sexta-feira, 29 de julho de 2011

ADIN, adeus?

Caros Colegas,

Basta de especulações com tão sério assunto. Não dá mais para esconder rostos horríveis sob lindas máscaras venezianas. Enquanto não se tiver a coragem de alijar os prepostos do governo da condução do assunto não haverá ADIN que prospere.

Parece incrível que já perdure por três anos a ilusão de que alguém que tenha se apresentado até hoje fale sério e fale grosso ao lidar com a pendenga. Uns por ter o pescoço fino e a voz raquítica. Outros, exatamente pelo fato oposto - voz e pescoço grossos a serviço do desserviço exatamente para cuidar de que não se interponha esse terminal recurso legal.

Não existe na nomenclatura jurídica remédio tão eficazmente explicitado quanto a impetração de uma ADIN. De todos os questionamentos jurídicos esse é um dos poucos que está delimitado na Constituição Federal com tanta clareza e evidência, no que tange aos poderes destinados a quem e por quem de direito quanto à capacidade dele cuidar.

Estão lá, no Artigo 103, os nove Órgãos e/ou Entidades que são juridicamente perfeitos para ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade. São eles, e somente eles. Simples assim. Talvez por isso tanta coisa e tanta gente tenha se envolvido com esse Recurso. Apenas uns poucos com bons propósitos, e grande número infiltrado no seio composto para tumultuar o andamento e, deste modo, inviabilizar terminantemente a consecução do esperado pela defesa de interesses escusos, supõe-se. Todas as tentativas foram baldadas em função de interferências duvidosas. Sempre que se fala que este ou aquele segmento se movimenta tentando viabilizar a ADIN, aparecem “experts” para oferecer seus préstimos, hoje sabidamente com propósitos protelatórios.

Chega de dar créditos a quem não faz por merecê-los. Coloquemos no cesto da desconfiança todos os que até agora se apresentaram como enquadrados no Art. 103 com capacidade de assumir a paternidade da ADIN, supostamente interessados em fazê-lo. Analisemos friamente quem apareceu com esse propósito, até com promessas de execução em data marcada: FAABB/ANAPAR/CONTRAF e outros. Todos suspeitos de envolvimento com o Patrocinador/governo, seja por linha direta ou indireta, pela forma ou pelo conteúdo.

A ANAPAR divulgou data para protocolar tão esperado feito: início de agosto e, estranhamente, a poucos dias do encerramento do prazo o seu Vice Presidente participou da AGE da FAABB (16/07) em que ficou acertado que o assunto ADIN passaria por uma comissão a ser consultada para evitar má condução da lide, como a desqualificar o corpo jurídico que tratou dos procedimentos até então. Concluiu-se, e ficou acordado, que eminências deveriam ser consultadas para aportar pareceres consubstanciados. De diversas áreas seriam trazidos os conhecimentos de Juristas consagrados, de Especialistas nos assuntos dos Fundos de Pensões, notadamente da PREVI, e de renomados (e caros) advogados, etc., para prover a ANAPAR de subsídios inquestionáveis. Isso a poucos dias de expirar o prazo dado pela própria para se desincumbir do prometido.

Mas por que somente agora? Quando os Blogs e Grupos já abarrotaram a Internet de depoimentos e comentários de Colegas versados no assunto, verdadeiros especialistas comprovadamente confiáveis e empenhados com bons propósitos. Nomes que não se deve pensar em substituir por tudo que sabem e dizem. Bastaria compilar os seus escritos para se ter um irreparável Tratado de Conhecimentos envolvendo siglas como ADIN/BB/PREVI/PREVIC, e tudo o mais que diga respeito aos nossos subtraídos direitos previdenciários.

Portanto, esqueçamos tudo em que acreditamos e se fez até agora. Passemos uma borracha no que foi escrito a lápis. Limpemos da lousa o giz com que pusemos nomes nunca merecedores de registro indelével no contexto da ADIN. Comecemos tudo de novo. Ou simplesmente comecemos, pois nada do que supostamente foi feito tem valor, evidencia-se. Apaguemos da memória os “eficazes” órgãos consultados e concluamos pela busca de Entidades isentas de influências negativas, como estas que são conduzidas por cabeças únicas, que decidem sozinhas através de cargos a que são elevadas politicamente.

O aparelhamento do Estado interpôs sérios obstáculos no caminho dos integrantes do PB1, resultado da interferência da ANABB que se faz presente em todas as eleições para preenchimento de cargos nos Órgãos e Entidades que lidam, direta ou indiretamente, com os destinos dos 120.000 participantes do PB1 da PREVI.

Com seu fabuloso patrimônio suportado por uma arrecadação mensal da ordem de dois e meio milhões de reais, a ANABB mantém poderoso esquema de convencimento aos seus mais de 100.000 sócios – todos ligados à PREVI - fazendo uso de inteligente esquema através do qual procura colocar, pelo voto, elementos no comando de Associações e outras Entidades, muitas vezes usando o mesmo nome na direção de várias delas ainda que tenham finalidades antagônicas, de modo a que não se insurjam umas contra as outras (nem contra o Patrocinador) na hora de decisões polêmicas.

E ficamos todo esse tempo querendo acreditar no impossível. Como pode uma Instituição ligada ao Poder se insurgir contra esse Poder? Quando um braço vai trabalhar contra o restante do corpo? Sem atentar para isto, confiamos a tarefa de cuidar da ADIN a um trio inserido nesse contexto: ANAPAR/CONTRAF/FAABB. A FAABB tem dirigentes ligados à ANABB que é defensora do BB que manipula a PREVI que tem seu patrimônio cobiçado pelo Governo que domina o BB; a ANAPAR tem dirigente que é conselheiro da PREVI que segue o ciclo anterior; a CONTRAF é ligada ao PT que é o partido do Governo.

Portanto, até quando esperar que daí se forme um triunvirato para impetrar uma ADIN visando anular o efeito da Resolução 26/2008? Como, se esse instrumento somente beneficia o Governo via Banco do Brasil? Ele que, como Patrocinador, já se apoderou contabilmente de substancial parcela do patrimônio da PREVI ao amparo dessa inconstitucional Resolução. E que, como bem lembrou a Colega Leopoldina em recente entrevista que lhe concedeu Luiz Dalton, se fez dono da metade dos 150 bilhões do Fundo por esse meio.

Quanta ingenuidade! Ninguém tem o direito de tripudiar da própria inteligência.

Pelo caminho cegamente trilhado somente fizemos o jogo do Governo, servindo de inocentes úteis sob o risco de incentivarmos uma ADIN mal conduzida propositadamente para abortar o processo. Sabe-se primariamente que uma Ação mal elaborada na sua Inicial deita por terra tudo que ela encerre em termos de reivindicações – fechando as portas para a seqüência que não virá. Mal comparando, se dentre nove cavalos prontos para disparar no páreo escolhemos um pangaré, reconhecido o erro, busquemos agora um puro sangue disponível.

Vamos começar do zero ouvindo todos aqueles portadores de boa fé, e de boa índole, que se fizeram conhecer se digladiando desde a parição do filho bastardo cuja paternidade ninguém quis assumir, mas que sabemos como e por que surgiu - a Resolução CGPC-26/2008.

