sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Concorrência desleal!

Caros Colegas.

- A formação de chapas independentes para concorrer ao preenchimento de cargos no âmbito da Previ e da Cassi está fadada ao fracasso, por melhores nomes que elas concentrem. As associações de grande porte suplantam qualquer iniciativa particular de oposição, em virtude da facilidade para arregimentar votos ao amparo do vasto cadastro que possuem aliado à possibilidade do uso das malas diretas do BB, Cassi e Previ. Também é imensurável seu poder de penetração junto ao pessoal da ativa do Banco.
- Vale lembrar ainda a confortável disponibilidade de recursos financeiros e o apoio inconteste de sua área de comunicação com parque gráfico próprio e sofisticada estrutura de informática, somados ao ressarcimento de despesas disponibilizado pela PREVI e CASSI para cobertura de gastos com campanha eleitoral.
- Já as chapas independentes estão limitadas aos parcos recursos amealhados entre simpatizantes e o ressarcimento das despesas, sendo limitadíssimo seu campo de atuação para contatos à cata de votos. A propaganda se restringe ao convencimento boca a boca, quase tão somente, nunca suficiente para alcançar número considerável.
- Desse modo, enquanto não surgir concorrente sério perdurará o continuísmo prejudicial. Surge então a necessidade imperiosa da fundação de associação por parte do grupo que almeje concorrer em oposição à concorrência desleal. Assim acontecendo, embora vá surgir com atuação tímida, terá reais possibilidades de crescimento com vistas a uma competitividade mais equilibrada no futuro, notadamente em virtude da desilusão reinante pelo caráter de nulidade observado no que ora dispomos. Somente com concorrência equilibrada o contraproducente monopólio poderá ser quebrado.
- Com o pensamento voltado às eleições que se sucederem à próxima, e com base na realidade apontada, é válido lançar o desafio para fundarmos nossa própria associação. Situando-se num campo de atuação abrangendo todos os segmentos onde nos sentirmos carentes de representatividade e apoio. Portanto, proponho a criação da Associação dos Aposentados e Pensionistas da PREVI – AAPPREVI, ou outra designação que venha a merecer.
- Essa Associação nasceria da base de atuação do Previ Plano1, contando com a experiência adquirida e a sustentação solidária com que já conta incondicionalmente. Nela seriam comuns os mesmos direitos: benefícios, participações e atuações - disponibilizados igualitariamente.
- Para tanto, peço a manifestação dos Colegas sobre o assunto, colocando sua crítica à oportunidade desta criação, ao mesmo tempo em que poderão opinar na enquete disponível:
- Devemos nos organizar como Associação juridicamente constituída?
- Caso haja concordância serão observados alguns itens básicos para registro da Organização:
- Entidade sem fins lucrativos.
- Nenhum membro da Diretoria perceberá proventos ou quaisquer benefícios pecuniários. Terão deveres de dirigentes e direitos de associados.
- Mensalidade de valor suficiente para cobrir custos básicos de manutenção. Situando-se entre R$ 5,00 e R$ 10,00.
- Como providência inicial proceder-se-á a um detalhamento jurídico a cargo de Profissionais da área para avaliar:
a) quais ações poderão ser impetradas em favor dos associados - individuais e coletivas (inclusive demandas contra o Banco, a Previ e a Cassi);
b) custo discriminado dessas ações;
c) probabilidades de sucesso mediante estudo de casos concretos, com cálculo aproximado de valores advindos e tempo da demanda;
d) viabilidade da contratação de Escritório de Advocacia sob o regime de assistência permanente (para cuidar do quadro geral das ações e assessoria jurídica de um modo amplo) a um custo mensal fixo ou mediante percentual incidindo sobre o número de casos a cuidar, contanto que seja previsível para aporte orçamentário;
e) de igual modo estudar a possibilidade de formação do próprio corpo jurídico da Entidade, contando com o concurso de colegas aposentados, ou somente com profissionais alheios ao quadro de associados;
f) manutenção de local de trabalho modesto, sem a pompa de sede social, com equipamento limitado ao estritamente necessário ao funcionamento.
- A viabilidade da formação da nossa Associação será aquilatada pelo resultado da enquete. Participe, seu voto é fundamental para consolidar esta pretensão. O seu posicionamento não implica em compromisso de adesão, até porque o voto não pode ser identificado.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 01/01/2010.

