segunda-feira, 18 de abril de 2011

Pedido de Impugnação

Caros Colegas.

Eis a íntegra da mensagem que a AAPPREVI encaminhou à FAABB, nesta data:

À
FAABB – Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Prezados Senhores,

REQUERIMENTO DE IMPUGNAÇÃO

A AAPPREVI vem respeitosamente solicitar a impugnação do resultado e do processo de escolha de um representante da FAABB, conforme determinado na sua ENQUETE datada de 05/04/2011, alterada em Ofício do dia 11/04/11, de acordo com os anexos 1 e 2, pelos motivos abaixo enumerados, consubstanciando irregularidades bastantes para prover este pedido:

a) Falta de regulamento específico contendo os critérios básicos e inquestionáveis para viabilizar a escolha, tais como: nomeação de comissão responsável; divulgação prévia dos nomes dos candidatos; duração do mandato do cargo sob votação; inelegibilidade de dirigentes de Entidades declaradamente defensoras do patrocinador (ANABB, ANABBPrev e CoopANABB), portanto contrárias aos interesses dos participantes e assistidos da PREVI em confrontos com o Banco;

b) Centralização da captação e apuração dos votos nas mãos da Presidente da Federação, diretamente interessada no resultado. Afinal o escolhido deverá acompanhá-la em jornadas de trabalho;

c) Exiguidade do prazo estipulado. Inicialmente seis dias, depois prorrogado por mais quatro sob alegação de que poucos eleitores haviam se pronunciado, o que leva à suposição de que o resultado parcial conhecido não contemplava os interesses da centralizadora dos votos (anexos 1 e 2, citados);

d) Existência de membro da Federação também candidato à vaga, por afiliada, com direito ao conhecimento da marcha da apuração, se do interesse da Presidente;

e) Quebra do sigilo de votos com anúncio prévio das Associações AAPPREVI, AFABB-PA, AFABB-Uberaba, AFABB-PR e AFABB – Joinville, conforme emails divulgados publicamente – anexos 3, 4, 5, 6 e 7, em ordem cronológica de datas e horários de recebimento, o que pode ter influenciado outros eleitores;

f) Influência da Presidente com cargo de direção em Associações com direito a voto (AFABB-BH e UNAMIBB);

g) Tentativa da Presidente Isa Musa de Noronha de desqualificar a candidatura do Presidente da AAPPREVI, enaltecendo outro nome em mensagem do dia 07/04/2011 endereçada à pensionista Rosalina de Souza, nossa Dirigente (anexo 8);

h) Exclusão dos sócios das Associações no processo de indicação como voto válido.

Para fundamentar a honestidade de propósitos, a AAPPREVI se propõe a retirar a candidatura do seu presidente em um próximo pleito para o mesmo fim, reservando-se o direito de indicar outro nome, se a inelegibilidade do Dirigente Marcos Cordeiro de Andrade contribuir para a transparência do processo da escolha, reiterando o pedido inicial de impugnação.

Nestes Termos,

Pede deferimento.

Associação dos Participantes, Assistidos e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI - AAPPREVI

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Ari Zanella
Vice Presidente Administrativo

José Gilvan Pereira Rebouças
Vice Presidente Financeiro
=======================================================

Folha 1/6

Anexos ao Requerimento à FAABB, contendo pedido de impugnação do processo e resultado da ENQUETE do dia 05/04/2011, e alteração de 11/04/2011, em que é determinada a escolha de representante para figurar junto à Presidente Isa Musa de Noronha em entendimentos e negociações envolvendo o Banco do Brasil e a PREVI.
Curitiba (PR), 18 de abril de 2011.

Associação dos Participantes, Assistidos e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI - AAPPREVI

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Ari Zanella
Vice Presidente Administrativo

José Gilvan Pereira Rebouças
Vice Presidente Financeiro
=============================================================================
Anexo “1”

Às Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Sr. Presidente,

ENQUETE = PARTICIPAÇÃO DA FAABB À MESA NEGOCIAÇÕES COM BANCO E PREVI

Hoje a FAABB se faz representar oficialmente por sua Presidente, embora estejam à mesa, o Presidente da AAFBB e o Presidente da AFABB SP. O primeiro está à mesa em decorrência da composição de forças constituídas nos poderes da PREVI, o segundo, por ser membro do Conselho Deliberativo da Previ. Ambos aposentados e de entidades filiadas à FAABB representam ali os interesses inerentes à nossa categoria.

Contudo, a FAABB considera oportuno ampliar nossa presença à mesa, e deixa à escolha de nossas filiadas a indicação de mais um nome dentre os atuais Presidentes em efetivo exercício nas associações filiadas. Esse, ao lado da presidente da FAABB e/ou a substituindo em ausências pontuais, participará de reuniões posteriores com o Banco e eventuais reuniões com as demais forças representativas do funcionalismo do Banco, sempre com despesas custeadas pela FAABB.

Solicito que cada Associação mantenha entendimento com as demais, articule, troque idéias e até dia 11 de abril faça sua indicação em e-mail à FAABB (faabb@hotmail.com), em mensagem identificando no campo “Assunto” – INDICAÇÃO DE REPRESENTANTE. O Presidente que reunir o maior número de indicações por parte das filiadas será o escolhido.

Folha 2/6

FAABB 5 de abril de 2010

Atenciosamente

Isa Musa de Noronha
Presidente
=============================================================================

Anexo 2

11/04 – 10:20

Às Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Sr. Presidente,

A ASSOCIAÇÃO QUE AINDA NÃO ENVIOU SEU NOME ESCOLHIDO ROGO QUE O FAÇA RAPIDAMENTE

Recebi e-mails de algumas filiadas dizendo ser curto o prazo para a indicação de representante. Considerando que a próxima reunião com o Banco do Brasil e a Previ será somente em 5 de maio, peço-lhes esforços para que todas as Associações filiadas enviam o nome de sua escolha até o próximo dia 15. Até agora, 10 Associações já manifestaram suas escolhas, reitero para que aquelas que ainda não o fizeram que procurem entender-se com as co-irmãs de modo que possamos, até dia 15, termos o nome escolhido.

Algumas associações questionam a exigência de que o indicado seja o Presidente de uma de nossas AFABB. Nosso Estatuto reza que: “CAPÍTULO IV - DA ASSEMBLÉIA GERAL - Art. 9º - A Assembléia Geral é integrada por um representante de cada filiada, preferencialmente por seu Presidente.” A abertura dada pela expressão “preferencialmente” é para que, em caso de impedimentos ou por escolha da entidade, o Presidente poderá indicar outro membro para a representação.

Destarte, solicito que cada Associação mantenha entendimentos com as demais, articule, troque idéias e até dia
Folha 3/6

15 de abril faça sua indicação em e-mail à FAABB (faabb@hotmail.com), em mensagem identificando no campo “Assunto” – INDICAÇÃO DE REPRESENTANTE. Aquele que reunir o maior número de indicações por parte das filiadas será o escolhido.

