quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

DENÚNCIA!

Caros colegas.

- Antevendo como infrutífera qualquer tentativa de recorrer à SPC resolvi, por meus próprios meios, encaminhar o que se segue:

À
OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e
AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros

Excelentíssimos Senhores Advogados e Magistrados do Brasil.

- Acompanhem o rumo que determinado assunto está tomando e alcançarão o tamanho do problema que os aguarda para breve. Simplesmente uma infinidade de ações judiciais direcionadas à Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – PREVI. Mais precisamente cerca de 120.000 questionamentos jurídicos a serem impetrados por associados do Plano de Benefícios nº.1, da PREVI.
- Trata-se de um plano fechado contando atualmente com 123.485 beneficiários inscritos, segundo números divulgados em 30/09 último. Acontece que mais de 90% desse total estão inconformados com a distribuição de parte da Reserva Especial (hoje totalizando R$ 23 bilhões) beneficiando um pequeno grupo de assistidos que a direção premiou usando critérios duvidosos, para não dizer desonestos. Nessa partilha foram aquinhoados 8.876 felizardos escolhidos, abocanhando parte do todo em detrimento da imensa maioria de beneficiários.
- Para essa pequena parcela de assistidos foram distribuídos valores individuais numa escala que vai de R$ 1.000,00 a R$ 1.075.000,00 (somente na faixa de R$ 300mil a R$ 1.075mil foram 73) conforme tabela publicada em reportagem disponível no link do rodapé desta carta.
- Pasmem Senhores, mais de hum milhão de reais para um único contemplado a título de devolução de contribuições pagas, superiores às 360 mensalidades devidas, e não completadas, o que é pior. Daí a estupefação registrada no imensurável número de apelos contidos no site dos participantes: www.previplano1.com.br, que coordeno.
- Sob o argumento de que a distribuição em qualquer sentido está proibida por força da Resolução CGPC nº. 26, de 29/09/2008, o assunto dorme na pauta da Previ. No entanto, essa mesma resolução não tem impedido o Patrocinador de se apropriar contabilmente, e em seguidas investidas, de parte desses valores – já superiores a R$ 5 bilhões - utilizados para distribuição de dividendos aos seus acionistas (A União entre eles) e Participação nos Lucros da Empresa a seus funcionários em exercício. Contra isso a Previ nada opõe.
- A todos esses descalabros acresce o fato de que a Caixa não atende aos reclamos dos associados que buscam reparações ou até mesmo informações, quedando-se num mutismo inexplicável, em desrespeito às suas próprias normas (Código de Ética –“ Dos Relacionamentos Externos 8.2.1 - Nas relações com Participantes, Beneficiários, Assistidos e Ex-Participantes, a PREVI, seus funcionários e demais colaboradores pautam-se pela transparência, prestam informações de maneira cortês, exata e tempestiva, com base nos normativos da PREVI e asseguram a efetividade no atendimento.).
- De se notar, ainda, que de nada adianta procurar os Órgãos competentes através de denúncias que se constituem inócuas - não chegando mesmo a serem apreciadas. Isto porque seus quadros estão contaminados por elementos da direção das partes denunciadas: Banco do Brasil e Previ. A primeira instância a quem se devesse recorrer no caso seria a ANAPAR (Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão) cujo presidente é o Sr. José Ricardo Sasseron que também é Diretor de Seguridade da Previ, e funcionário dos quadros do BB, a quem deve subserviência (também Conselheiro da Previ na Vale, uma das empresas participadas do Fundo). Portanto, ele se constitui em barreira intransponível para o caminho seqüencial de qualquer denúncia que se queira encaminhar. Daí não passa, obviamente.
- Poder-se-ia ir diretamente à Secretaria de Previdência Complementar-SPC, Órgão máximo fiscalizador dos Fundos de Pensões subordinado ao Ministério da Previdência. Mas, também nele está encarapitado o Sr. Sasseron na condição de Representante dos Participantes e Assistidos da PREVI no CGPC, por indicação da ANAPAR, ou seja, indicado por ele mesmo.
- Por tudo isto, Senhores, peço-lhes em nome dos 123.358 espoliados pelo comportamento esdrúxulo da Previ, que se dignem examinar o assunto com vistas ao estancamento da sangria que está em curso no nosso fundo de pensão, ameaçando o limitado futuro desse imenso grupo de destituídos do amparo regulamentar.
- A partir daqui só nos resta enveredar pela via judicial para solucionar o problema. E queira Deus que o desfecho não se distancie, pois nosso tempo é curto.

http://www.anabb.org.br/mostraPagina.asp?codServico=437&codPagina=30858

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 16/12/2009.

83 comentários:

Sérgio Figueiredo disse...

Caros colegas,

Não podemos ver nosso patrimônio se esvaindo pelos bolsos interesseiros e desonestos de pessoas desumanas e sem compromisso. O texto acima demonstra não só a indignaçao justa que nos consome, mas também a nossa falta de organização, informação e união que acontecia no passado. Com o advento deste blog, estamos vendo passos concretos no sentido de acabar com a farra que aconteceu e acontece na Previ. Sou completamente de acordo acionarmos, em conjunto, com ações na justiça para sabermos o que de concreto há por trás desta cortina de fumaça suja. Não devemos esperar mais pela boa vontade dessas pessoas que agora estão saindo da toca com discursos requentados, eleitoreiros e demagógicos. Espero ver, num futuro próximo, o desmantelamento dessa quadrilha que tomou posse do que é nosso por direito. Um grande abraço a todos...

Marcos Cordeiro (André) disse...

- Por julgar oportuno, estou redirecionando este comentário inicialmente destinado a outro Post:

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Vamos comprar SAUÍPE!":

Colegas.

Não sei se todos assistiram os jornais da televisão de hoje. Onde os aposentados da AERUS fincaram milhares de cruzes na praia para simbolizar os beneficiários daquele fundo de pensão já falecidos. Os que estão vivos recebem hoje aposentadorias irrisórias, inclusive diversos ex-comandantes. Se não abrirmos o olho nosso fim será o mesmo. Reflitam sobre isso. A propósito, sugiro que o nosso colega Marcos, mande publicar em jornais de grande audiência, sua belíssima manifestação dirigida a OAB e ASSOC.DOS MAGISTRADOS. Se for o caso poderemos colaborar financeiramente.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Ao colega acima - 14:55.

- Esbarramos na mesma dificuldade de sempre. Insuficientes condições financeiras para publicação.
- Restrinjo-me a enviar cartas, via correio, cujos custos são irrisórios.

rosalina_de_souza disse...

Colega Marcos Cordeiro.

Inicialmente gostaria de lhe parabenizar por não parar a luta, os que aqui estão lutando por esta causa certamente são os que não foram beneficiados por coisa alguma.
Marcos na data do dia 02/12/2009, enviei a previ/gerat,solicitação a cerca da memória de calculo de aposentadoria do meu falecido marido.
Fiz o pedido formalmente, com encaminhamento da copia devidamente autenticada em cartório do termo de inventariança.
Pois bem já se passaram 16 dias do envio por sedex, pelo rastreamento feito pelos correios acusa o recebimento do mesmo na data do dia 03/12/2009 registro numero: SK120069314BR acusando o recebimento as 17:43.

Sabe qual foi a resposta enviada pela previ por email:

Senhora Rosalina,

Informamos que procedemos uma pesquisa junto setor de arquivos de documentos microfilmados. Retornaremos o mais breve possível.

