terça-feira, 28 de setembro de 2010

Reunião - A Nota

Prezado Marcos,

Eis ai. Veja que pouco difere da do BB, apenas é mais firme quanto ao direito.

Isa Musa

28/09/2010

Funcionalismo do BB retoma negociações sobre superávit da Previ


A Contraf-CUT e outras entidades representativas do funcionalismo do Banco do Brasil, além de dirigentes eleitos da Previ, se reuniram com a direção da empresa nesta segunda-feira 27 de setembro para retomar as negociações sobre a destinação do superávit do Plano 1 da Caixa de Previdência. As negociações estavam suspensas havia dois anos, em razão da crise financeira mundial e de alterações na legislação sobre previdência complementar.

Os representantes dos bancários apresentaram ao BB, na reunião realizada em Brasília, as reivindicações para a utilização da reserva especial do Plano 1 em melhoria de benefícios dos associados, que já foram debatidas amplamente com os associados ao longo dos últimos anos e referendadas em várias reuniões de entidades representativas: aumento linear com piso mínimo, continuidade da suspensão de contribuições, aumento do teto de benefícios para 100%, aumento no percentual das pensões para 80%, redução da Parcela Previ, 360/360 avos dos benefícios, aumento no benefício mínimo, aposentadoria antecipada para as mulheres aos 45 anos, abono anual para aposentados e resgate da contribuição patronal pelos pedevistas.

Participaram da reunião dirigentes da Contraf-CUT, da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, AAFBB, AFABB-SP, FAABB, Anabb, os três diretores eleitos e conselheiros deliberativos eleitos da Previ.

Fim do voto de Minerva

Além das questões relativas ao uso do superávit, os representantes dos associados consideram fundamental negociar o fim do voto de minerva no Conselho Deliberativo, o retorno da diretoria de Participações para os associados e a volta dos direitos do Corpo Social - aprovação, pelo voto, de alterações nos estatutos e regulamentos dos planos de benefícios.

Os representantes do funcionalismo deixaram claro seu entendimento de que a maior parte do superávit deve ser destinada aos associados, através de melhoria dos benefícios ou de revisão do plano. Nas negociações anteriores, em 2005 e 2007, cerca de 2/3 dos valores disponíveis foram transformados em benefícios. A lista de reivindicações apresentadas contempla os anseios dos diversos segmentos dos associados ao Plano 1. Entretanto, o BB afirmou que defende o cumprimento da Resolução CGPC 26 e a destinação de metade do superávit para o banco.

Nova reunião dia 18

Depois deste início de negociações, foram definidos os próximos passos para a busca do entendimento. Foi marcada nova reunião para o dia 18 de outubro. Será solicitado à Previ que apresente os cálculos dos valores a serem destinados e do custo de cada uma das propostas. Representantes dos associados e do banco farão reuniões com a Superintendência da Previdência Complementar (Previc) para discutir o enquadramento legal da destinação do superávit diante de um eventual acordo entre as partes.

Fonte: Contraf-CUT, com Seeb Brasília

43 comentários:

Ari disse...

Caro Marcos e amigos,

Esta tratativa de se reunir concomitantemente com a Previc para as devidas enquadrações é muito salutar. Agiliza o processo. Só não gostei desta proposição de aposentadoria antecipada para mulheres aos 45 anos. Esta tese já foi rejeitada uma vez. Não sei porque a Anabb insiste com ela. Chega! Valmir Camilo. Por favor, Anabb saia fora do processo negocial. Deixa com as outras associações que teremos mais chances.

Anônimo disse...

Colegas,

Isa Musa Noronha é respeitosa com todos, independentemente das posições.

Parabéns Senhora Isa Musa.
Acredito na sua palavra.

Anônimo disse...

Estou de acordo com o ARI. Chega da ANABB meter a colher nas negociações. Acho também que a negociação sobre a devolução da parcela patronal aos pedevistas é um assunto justo, mas deve ser tratado em SEPARADO dos aposentados.

Anônimo disse...

"aumento no percentual das pensões para 80%"

Isso vale pra todas as pensionistas ou só pra futuras pensôes? Valendo pra todas, quer dizer q, se aprovada, as pensôes já terão um reajuste de, no mínimo, 20%?

Anônimo disse...