Obs.: anexo novamente a lista de AFABB com algumas alterações enviadas pelas entidades.
FAABB 11 de abril de 2010

FAABB 11 de abril de 2010

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha
Presidente
=============================================================================
Anexo 3

07/04 – 05:27
À

FAABB - Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Prezados Senhores,

A AAPPREVI vale-se do presente para indicar o seu Presidente em exercício, MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE como candidato à vaga de representante da FAABB, nos termos da ENQUETE = PARTICIPAÇÃO DA FAABB À MESA, datada de 05 de abril de 2011, anexa.

Atenciosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Ari Zanella
Vice Presidente Administrativo

José Gilvan Pereira Rebouças
Vice Presidente Financeiro

Associação dos Participantes, Assistidos e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI
AAPPREVI
=============================================================================
Anexo 4
08/04 – 13:42
Prezada Presidenta Isa,
Folha 4/6

Concordamos com a indicação do colega Claudio Lahorgue,efetuada pela AFABB-UBERABA No impossibilidade de sua participação sugerimos o nome do companheiro Roberto Abdian, da AFABB-TUPÃ SP.

Abraços

José Eduardo B.Pontes
Presidente da AFABB-PA
Cel.(91) 8821-7642
========================================================================

Anexo 5
08/04 - 11:38
Sent: Friday, April 08, 2011 11:37 AM
Subject: Re: REITERANDO ENQUETE

Em atenção ao e-mail abaixo indicamos o Presidente da AFABB-RS CLÁUDIO NUNES LAHORGUE para participar da mesa de negociações com o Banco e PREVI.

Romildo Cândido Ribeiro
Presidente
AFABB-UBERABA
Associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil de Uberaba
Visite nosso site: www.afabbuberaba.com.br
=============================================================================
Anexo 6
12/04 – 09:45
Para: FAABB
Indicamos o nome do colega CLAUDIO NUNES LAHORGUE, Presidente da AFABB-RS, como nosso rrepresentante junto à mesa de negociação e do colega PEDRO PAIM, da AFABB-BA, para substituí-lo nos seus impedimentos, certo de que ambos saberão defender com independência os interesses dos Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil. Saudações
Nereu João Lagos - Presidente da AFABB-PR


Anexo 7
12/04 – 12:05
Prezada Isa,

A AFABB Joinville-SC, inidica o nome de CLAUDIO NUNES LAHORGUE, presidente da AFABB-RS, para compor a Mesa de Negociação BB/PREVI.
Ari Silveira dos Santos – Presidente

Folha 5/6
Nelson Fernando Neitsch – Vice-presidente Administrativo
====================================================
Anexo 8

Mensagem original
De: isamusa < isamusa@uol.com.br >
Para: vhspassini@uol.com.br
Assunto: RES: Representação na Revisão do Plano Um da Previ.
Enviada: 07/04/2011 23:21

Cara Rosalina,

Uma pena que você não conheça o belo trabalho da AFAGO. Procure no site http://www.afago.com.br e veja quantos serviços presta aos associados de Goiás. Procure o Maia, fale com ele, verá que ele é um colega devotado às causas de todos nós.
Atenciosamente
Isa Musa

Você lerá na página, em “Projetos” as iniciativas da AFAGO, a saber:

• Projeto Ajuda;
• Projeto Multiplicar;
• Projeto Pré-Aposentadoria;
• Projeto Pós-Aposentadoria;
• Projeto Comunicação e Marketing (Folder, Palestras, Etc.);
• Congresso Goiano da Mulher do BB;
• Congresso Goiano do Homem do BB;
• Reestruturação de Núcleos e Representações;
• Projeto Integração Comunitária;
• Reestruturação Administrativa;
• Reestruturação Logística;
• Projeto Videoteca;
• 1º Campeonato da Melhor Idade;
• Projeto PREVI - Terceirização;
• Projeto CASSI - Terceirização;
• Projeto BB - Terceirização;
• Projeto Imobilizado;
• GT-CASSI - Reforma do Estatuto;
• GT-PREVI - Reforma do Estatuto;
• GT-PREVI/CAPEC - Reforma do Regulamento;
• Pensionistas (Complemento de Benefício).

Ainda poderá ver os princípios que norteiam a AFAGO em/MISSÃO
Buscar a efetiva integração de seu quadro social, através de ações que promovam uma melhor qualidade de vida de seus associados e familiares, visando atender suas expectativas.

VISÃO:

Folha 6/6
Ser a melhor associação de aposentados e pensionistas da comunidade do Banco do Brasil, sendo referência, com excelência comprovada por indicadores em:

• Satisfação dos associados e familiares;
• Máximo rigor na utilização dos recursos da associação;
• Promoção de ações visando equilíbrio familiar e financeiro, promoção de saúde, crescimento social e cultural.
VALORES:
A AFAGO conduz suas ações motivadas por princípios humanitários e éticos expressos pelos seguintes valores:
• Cidadania, democracia, transparência, responsabilidade sócio-ambiental, voluntariado, honestidade, integridade, justiça, respeito, competência, criatividade, coerência, comprometimento e solidariedade.
=================================================
Fim dos 08 anexos, contidos em 06 folhas.

Curitiba (PR), 18 de abril de 2011.

Associação dos Participantes, Assistidos e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI - AAPPREVI

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Ari Zanella
Vice Presidente Administrativo

Jose Gilvan Pereira Rebouças
Vice Presidente Financeiro

46 comentários:

Anônimo disse...

Apoiado MARCOS...com relação a essa " TURMA "..." DE ONDE A GENTE MENOS ESPERA...DAÍ É QUE NÃO SE ESPERA NADA MESMO "...

Anônimo disse...

É Isa Musa, decepcionante o seu posicionamento com relação a esta escolha, bem como na sua defesa do Maia, Presidente da AFAGO: certamente por ter tanta atividade como você relacionou é que ele nem teve tempo de votar na enquete.
Me poupe, Isa Musa, São quase vinte anos à frente da AFAGO e o que ele menos faz é defender os aposentados.

Anônimo disse...

ATT de Dona ISA NORONHA,


Os elogios ao Presidente da AFAGO foi a gota d'água. O conceito que a sra. tinha comigo foi abaixo de zero.

Todos os colegas aos quais pergunto informações sobre o Maia as respotas são todas em tom negativo. Olhe, as perguntas foram dirigidas a funcionários que não tem ligação com nenhuma facção, são pessoas de bem e totalmente isentas.

Um elemento que faz uma placa comemorativa em honra ao ex-presidente da Previ Sérgio Rosa quando da apresentação do resultado Previ em 2010, aqui em Goiânia, em sinal de apoio a tudo de errado que esse presidente fez na Previ e lastimável.

Então, acredito que a sra. deve ser igual ao Maia ou pior. Um gambá cheira a outro.

A máscara caiu dona ISA NORONHA a senhora não nos engana mais.

Os seus colegas de Anabb, Previ, Cassi devem estar satisfeita com o seu desempenho, se aproximou de nós com outras intenções.

