosso caso, será que a existe lógica para a RETIRADA DO PATROCINIO ?

NORIVAL DA SILVA
CNAI 2285/08

Anônimo disse...

PARCELA PREVI ARREBENTOU, ACABOU COM O COMPLEMENTO DOS PÓS 98.

SOCORRO CHAPA 06

CUMPRE COM AS PROMESSAS

Anônimo disse...

Alguem conseguiu renovar o Bet? Terminei de pagar, e agora só me emprestam 300,00. Que pouca vergonha , PREVI. Nem aparece ainda o nosso aumento. Aumento , podemos chamar essa merreca de aumento, 4,85? Foi pior que do INSS.

Anônimo disse...

Nobre Marcos Cordeiro,
Estranhamente ainda nao li nenhum comentario aqui sobre a noticia veiculada pelo blog do Medeiros sobre a derrota no STJ da causa CESTA ALIMENTAÇAO. Será que ela nao é importante. Nao entendo esse alheiamento.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

NOTA DA AAPPREVI

Comunicamos que a AAPPREVI criou no dia 11 de junho de 2012 a DIRETORIA ADJUNTA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS.

Ato contínuo foi assinada a nomeação do sócio fundador Raul Lima de Avellar e Almeida para exercer a titularidade do cargo, contando com sua concordância depois de consultado.

A escolha do Colega Raul recaiu sobre a importância dos trabalhos desenvolvidos espontaneamente em favor da Associação desde sua fundação, aliado ao fato de ser um profundo conhecedor das coisas do Banco, da Cassi e da Previ. Além do que, reside na Cidade do Rio de Janeiro onde tramita boa parte das ações patrocinadas.

Lembramos que sua atuação seguirá os parâmetros obedecidos pelos demais Dirigentes, exercendo as funções sem remuneração, em respeito aos enquadramentos estatutários.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Anônimo disse...

Marcos,

Parabéns pela revista, tenho certeza que será mais um sucesso...

Anônimo disse...

Então estamos aguardando o pronunciamento do Sr. Raul Avellar.

Anônimo disse...

Aquelas farras bancadas pela previ na costa do sauípe para magistrados renderam tantos frutos que dá para montar uma cesta de alimentação

Anônimo disse...

Agradeço ao Sr Norival as explicações s/Basileia III.Preparemo-nos para o que virá, de olho principalmente na Res. Retirada..!

Anônimo disse...

Parabéns ao Raul Avelar e à AAPPREVI. Estou certo de que a AAPPREVI se tornará um núcleo ativo e competente de ações pela construção de uma PREVIDÊNCIA esclarecida e eficiente em nossa Pátria.
Edgardo Amorim Rego

jeanne disse...

parabens Raul Avellar . Mais um para fazer a AAPPREVI crescer.abraços, jeanne.

Anônimo disse...

MARCOS, na nossa idade nós já aprendemos a controlar nossas emoções, você concorda comigo? Mas, confesso que quando vi a indicação do nosso Raul para ajudar no dia-a-dia da nossa Associação eu fiquei numa tremenda saia justa (eu que sou machão do norte de Minas) e qual a razão do problema que me aflige ?Eu não sei se parabenizo você pela escolha ou se cumprimento meu amigo Raul Avelar. Realmente, a AAPREVI está muito mais rica de material humano com a chegada do nobre colega. Como costumam dizer meus amigos do nortedeminas é gente da melhor qualidade. Marcos, paara terminar, hoje é sexta=feira e nós bancários costumamos manter o hábito de sair, mesmo aposentados, eu só quero acrescentar : tenho uma vontade imensa de abraçar meu amigo RaulAvelar e a você pela escolha. Você foi muito feliz. Desculpe se me excedi. Divany Silveira -Sete Lagoas-Mg

Anônimo disse...

Chapa 6 amanhã 01.07.12, queremos urgencia na melhora do ES180/180.Trabalhem pelos aposentados.

Anônimo disse...

Que indiferença é essa após a decisão do STJ sobre a cesta alimentação? Tragam-nos algum alento.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Rebatendo insinuações maldosas insistentemente encaminhadas ao nosso Blog, temos a declarar que em nenhum momento foi registrada indiferença envolvendo quaisquer assuntos que digam respeito à comunidade que servimos, quer seja aqui no Blog ou no âmbito da AAPPREVI. Somente não podemos agir irresponsavelmente tratando de sérios assuntos com meias palavras. Ou até mesmo incentivando a expansão de alarmismos inconsistentes e despropositados.

Nossa posição permanece a mesma de sempre: não tratamos de assuntos polêmicos tergiversando. Ou abordamos questões surgidas com a pertinente propriedade, ou evitamos alimentar polêmicas desnecessárias.

Com relação ao recente despacho negativo envolvendo as Ações Judiciais da Cesta Alimentação, a AAPPREVI aguarda o pronunciamento oficial da Assessoria Jurídica, notadamente na abalizada interferência do nosso advogado e patrono da causa, Dr. José Tadeu de Almeida Brito, para tratar com minúcias o ocorrido e os seus desdobramentos. Na oportunidade será declarado o estágio em que se encontram os trâmites envolvendo os seis lotes ajuizados.

Por oportuno, de antemão tranquilizamos os sócios acenando com a inexistência de eventuais óbices financeiros em prejuízo dos participantes, que serão evitados terminantemente.

Também, vale lembrar que a Assessoria Jurídica da AAPPREVI está envolvida com diversos assuntos da mais alta importância e os estudos das causas e proposituras cuidadas demandam tempo de pesquisas e para imposição. Além do que, nenhum dos nossos advogados mantém contrato de exclusividade para dedicar tempo integral à AAPPREVI, o que é compreensível e justo.

Enquanto isso, mensagens irônicas ou contendo tentativas de desmoralizar o Blog e a AAPPREVI não serão publicadas neste espaço.

Portanto, esperando contar com a costumeira compreensão de todos, pedimos aguardar a Nota Oficial da AAPPREVI, contemplando a expectativa reinante.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Anônimo disse...

APÁREÇA CHAPA 3.VOCES SÃO INIMIGOS E NÃO AMIGOS. NEM O BET ESTAMOS PODENDO RENOVAR.
PRPMESSAS FEITAS E NÃO CUMPRIDAS. BEM FEITO PARA QUEM APOSTOU NA CHAPA 6.

Geraldo disse...

Senhor Marcos, "corre" no REDE- SOS um ama pessoa de nome Pedro que se diz advogado arrecadando dinheiro para ajuizar uma ação.
Inclusive, essa pessoa disse que encaminhou para a AAPPREVI e que a mesma não deu resposta, ou seja, ainda não leu.
Do que se trata?
Seria bom para nós entrarmos também?
Gostaria de entender.

Grato. Geraldo.