quinta-feira, 26 de novembro de 2009

O Lixo!

Caros colegas.

- Precisamos impedir que nosso nome continue sendo enxovalhado no volumoso lixo que se arvora do poder de nos representar. Um monte de dejetos onde não nos permitem figurar nem como catadores. Sem nos consultar, promoveram uma reunião com o Vice-presidente do Banco para tratar de assuntos que só dizem respeito a nós. Estamos sabendo que tal evento realizou-se e passados 3 dias nada nos foi comunicado. Ficou no ar a promessa da edição de uma nota conjunta, e nem isto. Total falta de respeito. Total indiferença por quem lhes proporciona mordomias. Total incúria no trato de nossas contribuições mensais. Nada do que venha depois disto servirá de justificativa para tamanha falta de consideração. Por certo virá uma esmerada “nota conjunta” repleta de floreios e pontilhada de “nós”. Nós fizemos isso, nós fizemos aquilo e nós faremos aquilo outro. Porque nada fazem, além do pouco caso com que nos brindam. Danem-se todos com sua empáfia.
- As perguntas repercutem nos sites de relacionamento como gritos angustiados e NINGUÉM responde! Da minha parte emiti mensagens indagadoras, também sem êxito. Aliás, minto, um teve a honradez de me dar retorno. O presidente da AAFBB, em resposta à mensagem postada no site da associação, onde cumpri todo o ritual exigido, deu-me retorno sucinto: “Informo que meu novo e-mail é: gilbertosantiago@aafbb.org.br” e só! Como se eu tivesse obrigação de conhecer o nobre endereço. Mesmo assim repeti o apelo. Até agora nada..
- Pelo que aí está prometo que vou vasculhar esse lixo. Vou peneirá-lo, passar o pente fino, depurá-lo, saneá-lo para ver o que sobra. Se sobrar alguma coisa embalo nas mãos dando total apoio, mas mantendo severa vigilância.
- E ainda há movimentos em curso visando fundar mais Associações. Já chega!
- O vazadouro está repleto e não há usina de reciclagem que o faça murchar.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 26/11/2009 – 11:24.

44 comentários:

Anônimo disse...

Rapaz,
A sua revolta, indignação e coragem em dizer essas coisas requer um apoio verdadeiro- de Deus.
Espero e desejo-lhe perseverança, no que é direito, seu e daqueles que estão sofrendo, enquanto ¨¨outros¨ vivem na boa paz financeira, que é óbvio traz a tranquilidade espiritual. Temo que a consciência dessas pessoas nem se abale com o que pensam deles.
Abraçs

Anônimo, não mais cansado, ainda desiludido, e mais o quê?

rosalina_de_souza disse...

Marcos Cordeiro.

Não tenho muito que acrescentar, acho que ja disse tudo em nome de todos os participantes do plano 1.
Tenho certeza que nossa luta esta so começando, muito trabalho vira,mas a certeza é única:
Dias melhores virão a todos.
Talvez este ano de 2009,seja o último que passamos sem encarar nossos Filhos e principamente nossos Netos de frente !!!.
Todos os colegas estão de parabéns por acreditarem que temos pessoa responsaveis neste país.
O MEDO sempre foi o pior que existe dentro de nós, uma criança com medo será um eterno adulto medroso,pense nisso ?

Anônimo disse...

Ola´Marcos,
Realmente é uma luta muito desigual, mas tenha força e perseverança, você irá vencê-la.
Recebi hoje o jornal da AFAGO-Associação de Aposentados de Goiás, com balanço das ações de 2009 e planejamento para 2010, nada, nada a respeito de lutar pelo que realmente interessa aos aposentados e pensionistas da PREVI: melhoria dos benefícios e uso do Superavit. Em seguida abro meu email e tem lá uma mensagem da ANABB Goiás sobre um convênio feito com uma empresa de saude vendendo aparelhos magnéticos.Quer dizer que nossas Associações servem é para issso? Balcões de Negócios? Olha Marcos, fiquei revoltada! Pois ontem fiquei o dia todo pesquisando sobre as notícias que deveriam sair da reunião de Robson e Isa Musa, e só silêncio, mudez total!
Mudando um pouco, vai aí o nome do gerente da CASSI para Goiás, que deve complementar o CANAEL: Fernando Luiz Delgado de Miranda.
Abraços,

Lázara Rabelo

Leomax disse...

Meu caro Marcos Cordeiro e D+colegas:

Vejam abaixo, entre aspas, a cara de pau da Isa Musa em mensagem postada no blog da Cecília Garcez:

Isa Musa de Noronha disse...
"Colegas
A propósito do encontro da Comissão FAABB com o Vice-Presidente do BB, desejo relembrar que como anunciado, nossa intenção lá foi – conforme entendimento das associações transcrito na carta acima divulgada - a de conseguir uma “(...)abertura para a representação dos Aposentados e Pensionistas em qualquer mesa de negociação que venha a ser formada” .

Nossos pleitos serão sistematizados e levados à Presidência do BB e só então teremos uma avaliação definitiva"

Realmente, é de causar revolta.

Anônimo disse...