Quem sabe o Maia lhe oferece uma placa pelos serviços prestados a essas associações e também pelo desserviços prestados aos participantes e assitidos da Previ.

Anônimo disse...

Marcos,
Eu tinha dúvida se tu eras pirado. Depois deste pedido de impugnação não tenho mais.
Estou sabendo que uma das Associações que compôem a Federação numa próxima assembléia estará pedindo a exclusão da AAPREVI, e com fundamentos irrebatíveis.

Lena. disse...

Que vergonha dona Isa, acabei de crer que a senhora tinha razão quando disse que estava velha. Achei que fosse só a velhice,mas não.Tem burrice,idiotice,canalhice,maluquise.

Que ''afago'' ao presitente da AFAGO.
A sua máscara caiu dona Isa! pula fora! entrega o seu cargo para quem tem ficha limpa. Tinha coisas no ar.

Deus é fiel.

Anônimo disse...

Anônimo das 08:25,

Estive presente na apresentação dos resultados em Goiânia e fiquei decepcionado quando o sr. Maia, da AFAGO-GO, entregou a placa comemorativa em honra ao sr. Sérgio Rosa. Os que ali estavam presentes precoupavam-se tão somente com a distribuição justa do superávit, enquanto ele se preocupava em homenagear o Dr. Sérgio. A atitude demonstrou ser ele um grande puxa-saco querendo obter um cargo dentro da nossa Previ.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo sabe tudo, das 08:30.

Nós não queremos isso, mas se ocorrer, paciência. "Tanto melhor, combateremos à sombra".

Anônimo disse...

Quais argumentos irrebatíveis
poderiam ser usados para desfiliar a AAPPREVI da Federação? por cumprir o que se propõe, brigando para conseguir justiça para seus participantes ou por ter a coragem de denunciar toda essa lama que estamos acompanhando?
Devemos nos preparar, para defender o Marcos de qualquer injustiça, que possa vir a acontecer. Defendê-lo virtualmente, e se necessário na área juridica, com possivel contribuição financeira.
Marcos, não sei se coragem é piração. Um abraço

Anônimo disse...

Caros colegas,
Segunda-feira, 18/04/2011

Uruguai é o próximo passo para expansão do BB

Depois da Argentina, a expansão do Banco do Brasil na América do Sul deve seguir pelo Uruguai. Estuda-se a possibilidade de transformar a filial uruguaia do Patagônia, que hoje atua como instituição financeira para estrangeiros, em banco comercial. A decisão sobre a viabilidade do negócio sairá ainda neste ano e antes mesmo da compra de participações acionárias em outros três países da região onde o BB está de olho em aquisições - Chile, Peru e Colômbia.

A filial do Patagônia está no luxuoso balneário de Punta del Este e lida basicamente com depósitos de argentinos que preferem levar suas economias para os cofres uruguaios. Traumatizada com a quebra de bancos e medidas do governo que impedem saques, como o "corralito" de 2001 (restrição de saque de dinheiro pelo governo), a classe média na Argentina cultiva o hábito de carregar dinheiro vivo até o Uruguai e depositá-lo nos bancos do país vizinho, que aceitam contas em dólares e são vistos como mais confiáveis. Pesa nisso a legislação uruguaia de proteção ao sigilo bancário, que o deixa na incômoda lista cinza de paraísos fiscais da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), apesar de mudanças na lei desde janeiro.

Antes de avançar em negociações para a aquisição de um banco local, o BB decidiu que essa era a melhor alternativa para entrar no Uruguai, principalmente devido à pesada legislação trabalhista do país. O Patagônia em Punta del Este tem uma estrutura muito reduzida e pode crescer sem a herança de passivos com trabalhadores, algo que poderia atrapalhar a vida do BB em caso de compra de uma entidade financeira maior.

O próprio BB viveu na pele o peso das cláusulas trabalhistas uruguaias. Em 2001, em meio a um plano de redução de custos, o banco fechou sua agência em Montevidéu, com 42 funcionários, que era deficitária e cujo custo com mão de obra era o mais alto na América do Sul.

Somente em 2007, por insistência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o BB voltou a operar em Montevidéu. Depois de anos de disputa na justiça local, onde os sindicalistas uruguaios cobravam indenizações pela demissão dos funcionários, chegou-se a um acordo para fazer o pagamento e encerrar os processos judiciais.

Essa experiência ainda está fresca na memória do BB e joga a favor da transformação da filial do Patagônia em base para o crescimento do banco no Uruguai. De qualquer forma, ainda não é uma decisão tomada. A palavra final será dada somente nos próximos meses.

Fonte: Valor Econômico

Anônimo disse...

O anônimo das 08:30 h é um tremendo mal caráter. Caro Marcos, realmente estamos lidando com gente da pior espécie. Talvez seja melhor contratar seguranças pessoal para evitar ser surpreendido nas ruas por estes BANDIDOS que se apossaram das associações que deveriam ser nossas defensoras. É gente da pior qualidade. E tem um tal Dr.M...que diz não querer criticar as associações. Tá brincando, né !!

rosalina de souza disse...

Caro colega das 08:30.

Se na próxima reunião ocorrer o pedido de desfiliação da AAPPREVI é porque de fato a Federação terá que ser reavaliada.

a) Em todas as votações envolvendo a distribuição do Superávit, muitas das associação se quer votaram?.

B) Eu não conheço cada presidente de associação nem qual trabalho estas representações desenvolvem em prol dos seus associados, mas posso lhe garantir que a AAPPREVI toda a sua arrecadação é destina unicamente aos seus sócios, com várias ações em andamento e muitas outros que virão.

C) Ninguém pode dizer que ouve uma disputa ÉTICA, pois uma associação representante do SUL DO PAÍS filia-se em tempo recorde e é agraciada com votação dos colegas presidentes muitos abdicaram do direito de disputa em favor do Colega da FAABB RS.

d) Encaminhei e-mail a todas as associações participantes da Faabb e também a Presidente da Federação,e apenas ela me respondeu,será que estas associações prestam mesmo atendimento aos seus associados ou é apenas um instrumento de arrecadação?.

e) E por último não me sinto representada nesta atual negociação e nem nas negociações passadas, trabalhei muito ao lado do meu falecido marido, para hoje ser tratada com descaso, até mesmo com certa discriminação dos Dirigentes que estão a serviço dos seus Filiados, estes devem olhar para os seus, para a nossa classe de pensionistas que a muitos e muitos anos estamos a viver de empréstimos.

Quero ter o direito a um representante na mesa de negociação,se não for dos quadros da AAPPREVI,mas um representante comprometido não só com a Rosalina de Souza, pensionista mas com quase 20 mil colegas que estão mendigando, após ter lutado tanto criado os filhos e agora na terceira idade ter todo tipo de privação.

Não vamos nos curvar diante das alegações dos demais representantes e acho que todos têm o amplo direito a defender suas teses, e a AAPPREVI não tem apenas um defensor e sim todos os seus associados que buscam reparação para cada erro cometido nas negociações passadas e nos erros que querem continuar cometendo neste realinhamento do Plano de Benefícios da Previ PB-1.

