segunda-feira, 16 de julho de 2012

Irrelevância presumida


Marcos Cordeiro de Andrade

Caros Colegas,

Nos últimos dias foi amplamente divulgado que a FAABB havia agendado reunião que ocorreria hoje (16/07) junto ao Ministério da Previdência, onde seriam recebidas figuras de proa da ANABB, da AAFBB e da própria Federação, para tratar de assunto da mais alta relevância para aposentados e pensionistas dependentes dos Fundos de Pensões.

Mas esse evento não ocorrerá. E é de todo inconcebível e inaceitável que o encontro no Ministério tenha sido cancelado pela via telefônica, quase em cima da data marcada. Pela importância de que se reveste o assunto, o cancelamento deveria ter sido tratado pelo próprio Ministro, formalmente e por escrito, para que a FAABB pudesse prestar esclarecimentos aos seus representados com uma desculpa confiável para o adiamento, mesmo sem remarcação de data – outra falha registrada.

Se não bastasse a evidente falta de respeito e consideração para com as eminentes pessoas que seriam recebidas, e que chamaram para si a responsabilidade pelos resultados ao cuidar da edição da Minuta de Retirada de Patrocínio, há que se ter em mente que eles estariam falando em defesa de mais de 300 fundos de Pensões, representando milhões de pessoas envolvidas. Pois, como se sabe, a edição da Minuta envolve esse universo previdenciário.

Ademais, e confiante no cumprimento do acordado, a Federação marcou para depois de amanhã (18/07) uma reunião específica para dar conta do presumível resultado alcançado e debater o assunto, arcando com despesas de passagens e hospedagem em hotel de primeira linha para receber e abrigar seus convidados na Capital Federal, local escolhido pela proximidade com os Órgãos Federais, presume-se, e cuja relação prévia contava 36 componentes especiais.

Agora, com o esvaziamento da motivação primeira, restarão aos presentes ouvir e debater amenidades, excetuando-se o anúncio de que a CASSI merecerá atenção.  A não ser que fora da pauta divulgada se escondam questões mais relevantes, omitidas por motivos particularíssimos somente do conhecimento dos organizadores.

Por tudo isso, é oportuno lembrar que Entidades e autoridades da República não devem adotar postura de superioridade perante nenhuma camada da Sociedade. Vale salientar, também, que são motivos dessa ordem que nos levam a exigir transparência no trato com os indivíduos em qualquer campo do relacionamento humano.

Leia a Revista Direitos, da AAPPREVI:

http://www.aapprevi.com.br/revista

Marcos Cordeiro de Andrade - Curitiba (PR), 16 de julho de 2012, www.previplano1.com.br  

90 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos Cordeiro

Segue abaixo texto carta enviada à colega Isa Musa com sugestões sobre a reunião em Brasilia.

Cara colega Isa Musa,

No próximo dia 18/07, você estará coordenando, aí em Brasília, uma reunião com vários colegas para falar sobre o resultado do desdobramento da sua audiência com o Ministro da Previdência sobre a saída do BB como patrocinador do nosso Fundo de Previdência Complementar (dia 16/07). E, como o assunto interessa a todos, faço um resumo do que penso a respeito dessa Resolução e da distribuição de superávits.
Da distribuição do superávit – assunto antigo (ainda não resolvido), mas sempre recorrente, inclusive nessa nova Resolução (parágrafo 3º do art. 9º), entendemos o seguinte:
a) O Patrocinador não é um sócio do Fundo de Pensão. As suas contribuições (normais ou extraordinárias), nos termos do Art. 19º da Lei Complementar nº 109, têm destinação específica com a finalidade de prover o pagamento de benefícios de caráter previdenciário, e não pode ser confundido com os “Lucros” de uma Sociedade.
“Art. 19º. As contribuições destinadas à constituição de reservas terão como finalidade prover o pagamento de benefícios de caráter previdenciário, observadas as especificidades previstas nesta Lei Complementar”.
E, quem tem direito aos benefícios no Fundo de Pensão (prestação continuada; benefício temporário, etc.)? A resposta é: o participante, o assistido e o beneficiário. O patrocinador não tem direito algum ao BET, visto que, somente uma pessoa física pode receber benefício de caráter previdenciário. O BB sendo uma pessoa jurídica não pode receber o BET. As contribuições patronais vertidas para um Plano de benefícios, a exemplo daquelas vertidas para o INSS, não mais pertence ao patrocinador.
b) Para comprovar o que dizemos, vejamos o que diz o artigo 3º do Estatuto da Previ.
Art. 3º São objetivos precípuos da PREVI, a serem cumpridos na forma deste Estatuto, administrar e executar planos de benefícios de caráter previdenciário e outros autorizados, de forma a assegurar aos seus participantes, beneficiários e assistidos os benefícios previstos nos respectivos regulamentos de cada plano aos quais estejam vinculados, ressaltado que caberá.
O BB não consta entre os que podem receber beneficio de caráter previdenciário.
c) Por sua vez, a Deliberação 371 da CVM, no seu artigo 16 item b, confirmava a impossibilidade de o Patrocinador vir a ter direito a qualquer parcela do superávit, exceto na liquidação do Fundo.
Art. 16. b Os ativos do fundo devem ser usados exclusivamente para reduzir as obrigações de benefícios aos empregados, não são disponíveis aos credores da patrocinadora e não podem ser devolvidos à patrocinadora, exceto os ativos remanescentes no fundo no caso de sua liquidação.
Ocorre que, após a edição da “famigerada” Resolução 26 o BB tratou logo de incorporar no novo Estatuto da PREVI o seu direito ao superávit. E, também, a Deliberação 371 da CVM foi revogada. Agora, com a nova Resolução, o CNPC parte completar o projeto: acabar com o Plano 1.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