Marcos,

Sinceramente, não acredito que o assunto da "tal" reunião foi a representatividade de aposentados/pensionistas em futuras negociações. O que deve ter sido debatido/acertado é quem vai concorrer a que representando quem. Mais ou menos nestes termos: nós vamos indicar "A", a associação "X" vai indicar "B" e vocês vão indicar "c". Vamos apoiar os 3 (aquí 3 é um exemplo é lógico que a nominata é maior). Não se surpreendam se ano que vem a nossa ilustre representante Srª Isa Musa não for uma das candidatas para diretoria ou outro cargo na PREVI. Há o FUTURO. ELE NOS MOSTRA TANTO. PENA QUE APRENDEMOS COM ELE.

Anônimo Indignado ! disse...

Parabéns...Dise Tuuudo !L I X O:
Estamos contigo e com os demais.
"chega de alguém querer nos intermediar" e querer nos enrolar.
Liguem para o Robson e para o Bendine, desautorizando tal representação da FAABB + Isa Musa !

Anônimo disse...

Bom dia, Lázara.
Este Fernando Miranda é muito conhecido aqui em Juiz de Fora, velho carreirista, já foi presidente da cooperativa dos funcis do Banco do Brasil.
Progrediu na carreira, parabéns.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o colega anônimo que sugere ligarmos para o Robson Rocha não reconhecendo a FAABB como nossa representante. Acham melhor mandarmos emails individuais ou coletivos? Façamos isso o mais rápido possível!

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Demorar três dias, criar grande expectativa entre os aposentados e as pensionistas e, por fim, emitir um comunicado com esse teor é simplesmente desrespeitar todos os associados do “PB-1”. Não me restou outra alternativa a não ser sugerir que ISA cuide, doravante, de tentar se eleger MUSA de Fernando DE NORONHA.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Individuais caros colegas. Muitos e-mails para vipes@bb.com.br .

Marcos Cordeiro (André) disse...

Pudéssemos voltar no tempo nós a faríamos musa de Dante...

Anônimo disse...

Prezado Marcos,

Segue resumo da carta da FAABB, encaminhada às associações de Aposentados, em data de 25.11.09.

Da reunião com o V.P Robson Rocha participaram, também, Sérgio Brito, Gerente Executivo de Governança da CASSI, PREVI e FBB (da DIREL) e, pela FAABB: Isa Musa, Ruy Brito, Paulo Lima, Piani e Betto Dias.

A FAABB propos participar das negociações com o BB, CASSI e PREVI que envolvam interesses e direitos de aposentados e pensionistas do PB-1, além de eventual participação de representação Sindical pelos colegas ainda na ativa. A FAABB participará das negociações com voz e voto para discutir e decidir em nome dos aposentados e pensionistas.

O VP Robson Rocha buscou saber qual o efetivo de representatividade; quantas e quais as associações filiadas, como se distribuem no País e o contingente de cada uma delas.

As informações solicitadas permitirão à Presidência do BB conhecer e validar a expressividade do grupamento de aposentados e pensionistas e a ligitimidade da representação da FAABB como interlocutora para falar e propor, doravante, em nome da categoria. Entende o Banco ser necessária a racionalização do diálogo através de número reduzido de interlocutores em benefício da continuidade das tratativas.
----------------------------

Do exposto depreende-se que, ao contrário do que ocorreu em 2007, em que a Contraf-Cut, a ANABB, a PREVI e o BANCO rejeitaram a presença de representantes dos aposentados do PB-1 no GT, busca-se, agora, outra forma de diálogo.
De qualquer forma, o BB manda e desmanda na PREVI, atráves do voto de minerva, introduzido no Estatuto pelo interventor da SPC, em 2002, a ser utilizado pelo Presidente do Conselho Deliberativo, justamente o Dr. Robson Rocha.
O Banco só negociará com entidade que represente parcela ponderável de participantes. São cerca de 27 AFABBs e a AAFBB, esta com cerca de 35 mil filiados. Dai a importância de filiação às entidades representativas. Deve-se renegar, de pronto, a ANABB, porque costuma defender os interesses do Banco e não os nossos.
As coisas não funcionam como muita gente desavisada pensa e aladeia. Não há como exigir a divisão do superávit. Há leis para serem observadas (L.C. 109, por exemplo). As decisões acordadas ente as partes terão que ser homologadas pelo patrocinador, pela SPC, pelo Ministério da Fazenda etc.
A Lei prescreve: "A Reserva Especial deve ser utilizada para melhoria de benefícios ou para redução ou suspensão das mensalidades". Ora, melhoria de benefícios significa mudanças no valor das conplementações em caráter permanente, por exemplo, dentre outrs formas possíveis de a todos beneficiar.

Carlos Valentim Filho (Joinville-SC)

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Colega Valentim.

Meus respeitos.

Não é isto que vem sendo feito sistematicamente. A distribuição do superávit tem servido a propósitos menos abrangentes. Devemos lutar para que a regulamentação seja obedecida. E este direcionamento não pode acalentar projetos eleitoreiros. O passado das pessoas é sua melhor credencial.
Tomemos seu exemplo. Seu nome tornou-se sinônomo de respeitabilidade entre os aposentados do BB. Lamentavelmente não podemos fazer eco com esse conceito ao lidar com certos "representantes".

Ari Zanella disse...