Do jeito que nos deixamos levar jamais teremos palpável uma Ação Direta de Inconstitucionalidade para derrubar a excrescência que nos oprime. Pelo que vi e pelo que sei, e fosse eu um jogador, apostaria todas as minhas fichas como essa prometida ADIN para o dia primeiro de agosto não vai vingar. Nem nunca vingará se não abrirmos os olhos. E se ocorrer como está posta será a confirmação da derrota.

O patrimônio da PREVI está destinado integralmente ao pagamento do benefício de aposentadorias e pensões aos seus 120.000 participantes, ativos e assistidos, até a morte do último deles. E é fruto de direitos legitimamente adquiridos por meio de contribuições vertidas. No entanto, se confirmada a redução à metade pela apropriação indébita consumada pelo BB, muito antes grande parcela estará na miséria absoluta.

Sem uma ADIN bem sucedida não haverá como sobreviver.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 29/07/2011.

93 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Leopoldina Corrêa entrevista Luiz Dalton:

http://www.youtube.com/watch?v=LjtwRqcyTk8


http://www.youtube.com/watch?v=Ac8Ps6n4mg0

Anônimo disse...

E se esquecessemos a resolução 26, e fossemos atras de quem a sancionou como a pessoa fisica, ou juridica que nos está lesando?
Se somos roubados apontamos o ladrão. Não a faca.

Anônimo disse...

A CUT reiteradas vezes disse que entrará com a ADIN em agosto. Não seria melhor esperar antes de lhe cair de pau?

sergioinocencio disse...

Marcos,

estamos trilhando um caminho perigoso, e podemos antes do que supomos, acabar como o pessoal da Varig, sem aposentadoria.

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Sobre a ADIN em favor dos aposentados, no texto "ADIN, adeus" o amigo exclama: "Quanta ingenuidade!".

Tem razão. E a culpa é nossa por ter elegido candidatos detentores de cargos em entidades distintas.

E por falar em entidades distintas, acabei de saber que o Sr. Sasseron, além de pertencer a FAABB e a PREVI, é também membro do Sindicato dos Bancaros de São Paulo e Região.

Diante disso, há de supor que esse cidadão permanece calado em reunião com sindicalistas, quando o assunto é Governo, BB ou Previ.

Mas, afinal de que lado ele está mesmo? Além do lado do dinheiro, é claro.

antonia disse...

Marcos,
Não acredito que vingue e se por acaso vingar, para que eles tenham a desculpa que fizeram a sua parte, não acredito na justiça desse país que com certeza não votará a nosso favor.
Para mim a Res 26 já é fato consumado, tentar é sempre bom, pois da uma ultima esperança, mas...

wilson luiz disse...

Acho que estou vivendo em um universo paralelo, onde tudo acontece ao contrário, sinto-me um motorista trafegando na Via Dutra, na contra-mão.
Muitos se manifestam, preocupados com as aplicações da PREVI em renda variável, principalmente em ações, defendendo, inclusive, que seja tudo vendido e aplicado em renda fixa.Confesso que estou, neste momento, mais receoso é com as aplicações em renda fixa, pois a quase totalidade deste investimento é direcionado para compra de títulos da dívida do governo. Todos sabemos que há governos e desgovernos, não nos esqueçamos do Collor e seu bloqueio. Hoje, há petistas em altos cargos, que não entendem nada de economia e ficam dando palpites. Pelo jeito, com a oposição incompetente que temos, o cenário mais provável é 4 anos de Dilma, mais 8 de Lula "o retorno", depois 4 anos de quem Lula indicar, talvez o Zé Dirceu, em seguida o "reretorno" de Lula, e assim sucessivamente, até o "home" morrer.
De forma alguma devemos considerar a aplicação em renda fixa totalmente segura, primeiro porque a tendência dos juros é de queda, tanto que vários outros fundos de pensão estão migrando da renda fixa para a renda variável, em busca de maior rentabilidade, a longo prazo. Além disso, devemos observar a crise da dívida pública, que assola os Estados Unidos e a Europa. A Grécia impôs a seus credores grandes prejuízos, como redução dos juros, alongamento de prazos e desconto de bilhões de euros no valor de seus títulos, prejuízos estes que, sem dúvida, serão repassados, pelos bancos, a seus aplicadores; vários países, que eram considerados mais estáveis, como a Espanha e a Itália, talvez tenham que ir pelo mesmo caminho.
Na minha opinião o ideal, para a PREVI, neste momento de instabilidade, seria ter metade de seus ativos em renda fixa, e metade em renda variável, não nos esqueçamos que praticamente metade de nossos benefícios são pagos apenas com o recebimento de dividendos e receita de aluguéis.

Anônimo disse...

Prezado Marcos,
Por tuso isso que você escreveu é que vale a sugestao do colega Antonio Carlos Raposo,no sentido de que um renomado jurista patrocine a ADIN,ainda que todos ajudemos -dentro do possivel - com os custos.Caso contrario, estaremos correndo o risco de estar entregando o ouro aos bandidos,pois uma ADIN cheia de vicios poderá jogar por terra as nossas esperanças...Não é para se desconfiar do fato de eles não quererem que a AAPPREVI entre como amicus curiae, na ação...?
Não há nada que se possa fazer,caso eles entrem com uma ADIN sem passa´-la pelo crivo de colegas entendidos do assunto...?

Anônimo disse...

Já que parece impossivel lutar contra a 26, vamos atras da pessa que a sancionou para que ela explique aos magistrados o quanto é legal.
Vamos lá como lesados e isso A AAPPREVI pode fazer Marcos.
Consulte o seu jurídico.
Eu acho que é assim que funciona o Procon.
Se não tem ADI, ainda assim estamos aqui, danados.
Tudo na vida é possivel enquanto há vida.

Anônimo disse...

SENHOR MARCOS, DEIXEI HÁ POUCO TEMPO AQUI A MINHA SUGESTÃO PARA QUE A COLEGA COM CANCER DEIXASSE O SEU ENDEREÇO PARA QUE POSSAMOS AJUDá-LA. SOU MEMBRO DE UMA ASSOCIAÇÃO ESPIRITA QUE TEM CORRESPONDENTES EM TODO O BRASIL E ACHO QUE PODÍAMOS SIM AJUDAR.
ELA NÃO NOS DISSE EM QUE FAVELA DE QUE CIDADE MORA. ELA QUE O FAÇA PARA QUE POSSAMOS INICIAR OS NOSSOS TABALHOS. ESPERO UMA RESPOSTA.
QUEM PRECISA NÃO PODE ESPERAR, SABEMOS. ESTAMOS AQUI.

Bighead disse...

Na análise feita pelo Wilson Luiz, 13:16, torna-se evidente que não se deva trocar toda renda variável por renda fixa. As aplicações/participações na Vale, por exemplo, são consideradas rendas variáveis (participação acionária). Assim como na Vale temos na Fundição Tupy, Weg Motores, Brasil Foods (Sadia e Perdigão), a Embraer, e por aí afora. Estas aplicações devem continuar, afinal, o lucro da Vale no primeiro quadrimestre foi de mais de 10 bilhões.
Poderíamos aumentar nossa participação em imóveis que ainda é baixa; realização de financiamento de autos e respectivos seguros com os 120.000 membros da Previ; uma parte em renda fixa e outra parte em renda variável. Enfim, colocar os ovos em várias cestas.