Da retirada do Patrocinador - Embora prevista no artigo 25 a retirada do Patrocinador temos que nos agarrar ao parágrafo único deste artigo. Nele exige-se seja observada a situação de solvência econômico-financeira e atuarial da empresa. Isso pressupõe que o espírito da Lei Complementar 109 é a continuidade do Plano. No entanto a nova Resolução do CNPC caminha em sentido contrário, ou seja, quer legalizar a extinção do Plano1, criando um novo já na modalidade de contribuição definida. Como Genserico, o vândalo que saqueou Roma, esta Resolução propõe um verdadeiro saque às reservas do Plano 1. Observemos o seguinte:
a) Já sabemos que as contribuições feitas para um Plano de benefícios têm uma destinação específica que é o pagamento de benefícios de caráter previdenciário. Entendemos que, se o patrocinador quer sair, além de quitar suas dívidas para com o Plano, terá, também, que deixar suas contribuições, pois, elas não mais lhe pertencem ao Plano. E, caso retire as contribuições o Plano ficará desfalcado e quebrará. De observar, ainda, que o Patrocinador não contribuiu para o Plano na qualidade de sócio. Ele assumiu essa dívida porque seus empregados lhe prestaram serviços e eles tem direito de receber um benefício no futuro.
b) Sendo o nosso Plano 1 de benefício definido, o cálculo do benefício leva em conta a média dos 12 ou 36 meses conforme a data da aposentadoria. Se essa Minuta prevalecer, como você sabe, o Plano 1 será extinto e criado um outro de contribuição definida. Ocorre que, nossas reservas só estão contabilizadas a partir de 03/1980, porque o BB não capitalizou as contribuições de 1967 a 1980. O art. 14 da Minuta diz que a reserva matemática individual dos participantes e assistidos deverá ser calculada com estrita observância ao regulamento do plano de benefícios. Porém, nossas reservas estão desfalcadas. E, a reserva individual (só contabilizada a partir de 03/1980) aplicada num plano de beneficio definido, renderá um valor muito aquém do benefício que ora recebemos da PREVI. O Patrocinador saindo não pode levar nada do Plano. Suas contribuições pertencem ao Fundo para honrar os benefícios.
c) O BB celebrou contrato com a Previ, o famoso acordo de 1997, a fim de integralizar as reservas matemáticas dos pré-67. O BB vem amortizando essa dívida, mas será que a Previ vem contabilizando o valor corrigido nas reservas individuais dos pré-67? A pergunta tem sentido porque no contrato o BB deve a Previ, mas, a dívida diz respeito às reservas dos participantes e assistidos pré-67. Com a hipótese de, agora, cada um sair com a sua reserva individual para um plano de contribuição definida esse debate tem que vir a tona.
d) No passado o Patrocinador e a PREVI formalizaram um contrato de adesão. O rompimento unilateral desse contrato pelo Patrocinador foge a lei natural dos contratos. Não sou Advogado, mas acho que se torna necessário a concordância da Previ. E esta, para assinar algo de tão magnitude, também, deve consultar os participantes e assistidos. Nesse sentido enviamos sugestão ao CNPC. No item VII do art. 2º da Resolução reza que será firmado um Termo de resilição de convênio de adesão e de retirada de patrocínio. Isto confirma a nossa posição de que a outra parte terá que concordar. Perguntamos: a) E, se a Previ se recusar a assinar o Termo? Não para tudo? b) para assinar o Termo de resilição a Previ não tem que consultar os participantes e assistidos?

Sem mais, desejo-lhe boa sorte nas negociações com o Ministro. Não deixe de levar na sua comitiva o colega Ruy Brito.

Antonio Barreto Bomfim – antoniobbomfim@hotmail.com
Ilhéus-Bahia

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega e amigo

Estou colocando agora este texto no meu blog.
Um abraço do
Edgardo

Com licença senhores juristas (conclusão)
Por Edgardo Amorim Rego

http://blogdoedear.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

A reunião que não haverá.Por comunicação informal desrespeitosa.
Eles não sabem de nada! Nada podemos saber entre eles. Não há enigma. É INgenuidade acreditar nos "orgãos de controle".Ignorancia não se lembrar de 2008/Res.26/"orgãos de controle", 2010 acordo memorando de intenções e a ADIN no escaninho errado.

Lena disse...

Alo chapa 6! Bando de hienas.
Nas próximas eleições acertaremos
as contas. Nada melhor que um dia após
o outro.

Fique com Deus Marcos.
Um grande abraço.

Anônimo disse...

Alô Dan Conrado, alô chapa 6 resolvam com urgencia o ES-180/180, já que nosso aumento foi aquele 4,8%. Emprestem aos aposentados e pensionistas, onde não tem calote, nem a bolsa influi e o lucro da Previ é garantido.

Anônimo disse...

Certissima, Lena! Conseguem aparecer somente pela revista da PREVI.
Apareça chapa 6!

Anônimo disse...

ALô, sindicalistas pelegos!!!
Cadê a chapa que vocês elegeram?
Quando é que vocês vão se manifestar, seus sindicalitas marionetes do governo!!!

Anônimo disse...

Pessoal, o INSS vai liberar o 13 salario somente em setembro.

Anônimo disse...

Marcos, por que essa reunião foi adiada dessa forma. Vejamos: 1) por que foram convidados apenas associações ligadas a funcionários do Banco do Brasil e não convidaram as associações de funcionários de outras empresas que possuem fundo de pensões, principalmente as estatais; 2) Parece que eles tem conhecimento de que essa saída do patrocinador só vai afetar os participantes e assistidos da Previ; 3) ao que parece somente o Banco utilizou da resolução 26 e se considerarmos que o lucro do banco se baseou no superavit da Previ, convenhamos que a administração do Banco tem muito a explicar e não sabemos a real situação dessa empresa, principalmente em atitudes que eles tem que tomar em relação ao acordo de Basiléia; 4) Essa reunião foi marcada de erros primários e inadmissíveis, primeiro ao marcá-la de repente sem pauta e sem planejamento; 5) Reunão desse porte não pode ser marcada informalmente com um Ministério com se fosse marcada com um colega de longa data sem a formalidade necessária. Tanto que a suspensão da reunião pelo Ministério foi feita de forma não usual e não aquela revestida de formalidade; 6) Por que as associações dos outros fundos não foram convidadas? O que há por trás disso? Como disse acima, será que apenas vai nos afetar e não aos outros? Qual real situação financeira do Banco hoje? O Banco esta sendo usado politicamente? Isto esta refletindo na sua perfomance? Como apresentar lucros como a dos principais bancos particulares como o Bradesco e o Itáu? Reflexão é preciso.

Anônimo disse...

Tô sentindo cheiro de companhia aérea. Santo Deus, voltar a trabalhar depois dos sessentinhas.

Anônimo disse...

Anonimo de 08:34,onde voce leu sobre o 13 so em Setembro?

Anônimo disse...

O INSS paga o 13 em setembro mas a Previ ADIANTA EM AGOSTO.

Anônimo disse...

Vi no site do INSS. Pelo menos o meu que cai a parte.Só se o da Previ vai ser diferente.Para agosto esta normal. Abraços

Anônimo disse...

CHAPA 6, LIBEREM OS 180/180 PELO AMOR DE SEUS. ESTOU MUITO NECESSITADO.

Anônimo disse...

Que bom, anonimo das 9:51, menos mal.

Anônimo disse...

