terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Os vitoriosos

Caros Colegas.

Nem SIM nem NÃO. Os vitoriosos serão outros. Serão os endereços eletrônicos de incansáveis formadores de opinião que já estão ganhando a eleição. Esta votação ficará conhecida como um marco divisório no relacionamento dos aposentados e pensionistas com seus sites informativos. Os participantes da PREVI nunca tiveram ao dispor tantas informações para a escolha do voto como agora. Os números galopantes que crescem no placar da votação atestam isso com significativa mudança comparando com a última eleição.

Essa diferença afigura-se um libelo da insatisfação com a forma de gestão errada instituída na PREVI, onde normativos obsoletos são aplicados por insensíveis dirigentes que burocraticamente seguem esses ditames. Mesmo eleitos para defender os interesses dos associados que representam, sentam sobre normas ultrapassadas e comodamente obedecem ao patrocinador esquecendo quem são seus verdadeiros patrões.

Uma vez que essa postura subserviente se impõe há décadas, o resultado numérico da participação que se comemora servirá para reverter o quatro da insensatez e do comodismo desses eleitos e lhes servirá de aviso que os tempos mudaram. E que os “cabeças brancas” acordaram para sua triste realidade. Doravante, ou muda o sistema de gestão na PREVI, em todos os sentidos, ou eleitos não mais terão vez para ocupar cédulas de votação – em nenhum lugar. Os seus nomes passaram a ser visados, o CANAEL os tem registrados com os cargos ocupados funcionando como curriculum onde se tem a origem dos seus votos.

Com a força inconteste dos inativos, somada a dos futuros aposentados, pintou-se o quadro ideal para exigir mudanças no Estatuto da PREVI. Um Novo ano nascerá em breve e com ele a promessa de entendimentos visando à implantação dessa reforma e suas conseqüências. Vamos partir em busca de melhoria para pensionistas e correção de injustiças na distribuição de benefícios; aprimoramento no sistema de votação; limitação dos poderes do patrocinador; celeridade na distribuição de superavits; atendimento igualitário e tempestivo; cumprimento às demandas judiciais; escolha criteriosa para credenciamento justo de representatividade dos participantes nas mesas de negociação. Também é necessário tirar do Banco o poder único dessa escolha. E que ela ocorra com a exigência de “folha corrida” dos pretensos representantes, para aquilatar a lisura de comportamento em todos os segmentos da sociedade, notadamente no âmbito em que atuam – Entidades relacionadas ao funcionalismo do Banco, ativos e inativos.

Por tudo isto, 2011 auspicia-se um ano bom para aposentados e pensionistas. Que ele chegue trazendo certezas para enterrar os anos negros e de vacas magras que atravessamos, por culpa dos votos mal orientados que distribuíamos, mas que, graças à internet e àqueles que a usam para informar, doravante votaremos conscientemente, como agora.

Votemos, pois, seja no SIM ou no NÃO. Com o resultado seremos todos vitoriosos pela quantidade de votos mostrando nossa influência para exigir e impor mudanças na PREVI.

Guardem esses nomes, endereços e sites. Eles, juntamente com outros, são os responsáveis incansáveis que se dedicam à espinhosa arte de bem informar. Graças a todos entramos definitivamente na era da informática para sair da secular ignorância em que deixamos de participar nas decisões dos destinos da PREVI. Doravante podemos recorrer a qualquer um deles para buscar informações comprovadamente confiáveis e precisas para nortear nosso comportamento, enquanto participantes do Plano de Benefícios Número Um, da PREVI.

Guardem os endereços para consulta e os nomes para conhecer sensatas opiniões lendo os seus escritos.

Eles estão sempre solícitos e disponíveis como a dizer: use e abuse, pois boa vontade é a nossa marca:

BLOGS:

Cecília Garcez, Demitidos do BB, Do Ed,
Colegas BB, Juarez Barbosa,
Medeiros, Motta,
Romildo, Sérgio Inocêncio, Unidade BB, Veteranos BB, Zanella.

ENTIDADES:

AAFBB,
AAPBB, ABRAPREV,
ADBB, AFABB-BA,
AFABB-ES, AFABB-DF,
AFABB-Joinville, AFABB-Tupã, AMEST,
ANAPAR, FAABB, SINDBAN-Criciuma, SINDBAN-Bauru, UNAMIBB.

FORMADORES DE OPINIÃO

Abdian, Adrião, Airton, Aldo, Antonia, Aristophanes, Avellar, Branquinho, Carlão, Daisy, Damiano, Dantas, Domingos, Edgardo, Faraco, Ferrari, Hélio Teixeira, Heráclito, Holbein, Isa Musa, Ivan Rezende, jander, Jane Torres, Joana, Joaquim Luiz, Jorge Teixeira, Juarez Barbosa, Köhler,
Langoni, Laricchia, Lázara, Loreni, Luis Eustachio, Parussolo, Paulo Beno, Raposo, Rebouças, Rogério, Rosalina, Rossi, Ruy Brito, Santiago, Sérgio Figueiredo, Solonel Jr,
Taunay, Tiné, Tollendal, Toscano, Valentim, Vânia, Wânia, Wilson Luiz.



Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 14/12/2010.

121 comentários:

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Como afirmei anteriormente votei no segundo dia do plebiscito, pela manhã, mais ou menos por volta de seis e meia. Sem quaisquer tipos de transtornos ou atropelos. Continuo plenamente satisfeito com o meu voto. Penso que neste momento único que todos nós estamos vivenciado a opção que escolhi foi a que melhor se encaixou observados os meus interesses. Ela foi fruto de diversas leituras que fiz de comentários, a favor do sim e do não, disponibilizados na internet por colegas responsáveis, conhecedores do assunto e respeitadores de opiniões divergentes e, o principal, emocionalmente equilibrados. Espero que seja atingido o maior percentual possível de votantes, principalmente entre nós aposentados. Pelo que se depreende dos números divulgados no site da Previ este plebiscito está sendo influenciado pelo efeito da internet, que passou a ser frequentada por parcela bem mais representativa da comunidade de aposentados do “PB-1”. Pode-se inferir que, doravante, os moderadores continuarão sendo figuras superimportantes em qualquer evento da espécie. As eleições para as diretorias do nosso fundo estão cada vez mais próximas e, com certeza, saberemos colocar em 2012 as pessoas certas nos seus devidos lugares. Quem viver verá.

mesquitasantana disse...

A informação propriamente dita sempre foi utilizada com os objetivos determinantes conforme as vertentes que lhe originaram, com essa premissa podemos afirmar que:
a) O recado fornecido pela fonte que detem o poder, coincide com a importância que o poder veiculador distingue o seu interesse e o que lhe importa seja conhecido pelo público alvo. O que sempre vivenciamos nas relações bb, previ e participantes (contribuintes) foi a informação de mão única, o bb e a ANABB, davam as ordens e o corpo social, embora ainda detivesse o poder de decisão através do voto, de nada sabia. A informação que lhe chegava era maquiada pelas duas Instituições.
b)Diante de tamanha insensibilidade do poder dirigente, aconteceu o pior, o corpo social, sem elementos que lhe dessem oportunidades de arguição, se sucumbiu diante da única alternativa o desinteresse. Atualmente, com o advento da Internet, Embora não tenhamos ainda a certeza de estarmos resgatadando um passado ambíguo, a esta altura já podemos afirmar que o caminho foi aberto.
Aproveito a oportunidade para parabenizar a todos esses heroicos desbravadores (anônimos ou não) que combateram o Bom Combate.

abraços

Jane Torres de Melo disse...

Caros Colegas e Queridas Pensionistas,

Grande vitória !!!!
Quem acompanha esse processo sabe que o aumento de participação nessa votação é sinal de tomada de consciência.
Mudar e para melhor, é crescer !!!!
Vislumbro um 2011 mais dinamico, mais participativo. Estamos entendendo e assimilando que devemos estar atentos e antenados. E a Internet nesse processo foi fundamental.
Feliz 2011, 2012 (eleições)!!!
É muita estrada mas estamos no caminho certo !!
Vitótia !!!!
Abraços,
Jane.

Anônimo disse...

Colegas,

É impressionante como o Mundo dá voltas.
Os atuais dirigentes da Nação e os escalões por eles nomeados, sob forte processo de exclusão dos que não compatilhavam com as idéias petistas, estão a MASSACRAR os que por eles foram "defendidos", como TRABALHADORES/APOSENTADOS/DESPROTEGIDOS, NAS PROMESSAS ELEITORAIS.
É incrível que os petistas/sindicalistas tenham se corrompido pelo poder/dinheiro, privilegiando os funcionários da ativa, pelo menos no presente momento e prejudicando violentamente os aposentados, um dia seus contribuintes.
Perdi um belo tempo da minha vida acreditando que os "trabalhadores", uma vez no poder DEFENDERIAM os idosos/velhinhos, ME ENGANEI FEIO, hoje estou/estamos recebendo a paga por acreditar naquelas promessas, puramente eleitoreiras.
São exatamente iguais aos outros políticos que detinham o poder antes deles.
Deus faça justiça, se acreditam que Deus existe.
Dos homens não espero alegrias.
Mas posso desejar um FELIZ NATAL E UM BELÍSSIMO ANO NOVO A TODOS INCLUSIVE OS MEUS ALGOZES, hoje NO PODER.
São os desejos de um velho TRAÍDO.
Como dizem os Jovens: FUI.

Anônimo disse...

Gente,

Vamos com calma, não explodiu bomba nenhuma, pelo menos atualmente. Essa matéria da VEJA sobre a ANABB é muito antiga (23/12/1998), já tinha postado aqui em setembro, em comentário do post "Reuniões infrutíferas", mas pode ser facilmente acessada em http://veja.abril.com.br/231298/p_045.html:

"Anônimo disse...
Colegas, a podridão na ANABB não vem de hoje... Olhem matéria "Prodígio legal" da revista Veja, de 23/12/98, página 45 (demora um pouco para carregar, para dar zoom é só clicar na página).
link:
http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx?cod=JOJQFRIMD8

16 de setembro de 2010 11:34"

Anônimo disse...

É isso aí , Marcos , acho também que estamos inaugurando um novo tempo para os aposentados e pensionistas , que agora através da Internet poderemos adquirir forças contra o mal estabelecido.Quero deixar os meus mais veemente PROTESTOS contra a Previ por somente disponilibizar um telefone para nós , que somos a maioria , para votar , tendo tantos canais possíveis.(Internet,auto-atendimento,sisbb,etc).De minha parte já desejo: FORA PAULO ASSUNÇÃO,SASSERONS,ISAS MUSAS,ETC,ETC,ETC .