Anônimo disse...

Que renomado juiz vai querer pegar um abacaxi desses de um ADIN impopular que só beneficia uns poucos aposentados do BB? E se topar acham mesmo que será por menos de uns 100 mil? Acho que vocês estão sonhando acordados. Um especialista em Previdência como, por exemplo, Ives Granda, cobra uns 300 mil só pra dar parecer.

Anônimo disse...

Pessoal,

Se a Res. 26 é inimiga de todos os funcionários do BB, aposentdos e ativos, nas pautas de negociações para as próximas campanhas salariais da categoria deverá constar alguma manifestação pela sua anulação. Embora ela tenha sido assinada por um ex-sindicalista e aposentado do BB, o atual senador cearense José Pimentel.

Anônimo disse...

Já que não terá ADIN nem teve realinhamento do Plano1, vamos lutar pelo realinhamwento do ES para 150 mil e prazo de 150 meses.

Anônimo disse...

Não temos alternativas meu caro anônimo das 03:05 temos que rever os limites e prazos do ES,penso que seria a hora de votar a proposta feita em nome da AAPPREVI e elaborada pelo Colega Gilvam Rebouças.

Limite: 180.000,00 ( cento e oitenta mil reais).

Prazo: 180 meses.

A Proposta por anos não teria alteração,pois o teto seria para poucos do PB-1 mas faria uma grande diferença na vida dos que estão vivendo de empréstimos a anos.

Esta proposta teria o apoio integral dos nossos colegas que a exemplo do Banco do Brasil fez alteração dos seus limites para pessoas físicas para 300.000,00( trezentos mil reais).

Vamos sim levantar esta bandeira,temos estudos prontos apresentados pela nossa associação que mostra claramente que podemos sim ter esse limite implantado sem trazer nenhum dano a nosso plano de benefícios.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

Matrícula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Prezado Wilson Luiz, vc disse muita coisa a favor do renda variável, mas no final desdisse tudo. Senão vejamos:

"" Na minha opinião o ideal, para a PREVI, neste momento de instabilidade, seria ter metade de seus ativos em renda fixa, e metade em renda variável, ..."

Como o Previ tem perto de 70% em renda variável, afinal, o que é que o nobre colega quis dizer?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Para tranqüilizar os corações caridosos que se condoeram com a situação da “Pensionista cancerosa que mora em um barraco de favela”, informamos que tudo não passa de ficção.
Foi apurado que a autoria das postagens é a mesma de participante que lhe oferece ajuda.
Lamentamos dizer que comentários sobre o assunto não serão mais publicados.

Anônimo disse...

Estamos envolvidos por uma alcateia de lobos famintos. Era de se esperar que quando a Previ começou a despontar, logo o olho grande dos eternos parasitas iria... Deplorável como se valem de pessoas sem caráter para viabilizar suas tramoias. Nada de surpresas com isso, nossa história está repleta de silvérios dos reis. Estamos f... e mal pagos ... Essa é a democracia de meia dúzia, até que um dia, talvez bem distante, passemos a imitar outros povos que não se deixam mais escravizar.

wilson luiz disse...

Caro anônimo 30 julho, 04:55 hs.
Em momento algum defendi nos desfazermos da renda fixa, apenas coloquei minhas preocupações sobre este tipo de investimento. Também temos que considerar que é a renda fixa que garante a liquidez do fluxo de caixa para pagamento de nossos benefícios.
Quanto à renda variável, acho que 70% é excessivo,sendo ideal meio a meio.

Anônimo disse...

Caros colegas,
Respeito os apelos de vários colegas visando aumento dos valores do ES, mas também aumentar para R$ 180 mil é um verdadeiro absurdo. Empréstimo é para emergência ou comprar um bem durável (um carro zero e barato - no valor de R$ 25 mil - , por exemplo). Tem vários colegas que querem manter um nível de vida além das possibilidades e usam o ES para custeio. A poucos dias li o desejo de uma colega que desejava ter disponível, pelo menos, metade do salário Previ, já que usava quase todo salário para pagar empréstimos (Previ, BB, Coperforte etc). Só tem um jeito de manter um percentual fixo do salário: não contratando novos empréstimos. Juizo pessoal. Um abraço a todos. Célio Vilela

jeanne disse...

Fui enganada pela "pensionista da favela".Eu fiquei tão preocupada com a situação dela, pois beirava o inacreditável.E,no fim, era mesmo...Abraços, Jeanne.

Anônimo disse...

Rosalina

Na atual situação que muitas pensionistas e aposentados se encontram com dívidas e mais dívidas, só mesmo um ES com valor significativo para liquidarmos os vários empréstimos com juros maiores e ficarmos somente com o ES da Previ, assim conseguiríamos ter um pouco de paz, qualquer outro caminho fica fora do poder de decisão da Previ e sem limite de tempo para ser resolvido, tudo que temos de imediato para equacionar a situação dos mais aflitos é fazer pressão para que o Sr. Sasseron aprove novo limite e prazo do ES, não há prejuízo para a Previ e fica dentro da alçada da Previ autorizar, sem interferencias externas.

Anônimo disse...

Nas próximas eleições da Previ vamos verificar em quais entidades os candidatos já possuem cargos. Se sempre trabalharam contra nós, faremos uma campanha acirrada para que não sejam eleitos. Chega de fazerem parte da diretoria e conselho de diversas entidades. Um exemplo: o Sasseron que tem cargos representativos em diversas instituições que ajudaram a entregar a metade de nosso superávit.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das 09:05.

Com esse propósito criei o CANAEL (www.canael.com.br).

Anônimo disse...

O gente desinformada? Sasseron completa seu segundo mandado na Previ e não pode mais se candidatar. Vai se aposentar, sem limite de teto, com 81 mil no bolso por mês e, exatamente como Sergio Rosa, irá para a iniciativa privada, pois com o currículo que tem dirigindo a área de benefícios do maior fundo de pensão do país tem emprego garantido e vocês vão continuar ai, choramingando via internet. Façam como eu, que há muito sai do BB e levei minha parte da Previ e nem mais busco a parte do patrocinador, pois não vale a briga, pagar advogados, etc.

Anônimo disse...

Caros colegas associados da AAPPREVI,
assistam às entrevistas do Luiz Dalton -- grande batalhador -- para a colega Leopoldina. Seria de grande importância repassar a mensagem abaixo por e-mail para o maior número de colegas, a fim de que se engajem nessa luta contra a Resolução 26.

