domingo, 13 de março de 2011

Futurismo

Caros Colegas.

Nada há de positivo acerca dos entendimentos que, supõe-se, serão retomados em cumprimento às promessas contidas no Termo de Compromisso. Em razão disto, não podemos nos louvar em informações aleatórias, ou “achismos”, como determinantes do que somente será permitido discutir como diretriz firmada pelo Patrocinador, ou qualquer outro Órgão.

Apesar de estar findando o terceiro mês da data prometida, oficialmente ninguém se dignou em abordar o assunto. De modo que carecem de credibilidade as notícias que correm e que, por isso mesmo, devemos deixá-las no campo das suposições. Em que pese a boa vontade dos que procuram comparecer com previsões, estas se afiguram despropositadas por alimentar falsas expectativas. Ainda mais quando essas antecipações são desagradáveis de se aceitar.

Até que os responsáveis pela retomada dos entendimentos achem por bem fazer seus anúncios, ninguém está autorizado a determinar publicamente que “vai ser assim ou assado”. De se notar que os próprios integrantes da tropa de choque que assinaram o Termo não são de todo confiáveis, com raríssimas exceções. E quem não lá estava arrisca-se a comparações de descrédito se insistir em assumir postura de porta-voz de qualquer deles, antecipadamente.

Por tudo isto, devemos ficar atentos para que os alarmistas não encontrem terreno firme para apoiar prognósticos derrotistas o que, em última análise, somente servirá para que os opostos se louvem em “nossas” opiniões para firmar conceitos.

Temos que, isto sim, apregoar propostas que nos convenham demonstrando que certas reivindicações devem ser defendidas com veemência e com força. E que temos na melhoria de benefícios das pensões a pedra basilar onde serão sobrepostos os demais pedidos. Se não houver inclusão deste ingrediente para se formar o bolo, não se levará adiante a idéia de fazê-lo. Ou se discute na primeira hora o aumento das pensões para 100%, como ideal para negociação, ou nada mais será discutido a depender de nós.

Temos que dar um basta à subserviente postura adotada por todos, relativamente ao amparo dessa categoria alimentada à margem da racionalidade. É inconcebível que herdeiros de quem deu a vida pelo Banco do Brasil sobrevivam desumanamente depois que o patrão muda o nome para Patrocinador. Ainda mais porque está nas mãos dos que ainda vivem buscar o amparo às pensionistas que deixarão depois da morte. Ajamos agora, pois quem tem se dedicado para prover nosso bem estar merece igualmente usufruir de relativo conforto financeiro depois, juntamente com todas e todos que sobrevivem à sombra dessa triste nomenclatura de pensionistas.

E as demais coisas serão secundárias, pois de nada nos valerá aumento de benefícios por poucos anos de vida para doar 40% disto ao patrocinador quando da nossa morte, e as viúvas ficarem à míngua.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 13/03/2011.

81 comentários:

mariano branquinho disse...

Valeu Marcos, mais uma vez parabéns. Nossa frente de batalha, será pelo aumento das pensões. Corretíssimo.
Abraços Mariano Branquinho

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

PARABÉNS, MARCOS !!!! Mais um ótimo texto !!!

Anônimo disse...

Prezado Sr Marcos,

Vou discordar, em parte, de detalhes de seu post. É certo que as pensionistas precisam ser contempladas neste realinhamento e com prioridade. Porém, daí a radicalizar o ajuste em 100% creio ser atitude temerária. Considero que toda melhoria, desde que não insignificante, é bem-vinda. Não podemos, no meu entender, perder a oportunidade de obter melhorias, ainda que parciais, neste momento. Outra reivindicação que considero de grande urgência é o 360/360. Este é meu pensamento, respeito, todavia, as opiniões divergentes.

Anônimo disse...

Isso mesmo! 100% já! Não podemos deixar que o expropriador BB e muito menos seu subsetor ANABB trabalhem com nada menos que isso.

Já passou da hora do panelaço das pensionistas na porta da Previ.

Lena você poderia liderar esse batalhão de pensionistas injustiçadas nesse movimento.

Não dá mais para suportar esse absurdo dessa migalha de 60%.

Senhoras pensionistas apareçam ...

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

O Blog Previ Plano 1 procura, antes de mais nada, emitir opiniões que contemplem dependentes do PB1 sem ferir suscetibilidades. Quando divulgamos conceitos a respeito de melhoria de benefícios, declaramos nosso entendimento de modo claro com citação direta sobre o que queremos defender na oportunidade. A exclusão de outros elementos no bojo das declarações não implica em repúdio a proposições do anseio generalizado. Tudo deve ser feito no seu devido tempo, e no momento próprio defenderemos outras prioridades.
Nesta oportunidade quisemos rebater alarmes falsos com descarte do aumento de benefícios para determinada área, decididamente aquela por que mais nos batemos. Partindo do pressuposto de que toda negociação necessita repousar sobre uma base numérica, como no caso presente, estipulamos “o aumento das pensões para 100%, como ideal para negociação”. Vale notar que estamos lidando com um Banqueiro com quem aprendemos que qualquer reivindicação deve ser feita, sempre, em patamar acima do necessário. No entanto, como nada existe além de 100%, elegemos esse percentual como base para barganha.
Será de todo conveniente que os participantes não atropelem os registros dos posts para não gerar polêmicas desnecessárias. A defesa de pontos de vistas é salutar e necessária, porém censurar o que não foi dito gera confusão.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Anônimo disse...

Sou contra aumento nas pensões. Devemos sim, batalhar por mais benefícios. Em vida. A pensão do modo que está já é muito bom. Vamos refletir gente. Pensão é pra depois. Benefício é pra já. Esqueçam essa história de viúvas e viúvos. Benefícios já e as viúvas que se casem novamente!

rosalina_de_souza disse...

Prezado Colega Marcos Cordeiro.

Só posso agradecer essa posição defendida neste momento,nós pensionistas estamos mesmo vivendo momentos de muita distorção com relação ao que virá nestas negociações.

Sexta Feira, fui na agência de relacionamento, tentar fazer a antecipação da minha restituição do imposto de renda,e mais uma vez pelos mesmos motivos anteriores me foi negado esta antecipação,por estar com restrições cadastrais,até o exercício passado esse critério não era levado em consideração,mas agora é norma e contas com impeditivos restritivos de SPC e SERASA não serão aceitos pelo sistema.

O Gerente Geral da agência que também é do PB-1 da Previ, não sabia que pensionista só recebe 60% do que ele contribui em vida,ficou perplexo,achava que se o complemento era de 100%.

Veja que temos muito trabalho, até mesmo de esclarecimentos,muitos quando o assunto é Previ são totalmente desinformados.

Hoje somos quase 20 mil pensionistas,numero que não para de crescer,e com a morte dos colegas aposentados os superávit vão crescer ainda mais,pois a PREVI deixa de pagar 40%, e com isso vai engordando ainda mais suas contabilizações.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

Julita disse...

Amiga Pensionista 4:05, já estou aqui, pronta para ajudar a nos defender pelos 100% para nossas pensões! Contem comigo!
Obrigada, Marcos por essa luta incansavel! Se não tivessemos voce o que seria de nós?
Lena, já enviei um email para voce!
Abraços para todos e um belissimo domingo com muita paz e esperança!

Anônimo disse...

As pensionistas da CEF recebem 80% de pensão e os aposentados ,as pensionistas,também fazem parte do PLano Odontologico. Nossa Caixa que agora é do Banco do Brasil também.
ACORDA PREVI!
ACORDA BB!
ACORDA ANABB ! Não pense somente em almoços, bailes, viagens, não!

rosalina_de_souza disse...

Colegas Aposentados e Pensionistas do PB-1.

