sexta-feira, 9 de abril de 2010

Saimos lucrando!

Caros Colegas.

A se confirmar o desfecho anunciado, do resultado das Eleições CASSI 2010 temos muito a comemorar, sem atentar para o mérito do que resultou como chapa vencedora.
Num universo de 73.275 votos válidos, a chapa vencedora teve maioria de apenas 6.137 votos sobre a oponente, que manifestamente serviria aos anseios dos aposentados.

Não fosse o conjunto de votos desperdiçados certamente teríamos resultado diferente, pois totalizaram 18.136 os nulos e em branco.

Some-se a tudo isto a abstinência anotada no conjunto de eleitores aptos (156.151), conclui-se que mais da metade deixou de manifestar sua preferência.

Desse resultado o que temos a comemorar é a participação dos eleitores aposentados, levando em consideração as particularíssimas condições em que se deu essa participação. Por isso fazemos justiça ao expressar-lhes a gratidão pelo atendimento aos chamamentos e com merecimento damos-lhes os parabéns pelo que se pode considerar uma vitória – o retorno às discussões dos assuntos do seu interesse, tendo o voto em primeiro lugar.

Os aposentados podem ufanar-se com o expressivo número dos que se manifestaram. E não fossem as condições adversas em que foram inseridos no pleito, neste momento estaríamos comentando outros resultados.

É inadmissível que uma força tão expressiva de atingidos pelos resultados das urnas seja tratada com tamanha discriminação.

Foi estabelecido um paralelo entre dois grupos a exercer o direito de escolha dos seus representantes no topo da CASSI. De um lado os funcionários em exercício no Banco do Brasil. Do outro os aposentados oriundos desse mesmo Banco como se um muro os separasse, diferenciando o tratamento dispensado como eleitores. O resultado é conhecido. Também não se encontra justificativa para a proibição do voto dos pensionistas, numa flagrante negação à isonomia de direitos e deveres.

Por tudo isto é promissora a mudança festejada. Vamos agora a busca de novos níveis de conscientização entre todos nós, aposentados e pensionistas do Previ Plano 1.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 09/04/2010.

30 comentários:

Anônimo disse...

Colega Marcos,

Do total de votos registrados na Chapa 1, 27.280 foram dos associados da ativa do Banco do Brasil e 12.426 foram dos associados aposentados.

Do total de votos registrados na Chapa 3, 30.284 foram dos associados da ativa do Banco do Brasil e 3.285 foram dos associados aposentados.

Ou seja: OS APOSENTADOS (re)elegeram a CHAPA 1.

Anônimo disse...

As vezes parece que você corre contra a maré. A maioria dos aposentados (que são os que mais usam a CASSI) e Associações defenderam a Chapa 1, formada por aposentados. A Chapa 3, quase que completamente indicada pelo Banco do Brasil não representaria com afinco os aposentados. Ficou clara a posição dos aposentados. A GRANDE maioria dos aposentados apoiou a chapa feita por aposentados! Ora, seu movimento é anti ANABB ou pró aposentado? Cabe frisar que não participei de nenhuma Chapa, mas como aposentado, nada mais certo votar numa chapa de conhecidos, com propostas boas, do que numa Chapa de extremistas. João Batista

Marcos Cordeiro (André) disse...

Ao anônimo acima (17:31).