Anônimo disse...

Eu me lembro eu me lembro e nem era pequeno. Houve um dia, no passado, quando 43% dos aposentados votaram um relatório Previ. Hoje? Nem 30% vota. Uma pena, mas os velhinhos guerreiros estão morrendo e ficam só os acomodados.

Anônimo disse...

Caro colega das 05:33h.

Você deve ser uma excelente pessoa. Desejar "um belíssimo ano ano" inclusive aos nossos algozes que nos roubaram quase R$ 100.000,00 (cálculo linear aproximado: 7,5 Bi / 80,0000) demonstra um caráter bem acima da civilidade - fomos chamados de pouco civilizados.

Agradeço os votos e retribuo o desejo de um feliz natal e um ótimo ano novo para você e para a sua família e a todos os colegas desse blog. Desejo o mesmo aos demais, apesar dos pesares. Não odeio ninguém. Só queremos o que é nosso.

Anônimo disse...

Colegas,


Deve ser muito difícil para PREVI, disponibilizar a votação também pela internet. Todos que acessam o auto-atendimento PREVI tem senhas e poderiam votar com maior facilidade.

A verdade é que eles não tem interesse em facilitar, sabe como é: velhinho incomoda muito.

Anônimo disse...

Será que esses aqui, somente falando assim PAULO ASSUNÇÃO,SASSERON,ISA MUSA,ETC,ETC,ETC .terão um Natal com a consciencia tranquila? Acho que não! Cadeia neles!!!!!!!!!!!!!!!SE tivessem vergonha na cara pediriam demissão, mas como não tem continuam roubando aposentados e pensionistas.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

COMUNICADO da Assessoria Jurídica da AAPPREVI:

Prezado Sr. Marcos,



Informamos que o período de recesso da Justiça se dará entre os dias 20 de dezembro de 2010 a 6 de janeiro de 2011, devido a isso o Escritório Sylvio Manhães entrará de férias forenses no dia 21/12 a 03/01.



Os e-mails serão lidos todos os dias, mas é possível que só possamos respondê-los a partir do dia 03/01. Vale ressaltar que todos os prazos ficam suspensos durante o recesso.



Att.



Vânia Alencar

Rua da Quitanda, 19 salas 709/710
Centro - Rio de Janeiro / RJ - CEP 20.011-030
Tel.: +55 21 2224-7086 - Fax +55 21 2508-9087
E-mail: barreto@nextcon.com

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega Marcos,

Assistindo noticiário esportivo da Globo, ouvi informação sobre a torcida organizada da Argentina. Destacaram união de todas as torcidas através de uma federação e o financiamento pelos atuais governantes daquele país e até financiamentos de passagens para a África do Sul e uso de prédio público como sede da federação.
Argentinos entrevistados mostraram grande preocupação com a união das torcidas, conhecidas mundialmente pelos atos de violência, e alegaram a impopularidade dos Kirschner junto ao eleitorado argentino está levando o Governo a utilizar da força política e da violência dos torcedores para buscar sustentação popular.
Em complemento foi falado do medo dos países da América de que isso possa estender-se para os demais países, tendo como financiadores os governantes sequiosos por popularidade encabrestada.
Ato contínuo, informaram a criação de uma federação nacional aqui no Brasil, constituída e com presidente nomeado da torcida organizada do Coríntians e respaldada por todas as torcidas organizadas do país. E, pasme a Central Única dos Trabalhadores - CUT que está promovendo e dando todo o apoio logístico, jurídico e financeiro.
Não é preciso dizer que CUT e PT são a mesma coisa, né!
O Promotor que investiga a violência da torcida organizada aqui em São Paulo disse que isto não tem nenhuma motivação política porque as torcidas a detestam.
Os funcionários, burocratas e relativamente cultos, do BB, do BC e de outras estatais também detestam política, mas mostram que o Poder, através de sindicatos e associações, prende a maioria no cinto crivando corrente de alumínio em suas coleiras. Imagine toda torcida, na maioria analfabeta e irresponsável vendo prestígio, costela de ripas em churrasco e muita cachaça o que poderá fazer?!
Quero aqui observar mais uma vez! Os aposentados precisamos desvincular das centrais sindicais com mudanças na legislação para fugir do genocídio que aproxima-se e para isso precisamos de associações isentas e pessoas superdotadas, honestas e maduras para conseguirmos êxito e neste contexto existe a AAPREVI e um universo de inteligências do passado do BB e de muitas outras Instituições que podem facilmente serem contatados pelo senhor e que, sensatamente, todos poderão abraçar a causa e, nobremente, levar ao cabo mais uma missão. Desta vez humanitária.
Pense nisso!
(nome omitido pelo Blog)

jander disse...

Ao anônimo das 5:33.
Faço minha suas palavras.
Fico hoje muito aborrecido comigo mesmo por ter acreditado e até feito campanha para este(como dizia Brizola) sapo barbudo.
Muitos não tiveram a chance, mas eu a tive, e não escutei meus pais que apesar de sua simplicidade sempre me alertaram.
E como ensino hoje meu filho: -quem não escuta e obedece pai e mãe se machuca.
Espero termos a oportunidade de futuramente corrigirmos esta c... que fizemos!
Abraço a todos e Feliz Natal.
Jander

rosalina_de_souza disse...

O Vencedor e o perdedor


Um vencedor é sempre parte da resposta

Um perdedor é sempre parte do problema

Um vencedor possui sempre um programa

Um perdedor possui sempre uma desculpa

Um vencedor diz "Deixe-me ajudá-lo"

Um perdedor diz "Não é minha Obrigação"

Um vencedor vislumbra uma resposta para cada problema

Um perdedor vê todos os problemas, sem Resposta

Um vencedor diz "Pode ser dificil, mas não impossivel"

Um perdedor diz "pode ser possivel, mas é dificil"

Um vencedor entende que sem Deus
não poderá encontrar-se com o melhor,para a sua Vida.

Um perdedor crê que pode viver sempre baseado em seus Recursos póprios e seu orgulho pessoal.

Desejo a todos os colegas que optaram pelo "SIM" ou Pelo "Não" todos saimos Vencedores.

Nosso trabalho não será em vão, todos tem seu valor, foi a construção de cada comentário feito ao longo de 2010 que ajudou cada um consolidar suas bases,seus pensamentos o de ter DIAS MELHORES A TODAS AS FAMÍLIAS DO PB-1 DA PREVI.

Vamos fortalecer ainda mais a "AAPPREVI" para ter acento e voz na discução das propostas de mudança do regulamento do PB-1 e do superávit, mas também construir nomes para DIRETORIA DE SUGURIDADE EM 2012.

VAMOS TRABALHAR? CONSIGA MAIS UM SÓCIO!.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

Anônimo disse...

Um dado inconcebível é o fato de que entidades,teoricamente voltadas para defender os aposentados e pensionistas (como AAFBB e ANABB),que nos recomendaram que votássemos na Chapa 3(P.Assunção,Sasseron) na última eleição,vem agora,através de correspondências individuais para os seus associados,que votemos SIM,ou seja,que nós brindemos o Banco com 50% do que é nosso.Um absurdo! Votei NÃO!!!!

Anônimo disse...

Podem apostar ! A Previ já tem, oficialmente, a aprovação dos Órgãos competentes para distribuição do superavit. Assim que for divulgado o resultado do plebiscito, e caso seja aprovado, a folha do mês de dezembro será rodada já com as alterações.

Anônimo disse...

Vamos ter paciencia colegas, pois 2012 está próximo.Venceremos se Deus quiser!

Anônimo disse...

Ta bom, Jorge Teixeira. A gente ja sabe que vc votou sem problemas, mas o problema não eh este e sim os que estão tendo dificuldades...

Anônimo disse...

P.S.: Fomos reduzidos a pessoas pouco civilizadas, como se todas as informações, reivindicações e anseios escritos nessas inúmeras páginas não fossem legítimos e como se na maioria das mensagens faltasse civilidade.

NOTA: Parafraseando nosso colega Blog do Ed, cada um se expressa como quiser. Alguns citam nomes, outros preferem não citar nomes de pessoas, alguns demonstram sua indignação de forma mais contundente, já outros não. Repetindo, cada um se expressa como quiser.

iraci berviria disse...

No Rio e em São Paulo,tem muitos que não votaram ainda. Quem é dos estados,favor contatar com os aposentados.
Boa sorte!

Paulo Beno disse...

Parabéns a nós, assistidos (aposentados e pensionistas) do Plano 1 da Previ, pois conseguimos superar o número de votantes na ativa.
Vejam como maltratam os eleitores assistidos e como o site da PREVI não se presta para uma simples votação:
Usamos os sites do BB e da PREVI, através de senhas e nossa matricula, para qualquer operação(até empréstimos e pagamentos!).
É MUITA MÁ-FÉ DESTA DIRETORIA ATUAL DA PREVI, EM NEGAR QUE VOTAMOS PELA INTERNET...

Taí um assunto/problema para ser resolvido de janeiro a junho do próximo ano de 2011...
(Não vejo nenhum problema em solucionar tal questão, pois todos temos MATRICULA E SENHA).
Basta querer fazer e melhorar nossas vidas...
Estamos preparados para votar MELHOR em 2012..(Chapa 3? NUNCA+)

canael nelles !!!!

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
É um momento de comemorar.
A "GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS" já começa a apresentar um dos seus primeiros e grandes resultados, que é a participação de um número inédito de aposentados e pensionistas nessa votação.
Isso tudo não seria possível só pela existência da internet, mas, também pela sua obstinação e de muitos outros colegas que, apesar do alto risco de sofrerem represálias, tiveram a coragem de abrir espaços de informação e discussão, como é o caso da nossa AAPPREVI. E tudo isso feito dentro de princípios estritamente democráticos.
Aos nossos pseudo-representantes, só nos resta lembrar os versos do nosso grande Chico Buarque de Holanda: "Apesar de você, o amanhã será outro dia".

Anônimo disse...

Sei que a maioria foi ingenua com relação aos sindicalistas.

Quando da eleição do sr. Lula, nas duas vezes, fui bastante criticado visto que não era leitor do sr. Lula.

Nunca acreditei em sindicalista.

Para mim eles foram e sempre serão parasitas.

Os sindicalistas tem aversão ao trabalho e quando assumem o comando de um sindicato fazem qualquer coisa para permanecer no poder.

