terça-feira, 12 de abril de 2011

Simplesmente suspeito

Caros Colegas.

São necessárias indiscrições para que se divulgue como exceção o que deveria ser tomado como rotina. Decorridos mais de quatro meses da assinatura do vergonhoso acordo de entrega da metade do que nos pertence, somente agora nos é dado conhecer a correta postura de integrantes da mesa que se negaram a assinar os documentos que lhes puseram à frente, como imposição para aceitar a determinação do patrocinador.

Todavia, de nada adiantou a negativa de Gilberto Santiago, pela AAFBB, porque houve quem agisse rápido e num gesto de “heroísmo” arrebatasse os papéis de suas mãos para apor o jamegão sofregamente, obscurecendo o verdadeiro ato coroado com acerto e bom senso. Pior que isto é saber que quem assim agiu saiu alardeando o feito torto como digno de elogios e aplausos. Sabe-se agora que, quem substituiu o Presidente da AAFBB em suprema postura a serviço da subserviência, deu a conhecer seu feito quando, ao responder à indagação sobre o que ocorreu, declarou:

“... pois é, o Memorando fui eu quem assinou! (falou com expressão de orgulho), o chefe não queria assinar, a Célia, como era conselheira não poderia aí eu disse: me dá isso aí que eu assino.“

Essa pessoa é nada mais nada menos que a Vice Presidente de Finanças da associação presidida pelo Colega Gilberto Santiago, portanto ocupante de cargo hierarquicamente subalterno ao do “chefe”, de quem tirou das mãos o documento para assinar pela recusa de quem de direito. Não teria havido aí uma estudada encenação para futuro uso propagandístico como ora acontece?

Outra recusa também é tardiamente divulgada, coincidentemente envolvendo o Presidente da AFABB-RS, candidato à vaga recém fabricada pela FAABB, que teria adotado igual postura naquela oportunidade. Não seria o caso de se perguntar por que somente agora esses dois fatos são divulgados? A suspeita subsiste pelo simples motivo de que os dois dizem fazer parte da nossa tropa de choque ao lado da FAABB e, portanto, se verdadeiros os atos de rebeldia num arroubo de bom senso, por que permitiram que assinassem em seu lugar? E, ainda, por que não demoveram a Presidente da FAABB de também perpetrar o “absurdo” contra a vontade dos dois?

Simplesmente suspeito.

Mas, suspeitas à parte, façamos de conta que tudo isso não passe de simples suposições e que a realidade seja outra, para exercitarmos diversa linha de raciocínio.

Olhando-se por esse lado, é infrutífera a negativa por parte de quem tem substituto que não lhe está à altura, pois este precisa ser confiável e comungar das mesmas determinações previamente acordadas.

Por isso, nas etapas que se avizinham é imprescindível ter presente essa faixa de risco, do lado de quem sentar à mesa com propensão à defesa dos aposentados e pensionistas. Ainda mais quando é notório que serão poucos os isentos de comprometedores vínculos com o Banco.

Deste modo, melhor seria que já se posicionassem à mesa com um documento pronto, ou ali elaborado, nos termos do mesmo apresentado pelo patrocinador, mas com exclusão das cláusulas balizadas pela res. 26, validando a rapinagem. E, em não sendo aceitas as ressalvas, simplesmente negar-se a assinar o “acordo”, sem permitir que o assinem em seu lugar, para que seja entregue em definitivo com essa lacuna, pois mesmo sabendo-se que isto não será óbice à validação, até porque a imposição da vontade do Banco prevalecerá, tem-se como certo que o impacto do enfrentamento servirá de base contestatória ao que sobrevier.

E a firme defesa dos princípios de quem não se dobrou justificará sua presença, permanecendo incólume a estatura que possua - justificando o respeito e a admiração de que se fizer merecedor (a).

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 12/04/2011.

54 comentários:

elvira disse...

Prazeiroso ler voce ao inicio de mais um dia.
Eu me confesso irremediavemente apaixonada pelo blog, não só pelo que representa, como também por ser fonte de aprendizado e que aprendizado.
Algumas pessoas insistem em nos fazer descrer no ser humano.
Porém você e todos aqueles que estão tentando um futuro melhor para todos nós, nos provam o contrário.
Um bom dia!

João Rossi Neto disse...

Cara Colega Isa Musa de Noronha,

Se puder, gostaria que me respondesse às seguintes questões:

1 – Conhecem o valor efetivo da Reserva Especial disponível para o
Realinhamento do Plano 1;
2 – Existe um planejamento, discutido entre todos, para acertar as estratégias,
uniformizar os procedimentos e afinar os discursos;
3 - Foi escolhido um Coordenador para regular as intervenções, burburinhos, conversas paralelas, incentivar a objetividade e neutralizar os discursos prolixos e inócuos;
4 – As entidades representativas se reúnem após cada rodada de negociação para avaliar os resultados, corrigir os erros e traçar novos rumos;
5- Elencar as propostas de melhorias consensuais, mais votadas para serem implementadas, observando o nível de recursos;
6- Solicitar os custos de cada proposta, previamente, através dos técnicos da PREVI ou de outra alternativa mais segura;
7- Foi definido com a PREVIC qual o valor da Reserva Especial que vai ser aplicado nas negociações. O exarado no balanço de 31/12/2010 ou o saldo existente na data do fechamento do acordo, levando-se em conta os balancetes mensais da PREVI que será obrigada a publicá-los tempestivamente;
8- Enquanto estiver em vigor, vão prevalecer às normas da Resolução 26/2008 ou prevê-se alguma reviravolta neste particular;
9- Vai haver transparência no que for possível, municiando o blog com informações que não prejudiquem o fechamento de acordos e nos acarrete prejuízos;
10- Existem outras alternativas financeiras para incrementar a Reserva Especial, como por exemplo, o patrocinador abrir mão de sua parte (50%) para um encontro de contas futuro, isto porque a Resolução encontra-se sub judice.