Peço-lhe permissão para fazer uma ressalva em cima do seu desconhecimento sobre o que faço e o que penso: não tenho movimento. Não sou anti ANABB, apenas. Sou anti tudo que reconheço como prejudicial à classe em que estou inserido – aposentados e pensionistas do Previ Plano 1. Não aceito como benfazeja uma chapa que abriga candidatos reconhecidamente nocivos ao que defendo. É preciso ter cuidado ao correr em defesa de quem quer que seja. Defender o bandido conhecido ou o conhecido bandido não é a mesma coisa, mal comparando. Elementos totalmente diversos, pois, aqui a ordem dos fatores altera o valor de tudo.
Estou feliz com o resultado. Não pelo que possa trazer de bom, porque isso considero impossível. Mas pela conscientização que ajudei a formar entre os aposentados. Os números não mentem, basta aquilatar pleitos anteriores.
Se esses que se elegeram agora tivessem que fazer algo desperdiçaram dez anos empoleirados no poder sem nada fazer. Que garantia nos dão de que agora vão querer trabalhar?
Esta minha posição de anti muita coisa sim, considero trabalho. Dia e noite à frente do computador, trabalhando de graça na defesa de quem de mim precisa, de quem aceita e admira o que faço. Não devo nada a ninguém. Seja com muita Graça ou sem graça nenhuma. Cumpro o papel que avoquei para mim, e dele não abro mão. Tenho meus parâmetros e os sigo à risca. Sou correto e exijo correição no trato do que me afeta. Sou honesto e exijo honestidade em tudo que me diz respeito. Não prestou, condeno. Sem medos. E essa chapa para mim é um lixo! Não sei se a outra seria melhor, mas ao menos não se pode dizer que foi isto ou aquilo. Esta que ganhou sim foi muita coisa – e nada de bom. E havia a esperança de que a perdedora fosse ao menos trabalhadora, despendendo esforços em direção a uma melhor condição de vida para os espoliados e abandonados aposentados e pensionistas do PB1. Eu, entre eles. Acima de tudo reputo esse abandono fabricado pelos ganhadores que formam no topo da pirâmide. Que vai ruir, com ou sem o meu concurso. Aguardem.

Marcos Cordeiro.

Anônimo disse...

que pena joão batista que sua alma é mesmo tão pequena e mesquinha no minimo vc deve ter recebido algum trofeu da ANABB para defende-la tão vorasmente, pelo visto voce nunca vai entender o verdadeiro significado daquilo que a AAPREVI defendeu e defenderá. Com fé em Deus as nossas conquistas virão doam em quem doer. Quem anda na luz, jamais tropeçará. Quem sabe e pode fazer o bem e não faz não merece justiça. Saiba Marcos que seu trabalho, a sua dedicação jamis será em vão e nós só temos a agradece-lo por se tornar lider nessa grande luta. Deus abençoe voce e tds aqueles que de bom grado o auxiliam. Creio que a partir de agora muitos aposentados irão mudar a maneira de pensar e agir, Se quisermos dias melhores para nós e nossa familia temos que lutar e batalhar a fim de sermos vencedores.

Rogério Luiz Carvalho disse...

Bravo !!! Marcos a grande verdade tu podes crer, pode tardar mas não falha, e que vai ruir um dia vai, e
todos nós vamos ver quem tinha razão, e quem foi o precurssor de tudo que vai acontecer. Siga em frente coléga, que nós estamos ai para te dar apoio nesta luta renhida,
e Deus nosso Senhor nos ajudará. Abra
ços, Rogério Luiz Carvalho.

Anônimo disse...

Com relação aos aposentados que votaram em sua maioria na chapa 1 foi um acontecimento normal e esperado por mim. E dedução é fácil. Anabb possui os e-mails de todos os associados e endereços. Então esse pessoal bombardeou todos os aposentados que são sócios da Anabb. Eu devo ter recebido pelos menos uns dez e-mails ou mais, principalmente as vésperas e na semana de votação.
Da chapa 3 não recebi nada. Foi falta de comunicação ou meios de se comunicar com todos os aposentados e mesmo os da ativa.

Anônimo disse...

