quarta-feira, 16 de março de 2011

A FAABB na Mídia

Caros Colegas.

Eis um importante feito da FAABB, alcançado graças à incansável atuação da Presidente Isa Musa de Noronha:

Atencisamente,
Marcos Cordeiro de Andrade

Clique aqui para ver a capa da Revista (PDF)

Senhores,

Não conseguimos espaço em grandes jornais populares, mas em uma revista especializada, a “INVESTIDOR INSTITUCIONAL” a FAABB conseguiu colocar a verdade sobre a tentativa do Patrocinador BB se apropriar de parte do superávit da Previ. Essa revista não é encontrada em salões de cabeleireiro ou consultórios médicos, onde sempre podemos ler exemplares de O Globo, O Estadão ou a Folha de São Paulo, mas é lida por gente do ramo, banqueiros nacionais e internacionais, aplicadores, etc.

Modestamente considero uma pequena vitoria da FAABB.

Isa Musa de Noronha



“Revista Investidor Institucional

Edição: 224

01/03/2011 - Os dividendos da Previ



Os participantes da Previ já começaram a receber parte do superávit do Plano 1 administrado pela entidade. Segundo comunicado do maior fundo de pensão do País, a alteração do regulamento do plano que era necessária para a destinação de valores foi aprovada pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) em 15 de fevereiro. Com o aval, o primeiro dos 14 pagamentos a assistidos e pensionistas já foi realizado, de forma que as próximas 13 parcelas serão creditadas nas contas dos participantes no dia 20 de cada mês.

Em nota, a Previ destaca como pontos positivos previstos no novo regulamento a implementação do Benefício Especial Temporário (BET) correspondente a 20% do “complemento Previ” para aposentados e pensionistas e a manutenção da suspensão integral das contribuições da patrocinadora e dos participantes por mais três anos consecutivos. A entidade esclarece que o mesmo percentual do BET será projetado para os participantes da ativa e creditado em conta individual dos seus “complementos Previ” para saque único quando de suas aposentadorias.

Ainda em comunicado, a Previ sublinha que os cerca de 120 mil associados do Plano 1 foram consultados, entre os dias 9 e 15 de dezembro, sobre a destinação dos recursos nos moldes propostos, e mais de 80% dos votantes concordaram com a proposta. “A destinação do superávit foi construída com diálogo e bom-senso entre entidades representativas, patrocinadora e a própria Previ. Conseguimos atender às expectativas dos associados por melhorias nos benefícios e, ao mesmo tempo, mantivemos a solvência e solidez do Plano 1, com um patrimônio robusto”, disse em nota o presidente do fundo de pensão, Ricardo Flores.

A reserva especial para revisão do Plano 1 é de R$ 15 bilhões, valor que foi sacado para os fundos previdenciais para destinação dos recursos excedentes. Informações fornecidas pela assessoria de comunicação da Previ dão conta de que os recursos excedentes foram destinados paritariamente a participantes e patrocinadora - ou seja, ao fundo previdenciário do BB foram destinados R$ 7,5 bilhões, e ao fundo dos participantes, outros R$ 7,5 bilhões. A assessoria ressalta ainda que, inicialmente, nenhum valor saiu efetivamente da Previ para o BB, uma vez que “a quantia destinada ao Banco do Brasil ficará no citado fundo previdenciário para cobrir custos e despesas futuros da patrocinadora” com o fundo de pensão.

Patrocinador – Em dezembro de 2010, o BB soltou fato relevante em que afirma que “foram criados na Previ um fundo em nome do Banco do Brasil, enquanto patrocinador, e outro em nome dos participantes, onde foram aportados paritariamente os valores a que fazem jus cada parte”.

No entanto, Isa Musa de Noronha, presidente da Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil (FAABB), diz que participantes e assistidos da Previ estão convictos de que o patrocinador não tem direito a qualquer parte do superávit. Ela recorda que várias entidades representativas do funcionalismo do BB estão na Justiça em ações que “questionam a aplicabilidade e a constitucionalidade da Resolução 26 do CGPC, uma vez que essa resolução veio inovar a Lei Complementar 109” (leia mais no quadro). “Qualquer estudante de direito sabe que uma resolução não pode inovar uma Lei, pois isso é prerrogativa do Congresso Nacional”, argumenta. Ela ressalta que, em acordo firmado no ano passado, as entidades representativas não abrem mão dos 100% do superávit, “mas agora, imediatamente, concordaram em distribuir a parte incontroversa, ou seja, 50% da reserva especial para revisão do plano, o que resultou em benefícios temporários, mas pela primeira vez atingindo a todos”.

Isa Musa completa que, no balanço do BB referente a 2010, os auditores independentes escreveram que “o banco possui registrado em seu ativo, em 30 de setembro de 2010, o valor de R$ 15,06 bilhões correspondente ao superávit do Plano de Aposentadoria e Pensão - Previ apurado com base em critérios definidos pela administração do banco, os quais consideramos os mais adequados a serem aplicados na circunstância. Esses critérios incorporam estimativas e premissas de natureza atuarial e financeira de longo prazo, bem como aplicação e interpretações de normas regulamentares em vigor nessa data. Assim, as imprecisões inerentes ao processo de utilização de estimativas e premissas podem resultar em divergências entre o valor registrado e o efetivamente realizado”.

Isa Musa comenta que, cautelosamente, o próprio BB, quando se refere à discutida parte do superávit da Previ, registra que “o ativo atuarial reconhecido no balanço refere-se aos ganhos atuariais e sua realização ocorrerá obrigatoriamente até o final do plano. Poderão ocorrer realizações parciais desse ativo atuarial, condicionados ao atendimento dos requisitos da Lei Complementar n.° 109/2001 e da Resolução CGPC n.º 26/2008.”

Para Isa Musa, o Banco do Brasil “não ousa lançar como líquido e certo seu direito a parte do superávit, tanto que o registra em outros créditos, como ativo atuarial”. Ela completa: “quando muitos pensam em pouco mais de sete bilhões, o que o patrocinador identifica como passível de ser seu são R$ 15,06 bilhões. As ressalvas colocadas quanto a esse suposto direito servem para alertar o mercado e também para sinalizar a participantes e assistidos da Previ que essa bilionária quantia oriunda dos cofres da Previ pode um dia ser apropriada pelo banco”.

Procurado, o Banco do Brasil afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a fonte sobre esse assunto é a Previ. A assessoria enviou à reportagem o memorando de entendimento assinado em novembro do ano passado por representantes da Previ, do BB e de entidades representativas dos participantes do fundo de pensão – o mesmo memorando a que Isa Musa se refere como “acordo” nesta matéria. Por fim, a assessoria do BB reitera que o memorando foi colocado para votação junto aos participantes, que o aprovaram. E reforça que o acordo respeita o que está previsto na CGPC 26. Procurada, a Previ fez esclarecimentos por e-mail, também via assessoria de comunicação, mas não concedeu entrevista.

Desfechos de ações são favoráveis à Previc, diz autarquia - Um controle da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) a respeito das ações judiciais movidas contra a Resolução número 26 do Conselho de Gestão da Previdência Complementar (CGPC) mostra a situação desses processos até o dia 02 de fevereiro. Boa parte das ações foi arquivada, enquanto outras têm o status de “concluso ao relator” – o termo significa que o processo não está mais aguardando em cartório, encontrando-se já no gabinete do desembargador relator. “Ou seja, o processo que está concluso está em vias de receber decisão, despacho ou outra providência do relator. É importante esclarecer que o relator é magistrado, isto é, juiz, tendo por função decidir o caso tratado na ação, o que pode ser a favor da Previc ou pode ser a favor de quem moveu a ação”, explica Felipe de Araujo Lima, Procurador-Chefe substituto da Previc.Lima afirma que pode-se dizer que a maioria, senão a totalidade das ações, foi julgada de modo favorável à Previc e/ou à União. Ele lembra que a Resolução 26 foi editada pela União na época em que o órgão fiscalizador e supervisor do sistema de fundos de pensão ainda era a Secretaria de Previdência Complementar (SPC). “A Previc sucedeu a União em todos os atos praticados pela então SPC”, informa o procurador. Ele acrescenta que, para a autarquia especial, o andamento dos processos mostra que o desfecho das ações, até o momento, “demonstra que o ato atacado, a Resolução 26/08, é legal e constitucional, submetido ao teste de fogo junto ao Judiciário”. “A Previc pode se considerar vitoriosa, mas não ainda de modo definitivo – exceto nas ações já arquivadas –, tendo em vista que as ações que estão em curso seguem adiante e podem sofrer novo julgamento com os recursos interpostos – confirmando ou reformando a decisão até então favorável à Previc”, ressalva Lima.”

(Divulgação espontânea do Blog Previ Plano 1).

178 comentários:

José Roberto Eiras Henriques disse...

Apesar dos esclarecimentos dados pela presidente da FAABB, a Previc praticamente garante que as decisões judiciais lhe serão plenamente favoráveis.

Depois das decisões sobre o Renda Certa e andamento da ação sobre os 40% equiparação do Bacen, podemos pensar o contrário? Difícil, né?

Viram como o Banco usou o resultado do referendo em seu favor?

Tá tudo dominado!!!

Anônimo disse...

PARABÉNS..." excelente iniciativa da FAABB "..." prato quente se come pelas beiradas "...."a chapa está esquentando ".

Anônimo disse...

A nota fala que o pagamento das primeras 14 parcelas já foi feito e que as "13" restantes serão creditadas mensalmente.
Não são 60 as parcelas do BET?

Anônimo disse...

Porque será que a PREVIC tem tanta certeza de que as decisões judiciais lhes serão favoráveis? Sabem quem nomeia os Ministros do STJ e do STF? A Dilma!!!! (antes, o Lula, antes o FHC, etc.)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos.

Segue resposta Diretoria do Banco do Brasil S/A.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
________________________________________
Mensagem original
De: leo.cguimaraes@bb.com.br
Para: vhspassini@uol.com.br
Cópia: F6750875_Marcel_Kitamura/BANCO_DO_BRASIL@bancobrasil.com.br,edsonvaldo@bb.com.br
Assunto: Superávit Previ
Enviada: 16/03/2011 15:03
Sra. Rosalina de Souza,
Em resposta ao email encaminhado em 22/02/2011 ao Presidente do Banco do Brasil, Sr. Aldemir Bendine, prestamos os seguintes esclarecimentos:
O Banco do Brasil e a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (PREVI), já iniciaram tratativas no sentido de permitir as antecipações do Benefício Especial Temporário - BET. Destacamos que existe por parte do Banco o interesse em praticar as antecipações, ao tempo em que pedimos aguardar os desdobramentos das negociações.
Atenciosamente,
____________________________________
Diretoria de Empréstimos e Financiamentos.
Banco do Brasil

Mensagem original
De: vhspassini@uol.com.br
Para: presidencia@bb.com.br < presidencia@bb.com.br >
Assunto: Superávit Previ
Enviada: 22/02/2011 10:43

Prezado Presidente do Banco do Brasil.
Att Sr. Aldemir Bendine.

Após a homologação do acordo pela Previc, na data do dia 18/02/2011 a Previ fez o lançamento do adiantamento do Superávit inicial de 240% + as parcelas de janeiro e fevereiro de 2011.

O que ocorre Senhor Presidente é que este crédito é insuficiente para a regularização das dívidas da maioria dos aposentados e pensionistas do PB-1 da Previ.

Fiz uma ligação hoje para a Cooperforte, e a mesma já colocou em estudos a viabilização de um empréstimo objetivando os recursos do BET ( BENEFÍCIO ESPECIAL TEMPORÁRIO) com previsão de pagamento por 5 anos.

Nós sabemos também que muitos colegas aposentados e pensionistas estão com restrições nos órgãos de SPC e Serasa, é que o Banco do Brasil vem fazendo uma política de reversão de créditos no sentido que tirou todas as linhas de crédito de muitos colegas,como exemplo cito meu caso que não tenho direito a nenhum crédito oriundo do Banco do Brasil,mesmo mantendo certa regularidade nos pagamentos.

A Previ informou por meio de nota que não vai incorporar o BET na margem consignável das operações do Empréstimo Simples e nem do Financiamento imobiliário,com isso nenhuma melhora significativa será feita no sentido de que tenhamos uma melhora nas finanças e com isso colocando dívidas bem mais caras em dias.

Por isso venho até esta presidência pedir algum tipo de estudos para talvez até via folha de pagamento alguma modalidade de Empréstimo que atenda esse expressivo contingente de quase 120 mil participantes do PB-1, como é o caso do empréstimo adiantamento do imposto de renda, que qualquer associado tem acesso mesmo estando com restrições nos órgãos de proteção ao crédito.

Solicito que mantenha contato com a equipe de trabalho de novos produtos para verificar esta possibilidade, já contando com a solidez desta instituição que poderia neste momento dar mais esta alegria a todos nós participantes da Previ.

Respeitosamente

Rosalina de Souza
Matrícula 18.161.320-4

Pensionista sem voz... disse...

Consegui entrar no site da PREVI agora. Pelo q puder ver, a margem consignável só diminuiu na FOPAG de março. No Empréstimo Simples e Financiamento Imobiliário continua o mesmo.

Entendi tbm q o q nós recebemos mês passado foi o equivalante a 12 x o BET menos IR, somado a um valor muito próximo ao q foi descontado este mês pra Cassi. Então descontaram a Cassi e o valor a mais q foi depositado mês passado relativo ao BET x 12.