Por que não se inclui na negociação o pagamento da cesta alimentação a todos os aposentados, acabando, assim, com a enxurrada de ações judiciais ?

Um fraterno abraço.

Josias Albuquerque

wilson luiz disse...

Caro anônimo 28 setembro, 15:02 hs.
A proposta de aposentadoria aos 45 anos para as mulheres deve estar sendo incentivada pelo Banco. Acredito que, aprovada, o Banco vai fazer uma "limpa" em seus quadros, forçando a aposentadoria destas funcionárias com um benefício miserável. É da tradição do Banco este tipo de comportamento.

wilson luiz disse...

Com a apresentação destas propostas, as associações começam já incidindo nos erros que levaram a malogro em 2008. Excesso de propostas, algumas inviáveis financeiramente, outras nebulosas. Vou comentar apenas duas:
-aumento do teto para 100% - se não me engano, originou-se nos sombrios porões da ANABB. É necessário que seja bem explicada, como por exemplo a quem vai beneficiar, qual é a média salarial atual dos beneficiários, quantos serão beneficiados. Ainda acho que esta proposta é para o BB jogar em cima da PREVI vários pagamentos que ele hoje é obrigado a bancar, como os 30/30 e o incentivo de aposentadoria oferecido aos funcionários que entraram no Banco antes de 1967.
-restituição da contribuição patronal aos pedevistas-não entro no mérito da justiça do pleito, apenas ressalto que é totalmente inviável sua discussão dentro deste contexto, pois envolve valores astronômicos(R$ 20 bilhões, segundo associações de pedevistas), e existem muitas ações judiciais sobre o tema.
Desta forma, começamos como o Banco quer, numa guerra de vaidades, cada qual defendendo suas propostas. Nada aprendemos com a VALIA, cujos beneficiários se uniram em torno de propostas de fácil entendimento e hoje estão recebendo reajuste de 25% e abono de 3 benefícios por ano.

Anônimo disse...

Estou com o Wilson Luiz, quem tudo quer tudo perde. Vamos com calma. As negociações devem devem ter prioridade para a classe do PB1 em geral. O que for bom para todos deve ter prioridade.
Na verdade ainda não sabemos, hoje, qual o total que nos cabe, ou sabemos? Será que dá para tantas propostas? A PREVI tem que provisionar verba para as ações da Cesta Alimentação e o Renda Certa, não é?

TÔ CERTO OU TÔ ERRADO?

Anônimo disse...

Eu defendo uma divisão do superávit justa e que ATINJA Á TODOS!!!Sou À favor de um reajuste de 20% para todos os aposentados com um percentual mínimo de 1000 reais por um período de 2 anos.Havendo ainda superávit prorroga-se por igual período de tempo.Imagino que assim todos sairam ganhando.E teremos uma distribuição mais equânime, e justa.A valia já apontou o caminho.Quero a ANABB longe disso, quero aquela associação que defende o renda certa e outros distante.Torço por isso.

antonia disse...

Marcos,
A melhor proposta seria a de reajuste para todos a um percentual possível e que valesse toda vez que houvesse superavit, sem precisar de toda essa chantagem que o patrocinador, previ, previc etc etc. etc.. fazem conosco.

Anônimo disse...

Colegas do PB1,
Conceituado Marcos,

Em análise, o meu ponto de vista sobre as propostas expostas na reunião com finalidade de se dividir o superávit da PREVI:

1. O Superávit - É TODO dos Beneficiarios do PB1. Em caso de negócio, o percentual de acordo em 1/3é de bom tamanho;

2. Pensões - Aumento para 80% - É bastante EXEGERADO, haja vista que, em tese, o(a) beneficiário(a) e a(o) futuro(a) dependente dispõem de 100%, ou seja 50% para CADA um. A PREVI NÃO tem culpa do orçamento de cada beneficiário, neste caso;

3. Aumento Línear - Percentual a ser acordado para a integração do banefício (Piso mínimo), mais ABONO de +-R$ 1.000,00 mensal, e/ou 14º benefício anual;

4. Aposentadoria para mulher aos 45 anos - Se examinar o benefício neste parâmetro, quem perde é a mulher (perde em valor e o emprego);

5. Devolução de contribuições de Pedevistas - NÃO é o momento a ser examinado;

6. Entidades representativas - Número elevado de pseudos repre- sentantes do PB1. O BB pode levar vantagem em negociação (divide para governar). Estratégia antiga;

7. Mesa de negociação - È bom ver o começo, porém não nos ocovardemos. Precisamos de todo o apoio político dos envolvidos e não envolvidos.

