sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Está decidido

Caros Colegas.

O superávit já garantiu a ceia de natal dos participantes do PB1. O Banco abriu o cofre da PREVI e depois de separar o dinheiro que quis, devidamente autorizado por um dificílimo acordo que durou três anos para ser terminado, prometeu distribuir as sobras.

O pessoal da ativa vai se regalar com Peru Sadia (ou Perdigão – é tudo da Previ mesmo), com champanhe francês, sobremesa com barras de chocolate crocante e goiabada cascão. Tudo degustado com ajuda dos seus belos dentes cuidados pelo Plano Odontológico do Banco do Brasil. Enquanto que os velhos aposentados e pensionistas, com suas utilíssimas dentaduras grudadas com Corega, se contentarão com um galetinho desossado acompanhado de sangria com adoçante artificial e uma supimpa sobremesa de alfenim à base de Aspartame.

Este será um natal sem precedentes na história dos esquecidos pela distribuição anterior. E ninguém precisa temer pelo resultado do plebiscito programado. Ele não terá serventia para dar mais ou menos dinheiro agora. O que está determinado no papel assinado por nossos estafados líderes não tem volta. Será pago, pois o dono da PREVI não é de quebrar promessas. Até porque, votando sim ou não, os altíssimos percentuais serão creditados, nem que seja através de folha suplementar – o que é mais provável, uma vez que a Fopag já estará fechada no dia 15, data magna do encerramento da “consulta”.

Portanto, famintos e endividados, não se preocupem em fazer cálculos mirabolantes. Eles, os donos da bolada, sempre fazem a coisa sair bem feita. Afinal, foi tudo escrito para que nós, que estamos acostumados a lidar com números, nos encaixássemos em cada índice presenteado. Basta ler o acordo para entender o quanto cada um receberá, é fácil decifrar e para os que não têm diplomas atuariais há como recorrer aos canais competentes: cartilhas, fale conosco, blogs, diretores eleitos (e nomeados), associações de aposentados. Enfim, um mundo de entendidos capazes de pôr qualquer Champollion no chinelo.

Mas o perigo mora nas entrelinhas do difícil contrato firmado a título de doação. Foi escrito com a mestria dos que cuidam dos contratos de planos de saúde, ou de empréstimos filantrópicos com que o Banco premia seus aposentados e pensionistas. Pois são todos direcionados a idosos – a terceira idade, a idade da morte. Estão tramados com a mesma semvergonhice. Feitos sob medida para enganar crédulos roubando-os na maior cara de pau.

Somente nossos procuradores movidos pelo cansaço extremo e a boa fé que lhes é peculiar, não viram isso ao assinar o contrato que deu ao Banco o direito – e o poder – de nos tirar até o último centavo da poupança que levou 104 anos para chegar ao que chegou. E já está se desmilinguindo. A dinheirama que somava 28 bilhões baixou para 14 em menos de um ano e agora, depois do histórico acordo assinado pelas sumidades, chegou a 7 e meio bilhões como num passe de mágica. Mas até isso devemos relevar porque somos uma classe privilegiada, defendida com unhas e dentes por abnegados e sábios representantes – que só pensam em nós, inocentes úteis e ingratos que às vezes não compreendemos seus esforços sobre humanos ao enfrentar negociações adversas, de mentirinha é certo, mas ocasiões em que esquecem seu próprio bem estar – se é que eles têm bem estar.

Também é de se lamentar que a partir da assinatura daquela entregação o patrocinador esteja devidamente autorizado para contabilizar ganhos – passados e futuros. Aquilo tem mais força que uma bula papal para os católicos. É como o édito real que autorizou a derrama, ou o roubo qualificado.

Portanto, caríssimos aposentados e pensionistas, não esquentem a cabeça procurando entender a propaganda que os assediará em breve. Simplesmente aumentem o tamanho da lata de lixo para receber os reclames solenemente, pois virão com força total. E de variadas fontes: ANABB, FAABB, AFAs, PREVI, Sindicatos, Governo e o diabo a quatro. Tudo mandando votar no SIM. A decisão é sua.

Mas, por via das dúvidas, eu vou votar no NÃO.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 03/12/2010.

66 comentários:

Henrique Soares disse...

Engraçado, mas veja se não é engraçado, ou se não tem tudo engraçadamente, prá não dizer outra coisa, relacionado ao post. Eu e meu pai somos aposentados do BB. Eu por invalidez, e como diz a PREVI um privilegiado, por isso nunca recebi p... nenhuma. Meu pai não. Ele é de outra classe, já até me falou que o que o levantou foram as ações via ANABB. Eu já venho protelando um tratamento dentário há anos e o meu Pai por um motivo qualquer resolveu ofertar-me com o pagamento do tal tratamento. Puxa, pensei, mas isso vai sair muito caro, não é justo. O que fazer? - Prá não me sentir culpado coloquei a ANABB ä prova e pensei: Vou receber o meu por tabela. Fui ao Dentista, mas fiquei chocado com o tratamento sugerido: Próteses fixas, parafusos e uma exorbitância de grana. Pensei novamente: Ainda não vai ser dessa vez. Senhor DR Rododolfo me arranque tudo de cima, fabrique uma "perereca"(dentadura). Assim foi feito. Passei na Farmácia pedi um Corega ultra e ufa R$ 46,00. Mas ficou legal, estou parecendo um funci bem remunerado, ninguém nem imagina o que mostra meu espelho. E pra cada colega do SIM eu troco pelo COREGA do NÃO.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Recebido fora do Blog. Mesmo entendendo que esta mensagem deva ter sido enviada por engano, pois os destinatários seriam outros, dou publicidade:

Caros Colegas,

Sou representante Anabb para a Agência em Santiago.

Faço referência à mensagem hoje recebida da ANABB.

Gostaria de ter algumas respostas, até mesmo para orientar os colegas que diariamente me procuram, para saber/conhecer o andamento do acordo e a forma como votar na consulta a ser implementada:

a) - até agora nada li ou ouvi sobre o 13o. Salário. Também é pago pela Previ e faz parte de nossa renda. Algo a respeito??? Não terá os 20% de complementação?

b) - por que a necessidade desse plebiscito para distribuir aquilo que é de direito, conforme as normas em vigor (LC 109): 03 anos superavitários? Bastava apenas seguir as cartilhas e fazer a distribuição prevista em lei...

c) - os beneficiários e assistidos estarão concordando/aprovando a destinação de 50% do superávit para o patrocinador (Resolução 26 da PREVIC - totalmente fora da lei), ao optarem pelo SIM no acordo????
Nem vocês, nem o dito acordo, nem nossos representantes eleitos, em momento algum citam essa resolução 26... Há alguma coisa escondida ou subentendida? Por que vocês não clareiam logo isso, que é a grande dúvida do pessoal todo?

d) - os colegas atualmente na ativa (alguns por exemplo com 20 anos de Banco/Previ) estão desonerados da contribuição mensal há m/m 04 anos - da mesma forma como os aposentados - e assim continuarão por mais 03 anos. Isso também beneficia o patrocinador que deixou/deixará de aportar a sua parcela por 07 anos.
Outros colegas contribuíram com 30 ou mais anos na ativa e mais alguns anos como aposentados, para, então, em 2006 (em função do superávit), virem a ser beneficiados com a suspensão da contribuição mensal. Isto é, contribuiram para a formação do fundo por mais de 40 anos.
O colega com 20 anos de contribuição parou de pagar. Está usufruindo dos rendimentos proporcionados pelos aposentados para receber também 20% do superávit (além da suspensão da contribuição mensal).
Isto demonstra que patrocinador e o pessoal da ativa estão se beneficiando dos lucros gerados pela contribuição dos colegas aposentados (integral). Vocês acham isso correto???? OU o correto seria a devolução dos valores pagos além dos 30 anos de contribuição????

Não vou questionar agora o caso execrável e absurdo das pensionistas, porque, ao que parece, isso passa por uma alteração estatutária.

Para meu voto consciente e para orientação correta aos colegas, gostaria de ter essas respostas logo. Todos estão me cobrando.

Obrigado e um abraço.

Ceví José Cogo
Representante Anabb para a Agência em Santiago (RS)
Colaborador da Cooperforte para Santiago (RS)
Membro do Conselho Estadual de AABBs do RS
Presidente da AABB-Santiago (RS)
Agente Facilitador da Cassi RS

Anônimo disse...

Era esse então o Natal que a Previ desejava para nós!!!
Que queimem no fogo do inferno! Ladrões!!!!
Fora CHAPA 3!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

agenor disse...

Troca de correspondências com a Previ:

Data: 02/12/2010 18:09:25

SUPERÁVIT- Há aproximadamente 3 anos a Previ nos pediu que votássemos SIM
para distribuição de Superávit, ocasião em que informaram que todos os
aposentados após 1997 receberiam alguma coisa. Votei SIM e não recebi nada.
Agora estão pedindo o SIM novamente e eu pergunto: quem vai me garantir que
vou receber? Gostaria de uma resposta realmente confiável e firme, do
contrário meu voto vai ser NÃO.


Matrícula: 5199780
Nome: JOSE AGENOR

Resposta da Previ:
From:
To:
Sent: Friday, December 03, 2010 3:50 PM
Subject: ATENDIMENTO PREVI

Senhor José,

A PREVI valoriza a opinião dos participantes e assistidos e disponibilizou
informações que esclarecem os principais pontos do Memorando firmado entre
as entidades representativas do funcionalismo da ativa e dos aposentados,
Banco do Brasil e PREVI , para que o senhor tenha plenas condições de
decidir e votar entre os dias 9 e 15 de dezembro.