Rodrigo Ribeiro
Gerência de Atendimento
PREVI


De: vhspassini@uol.com.br
Para: atend@previ_notes.previ.com.br
Data: 15/12/2009 13:45
Assunto: * OUTROS - concessão de aposentadoria

Na data do dia 15/12/2006 às 13h45min a PREVI esta pesquisando, pesquisando.
Eu pergunto aos colegas será que para pagar o RENDA CERTA eles pesquisaram assim?
Marcos a nossa luta é para mostrar aos colegas que a previ não cumpre com seus estatutos, hoje fiz nova cobrança acerca do meu pedido só que agora pelo 0800, pior a ligação caiu duas vezes e na terceira tentativa,fui informada que meu pedido ainda mais memorar nada mesmo que mais trinta dias, pois o meu pedido não se encontra dentro da PREVI.
Sinto-me cada vez mais indignada, por meus direitos auferidos com tamanho descaso dos nossos Governantes, eleitos pelo voto para nos representar.
Grato a todos e desculpe por mais uma vez fugir do tema em questão. Mais me incomoda e sinto que tenho que desabafar.

rosalina_de_souza disse...

Colega Marcos Codeiro.

A Ordem dos Advogados do Brasil, é uma das poucas instituições serias neste País,tenho certeza que ao receberem esta denuncia ,certamente pedirão uma investigação ao Ministério Publico Federal,ai quem sabe a PT zada não se mexe?
Sinto que tem cheiro de pólvora no ar !!!
Pode acreditar seus manifestos tem surtido efeito, e já tem muita gente pensando como vai fazer para ludibriar o CANAEL !!!.

Anônimo disse...

Colega Marcos,
Não seria sensato enviar, tambem, para o Conselho Nacional de Justiça. Em seu site na internet ( www.cnj.jus.br) há um canal de comunicação que recebe desde sugestões, reclamações, até denuncias (Ouvidoria - fale conosco). É um orgão de peso na Justiça. Suas atribuições estão no artigo 103-B da Constituição Federal. Poderá ajudar, tambem, no tramite da ação contra a Res. 26-CGPC e questionar porque o BB utiliza a Reserva Especial se os efeitos dessa "maldita" estão suspensos.
Submeto às suas ponderações.
Um grande abraço,

Anônimo disse...

Marcos !!!!!!

não preciso dizer, ja sabes, estais na lsita negra da Previ.
deves te acautelar, pode vir chumbo grosso por parte deles, afinal , do que ja ouvi falar eles adoram uma vingança.
Afora isso, foi uma grande sacada, pode ser que realmente surja dahi um resultado inesperad a nosso favor.


sergioinocencio

Anônimo disse...

Marcos
Acompanhe meu raciocinio?

A Resolução CGPC26 foi editada para dar legalidade a parte do patrocinador.Correto.
Pois bem. o que se discute hoje com a obtenção da liminar pelo SIND-BAN é a mudança por parte dos participantes no normativo ou seja:

"O valor passível de devolução, diz a norma, deve ser proporcional às contribuições feitas - no caso de planos patrocinados por empresas públicas, metade do superávit pode ser devolvida, já que neste caso as contribuições são paritárias".

Eu pergunto aos colegas :

revisão de plano entende-se revisão das contribuições, de premissas atuarias e de benefícios
ou não?.

Maciel De Almeida Cuibá - MT

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Parabéns pela brilhante idéia do encaminhamento do nosso problema para a OAB. Agora, porque não mandar uma cópia da sua manifestação para o presidente Lula, Dilma Roussef, senadores e deputados? Afinal, ano que vem será ano de eleições. Se considerarmos que cada funcionário ativo/aposentado ou pensionista dos 123.000 participantes pode, em média, representar o voto de meia dúzia de eleitores (o próprio participante, filhos, genros, noras e netos), teremos um contingente aproximado de 700.000 eleitores. Isso sem considerarmos que muitos são atuantes politicamente nas suas cidades, outros se ocupam de pequenas empresas, podendo influenciar, de maneira decisiva, o voto de amigos, empregados, etc. Então, não seria absurdo se estimássemos esse potencial em um milhão de votos. É um número de eleitores que não pode ser desprezado, concorda?

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega anônimo 16:10.

Obrigado pela orientação.
Farei como sugerido.

Marcos Cordeiro (André) disse...

DENÚNCIA! Foi encaminhado ao CNJ em 16/12/2009, protocolado sob o nº. 1083.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Mensagem enviada:

Ao
Senador Mão Santa.

Excelentíssimo Senhor Senador.

- Imploro à V.Excia. o extremo ato de bondade em partilhar da nossa indignação, lendo da Tribuna do Senado a carta denúncia anexa.
- Esse texto foi publicado no Site www.previplano1.com.br que coordeno, e encaminhado à OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros, nesta data.
- Contando com sua costumeira e inestimável ajuda à causa dos aposentados do Brasil, agradeço antecipadamente pelo atendimento a este pedido, feito em nome dos 123.000 assistidos do Previ Plano 1, da PREVI, que presunçosamente represento neste ato.

Marcos Cordeiro de Andrade
Aposentado com 70 anos de idade.
Curitiba (PR) – 16/12/2009.

Anônimo disse...

Marcos, sinto orgulho de participar desta nossa equipe. Ela foi bem treinada, em todos os fundamentos, apesar do pouco tempo. A experiência de todos fez com que viéssemos tocando a bola, de pé em pé, com eficiência. Chegamos à área e sofremos um pênalti. Entregamos a bola e vamos acompanhar, atentos, e torcer para que o resultado seja promissor.

Ivan Rezende disse...

Marcos,
esquecí de me identificar no comentário do pênalti.
Parabéns pelas verdadeiras colocações. Nós não temos nada a temer. Após esta conquista, vamos atrás da aberração que foi a distribuição milionária de 2006.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Ivan.

- Embora só a minha cabeça esteja a prêmio, não posso esquecer que tudo que faço tem o apoio dos parceiros – verdadeiros donos do blog . Os comentaristas enriquecem meus conhecimentos com suas abalizadas sugestões públicas e citações fundamentadas. Você tem razão, formamos uma verdadeira equipe. Sinto orgulho de posar de aprendiz e dividir os louros com todos vocês.

rosalina_de_souza disse...

Colega Marcos Cordeiro.
Tenha a certeza que pensarão duas vezes para tomar qualquer medida conta o www.previplano1.com.br ou contra a sua pessoa Marcos Cordeiro de Andrade.
Sabem que estamos de olhos bem abertos e não iremos admitir qualquer tipo de manobra para findar com este canal.
Hoje nosso maior entrave é a divulgação, pois sabemos que a velha guarda do Banco se da por satisfeita em receber em dia seus proventos.
E a segunda questão enfrentada é muitos colegas realmente não abraçarem a causa, quer melhorias mais não brigam por elas.
Notem que aqui ficamos discutindo se governo A ou B foi melhor, discutimos porque poucos foram privilegiados no Renda Certa,mas ninguém cobra nada,sei que muitos colegas tem tramite dentro da ANABB como é o caso da CECÍLIA GARCEZ, mais não propõe nada de novo,não busca parcerias para melhorar o que esta muito ruim.
Nos do plano 1 sempre nos contentamos com migalhas,oferecidas por esta gente omissa que ai se encontra na diretoria,no conselho deliberativo,não mostram serviço estão super interessados em seus gordos proventos.
Perder uma boquinha quem quer? Não é mesmo,
Se pensarmos assim todos estamos na mira dos intocáveis da PREVI,mais to poço ligando pra isso, sabe porque? Porque minha consciência esta limpa,transparente,e sei que todos aqui não estão brigando por cargos políticos,querendo um lugar ao sol ou muito provavelmente uma boquinha.não nos sujeitamos a ficar aqui horas a frente de um tela de computador para nada. Estamos sim buscando um direito legitimo,se já fomos taxados de VAGABUNDOS, AGORA DE PREVILEGIADOS. Por receber uma miséria que mal da para pagar nossas contas no fim do mês. Alguém esta errado ou nos ou os poderosos.
Mais tudo nesta vida não fica encoberto, e tenho certeza Colega Marcos a mascara deles vai cair, e tenho certeza que vamos multiplicar este espaço cada vez mais, para ai sim ganharmos força,musculatura para acabar de vez com os LADROES QUE TOMARAM CONTA DA PREVI.

