terça-feira, 18 de maio de 2010

Recuperação

Caros Colegas.

Eis a pergunta que me foi feita hoje.

“Como aposentado, me sinto envergonhado pela falta de interesse de minha categoria em assunto tão intrinsecamente relacionado à nossa vida. E me pergunto: será que estão felizes com o que recebem? Será que sabem que se morrerem antes de receber o superávit seus filhos ficarão a ver navios? Marcos, em sua opinião, o que ocorre com nossos colegas?”

Eu arrisco responder o que ocorre.

Falta mais que interesse. Falta conscientização. Falta informação.
Existe uma barreira natural a separar o aposentado/pensionista dos dois mundos que habita. Um é o aconchego do lar, o convívio com a família, o saber que não precisa se desgastar com o que acontece lá fora porque o sustento está garantido, sem se importar com o quanto lhe é devido e não disponibilizado. Contenta-se com a situação.

Isto é comodismo.

O outro mundo é o que ouve dizer em pontas de conversas com colegas, nos encontros esporádicos. Mas os assuntos tratados nesses breves momentos são complicados. Cuidam de coisas que não se dá ao trabalho de avaliar. Coisas como demandas judiciais, resoluções, superávits. Intriga e briga por poder nas Entidades que aprendeu a admirar. Denúncias de corrupção nas associações que ajudou a fundar. Benefícios longe do seu alcance. De tudo isso quer distância.

Isto é apatia.

Mas falta pouco para que se mude esse cenário.
E o pouco que falta está ao alcance de cada um de nós, parceiros de outrora.

Todo aposentado gosta de ler, de se informar, desde que com veículos amenos. Nada de tratados de sociologia ou de best-sellers volumosos. Coisinhas simples, pequenos escritos como os antigos almanaques.

Partindo desse princípio, cabe aos aposentados que não se deixaram abater, e aos recém incluídos nesse rol, cuidar para que os mais antigos voltem ao convívio da “família satélite” - que precisa despertar.

Vamos fazer uma cruzada de recuperação dos ânimos. Todos podem e devem se empenhar nessa missão pelos caminhos do coração e da razão. Vão buscar os antigos colegas para reviver. Procurem se inteirar de quais assuntos eles aceitam discutir com prazer. Levem-lhes temas atualizados em pequenos excertos, informações condensadas, tipo artigos de Seleções. Tudo sobre o antigo mundo de trabalho. Procurem readaptá-los à linguagem bancária. Conversem sobre possibilidades de ganhos através da justiça. Vitórias que redundarão no crescimento de pensões futuras. Mas tendo o cuidado de não exagerar na dose com acúmulo de informações. Com sutileza e paciência readquiram sua confiança para tratar de discussões mais sérias.

Num trabalho de reconquista, vamos trazer de volta os amigos afastados da nossa roda e fazê-los vibrar com a vontade de lutar por seus direitos.

Com este empenho e dentro desse espírito de amizade e compreensão adensaremos nosso grupo, ganhando corpo para vencer eleições.

Essa é nossa missão.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 18/05/2010.

21 comentários:

Anônimo disse...

Marcos,

esbarramos sempre na mesma coisa, não temos uma entidade forte que nos congregue e tenha condições de fazer valer nossa opinião( por enquanto eu sei), mais até chegarmos lah , pagaremos um preço alto.
esse negocio de ir aos poucos e progredir , as vezes cansa, pq os que nos querem ver pelas costas nem dormem, arquitetando planos e formas de surrupiar o que é nosso.
desabafo ( deve ser pelo vento que tah la fora).
21.35hs


sergioinocencio

Ivan Rezende disse...

Caro colega, não se envergonhe de nossa classe de aposentados. Procure conscientizar e convencer os de seu relacionamento para deixar o comodismo e participar de nossas causas. Tarefa difícil, mas não impossível.
A cada dia você conquista e convence alguém. Infelizmente sempre fomos manipulados quando na ativa, por entidades extra- Banco. Era a ANABB com promessas de ações, que outros colegas conseguiram resultados positivos na Justiça Federal. Era a AAFBB com seus prepostos vendendo seguros de vida, assim como o SEGASP, que, semestralmente nos apresentavam a proposta de renovação já preenchida, onerando, sobremaneira, os nossos proventos líquidos.
Quando se está jovem, com família em formação, até que se entendia manter pecúlios pois, em caso de sinistro -e é o que todos temiamos- a família não ficaria desamparada.
Mas hoje não justifica nenhum outro que não seja a CAPEC, pois a família está reduziada e os filhos conduzidos.
A conversa no dia a dia é que irá mudar esta situação.
Muitos se acostumaram a esperar. Vamos chegar até eles e convencê-los a antecipar.

velho sim, alienado nunca. disse...