As informações podem ser consultadas no site www.previ.com.br .

Colocamo-nos à disposição para os esclarecimentos que se fizerem
necessários.

ELMA FERNANDES HERINGER LINS

Meu retorno:

Elma,
Gostaria de mais esclarecimentos, sim. Afinal, vocês não responderam ao meu
questionamento. Saíram-se com uma resposta já pronta, automática, evasiva,
que não explica nem esclarece nada!!
Ou respondem claramente ao que perguntei, ou meu voto será NÃO, sem dúvida
nenhuma.

José

VOCÊS DECIDEM. O MEU VOTO É "NÃO".

Anônimo disse...

BOA TARDE MARCOS; NÃO SEI HÁ QUANTO TEMPO ESTÁS APOSENTADO; EU ME APOSENTEI EM 31.03.2004; APÓS TER TRABALHADO NO BANCO QUASE 27 ANOS; SOU GAÚCHO DE RIO GRANDE-RS; EMBORA MORE ATUALMENTE EM PELOTAS-RS; 60 KMS. DE DISTÂNCIA. VENDO O TEU DESABAFO; TENHO 59 ANOS; FICO REALMENTE MUITO TRISTE E VEJO QUE TALVEZ MUITO POUCOS ESTEJAM TÃO SENTIDOS; POIS QUANDO ENTREI NO BANCO EM 06.06.1977 . JAMAIS IMAGINARIA PASSAR POR TAL SITUAÇÃO. O BANCO QUE ACHO QUE TAMBEM TRABALHASTE; DIZIA QUE ÉRAMOS O MAIOR PATRIMÔNIO DA EMPRESA. BEM ME LEMBRO QUE ASSUMI NUMA PEQUENA CIDADE CHAMADA TENENTE PORTELA-RS; PRÓXIMO A FRONTEIRA COM STA. CATARINA E ARGENTINA; REGIÃO OESTE DO ESTADO DO RS . LÁ FIQUEI 04 ANOS; PASSEI ALGUMAS DIFICULDADES; MAS O BANCO QUANDO NECESSITAVA DE NOSSOS PRÉSTIMOS NOS OFERECIA HORAS-EXTRA E PAGAVA AS HORAS FEITAS; QUANDO TERMINEI OU PRÓXIMO A ÉPOCA DE APOSENTADORIA ATÉ DE GRAÇA TRABALHAVAMOS PARA O BANCO; PORQUE MENTIAM PARA NÓS QUE O BANCO QUEBRARIA SE NÃO O FIZÉSSEMOS. TRABALHEI NUMA CIDADE CHAMADA PIRATINI-RS; ANTIGA CAPITAL FARROUPILHA; NA QUAL TINHAMOS QUE CHEGAR ÁS 8:00 HORAS DA MANHÃ E SAÍAMOS QUANDO PODÍAMOS ÁS 18:00 HORAS; COM 01 HORA DE INTERVALO E NÃO RECEBÍAMOS NENHUMA HORA EXTRA. HOJE SOMOS TRATADOS COMO LIXO E ESTE É O TRATAMENTO QUE RECEBEMOS APÓS NOS APOSENTARMMOS E TERMOS DEDICADO UMA BOA PARTE DE NOSSAS VIDAS A UMA EMPRESA QUE FOI O MAIOR BANCO DO BRASIL; DO QUAL TINHAMOS ORGULHO DE SER FUNCIONÁRIOS. TENHO VISTO VÁRIOS TESTEMUNHOS DE VÁRIOS COLEGAS QUE ENFRENTARAM HORRORES PORQUE TINHAM DIGNIDADE E HONRA E FAZIAM COM A MELHOR BOA VONTADE. SOMENTE POSSO DIZER QUE NOSSOS ALGOZES NUNCA VALORIZARAM OS NOSSOS SACRIFÍCIOS. O MERCANTILISMO DESUMANO É O QUE IMPERA NOS DIAS DE HOJE; O QUE MANDA É O GRANDE CAPITAL; QUE É TOTALMENTE DESUMANO; O QUE VALE É O DINHEIRO; EGOISMO; DINHEIRO NÃO TEM SENTIMENTO. ISTO É O QUE NOS RESTA; NOSSAS LEMBRANÇAS; PORQUE MESMO QUE ELES TENHAM TALVEZ QUE NOS ENTERRAR; POIS QUANDO SAÍ EM 2.004; JÁ VIA HA MUITO TEMPO QUE A DESUMANIZAÇÃO ERA MUITO GRANDE ; E ME SOLIDARIZO COM VOCÊ; EMBORA NÃO SAIBA QUASE NADA A SEU RESPEITO; A NÃO SER SEU NOME E ONDE RESIDE; PREZADO SR. MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE; CURITIBA-PR. EU ME CHAMO HELENO PINTO NOBRE ; MATR. 3.984.740-3; JAMAIS ANÔNIMO COMO MUITOS QUE NÃO SE IDENTIFICAM; E MESMO ASSIM; VOU VOTAR NO "NÃO". PERCO MAS NÃO VENDO MINHA ALMA AO DIABO ( BB). DER O QUE DER ; EM MINHA CONSCIENCIA JÁ ME DECIDI PELO NÃO E NÃO ABRO MÃO. UM FORTE ABRAÇO E MUITA SAÚDE E VAMOS EM FRENTE; QUE TEM UM DITADO ANTIGO QUE DIZ . " MAIS TEM DEUS PARA DAR DO QUE O DIABO PARA TIRAR ". ESTES CANALHAS QUE FIQUEM CADA VEZ MAIS RICOS; PORQUE COM CERTEZA ELES É QUE GOSTAM DE SE APROPRIAR DO QUE NÃO É DELES. COM CERTEZA UM DIA TODOS ELES IRÃO MORRER; E EMBORA NÃO ACREDITE QUE EXISTE O INFERNO DE FOGO; ACREDITO QUE O LUGAR DELES ESTÁ RESERVADO; ELES NÃO SOBREVIVERÃO PARA USUFRUIR DO ACHAQUE. ESTES SÃO OS MEUS PENSAMENTOS E MINHAS IDÉIAS. VOU COM O NÃO ATÉ O FIM; NEM QUE SEJA PARA PERDER ALGUMA VANTAGEM QUE TALVEZ VENHA A AUFERIR; PORQUE TRABALHEI; PAGUEI AS CONTRIBUIÇÕES QUE ME FORAM COBRADAS DURANTES OS ANOS QUE CONTRIBUI. FUI CONCURSADO ; NÃO ENTREI PELA PORTA DOS FUNDOS. UM FORTE ABRAÇO.

Anônimo disse...