Parece que nem todos tiveram a oportunidade de ler na Folha de São Paulo uma enrtrevista com o Sr. Lula. Essa entrevista ocorreu quando da eleição para Deputado Federal e pergunta do reporter foi para saber se ele (Lula) e se candidatar a uma nova reeleição para a Câmara dos Deputados.

O sr. Lula respondeu textualmente que ele não era de ficar de terno e gravata e sim de ir para as portas das fábricas para incentivar greves.

Esse foi o Lula que eu conhecia, um individuo totalmente despreparado para as simples funções políticas que não as sindicalistas, por isso ele nunca teve o meu voto.

Em compensação a marioria do funcionalismo votou em massa nessa figura em duas oportunidades.

Hoje estamos colhendo os frutos da nossa ingenuidade, da nossa falta de visão crítica e de informação.

Então o PT nasceu no meio sindical. O que mais poderíamos esperar do PT do que o que estamos vendo hoje. Para se manterem no poder e atingir seus objetivos se alinharam aos Sarneys da vida. Eram inimigos não só adversários mas como também inimigos políticos.

As informações estão ai no dia a dia então não podemos alegar ignorância.

Se nunca paramos para analisar os aspectos da vida política brasileira é porque estavamos totalmente acomodados, alienados. A nós não nos interessava nada além do nosso círculo bancário, ignoravamos que estavamos sujeitos aos agentes externos e sua política que um dia poderia nos afetar em nosso futuro.

Estavamos ao sabor dos humores políticos e não tinhamos conhecimento disso até que esses humores começou nos afetar.

Do FHC para cá as coisas mudaram e mudaram muito mais com os sindicalistas em que a maioria depositava tanta confiança de que melhorias ocorreriam. Santa ingenuidade.

Então, estamos pagando caro por isso.

Mas nem tudo esta perdio. Depende só de nós. Por enquanto somos pouco, mas amanhã seremos mais fortes e vamos conseguir alcançar o nosso objetivo se Deus quiser.

Boa sorte a todos.

Feliz Natal e que façamos de 2011 um ano melhor.

Anônimo disse...

Marcos, muito estranho a posição da Anabb.Colocaram enquete sobre o superavit e assim que o NÃO superou o SIM, simplesmente apagaram os registros.
Tem coisa aí.

Anônimo disse...

Não se iludam. A maioria dos aposentados nem sabe ligar um micro. Estão votando porque a carta da PREVI já chegou às mãos de todos e lá só tem notícia boa. Internet é bicho de 7 cabeças para a maioria de nós, aposentados e pensionistas. Se vai ganhar o não vai depender isso sim, dos que acessam a internet e estão lendo essas atrocidades que falam dos negociadores. Como a maioria nem sabe quem negociou isso e aquilo, vai aprovar. Feliz Natal, com 50% ou sem 50%

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Caso o colega tivesse focado na parte mais significativa de minha mensagem – horário de votação – não teria perdido tempo e nem gasto o seu vocabulário para redigir o comentário de 14.12.10, às 10:49hs, pois é bem provável que a esta altura já teria conseguido votar.

antonia disse...

Marcos e cia,
Estou me preparando para viajar nos próximos dias e só voltarei em janeiro, por esse motivo gostaria de desejar a todos os participantes deste blog UM FELIZ NATAL E UM ANO NOVO COM MUITA PAZ, SAUDE E PROSPERIDADE.
Espero que em 2011 já tenhamos um planejamento para colocarmos nossa chapa nas próximas eleições da PREVI.
Um abraço fraterno para todos e até janeiro.

Carlos Mariano disse...

Será que algum dia veremos uma noticia dessa com relação a PREVI.
Fonte: Site do STJ.

Justiça Federal julgará prejuízo de R$ 500 mi em aquisição do Hotel Renaissance pela Funcef
Compete à Justiça Federal processar e julgar crimes de gestão fraudulenta. A decisão é da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e envolve ação contra ex-gestores da Fundação dos Economiários Federais (Funcef). A acusação é que a Funcef sofreu prejuízo da ordem de R$ 500 milhões, em valores de 2002, na aquisição do Hotel Renaissance, em São Paulo (SP).

A Funcef tinha participação em 60% da construção e operação do hotel. O restante era de propriedade da Encol S/A Engenharia, Comércio e Indústria. Com o agravamento da situação financeira da construtora, a Funcef adquiriu a totalidade do empreendimento.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a Funcef pagou US$ 32 milhões acima do valor avaliado do patrimônio. A aquisição também teria ocorrido para atender a interesses de terceiros, o que estaria comprovado no fato de 82,5% do valor total da operação terem sido pagos na entrada e repassados diretamente ao Banco do Brasil (BB) e à Caixa Econômica Federal (CEF), para abatimento de dívidas da Encol.

No total, são 12 os denunciados, todos ex-gestores da Funcef. A ação contra eles segue na Justiça Federal porque o STJ não concordou com a afirmação de que a operação seria de natureza privada e não envolveria nenhuma espécie de crime contra o sistema financeiro. A defesa também sustentou que o eventual crime seria de competência estadual porque não atingiu qualquer bem, serviço ou interesse da União.



Coordenadoria de Editoria e Imprensa

Como se faz para apurar Costa de Sauipe entre outros tantos.

bigsaranha disse...

VOTAÇÃO CONTURBADA:

Hoje, dia 14/12, estou tentando votar de 10 em 10 minutos de 18 horas até agora, 20,54 hs. Só dá sinal de ocupado.

Russel Furtado dos Santos
Belo Horizonte

Anônimo disse...

Colega Russel,

A PREVI quer que desistamos de votar. A tática é esta, ou teriam disponibilizado o voto via internet no site da PREVI.

Dificultar a vida dos velhinhos, deixá-los bem estressados, talvez morram mais cedo, e sobrará mais para o BB.

É TÃO FÁCIL ENTENDER COMO ELES PENSAM, NÃO MERECEMOS NENHUM RESPEITO.

Ivan Rezende disse...

Temos que insistir junto à Previ para que as próximas consultas possam ser realizadas através dos terminais de autoatendimento do BB pois, aí sim, haveria uma presença marcante dos aposentados e mesmo assim persistiria a dúvida, para alguns, como um colega, com seus setenta anos de idade, que hoje me indagou se ele votasse NÃO a PREVI não ficaria sabendo de sua escolha.
Não me informou qual o seu temor.

Anônimo disse...

Estimados Colegas, Caro Marcos,

Guardem bem a recomendação da Previ, de hoje, para acesso à votação pelo 0800:
Melhor horário (talvez o único disponível) das 20 horas às 9 horas.
Eles querem que fiquemos acordados madrugada a dentro para votar, ou desistamos do voto não.
É mais um absurdo cometido pelos celerados, uma recomendação destas, para pessoas de idade.
Estão tentando todas as possibilidades para nos impedir de votar pelo não.
Cada dia que passa voltam-se mais violentos contra os aposentados.
É demais!
Que gente miserável!
Deixem-nos optar, por favor!

Rubem Tiné disse...

Tens razão Marcos, se não fossem os blogs e as entidades que te referistes, estaríamos precariamente informados, sem debates,sem opinião. É incrível a falta de informações nos sites da Previ e da ANABB durante todo processo. Somente às vésperas, algum tira-dúvidas, que ainda assim deixou dúvidas. Mas, independentemente do resultado, os aposentados deixaram um recado: Estão acordando. Se cuida Previ! Se cuida Banco do Brasil!

bigsaranha disse...

VOTAÇÃO DIRECIONADA:

Consegui votar agora, às 21,55, após discar ininteruptamente através da tecla própria.Combinado com um parente,também assistido e que já havia votado dias atrás, deixei o telefone no viva voz...E NÃO DEU OUTRA: Conforme haviamos previsto, a mensagem gravada mudou totalmente o texto, tentando claramente direcionar o voto para o sim. Como a tecla direcionada foi para um CONVICTO NÃO a frase final foi "voce rejeitou a proposta".

Russel Furtado dos Santos

Belo Horizonte

Anônimo disse...

Marcos,

Tentei votar há um minuto.
Tudo certo, até a ultima etapa, esperei pela confirmação do voto.
Qual a minha surpresa, não houve fala sobre confirmação de voto.
Após votar escutei um sonoro tecle 7 ou 9 para anular seu voto.
Não sei mais o que fazer, quando consegui ligação não pude confirmar meu voto.
Amanhã vou consultar um advogado para ver se consigo a gravação da telefônica e ajuizar contra essa mediocridade.

paraguassú disse...

aleluia, aleluia. conseguí votar agora, 22:00hs. NÃO neles.

Anônimo disse...

Colegas,

Tem que denunciar a fraude para a POLÍCIA FEDERAL!
É um processo dramático, é abominável o comportamento da Previ.
Se acham deuses.

Anônimo disse...

VOTEI NÃO!!!!! Se o sim vencer não aceito!!! Vou doar para a PREVI!!! É o meu protesto... Meu benefício é 13.235,40 e não quero só 20% pois é muito pouco, pois só receberei 2.647,08 por mês e já, imediatamente, a mixaria de 31.764,96. Quero tudo e voto não a esse esbulho!!!Quero 100% sobre meu benefício até o dia de minha morte e depois, 80% para a minha pensionista. VOTO NÃO e se o sim vencer, mando estornar!!!.

ELIS disse...

PENSANDO EM VOZ ALTA:
Com essa montanha de reais (7,5 bilhões)o "banco" pode ficar com as portas fechadas, sem fazer uma operação sequer, com todo seu pessoal curtindo belas férias POR 2 ANOS.
Também, se 1.000 "quadrilhas" assaltassem, ao mesmo tempo, cada uma levaria 7,5 milhões de reais.
Caro Anônimo das 7:18. Esqueceu que "eles" levaram para os ATIVOS mais 25% dos R$ 7,5 bilhões? Então cada um de Nós teve um "prejuízo" R$ de 123.000,00.

Anônimo disse...

Colegas,

Não existe fiscalização nesta votação.
Como pode uma empresa de telefonia deixar que utilizem métodos como os que estão usando?
A Previ pode ser sócia da empresa telefônica que viabiliza o 0800, aí sei não.
POLÌCIA FEDERAL! Por favor aos velhinhos, tem que agir.

Anônimo disse...

Colegas,

Faz parte aguentar os brincalhões de plantão.

Pega esta grana e doa para uma instituição de caridade, que precisa muito mais que a PREVI, meu amigo milionário.

Anônimo disse...

Colegas,

Esta votação do acordão é um ESCÂNDALO!
Não se consegue votar!