Srs.,

Este País vai virar uma Líbia, uma Síria, caso essa gente tente continuar sacrificando os idosos e a classe média.
Deus me livre de tamanha loucura.
Mas a esquerda para manter o poder é capaz de matar seus irmãos e até mesmo cumpanheros, se preciso for.
La Esperança.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Comentário pertinente e bem fundamentado:


Prezado Marcos Cordeiro de Andrade

Realmente, foi uma grande falta de consideração o cancelamento da reunião com o Ministro por telefone, nas últimas horas, e sem marcar data para uma nova reunião. Estou sabendo porque você me informou. Somos insignificantes para os representantes do governo que só defendem o capital. E, essa posição de mando, de autocracia e de poder, também, vem se revelando em outras Entidades. Seus dirigentes se consideram como sendo os únicos com capacidade para decidir e comandar terceiros, como se fossem gado. Por isso, preocupado com a Retirada do Patrocínio e da recorrente utilização do nosso Superávit pelo BB, e, sabendo que você não iria à reunião da FAABB marcada para o próximo 18/7, foi que lhe enviei uma cópia das sugestões que remeti para a AAFBB. Entendo que, quanto mais ideias e sugestões em defesa dos nossos direitos melhor.
Sabemos que é possível ocorrer uma resilição unilateral em contratos, porém o parágrafo único do código civil no seu art. 473 impõe limitações. Como o CNPC, dentre outras medidas coercitivas, na Minuta ora em discussão, pode em seu art. 4-I-b propor o encerramento de um plano de benefícios e o consequente cancelamento de seu registro no Cadastro Nacional de Planos de Benefícios – CNPB, e, também no artigo 22 da citada Minuta, o cancelamento da autorização da EFPC? Ora, se a EFPC para alcançar os seus objetivos sociais aplicou as contribuições do Patrocinador e dos participantes em imóveis, adquiriu ações no mercado financeiro, efetuou empréstimos a seus participantes, pode de uma hora transformar tudo isso em "dinheiro vivo"? Esses ditadores, autocratas, insensíveis com o que possa ocorrer na vida de milhares de pessoas que confiaram em um Fundo de Pensão, não estão medindo as consequências de seus atos e ferindo direitos adquiridos, vão virar o mercado de capitais de cabeça para baixo. Espero que o adiamento da reunião com o Ministro tenha sido motivada porque foram chamados para tomarem "um pito" de seus superiores.

Abraços Antonio Barreto Bomfim

Anônimo disse...

Caro Marcos,

Postado no "Facebook"

"SEM COMENTÁRIOS"

Gerardo Santiago 17 de Julho de 2012 15:18
GREVE NA PREVI CONTRA DIRETOR ELEITO

Depois de muitos abusos e muita truculência por parte do diretor de administração da PREVI, Paulo Assunção de Souza, até o habitualmente dócil sindicato dos bancários carioca, dominado pela turma barra pesada da Articulação do PT, se sentiu obrigado a dar o troco.

Para minha surpresa, hoje de manhã cedo recebo um telefonema de um colega que trabalha na PREVI, me dizendo que havia um piquete na porta da sede da instituição e que estava tudo paralisado. Como moro perto do Centro Empresarial Mourisco, onde fica a PREVI, fui lá conferir e prestar minha solidariedade às vítimas da gestão desastrada de Paulo Assunção. O que deu para concluir conversando com as pessoas lá no local e hora da ação, ou melhor, paralisação?

Em primeiro lugar, por mais que alguém seja crítico da direção d o sindicato, é preciso reconhecer que a paralisação foi mais do que justa. Algumas pessoas me disseram que o sindicato na verdade estava defendendo a si mesmo e suas prerrogativas e não aos funcionários da PREVI, já que ele só reagiu quando Paulo Assunção devolveu para o BB um delegado sindical. Em todos os episódios anteriores, em que as vítimas não eram ligadas ao sindicato, este fechou os olhos, os ouvidos e emudeceu como os três macaquinhos da fábula. Tudo bem, mas agora que o conflito foi deflagrado não vai dar para o movimento sindical aparelhado pela turma da Articulação continuar ignorando a realidade orwelliana existente na PREVI, onde antigos defensores dos trabalhadores como Paulo Assunção se metamorfoseiam em feitores de escravos, até porque isso não é novidade, já acontecia na gestão do antecessor de Assunção, Francisco Alexandre. Em outras palavras, faz pelo menos nove anos que aqueles que trabalham na PREVI vivenciam isso e o sindicat o sabe muito bem disso.

Em segundo lugar, ficam duas perguntas que não querem calar. A primeira, quem apoiou a eleição de Paulo Assunção para a diretoria da PREVI? Ganhou uma passagem de ida para Damasco quem respondeu que foi o movimento sindical bancário, a CUT, etc. Daqui a dois anos, pelo Estatuto da PREVI, ele pode ser reeleito. Aí surge a segunda pergunta que não quer calar: os sindicatos vão apoiar a recondução ao cargo de quem hoje brande o chicote e administra o pelourinho?

Por último, cabe registrar a reação de Paulo Assunção diante da greve contra ele. Mandou dizer que não negociava com grevistas, segundo o sindicato. Aí chegamos na fronteira entre George Orwell e Franz Kafka. Como diria Chico Buarque, quem te viu, quem te vê. Caso olhasse fundo no espelho daquilo que resta de sua alma de trabalhador, se é que resta alguma coisa, Paulo Assunção deveria cair em si, se arrepender e renunciar. Sugiro que ele comece por se olhar no espelho.

Anônimo disse...

Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza. O poder corrompe.
Quando algo não é bem estruturado, verga.Vamos anotando, para futuras decisões.No futuro, chapa SEMENTE.Não se esqueçam do que começou.

Anônimo disse...

EMPRÉSTIMO BET-BB:

Alguém sabe, ou já conseguiu renovar o Empréstimo no banco?

Em caso positivo, será que é preciso ter margem para empréstimo no banco, ou não?

Anônimo disse...

Caro Anônimo das 22:11 hs. O BB não deverá renovar o empréstimo garantido pelo BET porque a previsão é que o BET termine em dezembro. Esta deve ser a razão. A reação negativa das bolsas e o BB se negando a pagar o que foi acordado poderá levar ao seu fim. Não queria falar sobre isso, mas fugir da realidade é pior. Me perdoe por tocar no assunto.

Anônimo disse...

Colega, das 22,11 . Infelizmente precisa ter margem. Esse tal de Pas tira toda a margem da gente em tudo.Não consegui tirar o Bet.

Anônimo disse...

Pessoal, já estamos quase no final de Julho, cadê o ES-180/180, novo Diretor de Seguridade?

Anônimo disse...

Na minha agencia, so com margem. Eu tive colegas que não conseguiram...O meu ainda não acabou mas já fui perguntar...

Anônimo disse...

Colega, o meu já terminou também, mas infelizmente não consegui. Não tenho margem

Anônimo disse...

Colegas, com margem ou sem margem não haverá renovação para o Betinho. Eu terminei de pagar a maldita e última prestação. Tenho margem, mas o "Glorioso" BB não quis renovar. O anonimo das 00:51 tem razão. Já era.( só nos resta chorar)
Só não sabia que ia acabar em dezembro. Mas logo em dezembro?!? É muita sacanagem com a gente!! Quero ver como vai ser essa peleja.