Caros colegas,

Eu apoio a maioria das ideias expostas neste dinâmico e corajoso canal de nosso valoroso colega Marcos. Entretanto, como diz o Carlos Valentim, o BB tem grande ingerência na Previ, avalizado pelos órgãos que lhe deram o voto desempate, o chamado voto de minerva.
Se ele BB, através de seu Vice-Presidente Robson Rocha, que tem o poder decisório pelo lado do Banco, quis dialogar com a AAFBB, até para saber sua real representatividade nos Estados, ficamos quase "engessados" para impedir uma representatividade da AAFBB que conta com cerca de 35 mil filiados do PB1.
Eu acho que mesmo contrariados vamos ter que "engolir" a sra. Isa Musa, no assento à mesa de negociação, que deverá ocorrer brevemente.

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Endosso integralmente o seu comentário de 26 de Novembro de 2009, às 11:01hs, ao afirmar que o nome Carlos Valentim tornou-se sinônimo de respeitabilidade entre os aposentados do BB. Foi preciso a participação do Sr. Valentim no blog para que pudéssemos tomar conhecimento, de forma objetiva, do que realmente foi tratado na reunião de 23.11.2009. Os demais, que se arvoraram em nos representar nas tratativas com o patrocinador, simplesmente nos ignoraram e não nos prestaram nenhum informe a respeito. Penso que esta não é a melhor maneira de se negociar e representar os interesses de milhares de associados. Quer-me parecer, s.m.j., que esses senhores entendem, ao se apresentarem para negociar em nosso nome com o Banco, que estão prestando um grande favor a todos os aposentados e as pensionistas do “PB-1”. Peço licença ao Sr. Carlos para expor o meu ponto de vista de que o Banco, justamente por dispor do voto de minerva no Conselho Deliberativo, irá exigir sim a divisão do superávit, ao pressuposto amparo dos termos da resolução 26 do CGPC. A alegação do secretário Ricardo Pena é de que a L.C.109 não é explícita nesse aspecto. Justamente pelo fato de as decisões acordadas entre as partes terem que ser homologadas pelo patrocinador, pela SPC, pelo Ministério da Fazenda etc., é que será exigida a observância total dos termos da resolução 26. Finalizando de forma bastante objetiva e com o intuito de não criar expectativas falsas de solução imediata para os nossos problemas, entendo que qualquer tipo de melhoria em nossos benefícios passará, inevitavelmente, pela exigência do patrocinador de usufruir os 50% da reserva especial para revisão de plano, que entende lhe ser de direito. Qualquer coisa diferente disso somente após decisão definitiva da justiça sobre o assunto, que só Deus sabe quando poderá acontecer.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Ari Zanella.
Lamento discordar, mas eu não vou engolir essa refeição indigesta. Essas siglas foram impostas aos associados ao longo do tempo. Com engodos variados se imiscuíram em nossas vidas com intuitos nem sempre respeitáveis. Somente numa coisa apresentam unanimidade: o trabalho em benefício dos seus dirigentes. Basta dar uma olhada no seu currículo para constatar a quantidade de cargos superpostos que ocupam. E sempre querendo mais, se aproveitando de todas as oportunidades possíveis para se promover em direção a novos postos. Para bem servir é necessário dedicação, não diversificação. Não reconheço essa representatividade. Aliás, como já disse antes, não fosse essa interferência impositiva estaríamos muito bem servidos apenas com o a dupla BB/PREVI, bastando cumprirem-se as regras do jogo. Só existem dois lados na questão: Patrocinador e Patrocinados ou, como queiram, o Banco e a Previ. O resto foi inventado por todo o lixo que aí está.

Anônimo disse...

Rapaz,

Existe alguma maneira de impedir, judicialmente, que alguém me repressente, se não quero ser representado por associações, que decidam sobre o que é meu de direito?
Anônimo, ainda mais desiludido...
Abç

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

Não adianta se tentar impugnações isoladas. A triagem para decidir quem nos representará cabe à dupla BB/PREVI. De qualquer modo entraremos nessa discussão como voto vencido. E a explicação é simples:
- Todos os eleitos da cúpula da PREVI pertencem à vitoriosa chapa da ANABB;
- As associações que se dizem nossas representantes tiveram seus dirigentes eleitos pela ANABB;
- A ANABB, por força dos estatutos, defende os interesses do Banco.
Donde se conclui que tudo se resolve segundo a vontade da ANABB. Isto porque os três lados têm envolvimento com essa sigla dominante. Mais simples que isto só a tabuada do número dois.

Anônimo disse...

anonimo disse:
penso que alguns colegas estão equivocados com relação a pessoas(colegas) que nos representaram na reunião com o vice Robson. Nomes como RUY BRITO , PIANI e PAULO LIMA são absolutamente competentes, éticos , conhecedores profundos de tudo que se relaciona com a PREVI , bem como têm o respeito e admiração da grande maioria de colegas aposentados que conhecem suas lutas em nosso benefício. O BB e a Previ , inclusive, quando da negociação , ano passado para tratar das propostas para distribuição do Superavit, vetaram seus nomes , talvez com receio de enfrentar pessoas realmente competentes com profundo conhecimento e argumentos consistentes para nos representar devidamente. Desse trio que citei acima acrescentaria mais o Marcos Cordeiro para formar um quarteto imbatível nas negociações.Não podemos isoladamente dizer que não aceitamos Isa ou qualquer outro, que não passamos procuração prá nos representar,etc. etc. pura infantilidade. Não é assim que a coisa funciona, é muito mais sério do que se pensa.Inevitavelmente, discordando do Marcos, infelizmente, terá que haver alguma associação , ou um grupo formado por aposentados capazes e dedicados à causa, etc. etc. mas terá que haver um terceiro componente nessas negociações entre BB e Previ.Já ficou demonstrado que nossos representantes eleitos, da Previ,não fazem nada por nós.
s.m.j. e com respeito à opinião dos demais e um grande abraço ao Marcos.