Outro dia eu disse que tinha sondado alguns colegas aposentados na minha cidade, relatando aqui no blog do nosso grande Marcos e de todos nós, que a balança pendia para a chapa 1 em virtude de visita de membros da referida chapa à AABB local para reunir-se com os aposentados. Obviamente, este procedimento foi feito na maioria das grandes cidades brasileiras. Embora tenha tido agora certa razão, não passei incólume. Fui criticado por pelos menos outro colega. Mas, deixa prá lá! Marcos, foi realmente uma grande vitória de todos os que desejam mudanças num horizonte bem próximo! A Anabb já não está mais ganhando de goleada. E muito em breve começará a perder (para sempre). A influência egoísta do dono da Anabb, o VMC, logo, logo estará sepultada para sempre.

Lázara Rabelo disse...

Caro Marcos,

Concordo com você, a chapa 3, composta por pessoas desconhecidas no meio das associações e entidades, fez bonito com a votação que conseguiu. Acho que foi importante o movimento que fizemos conscientizando os aposentados a votar, e a turma da chapa 1 deve estar com as barbas de molho, vendo que aquele tempo que administravam a CASSI como sua propriedade particular acabou. Ganharam a eleição mas o poder diminuiu.Vamos cobrar muito, começando pela inclusão as(os) pensionistas nos votantes, para as próximas eleições, por que não? Para ser franca, eu não
sabia desta anomalia nos estatutos da CASSI.
Parabens pelo trabalho, Marcos!!!

Abraços,

Lázara Rabelo

Anônimo disse...

Chapa 1 formada por aposentados? Com 2 membros que tem apenas 10 anos de banco? De onde vc tirou essa idéia? João Batista?

Anônimo disse...

Colega de 20:31,como ja publiquei aqui,eu nao sou mais socia ha tempos e eles entupiram tambem meu email e recebi tambem a tal revistinha(que apelaçao,tinha ate cadeira de rodas).Ganhou a chapa 1,era de se esperar,literalmente uma chapa de PESO.
Favor publicar.

luiz fernando disse...

dUAS SURPRESAS, UMA BOA E UMA RUIM:Os colegas da ativa votaram na chapa 3 (boa,gurizada nova alerta)e a ruim os proprios aposentados,talvez por desconhecer ou o voto a cabresto, via anabb e o outras entidades que enxurraram de e-mail e mala direta. e assim mesmo,foi por pouco. VITORIA DESTE ESPACO E outros.Talvez na PREVI,daremos o troco.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caros colegas.

Tenho procurado imprimir celeridade na publicação dos comentários destinados a este espaço, o que faço na medida do possível não importando o horário em que aqui cheguem. No entanto, gostaria que colaboradores mais detalhistas entendessem que suas extensas participações (algumas em duas partes, para fugir à limitação dos caracteres imposta pelo provedor) não podem ser publicadas tempestivamente, em detrimento de outras mais sucintas e de conteúdo isento da geração de polêmicas. Tudo isto demanda tempo empregado na geração de consultas para confirmação de detalhes comprometedores. Além do mais, quando em duas partes, estes precisam ser liberados concomitantemente para não descaracterizar o sentido se entre eles publicar outro, muito embora não cheguem nessa ordem pela dinâmica da recepção de e-mails - numa média diária de 40 pelos diversos canais que monitoro.
Todo comentário que aqui aporta é examinado antes de autorizada a sua publicação, pois não posso agir levianamente divulgando assuntos aleatoriamente com desconhecimento do seu conteúdo. Por isto, peço que atentem para o fato de que tenho outras atribuições à frente da AAPPREVI e que, obviamente, se sobrepõem ao trabalho de monitoramento do Blog, que não admito delegação.
Nada obstante, todos os comentários passíveis de divulgação são publicados, a despeito do atraso imposto pela leitura e exame do que contenham.
Grato.
Marcos Cordeiro.

Marcos Cordeiro (André) disse...

O megalômano Sérgio Rosa quer muito mais do que se imagina:

http://oglobo.globo.com:80/economia/mat/2010/04/09/sucessao-presidencia-da-previ-opoe-grupo-de-sergio-rosa-banco-do-brasil-916301556.asp

Anônimo disse...