Um abraço a todos, inclusive ao Marcos.

James Paiva - João Pessoa, onde o sol nasce primeiro.

Anônimo disse...

Vamos negociar: metade para o banco que pagava a metade e metade para os aposentados que pagavam a outra metade. Tem muito dinheiro, dar para todos, para que brigar? Negociação rápida já. Eu quero é o meu no bolso antes do Natal. E só sai com acordo, meio a meio ou nada. Escolham.

Anônimo disse...

-Deixa essa ANABB de fora pelo amor de Deus. Tenho uma ação de IRRF sobre venda de licença prêmio, férias e abono até hoje, l3 anos depois, não saiu nada, poooooxa, vou-te

Lázara Rabelo disse...

Caro Marcos e Sra. Isa Musa,

É gratificante perceber que, até que enfim, o BB se dispôs a começar uma negociação envolvendo o Superávit. As alterações do ES, "não é nenhuma brastemp",também vão ajudar os colegas a minimizar seus orçamentos apertados. Meus agradecimentos, principalmente a colega Isa,por estar enfrentado as feras de peito aberto, defendendo a todos nós.
Gostaria de deixar registrado que faço parte daquele grupo de 28.800 pessoas que ainda não foi beneficiado com nada até hoje, de superávit da Previ.Como outros colegas, não vejo com bons olhos a ANABB nessa negociação e muito menos a Contraf-CUT. Se o BB quer levar o problema dos Pedevistas para esta mesa, qual a intenção? Não vi entidade representante de demitidos/pedevistas na relação das presentes neste encontro. Nestas propostas seriam excluídos aqueles beneficiados com o Renda Certa de valores segnificativos? Por que insistir na aposentadoria aos 45 anos para as mulheres, se já foi negada pelo Min.da Fazenda?
Sobre a pensão, vi hoje na TV um candidato dizendo que na Constituição de 88 ficou definida em 80%, pergundo aos colegas advogados, como a PREVI paga só 60%, está fora da lei?
Se o Banco do Brasil está disposto, temos de conseguir o máximo, porque não sabemos se haverá outra chance!
Abraços,

Anônimo disse...

Em primeiro lugar: FORA ANABB!!!!!
De resto, e so aumentar as pensoes para 80% e dar um aumento linear com piso de 1.000,00 para todos a partir de Janeiro de 2010.
Ai sim, se fara justiça.
Publique-se.

Anônimo disse...

Colega Lázara,

http://www.anabb.org.br/mostraPagina.asp?codServico=76

"Art. 4º A ANABB manterá as seguintes categorias de associados:

I - SÓCIO EFETIVO:

a) funcionário do Banco do Brasil de qualquer categoria;

b) aposentados que recebem benefícios da PREVI e/ou do Banco do Brasil.

1. São considerados aposentados os ex-empregados que se desligaram do Banco do Brasil para recebimento de complemento de aposentadoria, inclusive antecipada, pela PREVI.



II - SÓCIO CONTRIBUINTE INTERNO:

a) ex-funcionário do Banco do Brasil, não enquadrado no inciso I deste artigo;

b) pensionista que recebe pela PREVI."

Ou seja, parece que a ANABB é entidade representante de demitidos/pedevistas.

Julita disse...

Cara colega Lazara!! Voce fez muito bem a sua colocação sobre as pensionistas!!!! Sou pensionista e recebo 35%, e minha filha 35%!! Em dezembro receberei 60% quando ela completará 24 anos!!!! Espero que a Previ eleve esse porcentual para 80% como esta na Constituição de 88! Também deixo registrado que faço parte desse grupo de 28.800 pessoas que ainda não foi beneficiado! Meu esposo era pré 67!!!Abraços!!!!

Anônimo disse...

Sr James Paiva, bom dia!!!
Gostaria de saber se o senhor é solteiro ou casado?
Se casado o senhor imaginou deixando uma pensão de 60% para sua esposa e filhos?
O senhor acha muito 80%????????????
Que egoismo, meu Deus!!!!!