Anônimo disse...

Marcos,

Voce consegue exteriorizar exatamente a revolta e nojo que nós aposentados e pensionistas sentimos diante de tanto descaso.

Só haverá distribuição do superávit depois do julgamento final da legalidade da res.26, até então tanto o patrocinador como os participantes estão impedidos judicialmente de apoderarem-se do superávit.

Certo que o BB está contrariando a decisão da justiça, mais o BB é o (governo)portanto é quem manda na Previ e esta precisa da concordância do BB para a utilização do superavit para melhorar os benefícios.

Nós temos pressa, mais as associações que nos representam, AAFBB ,FAABB, ANABB todas são contra o BB também ser beneficiado.

Temos que nos dirigir aos presidentes dessas associações e convencê-los dos nossos interesses,
nossa única arma é o voto, mais os beneficiados com a renda certa continuaram a votar nos mesmos.

Apoio dos políticos aos quais foram enviados e-mail, qual demonstrou estar a nosso favor e ter vontade de fazer justiça.

Que alternativa temos? esperar as eleições em maio/2010, para ver se os novos eleitos serão à nosso favor?

Os aposentados mais jovens não se importam de esperar, como já houve comentário aqui, quanto menos integrantes do PB1 melhor para quem fica a fatia do bolo será maior, enquanto que para os mais velhos proporcionalmente ao tempo de contribuições receberão muito mais que os aposentados recentes, caso venhamos a conseguir a distribuição agora, portanto temos que mobilizar quem está acomodado a hora é de luta e cada um tem que ter consciência do que está perdendo.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

Nada tenho contra nomes isolados, desde que sejam desvinculados da direção de associações e que não constem do CANAEL. Já emiti minha opinião a respeito de colegas independentes talhados para mediadores (FORA – PT e suas Musas! e ANABB – Não!). Ao citar nomes procuro não ser inconseqüente e, também, mantenho-me informado sobre o universo que resolvi habitar. Conheço nomes e Nomes. Uns através de pesquisas, outros por indicação (o caso do Ruy Brito, cujo trabalho me chegou ao conhecimento por intermédio de um colega comum, dos tempos da Fimag – o leal amigo Geraldo Guedes). Agradeço a indicação a meu respeito, da qual declino. Até porque é sabido que o Banco só aceita representatividade abrangente, e o meu público é restrito aos 33 admiradores do blog (uns nem tanto) mais os fiéis comentaristas. Deixem-me aqui que, com absoluta certeza, serei muito mais útil.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Saiu a Relação nº. 3 do CANAEL. Confiram - www.canael.com.br

Sérgio Figueiredo disse...

Respeito a opinião do colega anônimo que falou que era pura infantilidade não aceitar esse ou outro representante. Mas, continuo não aceitando certos representantes, como Isa Musa, etc. Caro colega, acho que foi infeliz falando de infantilidade. Temos que respeitar a opinião de todos os colegas, mesmo não sendo simpático a elas. Nossa maior falha, quando da distribuição de outros superávits, foi não termos nos organizado melhor sem o devido conhecimento de todos os entraves, fossem eles burocráticos, eleitoreiros ou oportunistas. Já está mais do que provado que não existe força maior do que nossa união. Este blog está se revelando a nossa maior arma para lutar contra todas as injustiças e contra os oportunistas de plantão. E volto a repetir: não passei nenhuma procuração para nenhuma entidade tratar dos meus interesses. Acho que não é infantilidade, é sensatez e discernimento. Um grande abraço a todos...

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Com o intuito de dar ênfase a sinergia entre este e o outro espaço também importante para todos nós do “PB-1”, peço licença para transcrever abaixo comentário postado pela Sra. Isa Musa no blog da colega Cecília:
”Isa Musa de Noronha disse...
Isa Musa não fala em nome de ninguém. A Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas entidade criada em 1993, reúne as Associações de Aposentados e Pensionistas em todo o país e foram essas entidades, filiadas, que elegeram uma comissão para ir ao Banco reivindicar que ANTES de se fazer qualquer negociação que atinja os interesses de aposentados e pensionistas sejam ouvidas as Associações. As negociações tem sido conduzidas essencialmente pela CONTRAF CUT e essa entidade Sindical representa o pessoal da ativa. Foi por falta de representação de aposentados que, no passado, a PREVI criou o “Renda Certa”, distribuindo um patrimônio que é todos para apenas alguns. A Federação, como porta voz das Associações de Aposentados e Pensionistas, congrega mais de 60 mil aposentados e pensionistas, pois só uma de suas entidades filiadas, a AAFBB, tem mais de 34.000 sócios.
27 de Novembro de 2009 04:06”