Vamos esperar para ver se o clone de dirigente Isa Musa fale algo a respeito na reunião de hoje. E
TOMARA QUE A PREVI NOS ARRUME UM OUTRO AMANTE CHAMADO ESR (empréstimo simples reforçado)

Anônimo disse...

E o ES, alguem sabe alguma coisa?

Anônimo disse...

Os dirigentes são malandros. Quando todos estiverem cansados de pedir por essa b, aí eles darão uma melequinha tipo dez mil reais, como a maioria está no sufoco, vão pegar.


Sr. Rossi, a Previ ainda não lhe encaminhou a resposta do pedido que fizeste a ela
sobre o ES?

Abraço.

Anônimo disse...

Nossa, como ficará a nossa situação com esse aumento de Merreca que tivemos e ainda não podendo renovar o BET?
Pessoal e fiquem sabendo que o BB esta tendo muito lucro!

Anônimo disse...

O ES-180/180, vai sair agora em julho/agosto? Quem sabe, pedimos e lutamos por ele. Vamos pessoal da Previ, emprestem aos aposentados e pensionistas,(esse pagam a Previ).

Anônimo disse...

PARECE QUE A VOVÓ FOI AO BAILE MESMO SEM SER CONVIDADA

Anônimo disse...

Colegas,
Comentário postado p/Ari em s/Blog, sobre a Reunião de hoje, em BSB:

Profº Ari Zanella disse...

Meus amigos,
Nenhum representante da chapa 6 apareceu. Infelizmente, não é possível falar sobre ES ou BET. A pauta da reunião é muita apertada e não se pode fugir do tema "Retirada de Patrocínio" que para muitos presentes já está consolidado. Causou-me profunda boa impressão o posicionamento de nosso colega Luiz Dalton que concorreu pela chapa da Semente.
Além da Isa Musa, estão presentes pela Anabb a Cecília Garcez e seu presidente Sérgio Riede. Quando usei da palavra pedi que a Anabb se engajasse mais do nosso lado, inclusive, abordei o Estatuto da Anabb que reza(va) defender os interesses do BB. A Cecília disse que agora mudou o Estatuto para "defender a integridade do BB e de seus associados..." e que agora já pode tomar Ações judiciais contra o Banco." Será?
18/07/12, às 13:42

Anônimo disse...

Então os funcionarios da PREVI estão de greve por causa doPaulo Assunção?

Anônimo disse...

Gente,

O que está em jogo é a integridade dos aposentados e pensionistas da Previ.

A ingegridade dos associados da Anabb e do Banco do Brasil que se dane!

Um abraço.

Anônimo disse...

Pessoal,

Essa Cecília Garcez precisa saber que o que está em risco é a integridade dos aposentados e pensionistas da Previ e não da Anabb ou do BB. E, portanto, é sobre essa questão que ela deve assumir sua posição.

Cadê o ES 180 x 180?

Cadê os sindicalistas eleitos da chapa 6?

Por que se escondem?

Anônimo disse...

Professor, Ari, informe como foi toda a reunião, se puderes.

Profº Ari Zanella disse...

Marcos e amigos,

A reunião terminou com consenso de que todos nós devemos nos unir ainda mais para enfrentar as situações tempestuosas que já estão acontecendo. A Anabb através do vice-presidente Amaral, mais a Afabb-RJ de Gilberto Santiago; também a Afabb-SP do presidente Valdenor, com apoio da Faabb mais Ruy Brito, Aldo Alfano e Sérgio Faraco, estarão nas frentes de batalha como convencimento a congressistas e parlamentares, demais órgãos envolvidos com as questões cruciais de nossos fundos. Não se descartou uma audiência com a própria presidenta. Procurou-se, bastante, unir todas as associações e pessoas de boa-vontade para combater os adversários poderosos e organizados; enfatizou-se a necessidade de diminuir nossas divergências e ataques de "fogo amigo". O Ebenezer fez uma exposição do ridículo que é a constituição da ANAPAR. Tudo foi gravado em vídeo e brevemente será colocado no sítio da Faabb para ser reproduzido livremente por quem queira. Marcos, a Isa Musa e o Luiz Dalton lamentaram muito a tua ausência. Outros assuntos como ES e o BET não foram tratados porque fogem da alçada das associações. O contador Norival da Silva, aposentado do Rio de janeiro, ex-servidor do MF disse ter ouvido do próprio Ministério da Fazenda uma grande preocupação com a devolução que o BB -e obrigado a fazer de quase treze bilhões de reais, segundo Basileia III, de contabilizações ilegais. Isso já está líquido e certo, deve começar a devolver em 2013 e terminar em 2018. Outros detalhes amanhã numa postagem que farei no meu blog quando já estiver em Joinville. Um grande abraço a todos.

Anônimo disse...

Obrigado professor pelas informações ( anonimo das 18:02). Alô pessoal vamos ficar atentos a todos esseas informações e apoiar nossos reais defensores (Marcos, Gilvan, Ari, Rui Brito, Dantas, Rossi,Luiz Dalton, Edson, Chivirino, e muitos outros nomes que lutam verdadeiramente por nós. Adrião etc.

Anônimo disse...

Bom dia, Prof Ari!
Para quem o BB deverá devolver os 13 bilhões? Para o Governo ou aposentados ou funcionarios?

Anônimo disse...

Pessoal, estamos no meio do ano e nada da Previ se manifestar sobre as promessas feitas desde o ano passado.
O que significa tantas MENTIRAS?

Anônimo disse...

"A civilização moderna tem reduzido o número dos tolos, mas aumentado proporcionalmente o dos velhacos."

(Marquês de Maricá
Esse pensamento vai para a PREVI

Anônimo disse...

Colegas,

Devolver a quem?
À Previ!
Isto por si só garantiria aumento nos proventos, ou na pior das impóteses o BET.
O governo do Brasil, de plantão, fará coisas de estarrecer para recuperar o dinheiro perdido.
Preparem-se!
Mas, caso a devolução seja real, será pelo simples motivo de que o BB não devolvendo os valores, retirados ilegalmente dos aposentados, não mais terá acesso à transações internacionais no mercado financeiro.
Simples assim?
Abraços

Anônimo disse...

AGORA O RATO É QUE ESTÁ ATRÁS DO GATO? Tem muito caroço nesse angu.
1) Todos têm praticamente como certo a retirada do patrocínio;
2) Surge a novidade da devolução de 13 bilhões;
3) Apregoada a união (estranha) de pessoas que além de se odiarem tem interesses totalmente diversos;
4) Parece que nossos “defensores” finalmente mostraram qual é a verdadeira preocupação que é o pagamento dos 13 bi do patrão deles;
5) Fica difícil acreditar que o acordo que doou 7,5 bi não gerou “presentinho” pra ninguém.
Sinceramente isso ta com cheiro de arapuca e das grandes. Talvez seja a maior de todas. As pessoas envolvidas podem alterar o discurso para conciliador, mas soa estranho demais. Acho que quando expulsaram a AAPPREVI da faabb fizeram sem o conhecimento do BB que não aprovaria, já sabendo do futuro.
Tá tudo sob suspeição...