Anônimo disse...

Colega Maciel, de Cuiabá-MT
Salvo melhor juizo, o que se discute no mérito da ação é se uma simples Resolução, baixada por um Conselho, pode alterar uma Lei Complementar apreciada em todas as Comissões, decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo Presidente da República. A modificação refere-se, principalmente, ao artigo 20 e seus parágrafos, da Lei Complementar 109/2001.
Por essa razão foi concedida a liminar. Suspendendo os efeitos da mesma, até julgamento do mérito, pois essa Lei excluia (ou omitia) o patrocinador na distribuição da Reserva Especial.
Se, no curso do julgamento do merito,que pode demorar anos, formos vencidos, prevalece a Resolução 26.
A procrastinação só interessa ao BB que já comemorou 200 anos. Podemos afirmar que serão raros os colegas que poderão atingir 100 anos.

Anônimo disse...

Marcos(André) e Colegas:

De início, quero parabeniza-lo pela criação deste espaço tão valioso.
Minha preocupação é com a reserva para revisão do Plano1, tendo em vista a contabilização pelo BB ref. a 2008 e provávelmente a ser feita tambem ref. a 2009. Considerando que estes recursos estão aplicados em renda variável, ao sabor do humor do mercado, pressupõe-se que a cada dia o valor desta reserva muda, cfe. as oscilações da bolsa de valores. Como poderemos saber, quando da decisão judicial defenitiva, o verdadeiro valor que cabe(cabia?) ao BB. E se na ocasião(decisão final da justiça) o plano estiver operando em déficit?(não estamos livres disso). Na minha opinião, smj., essa reserva não deveria estar constituída de aplicações em renda variável, deveria, entretanto, ser formada a cada final de ano, se observado superávit, costituída por recursos líquidos e certos, mesmo com rendimento inferior.

Paulo Beno disse...

Beleza de DENUNCIA, Marcos !
Tentarei publicá-la nos jornais grandes do RS, usando regalias de assinante há décadas !
Parabéns pela iniciativa e pelo bom texto.

Anônimo disse...

Marcos,

Aprovada a PREVIC. Desastre, pois teremos que pagar os ¨¨cabides¨¨ e ainda as caríssimas auditorias externas, aprovado pelo congresso, a quem estamos pedindo ajuda, onde está a maior quantidade de ¨lobos¨?
As ¨autoridades¨ são astutas, tramam, planejam com muita antecedência, seus lances para abarrotar os cofres governamentais, sejam quais forem suas cores partidárias, são todos iguais, sem exceção! Penso em anular meus votos, daqui para frente.
Abç
Anônimo

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega anônimo 05:22

Sua preocupação é louvável, porém superável.
- No momento em que for definida a legitimidade das apropriações escriturais o valor vigente será o constante dos lançamentos contábeis, pouco importando as variações do mercado no passado. Até porque os registros não poderão ser modificados, pois constam em balanços e figurarão como saques consumados. Ademais, uma vez que o Banco os incorporará ao seu patrimônio pelos números anotados (e gastos, como vem acontecendo) não importa a situação do superávit existente à época.
- Em nenhuma hipótese o Patrocinador poderá ultrapassar 50% da Reserva existente. Ele terá que parar a partir do momento em que o superávit atinja o dobro do valor contabilizado (caso se permita que isto ocorra) zerando seus supostos direitos no rateio com os participantes.
- Por favor, se eu estiver errado alguém me corrija.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Paulo Beno

Seremos eternos devedores dessa sua atitude.
Nós é o parabenizamos.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Aquela pequena multidão de heróicos manifestantes lá em Brasília, apoiada pela imprensa, estão dando a maior dor de cabeça para o governador José Roberto Arruda. E se Deus quizer, irão tirá-lo de lá e a suas cuecas e meias abarrotadas de dinheiro sujo.
Será que não é o caso da gente fazer um barulho semelhante na frente da sede da PREVI neste começo de ano, fazendo com que a mídia desperte para o nosso problema? Ou será melhor uma manifestação na frente do BB em Brasília?
Eu, inclusive, apesar de residir no Sul de Minas, me proponho a participar desse movimento.
Como a sede da PREVI fica na praia de Botafogo, 501, seria interessante ouvir os colegas do Rio de Janeiro sobre a viabilidade de tal manifestação naquele local.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Marco Aurélio.

Carecemos de lideranças. Para isto é necessário: conclamação, concentração e transporte dos participantes. Cadê?

Proposta submetida à apreciação dos colegas.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Publiquei o post “DENÚNCIA!” no site da AFABB – Tupã (SP):
http://afabbtup.blog.terra.com.br/2009/12/17/colega-pedro-paim-fala-a-respeito-do-tav/#comments

Está como comentário do artigo de capa "Colega Pedro Paim..."

Ivan Rezende disse...

Acredito que a OAB, ao recebimento da DENÚNCIA, não medirá esforços para verificar o conteúdo da Resolução 26, bem como das liminares contrárias à sua implementação (sugiro ao colega Marcos que envie os números dos processos, à OAB, para facilitar pesquisa). É de suma importância o julgamento definitivo da questão.
Quanto ao movimento, receio chamar a atenção, em demasia, e a opinião pública, como sabemos, ainda nos considera uns privilegiados.

Anônimo disse...

Colegas,
A quem interessar. Leiam entrevista concedida por Sergio Rosa ao jornal O Estado de São Paulo, publicada ontem, no link abaixo:. http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20091216/not_imp482652,0.php

Para que não se decepcionem: não diz nada sobre reserva Especial.

Ivan Rezende disse...

O processo 200834000340813,está, em 17.12.09, no Trf1 DF, concluso para despacho.(s/liminar Res.26)

Anônimo disse...

Marcos,

Permita-me que lhe aplaudir de pé, por tão bem feita explanação

Anônimo disse...

Prezado Marcos,

Cumprimentos pela coragem da "Denúncia". Faço votos que não seja engavetada pelos destinatários. É por aí. Se não abrir a boca, se não protestar, o comodismo dos dirigentes da PREVI, Dr. Robson Rocha, à frente, brandindo seu voto de minerva, permanecerá impávido, enquanto a vida passa e nós, do P.B.-1, a espera de soluções.
Mas, aproveitando o embalo, deseja a Você e a todos os frequentadores do blog:

Natal de felicidade, sem mágoas no coração:
Natal com muita bondade, muito amor, muita candura;
Natal de tranquilidade, com carinho, com afeição;
Natal com muita amizade, muita paz, muita ternura.

Ano Novo auspicioso, com grande prosperidade;
Ano Novo dadivoso, com amor e compreensão;
Ano Novo venturoso, tornando realidade
Anseios preciosos, embalados com emoção.

Abraços para todos.

Carlos Valentim Filho - Joinville

Ari Zanella disse...

Colega Marcos Cordeiro,

Considero mínimas as chances de você vir a ser retaliado pela Previ, como sugere meu nobre conterrâneo Sérgio Inocêncio. Sinceramente a Previ não é nenhum ex-SNI, nem tampouco é filha da Ditadura (Dops). Ter um blog próprio, hoje, é a maneira mais democrática de disseminar opiniões e informações. Você não tem uma concessão (por ex. Rádio ou TV). Por conseguinte, desde que não haja agressão moral o outrem, nem que se utilize palavrões ou expressões de baixo calão, não há o que temer. Prossiga firme nessa jornada. Você tem muitos que o apoiam. Devemos temer somente a Deus e mais ninguém.
Um grande abraço a todos.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Cópia da "DENÚNCIA!" foi encaminhada ao Deputado Miro Teixeira, nesta data (18/12):

dep.miroteixeira@camara.gov.br

Anônimo disse...

Colegas,
É bom recordar o que o BB fez, e porquê, no balanço de 2008.