Ary Taunay Filho disse...

Marcos,

Nesse teatro de fantoches, marionetes, caricaturas de bem intencionados, na verdade subservientes demagogos e entreguistas do patrimônio alheio, participam fazendo-se de cegos a grande maioria dos aposentados e pensionistas da Previ. Como afirmou o Luiz Dalton, preocupam-se apenas com o crédito em suas contas, que quanto maior melhor, independentemente da visão de que o Plano 1 da Previ é uma reserva esgotável.
Alguns pretenciosos maquiavélicos apresentam "previsões atuariais", de que as reservas se esgotarão em 50, 60 ou 70 anos, daí o condenável comportamento da maioria, que ainda é regida pela mentalidade do Grande Pai BB das décadas de 60 e 70, quando estufávamos o peito para dizer "sou funcionário do Banco do Brasil".
Isto passou, acabou junto com a Conta Movimento, restaram os conscientes, lutadores como você e os iludidos, aqueles que escolheram e "coroaram de louvor" as lideranças que hoje sentam à mesa do entreguismo, pensando apenas em produzir grandes créditos e manterem-se na farsa identidade de defensores dos direitos do assistidos da Previ.
Quem previu 50 anos para os recursos do Plano 1 certamente não sabia da Resolução 26 e não sabia a verdade sobre o jogo de cartas marcadas, com regras ditadas pelo BB.
Estes representantes das diversas associações, federação e tudo mais que envolve a negociação do superavit, verdadeiras caricaturas do bom senso, lá estão apenas para referendar a vontade do patrão que os alimenta com apoio e os mantém "representantes eternos", porque deles se serve para impor sua vontade.
Vergonha na cara, compromisso com a verdade, responsabilidade com o futuro do plano de benefícios há muito já foi deixado de lado e é inevitável admitir que a síndrome "AERUS" se aproxima sob o patrocínio daqueles que pretensamente teriam a obrigação de zelar pelo patrimônio alheio.
Qualquer pessoa de inteligência mediana sabe que a Previ não tem como resistir à pilhagem, mas poucos se lembram de que PREVI é somente a administradora do fundo, enquanto seus verdadeiros donos assistem este teatro de horrores, que pelo andar da carruagem não vai durar muito.
Nesta hora, quando muitos ficarem apenas com a aposentadoria do INSS, será tarde para virar a mesa, porque sequer a mesa existirá mais e os simplórios dirigentes de hoje, certamente não serão encontrados para dar explicações.

Ary Taunay Filho disse...

Marcos,

A atuação dos "supostos" defensores dos assistidos do Plano 1, merece rebuscar o passado e citar o sempre atual Rui Barbosa.

"" De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto."

mesquitasantana disse...

Meu caro Marcos e demais colegas.

Estou sem tempo, mas diante de seu post, gostaria de deixar apenas um recado.
No início da década passada, quando o bb começava a colocar as mãos em nosso patrimônio, enviei um email ao Santiago, então prsidente da AAFBB, mais ou menos nestes termos: "... Meu caro presidente Santiago o que o bb está fazendo é ilegal..." Isto ha aproximadamente 10 anos, ao que parece nada foi feito naquela época, pelo presidente das poucas associações que ainda podiam digladiar em nosso favor e contra os desmandos que se prenunciavam desastrosos, e nem tampouco posteriormente, mormente agora, ao que tudo indica.

abraços a todos.

Anônimo disse...

Prezado Marcos Cordeiro,

Fugindo um pouco do assunto, não seria o caso de focarmos, agora, na negociação que ora se trava com o Banco~, sem contudo deixar de lado as ações a serem implementadas contra a resolução 26.Sabemos que os atuais recursos são parcos, acredito que deveríamos nos deter na proprosta que é factível, de modo a atender o maior número de associados. Quanto mais rápido fecharmos a atual negociação seria melhor, pois, após, dispenderiamos esforços para tão somente a derrubada da resolução 26. Acredito que agora não seria a hora de ficarmos puxando sardinha para o um lado, tempos que pensar em todos os associados. Tenho visto postagens em seu blog que não raras vezes associado vem defendendo o seu lado. È preciso nos juntarmos, assim seremos fortes em torno de um objetivo. Unidos venceremos. A propósito, assinei documento do Sr. João Rossi Neto e espero que a grande maioria dos associados da Previ também assinem. Precisamos de mais unidade. Precisamos de mais ações efetivas e não ficarmos lamentando em seu blogue. Todos nós sabemos da inconstitucionalidade da resolução 26, das injustiças da Previ. Então vamos combatêlas de forma concisa e bem estruturada. Eu prego a união de todos, só assim poderemos vencer o grande gigante BB. A união faz a força.

antonia disse...

Rossi,
Decididamente voce seria o nosso melhor representante em qualquer negociação. Alem do conhecimento voce sabe se expressar sem ser prolixo.

Anônimo disse...