BOA TARDE MARCOS; NÃO SEI HÁ QUANTO TEMPO ESTÁS APOSENTADO; EU ME APOSENTEI EM 31.03.2004; APÓS TER TRABALHADO NO BANCO QUASE 27 ANOS; SOU GAÚCHO DE RIO GRANDE-RS; EMBORA MORE ATUALMENTE EM PELOTAS-RS; 60 KMS. DE DISTÂNCIA. VENDO O TEU DESABAFO; TENHO 59 ANOS; FICO REALMENTE MUITO TRISTE E VEJO QUE TALVEZ MUITO POUCOS ESTEJAM TÃO SENTIDOS; POIS QUANDO ENTREI NO BANCO EM 06.06.1977 . JAMAIS IMAGINARIA PASSAR POR TAL SITUAÇÃO. O BANCO QUE ACHO QUE TAMBEM TRABALHASTE; DIZIA QUE ÉRAMOS O MAIOR PATRIMÔNIO DA EMPRESA. BEM ME LEMBRO QUE ASSUMI NUMA PEQUENA CIDADE CHAMADA TENENTE PORTELA-RS; PRÓXIMO A FRONTEIRA COM STA. CATARINA E ARGENTINA; REGIÃO OESTE DO ESTADO DO RS . LÁ FIQUEI 04 ANOS; PASSEI ALGUMAS DIFICULDADES; MAS O BANCO QUANDO NECESSITAVA DE NOSSOS PRÉSTIMOS NOS OFERECIA HORAS-EXTRA E PAGAVA AS HORAS FEITAS; QUANDO TERMINEI OU PRÓXIMO A ÉPOCA DE APOSENTADORIA ATÉ DE GRAÇA TRABALHAVAMOS PARA O BANCO; PORQUE MENTIAM PARA NÓS QUE O BANCO QUEBRARIA SE NÃO O FIZÉSSEMOS. TRABALHEI NUMA CIDADE CHAMADA PIRATINI-RS; ANTIGA CAPITAL FARROUPILHA; NA QUAL TINHAMOS QUE CHEGAR ÁS 8:00 HORAS DA MANHÃ E SAÍAMOS QUANDO PODÍAMOS ÁS 18:00 HORAS; COM 01 HORA DE INTERVALO E NÃO RECEBÍAMOS NENHUMA HORA EXTRA. HOJE SOMOS TRATADOS COMO LIXO E ESTE É O TRATAMENTO QUE RECEBEMOS APÓS NOS APOSENTARMMOS E TERMOS DEDICADO UMA BOA PARTE DE NOSSAS VIDAS A UMA EMPRESA QUE FOI O MAIOR BANCO DO BRASIL; DO QUAL TINHAMOS ORGULHO DE SER FUNCIONÁRIOS. TENHO VISTO VÁRIOS TESTEMUNHOS DE VÁRIOS COLEGAS QUE ENFRENTARAM HORRORES PORQUE TINHAM DIGNIDADE E HONRA E FAZIAM COM A MELHOR BOA VONTADE. SOMENTE POSSO DIZER QUE NOSSOS ALGOZES NUNCA VALORIZARAM OS NOSSOS SACRIFÍCIOS. O MERCANTILISMO DESUMANO É O QUE IMPERA NOS DIAS DE HOJE; O QUE MANDA É O GRANDE CAPITAL; QUE É TOTALMENTE DESUMANO; O QUE VALE É O DINHEIRO; EGOISMO; DINHEIRO NÃO TEM SENTIMENTO. ISTO É O QUE NOS RESTA; NOSSAS LEMBRANÇAS; PORQUE MESMO QUE ELES TENHAM TALVEZ QUE NOS ENTERRAR; POIS QUANDO SAÍ EM 2.004; JÁ VIA HA MUITO TEMPO QUE A DESUMANIZAÇÃO ERA MUITO GRANDE ; E ME SOLIDARIZO COM VOCÊ; EMBORA NÃO SAIBA QUASE NADA A SEU RESPEITO; A NÃO SER SEU NOME E ONDE RESIDE; PREZADO SR. MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE; CURITIBA-PR. EU ME CHAMO HELENO PINTO NOBRE ; MATR. 3.984.740-3; JAMAIS ANÔNIMO COMO MUITOS QUE NÃO SE IDENTIFICAM; E MESMO ASSIM; VOU VOTAR NO "NÃO". PERCO MAS NÃO VENDO MINHA ALMA AO DIABO ( BB). DER O QUE DER ; EM MINHA CONSCIENCIA JÁ ME DECIDI PELO NÃO E NÃO ABRO MÃO. UM FORTE ABRAÇO E MUITA SAÚDE E VAMOS EM FRENTE; QUE TEM UM DITADO ANTIGO QUE DIZ . " MAIS TEM DEUS PARA DAR DO QUE O DIABO PARA TIRAR ". ESTES CANALHAS QUE FIQUEM CADA VEZ MAIS RICOS; PORQUE COM CERTEZA ELES É QUE GOSTAM DE SE APROPRIAR DO QUE NÃO É DELES. COM CERTEZA UM DIA TODOS ELES IRÃO MORRER; E EMBORA NÃO ACREDITE QUE EXISTE O INFERNO DE FOGO; ACREDITO QUE O LUGAR DELES ESTÁ RESERVADO; ELES NÃO SOBREVIVERÃO PARA USUFRUIR DO ACHAQUE. ESTES SÃO OS MEUS PENSAMENTOS E MINHAS IDÉIAS. VOU COM O NÃO ATÉ O FIM; NEM QUE SEJA PARA PERDER ALGUMA VANTAGEM QUE TALVEZ VENHA A AUFERIR; PORQUE TRABALHEI; PAGUEI AS CONTRIBUIÇÕES QUE ME FORAM COBRADAS DURANTES OS ANOS QUE CONTRIBUI. FUI CONCURSADO ; NÃO ENTREI PELA PORTA DOS FUNDOS. UM FORTE ABRAÇO.

HELENO PINTO NOBRE disse...

BOA TARDE MARCOS; NÃO SEI HÁ QUANTO TEMPO ESTÁS APOSENTADO; EU ME APOSENTEI EM 31.03.2004; APÓS TER TRABALHADO NO BANCO QUASE 27 ANOS; SOU GAÚCHO DE RIO GRANDE-RS; EMBORA MORE ATUALMENTE EM PELOTAS-RS; 60 KMS. DE DISTÂNCIA. VENDO O TEU DESABAFO; TENHO 59 ANOS; FICO REALMENTE MUITO TRISTE E VEJO QUE TALVEZ MUITO POUCOS ESTEJAM TÃO SENTIDOS; POIS QUANDO ENTREI NO BANCO EM 06.06.1977 . JAMAIS IMAGINARIA PASSAR POR TAL SITUAÇÃO. O BANCO QUE ACHO QUE TAMBEM TRABALHASTE; DIZIA QUE ÉRAMOS O MAIOR PATRIMÔNIO DA EMPRESA. BEM ME LEMBRO QUE ASSUMI NUMA PEQUENA CIDADE CHAMADA TENENTE PORTELA-RS; PRÓXIMO A FRONTEIRA COM STA. CATARINA E ARGENTINA; REGIÃO OESTE DO ESTADO DO RS . LÁ FIQUEI 04 ANOS; PASSEI ALGUMAS DIFICULDADES; MAS O BANCO QUANDO NECESSITAVA DE NOSSOS PRÉSTIMOS NOS OFERECIA HORAS-EXTRA E PAGAVA AS HORAS FEITAS; QUANDO TERMINEI OU PRÓXIMO A ÉPOCA DE APOSENTADORIA ATÉ DE GRAÇA TRABALHAVAMOS PARA O BANCO; PORQUE MENTIAM PARA NÓS QUE O BANCO QUEBRARIA SE NÃO O FIZÉSSEMOS. TRABALHEI NUMA CIDADE CHAMADA PIRATINI-RS; ANTIGA CAPITAL FARROUPILHA; NA QUAL TINHAMOS QUE CHEGAR ÁS 8:00 HORAS DA MANHÃ E SAÍAMOS QUANDO PODÍAMOS ÁS 18:00 HORAS; COM 01 HORA DE INTERVALO E NÃO RECEBÍAMOS NENHUMA HORA EXTRA. HOJE SOMOS TRATADOS COMO LIXO E ESTE É O TRATAMENTO QUE RECEBEMOS APÓS NOS APOSENTARMMOS E TERMOS DEDICADO UMA BOA PARTE DE NOSSAS VIDAS A UMA EMPRESA QUE FOI O MAIOR BANCO DO BRASIL; DO QUAL TINHAMOS ORGULHO DE SER FUNCIONÁRIOS. TENHO VISTO VÁRIOS TESTEMUNHOS DE VÁRIOS COLEGAS QUE ENFRENTARAM HORRORES PORQUE TINHAM DIGNIDADE E HONRA E FAZIAM COM A MELHOR BOA VONTADE. SOMENTE POSSO DIZER QUE NOSSOS ALGOZES NUNCA VALORIZARAM OS NOSSOS SACRIFÍCIOS. O MERCANTILISMO DESUMANO É O QUE IMPERA NOS DIAS DE HOJE; O QUE MANDA É O GRANDE CAPITAL; QUE É TOTALMENTE DESUMANO; O QUE VALE É O DINHEIRO; EGOISMO; DINHEIRO NÃO TEM SENTIMENTO. ISTO É O QUE NOS RESTA; NOSSAS LEMBRANÇAS; PORQUE MESMO QUE ELES TENHAM TALVEZ QUE NOS ENTERRAR; POIS QUANDO SAÍ EM 2.004; JÁ VIA HA MUITO TEMPO QUE A DESUMANIZAÇÃO ERA MUITO GRANDE ; E ME SOLIDARIZO COM VOCÊ; EMBORA NÃO SAIBA QUASE NADA A SEU RESPEITO; A NÃO SER SEU NOME E ONDE RESIDE; PREZADO SR. MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE; CURITIBA-PR. EU ME CHAMO HELENO PINTO NOBRE ; MATR. 3.984.740-3; JAMAIS ANÔNIMO COMO MUITOS QUE NÃO SE IDENTIFICAM; E MESMO ASSIM; VOU VOTAR NO "NÃO". PERCO MAS NÃO VENDO MINHA ALMA AO DIABO ( BB). DER O QUE DER ; EM MINHA CONSCIENCIA JÁ ME DECIDI PELO NÃO E NÃO ABRO MÃO. UM FORTE ABRAÇO E MUITA SAÚDE E VAMOS EM FRENTE; QUE TEM UM DITADO ANTIGO QUE DIZ . " MAIS TEM DEUS PARA DAR DO QUE O DIABO PARA TIRAR ". ESTES CANALHAS QUE FIQUEM CADA VEZ MAIS RICOS; PORQUE COM CERTEZA ELES É QUE GOSTAM DE SE APROPRIAR DO QUE NÃO É DELES. COM CERTEZA UM DIA TODOS ELES IRÃO MORRER; E EMBORA NÃO ACREDITE QUE EXISTE O INFERNO DE FOGO; ACREDITO QUE O LUGAR DELES ESTÁ RESERVADO; ELES NÃO SOBREVIVERÃO PARA USUFRUIR DO ACHAQUE. ESTES SÃO OS MEUS PENSAMENTOS E MINHAS IDÉIAS. VOU COM O NÃO ATÉ O FIM; NEM QUE SEJA PARA PERDER ALGUMA VANTAGEM QUE TALVEZ VENHA A AUFERIR; PORQUE TRABALHEI; PAGUEI AS CONTRIBUIÇÕES QUE ME FORAM COBRADAS DURANTES OS ANOS QUE CONTRIBUI. FUI CONCURSADO ; NÃO ENTREI PELA PORTA DOS FUNDOS. UM FORTE ABRAÇO.

Anônimo disse...