Cordiais Saudações

Rosalina de Souza

Pensionista

Matrícula 18.161.320-4

ANTONIO FUZINELLI disse...

ANONIMO DAS 8:30
GOSTO DE PESSOAS PIRADAS, MAS HONESTAS.

TODOS SOMOS UM POUQUINHO PIRADO, DEPOIS DE TANTOS ANOS DE BB, MELHOR PIRADOS SOZINHOS QUE MAL ACOMPANHADOS, SE A FEDERAÇÃO ESTÁ CONTAMINADA, MELHOR SEM ELA.

Anônimo disse...

Em vinte anos de existência, a AFAGO listou apenas estes projetos? A Presidente da Faabb constatou se os projetos estão apenas listados ou sairam do papel?
Não temos conhecimento de nenhum atividade do Maia, que agrade ou é favorável aos aposentados.
Mais uma desinformação da Isa Musa, que faz-nos preocupar ainda mais e nos colocar em dúvida de qual lado ela está. Palavras, Isa, são palavras.
Grande coisa ser ou não ser da FAABB.

Anônimo disse...

Uma vez que os negociadores que têm vínculo com a ANABB não se declaram "interditados" OU coisa que o valha, é chegada a hora de, na Justiça, impedi-los que continuar com essa farsa, fingindo que nos defendem nas negociações onde os interesses de aposentados X bb estão em cotejo (vide estatudo da Anabb).

PARABÉNS, MARCOS, pela iniciativa presente, e PENSE BEM no que estou a sugerir. Ouça seu assessoramento jurídico sobre a possibilidade.

mesquitasantana disse...

Parabens Meu caro Marcos.

Sua alusão à quantidade de flexas dos inimigos que cobririam o sol foi realmente espetacular, parabéns mais uma vez.

abraços a todos

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem de Ary Taunay Filho:

Prezado Marcos,

Estou acompanhando a verdadeira "briga de foice no escuro" que tem sido a formação da mesa para discussão do superávit.
Vejo as propostas apresentadas, os posicionamentos diversos, mas principalmente a atuação daqueles que supostamente estariam imbuídos da nobreza para defender os interesses dos assistidos pelo Plano 1, mais especificamente aquelas lideranças que tem e sempre tiveram assento garantido e livre trânsito nos corredores do patrocinador.
O momento mostra diversas faces da realidade, pois não se trata apenas de definir esta ou aquela proposta, mas também é oportuno para que os envolvidos conheçam realmente quem são seus representantes e a que interesses reais estão atrelados.
Marcos, basta uma inteligência mediana, basta raciocínio lógico, para que qualquer um que realmente deseje analisar os fatos à luz da verdade, para que se perceba o abandono a que os assistidos, aposentados e pensionistas, foram joga dos por suas "lideranças" eternas.
Quem se apresenta como líder, quem pretende ser líder de uma determinada facção ou segmento, não pode fazê-lo partindo do princípio de que seus representados ou são "burros" ou "débeis mentais".
A liderança da FAABB, entidade sustentada pelo dinheiro dos participantes da Previ, que há anos transita pelo mesmo meio dos aposentados e de quem se esperava uma atitude enérgica à mesa de negociação, simplesmente não disse para que veio, mesmo depois de tantos anos arrecadando contribuições, que até onde se sabe sustentaram a máquina da federação "azeitada", justamente no momento em que é mais exigida, no momento em que finalmente tem a oportunidade de mostrar sua real finalidade, simplesmente trai sua razão de ser.
Quem se apresenta como liderança e articula com o "inimigo" uma forma de fazer seus próprios "soldados" aceitarem a derrota felizes, não é liderança e não merece o lugar que ocupa.
Que m lança um processo eletivo, ou de simples escolha, não define regras claras, muda as poucas regras no andamento do processo, tumultua o próprio processo, talvez até como forma de desviar o foco, não merece o lugar que ocupa.
Quem age desta forma, mesmo sabendo da repercussão que suas atitudes terão e persiste não se sabe a troco de que, não merece o lugar que ocupa, ou por não estar preparado ou por ser mal-intencionado.
Não existe qualquer análise que fuja disto.

Eu acredito que os assistidos da Previ sofrerão mais um revés, até entendível se viesse da artilharia pesada de BB e Previ, mas inaceitável, histórico e deprimente que venha de quem durante décadas apresentou-se como defensor, foi alimentado para isto e na hora em que foi exigido, ruiu como um castelo de areia.

É chegada a hora de renovar, pois a pena é abreviar a sobrevivência do Plano 1 da Previ.

Ary Taunay Filho


Guaíba(RS)


Fones : DDD 51 - Fixo

Juarez Barbosa disse...

Prezado Marcos e colegas de luta,

Enfatizo que se não derrubarmos os dispositivos da RES26 e o voto de minerva do patrocinador na Previ, de pouca ou nenhuma valia terá o nosso representante nesta mesa de negociações. Pensem bem!!!!!

Anônimo disse...

Estou de inteiro acordo com o pensamento do colega JUAREZ BARBOSA, que, aliás, vem desenvolvendo, a meu ver, uma atuação efetiva e pragmática, na busca de resultados favoráveis ao nosso grupo. Miike

Anônimo disse...

" NAO FOI PRECISO AS UVAS AMADURECEREM -......e logo se revelou - ( ou melhor disseram para ela ) -...mostre logo o motivo da sua/nossa presença...e ela obedeceu...deixou cair a " máscara " e " felizmente " para todos nós aposentados ( alguns desinformados )...tomou sua posição ao lado do " patrão " e sua " turma "...mordeu a isca preparada pelo MARCOS...mais cedo ou mais tarde iria acontecer..." PODE-SE ENGANAR A TODOS POR ALGUM TEMPO; PODE-SE ENGANAR ALGUNS POR TODO TEMPO; MAS NÃO SE PODE A ENGANAR A TODOS TODO TEMPO...(Abraham Lincoln)...

Anônimo disse...

Realmente não existe máscara que não descole da "lata" em algum momento.

Algumas questões começam a ficar claras:

Por quais motivos a ADIN não foi levada adiante até hoje?

Por que sentam na mesa cut, anabb, bb e ninguém para defender a outra parte?

Como pode alguém fazer parte da Anabb e dizer que defende interesse dos beneficiários, uma vez que a anabb existe para apoiar os interesses do patrocinador?

Como dirigentes de associações totalmente vendidas conseguem se perpetuar nos cargos sem nada fazerem de bom para seus associados?

TÁ TUDO DOMINADO

Anônimo disse...

Num futuro não muito distante nossos descendentes nos tomarão por idiotas, quando tiverem a comprovação documental que todas essas estruturas de entidades de aposentados eram patrocinadas pelo bando do brasil

mesquitasantana disse...

Caros colegas

Com pedidos de desculpas, "Flecha" é a grafia correta ou a ortografia do instrumento a que me referi.