Eis minha opinião, depois de algum tempo acompanhando notícias, opiniões, etc.:
Estou de saco cheio com o assunto Superávit Previ etc. Estamos falando muito demais e fazendo muito pouco demais(na redundância de propósito). Deveríamos falar menos e fazer mais. De que adianta muita conversa. blá....blá....blá... e o tempo passa e não resolvemos nada.
CELSO BERNARDES
FORMIGA/MG

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos,



A suspeição aventada acredito que deve ser dirigida sempre à postura do Banco. Ninguém desconhece que a Resolução 26 foi feita de encomenda para a Previ, pois somente nosso Fundo de Pensão possui os recursos atrativos para o Tesouro. O primeiro texto do Memorando de Entendimentos que nos foi apresentado à mesa, como se fruto das discussões prévias, era um verdadeiro desastre, razão pela qual não só a AAFBB, mas Lahorgue e eu, nos recusamos terminantemente a assinar. Em exaustivos debates que se alongaram até as 10 da noite na sala de reuniões do BB, alteramos o texto de modo a retirar qualquer alusão à Resolução 26 e ao suposto direito do Patrocinador sobre metade da Reserva. Sob a imposição da Resolução 26 não haveria qualquer tipo de acordo que não contemplasse o Patrocinador e isso era de amplo conhecimento de todos desde a assinatura daquela Resolução em 2008, pelo então Ministro da Previdência e Presidente do Conselho de Gestão da Previdência Complementar. Ao retirar toda a alusão à Resolução 26, preservamos nosso direito de contestar na Justiça, como estamos contestando, os artigos que permitem ao Patrocinador tornar-se beneficiário de recursos do Fundo. O Presidente da AAFBB não foi à reunião que culminou com o fechamento dos termos do memorando de Entendimentos e foi substituído pela Vice-Presidente de sua entidade. O Presidente da AFABB RS não assinou os termos do memorando de Entendimentos porque por motivo imperioso teve de se retirar da reunião antes do término das discussões que levaram ao texto do final do referido Memorando.



Quanto a abertura de mais uma vaga pela FAABB, não é “fabricada”, esta é uma afirmativa indelicada e até ofensiva que relevo por saber que todos estamos vivendo sob angústia e tensão. Considero que as forças à mesa estão em desequilíbrio, pois somente a FAABB se fazia representar em desigualdade. Ao abrir a vaga há que se observarem as regras do Estatuto para a indicação.



Prezado Marcos, não me vejo participando de nenhuma tropa de choque, não tenho nenhuma cumplicidade com os atos do Patrocinador. À frente da FAABB sempre me pautei pela defesa dos direitos de aposentados e pensionistas dentro dos limites das leis e das normas, levando a FAABB a combater nos fóruns apropriados até as imposições legais e sem se curvar a quaisquer imposições. Esta nova etapa por enquanto é uma incógnita pelas razões apontadas pelo Sr Gilberto em seu recente e-mail. À Previ , sempre relutante em abrir seus números, foi cobrado por nós a transparente apresentação do valor exato dos recursos garantidores, sem o que nenhuma proposta pode ser sequer ponderada.



Estamos em um processo angustiante onde a balança de poderes é desigual O Governo atual é o redator da Resolução 26, pois foi assinada no mandato de Lula e é pouco provável que o governo Dilma a altere. O Governo necessita de recursos para suas obras e continuará a insistir para que o Banco do Brasil não abra mão do patrimônio da Previ. Ocorre que a PREVI pertence a participantes e assistidos e devemos continuar a usar todas as formas de resistência para que não sejamos espoliados. As iniciativas na Justiça, as Representações ao Ministério Público, o apoio ao Projeto de Lei que susta artigos da Resolução 26 e a investigação que se iniciou ontem no Congresso com a Audiência Pública dos Fundos de pensão são caminhos corretos que devemos insistir e apoiar. Enquanto acompanhamos e conduzimos tais iniciativas, temos o dever de perseguir obter benefícios para nossos aposentados e pensionistas.



Atenciosamente

Isa Musa

Anônimo disse...

Colegas,

A Sra. Isa está fazendo colocações sérias.
Em meu entender a Sra. Isa não pode ser crucificada por explicar que o Sr Fulano por motivos imperiosos, que ela não sabe quais,(amarelão, suspeita-se), não ficou para a sssinatura do bandido acordo.
Senhores, estamos vivendo um momento de estratégias e não um momento específico de GUERRA.
Não podemos errar e fazer o tal "fogo amigo".
Guerra se travará na justiça com os processos ajuizados pela FAABB(Isa) e outros.
Raciocinemos com inteligência para ser redundante, firmes em nossos propósitos, mas educadamente entendendo as posições contrárias e ou divergentes, para delas tirar proveito, o bom proveito em nosso favor.
Compreensão é preciso!
Saúde a todos os de alma pura!

João Rossi Neto disse...

Colega Isa Musa,

A partir de agora, vou receber como ofensas as suas respostas cifradas. Veja que no seu texto de 13/04, às 05:19, no parágrafo dois, faz alusão a minha mensagem de 12/04, às 07:38 com um certo escárnio. Trate o assunto com seriedade, sem hipocrisia, abertamente e de forma direta ou, por gentileza, abstenha-se dessa brincadeira de gato e rato, porque o rato eu sei que não sou.Pela segunda vez envia-me recados na esteira de textos destinados a outros colegas, atitude que não me parece um procedimento correto e honesto. Causa-me espécie porque esse tipo de tratamento não é próprio da sua índole e tampouco se coaduna com o seu caráter.