Lena. disse...

Eu de novo.

Do jeito que está não dá! No meu contra-cheque[sempre contra] o líguido foi pro ralo. Vou continuar.
100\% já! Ninguém tá querendo esmola. Alo seu FLORES,AJUDA AÍ!
Meu DEUS do céu...
Lena.

Anônimo disse...

Prezados Colegas.

No dia 7 de abril será realizado o Dia Nacional de Paralisação do Atendimento aos Planos de Saúde, informou nesta quarta-feira (16) o Conselho Federal de Medicina. Roberto Luiz d’Ávila, presidente do CFM, disse que os médicos não vão mais se submeter às condições impostas pelas administradoras de planos.

Reportagem completa no UOL

Quem paga somos nós usuários,pois a fatura com greve ou sem greve é descontada na folha de pagamento.

Anônimo disse...

Marcos e colegas,

Parabéns à Sra. Rosalina pela inciativa junto ao BB e Cooperforte. Acredito que tal solicitação pudesse ser feita também pelas diversas entidades representativas dos aposentados do Pb1 ou ainda pela FAABB, tendo em vista que os valores recebidos das 14 parcelas do Superávit, apenas amenizou a situação de muitos colegas (inclusive a minha), não solucionando a situação de muitos. Outra questão, é que já que o BET não servirá para melhorar nossa margem consignável para o ES, em contrapartida, não deveria reduzi-lá, pois seremos prejudicados quando da renovação.
Marcos peço a você se possível interceder da maneira que julgar mais conveniente tratativas junto a FAABB para que a mesma entre nesta luta, para que consigamos alguma possibilidade de crédito. Seja no BB, Cooperforte ou na própria Previ. Agradeço pela participação. Abraços a todos.
Carlos.

iraci berviria disse...

Oi, Quanto a Cassi,em Concórdia SC, que eu tenha certeza, tem 3 médicos credenciados na Cassi. Dois cardiologistas, maravilhosos e uma genicologista. E um convênio com a Beneficiência Camiliana ,ótimo.è claro laboratórios e Clinicas de Fisio, mas médicos..........O sindicato do bancários,denuciou a justiça este fato.

Pensionista sem voz... disse...

"Eu tive vontade de chorar quando vi a minha margem consignável.Só está diminuindo porque além de não aumentar com os 20%, a Cassi está levando o restinho, tal como o anônimo de 13;12.Abraços, Jeanne."

Jeanne

Veja se sua margem consignável diminuiu tbm consultando as opções de Empréstimo Simples e Financiamento Imobiliário no site. No meu caso, continua a mesma coisa, só ficou menor na FOPAG deste mês. Não entendi pq.

Anônimo disse...

Sra.Rosalina,

Sua idéia é muito boa, o BB ou a cooperforte já deviam ter essa opção de empréstimo implantada, afinal é pagamento certo como o pagamento dos 20% do superávit nos próximos 5 anos.

Agradeço sua iniciativa de encaminhar correspondência ao presidente do BB, que hajam novos pedidos.

Anônimo disse...

Caríssimo Marcos,

Sei do seu alto grau de relacionamento em todo o segmentos que envolvem os "dessasistidos do PB1".
Portanto, solicito sua ingerência junto à COOPERFORTE,para qe a mesma CRIE uma linha de crédito exclusiva e vinculada ao BET - prazos e valores -, para um alento até esperar ao novas negociações, pois pelo que vejo, após 90 dias do ano/2011, temos soemnto mais 90 dos prazo acordado dentro dos seis meses de 2011.
Por favor, entre em contato com a COOPERFORTE, para nós.

Anônimo disse...

Sra. Isa Musa,

Parabéns pela iniciativa, a verdade sobre o roubo do BB sobre nossas reservas, virá a tona com iniciativas como esta.

Anônimo disse...

Alo galera cheia de esperança? Vejam quem é o novo Superintendente da Previdência Complementar, o homem que manda na PREVIC e nos Fundos de Pensão. E vocês ainda perdem tempo de ficar querendo isso e aquilo. Vamos é levar ferro novamente.
"DE BRASÍLIA - 14.03.2011

Novo xerife dos fundos de pensão, o ex-funcionário do Banco do Brasil José Maria Rabelo assume hoje a Superintendência Nacional de Previdência Complementar em meio a briga entre petistas ligados a entidades de previdência e o PMDB.
Apadrinhado pelo ministro Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), Rabelo não teve dificuldade de ser aprovado no Planalto por conta de seu perfil técnico.
Mas opositores à sua indicação, levantaram um episódio de 2008 considerado antiético por executivos do banco, embora não tenha ferido a lei.
Naquele ano, Rabelo, então vice-presidente de Negócios Internacionais do BB, embolsou cerca de R$ 1 milhão por conta de um prêmio financeiro destinado a executivos que vão se aposentar.
Mas, em vez de sair do banco, voltou no dia seguinte para a mesma função.

Fonte: Folha de S. Paulo"

Pensionista disse...

A minha margem tbem diminuiu!Que horror!!!

Anônimo disse...

A minha margem diminuiu tanto na Fopag como no Emprestimo Imbiliario.

Anônimo disse...

A minha margem consignável diminuiu 21% em relação ao mês passado. Como pode, se aumentou 20% a renda?

mary disse...

Marcos e colegas: como pode ma pessoa receber um beneficio ou seja Complemento de aposentadoria no valor de 1.062,81 e vem somente creditado no contracheque o valor de um BET de 314,83, que se forem somados resultaria em 1,377,64, ou seja em 70% da PP e eu pergunto a voces? onde fica a proporcionalidade? e onde ficou o BET de 20% que seria pra todos aposentados e pensionistas? Se alguem recebeu diferente, por gentileza coloquem no blog. Grata,

Anônimo disse...

Uma pena que os colegas quando em vida não tenham ensinado nada às suas esposas sobre Previ. Logicamente a margem consignável de março - VEJAM BEM Somente a de março, está como está em funçao dos créditos e débitos consignados para acertos. As pensionistas não tem culpa de não saber, mas seria bom a gente começar a ensinar às nossas esposas o que é Previ, como funciona, o que é margem consignável, pra que serve e a que se refere."Margem Consignável - Demonstra a capacidade de pagamento dos participantes e pensionistas e é calculada, mensalmente, com base nas verbas de proventos/ benefícios e de consignações que transitam na folha de pagamento. A PREVI utiliza a menor entre a de 30% e 70%."

Anônimo disse...

Ainda tem colega pedindo ao Marcos para interceder junto ao BB/Previ e a Cooperforte para conseguir "algum credito"....
Lamentavel!
Agora quer devolver para elles o pouco que recebera mes a mes.
MEU DEUS!

Lena. disse...

E digo mesmo.A desgraça td começou quando eu e muitas colegas,pegamos pela primeira vez o ES.É a maior furada que existe.Estou como Rosalina 'falou' outro dia,numa ciranda que não conseguimos sair.O p300 é defasado e com isso precisamos renovar sempre,e com juros altos!.Quem deveria nos ajudar,são os que mais nos roubam. Como sair dessa ciranda[armadilha,assalto a mão armada? ] só com aumento digno,e mesmo assim depende de quanto cada uma de nós ganhamos.Tem pensionista que ganha uma merreca.Portanto,100% encima de merreca,na m sempre estaremos. Perguntar não ofende.A belezura da dona PREVI não poderia perdoar essa dívida da gente? Alguém poderia responder-me, por favor? Lena. São 22:15. Estou aguardando. Abraços.

Anônimo disse...

Gente, a margem consignável diminuil somente neste mês por motivo da cobrança em favor da Cassi. Mês que vem, volta ao normal, mas sem incorporar o BET.
Jorge Castro,

Lena. disse...

Eu nem margem tenho mais.O que era um fundo,virou abismo.E renda só na calcinha. Fala sério!

elvira disse...

Obrigada ISA MUSA!
Quanto a apropriação dos 16bi,é muita ousadia.
Precisamos trabalhar para trazer mais associados para a AAPPREVI, que também merece nosso
muito obrigada.

jeanne disse...

A minha margem do ES ainda não diminuiu mas no dia 20 ira diminuir sem sombra de dúvida.Ainda bem que só renovarei este ES no mês de Abril, que estará com a margem menor mas não negativa como em Março.Quanto à Cooperforte, mande cópia do espelho por fax-061 33147200 que seu limite será aumentado.Abraços,Jeanne.

Anônimo disse...

Meu amigo das 15:57...a chapa vai esquentar..e como vai esquentar..." SIMILIS COM SIMILIS SE CONGREGUM "...mas ... nem tanto...aguarde.

Eliana Maria disse...

Copiei e colei o que escreveu o anônimo de 16/03/2011 às 13:27 :
"A nota fala que o pagamento das primeras 14 parcelas já foi feito e que as "13" restantes serão creditadas mensalmente.
Não são 60 as parcelas do BET?"
Porque pelo que sei são 60 parcelas, não existe algum engano ou sou eu que estou enganada. Me respondam por favor.
Eliana Maria

Anônimo disse...

Cooperforte

A Cooperforte por conta do BET, já deliberou uma linha de crédito, para início de abril ou primeira quinzena de abril. Isto já estava sendo estudado pela mesma há algum tempo.Portanto fiquem calmos e tranquilos pois já vai sair.Não há necessidade de se efetuar solicitações neste sentido.Isto tudo digo-lhes pois foi objeto de consulta por mim formulada a esta Cooperativa.
CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Na nota da Previ, informa que pagou 14 parcelas e pagarão mais 13 parcelas nos proximos meses.O acordo não foi para pagamento em 60 parcelas? E agora, o que podemos fazer?

Anônimo disse...

Tiné, você foi beneficiado com o aumento de 75% para 90%? Eu aposentei em 1996 e não tive esse aumento. Por isso sou contra o aumento de 90% para 100%, pois o mesmo só irá beneficiar meia duzia de salarios altos.

Anônimo disse...

Por que diminuiu a margem? Agora não posso mais tomar o PAS para meu tratamento odontológico... O orçamento do dentista está pronto há quase dois meses esperando essa folha de março... Meu Deus! Tah cada dia pior... O que será de nós?

Anônimo disse...

Importante as ações de Isa Musa, pessoa de destaque em nossas negociações com BB/Previ, lhe desejo muito sucesso e saúde no enfrentamento com nosso ex-patrão e agora louco para ser nosso sócio.

A margem consignável variou este mês em função dos diversos acertos, entendo que a margem que vale é a da folha de fevereiro uma vez que o BET não infuenciará na margem como já foi publicado pela Previ.
Bela iniciativa de Rosalina já se antecipou aos problemas de grande parte dos assistidos para encontrar formas de empréstimos sobre o Superávit, torço que suas situações financeiras possam se estabilizar com esses créditos.

Elisabeth Oste

Pensionista disse...

Colegas, ainda bem que temos a Cooperforte !!!! Muito honesta e divide os seus lucros direitinho! Para mim sempre foi a salvação!
Parabéns Cooperforte!!!
Consultem a Crediscoope muito honesta também!
Pensionista

Anônimo disse...

Minha margem consignavel foi reduzida em 27,5%. Não entendi nada!!

Anônimo disse...

Parabéns Isa Musa!!!
Continue a luta que estamos do seu lado e precisamos muito do seu apoio.
Muita luz em seu caminho sempre...

Roberto - Curitiba PR disse...

QUANTAS PARCELAS DO BET FALTAM?
46 se tudo correr bem, isto é, a economia mundial não desandar.
Se as coisas andarem bem o Fundo de Destinação vai ser corrigido em 5% a.a. + INPC, mesmo que a economia e o IBOVESPA "bombem", com as variáveis imprevisiveis, como aumento salarial do pessoal da ativa, repasses do INSS, etc vamos receber cerca de 46 parcelas. Por outro lado se houver um colapso economico e faltar recusos no Fundo de Contingencia, este irá se abastecer no Fundo de Destinação, como esta previsto no novo regulamento. Se serve de consolo o Banco tem de comparecer com parte igual. Os recursos que estão blindados contra adversidades são aqueles que estão na conta individual dos ativos, os da Conta de Utilização do BB e os do Fundo de Contribuição.
Roberto Varella

luiz fernando disse...

ao anonimo de 17 de março,as 02.19 - parabens,vc teve sorte pq se aposentou pela formula antiga do calculo da PREVI,ao contrario,dos pós 97,que entrou a Parcela PREVI e outras coisas. Cada um tem sua história no banco, as vezes em um dia,a mais ou menos que tu tenha entrado no Banco, tua situação muda.

Anônimo disse...

Será que a Elisabeth Oste poderia nos esclarecer onde a Previ publicou que o Bet não terá nenhum efeito na margem consignável? Tenho lido tudo que a Previ publica e não ví em nenhuma ocasião esta notícia. Ajudaria bastante se ela nos esclarecesse.

Julita disse...

Isa Musa, estamos ao seu lado!!!!
Estamos a espera dos 100% para as Pensionistas!!!
Abraços, Julita

Lena. disse...

Alguém me responda por favor. Vou perguntar de novo: A BELEZURA PREVI não poderia perdoar os nossos empréstimos? A gente pergunta,pergunta,e ninguém responde. Ajuda colega! Obrigada

Lena.

Um bom dia Marcos.

