domingo, 25 de abril de 2010

A questão é outra.

Caros Colegas.

Creio que estamos dando forças ao inimigo, porque o assunto não é tão simples como superficialmente aparenta. Queiramos ou não, se trata de uma questão polêmica e política.

Muito embora esteja mantida a acertada postura de afastar discussões políticas do Blog, peço licença para expor minha opinião sem querer abusar da boa vontade de todos, mas numa tentativa para descartar presenças indesejáveis. Assim, espero que os comentaristas evitem transitar por esse caminho com interferências contundentes, justamente para evitar as duas coisas: polêmica e política.

Numa reflexão desapaixonada, fica claro que esse Alencar de Castro é fictício e até seu linguajar soa falso, talvez para nos levar a crer tratar-se, de fato, de um sindicalista convicto - um “cumpanhêro”.

É sabido que nós, oriundos do BB, formamos numa classe à parte no seio bancário, tanto pelo conjunto de informações adquiridas como pela desvinculação do grupo manipulado pelos sindicatos.

Seja pelo grau de formação profissional, seja pela faixa salarial em que estamos incluídos ou, principalmente, pela condição de inativos o poder que querem exercer é nulo. Diferentemente da grande massa de trabalhadores em estabelecimentos financeiros, nós não estamos acorrentados à rotatividade no emprego nem aos baixos salários – presas fáceis dos movimentos sindicais. Portanto os pelegos não têm nenhum poder sobre nós e se desesperam por isso.

Para explicar o momento em que vivemos, entendo que visam nos envolver numa questão localizada para desviar-nos do foco maior – a sucessão presidencial, num duplo sentido. De se notar que procuram atacar o calcanhar de Aquiles, no nosso caso o leque formado por vários fatores, exclusivos do nosso âmbito: distribuição do superávit, aplicação dos recursos do PB1 (aportes do BB, Belo Monte, etc.), o aumento dos aposentados e a escolha do presidente da PREVI pela via torta - com a indevida e proposital interferência do governo. Presentemente este último ponto é mais urgente, pois temem nossa contribuição numérica para alijá-los do poder no nosso Fundo.

Assim sendo, com essas ações provocativas nos deixam ocupados com as particularidades afastando a temida questão principal, pois nos têm como um grave empecilho à consumação dos seus propósitos.

Para corroborar esse pensamento é necessário que saiamos do trilho em que andamos, fazendo uma rápida incursão a outro meio, o que servirá de consolo para crer que não estamos sozinhos na mira desses ataques. Outros segmentos estão sofrendo arremetidas semelhantes e não sucumbem à tática do adversário - estão retraídos, calados, esperando o momento certo de pronunciar-se e agir. Isto é o que ocorre com as forças armadas, o clero, os empresários, escritores, professores, estudantes, artistas, profissionais liberais, intelectuais de um modo geral, a grande mídia e por ai vai.

Por isso a preocupação dos situacionistas em agradar o povão, os coitados sobreviventes à custa dos penduricalhos populistas: bolsa família, bolsa escola, vale gás, restaurantes de um real, reajustes com cara de aumento salarial - coisas que dão votos, muitos votos. Como essas guloseimas não adoçam a nossa boca, e à falta do que oferecer, direcionam ataques jocosos ao grupo em formação ameaçando nosso patrimônio maior, na qualidade de aposentados e pensionistas da PREVI. Do mesmo modo essa diretoria que se afasta deve estar programando alguma medida de última hora para nos oferecer qualquer migalha a título de benefício. É como o tratamento dado aos aposentados pelo poder central, forjando intransigência na concessão de 6,14% de reajuste para, ao final, aproveitar-se da ingenuidade dos velhinhos donos de milhões de votos e num gesto de “bondade” conceder um pouco mais, quem sabe até “atendendo pedido” de determinado elemento do partido da estrela ou por encenada resolução do guru do sindicalismo. São atitudes tipicamente populistas e que, por isso mesmo, não se firmam entre nós.

Todavia, teimam em ignorar nossa capacidade intelectual e prometem tirar do fogo do inferno quem aderir a eles, “salvadores da pátria”.

Portanto, se não assoprarmos a brasa não seremos atingidos pelas fagulhas.

Deixemos o Alencar de Castro de lado, porém sem permitir que a boa fé esqueça a cautela - com a certeza de que outros virão no seu rastro sinuoso.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 25/04/2010.

50 comentários:

Anônimo disse...

Marcos, mais uma vez parabéns!
Tudo isso só vem confirmar que estamos no caminho certo. Ninguém chuta cachorro morto.
No movimento sindical tem gente honesta e de bons propósitos, porem a maioria é vagabunda.
Fora aos vagabundos!
Cláudio-Piracicaba-SP.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Relatório CASSI 2009.