Paulo Beno disse...

Muito bem, Dona Isa Musa.
Estamos em desigualdade nas negociações, mas temos voce e o Marcos Cordeiro para nos defender, representando nossas associações e os participantes do Plano 1 da Previ.
Parabéns pelo texto e por suas lutas !

Anônimo disse...

Colegas,


Sou associado da AAPPREVI, mas discordo de alguns posicionamentos que querem desqualificar o trabalho da Isa Musa. Fica evidente as dificuldades que ela enfrenta diante de uma máquina aparelhada para passar por cima de tudo e de todos.

Acho que devemos baixar o tom das críticas e procurarmos nos unir para enfrentar as dificuldades, sem jogar toda a responsabilidade dos nossos fracassos nos ombros de uma única pessoa.

Abraços!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Este espaço está sendo pequeno para tratar dos relevantes assuntos do Previ Plano 1, notadamente aqueles que dizem respeito à preservação do patrimônio do Fundo. Nossos participantes hão de convir que não haja mais lugar para o registro de coisas menores. Fofocas e picuinhas, lamúrias fabricadas e defesas contendo agressões não serão publicadas.
Enquanto cuidamos de textos com a pertinência dos escritos por eminentes colaboradores – todos voltados para a defesa dos pontos de vista que norteiam nosso Blog – não podemos dar margem a que oportunistas se valham da prerrogativa da participação para fazer o jogo dos poderosos que enfrentamos, e aqui venham tentando desestabilizar o trabalho de muitos. Até freqüentadores de outros Blogs comparecem como anônimos, com os mesmos textos que lá são postados com sua assinatura. Oportunistas também se valem do democrático tratamento que dispensamos para aparecer quando lhes convém, como o caso recente do Presidente da AAFBB, Colega Gilberto Santiago que nunca nos procurou, mas ontem achou por bem inaugurar sua presença.
Sempre terão prioridade as matérias subscritas por habituais colaboradores, de ambos os sexos, que têm seguido a mesma linha – com brilho e oportunidade. Sem oportunismos.
Tudo o mais continuará merecendo a devida atenção. Réplicas e tréplicas são salutares e todos os freqüentadores, sem distinção, serão atendidos com a publicação dos seus textos, eruditos ou não, desde que com a pertinência esperada - e sem agressões gratuitas. Somente não podemos dar voz aos desagregadores, donos das pequenas frases insultuosas e despropositadas, sob identificação ou acobertados pelo anonimato.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Moderador do Blog Previ Plano 1

Anônimo disse...

Isso aqui está ficando que nem briga de cego no escuro. Também não concordo as desculpas pelo não comparecimento de UM à reunião decisiva, e ao afastamento "oportuno" de outro, no mesmo evento.

Considero ambas atitudes típicas de quem ENSAIOU e com quem NÃO PODEMOS CONTAR nas horas importantes. Isto está mais cristalino que água de pote.

Não tenho mais idade para concordar com tais oportunismos. Agora, TAMBÉM CANSEI disto tuto.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Vale é condenada a pagar R$ 340 milhões para fundo de pensão
12/4/2011 17:35, Por Agência Brasil

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que a mineradora Vale terá que pagar R$ 340 milhões para a Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras. O valor é referente a correções inflacionárias resultantes da compra de títulos de ouro da Vale feita pela Petros, em 1988.

http://correiodobrasil.com.br/vale-e-condenada-a-pagar-r-340-milhoes-para-fundo-de-pensao/228991/

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezados Colegas freqüentadores do Blog:

È recomendável não misturar as coisas. A AAPPREVI não tem nenhum vínculo com o Blog Previ Plano 1. Ambos são independentes, e os textos escritos e publicados por Marcos Cordeiro de Andrade são de sua inteira responsabilidade.
A AAPPREVI é uma entidade dirigida por um colegiado de dez eleitos em Assembléia e a sua condução obedece aos Estatutos.
É de todo conveniente que os sócios da AAPPREVI procurem conhecer o site da Associação para fazer juízo de valor. Lá não são publicados os posts deste Blog, justamente para se evitar comparações de envolvimento. Nas matérias assinadas aqui o seu autor somente se identifica como Presidente da AAPPREVI nos casos em que o assunto é da responsabilidade da Associação.
Ademais, assuntos estritamente direcionados à AAPPREVI contam com os canais próprios de abordagem, seja diretamente com o seu Presidente, seja relacionado ao corpo diretivo. O Site contém todos os meios de se chegar aos dirigentes.
Repetindo, o Blog Previ Plano 1 é independente, não recebe subvenção de qualquer espécie seja de onde for e tudo aqui é de responsabilidade do seu moderador, Marcos Cordeiro de Andrade, que paga do seu bolso todas as despesas inerentes. E, assim sendo, não aceita colaboração pecuniária de ninguém, exatamente para manter-se independente e dizer o que achar por bem. Doa a quem doer.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Moderador do Blog Previ Plano 1
www.previplano1.com.br

Anônimo disse...

Marcos, na minha opinião para simples verificação de confiabilidade dos integrantes de associações ligadas ao Banco e aos aposentados basta se inteirar de quanto tempo eles ficaram sem trabalhar no Banco a serviço dessas associações ou sindicatos.