Anônimo disse...

Revendo todos os assuntos comentados nos últimos dias gostaria de registrar um elogio já que só temos tido motivos para reclamar.Gostaria de parabenizar a Cooperforte pela atuação em favor dos funcionários da ativa e aposentados. Gostaria também de sugerir a todos, inclusive aos dirigentes da AAPREVI e ao seu departamento jurídico, um estudo bem aprofundado, com base nos comentários postados, sobre a questão do aumento do teto para 90/100%. Ao que parece tem injustiça grossa.

jeanne disse...

A margem vai ser reduzida sim, no valor que você vai pagar a mais da Cassi.Mas só será visto no próximo espelho.O benefício temporário não vai é aumentar a margem e quem vai diminuí-la é a CASSI.Abraços,Jeanne.

Lena. disse...

Isa Musa, eu lhe desejo um milhão de FELICIDADES,PAZ,SAÚDE AMOR.

VC é a NOSSA ESPERANÇA! Abraços. Lena.


Valeu Juju!

É isso Rosalina! Beijo prá vc.

Anônimo disse...

www.medeirosrs.blogspot.com
Consegui para quem estava precisando do Blog do Medeiros.Entrem e vejam as novidades!

Anônimo disse...

Colega Roberto,
Voce está enganado. Se a Reserva de Contingencia atingir percentual inferior a 25%, a recomposição a esse nivel, segundo o Regulamento, será imputada aos participantes.
Veja abaixo, o paragrafo 5º, do artigo 89:
Art. 89 – O Benefício Especial Temporário será custeado mensalmente pelo Fundo de Destinação da Reserva Especial de Participantes, referido no artigo 83.
§4º - A Conta de Utilização da Reserva Especial do Patrocinador será atualizada mensalmente pelo índice previsto no artigo 27, acrescido de juros atuariais.

§5º - A Conta de Utilização da Reserva Especial do Patrocinador não será utilizada para a cobertura de déficit nem para a recomposição da Reserva de Contingência até o limite de 25% (vinte e cinco por cento) da Reserva Matemática.

O que está confirmado é que o Regulamento está em desacordo com a "legislação aplicável". A própria Resolução 26 estabelece que:

Dos Fundos Previdenciais para Destinação e Utilização da Reserva Especial
Art. 17. Os valores atribuíveis aos participantes e assistidos e ao patrocinador, identificados na forma do caput do art. 15, serão alocados em fundos previdenciais segregados, constituídos especialmente para esta finalidade.
Art. 18. A utilização da reserva especial será interrompida e os fundos previdenciais de que trata o art. 17 serão revertidos total ou parcialmente para recompor a reserva de contingência ao patamar de 25% (vinte e cinco por cento) do valor das reservas matemáticas quando for inferior o montante apurado a título de reserva de contingência.

Está claro que o Regulamento foi alterado para beneficiar o Patrocinador, ao arrepio da "legislaçao aplicável". Já pensaram o BB "devolvendo" recursos, ainda mais, que nunca lhes perteceram. E os balanços, os dividendos distribuidos, as Participações nos lucros? Como é que ficariam?
Os participantes que se danem.

Anônimo disse...

Resposta por email a uma consulta formulada à Isa Musa:

De: isamusa [mailto:isamusa@uol.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 17 de março de 2011 08:50
Para: Cantosi
Assunto: Re: RES: 360/360

Prezado colega Cantosi e para tanto vou repetir aqui o texto para corrigir alguns errinhos e ressalto que o que explico é tão somente a minha opinião, sujeita a chuvas e trovoadas. Quem se aposentou com 26/30 avos continuou contribuindo para a Previ até dez/2006, quando as contribuições foram suspensas. Não sei quando você entrou para o Banco, mas na hipótese de ter entrado em 1970, aposentou-se em 1996, mas continuou contribuindo até 2006, então em 2000 completou 360 contribuições e teria ainda 6 anos contribuindo "desnecessariamente". A idéia inicial é corrigir o benefício 30/30 e devolver esses 6 anos excedentes. Contudo, essa é uma batalha muito árdua, pois todas as vezes que qualquer reforma trouxer um tostão para cá, o BB irá querer o mesmo tostão para lá.
Quanto a Parcela Previ depende de cálculos até para ver o que é mais vantajoso: usar o benefício pago pelo INSS como parâmetro (como era até 1997) ou fixar a PP em menor valor. Há quem defenda que hoje em dia acabar com a PP não trará melhorias significativas. Como de hábito, nós "de fora" dependemos que a área técnica da Previ faça as contas e nos dê alternativas.
Não há porque tratar os autopatrocinados de forma diferente. Contribuíram do mesmo modo que os demais e pessoalmente defendo que tenham todos os direitos.
O BB aceitar? Bem, nunca foi fácil negociar com o Banco. E quando falamos "negociar com o Banco", leia-se Governo, pois os Ministérios de Fazenda e Planejamento obrigatoriamente devem ser ouvidos e não raro são eles que botam empecilhos.
Não digo a todos, pois não se pode ser pessimista, mas temo que o Governo vá endurecer demais nessas novas negociações.
Isa Musa

CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG
Publicado conforme autorização de Isa Musa

Anônimo disse...

Querida Lena
Voce é pensionista ou aposentada?
Voce reclama muito querida. Tenha mais fé que tudo dará certo. Estamos todos no mesmo barco e com certeza tem pensionista e aposnetados recebendo muito menos do que voce. Ore sempre e tenha muito fé que tudo dará certo. O Senhor Jesus nunca abonda os seus.
Força aí e seja feliz.
Um grande beijo (com todo o respeito)

Anônimo disse...

Não Lena,

A PREVI não pode perdoar os empréstimos concedidos, pois praticaria uma tremenda injustiça com aqueles que não tomaram empréstimo junto a ela. Os valores tomados em empréstimo devem retornar ao Fundo, juntamente com os juros definidos no contrato. É o Regulamento. Infelizmente... para aqueles que se encontram nessa situação.

Anônimo disse...

Ao colega anônimo de 17/03 às 06:15

Art. 89 §5º - A Conta de Utilização da Reserva Especial do Patrocinador não será utilizada para a cobertura de déficit nem para a recomposição da Reserva de Contingência até o limite de 25% (vinte e cinco por cento) da Reserva Matemática.

OBS.: Isto também vale para os participantes. Você vai encontrar isto bem claro no Art. 91 § 3º.
Pode observar, patrocinador e participantes estão equivalentes.
O único defeito é o Banco levar R$7,5BI

Anônimo disse...

Ao anônimo das 06:15.
Entendo que você está certo.
Foi aí que nos ferramos.
Nossos representantes no Conselho se venderam. A partir da publicação do Regulamento, o Banco, com o consentimento dos nossos representantes, não tem mais com o que se preocupar. Inês é morta.
No caso de problemas na economia global e o patrimonio da PREVI encurtar, somente os participantes serão obrigados a comparecer no caixa. O Banco não.

Julita disse...

Lena, estão falando ai que vc reclama muito! Pensionista não pode ser, não é mesmo minha querida amiga?Deve ser alguém ai do alto escalão!
Vamos lutar pelos nossos 100%!
Beijoss

Anônimo disse...

Essa Lena reclama, reclama e reclama!Acha que está certa em tudo, é a mandona da vez.Eu parei de comentar nest blog, desde que ela começou com sua lamúrias!

Anônimo disse...

AO ANÔNIMO DAS 5:14, lembro de ter lido de que o BET não irá impactar a margem consignável mas não posso precisar onde exatamente,teria de voltar e ler tudo novamente, mesmo aqui no blog foi comentado sobre esse assunto. Mas se voce entrar em contato com a Previ vão te informar a mesma coisa. Lamento, poderia ser diferente, talvez por ser um benefício temporário.

Elisabeth Oste

Anônimo disse...

Caríssimos colegas,
A nossa situação está crítica.A Previ fez tantas alterações que acabou dividindo os aposentados em vários grupos como já disseram.Na verdade o que mais incomoda é cada um achar que ele foi mais prejudicado do que os outros.Na realidade todos foram prejudicados, uns mais outros menos, desde a primeira alteração em 1980.O certo seria rever todas as alterações e corrigir todas as injustiças mas o que está ocorrendo é que cada um vê só o seu lado. Contribuimos por tantos anos, de forma compulsória, para termos uma aposentadoria tranquila e agora estamos envolvidos nessa guerra o tempo todo achando que estamos sendo sacaneados pela poderosa Previ.

Anônimo disse...

Site da Previ indisponivel? Só retornará segunda-feira, dia 21?
Será que irão publicar o balanço?

Roberto - Curitiba PR disse...

Ao anonimo das 6:15
Não estou enganado.
Na verdade existe varios fundos previdenciais criados com o novo regulamento, são eles:
- Fundo de Destinãção da Reserva Especial do Patrocinador
- Fundo de Destinação da Reserva Especial do Participante;
-Fundo de Contribuições;
-Conta de Utilização da Reserva Especial do Patrocinador e
-Conta Individual dos participantes ativos.
Os dois primeiros são os que estão sujeitos a reversão de valores para recompor a Reserva de Contingencia(art 85 paragrafo 2), os demais estão blindados.
Se ainda tiver dúvidas especifique.
Roberto Varella

Anônimo disse...

Lena você reclama demais poxa !
Parece que não tem mais nada para fazer a não ser reclamar !
Você esta contribuindo para transformar este blog num MURO DE LAMENTAÇÕES.

Todo mundo tem dificuldaes querida; não é só você não.

Essa sua pergunta sobre a PREVI perdoar empréstimos é simplesmente ABSURDA E IDIOTA.

Anônimo disse...

Lena, essa proposição para a PREVI perdoar empréstimos é ridícula. Seria a maior injustiça do mundo.
Quem não pegou empréstimo ficaria prejudicado.

O que procuro fazer é não me endividar. Procuro viver, com o que ganho, na maior austeridade possível; não viajo, não vou a praias, não gasto dinheiro a toa. Infelizmente alguns colegas querem manter padrão de vida elevado, incompatível com o que ganham e as vezes se enrolam nas dívidas.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 6:52
Também já parei de comentar por causa da Sra.Lena porque achei que o caminho que ela segue não tem nada a ver com o meu.Voltei porque me envolvo com os magníficos textos do Marcos e de comentários muito bem colocados por alguns colegas. Também acho que ela está monopolizando demais o blog e já notei que não admite ser contrariada¨respondendo sempre com muita grosseria além de não entender muito da nossa causa a não ser "100% para as pensionistas".

Rubem Tiné disse...

A margem diminui em função da cobrança integral do imposto de renda em cima do atrasado (27,5%), medida aliás, absurda, pois o correto seria a Previ ter refeito os 14 espelhos e repassado a receita apenas o valor referente a difernça dos 20% mês a mês. Como esta medida não tem volta, só resta esperar pelo espelho de abril que sem este desconto imoral, volta ao normal.

Roberto - Curitiba PR disse...

PACIENCIA !
Com a Lena e os demais que aqui desabafam, afinal para que serve os amigos?
Estou com as pensionistas nesta luta, não por altruismo e sim por que penso em minha esposa.
Vamos com calma
Roberto Varella

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Seria interessante que tivéssemos conosco um levantamento numérico da importância dos aposentados/pensionistas nos lucros obtidos pelo BB em seu balanço anual. Será que é pouco? Acredito que, pelo contrário, a maioria dos 120.000 colegas aposentados/pensionistas constituem um grupo dos clientes mais fiéis nas agências, até por uma questão sentimental. E dão um lucro fabuloso ao BB. O salário fica lá dentro, os empréstimos são feitos também lá. E quantos colegas não são também proprietários rurais, empresários, profissionais liberais, etc. e cujos negócios são também centralizados no BB?

Em função disso, discordo de que a gente tenha que "pedir" alguma coisa para o Banco. Temos que conversar de igual para igual. Afinal, antes de sermos "aposentados/pensionistas do BB", nós somos, em sua maioria, "clientes especiais do BB". O que nós devemos fazer é "sugerir" alguma medida, porque se adotarmos a postura do "coitadinho", do "pelo amor de Deus", aí é que não seremos mesmo respeitados. Baixou a cabeça, o porrete desce.

Anônimo disse...

Querida Julita!
Não. Não sou pensionista, muito menos do alto escalão.Sou apenas um caiex aposentado (pós 97) que recebe como aposentadoria menos que 3mil/mes. Não que seja contra os 100% para as pensionistas, muito pelo contrario, pois tambem tenho esposa e filhos e quero o melhor para eles. Só não concordo com tanto choro e reclamação.
Ah! o comentário das 06:52 não foi postado por mim.
Grande beijo (com todo o respeito)

jeanne disse...

A Cooperforte.me informou que não usará o BET para aumentar o limite,por ser temporário.Jeanne.

Anônimo disse...

É Elisabeth Oste, tenho visto muita gente que leu em algum lugar alguma coisa e passa a divulgar como verdade absoluta determinada pela Previ. Com isto cria-se um clima de insegurança e indignação que nem sempre é conforme a realidade. Acho que todos devemos ter um pouco mais de cuidado ao fazer afirmações contra quem quer que seja, pois há pessoas que não sabem diferenciar informações de boatos. Aliás a Previ está pecando pela falta de transparência, também, e isto ajuda os incendiários...

elvira disse...