Colegas
De acordo com as informações que chegam até agora, esse referendo de 09 a 15 de dezembro de nada valerá.
Aguardemos o Balanço de 2010. Certamente os superavits continuarão a acontecer. Vamos lembrar que os R$ 7 bilhões que estavam apartados no Fundo para pagamento dos beneficios especiais incorporados, voltarao aos ativos do Plano.
Tambem esperemos que o compromisso de que haverá negociação com vistas a implementar medidas que visem corrigir distorções ndo Plano 1, aconteçam no prazo acordado. A legislação permite que, desde que haja excedente, a Revisão do Plano ocorra de maneira voluntária, diferente do que ocorrer com a acumulação de excesso durante três exercicios, que é obrigatória.
Ainda não foi desta vez. Quem sabe o próximo Natal(2011) seja bem melhor para todos, se Deus permitir.

Anônimo disse...

Colegas,

Pela quantidade de informações extra-acordo, que estamos recebendo dos mais variados núcleos do poder,anabb/Previ/bb,contraf-cut, outros interessados no "sim".
Penso que existe um ANEXO OCULTO, que faz parte do ALEIJÃO, conforme apelido dado ao acordo pelo Dr. Medeiros.
É informação sobre os pré-67, que em lugar algum do acordo faz mensão a que o bb rsponderá financeiramente pelos pré-67.
Outras situações que não estão escritas no acordo, POR ISSO = ANEXO OCULTO!
Aí tem!

Terex disse...

Marcos,

Meu voto é NÃO.

Mas, se o estupro é inevitável, não temos outra alternativa a não ser

"Relaxar e Gozar.

Anônimo disse...

Colegas,

Os valores que estão sendo "retirados", dos aposentados do bb, na Previ, superam todos os MENSALÕES JUNTOS( PSDB, PT, DEM, Marcos Valério e seu Valério Duto, outros) com folga.
Onde está o Ministério Público, onde estão as Associações que defendem os aposentados, os Direitos Humanos o ESTATUTO DO IDOSO, temos aposentados com até 104 anos de idade, mais de 15.000 acima dos 60 anos.
E o bb MATA aos poucos aqueles que o defenderam decadas e decadas, tabalhando de graça inclusive, por amor à camiseta.
O que recebem agora? Um Pé na "FLOR".
Que descalabro esse banco do brasil, de hoje e seus dirigents.
Publiquem a foto do cara que inventou a res. 26.

Anônimo disse...

E se o voto "NÃO' vencer.

O acordo não será aprovado,e a PREVIC fará o rateio meio a meio.

Perderemos o que foi negociado como o benefício mínimo, a incorporação do benefício especial de remuneração e de proporcionalidade e a possibilidadde de obtermos novos ganhos com as negociações que serão iniciadas em JAN/2011.

Vale a pena votar "NÃO"

Anônimo disse...

Não devemos mais votar em candidatos-colegas do BB, pois nada estão fazendo no Congresso para evitar a aplicação da Resolução 26, nem estão evitando que o Banco se apodere do superávit.

Anônimo disse...

Mas credo pessoal.
Que pessimismo as vésperas do Natal.
Tenho a certeza que não estamos olhando para o lado, e percebendo que nossas mazelas não são tão horríveis assim. Eu por exemplo. Em novembro, bati com o carro e tive perda total, porém eu e minha esposa nem nos arranhamos.
Ponto Positivo.
Tinha uma dívida com a Caixa Federal, consolidada em 450.000,00 e renegociei por 2% deste valor. Ponto Positivo.
Com o que me sobrou do seguro, consegui comprar outro carro.
Ponto Positivo..
Com algumas revisionais que entrei contra Bancos e Cartões, fiquei sem crédito para comprar uma caixa de fósforos. Não faço mais dívidas.
Ponto Positivo
E finalmente, recebi ontem a noticia que pela primeira vez vou ser vovô. Meus amigos, depois desta, a bomba do superavit, virou traque. O que vier, vem bem, desde que eu continue a ter saúde, uma familia maravilhosa e que me ama, e sobretudo, as bençãos de Deus.
Um grande abraço, e procurem viver bem o pouco tempo que nos resta, pois quando perguntam minha idade digo...entre 55 anos e a morte...
Feliz Natal a todos.
Jose F. Rovere

Anônimo disse...

Apenas para lembrar os que vao votar SIM e ja alegres planejando um Natal Gordo e etc...
Esta esclarecido la no site da Previm cito no item:
Perguntas e Respostas sobre a destinação do superávit

item 5 - Quando a PREVI vai fazer o primeiro crédito?

O primeiro crédito será feito depois de as medidas passarem pela consulta aos participantes e as respectivas alterações regulamentares forem aprovadas pelos órgãos internos da PREVI, do Banco do Brasil e pelos órgãos governamentais competentes – Ministérios do Planejamento, da Fazenda e Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). Caso as proposições sejam aprovadas em todas essas instâncias até o final de dezembro, há a intenção de se efetuar o primeiro pagamento ainda neste ano. Mas, como a aprovação não depende apenas da PREVI, ainda não é possível garantir o pagamento nesse prazo.

Entao quem vai votar SIM no intuito de colocar a MÄO na grana e partir para o abraço, talvez tenha que aguardar uma certa burocracia.
Melhor pensar bem se realmente vale a pena dar este gostinho do SIM para eles.
Todos acham que o SIM é a certeza imediara de recebimento em dezembro, sera mesmo??

Daniel Silveira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos
Boa tarde


Apenas uma simples constatação.


No Blog do Romildo estava: "Isenção da Contribuição Social sobre Lucro" para a Previ. No Processo, aquela Entidade embasou sua defesa, para não recolher/pagar a CSLL, no fato de não apresentar lucro, mas deficit ou superavit, e que a finalidade da Instituição é devolver a sua participação, no futuro, em forma de benefício, todo montante investido.
Assim sendo, ela não poderá utilizar argumento contrário para querer ou ser obrigada a repassar qualquer parte do superavit ou do nosso patrimônio ao Banco, sob pena de perder aquela isenção. Se a Previdência Privada não pode apresentar lucro ou prejuízo, mas apenas superavit ou deficit, como o BB poderá abocanhar alguma parcela, já que ela não é resultante de lucro, apenas de superavit? Neste país está tudo de ponta cabeça. Só podemos confiar mesmo é em Deus.
Um forte abraço e um NÂO para o acordo macabro. Estamos com todos aqueles que não se curvam ao massacre do poder econômico e polítiqueiro. A política em sí é boa e não podemos viver sem ela, mas com esses que se dizem políticos, nem morto.
--
Hélio Teixeira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

De: ANABB < faq@anabb.org.br >
Para: Rosalina de Souza < vhspassini@uol.com.br >
Assunto: Resposta da pergunta enviada para o site da ANABB
Enviada: 13:54


Sua resposta foi postada para o seu tema de interesse no Sistema de duvidas do site ANABB.

Pergunta:
Prezado Presidente da Anabb. 2010 esta chegando ao final,resta apenas 40 dias úteis para a discusão da distribuição do Superávit,acumulado no PB-1 da Previ.e mais uma vez na arte de enganar seus associados a ANABB é mestre. Esconde informações sobre as tratativas do assunto que não avança,de reunião em reunião fizeram como no GT ANABB que veio a crise internacional e mais uma vez desrrespeito o estatuto do idoso,a lei 109/2001 e até porque não dizer a CGPC26 que regula a matéria e que faz dividir o montante dos recursos com o patrocinador,que em seus estatutos o defendo com força e veemência. Mais uma vez fica aqui registrada a minha indignação,meu protexto de o que voces estão fazendo é desumano e cruel,nem todos os participantes da previ são bem financeiramente,nem todos ganham autos salarios,e a grande maioria ganha proventos bem abaixo da média apregoada. Temos hoje um presidente fantasma,nesta associação,porque quem continua mandando é o todo poderoso VALMIR CAMILO é ele quem da as caras nas reuniões e o presidente,bem o presidente deve defender em 1 lugar o seu salario. Como diria o Boris Casoy, UMA VERGONHA!. Até quando seremos tratados como perfeitos IDIOTAS,MEDIOCRES QUE AINDA ACREDITA NAS PROMESSAS DESSA ASSOCIAÇÃO?ATÉ QUANDO VÃO TRATAR TODOS NÓS COMO VELHOS QUE NÃO TEM SATISFAÇÃO A DAR A SEUS ASSOCIADOS. ESTES SENHORES PAGARAM CARO PELA IMORALIDADE QUE ESTÃO FAZENDO HOJE COM MAIS DE 120 MIL FAMÍLIAS QUE COMPÕE O PLANO NUMERO UM DE BENEFÍCIOS DA PREVI. Não esconda não espalhe uma cópia para cada membro desta diretoria,para eles saberem que a nossa paciência já chego no limite,e há de aparecer uma associação séria e capaz de entram com uma AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE ( ADIN ) PARA BARRAR ESSA GENTES SEM ESCRUPULOS QUE TEM ACENTO E VOZ NESSAS NEGOCIAÇÕES. ESTA NEGOCIAÇÃO ESTA FADADA AO FRACASSO,POQUE NÓS NÃO AGUENTAMOS MAIS SERMOS ENGAN ADOS. Atenciosamente Rosalina de Souza Matrícula Previ 18.161.320-4 PENSIONISTA DO MAIOR FUNDO DE PENSÃO DA AMÉRICA LATINA, O QUE MENOS REMUNERA AS SUAS PENSIONISTAS. VERGONHA,VERGONHA,VERGONHA. ESSE É MEU SINCERO PROTEXTO PARA QUE OS SENHORES TOMEM DEVIDAS PROVIDÊNCIAS NO SENTIDO DE MELHORAS A VIDA DE PESSOAS HONESTAS E HUMILDES QUE ESTÃO MORRENDO TODOS OS DIAS POR FALTA DE HONESTIDADE DE VOCES QUE ESTÃO NO ALTO DO SEU PODER.