From: Luiz Dalton [mailto:eledalton@uol.com.br]
Sent: Thursday, July 28, 2011 11:27 PM
To: Luiz Dalton
Subject: Entrevista de Luiz Dalton à Leopoldina Corrêa

Meus queridos amigos(as) e colegas,
Dediquem 30 minutos de seus preciosos tempos para verem e ouvirem o trabalho da grande paraense, hoje cearense de coração, a Leopoldina Corrêa, trabalhando incansavelmente em defesa de nossas poupanças que deveriam ser guardadas e protegidas pela “nossa” PREVI. “Nossos” guardiões na direção do fundo de previdência que na verdade é nosso pega aquilo que é nosso e transfere ao BB com base numa norma inconstitucional e absurda, a tal Resolução CGPC nº 26/2008, e nós “não fazemos nada, absolutamente nada...”. Pelo contrário, aceitamos como se fôssemos gado indo para o matadouro.
Precisamos estar alertas, pois a CASSI já está balançando. O quê será que estão nos reservando para a PREVI.
Enquanto eles destroem instituições que construímos com nosso suor fazem pesquisas que respondemos como se tudo estivesse às mil maravilhas. Será que estamos entorpecidos pelo massacre que nos impõem diariamente através da mídia mercantilista, induzindo-nos a “ter” em vez de nos despertarem para a importância de “sermos”.
Abraços a todos e todas do seu,
Luiz Dalton.
Manoel - Ribeirão Preto
1. http://www.youtube.com/watch?v=LjtwRqcyTk8

2. http://www.youtube.com/watch?v=Ac8Ps6n4mg0

Anônimo disse...

Colegas,


Se o SASSERON se comprometeu de entrar com a ADIN por intermédio da ANAPAR, vamos esperar o inicio de Agosto para ver se dá para acreditar no que ele disse, caso contrário o negócio é responsabilizar criminalmente os Diretores da PREVI, que não moveram uma palha para questionar a Resolução 26.

Anônimo disse...

Longe de mim querer dizer a alguem como viver. Mas diante de tantos relatos de pensionistas que querem elasticidade e aumento nos empréstimos, gostaria de pedir-lhes que se lembrassem como tudo isso começou.
Havia mesmo a " necessidade" do empréstimo? ou era uma questão de facilidade?
Já pararam para pensar que um novo emprestimo não vai mudar nada? e que voces vão querer outro teto e outros prazos?
É como uma droga. Não tem fim.
Eu não conheço categoria nenhuma que peça tanto como voces pedem.
Meu avô, engenheiro civil e professor de matemática, era diretor da escola normal da Paraíba, nos primórdios do passado século. Minha avó, filha do ex presidente da provincia. tiveram seis filhos, quatro rapazes e duas moças. Na casa ainda haviam os agregados. Uma tia que não se casou e gente que vivia com a familia. Meu avô era um homem probo. Como mandar os quatro rapazes para a universidade e manter as meninas no colégio das freiras?
Dona Elia, foi para a cozinha e transformou se numa grande quitureira de João Pessoa. Não havia festa sem os doces de dona Elia. Nascida filha do presidente da provincia da Paraíba.
Meninas pensionistas, os empréstimos são miragens.
Voltem os seus olhos para o trabalho.
E acreditem, ele não desmerece ninguem.

wilson luiz disse...

Para quem acha que a ANAPAR e a ANABB vão se juntar à luta pela ADIN, esqueça. Como cortina de fumaça, elas agora defendem apoio ao Projeto de Decreto Legislativo, do deputado Eduardo Sciarra, que não vai dar em nada.

Anônimo disse...

Anônimo das 12:26,

É verdade. Se não entrarem com a ADIN é porque estão nos enrolando meessssmo. Devem ser responsabilizados por colocarem em risco a saúde financeira do nosso Plano de Previdência.

Anônimo disse...

Ao anônimo do dia 29.07 (17,12 hs.): que história é essa de dizer a ADIN "só beneficia uns poucos aposentados do BB". Então não somos mais cerca de 120.000 ? E os beneficiários indiretos (dependentes econômicos) que constituem as famílias de cada um ?Como "uns poucos" ? Ainda que fosse apenas UM deveria ter seu direito preservado.

Ricardo Annoni Neto - Machado (MG)

Anônimo disse...

Concordo com a anônimo das 14:47 h.
Ano passado, o aumento do ES para R$ 100.000,00 iria resolver todos os problemas, agora querem R$ 180.000,00. Se não houver controle de despesas, não adiantaria aumentar para 1 milhão.

airton disse...

Amigo Marcos, parece que estamos vivendo em Brogodó. O "Rei Timóteo, 0 Terrivel(ANABB) domina todo o território nacional. Vamos esperar que apareça o nosso herói Herculano, rei do cangaço para nos salvar, mas só há um jeito, a união de todos os assitidos e pensionistas, como na novela eles estão planejando derrotar o terrivel. Só há um geito, a união em torno da AAPPREVI.
Vamos lá minha agente vamos angariar novos sócios.

abraços
Airton - Kat

Anônimo disse...

A nossa querida Rosalina deve estár muito encrencada.

Empréstimo é furada.

Anônimo disse...

Colegas,

Também acho que o Empréstimo Simples não é a solução para os nossos problemas.

Anônimo disse...

Não adianta votar para conselheiros fiscais e deliberativos da Anabb. O que se tem é que pegar os cargos de direção.
Eles estão em eleição?
Me engana que eu gosto.

Anônimo disse...

Eu pergunto:
As eleiçoes para a anabb são de apenas conselheiros deliberativos e fiscais ou para a direção tambem?
Por que se não mudar a direção...

Anônimo disse...

MARCOS,
ESSA PESQUISA DA "FAVELADA" FOI MUI BOA. GOSTEI......NÃO PENSEI NISSO.
AHH !!...MOLECA..??. NÃO PRECISAVA MENTIR/AUMENTAR.
VAI SABER... .

EM TEMPO: ESSE LANCE DE SER ANÔMINO OU NÃO.., NÃO TEEM A MENOR IMPORTÂNCIA...HAJA VISTA OUTRA PESSOA SABER SEU NOME E MATRICULA.
FUI CLONADO NO BLOG DO MEDEIROS...

VAI SABER 2.

Lena. disse...

Marcos querido, sinto você um tanto desanimado. Não fique assim...
Precisamos lutar para que a nossa a AAPREVI cresça cada vez mais. Pode até não ser para nós,mais será com certeza, para quem vier após.

Vamos colegas, divulgar essa associação com mais afinco. Creio que se o Marcos entregar o barco, aí é que afundamos de vez, pois ninguém NUNCA se preocupou conosco e ESTAVAMOS como Paulo Motta diz em seu blog: "GIGANTES ADORMECIDOS"

Beijo prá você,Sônia e filhotes.

Anônimo disse...

Colegas vamos votar para o Conselho Deliberativo. Acho que é esse Conselho quem elege o Presidente da Anabb, entre eles. Cito alguns nomes que merecem nosso voto.
Dr. Medeiros, Rui Brito, Edson do Bem, Juarez Barbosa, Paulo Mota, Raposo, Holbein Meneses, Sergio Inocencio, Edgardo, Luiz Dalton, Leopoldina Correa, Wilson Luiz, Rosalina de Souza, Jeanne, dentre muitos outros que serão apresentados por outros colegas.
Não cito o nome do grande MARCOS CORDEIRO, atendendo sua solicitação.

Temos também Ari Zanela, Carlos \Valentim, Gilvan Rebouças, José Domingos Moreira, Fernando Branquinho, Heleno Pinto, João Rossi Neto, Elaine, etc.
Abraços a todos

Anônimo disse...