Quanto mais tempo ficaram fora do Banco menos são confiaveis eles são.

Para se ficar em sindicatos, Cassi, Previ (não são apenas diretores), Anabb e seus desdobramentos (Anabbprevi, Coopanabb), é preciso de muitas negociações, acordos espúrios ou qualquer tipo de atitude para se manter nesse meio e continuar afastado do Banco.

Esses individúos não são confiaveis, eles encenam situações rídiculas para se eximirem, mentem, são capazes de tudo para manter o status quo.

Alguns simulam serem vítimas e inventam histórias mirabolantes para encobrir suas atitudes deploráveis e suas reais intenções. Enganar para continuar. São adeptos do continuísmo.

Eles tomaram conta de todas as associações sem exceções. Isso mesmo sem exceções. Ou melhor, só uma, a AAPPREVI que começa a incomodar.
Uns se apresentam como lobos em pele de cordeiro e outros em outras formas ainda não catalogadas, ainda sem anti-virus.

Cuidado é preciso.

Anônimo disse...

Caros colegas

Eu concordo com as afirmações do anônimo 13 de abril de 2011 06:13.

Negociar com o GOVERNO/BB/PREVI não é tão fácil como alguns por aí pensam.

A Isa musa não deve ser culpada de toda essa armadilha que o BB fez para decapitar nossos direitos legítimos sobre o superávit da PREVI.

BB/PREVI unidos e controlando o poder executivo, poder legislativo e por final o poder judiciário. Essas últimas decisão dos processos dos 40% do RJ e da ação do renda certa no STJ revela-nos o poder avassalador que essa empresas possuem sobre os poderes constituídos desse país.

É muita grana envolvida e não queira duvidar que BB/PREVI se dispõe de tudo para todos, menos para os aposentados e pensionistas que trabalharam anos e anos para o desenvolvimento dessas magníficas e saudáveis empresa.

Vamos fazer justiça com a pessoas de bem.

Abraço a todos.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Leiam em Notícias Relevantes

13/04 - A denúncia anônima feita contra a AAPPREVI foi arquivada, conforme cópia da Decisão recebida da OAB – Seção do Paraná. Saiba mais em

www.aapprevi.com.br

Anônimo disse...

Carlos colegas,
Vejo a todo momento críticas à Sra. Isa Musa. Não quero aqui discutir o mérito dessas críticas, mas acho, que neste momento difícil das negocições o que temos que fazer é UNIR forças.
A Sra. Isa Musa tem desempenhado um excelente papel, inclusive é a única QUE responde prontamente nossos questionamentos, ou seja, mantém um permanente canal de diálogo conosco.

VAMOS APOIÁ-LA COM MAIS VIGOR !
-----------------------------------

Nobre e estimado colega João Rossi,
você que escreve tão bem que tal fazer um questionamento a PREVIC sobre a interpelação do Procurador Geral da República aquele órgão. O prazo final para a resposta é 15.05.2011.

Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG

Anônimo disse...

Recebi um e-mail da Previ onde tentam explicar a substituição do Presidente da Vale.
É impressionante como a não utilização do silêncio confirma a confissão de culpa.
Começo a "Temer" este início de governo petista. Obama veio bombadear a Líbia daqui. Bandas de rock hiper cavernosas são recebidas até no palácio do planalto. Jovens são mortos em escola como nos EUA, sei não...

Anônimo disse...

Colegas,

Se formos analisar por analogia o BB, Previ/Anabb, Contraf-cut e aqueles que os comandam, eles ESTÃO FAZENDO/PRATICANDO BULLYING/hediondez com os aposentados e seus familiares.
Isto em tempos modernos tem nos mostrado reações inimagináveis.
DEUS nos proteja de situações de desatino/vingança que hoje se cometem mundo a fora.
Por um futuro melhor saúde para todos.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Blog do Paulo Motta

PREVIPB1EMFOCO-NOSSA UNIÃO É A NOSSA FORÇA

http://www.previpb1emfoco.blogspot.com/

Agentes políticos poderosos estão promovendo ações no sentido de dilapidar nosso patrimônio, construído ao longo de muitos anos com nossas contribuições e competente administração. Este Blog foi criado com o objetivo de unir forças ferrenhas contra tais ações, conquistar mudanças que tratem a todos de forma equânime e que em nossos benefícios se reflitam também a prosperidade patrimonial da PREVI.

Ari Zanella disse...

Estimada Isa Musa,

Se estamos em desigualdade na mesa de negociação não será pela eleição de qualquer um dos presidentes das AFAs que nos tornaremos de igual para igual. Tenho convicção de que à exceção do Marcos Cordeiro nenhum outro vai fazer qualquer diferença.

João Rossi Neto disse...