41 comentários:

Anônimo disse...

Proposta lúcida e de total aceitação por pessoas de posicionamento democrático. Manifesto o o meu total apoio a ela.

Ari Zanella disse...

Esta proposta conta com meu apoio total e irrestrito. Está dentro do meu modo de pensar. O nome está ótimo. Tem tudo para satisfazer os anseios e pretensões do menos favorecidos do Plano um. Tudo o que é levado com seriedade dá resultados positivos. Parabéns, Marcos! Vamos arregaçar as mangas!

Ivan Rezende disse...

Marcos, teve um colega que forneceu o telefone de um advogado aí de Curitiba e poderia passar este assunto para ele estudar, primeiramente sem compromisso e sem ônus, para que possamos implementar esta sua excelente idéia. O que acho, contudo, é que não teremos apoio dos Previ Futuro, em razão da origem de nosso grupo.
Por outro lado, podemos, de início, manter contatos com aqueles que participaram das eleições 2008 e que não constam do CANAEL (são poucos)e, acrescentar outros que aqui estão participando, para dar apoio total nos próximos pleitos.
-vou lhe repassar os nomes que restaram.

Gilvan - São José dos Pinhais disse...

Estou plenamente de acordo com essa proposta. Vamos sair da teoria para a prática. Não adianta nada ficarmos nos lamentando esperando que as mudanças venham de cima para baixo.
Quero ser um dos primeiros a me filiar nessa nova associação que com certeza terá muito sucesso.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros Colegas.
Bom começo de ano para todos.

- Esse projeto de criação da nossa Associação, se vitorioso, arcará com a responsabilidade de proporcionar resultados duradouros para resolver problemas - atuais e futuros. Portanto, não podemos ser egoístas deixando de lado grupos que poderão precisar dos serviços que serão disponibilizados: Previ Futuro, Pedevistas, Demitidos e excluídos de qualquer sorte. Pensemos nisto para a pauta de discussões, se for o caso.

Paulo Beno e Leda Goellner disse...

Concordamos com a criação da AAPPrevi. Com certeza nos filiaremos e vamos contribuir.
Desejamos um 2010 cheio de realizações, para todos nós !

rosalina_de_souza disse...

Marcos Cordeiro e Amigos do blog.

Já passou da hora de realmente termos representação de fato,uma associação neste momento efetivando suporte necessário ao CANAEL,e promovendo discusões acerta dos temas que envolve PREVI e CASSI.
Agora Marcos,não sei como funciona na prática uma associação,como são desenvolvidos os trabalhos,se é necessário a presença dos que vão compor o quadro desta associação?.
Minha pergunta é pertinente,porque os amigos mais interessados em melhorias a todos nós do PB-1.Estão esparramados pelo território brasileiro,e muitos de nós não temos qualificações,requisitos básicos sobre normas,estatutos que regem a PREVI,e talvez nem estudo suficiente para tamanha grandeza que um bom trabalho requer.
Mas por outro lado temos de sobra,vontade de aprender,honestidade,vontade de trasformar a atual situação em dias melhores.
Marcos tem meu total,apoio a esta nova sigla,talvez não poderei ajudar muito pela minha baixa escolaridade,mas lutarei junto a todos para tornar esta projeto em realidade,e esta "futura associação" desde o recebimento de meus proventos de pensão no ano de 2001,sera a primeira da qual farei parte,ja que nunca acreditei nas falsas promessas descabidas que todas que ja existe a muito e muitos anos,nais quais meu falecido marido contribuia a anos nada fizeram em seu favor.
Marcos e colegas desta vez famos trasformar um sonho em realidade para não mais necessitarmos de MENDIGAR melhorias no PB-1.

Ricardo Annoni Neto disse...

