quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A Arca de Marcos

Caros Colegas.

Este Blog bem que poderia chamar-se a Arca de Marcos, hereticamente parodiando a outra, de fins divinos. Esta, pagã, navega em meio ao dilúvio da desinformação tentando chegar ao Ararat do conhecimento para soltar seus animais e povoar o mundo da internet. Aqui convivem bichos de todas as camadas do reino animal. Uns, de invejável utilidade e inteligência. Outros, dispensáveis, que por falta de enquadramento não são úteis nem inteligentes. E entre essas categorias há os inocentes úteis que são manipulados e, por isso, classificados como Maria vai com as outras ou simplesmente vacas de presépio, pelo costume da convivência com duvidosas classes: Valmis, Isas, Sasserons – tipos banidos desta Arca que busca purificação.

De paquidermes a minúsculos seres, aves e insetos, há de tudo um pouco. Aos trancos e barrancos convivem antas, jumentos e ovelhas; abutres, pombas e cisnes; cobras, víboras e camaleões; piolhos, pulgas e cricris. Além de raras espécies em extinção catalogadas no livro da história: Adrião, Aristophanes, Chirivino, Edgardo, Faraco, Heraclito, Holbein, Paim, Rebouças,Tolendal, Valentim e muitos outros que ocupam a esteira da criação de sumidades, resvalando lentamente rumo ao fim da linha de produção divina juntamente com gênios de outras artes que não a da palavra escrita, que estes, da Arca, desenvolvem com sublimidade.

Por vezes o condutor da Arca precisa intervir e baixa o cajado pesado de letras para manter a ordem e evitar matanças. Mas nem sempre chega a tempo de conter desgraças como recentemente aconteceu. O Bicho Rossi, excelente destruidor de parasitas famosos, foi eliminado por carniceiros, predadores abundantes no meio, sem nomes definidos e por isso carimbados como anônimos inservíveis. Não genericamente nominados, porque há os que mesmo levando esse rótulo têm serventia, em maior número, e é bom frisar que um dia divulgarão as identidades - espera-se. Até para distinguí-los dos imprestáveis.

Neste momento em que se inicia uma votação dentro da Arca os bichos estão em polvorosa. Engalfinham-se verbalmente buscando a primazia do convencimento à cata de votos. As duas facções, uma do bem outra do mal, contam com argumentos fortes. Consistentes uns e desandados outros, formando grupos distintos: de um lado, a verdade esclarecedora, promissora; do outro, a mentira deslavada, desagregadora.

E no meio da disputa ficam os inocentes úteis, bombardeados por informações e desinformações, desnorteados como baratas tontas por não saberem distinguir a boa índole da má formação; a lealdade da falsidade; a honradez da vilania; o caráter da falta de pudor. E, por vezes, nem mesmo sabem discernir o que é o sim e o que é o não, misturando significados. São as vítimas da mentira que grassa no interior da Arca. Estas vítimas, como os eleitores que aprovaram o escabroso Renda Certa anterior, cooptados pela dubiedade de propósitos encoberta pela lábia enganadora dos mesmos Valmis, Isas e Sasserons, correm sério risco de repetir o voto exterminador de direitos e esperanças. Errar é humano, persistir no erro é burrice.

Também não dá para entender porque os nomes lá de cima, formadores do rosário de notáveis dissecadores das entranhas da PREVI, não são levados a sério. Somente pode-se creditar essa desconsideração ao alheamento dos que ignoram seus escritos, e ao desconhecimento daquilo que leva um Cidadão de Bem a recomendar o voto NÃO. Estarão as lesmas gosmentas certas e eles errados?

Votar no NÃO é a solução.

Marcos Cordeiro de Andrade - Curitiba (PR), 08 de dezembro de 2010.

112 comentários:

ELIS disse...

Marcos,
Brilhante, criativo, realista e útil é assim que eu, na falta de melhores palavras, classifico seu Texto. Parabéns!
Essa "parábola" veio no momento certo.
Alguém, bem antigo, já disse que os "bichos Aposentados" deveriam ser humildes como as pombas, mas esperto como as serpentes.
Ficou difícil eu me enquadrar num desses bichos da "arca", mas...
ainda VOTO NÃO!

Anônimo disse...

Marcos,

A AAPREVI continua filiada à FAABB?

Anônimo disse...

Marcos, em cada frase uma verdade.

A diversidade de pensamentos faz parte da natureza humana. E a exposição desses pensamentos pode causar várias reações, em cadeia ou não. Uns vão ser cordatos e outros não, sem contar os indiferentes.

Alguns comentam de forma natural e simplista e expôe seus sentimentos, o seu ponto de vista, o que pensam sobre determinado tema, a sua maneira de ver e interpretar os fatos, e as consequências que podem vir a alterar as coisas para si e para os seus, com fulcro na situação ecônomica/financeira, emocional e um conjunto de circunstâncias que poderão afetar a sua vida.
Assim, procede sem maldade, entendo que foi emitida uma crítica construtiva e muitas vezes não é entendido e passa a ser mal interpretado.

Outros por acharem que detém o poder do conhecimento, que dominam a matéria, se mostram arrogantes, se julgam donos da verdade e querem impor o seu raciocínio, a sua verdade, menosprezando a capacidade de discernimento de cada um.

Outros são comedidos, dominam a matéria e sabem expor o seu raciocínio de uma maneira natural, sem impor, sendo que a sua capacidade de convencimento esta baseado em um raciocínio analítico extremamnte razoável e pela maneira de apresentação não contudente não causa impacto, mas argumenta com clareza, sem subjulgar, sem forçar ou tentar mudar a ótica do outro, mas utilizando métodos ortodoxos para seu determinado fim, convencer.

Marcos, você como proprietário do blog e na condição de presidente da AAPPREVI principalmente, encontra-se numa posição não confortável.

Primeiro você ao fundar a AAPPREVI com outros companheiros como você, penso eu, que não tinham idéia do tamanho da responsabilidade que estavam assumindo.

Responsabilidade de conduzir a AAPPREVI em condições normais é uma coisa, mas administrar uma entidade em frente as malezas encontradas, malezas essas provocadas por outras entidades que não tem compromissos com seus associados não é tarefa fácil.
A AAPPREVI nasceu para representar efetivamente os interesses de seus associados.

Mas ao por em prática essa premissa a AAPPREVI passou a incomodar outras associações. A AAPPREVI trabalhando para os assocuados enquanto a diretoria das outras trabalham em interesses próprios e mantendo relações de subserviência com o patrocinador.

Marcos, vocês realmente assumiram a luta de um Davi contra o gigante Golias.

Devido a diversidade de pensamentos, você se depara com pessoas que apoiam a sua maneira de conduzir essa batalha, outros que criticam a sua atuação e há também os indiferentes.

Mas dentro das críticas favoráveis ou não, acredito que você poderá de qualquer forma utilizá-las de uma forma ou de outra, dependendo apenas da sua capacidade de absorvé-las ou não.

As críticas construtivas são boas e muitas vezes as idéias sugeridas não são praticáveis, e, enquanto as críticas destrutivas, aquelas oriundas da não concordância das politícas adotadas pela associação, aquelas que contrariam interesses outros, podem trazer a vantagem de que depois de analisadas, podem mostrar que estão no caminho certo e que os propósitos estão sendo atingidos.

Marcos, uma verdade não pode ser omitida.

O Rossi não sumiu, ele foi silenciado.

Anônimo disse...

a AAPPREVI não pode se desfiliar da FAABB.

Amanhã alguém associado da AAPPREVI vai ser candidato a sua presidência e, quem sabe, assumirá o cargo hoje ocupado pela dona ISA MUSA.

Anônimo disse...

MARCOS,

Estupendo!
Embora os valminianos, sasseronianos, vitorinianos/paulianos,florianos, bendinianos, e porque não dizer lulianos/dilminianos, não estão nem aí se a arca afundar com um contingente de sumidades escreventes aposentadas, que não fazem falta ao conluio que hoje desfruta do poder e que massacra velhinhos pé-na-cova.
Eles, os poderosos que violentam os idosos aposentados da Previ, menos dia mais dia serão alcançados pela Justiça dos homens ou pela JUSTIÇA DIVINA, para quem acredita em DEUS.
Abraços
Em breve deixarei de ser anônimo, porque hoje tenho certeza sofreria pesadas represálias financeiro-econômicas.

Anônimo disse...

Se nós que contribuimos (no meu caso) por mais de 40 anos entre o tempo ativo e aposentado não tive nenhum benefício até hoje, porque os funcionários da ativa, além de parar de contribuir, ainda terão uma poupança de 20% ao se aposentarem. São atitudes inexplicáveis e que fogem à nossa compreensão. Em futuro próximo, os dirigentes do BB/PREVI terão que dar explicações à JUSTIÇA por essas lamentáveis decisões.

