segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A Garota do Censo

Caros Colegas.

Está se tornando perigoso escrever sobre o PB1. Não se pode mais dizer “nós” nas tentativas de alertar autoridades para os buracos que ratos estão fazendo no “nosso” queijo. Sempre aparece quem diga que não passou procuração para defendê-lo.

É só alguém publicar um manifesto, uma carta ou mesmo um bilhete endereçado a algum intocável para a gritaria ser grande. As suscetibilidades feridas são muitas, e os atingidos não se fazem de rogados ao alfinetar os pobres diabos que tentam fazer alguma coisa com a arma de que dispõem.

Mesmo que esta arma seja a mais eficaz de toda a história moderna para combater dirigentes inescrupulosos e omissos, ninguém está livre de ser atacado duramente ao usar a palavra escrita, seja onde for e na defesa do que quer que seja. Até mesmo os inocentes Blogs de cunho específicos passaram a ser alvo da sanha dos atingidos.

Todo conteúdo deverá passar doravante por uma finíssima peneira que filtre as conotações comparativas, somente permitindo a passagem do superficial. Assuntos como política, religião, futebol, raça, ideologia são tabus, mesmo que mencionados aleatoriamente. As citações não poderão mais conter frases como ‘Graças a Deus’ porque alguém virá contestar em nome dos ateus. Não se poderão citar vultos da história por suspeição: ou são anarquistas, ou materialistas, exterminadores, comedores de criancinhas e “otras cositas más”. Nomes de políticos então, nem pensar: estaremos enaltecendo partidarismos ou fazendo campanhas publicitárias. Times de futebol também engrossam a lista, porque retratam a alma do brasileiro. E o que nos sobra é muito pouco – ou quase nada.

Faz parte da estratégia de convencimento de quem defende teses apelar para reforços de linguagem com citações, exemplos, ditos ou frases de efeito. Mas nos Blogs isto deve ser evitado, pois os vigilantes de plantão estão atentos para rebater qualquer coisa que se lhes afigure ofensiva. E para eles isso é um mundão de coisas.

Ontem recebi em minha casa a Garota do Censo que, já início de noite, polidamente pediu permissão para a abordagem, desculpando-se pelo inconveniente do horário. Com prazer a recebi e atendi ao que vinha. Muito simpática e polida me fez as perguntas de praxe, corriqueiras, e respondidas sem inconvenientes, sem observações desnecessárias. Estranhei que no corpo do questionário não constaram certas conotações básicas: religião, ideologia e futebol como preferências do entrevistado. Entendo agora que estas coisas não interessam ao governo, pois de nada adiantam para o bem estar do povo, na sua visão. Às autoridades somente interessa saber quantos somos, assim como ao pecuarista basta conhecer o número de suas cabeças. Deve estar provado aí que isto é assunto de somenos importância, pois dele os Blogs já cuidam para atacar freqüentadores.

Ficou difícil pedir providências para defender necessidades básicas de participantes do PBI (note-se que escrevi “de participantes” e não “dos participantes” – é perigoso querer defender a coletividade). Itens como realinhamento do Empréstimo Simples, distribuição do superávit, voto de minerva, mudança de estatutos e outros não parecem ser unanimidade.

Se forem endereçadas cartas a Senadores há reclamações; a lista contém nomes de “traíras” ou peca por omissão, estando incompleta. Carta ao Presidente Lula também desagrada; a linguagem usada é forte e desrespeitosa ou é muito branda, fraca em contundência verbal. Dirigir-se aos Eleitos também desagrada; estão lá graças ao nosso voto e devem ter vergonha na cara e cumprir as promessas de campanha; ou devem ser tratados com mais respeito e bajulação, afinal nos representam dignamente.

Então, fazer o que?

Devo esquecer ao que me propus e passar a agir egoisticamente?

Devo usar o Blog para uso próprio na defesa dos meus interesses e abandonar todos aqueles que em mim confiam?

Devo dar ouvidos aos magoados com o que escrevo e deixar de falar em nome de todos os aposentados e pensionistas iguais a mim?

Será que terei que escrever cartas usando apenas o pronome EU? Vejamos como ficará aos olhos de quem leia pedidos nestes termos:

Senhor Presidente da República:
Peço que diga ao Banco do Brasil para não meter a mão no meu dinheiro que está na PREVI...

Senhor Senador:
Cumpra o dever de honrar o voto que lhe dei e diga na tribuna para a PREVI pagar a parte do superávit que me toca...

Manifesto à Nação:
Eu, Marcos Cordeiro de Andrade, quero que conheçam minha situação de penúria como participante do Plano de Benefícios n° 1, da PREVI, pois fui funcionário do BB e hoje ganho pouco para sobreviver...

Carta à FAABB e às Associações:
Sei que já fazem muito por mim, pelo que sou agradecido e nada tenho a reclamar, mas será que poderiam dar um jeito de melhorar, ainda mais, minha qualidade de vida?

Será que funciona, ou devo esquecer os melindrados e tocar o barco?

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 23/08/2010.

101 comentários:

José Luiz disse...

Colega Marcos,

Nem Jesus Cristo conseguiu agradar a todos, entretanto, faça como Ele:
Continue defendendo os "sem voz". Com certeza, Ele está vendo a nossa luta e ela é justa.

Ivan Rezende disse...

Marcos, "AS 100 MELHORES EMPRESAS PARA TRABALHAR...Aprovadas pelos próprios funcionários" a reportagem de capa da revista Época destaca, além das outras 97 empresas, os Bancos Votorantim, Bradesco e Itaú. Em outros tempos certamente que o Banco do Brasil estaria figurando no topo desta lista. Infelizmente há muito que o BB desagrada aposentados e o pessoal da ativa, à exceção destes críticos de plantão.
"Nenhum lambari é mais importante que uma usina". Isto foi dito pelo Presidente Lula ao defender a construção da Belo Monte. " Há infindáveis controvérsias e uma só certeza: a usina é dispensável", escreveu o articulista de um jornal de hoje, sob o título BELO MONTE E ARU, O SAPO. Certamente que os críticos de plantão estão com o Presidente.

Marco Antônio disse...

Estimado Marcos,
acredito que, nesta hora, é importante lembrar que todos os associados e frequentadores do blog tem um interesse em comum: a preservação e boa gestao da PREVI,com reflexos positivos para seus aposentados e pensionistas.
Nessa luta, sempre haverá divergencias quanto aos meios empregados e sempre haverá opiniões contrarias.
Vamos em frente.

jaym Vaasconcellos disse...

Estimado colega Marcos Cordeiro

OBRIGADO...MUITO OBRIGADO..POR ME DEFENDER....ESPERO QUE VOCE CONTINUE A FALAR E ESCREVER POR MIM,APOSENTADO DO BB ...AGRADEÇO QUE DEUS O PROTEJA .
OS CACHORROS LADRÃO >>>E A CARAVANA PASSA

MEUS ESPEITOS
Jaym Vasconcellos
matr. 4673080-x

Anônimo disse...

Prezado Marcos, não desanime e vamos em frente, todos nós, sócios da AAPPREVI, temos muita confiança em você. Nao desista.Abraços Mariano Branquinho.

RAVACCI disse...

Senhor Marcos Cordeiro de Andrade,

Venho, por meio desta, solicitar encarecidamente que continue a falar em meu nome, defendendo o meu dinheiro que está na PREVI não deixando que ele passe às mãos de larápios.

Pelas suas providências antecipadamente agradeço.

Obs.: se para o cumprimento da procuração que estou lhe passando você tiver que falar de futebol, religião e política, pode fazê-lo - só peço que não fale mal de minha mãe.

Um grande abraço e força.

Anônimo disse...

Colegas,

Este Brasil precisa de mais PESSOAS como o Marcos.

Deveremos formar fileiras para a próxima eleição da PREVI, para eleger o Sábio Marcos, ao cargo de Diretor de Seguridade.
Anônimo

Rogério Luiz Carvalho disse...

Prezado amigo Marcos,eu gostaria de saber o seguinte: Quem fez mais
pelos participantes do pb1 em tão pouco espaço de tempo ? Gostaria de deixar esta reflexão para os colégas blogueiros, e dizer que nós como pessoas humanas não somos perfeitos, mas devemos procurar melhorar cada vez mais na nossa vida, principalmente no sentido de amar mais os nossos irmãos, e posso te afirmar que tudo que tens feito no blog e junto a Aapprevi, está com indices de aprovação de
quase cem por cento. Não esmoreça e continues no caminho em busca dos nossos objetivos. Rogério.

Rogério Luiz Carvalho disse...

Prezado amigo Marcos,eu gostaria de saber o seguinte: Quem fez mais
pelos participantes do pb1 em tão pouco espaço de tempo ? Gostaria de deixar esta reflexão para os colégas blogueiros, e dizer que nós como pessoas humanas não somos perfeitos, mas devemos procurar melhorar cada vez mais na nossa vida, principalmente no sentido de amar mais os nossos irmãos, e posso te afirmar que tudo que tens feito no blog e junto a Aapprevi, está com indices de aprovação de
quase cem por cento. Não esmoreça e continues no caminho em busca dos nossos objetivos. Rogério.

Anônimo disse...

Marcos,

Confio plenamente em tudo que voce representa para os aposentados da Previ, endôsso todos os posts que escreveu até agora e concordo com todas as correspondências que encaminhou em nome da AAPPREVI, voce sempre relatou tudo exatamente que passamos e pensamos com muito discernimento, coragem e inteligência, tem minha procuração para falar em meu nome, sim! Caso voce pare nos deixará MUDOS.
Joana

mauro - divinopolis disse...

Marcos, quando me associei a AAPPREVI foi pela confiança passada por você. Reforço, agora, a minha confiança e SIGAMOS em frente.

Abraço,
Mauro - Divinopolis (MG)

Paulo Beno disse...

Caro Marcos,
Continuamos em frente, na luta, pois o PB1 é NOSSO, assim como o patrimônio do PB1 é NOSSO, por isso TODOS NÓS, participantes do Plano 1, nos orgulhamos da luta que praticamos na NOSSA APPREVI !

Parabéns e, AVANTE !!!

Anônimo disse...