Começa hoje a votação para avaliação das contas da CASSI no exercício de 2009. O relatório está disponível pela internet no site da Caixa e há estudo de especialista com análise divulgada neste Blog, em Notícias Relevantes de 15/04, sob o título “Isa Musa de Noronha nos atende...”.
Por se tratar de assunto cujo conhecimento é dever de todo associado, deixamos sob sua responsabilidade o poder da avaliação. Esta postura ajuda a que cada um entenda a destinação dos recursos aplicados, ao tempo em que incentiva a leitura dos normativos da CASSI.
Funcionários votam pelo SisBB; aposentados, pelo sistema de atendimento telefônico da Previ (0800-729-0808) – votação idêntica à ocorrida na recente Eleição Cassi.

Anônimo disse...

Mal surgiu, e a AAPPREVI já fica em cima do muro sobre algo importante como o relatório da Cassi. Talvez com medo de ferir susceptibilidades ou incomodar algum "amigo" na diretoria daquela Caixa de Assistência. Bem feito para quem acreditou que esta associação era séria. Mais uma em busca de poder e trânsito entre os poderosos. No primeiro teste de posicionamento, já pede arrego. Que vergonha!!!

Anônimo disse...

É com essa finalidade que os associados da AAPPREVI pagam sua mensalidade? Para que o presidente, numa atitude arrogante, como o bedel de quando éramos crianças, liso como sabonete, escorrega de um posicionamento firme acerca do relatório da Cassi e diz: isso incentiva a leitura dos normativos da CASSI". Ainda bem que não me associei logo de cara, e tenho pena de quem o fez...

Anônimo disse...

O que se espera de uma associação como a AAPPREVI? Que se limite a patrocinar 2 ações gratuitas na justiça, ou que, depois de tanto discurso feito acerca dos mal-feitos dos dirigentes de nossas Caixas, transforme os discursos em práticas e se posicione sobre fatos relevantes e de interesse dos associados, tal como a votação do relatório anual da Cassi? Não sei não, mas essa coisa de ficar em cima do muro não está me cheirando bem... Pensei bastante, e vou esperar mais um pouco antes de me associar.
Ainda anônimo.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Ao desorientado anônimo das 06:32.

Vergonha maior é ser voto de cabresto. Os tempos mudaram e é nisto que a AAPPREVI acredita e para isto existe. Chega de comodismo e preguiça mental. É dever de todo associado buscar o conhecimento dos Estatutos da CASSI e da PREVI. Os filhinhos da ANABB estão com seus dias contados, pois são todos mal acostumados a seguir cegamente os ditames do oportunismo sob a vergonhosa tutela da preguiça mental. Pensar faz bem à saúde. E ter coragem para assumir responsabilidades deve ser a tônica a guiar todo eleitor. Nossas culpas não podem e nem devem ser transferidas para outrem. A AAPPREVI não incentiva a subserviência, ela ensina a votar – não vota por ninguém. Nosso restaurante não serve prato feito, nosso atendimento é “à la carte”. Criticar é saudável, desde que a crítica se origine no bom caráter e não no medo, na vergonha de ser e na falta de responsabilidade para consigo mesmo. Quem não tem coragem para assumir o nome que usa não tem moral para distribuir ofensas a quem quer que seja. Positivamente seu lugar não é aqui, portanto procure um bloco que tenha bom estoque de cabrestos que se prestem a guiar cabeças pequenas. Aqui só há espaço para cabeças pensantes, sem medos e sem cabrestos.

Anônimo disse...

Colegas,
Atenção na votação para relatório CASSI.
Tem que executar passo a passo, com paciência, pois o fone fica mudo - estratégia?, sei lá, ou tecnologia defasada?
Cheio de voltas, esperas etc...
Perseverança meus Colegas!
Chegaremos lá!
Abç
Anônimo

Anônimo disse...

Colegas,
Quantos neurônios tem o (s) que escreveu, escreveram às 6.32, 6.41 um? meio talvez?
Quanta sabedoria!
Abç
Anônimo

Anônimo disse...

Pela resposta dada pelo Sr. Marcos Cordeiro, fica evidente o quanto o referido senhor é democrático, aberto a críticas e respeitoso para com as opiniões alheias. Vocês vêem alguma diferença entre seu comportamento e o da atual diretoria da Previ nas leituras de relatório? Eu não. Parece que estamos lendo algo escrito pelo Sérgio Rosa. Todos são bem vindos neste blog, mesmo anônimos (isso foi permitido pelo Sr. Marcos, portanto não cabe a crítica aos que se utilizam da prerrogativa do anonimato, concedida por ele mesmo), desde que seja para elogiar. Caso se critique, a reação é desmedida e desproposital, como se vê em sua resposta.

Anônimo disse...

Marcos e pessoal do blog.
Esse fulano acha que vai causar cizânia e desagregar nossa
"família", pura perda de tempo.Quanto mais leio seus comentários, mais repulsa tenho por ele e pelos afins,( já sabemos quem são ).
Vamos nos concentrar na eleição da PREVI que se avizinha.
Abraços a todos, paz e amor.
E ao fulano aí; -vai trabalhar vagabundo-
Cláudio-Piracicaba-SP

Marcos Cordeiro (André) disse...