Anônimo disse...

Colegas,

Meia Noite e só dá ocupado o 0800 Previ.
É o fim!

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Não sei se estou errado na minha análise. Mas, há um detalhe importante no famoso “Memorando de entendimentos” que eu acho importante ser observado por aqueles que estão otimistas e já estão pensando em fazer dívidas de maior prazo. Ou seja, aqueles que se apoiam na certeza da entrada mensal dos recursos dentro dos próximos 5 anos, seja do aumento do Benefício Mínimo para 70% ou do Benefício Temporário de 20%, ou de ambos.
Exemplificando, no caso da pessoa que pensa em contrair um financiamento de um carro em 60 meses. Pois, basta que, em 2011, a China dê uma pisadinha no freio, as ações brasileiras caiam de preço e aí, nós, aposentados/pensionistas, já podemos dar adeus a esses aumentos a partir de 2012.
Porque, segundo o que foi acordado no tal Memorando, no caso de ocorrência de déficit no Plano 1, os fundos que custeiam os benefícios previstos serão revertidos para a Reserva Especial. Nesse caso, os assistidos da Previ que contraírem dívidas de longo prazo, já confiando na certeza da entrada desses aumentos em sua conta corrente, poderão ficar a ver navios e, por conseguinte, se ver em dificuldades financeiras num futuro não muito distante.
Portanto, não há a certeza de um amanhã tão feliz como alguns já estão festejando.

José Aristophanes disse...

Prezados Colegas.
Em minha carta, de 7/12, ao Presidente Flores, da Previ, disse-lhe, mesclando advertência com revolta, que o plebiscito que nos impôs era “uma vergonha histórica desnecessária”! Escrevo, agora, a poucas horas do término da votação, quando quase 50% dos votantes se manifestaram, que essa vergonha se tornou necessária. É paradoxal, mas esse plebiscito termina mostrando a existência de um Corpo Social vibrante, viçoso e participante, mesmo que por linhas tortas e interesses diversos.
Minha declaração de voto (NÂO) foi contra a quebra da hierarquia das leis, que fez uma mera resolução distorcer princípios estabelecidos numa Lei Complementar, e feriu mandamentos de outra, não menos superior, como o Estatuto do Idoso.
A isca de vantagens pecuniárias funcionou para atrair milhares... E a declaração de propósitos, para continuar a discussão sobre temas de maior interesse, em futuro próximo, abre um porta ampla para o diálogo.
Durante os próximos 15 a 20 anos a PREVI-Plano1 será, ainda, um instrumento sócio-econômico-financeiro expressivo, em torno do qual gravitarão mais de 60.000 assistidos e uma instituição patrocinadora/assistida(sic) importante. Estratégica e necessária para o Brasil. Em mais de uma ocasião me manifestei contrário ao confronto voluntarista e irracional com o híbrido BB-PREVI. Existem pontos de convergência que poderão ser buscados, pacientemente, sem a arrogância dos chefes transitórios, sem a prepotência dos líderes de ocasião, sem as representatividades desautorizadas, sem os propósitos mercenários e – sobretudo – sem a molecagem dos que acham que os fins justificam os meios. Ao longo do tempo, a PREVI vem cumprindo os seus deveres agendados para o contra-cheque do dia 20. Distorções, erros e injustiças foram cometidos. Algumas corrigidas, outras minoradas e, também, novos erros oportunistas cometidos.
Mesmo assim, vamos nos reunir, as mais autênticas ASSOCIAÇÕES DE ATIVOS, APOSENTADOS E PENSIONISTAS, para uma busca de soluções, para tantos dos nossos desacertos, distorções e injustiças. Missão impossível ? Ingenuidade ? Tolice ? ... Eu tentaria!
Atenciosamente, Aristophanes Pereira

Anônimo disse...

Sera que nao existe na face da Terra um juiz de carater,que nao se venda e nos defenda do maior roubo que estamos sofrendo praticado pelo Governo e sua corja?????????????

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Frase pinçada do Suplemento Especial que a Previ nos enviou:

"A CONSULTA AOS PARTICIPANTES É UMA ETAPA MUITO IMPORTANTE ANTES DA IMPLEMENTAÇÃO DAS MEDIDAS PROPOSTAS"

Frases pinçadas da correspondência da D. Isa para as associações de aposentados e pensionistas da Previ:

"SOU CONTRA O PLEBISCITO. MAS ISSO É IDÉIA DA CONTRAF CUT, PARA DIZER AOS SINDICALIZADOS QUE A CUT OS ESCUTA.
CONTUDO, DIZER SIM OU NÃO, EM UM PLEBISCITO ASSIM, POUCO IMPORTA."

Minha conclusão: Para a FAABB, esse plebiscito não tem nenhuma importância. Já, para a Previ, ele tem, sim, muita importância. E porque? Porque, a partir do nosso SIM, estaria legalizado o assalto de 7,5 bilhões aos "nossos" cofres ou, como bem disse o colega das 16:55, o equivalente ao assalto de 1.000 quadrilhas ao mesmo tempo, levando cada uma a fortuna de 7,5 milhões. Para vocês terem uma idéia, o maior assalto a um banco brasileiro, o Banco Central de Fortaleza, rendeu aos assaltantes apenas 164,7 milhões, ou seja, aproximadamente, 1/45 do que nos será tirado do nosso patrimônio na Previ.

Obs.: A gente ouve falar em 7,5 bilhões e não faz idéia da dimensão do prejuízo que o BB e os nossos pseudo-representantes vão causar ao nosso fundo de pensão. E o pior, com a nossa concordância. Pesquisando no jornal, verifiquei que esse dinheiro seria suficiente para comprar 3.000 AUTOMÓVEIS DA MARCA FERRARI, do modelo mais caro. Olhem que belo presente de Natal nós vamos dar para o BB!
Por outro lado, deve ter aposentado/pensionista que, devido ao baixo complemento de aposentadoria, não deve estar podendo possuir nem um fusquinha usado. É isso aí, coisas do Brasil.

Anônimo disse...

Colegas,

Concordo com o Aristophanes Pereira.
O fato já aconteceu.
Devemos ensarrilhar as armas, para uma conversa cara a cara.
Caso não haja entendimento sobre nossos direitos adquiridos, pelo banco do brasil, então partiremos com ações individuais e coletivas para salvaguardar nossos mais sagrados, personalissímos, justos e honrados direitos.
A votação segue dramática, no que se refere ao acesso 0800.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 14 de dezembro. Como que voçê afirma que a carta da Previ já chegou às mãos de todos? Não seja tão ingênuo assim.Hoje já é dia 15 de dezembro, último dia para votar e eu não recebi carta nenhuma da Previ.
Só pode ter alguma coisa errada com este plebiscito. Assim como eu, aposto que muitos outros também não receberam, principalmente os que não moram nas capitais. Esta consulta mão passa de um tremendo engodo pra cima dos aposentados. Temos que mudar isso urgente!!!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem do Colega Solonel Jr)

Meus amigos,

como estamos cansados de saber, está tudo combinado, então. O pseudo acordo será aprovado, a despeito de toda a campanha pelo esclarecimento. Afinal, qual consulta (ou plebiscito, como que o BB) de interesse do BB não foi aprovado?

Agora só nos resta receber a metade do que nos é devido, em cinco anos, se o dinheiro der pra isso e ver o BB rir da nossa cara, já tendo levado os outros cinqüenta por cento à vista.

Pois bem. Resta-nos esperar que a justiça seja justa, embora eu duvide que juízes que aceitam convites para regalias em SAUIPE julguem de forma justa e não tendenciosa.

Sejamos honestos nós, pois dos outros não mais espero nada. Como não ser tendencioso quando se recebe um belo presente, um belo regalo que abrace toda a família? Como julgar contra uma empresa que nos convida e banca uma semana, ou menos que seja, no belo complexo da Costa do Sauípe, com tudo bancado, ainda que disfarçadamente, pelos banqueiros do país?

Mas, na dúvida, pró quem julga, pois os réus somos nós. Vamos esperar então, aqueles que agüentam o tanto tempo que deverá demorar uma decisão. Este um dos discursos em prol do SIM. Os aposentados não resistiriam tanto tempo. Cinismo. E ninguém faz nada contra este estado de coisas? Ninguém pressiona os deputados votados para mudar isso? Vamos passar o resto da existência do Brasil vendo uma causa de “equiparação com Banco Central” durar mais de 20 anos?

Mas tudo bem. Se nada é possível fazer, e se já está tudo combinado, como de fato deve estar, vejamos este contencioso como uma bela poupança para nossos netos, por que não? Se eu não receber em vida, filhos receberão, mas pelo menos eu teria lutado pelo que é meu.

PS – Estou diretor estadual da ANABB, mas o superávit é meu. NÃO aceito doá-lo!

SolonelJr

São Luis-MA

Anônimo disse...

HOJE É DIA 15 E EU NÃO CONSEGUI VOTAR PELO TELEFONE

JOGARAM OS CABEÇAS BRANCAS PARA A LATA DO LIXO

ESSA FALTA DE RESPEITO JÁ ERA ESPERADA.....ATÉ MESMO POR QUE O ACORDO ESCABROSO JÁ TERIA ESSA FINALIDADE MESMO DE

FFF............. O RABO DOS VELHINHOS......QUE ELES SE DANEM NO 0800 DE ARAQUE

Anônimo disse...

Pensando bem!!!
7,5 Bilhões de reais divididos por 120.000 = 62.500,00.
Este seria, por alto, o que cada um dos aposentados está entregando ao BB, com esse "acordo".
O bilionário Banco do Brasil não precisa disso.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Como usar o 0800 com mais chances de atendimento.

a) Evitar o uso de aparelho celular ou móvel. Como a orientação da Previ é longa, cada vez que se desloca o aparelho do ouvido para teclar o número indicado, na volta não há certeza de que o comando foi aceito, gerando perda de tempo com nova ligação.
b) Usando-se aparelho fixo esse problema é superado. Também, se ele dispuser do comando “redial”, basta teclar o 0800-729-08-08 uma vez: se der sinal de ocupado desligue e acione o “redial”. Isso seguidamente até ser atendido.

Anônimo disse...

Como roubam os velhinhos!!!!!!!!!!!
Mas essa gente toda dessa diretoria da PREVI vai pagar caro. Pode ser que não paguem aqui mas lá em cima tenho absoluta certeza. E tem outra deveriam passar o Natal atras das grades, cambada de ladrões.

Anônimo disse...