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Peço licença para, com o intuito apenas de prestar esclarecimentos adicionais para todos os nossos colegas aposentados e para as pensionistas, transcrever abaixo teor de comunicado que recebi da secretaria da AFABB-SP, acerca das tratativas havidas na reunião de 23.11.2009 com o vice-presidente do BB e presidente do conselho deliberativo da Previ Sr. Robson Rocha:
Brasília, 25 de novembro de 2009.
Às
ASSOCIAÇÕES DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO BANCO DO BRASIL
Senhor Presidente,
Conforme agendado, no dia 23 último do corrente mês, na Sede do Banco do Brasil, em Brasília, a Comissão FAABB reuniu-se com o Sr. Robson Rocha, Vice-Presidente de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Sustentável -- também Presidente do Conselho Deliberativo da PREVI --, que se fez acompanhar do Sr. Sérgio Brito -- Gerente Executivo de Governança da CASSI, PREVI e FBB --, da DIREL. Compunham a Comissão FAABB, além de mim, Ruy Brito, Paulo Lima, Piani e Betto Dias.
Apresentamos nossa proposta de ter assento nas negociações com o BB de temas afetos aos seus aposentados e pensionistas. Ou seja, em havendo qualquer negociação entre BB, CASSI e PREVI, envolvendo assuntos de interesse e direitos de aposentados, de pensionistas e de seus beneficiários, além da eventual presença de representação sindical pelos colegas da ativa, a Federação terá assento à mesa de negociação com voz e voto para discutir e decidir em nome dos colegas aposentados, pensionistas e de seus beneficiários.
Como é dado perceber, trata-se de um primeiro passo, aparentemente singelo, mas que encerra perspectiva promissora do justo reconhecimento do direito de nossa participação democrática nos destinos das nossas entidades de assistência social e de previdência privadas.
Em que pese a receptividade com que fomos acolhidos e o clima de cordialidade e atenção recíprocas observadas nas conversações, o VP Robson Rocha foi enfático na necessidade de saber da Federação qual o efetivo de sua representatividade; quantas e quais são as Associações filiadas, como se distribuem no País e o contingente de associados de cada uma delas.
As informações ora solicitadas são de grande valia posto que permitirá à Presidência do BB conhecer e validar a expressividade do grupamento aposentados e pensionistas e a legitimidade de representação da FAABB como interlocutora para falar e propor em nome da nossa categoria. É oportuno esclarecer o entendimento do BB de que se faz necessária a racionalização do diálogo através de um número reduzido de interlocutores, em benefício da continuidade das tratativas.
Portanto, vimos solicitar-lhe que, com a maior brevidade possível, no máximo até o dia 1. de dezembro, informem para o e-mail faabb@hotmail.com o número de associados que possuem, identificando sua Associação (nome do Presidente e o CNPJ da entidade). Da presteza de sua resposta depende nosso próximo contato com o Banco e a continuidade do trabalho do grupo.
É a sua oportunidade de unir para nosso engrandecimento.
Atenciosamente,
Isa Musa de Noronha
Presidente

Anônimo disse...

Colegas,
Além das instituições que dizem nos representar nao atenderem aos nossos anseios, ainda temos a figura do Banco do Brasil, que nem como clientes nos tratam.
Há muito, a minha conta principal eh no Santander-Banespa, apesar de todos os bancos serem semelhantes, em algumas ocasiões somos melhores tratados fora do BB.
Onde quero chegar eh que temos que utilizar os recursos que temos tambem contra o BB como forma de pressao.
Por que nao os aposentados somente manterem uma conta simbolica no BB e passar a utilizar o cheque especial, aplicações para quem pode, em agencias concorrentes.
Creio que isso incomodaria o BB.
um abraço a todos/luiz

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

Isso é o que se chama atirar com a pólvora alheia. Se a FAABB representa 60.000 aposentados e pensionistas e a AAFBB sozinha congrega mais da metade (34.000), onde está a personalidade desta última que se deixa levar pela primeira? Não seria o caso de usar o peso de sua representatividade para se inscrever isoladamente?
E vejam até onde vai a arrogância da Sra. Isa Musa de Noronha. Se não fala por ninguém, por quem fala então? Em seu nome pessoal, será? Do alto de quantas sinecuras? Com que credibilidade? Porque não se pronuncia claramente e pára de esconder-se por trás de declarações insípidas? A expectativa que criou merece uma explicação convincente. Chega de subterfúgios para tentar encobrir o sol com a peneira, afinal não está lidando com idiotas. Se quer ser respeitada que nos respeite, primeiramente. Será que teremos que enfrentar as mesmas tramóias do passado? Devagar, desta vez estamos mais calejados.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colegas Jorge Teixeira, Jonas e Sérgio.

- Recebi seus textos, praticamente iguais. Pela extensão do conteúdo e para não congestionar a janela dos comentários, se autorizada a divulgação simultânea, deixo para depois sua edição. Ainda mais porque a essência da informação está contida no comentário do colega Pedro Valentim Filho – 26/11, 10:32. A liberação será feita, a intervalos, obedecendo a ordem de chegada (não necessariamente a acima) lembrando que aqui “antiguidade é posto”, como se diz na caserna.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

O colega Gilberto Santiago, presidente da AAFBB, me distinguiu com a mensagem transcrita abaixo. No corpo dessa resposta nota-se um relato fiel e desapaixonado do desenvolvimento da reunião ocorrida com o Vice-Presidente do BB. Agradeço publicamente pela tempestividade do atendimento, que reputo como demonstração inequívoca da consideração e respeito que deve nortear a comunicação entre pessoas responsáveis:

Marcos,

O encontro com o Vice-Presidente Robson Rocha ocorreu dia 23/11, a partir das 11 horas. Estavam presentes os membros da Comissão (Isa Musa, presidente da FAABB, Ruy Brito e Egydio Piani, da AAFBB, Paulo Lima, presidente da AAPBB/Rio, Betto Dias, da AAFBB e Sergio Brito, Gerente Executivo da DIREL/BB). Nesta primeira reunião o enfoque principal, além do início de relacionamento com o BB, com vistas a assuntos pertinentes à CASSI e PREVI, foi a necessidade da participação obrigatória, em qualquer negociação com o Banco, de um representante dos aposentados, a ser indicado pela Federação (FAABB), já que esta congrega associações que somam mais de 50.000 assistidos. O Vice-Presidente Robson destacou ser imprescindível existir um interlocutor com representatividade. Para tal, solicitou que a Federação mandasse e-mail para o Gerente Executivo da DIREL (Sr. Sergio Brito), com a relação das filiadas e a quantidade de associados de cada uma, para ser levada à Direção.
Falou-se do fato de que, tanto a PREVI quanto a CASSI são objeto de diversas demandas e estas são feitas geralmente através das associações. Em seguida o Vice-Presidente registrou que o Presidente do Banco quer trazer os aposentados para uma discussão maior sobre o BB. Ruy Brito (AAFBB), que foi indicado para porta-voz do grupo, ressaltou que há uma outra questão de interesse do BB. Referiu-se à criação da nova superintendência (PREVIC) que irá fiscalizar e ditar normas sobre os Fundos de Pensão, em substituição à SPC (projeto ainda em tramitação no Congresso) e a cobrança de uma taxa (TAFIC) que irá onerar, de 10 a 12 milhões, o custeio da PREVI e, por conseqüência, o próprio Banco e os participantes.
Após a recepção da relação da FAABB, do número de associados de suas filiadas, o Banco levará ao colegiado, a proposta de representatividade nas futuras negociações retornando depois para novo encontro.
O sentimento da Comissão é de que a receptividade e o interesse demonstrados foram maiores do que o esperado. Parece ter sido um bom começo para que se trate depois de questões mais objetivas. Vamos aguardar.

Um abraço,

Gilberto Santiago

gasampa disse...

Marcos, em seu comentário das 06:13, achei "deverasmente" correto.

A Isa Musa fala por quem então?


Temos de eliminar esses colegas que julgam ser nossos representantes....Valmir, Cecília, Romildo (o blog dele é ridículo), Isa e aí vai

Anônimo disse...

Colegas,
Além de engolir nossos "representantes" ainda teremos que sustentar essa PREVIC. Já que a mesma subsitituira a SPC porque não alteraram apenas a denominação. Quantos apaniguados ela abrigará? "De tanto ver crescer a desonra, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus..." Até quando????

Anônimo disse...

Colega Marcos Cordeiro.
Não vejo outra saída para tantos desentendimentos, a Previ e Banco.
Vão entrar em acordo,não demora muito isso vai ocorrer,o que me preocupa e muito é o que a ISA Musa disse:
A Contraf –Cut é a ala sindicalista da historia,junto com todos os que ai estão hoje fazendo reunião,dizendo que nos representa,
Assim como nos represento no GT Anabb,não acredito em negociação de melhorias aos participantes do plano 1,pelo simples motivo:
A CASSI aumentou sua fatia nos nossos proventos criando o 13 pagamento. O Banco esmaga a todos com o CREDITO FUNCI, CHEQUE OURO, CARTÃO DE CREDITO .
Por outro lado a PREVI em nome do empréstimo mais barato do mercado, adota política semelhante ao PATROCINADOR,ou seja com prazos cada vez mais apertados,obrigam a todos nos aposentados e pensionistas a comprometer quase toda nossa renda em benefícios de mais lucros pois todos são religiosamente descontados em nossas FOPAGS.e o patrocinador pior ainda o faz, pois desconta através de aprovisionamento,e não importa se temos outros compromissos deixando muitas vezes a gente sem um único centavo daquilo que deveria ser nosso sustento. Comigo há ocorreu isso por diversas vezes, indo ao banco pagar compromissos e chegando La dando conta de que não havia um único centavo na conta por conta do aprovisionamento feito pela instituição. Exemplo: restituição do imposto de renda retido e feito antecipação pelo Banco do Brasil.
Para que isso não se repita mais gostaria que alguém me indicasse como proceder nesses casos onde não tenho como saudar este impasse sem deixar de pagar meu compromisso e sem ficar sem nada na hora de pagar minhas demais dividas que são cruciais para minha sobrevivência, água luz telefone aluguel alimentos etc....

Grata Aparecida, Mirassol do oeste MT.

Anônimo disse...