Os que querem em pouco tempo acham que o dinheiro é tudo.
Os que se envolvem em criticar, um dia vão perceber que pouco ou nada progrediram.
Os que só lêem e nada aplicam, são meras "culturas inúteis".
Existe um livro, grande, grosso, cheio de estórias interessantes, que muitos consideram como a salvação e não percebem que ninguém precisa ser salvo de nada. O que efetivamente precisamos é aprender como nos comportarmos, não fazendo aos outros o que não queremos que façam para nós.
O que poucos se dão conta é que hoje somos o fruto das decisões que tomamos até ontem. Portanto, somos o único timoneiro do nosso barco.

Dias atrás, conversei com uma moça que para poder se ver livre da mãe, que era uma eminente adestradora, casou com um rapaz... Deu certo o casamento? Claro que não.
Falei com uma mãe que reclamava muito de sua filha porque ela não dava valor para as coisas e não queria trabalhar, apesar de já ter mais de 20 anos. Ganhou um salão de beleza de presente e não sabia o que fazer com ele. Quando ia até lá, só sabia pegar o dinheiro do caixa para sair gastando. Seu pai esqueceu de lhe ensinar a conseguir, a vencer obstáculos e, assim, fazer por si. Sempre lhe deu tudo o que ela pedia...

Nossas crenças é que nos impõem limites. A forma como somos educados ou adestrados é que nos faz estacionar, ou impulsiona a evolução e o nosso crescimento.
São as religiões que estabelecem para nós limites por vezes absurdos. É nossa inércia que, igualmente, nos estabelece limites.

Ou vamos dar dignidade as vossas esposas após sua partida ou nunca vamos ter nada!.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

mariano branquinho disse...

Obrigado Marcos ( pelo comunicado do dia 12/3 às 02:58), agradeço também ao Heraldo (C.Grande) e ao anônimo do dia 12/3 às 03:50.

Ainda um agradecimento a colega Iraci Berviria, por outra informação que ela me repassou.

Marcos se possível publicar.

E vamos continuar lutando pelo aumento das pensionistas.

Abraços Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Gente, o que é isso? Será um ser humano que escreveu ou será um Egoista ou um Demonio? Voce deve ser solteirão frustrado! Vejam só:
Sou contra aumento nas pensões. Devemos sim, batalhar por mais benefícios. Em vida. A pensão do modo que está já é muito bom. Vamos refletir gente. Pensão é pra depois. Benefício é pra já. Esqueçam essa história de viúvas e viúvos. Benefícios já e as viúvas que se casem novamente!
AFFFFFFFFFFFFFFFF! Coitada de quem se casar com esse Demonio Frustrado
Tenho pena de voce!Coloque sua cara para bater se for HOMEM, co H maiusculo!Sou casado e quero deixar uma Pensão digna para minha mulher e filhos por esse motivo paguei anos e anos a PREVI.

Anônimo disse...

Colega de 05:47, nao se irrite,ele com certeza e da anabb/bb/previ.
Como voce disse, um demonio.Vamos rezar para que ele encontre a LUZ.

Anônimo disse...

Colegas,
Devemos lutar sim, pelo aumento do percentual das pensões até então existentes. Mas não devemos nos esquecer que o realinhamento tambem trará beneficios às futuras viuvas ( cruz credo).
É cruel, mas é real.
Ou, em ultimo caso, que as complementações daqueles que partiram, também sejam realinhadas,
nos moldes do Plano 360/360.
Certamente existem PENSÕES e pensões.

Anônimo disse...

OAB-RJ:
O controle externo do Judiciário não pode ser descaracterizado


Rio de Janeiro, 12/03/2011 - O presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous apoiou hoje (12) a campanha que a entidade nacional dos advogados irá promover a partir do próximo dia 21 com a finalidade de manter a total independência das decisões do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). "Temos de defender o papel constitucional do CNJ e não permitir que venha a ser descaracterizado, o que só interessa àqueles que desejam um Judiciário fraco e livre de qualquer controle social", afirmou Damous.

Segundo o presidente da Seccional do Rio de Janeiro, o Conselho Nacional de Justiça é uma conquista de todos os que querem um Judiciário mais democrático, transparente e eficiente. A sua criação - disse - reflete a necessidade de termos um Judiciário mais próximo da sociedade e de que sobre ele seja exercido um mínimo controle de seus atos administrativos.

Wadih Damous lembrou que o CNJ, sobretudo nesses últimos dois anos, vem cumprindo a sua missão de forma elogiável, com destaque para os dois conselheiros representantes da OAB Nacional. "Talvez, por isso, venha sendo alvo de atitudes de alguns tribunais de justiça e de alguns membros do Supremo Tribunal Federal que visam ao seu esvaziamento institucional, com a anulação de decisões moralizadoras adotadas contra determinados magistrados".

Fonte: noticias - OAB.ORG

Anônimo disse...

"""...Seu pai esqueceu de lhe ensinar a conseguir, a vencer obstáculos e, assim, fazer por si. Sempre lhe deu tudo o que ela pedia..."""

Enquanto a vida seguia, o que fazia a mãe desta moça que, igualmente, nada ensinou a ela? Depois fica reclamando da filha e falando mal do finado? Francamente,... a igualdade é também para as responsabilidades. Ou estou errado?

Lena. disse...

PARA O anônimo dás 04:32. Se você é GINOFÓBICO saia do armário e arrume um companheiro,mas não deixe a pensão para o banco.O recadinho servirá para TODOS os "homens" que são contra o aumento das pensionistas.

100/% já para as pensionistas!!! Obrigada a todos que estão nos apoiando. Abraços. Lena.

Mais uma vez Marcos,OBRIGADA por nos defender. Beijão.

Anônimo disse...

Com toda certeza colega esse anonimo(Demonio) é da PREVI, ou da ANABB ou do proprio BB.
Que voce espirito mal encontre LUZ no seu caminho e pare de pertubar a
todos aqui na TERRA. Não vamos parar de LUTAR pelos nossos DIREITOS!
Se for preciso faremos PANELAÇO da frente da PREVI!
Vão em frente PENSIONISTAS!!!

vera disse...

nao sou pensionista e sim uma mendiga aposentada do BB. Contribui como todos funcionarios e recebo uma migalha da Previ..(menos ainda que a parte do INSS)

Anônimo disse...

Cuidado, colegas. O ES da PREVI é uma armadilha. Juros altissimos

Anônimo disse...

acho que as pensoes tem que aumentar. Minha mae faleceu logo ao se aposentar aos 48 anos de idade.Meu pai tb. era do BB e morreu 02 meses depois. Hoje tenho uma irma de24 anos e eu tenho 19 anos. Graças a Deus passei em Engenharia na UFJF.Estou no 2 periodo, mas ja faço materias do 3. Sei q. aos 24 anos terei que me virar, sem pai e sem mae.Preciso ficar planejando tudo para nao vir pedir esmolas aos. outros. Como e triste ser orfa de pai e mae aposentados pelo BB.

Anônimo disse...

e os aposentados pos 97??????

Anônimo disse...

Concordo plenamente que o aumento para as pensionistas seja prioritário. Tenho uma irmã pensionista que cuida sózinha de 1 filha, 3 netos e um bisneto.

Anônimo disse...

FIM DA PARCELA PREVI.
OS APOSENTADOS PÓS 97 SOFRERAM COM A REDUÇÃO DE SUAS APOSENTADORIAS. TODOS CONTRIBUIMOS E NÃO HÁ RAZÃO PARA EXISTIREM PROVENTOS TÃO DIFERENTES PARA PESSOAS QUE SE APOSENTARAM NAS MESMAS CONDIÇÕES. É UM ABSURDO !! FIM DA PP DE FORMA RETROATIVA É O MÍNIMO NESTE MOMENTO.

Anônimo disse...

Anônimo das 08:51,

É verdade. Todos os empréstimos da Previ são uma armadilha. Cuidado. Juros exorbitantes, quando deveriam ser as menores taxas, pelo óbvio.

Anônimo disse...