Nossos colegas se abstêm de votar e quando perdem a oportunidade de mudarem o que tem de pior nas instituições, vem aos blogs chorar miséria e mendigar aumento no empréstimo simples como se isso fosse a tábua de salvação de suas vidas.
Caro Marcos, isso não é comodismo é burrice mesmo. A maioria dos nossos colegas ainda não se deu conta de que nem o patrocinador nem a PREVI não estão nem aí para nós. Cada um dos participantes que parte para o andar de cima ( MORRER MESMO) é motivo de comemoração para eles, pois vai sobrar mais dinheiro.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Colegas:

Agildo de Lima Machado (J.Pessoa) e
Arnaldo Miranda Maia Filho (Jacobina).

Pedimos entrar em contato com a AAPPREVI.

(41) 3045-0370
www.aapprevi@aapprevi.com.br

Anônimo disse...

Colegas,
Este é um processo eleitoral atipico, em que, certamente, prevalecerá a vontade da minoria.
66% dos ativos votaram em apenas 2(dois) dias; menos de 10% dos assistidos votaram no mesmo periodo.
A ausencia, ou omissão, poderá prejudicar a todos. Não se trata de um embate entre ativos e assistidos. Mas se a participação dos assistidos for grande, prevalecerá um consenso. Dificil saber o que será melhor. Com uma participação maciça será mais democrático curvar-se à vontade da maioria, e torcer para que a escolha foi a melhor.

Rubem Tiné disse...

A apatia vai continuar, vamos ver a quantidade de aposentados que vão votar nas eleições da PREVI. A propósito, o pessoal da situação está espalhando a notícia de que a chapa da oposição, se eleita, vai fazer a junção dos dois planos, é verdade? alguém sabe responder? se for verdade é bom, ruim ou tanto faz apara o plano 1.

Anônimo disse...

amigos MARCOS, entndo em parte , a passividade dos colegas aposentados.Tem muitos aposentados (pre-67,e que se aposentaram ate 1995) que ganham muito bem, e que ganharam muito bem nos 30 anos de carreira do Banco(o velho).Quando se aposentaram saiam com o salario da ativa e muitos (ano 95)sairam ganhando mais ainda por um calculo que ate nao hj nao entendi. E tambem, somo tambem a idade avançada,o familiares desinteressados, outros avessos a INTERNET.

BRUNO BAUMGARTEN disse...

Sinceramente Sr. Rubem não sei como ainda tem gente que acredita num boato desses. Onde já se viu uma diretoria mudar o que a lei proíbe. O que pode acontecer é uma mudança na lei via congresso.
O Sr. deve ser aquele tipo de pessoa que se alguém disser que viu o saci pererê, a mula sem cabeça ou alguns desses personagens do folclore brasileiro vai ficar acreditando e perguntando se mais alguém viu.
Com todo respeito vá procurar alguma coisa mais útil para se ocupar.
Nos seus comentários postados anteriormente eu até pensei que o sr. fosse mais esclarecido, mas sinceramente quanta decepção!!!!

Ivan Rezende disse...

O pessoal da ativa já está escaldado e também quer mudanças. No último pleito da CASSI 30.000 votaram contra e 27.000 a favor da Chapa vencedora. Portanto está nas mãos de nós, aposentados, decidir estas mudanças.E este é o trabalho de todos: conscientização.

Anônimo disse...

MARCOS NÃO ESTOU DESANIMADO. VENHO TRABALHANDO EM FAVOR DA CHAPA 1. MAS HOJE .... 3 DE NOSSOS COLEGAS ESCLARECIDOS DISSERAM QUE VOTARAM NA CHAPA 3, NA SITUAÇÃO, ACHA QUE AQUILO DE JUNÇÃO DE PLANO OS ASSUTOU. EU DISSE QUE NÃO ERA POSSÍVEL AQUILO. FOI ERRO DE PROPAGANDA DA CHAPA 1. MAS O MAL JÁ ESTAVA FEITO.
MAS NÃO DESISTO NUNCA, CONTINUO ARREJIMENTANDO VOTOS PARA A CHAPA 1.
ABRAÇOS. AIRTON

jeanne disse...

Alguns colegas aqui de Poços de Caldas também tem medo dos planos se juntarem e irão votar na chapa 3 por este motivo.Eu já votei na chapa 1 porque nem vislumbro esta possibilidade.jeanne.

Anônimo disse...

Colegas,

Não concordo com as críticas à quem faz perguntas demonstrando falta de conhecimento do assunto relacionado com a Previ,BB,Cassi e associações, este canal é justamente para esclarecermos certos pontos e os que sabem mais podem informar educadamente aos que estão chegando ou desconhecem os estatutos que regem a Previ.
Essa doação de conhecimento na área não precisa ser feita de maneira arrogante destratando o colega, isso só faz com que o colega menos informado se afaste do nosso convívio e essa não é nossa intenção.
Também acho que os colegas que pegaram ES são os que mais participam dos blogs e votações, quem está com a vidinha toda certinha é que fica no seu canto tranquilo e não participa de nada, nem quer lutar por nada "A necessidade é a mãe da criatividade". Criatividade é o que precisamos ter para nos unir cada vez mais.

