sexta-feira, 1 de abril de 2011

Quem manda na FAABB?

Caros Colegas.

A Nota Oficial assinada pela Presidente Isa Musa de Noronha nos traz insegurança e o temor de que os entendimentos anunciados, com inicio para o dia 04/04, sejam o prólogo de uma repetição do triste acordo de 24/11/2010.

Com o anúncio antecipado de que serão os mesmos protagonistas a defender destinação de benefícios e acertos estatutários, nada de bom podemos esperar que daí surja sem uma oposição marcante. Com uma agravante. Propala-se que serão duas as figuras de proa nessa etapa: Contraf-CUT e Valmir Camilo – dois ferrenhos defensores do patrocinador, com histórico predatório direcionado aos assistidos da PREVI.

Se assim for, é preciso antecipar o plano em que a FAABB posará na foto. Em que pese a posição passiva adotada no momento superado, daqueles que assinaram “a coisa” o único jamegão que esperamos repetir a dose é justamente o da Colega Isa Musa, mas desta feita sobre um papel asseado, impresso em letras indelevelmente nítidas e que se preste a figurar nos arquivos da história do PB1. E que suas cópias não ajudem a abarrotar cestos de mal cuidados sanitários públicos, com originários borrões mal cheirosos de entendimento dúbio – como o outro.

Também, esperamos que a Presidente instale-se nessa prévia equipada com os apetrechos necessários a não ser contaminada. Que use protetores auriculares e máscara contra gases para não se deixar impressionar pelos ouvidos, e não se intoxicar com os fétidos odores que por certo serão exalados no recinto. E se apresente com a determinação de marcar posição claramente contrária a tudo que vier do lado oposto, pois nada é desconhecido no plano da tática que praticam em uníssono, assim como é sabido que as armas que usam têm a contundência necessária para abater qualquer um que se atreva a contestá-los, se não enfrentados à altura.

Sabemos da capacidade altruística da Presidente da Federação, por isso confiamos em que o seu ardor verbal e a sua fortaleza de princípios aflorem com a veemência que lhe é peculiar, e que nossas expectativas sejam contempladas, pela sua atuação.

Promete a Presidente que ao sair dessa reunião – incólume, esperamos - terá clara visão de qual caminho seguir, levando às Afiliadas o poder de determinar como serão tomados os próximos passos. A partir daí, creio, terá inicio o verdadeiro sentido de como agir com formação de grupos a compor estudos. Estes, com a responsabilidade que lhes for imposta, terão o dever solidário de apresentar propostas isentas de interesses pequenos que visem direcionamentos individualistas. Mas, ao contrário, que se armem da vontade desprovida de egoísmos para o desenvolvimento de um trabalho calcado na união de princípios e da destinação de resultados isonômicos.

Todavia, se nesse momento que definirá metas a Presidente pretender estar à frente de uma reunião nos moldes daquela ocorrida em 17/10/10, no Hotel Nacional em Brasília, peço que esqueça o nome da AAPPREVI e de seus representantes que lá estiveram.

Pelo resultado alcançado, melhor será começar repetindo a cena do encerramento daquele evento, permitindo que o aliado da ANABB, Gilberto Santiago, tome conta da sessão e determine o que a FAABB deverá fazer, sob os aplausos dos presentes como assim foi, com o registro de dois únicos elementos discordantes: O Presidente Administrativo da AAPPREVI e o Vice Presidente Ari Zanella (post “Armação hipócrita”, de 26/10/2010).

Reafirmando a confiança na FAABB, representada dignamente pela presidente Isa Musa de Noronha, a AAPPREVI mantém-se solidária à sua atuação na expectativa dos próximos acontecimentos.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 01/04/2010.

80 comentários:

Anônimo disse...

Colegas,

Se o Valmir esta a frente das negociações, o Banco está tranquilo, e nós.... SOCORRO !!!

Anônimo disse...