Colegas,
Será que desta vez mo ES sairá?
O site da ANAPAR, cujo vice- Presidente é o nosso Diretor de Seguridade, divulgou hoje, o que todos já sabiam:
MAU DESEMPENHO DA BOLSA AFETA GRANDES FUNDAÇÕES

Acredito que isso fará com que acredite mais nos investimentos de
Renda Fixa.
Empréstimo a aposentados da Previ não tem risco, tem retorno garantido e rentabilidade assegurada pelas instruções.

jander disse...

Prezado Marcos, tens todo meu apoio.
Como comentário acima passo-lhe procuração para defender-me com a veemência que vens fazendo.
Obrigado e força.

rosalina_de_souza disse...

Caro Presidente Marcos Cordeiro
No Brasil tudo pode, o poder e as leis são consumidos pela ganância dos governos pela soberba dos que ocupam cargos públicos.
Cheguei hoje em minha casa, após a perca de um irmão, vítima de um acidente trágico no Estado de Mato Grosso, onde para se socorrer uma vítima com traumatismo e politraumatisco demora-se cerca de 3 horas e meia até se chegar ao hospital mais próximo com equipamentos capazes de fazer viver um ser humano, ou um qualquer na imensa fila de espera.
O que podemos esperar deste país que nós rouba, manipula, envergonha uma classe trabalhadora, nós participantes do PB-1 fizemos poupança, para hoje na melhor idade, pedir implorar um simples realinhamento de empréstimos, ou sermos humilhados pela falta de vontade do mandatário de plantão, verdadeiros carniceiros que vivem a custa da miséria do povo brasileiro.
Ainda somos uma classe de “privilegiados” porque temos a coragem de denunciar, cobrar, requerer das autoridades o cumprimento das leis.
Mais pelo comodismo de muitos, pelas cestas básicas recebidas, pelas migalhas oferecidas muitos senhores e senhoras que se vendem por qualquer coisa, pelas inúmeras bolsas disso e daquilo a população fica refém do descaso, na saúde, na educação, na segurança.
Marcos Cordeiro, continue cobrando, requerendo, se indignado com as mazelas praticadas, nossos dirigentes enxergam maneiras de não pagar o que é devido a aposentados e pensionistas do PB-1, mais essa farra vai acabar é tenha a certeza é com a nossa união, com a nossa força, com o nosso espírito de solidariedade que vamos mostrar que não estamos mortos, estamos bem vi vos e atentos para requerer aquilo que é nosso por direito, se não fazem acordos, vamos requerer pelas vias judiciais, mais não podemos mais ver o tempo passar e ver as leis deste país serem jogadas na lata de lixo.
Precisamos mais do nunca brigar por aquilo que é nosso, é inaceitável ver o tamanho descaso praticado contra um grupo de 121 mil famílias e nada se poder fazer de fato e de verdade.
Atenciosamente
Rosalina de Souza
Matrícula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Colegas,


Vou solicitar aqui e agora para que iniciemos uma campanha, de lançamento das candidaturas de Marcos, de Isa e outros, como Gilvan, Valentin e mais, para as próximas eleições da Previ.

Anônimo

Plinio disse...

Prezado Marcos,
De minha parte só tenho palavras elogiosas acerca do trabalho dispendido até agora. Mantenha a fé.
Abraço.

Anônimo disse...

A FAABB está anunciando um evento em Uberlandia, no dia 1º de setembro, envolvendo CASSI e PREVI, com assuntos que nos interessa e muito ( Renda Certa, Superavit, etc). Contará com a participação dos Eleitos, e do Diretor de Seguridade Sasseron.
Será que chegou nossa hora?????????????

Plinio disse...

Em se confirmando o evento de Uberlância citado pelo anônimo das 08:00 e a presença dos ilustres, seria interessante a presença de um grande número de interessados e uma pauta de perguntas, além da sugestão de gravarmos o encontro.

Anônimo disse...

Colega de 08:00,chegou nossa hora sim......de infartar,de ter um avc ou qualquer doença grave.Se depender deles estaremos todos mortos.E muita palhaçada, eventos com dia e hora marcados para discutir o que ja nao se aguenta mais.Mais sensacionalismo e tudo para mais e mais para frente, agora e dia 1 de Setembro,depois Outubro e ai vai chegar 2011 e nos OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.
Faab = Anabb.E so enrolaçao!!!!!
Me poupe.
Publicar.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

À FAABB

Excelentíssima Senhora

Isa Musa de Noronha

Presidente da FAABB – Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil.

Prezada Senhora,

Decorridos cinco dias do envio da correspondência abaixo, com seu anexo versando sobre a união das Associações do gênero em que nos incluímos (todas filiadas a essa Entidade), vimos respeitosamente indagar o que se oferece a respeito.

Pedimos notar que, no nosso entendimento, há necessidade de todos prestarmos contas a essa Federação dos trabalhos desenvolvidos em cumprimento aos Estatutos que nos regem, primando pela informação tempestiva dos acontecimentos que protagonizamos.

De igual modo, devemos ter em mente que a recíproca deve ser respeitada e, assim sendo, faz-se necessária a participação cooperativa no sentido de mantermos nossos associados inteirados de tudo que acontece no seio das associações, visto que nada deve fugir ao seu conhecimento porque deles emana nossa razão de ser.

Vale lembrar que permanecemos curiosos por saber tudo que ocorre relativamente ao realinhamento do Empréstimo Simples e Distribuição do Superávit da PREVI, que seja do seu conhecimento.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo
AAPPREVI – Associação dos Aposentados e Pensionistas da PREVI

===================================
À

FAABB - Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Prezada Presidente

Isa Musa da Noronha

Respeitosas Saudações,

Encareço-lhe analisar o texto anexo e, se de acordo com a proposta, faça dele o uso que melhor lhe convier.

Gostaria que partisse da FAABB a iniciativa de levar ao conhecimento das afiliadas o contido na mensagem, tentando obter opiniões a respeito.

Ficar-lhe-ei grato, também, se do resultado nos der conhecimento.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Anônimo disse...

MARCOS e pessoal,

bom em primeiro lugar tu respondeu ao questionário simplificado do Censo, nADA DEMAIS, eu tambem fui agraciado com o mesmo questionário e perguntei ao garoto q aqui veio e ele gentilmente esclareceu.
quanto ao outro detalhe: normalmente a gente se associa aos que pensam e se manifestam da mesma forma que a gente, e assim entendo que quem se tornou socio da AAPPREVI, realmente o fez por se identificar com a mesma e com os pensamentos de pelo menos a maioria que se manifesta no blog.

e assim caminha a humanidade.


sergioinocencio

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Isa Musa.

Recebí sua mensagem, sim, assim como tenho recebido todas, mas em caráter particular. Preciso dar respostas aos nossos sócios. O que me mandou, e que consta no site da FAABB não diz muita coisa. Mais parece um encontro para o "álbum de Família". Creio que estão gastando dinheiro com passagens sem uma razão definida. São encontros e mais encontros sem resultados praticos. Continuo afirmando que mais parece desfile de vaidades, ou de vaidosos, que sentem necessidade de permanecer em evidência. Reunem-se pessoas demais para resolver pouca ou nenhuma coisa. O que quer que eu diga aos nossos associados?
Analise o texto enviado e verá que tenho razão. Ali consta o mesmo desfile de personagens, mas nada de concreto é informado, smente declarações de "amor à pátria".

Saudações,

Marcos Cordeiro.

----- Original Message -----
From: isamusa
To: 'Presidência - AAPPREVI'
Sent: Monday, August 23, 2010 1:34 PM
Subject: RES: Pedido de esclarecimentos


Prezado Marcos

Mas, tão logo abri sua mensagem original, fiz alguns reparos ao texto e lhe respondi. Ao abrir, imediatamente depois, o site de seu blog, vi que a mensagem original já havia sido postada e de conhecimento de todos, inclusive das Associações e assim não mais caberia adendos. O entanto, eu o cumprimentei pelo texto, pois considerei um apaixonado apelo à união. Quanto ao andamento das tratativas acerca dos temas superávit e empréstimo simples, já divulguei a todas as Associações o encontro que tivemos no último dia 18 de agosto com a diretoria eleita da Previ. Você também não recebeu aquela mensagem? Está, inclusive, na página da FAABB na internet. Parece que minhas mensagem não estão chegando ao seu e-mail. Queira confirmar, por favor.

Atenciosamente

Isa Musa

Anônimo disse...

Marcos,

Nem todos os humanos tem a objetividade igual a sua.

Devemos ter um pouco de paciência, para selar a união das reivindicações, de agregar todas as entidades do bem.
Continue na luta.
Abraço
Anônimo

Isa Musa disse...

Prezado Marcos,

Respondi apressadamente porque o fiz pelo celular, pois não gosto de deixar nenhuma associação sem resposta. Fui ao Rio por razões pessoais que não vem ao caso, mas compareci ao almoço mensal da AAFBB e lá, com a confirmação de que a diretoria eleita iria nos receber, fomos a Previ, na companhia dos eleitos Célia e Aldo, além do Gilberto. Pode parecer pouca coisa, mas jamais outras diretorias eleitas da Previ manifestaram qualquer atenção para com as associações de aposentados. E essa atual Diretoria, além de nos receber, se compromete a forçar a solução para a questão do superávit e para o aumento do empréstimo simples. Sei que a falta de resultados práticos e rápidos é irritante e a mim também angustia, mas você pode acreditar que estamos fazendo o possível e não digo “eu estou fazendo”, mas nós, pois os eleitos têm conhecimento de todas as reclamações de seu blog, de outros blogs e grupos de internet e de várias cartas das Associações e de colegas. Eles estão se sentindo pressionados e disseram que os temas são prioridades. Veremos. Quanto ao o que dizer aos nossos filiados, a verdade. Devemos sempre dizer a verdade e essa é o que digo agora a você: a solução para o superávit e empréstimo simples está nas decisões dos indicados pelo Banco em conjunto com os eleitos. A promessa, o compromisso que ouvimos dos eleitos é que estão pautando os temas tanto na diretoria quanto nos conselhos.

Caro Marcos, jamais me pautei por vaidades ou por encontros de álbuns de família. Mas sempre estarei disposta a ir em tantos encontros que abrirem as portas para falar sempre a mesma coisa, brigar sempre pelas mesmas coisas. Um conhecido meu repetia sempre que no fim tudo dará certo e se ainda não deu certo é porque ainda não é o fim. Então não podemos desistir jamais.

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha



Prezada Isa Musa.