Resposta:
Prezada Rosalina, desculpe-nos a demora em responder-lhe. Diante da grande demanda de mensagens recebidas, não pudemos atender sua solicitação com a presteza que gostaríamos e que você merece. Surpreende-nos o teor de sua mensagem, uma vez que a ANABB esteve presente em todo o processo de negociação do Superávit da PREVI, atuando na defesa dos interesses de seus associados e dos participantes como um todo. O acordo sobre a destinação do superávit do Plano de Benefícios 1 da Previ, desejado desde 2008, foi fechado entre as entidades representativas do funcionalismo do Banco do Brasil e os dirigentes do BB. A ANABB esteve representada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Valmir Camilo, que representa todo o Corpo S ocial. O acordo será submetido aos participantes do plano, em consulta que será realizada de 9 a 15 de dezembro. Antes de entrar em vigor, a proposta precisa também ser aprovada pela Superintendência da Previd� �� �ncia Complementar (Previc) e pelos órgãos governamentais competentes. Segundo Valmir Camilo, tudo o que foi acordado tem amparo legal. Ficou acordado também que em janeiro de 2011 será instalado o processo de negociação para avaliar e adotar possíveis alterações no Regulamento do Plano de Benefícios 1, na tentativa de contemplar as demais propostas sugeridas pelas entidades.A ANABB agradece seu contato.

Atenciosamente,
Eduardo Cabral

Anônimo disse...

Colegas,

Até parece mentira, mas EXISTE alguém sério na tal de ANABB. AHH SE O VALMIR SABE DISTO. Te cuida Ceví José Cogo. O VALMIR e o SASSERON devem estar esbravejando, com esta mania dos gaúchos de serem sérios!!!

Anônimo disse...

Prezados,

O que está acontecendo, no fim das contas, é culpa de todos nós. Falta de mobilização, falta de informação, de interesse, desleixo ao eleger os representantes, e, principalmente, ganância e egoísmo que fez com que cada um só visse o benefício próprio. É nesse diapasão que os funcis da ativa observam com olho gordo as polpudas aposentadorias do pessoal da antiga, coisa hoje inatingível e, por outro lado, os aposentados culpam o pessoal a ativa por receber PLR.Bem feito. Merecemos perder parte de nosso patrimônio.
Quem ainda tiver vida longa pode amargar um futuro de privações por conta de tudo isso. Que ao menos nos sirva de lição.
Voto não. Mas não resolve mais nada. Resta apenas a remota possibilidade de que algum sindicato ou participante obtenha uma liminar judicial sustando o acordo.
Jose Forte

Juarez Barbosa disse...

Prezado Marcos e seguidores do Blog

Abaixo esta o link (endereço) do processo movido pela FAABB, que segundo eu supunha, estava parado desde 03/03/2010.

Porém, ao acessar o processo, observei que houve vários andamentos após esta data (04), em especial este:

20/10/2010 12:33 - DEVOLVIDOS C/ SENTENCA S/ EXAME DO MERITO FALTA DE PRESSUPOSTOS PROCESSUAIS.

Como sou leigo no assunto, também não entendi o objetivo do processo, o qual também reproduzo:

Objeto da Petição: 3020108 - INCIDÊNCIA SOBRE PROVENTOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - IRPF/IMPOSTO DE RENDA DE PESSOA FÍSICA - IMPOSTOS - TRIBUTÁRIO
Observação: REVOGAR PARCIALMENTE RESOLUÇÃO QUE DESAUTORIZOU ENTIDADES DE PREV FECHADA A REVERTEREM VALORES AOS SEUS RESPECTIVOS PATROCINADORES.

Gostaria de solicitar à Sra.Isa Musa que postasse, se possível, em nosso Blog, a tradução para leigos de todos estes últimos andamentos do aludido processo.

http://processual-df.trf1.gov.br/Processos/ProcessosSecaoOra/ConsProcSecaopro.php?SECAO=DF&proc=200834000316678

Julgo ser relevante o assunto, no momento.

s.m.j.

ELIS disse...

Colega Marcos,
Você tem a minha solidariedade.Também votarei NÃO.
Agora, pensando em voz alta, QUE PÉSSIMO EXEMPLO ESSE DO BB: SE APROPRIAR INDEVIDAMENTE DO QUE NÃO LHE PERTENCE.
Quem diria que a Empresa que tanto defendemos, batalhamos e por quem demos os melhores anos de nossa vida fosse capaz de tamanha atrocidade e falta de ética? Será que a Diretoria, o Jurídico e o RH ainda terão cara de pau para EXIGIR PROBIDADE dos Colaboradores do BB?
Creio, cabe a NÓS, de alguma forma, DAR UM BASTA a quem quer nos lesar.
FIQUEMOS UNIDOS.

Anônimo disse...

Colega Rosalina,

Questionamentos dificeis de responder tem um prazo mais demorado para responder.

Precisam de tempo para emitir alguma coisa que justifique mas, entretanto eles não conseguem.

Os nossos questionamentos não chegam aos respectivos endereçados, são barrados ali mo atendimento, que filtram as perguntas.
Mandar mensagens para ANABB e PREVI é pura perda de tempo.

Elas vão todas para a lixeira de onde são descartadas.

Na rfevista da ANABB só publicam elegios a eles endereçados.

É uma vergonha.

Anabb hoje é um meio de vida para aqueles que perdem cargo em outras associações coligadas.

Por isso criaram Anabbprevi, Coop anabb, Odontoanabb. Todas elas com cargos diretivos altamente remunerados. E os trouxas dos seus associados mantendo esses desocupados com altos rendimentos a custa das mensalidades.

Só é trouxa quem quer. Contunue coloborando com essa turma que nunca trabalhou no banco. São verdadeiros parasitas.

Anônimo disse...

Como somos trouxas. Tem gente na nossa idade que ainda acredita em Papai Noel.

Anônimo disse...

Colega Daniel,voce tem toda razao.
Eles esquecem quanto tempo levou desde o plebiscito ate o credito no outro superavit.Foram meses e so vimos o dinheiro no mes de Janeiro do ano seguinte.
Tem colega se iludindo achando que votando sim vai ter um Natal melhor.
Acorda pessoal!!!!!!!!!

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Não sei se estou para fazer uma colocação ingênua, mas diante do perigo por que passa o nosso fundo de pensão neste momento e, por consequência, o futuro e a garantia de nossa aposentadoria, gostaria de colocar o seguinte questionamento:

Nós, que fazemos parte da parcela que NÃO concorda com o péssimo acordo feito pelos nossos pseudo-representantes (para não dizer DESONESTOS), vamos assistir, de braços cruzados, a esse verdadeiro estupro? O que muitos colegas não estão enxergando é que a destinação ilegal de 50% do nosso superavit para o BB, além de reduzir as possibilidades futuras de melhoria em nossas aposentadorias, pode levar a Previ até à falência e, por consequência, à nossa falência, os assistidos do Plano 1. Digo isto porque grande parte do patrimônio do nosso fundo de pensão está alicerçado no mercado acionário, bastante sujeito a chuvas e trovoadas.
O Banco é uma instituição financeira que não depende de superavit da Previ para sobreviver, mas, nós e as nossas famílias, uns menos outros mais, dependem, fundamentalmente, do complemento de aposentadoria para sobreviver e dar uma vida digna para suas famílias.
Não seria o caso, então, de não votarmos e registrarmos, cada um de nós, em cartório, a nossa discordância para que, num futuro talvez não muito distante, tenhamos condições de acionar, civil e criminalmente, esses MAFIOSOS que assinaram esse maléfico acordo? Quando se ficar comprovado, matematicamente, que a Previ se tornou inviável devido a essa distribuição ilegal de parcela do superavit para o BB?

Em função das possibilidades acima, não seria o caso de consultarmos os advogados que assesoram a AAPPREVI sobre a possibilidade de tomarmos alguma providência cautelar no momento?

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Anônimo das 12:31,
Mas, existe algum colega eleito para deputado ou senador? Para mim, é novidade. Se existem, devem ser uns mortos-vivos, como aquele Pimentel da resolução 26, que só aparece para sugar o sangue dos colegas aposentados em benefício próprio.

Anônimo disse...

Parabéns Dona Rosalina! Suas palavras foram sabias! Sou pensionista , receber 60% e ser feita de idiota não está sendo facil!
Um grande abraço, Julita

Anônimo disse...

Banco do Brasil vai abrir agencia no Morro do Alemão aqui no Rio de Janeiro! Quem será que se submetera a trabalhar lá? Será o Sasseron,Valmir?Hahahahaaha

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

SINDICATO AJUIZA AÇÃO CONTRA PLEBISCITO.

E pede mais:

- Declaração de inconstitucionaidade da Resolução n° 26 e aplicação da LC 109; - proibir o Banco se apropriar de dinheiro da PREVI: - proibir a PREVI repassar dinheiro ao Banco...

http://www.seebbauru.com.br/

Blog do Ed disse...