Apoio total à criação dessa nova entidade. Embora ações na Justiça (???) não tragam solução a curto prazo, que é o que precisamos (haja vista o caso do Imp.Renda 1/3 Previ que já rola - ou será "enrola"? - por quase duas décadas) parece não haver outra alternativa para tentar corrigir os erros apopntados. Quem sabe nossos netos possam receber o resultado de nossas providências de hoje.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Rosalina.

- Suas perguntas terão respostas tão logo possamos contar com o resultado da enquete. No entanto, nada impede que Colegas com disponibilidade para assumir cargos (e encargos) – você inclusive - se apresentem como forma de ajudar-nos. Por isso lanço um apelo aos que tenham condições de comprometimento que se comuniquem fora do Blog: marcosmca@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Apoio plenamente a sugestão, e sugiro que no estatuto da nova Associação seja vedado o acesso a cargos de diretoria das pessoas que já ocuparam cargos remunerados nas atuais associações, Previ, Cassi, etc.. Assim não correremos o risco de que essa corja volte a nos "representar".

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Colega (06:16).

Aqui não vale o ditado: "Casa de ferreiro, espeto de pau".
CANAEL neles. Temos que dar o bom exemplo.

João disse...

Marcos,

Inclua meu nome no rol dos associados da futura entidade, e informando que aqui na Paraíba temos vários colegas batalhadores que também devem aderir para o engrandecimento de nossa causa.

JSMOURA

Sérgio Figueiredo disse...

Fico muito feliz em ver que estamos avançando cada vez mais. Com a criação dessa nova Associação, estaremos nos desvinculando de práticas provincianas e continuístas, que só prejudicavam os participantes do Plano 1. Com independência, união e organização, somos capazes de lutar com mais igualdade. Estou completamente de acordo com a criação da AAPPREVI e espero que tenhamos a aprovação de grande parte dos participantes. Desde já, estou divulgando com todos os conhecidos, a intenção do blog Previ Plano 1. Um grande abraço a todos...

Ravacci disse...

Como já te falei antes acho que está na hora de nos associarmos formando uma entidade independente.

Sérgio Figueiredo disse...

Caro João,

Vendo seu comentário das 07:11, verifiquei que também és paraibano como eu. Que bom que estamos no mesmo barco. Um grande abraço...

Duca disse...

Caro Colega Marcos Cordeiro, Concordo plenamente com a criação dessa associação, e desde já pode contar com minha filiação e apoio no que for preciso.Tenho certeza que em 2010 conseguiremos vencer esta batalha, com muita força, muita garra,e muita sabedoria!! FELIZ 2010 PARA VOCE, TODOS PARTICIPANTES DO PREVI PLANO 1 E FAMILIARES!!

Francisco Rodrigues disse...

Declaro meu apoio incondicional.

Já me sinto membro da AAPPREVI.

Um abraço à todos e feliz 2010.

Anônimo disse...

Mudando um pouco de assunto, gostaria de saber se alguém tem informações da previsão do resultado da Previ em 2009. Abraços...

Anônimo disse...

Estou plenamente de acordo com a proposta e disposto a divulgar a ação junto a aposentados em Campina Grande-PB, menos a Graça Machado, é obvio.

Fernanda Prada disse...

Como já dito no post Ano Novo - Tudo Velho: "Vamos esquecer um pouco o batido bordão de que no ano novo tudo será diferente. Embora esse seja um desejo coletivo a mudança não depende só do passar do tempo, mas de muitos outros fatores".
Acredito que a criação da associação intitulada AAPPREVI já é um grande fator para essa mudança em busca de justiça a favor de quem merece e deve tê-la.
Meus parabéns pela coragem da iniciativa proposta e muita força intelectual e prática para os próximos passos.
Daqui pra frente, se a associação for de fato consolidada, poderemos seguir o ditado "um por todos e todos por um".
Meu voto já está contado.

Até mais.

Rogério Carvalho disse...