Marcos, Combateremos à sombra com você e a falta dessas instituições velhas e obsoletas e sem suas lideranças em quem não se pode confiar, melhor assim. A AAPREVI nasceu sob o signo da lealdade e o caminho trilhado até aqui, por certo a levará à Vitória. Nenhum Império sobrevive para sempre, portanto, o Império formado pela confraria ANABBFAABB terá tambem seu fim. E a PREVI retomará o seu lugar devido, e livre dessa gang.


abraços a todos

Anônimo disse...

Pelo que se vê Dona Isa está fora de forma, não tem peito nem jogo de cintura.
Armou um circo para justificar sua preferência e agora joga a responsabilidade da escolha para as outras associações, muito malfeito seu processo e agora duvidoso.A senhora não emitiu um comentário sobre o eleito, e estava sempre presente aqui no blog.
Eu sequer conhecia o seu preferido, somente após a escolha tive acesso à informações entre outras de que é ferrenho defensor do patrocinador. Então estamos com a raposa no galinheiro?
Deus me livre e guarde de voces cuidando de meus interesses, de agora em diante, a senhora não tem mais a minha confiança (Grande coisa não é? Nem faço parte de sua associação, mas já fiz um dia. Por que sai?).
Marcos, é com voce que estamos e contamos.
Elisabeth

Anônimo disse...

Prezado Marcos,apoiamos incondicionalmente o pedido de impugnação. Que caiam as máscaras. Reiteramos ainda nosso desejo de que a votação quanto a indicação do nosso representante seja aberta aos associados e que ninguem melhor do que voce para nos representar nesse momento com toda sua lucidez e conhecimento de causa. Estamos juntos de voce representando a AAPPREVI e "de olho neles". Força!!!

Anônimo disse...

Colegas leiam o comentário Paixões do Medeiros, em seu blog, dá até tristeza que nem merece comentários.

É, parece que cada um tem sua maneira de abordar um tema.

Anônimo disse...

Dona ISA,

Nos canais da inteligência a sua atuação é chamada de infiltração.

Se infiltrou em nosso meio para fazer o serviço sujo.

A sra. nos enganou, não a todos, mas enganou, mas querendo ou não erros são cometidos e você os cometeu. Ainda bem, se não essa situação iria perdurar por mais tempo.

Quem sabe uma placa da AFAGO não lhe faria bem neste momento para comemorar os relevantes serviços prestados aos amigos do Rei.

Anônimo disse...

Alo Marcos? Meu amigo sai fora dessa federação. Nada disso leva a nada. Não existe mais negociação com o banco desde a invenção da resolução 26. Não perca seu tempo e o nosso com isso.

José Roberto Eiras Henriques disse...

A quem realmente a FAAB representa?

O art.40 não deveria ser obedecido nessa escolha do representante?

Art. 3° - São finalidades da FAABB:
I - Estabelecer canal de comunicação entre suas filiadas e com:
a) os poderes constituídos;
b) o Banco do Brasil S. A.;
c) a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil - PREVI;
d) a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil - CASSI;
e) outras entidades de funcionários do Banco do Brasil.
II - Pugnar por melhores condições de vida para os funcionários da ativa do Banco do Brasil, seus
aposentados e pensionistas;
III - Contribuir para a preservação do Banco do Brasil enquanto Sociedade de Economia Mista com o objetivo de resguardar a integridade e a unidade daquela instituição;
IV - Estimular o desenvolvimento de uma consciência de responsabilidade do funcionalismo do Banco do Brasil para com a comunidade nacional;
V - Defender os legítimos interesses individuais e coletivos dos associados de suas filiadas,
perante o Banco do Brasil, a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – PREVI
e a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil - CASSI, representando-os e
atuando como órgão técnico ou consultivo frente às organizações de funcionários do Banco do
Brasil, autoridades administrativas, legislativas e judiciárias, movendo ações isoladas, complementares ou conjuntas às de outras instituições, podendo propor Ação Civil Pública Coletiva de Consumidores, Mandado de Segurança Coletivo ou qualquer outro meio de defesa dos interesses difusos a serem implementados no ordenamento legal.
VI - Organizar e promover painéis, conferências, seminários, encontros, convenções e congressos
destinados ao estudo, discussão e encaminhamento de soluções para os problemas que se relacionem com suas finalidades, bem como participar de eventos organizados por outras entidades.
VII - Promover a solidariedade e a união entre suas filiadas, prestigiando-as e com elas
colaborando em seus empreendimentos e programas;
VIII - Incentivar a organização dos funcionários aposentados e pensionistas do Banco do Brasil;
IX - Manter mecanismos que assegurem aos funcionários aposentados e pensionistas o
conhecimento de seus direitos e os meios capazes de garanti-los;
X - Desenvolver estudos técnicos e coordenar ações que envolvam matéria de interesse coletivo de
suas filiadas, informando-as incontinenti sobre o andamento e resultados das providências
adotadas.
§ 1° - Nos termos do Artigo 5°, Inciso XXI da Constituição Federal, a FAABB poderá representar
os associados de suas filiadas, judicial ou extrajudicialmente, seja individual ou coletivamente,
após consulta e aprovação da Assembléia Geral, podendo, em caráter de urgência, fazer essa
consulta “a posteriori”.
§ 2° - A FAABB poderá colaborar e/ou atuar em conjunto com outras organizações de
trabalhadores, aposentados e pensionistas cujos objetivos sejam afins aos seus.
§ 3° - A FAABB poderá prestar serviços jurídicos aos seus associados.

CAPÍTULO IX - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 39 - A FAABB não se envolverá em questões político-partidárias, ideológicas, religiosas e
relativas aos sexos ou raciais.

Art. 40 - O Conselho Deliberativo manterá um regulamento de eleições, que terá validade depois
de aprovado pela Assembléia Geral.

Anônimo disse...

Apóio e sei que todos da AAPPrevi também apoiamos o nosso Grande Guerreiro Marcos Cordeiro, que com essa iniciativa de pedido de impugnação , nos mostra o quanto é leal aos interesse maiores dos aposentados e pensionistas do PB1.
Demonstra assim sua coerência e grande capacidade de dicernimento.
Desde que D. Isa foi cooptada pela Anabb, não tem mais nossa confiança.
Devia isso sim, D. Isa, renunciar ao seu cargo, colocando o à disposição de quem realmente tem corágem e determinação frente aos desafios iminentes.

Isa Musa disse...