Sr. Marcos,
Foi no governo Collor que se iniciaram as perseguições aos funcis do BB, chamando-os de ironicamene de "marajás". Fernando H. Cardoso continuou, reduzindo cruelmente os salares da categoria. A esperança de melhoria estava em um governo de oposição. Finalmene, o PT se estabeleceu como governo, porém a decepção foi grande, pois nada de bom aconteceu. Pelo contrário, a indesejável Res. 26 foi assinada por um político petista, ex-sindiclista, ex-deputado, ex-ministro, atual senador e, o mais decepcionante: ex-funcionario do BB. Advinhe quem?

Anônimo disse...

Não saberia o que escolher se só tivesse somente uma opção para colocar na pauta das negociações com a Previ, quantas injustiças foram criadas por essa dupla do mal, é só ler os comentários. Se pudesse voltar 35 anos não teria assinado o que o Sr. Ézio disse que era importante para nossa velhice, todos tem que assinar.
Tenho pelo menos 3 :
Reajuste das pensões pelo menos 80%, ou devolvam a reserva do falecido aos seus herdeiros para que façam outra previdência privada ou investimento;
Fim da Parcela Previ;
360/360;
As duas ultimas entram no realinhamento?
Elisabeth Oste

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

Anônimo de 13/03 às 4:32 q é contra o aumento nas pensões,

Além de egoísta e desrespeitoso (ao insinuar q as viúvas devam arrumar outro marido pra receberem mais dinheiro), vc ainda quer q nós percamos nossas pensões? Pois ao sugerir q "se casem novamente" é exatamente isso q pode acontecer. Pelo q eu saiba, pensionista q se casa novamente perde a pensão. Sempre foi assim, a menos q agora tenha mudado.

Anônimo disse...

Verdade, paga , que paga e ficamos devendo mais do que tiramos.
A PREVI esta pior que agiota!

elvira disse...

BENEFICIO JA E AS VIUVAS QUE SE CASEM NOVAMENTE
Como aposentada esta afirmativa não me diz respeito, mas como ser humano tal postura me deixa indignada. A estupidez humana é imensurável.

Lena. disse...

Anônimo das 9:37. Se vc existe mesmo[Sem ofenças] pois ando muito desconfiada de anônimos,PRINCIPALMENTE hoje] Continue os estudos,tenta concurso PÚBLICO e não desanime NUNCA! Infelismente seus pais morreram,mais saiba que vc pode ir muito além dos seus sonhos se vc não desistir.É preciso lutar sempre querida[o]. VC É GRANDE!! Beijo. Lena.

Anônimo disse...

Querida Julita,
Sou o anônimo de 04:05.
Sou aposentado e amo muito minha esposa e minhas duas filhas. Por isso a ênfase na defesa a fez pensar que eu fosse pensionista...

Querida Rosalina,
Voltaire em 1778 predisse que 100 anos após o seu tempo o cristianismo desapareceria. Ele se enganou redondamente. Cinqüenta anos após sua morte a sua casa se transformou numa gráfica da Sociedade Bíblica de Genebra. Imagine esse mundo sem os ensinamentos bíblicos... O caos já teria tomado conta de tudo.
Saudações

Ari Zanella disse...

Pedido especial a Isa Musa:

Amanhã dia 14, segunda-feira, nossa guerreira estará pessoalmente no Rio para resolver in loco o imbróglio do início das reuniões para o realinhamento. Dona Isa, peço-lhe encarecidamente que lute até o fim pelo aumento percentual das PENSIONISTAS. Mais do que ninguém elas merecem um benefício melhor. Eu serei contemplado apenas no 360/360, se sair. Todavia, troco esta minha possível melhoria pela melhoria das pensionistas. É lógico que deveria vir tudo: Aumento para as pensionistas, 360/360, Parcela Previ extinta, Cesta-Alimentação, 14º salário, etc, etc. Mas eu repito: a prioridade das prioridades são as pensionistas.

Anônimo disse...

POR FAVOR GENTE, PELO QUE SEI O EMP.SIMPLES TEM JUROS DE 0,6% AO ANO E MAIS ALGUMA COISA MAIS E DIZEM QUE NÃO CHEGA A 1% A.M., É VERDADE?
ALGUEM QUE SABE FAZER ESTAS CONTAS, VOCE GILVAN , DA TESOU. EXPLICA ISSO.
COMPARE COM CDC-FUNCI. DO BB QUAL É MELHOR (nenhum dos dois é ), qual é menos prejudicial para nós?.
VICE BICHINHO EU NÃO AGUENTO MAIS.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ari Zanella é o Vice Presidente Administrativo da AAPPREVI.

No comentário acima declara, com humildade cristã, que troca sua "possível melhoria de benefícios pela melhoria das pensionistas".

Anônimo disse...

O que é a Parcela PREVI (PP)? (Valor atual da PP R$ 1.968,05)

Primeiramente saibam todos que isso aqui pode ser encontrado nas páginas da Previ. Basta procurar. Um dos nossos defeitos é não saber nada e querer tudo mastigado. Mas, vamos lá:

Em 1997, estava em curso, no Congresso Nacional, uma reforma previdenciária qu resultaria na redução do benefício do INSS. A PREVI resolveu criar, para garantir, preventivamente, o equilíbrio do plano de custeio, a Parcela PREVI - uma parcela própria que, até 06/97, tinha o mesmo valor do teto do INSS. A PP seria o novo parâmetro para fins de aferição do complemento.

A partir daquela data, a PP passou a ser reajustada no mês de junho, mesma época do reajuste dos benefícios pagos pela PREVI, segundo a variação do IGP-DI.

Com as alterações de Lei, a partir de junho de 2004, o indexador atuarial que reajusta a PP passa a ser o INPC.

A Diretoria decidiu, em 26/12/2005, aprovar os seguintes alterações na PP passa do Plano 1:

- Redução da Parcela PREVI a partir de 01/12/2005 no valor de R$ 1.468,21
- Data base de atualização da Parcela PREVI fixada em setembro
- Índice de atualização: índice de correção salarial dos participantes ativos

Em função disso, os valores de Parcela PREVI (PP) do Plano 1 e do Plano PREVI Futuro passaram a ter valores e datas de atualização distintos.


O que é a Parcela PREVI Valorizada (PV)?

Serve de parâmetro para cálculo dos benefícios. Corresponde ao valor, em cada mês, da média das Parcelas PREVI (PP) relativa aos 36 meses imediatamente anteriores, atualizadas pela variação do indexador atuarial.


O que é a Parcela PREVI de Referência (PR)?

Corresponde ao valor proporcional à PV, a ser apurado individualmente para o participante, na data de início do benefício de complementação pela PREVI e que servirá para o cálculo deste.

O critério de apuração da PR leva em conta o tempo de vinculação à Previdência Oficial, a espécie do benefício e o sexo do participante.

I. Para determinação dos complementos de aposentadoria por tempo de serviço e antecipada é considerada a seguinte proporção:




Tempo de Previdência em anos completos

Homem Mulher Parcela P. de Referência

30 25 70% da PV
31 26 76% da PV
32 27 82% da PV
33 28 88% da PV
34 29 94% da PV
35 30 100% da PV


II. Para determinação do complemento de aposentadoria por idade (tanto para homem como para mulher), a PR corresponderá a 70% da PV, acrescida de 1% para cada ano de INSS, limitado a 30%.

PR = PV x 70% + 1% x Tv

onde:
PR = Parcela PREVI de Referência
PV = Parcela PREVI Valorizada
Tv = Tempo em anos de vinculação à Previdência Oficial, até o máximo de 30.

Exemplo:
Participante tem 70 anos de idade e 28 anos de Previdência Oficial. No caso de Aposentadoria por Idade, a PR adotada no seu cálculo corresponderá a 98% da PV (70% + 28%).