LENA,
Agora ja somos eu, você, Iraci, Rosalina, Julita, Jeanne, Eliana e Elizabeth participando do blog, e em breve estaremos em numero maior.
Um abraço

Anônimo disse...

Gosto muito e aprendo com os magníficos comentários do Marcos.
Também pesquiso e aprendo o que não sei, sobre os diversos grupos dentro do Plano 1 e o quanto prejudicou estes ou aqueles nas diversas modificações do nosso Regulamento.

Passo batido pelas lamurias, lamentações e casos pessoais (empréstimos contratados, etc.). Acho que só uma lamentação por post já estariam de bom tamanho !

Continuo a gostar dos blogs, que tratam da Previdencia Complementar.

Abraços a todos

Anônimo disse...

Colega Rubem Tiné,


Vou lhe pedir um favor, olhe o seu contra-cheque e veja se aparece a verba "BENEFÍCIO ESPECIAL DE REMUNERAÇÃO". Ela refere-se ao aumento do teto de 75% para 90% ocorrido em 2007.

Veja nos espelhos de 2010, se não tiver esta verba você não foi beneficiado com esta proposta e nem será com o aumento do teto para 100%. Você deve cair no teto de 136% do VP+AN (COMO A GRANDE MAIORIA DOS COLEGAS DE AGÊNCIAS).

Anônimo disse...

OLHA ALGUNS DE VOCES QUE CRITICAM A QUERIDA COLEGA LENA REALMENTE NAO FAZEM A MINIMA IDEIA DA SITUACAO LAMENTAVEL QUE VIVE A MAIORIA DAS PENSIONISTAS COM A PENSAO QUE A PREVI CONCEDE. PODEM TER CERTEZA QUE OS FALECIDOS ESTAO NO ALEM IGUALMENTE TRISTES COM TAMANHO DESCASO DO BANCO E DA PREVI COM RELAÇAO A SUA FAMILIA.
SE MUITOS ACHAM QUE SEUS PROVENTOS PRECISAM SER REALINHADOS JA, IMAGINEM OS PROVENTOS QUASE PELA METADE DAS PENSIONISTAS.
SEI DE CASOS ABSURDOS DE PENSIONISTAS CONTANDO MOEDAS PARA SOBREVIVER, PARA DAR UMA EDUCAÇAO MAIS DIGNA PARA SEUS FILHOS. ESTA INJUSTIÇA TEM QUE SER CORRIGIDA AINDA NESTE ANO, POIS CASO AO CONTRARIO NAO HAVERA VITORIA HONRADA NAS NEGOCIAÇOES.

MANOEL FONTES

Pensionista sem voz... disse...

Pronto... agora resolveram pegar no pé da Lena, uma pessoa sempre de alto astral, q me nos fez rir diversas vezes com seus comentários bem humorados e tantas vezes nos emocionou com sua sensibilidade e humanidade.

Num post anterior comentaram q pensionista não pode ter aumento pq vai ter "velhinho" casando com sobrinha pra garantir pensão. Outro comentou q vai ter pensionista ingênua casando com garotão de olho na sua pensão (este sim um comentário ridículo, mas q não gerou quase nenhum tipo de protesto dos "sabichões").

Parece q tem gente graúda se infiltrando cada vez mais no blog e, como sempre, o alvo são as pensionistas. Seria um bom sinal, de q finalmente o aumento das pensões pode sair? Fazendo assim com q o alto escalão q ganha salários estratosféricos e não pode nem ouvir falar no tema, comece a entrar em desespero?

Anônimo disse...

Tudo bem que se defenda os direitos das pensionistas, mas essa Sra Lena pregar o perdão dos empréstimos Previ é querer transformar nosso Fundo de Pensão em "fundo perdido", "casa de mãe joana". Ora, pega empréstimo quem quer e quem pode pagar. Se pegou e agora não está dando conta, azar! Se vire! Seria desonesto perdoar empréstimo e deseducativo também. Tem gente que só de saber que serão perdoados os empréstimos corre pra tirar logo 100 mil Acha mesmo Sra lena, que é Justo a PREVI "doar" 100 mil para alguem? Pois é isso que a excelentíssima colega quer pedindo perdão pra emprestimo. A senhora briga muito e fala igual quantidade de bobagem. Há milhares de colegas que não pediram um tostão de empréstimo, sabia? São os que vivem com o que recebem, sem dar pulo maior do que as pernas. Sr dono do blog, essa senhora exagera e usa seu blog como palanque!

Anônimo disse...

Sou obrigado a concordar com os DIVERSOS POSTS que falam da Sra. Lena. Chega de falar, falar, falar, e não dizer NADA. Legisla em causa própria o tempo todo. Aumento indiscriminado para pensionista é, no mínimo absurdo. São precisas condições, tais como, por exemplo, tempo de convívio com o parceiro, diferenciação por idade, etccc.
Tem muita(o) colega "armando", achando que é esperto, e juntando-se a pesoas bem mais jovens. É absurdo mas é verdade!! A única medida que equaciona diversas diferenças, é a questão da Parcela Previ que penaliza os colegas que aposentaram após 1997. O alcance dessa medida é o que atinge um maior número de injustiçados.
Mulher jovem ou homem jovem querer ficar com a pensão para a qual nada fizeram, é dose pra leão aturar.

Anônimo disse...

Na minha opinião a Previ pode sim perdoar o ES. Afinal, o Banco já está levando 7,5 Bi.Isso aliviaria emm muito os nossos contracheques.
Quanto a quem não pegou ES, melhor ainda, porque não deve nada à Previ.

PÓS 97 REVOLTADA disse...

Lena,

Uma pergunta querida: vc não trabalha, ou trabalhou também, ou só vive de pensao do falecido?
Eu sou aposentada do BB, criei dois filhos trabalhando ( e muiiiito, só os colegas que podem imaginar), meu marido é aposentado do Estado(SP), ganha muiiito pouco, menos que voce acho eu, e continua trabalhando hoje de (nem vou falar de quê), tem 60 anos,diabete,diverticulite e pressao alta, e mesmo assim nao dá, e muito menos sobra.Portanto pare de reclamar e olhe pra tras também.Pôxa.Puche um pouco as rédeas.

Anônimo disse...

Com relação à colega Lena, a quem não conheço, penso o seguinte: Sua bandeira é a dos(das) pensionistas. Justo e legítimo que ela faça a defesa desta categoria de assistidos. E de tão envolvida com a questão e a complexidade da vida destas pessoas, adota por algumas vezes, uma postura radical da questão e, concordo, às vezes de forma agressiva e contudente. Mas não vejo a intenção de monopolização do blog, como alguns supõem. Talvez a forma como ela defende os interesses dos pensionistas levem os demais à esta idéia.
Por outro lado, o blog é democrático e aberto a todas as opiniões e pontos de vista, que aqui são debatidos. A figura de moderador exercida pelo Marcos Cordeiro tem sido de extrema imparcialidade e somente se posiciona quando pairam dúvidas sobre a transparência do blog ou da Associação que ele representa.
A Previ possui um universo variado de assistidos, dadas as mudanças ocorridas na legislação brasileira de previdência, que segmentou ex-colegas de uma mesma empresa em diversas categorias com suas próprias peculiaridades, daí a grande quantidade de situações diferenciadas entre si.
Portanto, vamos utilizar o blog para discutir de forma ordenada e consistente todas as situações que abragem o nosso universo. A internet nos trouxe a grande facilidade de permitir a comunicação em tempo real de pessoas que se encontram em diversos pontos do planeta. Vamos usar esta ferramenta para unir e não para separar.
Todo e qualquer ponto de vista deve ser tratado com respeito, desde que não fira as normas das boas relações entre as pessoas, e não incite o ódio, preconceito e ofensas à dignidade humana.
Quem expõe seu ponto de vista está sujeito à discordâncias e questionamento de outras pessoas que pensem diferente e isto deve ser encarado com naturalidade. Ninguém é dono da verdade e deve aceitar que suas convicções não sejam absolutas. Por outro lado, quem ouve uma opinião diferente não pode simplesmente antipatizar com quem a emitiu, apenas por não compartilhar da mesma idéia.
A discórdia só favorece a quem nos quer enfraquecer.
Abraços a todos
Claudio

Anônimo disse...

ao anonimo das 7:22,

Nao, ela saiu do ar pra ninguem ficar fazendo pergunta cretina(e sempre as mesmas), depois que viram o contra-cheque.Por exemplo: a margem consignável.Já nao explicaram que é só esse mes?Bah Saraiva.....
Alguém disse que teve vontade de chorar ao ver sua margem consignável.Imagine eu ao ver o meu líquido, depois de tanta conversa por esse tal de BET.Bela merreca.
E concordo plenamente com o colega das 7:10, faz tempo que queria escrever algo como ele, mas nao sei me expressar.
Penso que de tempos em tempos a PREVI altera os regulamentos e que cada alteraçao ferra uma porçao.
Acho que até ela já se perdeu.Dá o que fazer prá entender os calculos de uma aposentadoria, ou de um espelho.Fica "fácinho" dela nos enrolarem.
Tinha que apagar tudo e começar novamente.
Ah.Eu também recebia o BENEFICIO ESPECIAL DE REMUNERAÇAO= 7,54
É mole ou quer mais?
E tô achando que não vao melhorar mais nada também, pois o POLVO tá infiltrado, faz tempo, e nao vai deixar.
Abraços colegas
T

carlosdomini disse...

Horas atrás alguém aqui tinha alertado que o site da Previ ficou indisponível até 21.3 fui lá e não estava por pensar que era um problema do computador do colega não liquei já que havia acessado.Agora procurei acessar e só está disponível a partir de 21.3.Procurei o 0800 e lá depois de verificarem disseram que realmente estava indisponível e não sabiam dizer o que aconteceu. Alguém sabe e aí ficamos com a barba de molho como aqui se diz ou então aqui poderá ter jacutinga

Anônimo disse...

PENSIONISTAS.

Eu acho que perdoar empréstimos para quem quer que seja é uma ilusão. A pretensão da colega Lena é muito temerária do ponto de vista legal e contábil. Que me perdõe.

Mas vejamos que há décadas que a nossa Previ apresenta superavit's animadores que considero fruto de arrojo geral nos proventos dos aposentados e pensionistas do BB.

Traçaram uma política perversa e discriminatória que impede que tenhamos um salário digno capaz de suportar nossas necessidades diárias.

É justo sim a previ corrigir alguns descalabros cometidos no passado a que se refere a reajuste salarias.

O arrocho legalizado nas pensões não pode ficar de fora dessas discussões que se iniciarão daqui para frente. Assim também não podemos esquecer algumas dezenas de injustiças aprovadas e executadas na calada da noite. O dinheiro não cobrirá os problemas de todos os assistidos, já é sabido. Mas é um importante algum começo para enterrarmos de vez parte dessas injustiças que aterrorizam nos aposentados e pensionistas de grande Banco Brasileiro.

CHEGA DE OPORTUNISMO, EGOISMO E INJUSTIÇAS.

Alberto - Brasília(DF)

PENSIONISTA 100% JÁ UMA QUESTÃO DE RESPEITO, MORAL E JUSTIÇA.

carlosdomini disse...

Noticias de agora às 14.55 pelo 0-800 uma atendente disse que é devido a muitos acessos ao site e de vez em quanto sai do ar. Como se vê aqui estamos adiantados pois conseguimos acessar os retardatários devem estar sem ter o que fazer pois não estão podendo acessar o contra-cheque pois pelo 0800 somente fornecem a partir do dia 21.

Anônimo disse...

Colega pós 97 revoltada,

Muito oportuno o seu comentário.Também sou aposentada e foi muito duro trabalhar no Banco, cuidar da casa e educar os filhos à distância.Mas felizmente hoje tenho minha própria renda. Como a maioria das mulheres trabalham há muitos anos
as pensionistas não deveriam estar dependendo só das pensões mas ter a sua própria renda seja ainda na ativa ou já aposentadas.Inclusive se pensarmos bem não é tão certo receberem 100% porque se o marido fosse vivo receberia 100% para o sustento da família incluindo ele próprio.Se ele morreu os dependentes devem receber um valor menor porque a família diminuiu. Quanto ao valor das pensões ser muito baixo deve ser porque o salário dele era baixo provavelmente por ter pouco tempo de Banco quando faleceu ou não exercer nenhum cargo comissionado e nesse caso não é a pensão que está errada.

Anônimo disse...

Por entender que o blog é democrático, a Lena, demais pensionistas e todas as outras pessoas tem todo o direito de reclamar, chorar e se possível (seria??) gritar escrevendo!!!

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

De primeiro, quando estava na ativa, a Previ(não entendia porque e ainda não entendo)suspendia temporariamente o desconto do ES. Era uma alegria geral quando isso acontecia. Como nunca mais fez isso, acredito que se ela retomasse a velha prática, resgataria a alegria de muitos tomadores do referido empréstimo.

Fica a sugestão.

Anônimo disse...

Logo, logo a ANABB vai entrar c/ações para devolução do IR descontado do BET, aí vai cobrar R$ 450,00 de despesas inicias do processo + 20% no final da ação, tudo p/engordar o patrimônio da familia Camillo.

100% para PENSÕES, disse...

Pedi para a PREVI divulgar em seu site e nas publicações a tabela de pensionistas por faixa etária.
Já somos quase 20 mil...