Jane Torres de Melo disse...

O que é votação?
Processo de DECISÃO no qual votantes EXPRESSAM A SUA OPINIÃO por meio de um voto de maneira predeterminada.
Quantas vezes já ouvimos:
Ah, se o voto não fosse obrigatório, não votaria !!!
O pessoal da ativa vota, em massa, por pressão dos Administradores.
Isso é um problema cultural.
Acomodação e apatia tem cura !!!!
A "CRUZADA PARA RECUPERAÇÃO DOS ÂNIMOS" será fundamental para que tenhamos expressão de votos.
Vamos à ela !!!

APOSENTADO SIM, ACOMODADO E APÁTICO
JAMAIS !!!!

Jane.

Anônimo disse...

Como ja escrevi aqui no blog varias vezes,quando eu era da ativa e recebia aquele envelope para votaçao,
perguntava para os colegas: E para votar em quem?Voce votou em quem?
Depois passou a ser pelo SISBB e continuou tudo igual.
Agora, so com muita UNIAO e muitos ESCLARECIMENTOS poderemos mudar a situaçao.
Sandra

Marcos Cordeiro (André) disse...

Vamos interpelar os responsáveis pela composição da Chapa 3 para que informem onde conseguiram formar um cadastro de celulares dos aposentados e pensionistas da PREVI. Mensagens estão sendo endereçadas nos seguintes termos:
"Migração do Previ Futuro para o plano 1 fará os dois planos perderem dinheiro. Veja por que em www.unidadenaprevi.com.br e vote Chapa 3". Remetente: 2721. Mensagem de hoje, dia 18/05/20010.

Há suspeitas de que sejam duas as fontes: ANABB e PREVI. O mais provável é que o Sasseron esteja por trás da disponibilização, pois há casos de colegas que não são associados da ANABB e que tenham recebido o "torpedo".

Pedimos aos que recebam a importunação que anotem a hora e comuniquem à AAPPREVI, mediante identificação do nome (não precisa informar o celular).

Plinio disse...

Recebi o SPAM via SMS às 11:53 do dia 18/05/2010.

Anônimo disse...

Exemplos de isolamento, desinteresse e desinformação de assistidos:

Estado Ativos Votos assist. votos
Acre 256 190 79 0
Amapá 212 165 60 1
Rondonia 564 452 163 3

Apenas como exemplo. O que acontece com nossos colegas aposentados? Que tratamento estão recebendo das agencias onde receb em seus beneficios? Será que sabem que há uma eleição da Previ, em curso?
Contingentes tão pequenos, e isolados.

Jane Torres de Melo disse...

Recebi mensagem às 14:55h, de 18.05.2010.
Os resposáveis pela campanha da Chapa 3 devem ser interpelados pois nossos dados cadastrais são confidenciais.
Jane

Anônimo disse...

Há alguns dias a Contraf-cut veiculou, em seu site, uma noticia de que a Câmara teria aprovado a extinção do Voto de Minerva, instituido pela LC 108/2001.
O que realmente aconteceu, foi a apresentação do relatório, onde o deputado relator, consignou seu voto pela aprovação do PLP 140/2007. Este relatório ainda não foi votado na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania. Encontra-se pronto para a pauta. Após a votação na CCJC deverá ir a Plenário, e ainda, seguirá os mesmos tramites até o Senado.
Um fato pitoresco é que esse Projeto "sumiu"(extraviou) na Comissão de Seguridade, e teve que ser refeito, para, ao depois, ser rejeitado pela Comissão.(conforme consta no tramite do PLP 140/2007).
Charles De Gaulle disse uma vez que: "O Brasil não é um país sério."
Será que ele tinha razão?

Rubem Tiné disse...

Direito de resposta.

Sr. Bruno, quanta arrogância, quanta prepotência, o boato foi espalhado através de panfletos e pela internet, não sou jurista, não entendo de leis, não sou obrigado a saber de tudo e minha dúvida, pode ser a dúvida de outros colegas, é tanto que o Marcos já colocou um novo post esclarecendo a minha pergunta, portanto, procure um psiquiatra, faça um tratamento, anti-arrogância e seja mais educado.

Anônimo disse...

Recebi uma ligação que se dizia ser da Previ, cujo nome é Vanessa e a mesma me pediu voto para a chapa 3.
Respondi que já havia votado.
Então ela quiz saber em que chapa, eu lhe disse que não poderia informar porque o voto é secreto.
Pergunto a vocês do blog: isto pode?
Quer dizer boca de urna, digo, de telefone?
Acho esse procedimento incorreto, pois suponho que a chapa 1 não tem meus dados pessoais, como nº de telefone, etc.
Então,como pode a Previ pedir meu voto para a chapa 3? Quando deveria se comportar com neutralidade. Desconfio que aí tem mutreta.