COMO ERA ANTES
Antes da criação da Parcela Previ, o cálculo da complementação era atrelado ao INSS. O valor do benefício era estabelecido da seguinte forma: calculava-se o valor total ao qual o aposentado teria direito (média das 36 últimas contribuições, multiplicada por 1,25, aplicando a proporção de 1/30 para cada ano de participação do empregado no fundo) e subtraía-se o valor pago pelo INSS. Assim, a Previ arcava, integralmente, com o complemento.

APÓS A CRIAÇÃO DA PP
Com a criação da PP, os benefícios pagos à Previ passaram a ser estabelecidos da seguinte forma: calculava-se o valor total ao qual o aposentado teria direito (média das 36 últimas contribuições multiplicada por 1,25, aplicando a proporção de 1/30 para cada ano de participação do empregado no fundo) e subtraía-se o valor da PP – e não mais do benefício pago pelo INSS.

Anônimo disse...

AO ANONIMO DAS 4;32 DE 13/03. ACHO QUE VOCE NÃO TEVE MÃE NÃO. VOCE DEVE SER AQUELES BEBÊS DE PROVETA. NÃO DEVE SER FUNCI DO PB1. VOCÊ NÃO EXISTE.
A VIÚVA,MEU AMIGO, A MÃE, É AQUELA PESSOA QUE SEMPRE ESTEVE AO LADO DO ESPOSO(FUNCI. DO BB QUE NO CASO PARTIU) E QUE ALÉM DE PERDER O MARIDO DEIXA DE RECEBER 40% DE SEUS PROVENTOS NA HORA QUE ELA MAIS PRECISA. VOCE NÃO DEVE SER CASADO, AJUNTADO NEM AMIGADO. VOCÊ É UM PÁRIA, UM ALIENADO QUE SÓ PENSA EM SI MESMO, EGOISTA E OUTROS ADJETIVOS MAIS.
TENHO PENA DE VOCE E DE OUTRAS PESSOAS QUE PENSAM IGUAL A VOCE (eu acho que voce é o único).
PROCURE UMA RELIGIÃO QUE VOCE PODERÁ APRENDER MUITO EM AMOR E SOLIDARIEDADE.
DESCULPE, TÁ?

Anônimo disse...

VERDADE COLEGA< VOCE PAGA< PAGA E QUE PAGA E A SUA DIVIDA FICA MAIOR>

Anônimo disse...

AH, meu Deus! Se todos fossem iguais ao Sr Ari!

Anônimo disse...

Do blog do Dr.Medeiros:

"Após a reunião de diretoria da Previ na terça feira, dia 15, serão anunciadas as datas das apresentações das demonstrações financeiras da Previ e do início das negociações sobre o realinhamento. Aguardem."

Premonição, impressão, desejo ou
informação de fonte fidedigna?

Vamos torcer para que todas as alternativas estejam corretas, e que nos tragam noticias auspiciosas. É o que nos resta.

NÃO AUMENTEM PENSÕES disse...

Sou o anônimo que defende aumento de benefícios e não de pensões. A despeito de ter sido agredido, esculhambado apenas por divergir, volto a esse blog. O direito de opinião está na constituição e somente a falta de educação é que torna a divergência de opiniões motivo de impropérios e agressões.
O dinheiro que a Previ tem é limitado. Não há recursos para se implantar tudo o que cada um deseja, assim, é mais inteligente aumentar benefícios do que pensões. Aumentando benefícios logicamente a pensão resultante será maior.
O que entendo é que a PREVI foi criada para durar até o último de nós e assim não dá para sair aumentando tudo, benefícios e pensões, pois lá na frente pode faltar recursos. Leiam sobre atuária e verão que um Fundo de Pensão não pode sair aumentando benefícios e pensões só porque seus associados querem. Ah e não sou da ativa, não sou sócio da anabb, nem da aafbb, não dirijo a previ e nem mesmo sou sócio de associação nenhuma, pois nenhuma presta. A propósito, nenhuma associação que ficar pregando o impossível merece crédito, isso é apenas para ser simpático aos outros, agradar a aposentados, agradar pensionista. Queria ver qualquer um dos defensores disso e daquilo tendo de administrar a Previ sabendo que ela tem de durar ainda muitos anos. Estejam certos de que não aumentaria um ponto percentual nas pensões. Procurem saber o que é cálculo atuarial. Vocês vão ficar preocupados com o futuro da Previ se souberem o que significa um simples 10% de aumento em pensões.

Paulo disse...

Sobre Heraldo e Manoel Vicentino,

Parte 1

Este blog virou um vício diário do qual não há mais como escapar. E nem desejo. E até me equivoco em chamar de vício um prazer tão intenso como esse de tomar parte nesta luta nossa, junto com tanta gente inteligente, bem intencionada e injustiçada.

Peços desculpas por não conhecer bem as questões que envolveram os colegas em destaque.
Meu tempo é muito limitado e, às vezes, tenho de passar correndo por aqui. Isso torna difícil acompanhar os debates entre os participantes, de vez que há necessidade de ficar procurando constantemente os textos referidos, para se produzir um comentário pertinente. De sorte que não me cabe entrar no mérito desses desentendimentos, porque também “ninguém me constituiu juiz entre as partes”. No entanto, pelo pouco que entendi, acho que devemos todos procurar superar serenamente o assunto. Compreendo a indignação do Marcos e da Lena, porque meu primeiro impulso é também arrepiar, se alguém levanta dúvidas sobre a honestidade do trabalho deles.

Dia destes, fui falar com um amigo sobre a AAPREVI e ele me soltou de cara: “Ah, já ouvi falar. Mas não é mais uma tapeação, como a ANABB?’’. Houvesse paciência para explicar-lhe tudo, quando até me lembrou também que, há alguns anos, fora eu mesmo quem o convencera a se filiar à ANABB.

Li rapidamente o comentário do Manoel que falava em “fraude” e meu sangue, como o da Lena, talhou na hora. Mas um outro colega explicou que Manoel não tivera a intenção de ser ofensivo e já se desculpara, embora um anônimo, parece-me, tenha sido igualmente infeliz em outro comentário sobre o caso, quando irritou a Lena.

Continua...

Paulo disse...

Parte II

Marcos e Lena são patrimônios do blog. Já ganharam plenamente nossa confiança e admiração. Creio, no entanto, que os ânimos estão exaltados, em face das injustiças que vimos sofrendo . A sensibilidade fica, então, à flor da pele, e isso é muito natural. Cabe-nos contar até 10, antes de explodir. Às vezes, é difícil, realmente. Mas aquele anônimo que escreveu um tão belo texto tem razão (11/03, 13:19h). Mesmo os que ainda não compreenderam o espírito que anima nossa luta merecem uma chance de entender que aqui, neste blog, nasceu naturalmente uma forte consciência de coesão que rechaça toda participação suspeita. São nossos leucócitos funcionando. Os corpos estranhos serão expelidos prontamente, não haja dúvida. Isso é necessário, pela saúde da causa. No entanto, vamos examinar melhor cada caso, depois de passada a fervura inicial. Podem não ter sido más, as intenções do Heraldo e do Manoel. Que venham então a somar conosco.

E o Manoel já vem chegando, agora com o pé direito e as boas vindas do próprio Marcos. Falta o “Rei do Gado”. Que venha também juntar-se a nós para lutar não por si mesmo, senão por seus colegas que foram ficando para trás. Mas estou, sempre e mesmo, é de seu lado e do Marcos, Lena. Na hora de dar a face a tapa e de ajudar concretamente a seus semelhantes, você e ele saem na frente.

Sobre Heraldo, para quem é cristão, talvez valha a pena lembrar que o universo paralelo é mais sensível às consciências que aderem à idéia do bem que aquelas que, já aderidas, porfiam em sua participação. Isto é: “HÁ MAIS ALEGRIA NOS CÉUS, POR UM PECADOR QUE SE CONVERTE DO QUE POR UM JUSTO QUE INSISTE...”.