Prezados colegas,
Não freqüento o blog do Marcos há muito tempo. As mensagens minhas que vocês às vezes lêem aqui é porque respondo aos e-mails que ele me envia. Contudo, face a este momento, resolvi acessar o blog e me espanta o clima de ódio e incompreensão. Então, aqui respondo cada um dos meus acusadores:
PARTE I –
Ao Anônimo de 18 de abril de 2011 08:15
Não sei a que “turma” o prezado colega se refere. Não pertenço a turmas, presido a FAABB e tenho consciência de meus deveres e responsabilidades;
Ao Anônimo de 18 de abril 08:25,
Defendi o Maia porque conheço não só a pessoa dele como o trabalho que realiza na AFAGO:
Ao Anônimo que disse que defendo o Maia porque um Gambá cheira o outro, não posso responder. Conheço os gambás e as ratazanas, as cobras e os escorpiões e aprendi que cada ser vivo tem sua utilidade.
À colega Lena que pede que eu pule fora, essa é uma iniciativa que cabe às filiadas da Federação se elas não estiverem satisfeitas com a gestão. Quanto a velhice e a burrice relevo, pois sei que muitos escrevem no micro sob forte emoção e isso leva a cometer excessos.
À colega Rosalina, com quem já troquei e-mails pessoais, vejo que há alguns equívocos. Associações não votam distribuição de superávit, somente as pessoas físicas, associadas à Previ.
Posso lhe assegurar que a disputa foi ética, a despeito da AFABB RS ter se filiado à FAABB recentemente, sua entidade sempre colaborou com a FAABB, participando das discussões, enviando representantes sempre que convidada desde 1999. Conheci vários presidentes da AFABB RS nessas reuniões, o Sr Mário Juarez, o Sr Medeiros e agora o Sr Lahorgue e todos sempre defenderam nossos colegas aposentados e pensionistas.
Os vínculos que alguns de nós temos com a ANABB são por eleição. Sou filiada à ANABB desde tempos da ativa e concorri à eleição para o Deliberativo e fui eleita pelos sócios da ANABB em votação nominal sem nenhum vínculo com a ou b, pois as eleições da ANABB possuem outro formato, lá não se vota em chapas, mas em pessoas. No Deliberativo da ANABB, pauto os temas que são de interesse de aposentados e pensionistas. Nunca fui indiada pela PREVI, por influência da ANABB para participar de nenhum conselho de entidades das quais a Previ tem participação acionária. Jamais concorri à Previ em chapa encabeçada pela ANABB, de modo que no Deliberativo daquela entidade mantenho minha responsabilidade e independência.

Isa Musa disse...

PARTE 2
Ao colega que disse que a FAABB tem máquina azeitada talvez desconheça que a contribuição das filiadas à FAABB é simbólica, eis que tem um limite de 20,00 de piso e 350,00 de teto. A FAABB não remunera dirigentes, não tem empregados, etc. Desde sua constituição seu objetivo foi o de unir as associações como força política, jamais como meio de arrecadação.
Ao colega Juarez, concordo com ele que é urgente derrubar a Resolução 26 e temos trabalhado para isso nos tribunais e aguardamos respostas de entidades legitimadas a ingressar com uma ADI para sair em nova frente.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Amigo Marcos, com a PREVI é assim, a gente pergunta uma coisa, eles respondem outra, eu nem tenho PAS há muitos anos, é uma vergonha, agora é o BB que manda até na MC. Acho que o Sr. Holbein é que tem razão, fazer um movimento contra o BB, pois eu já não tenho mais cta.cte. Abraços Rogério Luiz. Pelotas .RS.


----- Mensagem encaminhada -----
De: "atend@previ.com.br"
Para: rlccerrodavigia@yahoo.com.br
Enviadas: Segunda-feira, 18 de Abril de 2011 15:10
Assunto: Enc: ATENDIMENTO PREVI


Senhor Rogério,

A Base CASSI, verba B823, é o somatório dos valores recebidos pela PREVI e pelo INSS (mesmo fora do convênio).

O valor máximo da prestação mensal do ES deverá ser igual ou inferior à menor das margens consignáveis de 30% ou de 70%, calculadas, mensalmente, com base nas verbas de proventos/benefícios e de consignações que transitam pela folha de pagamento. São deduzidas, inclusive, as parcelas de PAS e quaisquer prestações de verbas consideradas no cálculo que estejam suspensas ou pendentes.

Os critérios para cálculo da margem consignável dos funcionários da ativa são de responsabilidade do Banco do Brasil e são seguidos pela PREVI no cálculo da margem dos aposentados e pensionistas. Para esses, as parcelas do PAS são cobradas em conta corrente. A manutenção das parcelas do PAS na apuração da margem consignável dos aposentados e pensionistas visa resguardar o princípio de uniformidade de tratamento aos participantes, uma vez que para os ativos são cobradas em folha de pagamento.

Exemplo de cálculo p/ aposentados:

MARGEM 30%
Somar: P300, P400 e P478 e calcular 30%*
subtrair: C542, C547, C451, C560, C561, C750, C765, C767, C800, C815, C820.

MARGEM de 70%
Somar: P300, P400 e P478 e calcular 70%*
subtrair: C542, C547, C451, C560, C561, C562, C563, C661, C750, C765, C767, C800, C815, C820, CP15

* as verbas relativas ao 13º salário não são consideradas para a apuração da margem.

VERBAS NOMES:

P300 PREVI BENEFICIO
P400 INSS - BENEFICIO
P478 INSS-ACRESC COMPE CPMF
C542 COBRANCA SALDO DEV-SUSP.BENEF
C547 PREVI PARC IMPORT DEVIDA
C451 COBRANCA SALDO DEVEDOR-INSS
C560 PREVI-EMPR SIMPLES-ROTAT
C561 PREVI-EMPR SIMPLES-ACOES
C562 PREVI-FIN IMOBILIARIO-CIM
C563 PREVI FIN IMOBILIARIO
C661 BB-IMOVEIS FUNCION-ALIENACAO
C750 PREVI CONTR PARA CAPEC
C765 CASSI-PARTICIPACAO CONSULTAS
C767 CASSI-PARTICIPACOES
C800 PREVI CONT PESSOAL MENSAL
C815 PREVI CONTR PATRONAL PCC
C820 CASSI CONTR. PESSOAL
CP15 DECISAO JUDICIAL

Permanecemos à disposição.

RICARDO MARTINS DE PAIVA BASTOS
Gerência de Atendimento
PREVI

Isa Musa disse...

PARTE 3
Ao colega que citou Abraham Lincoln, sobre enganação, humildemente respondo com Martins Fontes :”Pode o tempo e a paciência mais que a fúria e a violência”. Também, a sabedoria de Salomão nos ensina que "A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira." (prov. 15:1)
À colega que diz que estou fora de forma e não tenho peito. Só posso dizer que estou 100% em forma, mercê de um corpo bem magro, esbelto que pouco força o coração. Não armei “circos”, me dirigi às filiadas convidando a indicar mais um a ir à mesa. O processo foi liso e correto e ademais, a biografia do Sr Lahorgue dispensa apresentações e não tive preferências, mesmo porque respeito e admiro todos os colegas das associações.
“Isaias 40:28-31 Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento. Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.”

Fiquem em Paz.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

À FAABB

Senhora Presidente.