Joao Carlos disse...

Amigos, meu voto é NAO! (apesar de saber que o sim, infelizmente, vai ser maioria - nao existe nesta votacao o vencer e o perder - o que o banco/previ esta querendo é apenas ter uma quantidade significativa de sins para justificar, lá na frente, perante a justiça, que teve respaldo entre os participantes para sua "tunga" nos 7,5 bilhoes - e outras que, com certeza virao).
Apesar de agora estarmos discutindo distribuicao de "superavit", nao podemos deixar de considerar a possibilidade de "deficits" futuros. e ai? quem vai cubrir o "rombo"?
simples - os aposentados, pois o banco vai oferecer os 7,5 bilhoes que ele vai manter depositado na previ como sua parte e os "assistidos" que se virem para cubrir o resto (como ninguem vai ter dindin para cobrir, restara apenas a reducao dos beneficios a todos).
JA PENSARAM NISSO?

Joao Carlos

Anônimo disse...

Após a traição da ISA não vejo motivo para manter a AAPPREVI filiada a FAABB Se bem que essa Sra. nunca me enganou. Ela sempre esteve contaminada como os seus pares de CANAEL. Qual terá sido a bolada recebida para que ela ficasse muda, cega e surda depois de ter assinado uma doação de 50% do patrimônio da PREVI?

Anônimo disse...

Anonimo 9:52, ela deve ter recebido uma bela bolada. Tenho quase certeza, pois o silencio dela já passou dos limites. Quem cala consente não acha?

José Carlos A. Ferrari disse...

Gostaria de perguntar a vocês, que vão votar Não a qualquer preço o seria de vocês sem o Banco do Brasil. Tal pergunta é feita por mim para lembrar um pouco de mim mesmo. Com 10 anos de idade fui engraxate para ajudar minha família que era paupérrima. Com 13 anos tive meu primeiro contrato de trabalho em minha carteira de trabalho de menor, como Office-boy.
Bem, com dezoito anos e já bilheteiro de cinema, em 1970 e cursando técnico em contabilidade, fui aprovado em concurso nacional para o Banco do Brasil.
Com 10 anos de BB fui gerente de agência e exerci tal cargo durante 17 anos até a minha aposentadoria em 1999 depois de ter passado por 8 agências em 5 estados.
Sempre contribuindo para a Previ e o Banco participando, primeiro com o dobro de minhas contribuições e depois com o mesmo valor.
Hoje estou aposentado e se não vivo uma vida tranqüila de aposentado, foi única e exclusivamente por minha culpa que não soube poupar. (Isso é outro assunto), mas o Banco me meu dignidade, respeito e por ele tenho uma profunda admiração. Que outra empresa investiria em alguém que mal tinha sapatos para calçar e que anos depois administraria uma de suas filiais?
Sempre me pergunto: Será que a Previ conseguiu esse enorme patrimônio somente com o dinheiro de nossas contribuições ou foi por ter investido tais valores muito melhor que nós próprios faríamos? Quem aplicou tudo isso e fez esse patrimônio se tornar o que é foram os eleitos por nós ou os indicados pelo BB?
Temos realmente o direito de contestar tudo o que fizeram pela Previ simplesmente porque não participamos de sua administração?
Será que a maioria que hoje é estilingue algum dia foi vidraça?
Respeito a opinião de todos que não concordam com as propostas, mas também, por favor, respeitem a minha.
Filiei-me à essa instituição achando que a mesma seria diferente das outras, mas depois das agressões à sra. Isa Musa, para a qual demos o poder de negociar, acredito que é farinha do mesmo saco. Ou concordamos com a opinião do Marcos ou somos inimigos.
Será que se lá estivéssemos faríamos melhor?
Um abraço e desculpe o desabafo.

José Carlos A. Ferrari
matr. 5.346.550-4

Anônimo disse...

Como associado da AAPPREVI, fui contra a filiação à FAAB desde o início. Ao criticar o fato de nós associados não termos sido consultados sobre o assunto, recebi uma resposta pouco amistosa do Marcos dizendo que a decisão competia somente à diretoria da AAPPREVI. Pois bem, o que a diretoria tem a dizer agora?

Anônimo disse...

Colegas,

Leiam a palhaçada das perguntas e respostas no site Previ.
Não vamos nos comprometer Hein, respondendo tudo o que eles questionaram.
Só, segundo os advogados da Previ, o trivial, o barbadinha que não deixa margem a anulação de nossos esforços.

Anônimo disse...

O natal para o pessoal da FAABB deve ser bem gordo este ano. Porém, como num pesadelo estão proibidos de passarem à frente de um espelho, pois nele verão um monstro assombroso.

NA ARCA, disse...

Marcos,
Timoneie esta Arca !
Nadando fora da Arca, há os botos (uns "cor-de-rosa"), que se travestem de homens (com "h"minúsculo), tentando seduzir as virgens, porém elas estão apostando no "NÃO"...

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Senhor
José Carlos Ferrari.

Peço notar que não o trato, agora, como Colega, como costumo fazer com todos que aqui comparecem e me respeitam. Apenas você me deu o direito de tratá-lo pelo nome, sem o respeito que devo aos meus Colegas aposentados, como eu. O seu passado não lhe dá direito de citar meu nome com o desdém que imprimiu ao infeliz comentário acima publicado. Aliás, passado por passado sou mais o meu. Veja só: Quarto filho de uma prole de seis, cujo pai criou a todos com a dignidade de um salário mínimo e mais comissões devidas pelo oficio de balconista de uma loja de Tecidos, os Armazéns do Norte, estudei em escola pública dividindo a farda e um pé de calçado com o irmão mais próximo, em turnos distintos, pois não havia dinheiro para comprar fardamento para os dois. Aos sete anos vendia bala no cinema do bairro e engraxava sapatos para embelezar aos que podiam pagar a entrada, enquanto eu e meus irmãos fazíamos dinheiro como podíamos para ajudar o pai. Durante o dia freqüentávamos quintais à cata de cacos de vidro, ferro e alumínio para vender a quilo. Os mais velhos já trabalhando em lojas do comércio, ajudando-se uns as outros no intervalo do almoço para fazer entrega de sacos de carvão que o pai enchia no porão de nossa casa, durantes as noites. A minha mãe costurava a roupa de toda a família e para esporádicas clientes de fora e fazia point-a-jour em uma velha máquina herdada de uma tia.
Aos treze anos tive minha carteira vermelha de menor, assinada pela Mesbla S.A. onde fui admitido como Office-boy e ali fiquei até a maioridade quando saí para servir ao exército brasileiro. Ao dar baixa, ávido por emprego melhor, submeti-me a cinco concursos quase que simultaneamente, e pela primeira vez. Fui aprovado para os Correios, como Postalista; para Auxiliar Judiciário; para atendente do IAPC, e para o Banco do Brasil. Optei por este último. E o resto é sabido
Portanto, senhor Ferrari, tenho muito do que me orgulhar com o passado de trabalho e vicissitudes. Mas não faço uso disto para diminuir ninguém, nem me arvorar de dono da verdade. Não sou mais burro nem menos inteligente que ninguém. Mas aprendi a saber quando estou sendo ludibriado, pois não uso antolhos. Tenho a mente aberta, o espírito livre e o respeito pelas pessoas de bem me aflora à pele.
Por último quero pedir-lhe para não misturar as coisas. Isto aqui se chama Blog Previ Plano 1, criado por mim e dirigido por mim sem aceitar interferências, mantendo-o independente a qualquer custo, pois assim não uso cabresto. Primeiro porque minha cabeça de pau de arara teria que se abaixar para que o pusessem – e meu pescoço não verga. Segundo porque cabresto foi feito para asnos, não para seres humanos.
O outro espaço a que se refere, a AAPPREVI, está registrada em outro canto e com orgulho a dirijo para servir aos que dela precisem. E não para servir de vidraça para atiradores de pedrinhas. Quem quiser atingi-la tem que acercar-se e bombardeá-la com jeito. Pois conta com muitos defensores. Além do mais, palavras não me amedrontam, pois as uso muito bem, desde os tempos em que era Correspondente da Mesbla e, depois, quando trabalhei junto à AJURE e Superintendência Regional. Fui piolho de CICs e meus exemplares preferidos eram a CIC Administração e CIC-FUNCI. Nas horas vagas fuçava bibliotecas públicas, no início. E depois, a minha, repleta de bons livros. Como vê. Escolheu mal o seu alvo de hoje.

Saudações,
Marcos Cordeiro de Andrade

Anônimo disse...

O silêncio imposto ao Rossi é tática antiga. Quando o incômodo é grande é melhor calar a voz dos oprimidos.