Também gostaria de um cálculo atuarial aproximado de QUANTO custará o valor das pensões, ao se aumentarem de 60% para 80% e, também para 100%.

No último Demonstrativo DRAA, de 31/3/2010 ao Ministério da Previdência Social, nossa PREVI informou que seriam 14.931 "complemento de pensão por morte", com média de R$ 4.518,69 por pensão...
(que daria R$ 67,5 milhões de reais/ano ).
Também informam naquele Demonstrativo outro número: que seriam 17.212 "viúvas/(os)" e 2.704 filhos (estes recebendo 10% em benefícios, com total de 19.916 pensio0nistas...

Vamos aguardar o Balanço da PREVI de 2010, e apurar, de fato quanto somos em "PENSIONISTAS" E QUANTO GANHAMOS DA PREVI.

iraci berviria disse...

Quando me aposentei(pela proporcional),fiquei só 2 meses sem trabalhar,logo fui a luta,como caixa em loja, auxiliar de contabilidade,secretária e hoje sou "facilitadora" de uma empresa.Aprendi muito.

Anônimo disse...

Colegas,
concordo em gênero, número e grau com as considerações dos anônimos das 09:09 hs. e 09:13 hs.

Quanto as considerações do colega anônimo das 11:14 hs. discordo. O blog é democrático entretanto não podemos transformá-lo em MURO DE LAMENTAÇÕES. Isso traz um astral muito negativo e afasta os colegas.
Temos é que procurar elevar o nível deste blog com assuntos e temas de interesse geral. Se cada um ficar puxando a sardinha para o seu lado, não chegaremos a lugar nenhum.

Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG

Anônimo disse...

Carlos colegas,
_________BOA NOTÍCIA________________
O Medeiros está informando em seu blog que amanhâ, dia 18, serão divulgadas as datas das reuniões para discutir o realinhamento.

Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG

Anônimo disse...

Essa Lena fala (escreve) demais. Dá um tempo.

Anônimo disse...

Essa senhora Isa pisou na bola. Não era o momento de cutucar o banco com vara curta. Estamos de boca aberta esperando a abertura das negociações e ela vai e chuta o balde. Vai que o Banco faz pirraça com ela e não a aceita na mesa de negociação? Afinal eles podem tudo. Ela precisa saber calar a boca.

Anônimo disse...

Comunicado da Previ:

Assista pela internet à apresentação do Resultado 2010
Nesta segunda-feira, 21/3, você pode participar da Apresentação do Resultado da PREVI – Exercício 2010. Às 15h, a Diretoria Executiva apresenta às Entidades Representativas do Funcionalismo do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, os números de 2010 e o evento será transmitido ao vivo pela internetàs 15 horas.

Anônimo disse...

Pensionista aqui não tem vez, pois se disser alguma coisa vem PAULADA.Se tocam, quem sabe um dia deixarão uma pensionista com essa merreca que ganaham que é 60%. Por esse motivo meu voto é 100% para as pensionistas.Dona Lena é isso ai, continue lutando pelos seus direitos que são muitos!

Anônimo disse...

SR MARCOS,

O BLOG DO MEDEIROS INFORMA QUE AMANHÃ, DIA 18, SERÃO DIVULGADAS
AS DATAS PARA DISCUTIR O REALINHAMENTO.

O QUE É REALINHAMENTO?

carlosdomini disse...

Onde está este comunicado, o site da Previ voltou a funcionar e não li nada a respeito

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Notícia do site da PREVI:

Assista pela internet à apresentação do Resultado 2010



Nesta segunda-feira, 21/3, você pode participar da Apresentação do Resultado da PREVI – Exercício 2010. Às 15h, a Diretoria Executiva apresenta às Entidades Representativas do Funcionalismo do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, os números de 2010 e o evento será transmitido ao vivo pela internet. Para participar, você precisa acessar o link e se cadastrar. No menu à esquerda da tela inicial, preencha o campo "nome completo" e clique em ok.

A empresa que oferece o serviço de transmissão ao vivo pela Internet possui número para suporte ao acesso: 55–11–3529-3797.
Fonte: site PREVI.

Julita disse...

Saibam de uma coisa: Somente quem fica viuva é que sabe os preconceitos que sofre!
Lena estou contigo amiga!!!Não vamos abrir mão dos nossos direitos , como disse esse nosso colega anonimo!
Abraços da JUJU!!

Anônimo disse...

Colegas,

Temo gente dizendo que haverá agressões contra os apresentadores dos resultados nos locais tradicionais.
Espero civilidade dos equilibrados funcionários aposentados do Bando do Brasil.
Agressão física pega mal em qualquer hipótese a não ser em defesa própria.
A ação judicial por desonestidade de informações, improbidade abusdo de autoridade, nesse caso é mais conveniente.

Rubem Tiné disse...

Caro colega anônimo 08:32, recebo sim a verba que você se refere desde 2007, que aliás, foi incorporada a verba principal em janeiro/2011 e caso passe a proporção de 90 para 100, vou ser beneficiado, como todo aposentado pós-97. Obrigado pela atenção.

Anônimo disse...

SOU A ANÔNIMA = É, parece que o blog virou reduto dos machões. Uns desancam Lena, outros mandam dona isa calar a boca. Sabe-se que os homens do BB são maxistas, parece que envelheceram e ficaram piores. Cruzes!

Anônimo disse...

COOPERFORTE

Marcos e colegas,

Com relação à Cooperforte, liguei lá hoje cedo e me informaram, que não haverá aumento de limite por conta do BET, entretanto, será disponibilizado uma outra modalidade de empréstimo até 04/04/11, do qual não há informações ainda. Se algum colega tiver mais alguma informação, divulgue para sabermos.
Carlos.

carlosdomini disse...

Desculpa ao último anônimo, apenas pedi para informar a fonte e agradeço ao Marcos pela informação. Estou quase acreditando que o site da Previ é transmitido na velocidade do som chega primeiro no sul pois somente agora vejo em destaque o assunto sobre a divulgação e vou lá correndo me inscrever.Desculpem tá.

Anônimo disse...

ALO PESSOAL DA ATIVA!! CORRAM E PEÇAM APOSENTADORIA JÁ!!!!
17/03/2011 - 15h02
Aumento da idade mínima de aposentadoria reduziria déficit da Previdência
SÃO PAULO – Para tornar o sistema da Previdência Social mais sustentável, a idade mínima para requerer o benefício deveria aumentar gradativamente ao longo de 20 anos. Essa ideia foi defendida pelo professor da FEA (Faculdade de Economia), da USP (Universidade de São Paulo), Hélio Zylberstajn no debate de quarta-feira (16) do seminário sobre a Previdência, realizado pelo Ministério da Previdência.
O especialista defendeu a ideia de que o aumento gradual da idade mínima diminuiria o deficit do sistema previdenciário. Contudo, segundo o representante do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) no debate, Leonardo Rangel, ainda que o fator previdenciário, em certa medida, estimule os trabalhadores a se aposentarem mais tarde, ocorrem muitas aposentadorias “precoces”.
Para evitar esse cenário, o Governo defende a idade mínima como critério para aposentadoria. “A idade mínima para traria efeitos muito positivos em longo prazo”, afirmou o professor, de acordo com a Previdência. Para Rangel, é preciso trocar o fator por uma idade de referência.
O senador Paulo Paim, que também estava no evento, criticou o fator e afirmou ser a favor da instituição da idade mínima e de um sistema que igualasse os direitos previdenciários de servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada. Para tornar o sistema previdenciário mais sustentável, o Brasil vai aumentar a idade de aposentadoria para 65 anos, tanto para homens quanto para mulheres. Os dados mostram que o número de pessoas em idade ativa atingirá seu pico em 2015. E até 2050, esse número deve cair em cerca de 10%.
2050
Ainda nos debates da última quarta, os especialistas que participaram do primeiro dia do seminário concordaram que a Previdência precisa de mudanças para se tornar mais sustentável.
Os pesquisadores do Ipea apresentaram estimativas demonstrando que, se a Previdência mantiver as regras vigentes, em 40 anos, a população de trabalhadores ativos não conseguirá financiar a população idosa, que será três vezes maior em 2050.

Anônimo disse...

Se a PREVI extinguir a Parcela Previ, acharei ótimo pois essa é uma antiga reivindicação nossa, contanto que antes de implementar qualquer medida, qualquer alteração, ela divulgue, de modo tão claro, límpido e transparente como as águas do rio mais puro existente na face da terra, como será a extinção da PP para podermos avaliar as consequências para nós. Não adianta nada extinguir a PP se a mudança resultar em perdas ou em diferença de R$ 10,00, R$ 20,00 ou qualquer outro valor irrisório. Também sou contra atrelar o benefício da PREVI ao benefício do INSS.

Anônimo disse...

Desconfio que seja o mesmo anônimo que faz críticas contundentes a Isa, no anomimato. Se ela não tivesse se manifestado, ele a rotularia de "omissa". Se ela se manifesta, ela cutuca a onça com vara curta, portanto, cala a boca (sic). Não estou aqui pra defender a Isa, mas ainda acredito que para criticar um(a) colega, tem que divulgar o nome e o sobrenome. Eu poderia fazer uma crítica a ela, porém não a farei no anonimato. Talvez, um dia, quem sabe. Talvez.

Anônimo disse...

Um exemplo gritante de falta de transparência foi o item do benefício mínimo temporário. Até o dia do crédito, ninguém sabia se os 20% incidiriam antes ou depois dos 70% da PP. No meu caso, mesmo que ocorresse o contrário, ou seja, primeiro os 70% da PP e depois os 20%, o meu benefício não atingiria o mínimo de 1.377,00 por causa da proporcionalidade. Entretanto, esse item foi divulgado de uma forma que deu a falsa impressão de que ninguém receberia menos do que o mínimo de 1.377,00. É como dizem, em vez de favorecer o(a) aposentado(a), proporcionando o mínimo de R$ 1.377,00 e aplicando a proporcionalidade para maior (ex.: quem contribuiu por mais tempo, ganha mais do que os 70% da PP), faz-se o cálculo, nivelando por baixo, da maneira que menos favoreça o(a) assitido(a).

Anônimo disse...

Ou seja, a história do benefício mínimo temporário é tão absurda e revoltante que acabarei por não mais querer saber o que se passa, tampouco o que nos espera. Acho melhor cuidar do espírito porque a matéria só nos decepciona. E não é exatamente isso o que a PREVI quer? Que deixemos de nos preocupar com benefícios de aposentadoria e que morramos o quanto antes? Sei não, desconfio muito disso.

Anônimo disse...

Sei não! Tenho impressão que vem bomba no espelho de abril. A Previ não debitou o IR relativo ao valor do adiantamento do superavit(aquele cuja verba tem um asterisco). Acho que deixaram para acertar no próximo mês, na esperança de corrigirem a tabela do IR em 4,5%.
Berto

Anônimo disse...

Caro Marcos e demais colegas,

Sobre o novo chefe da PREVIC, Sr. José Maria Rabelo,anônimo de 16.03,às 15:57hs, postou matéria da FSP,de 14.03, onde diz:seu padrinho político é o Ministro Moreira Franco(PMDB), e sobre um certo prêmio recebido pelo Sr. Rabelo de R$1.000.000,00, para se aposentar.No dia seguinte este voltou a trabalhar. No Blog da Cecília consta um artigo que diz:
Previc é dada como recompensa ao PMDB
Atendendo a forte pressão do PMDB, a presidente Dilma Rousseff, trocou o titular da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), Ricardo Pena Pinheiro, que estava há apenas um ano no cargo, pelo funcionário de carreira do Banco do Brasil, José Maria Rabelo, muito ligado ao ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, líder daquele partido.
Diante de tais informações acredito que este prêmio seria para repasse ao PMDB ou a outros figurões. Ele teria este poder de pegar o dinheiro e voltar a trabalhar sem alguma represália? Duvido-D-O-Dó!!!
Precisamos abrir muito os olhos para tantas maracutaias.
Outro Assunto:PENSIONISTAS - DONA LENA
Como tem colega "maria-vai-com-as-outras" heim!! Foi um começar que transformaram a Lena na pior pessoa do mundo. Fiquei horrorizada! Vamos mirar nossos verdadeiros inimigos e não as combalidas pensionistas que precisam fazer os maiores malabarismos para darem conta de sustentar suas familias, sem os respectivos esposos e com estas merrecas que a Previ tem a cara dura de achar que está tudo muito bem obrigada!

carlosdomini disse...

Anônimo das 20.22:debitou sim veja que a verba anulada CP25 menos o crédio do dia 18.02.2011 é exatamente igual a verba IP78. O que não descontaram em 18.02.20111(adiantamento) foi a parte da Cassi que fizeram agora no espelho.Este fato por sinal não foi informado quando o crédito foi realizado.
O bom dissso tudo foi que voltei a exercitar na mão fazer ;o cálculo de folha de pagamento como fazia há mais de 20 anos. Bom dia e tomara que não apareçam mais surpresas.Pode ser ainda que o valor do IR esteja ainda em provisão o que iria nos beneficiar quando aplicasse a nova resolução, porém acho dificil é só voltar ao passado e vermos a Previ mesmo sabendo ser ilegal a cobrança do IRPF sobre 1/3 de nossos beneficios, o fizeram e estamos hoje em volta de uma ação que se arrasta por mais de 15 anos, isto já reconhecido por todos os tribunais nossos direitos pelo menos naqueles anos de descontos e a cada dia entram (o tesouro) com embargos para retardar a libreção argumentando a não aceitação de cálculos de juros e multas. Isto sim que deveríamos os atingidos apelar e sair arladeando por ai

Anônimo disse...