"A Resolução CGPC n.º 26/2008 veio esclarecer questões relacionadas à interpretação do direito das patrocinadoras e dos participantes aos recursos excedentes originados das contribuições (e de seus rendimentos) de ambas as partes. Segundo aquela Resolução, o excedente deve ser atribuído aos patrocinadores e participantes na proporção das contribuições efetuadas.

Foram impetradas por entidades de classe e associações ações judiciais que questionam a legalidade da Resolução CGPC n.º 26/2008, sendo que em algumas delas foi negado o pedido de liminar para suspender os efeitos da referida Resolução, e em outras, o pedido foi acatado. A Administração do Banco, baseada na opinião de seus assessores legais, entende que a Resolução CGPC n.º 26/2008 está revestida de legitimidade e que o judiciário pacificará o entendimento em relação ao direito e forma de divisão do superavit como definido na referida Resolução."

Estas considerações fazem parte do Balanço anual do BB. Espera-se da Diretoria, que,após o termino das ações judiciais, no minimo,cumpram o que escreveram para justificar o "sequestro virtual" de parte dos recursos da Reserva Especial.

Anônimo disse...

Colegas,

O Grito " ULO ", iniciado corajosamente pelo nosso COLEGA MARCOS, foi encaminhado para os dirigentes do BB,PREVI, ASSOCIAÇÕES, POLÍTICOS e etc... agora " DENUNCIA " enviada para a OAB, vamos aguardar retorno, mais se a justiça no Brasil não for feita, este cenário não pode continuar.

Somos + de 120mil cidadãos esclarecidos e inteligentes e estamos cada vez mais indignados e revoltados com o descaso com que somos tratados, estamos atentos e conscientes aos nossos direitos e nossa união está cada vez mais forte, não vamos parar enquanto a justiça não for feita.

Privilegiados não precisam tomar empréstimos como os + de 60% de nós fazemos, isso sinaliza que passamos por difilculdades financeiras, portanto uma manifestação pública deverá ser o próximo passo, acredito eu.

Se nada der resultado temos que procurar a justiça internacional, é uma questão de direitos humanos, deveremos acionar o Conselho Econômico Social e o Tribunal Internacional de Justiça, afinal crueldade tem limite, queremos justiça! queremos o nosso superávit!

A propósito Saddam Hussein foi executado pelo Estados Unidos por violar direitos humanos, de lado o exagero da comparação, nós também estão morrendo endividados tendo dinheiro por receber, travado por interesses diversos, isso também é ferir os direitos humanos.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Tripudiar é pouco!

ROMILDO GOUVEIA PINTO - Vejam com que cara de pau esse infeliz se dirige a nós: hoje estou no Rio, amanhã em Brasília, a partir de sábado, um mês de férias passando por Caruaru até Genebra (Suíça) - “Europa, França e Bahia” segundo seu apedeutismo. Um mês à custa do nosso voto que o elegemos por imposição da ANABB, enquanto desavisados, para sustentar-se em 5 cargos regiamente remunerados (que ele faz questão de enumerar “em ordem alfabética”: http://www.romildo.com/blog/?page_id=5 ).
- É proposital esse modo de informar sua ausência. Quer mostrar que é assim e quem quiser (ou não quiser) que engula. Temos que engolir.
- Temos, mas até quando? Não permitirei que essa figura seja esquecida.
- CANAEL nele!

Anônimo disse...

Coloega Marcos,
Nós merecemos ver isso, não é? Acreditamos demais na "inocencia" desses aproveitadores. Mas, vamos em frente, em busca de nossos objetivos.
Levando-se em consideraçao que "o que abunda não prejudica", porque não enviamos, também, a Denuncia ao Ministro Francisco Cesar Asfor Rocha, Presidente do Superior Tribunal de Justiça, responsavel pela Decisão Monocrática que manteve a suspensão da liminar, antes do transito em julgado.
e-mail: presidencia@stj.jus.br
Seria uma maneira de deixar Sua Excelencia, a par do que vem acontecendo, mesmo com a concessão da liminar, suspendendo a aplicabilidade da Resolução 26

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro.

Não sei de prestou atenção na mensagem de romildo gouveia. onde ele diz que ano que vem mudara o blog dando enfase a comentarios.

Bom ele vai voltar com toda a certeza renovado de suas longas e merecidas ferias, afinal são muitos cargos cumulativos. e acredito que com esse entusiasmo todo com certeza vai catalogar post para as proximas eleições ou então vai abrir espaço para seus apradinhados politicos.

Anônimo disse...

É Marcos por isso que digo sempre a PREVI é uma cabine de empregos.Acho que em 2010 "ROMILDO GOUVEIA" vai ser um dos novos contratados da nova e maior cabine de empregos do brasil PREVIC.

Anônimo disse...

Olha Marcos os Aposentados da Previ sempre tem o que merece mesmo,mas a culpa é sempre nossa por nunca ter atentado para os candidatos,chagava um comunicado da ANABB ou de outra qualquer olhavamos e votavamos em qualquer um. sem aumenos olhar propostas verificar o que de fato estes cidadões fizeram por nós.
De fato mesmo só a nossa ausência em nunca cobrar nada.
Eu sempre me responsabilizo pela falta de seriedade com que sempre levei tudo que era em relação a Previ,quando na ativa pensava que quando Aposentado teria uma vida digna,mas vejo que foi só ilusão,hoje não do conta nem de mi manter direito que dira ajudar meus três filhos,hoje pago minhas contas com obtenção de empréstimos em varios bancos e a cada dia pago mais e mais juros.tudo pela minha incompetência administrativa.
Parabéns Marcos,cada post disponibilizado vejo que sempre fui um inrresponsável por me deixar levar por qualquer coisa dita por falsos moralistas de plantão.
Amadeu Tamandaré Feira de Santana BA

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega 07:00
Orientação cumprida:

Excelentíssimo Senhor Ministro
Francisco César Asfor Rocha
Digníssimo Presidente do Superior Tribunal de Justiça.

- Temerosos de que os acontecimentos não se modifiquem com justiça, encaminhamos a Vossa Excelência o texto de denúncia formulada à OAB e AMB, encarecendo sua atenção para o que ali se contém ao tempo em que rogamos interceder junto aos Órgãos citados, no sentido de examinar as irregularidades apontadas dentro da normalidade que convier - sob seu insigne entendimento.

Respeitosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade – p/ www.previplano1.com.br
Endereço:
E-mail: marcosmca@yahoo.com.br

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

- Fiquemos de olho na futura formação da Previc para interferirmos, no bom sentido. Tão logo seja delineado o modo de preenchimento de cargos iremos à carga.
- Primeiramente exigindo a lista dos pré-qualificados para ocupação dos postos subordinados à nomeação política para submetê-los ao CANAEL (mediante denúncias a quem de direito). Depois exigindo que os editais para provimento por concursos não sejam excludentes como os da PREVI, etc. e tal. De se notar que essas colocações (por nomeação ou por concurso) servirão para o PT alicerçar sua plataforma política em 2010.
- Toda atenção será pouca! Como vêem, o CANAEL será de extrema utilidade no próximo ano: eleições para PREVI, CASSI, PREVIC, etc.
- Não se trata de cuidarmos de política – aspecto condenável pelo Blog - mas de defendermos nossos direitos, enquanto afetados por essas Organizações.

Anônimo disse...

Atenção colegas!

Este Romildo Gouveia era o único representante dos Conselhos da Previ que era pré-97, porisso o principal beneficiário do Renda Certa na Diretoria. Deve ter sido também o principal advogado da causa junto à Previ. É lógico que não faria isto sozinho, mas olho nele!

Anônimo disse...