Resposta ao outro anônimo (07:21):

Críticas eu aceito e incentivo, pois através delas tenho aprendido muito. Mas ofensas eu rebato pesadamente. Tenho um nome a zelar e não permito que qualquer Zé sem nome tente emporcalhá-lo. Existem Anônimos e anônimos. Os primeiros serão sempre bem vindos, porém os minúsculos prefiro manter distantes. E o farei a todo custo. Os comentários são publicados sob meu exame e desafio quem tenha tido um único sequer rejeitado. Isso sim é ser democrático. As medidas que uso são compatíveis com minha indignidade. Sei pensar com grandeza e de igual modo rechaçar ofensas gratuitas.

Anônimo disse...

É bom o "Rebelde sem causa" não pensar muito, pois pode extinguir o Tico e o Teco. Será que voce precisa de seguir conselhos para escolher o que voce julga melhor?
Não é melhor raciocinar, julgar, e depois definir-se?
Ou é melhor ser induzido ou persuadido a fazer algo que não esteja de acordo?
Seria saudavel uma leitura na Constituição Federal, especialmente no item II do artigo 5º(e demais) para voce conhecer seus direitos de cidadão.
Assim sua manifestação seria coberta de razão.

Anônimo disse...

Gostaria de perguntar ao Marcos, a quem respeito e admiro, por que há alguns dias, na eleição da Cassi, este blog assumiu posição forte e contundente contra uma das chapas, indicando claramente sua opção pela concorrente, e na presente votação se faz neutro? O post acerca do voto de cabresto seria válido, na ausência de precedente. Qual a razão de dois pesos e duas medidas? Por que agora o associado pode decidir por si mesmo e na votação anterior estava impedido de fazê-lo?

Marcos Cordeiro (André) disse...

Anônimo )8:27

A explicação que me pede já foi dada e é simples. Não me custa repeti-la.
Na eleição para as chapas da CASSI estava em jogo o futuro da Entidade, a ser gerido por pessoas cujo comportamento era passível de avaliação, logo foi fácil indicar em quem não votar.
Nesta consulta está em votação o comportamento da chapa morta, nos atos praticados, coisa passada. O mínimo que se pode fazer é avaliar os danos causados e concordar ou discordar com o que foi feito. Em qualquer das opções o voto se diferencia de uma eleição. Não se trata simplesmente em eleger nomes, mas condenar ou referendar feitos e isto são foro de julgamento e não de avaliação. Não se julga sem conhecimento de causa, caso contrário o ato é irresponsável. Tenho minha opinião formada na origem da leitura e entendimento da aplicação dos números: particularmente VOTO CONTRA a aprovação do relatório.
No entanto, como presidente de uma Associação tenho que levar minha visão mais à frente, pensando no conjunto dos atingidos pela rejeição. O dano resultante talvez seja maior do que condenar dirigentes e levá-los às barras dos tribunais, se merecedores. A reprovação do relatório redundará em nova votação com todas suas implicações: despesas, tempo despendido, desvio das atenções da Diretoria em detrimento do bom andamento dos trabalhos em favor dos associados, piora no já péssimo atendimento, etc. Junte-se a tudo isto a certeza de que nossa Justiça não manda colarinhos brancos para a cadeia.
Portanto, que cada um faça como fiz e assuma a postura de juiz, com conhecimento de causa.
A tudo isto junto minha reprovação ao conjunto de atos praticados pela atual Diretoria, aliada ao desejo de que cada um pague pelo desmando praticado. E acrescento: não nutro simpatia por nenhum nome que ali está. Quero todos eles longe da CASSI – e sem direito a retorno.

Anônimo disse...

Ao Anonimo das de 26/04/2010 das 06:32, 06:41 e das 06:53.