Anônimo disse...

Ao Sr. José Carlos A. Ferrari,

Quando na ativa trabalhei com alguns gerentes prepotentes como o sr. Todos eles tiveram um fim semelhante ao seu: Isolados e empobrecidos.
Recolha-se a sua insignificância e não tente impor suas vontades. Nós não temos culpa pelo fato do Sr. não ter sido previdente e hoje está nessa situação de penúria. A raposa perde o pelo mas não perde o costume.
Deixe de ser egoísta e uma vez na vida pense nos outros colegas.
O Banco não me deu nada. O que recebi dele foi em troca da prestação dos meus serviços. Pelo contrário. Ele é quem me deve as inúmeras horas extras gratuitas que tive de fazer forçado por gestores tacanhos, iguais a você.
Esse seu comentário é vergonhoso. Como pode um ex gestor vir a público mendigar uma esmola de 20% diante de uma fortuna que nos pertence?
Uma vez que o sr. não se dá ao respeito, pelo menos trate os nossos colegas da AAPPREVI com a dignidade que eles merecem. Além de trabalharem de graça, eles ainda tem que aturarem os maus humores de gente da sua categoria.
Só defendem desonestos pessoas da mesma estirpe.
Enfie a viola no saco e vá cantar de galo em outro terreiro.

Anônimo disse...

Colegas,

Já havia me manifestado em outros atritos ocorridos neste blog. Não chegaremos a lugar nenhum desunidos.

Por favor vamos manter o foco, a partir de Janeiro de 2011, começa outra briga e temos que estar mais fortes e unidos.

Marcos Cordeiro a sua iniciativa de criar a AAPPREVI foi umas das melhores coisas que aconteceu neste ano, portanto lhe peço que tenha mais paciência, pois você esta numa posição de liderança e precisamos nos manter unidos.

Um abraço!

Anônimo disse...

Sr. José Carlos A. Ferrari,

Respeito sua opinião, porque respeito todos os seres humanos, mas repudío administradores de sua estirpe.
Comissionado desde os seis anos de banco-Chefe de Serviço da Carteira de Comércio Exterior-CACEX- até gerência no Exterior, aprendi a respeitar, mas aprendi também a discordar de superiores(diretores-Presidentes), com respeito sem me dobrar quando a coisa pendia para a irregularidade/ilegalidade, para prejudicar quem quer que fosse.
O banco do brasil, de hoje, está cometendo ESTELIONATO, com os aposentados.
O banco do brasil nunca nos deu NADA, a não ser que o Sr. tenha sido um dos pouquíssimos que tenha gozado de privilégios, talvez igual aos valms e sasses da vida.
Deve ter sido agraciado com Renda Certa, se não foi, desculpa.
Que dignidade o banco do brasil nos deu?
Nós com nosso caráter, honestidade, trabalho arduo, emprestamos várias vezes a o bb nossas cabeças pensantes vinte e quatro horas dia. O defendemos como funcionário algum desta Nação defendeu sua empresa.
Trabalhamos horas fio DE GRAÇA, para tornar grande a riqueza deste banco do brasil.
E agora a paga que ele nos proporciona é nos tirar DINHEIRO, tirar o conforto de nossas famílias.
E o Sr. quer defendê-lo?
Estou beirando os setenta anos, com saúde graças a Deus, mas com uma decepção GIGANTESCA com o banco do brasil.A empresa não investiu em "sem sapatos", ela lhe deu entrada em seus quadros por sua aprovação em duríssimo concurso, pelo menos o meu foi.
O sr. tem o direito de votar sim, mas não tem a condição de influenciar os outros trazendo seu passado à baila, mesmo porque milhares estiveram nas mesmas condições que o sr. alega ter tido.
Nós não devemos NADA ao banco do brasil ELE é que nos deve RESPEITO E DINHEIRO!
Saudações, por respeito ao ser humano.

Anônimo disse...

Colegas, a pressão está grande. Toda hora recebo noticias dos Eleitos da Previ, da própria Previ, sindicatos etc (honrosa exceção ao de Bauru)... prometendo o paraíso na terra aos que votarem SIM...
Dentro do BB, aos da ativa a pressão é ainda maior. Mensagem do Presidente e mensagens mais virão.. votem SIM...

Nunca acreditei em Papai Noel... As flores são para poucos.
Para nós os espinhos...

Continuemos o bom combate. Marcos e colegas dirigente da AAPREVI contem com o nosso apoio!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ao anônimo das 18:35, que postou o comentário abaixo:

“Como associado da AAPPREVI, fui contra a filiação à FAAB desde o início. Ao criticar o fato de nós associados não termos sido consultados sobre o assunto, recebi uma resposta pouco amistosa do Marcos dizendo que a decisão competia somente à diretoria da AAPPREVI. Pois bem, o que a diretoria tem a dizer agora?”

COMUNICADO da AAPPREVI

Prezados Associados.

A filiação à FAABB se deu de acordo com os preceitos legais que regem as Associações de Aposentados e Pensionistas. O congraçamento entre associações do mesmo nível e finalidades é importante e necessário para buscar a união de princípios e execução de trabalhos conjuntos em prol do corpo associativo.
A decisão tomada para o ingresso na FAABB foi objeto de consulta direcionada unicamente aos membros da Diretoria, por se tratar de assunto interno, merecendo aprovação unânime. O descontentamento que ora transparece em relação ao comportamento da Presidente Isa Musa de Noronha em nada interfere na decisão tomada.
A AAPPREVI não encontra razões para pedir desfiliação da Federação em virtude de condenáveis atitudes adotadas pela sua Direção. Cabe-nos lutar para que os rumos sejam retomados e fazer com que os dirigentes atuem de acordo com as coordenadas exigidas, dentro do entendimento de que sua existência é pautada em compromissos e tratamento uniforme com as Associações regularmente inscritas.
Entidades são duradouras e passageiros são seus dirigentes. Para corroborar essa premissa existe o instituto das eleições regulamentares, onde as mudanças são feitas no sentido do aprimoramento dos rumos traçados. E isso vale para qualquer Entidade. A AAPPREVI entre elas.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

paraguassú disse...

Marcos, esse FERRARI tá mais prá FUSQUINHA! Isso é pau mandado, não vale a pena nem respondê-lo. Continue a nos liderar, muita saúde e força pra voce.

Anônimo disse...

Ferrari e Marcos,

PARTE I

Cada um faz a sua história. Só quem faz sua história sabe dar valor a ela.
Outros não dariam o mesmo valor, pois, dirão: as histórias são sempre as mesmas, mudam apenas os personagens. Mas isso é outra questão.
Muitos tem senso de valores diferentes, se comportando, também, diametralmente de forma oposta, de modo desigual dentro de uma mesma situação. Isso é um senso crítico divergente devido a ótica de cada um.

Nas duas histórias, muito semelhantes, nada foi realizado fora do normal. Essa era a conduta esperada dos homens de bem.
Apesar das condições adversas foram criados com dignidade e os exemplos instituído na casa paterna orientou cada um em seus passos, para trilhar o caminho do bem, da generosidade e do respeito.
Esse era o caminho almejado pelos pais.

Em que pese a vida modesta que levavam, transmitiram os valores morais que deveriam nortear a vida de cada um.
Esses ensinamentos e exemplos os acompanharam, pela narrativa, ao longo das suas vidas laboriosas, mas e agora?

Mas agora não exercitam os ensinamentos paternos além da maturidade e a sabedoria adquiridas ao longo dos anos sejam postas em práticas.

Quanto ao Ferrari:

Um defende uma instituição, Previ, da qual nunca participou da sua administração, apenas contribuiu como milhares de nós.

A defesa da instituição Banco do Brasil ou Previ é um fato inegável que todos devem louvar. São instituições merecedoras de crédito.
Agora não posso falar o mesmo de certos diretores que passaram por elas. Sempre teve denúncias de corrupção eque favorecimentos estranhos e injustificáveis foram praticados.

Teve um presidente da Previ que disse com muito orgulho: todos os grandes negócios no Brasil passam pelo presidente da Previ.

Quantos investimentos a Previ fez de forma desastrosas a mando de governantes do momento. Quem sempre foi muito bem informado sabe disso.
Alguns maus negócios foram evitados por que algumas instituições como a UNAMIBB utilizaram do judiciário para evitá-los.
Os bons negócios da Previ não são avaliados e analisados pelos dirigentes eleitos ou nomeados e sim pelos consultores experientes e regiamente pagos para isso.

Já passaram pela Previ funcionários sem nenhuma qualificação para os cargos e muitos oriundos de sindicatos, pessoas avessas ao trabalho.