Eu concordo com a Rosalina.O aumento do ES do ano passado(100/96)não beneficiou muita gente que havia desvinculado o INSS para poder tomar outro ES consignado.Com isso, eles estão pagando prestações altas sem poder renová~lo.Com um aumento maior de prazo e valor, a prestação vai cair e aí sim sobrar algum da folha.Não vou questionar porque uns pegam ou não, mas a lógica diz que só toma um ES quem precisa. Se ele precisou e serviu na hora, pra mim já valeu. Aqui na minha cidade, só quem consegue tirar os 100 sao os que não precisam.Eles tem margem sobrando pra tirar tudo o que aparecer, porque morreu, tá quitado.

Anônimo disse...

ADIN através da ANAPAR, ANABB ou Outra do mesmo time? Vamos ficar ligados pois são coligadas do Patrocinador (BB), e este do Governo. A ANABB é traíra (e casca do mesmo pau, do BB). Essas Entidades podem estar cavando a nossa sepultura, inserindo algo que leve a uma setença negativa. Se ocorrer alguma intervenção por esses, ou através desses, merece a vista de profissional entendido, jurista.
A ANABB nunca tinha se insurgido contra o BB e a favor dos participantes e hoje está promovendo abaixo assinado contra a Res 26. Desconfie dela em ano eleitoral.

antonia disse...

Rosalina,
Segundo o dito popular, "Pimenta no olho do outro, no seu é refresco", mas a respeito do seu individamento x empréstimos, não seria o caso de voce procurar ajuda com alguém se sua confiança que entendesse um pouco de finanças? quem sabe não solucionaria.
Acho que muitas pensionistas tem mais problemas por que nunca lidaram com receitas, despesas, etc. ficava tudo por conta do esposo, quando ele faltou, começaram os problemas financeiros, talvez tenha faltado também orientações a respeito da adaptação à nova situação.
Pense no assunto e tente ajuda a fim de adaptar seus gastos às suas receitas, quem sabe um dia voce sairá do vermelho.
Um abraço, Antonia.

Anônimo disse...

Primeiro. Já perguntaram a esses colegas Rui Brito, Edson do Bem, Juarez Barbosa, Paulo Mota, Raposo, Holbein Menese, etc se eles querem ser candidatos a alguma coisa? Em segundo lugar, sabem se possuem curso superior e Certificação Para Conselheiros? Pois as exigências são essas. Finalmente, quem vai pagar mais de 1 milhao de reais para bancar a campanha? Pois é isso que a CONTRAF CUT e a ANABB gastam em uma só eleição. Alguém ai tem essa grana?

Anônimo disse...

Hospedaria dos Jereissati

A família Jereissati, controladora da Oi e da Iguatemi Empresa de Shopping Center, vai entrar no setor hoteleiro. Quem comanda a expansão é o primogênito Carlos Jereissati Filho, o Carlinhos, gestor do shopping Iguatemi. Ele já conseguiu a adesão da Previ para bancar parte dos custos do hotel seis-estrelas que o clã pretende erguer em São Paulo. Um local cogitado para acolher o empreendimento é a vizinhança do shopping JK, na capital paulista.
Fonte: Isto é Dinheiro.

Anônimo disse...

Cara Colega Antonia.

Na última revisão do limite e Teto do ES cerca de 2% dos participantes e assistidos não puderam renovar seus ES.

Eu fui uma das pessoas que não puderam fazer esta renovação,portanto desde 2010 só venho fazendo a liquidação do Referido Empréstimo.

Saudações

Rosalina de Souza

Pensionista

Matrícula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Parem de achar que as pensionistas não sabem nada de contabilidade, atentem para que nós fomos atropeladas, de cara, por um golpe de menos 40% na nossa renda familiar logo após a perda do nosso companheiro, as despesas não diminuem ao contrário elas aumentam, porque muitas vezes nossos filhos ainda não estão criados para ajudar nas despesas e temos que continuar a colocar comida na mesa todos os dias e pagar estudos, quando por infortúnio aparece alguma enfermidade na família que nos faz gastar acima do que poderiamos, não há como não tomar o maldito ES, ou renovar na maioria das vezes, porque a maioria dos funcionários do BB sempre pegaram o ES, não é uma excessão que só cabe as pensionistas,claro que numa família convencional onde se tem duas rendas e os filhos já trabalham a situação é outra, acho que falta sensibilidade para os que não precisam do ES, porque vivem em outra realidade graças a Deus, mais não entenderem que o aumento do limite e prazo do ES resolve sim de imediato a situação dos que vivem em situação difícil é a única forma de aliviar o orçamento doméstico, de dar um respiro para novos caminhos, porque sem dinheiro com o nome no serasa e as contas atrasadas gerando juros exorbitantes é que não se resolve nada.Primeiro temos que nos alimentar, caso contrário estamos engessados para qualquer outra luta.

Anônimo disse...

Cuidado colegas!!!!As eleiçoes para a Previ estao chegando e se começarem a cobrar aumento de limite e prazo do Es vai ser um prato cheio para os candidatos.Vao usar com certeza o ES para promessas que ja sabemos nao cumprem e so nos enrolam cada vez mais.
QUEREMOS AUMENTO NOS BENEFICIOS!!!!
O BET foi um fiasco!!!!
Dinheiro para isso a Previ tem, e muito.E so cobrar o que o bb nos roubou.
Aumentar o ES e cada vez mais dar NOSSO dinheiro para elles.
Duda

fernando disse...

sou favoravel ao aumento do prazo do emprestimo simples sem o aumento do valor. A unica maneira de nos safarmos desse empréstimo que temos desde que entramos no Banco(30 ANOS)

Anônimo disse...

Vamos cair na real.Se não podem e não querem nem aumentar dignamente o ES, vocês acham messmo que vão dar aumento real a benefícios ? Desse jeito, não fazem nem um, nem outro.

Anônimo disse...

Concordo com a anonima de 07;37 e com a Rosalina.Eu,por exemplo, não consigo renovar meu cdc no bb, porque não tenho limite de crédito e estou no serasa.

Anônimo disse...

Colegas,

Sei que está difícil para a maioria manter o orçamento ajustado, mas empréstimo não é a solução.

Precisamos lutar pela melhoria dos benefícios e isto passa pela derrubada da Resolução 26.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Gentileza da Diretora Jane Torres de Melo:

Repassando para conhecimento de todos os BRASILEIROS...
Assunto: Um Hino Nacional de arrepiar!


http://www.youtube.com/watch?v=wcYK4XvAyXU

Anônimo disse...

Qual a Diferença se o limite do Empréstimo Simples for 200 mil ou 300 mil?.


Poucos podem contrata-lo?.

A diferença esta no prazo de pagamento,se em numero maior de parcelas,ai sim muitos serão beneficiados é questão de lógica caros colegas.

A verdade é que o ES sempre foi obra eleitoral, é sempre usada para barganhar votos,vamos aguardar novas propostas da CHAPA 3.

Quem sabe agora vem ai um PAC/ES ( programa de aceleraçao do crescimento dos empréstimos Previ),afinal estamos começando as eleições e a corrida começa para a ANABB.