Marcos, concordo plenamente com a criação da AAPPPREVI, excelente idéia a tua, inclusive acho que chegou a hora de sairmos da inércia e passarmos para a ação. Pode contar comigo e vários outros colégas aqui da região de Pelotas .RS. Feliz 2010 para voce e demais colégas, extensivo a familiares. Rogério.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Parabéns pela idéia! A formação de uma associação é, certamente, o caminho mais adequado para que possamos atingir os nossos objetivos. Entretanto, devido aos fatores limitantes, principalmente de ordem financeira, talvez não seja conveniente, pelo menos de início, querer abraçar um conjunto grande de problemas. As duas grandes questões com que nos defrontamos, no momento, e que, talvez, constituam as principais preocupações dos colegas, se referem à distribuição dos superávits e o voto de minerva. Com relação ao superávit, será preciso, inclusive, discutirmos uma fórmula mais justa para sua distribuição, pois muitos colegas foram prejudicados pela nefasta política salarial e previdenciária do governo anterior e tiveram os seus complementos de aposentadoria bastante rebaixados. Será que não seria conveniente, então, a AAPPREVI concentrar toda a sua força na solução desses dois problemas, pelo menos de início? Pois, hoje, muito do que se reclama da ANABB e outras associações é das suas posições omissas diante da questão do superávit.
Com relação à propaganda boca a boca, será suficiente para atingirmos o público necessário? Será que, já de início, não teríamos que usar uma terapia de choque, tomando alguma medida judicial contra o BB ou a PREVI para preservar o interesse dos associados e divulgar o máximo possível pela mídia? Não seria uma maneira mais adequada de arregimentarmos mais colegas para essa associação?
Com relação ao nome da associação, sugiro esse: ANAPEPREVI – Associação Nacional dos Aposentados e Pensionistas da PREVI, nome que achei mais fácil de ser soletrado.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Marco Aurélio Damiani,
Obrigado pela participação.

- Aqui, como em tudo na vida, há que se observar 3 coisas fundamentais: começo, meio e fim.
- Reputo de coerência sustentável seus argumentos e preocupações com as questões levantadas, porém todas elas passam pelo primordial: começo. Se não houver associação nada poderá ser feito.
- Analisemos seus questionamentos: 1) a questão de ordem financeira só será superada com arregimentação de sócios. 2) o conjunto de problemas que nos afligem terá que ser enfrentado por partes; a citação constante dos argumentos defendidos neste post destina-se ao esboço das finalidades da associação, acenando para o “público alvo” os serviços que terão à disposição. 3) a concentração de forças para tratar do superávit e voto de minerva não implica, necessariamente, em relegar outras questões para segundo plano: uma vez criada a associação sua estrutura permitirá o trabalho em várias direções, sem perder o foco das prioridades, e uma delas é a questão jurídica. 4) a terapia de choque que propõe para arregimentar colegas passa pela superação do problema inicial – a questão de ordem financeira. E somente poderemos “mostrar serviço” depois de devidamente estruturados para iniciar os trabalhos. De se notar que todas as tentativas de alcance de soluções têm se deparado com o problema básico da falta de recursos: Manifesto à nação, Denúncia aos Órgãos competentes, Cartas aos Congressistas, Interpelação ao Banco e à Previ, etc. Tudo se constituiu em meras tentativas pela ineficácia do tratamento dado: o meu insignificante concurso desprovido de dinheiro para agir de forma adequada não foi muito longe, pois somente e-mails e a compra de selos subsidiada por um só bolso não é suficiente para atingir grandes alvos. 5) o nome sugerido para a associação foi posto para apreciação, também não é definitivo, e sua aceitação depende do consenso que virá através de sugestões como essa sua. No entanto, a sigla que propõe lembra uma analogia que deve ser banida de nossas mentes.
- De todo modo agradeço pelas ponderações, esperando que sirvam de incentivo ao surgimento de outras de igual sentido, amparadas na mesma boa vontade demonstrada em contribuir.