A AAPPREVI mantém inalterados os termos do REQUERIMENTO DE IMPUGNAÇÃO e insiste na adoção das providências solicitadas com base nos diversos itens ali contidos.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Ari Zanella
Vice Presidente Administrativo

José Gilvan Pereira Rebouças
Vice Presidente Financeiro

======================


FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE APOSENTADOS E PENSIONSITAS DO BANCO DO BRASIL
FAABB
Ofício FAABB_18_abrl_2011

À AAPPREVI
Sr. Presidente,
Em resposta ao vosso pedido de impugnação da escolha pelas Associaçções que resultou na indicação do Presidente da AFABB RS, a FAABB esclarece que a recente pesquisa para a indicação de mais um representante da Federação à mesa de negociações com o banco e a Previ sequer precisaria ser feita, pois segundo o Estatuto da FAABB, Artigo 30 – inciso IV, cabe ao presidente da Diretoria Executiva escolher seus próprios assessores. Ao abrir a escolha para que fosse pelas associações a FAABB procedeu de modo a permitir que todas livre e abertamente fizessem suas indicações, como tem sido tradição na Entidade. Também, em 2007, quando da escolha dos representantes da FAABB à mesa da reforma do estatuto da CASSI, a consulta foi feita em aberto e todas as associações interessadas indicaram os nomes de preferência. É prática da FAABB fazer tais escolhas em aberto com as filiadas enviando o e-mail da indicação relacionando no campo destinatário, todas as associações. À época, os indicados livremente pelas associações, em 14/06/2007, nos mesmos moldes, por e-mail, foram os senhores Egydio José Piani e Paulo Lima Ribeiro. De sorte que não há regulamento específico a ser contrariado.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

Quanto a alegação de que somos dirigentes defensores do patrocinador, repilo veemente tais afirmativas, eis que qualquer um de nós que ocupa a diretoria de entidades de aposentados e pensionistas temos compromisso de honra pela defesa dos interesses daqueles que representamos. A ANABB é representada à mesa de negociações com o Banco e a Previ pelo seu Presidente e Vice e a ANABBPREV e a COOPANABB não têm nenhum interesse nessas negociações que não lhes dizem respeito.
O tempo foi o necessário e ampliado tão somente para dar a oportunidade para que mais associações se pronunciassem. De acordo com a planilha excell que enviei, pode-se ver que no dia 11 de abril, fim do prazo inicial, o colega presidente que acabou sendo o indicado já reunia 07 indicações, a saber:
(Obs. do Blog: Quadro disponível no link abaixo)
Jamais dirigi a FAABB por preferências e afinidades e isso pode ser comprovado se vossa excelência ouvir seus pares, presidentes das nossas co-irmãs e pauto meu comportamento pela lisura e respeito aos poderes institucionais, jamais interferindo no dia a dia de qualquer entidade. Quanto a exclusão de sócios de cada filiada na escolha, como vossa excelência não desconhece, a FAABB filia Associações e não pessoas físicas e é o presidente de cada AFABB quem tem a prerrogativa de indicar seu representante.
Espero ter respondido a todas as acusações feitas e que as respostas tenham satisfeito o prezado colega Presidente, ao tempo em que o convido a colaborar com a Federação na criação de um clima amistoso, de companheirismo e boa vontade de modo a continuarmos irmanados em trabalhar pelo bem comum e lutar para merecer a confiança de nossos representados.
Atenciosamente
Isa Musa de Noronha
Presidente

============================

Observações do Blog:
Em virtude da extensão deste Ofício, a parte central contendo cópias de e-mails e planilha de votação foi excluída para comportar neste espaço a informação pretendida.

A transcrição fiel do documento está disponível para leitura no link abaixo:

http://www.aapprevi.com.br/documentos/pdf/faabb_oficio.pdf

Rubem Tiné disse...

Perdemos a indicação do Marcos para nos representar.

Será que não devamos acatar o resultado? Afinal não votamos.

Acredito que, mesmo o querendo como nosso representante nas negociações, foi melhor assim.

Porque? Porque, como já escrevi anteriormente, o Marcos sozinho não faria verão, protestar por protestar já temos este excelente blog.

Sem a perda de tempo com as reuniões, sobrará mais tempo para a fiscalização, denúncias e impugnações.

Enfim, Marcos, teu lugar é na oposição, quem vai para lá, para conseguir alguma coisa tem que passar para a situação, coisa que você jamais admitiria.

Portanto, foi melhor, você não perdeu, nós não perdemos, todos ganhamos.

Lembra-se que fostes a uma reunião e voltastes decepcionado?

Vamos ajudar os "eleitos" sugerindo, criticando e claro, fiscalizando.

rosalina de souza disse...

Prezada Isa Musa de Noronha.

Quando afirmei:

a) Em todas as votações envolvendo a distribuição do Superávit, muita das associações se quer votaram?.

É exatamente o que esta acontecendo agora, a Federação tem 34 afiliadas e nem todas votaram para decidir o segundo representante que vai acompanhar a Presidenta nos trabalhos do Realinhamento do Plano de Benefícios da Previ PB-1.

Quem esta representando os aposentados e pensionistas da Previ ISA são os Dirigentes, e após o acordo fechado quem orienta e divulga o “SIM” ou o “Não” são as associações ou os sindicatos.

É prematuro afirmar que as associações não votam, pois em muitos lares as correspondências, os e-mails que inundam as caixas de propaganda dos candidatos ou das associações do SIM ou do Não são sempre dos Dirigentes que fecharam o acordo em nome de 120 mil famílias pertencentes ao PB-1. Nesta mesma linha de raciocínio se o acordo do Superávit foi feito com a presença dos nossos Dirigentes a mesa todos tinham conhecimento que o Sim ganhando o Patrocinador levaria a sua metade, CGPC 26.

Continuam as minhas dúvidas, quem vai representar as quase 20 mil Pensionistas do PB-1? Qual Entidade vai nos defender nestas negociações? Quando vai ser cobrado do Patrocinador a inclusão das Pensionistas e Aposentados do "Lic" dando direitos iguais nas renegociações de débitos nossas associações podem se unir e cobrar esta imediata solução da Conctraf Cut pois é ela quem negocia os benefícios aos funcionários da Ativa.

Continuo no aguardo de seus breves e oportunos esclarecimentos a todos nós aposentados e pensionistas que votam pelo plano um da Previ.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

Matrícula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Insisto: Urge que se derrube a malfadada Resolução 26 e simultaneamente, pela via judicial, propugne-se pela eliminação de todos que têm vínculo com a anabb (defensora do bb), da mesa de negociação de qualquer assunto onde estejam em cotejo interesses dos aposentados X bb. Fora disto é conversa fiada e os aposentados serão sempre penalizados na mesma cara-dura. Não me sinto representado com a atual composição.

Lena. disse...

Se a vovó realmente conhecesse a palavra de Deus, não faria o que fez. A senhora agiu como Judas, nos traindo pelas costas. Foi entrando de mansinho, e quando ganhou a nossa confiança o que fez? Empunhou a espada que cravada está em cada coração dos nossos já tombados, humilhados e desrespeitados, aposentados e pensionistas. Lave sua boca antes de se dirigir a qualquer um de nós aqui do blog. Limpe o seu coração de tanta maldade, se queres ganhar o reino do céu. Lá, dona Isa, não entra corruptos, traidores, mentirosos. Sinto por mim e por meus colegas. Quanta esperança jogada fora. Mas não há de ser nada...