Respodendo a pergunta:
Quem aplicou tudo isso e fez esse patrimônio se tornar o que é foram os eleitos por nós ou os indicados pelo BB?
Quem aplicou realmente foram os diretores pois só eles poderiam execer essa função e que para isso foram orientados por consultores expert nas devidas áreas. Eles é que de acordo com a análises e avaliações indicavam as melhores oportunidades de negócio a curto e a longo prazo.

Anônimo disse...

Ferrari e Marcos,

PARTE II

E hoje a instituição Banco não esta atras dos recursos da Previ mas sim o governo para aumentar o lucro do Banco e aplicar nosso patrimonio em investimentos estruturais de retorno duvidoso e mal dimensionado.

Como defender essa pessoas que usam o poder em atitudes ilícitas para se apropriarem desse patrimonio de todos nós?
As críticas dirigidas a Dona ISA MUSA tem alguns fundamentos que nos deixam a conclusão, talvez até equivocada, mas ela não nos deixa outra opção.
O seu silêncio foi cruel. Sabia de tudo e foi omissa. Em uma única oportunidade ela apenas disse timidamente para que a gente não criasse expectativas.
Sabia e preferiu o silêncio e até hoje ela não se defendeu dessa acusação. Não foi a presidente de uma federação a quem nós esperavamos pelo menos o mínimo e isso não aconteceu. Se abrisse conosco teria a nossa compreensão.
Quem sabe ela resolveu ficar bem com o outro lado. Isso não nos cabe julgar. A história julgará.

Será que o seu silêncio foi imposto.

Se conseguiram silenciar um fervoroso defensor das nossas causas não somente aqui nesse blog, mas, também, junto as instituições BB e a Previ, em mensagens aos seus respectivos diretores, direto na fonte.

Se os defende é porque você tem motivos para isso, motivos esses que nós desconhecemos, não nos cabe julgá-lo, sua hístória o julgará.

Essa história não é somente sua, essa história é nossa e nós a conhecemos bem.

Qunato ao Marcos leiam a mensagem por mim encaminhada em 8/12/2010 às 09:06. Acho que ela vem ao caso.

Boa sorte a todos.

José Carlos A. Ferrari disse...

Marcos, desculpe-me se o contrariei e porisso estou sendo alvo de sua ira. Ao anônimo das 09:06 hs, digo que a mim, pelo menos nesse blog, conseguiram silenciar a partir de agora. Aos outros comentários prefiro ignorar, pois quem se esconde sob o manto do anonimato não merece credibilidade. Descontam nos outros todas as suas frustrações.
Fiquem com Deus.
Fui...

Mauricio disse...

Reflexão:

Sei que muitos já tomaram suas decisões e já sonham com o peru no natal.
Apenas gostaria de chamá-los a uma reflexão final.
Todos sabem que houve uma fraude no decreto (isto é fato) e que hoje os pdvistas clamam pelos seus valores retidos na previ.
Também é fato que mais dias, menos dias a previ terá que restituir estes valores que pertencem aos pdvistas.
O banco já levou a parte dele, á vista e os assistidos, irão levar em 60 parcelas,
De onde vocês acham que a previ vai tirar para pagar os pdvistas?
Pensem no futuro, não adianta garantir o peru deste natal se ainda existem muitos outros natais pela frente e poderão faltar, não só o peru, porem mais, muito mais.

Bom voto a todos.

Mauricio Furtado
Movimento Nacional dos Demitidos do Banco do Brasil

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
A gente está aqui a criticar o silêncio da D. Isa. Porém, ninguém, até agora, informou tê-la visto depois da assinatura do tal acordo. Ela pode ter sido obrigada a assinar aquele compromisso e, depois, para que não desse com a lingua nos dentes, foi encarcerada em local incerto e não sabido. Caso isso seja confirmado, sugiro que a gente faça uma vaquinha com os 20% que vamos receber para tentar libertá-la da mão dos malfeitores para que ela retorne sã e salva ao nosso convívio. Aí, ela vai poder nos dizer o que realmente aconteceu naquela infeliz reunião.

Anônimo disse...

Anônimo de 08/12 - 14:08,

Observei que quando questionam a sua condição de anônimo, você dispara sempre aquela frase recorrente, batida: " uso desta regalia, porque este BLOG É UMA TRIBUNA LIVRE (grifo meu) e o Marcos não muda as regras, etc,etc.
Enquanto isso, você sempre, de dentro da moita, da a cacetada e esconde a mão. Cuidado, pois a ponta do seu rabo começa a ficar de fora, podendo ficar presa na ratoeira.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado José Carlos A. Ferrari

Diz o ditado que “quem está na chuva é pra se molhar” e você encarou um aguaceiro desprevenido.

Ao examinar seu comentário para moderação acompanhei a leitura com certo desprendimento, com satisfação até, pois identifiquei em sua história muito da minha. A infância, o trabalho precoce, os sapatos – ou a falta deles, tudo tinha alguma coisa a ver comigo. Até a carteira do trabalho do menor e o concurso para o banco guardavam certa coincidência. Mas veio o inesperado, as acusações quanto ao meu comportamento taxando-me de ditador. Até aí tudo bem, críticas são necessárias e os pontos de vista das pessoas não se igualam necessariamente. Mas me incluir no saco de gatos onde estão a Isa, Valmir, Sasseron e outros dirigentes foi demais. E a acusação foi ferina e injusta ao dizer que sou “farinha do mesmo saco”. A reação foi automática. E contundente, quando poderia ter sido mais branda.

Erramos ambos. Você por fazer juízo de valor sem conhecimento de causa. Eu por ter sido, também, ferino em minha resposta.

Agora, serenados os ânimos, recebo seu pedido de desculpas, sinal que reconsiderou a ofensa. E eu aceito e o desculpo dando o assunto por encerrado, de minha parte.

E retorno com atitude idêntica: peço-lhe desculpas pela intempestividade do revide desnecessário. E peço-lhe que encerremos em conjunto o infeliz episódio.

Com um cordial abraço,
do colega que o estima e respeita,

Marcos Cordeiro de Andrade

Anônimo disse...

Sr. Marcos
Solicito se possível cancelar o post: 8 de dezembro de 2010 13:48

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas.

NÃO há risco de sustar o pagamento agora por causa da votação. A PREVIC garante.

Temos 7,5 bilhões na mão.

Votando no NÃO teremos outro tanto a partir de janeiro.

NÃO precisamos dizer que o dinheiro é nosso, o mundo inteiro sabe. Até o Banco e a PREVI reconhecem.

NÃO podemos é dividir com o Banco para dar ao Governo.

A solução é votar no NÃO!

Pedro Borges disse...

Prezado Marcos,

Uma dos maiores privilégios do ser humano é o livre arbítrio. Respeito, por este motivo, as opções dos colegas, jamais vou criticar alguém pelo exercício livre do voto. Eu já me decidi e vou votar "sim". Muitos já se decidiram pelo "não", vamos ver então o que vai dar. No mês passado perdemos um casal de colegas aposentados, em um acidente automobilístico, com o Edson estudei e trabalhei por muitos anos. Eles não deixam dependentes econômicos, para quem vão os seus benefícios? Nos últimos dias passei por alguns exames médicos necessários, eu e a minha mulher também não temos dependentes. Com todos os trunfos não acredito que o nosso patrocinador vai, com qualquer resultado da votação, distribuir o superavit. Existem e sempre acharão mil motivos para não pagar os nossos direitos. Então que venham as 12 parcelas e mais 5 anos de 20%, assim pelo menos vou continuar a ajudar aos meus filhos e netos com o pagamento da cassi, escolas e tudo o mais que puder, viajar um pouco, se der. A sorte está lançada.

Anônimo disse...

Eu sou contra esse acordo "esmola". Um absurdo! Justiça neles!!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Foi perguntado se algum de nós teria feito melhor que a Isa Musa no desfecho das "negociações".
Qualquer um faria melhor!
Bastaria não assinar o "acordo/doação" e a coisa não teria prosseguido.

sergioinocencio disse...

BLOGUEIROS,

sugestão :

DORAVANTE APENAS DISCORDAREMOS OU CONCORDAREMOS COM ESTE OU AQUELE COMENTARIO OU CORREMOS O RISCO DE CALARMOS A NÓS MESMOS.

Anônimo disse...

Vou no Sim. pensionistas são as quem menos recebem. Vergonha nacional. Infelizmente estou precisando desse dinheirinho merreca que ai vem.Eles prestarão contas a Deus!

Anônimo disse...

São 09:23 e já votei, rejeitando a proposta vergonhosa.

Anônimo disse...