OLÁ MARCOS.
Com a transformação da SPC em PREVIC a única coisa que vejo de diferente é a questão da taxa a ser cobrada dos fundos de pensão, porque a resolução continua valendo.
No meu modesto entendimento tanto os sindicatos como as associações nada fizeram pela não aprovação da mesma. Será que por saberem da existência do CANAEL e da vigília dos participantes do “PB-1”.Os dirigentes inoperantes não vão maciçamente trabalhar na nova superintendência melhor dizendo cabine de emprego?

Anônimo disse...

CGPC nº 26

Marcos Cordeiro
Em 29/09/2008 foi aprovada pelo Conselho de Gestão da Previdência Complementar a Resolução CGPC nº 26, que dispõe sobre as condições e os procedimentos a serem observados pelas entidades na apuração do resultado, na destinação e na utilização do superávit. As hipóteses que deveriam ser consideradas no cálculo da avaliação no caso de revisão do Plano de Benefícios são as seguintes
A- Adoção de Tábua de Mortalidade de Válidos AT-2000;
B- Resolução Adoção da Taxa Real de Juros de 5% ao ano.
Na data do dia 10/12/2009 o blog dos eleitos da previ, noticiou que a diretoria executiva havia proposto para a partir de janeiro de 2010,uma redução de 0,25 pontos percentuais na taxa de juros atuariais de juros do PB-1.
Minha pergunta é a seguinte:
Se o banco contabilizou parte das reservas que seria supostamente para a revisão dos benefícios do PB-1.e se com a obtenção da liminar pelo SIND-BAN não houve mais negociação de melhorias nos benefícios, a previ por ordem da mesma medida não teria primeiro que fazer o que a própria resolução diz ( A e B ) citados acima.
Não teria a PREVI mesmo em discussão no judiciário apartar das reservas o montante para esta revisão.Como o caso esta sobre decisão judicial a PREVI não teria a obrigação de depositar em juízo esta parte das reservas?
Quem sabe assim apressaríamos as coisas ainda mais.
Grato esta é minha dúvida, Maciel de Almeida Cuiabá-MT

Anônimo disse...

E por falar nos cargos da Previc,acho que a dona do outro blog com certeza tera sua vaguinha
garantida.
Publicar por favor.

Anônimo disse...

Colegas.

A Alta Côrte de Justiça é composta por magistrados de grande renome e alto grau de justiça social. Dentre os quais, ex-funcionários do Banco do Brasil. Creio que todos devem ficar cientes dos nossos direitos adquiridos ao longo dos anos de contribuição para a PREVI.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

NOTÍCIA RELEVANTE

DEPUTADO Gustavo Fruet apresenta Projeto para derrubar artigos da Resolução 26-CGPC:
http://afabbtup.blog.terra.com.br/

Marcos Cordeiro (André) disse...

A "DENÚNCIA" foi enviada ao Deputado Gustavo Fruet.

dep.gustavofruet@camara.gov.br

Anônimo disse...

Caro Marcos e colegas,

Acho que a PREVIC não deveria se chamar PREVIC, pois a marca PREVI nos pertence e na cabeça do povo haverá confusão com os nomes, cargos, salários e mordomias da nova entidade. Por que não manter SPC, e contestarmos o PREVIC no INPI-Marcas e Patentes, por causa da semelhança?
Com os agradecimentos por tudo que você tem feito por nós.

Abraços,
Lázara Rabelo

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Lázara.

- Creio que seria perda de tempo esse questionamento. O Termo PREVI é genericamente usado como abreviatura de Previdência. Muitas empresas o usam antecedendo o nome dos seus Fundos de Pensões. Em épocas passadas a nossa PREVI tentou embargar o registro do PREVI-Rio, sem sucesso. Ademais, a este agora foi acrescentado um “C”, creio que de CABIDE, o que não tem nada a ver com o nosso. Ou tem?

Ivan Rezende disse...

Uma semana para o Natal.Recebemos um presente, através de poema,do Carlos Valentim, coroando este blog de verdades, ousadia e determinação. É uma época de mais reflexão ainda. A entrevista do Sérgio Rosa, com muitos momentos de "risos", de quem está a um passo da Vale. A viagem do Romildo, espero que com a consciência tranquila, do dever cumprido. Dos conselheiros da Previ, em reunião de terça e sexta, para nada resolver. Do BB que necessita urgentemente de 5 bi, para cumprir suas metas e, de aposentados e pensionistas do Plano 1, que continuarão lutando para que, apenas, seja cumprido o regulamento, na melhoria dos benefícios.

Anônimo disse...

Colega Marcos e demais,

É sabido que vários colegas atravessam situação financeira complicada, abdicando de muitas coisas para promover o seu equilibrio orçamentário.
Há alguns anos atrás a PREVI suspendia o débito das prestações do empréstimo simples(por alguns meses) e nos dava um "folego".
Poder-se-ia reinvindicar a alguem que possa nos representar, que apresente uma proposta ao Conselho Deliberativo, para verificar a viabilidade de suspensão.
Nessa época de "vacas magras" isso cairia bem, pois contariamos com um "aumento" de receita.

Anônimo disse...

Olá Marcos Cordeiro,
proponho que todos os empréstimos simples sejam anistiados.
ANONIMO PORTOALEGRENSE

Pode publicar.

Anônimo disse...

Marcos,
agora sim,esta confirmada a sacanagem com os aposentados /pensionistas.Estao debochando da gente discaradamente!!!
Um mostra a sua vitalidade financeira,passeando com milhagens?outra a dona do blog diz não poder suspender os emprestimos pois acarreta aumento sgnificativo nos juros,superavit esta suspenso,patrocinador tem o voto de minerva e nós a cada ano ficamos mais velhos!!! esta conta nao bate?não é mesmo!!!.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Atenciosa resposta recebida do Deputado Gustavo Fruet:

"Obrigado Marcos pela mensagem. Vamos acompanhar a denúncia.

Feliz Natal e um Feliz 2010!

Gustavo"

Anônimo disse...

Cecília Garcez se revela:´

Anônimo disse...
Prezados colegas,

Lamento muito pelo que vou dizer. Mas está me parecendo que a Sra. Cecília reza pela mesma cartilha dos demais ditos representantes dos assistidos e, pior está usando este blog apenas e tão-somente para captar o sentimento das pessoas, haja vista que, apesar de todas as argumentações apresentadas, não fez nada de concreto em favor dos verdadeiros donos da Previ e, por consequência, do superávit. Reflitam, reflitam ... e tenham em feliz natal e um ano novo melhor.

18 de dezembro de 2009 00:53

:: Cecília Garcez :: disse...
Colega anônimo,
O que você faz ou fez para que essa situação mude? Se esconder atrás do anonimato e escrever besteiras aqui no blog? Isso é fazer alguma coisa? Eu tenho esse blog para ter um canal de comunicação com as pessoas que confiam em mim e no meu trabalho. Esse espaço foi criado para que as pessoas tenham um espaço para se colocarem e, também, para eu prestar contas de minhas ações. Se você não sabe, para se aprovar qualquer coisa na Previ não basta um voto, mas mais que a metade de gestores.

18 de dezembro de 2009 10:25

Viram a "gentileza" da referida Sra? Retirado de seu blog.

Anônimo disse...

C olega Marcos,
Estava verificando a aplicabilidade do projeto de Decreto Legislativo e deparei-me com algo novo (para mim). O artigo 59 da nossa Carta Magna estabelece a composição do processo legislativo, enquanto seu Parágrafo Unico diz que Lei Complementar disporá sobre elaboração, redação, alteração e consolidação das leis. Mais adiante encontrei a Lei Complementar 95 de 26 de fevereiro de 1998,que disciplina essa matéria. Seu artigo 12 estabelece como e quando essas Leis podem ser alteradas. Isto é, uma Resolução não pode alterar o texto de uma Lei Complementar. Esta só poderá ser alterada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo Presidente da República. A Lei complementar 109/2001, objeto de nossa Ação foi alterada por uma Resolução.
Com a palavra o Dr. Gustavo Fruet, excelentissimo Deputado Federal paranaense.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega anônimo - 09:04.