Jorge Teixeira disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Gostaria de dizer que entrei o ano de 2010, plagiando um dito popular, com o pé direito. Família toda reunida aqui em casa. Meus três filhos, nora, genro, amigos do meu filho e meu neto Breno. Contrastando com algumas cidades como Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Angra dos Reis, aqui em Araruama não tivemos chuvas fortes na última noite de 2009. Ontem, 01.01.2010, foi dia de céu azul, sol forte e praias cheias de veranistas. Hoje dia 02, pelo andar da carruagem - agora são 08:05hs -, o fato deverá se repetir. A essa sequência de boas notícias alia-se a proposta de criação da Associação dos Aposentados e Pensionistas da PREVI – AAPPREVI. Proposta que tem o meu total apoio. Gostaria apenas de, por uma questão de coerência e partindo dos propósitos que determinaram a criação do Previ Plano 1 – site dos aposentados, pensionistas e demais integrantes do plano de benefícios 1 da Previ –, sugerir que a associação viesse a cuidar, apenas, dos interesses dos integrantes do “PB-1” que, aliás, como todos sabemos, não são poucos e nem tampouco de fácil solução. Exigirão dedicação integral dos membros que comporão a AAPPREVI. Não se trata absolutamente de proposta egoísta. Os interesses dos participantes do Previ Futuro são diferentes dos associados do “PB-1”. Os colegas pedevistas e demitidos já têm as suas associações próprias. Diante do exposto penso que seria um passo bem mais à frente a criação da AAPPREVI com a configuração ora sugerida. Vale registrar o meu entendimento de que poderemos ser muito mais produtivos e eficazes concentrando as nossas atenções especificamente nos problemas que afligem os aposentados, as pensionistas e os colegas da ativa do “PB-1”.

Anônimo disse...

Colega Marcos,
Antes de mais nada quero cumprimentá-lo pela arrojada iniciativa. Uma "associação" virtualmente criada já, ao que parece, caminha com as suas proprias pernas para o mundo real.
Vamos abraçar esta causa e oferecer todo apoio para alcançar os objetivos. Só vamos conseguir ser ouvidos se alguem tiver a nossa representatividade de pessoas de nosso meio. Alguem que sinta "na carne" a desconsideração daqueles que um dia estarão do lado de cá. Não adianta elegermos nomes que só buscam um fim: engordar os seus salários, usar das mordomias que os cargos lhe conferem , projetar os seus nomes para "um algo mais", e esquecer quais foram as razões que os conduziram até ali. Pena que não podemos impetrar um impeachment pela inercia dessas pessoas. Mas o corpo social poderá exigir um artigo no Estatuto para que os associados disponham de um "Conselho de ética" para apurar a lealdade, isto é, se estão defendo quem os elegeu. Do jeito que a Carruagem caminha, logo estaremos elegendo apenas representantes do Patrocinador.(ou da Previc).
Quanto aos nomes, apos uma formatação das finalidades, poderiamos (se houver concordancia), usar União, Clube, Sociedade, sempre acompanhado de P1. Não se estresse. "Peruada" é o que não vai faltar. rsrsrsrsr

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colega Jorge Teixeira.

- Parabéns pela felicidade que o Criador lhe proporcionou durante as Festas de fim de ano.

- A partir de agora precisamos ter em mente que atingimos o estágio crítico das definições. Num primeiro momento há a enquete que irá viabilizar a fundação. Mesmo sem essa definição devemos encarar a difícil tarefa da escolha de nomes para compor a Diretoria, já. Depois, temos que levar à consideração desses nomes a aprovação do Estatuto, cuja minuta já está concluída.
- Definidas essas introduções iremos consolidar a criação propriamente dita que deverá ocorrer ao encerramento da enquete (restando, apenas, 13 dias). Nesse ínterim, precisamos resolver o problema da falta de recursos financeiros para início dos trabalhos uma vez que, oficializada a fundação, deveremos partir para o cumprimento de metas, que já deverão estar delineadas pelo grupo fundador e com suas prioridades definidas.
- Tudo isto deverá ser bem pensado, examinado e ponderado. O bom sendo recomenda ações rápidas, mas sem afobação. Por isso renovo o apelo para que todos se manifestem sobre essas providências imediatas, principalmente com relação à proposição de nomes e superação da falta de recursos.
- Gostaria que entendessem que a partir de agora acabou minha “intervenção ditatorial”.
A condição de mediador do Blog não me outorga direitos sobre os destinos da nossa Associação. Ela passou a ser responsabilidade de todos nós.
- A abrangência do quadro de representados também deverá ter sua discussão concluída neste período. Neste ponto não podemos esquecer que a gigante ANABB está desacreditada pela falta de ações concretas impostas à defesa dos seus associados, e não necessariamente pelo tipo de carentes de amparo que ela representa.