Recebí sua mensagem, sim, assim como tenho recebido todas, mas em caráter particular. Preciso dar respostas aos nossos sócios. O que me mandou, e que consta no site da FAABB não diz muita coisa. Mais parece um encontro para o "álbum de Família". Creio que estão gastando dinheiro com passagens sem uma razão definida. São encontros e mais encontros sem resultados praticos. Continuo afirmando que mais parece desfile de vaidades, ou de vaidosos, que sentem necessidade de permanecer em evidência. Reunem-se pessoas demais para resolver pouca ou nenhuma coisa. O que quer que eu diga aos nossos associados?
Analise o texto enviado e verá que tenho razão. Ali consta o mesmo desfile de personagens, mas nada de concreto é informado, smente declarações de "amor à pátria".

Saudações,

Marcos Cordeiro.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Refiro-me a comentário do dia 23.08.2010, às 05:32hs, postado por um colega anônimo por sob o post “Associação de Todos”. Transcrevo a seguir o que ele disse de maneira bem simples e direta: “Nada de superavit e nada tb de aumento do empréstimo simples para 2010. Essa é a dura verdade, mas ninguém ousa falar”!!!!. O seu comentário de 23.08.2010, às 09:57hs, mais acima, vai totalmente ao encontro da opinião daquele anônimo que, diga-se de passagem, também coincide com a minha. Nesta altura das tratativas e diante da imensa expectativa criada junto ao conjunto dos associados, principalmente os aposentados e as pensionistas, chamar o “Homem da Seguridade” para ir até Uberlândia discutir o relatório anual da Previ referente ao exercício de 2009 é no mínimo falta de imaginação. Quer-nos parecer que estão fazendo “escada” para que alguém previamente designado suba no “palanque” e deite falação que, como todos sabemos, não vai nos levar a lugar nenhum. Só espero que não se repita aquele fiasco recente que envolveu os associados do “PB-1” há dois anos atrás, mais precisamente em ago/2008, que foi a interminável e infrutífera discussão sobre a utilização da reserva especial para revisão do plano de benefícios capitaneada pelo então titular da “Poderosa”, que a época afirmava ter mais de 100.000 associados.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos,

Respondi apressadamente porque o fiz pelo celular, pois não gosto de deixar nenhuma associação sem resposta. Fui ao Rio por razões pessoais que não vem ao caso, mas compareci ao almoço mensal da AAFBB e lá, com a confirmação de que a diretoria eleita iria nos receber, fomos a Previ, na companhia dos eleitos Célia e Aldo, além do Gilberto. Pode parecer pouca coisa, mas jamais outras diretorias eleitas da Previ manifestaram qualquer atenção para com as associações de aposentados. E essa atual Diretoria, além de nos receber, se compromete a forçar a solução para a questão do superávit e para o aumento do empréstimo simples. Sei que a falta de resultados práticos e rápidos é irritante e a mim também angustia, mas você pode acreditar que estamos fazendo o possível e não digo “eu estou fazendo”, mas nós, pois os eleit os têm conhecimento de todas as reclamações de seu blog, de outros blogs e grupos de internet e de várias cartas das Associações e de colegas. Eles estão se sentindo pressionados e disseram que os temas são prioridades. Veremos. Quanto ao o que dizer aos nossos filiados, a verdade. Devemos sempre dizer a verdade e essa é o que digo agora a você: a solução para o superávit e empréstimo simples está nas decisões dos indicados pelo Banco em conjunto com os eleitos. A promessa, o compromisso que ouvimos dos eleitos é que estão pautando os temas tanto na diretoria quanto nos conselhos.

Caro Marcos, jamais me pautei por vaidades ou por encontros de álbuns de família. Mas sempre estarei disposta a ir em tantos encontros que abrirem as portas para falar sempre a mesma coisa, brigar sempre pelas mesmas coisas. Um conhecido meu repetia sempre que no fim tudo dará certo e se ainda não deu certo é porque ainda não é o fim. Então não podemos desistir jamais.

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha

Anônimo disse...

Marcos,

Tudo ao seu tempo.

Sempre um passo à frente, um de cada vez.

Na minha idade correr significa queda, fratura, dias parados, angustiantes.

Entendo sua ansiedade, pois é a minha também, e de quantos leêm este Blog.

O tempo está passando, o fim do ano já se avizinha, e nada.

Perseverança e a certeza de que vamos ter notícias boas. Ou o ajuizamento de ações, digo isto por estar preparando uma ação caso não tenhamos notícias até meados ou fim de setembro, contra TODOS ELES.

Anônimo disse...

Caro Marcos,

creio que você foi muito deselegante com a nossa colega Isa Musa.

Não é atirando farpas em nossos colegas que iremos alcançar os nossos objetivos.

O fato dela ter narrado o que aconteceu naquele encontro, me parece demonstrar interesse em manter seus colegas informados.

Um abraço.

Francisco

Anônimo disse...

Jorge Teixeira,concordo com voce inteiramente, o que esta acontecendo e mais uma ENROLAÇAO para ganharem tempo.Fazem reunioes,encontros aqui e ali e nao temos respostas,nao nos informam nada, das duas uma: ou nao resolveram nada,nao houve nenhuma negociaçao ou ja foram taxativos(principalmente em relaçao a alteraçao do ES)informando que nao pretendem alterar nada e nao vao dividir o superavit,ou seja, estao nos embromando.E ainda tem gente que acha que o Marcos esta ancioso.
Publicar.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos, Boa tarde!

Li o post " A Garota do Censo" e respectivos comentários, 28 até o momento. Notei você um pouco melancólico, desanimado.
Você precisa conseguir forças e seguir em frente! Estamos orfãos de Governo/Autoridades (in)competentes/BB e Diretores da PREVI, só podemos contar com cada um de nós mesmos, juntando em torno de nossos objetivos, de nossas necessidades.
Você notou quem está dentro do plano Odontoprev, que o Banco está "dando" aos seus funcionários da ativa? A Bradesco Seguros e os funcis do BB serão obrigados a vender o Plano Odontológico ao seu público geral. É mais uma confirmação de minhas suspeitas: quem manda hoje no BB é o Bradesco! Explica em parte o ambiente hostil e baixos salários aos funcis da ativa e esses olhos tão grandes em cima do patrimônio da PREVI.
Mudando um pouco, estou achando um disparate esta reunião da Previ, em Uberlândia! De reunião e blá, blá, já estamos muiiiiiito cansados! Queremos ações, atitudes, decisões favoráveis, ousadia, dinheiro em nossas contas! Não dá mais para esperar por essas embromações!
Neste fim de semana enviei o texto "ASSOCIAÇÃO DE TODOS', aos meus contatos. Naquele encontro na Afago, que ocorreu na sexta, ao falar sobre a idéia de unir todas associações, percebi brilho nos olhos dos presentes. Abaixo, uma resposta aos emails.

Até mais!

Abraços,

Lázara Rabelo

Anônimo disse...

Olha, Marcos vc tem meu apoio.Chega ficar amasiando. Sem tem reunião a paulta deve chegar ateh nós. E mais tempo tá pássando e nada se resolve. Parece governo do Pt.

Anônimo disse...

Colega Marcos Cordeiro, será que vc também já sucumbiu aos interesses dos sindicalistas?Será que vc tb bandeou para o lado de Cecílias e Sasserons?Vejo que pelo andar da carruagem esta associação já sucumbiu tb ao se aliar aos DONOS DA PREVI, que não são os associados, mas os 40 ladrões rosas e flores lá de dentro!

Anônimo disse...

Marcos, também fui agraciado com a visita da Garota do Censo. É muito simples o questinamento, mas o que me chamou mais a atenção é que o governo quer saber quanto ganho . Aí eu perguntei a Garota "e qual é a minha despesa o governo quer saber? - ela me disse sorrindo NÃO.
MARCOS NÃO DESANIME. LEMBRE QUE JESUS NÃO AGRADOU A CLASSE NOBRE E SIM A DOS HUMILDES E NECESSITADOS. E nós somos os necessitados.
BOLA PRA FRENTE. VOCÊ TEM O MEU APOIO E A MINHA COLABORAÇÃO POR MEIO DA AAPPREVI,associado que sou.
Abraços do Airton

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Marcos Cordeiro,
No site do Sindban-DF há uma notícia datada de 20.08.2010, cujo título é “Bancários entregam reivindicações específicas ao presidente do BB”. Dentre as quarenta e seis cláusulas que integram a pauta específica não há uma linha sequer acerca de tratativas com vistas à distribuição da reserva especial para revisão do plano de benefícios dos aposentados e das pensionistas do “PB-1”. Transcrevo, por entender oportuno o momento, trecho de matéria datada de 19.08.10, constante no site da Faabb, cujo título é “Faabb Na Previ”. “Fomos informados de que a CONTRAF CUT já encaminhou correspondência à PREVI pedindo a reabertura da pauta com vistas à revisão do plano de benefícios n° 1 e consideram oportuna a união de todas as forças para que possamos chegar a um consenso quanto as propostas que poderão vir a ser postas à mesa de negociações”. Entendo, s.m.j., que o patrocinador só reconhece a Contraf-Cut como legítima interlocutora dos interesses dos associados do “PB-1”. É essa mesma Contraf que, repito, na pauta entregue ao patrocinador contendo as reivindicações específicas dos funcionários do BB não contempla com uma linha sequer assunto do máximo interesse no momento dos aposentados e das pensionistas que é a utilização da reserva especial para revisão do plano de benefícios. O que poderá vir a se oferecer daqui prá frente? Será que as entidades representativas, lideradas pela Faabb, irão definir quais são as propostas a serem apresentadas e, após uma decisão consensual entre todos, a Contraf formaliza oficialmente a entrega ao patrocinador? Enfim, estou apenas emitindo a minha opinião sobre o assunto. Agradeceria se alguém, que tenha o entendimento de que as tratativas serão conduzidas de maneira diferente, expusesse o ponto-de-vista aqui no blog a fim de clarear um pouco essa situação que, no meu entender, ainda está um pouco nebulosa.

Anônimo disse...

Colegas,

Há mais de tres anos se 'ESTUDA", A DISTRIBUIÇÃO DE VALORES SUPERAVITÁRIOS.

Talvez eu seja um néscio em questões de equacionamento de idéias, ou problemas.

Mas tenho absoluta certeza de que seria mais ágil, mais honesto, no trato da vida de idosos.

A bestialidade da maneira que nos tratam é ignóbil, vil.