Colegas,

Quem escreve o que quer, às vezes lê o que não quer, porque dói!
Precipitada a sua retirada do Blog sr. FERRARI!
Vamos escrever e aguentar o repuxo.
Compartilho de sua assertiva quanto aos anônimos, mas em alguns casos o anônimo se protege, não dos Colegas que frequentam o Blog, mas dos caviladores que se aproveitam para ações futuras de retaliação.
Passada toda esta embromação, todos, creio eu, estarão assinando seus comentários, até os mais ácidos, sem perder o respeito.
Fraterna Saudação sr. FERRARI, um maravilhoso Natal e um Ano Novo com muito superavit, financeiro e emocional, em família.
Reconsidere e volte a nos brindar com seus comentários.
Abraços

antonia disse...

Marcos,
Quem nos garante que não virá outra crise e sumirá com nosso 7,5 bilhões?
Esou vendo a situação muito longe de se regularizar. Todo dia aparece um país da europa quebando.
Vamos pegar o nosso enquanto podemos e depois decidir negociando o que fazer.
MEU VOTO É SIM

rosalina_de_souza disse...

Após 54 minutos de espera consegui registrar meu voto pela ANULAÇÃO DESSE ACORDO DESONESTO E DESLEAL.

Votei opção "3" Voto não ao acordo

Respeitosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matrícula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Colegas,


A ilusão se receber dinheiros pra um Natal melhor terá um amargo preço futuro.
Feliz Natal e Um Ano Novo cheio de FACILIDADES.
Votem com a consciência!

Anônimo disse...

Colegas,



A PREVI TEM O E-MAIL E/OU O ENDEREÇO DE TODOS OS ASSISTIDOS. ALGUM APOSENTADO OU PENSIONISTA RECEBEU ALGUM COMUNICADO SOBRE A VOTAÇÃO QUE ESTA SENDO REALIZADA? ANOTEM AI MENOS DE 20% VAI VOTAR, ENQUANTO OS DA ATIVA VOTARÃO EM MASSA.

Anônimo disse...

Estimado sr. Marcos,

Pelo pouco que ja li de seus comentarios e textos, tornei-me seu admirador literario, acho que o senhor é fantastico e muito sensato no que escreve.
Somente gostaria de um esclarecimento, caso realmente possa informar-me, se votarmos no NAO, qual a possibilidade real destes dirigentes da Previ ficarem nos enrolando por meses para creditarem este superavit, poderiam por pura maldade ir nos levando no bico por meses?

Meu Abraço fraterno e obrigado por sua coragem e dedicaçao.
Em nome de minha mäe, de 84 anos e ja emferma, eu como filho lhe agradeço por levantar sua VOZ em prol desta causa nobre.

Dilson - Florianopolis SC

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos, Bom Dia!


Mesmo não sendo da minha conta, visto que na condição de ex-, não voto, mas com o propósito de colaborar, vou
direto ao assunto:

1) Me recordo ter lido num texto da Isa Musa, que de alteração em alteração, através das constantes mudanças
na legislação que regem a Previ, que de início, não havia nada como benefício definido, contribuição definida, etc...
o Banco acabou por se livrar da obrigação de cobrir o "deficit" da Previ, caso houvesse, igualando-se o Plano 1
ao Previ Futuro, onde por ser contribuição definida, não existe essa possibilidade de déficit.

- Se isto for verdade, se o Banco não é mais responsável pelo déficit, o princípio da Res. 26, baseando-se no
critério do déficit para definir este mesmo critério para o superávit, não estaria viciado?



2) Existe no ordenamento jurídico o princípio da primazia da realidade ou verdade real. Contada nossa
história observados esses princípios, certamente, escreveríamos outra história:

“ O princípio da primazia da realidade é chamado também de princípio da primazia da realidade sobre a forma. Em boa parte dos negócios jurídicos do Direito Comum não utilizamos a premissa de que vale o que está escrito; mas sim a verdade, o que efetivamente está ocorrendo. A verdade tem primazia sobre a forma

- Outra consideração que julgo importante:
“Nas declarações de vontade se atenderá mais à intenção nelas consubstanciada do que ao sentido literal da linguagem.”



3) Segundo consta, os funcionários do Previ Futuro estão participando da votação, da destinação do superávit do Plano 1. Isso tem lógica?


Abraço/Langoni

LUIZ FERNANDO disse...

ao ferrari, na década de 70,80, para ser gerente com dez de banco, só os "paraquedistas" ou um Q.I muito bom.parabens pela carreira, mas não dignifique os colegas que por infortunios da vida, ou carregavam o piano na agencia, para depois chegar os paraquedistas.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Chega-nos denúncia de que os particiantes do PREVI FUTURO estão computando votos nesta consulta.
Não creio ser possível.
Mas, como comprovar?
Ou, como desmentir?

Anônimo disse...

Colegas acabei de ligar para a Previ e perguntei se o Sim ganhar se iremos receber logo A resposta foi sem previsão! Então o meu voto será Não.

Anônimo disse...

Marcos, esta denúncia é muito grave e deve ser investigada.
se isto estiver realmente acontecendo, será um motivo bem forte para que se anule esta votação.

Anônimo disse...

Caro Marcos e blogueiros,
A disputa é ferrenha. SIM ou NÃO. Cada um tem seus motivos para declarar o voto. Na disputa abre-se um enorme desgaste. Perdas e ganhos acontecem. Não merecíamos isso. Afinal o pleito veio para desempatar. Quem vota NÃO pode esperar. Quem vota SIM, não. Simples assim. O que me preocupa são os desdobramentos dessa decisão que terão reflexos inimagínáveis. Eu fico com o colega Marco Aurélio Damiano-Guaxupé-MG, que está mais pra Cearense que Mineiro. Cadê a ISA?.

Charles Donald Zink disse...

Caro companheiro Marcos,

É impressionante a desfaçatez e discriminação com que os aposentados e pensionistas da PREVI são tratados na hora de tão importante votação. Já fiz inúmeras tentativas de votar pelo 08007290808 sem sucesso. E essa não é a primeira vez. Na votação da Cassi também foi assim. Não consegui sucesso na ligação. Encaminhei manifestação para a ANABB e nada. Nem resposta mereci.
Para os funcionários da ativa, acesso à votação garantida pelo sistema de intranet do BB. Para os demais, acesso pelo famigerado 0800 que, ou está indisponível ou constantemente ocupado. Como é possível votar através de um sistema que não comporta a demanda???
Como que uma entidade com tantos investimentos não pensa na acessibilidade de seus associados para o sistema de votação por meio eletrônico? É incompreensível que a automação e informatização da PREVI, que já dispõe de muitos serviços, não disponha de sistema de votação eletrônico para seus associados.
O Patrocinador, tem! A patrocinada, não! Curioso não? Talvez esteja faltando dinheiro...ou interesse! Tem cara de sabotagem!

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Interessante a pergunta do colega Anônimo das 04:29:

"ALGUM APOSENTADO OU PENSIONISTA RECEBEU ALGUM COMUNICADO SOBRE A VOTAÇÃO QUE ESTÁ SENDO REALIZADA?"

Pois, eu, até o momento, não recebi nenhuma informação oficial da Previ de que haveria essa votação.
Alguém disse num post anterior, que há necessidade legal de que os assistidos sejam informados com uma certa antecedência antes do período de votação. Essa informação procede? Se procede, então nós estamos com a faca e o queijo na mão para sustar esse maldito plebiscito.

Anônimo disse...

Tem gente que não emenda.
Parece que gosta de ser bobo.
Eu, por exemplo.
Logo as 08.59.00, de hoje, jah estava com o telefone na mão.
Pensei - puxa - serei o primeiro a votar.
Vou votar com tanta raiva, mas com tanta raiva que o meu sonoro......
N Ã O - serah computado em dobro.
Bobinho .
Ateh o presente momento - 11.25.00
não consegui votar -
o numero disponibilizado pela PREVI
-0800 - 729 - 0808 - não atende -
soh dah sinal de ocupado.

O bobinho aqui agora estah com cara de palhaço.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos,

Pedi a um colega pertencente ao plano PREVI Futuro que tentasse votar no SISBB. Deu a mensagem "CHAVE INVÁLIDA", demonstrando assim, a bem da verdade, que a notícia, de que esses colegas estão conseguindo voltar, não procede.

Grande abraço.

Obs. do Blog:

Nome do remetente omitido propositalmente.

Anônimo disse...

Alguns funcionarios da Previ não tem educação, deveriam ser demitidos! Devem estar autorizados a nos atender bem mal assim os velhinhos e as velhinhas não mais amolarão! Tudo farinha do mesmo saco! Cambada de safados!

Anônimo disse...

Essa diretoria da Previ é uma turma de VELHACOS!!!!!!!!!!!!!!!!
FORA CHAPA 3!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mauricio disse...