Alguem sabe me informar/confirmar que só quem teve aumento de 75% para 90%, foi quem se aposentou pós 97? E quem aposentou antes de 97, ficou prejudicado~. E não é assistido da Previ?
Agradeço as informações.
Pessoal deixa Lena em paz. Ela alegra nossas mentes.

Anônimo disse...

Li alguns comentários de Lena, parece envolvida com muitos dramas de pensionistas que acabam por
incumbi-la de gritar por elas, se não lhes interessa seus comentários, ela não aparece como anônima, passem para o próximo comentário, fácil.
Por acaso falecido leva metade do patrimônio e das contas para o outro mundo?
É justo que 40% de seu rendimento fique com o patrocinador, e os ficam que se danem com as contas, vão morar onde o vento faz a curva?
Estamos no século XXI, todos trabalham independente de sexo ou idade.

Carlos Silva disse...

Um esclarecimento e um apelo. Primeiro o esclarecimento aos colegas que estão com dúvidas quanto a diminuição da margem consignável. Consegui uma vez com a Previ a relação das verbas que impactam a nossa margem consignável de 30% e posso afirmar que ocorreu neste mês a redução somente porque a cobrança da mensalidade, verba C820 da Cassi veio sobre as diferenças do Superavit. A cobrança do IR não afeta a margem. A partir da fopag de 20 de abril a margem volta ao normal, um pouco menos que a folha de fevereiro porque agora a Cassi também será descontada em 3% sobre o Bet. No meu caso como o BET foi de R$ 236,83, minha margem em relação a fevereiro sera reduzida em R$ 7,11 a partir da folha de abril. Quanto ao apelo, peço que alguém interçeda nas futuras negociações que ocorrerão nesse primeiro semestre e solicitem o cumprimento dos 20% do BET sobre o novo complemento minimo de 70% da PP, que na prática não ocorreu apesar de estar claramente informado no boletim ESPECIAL SOBRE O SUPERAVIT DA ANABB. Era isso e espero ter ajudado.
Carlos

jeanne disse...

Marcos, onde está a Lena?Estou com saudades dela e de seus comentários. Lena, não se deixe intimidar.Nem Jesus Cristo agradou a todo mundo.A mim não interessa o aumento das pensões mas eu acho que deveria ser o primeiro item a ser revisto na proxima negociação.Quanto ao índice de auamento , eu não tenho a menor idéia do que seria possível conceder, mas técnico é que não falta à Previ, não é?Abraços,Jeanne.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Notícias da Previdência

Agora S.Paulo (17/03/2011)
INSS vai pagar revisão do teto ganha na Justiça

A partir de maio, os segurados que têm uma ação na Justiça pedindo a revisão do teto poderão antecipar a correção do benefício e o pagamento dos atrasados, já que o INSS deverá deixar de recorrer dos processos favoráveis aos aposentados. Os atrasados são as diferenças relativas aos últimos cinco anos.

Em até dois meses, a AGU (Advocacia-Geral da União) soltará uma orientação para que o INSS deixe de entrar com recursos questionando as decisões judiciais favoráveis à correção. A informação é do advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams.

Na prática, sem o recurso, o aposentado pode garantir a revisão na Justiça mais rapidamente, já que ele poderá eliminar essa etapa do processo. Por enquanto, o INSS continua recorrendo dessas decisões na Justiça, de acordo com o advogado previdenciário Diego Franco Gonçalves. (Ana Magalhães)
Fonte> Site ANAPAR.

Anônimo disse...

Lena não desista da sua luta. No PB1 poucos estão preocupados com os problemas alheios.
Essa desunião é agradecida e patrocinada pelo BB.
Tem as pensionista, tem os pré-67, tem os pré-97 e tem os pós-97.
Cada um tenta garantir a sardinha pra si.
Sou pós-97 e me acho muito prejudicado em relação aos pré-97. Entretanto, acredito que os 60% das pensionista é a maior aberração existente na Previ superando até o escalabro do Renda Certa.
Achei extrordinária a idéia de TETO nos benefícios da Previ. Esses parasitas ficam legislando em causa própria sem se importar com os infortúnios dos menos favorecidos.
Outra coisa, o blog tem um moderador e tem capacidade mais que suficiente para decidir o que deve ser publicado.
Aos com baixo espírito democrático sugiro criarem seu próprio blog e lá exercerem a CENSURA que tanto admiram.
Falei e disse!

Anônimo disse...

Isa, voce tem que colocar na mesma revista, o caso 40% do Bacen que ganhamos e nao levamos sob a alegaçao de que o banco quebraria.E tambem o renda certa(?) com os valores recebidos pelos presidentes,diretores,conselheiros do bb/previ e mostrar como e facil ter o lucro que o bb diz que tem e mesmo assim ficou aquem do Itau/Unibanco.Acho que vao roubar mais no proximo balanço.

Anônimo disse...

Ja estao desfazendo o palanque que o Barak faria discurso.....Agora sera dentro do Teatro Municipal e para poucos e o povao vai assistir atraves de teloes.Estao consertando as calçadas,praças, uma correria so.Um comerciante bem famoso na Cinelandia(nao vou citar o nome,mas quem e do Rio sabe)suspendeu as encomendas porque exigiram que ele fechasse o bar e agora com o cancelamento ele nao sabe se volta a fazer as encomendas....E mole, ou querem mais?????
Com certeza ele vem acabar de comprar o que sobrou do brasil,que se chamara BRAZIL,zil,zil,zil....
OH! DEUS! Olhai por nos.

Anônimo disse...

Lena,
Continue lutando pelos seus direitos.Não deixe que as críticas destrutivas te desanime.Achei muito pior os comentários maldosos a seu respeito, do que as suas reinvidicações com toda sua simplicidade, humildade e amor ao próximo.Estamos aguardando a sua volta.E quem não gostar que saia, o moderador do blog se Chama Marcos.

elvira disse...

Alo, cade a Lena?
Lena, acho que não deve se importar com as críticas, é assim mesmo.
Sugiro aos colegas incomodados com os comentários da Lena, pular para o próximo comentário, simples assim.
Em qual espaço as reclamações e desabafos, poderiam ser feitos?
Se querem sugerir mudanças em suas manifestações, vejam com o Marcos, a possibilidade de fazê-lo através dele. Sejamos fraternos. O universo agradeçe.

Anonimo de Ribeirão Preto disse...

Neste momento de lutas em busca de reparação de injustiça, é preciso bastante TEMPERANÇA por parte de todos nós. Manifestações injuriosas, descabidas, somente provocam desagregação e atende aos interesses da parte contrária. VAMOS CENTRAR O FOCO nas reivindicações, com propostas exequíveis e que não venham afetar a solidez da PREVI. Do contrário,será a vitória de Pirro.
A livre manifestação dos colegas e pensionistas deve ser respeitada por todos, ainda que não concordemos com algumas posições insistentemente colocadas. Não conhecemos a dor e necessidades de cada um/a que aqui neste espaço democrático registra suas angústias. Repito, vamos ter TEMPERANÇA. A luta está só começando.

Anônimo disse...

Notícias da Previdência
Correio Braziliense (18/03/2011)


Pensões ameaçadas

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, prometeu defender, nas discussões internas no governo, mudanças nas regras de acesso à pensão por morte, o que pode ser feito por lei ordinária. A necessidade de alteração da legislação em vigor ficou clara no seminário para discutir o futuro do sistema previdenciário do país.

"Mudar as normas da pensão por morte é um dos poucos consensos que tivemos. Nem mesmo os representantes das entidades de classe foram contra", disse Garibaldi. Todos os especialistas convidados pelo ministério para debater o assunto deram exemplos da "generosidade" da legislação brasileira. Para começar, o acesso à pensão no Brasil não exige carência, o que significa que o benefício pode ser concedido mediante o pagamento de uma única contribuição.

Além disso, a dependência econômica é presumida, não necessitando de comprovação. A pensão é paga por tempo ilimitado. Situação diferente ocorre no exterior. O especialista da Organização Internacional do Trabalho (OIT) Helmut Schwarzer relatou que, na maioria dos países, a concessão só vem após um tempo mínimo de casamento e, muitas vezes, é temporária. Os critérios ainda incluem a faixa etária, o que significa que o benefício só é dado a partir de determinada idade e tem relação estreita com a dependência econômica, que precisa ser comprovada.

Julita disse...

Lena,volte amiga querida!
Sabe aquela musica do Jair Rodrigues?
Deixe que falem,
que digam
DEixe isso pra la,
Vem pra cá?
Nós pensionistas estamos com voce e vamos lutar pelos nossos 100% até o fim!
Beijos, Juju

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Pelo que a gente vê aqui no blog, a maioria dos aposentados/pensionistas, inclusive eu, tem uma certa dificuldade de entender, de maneira prática, os atuais normativos da Previ e o efeito das mudanças que houveram desde a sua fundação e as vantagens e desvantagens que os diversos grupos de aposentados tiveram com essas alterações.

Em função disso, gostaria de sugerir a algum colega mais capacitado e mais bem informado que produzisse um "Manual da Previ Comentado", com exemplos, para a gente poder entender melhor esse assunto. Esse Manual, inclusive, poderia ser vendido para os colegas para facilitar a explicação do assunto para suas esposas ou maridos. E facilitaria também para que todos pudessem opinar, com maior conhecimento, sobre esse assunto, inclusive sobre as mudanças que estão sendo propostas nas próximas negociações.

Não sei se estou enganado, mas, acho que, talvez, milhares de colegas se interessariam em adquirir tal publicação. Fica aí, então, o desafio.

Chico Silva disse...

Muito bom os comentarios que surgem nesse site. Aproveitando esse universo de colegas tão esclarecidos, gostaria de saber se existe alguem que tenha recebido a ação proposta pela ANABB, e em destaque no seu site, denominada "IR QUILOMETRAGEM". O valor, para quem recebeu, foi uma decepção ou uma surpresa? A ANABB diz que são 35.000 favorecidos, eu inclusive mas que ainda não compareci a CEF para receber, quantos aqui já providenciaram o levantamento do valor? Julgo que as informaçoes que serão repassadas serão muito importantes para aqueles que ainda não foram comunicadaos sobre essa ação. Outrossim, comunico que estarei comparecendo a CEF hoje a tarde e que direi o que aconteceu brevemente.

José Roberto Eiras Henriques disse...

Vamos voltar ao assunto da Parcela Previ;

1) Hoje o valor da PP é de R$ 1.968,05 que reajustada pelo INPC dos ultimos doze meses fica em: R$ 2.093,22 (1.968.05 x 1.0636).

2) O valor do Piso Minimo do INSS é de R$ 545,00 e o valor do teto é de R$ 3.689,66.

A Média aritmética do INSS fica em R$ 2.117,33 ( 545,00 + 3.689,66)/2).

Convem salientar que essa média não leva em conta o fator previdenciario que reduz os beneficios acima de 1 SM, em função da perspectiva de vida de quem se aposenta).

A parcela Previ não é uma redução do complemento pago pela previ, ela substitui o valor do INSS que deveria ser o parametro desse calculo.

A proposta de extinção da Parcela Previ, creio, deverá ser mais acuradamente analisada para que não se transforme em nosso algoz.

As criticas são muitas contra a PP mas alternativas para subsitui-la não são apresentadas por quem as faz e, também, pelas entidades que nos representam (FAABB, ANABB, AFABB e outras).

Enriqueça o debate, apresentem alternativas e, consequentemente, melhoraremos nosso conhecimento sobre a PP.

Anônimo disse...

Colega 18 de março de 2011 01:50,

Colega o aumento do teto de 75% para 90%, só beneficiou os salários mais altos de aposentados pós 97. A explicação é simples a ANABB e a CONTRAF-CUT defenderam esta proposta em 2007, pois a mesma beneficiou os amigos do Rei, ou seja a alta cúpula do BB, que ascendeu a altos cargos graças ao fato de serem partidários do PT.

O SASSERON e o VALMIR vão defender agora o aumento do teto para 100%, com o mesmo objetivo descrito acima e o resto que se exploda.

Anônimo disse...

Eiras, se você tem solução para a Parcela Previ coloque-a aqui. Quem sabe dona isa e os representantes vão ler?

Anônimo disse...

Colega Ruben Tiné,


A verba Benefício especial de remuneração que recebes não é referente ao período em que trabalhastes no CAIXA. Nos últimos 36 meses de Banco deves ter tido uma comissão bem mais alta ou um Adicional de Trabalho Noturno. Como CAIEX jamais receberias esta verba em seu espelho.

Trabalhei a vida toda no funcionalismo e tenho certeza disto.

Anônimo disse...

Rubem Tiné,

Como assim todo o funcionário pós-97 foi beneficiado com esta verba?

Acho que deves te informar melhor, pois vários amigos aposentados pós-97, não receberam nenhum centavo quando do aumento do teto de 75% para 90%.

POS 97 REVOLTADA disse...

Sr.José Roberto Eiras Henrique,

Em primeiro lugar, é desse tipo de explanaçao que gosto de ver nesse blog, que esclarece, ensina, explica.Acho que todos os que entendem mais que nós humildes deveriam fazer o mesmo, um pouco sobre tudo que nos envolve, principalmente nesta hora .