A AAPPREVI já anda incomodando. Os pelegos, como o autor das mensagens acima, não gostam de democracia, pois, são autoritários como o seu grande chefe LULA, que não suportam contestação, atropelam tudo, inclusive a LEI, pois se julgam acima de tudo. E os subalternos obedecem e seguem os donos como cochorrinhos na coleira, sem vontade própria, sem capacidade de discernimento, vão para onde são direcionados e fazem o que são mandados.
E como não suportaram a atitude do colega Marcos Cordeiro, tentaram utilizar de um meio covarde, tão peculiar no meio dessa turma de pelegos, denegrir a imagem do colega Marcos, distorcendo fatos e insultando sua dignidade, tão ausente no meio sindicalista/petista, onde os objetivos justificam os meios.
O colega Marcos em sua sabedoria acumulada durantes tantos anos e graças ao meio ambiente saudável onde ele convive, fez por bem consultar um especialista contábil para uma análise do balanço da Cassi, em que o próprio especialista fez um comentário a respeito da falta de algumas informações do balanço para uma análise mais profunda, entretanto foi possível dar uma idéia geral da situação da CASSI e da administração ali praticada. O colega Marcos nos repassou essa informação para que nós, ao tomarmos conhecimento, pudessemos, de algum modo, nos ajudar a posicionar quanto ao voto a ser praticado. O autor da mensagem não esta acostumado com isso, em tomar decisão própria, pois, somente faz o que lhe é madando fazer, sem questionamento. Quem sabe a recompensa pecuniária é tão boa que o autor da mensagem é partidário de que o vil metal esta acima de tudo. Pobre coitado. A tática de informação e contrainformação não surtiu o efeito esperado por ele. Democraticamente, não contamine nossa associação com sua inscrição, é melhor você ficar em seu ambiente natural, seu verdadeiro "habitat", onde você se sente bem, chafurdando na lama.

Ari disse...

Ao Anônimo das 6:32, 6:41, 6:53....

Você me faz recordar uma frase de um catedrático que ironiza o desconhecimento: "O importante não é saber; é ter o telefone de quem sabe."
Mas, a frase que lhe cabe como uma luva é esta: "Você tem o DIREITO de ser(idiota, cabotino, imbecil,etc.)
mas...ABUSAR DE SER não!!!"

Ivan Rezende disse...

O relatório da Cassi 2009 contém 80 páginas. Eliminando os gráficos estatísticos e verificando objetivamente o Resultado Líquido de 2008 (R$89.178 milhões) e o de 2009 (R$55.578 milhões) mostra-nos, conforme o estudo do Dantas, uma situação preocupante com relação ao futuro da Cassi que, se não administrada com seriedade, poderá colocar em risco o nosso plano de saúde.
Ademais, no próprio relatório, fizeram questão de registrar que, até maio/2009 o Presidente era Carlos Eduardo Leal e, a partir de maio/2009 Antonio Sérgio Riede, já demitido, sem quaiquer explicações ao quadro de associados, substituído por Hayton Jurema Rocha, até hoje desconhecido, com Presidente, e sem uma mensagem alentadora.
Com estes números e as outras ponderações do Dantas há como votar a favor do relatório?

Em tempo: os artigos 578 a 591 da CLT versam sobre a contribuição sindical dos empregadores(janeiro) e dos empregados (março-1 dia de trabalho). Somente esta arrecadação é mais do que suficiente para a cobiça dos dirigentes sindicais, não sendo necessária a filiação individual.
Não está na hora de provocar os parlamentares para uma mudança na Lei? Afinal a contribuição é obrigatória.

Anônimo disse...

VITORIA!!!Estamos mesmo incomodando e MUUUUUUUITO!
Colegas,nao deem importancia ao individuo,pois esta carregado de azedume,medo,insegurança.....
Parabens mais uma vez Marcos.
Paz a todos.
Sandra

BRUNO BAUMGARTEN disse...

Colegas, não sejam tão radicais contra o anônimo que não sabe interpretar um relatório. Se ele pediu ajuda para votar é porque não tem capacidade para decifrar números e ou balanços. Nem todos foram aquinhoados com sabedoria. Como diz o senador Mão Santa, "toda ignorância é atrevida". Sr. anônimo, seja mais humilde e conte-nos logo sua incapacidade mental, assim ficarás livre da ira dos que não o compreenderam.

Anônimo disse...

Colegas,

Temos que parar com essas coisinhas chatas em dar ouvidos a querelas.
Vamos tratar de expor idéias para solução dos nossos graves problemas, na Cassi e Previ.
Abç
Anônimo

Rogério Luiz Carvalho disse...

Boa noite Marcos e colégas blogueiros, lamentavelmente existem
pessoas que sòmente desejam dividir e não unir, e muitas vezes escrevem sem pensar ou quem sabe pensando em desestabilizar a nossa AAPPREVI. Mas isto tudo Marcos vai aumentar a nossa união a nossa amizade e consequentemente o nosso trabalho gratuito em torno da nossa
associação. Quero parabeniza-lo pela sua resposta aos anônimos e dizer-te que eu voto contra o relatório, analisei o comentário do
Dantas, e acho que futuramente estaremos a perigo pelo que mostra as demonstrações contábeis. Abraços
e continue agindo assim que nós ire
mos vencer. Rogério.

rosalina_de_souza disse...