Anônimo disse...

Nobres colegas,

A resistência da PREVI para não fazer o realinhamento nos Empréstimos Simples, sobretudo em aumentar o prazo, que é bem mais significativo do que o próprio limite de crédito, é uma retalização branca, feita para demonstrar força e subjugar os participantes e assistidos.
A Caixa procura cercar formigas e deixa passar os elefantes. Deveria se preocupar, sim, como os 65% de aplicação concentrados em Renda Variável, negócio volátil, de alto risco e que ameaça o pagamento das aposentadorias. Agora, tratar os empréstimos simples com rigidez excessiva, cuja liquidação é garantida por seguro, no mínimo, é pura perseguição e ter sempre essa carta na manga para jogar na hora certa. Pode ser também ordem do BB com o objetivo de enfiar os seus CDCs nos aposentados com taxas de mercado. Enfim,esse bate-boca a favor ou contra os empréstimos, é pura tolice, pois pega quem precisa e parabéns para quem não precisa.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Oportuno comentário de Edison de Bem.

UMA BOMBA :
ESTES CARAS ABAIXO NÃO ASSINARAM NENHUMA DAS PETIÇÕES QUE DIVULGAMOS:
QUEM SÃO ELES? DIRETORES E CONSELHEIROS DA PREVI, ELEITOS POR NÓS.
ALDO ALFANO, ANTONIO G. OLIVEIRA, CÉLIA LARICHIA,FABIANO DO NASCIMENTO, FLAVIO PASTORIZ,JOSÉ BRANISSO,JOSÉ PAULO STAUB, JOSÉ RICARDO SASSERON, MERCIA PIMENTEL, MIRIAN FOCHI, ODALI CARLESSO,ROMILDO GOUVEIA PINTO, VITOR PAULO GONÇALVES E WILLIAM ALVES BENTO

Anônimo disse...

Não seria Odali Cardoso ?

Anônimo disse...

Colegas o patrimônio que a Previ acumulou, muito se deve as nossas custas e por direito é nosso, o governo está de olho nos fundos de pensões a muito tempo, é aonde tem dinheiro para ele meter a mão, quem irá contra o governo? os nossos eleitos da Previ? deveriam sim fazer isso, faz parte das suas funções, mas esse comportamento leal e correto com os seus eleitores compromete seus cargos e consequentemente seu padrão de vida, que é muito bom e ninguém quer deixar de viver bem para defender aposentados e pensionistas em idade avançada, afinal todos nós vamos morrer em breve e para eles, nos empurrar com a barriga é fácil.Sendo assim mesmo com muitos colegas pensando ao contrário, acho o dilatamento no prazo e valor do ES, vantajoso sim, quem não quer R$ 150 ou 180 mil à 5% ao ano? Colegas realinhamento dos benefícios, derrubar res.26, 100% para pensionistas,quando algum desses sonhos vão acontecer? Vamos fazer pressão pelo que é possível, sem deixar de lutar pelo que é justo, embora a justiça poderá ser concretizada muito depois da nossa morte.Todos temos alguma ação na justiça contra o BB ou Previ a mais de uma década e até agora nadica de nada.Então que liberem um ES significatvo, é melhor que nada.

Anônimo disse...

Colegas,

Quem pode pegar 150 mil na PREVI deve estar ganhando muito bem. Eu peguei 25 mil e estou penando para pagar.

Anônimo disse...

EDSON DE BEM....
VOSSA MERCE "MATOU" A PAU. GOSTEI...
NÃO VI A SUTILEZA.
MARCOS CORDEIRO...:
FAVOR COPIAR/ARQUIVAR OS NOMEADOS PELO COLEGA, sem aspas, DE BEM.

/lui.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Edison,

No CANAEL tem muitos mais nomes dos que não assinaram as petições.

www.canael.com.br

Fuzinelli disse...

quem disse ES a taxa de 5% a.a.?, soma-se a isto...
mais atualização monetária INPC
mais fundo de liquidez 0,1% a.a.
mais FQM 0,9% a.a. até 69 anos
2% a.a. acima de 70 anos
mais taxa de adm 0,2% s/ vr. empréstimo
mais IOF 2,993% s/valor empréstimo,
ao final, é uma taxa alta,´porisso que muitos não entendem porque pagam tanto e estão sempre c saldo elevado.

Anônimo disse...

EMPRÉSTIMO SIMPLES:

- Aumentar o limite não adianta(eu, por exemplo, tenho empréstimo de 60 mil em 96 meses para pagar. Os outros 40 mil não posso pegar por falta de margem consignável).

- Tem que aumentar é o PRAZO, pois aumentando para 150 meses, vai dimimuir a prestação. E com isso, ter mais margem, para então, na renovação pedir um VALOR MAIOR, que já está disponível.

Anônimo disse...

EMPRÉSTIMO SIMPLES.

Esta divisão que muitos estão fazendo em relação a aumentar ou nao o Teto da dívida dos aposentados e pensionistas é desumano,quem necessita de empréstimos busca outras alternativas,Financeiras,CDC do próprio Banco do Brasil, cooperativas que de aliadas não tem nada,suas taxas são caras e até abusivas,mas um empréstimo seguro como ES todos são contra, mesmo sabendo que ele é descontado em folha e ninguém fica sem pagar, e nos últimos anos teve lucratividade recorde.

Como desmerecer um produto que tem hoje mais de 66 mil contratos?

Estamos dando um tiro no pé, o BET se as bolsas não se elevarem podem sofrer um reves, o que era para 48 meses pode terminar dia 20 de Dezembro,e aí como fica a situação de muitos colegas,temos que rever sim esta situação do ES em definitivo, se os nossos representantes fosse mesmo nossos representantes já teriam elevado para 150 mil em 150 meses e colocaria fim nestas história de ES,com certeza teriamos 5 anos sem ouvir pedidos sobre aumento do ES.

Com nossos benefícios corrigidos pelo INPC não teriamos margem para novas contratações por um periodo longo.

A divisão nunca é boa, pois nosso nós ja estamos esperando melhorias a tempos que nunca sai do papel.

Anônimo disse...

Proposta da CHAPA 3.

Rever os limites do ES anualmente.

Com certeza teremos sim um novo aumento no Teto para 125 mil em 96 meses, para voce aposentado e pensionista vai mudar alguma coisa?.


Não temos representação, não temos quem nos defenda de verdade, a verdade é que quem se habilita a faze-lo é linchado moralmente, porque muitos colegas não escrevem mais no Blog?.

Temos que mudar a mentalidade senhoras e senhores,se não vamos passar o resto da vida teclando uns contra outros a favor e nenhuma ação concreta sairá do papel.

Anônimo disse...

DEVEMOS ASSINAR TAMBÉM A PETIÇÃO? OU SÓ OS LADRÕES?
EU NÃO ASSINEI,POIS TENHO MEDO. MAS SE FOR ALGO PARA NOS AJUDAR,EU ASSINO. E QUE RUMO TOMOU A PETIÇÃO QUE O SENHOR ROSSI FEZ?

TANTO ALARIDO E NADA?