A integra do Projeto de Decreto Legislativo do Deputado Gustavo Fruet está disponível no site da AFABB-Tupã (SP):

http://afabbtup.blog.terra.com.br/

Anônimo disse...

Marcos,achavamos que 2009 seria um ano para comemoração,estamos a menos de uma semana para o natal e o que vemos é um completo marasmos,quem tem grana viaja para lugares pitorescos, quem não tem se arranja como pode.
Não vejo outra saída rapida para nosso caso, e acho que o melhor a fazer é ja no começo de 2010 engressarmos com varias ações do renda certa,cesta alimentação e porque não combrando o que reza a cartilha da previ, tres anos consecutivos de superavit.ja passou da hora de termos melhorias em nossos benefícios.
pra termina faço uma pergunta ao nobre colega.
Podemos em nossos estados emcaminar a denuncia disponibilizada como post para os parlamentares do nosso estado.
obrigada JACIRA LEMES.

Anônimo disse...

Marcos

O que pedimos é tão pouco em um universo de tantos bilhões.
Sera que um dia seremos ouvidos,meus problemas de saúde se agrava e creio não possuir tempo e nem disposição para tanto sacrificio,vou entrar com as ações já em 2010 para que se eu não receber ainda em vida meus netos possa usufluir deste meu direito.

Anonimo sem Esperanças!!!

PUBLIQUE-SE SE POSSÍVEL FOR FAVOR.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Jacira.

- Bem vinda ao "clubinho".
- Acho ótima idéia encaminhar a "DENÚNCIA" aos parlamentares dos seus estados. Para isso não precisa de autorização: todos os posts aqui publicados pertencem aos participantes. Podem fazer o uso que melhor se adaptar ao interesse de cada um.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Um adendo ao comentário acima: necessitando do texto em formato para impressão basta informar o e-mail. Será utilizado para esse único fim.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro colega “sem esperanças” - 12:47
- Ficaria muito feliz se pudesse lhe passar notícias concretas de que receberemos alguma coisa ainda este ano. Mas, mesmo parecendo utopia mantenho minha esperança – não que tenha informações privilegiadas, pois não há nada que eu saiba além do que lhes transmito.
- No entanto, nesta época de festas temos que extrair do espírito do Natal somente pensamentos positivos.
- Muito embora nossas agruras não se resolvam deste modo, ao menos poderemos olhar para 2010 com mais forças para sobrevivermos. Tenha paciência e confie em Deus. Tudo se resolverá, com certeza!

Anônimo disse...

AO COLEGA DAS 12:47
Quando o mundo diz,Desista, a esperança sussurra,Tente uma vez mais.
Se não houvesse esperança, não estaríamos lutando.
Os verdadeiros vencedores na vida são pessoas que olham para cada situação com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la
Colega Marcos tenho visto atentamente o quanto faz por todos nós,buscando conhecimento,atento aos fatos,enfim se cercando de bons profissionais,que estão a cada dia enrriquecendo com uma série de fatos verdadeiros traduzidos em muita informação.
Obrigado por trazer esperança a todos nós do PB-1 PREVI.
Aroldo - Luziânia -GO

rosalina_de_souza disse...

Colega Marcos,este comentário é para nosso amigo sem Esperanças das 12:47.
Esse blog tem sido o assunto para aqueles que buscam a esperança, é ótimo para quem gosta de verdades sem mentiras, são momentos de reflexão de pensar sobre a vida. Tenho uma frase que gosto muito.
“A maior prova de coragem é suportar as derrotas sem perder o ânimo?.
“Não existe mais próxima nem mais distante;
mais oculta e mais universal do que Deus”.
Uma dica, quando estiveres triste e pensar em desistir ou que não vai conseguir o que quer.Leia, pense e reflita nestas frases, que você irá enfrentar a vida mais feliz e de bem com a vida. E nunca pense que Deus não estar com você, seja nas horas difíceis ou de derrotas.
As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas elas apenas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
Todos juntos seremos capazes de mudar esta situação,quando vejo um comentário de pessoas trabalhadoras,que dedicaram suas vidas,não tiveram tempo para ver seus filhos crescerem ,tudo em nome do BANCO DO BRASIL,abdicaram de carreias maravilhosas,para serem honestos,pensando que no final da vida teríamos vida digna,puro engano,hoje se queremos alguma coisa temos que pedir, mas pedir a quem? Se todos estão somente preocupados com suas carreiras,costurando,tramando como vão prejudicar os mais de 123 mil trabalhadores do PB-1.
Mas o CANAEL e o WWW.PREVIPLANO1.COM .BR hão de mudar esta realidade,para a felicidade de todos nós participantes do maior fundo de pensão da America latina. “PREVI”.

Anônimo disse...

Torço pelo Colega Marcos Cordeiro, que tem um enfoque diferente dos Presidentes das associações e sindicatos,talvez pelo fato de não fazer parte do ramo( pra não dizer sujeira da). É isso aí a competência de algumas pessoas ao ocuparem os meios de comunicação que aí esta, é diretamente proporcional a incompetência de outras que a anos ficam discutindo,discutindo,discutindo,discutindo tostões e nunca conseguem fazer nada de marcante, seja no rádio, na net, na TV, nas ruas, enfim, no Brasil

Anônimo disse...

Muito legal!! Todas reportagens são super interessantes e todas nos chamam atenção pois são de assuntos variados!! Parabéns pelas incriveis e suspreendentes "DENUNCIAS" que aqui são postadas.

Marcos Cordeiro (André) disse...

O colega Raul Avellar nos premiou com oportunos esclarecimentos acerca do “Renda Certa”.

Devidamente autorizado repasso o e-mail recebido:

"Prezado Marcos Cordeiro

Somente hoje tomei conhecimento da DENÚNCIA constante do site PreviPlano1 e procurei repassá-la para meu grupo de
amigos. Desconhecia completamente aquela tabela contida no anexo que quantifica os beneficiários do 1o. lote liberado
para o Renda Certa e tratei de encaminhá-lo para os meus amigos que, também, a desconheciam. Ela nos esclarecem muitas coisas, embora deva ter havido cerca de 4000 acréscimos, além dos 8876 originais.
Poe exemplo: segundo a Revista Previ de fevereiro/2009 o Fundo Previdencial utilizado para pagar o 1o. lote foi de R$
R$253.612.000 - o que dá uma média de R$28.572,78 para cada um. Já o do ano seguinte (2008) o fundo utilizado somou R$33.143.000 para atender os 4000 que suponho tenham sido atendidos, equivalendo, então, a R$8.285,75 para cada um. Isto mostra quanto a menor foi pago ao 2o. lote, o que explicaria minha tese, segundo a qual, os que receberam depois não o fizeram com a cota patronal incluída.
Segundo ponto: daqueles 8876 - 7842 -receberam ao todo menos de R$99.999,00 e apenas 1034 receberam quantias maiores que R$100.000,00 , facilitando assim o acerto com a nova modalidade pretendida de calcular o Renda Certa,
qual seja o de descontar o que já foi pago antecipadamente aos já beneficiados.
Como você deve ter lido no e-mail que eu passei, há muito eu já havia calculado que essa nova fórmula de distribuição
do Renda Certa renderá para cada funcionário pré-97 cerca de 22 salários-benefício, descontando-se, apenas, os meses
que faltarem aos que não perfizeram as 360 contribuições até março/1997, por terem se aposentado com menos de 30
anos de serviço.
Quanto às explicações constantes da primeira parte da mensagem, elas serviram para demonstrar aos meus amigos as
desconfianças que eu lhes transmitia de que o Renda Certa foi uma imposição do Banco/Ministério da Fazenda, como
condição para que a Direção da Previ, majoritariamente (senão unânimemente) pós-97, legislasse em causa própria,
beneficiando quase exclusivamente estes nossos colegas - que tem todo o direito de lutarem pelos seus interesses -
mas que não pode continuar sendo 95% do Superavit para eles e menos de 5% para nós como tem acontecido.
Finalmente, a minha esperança numa rápida solução para a Distribuição do Superavit agora, foi a aprovação dessa
PREVIC, uma vez que fui informado que o governo só estava esperando a aprovação disso para resolver este problema
do nosso Superavit.
Desejando todo o êxito nesta sua empreitada - que também será nosso êxito - fico à disposição com um forte abraço
Raul Lima de Avellar e Almeida - 8.455.120-8 - posse no Banco 25/10/1958 e aposentado em 11/04/1990."