Se dizem experimentados, quando das campanhas para se elegerem, a cargos de diretores da Previ.

Até agora posso considerá-los incapazes ou então mentirosos, aproveitadores da "paciência" dos velinhos aposentados da Previ.

Não são capazes de ao menos escrever nos informes da Previ, que estão tratando do assunto.

É claro que não, pois querem servir a "dois senhores", para não perder a boquinha aqui ou acolá.

Sinceramente não merecemos na nossa idade tamanha cretinice.

Esses caras-duras não tem família, filhos, netos, nem mesmo Pai e Mãe.

São arrruinados, de psique malevolente.

Irão levar o dinheiro para o CAIXÃO, para gastá-lo junto ao demônio, que lhes está mais próximo.

Isa Musa de Noronha disse...

Caros amigos,
Os associados à AAPPREVI são de todo o país, mas talvez não estejam sabendo do que ocorre nas outras Associações. Desde a posse dos novos eleitos na Cassi e na Previ muitas Associações de Aposentados estão convidando os eleitos para irem às suas sedes em eventos promovidos para que seus filiados possam perguntar e ouvir nossos eleitos na Cassi e Previ, olhando olhos nos olhos. Isso é muito bom. Não pensem que é improdutivo. Indo às Associações esses eleitos ficam sabendo na carne, o que pensam, como estão sofrendo e agindo nossos colegas. O encontro de Uberlândia é de iniciativa e promoção da AFABB Triângulo e os associados daquela co-irmã terão oportunidade de cobrar do Sr Sasseron o aumento do empréstimo simples, por exemplo. Vão ouvir dele, diretamente, o que ele pensa. Vão cobrar dele, diretamente, sem intermediários. Outras Associações estão fazendo o mesmo, já houve encontros da AFABB SC, AFABB RS e da AAFBB. Nos próximos meses de setembro outras associações também irão chamá-los. Até aqui, os eleitos convidados estão comparecendo. Nada é perda de tempo. Nada é improdutivo. Toda pressão é salutar, pois quanto mais nossos eleitos souberem dos nossos reclamos, mais argumentos poderão ter nas conversas com o patrocinador. Pior seria, meus amigos, se as associações estivessem de braços cruzados e só esperando sentadas que uma solução caia do céu.

A propósito do comentário do colega Jorge Teixeira, ouvimos dos eleitos que eles defendem a participação dos aposentados nas mesas de negociação quando essas forem instaladas e assim, poderemos ter nossa própria voz e não iríamos representados pela CONTRAF, mas junto com ela. Para definir quantos e quais falarão pelos aposentados a FAABB ouvirá todas as Associações para que a escolha seja democrática.
Atenciosamente,
Isa Musa de Noronha

Anônimo disse...

Engraçado, estas reuniões com Sasseron em Uberaba, a impressão que tenho é que estes representantes que se reunem com ele estão passando muito bem, com alimentação diferenciada, dinhiero sobrando para remédios e viagens.Ou pq ninguém diz a verdade?pq se calam defronte a este néscio?pq poupam este calhorda?Se ele massacra e mutila pelo menos 100.000 famílias.Pq ninguém diz na sua cara como ele é larápio?pq todos das associações batem palmas para estes bandidos?
Será que ninguém vai ter coragem de interpelá-los?será que ninguém tem coragem de dizer o que está entelado na garganta de todos nós?

Anônimo disse...

Colegas,

Não entendo porque não nos dão satisfação de nada, estamos há anos discutindo a distribuição do superávit e enrolam, enrolam, enrolam e nada, afinal quem manda nessa decisão? é a Previ? é o BB? é o Presidente Lula? Vamos cobrar o que é nosso de quem tem poder para decidir, não temos mais tempo para esperar, estão nos fazemos de idiotas, somos velhos mais não morremos, ainda estamos vivos.
As associações agem com muita suavidade, sentem-se honradas quando um representante é chamado para alguma reunião onde nada é decidido e este convidado não tem a oportunidade de abrir a boca, quanto mais exigir alguma coisa.
Temos que unir nossas vozes para ouvirem nosso grito bem alto, não podemos continuar desagregados, temos que formar uma grande multidão uma grande massa, só assim vão enxergar que existimos.
Agradecemos a Sra. Isa por mostrar interesse e dedicação, tudo com muita educação e polimento, marca presença, diz que antes nem recebê-la os dirigentes da Previ se dignavam a fazê-lo, tudo bem, mais só esse avanço não traz melhora nenhuma para os aposentados e pensionistas que vão morrendo um pouco a cada dia.
O fato de até hoje os dirigentes da Previ se acharem deuses e não darem explicações de como empregam nosso dinheiro, não quer dizer que vão continuar assim para sempre, nós mudamos, estamos cada vez mais interessados em tudo que diz respeito a Previ e seu (nosso) superávit é uma tendência que só vai aumentar, não aceitamos a maneira como estamos sendo tratados e vamos procurar justiça a qualquer custo.

wilson luiz disse...

Caro Marcos,
Se conselho fosse bom, a gente não dava, vendia. Tenho verdadeira aversão a dar conselhos; apenas, às vezes, procuro repassar experiências que me foram úteis. Quando, muitos anos atrás, assumi cargo comissionado no BB, tive a sorte de, logo no início,ser designado para assessorar um inspetor que chegara à Agência. Foi uma experiência fascinante, o homem era um poço de conhecimento e bom senso. Apesar de todo o tempo decorrido, ainda lembro o que ele me disse no último dia da inspeção: "FILHO, DÊ A CADA ASSUNTO APENAS A IMPORTÂNCIA QUE ELE MERECE, NEM MAIS NEM MENOS. AO IR EMBORA PARA CASA, APÓS O SERVIÇO, NÃO LEVE PROBLEMAS NA CABEÇA; DEIXE-OS NA GAVETA E RESOLVA NO DIA SEGUINTE". Isto me serviu durante toda a carreira, permitiu que eu me aposentasse sem úlceras e sem precisar de remédios tarja preta, apesar da pressão desumana que passei nos últimos anos de serviço.
Acho que você está dando importância excessiva a comentários que, às vezes são apenas desabafo de velhinhos ranhetas aposentados, ou provocações de algum mal-intencionado. No momento, nossa prioridade deve ser a definição de estratégia para a eventualidade de a BB/PREVI continuar nos "enrolando" e, principalmente, definir logo se realmente ocorrerá a união das associações interessadas na defesa de seus associados.

Paulo Roberto disse...

Marcos Cordeiro,

Fazer parte do quadro de associados da AAPPREVI é para mim um orgulho muito grande, por isso continue tocando o barco e sem medo de dizer a verdade e doe a quem doer.
Conte comigo e jamais pronunciaremos o pronome EU, pois NOS nunca deixaremos nossas vozes calarem perante tamanha indiferença com que somos tratados pela famigerada Direçao da nossa PREVI.

Um grande abraço. Seja forte!

Paulo Roberto

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Relação dos Senadores que receberam a “Carta” hoje, 23/08/2010, segundo o serviço de rastreamento do Correio.

Álvaro Dias - PR/ PSDB
alvarodias@senador.gov.br
Ala Senador Nilo Coelho, gab 10
Antonio Carlos Junior - BA/ DEM…
acmjr@senador.gov.br
Ed.Principal – gab 05
Arthur Virgílio - AM/ PSDB
arthur.virgilio@senador.gov.br
Ala Senador Tancredo Neves, gab 50
César Borges - BA/ PR
cesarborges@senador.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 13
Cícero Lucena - PB/ PSDB
cicero.lucena@senador.gov.br
Ala Senador Alexandre Costa, gab 21
Cristovam Buarque - DF/ PDT
cristovam@senador.gov.br
Ala da Biblioteca, gab 05
Demóstenes Torres - GO/ DEM
demostenes.torres@senador.gov.br
Ala Senador Filinto Müller, gab 10
Eduardo Azeredo - MG/ PSDB
eduardoazeredo@senador.gov.br
Ala Senador Afonso Arinos, gab 05
Eliseu Resende - MG/ DEM
eliseu.resende@senador.gov.br
Ala Senador Tancredo Neves, gab 57
Flexa Ribeiro - PA/ PSDB
flexaribeiro@senador.gov.br
Ala Senador Filinto Müller-gab 04
Geraldo Mesquita Júnior - AC…
geraldo.mesquita@senador.gov.br
Ala Senador Filinto Mülle, -gab 12
Gilberto Goellner - MT/ DEM
gilberto.goellner@senador.gov.br
Ala Senador Afonso Arinos, gab 6
Heráclito Fortes - PI/ DEM
heraclito.fortes@senador.gov.br
Ala Senador Afonso Arinos, gab 01
Jarbas Vasconcelos - PE/ PMDB
jarbas.vasconcelos@senador.gov.br
Ala Senador Dinarte Mariz, gab 04
Jayme Campos - MT/ DEM
jayme.campos@senador.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 24
João Durval - BA/ PDT
joaodurval@senador.gov.br
João Tenório - AL/ PSDB
joao.tenorio@senador.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 02
José Agripino - RN/ DEM
jose.agripino@senador.gov.br
Ala Senador Dinarte Mariz, gab 03
José Nery - PA/ PSOL
josenery@senador.gov.br
Kátia Abreu - TO/ DEM
katia.abreu@senadora.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 04
Lúcia Vânia - GO/ PSDB
lucia.vania@senadora.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 16
Mão Santa - PI/ PMDB
maosanta@senador.gov.br
Ala Senador Afonso Arinos, gab 04
Marco Maciel - PE/ DEM
marco.maciel@senador.gov.br
Anexo I, 5º andar, salas 1 a 6
Marconi Perillo - GO/ PSDB
marconi.perillo@senador.gov.br
Ala Senador Tancredo Neves, gab 51
Maria do Carmo Alves - SE/ DEM
maria.carmo@senadora.gov.br
Ala Senador Nilo Coelho, gab 08
Mario Couto - PA/ PSDB
mario.couto@senador.gov.br
Ala Senador Filinto Müller, gab 02
Marisa Serrano - MS/ PSDB
marisa.serrano@senadora.gov.br
Mozarildo Cavalcanti - RR/ PTB
mozarildo@senador.gov.br
Ala Senador Ruy Carneiro, gab 03
Papaléo Paes - AP/ PSDB
papaleo@senador.gov.br
Ala Senador Filinto Müller, gab 13
Paulo Paim - RS/ PT
paulopaim@senador.gov.br
Anexo I, 22º andar, gab 04
Pedro Simon - RS/ PMDB
simon@senador.gov.br
Ala Senador Alexandre Costa, gab 03
Raimundo Colombo - SC/ DEM
raimundocolombo@senador.gov.br
Ala Senador Nilo Coelho, gab 04
Rosalba Ciarlini - RN/ DEM
rosalba.ciarilini@senadora.gov.br
Ala Senador Teotônio Vilela, gab 03
Sérgio Guerra - PE/ PSDB
sergio.guerra@senador.gov.br
Ala Senador Alexandre Costa, gab 01
Tasso Jereissati - CE/ PSDB
tasso.jereissati@senador.gov.br
Anexo I, 11º andar, salas 1 a 6
Valter Pereira - MS/ PMDB
valterpereira@senador.gov.br
Ala Senador Afonso Arinos, gab 11

Anônimo disse...