Polpudo é também meu contracheque, que, com os 20%, deve beirar R$ 14 mil, brutos. Em minha santa alienação, desconhecia totalmente que havia tanta gente recebendo aposentadorias e pensões tão baixas, como vem sendo amplamente divulgado! Entrei na guerra, mais por causa dessas injustiças. Nunca fui um funcionário brilhante. Não era melhor que ninguém. Apenas procurei sempre atender às exigências de minha consciência profissional e gritarei sempre em defesa daqueles que suaram suas camisas pelo Banco e acabaram caindo nessa situação insustentável de que, pelo visto, escapei, mais por sorte que por mérito.

Perdoem-me também a extensão de meus comentários. Mas é muito saudável participar de um espaço em que experimentamos claramente nosso desenvolvimento como seres humanos, nos limites da soliedariedade interna de nosso grupo; contudo, sempre extravasando além, em direção à universalidade necessária e inerente ao verdadeiro crescimento interior.

Sinto uma vontade imensa de envolver a todos nossos companheiros desta luta em um grande e fraterno abraço,

Paulo Motta.

Paulo disse...

Ai, minha gente!

"Mulher pensionista, em primeiro lugar...".

Paulo Motta
Blog:
superavitsprevi.wordpress.com

Anônimo disse...

Ao anônimo de 12 de março de 2011 das 13:42.

Realmente tem muita coisa estranha acontecendo.

Dentre elas o plano odontológico.

Por que a demora nesse projeto que atrasou a sua divulgação.

Estavam planejando deixar de fora os aposentados e os da ativa que um dia vão se aposentar.

E dessa forma só poderia ser idealizado um plano odontológico que não envolvesse a Cassi.

Pois, através da Cassi os aposentados também teriam direito a assistência e para evitar essa obrigação criaram um empresa de prestação desse serviço com a Odontoprev.

Aos poucos vão nos tirando da jogada, infelizmente.

Anônimo disse...

Prezado anônimo de 14:16,

Poderia explicar como seria feito o realinhamento do plano?
Sem querer abusar do seu conhecimento, quebra mais essa castanha pra nóis?

Anônimo disse...

Prezado Paulo Motta,

Você não é altruísta!

"Palavra percebida muitas vezes como sinônimo de solidariedade, a palavra altruísmo foi criada em 1830 pelo filósofo francês Augusto Comte para caracterizar o conjunto das disposições humanas (individuais e coletivas) que inclinam os seres humanos a dedicarem-se aos outros. Esse conceito opõe-se, portanto, ao egoísmo, que são as inclinações específica e exclusivamente individuais (pessoais ou coletivas).
Além disso, o conceito do altruísmo tem a importância filosófica de referir-se às disposições naturais do ser humano, indicando que o homem pode ser - e é - bom e generoso naturalmente, sem necessidade de intervenções sobrenaturais ou divinas".

Esse espírito que move você é cristão, portanto divino. Não acredito que pessoas ajam naturalmente em benefício de outras sem nada querer em troca. Tenho convicção de que uma enorme parcela de beneficiários do PB1 que percebem um salário bom como o seu não estão nem aí para a nossa luta. Me emocionei com sua sinceridade!
Que Deus na sua infinita misericórdia te abençoe muito mais, pois você realmente merece. Dentre as várias virtudes demonstradas a falta de egoísmo chamou mais a minha atenção.
Atitudes como a sua fortalecem minha fé no Poder de Deus ser manifesto no coração do homem.

Anônimo disse...

Realinhamento do Plano 1.

Acabando de ler neste momento o comentário do Medeiros em seu blog, em que ele passa uma informação ainda a ser confirmada de que o foco, pelo Banco, estaria nos 360/360 e parcela previ.

Esses dois ítens para o Banco é altamente vantajoso.

1) Nos 360/360, o Banco poderia, através desse fator, incrementar os planos de aposentadoria incentivada pela Previ.

2) Parcela Previ. O nosso plano é de aposentadoria complementar, isto significa que não existe, pela legislação atual, como extinguir a parcela previ sem a existência de um redutor, para se calcular o "complemento" (benefício) a ser pago pela Previ.

Isso pode significar que com a extinção da Parcela Previ o cálculo do nosso complemento volte a utilizar o benefício do INSS como o redutor.

Nesse caso, quem ganha é a Previ.

Com o advento da Parcela Previ, qualquer reajuste que venha a sofrer o benefício do INSS, que não o anual do INPC, esse reajuste é automaticamente deduzido do benefício Previ. Então quem ganha é a Previ.


Com a Parcela Previ não importa se o aposentado tenha um reajuste extraordinário (ex: recalculo do benefício) pois essa diferença não vai ser abatido do benefício Previ.

O Banco não vai nos oferecer nada de graça.


" Temos que estar atentos e fortes..."

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das (15:04).

Não costumo intervir dando resposta diretamente a um determinado participante. Minha função de moderador do Blog recomenda postura desapaixonada e isenta com relação à troca de idéias e conhecimentos aqui havidos. Apenas me cabe primar para que discussões e desentendimentos sejam evitados, direcionando os assuntos sem manipulação ou imposição de conceitos próprios. Também, reputo como primordial selecionar os comentários de modo a evitar que qualquer deles se preste à discórdia, alimentando discussões estéreis.
Quem pensa pequeno tem resultado proporcional e quem semeia ventos colhe tempestades: isto vale para premiar suas inserções.
Seu modo arrogante de se dirigir ao Blog e a tudo que lhe diz respeito positivamente não se coaduna com o que aqui se passa. Até será recomendável que reconheça estar deslocado em nosso meio como um estranho no ninho. Suas ofensas gratuitas não encontram guarida neste espaço. E o desrespeito com que trata a todos nós é de uma infelicidade ímpar, pois somente pode receber tratamento igualmente deselegante, embora merecido.
Guarde suas lições sobre atuária e coisas que tais para gente do seu meio. Aqui não toleramos cabotinismo, visto que temos Doutores das mais diversas áreas que nem por isso apregoam seus dotes e diplomas. Neste local se cultiva a troca de conhecimentos com humildade e educação.
Do mesmo modo que não propagamos sabedoria, não aceitamos ser chamados de burros quando diz “é mais inteligente aumentar benefícios do que pensões”. “Aumentando benefícios logicamente a pensão resultante será maior”. Até porque nessas assertivas não encontramos nenhum resquício de inteligência, mas localizamos todo o egoísmo mesquinho que possa caber um uma mente tacanha. O aumento das pensões agora é para dar sobrevida a quem vegeta por conta dos que pensam igualmente como o “nobre colega”, e sempre pensaram olhando para o contracheque como uma dádiva que somente lhe pertence, esquecendo a responsabilidade de prover a família muito além da sua morte. Isto para quem tem família e se sinta responsável por ela, porque para outros de nada adianta tocar no assunto.
Por último, transcrevo a verborréia que indica sua condição de pau mandado para tentar desestabilizar o que conseguimos construir altruisticamente, com frutos reconhecidamente saudáveis e que serão colhidos perenemente, se Deus quiser. Suas próprias palavras serão o seu calvário, pois entendemos que estamos lidando com pessoa insensível, desprovida do senso de amor e de bondade, cujo alimento do corpo é a inveja e o rancor, e da ama o mal que possa disseminar. Para que seja julgado pelos que aqui transitam e que estão sendo vilipendiados por suas declarações, aqui estão suas últimas frases:
“Ah e não sou da ativa, não sou sócio da anabb, nem da aafbb, não dirijo a previ e nem mesmo sou sócio de associação nenhuma, pois nenhuma presta. A propósito, nenhuma associação que ficar pregando o impossível merece crédito, isso é apenas para ser simpático aos outros, agradar a aposentados, agradar pensionista.”
Que Deus se apiede de sua alma. E dos seus olhos e dos seus ouvidos, a partir de agora.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Anônimo disse...

Paulo Motta,

Heraldo e Vicentino

Parte Final.