Marcos Cordeiro (André) disse...

- Com relação à proposição de nomes para compor a Diretoria, somente serão publicadas as indicações identificadas, para evitar imposição de grupos alheios à nossa causa, ou mesmo a auto promoçao.

Sérgio Figueiredo disse...

Excelentes ponderações do colega Jorge Teixeira! No meu humilde entendimento, creio que a AAPPREVI deveria cuidar apenas dos interesses do Plano de Benefícios 1, deixando de fora o Previ Futuro. Claro que não se trata de exclusão. Apenas pelo simples fato de já existirem outras entidades cuidando do Previ Futuro. Temos que nos concentrar no PB-1, que se encontra abandonado pelos dirigentes. Mas, apoio quaisquer decisões que venham a ser tomadas por todos os participantes. Um grande abraço a todos...

Anônimo disse...

Colega Marcos e Blogueiros,

Primeiro quero desejar O Melhor Ano de Suas Vidas, para a ano que se inicia, cheio de saude, paz, harmonia e concretização de seus sonhos.
Estava viajando por Porto Seguro (BA) e estando com familiares em Minas Gerais. Nesse período acessei pouco nosso Blog. E quantas novidades, heim?. Estou muito feliz, principalmente por estar se transformando em real o que começou como virtual. Marcos, concordo totalmente com você nessa empreitada, mas como o colega Jorge Teixeira, acho que nosso foco deveria ser o pessoal do PREVI Plano 1, pelo menos no início, para conseguirmos alcançar nossos objetivos com mais eficiência.Quero me colocar a disposição para colaborar com os gastos iniciais para registro da Associação, minha filiação não preciso nem falar, serei uma das primeiras.
Abraços a todos,

Lázara Rabelo

Anônimo disse...

A "colega" do outro blog desapareceu por todos estes dias. Talvez numa continuidade do que fez em seu mandato: nada. Afinal, para ela o ano só começa oficialmente após o carnaval...

Anônimo disse...

Colega anonimo de 02/01 às 6:26
Nossa colega não tem, literalmente, com o que se preocupar. Negocie-se ou não qualquer coisa para nós, ela recebe sua remuneração de Diretora. Afinal, participar de reuniões, e reuniões, e viagens, mais viagens, cansa..uah! Rapaz, me deu uma preguiça.. só de falar nisso. Ela deve estar pensando;"Estou cansada de não fazer nada, porisso vou descansar um pouco."

Anônimo disse...

Marcos,

Mais uma vez fostes preciso. Penso que se quisermos conseguir soluções justas em relação à PREVI devemos formar uma nova associação. Não visamos e, certamente, não visaremos arrigimentar recursos para tornar a associação forte patrimonialmente. Não visamos o lucro e sim que possamos ter um instrumento que nos dê um assento nas negociações para soltarmos nossos gritos clamando por respeito, consideração e e justiça. Todos nós quando na ativa ajudamos a construir um pouco da história do BB e da PREVI. Quem sabe estes mesmos gritos não possam ser, no futuro, de alegria.

Pedro.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros Colegas.

- Pergunta aos aficionados por futebol: como se sentem quando o técnico da seleção brasileira só escala “estrangeiros”?

Anônimo disse...