Prezados colegas.

A reunião em UBERLÂNDIA(MG), marcada para o dia 0l de Setembro próximo,às 16:30 hs. contará com a presença de dirigentes da Cassi e Previ. Conforme consta dos convites os temas que serão abordados pelo diretor da PREVI, senhor SASSERON serão os seguintes:
- Apresentação do Relatório Anual de 2009.
- RENDA CERTA.
- Superavit e assuntos de interesse coletivo dos participantes.
Já tendo participado de diversas reuniões com dirigentes da PREVI, acho que vão mostrar aqueles Slides consativos sobre o desempenho da Previ. Mas, o assunto que mais nos aflige (DISTRIBUIÇÃO DO SUPERAVIT) o Sr. Sasseron vai enrolar e não vai dizer nada que realmente nos interessa. Ele vai jogar a culpa na famigerada Resolução 26. É só aguardar pra ver.

Anônimo disse...

Gostei do comentário do Wilson Luiz. É isto exatamente como ele colocou, não desviar o foco do objetivo, ainda que pareça um tanto utópico, entretanto deve ser perseguido diuturnamente. Fácil não será, porém, a perseverança será a chave que abrirá a porta da esperança.

Anônimo disse...

Marcos,

Nós só temos uma opção, a justiça.
Caso a AAPPREVI continuar com alguma expectativa de que o caminho não é esse, ou acha que é, mas não temos decisão tomada a respeito. Pode ser intenção dessa associação procurar o caminho judicial, mas para mim acho que já passou da hora.
Os homens que mandam são insensíveis. Eles ão movidos somente por interesses pessoais, se algum dia pensaram na coletividade que não deve ser a de todos mas apenas a deles. Nossa última esperança é a AAPPREVI, então lhe peço uma coisa, não deixe que eu passe a pensar que...
Eu penso várias coisas, você também, e todos pensam, sei que não é fácil tomar decisões mas elas precisam ser tomadas. Acredito que você já tem um plano e eu gostaria de vê-lo em prática, já esta difícil esperar mais. Nós sabemos que a decisão parte de um colegiado e eu lhe desejo boa sorte. Que Deus te ilumine. "Faça a sua parte que Eu farei a minha".

Anônimo disse...

Colega de 20:05,concordo muito com voce,ja passou muito da hora,tambem ja penso muitas coisas que nao gostaria como por exemplo nao confio na Faabb,Isa e cia...Estou me sentindo enrolado cada vez mais e acredito que vai acontecer justamente o que disse o colega de 18:22.Eu, particularmente no momento, quero saber da alteraçao do ES para ontem,com o superavit ja nao conto mais ha muito tempo,nao pretendem divido-lo conosco, foi tudo ja passado para o BB/Governo,nao se iludam.Serao reunioes e mais reunioes,encontros,eventos,serao varios nomes mas a finalidade e a ENROLAÇAO.Atrelaram o ES ao Superavit, agora ja era!Se quizessem alterar e liberar o ES ja o teriam feito e deixariam a discussao do superavit para depois,mas nao.......
Lastima!
Publicar.

Anônimo disse...

Colegas,

Quando se comenta que a CONTRAF CUT vai apresentar proposta para a campanha salarial e não inclui nada em favor dos pensionistas/aposentados da PREVI fico pensando, devo ser um dos poucos aposentados que ainda paga mensalidade para sindicato dos bancários!!! Se houver mais colegas nesta situação deveríamos nos desfiliar imediatamente.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Tem cabimento os animais do circo contribuírem para o Sindicato dos Domadores?

Anônimo disse...

Colegas,

Agora não é hora de desistir ou esmorecer.

Temos que insistir pois deve haver uma forma de se conseguir barrar a utilização, por parte do bb, dos valores de superavit.

Nos resta a justiça, nunca desistir antes de percorrer todos os caminhos.

Isto vai acabar em violência se não for feito justiça com os valores / dinheiro dos verdadeiros donos, os participantes.

Anônimo disse...

PORQUE UMA DESSAS ENTIDADES QUE DIZEM DEFENDER OS INTERESSES DOS APOSENTADOS/PENSIONISTA, NAO SE DIRIJAM A PREVI, PARA PERGUNTAR EM CARATER DEFINITIVO DE VAI SAIR REALINHAMENTO DO ES E SOBRE O SUPERAVIT, PARA QUE NAO FIQUEMOS MAIS NA ESPECTATIVA. EH SO PERGUNTAR ??

Anônimo disse...

Aposentado, pensionista, pedevista ou demitido não pagam mensalidades ao Sindicato, pois é um ex-trabalhador, e um ex-sindicalizado !

Anônimo disse...

Este pessoal já ganhou a eleiçao, agora quem sabe o governo fique na mão do PMDB.

Anônimo disse...

Colegas,

Afastem-se dos sindicatos!

Não nos defendem, só nos torturam!

Eduardo Köhler - Rio de Janeiro disse...

Colegas,

Como aposentado pelo INSS, sou isento de contribuição mensal ao Sindicato daqui do Rio de Janeiro. Tornei-me sócio remido, digamos, mantendo meus direitos aos benefícios que o sindicato oferece. Creio que os colegas que se aposentaram e ainda pagam mensalidade ao sindicato a que estão filiados, deveriam verificar se no estatudo há menção a isenção de contribuição, nesse caso.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

A Assessoria do Senador Cristóvão Buarque acusou o recebimento da "Carta". Sua secretária cobrou a íntegra da denúncia do Conselheiro da PREVI ao TCU contra o BB (Francisco de Assis Chaves Costa), no que foi atendida.

Anônimo disse...

Colegas do Blog,

Tenho recebido emails da www.unidasprevidencias.org.br,com convite para o 1º Fórum de participantes de fundos de pensão-Rio 2010, para debaterem a formulação de um Plano de Defesa Juridica, para garantir o superávit dos planos aos seus assistidos. Obs.: um dos palestrantes e o Sr. Sasseron.
Alguém do Rio não poderá ir, a entrada é gratis.

Anônimo disse...

Acho que nessa reunião de Minas com a Faabb, o tal Sasseron irá anunciar o realinhamento do ES, valor e prazo.Ainda vamos esperar até o dia 1o? E o superavit?

Anônimo disse...

Colegas,
As coisas não são bem assim. A AAPPREVI, a FAABB e as Associações estão cutucando os dirigentes da Previ para ver se sai logo o superávit e o aumento do empréstimo simples. Agora, nem a FAABB, nem a AAPPREVI tem gente lá dentro dirigindo a Previ e assim dar a palavra final e bater o martelo. Quem acha que as associações estão enrolando é porque não sabem como é difícil arrancar qualquer coisa dos que estão aboletados na Previ. Se duvidam vão à Previ, escrevam para a Previ e verão que respostas mais curtinhas receberão. Acho que essa dona Isa e o Senhor Marcos são uns tolos embora sejam batalhadores incansáveis, pois mesmo fazendo o que está ao alcance deles ainda recebem críticas dos colegas.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Participe da ENQUETE

IR - 1/3 PREVI – Ação Judicial de Repetição de Indébito contra a Fazenda Nacional.
Você concorda que a AAPPREVI ingresse com essa Ação?

Anônimo disse...

Marcos,

Eu também já cansei. Todos sabem que as pessoas só se reunem quando não querem resolver nada. É somente mais um motivo para protelar. A Isa disse que numa reunião dessa a gente pode pode saber mais. Ledo engano. Não somos nós mais eles que terão mais informações, pois, eles sabem falar sem dizer nada. Se ela não sabe até hoje que o que vai nos ocorrer, é melhor ela deixar tudo, voltar para casa e cuidar somente da família. Esta faltando visão, percepção de que a coisa é muito mais grave do que ela pensa, o tempo esta se esvaindo e ainda não vi nenhuma decisão prática, só carta bonita, bem escrita e nada mais. Isso não nos leva a nada. Precisamos de ações concretas. Só falatório não basta. O pior cego é aquele que não quer ver. E acho que isso esta começando a toldar a visão dos demais, infelizmente.
Se não tomarmos a decisão agora, infelizmente, devo dizer, eu, também, não quero pensar em mais nada. Ter um blog apenas para trocar impressões sobre o problema, disso ou daquilo, já não satisfaz a maioria. Pensar em união das associações de última hora é ser ingênuo demais, um sonho utópico. O maior problema é ideológico e por isso não chegarão nunca a um denominador comum. Se uma associação, mesmo que isoladamente, não tomar nenhuma decisão realmente efetiva, me vem aquela sensação de estamos sós. Dizem que a esperança é a última que morre. Quem fez essa afirmativa nos deixou uma certeza, de que ela também perece. Parece que voltaremos a nos ver em outra oportunidade, na mesm situação ou pior. Ainda que possa perecer a esperança, ainda acredito que alguma coisa ainda pode acontecer... . Que Deus nos abençoe.

Anônimo disse...

Perguntar aos eleitos olhando olhos nos olhos....para sentirem na carne o que nos estamos passando.....
Meu Deus, essa foi demais!
E desde quando elles nao sabem, ou e muita ingenuidade ou querem curtir com nossas caras.
Publique-se.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas.