As vezes o grande mal esta em ler rapidamente.

Mesmo alguém sendo considerado um baluarte em alguma atividade não o credencia a deixar de exercitar as boas maneiras, pelo contrário, esse alguém tem que mostrar equilíbrio, bom senso e cultivar o respeito mútuo.

Por aqui encerro minha participação nesse episódio que julgo lamentável, simplesmente por uma questão de interpretação.

Isso me fez lembrar das CICs que as vezes os seus textos suscitavam dúvidas e geravam discussões que as vezes eram resolvidas somente após consulta ao órgãos emissores.

Boa sorte.

Elias disse...

klap! klap! klap!

Para Você Marcos, pelo excelente post e pela chamada à razão ao "anônimo das 15:04".
O anônimo deveria ter dito que Ele concorda que o bb se aposse de 50% de todo e qualquer superávit. Também que o pessoal da Ativa não contribua e que seja beneficiado. Ainda, que o bb embolse toda a Reserva Matemática, após a morte do Aposentado e de seu cônjuge.

"Quem ama cuida".

Quero deixar Pensão Integral para minha Espôsa. E quando Ela faltar que Nossos Herdeiros recebam pelo menos 50% da minha Reserva Matemática.

Lena. disse...

Recados do coração.
Ari Zanella,vc é tudo de bom.Quem dera que todos tevessem o seu coração.

Paulo, vc me passa muita paz quando posta.Sempre fico emocionada com seus inteligentes comentários.O seu blog também é o Máximo!

Julita querida,a mensagem que vc mandou, me levaram as lágrimas de alegria.Obrigada.

Rosalina,sinto muita tristeza nas suas "falas" espero que esteja bem,se não tiver,serei a sua melhor amiga se precisar de muim.Fica firme.

Roberto Campos,não faço parte da AAPPREVI.Maiores esclarecimentos com a própria[deixa de mumunhas e se associa logo]

Sra Regeane,se eu ganhasse o que vc acha eu já teria morrido de fome.


Já tem gente pedindo voto para a chapa da PREVI.Fiquem espertos! Pois o mesmo se intitula ''amigo''.


Abraços Marcos! E vamos que vamos!!! Lena.

Lena. disse...

Querido Paulo, sinta-se fortemente abraçado por nós as pensionistas.Eles não entenderam nada! Sei que está do nosso lado. braços. Lena.

Lena. disse...

Desculpem o erro. Tivessem e não tevessem. Obrigada Marcos. Esse anônimo das 15:04 só pode ser o lúcifer.Não pode ser outro. Lena.

Anônimo disse...

Gente, se nós estamos em uma caminhada, lutando e vencendo obstáculos, a duras penas, não vamos dar ouvidos ou ler o que está escrito de pessoas que veem desestabilizar a fé de cada um de nós.
Vamos continuar firmes, com fé em Deus, sabendo que Ele é com os humildes, Ele conhece as nossas necessidades e vai nos dar vitória ao tempo Dele.
Deus odeia os soberbos e arrogantes porque isso Lhe lembra o diabo, então aquele que é soberbo, mais cedo ou mais tarde, vai ter a sua paga, por isso, continuemos a nossa luta com humildade, que logo, logo, o vento muda de direção e a nossa vitória virá, principalmente as nossas queridas colegas pensionistas, nunca deixem de confiar em Deus.
Reajuste das pensões já.
Para esses que são contra ao aumento, experimentem viver alguns meses com o salário que elas recebem.
Jorge Castro,

Anônimo disse...

IDENTIFICANDO o inimigo das pensionistas.

Não é difícil saber de quem se trata o estranho no ninho como disse o Marcos. Basta seguir determinados comentários proximamente publicados ontem, neste mesmo post, para identificar coincidência de estilos e posição intransigente contra as pensionistas:

03:36 – ele declarou que pedir 100% para as pensionistas seria radicalizar;

04:12 – resposta do blog desqualificando aquela alegação deixou-o furioso para determinar:

04:32 –“ Esqueçam essa história de viúvas e viúvos. Benefícios já e as viúvas que se casem novamente!”

15:04 – “Sou o anônimo que defende aumento de benefícios e não de pensões.”, que mereceu a reprimenda das 17:23.

Considerando tudo isso é possível dizer que o “anônimo” pensa e age como um Doutor em fanfarronice, e praticamente se denunciou ao escrever (15:04)“volto a esse blog”, e não “volto a ESTE blog”, o que dá a entender que falou como se estivesse dentro de outro blog, que habita, para se dirigir a este aqui.

Anônimo disse...

Prezado Anônimo das 22:41 hs - Sherlock Holmes NÃO assinaria embaixo da tua investigação.

Gilvan Rebouças disse...

Prezado anônimo das 14.02

Seu raciocínio sobre os encargos incidentes no Empréstimo simples não conferem com os praticados pela PREVI.

O INPC acumulado nos últimos 12 meses é de 6,3593% (Posição fevereiro/2011).

Se levarmos em consideração apenas a taxa de juros de 5% a.a e o INPC acumulado de 6,3593% teremos uma taxa mensal de 0,90% a.m.
Quando aplicarmos os outros penduricalhos essa taxa será ainda mais alta.
Veja abaixo as taxas praticadas disponibilizadas no site da PREVI.

"Taxa de juros:

No Plano 1: taxa nominal de 5,00% a.a., após a atualização monetária dos saldos devedores. A cobrança é feita mensalmente.

No Plano PREVI Futuro: taxa nominal de 5,50% a.a., após a atualização monetária dos saldos devedores. A cobrança é feita mensalmente.
- Atualização monetária – INPC com defasagem de dois meses da ocorrência.

- Fundo de Liquidez (FL) – taxa nominal de 0,1% a.a. cobrada mensalmente sobre o saldo devedor. Este Fundo é destinado a cobrir riscos de crédito. Atualmente, esta cobrança encontra-se suspensa para os participantes do Plano 1.

- Fundo de Quitação por Morte (FQM) – este Fundo é destinado à quitação da dívida vincenda em caso de falecimento do mutuário.

No Plano 1 - taxa nominal de 0,9% a.a. para os participantes com idade até 69 anos, inclusive, e de 2% a.a. para os participantes com idade a partir de 70 anos, cobrada mensalmente sobre o saldo devedor.

No Plano PREVI Futuro - taxa nominal de 0,1% a.a., cobrada mensalmente sobre o saldo devedor.

- Taxa de administração – 0,2% sobre o valor total do empréstimo, no ato da concessão ou da renovação. A Taxa é destinada a cobrir os custos operacionais e administrativos da carteira, na forma da Resolução CMN 3792 de 24.09.2009, e cobrada no ato da concessão ou renovação.

- IOF – De acordo com o Decreto nº 6.691, de 11 de dezembro de 2008, as concessões e renovações de empréstimos estão sujeitas a incidência de IOF - Imposto Sobre Operações Financeiras:

- Nas concessões – 1,4965% acrescido de 0,38% de alíquota adicional sobre o valor solicitado.

- Nas renovações – 1,4965% acrescido de 0,38% de alíquota adicional sobre o valor a ser disponibilizado (valor solicitado – saldo devedor do ES anterior).

Obs.: Taxa Mínima Atuarial – Atualmente é o INPC mais juro atuarial de acordo com cada plano. Os encargos financeiros cobrados nas operações de Empréstimo Simples não poderão ser inferiores a taxa mínima atuarial do respectivo Plano de Benefícios, acrescido do valor correspondente ao custo administrativo e operacional da Carteira, conforme preceito legal vigente."

Atenciosamente,

Gilvan Rebouças

Lena. disse...

Bom dia Isa Musa! São 8 horas da manhã.Acordei muito cedo para lhe desejar boa sote. Por amor que tenhas ao nosso DEUS Isa, lembre de nós as pensionistas.Que toda essa distorções sobre os nossos salários sejam olhados com os olhos do coração.Peço que também, olhe para os nossos colegas aposentados. Traga boas notícias. BOA SORTE! Lena.