Caros Colegas,

Vamos imaginar um fato surreal do Sr.Barack Hussein Obama participar dessas reuniões junto com a FAABB para defender os nossos interesses, teria representante melhor? É claro que não. Mas, resultaria infrutífera a sua presença, porque a PREVIC não aprova nada que não haja a concordância do patrocinador e esse não vai facilitar a nossa vida. Obviamente, a Resolução 26/2008 vai ser novamente aplicada, e os recursos que já são minguados, após a partilha, serão irrisórios e insuficientes para custear a mais humilde proposta. A escolha deste participante só seria eficaz se ele fosse o Rei Midas, do contrário o BB vai reprisar o filme da negociação passada.
O nosso foco é exigir à aplicação da Lei Complementar 109/2001, modificar ou extinguir a Resolução 26/2008 e isso ocorrendo, os atos praticados durante a sua vigência são nulos e teremos a devolução dos R$ 7.5 bilhões que estão com o BB, que somados a Reserva Especial atual satisfazem as melhorias pretendidas. Vamos tirar o bode da sala, que ali foi colocado com o escopo de desviar o nosso foco das questões fundamentais e prementes
Protocolizar a petição inicial da Arguição de descumprimento de preceito fundamental, na Procuradoria-Geral da República, desponta com uma maneira objetiva de provocarmos o Procurador-Geral que, praticamente vai ser compelido a examinar os nossos argumentos e o máximo de ruim que pode acontecer, será o arquivamento do processo. Nós não temos nada a perder. O tempo urge.

Anônimo disse...

É mesmo, de pouco tempo pra cá todo dia tem um artista estrangeiro no Brasil. Pré-sal, Previ, todas essas coisas fáceis estão atraindo essas aves de rapina. Junte-se a isso tudo a venalidade dos cumpanheirus e seus tratados macabros...TUDO MUITO SUSPEITO!

Paulo Motta disse...

Anônimo das 3:42h,post anterior, PREOCUPAÇÃO, de Edison de Bem.

ASSENTO À MESA DE NEGOCIAÇÕES
Entendo que você pode ter razão. No entanto, minha intenção era justamente o oposto. Comecei a perceber que Isa poderia estar caindo no meio de um furacão e procurei alertá-la sobre a parte visível de uma catástrofe iminente. Tenho razões para acreditar que, por trás de suas decisões, há uma carga de tensões muito forte. Somente agora começa a sair o que havia ainda oculto em tudo isso. Mas note que sem as cutucadas, ficaria tudo em silêncio. E não pode. Haja transparência, para que possamos evitar injustiças. assim como nortear nossas estratégias.

Ainda não percebi se o lado positivo do acordo compensou as perdas dos participantes e o fortalecimento das posições do Patrocinador. Marcos, Rossi, Edgardo e Juarez fundamentam muito bem suas posições. Seus pontos de vista, invariavelmente sábios, têm sido nossa melhor orientação. O bombardeio ao entendimento de dezembro é muito denso e parte também de outras pessoas bem informadas. Mas críticas como a sua são sempre bem recebidas.
Valeu.
Paulo Motta

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

O pessoal da ativa deve ter muito cuidado com os atuais
dirigentes sindicais. Um deles, se chegar ao posto, poderá fazer contra nós o mesmo que fez o ex-colega do BB e ex-ministro José Pimentel, isto é, doar ao Banco através de mais uma resolução, a outra metade restante da Resoluçao 26, e nos deixar nas lonas.

Um abraço.

Anônimo disse...

Sr. Marcos,
Sempe que me lembro do ex-colega, ex-sindiclista e ex-ministro José Pimentel, faço imediata relação à Resolução 26. E medito sobre um ditado que diz: Se queres conhecer
o verdadeiro caráter de um homem, dê-lhe o poder.

Um abraço.

Anônimo disse...

Todo cuidado é pouco.

Confiar ou não confiar.

Um colega pois em dúvida a confiabilidade desse elementos que há anos não trabalham no Banco só se preocupando com sindicatos, Cassi, Previ, Anabb e de longa data só prestam serviços ao Banco através dessas associações.

Pelo que entendi a Dona Isa antes de se aposentar já estava afastada do Banco. Por quanto tempo.

Se elea estava afastada do Banco ela conviveu com essas pessoas que estão ai nessas associações e sindicatos.

Se Dona Isa convivei cvom eles ela os conhece bem e sabe do que são capazes.

Algumas vezes da para se notar quando ela diz que não vai ser nada fácil e parece que ela tem alguma coisa para nos dizer mas não diz.

Ela pode estar bem intencionada mas vai ser difícil convencer quem tem suas dúvidas, pois, a posição que ela ocupa de presidente de uma federação de aposentados nos parece menor do que e de presidentes de associações filiadas a FAABB.

O pacote que o BB apresentar será o votado, as nossas reinvindicações, sendo que uma ou duas delas podem estar no bojo do pacote pois não devem por em jogo os interesses do patrocinador.

Seremos lesados mais uma vez.

Anônimo disse...

Caro Marcos Cordeiro,
acabei de assinar agora a petição do João Rossi a ser encaminhada ao Ministro Cezar Peluzo.

Caros colegas que ainda não assinaram:
assinem também; é muito simples. Basta acessar o site e clicar.

Luis Eustáquio - Araxá-MG

Anônimo disse...

Colegas,
Não devemos deixar de focar em coiss que realmente podem surtir efeito.Tenho um colega que, por ter prolemas visuais, vejo0me na obrigação de repassar a ele tudo que se passa aqui neste blog. Ele possui um talento natural para as questoes de direito e, quando eu li para ele a materia que diz respeito à "Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental", do Rossi, ele vibrou e disse que este ´[e o caminhno. Portanto, tentem levar avante aquela arma, que certamente vai desetabilizar o "bunker" do BB/PREVI.

Anônimo disse...

NÃO DISSE QUE ELE AINDA NÃO TINHA ASSINADO? É ELE MESMO! O ARÁXA. SÓ ASSINOU HOJE. TÔ DE OLHO !!!! FALTA O JORGE CASTRO, VAI LÁ COLEGA!!

Anônimo disse...