O pedido do colega Juarez Barbosa é importantíssimo. A colega D. Isa Musa daria contribuição inestimável para orientar a nossa opção nesta pequisa que se avizinha, se esclarecesse essa decisão judicial. Aliás, muitas pessoas e entidades poderiam, antes e durante este período da pesquisa, vir a público e explicar a principal questão: a Resolução CGPC 26 está em harmonia com a Lei 109 e com a Constituição? Esclarecido esse ponto - é tão fácil fazer isso! - mais da metade do processo decisório individual já estará percorrido. Por que ninguém aparece para nos esclarecer isso?

Anônimo disse...

Colegas,
Embora o Sindicato de Bauru tenha ingressado com Ação Civil Pública com pedido de declaração de inconstitucionalidade, via controle difuso, da Resolução 26, a preocupação continua.
O plebiscito pode ser suspenso. Mas o truculento Decreto 7123 de 03 de março de 2010, que regulamenta as atividades da Previc, diz que:

Art.23. É vedado aos membros do CNPC e da CRPC afastar a aplicação, por inconstitucionalidade ou ilegalidade, de tratado ou acordo internacional, lei, decreto ou resolução, ressalvados os casos em que:

I - houver súmula vinculante publicada a respeito;

II - já tenha sido declarada a inconstitucionalidade da norma pelo Supremo Tribunal Federal, em controle concentrado, após a publicação da decisão, ou pela via incidental, após a publicação da resolução do Senado Federal que suspender a execução do ato normativo; ou

III - houver parecer do Advogado-Geral da União aprovado pelo Presidente da República, na forma do art. 40 da Lei Complementar no 73, de 10 de fevereiro de 1993.

A ação foi protocolada na Vara do Trabalho de Bauru, tendo em vista que o Sindicato representa os bancários em atividade.
Com a palavra, algum advogado para nos auxiliar.

Anônimo disse...

.
AQUI FOI ONDE ENCONTREI A MELHOR EXPLICAÇÃO SOBRE A DESTINAÇÃO DO SUPERAVIT:
.
http://www.contrafcut.org.br/download/Arquivo/1012218828.pdf
.
Recomendo que deem uma lida. O Banco vai levar a parte dele de qualquer maneira.
.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Parabéns, Sindicato de Bauru, pela coragem de seus dirigentes de remar contra a correnteza da corrupção!
Gostaria de, inclusive, destacar uma das afirmações colocadas no site do sindicato:

"Grande parte dos ativos da Previ é de risco, e OS RESULTADOS DOS ÚLTIMOS ANOS VÊM DO GANHO ESPECULATIVO. Permitir que o BB se aproprie de 50% do patrimônio do funcionalismo significa tornar o futuro dos bancários cada vez mais incerto."

Sábias palavras, colegas. O nosso SIM vai se constituir no COMEÇO DO FIM da nossa Previ. É o começo da ladeira.
Lembrem-se na hora de votar: o Banco não precisa de superavit para sobreviver; nós e nossas famílias, sim. Hoje, através dos "vendilhões do templo" vendemos nosso futuro por migalhas; amanhã, pode haver, como diz na Bíblia, "muito choro e ranger de dentes". E aí, será tarde demais.
Lembrem-se: os super-heróis só existem nas revistas em quadrinhos e na TV. Na vida real, estaremos totalmente desamparados. E aí, só nos restará sentar na beira da calçada e chorar o leite derramado.

Anônimo disse...

COM VERGONHA DE SEUS ATOS ARDILOSOS E SÓRDIDOS.

VEJAM INCANSÁVEIS E GUERREIROS BLOGUEIROS.

Os eleitos da previ resolveram espiar-nos pelo buraco do muro.

http://www.eleitosdaprevi.com.br/mail/031210.htm


Quando queremos olhar para a cara deles eles inventam uma manobrinha daquelas mais baixas e safadas que nos já estamos calejados de saber e ver.

VEJAM SÓ ESTE ENDEREÇO:

http://www.eleitosdaprevi.com.br

Anônimo disse...

Íntegra da Ação Civil Pública que o Sindicato de Bauru ajuizou contra o plebiscito da Previ:

http://www.seebbauru.org.br/admin/webeditor/uploads/files/20101201-acp_previ.pdf

Anônimo disse...

Marcos se houver retroatividade a 01/01/2010, como dizem, vai haver desconto para o IR DE 27.5% + 3% para a CASSI não é? Será q. teremos também o 13 salário?
Tem q. ter, pois se trata de beneficio (salário) não é? Se não for não incidirá IR nem CASSI.
Abraços.

Anônimo disse...

Estamos reestruturando nosso site.
Retornaremos em breve!
Para maiores informações utilize: contato@eleitosdaprevi.com.br
Safados, estão se escondendo. Por que será, hein???????????????
Estou querendo ver o final disso tudo, pois a bandidagem vai terminar.
Aproveito para parabenizar o Sindicato de Bauru!

Anônimo disse...

É meus amigos. Tem advogado pra tudo mesmo e esse foi à Justiça do Trabalho. Será que não sabe que as questões relativas à Previdência Complementar são de competência da Justiça Comum? Mais uma ação que será jogada no lixo. Não temos sequer gente que entenda da coisa. Uma vergonha. Uma ação dessas não dura 5 minutos nas mãos de qualquer juiz.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 05:42

Veja cara dos "hômi" em http://www.eleitosdaprevi.com.br/quem.php

P.S.: na verdade, a página está defasada, pois não foi atualizada para a última "versão" dos "eleitos." Mas o Sasseron "véio de guerra" tá lá...

Anônimo disse...

Pelo andar da carruagem vão empurrar goela abaixo o acordo.Vejam parte das noticias dos Eleitos da Previ, publicadas hoje:


"Em dezembro de 2010 chegaremos ao 4º ano de reserva especial. A destinação será mesmo obrigatória. Se não for feita, pode ser imposta pela PREVIC, a Superintendência Nacional da Previdência Complementar, por provocação do próprio Banco ou de qualquer entidade ou associado. Seguiria, neste caso, a divisão prevista na Resolução 26 - metade para o banco, metade para os participantes, pura e simplesmente.

Em vez de correr o risco de uma ação unilateral do órgão regulador, preferimos negociar com o banco e o governo. E conseguimos, na negociação, avanços que não seriam garantidos de outra forma. O banco assumirá o pagamento do benefício temporário de 20% do chamado grupo pré-67 (mais de R$ 1 bilhão), 21 mil aposentados cujos benefícios - os previstos no regulamento do Plano 1 - são de responsabilidade do Banco do Brasil. "

Anônimo disse...

Colegas, enquanto é tempo vamos para a imprensa. Revista VEja, Epoca , jornais. O Mundo inteiro precisa saber o que a PREVI e o BB estão fazendo conosco aposentados e para as pensionistas.Isto é uma VERGONHA!!!!!!

Anônimo disse...

Colega anônimo das 07:44

Se for depender da Veja, Epoca, jornais, etc, aí mesmo é que não vai sobrar nada para nós...
Eles nos adoram! Se bobear, aparece logo a obrigatoriedade de devolver o dinheiro do povo ao povo, ou seja, ao governo, via BB.

Anônimo disse...

ÚLTIMA PARTICIPAÇÃO MINHA NESTE BLOG, JÁ ESTOU CANSADO.
“FAVOR PUBLICAR.”

VOCÊS ACHAM QUE PARTICIPAR AQUI NOS BLOGS VAI MUDAR ALGUMA COISA?
VOCÊS ACHAM QUE NOSSA OPINIÃO VAI MUDAR OS RUMOS DA VONTADE DO BANCO DO BRASIL?
SOMOS APOSENTADOS COM ALGUMA VIVÊNCIA, SERIA MUITA INOCÊNCIA ACREDITARMOS EM PAPAL NOEL, VOCES NÃO ACHAM?
VIEMOS AQUI, CLARO, PARA MINIFESTAR OPINIÕES, MAS ACABAMOS ESTRESSADOS, BRIGAMOS UNS COM OS OUTROS, OFENDEMOS E ACHAMOS QUE NOSSAS OPINIÕES SÃO AS MELHORES DO MUNDO E QUE DESCOBRIMOS O VEIO DO OURO.
VOU VOTAR SIM. MAS APOIO QUEM VAI VOTAR NÃO. NÃO IRÁ RESOLVER SIM OU NÃO, O FATO É QUE A PROPOSTA VAI SER APROVADA. QUEREM APOSTAR? O BANCO PRECISA DISTO, DEPOIS QUE VI E OUVI A ENTREVISTA DOS DOIS DIRETORES QUE FORAM NO SINDICATO FALAR, SENTI QUE TUDO CONSPIRA CONTRA TUDO E CONTRA TODOS E A FAVOR DO BANCO.
VAMOS PERDER TEMPO COM PESCARIAS, TENIS, PETECA, NATAÇÃO, SÁUNA, E CAMINHADAS, NAMORAR NOSSAS MULHERES E MARIDOS, PORQUE O RESULTADO SERÁ A APROVAÇÃO, QUEIRAM SIM OU NÃO.SÓ OS INOCENTES OU DESCONHECIDOS ACREDITAM.
É DE AMARGAR!!!!!!!!!!!!!!! CONTRA A FORÇA NÃO HÁ RESISTÊNCIA.
ADMIRO QUEM CRIOU OS BLOGS, SÃO TÃO ABNEGADOS, MAS INFRUTÍFERAS SUAS AÇÕES DE CONVENCIMENTOS, A QUEM PRECISAM DE SER CONVECIDOS.
É MINHA OPINIÃO, DEPOIS DO QUE VI E OUVI ONTEM NO SINDICATO DE SÃO PAULO. ESTOU DESANIMADO, AINDA MAIS QUE O 0800 DA PREVI DISSE NA BUCHA QUE O BANCO NÃO VAI PAGAR OS 50% DOS AUTOPATROCINADOS.- OS AUTOPATROCINADOS NA VERDADE DEVERIAM TER 100% DO SUPERÁVIT, POIS CONTRIBUEM COM A PARCELA PATRONAL E PESSOAL.
FIM DE LINHA PARA MIM. MEU CAMINHO SERÁ O DA JUSTIÇA, DEMORE O QUE DEMORAR.