É relativamente fácil sentar à frente do teclado e elaborar críticas sem preocupação maior do que simplesmente fazer isto. Com todo o tempo pela frente e sem ter outra coisa com que ocupar a mente. Sem compromisso com quem venha a ler o escrito e sem atentar para as conseqüências do que surgir, convenhamos, isto é assumir posição cômoda. É agir sem ter um nome a zelar porquanto não precise se identificar, pois que o anonimato fortalece a crítica e deixa a salvo quem assim age.
Nenhuma cobrança o atinge, até porque nada lhe é devolvido com endereço certo. Afirmar que palavras bonitas nada resolvem é desconhecer que elas não machucam tanto quanto críticas gratuitas atiradas a esmo. E o que será que resolve? Encher o blog de palavrões? Fazer promessas inconseqüentes? Agir irresponsavelmente determinando Ações Judiciais duvidosas?
Tenho absoluta certeza de que se não fora o anonimato essa postura seria diferente. Muito diferente desta de quem caiu na asneira de dedicar-se à defesa de muitos, anônimos ou não, e que, pelo compromisso assumido abdicou praticamente de uma vida sem percalços, sem preocupação maior do que viver a vida no resto de vida que lhe resta. De quem passou a dormir pouco mais de quatro horas diárias. De quem se dedica à frente do computador destrinchando idéias que venham a conceber benefícios aos seus protegidos. De quem não mais respeita horários de alimentação e descanso. De quem já enfrente o desagrado dos mais íntimos, mulher e filho, porque deles se afastou.
É lamentável que assim seja. Que a incompreensão embote a mente de quem critica ignorando que todo começo terá um fim, mas que entre esses extremos forçosamente haverá um meio.
Diz a máxima que “querer é poder”, mas ao querer sem construir o poder nada poderá se fazer.
Que venham as críticas. Mas que se façam acompanhar de soluções, também.

Anônimo disse...

Colegas, Marcos,

A vida é assim mesmo, uns criticam e nada fazem além de censurar.

Dá até pena de ver colegas, talvez amigos, deixando-se levar pelo desânimo.

O QUE SE LEVA DA VIDA É A VIDA QUE SE LEVA.

Vamos ajudar o Marcos a trabalhar, recebendo idéias da Isa, do Aristophanes, do Valentin, do Jorge Teixeira, e de muitos outros.

Também, colaboração de minha parte, ainda um Anônimo, por razões, neste momento, muito pessoais.

Desejo que as coisas se resolvam, breve, mas dentro da ordem, da lei.

Porque caso contrário, vamos "matar" os diretores do bb da Previ, da anabb? Bem é fácil somos 121.000, vai sobrar "matador".

A sabedoria está na articulação das idéias, na posição firme de alcançar um propósito.

Desistir, NUNCA!

Um forte abraço a todos os colegas, não interessa o lado em que vão posicionar-se.

Anônimo

Anônimo disse...

Sim, Marcos, que venham as críticas, injustas ou não. São elas que mexem conosco, que nos fazem reagir, ditas por anônimos ou pseudônimos, tem o caráter de manter viva a nossa luta. Quando só elogios, corremos o risco de acomodarmos, dando-nos a ilusão de que o que estamos fazendo é a coisa certa, que estamos trilhando o caminho do qual não podemos sair, de que não há melhor alternativa além do projetado em busca de um fim positivo, o final que todos nós almejamos. Mas como você bem disse, com responsabilidade. É melhor uma crítica dura do que um elogio falso. Qunado assumimos um cargo de representatividade estamos nos expondo, nos tornando uma figura pública, que passamos a ter mais deveres e obrigações do que direitos. Entendo sua posição, sei que é difícil exercer a sua função, em virtude de ser um entidade nova e que foi criada num momento muito delicado, em virtude do que estamos passando. Foi criada justamente para suprir uma lacuna de representatividade que estava faltando aos participantes do PB1, então isso tranformou sua missão mais difícil e sujeita a todos os tipos de percalços nesse mister de bem servir e servir com qualidade. A associação chegou para nós como se fosse a rendenção das nossas mazelas e muitos colocaram todas as suas esperanças nela. Vi tantos relatos da penúria que muitos estão passando e que foram expostos nesse blog.
Marcos, você chamou para si toda essa responsabilidade. Estão esperando muito de você, pois você passou a ser um alento, uma esperança viva de que as coisas podem mudar. Todos acreditam em sua capacidade, discernimento, e que esta fazendo o possível e o impossível para conduzir bem essa empreitada. Entretanto, não é fácil conviver com as críticas injustas, mesmo assim elas fazem parte do dia a dia daqueles que comandam. Dizem que para todo problema há uma solução. Muitas vezes, Marcos, as críticas não andam de mãos dadas com a solução. Então, cabe-nos nesse caso, absorver as críticas e tocar em frente. Estamos torçendo por você, pois, a sua vitória será a nossa vitória.

Anônimo disse...

Caro Marcos,
Dentre várias razões que me fizeram deixar de participar de reuniões no sindicato de bancários quando na ativa, a mais importante foi perceber que todas as reuniões marcadas já tinham suas decisões tomadas antes da realização das mesmas. Era mera formalidade para cumprir um ritual de enganação. O famoso “ embromation “ . Depois ainda diziam que a decisão foi tomada após ampla discussão do tema. O negócio é que ninguém consegue enrolar todo mundo o tempo inteiro. Chega hora que a máscara perde um feixe e necessariamente o monstro mostra a face oculta. Hoje tenho claro quais motivos direcionavam diversas atitudes de dirigentes sindicais: O EFEITO ORLOF – Eu sou você amanhã! Se eu crio mecanismos hoje que coíbam determinadas atitudes, depois não poderei ser beneficiado pelas brechas existentes.
Viajei e fiquei dois dias sem acessar a internet. Hoje quando entrei no blog na expectativa de vislumbrar o êxito da idéia proposta de união das associações, fiquei muito decepcionado. Parece que aquilo que julguei que fosse a reinvenção da roda, não agradou a gregos e nem a baianos. Iria até sugerir que você não publicasse as mensagens de críticas desnecessárias, mas lembrei que, além de ninguém ter me colocado como juiz, o blog é seu. O ser humano é um ser muito desumano. Um fala pra você pegar leve com a Dona Isa, o outro fala que você passou para o lado da Previ... É difícil demais lidar com o bicho gente! Um está atolado até o pescoço em dívidas e quer uma solução até ontem, já o seguinte, numa situação bem melhor, acredita que toda ponderação ainda é pouco. Desgasta demais tudo isso! Nem quero e nem tento me imaginar estando no seu lugar. Certamente já teria chutando o balde... Acho que você deve ser o que Bertold Brecht chamou de imprescindível. Que disse que “se os tubarões fossem homens, eles seriam mais gentis com os peixes pequenos”.
Não vejo razão de ser da reunião em Uberlândia. As providências a serem tomadas não necessitam de nenhuma reunião. A exemplo dos sindicatos citados no início, a pauta já está toda decidida. Como dizia um amigo carioca, tão jogando pra torcida.
Quanto ao Censo, descobri o absurdo de ser obrigatório sob pena de uma multa de dez salários mínimos. Você deveria estipular isso para todos os anônimos que freqüentam seu blog. Detesto quem não assina o que escreve.
Anônimo Sem Nome
Matr. X.XXX.XXX-X

Anônimo disse...

Marcos, sabemos que a Isa Musa procura os ajudar da maneira que ela acha, porém sabemos que nesse exato momento, a maioria de nois não pode ou consegue ganhar mais tempo, o aumento do ES nesse momento é de grandíssima necessidade para muitos.E o mes de setembro está bem proximo, se falhar creio que haverá grandes transtonos. E o SUPERÁVIT, se não iniciar em breve as negociações haverá mais transtornos para todos nois. Pelo que Isa falou mais parece que o maior mandante de tudo é o Patrocinador, que além de abocanhar a metade do Superávit ainda está mandando e desmandando na PREVI. Se nada acontecer até o fim de setembro só nos resta unir as nossas forças e conclamarmos todos a fazer piquetes em tornos da sede da PREVI. Deve haver algo que chame a atenção dos Políticos deste paíz. Que Deus nos ajude a enfrentar tudo e nos conceda vitória. Abraços

Anônimo disse...

Tomara que ninguem va a tal reuniao em Uberlandia.So vao os trouxas.
Publicar.

Anônimo disse...

Prezado Sr. Marcos,

Desculpe-me a ignorância, mas poderia me explicar essa ação 1/3 PREVI repetição de indébito contra a Fazenda Nacional? Eu tenho uma ação relativa a IR sobre venda de férias e desconheço essa outra.

Grato e muita força

Paulo César

Anônimo disse...

Boa noite Marcos...
Dizem que se conselhos fossem bons, ninguém dava e sim vendia.
Mesmo assim um conselho tático..
"Para palavras loucas, ouvidos moucos"
Um abraço
Francisco

Anônimo disse...

Vejo essas reuniões como a de Uberlândia como mais uma forma de amolar o boi, ou seja, amolar o Diretor Sasseron. Mas, na verdade, quem conhece política sabe que antes da eleição de Dilma, o banco e a Previ não fazer nada. Depois da eleição vão mudar a diretoria do Banco e da Previ, etc. Então chegará a hora do Banco fechar o Balanço lá para novembro ou dezembro e ele vai querer botar a mão mesmo pra valer em 50% do superávit. Ai vão jogar umas migalhas para nós. As associações podem berrar, espernear, fazer piquete, gritar, entrar na justiça, ir aos jornais que não adianta nada. O banco fará o que quer e quando quiser. Tem sido desde que o mundo é mundo. Vocês perdem tempo à toa...

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

SUPERÁVIT PREVI - gentileza do Colega Raul Avellar.

De: atend@previ.com.br
Data: 24/8/2010 17:18:48
Para: raulavellar@terra.com.br
Assunto: ATENDIMENTO PREVI

Senhor Raul,

Registramos sua manifestação nesta data.

Informamos que, com a queda da liminar impetrada por entidade representativa em face da Resolução CGPC nº 26/2008, a PREVI aguarda a retomada das negociações entre o patrocinador Banco do Brasil e os representantes dos participantes, que foram suspensas em 2008, após a edição daquela resolução e em decorrência da crise mundial que teve, naquele momento, impacto negativo nas aplicações do Plano 1.

Lembramos que, como nos processos anteriores de destinação do superávit, após a negociação as propostas serão submetidas à apreciação do Conselho Deliberativo da PREVI, ao Banco do Brasil, ao Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais e, finalmente, à Superintendência Nacional da Previdência Complementar (PREVIC), conforme determina a legislação.