Venceu a Chapa 1 porque os aposentados votaram com a chapa 1. Se tivessem votado na oposição essa teria vencido. A chapa 1, pelo menos tem colegas aposentados e até deficiente físico. A candidata Íris Carvalho é cadeirante, é paraplégica. Pelo menos há se saber o quanto dói ser ou estar doente.

wilson luiz disse...

Muito bem analisado, Marcos. Foi realmente uma derrota com sabor de início de muitas vitórias, que certamente virão.Agora, não vamos nos dispersar... Está chegando a eleição da PREVI, e precisamos analisar qual é a chapa "menos ruim".

Anônimo disse...

Colegas,

Não adianta continuar sócio da ANABB e reclamar que a chapa 1 venceu. Enquanto a ANABB tiver 100, 90, 50 mil sócios, vai ter dinheiro e estrutura para abarrotar nossas caixas de correspondências com revistas, fazendo propaganda das chapas que apoia. Eu que já me desfiliei faz tempo e mesmo assim recebi duas revistas com propaganda da chapa 1 CASSI. Imaginem os associados.

Temos que enfraquecer a ANABB e o único meio que conheço e desfiliando-se da mesma. Senão vamos morrer ouvindo o Valmir falar mentiras e defendendo o BB e a PREVI ao invés dos seus 100 mil associados.

Abraços!

Anônimo disse...

Há muito, venho pensando sair da Anabb. No entanto não sei como fazê-lo, pois tenho uma ação pendente há anos.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Ao colega anônimo 13:03 e a todos em idêntica situação.
Consultem:

jurídico@aapprevi.com.br

Anônimo disse...

Marcos, os aposentados votaram na chapa 1 porque a associação "veteranos do BB"fez carga pesada de apoio à chapa 1 e muitos que eu perguntei não sabiam ou esqueceram de votar. Mas para maio, na eleição da Previ,creio que teremos melhor sorte. Estou com a chapa 1 para previ. Nela não tem ninguem do CANAEL e tem um suplente que conheço, M.L.M. é de confiança.

Anônimo disse...

Marcos e colegas,

MENSAGEM ENVIADA AO BLOG SA CECILIA GARCEZ. ACREDITO QUE NÃO SERÁ PUBLICADA.

Vejo pessoas escrevendo e agradecendo a você Cecília pelo muito que tem feito. Fico pensando o que levou essas pessoas a escreverem essas mensagens, pois, você e seus colegas de diretoria nada fizeram a favor dos associados ao longo dessa gestão. Você sempre dizia que nada podia fazer em relaçao ao que era sugerido em termos de melhoria para os associados já que tais sugestões não constavam nos normativos. Como se os normativos não pudessem serem alterados para se trazer melhorias para os assistidos do Plano 1. Entretanto, vocês fizeram uma tremenda injustiça com a distribuição equivocada do superavit.
Pois, pergunto, porque ninguém pensou naqueles que não se enquadrariam em nenhuma das hipóteses e que não seriam beneficiados pela distribuição do superavit. Esse foi o meu caso, nada recebi. Quantos foram prejudicados como eu? Vocês sabiam quantos seriam contemplados em todas as modalidades de distribuição, como foi divulgado na Revista Previ de nr 124, de abril de 2007. Sabiam quantos seriam contemplados mas não sabiam quantos não seriam. Ou sabiam e se omitiram. Como vocês disseram que tudo foi bem planejado entre PREVI, os sindicatos e associações representativas; andaram pelo Brasil inteiro e que resultou num trabalho técnicamente perfeito, tão perfeito, e não perceberam que milhares seriam enquadrados em mais de uma das modalidades de distribuição e não atentaram para os milhares de associados que não se enquadrariam em nenhuma dessas modalidades apresentadas. O equívoco foi tão grande que no caso da renda certa a "devolução" dos valores que ultrapassaram as 360 parcelas recolhidas pelo associado ao qual valor foi acrescentado o valor da contribuição do patrocinador. Receberam mais do que contribuíram. Se realmente tivessem realizado um trabalho bem feito essas falhas imperdoáveis não teriam acontecido. Essas falhas, posteriormente, foram apontadas e ninguém da diretoria fez algo para corrigí-las e a senhora não moveu uma palha para mudar essa situação. Se o trabalho tivesse sido bem feito os associados não contemplados ou contemplados com valores baixos, não teriam sofrido prejuízos, pois, poderiam ter recebido um valor mínimo alternativo para que ninguém fosse prejudicado.
Por que, então, não corrigiram, posteriormente essa falha? Certamente não constava nos normativos. Cecília, a forma de distribuição do superavit, também, não estava nos normativos e, por causa disso, vocês cometeram uma injustiça sem precedentes. Equívocos acontecem e são passíveis de compreensão, desde que cometidos involuntariamente. Agora, o difícil é compreender porque nada foi feito para corrigir tamanha distorção. Isso até hoje não consigo entender. Cecília, nós também contribuímos tanto quanto os que foram contemplados. Não sei como vocês conseguem dormir com esse peso na consciência. Bem, infelizmente, nem todos tem consciência, e conseguem dormir a sono solto. Eu não gostaria de sair da diretoria como a senhora esta saindo. É uma lástima. Bem, cada um faz a sua história. Adeus.
Espero que alguma associação que nos representa se sensibilize conosco e tomem alguma iniciativa para corrigir, de alguma forma, tamanha injustiça, mesmo que no campo judicial.