Anônimo disse...

Prezado anonimo 6:41hs

Vc fez doutorado, onde?

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Anônimo das 05:04,
Essa contraf-cut é a mesma de quando a gente estava NA ATIVA e eles recomendavam grandes mobilizações, greves, passeatas, etc., etc. para defender os nossos interesses?
Não parece, porque agora, para fazer média com os atuais colegas da ativa e proteger os interesses dos "cumpanheiros" que estão no poder, eles recomendam em seu site: "CONTRAF-CUT ORIENTA
APROVAÇÃO DO ACORDO".
Que se lixem os aposentados e pensionistas, pois, nós, que não somos mais filiados a nenhum sindicato e não pagamos anuidades, não somos mais intere$$antes para eles.
Neste momento, vendo o nosso fundo de pensão ser ilegalmente roubado (LC 109), quais medidas radicais eles estão nos recomendando? MOBILIZEM-SE, FAÇAM PASSEATAS, PANELAÇO NA PORTA DA PREVI? Não, não, nada disso. Tem que ser na base do "Lulinha paz e amor", "evitemos o confronto, digam apenas SIM".

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Comentário recebido fora do Blog:


Caro Colega,

Não esqueça! Vote NÃO a essa farsa!
Paim

Obs. Do Blog; PEDRO Paulo Portela PAIM é conselheiro Deliberativo da FAABB.

From:
Sent: Saturday, November 27, 2010 3:22 PM
To: undisclosed-recipients:
Subject: [bancodobrasil] Superávit : é legal abrir mão de parte de direitos?


Na iminência de sermos gravemente prejudicados por uma "consulta" sequer prevista em estatuto (acabaram com o corpo social) , gostaria de levantar se temos o direito de abrir mão de algo que é garantido por lei. Exemplo: mesmo que um sindicato pelego, tipo desses que nos traem, convoque uma assembléia tendo como pauta votarmos abrir mão de décimo-terceiro salário ou do direito a férias, garantidos em lei, tudo poderá ser anulado por ilegalidade.

No caso da PREVI há a ilegalidade e o engodo. A PREVI não precisa de nada mais que o voto de um dos eleitos, não do nosso "de acordo", que defendo ser ilegal. Por que submeter os associados do Plano 1 a uma luta fratricida, jogando os mais novos contra os mais velhos, os mais venais contra os mais previdentes, a uma votação sem sentido prático. Supondo que votássemos e a resposta fosse "Não", os dirigentes da PREVI não teriam, estatutariamente, nenhuma obrigação de acatar essa "decisão".

Só estão no jogo o Sasseron (presidente de entidade de participantes de fundos de pensão - terrível se votar a favor para todos os representados), o Vitor Paulo e o Paulo Assunção, estes últimos eleitos recentemente em chapa que se comprometeu a não dar o superávit ao BB. Como ex-sindicalistas, devem ter em mente a obrigação ética de não prejudicar a categoria, mesmo que ela queira o seu suicídio. Não será um plebiscito fajuto, viciado, sem isonomia de opiniões e sem tempo para divulgação que lhes dará legitimidade no voto no Conselho. O resto é figuração. Basta um deles nos vender por sete dinheiros que o problema do banco estará resolvido. O nosso, apenas começando.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Vamos pedir à PREVI que contrate uma Auditiria independente para acompanhar a votação do plebiscito, em todos os canais disponibilizados.
Não deve ser permitida a existência de nenhuma "caixa reta".

Blog do Ed disse...

Os colegas me deram uma pista. Eu entrei no site do blog dos eleitosdaprevi através da Google. Lá em Artigos Publicados, na data de 17/09/09, eles dizem que Contrafcut, Sindicato dos Bancários de Brasília e outros foram ao Ministro da Previdência Social e pediram para que ele retirasse da Resolução CGPC 26 o compartilhamento do superavit pelo Patrocinador, porque era acréscimo ilegal. Dizem que ele se negou a faze-lo, alegando que, como deputado, participara da edição da LC 109 e, então, o compartilhamento fora muito debatido. O texto dá a entender que o Ministro está convencido de que a LC 109 fora editada com a intenção de incluir o compartilhamento. Noutras palavras, o site está querendo dizer que a adoção do compartilhamento é entendimento e decisão que estão acima do âmbito dos trabalhadores e da Previ. O compartilhamento é instituto defendido pelo Ministério da Previdência Social.

Anônimo disse...

Os próprios eleitos afirmam que em dezembro de 2010 teremos o 4º ano da reserva especial.Alguém poderia explicar as doze parcelas em única vez? È retroação a janeiro de 2010 ou antecipação? Visto que a distribuição tem que ocorrer após três anos.
Por que o BB demorou tanto tempo para fazer distribuição e ainda por cima esta merreca de 20%?
Resposta: Arrochar no máximo, para depois se apropriar, rapinar a metade que não é dele.A jogada é verdadeiramente muito macabra e desleal,hipócritas,pois envolve tortura em último grau, digna dos melhores filmes policiais americanos.Estes 20% deveriam ser concedidos já no primeiro superávit.Não. Fizeram de propósito.
A maioria, digo, a maioria, ficou de fora do primeiro superávit.Não tenho nem palavras para classificá-los.O que sinto é uma dor no estômago e náuseas.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
É meus amigos. Tem advogado pra tudo mesmo e esse foi à Justiça do Trabalho. Será que não sabe que as questões relativas à Previdência Complementar são de competência da Justiça Comum? Mais uma ação que será jogada no lixo. Não temos sequer gente que entenda da coisa. Uma vergonha. Uma ação dessas não dura 5 minutos nas mãos de qualquer juiz.

4 de dezembro de 2010 06:41

___________________________________

Ao anônimo acima:
Acho que você esta errado ou mal informado, principalmente se você for advogado, que deveria saber mais ainda. Por exemplo: há um concenso no Brasil inteiro de:
Cesta Alimentação - Justiça Comum
Renda Certa - Justiça Comum
Revisão de Benefício Inicial Previ - Justiça Trabalhista
Superávit Previ (obter informações)
Reveja seus informantes.
Um abraço

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Senhor(a) MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Data: 4/12/2010
Tipo: Solicitação

Mensagem: À
PREVI

Prezados Senhores,

Nessa votação de cunho nacional, envolvendo cerca dos 120.000 participantes para avaliar os termos do acordo firmado com o Banco, para distribuição do Superavit, é recomendável absoluta transparência no sistema utilizado para acolher os votos individuais.

Com a divulgação dos canais que serão utilizados para depósito desses votos: SISBB e telefone, pedimos a essa Caixa contratar Empresa de Auditoria Independente de reconhecida reputação, para acompanhar o processo em todo o seu desenrolar, dando publicidade ao parecer juntamente com o resultado apurado, se ocorrer a votação.

Atenciosamente,

AAPPREVI - Associação dos Assistidos, Aposentados e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI.
Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo


Matrícula: 6808340
Nome: MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE
E-mail: marcosmca@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Ao Anônimo das 12:58. Pois é... Sai no PDV em 1995 e hoje sou Juiz no RS, com Doutorado na Cambridge em Direito Previdenciário. Previdência Complementar é tema da Justiça Comum, tese confirmada pelo STF. Data Vênia... Ah, há jurisprudência de que pedevistas não mais podem reivindicar direitos junto a Fundos de Pensão. Não seria mesmo coerente com o "Mens legis"

Anônimo disse...

Colegas,
Segundo explicações do Sasseron, no dia do debate na TV BNancários, a parcela unica de 240%nao tem efeito retroativo. Trata-se de um pagamento negociado correspondente a 240% ( doze meses) e constará como apenas uma parcela. As demais subsequentes serão de 20%.

Anônimo disse...

Colegas,

Os funcionários da ativa votam via SISBB, enquanto não votam fica aquela tela torrando a paciência do cara até ele votar.

A PREVI não quer saber do voto dos aposentados e pensionistas, senão já teria implementado mudanças para que se pudesse também votar através do site da PREVI, afinal temos senha para isto.

Deixam o 0800 como único canal e rezam para que a maioria já esteja com problemas auditivos (vulgo surdo) e não ouçam as opções para o voto e desistam de participar.

Quando eles não querem, podem levar 20 anos para desenvolver um programa para a votação via intenet, coisa que se faria em 30 minutos.

Anônimo disse...

Para os já aposentados:

Os já aposentados que recebem complemento da Previ maior do que o benefício mínimo é só multiplicar o valor por 2,4 e o resultado será o equivalente às 12 parcelas que a Previ pretende antecipar. Desse resultado deverá ser deduzido o valor do I.R. e do INSS.