Colegas do blog ,Presidente Marcos Cordeiro,estamos a 21 dias da eleição na Previ,é muito natural que os Sindicalistas os apaixonados pelo poder e cargos eletivos ,transforme espaços democráticos e imparciais como o www.previplano1.com.br e a nossa recém criada associação a AAPPREVI em alvos para seus ataques.
Só que aqui todos já estão a par das maracutaias ,da troca de favores que mandatários fazem para se perpetuar no poder,as custas da falta de vontade dos aposentados e das pensionistas em conhecer estatutos,regulamentos,leis complementares,resoluções,normativos etc...
Cabe a cada um de nós avaliar o que esta errado e corrigirmos tudo isto,não vi ninguém elogiar o grande trabalho realizado pela Colega ISA MUSA DE NORONHA,como minoritária do Banco do Brasil ,reforçando os desmandos da atual Diretoria do Banco do Brasil.
NÓS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PREVI SOMOS CEGOS,SURDOS E MUDOS,muitos não tem nem coragem e nem dignidade,para levantar falso do nosso presidente, que dedica seu tempo integral a nossa associação,viver atraz de um computador para orientar,trazer informação em tempo real, buscar soluções,não ter colaboradores,muitas vezes sem recursos,muitos talvez não saiba mais até as tarefas que era dividida com sua esposa,agora ela tem que carregar sozinha.
É muito fácil criticar,quanto tempo temos de vida? A AAPPREVI nasceu em fevereiro de 2010,o que a GIGANTE ANABB TEM FEITO POR NÓS,onde há 100 mil sócios contribuindo mensalmente.
Vamos ter consciência senhores e senhoras freqüentadores deste espaço, EU Rosalina de Souza,pensionista,aceitei colaborar,dedicar parte do meu tempo para ver esta associação crescer,eu poderia estar tomando um chá com as amigas, ou passeando num bosque, ou indo a casa de parentes,mais não fico procurando maneiras de ter dias melhores para todos,se os nossos direitos fossem respeitados o nosso presidente Marcos Cordeiro estaria cuidando da sua família,numa roda de amigos, eu estaria cuidando da minha vida e todos vocês estariam a gozar do melhor que a melhor idade pode nos proporcionar,com aposentadorias dignas,com pensões que pagariam as nossas contas sem ter que recorrer a muitos tipos de empréstimos no final do mês.
Não acredito que este cidadão tenha problemas financeiros, ele deve ter sido um dos milionários do RENDA CERTA ,ou se aposentou com o teto da previ salário de magnata,porque eu já não tenho portas para bater,estou esperando um milagre em minha vida financeira,tudo esta utilizado, empréstimo simples,Cooper forte,cdc funci , cdc imposto de renda,13 salário,tudo tudo mesmo esta completamente utilizado, até a desvinculação da minha pensão da parte do INSS eu tive que fazer.
Eu gostaria em meu nome e em nome de todos os colegas que também se encontrem nesta situação, que os anônimos da vida possam pensar melhor antes de atacar pessoas de bem, de caráter, pessoas que só estão nesta condição porque sempre foram honestas, verdadeiramente dedicaram as suas vidas a servi ao patrocinador Banco do Brasil, não tenho vergonha de desabafar porque esta é minha realidade nua e crua e verdadeira,eu nunca acreditei que um dia estaria nesta situação,mas enfim cheguei nela e agora só tenho forças para sair dela, e com a ajuda de todos os colegas que querem o nosso bem, que deseja ver todos do PB-1 voltar a sorrir, lute conosco, não trazendo discórdia, mas agregando, leve esta mensagem a um colega aposentado ou uma pensionista,aqui ninguém fica em cima do muro não pelo contrario quando nos procurar sempre haverá um ombro amigo a espera de cada um, anônimo ou não.
Vamos continuar lutando junte se nós com idéias,reclamações,advertências,vamos debater mais com nível,tenho certeza que todos irão concordar com esta minha posição.
Atenciosamente Rosalina de Souza

Anônimo disse...

Dona Rosalina

Algo curioso tem me chamado a atenção!

Noto que algumas pessoas costumam achar que outra visão de mundo, simplesmente acontece para certos indivíduos..

Como se nada tivessem feito para aquilo.. Ou como se já houvessem nascido assim.. Prontos!!

E segundo o título de um livro de um filósofo brasileiro, Mario Cortella: Não nascemos prontos!!! Construímos-nos ao longo da vida..

O que acontece, é que ninguém tem coragem de ir a fundo em suas próprias questões.. Evitam completamente entrar em si mesmos, e ver o que tem para limpar..porque é exatamente o que dói mais que precisamos mexer. Por isso é tão difícil e exige muita disposição para bancar esta situação.

Não se dispõem a tocar em certas feridas, conceitos, valores.. então se surpreendem com quem consegue ... mas não é a palavra certa.. na verdade pensam que estas pessoas são “sortudas” por terem uma cabeça diferente, uma visão não linear de mundo, por sofrerem menos... como se isso não fosse mérito próprio.. como se não tivessem passado pelo caos, ido ao fundo do poço muitas vezes, como todos os seres humanos.