Caros colegas e futuros associados,

Creio que, formalizada a criação e com os nomes escolhidos, para sanar o problema financeiro, pelo menos em parte, poderiamos, quem puder, ANTECIPAR um numero de contribuições mensais.
Por exemplo, já de início depositarmos em conta da associação o equivalente a 10 ou 12 parcelas, que irao sendo compensados ao longo do periodo.
Boa colocação quanto a escolha de estrangeiros. Eh realmente o que sentimos.O problema eh que, no caso da PREVI, CASSI, ANABB e outros, os técnicos sao tambem estrangeiros.
Luiz

Ivan Rezende disse...

Marcos e Jorge Teixeira:na minha participação anterior expresseik que não teriamos apoio dos da Previ Futuro, talvez já imaginando que deveriamos nos preocupar com os Aposentados e pensionistas do Plano 1. E a tarefa já será gigantesca.Vejamos a posição do 3º trimestre 2009:
Previ Futuro:
Ativos...............55.271
Aposentados.......... 70
Pensionistas......... 206

Plano1
Ativos...............34.993
Aposentados..........67.492
Pensionnistas........18.911

A missão de fazer respeitar tempestivamente os direitos dos aposentados e a melhoria do percentual para pensionistas, logo, logo estaremos atendendo um contingente de 100.000 colegas.

Ivan Rezende disse...

O Rogério Ceni, ex funcionário do BB, era reserva de um Administrador. Um goleiro do nosso time de sessenta, na realidade era lateral direito, só que concorria com o subgerente, que também era da posição. Resultado:virou goleiro.
O brasileiros, ao serem barrados pelos estrangeiros, devem sentir-se, hierarquicamente deprimidos.

mariano branquinho disse...

Valeu Marcos, parabéns mais uma vez.Vamos tocar a idéia pra frente e fundarmos essa associação.Conte conosco aqui na Paraíba. Abraços Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Muito oportuna a ideia do colega Marcos. Estou plenamente de acordo com a criação da Associação e disposto a divulga-lo em minha região a fim de conseguirmos o maior numero de associados possível, tornando-a mais forte na defesa dos intereses, que deve focar unica e exclusivamente no
PB-1.

Heraldo
Campina Grande-PB

Manoel Sales de Oliveira disse...

Caro colega, infelizmente tenho que dizer que estou escaldado com tantas associações cujos resultados são quase sempre levados a efeitos inesperados. Fui surpreendido por alguma delas. de princípio são pobres "coitadas", mas depois que o capital aumenta começam a criar regras, muitas delas sem consulta prévia aos associados. Em resumo, e por último, fui expulso do quadro de associados da Cooperforte sem ao menos ser avisado por conta de uma dívida, ainda em ser, que tenho para com ela. Claro que fiz regociações, mas que infelizmente por conto do difícil momento pelo qual passava meu orçamento não suportou cumprir com o determinado, e um certo dia recebi uma carta na qual comunicava minha expulsão depois de reunião com elementos com poderes para aquele ato. Devo, não nego e quando puder pagarei. Talvez até a Entidade tenha razão, mas a falta de prévia comunicação me deixou muito chateado, e eu estava com ela desde sua fundação, quando cada associado era um meio de comunicação, de difusão em potencial distribuindo panfletos datilografados manualmente entre os demais colegas... Enfim, abraços.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Colega Manoel Sales de Oliveira.

- Sua revolta se assemelha à minha. Cansado de contribuir para associações que nada fazem além de consumir minhas contribuições mensais, resolvi enveredar pelo caminho que me trouxe até aqui: criar uma Associação específica que em nada se assemelhe ao que aí está, e que, de fato, defenda meus interesses. Como não pode ser somente minha, abro as portas para quem dela quiser participar e a quem passarei o comando tão logo esteja satisfeito com o seu feitio, com a garantia de que acertei na escolha.
- Ou você acha que depois de jogar dinheiro fora durante décadas pagando à ANABB, AAFBB e outras, simplesmente passaria a pagar a mais uma Entidade para não fazer nada por mim? E, o que pior, enlameando meu nome com falsas promessas?

Anônimo disse...

Marcos,

Há anos convidado para participar de associações ANABB, AFABB, etc.,colaborei com todas.
Para entrar na nova associação irei me desfiliar das outras, para não arrumar mais problemas financeiros.
Abç
Anônimo