Anônimo disse...

Pessoal, o Serra prometeu 10% a partir de janeiro nas aposentadorias e pensões!!!! Dilma 5%!!
Eu vou é no 45!!!!

Anônimo disse...

-Vamos preparar uma corrida em massa no sentido de cancelar a contribuição para ANABB, já que essa bixiga está atrapalhando o andamento do processo. Quem topa?

Anônimo disse...

Colegas,

Aos DONATIVOS, Gente, sem egoísmos, já estamos previamente doando ao bb 50%, que diferença faz mais alguns percento a minha futura viúva.

ARY TAUNAY FILHO disse...

SENHORES,

Algumas colocações de um PEDEVISTA;

1. Respondendo a quem disse que não estamos representados na reunião, é porque não fomos convidados. Eu sou diretor da associação dos pedevistas e tentei diretamente com o Sr. Gilberto Santiago um assento à mesa de negociações. Gentilmente ele me ligou e disse não ser possível, principalmente porque as propostas estão em ordem de prioridade e o dinheiro disponível para distribuição não atende nem até a terceira na ordem.

2. Respondendo a quem disse "Que não é hora para distribuir aos pedevistas", só posso perguntar: Quando é a hora? Afinal esperamos já há 15 anos. Ainda não chegou a hora? Ah, desculpe meu senhor, eu não tinha entendido, a hora deve ser depois do Sr. garantir o seu. Certo?

Creio que o Srs. aposentados podem ficar tranquilos, que os pedevistas não estão lá, não vamos participar da festa, APENAS PAGAR A CONTA.
Chama a atenção que em quase todos os comentários o direito dos pedevistas é reconhecido, porém se forem atendidos não vai sobrar muita coisa. Então é melhor deixá-los de fora, porque "primeiro quero o meu"(que eles pagaram).

Segundo Aurélio:

"Significado de Egoismo
s.m. Sentimento ou maneira de ser dos indivíduos que só se preocupam com o interesse próprio, com o que lhes diz respeito."

Anônimo disse...

Ao anônimo do último comentário aí de cima (29.09 - 05,05 hs.). O que eu mais quero é DEIXAR DE SER ASSOCIADO DA ANABB, mas já fazem cinco anos que estou esperando receber os direitos de uma ação vitoriosa (IR 1/3 PREVI), que durante esse tempo todo está em "fase de cálculo para liquidação da sentença" e.....nada.O que aconteceria se eu me desligasse da Anabb antes do recebimento. Alguém poderia me ajudar ???

Ricardo Annoni Neto

Anônimo disse...

Eu até concordo com o cancelamento da Anabb, com o Anonimo de 29/09/2010 ás 05:05, o caso é que eu tenho a açao de venda de ferias, lic.premio e abonos, ja fazem uns treze anos, ou mais, como outro colega Anonimo, citado em comentarios anteriores. Após cancelamento da Anabb, pretendo sem duvida, me filiar a AAPPrevi, com muita vontade. aposentado do Paraná. Estamos esperançosos quanto ao Superavit. Tudo de bom para nós todos.

Anônimo disse...

NÓS, OS PDVISTAS TAMBÉM FAZEMOS PARTE, EM ESPECIAL, OS QUE SAIRAM NO PRIMEIRO PDV, OU SEJA, 1995, POIS NÃO DEVOLVERAM A PARTE PATRONAL.

JVasconcellos disse...

Colega Ari
O fato da anabb, colocar aposentadoria para mulheres aos 45 anos, É fazer gracinha...e só perguntar a qualquer funcionaria ,se esta de acôrdo com aposentadoria aos 45 anos. SABEM serão aposentadas com alarios Baixissimos. JÁ Perguntei a várias colegas SÃO FRONTALMENTE CONTRA ESTA PROPOSTA, e O BB,Jà descartou esta proposta,,,So o Gaiato do Walmir Camilo que quer colocar este item ,OU SERÁ QUE O BANCO NÃO MANDOU O CAMILO,QUE É PAU MANDADO DO BANCO, colocar este item.,PRA TUMULTUAR ....O QUE É DELE ESTA GUARDADO,
JVasconcellos

Anônimo disse...

Meu Deus! Eu nao acredito que ainda tem colegas confiando na Anabb para receberem alguma açao.Por favor,abram os olhos.E justamente para segura-los como assocados que as tais açoes nunca sairao do papel.
Publicar.