Anônimo disse...

Colega Marcos Cordeiro.

Que percentual dos funcionários do BB, englobando os em atividade e os
aposentados, entende, realmente, o significado dos assuntos
BENEFÍCIO ESPECIAL RENDA CERTA,
BENEFÍCIO ESPECIAL DE REMUNERAÇÃO E POR BENEFÍCIO DE
PROPORCIONALIDADE?

Anônimo disse...

Um grande abraço Marcos Cordeiro e espero que neste espaço possamos externar nossas aflições e opiniões de forma responsavel, respeitosa , mas direta.
Espero que este espaço aceite o debate construtivo e a divergencia de opinioes sem censura
Maciel de Almeida cuibá-MT

Anônimo disse...

Marcos e demais Colegas do Blog
Gente!! é sério!! vamos partir para formarmos nossa associação. Só seremos ouvidos em qualquer lugar através da representação. Uma coisa é representarmos dez, vinte, trinta… mil membros, outra é irmos de carona através de alguma associação que representa e aborda seus próprios interesses. Afinal somos quantos? quem de fato estaria disposto a participar da associação? dez mil? então, isso X R$15,00, já seria um bom início ou não? Pessoas com competência para tal temos.
Abraço a todos Sandra Rebeca.

Anônimo disse...

Colegas, desculpem ser repetitivo, mas não devo ser diferente, botem nas suas cabeças que a Anabb não quer nos ajudar. A Anabb é “pau mandado” do BB e da Previ ou não?.

Anônimo disse...

Marcos e Colegas,

Estou passando por aqui para dizer que tenho estado bastante ocupada nos ultimos dias, resolvendo assuntos particulares. Porem, na semana que vem volto a participar ativamente com comentarios no nosso blog - nesse aqui, ja que no outro, a maioria dos comentarios nao sao aceitos - .
Abracos,Lourdes Sinop-MT

AUTORIZADO A PUBLICAÇÃO.

Anônimo disse...

Marcos e colegas
Foge um pouco do assunto mas vou contar.E so mais um caso e que voces devem conhecer tambem.Meu irmao trabalhou a vida toda no BCN(Banco de Credito Nacional) que foi comprado pelo Bradesco.Ficou quase tres anos e o demitiram.Ele entrou com licença orientado pelo Sindicato do Rio,fazia as pericias de 6 em 6 meses,mandaram ele voltar a trabalhar quando estava quase completando dois anos licenciado.Ficou jogado na agencia sem lugar para ele.Ai entrou novamente de licença(um ano)voltou e esta ate hoje no Bradesco.No BCN ele tinha a FUndaçao Francisco Conde( a Previ deles),foram anos na justiça
negociando a devoluçao do que foi pago a Fundaçao.Em 2002 o Sindicato conseguiu que todos os ex-BCN recebessem o que lhes era devido.Foi uma grana muito boa, mas nao pagaram tudo.No inicio do ano(2009)conseguiram receber o que faltava.Foi dificil receber a segunda parte porque o Bradesco tentou enrolar,mas conseguiram.
Para eles foi dificil por causa do Bradesco, mas nao tinham o governo no meio.
Pode divulgar.

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Refiro-me à criação de decreto legislativo por parte do Exmº Sr. Deputado Gustavo Fruet, que pretende sejam sustados alguns artigos da malfadada Resolução 26 do CGPC, todos do interesse dos aposentados e das pensionistas do “PB-1” da Previ. No meu entendimento e s.m.j. foi a notícia mais importante que surgiu, em nosso favor, decorridos mais de doze meses de emissão e vigência dessa esdrúxula resolução. Penso que, a partir de agora, o nosso problema estará sendo cuidado, de forma isenta e bastante objetiva, na esfera dos poderes legislativo e judiciário, tendo em vista também as denúncias formuladas à OAB e à AMB. Aproveito a oportunidade para desejar a Você e a todos os frequentadores deste espaço um FELIZ NATAL E UM ANO NOVO COM MUITO MAIS DO QUE 2010 REALIZAÇÕES.
Jorge Antonio Martins Teixeira
Araruama (RJ)

Marcos Cordeiro (André) disse...

Maciel.

Você definiu bem o propósito do blog. Com a compreensão de todos a meta será cumprida.
Seja bem vindo!

Anônimo disse...

Marcos e pessoal do blog.

Às vezes fico me perguntando como será 2010 para nós sob o enfoque da solução do superávit. Como tudo na vida podemos olhar pelo lado negativo como pelo positivo. O que vai se aproximar mais do positivo ou negativo será os argumentos que tenhamos para justificar uma alternativa ou a outra. Pois bem vamos tentar fazer um exercício pelo lado positivo. A nosso favor temos o fato de que serão (até o final de 2009) três exercícios consecutivos de superavit e pela atual legislação tem que haver um destino ao mesmo em 2010. Outro ponto importante é que o ano de 2010 é de eleições e NÃO acredito mas NÃO ACREDITO mesmo que o atual governo vai querer 121.000 pessoas (participantes da PREVI) mais uma média de quatro familiares próximos por participante (4 X 121000 = 484000) mais uma média de três amigos e/ou demais parentes ( 3 X 121000) = 363000) ou seja, no total: 968.000 pessoas (no mínimo) votando contra em outubro de 2010. Seria, no mínimo, um ato nem um pouco inteligente. Por isso acredito que deverá vir alguma proposta. O único detalhe é que ela deve vir no momento que julgarem mais propício. Fora isto contaremos com a boa vontade dos políticos, órgãos públicos e organizações (como OAB) que estam recebendo as mensagens BRILHANTEMENTE encaminhadas pelo Marcos e outros colegas para que possa ser debatido e que venha ao conhecimento público o que esta acontecendo.
Pelo lado negativo temos que começar a nos preparar-mos para judicialmente contestar a futura contabilização do BB em cima do superávit de 2009 porque esta vai estar incorreta. Se ele já contabilizou parte do superávit de 2008 este valor deve ser descontado da sua parte de 2009 (não estou afirmando que concordo que o superávit deva ser dividido) e acho que isto não vai acontecer. Vai querer a metade do superávit de 2009.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros Colegas.
- Para conhecimento de todos transcrevo mensagem recebida do Colega Luiz Kyoshi Taniguti:

Caro Marcos,
Tomei a liberdade de encaminhar a denúncia constante do blog para o deputado estadual de São Paulo, pelo PDT, Rafael Silva, aposentado pelo Banco do Brasil em razão de ter perdido a visão, e que tem como base eleitoral a região de Ribeirão Preto-SP. Conforme o site da Assembléia, tem como área de atuação o Banco do Brasil e Deficientes.
Copiei inclusive o seu texto utilizado para o encaminhado da denuncia a outros parlamentares, com pequenas adaptações.
Um abraço

Ao
Deputado Estadual Rafael Silva

Excelentíssimo Senhor

Na condição também de aposentado do Banco do Brasil, e associado da PREVI, deve estar acompanhando as dificuldades que vem sofrendo a maioria dos colegas, que estão sendo injustiçados no processo de utilização do superávit da PREVI.
- Imploro à V.Excia. o extremo ato de bondade em partilhar da nossa indignação, buscando os meios ao seu alcance para um desfecho que atenda também a maioria dos aposentados injustiçados no processo.
- Esse texto foi publicado no Site www.previplano1.com.br , abaixo transcrito, coordenado pelo colega Marcos Cordeiro de Andrade, e encaminhado à OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros, nesta data.
- Contando com sua costumeira e inestimável ajuda à causa dos aposentados do Brasil, agradecemos antecipadamente pelo atendimento a este pedido, feito em nome dos 123.000 assistidos do Previ Plano 1, da PREVI.