Marcos,

Este caso do 0800 é muito grave.
enquanto o pessoal da ativa, que vota pelo SIM, tem a disposição o sistema eletronico, os aposentados que votam na maioria pelo NÂO se submetem a um sistema arcaico (telefone).
Isto é CERCEAMENTO de direito ao voto, tem que ser denunciado ao ministerio publico e urgente.
os direitos teem que ser iguais, assim reza a constituição.

Anônimo disse...

Sao 12:13 e apesar de inumeras tentativas, ainda nao consegui votar.No NAO, e claro.
Eta canalhada!!!!!

Anônimo disse...

Colegas,

Falam em PERU para o Natal.
Perus somos nós que vamos MORRER DE VÉSPERA, votando sim.
Voto não!
A justiça tarda mas não falha!
Os que votarem sim ficarão de papo vermelho de tanto fazer glu/bb glu/anabb glu/sindicato, e morrerão encachaçados pela ilegalidade que permeia este Brasil.
Bom Natal aos emperuzados!

Anônimo disse...

Olá Marcos,

Foi enviar-lhe um e-mail me apresentando, provavelmente semana que vem. Só gostaria de fazer um aparte. Nada indica que o crédito virá nesse mês. A pergunta 1 respondida no chat fala que ele virá após a aprovação da Previc das alterações do regulamento e não da destinação da reserva especial.

Atenciosamente,

Anônimo disse...

Correção da mensagem anterior: "a resposta à pergunta 1 do chat fala ...."

Anônimo disse...

Claudemir Dalmedico matr. 2.064.195-8

Pessoal, vamos todos registrando aqui como um diário.
Já são 13:28h e o telefone 0800-729-0808 continua dando sinal de ocupado.
Inúmeras tentativas, alguma deveria ter acessado.
Acho que o blog fez muito sucesso e ficaram com medo do nosso NÃO!

Anônimo disse...

Os nervos estão a flor da pele.

No período da manhã o trafego no sistema de comunicação, telefonia, é muito intenso e congestiona o sistema.

Tenham paciência, ligue outra hora, no final de semana a votação não deve parar, acredito eu, então ficará mais fácil, ou deixe para votar a tarde ou a noite.

Não precipitem seus julgamentos sobre uma deteminada circunstância sem conhecimento de causa.

Acredito que todos conseguirão votar.

Vote tranquilo. Não tenha medo de ser feliz.

Juarez Barbosa disse...

Sugiro a leitura ...

1.Manifestação da FAABB, escrita por D.Isa Musa, de 08/12/2010, no site da AFABB-PR;

2.Última matéria postada no BLOG DO ROMILDO, sobre o plebiscito.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos,


Para que não paire nenhuma dúvida quanto minha idoneidade, copio abaixo origem da desconfiança
da votação dos funcionários do Previ Futuro.

Abraço/Langoni

Veja o estatuto. Por duas vezes perguntei aos nosso "queridos" representantes eleitos se o PREVI 2 opina sobre o PREVI 1 e eles afirmaram que, como está o estatuto HOJE eles podem inclusive fazer uma chapa inteira de PREVI 2 para decidir os destinos do 1 . É mole? percebeu porque estrebucho faz tempo contra isso?
E voces acham que eu ainda vou participar dessa palhaçada desse plebiscito que visa transferir para os nossos velhinhos com 90 anos a responsabilidade de toda armada sujeira?
A CESAR O QUE É DE CESAR. ELLES DECIDIRAM? VÃO TER QUE ASSUMIR SOZINHOS! E isso sim cobro das nossas associações - concordar em promover essa palhaçada para ajudar a legalizar o ilegal.

Abraços
Eliana Meneghetti
São Paulo - SP

Anônimo disse...

Não sei explicar o motivo, mas as ligações de celular para o 08007290808 são priorizadas.

Anônimo disse...

Ou seja, quem votou ou vai votar SIM com fins imediatistas vai se decepcionar. As discussões sobre as alterações do regulamento do P1 vão até junho/2011.

Anônimo disse...

Marcos,

Deixando de lado os ânimos exaltados em que nos encontramos com tantas opiniões contundentes a respeito do assunto superavit, patrocinador e demais envolvidos diretamente na questão, fiquei exercitando o meu raciocínio da seguinte forma.

O "acordo" assinado foi realizado em bases legais?

Sim, ele foi revestido de legalidade. Participaram as associações que nos representam tecnicamente de fato. Nos agradando ou não elas nos "representam".
Participaram Contraf-cut (confederação dos trabalhadores nas instituições financeira), AFABB-RS, AFABB-SP e FAAB, associações de aposentados e uma federação de aposentados, a força máxima da representação, pois, ela representa mais de 10 associações de aposentado. Não há o que contestar.

Assinaram o "acordo" como nossos representantes dando o aspecto legal ao acontecimento. Parece, não sei se é o caso, que um causídico diria "um ato jurídico perfeito".

Assinou quem tinha poderes para assinar.

Então a votação só servirá para externar nossos descontentamento? Há controvésias sobre a questão.

Mas acredito que não seja um fato relevante, pois se a distribuição passar para o âmbito da PREVIC a metodologia será a mesma, devido ao fato de que a PREVIC esta a serviço do governo e não dos fundos de pensão.

Mas vamos ao que realmente interessa.

Temos informações de uma ADIN impetrada contra uma MP (medida provisória) que eximia a Caixa Ecônomica de pagar os honorários de sucumbência, relativos as ações dos planos ecÕnomicos sobre o FGTS, aos advogados dos autores da ação, e cuja sucumbência acaba sendo paga pelo autor da ação.

Essa ADIN teve parecer favorável no STF e que pode ter efeito retroativo de até 2 anos do processo transitado em julgado.

O processo estava a passo de tarturuga mais ganhou celeridade depois de alguns intervenções de interessados na matéria e foi finalmente julgada. Parece que existe meios legais para tal procedimento.

Marcos, eu acho que não devemos temer um ação de ADIN e quanto mais rápido melhor pois os valores não foram tranferidos para o Banco e quanto mais ageis formos nessa tomada de decisão melhor, o tempo corre contra nós.

Para mim a questão do superavit é insignicante em relação a derrubada dessa famigerada Resolução 26.

O tempo urge.

Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Colegas,

Tentei votar as 14:12 h. OCUPADO.

QUE PARTIDO DE M...., TOMOU CONTA DA PREVI.

Anônimo disse...

São 14:16 hs. e até agora tb não consegui.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas.

Leiam o Termo de Compromisso antes de votar, e atentem para o fato de que essa consulta seria desnecessária se não tivéssemos sido traídos.

A doação foi assinada por 07 (sete) nomes. Bastaria que um desses tivesse se negado e o texto seria modificado. Ali contávamos com quatro desses nomes - quatro votos que deveriam ter defendido os aposentados e pensionistas do PB1. Com esses quatro nomes seríamos maioria: três eleitos da PREVI (com nossos votos), e a Isa Musa de Noronha, presidente da Federação representando 32 Associações de Aposentados e Pensionistas.

Por que se entregaram ao patrocinador?

Dos eleitos nada esperávamos, pelos vínculos que mantêm com a ANABB. Mas julgávamos a Federação isenta de conluios e maracutaias, embora sua presidente também tenha laços com a ANABB – será que este detalhe explique o inexplicável?

Por que a Isa Musa de Noronha, Presidente, não se negou a assinar? Se assim agisse, como esperado por milhares de aposentados e pensionistas que lhe confiaram o voto, a coisa não teria prosperado até este ponto.

Explicações se fazem necessárias, sob o temor de que algo de podre virá à tona depois de tudo.

Votemos NÃO, portanto.

Anônimo disse...

CONTRAF


http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=24546

bigsaranha disse...

ALÔ AAPREVI e DR. MEDEIROS:

POSSIVEL FRAUDE NO SISTEMA DE VOTAÇÃO:

Para proceder a um processo de votação como o atual plebiscito, teria que ser adotado os seguintes procedimentos:

1-A previ, através de sistema de auto-atendimento próprio ou terceirizado, teria que informar, préviamente, uma empresa de auditoria independente, para que a mesma convalide o processo;

2-A referida empresa acompanharia o processo em todos os seus estágios: antes, durante e depois da votação.

A metodologia é usada inclusive em programas midiáticos de reality show. Então, eu pergunto: um assunto com a magnitude social e financeira que é o nosso SUPERAVIT, não teria que ser contemplado com o mesmo processo?

O SUPERAVIT É TODO NOSSO(29 bilhões) E NINGUÉM TASCA!!!!

NÃO ATÉ MORRER!!!!!!

Russel furtado dos santos
Belo Horizonte

Anônimo disse...