Como se nunca tivessem encarado seus temores, lutado com eles, travado diversas batalhas durante períodos intermináveis e quase perdido a esperança em vários momentos..como se nunca tivessem negado várias situações até se darem por vencidos... Quando perceberam que a vida sempre ganha.. e precisamos aprender a aceitar e não lutar e nem se revoltar... mas felizes daqueles que conseguem transformar tudo isso em benção.. fazer algo com essas experiências e reinventar suas vidas.. Passam a um outro patamar... Conseguem a não identificação com os acontecimentos.. mas sem deixar de sentir.. só que a vida não tem a mesma carga, o mesmo peso..

Como diz uma máxima de um sábio à um discípulo : ‘Não queira chegar onde cheguei, sem passar pelo que passei..

Esta é a lição que temos que tomar consciência.. Para se chegar a algum lugar, precisamos estar dispostos a enfrentar o pacote completo.. as conseqüências de nossas escolhas e decisões.. ter a coragem de descer até não ter mais para onde ir.. sem isso, não há glória...

Não conseguiremos o bônus sem o ônus.. Não há transformação, sem muito trabalho interno e vale avisar que dura uma vida inteira...

Mas que vale a pena, ah!!! Isso vale.. admiro a sua coragem nossa guerreira defensora das pensionistas do PB-1 Previ.

RAVACCI disse...

Muito bom. Se estamos incomodando é porque estamos no caminho certo. Marcos, força. Vamos continuar unidos.

Cassi 2009 disse...

Votamos CONTRA o relatório 2009 da CASSI, pois não há balancetes mensais, os dados são incompletos, os gastos são maiores que a arrecadação e foi comprado um imóvel na Bahia, +R$ 4 milhões desnecessário e inexplicável, além do "Plano Associados" arcar com R$ 20 milhões de guias não processadas, que parte seriam do "Plano Familia".
Votando CONTRA rejeito os feitos mal realizados até 2009 e reprovamos tal relatório passado.

Anônimo disse...

Colega Marcos,
A Contec não pode nos ajudar? O assunto Revisão do Plano, beneficiará, mais à frente, os funcionários da ativa que irão se aposentar. A instituição possue uma Diretoria de Previdencia Social e Complementar.
O 1º Vice Presidente é Gladir Antonio Basso, da FEEB do Paraná.
Segundo definição, em seu site, a Contec é uma entidade sindical de grau superior que coordena as entidades sindicais dos bancários e securitários brasileiros. Também defende os direitos e interesses desses junto aos empregadores e poderes judiciário, executivo e legislativo.
Consta no calendário de atividades (Agenda) uma Mesa Temática com o BB, no dia 06 de maio, embora não seja relacionada a previdencia.
O Presidente é Lourenço Ferreira do Prado.
Fica a sugestão. A qualquer hora haveremos de acertar. Que Deus nos traga essa Luz, e nos mostre o caminho.

Anônimo disse...

Acho que a alternacia de poder eh fundamental.

Se temos uma chapa de oposição, isto eh um bom sinal...

Anônimo disse...

Caros colegas frequentadores desde espaço,a corrida para as eleições da previ começou oficialmente a revista eletronica ja esta no ar?
agora vamos dedicar aos fatos pelo que li.as duas chapas estão prometendo o que não irão cumprir,e da oposição fala até em união com o plano previ futuro.
Não sei o que faremos agora,pois esta tudo muito mal dito,e aparentemente a oposição é ligada ao psol dos antigos petistas.
Acho que a AAPPREVI já deve estar preparando alguma coisa no sentido de ilucidar estas questões.
Afinal dela depende a filiação de muitos colegas.

Anônimo disse...

A chapa da opisição para as eleições da previ ( nova previ ) ja começa mal lança um site que nao existe? pode uma coisa dessas, é brincadeira e ainda falam em melhorias no atendimento,sendo que nem o dever de casa sabem fazer direito.

Anônimo disse...

A colega do outro blog adotou uma postura de "censura".
Não admite mais a participação de anonimos. Não saberia julgar se ela agiu certo ou errado. Certo é que a participação ( não leitura) em seu blog deve ter desabado. Os comentários são poucos, embora elucidativos e pertinentes.

Antonio Eustaquio disse...

Colega Marcos, apenas para registro.

Estou tentando desde ontem, 27, votar na prestação de contaa da CASSI, mas infelizmente, até o presente momento, o telefone 0800-729-0808, só dá sinal de ocupado. Gostaria de saber se outros colegas estão tendo a mesma dificuldade. Continuarei tentando.

Anônimo disse...

Será que não conseguirá emplacar seu protegido? Ou já conseguiu?