Anônimo disse...

Concordo com o comentário do FUZINELLI, o ES não sai a uma taxa tão barata depois de tudo que vem embutido nele, mesmo assim é o recurso com custo mais baixo que podemos tomar no mercado, resolve o problema de quem mais precisa e é lucro certo e garantido para a Previ, porque mesmo que o tomador morra antes de liquidar o ES, ele já vem pagando o fundo liquidação por morte e a Previ nesses casos também deixará de pagar os benefícios dos falecidos que são valores maiores do que a prestação do ES, para Previ não há prejuízo. Também concordo que para se conseguir um aumento no ES que é pagar com juros o nosso próprio dinheiro a Previ vê tanta dificuldade, como acreditar que vão aumentar realmente nossos benefícios, muito embora seja revoltante os legítimos donos dos 50% do superávit doados ao BB, ficarem mendigando aumento de ES. É de matar os velhos.

Anônimo disse...

Guerreiro EDISOM DE (DO) BEM,

Será que algum(a) dos(as) nobres e moralíssimos(as) signatários(as) da "moção" também assinou alguma PETIÇÃO em Defesa dos DIREITO DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS, numa atitude de coragem, luta, solidariedade, coerência e liderança?

Anônimo disse...

Ao anônimo 6:35,
Se voce se der o trabalho de ler o que vai assinar verá que é para apoiar o Deputado Eduardo Sciarra num projeto para derrubar alguns itens da Resolução 26, que são prejudiciais a nós aposentados pela Previdência complementar. Com certeza não são ladrões que assinam essa Petição mas os roubados, a não ser que voce não percebeu que o BB levou metade do superavit que seria dos aposentados do PB1.
Gente o que é isso, alienação????

Anônimo disse...

Afinal, o tal acordo de 2010 tem algum valor ou não? De que adiantou juntar "gente importante", como o tal Paulo Bernardo e outros, para assinar um papel sem valor? Deveriam então não perder seu "precioso" tempo e ocupá-lo fazendo um passeio pelo "nosso" Sauípe.

Foi tudo um palhaçada, para não dizer armação, que efetivou a entrega de 7,5 BILHÕES.

Não devemos mais dar crédito ao que dizem esses participaram do acordo.

Paulo Motta disse...

Amigos,

Vemos que estão sempre surgindo temas para desentendimento entre nós. Agora é a questão do Empréstimo Simples. É verdade que o foco de nossa luta deve ser a questão dos benefícios, como argumentam alguns comentaristas. No entanto, é preciso compreender que, em um universo tão amplo de participantes, nem todos estão sujeitos aos mesmos problemas. Consequentemente, cada um tem suas necessidades particulares.

O Empréstimo Simples pode sim ajudar a suavisar o problema de muita gente, principalmente quanto à dilatação do prazo. Para não tomar muito espaço aqui no Previplano 1, estendo-me um pouco mais sobre o assunto, no superavitsprevi.wordpress.com. Post disponível logo mais, à noite.

Paulo Motta.

guilherme disse...

Caros colegas, nao quero ser pessimista, mas sim realista, nao atual otica do ES, esperem no maximo ele ser elevado para 125 mil em 125 parcelas, para sair valores e prazos maiores, infelizmente temos que fazer muita pressao, pois lembro que o Sasseron falou em particular para certas "pessoas", e tambem quando perguntado, que o ES ja estaria no seu limite, e provavelmente seria complicado alguma melhoria neste sentido, entao novamente a novela repete-se, la vamos nós de novo com o mesmo dilema de todos os anos, fazendo pressao e toda aquela velha choradeira de sempre.

Abraço Viana

Anônimo disse...

eu tenho comigo que o emprestimo simples é dinheiro nosso mesmo, e nunca sera liquidado, so com a morte mesmo. Pelo menos é uma forma de ja ter em maos alguma coisa que nos pertence, porque se nao tirarmos vai tudo pro BB no final do plano 1....
mesmo com juros é antecipação do que nos pertence

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

A FAABB dispensa tratamento diferenciado à gente importante que precisa ser bajulada. Essa Nota de Falecimento do dia 28/02/2011 faz uma justa homenagem, com poesia e tudo.

Nada contra o gesto, somente lamentamos que isso não se estendesse a um João ninguém qualquer, mesmo sendo Presidente de uma Afiliada da Federação, a AAPPREVI, que recentemente amargou igual perda:

NOTA DE FALECIMENTO

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011 20:01

Faleceu a Sra. Constança Emília da Conceição Machado, mãe de nossa colega e Diretora da CASSI, Graça Machado.
O sepultamento será amanhã, às 17:00h no cemitério “A viagem” Endereço: Av. Dom Pedro I, 658 - Campina Grande – PB

A FAABB se une à dor da família e eleva suas preces pedindo conforto e fé.

Um grande poeta mineiro, Carlos Drummond, assim escreveu:

“Para Sempre
C. D. Andrade

Por que Deus permite que as mães vão se embora?
Mãe não tem limite, é tempo sem hora,
Luz que não se apaga quando sopra o vento
E a chuva desaba, veludo escondido
Na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento.

Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça, é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
De tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,
Baixava uma lei:
Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre
Junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino
Feito grão de milho. “

Isa Musa de Noronha

Anônimo disse...

Marcos por favor fora essa ISA MUSA, puxa saco de muitos e de Graça. Não fale mais nesse nome. Sempre as escondidas contra nós.Faz parte da Anabb.

Anônimo disse...

A Anabb sempre teve um papel importante nas útlimas duas revisões do empréstimo simples Previ.

Foi de iniciativa do conselheiro William Alves Bento que o Deliberativo cobrou uma atitude do titular da pasta, que estava disposto a concluir processo até findar dos anos de 2009 e 2010.

Então caros colegas após o William Bento se mexer foi a a AFABB resolveu fazer alguma coisa em favor dos aposentados e pensionistas querendo levar os "LOUROS".

Agora é hora dos sócios também cobrar participação direta nesta revisão, promessas foram feitas e não foram cumpridas,como a Revisão das aposentadorias e pensões com documento assinado com presença de ministro e tudo mais, doação de 7.5 bilhões ao nosso patrocinador,nada mais justo que agora se faça uma ampla revisão do ES em 200 mil reais de limite e prazo de 240 meses para pagamento, eliminação de pré 69 e prós 70 e não se fala mais nisso por anos.

Nossas redes sociais tem o dever de fazer pressão e onde fica a nossa Federação que sempre esta em cima do Muro não toma partido de nada não cobra solução, apenas comparece com notinhas FUNEBRES para uns poucos amigos da Rainha.

Onde estão as notas de cobrança que fariam após o encontro em XEREM?

Depois vem meia dúzia de colegas defendo o que não tem defesa, estamos fartos de promessas vamos partir para a ação,e agora é a hora com a mudança dos prazos e limites do Empréstimo Simples PREVI.

Estamos em ano pre eleitoral se não resolver isso agora ano que vem é que nada teremos mesmo.

Anônimo disse...

Empréstimo Simples.

PROMESSA DA CHAPA 3.

A Chapa 3 - Competência, Segurança e Mais Benefícios.