Lázara Rabelo disse...

Caro Ary,
Sou totalmente a favor de que vocês recebam o que lhes foi surrupiado, e deveria ser até em dobro, pagos pelo BANCO DO BRASIL, como multa por tanto sofrimento imposto às famílias dos pedevistas. Um ALERTA, abram o olho com a ANABB. Conforme disse o anônimo das 03.01 hs, ela já incluiu os ex-funcionários em seus estatutos. Se nem os aposentados ela defende, imagine os PDVistas!
Abraços,

Anônimo disse...

Ao Jaime Paiva.....

2. Pensões - Aumento para 80% - É bastante EXEGERADO, haja vista que, em tese, o(a) beneficiário(a) e a(o) futuro(a) dependente dispõem de 100%, ou seja 50% para CADA um. A PREVI NÃO tem culpa do orçamento de cada beneficiário, neste caso;

ESTÁ TOTALMENTE ERRADA A SUA CONTINHA.

50% é cota familiar.
10% para esposa
10% para cada filho menor ou tutelado ou curatelado.

Em regra, a esposa fica com 60% dos proventos do falecido.

Conta-se nos dedos pessoal do plano 1 que possui filho menor de idade.

Jaime -se você é casado com alguém e que realmente esteja com essa pessoa dezenas de anos- pense bem no dia que você morrer(for para o buraco) e o seu salário ser reduzido em 40%, ISSO MESMO, QUARENTA POR CENTO DESCONTO e desse valor der retirado desconto do imposto de renda, previ, cassi e outros que porventura venham a ocorrer, comida, bebida, iptu, ipva,ipqp, iptudo e empregado com certeza não será vc quem irá fazer mágicas para permanecer vivo de um mês para o outor.

Pense na situação de colegas que deixam suas esposas/maridos com uma renda super apertada para que ela(e) tome conta do espólio e assuma todas as responsabidades civis,administrativas e financeiras do mesmo com uma miséria de pensão que é reajustada 3% a cada ano.......

Pelas suas palavras acredito que vc, pessoalmente, não passará por uma situção que dezenas de centenas de pensionistas enfrentam com o a morte do marido ou esposa.

Jaime é uma outra pancada gigantesca que essas pessoas enfrentam e só quem sabe é quem já sentiu o fogo desse ácido sulfúrico correr dentro da própria veia.

Por isso e dezenas de motivos é que merecem sim um reajuste mínimo das pensões para que essas tristes e empobrecidas pessoas tenham um pouco mais de fôlego para superar essa cruzada hedionda.

Anônimo disse...

Parabéns, anonimo que escreveu para o Jaime Paiva!!!!!

Voce explicou direitinho o que é uma vida de uma pensionista que além de não ter mais seu esposo ficar com um misero salario!
Gostaria que o senhor Jaime Piva soubesse que as pensionistas da Caixa Economica Federal recebem 80% dos vencimentos dos seus falecidos esposos!!!

Anônimo disse...

"aumento no percentual das pensões para 80%"

Isso já vale pras atuais ou só pra futuras pensões? Valendo pra todas, quer dizer q, se aprovada, as pensões já terão um reajuste de, no mínimo, 20%?

Anônimo disse...

Se voçê é associado da Anabb e tem uma ou mais açôes por ela impetrada na justiça, negocie as custas com o advogado.Ações que já passaram de 10 anos? Não espere mais. Caia fora da Anabb já.O negócio da Anabb agora é:

Previ Futuro, Odontoanabb,Odontoprev,Lançamentos Imobiliários, convênios inúteis, etc e tal.