Anônimo disse...

MARCOS; ( GRANDE MARCOS ); MUITA SAÚDE PARA TI.
PARTICIPO NESTE MOMENTO EM CONTRAPONTO; DESEJO COM CERTEZA COMO ELE DIZ QUE ESTAMOS LIDANDO COM BANQUEIROS ( SERES QUE SOMENTE PENSAM NO SEU LUCRO; NADA MAIS ) DESUMANOS !
NÃO ESTÃO NEM AHI PARA O SOFRIMENTO ALHEIO.

100% SIM PARA AS PENSIONISTAS E É CERTO QUE ESTES CANALHAS; NÃO IRÃO DAR ESTE PERCENTUAL; MAS COMO ARGUMENTASTE PARA INICIO DE NEGOCIAÇÃO PARA QUEM SABE CONSEGUIRMOS ALGUM PERCENTUAL MAIS DECENTE.

OLHA EU SOU UMA PESSOA BASTANTE DESILUDIDA DESTE PAIS; POIS VEMOS COMO AS COISAS VEM OCORRENDO HÁ MUITO TEMPO NESTE PAIS.

NÃO ACREDITO QUE A BASE DO ATUAL GOVERNO POSSA FAZER NEM METADE QUE O PAI DOS POBRES FEZ; E EM MEU PENSAMENTO NÃO FOI NEM PERTO DO QUE EU IMAGINARIA QUE UM GOVERNANTE QUE SE DISSE A VIDA TODA DELE DEVERIA TER FEITO. ELE A MEU MODO DE VER VIAJOU BASTANTE; DEU OUSADIA PARA BANDIDOS ( DITADORES SANGUINÁRIOS;ASSASSINOS)( COMO HUGO CHAVEZ; KADAFFIS ; SEI LÁ QUANTOS MAIS ; AHMEDDINEJADS ).
PERGUNTO O QUE FOI DE PRODUTIVO A UNIÃO E SALAMALEQUES COM ESTES FASCINORAS.

SUA SUBSTITUTA PARA MIM NÃO PODERÁ FAZER NADA MELHOR DO QUE ELE FEZ. POR MAIS QUE T TENTEM ENCHER A BOLA DELA. OS CANALHAS POLÍTICOS DESTE PAIS AO FIM DO ANO JÁ MOSTRARAM SEM TER ENTRADO AS SUAS GARRAS ( BANDO DE SUGADORES PARA DIZER POUCO). MARGINAIS. ANTES DE AUMENTAR SEUS SALÁRIOS; SE FOSSEM HONESTOS COMO SE DIZEM DEVERIAM TER PENSADO EM AJUDAR AO POVO QUE JÁ SOFRE A CENTENAS DE ANOS; E SEMPRE NA MESMA SAFADEZA UM APÓS O OUTRO.

OLHA ESTE PAÍS PARA MIM ; EMBORA SEJA UMA IDÉIA PESSIMISTA; NÃO TEM SOLUÇÃO NEM EM 500 ANOS;PORQUE DEPENDE DE BANDIDOS; MARGINAIS; FASCINORAS ;CANALHAS ; ACHO QUE NÃO ESCAPA 0.001 % DOS QUE ESTÃO NA ILHA DA FANTASIA ; ROUBANDO SEM FAZER NADA. ( PORQUE HÁ MUITO TEMPO NÃO FAZEM O QUE DEVERIAM QUE SERIA TRABALHAR.

BANDO DE FASCÍNORAS QUE QUEREM, APENAS ; ENROLAR E ENRIQUECER. SE AGARRAM NAS TETAS DE PÁTRIA MÃE E O RESTO QUE SE EXPLODA.!

100 % PARA AS PENSIONISTAS SIM E REALINHAMENTO PARA O PLANO DE BENEFÍCIOS 1.

AQUI HELENO PINTO NOBRE; JAMAIS ANÔNIMO E SEM MEDO DE ASSUMIR O QUE PENSO; MATRIC. 3.984740-3; ATÉ A MORTE . PORQUE COMO UMA COLEGA ALEGOU ELAS ( PENSIONISTAS ) ESTIVERAM SEMPRE AO LADO DE SEUS ESPOSOS MUITAS VEZES TENDO DE MORAR EM LUGARES;COMO EU QUE ASSUMI NUMA CIDADE QUE NEM ESTRADA ; NEM TELEFONE; MAU-MAU TINHA HOSPITAL E FOI ASSIM 18 ANOS DE MINHA VIDA LOBORAL DENTRO DO BB.
VAMOS BERRAR; BERRAR .CHEGA DE PREVI ( LADRA) ANBBs; SAFADOS NOS ROUBANDO E NÓS AQUI MENDIGANDO PASSANDO O PIRES ; ENDIVIDADOS; RECEBENDO MERRECAS DE AUXÍLIO. TRABALHAMOS; ATÉ DE GRAÇA MUITAS VEZES TRABALHAMOS PARA O NOSSO "PATROCINADOR". BANDO DE BANDIDOS.

VOU ENQUANTO TIVER BOCA BERRAR E NARRAR A VERDADE;DA QUAL HÁ POUCO ENCONTREI UMA PESSOA QUE SE ESPANTOU QUE UM FUNCIONÁRIO APOSENTADO DO BB;GANHASSE O QUE ESTAMOS GANHANDO AO VER O MEU CONTRA-CHEQUE .!! BANDO DE BANDIDOS PARA NÃO DIZER OUTRA COISA PARA NÃO SUJAR MINHA BOCA.

HÁ IA ESQUECENDO; E O PROTESTO INTENTADO PARA A AVENIDA PAULISTA; QUE SERIA DIA 12.03.2011; QUE SUPOSTAMENTE DESEJARIA REUNIR UM MILHÃO DE PROTESTANTES. NÃO VI NEM OUVI NENHUM COMENTÁRIO; PROVAVELMENTE NINGUÉM COMPARECEU. E QUEREM FAZER AQUI ( COM O POVO ACOMODADO) O QUE EGITO;LIBIA ;SEI LÁ MAIS QUEM ESTÃO TENTANDO FAZER. DUVIDO E O DÔ. AGUARDO ALGUMA NOTÍCIA A ESTE RESPEITO POR FAVOR.

Julita disse...

Boa sorte para a sra Isa Musa!!!Que o Espirito Santo a ilumine!!!Não se esqueça das Pensionistas e dos Aposentados!!
Julita

Anônimo disse...

Gente, esse anônimo que não gosta de pensionista me parece coisa do homi de um outro blog... Sei não, mas o cara está muito abusado e foi o primeiro a falar que não irá sair nada para nós pensionistas.

Anônimo disse...

SITE DA PREVI - O que é a Parcela PREVI (PP)?
Em 1997, estava em curso, no Congresso Nacional, uma reforma previdenciária. Para não se tornar refém de mudanças que inviabilizassem o equilíbrio do plano de custeio, a PREVI resolveu criar, para fins de aferição do complemento, uma parcela própria que até 06/97, tinha o mesmo valor do teto do INSS: a Parcela PREVI - PP.

A partir daquela data, a PP passou a ser reajustada no mês de junho, mesma época do reajuste dos benefícios pagos pela PREVI, segundo a variação do IGP-DI.

A partir de junho de 2004, o indexador atuarial que reajusta a PP passa a ser o INPC.