E a bolsa não pára de andar de lado!Cresce e volta aos 66.000 pontos.Com certeza nos tempos atuais e de crises, a renda váriavel não é mais o melhor negócio.Depois da crise de 2008, dos paises europeus quebrando e os Eua, mais os cataclismas mundiais, duvido que o troço melhore tão cedo.

Paulo Segundo

Anônimo disse...

Oi Paulo Motta,

Ok. Entendi. De qualquer forma a minha postagem é sequência de outra anterior onde ressalto que, segundo o que eu vejo e penso, se pega muito pesado com a Isa Musa. Nem a conheço a bem da verdade, todavia admiro o trabalho que ela faz, bem como o que o Marcos, você, o Rossi e tantos outros fazem. Percebo, entretanto, que ela se esforça e está lá na frente dos leões em pleno combate. Não podemos e não devemos desmotivá-la, nem a ela e nem a outros que levam e lutam por nossas reinvidicações.

Obviamente isto não exclui que críticas construtivas sejam feitas tanto a ela como a qualquer um de nós (inclusive a mim, mesmo como anônimo).

Grande abraço

wilson luiz disse...

O fundo de pensão da Caixa Econômica Federal, o FUNCEF, acaba de conceder a seus assistidos, retroativo a janeiro/2011, reajuste extra de 2.33%, por conta do superávit/2010. Não é comentado nada sobre o benefício ser temporário, ou o Patrocinador levar 50%, será que isto vale só para a PREVI?
Com este reajuste, nos últimos 5 anos, o FUNCEF reajustou o benefício de seus assistidos em 65,8% (27,6% referente ao INPC, mais 30% de aumento real). Isto é um exemplo de administração que cuida do interesse de seus assistidos, estes 30% de aumento real foram concedidos em negociações rápidas e eficientes, sem os lances mirabolantes nos quais nossos "negociadores" são mestres. Deve ser por isto que o Ministro da Fazenda está tentando forçar a saída do PRESIDENTE do FUNCEF, Guilherme Lacerda.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Até às 18:00 horas de hoje, dia 13 de abril, são essas as Associações que já indicaram o representante:



AAPBB MS – AAPPREVI - AFA.BH - AFABB AM - AFABB BA - AFABB BARBACENA - AFABB ES - AFABB JOINVILLE - AFABB MT - AFABB PA - AFABB PR - AFABB RN - AFABB RS - AFABB SC - AFABB TRIANGULO - AFABB TUPÃ - AFABB UBERABA - AIABB Itabuna – UNAMIBB



Diariamente a FAABB apresentará o nome das entidades que já enviaram suas escolhas e ao final do prazo (15/04), divulgará quem foi o indicado através de cada uma das Associações que atenderam a solicitação de indicação.



Excepcionalmente em 14 de abril, informarei o andamento das indicações mais tarde, eis que por volta das 18 horas estarei em reunião.



A FAABB está guardando os e-mails recebidos das Associações, com a indicação de cada uma, cuidando anotar o dia e hora em que foram expedidos.

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha

Paulo Motta disse...

Anônimo das 14:06

Críticas civilizadas e inteligentes são uma coisa. Já aquelas baixarias que o Marcos está cortando, são outra. Foi bom você ter me alertado.
Tenho notado uma certa instabilidade na Isa, mas é verdade que a barra deve estar pesada para ela, ainda mais com a saúde fragilizada como há notícias de que se encontra.

Abração, amigo
Paulo Motta.

Anônimo disse...

Lena, estou com saudades, entra para nos ajudar, por favor querida. Abraço para vc e Caio. Achei o seu filho lindo!
Perdi o seu endereço eletrônico.

Alguém pode me dar? Preciso demais dela. Agradecida.

Anônimo disse...

Wilson esse reajuste da Caixa é o normal, anual e que nós tambem vamos ter em junho pela Previ. Meu cunhado é aposentado da Caixa e nunca ouvi falar em superavit no fundo de pensão deles.

Paulo Motta disse...

Marcos,

Pelo que o Rossi disse em um de seus comentários, estou começando a achar que não vale mesmo a pena você pular no meio dessa arena.

Paulo Motta.

Carlos Norberto Kasper disse...

Caro Marcos,

Recebi email solicitando confirmação da minha adesão a peticão pública do Rossi. Não tendo lido nada sobre a necessidade desta providência, fiquei meio cabreiro. Pergunto: devo confirmar ? ou tem cascavel neste mato ?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Carlos Norberto.

A exigência é normal, pode atender.
Sem sustos.

Anônimo disse...

Tem gente demais pixando a senhora Isa. Bom sinal. Se todo mundo a elogiasse eu iria a começar a duvidar dela. Gente que agrada todo mundo não merece confiança. Desconfio dos elogios gerais gratuítos pois toda unanimidade é burra.

Anônimo disse...

E aí Ary Taunay Filho, estou com vc e com o RUY ..."o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." e eu digo mais A TER VERGONHA DE ESTAR BRASILEIRO NESTE SÉCULO 21. Mas ninguém chegará ao PAI sem antes pagar todos os seus débitos. FICA AQUI UM ALERTA PARA OS DIRIGENTES DO BB/BRASIL/PREVI/PREVIC/ANABB/etc.etc...
"SE QUERES CONHECER O VERDADEIRO CARÁTER DE UM HOMEM, DE-LHE O PODER", citado acima por anônimo, eu considero o FIEL DA BALANÇA.
Abraços a todos.

wilson luiz disse...