Interessante o índice de votação dos aposentados. Mais de 46%. Fato inédito. E ainda tem gente reclamando que não consegue votar. Para não eleger essa turma que tá ai hoje na Previ não votaram na chapa contrária e nem se deram ao trabalho de votar em nada, em branco, nulo. Só votam quando tem dinheiro em jogo e arrisco um palpite. O SIM terá mais de 90% de aprovação. Ninguem é maluco para recusar 20% sobre beneficio.

Anônimo disse...

Colegas,

Pergunto:
Porquê tantos números para se chegar ao voto?
Porquê fazer isto com pessoas idosas?
Porquê a demora no atendimento?
Porquê não fazer a consulta por internet e por telefone.
Porquê informar data do nascimento?
Não chega a matrícula e a Senha?

Tudo tem um objetivo, saber quem votou sim e quem votou não.
Eles acompanham segundo a segundo quem votou sim ou votou não.
A represália virá, muito sutilmente.
Esperem para ver o que poderá acontecer com alguns que votaram pela não aceitação do acordo.
Saudações

AIRTON - Cataguases-MG disse...

Bravo Jose Aristophanes, voce disse tudo. Vamos aguardar para em 2011 tentarmos corrigir os erros de nosso estatuto.Graças a DEUS parece que os nossos "velhinhos" acordaram. A votação está ótima (EM NUMEROS DE VOTANTES)vamos ver o resultado. Entretanto podemos afirmar e esperar que em 2012, por ocasião das eleições da PREVI, vamos mudar este tipo de votação e teremos mais opotunidade para VIRAR A MESA.
ESPERO QUE TODOS OS VELHINHOS DE CABEÇA BRANCA ENTENDAM QUE PODEMOS MUDAR A SITUAÇÃO, É SÓ VOTAR. MAS VOTAR MESMO.
VAMOS DIVULGAR ENTRE OS NOSSOS COLEGAS APOSENTADOS QUE EXITE UMA NOVA ASSOCIAÇÃO , A AAPPREVI, QUE ESTÁ AÍ PARA NOS DEFENDER.
Abraços do colega AIRTON

Anônimo disse...

Me desculpe Marcos Cordeiros, mas o uso de celular no 0800 recebe prioridade no atendimento. A razão eu não sei, mas já constatei esta realidade mais de uma vez.

Anônimo disse...

Colegas,
É esquisito que, pela primeria vez o assunto superavit, é tornado público pela imprensa e ninguém aqui noticiou. ver o globo-rj, de hoje, caderno de economia. o assunto é razoavlmente explicado, mas muito condecendente com o desrespeito as leis.

Anônimo disse...

Colegas,

É lamentável que o MAIOR FUNDO DE PENSÕES DA AMERICA LATINA precise usar de subterfúgios como esse (0800 congestionado propositalmente) para atingir seus objetivos espúrios.

A PREVI do Partido dos Trabalhadores está se superando e já conseguiu ultrapassar a marca de safadezas da era FHC.

Sérgio Figueiredo disse...

Amigos do Blog,

Permitam-me chamá-los assim, pois já os considero como tal.

Chegamos ao último dia de votação, ou melhor, enganação. Enganação sim, tendo a Previ e o BB já ciência do resultado favorável às suas pretensões nada favoráveis aos aposentados e pensionistas do Plano 1.

Ao pessoal da ativa foi disponibilizado uma forma moderna de escolha, bastando acessar a internet para registrar o voto.

Aos “sem ocupação” ou “ralé”, como já fomos classificados, restou-nos a opção do 0800, demorada, sempre ocupada e nem um pouco sensata. Ora, diriam os diretores da Previ e do BB, aquele bando de velhotes não sabe sequer o que é computador e ainda usam aqueles telefones de disco em casa! O voto deles não fará diferença! Isso se conseguirem votar! Crime perfeito! E ainda teremos respaldo jurídico com a vitória esmagadora do SIM!

Será?!? O que temos visto, mesmo com as condições desiguais de registro do voto, é uma maior participação dos aposentados e pensionistas, superando o pessoal da ativa. Fato que se deve a incansável luta de uma minoria frente ao comodismo da grande maioria.

No último boletim de votação, disponibilizado pela Previ, orgulhei-me de constatar que o Estado com o maior percentual de votantes, através do 0800, é a minha Paraíba. Fantástico!

Podemos mais! Nesses últimos instantes de votação, façamos o seguinte: na seção “CADÊ VOCÊ”, do site da Previ, pesquisem colegas dos seus Estados e encaminhe emails, mesmo para os que não conhecem. Muitos não sabem da votação ou desistiram de votar pelas dificuldades já conhecidas.

Para o futuro, faço coro com outros colegas e sugiro um grande mutirão: vamos conseguir o maior número possível de associados para a AAPPREVI. Só com seu fortalecimento é que teremos a representatividade necessária para termos assento garantido nas mesas de negociação que certamente virão. E, ainda, direcionar melhor o nosso voto já nas próximas eleições da Previ.

Sonho? Claro, pois se não sonhamos de que serve a vida afinal?

Que DEUS abençoe a todos nós!

Um grande abraço a todos!

Anônimo disse...

Marcos,

Não seria o caso de tentar anular esta consulta, pois estão impedindo que os aposentados e pensionistas registrem seus votos.

VERGONHOSA ESTA ATITUDE DA PREVI, SERÁ QUE ESTÃO COM MEDO QUE O NÃO VENÇA.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Recebi o Suplemento Especial da Previ apenas ontem, dia 14, ou seja, um dia antes do término da votação. E moro no Sul de Minas, onde o correio não deve ter nenhuma dificuldade para me entregar qualquer encomenda. Diante disso, creio que vai ter colegas aposentados/pensionistas, na Amazônia por exemplo, que deverão receber esse suplemento só depois da votação e podem não estar sabendo nada de toda essa discussão do superavit.
Outra coisa que pode acontecer é o fato de algum colega ter viajado exatamente nessa semana da votação, quando os Suplementos Especiais da Previ ainda estão chegando. Como ele pode não ter recebido nenhuma informação antecipada sobre a votação, pode ficar sem a oportunidade de votar.
E aí, pergunto: como é que fica? Não era obrigação da Previ avisar-nos antecipadamente sobre a votação, até para nos munirmos de informações e nos prepararmos para votar, conscientemente, na mesma?

Anônimo disse...

Anonimo 4:17 eu preciso desse valor! Como estão roubando os cabeças brancas. Pasmem.

bigsaranha disse...

ARTIMANHAS DE CORONÉIS

As táticas empregadas no processo de votação do atual plebiscito, inauguram um novo mecanismo de controle da vontade das massas: O CORONELISMO ELETRÔNICO. Na época medieval, Maquiavel revestiu de sutileza a MALDADE dos poderosos. Em época inter-galáctica, cavernosos de plantão usam do verniz da modernidade para adotar práticas que fariam inveja aos mais sórdidos e jurássicos CORONÉIS dos grotões.

SÓ FALTOU OFERECER AS DENTADURAS!!!

Russel Furtado dos Santos
Belo Horizonte

Anônimo disse...

O vice-presidente do BB o Robson Rocha disse em entrevista que essa votação não é coisa da Previ nem do BB. Foi marcada pela CONTRAF CUT. O BB e a Previ não tem interesse em votações, pois quem decide é o Deliberativo. Mesmo assim, até agora, mais de 50% dos aposentados já votaram, ou seja, valendo ou não valendo está todo mundo dizendo se quer ou não 20%.

bigsaranha disse...

AS FRONHAS NEGRAS DAS SOMBRAS:

Agora que os aposentados estão marcando uma presença nunca vista em pleitos internos, desdobram-se AS SOMBRAS em justificativas espúrias. Talvez é porque já sabem da VITÓRIA DO NÃO e já procuram a um escudo protetor onde esconder O MANTO DA OMISSÃO.

Russel Furtado dos Santos
Belo Horizonte

Anônimo disse...

Gostei do artigo do Luiz Topanotti (atuário) que a Cecília disponibilizou no blog dela. Ele trata a situação dos pós 97 com transparência. Nós, pós-97, contribuímos, com uma boa mãozinha, pra haver superavit.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Texto de Edgardo Rego.

Reflexões Sobre a Mensagem da Previ.
Só recebi a mensagem da Previ anteontem, dia 13 à tardinha, quando já havia votado.

O que é benefício especial de remuneração? Não explica.
O que é benefício especial de proporcionalidade? Não explica.

Eram temporários. Agora se tornam permanentes!
Mas, recusaram o 360/360 e também o aumento das pensões de 60% para 70% ou 80%, porque seriam permanentes!, ao que li.

Dizem que o SIM não se estende à metade destinada ao BB, mas nos informam que, vitorioso o voto SIM, ela será contabilizada nas contas da Previ como bens do BB... Assim, sabemos do destino dessa metade, mas não a aprovamos nem implicitamente? Essa leniência em nada contribui para reforçar a pretensão do BB, escudado na Previ e na Previc, que teima em praticar uma ação por muitos classificada de ilegal?
O Banco ficará três anos sem contribuir para a Previ e precisa de “parte (dos 7,5 bilhões) para fazer frente à suspensão das contribuições por três anos”. Não entendi.
Sobre outra parte diz-se “cujos recursos poderão ser utilizados pelo Banco para cobrir, por exemplo, compromissos que ele tenha com o Plano 1, com o grupo pré-1967 ou outras finalidades.” Acho isso até infantilidade. Meras promessas, sem qualquer consistência prescriptiva.
E arremata-se: “Não transferência imediata de recursos para o Banco do Brasil.” O que significa não imediata? Dois dias, uma semana, um mês?
Outra coisa: diz-se que a nossa metade pode evaporar-se... Isso não se diz a respeito da metade do BB. Por quê?

E há outra coisa que não entendo e que, a meu ver, é novidade na área de Previdência: os Participantes estão recebendo uma caderneta de poupança, isto é, um benefício previdenciário. E a LC diz textualmente: “assistido, (é) o participante... em gozo de benefício de prestação continuada.” E o Participante está recebendo esse benefício em prestação continuada, exatamente como todos os atuais assistidos. Só existe uma diferença: é uma caderneta de poupança. E eles, pelo tempo de Previ, deveriam até estar contribuindo e, por sorte, não estão! E agora estão até recebendo benefícios e para as nossas viúvas (coitadas!...) nada!... Sinceramente, não entendo.