Anônimo disse...

anônimo disse:
Caro Ary ,

Sei perfeitamente que só quem sofreu - e sofre - as consequencias do PDV a partir de 1995 é quem sabe a extensão do trauma. Convivi com muitos colegas que aderiram ao programa aqui na Bahia e tenho conhecimento do que suas familias passaram e passam até hoje. É como uma ferida que nunca vai cicatrizar. Eu , particularmente , sempre fui a favor da devolução da parte patronal a todos os colegas pedevistas, por questão de justiça.
Porém , infelizmente, penso que o Banco/Previ não pagarão essa conta através de superavits ,ainda mais agora que o Banco, ao que tudo indica, vai ter direito à metade e continuará tendo, para engordar o balanço e distribuir dividendos, mas não para pagar o que devem aos pdevistas.
A propósito dessa realidade, informo-lhe que há colegas aqui na minha região que já começaram a receber., através da via Judicial, valores correspondentes à parte(contribuição) patronal. E digo mais, não é pouco dinheiro. Um colega que era caiex substituto na época - 1995 - recebeu uma RAZOÁVEL bolada.
Com isso, acredito que os colegas pdevistas só vão conseguir receber dessa forma, aos poucos , através da Justiça, pois o Banco jamais irá pagar por livre e espontânea vontade essa conta que, segundo se fala , passa dos 20 bilhões. JUSTIÇA NELES ! E quem viver , receberá.
Grande Abraço

ABONO PARA TODOS É JUSTIÇA... disse...

A melhor e justa distribuição do superavit é na forma de abonos-salariais, mensais e iguais a todos os 120 mil participantes do Plano 1.

Deveriamos iniciar com utilização de METADE do superavit (uns R$ 8 bilhões) com 6 abonos fixos anuais de uns 3 mil para cada um dos 120 mil participantes !
Assim que acabar esta bolada de R$ 8 bilhões, brigar com o BB para uma nova distribuição da outra metade,pela Lei Complementar nº.... que o BB insiste em alegar que tem direito pela Res.26 (Lei é maior que resoluçãozinha...)

Quem "perderá" com os 6 abonos anuais ? somente aqueles aposentados que ganham acima da média de beneficios de R$ 8 mil/mensais....(azar deles: só faturarão R$ 18 mil por ano !!! (SÓ???isso não é pouco não...)

Ari disse...

Prezados amigos do blog,

Reivindicações apresentadas pelos representantes dos associados na reunião do dia 27.09.2010 em Brasília:

01.Aumento linear com piso mínimo.
02.Continuidade de suspensão das contribuições.
03.Aumento do teto de benefícios para 100%.
04.Aumento no percentual das pensões para 80%.
05.Redução da parcela Previ para 360/360 avos dos benefícios.
06.Aumento do benefício mínimo.
07.Antecipação de benefícios para as mulheres aos 45 anos.
08.Abono anual para os aposentados.
09.Resgate da contribuição patronal pelos pedevistas.

Para compararmos ao Plano de Benefícios Definido da VALIA (Fundo de Pensão da Cia Vale do Rio Doce) temos as três medidas já acordadas por aquele fundo:

a)pagamento de um abono, em uma única vez, de caráter excepcional, equivalente a três vezes o valor do benefício de cada aposentado e pensionista, líquido da contribuição para a Valia.
b)pagamento em junho de 2011 e, sucessivamente, em junho dos anos seguintes, de um abono equivalente a três vezes o valor do benefício de cada aposentado e pensionista, líquido da contribuição para a Valia, enquanto durar o ‘”fundo de distribuição do superávit”, bem como persistirem as condições legais e regulamentares para a sua concessão;
c)manutenção do pagamento mensal de 25% do valor do benefício de cada aposentado e pensionista, líquido da contribuição para a Valia, enquanto durar o “fundo de distribuição de superávit”, bem como enquanto persistirem as condições legais e regulamentares para a sua concessão.

Nota-se que pelo item C já havia sido melhorados os benefícios em 25% mensais. Os ítens A e B referem-se somente a abonos extras.
No nosso caso da Previ, analisando as propostas colocadas à mesa num total de nove, vemos que algumas serão descartadas pela patrocinadora ou pela Previc. A meu ver, a de número 7 – antecipação de benefícios para as mulheres aos 45 anos, será impugnada posto que o INSS não concede tal benefício. A de número 9, devolução patronal aos pedevistas, será eliminada por não contemplar os aposentados.
Restam, então, sete propostas dentre as quais algumas completam as demais. A proposta 2 será atendida porque já está acontecendo; a 6 carece deste “valor mínimo” para definição; e a 8 é o abono anual transitório que será concedido se ao final sobrar recursos. Finalmente, a de número 5, penso que não passa por tratar-se da PP que somente terá solução política oiu judicial.