Vamos lá, acho que estou começando a entender.Então quer dizer que a Parcela Previ é igual, ou mais ou menos a Media Aritmética do INSS?
Se for, então ela não está prejudicando em nada então.Foi o que entendi, me perdoem se interpretei errado e me esclareçam.
rorter

Anônimo disse...

Colegas,


Só sei de uma coisa o RUBEM TINÉ está defendendo o seu peixe. Só não precisava dizer que se aposentou como Caixa, pois me aposentei nesta função e não recebi nada na distribuição do superávit de 2007.

Anônimo disse...

Ao colega Chico Silva.
Também sou beneficiario da ação do IR Quilometragem. Minha esposa trabalha na CEF e tão logo soube da liberação do dinheiro, pedi para ela verificar.
A liberação não é imediata. As contas de poupança foram abertas em Brasilia e será necessário a abertura de uma outra poupança na sua cidade, quando aí o dinheiro será transferido. Esta transferencia demora, em média, 5 dias uteis. Aqui a minha conta foi aberta no dia 10.03, e a transferência solicitada no dia 11.03. Até agora o valor não foi transferido. O sistema da CEF é um pouco arcaico e demora mesmo.
Pelo saldo que ela conseguiu ver, foi liberado para mim cerca de R$ 3mil. Não sei se já está corrigido desde novembro/2010, quando se deu o ganho da causa. O valor foi arbitrado pelo juiz considerando cada caso.
No site da Anabb, eles estão orientando os beneficiários a depositar para a Associação o valor dos honorários(10% do que foi depositado). E dão a entender que se isto não for feito de forma espontânea, será debitado em nossa conta. Não sei se podem fazer isso, mas foi o que eu entendi.. Outra orientação é de que vamos ter que declarar os rendimentos desta poupança em 2010 já nesta declaração de 2011. Como já mandei a mnha, terei que fazer uma retificadora.Se algum colega aqui do blog entender do assunto e puder confirmar a necessidade desta informação no IR deste ano, fico agradecido.
Em resumo é o que posso informar.
Abraços
Claudio

antonia disse...

Lena,
Voce só poderia se chatear se o Sr. Marcos não quisesse publicar seus comentários (desabafos).Quanto a intolerancia de alguns,é perfeitamente normal,principalmente quando se torna pública a sua vida como voce fez.
Bola prá frente e continue reinvidicando os seus direitos, sem se importar com o que alguns falam.
NÃO DESISTA, SIGA EM FRENTE.
Não sou pensionista, mas acho que voces tem todo o direito de reclamar e ir atrás de suas melhoras.
Um abraço, Antonia.

Anônimo disse...

Alguns, por um motivo ou outro, falam ou escrevem o que querem e depois não aceitam críticas.

Antes de escrever é preciso refletir.

É preciso demonstrar de forma educada dos equívocos ditos por um colega, procurando convencê-lo do engano sobre determinada matéria, sem ofensas, procurando respeitar e ser respeitado.

Agora quem age de forma tempestuosa, escrevendo impropérios nunca vai angariar simpatia mas apenas revolta, visto que ninguém é dono da verdade.

Então devemos evitar situações que nos levem ao constragimento, pois, devemos caminhar juntos e não provocarmos discussões inuteis que nos levam ao segregamento. Isso não nos fortalece, pelo contrário, nos enfraquece.

Esse blog deve nos unir entorno de uma causa e não nos separar. Ao escrever use o bom senso.

Refletir é preciso.

Anônimo disse...

aOS ANÔNIMOS DAS 9:21 E 9:24,

Aposentei-me CAIEX, COM 19 anos de Previ(mais ou menos uns 15 de caiex) e 28 de INSS.Recebi sim as verbas P380-BENEFICIO ESPECIAL DE REMUNERAÇAO,e P390-BENEFICIO ESPECIAL DE PROPORCIONALIDADE,ref. ao SUPERAVIT não sei das quantas.
Me aposentei em 2002. Então me expliquem o que são estes benefícios, que aliás foram incorporados por conta do Atual Memorando de entendimento.

Anônimo disse...

Enquanto cada um ficar querendo isso e aquilo para resolver questões pessoais vão continuar existindo discriminações e diferenças. O que a Previ tem é de criar uma regra geral que atinja cada um segundo critérios: quando ingressou no BB, quando se aposentou, com quantos anos se aposentou e com que VP e/ou comissão. Tem gente que foi posto efetivo uma vida inteira porque não queria compromissos maiores com o Banco se aposentou por isso com mixaria e agora quer que a Previ resolva. Essa não!!!!

Anônimo disse...

Para leitura:

http://ceciliagarcez.blogspot.com/2010/12/mat%C3%A9ria-interessante-sobre-o-super%C3%A1vit.html

Anônimo disse...

Lena,
não somos contra as suas manifestações e nem de ninguém. O probelema é que você fala (escreve) demais. Não dá trégua.

Seja mais objetiva. Pare de ficar a toda hora "enchendo linguiça".

Chega de lamúrias !

Anônimo disse...

Ao colega de 10:18, para leitura:

http://ceciliagarcez.blogspot.com/2010/12/mat%C3%A9ria-interessante-sobre-o-super%C3%A1vit.html

Herberto disse...

Lena,

Estou solidário com você, embora você não precise de quem a defenda, pois sabe se virar sozinha.

Acompanho sua atuação neste blog desde o princípio, sempre presente e vibrante, apoio importante para o Marcos e demais colaboradores.

Não só as pensionistas, também os participantes que têm um casamento estável gostariam de garantir um benefício mais justo para suas companheiras.

O blog cresceu, apareceu muita gente nova, na maioria anônima, pouco afeita ao seu estilo e, como o bom bocado não é de quem o faz, querem te dar um "chega pra lá".

Já disse aqui, estão acontecendo muitos confrontos pouco equilibrados e nada construtivos, que servem apenas aos nossos opositores, os quais só estão esperando a hora de comparecerem, firmes e coesos, para bater o martelo.

É assim que, sem querer induzir pessimismo a quem quer que seja, tanto quanto a Isa Musa, estou convencido de que no final só será aprovado o que o patrocinador quiser.

Isso se a crise no Japão ou na Líbia não servir de pretexto para que não se aprove coisa alguma.

Portanto, Lena, ainda que não estivesse de acordo com você, estaria aqui defendendo o seu direito de se expressar, até por uma razão adicional.

Você escreve e assina embaixo.

Herberto Márcio Vieira Diniz
Sete Lagoas - Minas Gerais

Anônimo disse...

Não tenho alternativas para a PP porque não tenho conhecimento sobre qual é e qual foi o cálculo utilizado desde a sua criação, mas estou aberta a aprender, se alguém disser quais são os caminhos. Onde encontrar essa informação? "Trazer alternativas de solução, quando trouxer críticas e problemas" - essa ainda é uma boa premissa tão apregoada e valorizada pelo banco. Porém, falta-nos informações básicas sobre a Parcela Previ, para então, termos condições de apresentar propostas e alternativas.

Pensionista disse...

Esse anonimo das 10:43 deveria mostrar a sua cara. Não use mascara pois já é a segunda vez que repetes a mesma coisa! Deves ser algum demonio! Caia fora!
Vá baixar em outro centro!!!

Anônimo disse...

Aos colegas Chico Silva e Cláudio,
Também sou beneficiário da Ação IR Quilometragem, fui até a agência da CEF na minha cidade e lá me informaram que existe uma conta poupança em meu nome aberta na agência da CEF da justiça Federal em Brasília. Como eu tenho pendências judiciais contra a CEF e a CEF contra mim fiquei preocupado se qualquer quantia em espécie que venha para eu receber será bloqueada ou não, o funcionário não disse sim ou não e isso me deixou com uma pulga atrás da orelha. Eu tenho conta na CEF mas está bloqueada/paralisada por motivo da pendência judicial, mas eles só fariam a transferência de uma poupança para a outra somente com autorização em escrito e isso eu não fiz.
Então a ANABB respondeu meu e-mail e outra alternativa é levar até a CEF, cópia e original do RG, CPF e comprovante de residência para que a CEF envie a Brasília e após alguuuns dias (não poucos), retorne em forma de ordem de pagamento e dessa quantia separar 10% para depósito em favor da ANABB.
Ainda não retornei a agência da CEF e vou aguardar mais alguns dias.
Jorge Castro,

luiz fernando disse...

Marcos e colegas, temos que prestar atenção na negociação da Parcela Previ. Ela só teria efeito benéfico,se fosse retirada na hora do cálculo do benefício, no caso para os pós-97, e continuar como está,ou seja benefiicio PREVI e beneficio INSS, separadamente, se nao vai ser Gol contra. Se as duas verbas forem conjuntas, daí teremos que solicitar o recálculo no sistema antigo - pré-97. O ideal seria ,ainda a redução da Parcela Previ.

Anônimo disse...

Colegas,

Tem muita gente falando contra o aumento do teto de 75% para 90% e, agora, pode ser que aconteça a elevação para 100%, sem conhecimento de causa.
Quem se aposentou antes de 24/12/1997 foi altamente beneficiado, porque além de não ter o redutor chamado parcela previ (PP), tinha os seus últimos 36 salários-de-participação corrigidos pelo IGP-DI, que de 1993 até 1997 girava em torno de 23% a 25% mensal, obviamente, isto elevava a média aritmética dos salários-de-participação e, automaticamente, o valor inicial da aposentadoria.
Pois bem, em 24/12/1997, com a alteração no Regulamento, foi introduzido o redutor PP e este passou a achatar os benefícios e também foi criada uma Regra de Transição prejudicial para quem se aposentava a partir de 01/01/1998, conforme veremos a seguir no artigo 76: “a partir do primeiro dia do mês de início de vigência deste Regulamento e até que se tenha transcorrido 24 (vinte e quatro) meses, a quantidade de salário-de-participação a servir de base para a média aritmética de que trata o artigo 24 corresponderá a 12 + n, onde "n" representa o número de meses completos decorridos daquela data".
Ou seja, no meu caso, aposentei-me em julho/1998, aplicando-se a regra de transição, pegaram-se 12 mais 7 meses de 98 (n), tonalizando 19 salários-de-participação, os quais foram corrigidos pelo IGP-DI, gerando uma média baixa, visto que o IGD-DI do período era inferior a 1% ao mês, e em alguns meses até negativo. Em consequência disso levei um prejuízo acima de R$ 2.500,00 em relação a outros colegas que aposentaram antes de 24/12/97, com tempo semelhante ao meu e AP inferior. Aposentei-me com AP superior (AP-03), assumia riscos bem maiores do que os colegas, pois estava como Gerente Geral de agência do “nível 01” e tive benefícios bem inferiores.
Quando veio a correção dos 75% para 90% tive ligeira recuperação, mas muito aquém do prejuízo inicial da aposentadoria. Então quem diz que a elevação desse teto só contempla apadrinhados e amigos do rei (sic) está redondamente enganado, porquanto ela ajuda a corrigir injustiças.
Como tive sérias perdas financeiras, a guisa de exemplo prático, sem que isso represente advocacia em causa própria, relatei-o mais com o intuito de ilustrar e clarear a questão.
Nós temos muitos colegas competentes, inteligentes, mas falta-lhes o conhecimento das normas. Acho até que alguns desconhecem a diferença entre Regulamento, Regimento e Estatuto.

Anônimo disse...

Não estava querendo me envolver nessa discussão infrutífera, mas fica aqui a minha sugestão. Deixem a Lena postar o que ela quiser. Estão querendo que ela deixe de participar do blog? Isso é um absurdo. Quem não gostar das mensagens dela, que façam a leitura pulando para a próxima. Quando virem o nome dela no cabeçalho, não leiam. Pronto. Simples assim. Por que não trazer novas informações e análises, ao invés de alguns ficarem criticando os outros: a Lena, etc..? Se não concordam com alguma idéia dela, que façam a crítica com base na idéia (ex.: perdão da dívida do ES), e não na pessoa.
Oras....

Anônimo disse...

Gente, gente,

Não percamos o foco e o que é principal. Critiquemos apenas uma idéia e não a pessoa que é colega aposentada(o) ou pensionista.

Vamos parar com isso, gente, "please"!

Anônimo disse...

Caro colega Luiz Fernando,

Desculpe, não entendo quando leio mensagens e textos que dizem que o ideal seria a redução da PP, pelo seguinte: se a regra estipula que ninguém se pode se aposentar com menos do que 40% da PP, ela diminuindo, diminui o benefício. Se vc. tiver tempo pra explicar, ficaria muito agradecida. Talvez o avanço da idade esteja dificultando a minha assimilação na área matemática.

Anônimo disse...

cavalcante disse:
Manifesto meu apoio à "colega" pensionista D.Lena., diante dos grosseiros comentários contra sua pessoa. D. Lena, como qualquer outra pensionista , tem todo o direito de se manifestar para lutar pela sua bandeira. Pena que os críticos não olham para o "próprio rabo".
D. Lena , não dê importância às críticas maldosas e destrutivas , atente somente às construtivas.
Não vale a pena se preocupar em responder àquelas. Siga em frente que a luta da senhora e demais pensionistas será árdua e longa mas haverão de vencer, porque DEUS é maior.
Boa sorte e volte a participar do blog.
Cavalcante

Paulo Celio disse...