Anônimo disse...

R$ 5,8 milhões para a família de menina que morreu afogada em hotel de luxo
Valor da causa contra o complexo Costa do Sauipe (BA) corresponde a mil vezes o valor do pacote pago pela família e leva em consideração os anos de vida que a menina tinha pela frente e o poderio econômico do estabelecimento.

LINK: http://www.espacovital.com.br/

Anônimo disse...

Esses 13 milhões seriam por acaso
os 50% dos superavits apropriados
pelo banco?.Seriam devolvidos a nós?
Se assim for, quer dizer que a res.26 foi por agua abaixo?
Alguém poderia explicar?
Na esperança de receber algum dinheiro(pelamordedeus), é muita ansiedade.
Eu preciso
taaaaaannnnto!!!!!

Anônimo disse...

Volta à mesa o assunto AUDITORIA.Como ainda mantêm o tal Costa do Sauipe? É prejuizo mais aporte de recursos atrás de problemas e acidentes.Agora esse processo indenizatório que a familia moverá deve ser a gota d'àgua, para que se desfaçam do mico que os sábios e bem remunerados administradores(à época) enguliram e cantaram como sucesso.Quanto a devolução de dinheiro(13 bi?), vamos com calma pessoal.O assunto precisa ser clareado e se depender de nossos "defensores" e da Previ, a melhor saída será para o Banco. Está certo! Existe estatuto, regimento e tudo o mais. Delegamos poderes aos diretores e conselheiros deliberativos e fiscais, mas, considerando o que vem acontecendo na PREVI, precisamos de AUDITORIA externa para saber o que ocorre com nossa" grana" do PB1.Se investe em vários "ótimos empreendimentos"(!!!???) menos em nossos rendimentos.

Anônimo disse...

ALO SEU ARI POR FAVOR, ESTAMOS NO AGUARDO.

Anônimo disse...

Marcos, seu Ari ainda não chegou?


Liga para ele! Pode ter acontecido
algo na volta para casa.

Anônimo disse...

Novamente a anabb com a nova velha cara de sempre protagonizando as ações nos momentos cruciais. Cecília, Amoral, Isa Musa, Riede representando-nos? Só podem estar de brincadeira com coisa séria. Fizeram uma maquiagem nas coxas no estatuto da associação visando enganar os trouxas. Todas essas pessoas relacionadas mais outras que não aparecem (Camilo por exemplo) estão a serviço de interesses diferentes daquelas pessoas que a previ chamou de moicanos. A ida desse Dan Conrado para a previ deve ter sido motivada pela Basileia III e não por briguinha de comadres. A reunião de Brasília parece ser uma maneira de dar legitimidade à manobra que está no forno, onde o banco com o aval dos representantes dos participantes aceitará a devolução dos valores em papéis podres ou em 1000 anos. Agora faz todo sentido não convidarem o Medeiros e não quererem o Marcos... Finalizando, não corrigirão esses 13 bi? Bota o mesmo juro do ES que vira 40 bi

Anônimo disse...

Estranho e a Cooperforte disponibilizar credito para emprestimo sobre o BET antes de se pagar as seis(6)prestaçoes......Antes voce so poderia renovar depois de pagas seis, agora com tres pagas ja tem saldo para emprestimo.
Ai eu pergunto: E se o BET acabar??????Vao continuar a cobrar as prestaçoes?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

O Ari chegou ao aeroporto em Curitiba por volta das 15:00 (o Gilvan foi recebê-lo), e já está a caminho de casa em Joinville (SC), dirigindo seu próprio carro.
Ainda hoje fará uma explanação no seu Blog do que foi a reunião.

http://arizanella.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Façam o favor de reler o comentário do amigo das 17:40.
Leim e releiam. Vamos receber moeda pôdre. Em anos. E sem reajustes.
Leiam.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Extraído do Site da Contraf-CUT:

19/07/2012
Bancários e funcionários da Previ paralisam contra práticas antissindicais

Os bancários e cerca de 500 funcionários da Previ paralisaram suas atividades na terça-feira (17) no Rio de Janeiro contra as práticas antissindicais da gestão atual do fundo, entre elas, a devolução aos quadros do Banco do Brasil de vários funcionários, inclusive de um delegado sindical. Ao final da paralisação, a diretoria da Previ recebeu a direção do Sindicato dos Bancários do Rio declarando que reconhece politicamente os delegados sindicais na Previ.

Paralisação

Os funcionários da Previ acolheram o chamado do Sindicato, entendendo que o momento requer mobilização e solidariedade. Todos os setores ficaram parados. Numa perspectiva de diálogo, lá pelas 14h, a diretoria da Previ aceitou reunir-se com os líderes do movimento, a quem manifestou sua disposição de reconhecer politicamente os diretores do Sindicato e os delegados sindicais, garantindo-lhes as prerrogativas conferidas pelo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do BB - liberações. Entretanto, fica mantida a devolução recente do delegado sindical.

O Sindicato ajuizará uma ação trabalhista pela reintegração do delegado sindical devolvido e acompanhará sua trajetória no banco. O vice-presidente da Contraf-CUT e integrante da comissão de empresa dos funcionários do BB, Carlos de Souza, disse que advertiu os diretores do fundo sobre as práticas antissindicais.

"Dissemos a eles que esperamos que a Previ não seja a causadora de greve no Rio, pois o seu desrespeito está indo além do que fazem os bancos privados", afirma Carlos.

Segundo o sindicalista, também é necessário que exista políticas de combate ao assédio moral em função da total insegurança que hoje os trabalhadores da Previ passam nos casos de devolução ao banco.

"A prática da devolução é tão nociva ou ainda mais perversa que os descomissionamentos que existem no Banco do Brasil. A diferença é que a diretoria da Previ se recusa a estender o direito de três avaliações semestrais negativas para devolução como conquistado no BB nas últimas Campanhas Salariais, como é o caso dos descomissionamentos", ressalta Carlos.

O dirigente ainda destaca que os trabalhadores do Banco do Brasil cedidos da Previ deram um exemplo de solidariedade e mobilização. Os funcionários apoiaram a paralisação e se mantiveram mobilizados durante todo o dia a frente da Previ, completa Carlos.

Para o presidente do Sindicato, Almir Aguiar, a Previ está equivocada ao não reconhecer o delegado sindical. "Desde 2003, quando a figura do delegado sindical foi recuperada pelo governo Lula, a categoria vem elegendo esses representantes fundamentais no movimento. Não aceitaremos ataques à nossa organização. Sabemos que a gestão da Previ tem notas destoantes com o regime democrático, como é o caso do assédio moral que, em absoluto, não podemos aceitar", conclui.