Meus palpites:

A proposição nº 1 vai ser aprovada. Meu prognóstico será de um aumento de 20% com piso mínimo da R$500,00.
As proposições 2, 3, 4, 6 e 8 também serão aprovadas.

Eduardo disse...

Amigos,
Complementando o comentário de 29.09.2010, 11:25h: a meu ver o montante a que os pedevistas têm direito, ou seja a contribuição patronal, o banco já contabilizou em seus últimos balanços, ou seja, os 50% do superávit, que agora quer legitimar com um acordo. Nesse caso, o caminho é a justiça contra o banco.

ARY TAUNAY FILHO disse...

Senhores,

Falar de justiça contra a Previ pelos pedevistas é desconhecer o que o STJ já fez conosco.

Conheçam as súmulas: 289, 290 e 291.

Uma diz que os valores resgatados devem ser corrigidos computando-se as perdas dos planos econômicos.

A outra diz que o PRAZO PRESCRICIONAL para ingressar na justiça é de 5(CINCO) anos, portanto o STJ nos enterrou porque já se passaram 15 anos.

A terceira súmula é a pior delas, pois num canetaço sem precedentes do saudoso Ministro Menezes Direito(Direito?), ele disse que a parte patronal não pertence ao participante e sim ao patrocinador.

Viram a força da pressão do BB e da Previ?

Os senhores tomaram conhecimento da festança que aconteceu em Salvador, oferecida gentilmente pela PREVI aos magistrados do STJ? Coincidentemente logo após a emissão das súmulas?

De que nos adiantaria seguir seus conselhos e buscar o judiciário?

Anônimo disse...

Colega, eles fazem festas com o nosso dinheirinho, percebeste?
Cambada de safados!
Cadeia neles!

Anônimo disse...

Que tipo de pessoas o Banco e Previ conseguiu criar. Será que ainda somos humanos? Duro è assitir a cada um brigando por sua parte, inclusive aqueles que recebem 2 aposentadorias (voces sabem de quem eu falo), enquanto aqueles que deram origem a este fabuloso Superávit são escorraçados da festa. Ou alguém é tão ingênuo e não sabe que tudo começou quando roubaram os PDVistas. Hoje ex-colegas estão sendo acionados pela PREVI para tomar suas casas, muitos moram de favor, outros já morreram sem ter sequer um plano de saúde. O que for melhor será feito, tenham a certeza. Se devolverem o que devem aos PDVistas, o que está sendo "distribuido" não representa nem a metade do que lhes é devido. Mas este dia vai chegar, tenham a certeza, pelas graças de Deus.

Anônimo disse...

Esse Lance da Festança dada ao STJ, pela PREVI, em Salvador,isso é uma vergonha. Se alguem tiver uma gravação dessa safadeza vamos usá-la. Só não sei onde vamos encontrar justiça para entrarmos com uma ação contra ela mesmo.
Quanto a ANABB, prefiro que ela fique de fora de qualquer negociação com a PREVI. Acho que tem algo de errado em suas propostas.

Anônimo disse...

Caros Colegas,

Vamos estar sempre atentos quando se falar na distribuição do superavit da PREVI. O aumento do teto de 75% para 90%, à época do de 2006, beneficiou e irá beneficiar somente as melhores aposentadorias da PREVI, isto é, os Diretores, do Banco, PREVI, CASSI, ANABB etc em até 20%. Os PEs, Caixas, Assistentes, Gerente de Contas, não tiveram os 20% com o aumento do teto de 75% para 90%. Eu mesmo, com 31 anos de empresas, como me aposentei como Assistente tive apenas 1,3% de aumento. Estou consultando Advogados para ver os meus direitos.

Anônimo disse...

O Primeiro passo na minha opinião é deixar todos no mesmo nível de equidade, pagando o devido (dentro das suas proporções)a todos aqueles que até agora foram preteridos e nada receberam.Zeradas as injustiças cometidas, aí sim, com o valor remanescente, fazer a partilha como melhor se decidir.
joão-sjcampos

Anônimo disse...

ESSA ANABB É UM VERDADEIRO CABIDE DE EMPREGO ! VEJAM A BRIGAIADA QUE APRONTAM NA ÉPOCA DAS ELEIÇÕES. É DE SE ESTRANHAR ! NÃO !?. O "PRO-LABORE" DEVE SER MUITO BOM ! TÔ FORA !.