Marcos Codeiro.
Gostaria de saber o seguinte :
Como em 2010. teríamos completos 3 anos de superávit, e a legislação diz que com três anos teríamos a imediata distribuição do superávit. Certo.
Nesse caso quem começa a discussão : PREVI,BANCO ASSOCIAÇÕES ?
Para levarmos a nossa parte teremos que dividir :
E como podemos levar a nossa parte mesmo que menor de uma só vez, e para aquele que estão muito endividados não seria o caso de negociar com PREVI E PATROCINADOR melhorias de vidas ou qualidade vida a estas pessoas.
Minha preocupação é : Como no caso do empréstimo imobiliário que a previ criou o ES FINIMOB, não seria o caso de criar uma repactuação das dividas tantos do PATROCINADOR quanto da PREVI englobando as duas ao mesmo tempo e como já se tem hoje no mercado a portabilidade de dividas a PREVI COMPRARIA AS DIVIDAS DO PATROCINADOR CONTRAIDAS PELOS APOSENTADOS E AS PENSIONISATS e daria qualidade de vida aos seus assistidos e quem aderisse a essas novas regras ficaria impedida de contrair novas dividas junto a qualquer tipo de instituição ate sua liquidação total.
Seria uma maneira justa igualitária de ajudar a todos do plano 1, e assim que o desfecho do superávit tivesse fim, todos poderiam se livrar de todas as dividas, pois o dinheiro continuaria nos cofres da previ através do recebimento antecipado dos créditos a que cada um tinha direito.
Levante esta bandeira em nome de todos os amigos em dificuldade, sei que muitos estão passando um pedaço por conta de tantos problemas financeiros.
Grato LOURDES FERREIRA LEME SINOP MT

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Aparecida.

Sugiro que procure o gerente de sua agência pleiteando composição de dívidas. Nestes casos o Banco reúne todo o passivo em um só empréstimo, com prazo longo e prestações suportáveis. Também pode relatar suas dificuldades à Diretoria de Empéstimos e Financiamentos – dinev@bb.com.br Diretor Nilson Martiniano Moreira, SBS Ed.Sede I – 7º. Andar – 70.073-900 – Brasília (DF). Ou, ainda, dirigir-se à Ouvidoria. O ideal é buscar ajuda nesses 3 canais ao mesmo tempo. Alguém irá atende-la.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Lourdes.

Já há algum tempo venho colecionando questionamentos, dificuldades e sugestões para, no momento oportuno, abordar tudo em um único post. Este arrazoado será disponibilizado para conhecimento amplo e encaminhado às áreas competentes. Enquanto isso, aconselho que relatem suas preocupações diretamente a quem de direito. Quem precisar de endereços solicitem aqui para o blog. No mais, na medida do possível serão atendidos.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

- Nos comentários acima está a essência do que buscávamos saber com relação a Reunião.
- À vista do exposto, peço que analisem com isenção os dois textos publicados: o relato do Presidente da AAFBB e a carta da FAABB. Apenas a título de orientação chamo a atenção para dois tópicos importantes:
- Na mensagem do colega Gilberto Santiago há o entendimento de que cabe à FAABB INDICAR o representante retirado do rol de suas associadas.
- Já a FAABB diz, textualmente: “a federação terá assento à mesa de negociação com voz e voto para decidir em nome dos colegas aposentados, pensionistas e de seus beneficiários”.
- Entre as duas opiniões me inclino a dar crédito à primeira, pelo desapego demonstrado na narrativa dos fatos. Lembrando a carta anterior, tudo leva a crer que a Sra. Isa Musa repetiu um ato falho ao apoiar-se nas palavras para externar seu desejo.
- Deixo aos colegas a interpretação final.

Ivan Rezende disse...

Não sou saudosista. Não tenho vontade de repetir nem o que eu fiz ontem, mas vou relembrar quando, há 42 anos, o Banco tinha o subgerente. Lembra de quando o gerente ia sair de férias? Lá pelas 18 horas da sexta feira ele se trancava com o subgerente em sua sala e, durante algumas horas, definia o que o subgerente ia fazer/despachar em sua ausência.
No futebol, centenas de paises lutam para participar de uma Copa do Mundo. O Brasil, além de ter participado de todas, é considerado, pelos seus títulos de Campeão, como o melhor do mundo. No entanto, a sua vice colocação no mundial de 50, é considerada um a catástrofe.
Na política, o nosso Vice há sete anos, apesar de sua competência, é reconhecido e respeitado por sua força ao encarar a doença.
Vice governador, vice prefeito...
Agora vem esta reunião com o Vice do Banco. Reunião para nada decidir.
Proponho, já que se consideram nossos representantes, que Emilio Santiago, Isa Musa e Valmir Camilo, se dirijam diretamente à Previ e, não obstante a resolução 26 estar em julgamento, que consigam, pelo menos, melhoria do benefício de jan/08 a dez/09 que, se for de 1.000,00 por mês, para 120.000, resultaria em R$2.880.bi, o que equivale a 50% do que o Banco contabilizou e se beneficiou com o resultado.
Então, senhores e senhora vocês serão os nossos dignos representantes.
União a nosso favor!

Anônimo disse...

Colegas,
Quem está falando a verdade? Consultando o site da FAAB, há uma materia publicada em 27/11 com o titulo BB recebe a FAAB.
Entretanto o que os interessa é o que se vê a seguir:
"Não se falou em divisão da Reserva
Especial, pois o tema está, por iniciativa do Banco, suspenso porque o BB espera o cumprimento dos termos equacionados pela Resolução 26 do CGPC. No momento em que forem reabertas as discussões é que poderemos ter (ou não) o direito de reivindicar algo em defesa dos interesses de aposentados e pensionistas."
A pergunta é a seguinte; Se o tema está suspenso por iniciativa do Banco, de quem é a iniciativa de fazer a apropriação (contábil) de parte da Reserva Especial? Porque está suspenso só para nós? Que País é esse? Que País é esse?