Hoje o ES faz parte dos benefícios de muitos aposentados e pensionistas.

Onde estão os apoiadores da chapa 03 cobrem uma solução para o caso dos aposentados e das pensionistas do PB-1 da Previ.

CONTRAF CUT ?

ANABB ?

AAFBB ?

Anônimo disse...

Chapa 3 prometeu criar a Ouvidoria dentro da Previ.

Realidade:

"Não temos acesso,não somos ouvidos,não participamos de nada, nem resposta com responsabilidade é aprentada pela Previ".

Criação da Ouvidoria
Com a missão de detectar, ouvir e canalizar reclamações dos associados junto à PREVI até sua solução. O ouvidor terá acesso aos colegiados da PREVI e suas demandas terão de ser obrigatoriamente respondidas.

Revisão do Empréstimo Simples é também outra Proposta da CHAPA 3.

Anônimo disse...

Pergunto: Cade as negociações prometidas????????????????
Ninguém mais toca nesse assunto??????

Anônimo disse...

ANÔNIMO E "MUI" COLEGA DAS 8:14.

ENTÃO EU NÃO ASSINO! TÁ COM RAIVA DE QUÊ? OU QUEM? PEGA ES QUE PASSA.

Anônimo disse...

Atenção !!!
No blog de ricardo setti, da veja tem um post sobre o fundo de pensão da Varig.
O senhor Ary Taunay Filho manifestou-se longamente falando da PREVI.
É uma oportunidade imperdível.
Vamos lá gente.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Leopoldina Corrêa entrevista Luiz Dalton.

Vídeo em 2 partes:

http://www.youtube.com/watch?v=LjtwRqcyTk8

http://www.youtube.com/watch?v=Ac8Ps6n4mg0

Anônimo disse...

Não sou favorável ao aumento do EMPRESTIMO SIMPLES. Estão nos cobrando taxas muito altas do nosso próprio dinheiro. Dentro de poucos meses o valor que recebemos acumulado no BET vai retornar tudo para a famigerada PREVI. Pensem no assunto!!!!! Precisamos é reaver o superavit a que temos direito que foi escandalosamente surrupiado.

Anônimo disse...

Pessoal,

Tenho muitas contas para pagar. Por isso, para mim é muito importante que façam, com urgência, reforma no ES com alteração de prazo e valor.

IMPORTANTE! Não votarei em ninguem se isso não acontecer antes das eleições.

Em tempo: Mudarei de opinião se o colega conhecer uma forma mais eficaz de pressionar os candidatos

Um abraço

Anônimo disse...

A dona ISA tem que cair fora já!! Já paguei muito para essa SENHORA não fazer nada. Vai arrumar outra teta dona Muda.
Quanto mais a gente reza mais assombração nos aparece.

Anônimo disse...

O tal do BET já dançou há muito tempo,nem senti o gostiho,não fez diferença nenhuma. Uma ninharia. Para mim foi esmola. Precisamos de aumento digno para que acabe essa tortura de vez. Masturbação mental, é o que fazem com a gente bando de ladrões!
Precisamos desse ES para ontem, afinal, não é nosso? Pega quem quer e pode pagar.
Deixem de palhaçada colegas pois a coisa tá preta prá todos nós. Aumento de salário,juros mais baixos e lógico, aumentar logo esse teto e alongar o prazo. ALONGARRRRRRRRRRR Mesmo!!! E AUMENTAR PARA 200 mil no mínimo só para aliviar um pouco. Afinal o BB meteu a mão grande e agora? Vamos ficar chupando o dedo?

Vão prá CHINA hipócritas!!!

ALO DONA PREVI!!! AUMENTA ESSA DROGA AÍ. E A DONA ISA que nada faz? FAZ SIM: POESIA PRÁ DEFUNTO.

Anônimo disse...

Parabéns Leopoldina!!

Mulher que sabe e luta. Tão diferente dessa musa genérica, mentirosa, fingida,e falsa.

Vai LEOPOLDINA!!Mulher GUERREIRA,LUTADORA.
NÃO É A TOA QUE É DO NORTE.
PARABÉNS!!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem da Colega Leopoldina Corrêa:

Este site contém nossa tv, nossa rádio e nosso blog, você não terá trabalho nenhum em acessa-los. Com apenas um clique você fica sabendo de tudo que se passa no âmbito da Previ, cassi, ABAIXO-ASSINADOS, utilidade pública e os assuntos do cenário político nacional. Ficará sabendo onde a coruja dorme.


Para começar já pode participar deste Abaixo-Assinado:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=EFPP2011 .


Não seja por isso que você não fique bem informado e não precisará ser orientado por esta ou àquela " entidade " na hora do SIM ou do NÃO.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ninguém precisa cuidar de novos abaixo assinados. Assim é que a AAPPREVI colabora divulgando o que já existe, fluindo com pleno êxito, como ocorre com o que trata a UNAP-BB em seu site (www.unap-bb.org.br).

Lena. disse...

Ler o que o senhor Edgardo Amorim posta, é MA-RA-VI LHO-SO! Rossi Neto, Ruy Brito e outros tantos.

Que "banho" senhora Leopoldina.
Parabéns!

Parabéns a todos!

Abraços querido Marcos.

Lauro Santana disse...

Veto Importante
Cliping Planalto - A maior Central Sindical dos bancários foi chamada às pressas no Planalto. A Presidente Dilma não gostou nada da notícia de que aquela entidade tentaria uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra uma Resolução que favorece as empresas estatais patrocinadoras de fundos de pensão, como a PREVI. Com isso, aquela Central recuou e não mais irá impetrar a ação. Essa polêmica Resolução recebeu em 2008 o número 26 e foi emitida pelo então Ministro Pimentel e permite que as empresas estatais patrocinadoras de fundos de pensão como o Previ, destinem metade de suas reservas ao patrocinador, no caso, o Banco do Brasil.
Estadão 01/08/2011

Anônimo disse...

Pessoal,

Os bancarios já começaram a anunciar suas greves. No final, o BB vai atender suas reivindicaões com o pagamento de uma gorda PL para todos. Tudo pago pela PREVI. E nós, legítimos donos do Fundo, não receberemos nada?!

Portanto, sugiro que, se os sindicalistas não colocarem nada que diga respeito aos nossos direitos, extinção da Res. 26, por exemplo, farei todo possível para desmascará-los junto a sociedade.

Concorda comigo?

Paulo Motta disse...

Abaixo, cópia de email dirigido à sra.Presidente da FAABB

"Sra. Presidente,


EMPRESTIMO SIMPLES - A proposta de 100 meses não atende aos interesses dos assistidos da PREVI. Um mínimo de 180 meses é que pode fazer reduzir substancialmente as mensalidades. Menos que isso, pouco adianta. Por gentileza, pedimos seu máximo empenho, uma vez que a situação está ficando crítica para muita gente. O ES torna-se agora fundamental. Qualquer desculpa da PREVI não nos convencerá.

PAULO ROBERTO BRANDÃO DA MOTTA"

Em resposta, foi-me afirmado que será reivindicada a dilatação do prazo e que a PREVI já estaria se dispondo a rever as condições do empréstimo.

Paulo Motta.