Colegas,

Quanto as ilegalidades praticadas neste Brasil, não esqueçam de quem está no governo de plantão.
Se fosse o outro lado seria igual.
A justiça perante tamanhas irregularidades não ficará do lado desses malfeitores, que torturam idosos sem o menor escrúpulo.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Vamos fazer um bolão para ver quem vai acertar as explicações da D. Isa depois do plebiscito?
Os participantes desse bolão depositariam a quantia, por exemplo, de R$5,00 numa determinada conta. E aí dariam o seu voto para uma das alternativas previamente sugeridas pelos participantes do blog. Aqueles que acertassem a alternativa correta, dividiriam entre si o resultado do bolão.
Nesse caso, eu já sugiro duas primeiras alternativas:

( ) a minha assinatura no acordo é falsa, não foi eu que assinei. Eu nem estava lá. Estava na FAABB, pensando que que eu ia fazer com meus 20%.
( ) Acho que puseram alguma coisa no cafezinho servido antes da reunião. Quando vê, eu já estava em casa e nem me lembro do que aconteceu ali.

Anônimo disse...

Colegas,

Vou perguntar novamente, alguém foi informado pela PREVI, via e-mail ou correspondência, sobre a existência desta votação.

Fico pensando 10% (para ser otimista) buscam informações e o restante dos aposentados e pensionitas, será que sabem da realização deste pleito.

Sérgio Figueiredo disse...

Impressiona-me, ainda, pessoas que bradam, aos quatro cantos, o quanto são agradecidas ao Banco do Brasil por terem investido tanto em suas carreiras. Desculpem a minha sinceridade, mas quanta ingenuidade! O Banco apenas fazia negócios com o nosso empenho. E, se investia em nós, era pelo simples fato de gerarmos lucro para ele. Aliás, remunerava a todos nós muito aquém da nossa dedicação e esforço. Bastava, como basta ainda hoje, não podermos colaborar mais da maneira esperada, para descartarem nossos serviços. Comigo aconteceu exatamente isso! Até 1997, era funcionário do Cesec, operador de periféricos. Cansei de receber telefonemas em minha casa, fora do horário de trabalho, solicitando que voltasse, pois estariam com problemas e precisavam de ajuda. Nunca recebi hora-extra por isso. Em fevereiro de 1997, com 25 anos de idade, descobri um tumor medular, graças a Deus benigno, que fez com que viesse a me aposentar em 1999. Quantas vezes o Banco ligou para perguntar como eu estava ou se precisava de algo? N E N H U M A!!!!!!! Portanto, caros colegas, o Banco apenas faz negócios investindo nos funcionários. Não importa se somos engraxates ou advogados. O que ele almeja é lucro sempre. Não vou falar da votação, pois concordo com o que foi falado aqui no blog sobre os meios que temos para votar. UMA VERGONHA!

VOTEI N Ã O!!!!!!!!!!!!!!!!!

Paulo Beno e Leda Goellner disse...

Tento do celular: "Rede ocupada";
minha esposa (também aposentada PB1)tenta do telefone residencial: "tututututututu"
das 14 hrs até 16 horas de 09/12/2010...QUEREMOS VOTAR NÃO.

eta 0800-729-0808 ruim sô!!!!

jÁ OS DA ATIVA..QUE TRANQUILIDADE (até funcionário do plano futuro tem acesso?- Ops. é fraude.!!!..)

Anônimo disse...

Não consegui votar até agora, sempre ocupado! Que vergonha!!!!!

Anônimo disse...

Já fiz diversas tentativas e o 0800-729-0808 dá sempre ocupado. Este fato já suscita preocupação. Vou fazer registro diário das tentativas. Se não conseguir votar até o final, vou procurar o Ministério Público e registrar a acorrência. Sugiro esta providência, pode até dar resultado. Quem sabe? Lembrem-se: O DIREITO NÀO PROTEGE O QUE DORME""

Anônimo disse...

Quanta pilantragem....o 0800-7290808 não atende chamada do meu celular. Dá 3 bib's e desliga. Será que os aposentados já perderam um dia de votação?
Será que o 0800 atende somente telefone fixo? Mas nem todos possuem telefones fixos atualmente. So 0800 sempre atendeu a partir de telefones celulares, porque agora não haveria de atender?
É congestionamento? Então é fraude, pois tal possibilidade deveria ser nula.

Anônimo disse...

Se a Bolsa de Valores não der uma boa recuperada até 31 de dezembro, o balanço/2010 da PREVI deverá ser deficitário. Alguém sabe como ficaria a distribuição do superávit, se não for tudo resolvido este mês? E as negociações de 2011, para realinhamento do plano, como ficam???

Anônimo disse...

Vejam o que consta de comentário no blog da ex-diretora: ""... Essa e uma das propostas que esta no acordo negociado. Após a votação, vou abrir no blog a discussão sobre quais os pontos que são necessários que sejam analisados"".

Negociação que foi uma farsa e agora os chegados fazem jogo de ""esconde-esconde"". Nesta altura da vida ainda tenho que ver essas atitudes esquizofrênicas.

Voto NÃO. Ainda não consegui...

Anônimo disse...

Tem mutreta aí....o 0800-729-08-08 não atende. Foram muitas tentativas e.....NADA!

Luis-BH disse...

Ontem assisti ao filme "Caixa 2" na Globo. Tinha tudo a ver com as criaturas "agradecidas ao Banco do Brasil por terem investido tanto em suas carreiras"...
No filme, o presidente do "Banco Federal" é corrupto, lava dinheiro, arruma laranjas e tem uns bajuladores que levam sempre a pior. Tragicômico!

Anônimo disse...

CONSULTA PREVI 2010
SUPERAVIT DO PLANO 1

PARCIAIS 09.12.2010

SISBB (às 13h30)

VOTANTES VOTARAM %

32.173 7.927 24,64

0800-729-0808 (às 13h34)

VOTANTES VOTARAM %

86.119 1.706 1,98

Fonte: site PREVI

Peloa andar da carruagem, dá para se prever qual será o resultado.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Decorridos quase três anos da última distribuição da reserva especial imagino que os colegas estejam ansiosos para, o mais rápido possível, votarem na opção que melhor atenda aos interesses de cada um. Assim vejo com naturalidade o fato de as linhas estarem sobrecarregadas. Ocorrência semelhante pode ser observada no site quando há realinhamento de teto e prazo de pagamento do produto ES-Previ. Lembro apenas que hoje é o primeiro dos sete dias reservados para o plebiscito. Ainda teremos até às 18 horas de 15.12.10 para votar. Creio que seria interessante aguardarmos com um pouco mais de tranquilidade que, com certeza, a nossa hora vai chegar.

Anônimo disse...

Fui funcionária do BB por 23 anos e por muitos anos fui comissionada - Trabalhei no funcionalismo na decada de 90 e recebia os funcionarios descartados pelo fechamento de Cesecs de todas as partes do país. Era desumano o que foi feito na época pelo nosso BB. Não concordo que o BB fez tudo por mim, era apenas uma matricula que interessava ao Banco, no qual sempre fui bem avaliada.
Eu sempre contribui com a Previ, e acho de meu direito o superavit, que deveria se a maior parte para os aposentados.
CONSEGUI VOTAR NÃO NA 2ª TENTATIVA.

Anônimo disse...

Calma colegas. Temos até o dia 15 para votar.
Na primeira tentativa por volta das 12 horas, consegui votar.

Anônimo disse...

Colegas,

Como vamos votar se o 0800 NÃO FUNCIONA. ELES SÃO MUITO ESPERTOS.

Anônimo disse...

Colegas,

Calma! Temos vários dias para votar.
Nosso voto é de protesto, prevalecerá para sempre como repulsa.

Anônimo disse...

Colegas,

CONTINUO TENTANDO REGISTRAR MEU VOTO, 0800 SEMPRE OCUPADO.

VÃO DIZER QUE CONGESTIONOU A LINHA, MAS SERÁ QUE A PREVI NÃO SABE O NÚMERO DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS. Já sei o SASSERON está fazendo um estudo sobre quantos somos, depois de 6 meses o 0800 melhora, se ele conseguir concluir a tarefa.

Anônimo disse...

Consegui votar às 19:37hs., após inúmeras tentativas, durante o dia.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PARCIAIS da votação – 09/12 até 17:43
SisBB - Votantes: 32.173 – Votaram: 12.322
T0800 - Votantes: 86.119 – Votaram: 3.202

Anônimo disse...

Minha resposta ao colega das 10:59 h.

Contanto que a PREVI não tenha que adquirir participaçao compulsória no TAV (trem-elefante-branco), não acredito que haverá deficit.
Alguém já viu a configuração do trajeto do trem? Ele passa no meio de um hospital, atravessa algumas mineradoras e um recém-construído condomínio de luxo. E, uma (ou mais) empresa estrangeira afirmou que o valor do investimento está subestimado. Considerando que o valor da passagem será praticamente igual a do avião, por que alguém vai querer viajar de trem podendo chegar mais rápido de avião?