Aproveito a ocasião, agradeço e retribuo os votos de um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.

Luiz Kyoshi TAniguti - aposentado do BB.

Anônimo disse...

Senhores,

Pelo que vejo nesse blog o assunto "Furto qualificado nos fundos de pensão das estatais" não é novidade para todos.
Mas vejo também que ainda "engatinham" no assunto. Há muito para saber e sugiro a consulta no site "www.abraprev.com.br".
Inclusive a ABRAPREV pode ser o que estão procurando, pois não precisam fundar uma associação. Ela já existe e é atuante na defesa dos participantes dos fundos de pensão das estatais.
Vocês ficarão surpresos com tudo que encontrarão lá. Por isso digo que estão "engatinhando" no assunto.

ARY TAUNAY FILHO disse...

É BOM SABER A VERDADE !

Nas idas e vindas da história dos fundos de pensão das estatais, principalmente a PREVI, muita coisa aconteceu e muita coisa mudou desde a fundação em 1967.
A finalidade inicial era simples: Apenas fazer uma poupança para cada funcionário do BB, para que quando se aposentasse o INSS pagasse sua parte e a Previ complementasse o restante, permitindo com que o aposentado recebesse o mesmo salário dos funcionários da ativa.
Simples não?
Pois é, mas acontece que o bolo foi crescendo, crescendo e como não podia deixar de ser, despertou a cobiça da classe mais podre do Brasil: OS POLÍTICOS.
No início da década de 90, até o PDV de 95, o BB estava literalmente falido(quem estava lá lembra). O Governo FHC não queria mexer no caixa do Tesouro Nacional para sanear o BB, porque isto comprometeria o Plano Real, que estava sendo implantado.
Então surgiu uma idéia brilhante, fantástica, inovadora e salvadora: “VAMOS ROUBAR O DINHEIRO DOS FUNCIONÁRIOS DO BB E SANEAR O PRÓPRIO BANCO, AFINAL É GENTE APAIXONADA PELO BB, QUE SE DISSERMOS QUE ESTARÃO FAZENDO UM SACRIFÍCIO SUPREMO PELA INSTITUIÇÃO, VÃO CAIR NA CONVERSA E FICAMOS COM O DINHEIRO DELES.”

Assim surgiu o PDV de 1995. Todos éramos colegas, todos fizemos o mesmo concurso, todos lutaram lado a lado para fazer um BB de respeito pelo interior do País e milhares deixaram a instituição acreditando no engodo de FHC. Muitos aderiram ao PDV, mais muitos mais foram sumariamente demitidos, até que em dezembro de 1997, aquilo que lhes foi roubado na rescisão de contrato com a Previ, atingisse o valor necessário para que a própria Previ entregasse ao BB quase 11 bilhões de reais e salvasse a instituição da falência, sendo que 5 bilhões foram de presente por conta do pagamento dos aposentados pré-67, que o BB vinha pagando de seu caixa(na verdade a turma que não se associou à Previ quando foi criada). Os outros quase 6 bilhões foram emprestados ao BB, com juros módicos e prazo de pagamento em 32 anos.

Que barbada não?

Com o dinheiro de quem?

É triste, mas vou dizer. Foi com o dinheiro roubado dos demitidos. De colegas tão colegas como os que lá ainda estão, preocupados com a própria sorte, mas que lamentavelmente se esqueceram dos 40.000 demitidos, desesperançados, desgraçados por FHC, que tiveram suas contribuições confiscadas para manter o BB, que hoje paga o salário de quem está lá.

No momento em que se acirra a discussão sobre “De quem é o superávit”, ninguém lembra quem contribuiu durante tantos anos e foi chutado para fora com meia dúzia de tostões no bolso e uma família para sustentar.

Creio que é chegada a hora do funcionalismo do BB botar a mão na consciência e aliar-se a nós, que já estamos nessa luta por vários anos e sabemos o que se passa antes que o patrimônio todo seja consumido pelos corredores das negociatas do Congresso Nacional, do Palácio da Planalto e nos cantos obscuros da politicagem suja do Brasil.

Cuidado, ou não sobrará nada para ninguém, apenas para eles.

ARY TAUNAY FILHO disse...

Vejo alguns comentários sobre "dilapidação" do patrimônio da Previ, tipo Costa do Sauípe e tantos outros.
Isto é constrangedor, poucos falam, poucos sabem, principalmente como acontece "a coisa".
Primeiro temos que ter a exata dimensão do que significa 40 ou 50 bilhões de reais e confesso que até eu tenho dificuldade para entender, mas uma coisa é clara: Mexer em alguns milhões, vejam bem, são necessários MIL MILHÕES para dar UM BILHÃO(apenas UM). Então algumas MEGA SENA não farão falta.
Com essa mentalidade é que eles "mexem" e ninguém dá bola, pois ainda sobra muito. Mas até quando vai sobrar? Será que quem está entrando hoje no BB vai conseguir se aposentar pela Previ? Será que até lá vai ter sobrado alguma coisa? Ou a ganância de um bando do inescrupulosos e aproveitadores vai ter acabado com tudo? Vamos chorar onde? Quem vai nos ouvir?

O grande problema é que a cobiça despertada sobre tanto dinheiro não deixa um pingo de vergonha na cara da politicalha brasileira.
O golpe é simples e velho.
A Previ compra alguma coisa podre. Investe lá muitos milhões(do nosso dinheiro). Depois diz que "problemas de mercado" atrapalharam o negócio e vende por meia dúzia de tostões, para alguém que já estava esperando desde o início, apenas que a Previ deixasse o negócio justinho a custa do nosso dinheiro.
Nesse caminho tortuoso todo mundo se lucupleta com o nosso dinheiro, pois na verdade grande parte do investimento feito ao longo do tempo, antes da venda, é desviado para "bolsos conhecidos", para caixa 2 de campanha e para algumas contas no exterior.
Pronto, assim a festa está feita e depois que ficarmos sem nada, corremos para o judiciário tentando buscar de volta o que nos "levaram".
Mas qual judiciário? É isto mesmo, o judiciário que foi nomeado pelo Governo para julgar nossas ações contra o Governo, porque todo esse dinheiro serviu para colocar no poder a turma que nomeou os Ministros das Cortes Superiores.

Quanta podridão hein!

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros Colegas.

Acessem o post "Resposta a um Ex-colega", de hoje, 03/01/2010.

e o comentário abaixo:

- Acho impressionante o cabotinismo de certas pessoas. É muito tranqüilo, e fácil, se debruçar sobre determinado assunto e dedicar horas, dias e até semanas para elaborar um texto eivado de detalhes técnicos e minúcias rebuscadas. Detalhes esses conseguidos à custa de pesquisas e consultas a arquivos para depois, com tudo pronto, jogar em cima de um despretensioso Blog, que tem na dinâmica da comunicação o suporte de sua credibilidade. E o pior é quando essas interferências vêm taxando os participantes de ignorantes.
- Aqui deixo uma afirmação: quem se arvora de profundo conhecedor usando falsos conhecimentos é mais ignorante do que aquele que faz as perguntas, querendo aprender.

G Giongo disse...

Prezado Marcos,
Voce recebeu mais algum retorno de sua denuncia exemplar, alem daquele do nobre deputado Fruet?
Ao ensejo (embora atrasado), estamos reproduzindo seu excelente texto para mais de 20 e-grupos BB.
Parabens pelo conjunto da obra e um
Abraco fraterno.