Tão logo haja alguma nova informação sobre o assunto daremos ampla divulgação aos nossos associados através de nossos meios de comunicação.

Kleber Maia
Gerência de Atendimento
PREVI

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ao Colega Paulo César e demais interessados:

IR sobre 1/3 PREVI – É a Ação Judicial de Repetição de Indébito contra a Fazenda Nacional que visa requerer a restituição do I.R. incidente sobre a complementação da aposentaria a cargo da PREVI. Recentes despachos judiciais contemplando ações da espécie criaram condições favoráveis para que cuidemos da questão. Por isso a AAPPREVI está ultimando os estudos para ingressar com essa Ação e a opinião dos associados é de fundamental importância para avaliação do grau de aceitação. Participe da enquete disponibilizada hoje no Blog Previ Plano 1 (www.previplano1.com.br).

Paulo Roberto disse...

Marcos Cordeiro,

Nao se deixe levar e contaminar pelas armas dos colegas "cooovardes" sei que voce é um pai de família como qualquer um de nos e que tem tambem a sua vida e seus problemas, porem renunciou a muitas coisas boas que a vida nos proporciona para dedicar de corpo e alma na defesa dos direitos dos associados do Plano de Beneficio 1 na esperança de aliviar os momentos de penúria, afliçao, desespero, sofrimento e desrespeito da PREVI, uma vez que a ANABB em nada nos representou ou apoiou, mas sim abocanhou e abocanha a nossa contribuiçao, faça sol, faça chuva, mensalmente.
Eu sempre fui critico ccontumaz desse blog "anonimo" porque os covardes sempre se apoiam nele para desabafar ou ofender literalmente.
Marcos, nao de ouvido e nem esquente com esses covardes anonimos que nao querem ou nao teem coragem de MOSTRAR A SUA CARA(Cazuza) é como o personagem do PICA-PAU provoca, provoca e depois quer levar vantagem.
O ser humano humano é mesmo muito complicado, pois CRISTO sofreu tanto para dar proteçao a humanidade.

Um grande abraço aappreviano. Boa sorte!

Paulo Roberto

Anônimo disse...

Marcos,

Quem é o Atuário responsável pela elaboração dos cálculos atuariais da Previ?

Sugerimos peguntar ao Atuário sobre a manutenção do equilíbrio econômico e financeiro do PB1/Previ, no que se refere a contabilização feita pelo bb, de valores pertencentes aos participantes.

Posição do Atuário com relação ao futuro do PB1, uma vez que está com exposição além do permitido legalmente.

Solicitação via Cartório de Títulos e Documentos.

É sugestão, consultar o causídico da AAPPREVI, smj.

Anônimo disse...

Prezado Presidente da AAPPREVI.

No caso em questão frente a uma ação contra a fazenda pela devolução do IR.
Seria bom já disponibilizarem os documentos necessários,já que muitos colegas estão encontrando grandes dificuldades no preparo desses documentos,e gostaria também de saber que as pensionistas também vão poder pleitear mais essa ação judicial?

Anônimo disse...

Prezado Presidente da AAPPREVI.

No caso em questão frente a uma ação contra a fazenda pela devolução do IR.
Seria bom já disponibilizarem os documentos necessários,já que muitos colegas estão encontrando grandes dificuldades no preparo desses documentos,e gostaria também de saber que as pensionistas também vão poder pleitear mais essa ação judicial?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo (18:30).

Essa Ação também é extensiva às pensionistas, no entanto é prematuro cuidarmos de pormenores quanto à documentação necessária, pois aguardamos a conclusão dos estudos por parte da Assessoria Jurídica.
No devido tempo tudo será esclarecido.

Anônimo disse...

Estimado Marcos,
Embora aposentada da Caixa, acompanho bem de perto a sua luta, desde a criação da AAPPREVI, luta essa que tem sido um exemplo de determinação, determinação essa que tenho compartilhado com os meus pares no nosso fórum - Aposentados em Luta.

Tenha certeza que vcs estão muito mais mobilizados que nós aposentados da Caixa, embora tenhamos um pequeno grupo lutando muito,mas a resistência dos representantes eleitos é absurda, porém não vamos desistir.

Como bem disse o José Luis - 23 de agosto de 2010 04:58 - "nem Jesus Cristo agradou a todos"...
Meu caro não dê ouvidos aos "melindrados de plantão".

Mantenha o seu foco na defesa dos direitos e interesses dos associados da AAPPREVI e ocupe-se com isso.

Continue com as suas manifestações escritas,muito bem feitas por sinal, às autoridades e aos políticos.

Não abandone jamais o uso do NÓS, além firmar a manifestação em de em nome da pessoa jurídica, AAPPREVI, é gramaticalmente a forma mais correta que um representante pode se expressar,i.e.,usando o plural de modéstia.

Quanto àqueles que não estão gostando das ações da AAPPREVI,veja o lado positivo: você, enquanto representante de uma entidade nova,está demonstrando que tem condições de "brigar" pelos direitos dos associados e os resultados começam a surgir.

Siga em frente e toca a vida meu amigo,que lá atrás estão vindo os atrasados - perderam tempo criticando.

"quem sabe faz a hora não espera acontecer"...Geraldo Vandré.

Meu profundo respeito por sua garra, luta e determinação !
abraços,
Myrinha

Anônimo disse...

Alô pessoal, aposentados e pensionistas, de Uberlândia e cidades proximas, vamos todos a reunião do dia 01.09, lutarmos pelo realinhamento do ES (valor e prazo) e pela distribuição do superavit. Ajudem a Isa Musa, nessa nossa luta.Peço publicar.

Prezado Marcos, não desanime estamos com você.

Anônimo disse...

Aos colegas que têm Açao Renda Certa.Vejam no TJ-RJ a ação numero 0055037.58.2010.8.19.0001.Felicidades a todos.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Eis parte do despacho do Processo acima, informado pelo colega anônimo às 03:10 (TJRJ - Ação n° 0055037.58.2010.8.19.0001):

JULGO PROCEDENTE O PEDIDO AUTORAL para condenar a parte ré ao pagamento das quantias apuradas referentes ao Plano de Benefício de Renda Certa, isto é, que excederem o limite mínimo de 360 contribuições, a contar da(s) data(s) de aposentadoria até a data da suspensão geral (DEZEMBRO/2006), devidamente corrigidas e com juros de 1% ao mês, a contar da citação. Condeno, ainda, a ré ao pagamento das custas, despesas processuais e nos honorários de advogado, estes fixados em 10% sobre o valor da condenação. P.R.I.

Anônimo disse...

Marcos, acredito que você não entendeu a minha crítica e outros também não, tanto que vieram em sua defesa. Peço que a leia novamente com atenção que ela merece e analise-a como não fosse dirigida a você. Veja-a de uma ótica diferente. O momento é crucial para nós, estamos atravessando uma fase de incertezas com relação ao superavit. Cartas foram remetidas a quem de direito e até o momento não obtivemos respostas. O silêncio diz tudo. Quando a resposta é por demais demorada é sinal de que eles não tem argumento convicente nessa fase. Devem estar tentando redigir alguma coisa que justifique a omissão de cumprir com os estatutos.
Vou reproduzir a mensagem da PREVI a indagação feita por um colega:

"Informamos que, com a queda da liminar impetrada por entidade representativa em face da Resolução CGPC nº 26/2008, a PREVI aguarda a retomada das negociações entre o patrocinador Banco do Brasil e os representantes dos participantes, que foram suspensas em 2008, após a edição daquela resolução e em decorrência da crise mundial que teve, naquele momento, impacto negativo nas aplicações do Plano 1".

Marcos a minha crítica não é gratuita. A PREVI esta aguardando a retomada das negociações entre os representante dos participantes e patrocinador Banco do Brasil. Marcos, então ficam as perguntas. De quem deve partir a iniciativa dessa retomada de negociações?
Afinal que são nossos representantes que participam dessas negociações? FAABB, AAPPREVI (agora filiada a Federação), SINDICATOS. Ao que parece pela resposta da PREVI a gente entende que o "nosso" fundo de pensão não pode tomar essa iniciativa.
Então a quem cabe tomar a devida inciativa? Será que ela cabe somente ao patrocinador? As associações que nos representam?
Marcos, vocêm bem disse que não é capaz de tomar um decisão de ações judiciais duvidosas.
Gostaria de que explicasse melhor esse seu posicionamento.
Muitos aqui já pediram ações que não envolvem valores mas simplesmente ações cautelares (não sei o termo certo), como interpelação judicial quanto ao não cumprimento dos normativos ou quanto a retomada das negociações pelos nossos representantes envolvidos, devido a omissão que nós não entendemos, mas conjeturamos o que pode representar para nós essa indefinição. Marcos todas as ações tem seu aspecto da incerteza do veredicto final, inclusive as não duvidosas.
Há poucos dias alguém enviou uma mensagem sobre a possibilidade de solicitar a prorrogação do prazo prescricional devido ao impasse da retomada das negociações. Não sei se é duvidosa. Nem sei se esta no momento oportuno. Não me lembro se houve resposta a sugestão.
Eu não tenho conhecimento de que correspondências foram enviadas cobrando das associações envolvidas a retomada nas negociações e o porque dessa demora. Se por acaso obtermos alguma resposta e após uma análise crítica acredito que servirá de base para tomadas de decisões.
Anonimato não quer dizer nada. Por favor, observe a qualidade da crítica, o seu conteúdo. No primeiro momento ela pode parecer severa demais e causar reações diferentes daquilo que a crítica propõe. Marcos é tudo uma questão de interpretação do momento ou momentânea, acho que você me julgou rápido demais.
Compreendo sua atitude. Sua situação é crítica, como eu bem disse, você chamou a responsabilidade toda sobre seus ombros, e, por acreditar em sua capacidade, tenho certeza que você vai superar tudo isso. Boa sorte.

Carlão/Joinville disse...

Prezado Marcos,

Entendo que caso a reunião do proximo dia 01.09 em Uberlandia não dê resultados concretos, entendo que deveriamos impetrar a devida ação judicial obrigando a PREVI a tão somente cumprir o que determina a LC que rege a materia.
Embora a decisão final vá demorar muito, certamente a solução tomada pela PREVI que atenda os nossos anseios, se é que haverá, demorará mais ainda.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Nesta data postei a seguinte carta ao Presidente da ANABB.