Anônimo disse...

Acho que todos nós aposentados devemos votar na chapa - CHAPA 1 - NOVA PREVI

Os Candidatos são dos do sindicato e do partido PSTU. São colegas da ativa, todos eles, alguns do Plano 1 que cedo ou tarde vai mesmo mandar na Previ. O que o PSTU pretende com essa chapa é fortalecer o Partido dentro do maior Fundo de Pensão do país e assim usar a Previ para fazer campanha contra Lula, contra Dilma e contra o PT usando é claro, o dinheiro da Previ, mas é para uma boa causa, pois pretende usar a Previ contra o PT.

Conheça nossos candidatos do PSTU para a PREVI


CONSELHO DELIBERATIVO
Silvio Soares Filho – Titular – Da ativa, de Brasília e militante do PSTU
Fernando Luis Lima Saraiva – Suplente – Da ativa, sindicalista do PC do B

CONSELHO FISCAL
Vania Gobetti – Titular – Sindicalista, do Rio e uma das principais lideranças do PSTU
Manoel Leite Magalhães – Suplente – Da aiva, de Brasília e militante sindical e do PSTU

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO
Dilson Guths – De Brasília, da ativa e advogado militante do PSTU

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO
Ângelo Argondizzi Marcelino – Sindicalista militante do PSTU

Anônimo disse...

Colega de 21:39 voce fala de consciencia mais uma vez.....pois fique sabendo que todos da Previ,Anabb,BB nao sabem o que e isso.Eles dormem sim muito bem porque os bolsos estao cheios,os netinhos(da vovo),os filhinhos estao com seus brinquedos,seus carroes, por que perder o sono?
Insonia e para os aposentados/pensionistas/PDV pensando em como pagar as contas e por comida na mesa.E os que ainda elogiam a dona do blog,ou
sao alienados ou estao fazendo media com ela.
Favor publicar.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Peço liocença ao autor da mensagem para torná-la pública por conter colocações importantes:

Caro Marcos,

Bom dia!

Mais uma vez, parabéns por sua atuação no processo eleitoral da Cassi.
Acredito que em muito pouco tempo, aposentados, pensionistas e ativos,
conseguirão fazer uma leitura da situação atual das reais intenções de
nossos governantes, administradores, presidentes de PREVI,CASSI, ANABB
e associações que se dizem defensoras dos direitos de seus associados
e vão entender efetivamente o real significado do CANAEL.