Correio Braziliense (27/04/2010)
Previ: Esclarecimento

Nota publicada no jornal Correio Braziliense:
A propósito da matéria "Disputa acirrada pela presidência da Previ", esclareço que a sucessão de diretores é um processo normal previsto no Estatuto. Encerrarei o meu mandato em 31 de maio e, sendo assim, o que me cabe é prestar contas do meu trabalho e desejar o sucesso cada vez maior da Previ daqui para a frente. A escolha do futuro diretor-presidente cabe ao Banco do Brasil, como patrocinador do fundo, e tenho certeza de que a escolha será feita da maneira mais criteriosa possível, com o objetivo de assegurar a gestão eficiente e transparente da entidade. Devo ressaltar, inclusive, que os resultados da Previ não dependem de uma única pessoa. O trabalho em equipe e o compartilhamento da gestão com os demais diretores, eleitos e indicados, será sempre um fator relevante de sucesso.

Nesse contexto, não há disputa pela indicação do sucessor, até porque respeito a autoridade, a competência e o discernimento daqueles a quem cabe tomar a decisão.

Sérgio Rosa, presidente da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ)

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro Colega Antonio Eustaquio.

A dificuldade é generalizada. O Conselheiro Ivan Rezende tentou durante três horas seguidas. O melhor será reclamar por e-mail à Previ e à Cassi. Já o fiz.
Acontece que disponibilizaram um sistema operacional insufiente para atender a demamda. Perece que propositalmente, por medo do peso do esclarecido voto dos inativos.

Anônimo disse...

Eu consegui votar ontem depois de varias tentativas.E uma VERGONHA a dificuldade imposta (para que a gente desista).Vamos la pessoal,insistam.
Quanto as chapas, realmente e dificil a escolha, da medo.Com certeza sou contra o que ai esta,entao.......
Sandra

Jane Torres de Melo disse...

QUERIDA ROSALINA,

PARABÉNS PELA SUA GARRA E DETERMINAÇÃO !!É por aí mesmo, coragem e perseverança !!
Momento de debates e definições que serão de muita importância na nossa caminhada.
Precisamos, mais do que nunca, estarmos juntos, bem unidos !!!!
Abraços,
Jane

Jane Torres de Melo disse...

É UMA VERGONHA !!!!
FILA DE ESPERA LOTADA - LIGUE MAIS TARDE .
LINHA OCUPADA !!!
Em pleno século 21, inadmissível !!!!
Jane

Anônimo disse...

Sra. Rosalina,não vá na onda deste anônimo de 26 de abril 2010:18:39.Esse cara deve ser um desses que pertence à direção de alguma associaçao ou então quem sabe já se locupletou com o renda certa.É o que dá para entender com o comentário que fêz. Êle quer dizer que já chegou lá depois de muita luta e sofrimento, tentando justificar a situação de tranquilidade em que se encontra. Portanto, cuidado. Parece até coisa do Valmir Camilo.

Anônimo disse...

Colegas blogueiros,

Alguém já viu no site (www.conjur.com.br) "PARTICIPAÇÃO DOS LUCROS E RESULTADOS" é garantida para aposentados, a conclusão é do TST, que reijeitou o recurso do (Banespa), não seria o mesmo caso dos aposentados do BB?
Não caberia também entarmos na justiça com mais esta ação?

Anônimo disse...

No outro blog tem noticia sobre os aposentados, e RIDICULA!
Para mim nao faz diferença se 6.14 ou 7.7 sobre a miseria que recebo do INSS mas,serve para derrubar a candidata do PT.
E so o que me interessa.
Sandra

Marcos Cordeiro (André) disse...

Ao anônimo 11:18.

Este assunto já foi encaminhado à apreciação da nossa Assessoria Jurídica, para estudo da sua viabilidade direcionada aos nossos interesses.

Anônimo disse...

Depois de mais de 38 horas, isto é, depois de várias tentativas ao logo de quase 02 dias, consegui votar no Relatório da Cassi.
É incrivel como são tratados os aposentados pela Previ, e isso nos deixa um pouco apreensivo, senão tiver algo atrás disso, pois, o Sérgio Rosa disse nessa viagem turística para "explicar" o resultado positivo do fundo, que a Previ investiu pesado no atendimento aos aposentados pelo 0800. Pode ter investido pesado mas o serviço deixa muito a desejar, ou funciona de acordo com os interessess dos que comandam o maior fundo de pensão do Brasil, pode ser o maior mas não o melhor, pois, não aconteceu nada de melhoria para os assitidos. A quem não interessa a votação maciça dos aposentados. A quem interessa?

Anônimo disse...

Ao colega Marcos,

Outra noticia sobre o PLR para aposentados.

Inativos da Nossa Caixa asseguram participação nos lucros
O Tribunal Superior do Trabalho confirmou o direito de um grupo de aposentados da Nossa Caixa à participação nos lucros e resultados do banco. A decisão é da 1ª Turma do TST. Os ministros negaram o recurso da instituição financeira, condenada pelas instâncias inferiores.

A Nossa Caixa argumentou que a concessão das vantagens ao grupo de inativos não tem qualquer respaldo legal, já que as Convenções Coletivas de Trabalho (1996 e 1997), que previam as parcelas, seriam restritas aos empregados em atividade.