Continua na parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II

Ninguém apareceu para defender a Resolução 26. A FAABB reafirmou que ela é uma anomalia jurídica. Também a AAFBB. O blog dos eleitosdaprevi afirmou em 17/09/2009 que a Cut, a Contraf, a Anapar e o Sindicato dos Bancários de Brasília foram, dois dias antes, ao Ministro da Previdência Social pedir a revogação da Resolução 26. Diz o blog que “O Ministro... reafirmou seu entendimento de que podem ser devolvidos valores às patrocinadoras, alegando que na formulação da lei, em 2001, este era o debate no Congresso Nacional.” E o blog prossegue: “Os representantes dos trabalhadores protestaram, mostrando que a norma é ilegal... As reservas dos planos devem ter como único objetivo garantir o pagamento de benefícios.”
__________________________________

Mas, nem os sindicatos, nem as associações, nem a Previ, nem o Banco, nem a Previc se dignaram, até agora, nos esclarecer essa coerência jurídica. Lamentável. O enigma só será desvendado nos Tribunais.

Conheço dois pareceres jurídicos a respeito, ambos afirmam que a Resolução 26 é ilegal. Um deles os colegas podem acessar no blog do Romildo. Lá ele diz que sabe da ilegalidade da Resolução 26 desde o ano de 2008, através de um parecer contratado a um Escritório de Advocacia pela ANABB. Esse Escritório, opinando pela ilegalidade da Resolução 26, nessa questão da reversão das contribuições do Patrocinador, cita o ilustre Prof. Celso Antonio Bandeira de Melo: “princípio é, por definição, mandamento nuclear de um sistema, verdadeiro alicerce dele, disposição fundamental que se irradia sobre diferentes normas, compondo-lhes o espírito e servindo de critério para a sua exata compreensão e inteligência, exatamente por definir a lógica e a racionalidade do sistema normativo, no que lhe confere a tônica e lhe dá sentido harmônico. É o conhecimento dos princípios que preside a intelecção das diferentes partes componentes do todo unitário que há por nome sistema jurídico positivo”. E prossegue o mestre: “violar um princípio é muito mais grave que transgredir uma norma. A desatenção ao princípio implica ofensa não apenas a um específico mandamento obrigatório, mas a todo o sistema de seus comandos. É a mais grave forma de ilegalidade ou inconstitucionalidade, conforme o escalão do princípio atingido, porque representa insurgência contra todo o sistema, subversão de seus valores fundamentais, contumélia irremissível a seu arcabouço lógico e corrosão de sua estrutura mestra. Isto porque, ao ofendê-lo, abatem-se as vigas que o sustém e alui-se a toda estrutura neles esforçada”.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte III

Há muita coisa esquisita em tudo isso, na minha opinião. Mas, o importante mesmo, da minha parte, é que eu quero que me governem no Estado de Direito. Contra mim vale o Estado de Direito e até o questionável Estado de Direito. Mas, o Estado é tão moroso em definir o alcance do meu direito neste assunto muito importante para mim. Que valor tenho eu para essa Sociedade? A sociedade brasileira já está tão conturbada!... Está na hora de protegê-la, ampliando e intensificando o sentimento da Legalidade por toda a extensão do solo pátrio, até as fronteiras do Estado Nacional.
Edgardo Rego

Anônimo disse...

Trecho veiculado no site da ANAPAR, de matéria ( segundo o site ) do O Globo de hoje.

Uma resolução não pode mudar uma lei aprovada no Congresso, por isso decidimos entrar na Justiça. O BB não é beneficiário do fundo, e não é justo que o superávit seja distribuído para o patrocinador ? diz o presidente da Associação Brasileira dos Previdenciários (Abraprev), Fernando Toscano. ? Nem a Previ, nem o BB, nem as associações ligadas às instituições explicam aos aposentados que eles poderiam receber o dobro, não fosse o desejo do BB de engordar os seus lucros.

Na verdade, BB e beneficiários da Previ sempre dividiram o superávit, mas na base de acordos que buscavam privilegiar os aposentados. Isso também ocorreu desta vez, mas muitos aposentados não consideram o acordo legítimo porque não se sentem representados no controle da Previ.

- Todas as reservas, pela lei, têm um só destino: o benefício previdenciário. Não podem ser lucro para o banco, que não é pensionista da Previ ? diz Antonio Carlos Raposo, do conselho gestor da União dos Aposentados e Pensionistas do BB.

Previ e BB não quiseram se pronunciar sobre o assunto.
==================================
Ao que parece a ABRAPREV comprou a briga. Teremos mais uma aliada.

bigsaranha disse...

PRESENTE DE GREGO

Se realmente o vice do bb afirmou o descrito acima, ele jogou um pacote incômodo no colo do governo. Todos sabem que a contraf-cut é o explicito braço sindical do governo. Convém a ele estar de barbas de prontidão e orégano à mão.

Russel Furtado dos Santos
Belo Horizonte

Anônimo disse...

Últimas Notícias

Vote NÃO no plebiscito da Previ

Na Trincheira 157
14/12/2010

Termina no dia 15, quarta-feira, a votação do plebiscito para avaliar o acordo sobre o superávit do Plano 1 da Previ, que é de R$ 15 bilhões. Uma proposta indecorosa foi construída num conchavo entre os sindicatos ligados à CUT e a direção do Banco do Brasil para que metade deste superávit seja utilizada em melhorias nos benefícios das aposentadorias e na redução da parcela Previ. Já a outra metade, cerca de R$ 7,5 bilhões, iria direto para os cofres do BB.

VOTE NÃO!

A ação civil pública, com pedido de liminar, ajuizada pelo Sindicato dos Bancários de Bauru e Região/Conlutas está na Justiça do Trabalho, e a decisão pode sair a qualquer momento. Enquanto isso, o Sindicato orienta a todos os bancários do BB, da ativa e aposentados, que votem NÃO no plebiscito da Previ, para barrar mais este golpe dos pelegos cutistas e do BB, que só prejudicará os associados.

Bancários de vários pontos do Brasil apoiam ação contra plebiscito da Previ

Mais e-mails de apoio continuaram chegando em apoio à iniciativa do Sindicato dos Bancários de Bauru e Ragião/Conlutas de ingressar na Justiça com pedido de suspensão do plebiscito da Previ. Veja abaixo mais alguns deles e diga NÃO ao plebiscito da Previ!

"Parabéns pela posição arrojada e em prol da causa dos aposentados da Previ. Vejo que se preocupam com aqueles que já foram bancários mas que não deixaram de ser bancários. A atitude de vocês é bem diferente da de muitos sindicatos por ai, que se esquecem de nós." E.P. - Franca (SP)

"A propósito da notícia, constante do site desse Sindicato, intitulada 'Vote NÃO no plebiscito da Previ', de 07.12.2010, concordamos em gênero, número e grau com a argumentação jurídica dessa ação. É preciso esclarecer o funcionalismo, os demais sindicatos sérios e comprometidos com a ética e a transparência, bem como a Justiça do país, de que seria irresponsabilidade com os funcionários do BB e com suas famílias o Banco do Brasil apropriar-se do superávit de R$ 7,5 bilhões, pois este procedimento é ilegal e, além disso, pode desaparecer em pouco tempo." R.R.F. - Brasília (DF)

fonte: http://www.seebbauru.org.br/conteudo.php?cid=7&id=2288

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Lendo a mensagem do colega Edgardo acima, me pintou mais uma dúvida. Esclareço:
Na época da ditadura militar, os atos institucionais, emitidos pelos chefes militares de então, se sobrepunham a todas as leis. Não adiantava recorrer à justiça.

Agora, são as resoluções dos governantes civis que estão se sobrepondo às leis. Como é o caso da resolução 26. E, por não acreditarem na justiça, as pessoas tendem até a não recorrer a ela.

Conclusão: Se esse mau exemplo da resolução 26 prosperar, pode até nos conduzir a uma espécie de ditadura civil, como vem ocorrendo na Venezuela.

Anônimo disse...

A outra do outro blog(ex diretora),continua com as ameaças e cumprindo a risca o que a mandam escrever....se o nao ganhar nao havera acordo.
Mal carater,pilantra e canalha.

Anônimo disse...

Prezados colegas,

Meu voto é NÃO, mas não consigo votar. Inadimissível uma entidade bilionária como a Previ conseguir congestionar o 0800 nos dias de votação. Coloco sob suspeição este processo e sugiro que se instale uma auditoria. Este processo não tem credibilidade...

Anônimo disse...

Colegas,

Pelo menos existe um Sindicato no Brasil, que não está comendo na mão do PT.

Os sindicalistas da CUT mudaram de nome e hoje se chamam "PELEGOS".

Anônimo disse...

Colega Marco Aurélio,

Já estamos vivendo a DITADURA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES, onde se coloca os "cumpanheiros" em pontos chaves, aparelhando o Estado para se perpetuar no Poder.

Anônimo disse...

Colegas,

Viva a democracia na PREVI. Direcionou o voto e ainda por cima impede que aposentados e pensionistas votem.

Seria mais digno se a PREVI estendesse esta votação por mais 2 ou 3 dias, permitindo que todos votassem.

Não consigo votar e acho lamentável que usem artifícos como estes para impedir a nossa manifestação.

Anônimo disse...

Qual é o blog da canalha? São ameaças, alias, nós aposentados e as pensionistas vivemos de ameaças .Jamais CHAPA3. DEveriam cair fora logo.

Anônimo disse...

Colega das 09:56, só o sindicato de Bauru e região não é filiado a CONTRAF-CUT? Alguém tem essa informação?

Anônimo disse...

Colegas,

Por informações no site Previ a resposta do "plebiscito", sai logo após o encerramento da votação às 18 horas.
Umas duas horas depois, talvez.

Anônimo disse...

Colega das 11:08,

"Vitória dos trabalhadores: Sindicato dos Bancários de Bauru filia-se à Conlutas

Em assembléia, 90% dos bancários decidiram pela desfiliação da pelega CUT. Chega! Sindicato dos Bancários de Bauru e Região agora é oficialmente Conlutas!"

Deve ser filiado ao PSTU.

Anônimo disse...

Deputados aprovam aumento de até 150% para executivo e legislativo
Salário de deputados, senadores, ministros.O Tiririca esta feliz!

mary disse...