Exemplo: complemento da Previ = R$ 2.100,00 x 2,4 = 5.040,00 - INSS e IR

A partir de de Janeiro será: 2.100,00 x 20% = 402,00 - INSS e IR

E aos aposentados que recebem menos que o benefício mínimo será atualizado o teto para R$ 1.377,64 + 20% = 1.653,16 x 2.4 = 3.967,60 (valor ref.a antecipação das 12 parcelas, deduzindo daí o INSS e IR).

E a partir de Janeiro 1.653,16 x 20% = R$ 330,63.

MEU VOTO é "NÃO"

Henrique Soares disse...

Deixo a vegonha de lado e pergunto: Qual valor relativo ao INSS seria deduzido do meu provável futuro beneficio PREVI, visto que sou aposentado por INVALIDEZ? - Só a título de facilitar a quem puder ajudar na resposta segue um resumo de meu ESPELHO: BENEFÍCIO PREVI P300 - R$ 1.715,80 - P400 INSS BENEFÍCIO R$ 2.248,10 - De posse nvamente da vergonha cito sem valor as deduções: C560 - PREVI EMPR SIMPLES XXX - C515 COOPERFORTE XXX - ANABB MENSALIDADES XXX - PENSÃO ALIMENT S/PREVI XXX - C750 CONTR PARA CAPEC XXX - C767 CASSI PARTICIP XXX - C769 CASSI CO-PART XXX - C820 CASSI CONTR. PESSOAL XXX=- RENDIMENTO LÍQUIDO R$ 1.229,14 - Então amigos. Desculpem a pergunta ser tão pessoal, mesmo acreditando que muitos assim como eu ainda teem a mesma dúvida. Qual dedução INSS incidirá sobre meu provável acréscimo de 20%. Tenho que contar com vocês porque hoje ao ligar para a PREVI e falar sobre a dedução de Pensão Alimentícia sobre o mesmo, o funcionário EDSON disse que infelizmente não sabia me responder. RSRSRS Mesmo minha ex esposa sendo funci do BB (Ag VIP São Luís) quando me perguntou sobre o assunto eu já estava com a resposta na ponta da língua: Se a PREVI não garantir, eu garanto. Mas aí é outra história... Abraço a todos. PS Estou louco pra chegar o dia 09/12.

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

Anônimo das 15:47,

Onde vc viu q tem q deduzir o valor do INSS? Se é assim, a partir de janeiro, vai ter gente q vai ficar é com saldo negativo, como no exemplo:

Complemento Previ = 2.100
Benefício temporário (20%) = 420
INSS = 2400
a partir de janeiro = 2.100 + 420 - 2400 (INSS) - IR = saldo negativo

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Indícios de FRAUDE na votação do 0800 - Por um respeitável quase anônimo:

Há anos que nós aposentados somos obrigados (não sei por quem, pois não temos direção própria?) votar pelo: 0800 da Previ.

Não há nem necessidade de perguntar por quê. A lógica se impõe: o sistema 0800 tem que ser alterado de "pulse" para "tone" para dar certo.

Tenho certeza de que só pode ser a maneira de monitorar os aposentados, pois em três eleições da Previ e Cassi não consegui votar, pois era sempre direcionado para outro tipo de autenticação do voto até à terceira tentativa. Aí eu desistia. A primeira votação que tentei e não consegui nem ser atendido, pois eu ainda não sabia como mudar o modo de atendimento. Lembro-me da última vez o "atendente" virtual ter-me dito depois de votar:

"Você votou com sucesso na Chapa tal. Parabéns e obrigado".

Foi aí que eu "fiquei com a pulga atrás da orelha", pois senti que meu voto estava a descoberto e foi quando eu me lembrei do "plebiscito" do desarmamento pelo: 0800, igual ao nosso. Passei a tentar ensinar os colegas sobre o assunto, mas até hoje não consegui nenhum resultado.

Talvez por isso é que estamos nessa situação indigna da nossa cultura. Somos obrigados a participar de um "plebiscito" ilegal e imoral (pelo que expus). Estou com 80 anos. Será que ainda consigo ir até os 86 para aproveitar o tempo que me está sendo concedido pelo "acordo"?

Mesmo assim, votarei NÃO.

A.A.P.

Henrique Soares disse...

no meu comentário anterior nem sei dizer o que foi maior: meu transtorno da ansiedade ou minha estupidez. Penso que os dois juntos justificam tão grande ignorância. AGRADEÇO O ESCLARECIMENTO,

Anônimo disse...

Henrique, não estás tão errado. Quem se aposentou pre-97, A PREVI paga o total do beneficio(total dos proventos) e abate a parcela do INSS que só transita pelo espelho. Já a partir de 97, a PREVI só nos paga o compl PREVI e o INSS, extra-folha.

Jurandir Filho disse...

Voto SIM.
Acredito que o acordo foi bom e que haverá melhoras nas negociações a serem iniciadas em 2011, caso o cenário economico mundial continue estável, embora ainda desfavorável.
Só estou espantado com a reação de certos colegas que, demonstram claramente, estão com as mentes perturbadas. Muita calma, gente. Não se deixem influenciar por essas pessoas desequilibradas. Manter a mente limpa e sem ilusões, nesses momentos, é importante e saudável. Pensem que o aumento de 20% foi bom, o que é verdade, e durmam tranquilos. Deixem os ambiciosos com seus pesadelos só pra eles.

LUIZ FERNANDO disse...

VIVA O CANAEL. 100% de acerto. Só ver a nominata de quem assinou o pré acordo. Nem precisa atualiza-la, MARCOS, parabens.

Mauricio disse...

A Previ se baseou em decreto-lei fraudado, o 81.240/78 para reter indevidamente as contribuições vertidas dos PDVistas.
A própria Casa Civil da Presidência da Republica já reconheceu a fraude no decreto.
Mais informações, acessem o blog: http://demitidosdobb.blog.terra.com.br/ e nos sites de nossas associações: www.abraprev.com.br e www.adbb.com.br, neles são narradas minuciosamente toda a engenharia arquitetada que permitiu ao Banco do Brasil e a Previ se apropriarem das reservas previdenciárias dos PDVistas.
A fraude foi só uma das violações praticadas pelo Banco do Brasil e a Previ, outras, denunciamos na Corte Interamericana de Direitos Humanos - CIDH
Não estamos parados, a fraude será anulada, as violações de nossos direitos comprovadas, vamos virar o jogo.

Mauricio Furtado
Movimento Nacional dos Demitidos do Banco do Brasil

Anônimo disse...

Aos colegas anônimos de 12.58 e 06.41 (14.29)
Não tenho conhecimento de manifestação posterior do STF, mas sei que há uma decisão do Min. Carlos Britto - seguindo o parecer do MPF - no sentido de que a justiça do Trabalho é competente para dirimir questões relacionadas à previdência complementar de empregados (no caso específico, a Valia), porque a controvérsia decorre da relação de trabalho, no ato da contratação. Isso em se tratando de revisão de benefício. Não creio que seja diferente no caso da utilização do superávit, já que a destinação primária deste deve ser exatamente a revisão dos benefícios.
Quanto ao voto, digo NÃO ao acordo, embora não consiga entender qual o significado prático dessa enquete, já que não há previsão estatutária da necessidade de aprovação dos assistidos para validar a decisão da diretoria/PREVIC/SPC. Mas mesmo assim, voto NÃO. É indecente a proposta.

Anônimo disse...

Ao Henrique Soares (17:20) e demais participantes do Blog.

Na minha informação (15:47) informei equivocadamente desconto do INSS aos aposentados, sobre a verba a receber do superávit. Ao invés de INSS leia-se descontos da CASSI.

Então: sobre o valor bruto será descontado o valor devido ao I.R e à CASSI.

DESCULPEM!

Anônimo disse...

Colega das 14.29, entre outras coisas o senhor disse:
--------------------------
Sai no PDV em 1995 e hoje sou Juiz no RS, com Doutorado na Cambridge em Direito Previdenciário.... Ah, há jurisprudência de que pedevistas não mais podem reivindicar direitos junto a Fundos de Pensão. Não seria mesmo coerente com o "Mens legis"
--------------------------
Realmente existe jurisprudência contra os pedevistas, embora baseada em falsas premissas, pois o Decreto 81240/78 havia sido grosseiramente rasurado justamente na parte que rege a matéria.
Nenhum juiz ao dar seu parecer percebeu a fraude. Somente os prejudicados, incansáveis em suas pesquisas e inconformados com a falta de coerência da lei, foram capazes de encontrar dizeres distintos entre o original arquivado e a publicação no D.O. Agora todos se esquivam, a Casa Civil não explica e se omite, pessoas que ignoram a matéria batem nessa tecla da jurispruência.
Talvez o senhor seja a pessoa certa a me dirigir. Por favor, pesquise o assunto na internet. Há diversos sites, blogs, grupos de discussão a respeito. Pesquise sobre a denúncia na Cidh, visite os sites da Abraprev, da Andebb e da Adbb.
Como juiz, o senhor deve estar sempre em busca da verdade, e pelo seu envolvimento com a matéria (pedevista de 95), talvez se torne mais um divisor de águas, um grande aliado na busca por justiça.
É uma situação tão inCRÍVEL que somente com muita informação e olhar atento e aberto ä mudança de uma opinião cristalizada e consensual para chegar ä verdade dos fatos. Permita-se olhar diferente e o sr. terá uma surpresa.
Atenciosamente,
Luciana