Perceba que na sexta-feira, logo após a apuração da eleição da CASSI,
o resultado já estava no site da ANABB, PREVI e até no blog do Romildo.

Certamente, com mobilização, "isso" que aí está, será mudado.

Relativamente ao assunto referenciado, colo abaixo, uma notinha insignificante,
que praticamente autorizou o Banco a efetuar as contabilizações sobre os direitos
que ele afirma ter na PREVI. Perceba a importância de estarmos mobilizados.
Tenho certeza que podemos nos ajudar mutuamente e talvez um dia, quem sabe,
como já lhe disse o Ary, também poderemos fazer parte dos associados da
AAPPREVI, com o maior orgulho.

Gostaria que você refletisse sobre um assunto já abordado no blog PreviPlano 1:

- Tempos atrás, o Banco comprou a folha de pagamento da Prefeitura de São Paulo.
Como forma de pressão e como instrumento de negociação, não seria oportuno
começar um reclamo para que o Banco também compre a folha de pagamento da
Previ e pague também pela centralização de boa parte das aplicações financeiras?
Não seria uma forma de se conseguir efetiva participação dos costumeiros "leitores"
do PreviPlano1?

Fica ai minha sugestão.


--------------------------------------------------------------------------------

Governo modifica cobrança de impostos para aliviar caixa de empresas que patrocinam fundos de pensão
Plantão | Publicada em 23/01/2009 às 17h14m

Martha Beck


BRASÍLIA - O governo decidiu dar um alívio ao caixa das empresas patrocinadoras de fundos de pensão. A medida provisória (MP) 453, publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial, permite que essas empresas só recolham Imposto de Renda, CSLL e PIS/Cofins sobre lucros obtidos com aplicações dos fundos de pensão na hora em que esse dinheiro entrar em seu caixa. Entre as empresas que podem se beneficiar da medida estão grandes estatais como o Banco do Brasil, patrocinador da Previ, a Caixa Econômica Federal, patrocinadora da Funcef e a Petrobras, patrocinadora da Petros.

A Receita Federal explicou que, até agora, quando a patrocinadora tinha um ganho a receber do fundo, ela devia pagar os tributos mesmo antes de os recursos ingressarem. Era a tributação pelo chamado regime de competência. Agora, o regime será o de caixa, ou seja, só se paga na hora em que o dinheiro for efetivamente embolsado.

Segundo o subsecretário da Receita Carlos Alberto Barreto, a medida dá um alívio às empresas, que terão mais tempo para pagar o imposto. Ele afirmou que a decisão faz parte da estratégia do governo de ajudar as empresas num momento de crise no mercado financeiro.

- Foi uma decisão dentro das medidas que o governo vem tomando para aliviar o caixa das empresas e dar maior capital de giro a elas - disse Barreto.



Abraço/Langoni



PS: Tenho aprendido muito com a leitura de seus posts.

Anônimo disse...

Colegas,

Não vou esquentar demais discussões sobre Chapa 1 ou 3. Cada um tem sua preferência política. Conheço a Graça Machado e sei da luta dela pela CASSI. Ademais, não preciso lembrar os colegas que quem realmente manda na PREVI e CASSI é próprio BB.

Colega Marcos, há uma coisa que me intriga. Todos nós sabemos que a ANABB é a maior intituição representativa dos funcionários e afins do BB. Também é uma instituição bastante poderosa. Por que o colega não procurou a presidência desta? A ANABB não é a personificação do Valmir Camilo, mas sim dos seus sócios (pelo menos era pra ser). Não ganhei nenhum troféu da ANABB, tampouco sou amigo do Camilo, mas confesso que a ANABB já me beneficiou bastante, tanto com relação às ações judicias, quanto em estreitar o contato com a CASSI e PREVI quando precisei e simplesmente não conseguia falar com seus dirigentes para resolver problemas particulares.