Isa Musa

“A propósito da carta que a ANABB enviou a todos os seus associados, gostaria de sugerir que você mandasse divulgar, amplamente, explicações sobre os aspectos:

a) A razão da cobrança de R$ 300,00 de cada associado interessado. Tenho recebido telefonemas dizendo que as ações farão a ANABB e os advogados milionários, pois se a ação atingir e beneficiar cerca de 90.000 associados, uma conta simples dará: 300,00 x 90.000 = R$ 27.000.000,00. Mais os 10% de 1 bilhão (estimativa que a ANABB fez na Revista), os advogados receberão: R$ 100.000.000,00. Nossos colegas, associados da ANABB, acreditam que a ANABB poderia fazer de graça, ou pelo menos mais barato e esses 10% resultará em muito dinheiro para advogados, poderia ser 5% ou até 3%, pois pelo volume, quantidade, ainda assim os advogados ficariam bem remunerados.

b) A prescrição do direito a receber a restituição do IR de um período tão distante (de 1/01/89 a 31/12/1995). Vários colegas acreditam que o direito já prescreveu. Sei que a ANABB pensa diferente, mas creio ser necessário um pronunciamento oficial dos advogados, mostrando a Lei, o artigo que assegura que não prescreveu tal direito.

c) Sucumbência. O grande temor de todo mundo. A ANABB não fala nada a respeito do risco. Há risco? Se não há, também seria bom uma explicação cabal da razão pela qual podemos ficar despreocupados.

d) As ações serão individuais? Ou plúrimas? Haverá a prioridade para os idosos (é fato de que ações de idosos tem prioridade na Justiça, mas o advogado tem de pedir isso).”

24/08 - 21:09

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

CORREIOS TELEGRAMA
SENADO FEDERAL / Gab. Sen. PAPALÉO PAES
Praça dos Três Poderes, Ala Filinto Müller Gab.13
Zona Cívico-Administrativa
70165-900 - Brasília/DF
--------------------------------------------------
Ilmo. Sr.
Marcos Cordeiro de Andrade
Rua Professor Ulisses Vieira 864
Vila Izabel
80320-090 - Curitiba/PR

Ao cumprimentá-lo cordialmente, acuso o recebimento da correspondência do dia 13 de agosto do corrente ano, na qual Vossa Senhoria apresenta alguns fatos negativos envolvendo a PREVI e a gestão do ex-presidente Sérgio Rosa. Ao ensejo, coloco-me à disposição.

Senador Papaléo Paes

Postado via SPE, em 24/08/2010 às 16:19.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Refiro-me ao comentário de um colega que optou por não se identificar, postado acima, mais precisamente em 25 de agosto de 2010, às 05:37hs. Apenas e tão somente no sentido de colaborar para tentar dirimir as dúvidas existentes, semelhantes às que eu tinha também até bem pouco, transcrevo abaixo trecho de comentário através do qual a Federação presta oficialmente esclarecimentos acerca das tratativas em curso relativas às negociações sobre a utilização da reserva especial para revisão do “PB-1”: “ouvimos dos eleitos que eles defendem a participação dos aposentados nas mesas de negociação quando essas forem instaladas e assim, poderemos ter nossa própria voz e não iríamos representados pela CONTRAF, mas junto com ela. Para definir quantos e quais falarão pelos aposentados a FAABB ouvirá todas as Associações para que a escolha seja democrática”. Caso o colega julgue pertinente maiores esclarecimentos, a íntegra do comentário se encontra um pouco mais acima, com data de 23 de agosto de 2010, às 16:02hs. Seria interessante também a leitura da matéria de 19.08.2010, constante no site da Faabb (www.faabb.com.br/Noticia.asp?ID=193), cujo título é “FAABB NA PREVI”.

Anônimo disse...

Colegas,


O senhor senador Papaleo se coloca à disposição.

Lida a carta, tem que agir caro senador!

Anônimo disse...

Att. JORGE TEIXEIRA, mensagem de 25 de agosto de 2010 das 07:14.

Jorge, muito obrigado pela informação. Valeu.
A notícia da FAABB NA PREVI foi publicada em 19/08/2010. Para melhor informação a FAABB poderia incluir na notícia a data do evento.

Anônimo disse...

Recebi a Revista Previ e Joarnal Ação da Anabb. Em nenhum página não vemos notícia sobre o superavit. Escrevem bl´, blá, blá, mas o assunto crucial para todos os aposentados não é mencionado.
A Anabb aparentemente esta voltada para os funcionários da ativa e seus familiares até o 4º grau (?).
A Previ pelo que entendi não pode se pronunciar conforme mensagem veículado acima por um de nossos colegas. Ela não pode tomar iniciativa nenhuma. Durma-se com um barulho desse.

Anônimo disse...

Marcos,

A mensagem da Isa Musa com relação ao questionamento feito junto a Anabb a respeito do IR PREVI é muito interessante e tempestiva. A pergunta fica no ar com respeito a prescrição e a razoabilidade de ganho. Vamos aguardar o embasamento de tal ação numa possível resposta da Anabb.

Anônimo disse...

Marcos,

Com relação a enquete sobre uma possível ação do IR 1/3 PREVI por parte da AAPPREVI, gostaria de saber se já tem o estudo pronto relativo a informação contida em NOTÍCIAS ELEVANTES do dia 22/08 - Ação judicial gratuita - IR 1/3 PREVI. Aguardo manifestação. Obrigado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ao anônimo das 09:0.
Para seu conhecimento e dos demais colegas informo que nada há de concreto, ainda, acerca dos estudos da viabilidade do ingresso com essa Ação, conforme informação postada ontem, 24/08, às 18:48.


Caro anônimo (18:30).

Essa Ação também é extensiva às pensionistas, no entanto é prematuro cuidarmos de pormenores quanto à documentação necessária, pois aguardamos a conclusão dos estudos por parte da Assessoria Jurídica.
No devido tempo tudo será esclarecido.
24 de agosto de 2010 18:48

Eduardo Köhler - Rio de Janeiro disse...

Anônimo das 8:36h.

Você escreveu ao final de sua mensagem: "Durma-se com um barulho desse."
Permita-me corrigí-lo: "Durma-se com um SILÊNCIO desse".

Um abraço.
Eduardo

wilson luiz disse...

A ANABB, mesmo com a "saída" de Valmir Camilo da presidência, continua a mesma. Todos conhecemos esta ação, com a qual pretendem ganhar 127 MILHÕES de reais, como "ação I.R. 1/3 PREVI". Lendo as correspondências da ANABB sobre o assunto, notei que, em lugar algum é mencionado "1/3 PREVI". Isto, claramente, tem o dedo de nosso glorioso Valmir Camilo, agora eminência parda comandando das sombras. O objetivo deve ser induzir os desavisados, que já ingressaram com esta ação, a assinar a procuração e pagar os 300 reais, achando que é um novo processo.

luiz carlos disse...

NOVOS SOCIOS - Hoje, 25.08, durante o encontro mensal da AAFBB-Recife, em que pela vez primeira participei, muitos colegas, quase todos que contatei, desconheciam a AAPPREVI e as atitudes que tem tomado em favor do associado. REsultado: 3 novos sócios, e a corrente vai se multiplicar ainda mais..

Anônimo disse...

Att. Eduardo Köhler - Rio de Janeiro.

Colega você tem razão é muito silêncio sobre um assunto tão relevante.

Anônimo disse...

Marcos, a quem possa interessar.

No site da APAPE - Associação Nacional dos Participantes da Petros - Petrobras (apape.org.br), tem um artigo interessante do Conselheiro Deliberativo da Petros, Paulo Teixeira Brandão, referente ao tema abaixo:

"Retiradas de Patrocínio de Planos Petros(BD) não podem resultar em Prejuízos aos Direitos Adquiridos"

Em suas considerações, parece que a ANAPAR não é confiavel. Em um momento ele descreve:

"Tanto os sindicatos da FUP quanto a Anapar (Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão), no entanto, se prestaram a retirar direitos dos já assistidos".
"A FUP e a Anapar facilitaram o cometimento das ilegalidades praticadas contra velhos, contra viúvas, contra órfãos. Tudo para proteger o governo, que não queria se indispor, por exemplo, com a Odebrecht".

Em quem podemos confiar?

Anônimo disse...

A colocação do sr. vilson luiz das 11:57 hs. tem alguma lógica. Entrei com a ação 1/3 Previ na Anabb a quase 10 anos, atualmente está em fase de liquidação. Naquela época a Anabb dizia que suas ações não era obrigado a pagar honorário de advogado. Recebi ontem pelo correio a procuração e a autorização para cobrança dos R$ 300,00, quase assinei e mandei achando ser uma nova ação. Por falar nisso, alguem poderia me dizer se sou obrigado a assinar a procuração e pagar os R$ 300,00 para receber a liquidação da minha ação que está rolando faz quase 10 anos??????

wilson luiz disse...

Caro Raul Avellar, 24 agosto 15:48 hs.,
Poderia informar-nos qual liminar a PREVI informou haver sido derrubada? Acredito tenha sido a obtida pelo Sindicato dos Bancários de Brasília.

Anônimo disse...

Colegas,


Já escrevi, neste Blog e em outros blogs, que o bb está preparando a "cama", para se mandar do PB1.

O bb vai pegar o que puder de DINHEIRO DOS PARTICIPANTES E TÃO SOMENTE DOS ASSISTIDOS, e depois se retira do PB1 alegando que o plano, já é auto sustentável, mesmo proque não arca mais com as contribuições mensais.

Amigos, eles são demoníacos com os próprios colegas de instituição, pois acham que já amealharam o suficiente para o resto dos dias deles- os infernais diretores.

Cuidado srs. diretores o futuro é incerto, até mesmo para vocês que pensam estar imunes, não sujeitos ao sofrimento.

Já ouvi falar de que "a vingança será maligna".

Marco Antônio disse...

... A previ AGUARDA A RETOMADA DAS NEGOCIAÇÕES ENTRE O PATROCINADOR banco do brasil E OS REPRESENTANTES DOS PARTICIPANTES ...
Colegas, vamos parar um pouco para refletir acerca da mensagem acima:
- o que (ou quem) impede a previ de retomar as negociações?
- a previ não tem vida própria?
- aqueles que a dirigem são apenas marionetes?
- lá ninguém manda, só obedece?
- somos parte de uma entidade que não nos representa?
É REALMENTE DIFÍCIL DE ENTENDER.