Caro anônimo 13 abril 15:17 hs.
O reajuste total da FUNCEF para seus assistidos, em 2011. será de 8,95%(6,47% INPC mais os 2,33% de aumento real). Seu cunhado deve estar "escondendo o leite".
Fonte: www.funcef.com.br

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O Blog não fornece endereços de participantes a pedido. Quem o desejar, tome a iniciativa e informe seu e-mail (se quiser torná-lo público), que o interessado fará o contato.

carrara disse...

Como sempre, a postura que esperamos de você.
Parabéns, Marcos !!
Justiça é seu rumo.
Com certeza, a parcela PREVI é o que te mais incomoda, apesar da grande luta pela revisão das pensões.
Como requerer 100% para pensionistas, enquanto há aposentados com 80%?
Depois da conquista de 100% para os "titulares", vamos comquistar para suas pensionistas !!
Meu total apoio!
Quero vc lá !!!!

Anônimo disse...

SENHORA VANIA CARRARA, TENHO ACOMPANHADO OS SEUS COMENTÁRIOS, E DA PARA PERCEBER QUE A SUA DEFESA É SÓ A FAVOR DOS APOSENTADOS. EM UM COMENTÁRIO SEU ANTERIOR, A SENHORA DEIXOU BEM CLARO QUE NÓS PENSIONISTAS PODEMOS ESPERAR. AGORA NOVAMENTE FALA A MESMA ASNEIRA: ''depois da conquista de 100% para os "titulares",vamos conquistar para suas pensionistas" QUE A SENHORA É APOSENTADA NÃO TENHO DÚVIDA, TUDO CERTO. MAIS PORQUE VOCÊS PRIMEIRO? PORQUE ESSA RAIVA E DESDENHO COM A NOSSA CATEGORIA? TODOS NA MESMA LUTA DONA CARRARA EM PROL DE TODOS DEIXA DE SER EGOÍSTA. O SENHOR MARCOS ELE TEM DADO PRIORIDADE AS PENSIONISTA, E ELE TAMBÉM DONA CARRADA É APOSENTADO. VIU A DIFERENÇA? VIU COMO SUA PEQUENES NOS INCOMODA? SOMOS TODOS IGUAI DONA CARRARA, INFELIZMENTE PESSOAS COMO A SENHORA É QUE ATRASA TUDO.

Anônimo disse...

PENSIONISTAS X APOSENTADOS

Na minha opinião não se trata de quem tem mais importância, mais direito ou mais necessidade.Sabendo-se que todas as pretensões não serão atendidas (se é que alguma será) é preciso tratar primeiro as questões que abrangem um número maior de pessoas e o número de aposentados é muito maior que as/os pensionistas. Por outro lado o aposentado deve pensar em como vai deixar seus dependentes mas deve pensar primeiro no presente, que é real, porque no futuro ele nem sabe se vai deixar dependente porque não sabe se vai morrer antes.Melhor pensar no presente melhorando seu beneficio mesmo porque com isso a pensão que deixará no futuro também vai melhorar.Já disseram que é injusto pensionista receber 60% e deixar 40% do beneficio para os patrocinadores. Pois saibam que existe um grande número de aposentados que deixarão 100% porque não possuem dependentes.Assim sendo é muito certo achar que a melhoria dos benefícios deve ter muito mais prioridade que as pensões.Melhor seria que tanto benefícios com as pensões fossem melhoradas.

Anônimo disse...

No post PENSIONISTAS x APOSENTADOS do(a) Anônimo(a) das 10:06 há uma boa reflexão. Concordo que se o Benefício for maior, a Pensão também o será.
Contudo, a Turma do Renda Certa (que já levou uma fortuna, perto de R$ 2 milhões, cada) deixará uma poupuda pensão.
Isso não pode continuar, é necessário corrigir as MÍSERAS PENSÕES que existem hoje. Nisso todos, que temos um mínimo de caridade e senso de justiça, haveremos de concordar.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo (10:06).

Concordo em parte com o seu raciocínio com a visão no futuro.

Somente devo lembrar que você esqueceu o presente. É louvável pensar em melhorar os benefícios atuais para proporcionar conforto e bem estar aos dependentes de hoje e ao próprio participante do fundo.

Todavia, o presente da classe de pensionistas é que é angustiante.

É inadmissível que olhemos para nosso bolso e esqueçamos a mesa de quem não tem como aumentar o que aufere hoje. Deixar para pensar em pensionistas em termos futuros afigura-se uma postura egoísta - correspondente à política do “primeiro o meu e do resto cuido depois”.

Vamos buscar melhorias para todos, em termos presentes e futuros, indiscriminadamente.

Enquanto nós temos futuro, pensionistas têm apenas o passado, porquanto nunca houve quem os defendesse.

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,

Tenho 54 anos e espero viver muito ainda. Concordo plenamente com você, as pensionistas devem ter prioridade nas negociações, pois não é justo a PREVI dar lucros astronômicos, enquanto as pensionistas além de perderem o esposo, perdem muitas vezes a possibilidade de continuarem sustentando a família.

Se existem pensões milionárias, é fácil para PREVI estabelecer um teto e fazer o ajuste das pensões.

Vejo muitos preocupados com as altas pensões, mas poucos se preocupam com as pensões miseráveis pagas pela toda poderosa PREVI.

Abraço a todos!