Anônimo disse...

Por que será que o nº de aposentados que participam da votação é tão baixo? Em minha opinião, a maioria não acessa a internet, mas se eles recebem a revista impressa, eles devem estar sabendo que está havendo um plebiscito ou não?

Anônimo disse...

Ainda ao colega das 10:59 h. Essa é a minha humilde opinião, pois não entendo nada de bolsa de valores. Sou leiga no assunto.

Anônimo disse...

Marcos, sua arca está recheada de espécies raras e de alto valor moral e intelectual; esta sim,deve aguardar o dilúvio, e as "águas torrenciais" baixarem, para recomeçar tudo e - pelas vias legais - reconquistar as nossar perdas.

De outra parte, sugeriro-lhe a construção de uma nova arca, para transportar espécimes raras e indesejáveis, a exemplo da traíra Isa Musa e o peçonhento Valmir Camilo. Não se esqueça de deixar um saída de emergênica, de preferênica no piso da embarcação, conectado a um controle remoto - que só os velhinhos aposentados saibam a senha de acionamento - e ao final dos quarenta dias/noites de tempestades, seja esse dispositivo acionado, para mandar esses "judas" para representarem satanás nos quintos dos infernos.

Anônimo disse...

Às vezes, eu questiono até que ponto eu devo colocar meus pensamentos nessas páginas. É super fácil saberem quem sou eu. Tenho medo de represálias. E, o mais importante, fico pensando....Se o governo, os poderosos sindicatos (além de outros) estão juntos nisso tudo, lutar a favor e contra o que quer que seja é como dar murro em um enorme muro de ferro.

P.S.: Marcos, não precisa publicar essa minha mensagem, se você não achar conveniente.

AIRTON disse...

Marcos, consegui votar na 2a. tentativa. A telefonista (computador) primeiro relata aquilo tudo que a Anabb mandou para nos via correio depois diz as palavras mágicas "se nós concordamos digite 1 e disacoradmos digite 3 e para confirmar digite 5 ou se quizer anular o voto digite 6 e bla, bla, bla) é um sac....
mas cravei um 5 (NÃO)

Anônimo disse...

Colégas blogueiros, o coléga dr. Medeiros do outro blog, diz que amanhã ou na proxima segunda-feira, dará uma ótima notícia para as pensionistas. Vamos ver o que o gurú tem a nos informar.

Anônimo disse...

BOA NOITE ; 09.12.2010 ; 23:06 HORAS; HELENO PINTO NOBRE; 3.984.740-3; POR FAVOR; COLEGAS QUE AINDA NÃO CONSEGUIRAM VOTAR; EU TAMBÉM ESTIVE BASTANTE ANSIOSO; PELA MANHÃ; ESPEREI O RELÓGIO MARCAR 9:00 HORAS; TAMBÉM O TELEFONE 08OO.729.0808 SE MANTEVE DANDO SINAL DE OCUPADO; MAS TENTEI MAIS DE UMA VEZ ; IMAGINANDO QUE MUITOS QUE NEM EU ESTAVAM BEM ANSIOSOS PARA COMPLETAR LOGO A MISSÃO. TEM UMA LADAINHA GRAVADA PARA ENCHER O SACO. MAS COM CALMA NOS PEDEM A MATRÍCULA E A SENHA.

ME SENTI SEGURO PARA EXPRESSAR O MEU PENSAMENTO CONVICTO. TEMOS TEMPO PARA EFETUAR O VOTO. VAMOS COM CALMA ; TENTANDO SEMPRE O NUMERO CERTO. 0800.729.0808
TEM UMA ENROLAÇÃO; MAS APARECE A ALTERNATIVA CERTA QUE QUEREMOS; VAMOS COM CALMA
QUE TEM TEMPO. ATÉ 15.12.2010; FORTE ABRAÇO PARA TODOS; QUE FOREM VOTAR NO NÃO.
JAMAIS ANÔNIMO .

ELIS disse...

Marcos,
Depois de reclamar 2 vezes à previ, por e-mail, na 60ª tentativa consegui votar.
Uma voz chata e melancólica quase fez eu mudar a opção.
A luta (vida) continua Companheiros, com ou sem a "minhoca" (20%) que esconde o "anzol" dos "pescadores".
Ótima noite a Todos.

Anônimo disse...

A FAABB FALA!

E-mail enviado por um anônimo à FAABB. O colega aborda a discussão sem paixões e sob uma ótica jurídica, econômica e social.

Notícia >> NA BALANCA (9/12/2010)

http://www.faabb.com.br/Noticia.asp?ID=200

Anônimo disse...

Em comemoração ao dia de hoje penso que a PREVI deveria enviar um cartão aos seus assistidos.

Afinal - uma data que não pode ser passada em branco -

Hoje eh o dia do palhaço.

mesquitasantana disse...

Ao Anônimo de l5:49

...Para o quinto dos Infernos "Não", pois segundo a Mitologia esse lugar é o BRASIL, um dos dez infernos de "DANTE.

abraços

mesquitasantana disse...

Ao anônimo 17:30

Meu caro colega, esse anônimo da FAABB é muito presunçoso, veja um dos tópicos de seu também presunçoso comentário: - amigos, quanto a isso, as Cortes do nosso País é que têm competência para julgar. Ninguém mais.
Pois bem eu digo a êle que A Alta Corte já está julgando e em breve teremos o resultado, mas vamos
votar "Não".

Anônimo disse...

Olha a Estatistica aí gente!
A votação através da URA ( Unidade de Resposta Audivel) será realizada de 09 a 15 de dezembro. Consta que seria das 09 às 18 horas. Entretanto votei após esse horário.
Segundo apuração parcial, até as 17:43hs de ontem ( dia 09/12) apenas 3202 dos 86119 habilitados para votar via 0800, haviam votado. Considerando das 09 às 18hs, chega-se a uma média de, aproximadamente, 360 votos hora.
Se todos fossem votar ( algo inimaginável, mas há que ser considerado) seriam necessárias perdurando o ritmo de ontem, aproximadamente, 240 horas. O sistema ficando aberto 24 horas por dia, teremos um total de 168 horas para votação.
A pergunta é a seguinte:
1 - Será que o dia de ontem foi atípico e a dificuldade será menor de hoje em diante, ou não haverá dificuldade?
Ou os votos de nada valerão?

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
Vocês estavam esperando uma explicação da D. Isa? Pois, então é só ir ao endereço colocado pelo Anônimo (anônimo??) das 17:30 horas:

http://www.faabb.com.br/Noticia.asp?ID=200

Até que foi uma saida inteligente. A gente não pode negar. Os caras da FAABB devem ter se debruçado vários dias sobre o assunto em busca de uma solução para o pepino que tinham nas mãos, ou seja, como justificar a traição junto aos assistidos do plano 1? Nenhum deles tinha coragem de sair a público para defender o indefensável.
Então, foi aí que surgiu a idéia: - porque não criarmos um Anônimo, pra já ir fazendo a cabeça das pessoas? Se a gente conseguir fazer a cabeça de uma boa parte dos assistidos, aí fica mais fácil para a gente retornar do mundo dos mortos-vivos, onde nos encontramos, para o mundo real, onde vivem aqueles babacas dos aposentados/pensionistas.

Anônimo disse...

Ufa!Consegui votar hoje.Como estamos lidando com canalhas,acho que devo comentar o que aconteceu quando votei:Depois da lenga lenga informada,quando optei pelo 3(NAO),deu opçao invalida- repita a operaçao.Eu repeti meu voto com a confirmaçao 5.
Sera que aconteceu o mesmo com algum colega?

Anônimo disse...

Votei sim. Sou pensionista e preciso. Está demorando e somente ao votar entendi a razão. A gravação traz todas as propostas. Demora mesmo. Votei sim com consciência, pois se a Resolução 26 está valendo, tem de ser cumprida e assim, melhor 50% pra nós do que zero.

Anônimo disse...

Colegas,

O culpado de tudo isto tem um nome:
Luis Inácio LULA da Silva o defensor dos OPRIMIDOS, e seus seguidores,( Camilos,Bendines, Sassarons, Flores, outros coadjuvantes) todos é claro com "interesses" pelos Velhinhos.
É só esperar os Velhinhos pegar o dinheiro no caixa e na saída do banco nós tiramos os proventos deles bem fácil bem fácil.
Para que esses gagás precisam de dinheiro.
Quem precisa de dinheiro é o PAC!
MENTIROSOS , CELERADOS, FACÍNORAS.

Anônimo disse...

Olá colega das 04:25. Posso perguntar qual é o valor do seu benefício, só para gente tentar entender quem são os 10.000 beneficiados? Você está anônima mesma. Não tem problema você dizer.