A eleição acabou, o tempo se foi e infelizmente muitos não votarão, uns porque não tem mais condição fisíca pra ficar horas tentando e outros porque infelismente o 0800 só dava sinal de ocupado, passei por cirurgia ultimamente e vejo que houve muitas postagens sobre o SUPERÁVIT, pelo numero de votação dos aposentados acho que superou as expectativas, creio que o sim vai prevalecer pois o pessoal da ativa jamis vai vtar no não com os beneficios que vão receber, apesar que uns 25% não quiseram opinar e os aposentados que receberão uma porção a mais jamais irá abrir mão da parte que lhe toca. Não fiquei triste por não ter votado, espero que na próxima eleição tenhamos um canal de comunicação mais abrangente, a PREVI TEM POR OBRIGAÇÃO DE CRIAR, DEPOIS DE DOAR 7.5 bilhões para o BB, não tem justificativa para tal. Espero que brevemente tenhamos um histórico diferente no que diz respeito aos próximos Superávits, creio que haverá muito reboliço por parte das Associações que de bom grado tem defendido os anseios de todos aposentados e pensionistas, Deus abençõe a todos.

Anônimo disse...

Realmente é inédito o comparecimento dos aposentados nesta votação.

Colegas, lembrem-se de que os braços da Anabb atingem a todos e ela recomendou o voto sim.

Não se iludam com o resultado.

Vamos aguardar.

Anônimo disse...

FELIZ NATAL!!!!!!!!
80,15% referendam proposta de destinação

80,15% dos associados do Plano 1 votaram sim para a proposta de destinação do superávit. Durante os 7 dias de votação, 26.016 funcionários da ativa e 37.466 aposentados e pensionistas votaram pelo SISBB e 0800, respectivamente. A participação de aposentados e pensionistas foi recorde.

O resultado da votação aqui divulgado ainda está sendo validado por parte dos auditores. Nosso intuito foi o de antecipar a informação o quanto antes para os associados tendo em vista a relevância do tema.

FONTE:PREVI

Anônimo disse...

O Sim ganhou com ampla Margem,
80,15% referendam proposta de destinação.Foi a maior participação de aposentados e pensionistas, um recorde segundo a Previ, as coisas estão mudando meus caros, mais gente está se informando, e os dirigentes percebem isso, pro azar deles!

luiz carlos disse...

O RESULTADO ESTA NO SITE DA PREVI - O SIM TEVE 80,15 DE APROVAÇAO. A EXPRESSIVA VOTAÇAO DOS APOSENTADOS CHANCELOU MAIS AINDA O ENGODO DA PREVI

Anônimo disse...

O sim ganhou pelo simples fato que muitos não podem esperar, e meu pai é um deles.Querem saber a boa notícia para ele, uma biópsia de esôfago, e resultado dia 23.Quantos aqui podem esperar?Confiar na justiça brasileira, que demora 20, 30 anos para julgar uma causa como a da equiparação do Banco central?Já estaríamos todos mortos até, quantos ainda dispôe de 20 anos de vida, e tem certeza que viverão até lá?Por isso, com a faca na garganta o sim ganhou, ó por isso.

Paulo Segundo, Viçosa-MG

Anônimo disse...

Porque será que até esta hora 18:45hs não processaram a Fopag ainda? Quem sabe dizer o motivo.

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

NOTÍCIAS :: 20101215 SUPERÁVIT CONSULTA voltar

80,15% referendam proposta de destinação

80,15% dos associados do Plano 1 votaram sim para a proposta de destinação do superávit. Durante os 7 dias de votação, 26.016 funcionários da ativa e 37.466 aposentados e pensionistas votaram pelo SISBB e 0800, respectivamente. A participação de aposentados e pensionistas foi recorde.

O resultado da votação aqui divulgado ainda está sendo validado por parte dos auditores. Nosso intuito foi o de antecipar a informação o quanto antes para os associados tendo em vista a relevância do tema.

Anônimo disse...

TENHO uma creche lá em casa. São 5 netos, duas noras, dois filhos sem emprego. Quem em protesto recusar os 20%, me avise que mando meu número de agência e conta para que vocês façam a doação... Não é brincadeira. Preciso mesmo e vejo que muitos que aqui escrevem estão recusando. Sem ofensa. Mas a vida tá dura. Meus dois filhos perderam o emprego e tiveram de mudar aqui para casa com os filhos, pois não podem mais pagar aluguel. Graças a Deus o SIM venceu.

Anônimo disse...

RESULTADO:

- Funcis Ativa: 71,74% SIM
- Apos/pension: 86% SIM

Anônimo disse...

Somente o STF poderá selar o destino da Resolução 26, ou seja da Reserva Especial:

Caso seja ajuizada uma ADIN e esta for julgada procedente eis o que acontece:
1- eficacia erga omnes - beneficia todos que estão sujeitos ao ato normativo;(todos os fundos de pensão)
2 - efeito vinculante - retira a Resolução do ordenamento juridico;
3 - efeitos ex tunc - retroage à data de entrada em vigor da Resolução.(01/10/2008-publicação)

Retroagindo, os Patrocinadores deverão restituir recursos, porventura,recebidos.
Alguém arrisca um palpite?

Anônimo disse...

Os longos braços da Anabb fez a diferença, com a votação quase maciça dos aposentados no "sim" sacramentou a vitória dos "cumpanheiros".

Nossos braços são pequenos e vai ser dificil, mas não impossível, alongá-los.

Com esse resultado ficou mensurado o tamango do trabalho para se contatar os aposentados espalhados por esse Brasil afora.

Mas vamos em frente, quem trabalha colhe seus frutos.

ADIN neles. Não temos outra alternativa é a única viável.


Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

GRAÇAS A DEUS O SIM VENCEU.
ATENÇÃO AUTOPATROCINADOS!!!!!!!!!!

O BANCO DEU UM TIRO NO PÉ. A PARTE QUE NÓS RECOLHEMOS À PREVI COMO AUTOPATROCINADOS, PELA RESOLUÇÃO EM VIGOR NOS PERTENCE. EXPLICO: 50% SERÃO DESTINADOS À REVISÃO DOS BENEFÍCIOS, MAS OS OUTROS 50% , PROPORCIONALMENTE SÃO NOSSOS, QUE SOMOS AUTOPATROCINADOS, QUER DIZER VAMOS COBRAR DA PREVI E ACIONAR OS ESCRITORIOS DE DIREITO, SE NÃO OBTIVERMOS ADMINSTRATIVAMENTE. SOMOS EM 30/09/10 3476 AUTOPATROCINADOS.

Anônimo disse...

Prezados amigos,

Fiz um balanço empírico dos resultados da votação. Arrendondando para 80% o voto SIM temos 50.786 e consequentemente o voto NÃO 12.696.
Considerando que TODOS os da ativa votaram SIM ( 26.016), o total dos aposentados que votaram SIM é foi de 24.770 contra 12.696 que votaram NÃO, algo em torno de 33% dos aposentados disseram não à entrega de 50% ao BB.

Ari Zanella

Angela Maria Silva - pensionista disse...

Sabem a razão do voto recorde de aposentados e pensionistas? Dinheiro na mão. Vocês ficam fazendo política, criticam um e outros e se esquecem de quem realmente manda. Os aposentados e pensionistas e esses querem dinheiro já! Sem isso ou aquilo. Pouco interessa se o Banco vai levar o dele, o que queremos é dinheiro agora. Não pensem que essa luta contra o Não vale de alguma coisa. Só serviu para mostrar que, na hora do vamos ver, fala mais alto a necessidade e nós que votamos sim mostramos que estamos pouco ligando para política, para dirigente, para governo ou isso e aquilo. Se a Previc aprovar teremos nosso dinheiro e não será graça a vocês que pregaram o não, mas a nossa necessidade. Esqueçam a política quando pensarem em nós, os que precisam de dinheiro. Se A PREVC aprovar rapidinho essa grana sai ainda em dezembro. E ai? Quem de vocês, defensores do não vai recusar? Duvido!!! Se tiverem vergonha na cara, devolvam o que for a parte de vocês, doem para uma instituição de caridade, mas publiquem a cópia do depósito para provar. Aposentados e pensionistas nunca serão unidos porque uma meia dúzia usa a internet para fazer política. Quero ver quantos vão doar... Em 1971, um colega não aceitou participar do FGTS. Quando se aposentou, a despeito dos colegas insistirem que poderia aderir com retroatividade, ele não aceitou, pois não concordava com o FGTS. Aquele colega tinha caráter.

Anônimo disse...

FOLHA DE SÃO PAULO

15/12/2010 - 19h37
Participantes da Previ aprovam divisão de superavit de R$ 15 bi
Publicidade
DA REUTERS, NO RIO

Os participantes do fundo de pensão do Banco do Brasil, Previ, o maior do país, aprovaram nesta quarta-feira a distribuição do superavit acumulado pela instituição no valor de R$ 15 bilhões, sendo metade para o patrocinador e metade a ser recebido em parcelas pelos participantes.

O banco já contabilizou os recursos do superavit nos balanços de 2008 e 2009, nos valores de R$ 5,3 bilhões e de R$ 2,3 bilhões, respectivamente, o que possibilitou maior alavancagem para empréstimos em plena crise financeira global.

A proposta de distribuição do superavit foi aprovada por 80,15% dos associados da Previ.

Ao todo, 120.329 aposentados e pensionistas receberão aumento de 20% em 60 parcelas. Após aprovação, a decisão segue, ainda esta semana, para o Conselho Deliberativo da Previ e, em seguida, para a Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar) para ser oficializada.

Os funcionários da ativa receberão os recursos após a aposentadoria.

Uma parcela dos recursos que irá para o BB, segundo a Previ, será destinada para fazer frente à suspensão das contribuições pelos próximos três anos. Outra parte será contabilizada mensalmente em uma conta específica a ser aberta pela Previ, cujos recursos poderão ser utilizados pelo BB para cobrir compromissos que o banco tenha com o Plano 1.

"Não há transferência imediata de recursos para o Banco do Brasil. Os recursos a ele destinados, em conformidade com a legislação, permanecem na Previ, contabilizados em conta específica", explica a Previ em seu site.

Segundo a Previ, o banco poderá usar os recursos, por exemplo, para cumprir compromissos com os empregados que entraram antes de 1967, período em que apenas o BB contribuía para a aposentadoria dos seus empregados.

Anônimo disse...

Arrisco um palpite, colega das 13;17. TUDO PODE ACABAR EM PIZZA (como diz o Faustão). Pela justiça brasileira e o respaldo do SIM nesta votação, sei não....

Anônimo disse...

Em face da vitória do SIM, cheguei à seguinte conclusão:

1) A maioria dos aposentados encontram-se em difícil situação financeira. Muitos com pesados encargos de familia.

2) A Justiça do Brasil encontra-se com pouco confiabilidade entre nós.