A Diretoria decidiu em 26/12/2005 aprovar os seguintes itens para o Plano 1:

- Redução da Parcela PREVI a partir de 01/12/2005 no valor de R$ 1.468,21
- Data base de atualização da Parcela PREVI fixada em setembro
- Índice de atualização: correção salarial dos participantes ativos
=============

Entendo que a PP foi criada para defender a Previ da Reforma Previdenciária, pois teria um desembolso maior com os complementos caso o benefício do INSS sofresse uma redução drástica.
Só tenho como certeza a experiência própria a PP detonou com o meu complemento, e pude comprovar ao longo desses ultimos meses que temos colegas, que se aposentaram mais recentemente, mais prejudicados ainda.
Mas se existe interesse do BB em eliminá-la alguma coisa tem. Será que é para animar colegas à aposentadoria que ainda estão na ativa por conta da redução que terão em seus vencimentos qdo se aposentarem?

Elisabeth Oste

Anônimo disse...

Será, colega anonimo?!Não acredito. Acho que é da PREVI mesmo ou algum solteirão frustrado que nunca se casou e não sabe o que é uma viuvez!

Anônimo disse...

Provavelmente amanhã o contra cheque estará disponivel, assim me informou a PREVI.

carlosdomini disse...

Como uma pessoa pertencente aos associados da Previ pode pregar que as pensionistas nada devam receber? Parece crer que é para ir tirando o foco e criar-se atrito.Sou pré -97 e do previ1 e um dos primeiros itens que deveria ser abordado até por iniciativa da Previ, por justiça seria o aumento as pensionistas. Como diz o Marcos o início da negociação deve ser de 100%. Por que não? Outras reivindicações devem tomar corpo se é que vão abrir negociação já nesta altura do campeonato. Melhoria de nossos benefícios, mudança de ínidice e reajustes semestrestral como o Regulamento permite

Anônimo disse...

Mudar algo para as pensionistas é legítimo. Só deve ser observada a idade desta pensionista. Tem muito cabeça branca viúvo achando que é garotão e juntando-se a "meninas"(golpe do baú)e, então, elazinha vai ficar por mais uns 60 a 70 anos recebendo pensão. Deste jeito não há cálculo atuarial que resista e, aí sim, a PREVI pode perder sua fraca saúde financeira.
O que tem de gente "esperta" pegando colegas "garotões"!! Que ridículo!
Já aquelas que viveram a vida toda ao lado de seus esposos, e vive-versa, estas e estes merecem sim ter o percentual aumentado. A saída é estabelecer percentual por idade da(o) beneficiário. Será que fui claro?

Lena. disse...

Alguém poderia por gentileza me informar o que irá acontecer com os nossos contra-cheques[que está contra todos nós]desse mês? Pelo que entendo não terá mais nenhum desconto.Pois já foi descontado IR e Cassi.Qual é a "surpresa" agora? Aguardo resposta se não for pedir demais.Obrigada.Lena.

Anônimo disse...

"Colega" de 13 de março de 2011 04:32,


Custo a acreditar que existam pessoas como você no Planeta. O teu egoismo já passou a ser doença.

Como assim as viúvas que se explodam, vieste ao mundo por geração espontânea, não tens mãe, é triste este tipo de comentário.

Rubem Tiné disse...

Esta no site da ANABB, até que enfim, mais um processo é liquidado, começou em 1999, só agora, 2011, terminou, versa sobre a cobrança indevida de imposto de renda em cima do ressarcimento feito por viagens a serviço, os valores já estão em conta de poupança na CEF, para 35000 felizardos. Aleluia!!!

Anônimo disse...

O colega que detesta pensionista tem uma gotinha de razão. Tem colega nosso, viúvo, de mais de 70 anos casando com moças de 35, 40 anos e até tendo filho. A Previ terá de arcar com quantos anos mais de pensão? Imagine que ele morra agora. A viúva receberá pensão por uns 30 anos mais? Dizem que há colegas se casando com sobrinhos jovens, só pra garantir pensão. Não há fundo de pensão que suporte. Mas, devem ser casos raros.

Anônimo disse...

Qual o motivo de só falarem nas viúvas? Os maridos das colegas falecidas serão excluídos da melhoria do benefício?
Afinal também tem muito viúvo por aí passando necessidade. não é?

Anônimo disse...

Anonimo 6:45 sou viuva e vou completar 60 anos! Fui muito bem casada com um homem de carater por esse motivo não quero ninguém mais na minha vida! E outra e se eu quisesse? Nossos maridos não pagaram uma vida toda a PREVI?Não se preocupe os homens de hoje só querem mocinhas não vão querer viuvas e com filhos! Fique tranquilo!!

Anônimo disse...

Bem lembrado, anonimos das 7:07 e 7:58, porisso tem que ser muito bem analisado, até quando vai ser esticada essa pensao? Tá cheio de velhos bobos, arrumando "elazinhas". E brasileiros dão aquele jeitinho prá tudo.
E nós aposentadas com uma miséria , e as tiazinhas que usufruirão da Previ?

Anônimo disse...

A viúva da8:40,
Também tá cheio de "elezinhos" que querem viuvas sim, principalmente com pensao de ex-funci do BB, plano de saúde, seguro, etc.. E vc ´SÓ tem 60 ainda.Veja o caso da Elza Soares(claro que ele AMA ELA)

Anônimo disse...

Anônimo 7:58
É uma situação essa de jovens esposas, veja a história da jovem Rapunzel aos 19 anos cai de amores pelo sessentão, juro, fiquei teimando com o meu marido de que era a filha e não a esposa, "não conhecia a história de amor deles". É mais uma situação a esposa parece a filha mais nova e o filho parece o neto, aguente as paqueras do principe.
Não podemos condenar aposentados viuvos a uma vida solitária de monges tibetanos, suas esposas se foram. Existem aposentados que se foram muito cedo e ficam as viuvas recebendo bem menos, portanto não penso que a Previ fique no prejuizo, só diminui um pouco o lucro.
Agora, casar com sobrinho prá garantir pensão!!!! AFFFEE.

Elisabeth

Anônimo disse...

Eu sou muito mais favorável que o dinheiro fique para uma suposta aplicadora de golpe do baú, do que repassar todos os bilhões da Previ para o BB.

A Previ pode quebrar por causa dos assaltos do patrocinador e não por conta dessa merreca de pensão que ela paga. ME AJUDA AÍ PÔ!

Anônimo disse...

Normalmente dia 12 mais ou menos, ja virou o saldo devedor no site da previ ES,e logo apos(dia 14,15)sai o contra-cheque.
Hoje sao 14 e naaaaaada!!!!

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

Gente, viúva ou viúvo q se casa novamente perde a pensão. Deixem de besteira. Se não for mais assim, então digam.

Se a PREVI se preveniu no caso das pensões, deve ter tbm alguma coisa q impeça tais golpes como aposentado casar com a sobrinha pra garantir a pensão. Se não, é só alterar o estatuto e colocar algo do tipo pensões só pro primeiro casamento.

O q não dá é usarem agora o argumento de futuros supostos golpes pra não concederem aumento das pensões. Só faltava essa agora: "as pensões não podem ter aumento pq vai ter um monte de velhinho safado casando com a sobrinha pra família não perder a pensão".

Carlos Mariano disse...

PATROCINADOR - Aquele que custeia as despesas de alguem (não tendo retorno economico-financeiro por parte do custeado, mas podendo utilizar a "imagem" do ato para proveito próprio.
Não achei uma boa definição para o termo, porém nos meus tempos de estudo de marketing, a definição simplista seria a acima.
O porque deste comentário - dentro deste conceito o BB deixou a muito tempo de ser patrocinador e passou a ser patrocinado por nós.
Eu ainda defendo a tese de que deveríamos lutar para tirar o BB do nosso negócio já que ele não está cumprindo com o que foi contratado.
Juridicamente talvez seja só um pedido de rompimento de contrato por não cumprimento das obrigações.
Mas será que alguma de nossas associações teria coragem para iniciar uma sondagem de opinião junto aos previdentes para tal fim?
Fica a sugestão.

Anônimo disse...

Carlos Mariano,

Meu voto seria sim, tenho o pressentimento que o BB ainda vai nos levar a Bancarrota com suas inúmeras intervenções sempre em seu benefício.
Elisabeth Oste