Cara Senhora Lena, com todo respeito gostaria de pedir que não deixasse de participar deste nosso Blog Previ Plano 1. Lembre-se: "As pedras são atiradas somente nas árvores que dão frutos"
Você se lembra do nosso querido e iluminado Sr João Rossi, faça como ele. Não deixe de oferecer a todos nós os seus fraternos pensamentos e atitudes em relação a essas esposas viuvas de nossos respeitáveis colegas. Se eu vier a falecer, sabe lá Deus quando! espero que demore bastante, gostaria que minha esposa tivesse tratamento respeitoso por parte de todos deste blog inclusive desse anônimo agente da agressão. Quanto às criticas considere-as vindas de uma mente muito infeliz digna de pena. Vamos manter neste blog um ambiente de luta e indignação voltadas pela conquista de nossos direitos.
Por isso saiba que todos nós esperamos que volte a participar.
Boa sorte
Deus abençoe a sua família

Anônimo disse...

Colega anônimo de 18 de março de 2011 12:39,


Quem aposentou-se com AP de 01 a 06, pós 97, teve vantagem com o aumento do teto de 75% para 90%, porém esta proposta deixou de fora a maioria dos colegas que se aposentaram pós 97, com salários mais baixos. O superávit deve contemplar melhoria a todos que contribuiram para a PREVI e não para uma minoria. Quantos na sua agência tinham até AP 06, e o RESTANTE não merece realinhamento, pois as perdas pós 97 foram para todos. Deve haver outra proposta que beneficie todos, inclusive você sem excluir o restante dos teus colegas.

Só para deixar claro recebi uns R$ 500,00 nesta verba em 2007, mas muitos dos amigos que sairam na mesma época não receberam nada, ou eram caixa ou gerex, sera que trabalharam menos que você e eu e por isso ficaram de fora das melhorias?

elvira disse...

Lena se vc tem motivo para desaparecer, tem também motivo para
reaparecer.
Muitos de nós sentimos sua falta.
Fale, fale e fale!
Lena, oiii

Anônimo disse...

Colega das 14:37,

Eu saí em 2007 e não recebi NADA do superavit distribuído em 2007, o que é imoral, pois eu também sou pós-97. Qualquer destinação de superavit deve ser distribuído entre todos. Acho, entretanto, que quem já recebe benefícios astronômicos, deveria ficar de fora. Não sou comunista, mas para tudo deve haver um limite razoável. É um escandâlo, uma imoralidade que uma parcela receba R$ 15.000, 20.000, 40.000 enquanto outros recebem menos do que $ 1.000,00.

paraguassú disse...

cara lena, não se deixe abater com comentários repletos de amarguras e azedumes.com toda certeza, partem de pessoas mal humoradas, que acordam vendo o mundo nublado. ao contrário de voce, que vem iluminando este blog com comentários simpáticos, alegres e muito bem vindos. volte logo

Anônimo disse...

Até agora só li aqui o que não se deve fazer (exceto quanto as pensões). Quando alguém vai postar uma proposta que valha a pena enviar para nossos representantes? EU confesso minha ignorância e não sei nem o que pedir sem soar absurdo ou fora de qualquer calculo atuarial. A gente entende tão pouco ou nada que quando os iluminados que nos representam inventam alguma coisa não somos nem capazes de avaliar se é bom ou ruim. Vamos lá gente? Aqui tem gente competente que sabe das coisas: apresentem propostas exequíveis.

Anônimo disse...

Ao anônimo de: 18 de março de 2011 14:37

Eu era caiex, em ago/2007, quando saí aderindo ao PAA.Tinha recém completado 30 anos de BB/Previ(ago/2007).
As contribuições foram suspensas desde Janeiro daquele ano, portanto faltando 8 contribuições para fechar os 360/360.
Não recebi nada ref.o Superávit de 2006, o que me frustrou muito.
Tenho esperança que essa injustiça seja corrigida quando do realinhamento.
Abs.
Janone.

Elias disse...

LENAAAAAAAAAAA!

Poucas(os) tem a garra e o coração solidário como Você.
Não se deixe abater. Levante, sacuda a poeira, dê a volta por cima.
Você é Você, muito importante, acima de tudo.
Nós que A conhecemos, Estamos solidários com Você.
Queremos continuar lendo seus comentários.
ESCREVA!

Anônimo disse...

Colegas,

É colega de 18 de março de 2011 12:39, é difícil pensar na coletividade, talvez deva fazer um estágio no Japão.

Vamos defender propostas que beneficiem a todos.

Anônimo disse...

Minha avó já dizia:

"quem fala o que quer escuta o que não quer".

Anônimo disse...

Colega das 15:49,

Então, aqui vai a minha proposta que é exequível, já que a própria ANABB já havia apresentado tal proposta em 2010.

1) benefício mínimo de 10% do teto de benefício.

Anônimo disse...

Anônimo 18/03- 16:22,

Em qual momento eu descartei a coletividade ou que apresentei algum tipo de proposta para favorecer, A, B ou C.
Se você estivesse mais antenado com panorama mundial, saberia que o Japão(3º lugar),hoje, não é modelo ideal a ser seguido. Se já estava com a economia em declínio ( perdeu espaço para a China - 2º lugar), agora a coisa agrava muito mais depois dessa catástrofe.
De outra parte, faça aqui mesmo no Brasil, um curso de interpretação de textos, que você não vai fazer digressão equivocada dos assuntos.
Vai um lembrete para o anônimo de 18/03, das 14:37, que a variável subjetiva, trabalhar mais ou trabalhar menos, não é cogitada no exame de qualquer proposta para melhoria de benefícios.

Anônimo disse...

Mary,

Tentando responder a sua mensagem do dia 16. Você é aposentada ou pensionista? Acho, não tenho certeza, que os cálculos para aposentados e pensionistas sejam diferentes.

Anônimo disse...

Colegas,


Peço a todos que sairam pós 97 e não receberam um mísero centavo com o aumento de teto de 75% para 90% que se manifestem.

Tem gente mentindo aqui, dizendo que era CAIXA e foi beneficiado com esta proposta.

Todos que foram excluidos no aumento de teto para 90%, serão novamente excluidos caso a proposta sem vergonha da ANABB de aumento do teto para 100% seja aprovada.

Anônimo disse...

Desculpa a intromissão, mas eu também não vi, em nenhum momento, o colega das 17:33 descartando a coletividade.

Em tempo: acho que o colega das 16:22 se referiu ao espírito altamente cooperativo do povo japonês. Eles confiam muito no sistema, nesse sistema de colaboração mútua.

Anônimo disse...

Senhora Lena,
Siga a melodia de Ivans Lins:

Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo

Nada de correr da raia
Nada de morrer na praia
Nada! Nada! Nada de esquecer

No balanço de perdas e danos
Já tivemos muitos desenganos
Já tivemos muito que chorar
Mas agora, acho que chegou a hora
De fazer Valer o dito popular
Desesperar jamais
Cutucou por baixo, o de cima cai
Desesperar jamais
Cutucou com jeito, não levanta mais

Continue nos brindando com um pouco do seu dia-a-dia de ser humano. É confortante.
Desesperar jamais!

Anônimo disse...

Lena,

Dê um tempo a si mesma. Saia da linha de tiro. Equilibrio e parcimonia, são indispensáveis em qualquer momento da nossa vida.
Tudo com excesso é perigoso. Sal em demasia atrapalha e açucar da mesma forma, ambos precisam estar na dosagem certa. O nosso comportamento também é assim.
A overdose em todo tipo de mídia é prejudicial a imagem de quem se expõe, por isso existe o rodízio dos atores/atrizes para não serem execrados.
A poluição visual é condenável, a permanência de ditadores no poder é coisa inaceitável e o povo do mundo inteiro já tomou consciência disso, ocorrendo inclusive guerras civis para expulsá-los do poder.
Então minha jovem senhora (49), receba as críticas com sabedoria e corrija o que, intimamente, julgar que esta errado e bola para frente. Não se abata, mas faça suas intervençóes com sugestões objetivas, do interesse coletivo, evitando repisar o mesmo assunto.
Julgo a alternância no poder uma coisa bastante sadia, a ponto de ser contra a prática da reeleição, notadamente aos cargos majoritários.
Veja que figuras como a Xuxa, o Galvão Bueno, Hebe Camargo, Silvio Santos, Fátima Bernardes, Willian Boner, Sérgio Chapelen, etc., estão precisando nos dar uma trégua, poupando-nos um pouco das suas presenças, sobretudo, o Galvão Bueno que a Globo já está providenciando um substituto para ele.
Desejo-lhe sorte e juízo.Os melhores dias estão por vir.

elvira disse...

Informei a um amigo aposentado sobre a nossa situação. Ele que não tinha a menor noçao de todo este embrolho e sempre foi descrente de associações, vai se filiar a AAPPREVI.
Precisamos ser um grupo de peso para ajudar aqueles que nos representam.
Vamos envidar esforços para novas filiações.

Anônimo disse...

2) Mudança do indexador para correção de benefícios para o IGP-DI

3) Cesta-alimentação

4) 14º salário

5)....

6)....

Anônimo disse...

Pessoal, alguem já sabe quais as datas das proximas rodadas de negociações? 80% para pensionistas e o 360/360.Aguardo noticias.

carlosdomini disse...

Anonimo das 2054.
Muito bem mais ainda

5 - Aumento beneficio semestral

6 -antecipação pagamento para janeiro.

7;;;

8....

GANDOLA DA BAHIA disse...

-Alô Jorge "Pereba" aí de Vila Velha - ES, entra no blog, cara.

Chico Silva disse...

Colegas Claudio e Jorge Castro,

Fui a CEF e aconteceram coisas parecidas com as que vcs passaram. A conta de poupança é de Brasilia, terei que aguardar certo tempo e etc... A ANABB, na orientaçao dos procedimentos, cita uma instrução interna da CEF, que o gerente não localizou, tendo que entrar em contato com a agencia mencionada na orientaçao e tambem não conseguiu. Mesmo assim, ficou com meu telefone pra entrar em contato logo que resolver esse problema. O valor me surpreendeu, R$ 420,00, já que pouco usei meu carro a serviço do Banco. Quanto aos 10%, se não recolhermos expontaneamente certamente a ANABB lançará em nossa conta, já que nos encaminhou um formulário de débito em conta justamente com essa finalidade.
Abraços

luiz fernando disse...

ao anônimo de 13.47,de 18 de março do 2011, a PP seria melhor ser extinta, ou diminuida, e é claro,o beneficio minimo teria que ser substituido por outro indice ou calculo. quem se aposentou após 97,tem consdierado a média dos ultimos 36 meses (136 % do VP eVCP)ou (90% do total da remuneração)e aí que entra o redutor da Parcela Previ. Ex: média deu R$ 2500,00 - PP 1.963, daria um salario de beneficio de R$ 537. ao passo que diminuirmos ou extinguirmos essa PP, o salario aumenta.

Anônimo disse...

É um absurdo essa história da PP!A maioria dos pós 97 se diz prejudicada porque ela reduziu o valor do benefício. O Sérgio Rosa fez uma matéria comparando os valores do INSS e os da PP dizendo que isso não aconteceu mas não esclareceu o que fez os benefícios serem reduzidos. Agora a Previ sob a alegação de estar corrigindo essa situação aumenta o teto, sem as devidas contribuições. Quando se comete um erro não se corrige aquele erro? Como estão fazendo justiça se esse aumento só beneficia aqueles que tinham remuneração total superior a 136% do VP+AN?

Anônimo disse...

Colega,

Você, anônimo de 19 de março de 2011 12:51, esta repleto de razão, houve foi uma baita injustiça quando do aumento teto de 75 para 90%, pois deixou de fora todos que se enquadravam no teto de 136% do VP+AN. A justiça a que PREVI juntamente com a ANABB e CONTRAF-CUT pregam é jogo de cena, pois sabem que muitos, infelizmente, desconhecem o estatuto/regulamento da PREVI e estão defendendo seus altos salários.

Anônimo disse...

Alô Mary,

S/ msg de 16 de março de 2011 17:56

Você é aposentada ou pensionista? Você falou de proporcionalidade. Acho que a proporcionalidade de tempo de filiação do seu marido não entra no cálculo se você for pensionista. Vamos tentar descobrir?

Anônimo disse...

ACHO, FRANCAMENTE, QUE OS PENSIONISTAS DEVERIAM OUFERIR OS MESMOS BENEFICIOS DOS EFETIVOS DESDE O INICIO DA CRIAÇÃO DA PREVI.
OCORRE QUE ADMINISTRAR É SABER LIDAR COM PRIORIDADES.
ACHO O PERCENTUAL DE AUMENTO DE 20% (de uma só vez) PARA OS PENSIONISTAS, NO MOMENTO, UM ABSURDO.
EXISTEM OUTRAS IRREGULARIDADES GRAVES A EXEMPLO DO 360/360, PARCELA PREVI ETC...INCLUSIVE BENEFICIANDO OS PRÓRPIOS PENSIONISTAS.

Anônimo disse...

Colegas,

Acho que algma coisa deve ser feita urgente a favor das pensionistas, amanhã nossas esposas estarão na mesma situação.
Caso não seja possível aumentar de 60 para 80%, que num primeiro momento se aumente para 70% e que mais tarde seja revista an situação das pensionistas.