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro.

Estamos muito mal mesmo com relação a representatividade,pelo que apurei todos são os mesmos da epoca do GT ANABB exceto o Valmir Camilo que não deu as caras na dita reunião ?
Fora isso tudo não passou de mais um vergonhoso espetaculo,para ver quem leva os "LOUROS".
Não vi nada de novo nesse papinho que ai esta, mais uma vez o que realmente nos interessa que é a justa melhorias dos beneficios nada de novo acrescentaran.
E a malfadada resolução 26 foi o impedimetno.
Até quando vamos ser enganados !.

Anônimo disse...

MARCOS CORDEIRO.
SENTI CHEIRO DE ARMAÇÃO,CONTRADIÇÕES DE TODOS OS LADOS,ALGUEM ESTA FALTANDO COM A VERDADE.
TUDO QUE AI ESTA É FARINHA DO MESMO SACO, E ACREDITO QUE O MELHOR CAMINHO É UM BOM ESCRITORIO DE ADVOCACIA QUE PEGARIA A NOSSA BRIGA INDIVIDUALMENTE.NÃO TEMOS MAIS QUE ENGOLIR TUDO ISSO QUE AI ESTA.
ESTOU ME SENTINDO UM "ET" MORANDO AQUI NA TERRA ?

Anônimo disse...

MARCOS CORDEIRO.

sinto cheiro de vigaristas no ar,não estranhe se daqui a pouco mais um GT ANABB se fizer presente.
Pode espera o VALMIR CAMILO vai da o troco !!!
Eta gente sem compromisso,com a verdade em curto espasso de tempo todos deran a sua tratativa ao assunto e note-se cada um puxo a sardinha pro seu lado.
E agora MARCOS em quem acreditar ?
Com a palavra os mais espertos em pesquisas no canael vamos levantar a ficha de cada um para aprofundarmos o DEBATE ?.

ALGUEM TA FALTANDO COM A VERDADE ISSO É FATO !!!.

Anônimo disse...

MARCOS CORDEIRO.

sinto cheiro de vigaristas no ar,não estranhe se daqui a pouco mais um GT ANABB se fizer presente.
Pode espera o VALMIR CAMILO vai da o troco !!!
Eta gente sem compromisso,com a verdade em curto espasso de tempo todos deran a sua tratativa ao assunto e note-se cada um puxo a sardinha pro seu lado.
E agora MARCOS em quem acreditar ?
Com a palavra os mais espertos em pesquisas no canael vamos levantar a ficha de cada um para aprofundarmos o DEBATE ?.

ALGUEM TA FALTANDO COM A VERDADE ISSO É FATO !!!.

Anônimo disse...

MARCOS CORDEIRO.

Meu ilustre amigo,porque ja faz parte das nossas vidas dar uma passadinha para ver os destaques do mundo do plano 1 da previ.
Acho que so temos que dizer tres coisas a respeito da reunião com ROBSON ROCHA :

PRIMEIRO : O PATROCINADOR ESTA VIVO, QUERENDO O QUE É DELE, DANDO DESTAQUE A RESOLUÇÃO 26 TA NO SITE DA FAABB.
SEGUNDO : VAMOS CONVENCER O SIND BAN A RETIRAR A AÇÃO CONTRA A MALFADADA RESOLUÇÃO.
TERCEIRO : VAMOS DISTRIBUIR LOGO ESSE SUPERAVIT,PORQUE SE DEPENDER DE NOSSOS REPRESENTANTES IREMOS FICAR SEM UM CENTAVO.NÃO VISLUMBRO NADA DE IMPORTANTE NOS TEMAS TRATADOS COM O PATROCINADOR.
CASSI NOS ROUBA COM O 13 SALARIO QUEM FOI CONSULTADO PARA ESSE FATO ?
BB E PREVI NOS MASSACRA PARA UM BOM ACORDO. E SE SAIR 1.000 REAIS PARA CADA UM SE DE POR MUITO SATISFEITO PORQUE PELO ANDAR DA CORROAGEM NEM ISSO SERA POSSIVEL ? QUEM VIVER VERA !!!.

Anônimo disse...

colega MARCOS:QUANTAS ASSOCIACOES SOBREVIVEM AS NOSSAS CUSTAS, QUANTOS CARGOS, QUANTOS INVESTIMENTOS FUTEIS OU DUVIDOSOS DA PREVI. PARA QUE ISSO,PARA UM PLANO EM EXTINCAO?PORQUE NAO DIVIDIMOS O PATRIMONIO LIQ ENTRE OS ASSOCIADOS APOSENTADOS E DA ATIVA. E QUEM QUISER MIGRAR PARA A PREVI FUTURO, QUEM QUISER USAR O SEU RECURSO PARA OUTRA FINALIDADE, CADA UM POR SI. ASSIM DEIXAREMOS DE SER EXPOLIADOS, CHACOTADOS, TRAGADOS PELOS DITOS " NOSSOS REPRESENTANTES"' QUE COMPARO AOS POLITICOS. E'MUITO FACIL FAZER NEGOCIOS COM O RECURSOS DOS OUTROS. FORA URUBUS.