Fonte: Contraf-CUT com Seeb Rio

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Copiado do site do Ari Zanella- http://arizanella.blogspot.com.br/

quinta-feira, 19 de julho de 2012

E SOBRE A REUNIÃO?

Já era previsto que não haveria novidade. Foram focados dois objetivos, o primeiro, o combate mais vigoroso à velha Resolução 26, e o segundo, a mais recente minuta que já está pronta, só nos restando tentar derrubá-la, ou no legislativo ou na justiça.
Minha intervenção deu-se na parte da manhã, na presença do presidente da Anabb, Sérgio Riede, onde sugeri que esta entidade ficasse completamente do nosso lado, deletando o artigo 2º de seus Estatutos onde reza "defender o Banco do Brasil". Logo a seguir a Cecília Garcez me interpelou dizendo que o referido artigo já foi mudado, agora é "defender a integridade do BB e de seus funcionários..." sendo já possível a Anabb ingressar com ações judiciais contra o BB. Em minha opinião a palavra "integridade" mudou quase nada o artigo. Depois, o Sérgio Riede, num discurso inflamado, citou-me nominalmente por duas vezes como se eu tivesse posto um dedo na ferida.
Quem me causou uma enorme impressão positiva, por suas colocações sempre prudentes foi o Luiz Dalton que foi nosso candidato pela Semente. Ruy Brito, residente em Curitiba, com 82 anos, é o nosso Golias, tem muita sabedoria. Ah! se tivéssemos mais uns 10 Ruys...Igualmente o Egydio Piani. Lamentei a ausência do Tollendal, que mora em Brasília, mas está desiludido com o rolo compressor do inimigo.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

Ebenezer, outro baluarte, nos brindou com belo estudo seu, em power point, sobre a comparação do nosso fundo de pensão com alguns países cuja população é de 100 a 600 mil pessoas, nos quais a saúde funciona muito bem. Falou e expôs, além deste problema da Cassi, do caso recente da compra da Torre Matarazzo, na av. Paulista em São Paulo, segundo ele, superfaturada. Sobre este assunto, o Conselheiro Fiscal da Previ Aldo Alfano, presente ao encontro, irá averiguar. Por último, discorreu sobre a constituição da ANAPAR, de José Ricardo Sasseron, mas este assunto vou abordar numa outra postagem.
Na estratégia referente ao foco da reunião, por consenso (este assunto foi discutido ao final quando já não estava mais Sérgio Riede, mas, seu vice, Amaral) foi delegado à Anabb, Faabb, Afabb-RJ, Afabb-SP, uma atuação ofensiva junto aos parlamentares, os relatores nas comissões, para que, este parlamentar, seja alvejado desde sua base eleitoral, pela Associação mais próxima a ela. Desde a base, já seria pré-agendada numa conversa com o parlamentar, o encontro com ele em Brasília. Na capital federal teria reunião com a assessoria parlamentar da Anabb (Amaral/Alexandrini) em duas frentes, quer seja a resolução 26 e a Minuta CGPC em elaboração. Juntam-se como auxiliares eleitos na reunião, Ruy Brito, Egydio Piani e Sérgio Faraco.
Finalmente, para satisfazer o olhar, esteve presente a Sra. Elaine Michel (ex-Anabb) que tem muita semelhança física com a modelo Gisele Bundchen. Ambas são gaúchas. Lembrando que Elaine está casada com o sindicalista da ativa Carlos Mauro, também presente no evento.

Anônimo disse...

Elaine parecida com Gisele Bundchen seu Ari? Da um tempo.

Anônimo disse...

Vamos pessoal, com esses 13 bi teremos a manutenção do BET e ainda sobra para alinharem o ES-180/180, esperamos que a Previ se pronuncie o mais rápido possivel.Precisamos muito do ES-180/180 agora pra agosto.

Anônimo disse...

Anônimo das 07.09, acho até que o coléga está brincando ao criar falsas expectativas, ou melhor, coisas impossíveis. Os 13 bi não tem nada a ver com dimdim para nós e muito menos em melhorias no ES. Ok?

luiz fernando disse...

amigo MARCOS, vejo no site da PREVI,matéria sobre os rendimentos dos investimentos da PREVI, fica claro que o filé continua sendo os emprestimos aos associados com garantia de 100%. Não aumentam os limites por birra, burrice, pois estão gerenciando contra a própria casa.

Anônimo disse...

Estou decepcionada com o senhor Ari. Tanta expectativa
para não falar nada? Só falou abobrinhas no post.

Viajou, reconheço os esforços mas...

MM.

Anônimo disse...

Voltamos ao antigo tema:AUDITORIA externa na PREVI.Conselho deliberativo e conselho fiscal,vamos esquecer.Se desconfiam (externamente),como comentado na reunião, de superfaturamento da aquisição em S.Paulo-Av.Paulista-terreno Matarazzo, convem relembrar.O terreno foi adquirido em zona já supervalorizada onde se espera mais valorização por parte da Previ.Já está valorizada no máximo e, grandes empresas tem se deslocado para outras zonas fora do eixo central em busca de menores custos.A própria Previ já tem os Edificio Birmann, o ed WTorre Nações Unidas e o ed. Eco Berrini em outra região.Adquirir esse terreno (comprado de uma construtora - de novo elas -) vai contra a politica da Previ segundo Silvio Leal gerente executivo da area de investimentos declarou em entrevista a revista especializada em 07.12.2011: " Quando buscamos investir em um imovel é porque ele já está bem locado e gerando renda mensal".Estranho! È preciso ver "os numeros", não basta o diretor de investimento declarar que o negócio é ótimo.Já disseram isso de Costa do Sauipe.

Anônimo disse...

Colegas,

Em decorrência do estresse de que fui acometido, após a leitura dos blogs que denunciam a retirada do patrocinador, cometi vários erros de escrita e comunicação verbal com a minha família.
Um dia desses escrevi neste blog, palavra errada e continuei errando na correção.
Meu médico me aconselhou, de momento, para retirar-me das leituras preocupantes e conversas desagradáveis até mesmo funestas.
Até mais
Saúde a todos.

Anônimo disse...

Ao MM dass 10.21. Esperava-se o que da reunião? Nada mais que abobrinhas. O Ari sintetizou/retratou o acontecido. A espectativa era que se dissesse: Saiu o ES 180/180? Ou que se dissesse: Dona Isa e a Anabb conseguiram que o BB não retirasse o patrocinio? Ou que se disesse: O BET está garantido até 2020?

Anônimo disse...

A TODOS AMIGOS OS AMIGOS, DESEJO

UM FELIZ DIA DO AMIGO !

COM CARINHO

MARISA MOREIRA

Anônimo disse...

Colegas,

Com todo respeito aos que participaram da reunião, mas como tenho 59 anos e muita rodagem, só acredito vendo. Como dizia um colega meu de BB: só conte com os cobres depois que estiver na gibeira.
Aprendi isto. Acreditar nestas arrumações, somente depois que estiver o dindin no bolso.Simples assim. De estórias da carochinha estou cheio até o tampo.

CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Anônimo disse...

Eu também vou me retirar dos blogs, mesmo que anônimo . Meu coração não agüenta tanta noticia ruim. Chega.

Anônimo disse...

MM = Marisa Moreira? Espero que eu esteja errada.
Desrespeita o colega Ari e depois deseja Feliz Dia do Amigo?????
So se for "Amigo da Onça".
Se nao for a mesma, me perdoe.
Duda

Anônimo disse...

COMO PERGUNTAR NÃO OFENDE, FAÇO O SEGUINTE QUESTIONAMENTO:
O FATO DO BB NÃO CONSEGUIR FAZER ENQUADRAMENTO TRANSAÇÕES INTERNACIONAIS (BASILÉIA III) EM VIRTUDE DE CONTABILIZAÇÕES IRREGULARES COM DINHEIRO ALHEIO (PREVI), NÃO É COMPROVAÇÃO IRREFUTÁVEL QUE ESTAMOS SENDO ROUBADOS?
FICO COM A OPINIÃO DO AMIGO ACIMA: AUDITORIA EXTERNA JÁ!
CONFIAR DEFESA DE NOSSOS INTERESSES A ANABB E SEUS PARCEIROS É FRIA.

raul avellar disse...

Colegas
O colega João Adrião, Presiente da
AAPBB, informa que no próximo dia
24/07, terça-feira, haverá na sede da AABB-Rio, na Av. Borges de
Medeiros, 829, no Leblon, Reunião das 9 às 17 hs com a participação de Representantes de vários Fundos de Pensões, quando serão discutidos
assuntos atinentes à minuta sobre
a Resolução da PREVIC que pretende
retirar o Patrocínio das Estatais
aos seus Fundos de Pensão, bem como acerca da Resolução 26/2008.
Estarão presentes os Drs. Ruy Brito e Sergio Dandreia, além de
textos preparados pelo dr. Edgardo
Rego. Tudo isto no Salão Nobre do
Clube. Maiores informações pelo telefone (21)2232-7561.
Raul Avellar

Anônimo disse...

Colegas,

Quem já jogou xadrez contra o computador?
Pois é, tirar alguma coisa do Banco é mais difícil do que vencer uma partida dessas.

Anônimo disse...

AUDITORIA EXTERNA JÁ!

AUDITORIA EXTERNA JÁ!

AUDITORIA EXTERNA JÁ!

Anônimo disse...

DUDA, A RESPEITO, PELA EDUCAÇÃO E PRINCIPIOS, MAS NEM A CONHEÇO. LI ISTO E NÃO ME PREOCUPEI EM RESPONDER
OU ME DEFENDER, PORQUE A AAPREVI NA
CONDIÇÃO DE EXCELENCIA, CONDUZIDA POR
COLEGA HUMANO E DE LARGA COMPETENCIA
DEVE SABER QUEM POSTOU. MAS MM PODE
SER MUITA COISA, CHOCOLATE, LOJAS E
MUITAS VARIAVEIS E SO PROCURAR NO GOOGLE,
SO PEDIARIA QUE ANTES DE POSTAR ASNEIRAS, COLOCASSE O CEREBRO PARA FUNCIONAR.
SE QUISER ME ESCREVER MEU E-MAIL
E: marisamoreirarj@globo.com, MAS
NÃO USE ESTE ESPAÇO PARA JULGAMENTOS A TEU BEL PRAZER.
DURMA EM PAZ SE PUDER.
MINHAS CONSIDERAÇÕES.

MARISA MOREIRA

Anônimo disse...

Colegas, não estou aqui pra defender o Mestre Ari, mesmo porque ele não precisa.Aliás, defender de que ? O coroa sai de sua casa, em carro proprio para pegar avião em outra cidade(não sei quantos quilometros ! ); pois bem , vem alguem e diz: Ari , estou decepcionada !!!È claro que esta pessa não viu o "introito" do post do blog do Ari, quando ele disse: "já era previsto que não haveria novidades " ! Gente, o Dr Ari é um gentleman que saiu de sua casa, foi para Brasília testemunhar/ouvir/participar de um evento que diz respeito a ele, mas diz rspeito a milhares de coirmaõs. A Agenda não foi ele que fez. Ele retratou o que ocorreu.A nós cabe perguntar, Doutor : quanto lhe devemos ? É certo , caro Doutor, que o desgaste fisico, psicológico o desconforto da viagem para um homem de cerca de 70 anos não poderemos ressarcir. Mas, pensando bem, a maioria de nós aplaude o Dr. Ari e sente que ele é um de nós. Aliás, Dr Ari, tambem conhecido como Mestre Ari, é aquele "coroa" que mantém o calor da juventude na sua alma. Um abraço , velho guerreiro;Divany Silveira - Sete Lagoas-Mg

Pensionista disse...

Cheguei! Tarde mas cheguei.

Queridos, dia do amigo é todos os dias, o resto é enganação.

A mm não creio ser a digníssima colega Marisa Moreira.
"Aqui, do lado direito do nosso computador,(no seguir) tem uma pessoa
que assina M M não sei se é a mesma. Deixa pra lá....

Eu gostaria que alguém me respondesse por favor, o seguinte: como ficará a situação das pobres pensionistas nessa orgia chamada PREVI X PATROCINADOR?

Vamos TODOS morrer na praia?

O nosso querido Raul, disse acima que terá mais reunião.
Até quando teremos reuniões atrás de reuniões e nada se resolve?

Ao amigos que estão estressados e disseram que não mas leram os blogs, eu digo: me enganam que eu gosto.

Beijo Marcos. Jesus é o nosso amigo.

Anônimo disse...

Colegas,

Está no site do Cláudio Humberto:

20/07/2012 | 17:30
Simon estranha decisão do TCU sobre contratos do BB com Valério

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) disse nesta sexta-feira (20) que estranha a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) em benefício dos ex-diretores do Banco do Brasil acusados de participar do desvio de verbas publicitárias para a agência de publicidade de Marcos Valério, apontado como financiador do mensalão. "Esta decisão do TCU, anunciada quando faltam poucos dias para o julgamento do mensalão, causa surpresa; ainda mais porque contraria o parecer da auditoria técnica e de fiscalização do próprio tribunal", afirmou o senador em nota divulgada à imprensa.

Anônimo disse...

Desculpa colega das 10:10h, eu apenas quiz pedir a Previ para aumentar o ES-180/180 e manter o BET at´[e o final do prazo previsto inicialmente.OK.

Anônimo disse...