3) Não podemos acreditar mais em políticos.

Anônimo disse...

Colegas,

Suspeito que o Sr Lula se igualou ao Sr. Hugo Chaves, governa por resoluções, não interessando quem será prejudicado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Extraído do Site PREVI:
80,15% dos associados do Plano 1 votaram sim para a proposta de destinação do superávit. Durante os 7 dias de votação, 26.016 funcionários da ativa e 37.466 aposentados e pensionistas votaram pelo SISBB e 0800, respectivamente. A participação de aposentados e pensionistas foi recorde.

Entrevista com o Presidente da PREVI, Ricardo Flores, e com o Presidente do Conselho Deliberativo da PREVI, Robson Rocha:
Qual a sua avaliação da votação
Robson Rocha: A realização da consulta aos participantes foi uma decisão que primou pelos princípios de transparência e compromisso junto aos associados. A resposta foi extremamente positiva: a votação foi recorde entre os aposentados e pensionistas e atingiu o índice de 80% entre os funcionários da ativa.

Quais os próximos passos?
Ricardo Flores: A Diretoria Executiva encaminhará a proposta de utilização do superávit ao Conselho Deliberativo da PREVI e, posteriormente, ao Banco do Brasil e aos respectivos órgãos reguladores. Estamos negociando prazos e agilizando todas as ações para que os benefícios do acordo se concretizem no menor tempo possível, tanto para os aposentados e pensionistas, quanto para os funcionários da ativa.

A frente do Conselho Deliberativo da PREVI, qual a sua visão sobre o encaminhamento desse assunto no âmbito do fundo?
Robson Rocha: A PREVI é exemplo de governança para todo o sistema de previdência complementar brasileiro, não só pelos seus resultados, mas pela sua capacidade de encontrar soluções que conciliem, respeitando a legislação, os interesses das partes envolvidas. A destinação do superávit é exemplo desta competência, haja vista que todos os aspectos de conformidade foram rigorosamente observados.

Em relação á saúde financeira da PREVI, qual a sua mensagem aos participantes?
Ricardo Flores: Com uma gestão responsável e ousada, a PREVI conquistou a solidez do Plano 1, acumulando recursos suficientes para garantir a sua perenidade e a ampliação dos benefícios aos participantes. Nosso compromisso em relação ao futuro é o de buscar oportunidades que venham ao encontro dos critérios de excelência que a PREVI se impõe e primar pela qualidade de gestão de nossos ativos.
Como foi o processo de negociação até chegar à aprovação da proposta pelos participantes?
Robson Rocha: Em outras ocasiões já tive a oportunidade de destacar a maturidade de todas as partes envolvidas neste processo de negociação, pois vários pontos de vista estiveram presentes nas discussões e tivemos a capacidade de convergir para um conjunto de propostas que foi amplamente aprovado pelos participantes do Plano 1.
Ricardo Flores: Eu diria que foi exemplar. Todos os atores que estiveram envolvidos no processo se mostraram focados na busca por uma solução verdadeiramente positiva para todos os interessados e o resultado é esse: benefícios concretos para aposentados, pensionistas e funcionários da ativa. O entendimento em torno do superávit deixa como legado o aprendizado de que é possível avançar sempre, com uma gestão participativa e comprometida com a PREVI.
Fonte: Site PREVI

Juarez Barbosa disse...

Senhores,
Peço para dar uma olhada em meu Blog abaixo, em que introduzi um participante fictício na entrevista do Presidente da PREVI e do Conselho Deliberativo.

previpb1emfoco@blogspot.com

Rubem Tiné disse...

Diante do resultado, com a vitória do sim, vamos dar uma trégua, agora com um pouco a mais de dinheiro no bolso, comemorar o aniversário de Jesus com nossos familiares e amigos e começando o ano novo, voltar para a trincheira, negociando mais melhorias para todos nós. Feliz Natal!

Anônimo disse...

A Previ/BB, ganharam, o sim venceu,
venceu a necessidade e a miséria em que jogaram os pobres e indefesos velhinhos aposentados e pensionistas,estas brutalmente roubadas nas suas pensões.
Sinto-me como um rato de laboratório, que agora recebe a gota d'agua para não morrer de cede, e assim continuam a nos massacrarem lenta e cruelmente.

Vamos lutar pela nossa próxima gota
de água, assim vamos sobrevivendo,enquanto os abutres do poder se alimentam do nosso sangue.

Anônimo disse...

Pensionista Ângela, (serás mesmo uma pensionista)???

Eu votei não e não me arrependo. Sinto é muita pena dos que votaram no sim,só pensam no presente, não enxergam um palmo na frente no nariz. Você sugere que doemos os nossos 20% para a caridade, e lhe digo, não vou doar porque são meus,são o resultado dos pagamentos mensais que fiz à Previ, durante o tempo que trabalhei, e quero também, são os outros 20% que estão sendo doados de mão beijada ao rico Banco do Brasil, e que não são dele. O Banco virou instituição de caridade que precisa de doações para sobreviver???

ELIAS disse...

Aposentados e Pensionistas são mais "espertos" do que parecem, por isso a maioria votou SIM.
Eles, que por uns 30 anos mexeram com números, sabem que receberão 11,1% (onze vírgula um por cento)==> de 100% tira 50% para o bb; de 50 tira 25% para os da Ativa, tira 27,5% para o IR e 3% para a cassi; logo os 20% serão apenas 11,1%.
Em seguida, provavelmente, exigirão que o banco, Lhes Pague PLR. Afinal estão contribuindo com o Lucro, com a insignificante quantia de R$ 9.375.000.000,00.
Finalmente, não deixarão por menos, exigirão a CESTA ALIMENTAÇÃO, claro.
Concluindo,como uma mão lava outra, o bb envidará todo esforço e poder para atendê-Los, não só nesses mas em outros pleitos semelhantes.
PS se quiser reclamar para o LULA, aí vai o endereço: http://www.presidencia.gov.br/presidente/falecom/

Blog do Ed disse...

Prezada Angela Maria
Acho até que mereço o seu desprezo e o seu ódio. Afinal de contas, os vitoriosos são os que escrevem a História. E os que detêm o Poder são os que fazem e interpretam as Leis.Estou lendo que hoje foi o dia de glória dos lúcidos negociadores, da administração competente, das lideranças comprometidas com o anseio dos associados da Previ e da legalidade distributiva. Eu quero a parcela de benefício que se dignarem destinar-me, porque preciso dela e de mais ainda. Você e oitenta por cento dos votantes aprovaram a versão de partilha que lhes foi oferecida. A minha interpretação da realidade social estava destituída do atrativo do interesse imediato e universalizante e envolvia o desgaste de um pleito diuturno. Ainda assim, apesar da alegação dos vitoriosos,permaneço convencido da correção de minha leitura dos diplomas legais e, por isso,julgo defender um direito que me assiste e o respeito à dignidade do cidadão que a Constituição afirma ser um dos fundamentos do Estado Brasileiro.

Anônimo disse...

Colegas, contrariando algumas previsões, o percentual do "NÃO" foi muito maior entre os da ativa, 25,81% contra 12,38% dos aposentados e pensionistas. Caso todos os da ativa tivessem votado no "SIM", como alguns disseram, a aprovação seria de 90,72%, e não 80,14% como foi.
Obrigado, bravos colegas da ativa (6.715 entre 26.016) que votaram "NÃO"!

Anônimo disse...

Agora, que ganhou o sim, da maioria que estava na forca, eles dão a cara.É só olhar no site da Previ.Pousam de bons mocinhos, mas não conseguem enganar ninguém.Malígnos.
Com ar de vitoriosos em cima do abuso sobre aqueles que foram jogados para escanteio, os aposentados.
Espero que estes abutres passem logo, assim como muitos que já passaram pela Previ.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Que dia mais triste para o futuro da nossa Previ. Fica até difícil de se falar alguma coisa. Espero que, no futuro, a gente tenha oportunidade de participar de alguma reunião onde tenhamos, pelo menos, a oportunidade de atirar um sapato na cara desses canalhas e, também, de algum(a) de seus paus-mandados, os quais, como ocorre hoje, de vez em quando frequentam este blog. Por hoje, é só.

Anônimo disse...

Angela Maria,

Compreendo, perfeitamente, a sua posição. Não nos leve a mal, não. Tem gente que já sabia que o NÃO ia ganhar e que o patrocinador não iria desistir dos 50%. A gente (não é a posição de todos, claro) tem que reclamar, de vez em quando, para ele não querer ficar com 70%, ou mais, na próxima vez.

Abraços e um feliz natal.

Anônimo disse...

"Todos os ATORES que estiveram envolvidos no processo se mostraram focados na busca por uma solução verdadeiramente positiva para todos os interessados e o resultado é esse: benefícios concretos para aposentados, pensionistas e funcionários da ativa."

ATORES???

Então foi mesmo uma bela peça teatral!!!

Nelson disse...

Ao anonimo das 13:04 e a muitos outros que votaram pelo mesmo motivo.
O desespero financeiro na verdade não são dos funcionários aposentados do Banco do Brasil, mas sim dos filhos e netos que não conseguem se desmamar, e aí não há dinheiro que chega. Porisso orientam os pais (aposentados) para que votem a favor de uma aberração como esta. Não se interessam pelo que está acontecendo com a PREVI, pois não foram eles que ajudaram a construir esse patrimônio.
Nelson Campos.

Anônimo disse...

É, meu amigo Marcos Cordeiro... como é difícil malhar em ferro frio...

Nelson disse...

Veja só. ATORES.
Ricardo Flores: Eu diria que foi exemplar. Todos os ATORES que estiveram envolvidos no processo se mostraram focados na busca por uma solução verdadeiramente positiva para todos os interessados e o resultado é esse.
SEM COMENTÁRIOS.........
Nelson Campos de novo.

Anônimo disse...

Então agora sai essa noticia na internet e principais jornais:


Início do conteúdo
BB vence queda de braço e fica com 50% do superávit da Previ
Mais um assalto a mão armada contra aposentados e as pobres pensionistas!!

Anônimo disse...

Para os que não sabem fazer contas.
20% representam 14,065% líquidos.
Ou seja: 20% menos os 3% da Cassi, ou 20X0,97= 19,4. Após, deduz o IR. Ou 19,4 X 0,725 = 14,065 %. A maioria deve estar na faixa de IR de 27,5%, os que não estiverem, devem substituir o 0,725 no cálculo pelo índice de IR no cálculo.
Em último caso contratem um economista. Com esta grana toda agora dá.