Marcos vamos continuar. As Musas iram ser derrotadas, não somente pela justiça dos homens.

Conte conosco. Abraços. Lena.

“Corpito”? Onde? Com os pulmões contaminados pela nicotina? Conta outra...

antonio fuzinelli disse...

D.ISA NORONHA, acho que de vez em quando voce dava uma olhadinha sim no blog. Em todo caso, se voce não frequentava, não sabia o que estava perdendo. Aconselho doravante frequentar, pois vai lhe ser muito util. Não deixo de admirar sua postura diante dos fatos, porém, uma reflexão lhe fará bem. "SE VOCE QUISER POR A PROVA O CARÁTER DE UM HOMEM, DE-LHE O PODER...

Anônimo disse...

Caro Marcos e colegas,
As cartas estão marcadas. A única coisa que vão aprovar é o aumento do teto de 90 para 100%. É a forma que o Banco encontrou para beneficiar seus altos executivos. Vcs. já viram o tal PCR que o banco "impôs"? Pois é, só favorece quem ganha acima de R$ 13.000,00, enquanto para o resto dos funcis nada.. Quem viver verá.

Anônimo disse...

Devemos criar duas diretorias na PREVI. Uma para representar e cuidar dos interesses e, principalmente, do patrimônio pertencente ao Plano de Benefícios 1(PB1), e outra destinada exclusivamente ao Plano de Benefícios Futuro (Previ-Futuro).

Assim, teremos certeza que "as coisas não se misturarão".

Anônimo disse...

ATT de Dona ISA NORONHA,

Muitas coisas de que foste acusada podem ter ocorrido equívocos mas muitas vezes eles são provocados por você mesmo.

Na discussão do superavit passado você optou por um silêncio total.

Uma discussão que envolve o destino de todos nós não pode ser realizada em sigilo absoluto, pacto de silêncio, como se fosse uma ação judicial que corre em segredo de justiça. Foi uma falha imperdoável é com nós julgamos a sua aquiescência ao pacto.

Outra, ninguém consegue ser eleito simplesmente por que se candidatou.

Eleger alguém totalmente desconhecido, em um universo de mais de 180.000 pessoas, para quem vivia num universo de uma unidade do BB, quem sabe 200 pessoas, sem ter um apoio firme de uma associação é impossível acreditar que alguém consiga se eleger.

Ganhar na mega sena não seria mais fácil? Parece que a senhora vem ganhando na mega sena faz tempo.

Quanto as informações a respeito do sr. Maia é melhor a senhora checar, mas com informações confiáveis, fora daquele famoso círculo de amigos.

Quanto aos gambás vou ter que me desculpar com os mamíferos marsupiais, realmente eles não tem nada a ver com os acontecimentos.

Entretanto a senhora deixa transparecer que não estamos enganados, pois uma Federação parece ter menos peso que uma simples associação. Por que a presença de Afabbs nessas discussões e não somente da FAABB.

Por que a Contec não participa dessas reuniões?

Nos acordos coletivos com o Banco era a única confederação existente a negociar com o Banco e o é até hoje, entretanto, infelizmente com a presença da Contraf-Cut, que foi criada para bater de frente com a Contec. Se Contec ainda é presença obrigatória nos acordos coletivos por que não o é nessa discussão que se avizinha totalmente favorável ao patrocinador, capitaneada por associações asseclas.

A senhora parece não ter aprendido nada com a discussão do superavit.

Então, eu pergunto por que a senhora não procurou a Contec?

Por que a inclusão de apenas um assistente sem peso nas discussões, exceto em caso de sua ausência?

A senhora poderia até ter pensado no Marcos, mas eles foram mais rápidos eficazes e em pouco tempo fizeram uma associação, em que o presidente é confiança "deles", se associar e faturar tranquilamente essa eleição. Foi uma atrapalhada.

Acredito que a senhora ainda tem tempo de redimir. Contate a Contec, reporte a mesma o que esta se passando.

Com resultado positivo, exija a presença da Contec nessas negociações, já que a Contraf participa, e caso haja recusa, te garanto dona ISA, que uma liminar da FAABB bem fundamentada teria parecer favorável e seria deferida impondo a presença da Contec nessas negociações, embasada na presença dela nos acordos coletivos, que é o mesmo campo de ação da Contraf.

É o momento da senhora se redimir dos erros cometidos, pois, a senhora trouxe um "inimigo" para ficar ao seu lado.

Caso nada seja feito, lembre-se que a FAABB no caso é o elo mais fraco nessa corrente e, sem uma ajuda de peso, a senhora será apenas um figura decorativa, nada mais do que isso, infelizmente.

Boas intenções não será suficiente, há necessidade de ações efetivas e a senhora tem onde buscá-la, pois, se intenção era o Marcos, que acredito apesar de toda a capacidade dele seria insuficiente para alcançar resultados positivos.


Dona ISA faça a sua história, tente pelo menos. Boa sorte.

Anônimo disse...

Dona ISA,

Precisamos alterar a metodologia no cálculo do reajuste do benefício. Precisamos de aumento real. De que nos adianta superavit se nos cabe apenas 50%.

É imperativo o ganho real.

São os dois aspectos relevantes nas cláusulas financeiras.

O aumento real e a alteração do percentual dos pensionistas para 80%, mesmo que escalonados.

As não financeira são extremamentes importantes e por ela devemos lutar.

Essa de ficar corrigindo injustiça é bem provável que o patrocinador só aceite o teto de 90 para 100%, pois, são propostas defendidas pela ANABB.

Anônimo disse...

A ONDE ESTÁ O JORGE CASTRO DE ARAXA- MINAS GERAIS? DEFENDIA TANTO A bonequinha. O QUE ACHA, O QUE PENSA? ENTRA COLEGA. NÃO FUJA DA RAIA AGORA.

Anônimo disse...

Isa Musa,

Apenas decepção.

Com relação ao cometário que emiti fez questão de não entender de que ele fora feito no sentido figurado, portanto não me referia a sua forma física e sim a sua postura de não assumir seus próprios interesses, foi o que conclui considerando a condução de todo esse processo da escolha de candidato para lhe acompanhar nas negociações.
Comentário seu mesmo de que fora sua a idéia e a decisão pela votação. Portanto voce decidiu a data e o prazo inclusive o adiamento da data final.
Comentários de colegas, que entendo estejam no mesmo barco que eu, preocupados com seu futuro, cantaram a escolha antes de findar o prazo. Então um jogo com cartas marcadas?
Fácil, reunir os fatos, formar opinião e pinçar entre tantos os nossos reais defensores, a princípio até pensei que seria seu caso, mas já vi que tudo gira em torno de mais poder e menos para nós aposentados.
Elisabeth