Abraços, João Batista.

Anônimo disse...

Esse governo faz de tudo para legalizar o que é ilegal. O recolhimento do Imposto de Renda sobre as contabilizações pode ficar para depois. Entretanto o pagamento dos dividendos e PLRs podem ser feitos no mesmo excercicio.

Lei 11948 de 16.06.2009
Art. 5o Para efeito de determinação da base de cálculo do imposto de renda, da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, da Contribuição Social para o PIS/Pasep e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, a pessoa jurídica patrocinadora poderá reconhecer as receitas originárias de planos de benefícios administrados por entidades fechadas de previdência complementar, na data de sua realização.

Parágrafo único. Para fins do disposto no caput, as receitas registradas contabilmente pelo regime de competência, na forma estabelecida pela Comissão de Valores Mobiliários ou outro órgão regulador, poderão ser excluídas da apuração do lucro real, da base de cálculo da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, da Contribuição Social para o PIS/Pasep e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social e serão adicionadas no período de apuração em que ocorrer a realização.

Do jeito que foi instituida essa Lei, todos os fundos de pensão fechados estão correndo esse risco.
Qualquer patrocinador pode se valer desse artificio, que, obrigtoriamente, deverá ser realizado para pagamento do Imposto.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Caro João Batista,

Espero que este seja seu verdadeiro nome, mas penso mesmo que você é o próprio Valmir Marques Camilo.
O pior cego é aquele que não quer ver.
Defender o indefensável é meio que infantil e até incoerente. Se você está satisfeito com a ANABB e tudo que ela represente continue com ela. Até porque eu nunca recomendei a ninguém que dela se desfaça, ao contrário, em post de 20/02/10 - Filiação - começo dizendo que "ninguém precisa desligar-se de suas associações para ingressar na AAPPREVI".
Em datas de 11/12/09, 13/01 e 28/01/10 encaminhei cartas ao Presidente da ANABB solicitando retorno propondo relacionamento informal. No dia 06/02/10 uma última correspondência foi encaminhada comunicando oficialmente a fundação da AAPPREVI.
Nenhuma mereceu resposta.
Por três vezes, em dias diferentes, fiz uso do celular particular do senhor Valmir tentando contato. Em vão, sempre caía na secretária. Aqui vale dizer que esse número me foi fornecido pelo José Domingos Moreira Filho, o "Domingão".
Sou associado da ANABB desde os primórdios de sua fundação e dela não me desligo, simplesmente para ter o direito de continuar criticando, porque pago para isto, o que me parece não ser o seu caso em relação a AAPPREVI.
Eu, ao contrário de você, nunca me beneficiei da ANABB, porém não escondo minha antipatia pelo Sr. Valmir Camilo por tudo de nocivo que ele representa relativamente aos aposentados e pensionistas do Plano de Benefícios n° 1, da PREVI.
Saudações,
Assinado por quem há muito deixou de usar pseudônimo.

Marcos Cordeiro de Andrade

Anônimo disse...

Ta na cara que o tal Joao Batista e o
Valmir.Se for mesmo, bom sinal.E puro desespero!
Favor publicar.

Marcos Cordeiro (André) disse...

Quando o Romildo diz: "Eu apóio", leia-se: NÃO PRESTA

Anônimo disse...

Marcos e Colegas,

As eleições da Previ não podem ser partidarizadas - tal qual este é do pstu pt dem -.
Nosso "partido" é benefícios melhores aos participantes.
É muito perigoso atrelar votos a partidos políticos.
No fundo são todos iguais, só querem cargos, com raríssimas exceções.
Abç
Anônimo

Anônimo disse...

Marcos e Colegas,

Esses caras da chapa 1 da Previ são uns loucos. Se entrarem na Previ vão é colocar em risco os nossos benefícios.
Radicalismo não leva a lugar nenhum...