Marisa MOreira, quando fiz o comentario,escrevi que preferia estar enganada e te pedi perdao caso nao fosse voce.
Ja assinaram Duda e nao fui eu que escrevi o comentario.
E que estranhei, pois leio sempre seus comentarios e nunca com reclamaçoes e sim sempre apoiando a AAPREVI e os que participam do blog.
Mais uma vez me perdoe.
Quanto a dormir em paz, Graças a Deus, ate a data de hoje sempre o fiz.
Duda

Anônimo disse...

Sr. Marcos Cordeiro, Bom Dia!

Imagino que deveriamos merecer da parte da AAPPREVI, o mesmo tratamento
tal qual o Sr. sente quando é atacado. Certamente os seus seguidores fieis como eu e muitos
tomam suas dores, sofrem, quando o
sentimos atacado. Foi um prazer enorme ter falado com o Sr. ao telefone quando a AAPPREVI foi criada, tambem era tudo muito diferente como esta hoje, claro houve um crescimento. Mensagens
suspeitas, ou que vão causar mal estar aos colegas, nem deveriam ser postadas, penso SR,Marcos, se não for contido estes ataques mediocres, seu blog sera visitado
apenas para cobrança de BET e ES, e me perdoe, eu confesso sou ignorante nestes assuntos classicos
de PREVI/CASSI, apenas escrevo para
mostrar minha presença e solidariedade. Em breve sera como
Colegas-bb que quando eu cheguei
todos estes nomes que passam por aqui eram presentes diariamente la.
Hoje ninguem navega naquele mar, o que é uma pena.
Em tempo aproveito para informar
que se enviarem alguma coisa se quer com meu nome Marisa Moreira
pode desconsiderar,pois não tenho a postar aqui. Quanto a MM
fica a seu criterio, afinal são
iniciais de muitas coisas.
Grata
Marisa Moreira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada “Marisa Moreira”,

Peço a autêntica Marisa Moreira que me perdoe pelo grifo, mas não sei quem assina verdadeiramente e quem se esconde por trás do nome de outrem. Do jeito que a coisa anda é provável que doravante tenha que colocar em mesa de sessão espírita os nomes que são postados para descobrir quais os verdadeiros, ou, mais complexamente, apelar para a identificação do IP do remetente. Enquanto não, os que trazem agressividade gratuita serão dispensados.

Devo lembrar que este Blog atende a todos indiscriminadamente com relação aos assuntos abordados, por isso deixo que falem de BET, ES e tudo mais que diga respeito aos aposentados e pensionistas dependentes da PREVI e da CASSI.

Também reputo como inaceitável que este Blog seja confundido com a AAPPREVI, pois são coisas distintas, e uma não responde pela outra. Se quiser atacar o Blog, que o faça com a convicção de que estará atacando Marcos Cordeiro de Andrade, pessoa física responsável pela sua criação e manutenção. Porém, se quiser atingir a AAPPREVI dirija-se a ela, pessoa jurídica, e aos seus gestores, sabendo que o endereço não é este aqui.

Custo a crer que palavras tão ácidas tenham vindo da mesma pessoa que fez o comentário abaixo, que estava selecionado para publicação no número de julho da Revista Direitos, da AAPPREVI. E, por isso mesmo, mandei retirar da pauta para não correr risco de que a verdadeira Marisa Moreira o desminta.

-----------------------------------23/06

“Marcos, PARABÉNS! Uma nova criação
a nosso favor e bem estar.
O que mais me pasma, e que colegas que se dizem tão expert não sabem
ainda que se podem identificar os anônimos. Me perdoe amigo, és raro e caro, nem perca tempo. Precisamos da
AAPPREVI sempre forte. Meu abraço a todos os amigos,

Marisa Moreira”
--------------------------

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Pelo Blog Previ Plano 1 – www.previplano1.com.br

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Me perdoe, mas não quero criar um
clima de intolerancia. Não estou
mas magoada. Na verdade a indução
de pessoas que não conhecem a DEUS
nos leva a escrever coisas em um
momento de estress.
Eu o acompanharei, a pessoa fisica,
e tambem a pessoa jurudica, mas não deixo de postar que chorei e que estou muito triste, Mas isto tambem
passa,

Bjs carinhosos

Marisa Moreira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Agora, sim.

Reconheço a verdadeira MARISA MOREIRA.

Meiga, simples, sentimental, leal e que merece todo meu respeito.

Que as "outras" se mantenham longe de nós - para sempre.

Anônimo disse...

SE BASILÉIA III É A COMPROVAÇÃO DO ASSALTO O QUE DEVEMOS FAZER?
a) Botar mãos ao alto e gritar pega ladrão;
b) Fazer um BO na Delegacia de Polícia;
c) Reclamar no sindicato do PT;
d) Pedir ajuda ao Senador Pimentel;
e) Lançar como prejuízo;
f) Confiar na Anabb e seus 40 aliados
g) Nda

Anônimo disse...

Aleluia!!! Há esperança!!! Em reunião na ANABB, segundo blog de Cecília Garcez, foram criados grupos de trabalho e um deles vai se encarregar de agendar reunião com o Secretario de politicas de Previdencia do Ministerio da Previdencia para tratar do asunto Res.Retirada de Patrocinio.

Anônimo disse...

Atenção senhores sindicalistas eleitos da chapa 6, não esqueçam que aposentados já foram funcionários sindicalizados também. E que a classe, há tempos, que vem encontrando muitas resistencias no atendimento às
suas reivindicações. Portanto, já é tempo de vocês começarem a trabalhar em favor da classe.
E, a proposito de reivindicações, vejam a possibilidade de liberarem o ES 180 x 180!!!

Muito obrigado.

Profº Ari Zanella disse...

Anônimo das 16:12

Quando falei no Encontro provocando a Anabb, foi exatamente neste sentido, para que viesse atuar do nosso lado. Na minha opinião, o Sérgio Riede continua sendo discípulo do Camilo, mas o Fernando Amaral parece ser diferente. Se eles quiserem nos "ajudar", estrutura e base territorial não lhes falta.

Anônimo disse...

Caro Prof° Ari,

Gostaria só de lembrá-lo que o Amaral é petista e como os outros deve ter planos profissionais de ocupar diretorias no bb, previ, etc, etc, etc. Para isso tem que ficar bem com o governo, que significa, mal conosco.
Preferiria que o nobre professor estivesse no lugar dele para negociar, pois aí sim haveria transparência e lisura

Anônimo disse...

Ao anônimo das 13:00.

Resposta: NADA!!!!! Nada mais poderemos fazer, infelizmente! Já terá passado pelo crivo dos três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário).

Anônimo disse...

Outra reunião no Min.Previd.?Rezemos aos céus para que não seja cancelada e que saia antes da edição da Res. "Retirada".Seriam as mesmas personalidades a se reunir?

Anônimo disse...

Gente, Anabb? Cecilia Garcez? Amaral?
Falar com a Dilma? Es 180x180? Reuniao com M.da Previdencia? Uniao das Associaçoes? bb devolver os 13 bilhoes?
MEU DEUS!!!!!
Duda