O argumento foi afastado pelo ministro Lelio Bentes Correa, relator do recurso. Bentes constatou que, à época da transformação da antiga autarquia (Caixa Econômica do Estado de São Paulo S/A) em sociedade anônima (Nossa Caixa), os então trabalhadores optaram pelo regime celetista, conforme a Lei Estadual 10.430 de 1971.

A mudança do regime de trabalho foi regulamentada pelo Decreto 7.711 de 1976, que assegurou “os direitos e vantagens adquiridos, relacionados com férias, licença-prêmio, tempo de serviço e aposentadoria, responsabilizando a CEESP – Caixa Econômica do Estado de São Paulo S/A (artigo 7º) pelo ônus da aposentadoria integral aos empregados que fizeram a opção”.

Também foi observado que o regulamento de pessoal de 1976 assegurou, de forma expressa, o respeito aos direitos adquiridos dos trabalhadores conforme as normas vigentes quando contratados (Lei Estadual 10.261 de 1968).

“As vantagens instituídas em favor dos empregados ativos da reclamada mediante instrumentos normativos foram deferidas aos aposentados, com fundamento no disposto na Lei 10.430/71 e no Regulamento de Pessoal de 1976, ao entendimento de que tais normas asseguram paridade entre os proventos dos aposentados e o vencimento, remuneração ou vantagens dos empregados da ativa”, observou Lelio Bentes.

RR 783.731/2001.3

Anônimo disse...

Desde o dia 26.04 que tento votar contra o relatorio da Cassi. Não consigo. Será coisa armada.

Anônimo disse...

Colocaram o telefene 0800729.0808 fora do gancho?

Anônimo disse...

Colegas,
Pelo que se pode constatar é que nos normativos das duas instituições ( Banespa e Nossa Caixa ) havia referencia a esse pagamento.
Para se ter certeza deveria ser consultada a antiga CIC Funci ( hoje LIC), a qual normatizava os direitos, deveres, etc,dos funcis.
Entretanto, acho que devemos tentar. Afinal, ajudamos a construir e projetar esse Banco que hoje nos dá as costas.

Anônimo disse...

Colegas,
Amanhã ou depois retiraremos nossas contas correntes e folha de pagamento da Previ do banco do brasil, afinal somos minoria pobretona para os dirigents do banco do brasil.
Abç
Anônimo

GILVAN REBOUÇAS disse...

Solicito encarecidamente aos nossos associados que façam uma manutenção nas suas caixas postais (e mails). Algumas mensagens importantes estão retornando por excesso na capacidade de armazenamento.

Atenciosamente,

José Gilvan P. Rebouças
Vice Presidente Financeiro - AAPPREVI

Anônimo disse...

Colegas,
É preocupante a desinformação e, talvez, desinteresse que atinge a grande maioria dos aposentados. Vejam o e-mail que recebi da Cassi, ontem à tarde.
Embora saibamos que o sistema de votação (via fone),durante o dia fica saturado, assim mesmo, é irrisório o numero de votantes.

"Até a manhã desta quarta-feira, 28, de um total de 64.673 aposentados, apenas 933 participaram da votação. É fundamental tomar conhecimento do conteúdo do Relatório para que você faça análise criteriosa das iniciativas, projetos e desempenho da Instituição no ano passado"

Num cenário como este, em que nós nos pautamos a analises criteriosas, talvez, os votantes (aposentados) não atinjam 10%.
Lembremos do opressivo PNDH em que alguem disse: "Eu assinei sem ler".

Anônimo disse...

Colega Marcos,

Parece que a ANABB esta lançando um "Projeto Caça-Niquéis". Estranho isso. Será que os mais 100.000 associados já não supota mais as depesas da associação? Prmeiro iniciou com "traga um colega para a ANABB. Agora lançou "ANABB de portas abertas para toda a sua família". Essa é para parentes até 4º (quarto grau). Oferecendo benefícios inexistente, pois, nem para o associado ultimamente não existe. Mais dinheiro em caixa para a ANABB. Que voracidade por dinheiro. É muito estranho isso. Nada é feito por acaso. A ANABB deveria é estar servindo ao associado, defendendo nossos direitos junto a PREVI, BB, mas não faz isso e agora que nos levar na conversa e arrecadar dinheiro junto aos nossos parentes. É subestimar demais nossa inteligência. Que plano mirabolante. Esses são os grandes projetos dessa diretoria da ANABB. Que ingenuidade. É lamentável o que nós estamos vendo hoje em dia.
Será que vão criar novos cargos na ANABB para absorver os elementos que vão perder a mamata da PREVI?

Anônimo disse...

Colega anônimo das 04;48h, sou aposentado, mas desde o dia 26.04 que tento votar, não consigo. O telefone só da sinal de ocupado. Sabes algum horário entre ZERO h e 23,59 seguinte, para que tenhamos êxito, na operação "votação".
Grato