OLHA, COM TODO RESPEITO AOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS, MAS COMEÇO A PENSAR QUE ESTA NOVA RODADA DE NEGOCIAÇOES VAI ACABAR EM PIZZA, A COISA ESTA MUITO ENROLADA, NOVAMENTE NUMA CAIXA PRETA, É O TAL DISSE ME DISSE, E OS DIAS VAO PASSANDO, JA ESTAMOS EM ABRIL E NADA DE FATOS E ASSUNTOS CONCRETOS.
ENQUANTO ISTO JA TEM GENTE FELIZ ESPERANDO DIA 04/04 O TAL NOVA LINHA DE CREDITO DA COOPERFORTE, OUTROS JA QUERENDO SABER SE O AUMENTO NO EMPRESTIMO SIMPLES SERA EM JULHO, E LÁ VAMOS NÓS DE NOVO PELA LINDA ESTRADA DE TIJOLINHOS DO MAGICO DE OZ...
BEM VINDO AO VALE A PENA VER DE NOVO DA PREVI, O CAMPEAO DE AUDIENCIA ANUAL DE ENROLAÇAO E DESRESPEITO.

CLAUDIO BARRETO

Anônimo disse...

Dias atras alguem comentou sobre a Crediscope(e isso?).Sera que poderia nos orientar sobrecomo conseguir o emprestimo?
Ja nao conto mais com a Cooperforte, acho que e tudo balela.
Agradeço desde ja.

mesquitasantana disse...

Caro Marcos.

Do lídimo representante dos participantes e assistidos espera-se no mínimo, que seja coerente com os pontos-de-vista de todos nós repetidamente estampados nos comentários postados aqui. Que deixe, ao término da reunião, o seu protesto mesmo que seja voto vencido.

abraços a todos

Anônimo disse...

Colegas, por que o patrocinador ´e quem escolhe os negociadores?
Por que não elegermos os nossos representantes na mesa de negociação?
Temos que engolir quem o banco escolhe?

Anônimo disse...

MARCOS E ROSSI,

É possível questionar a Previ, por dúvidas levantada pelos assistidos, sobre a constitucionalidade da Resolução 26, solicitando que seu departamento jurídica faça uma análise rigorosa sobre a matéria e emita um parecer conclusivo. Caso o departamento jurídico se julgue incapaz de emitir qualquer parecer que se contrate uma consultoria especializada de renome e de atuação ilibada nos meios jurídicos.

Anônimo disse...

Boa tarde,

Sei que o assunto não diz respeito ao que esta em pauta, mas minha duvida é: será que a Previ está com algum problema de cobrança indevida nos juros do emprestimo simples?
Por favor me auxiliem, pois de um emprestimo que tirei em 10/2010 no valor de R$ 49.000,00 hoje tenho R$ 48.400,00 de divida, ou seja,
R$ 600,00 (seiscentos reais) de desconto durante 5 meses. A cada mês tem mais correção que tudo, e a atendente falou que por ser um empréstimo pós fixado, caso a correção fique acima do valor a descontar, eles irão descontar sem dó.
Isto está certo?
Antes na gestão passada não era assim.

Por favor alguém pode me auxiliar???????

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem original
De: Daisy Sacc < dfsacc@yahoo.com.br >
Para: dfsacc@yahoo.com.br
Assunto: COLEGA-BB, APOIE
Enviada: 31/03/2011 17:11


Colega.
Você sabe que existe um grupo de abnegados colegas aposentados que vem lutando em sua defesa frente a PREVI e CASSI?

Você sabe que este mesmo grupo busca incansavelmente a UNIÃO DE TODOS OS COLEGAS-BB E DE TODAS AS ASSOCIAÇÕES já existentes?

Você sabe que este mesmo grupo NÃO É uma nova associação e NÃO COBRA nada pelo trabalho que executa. SÓ SOLICITA O SEU APOIO, à iniciativa.

Conheça o Movimento Nacional dos Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil (inclui os ativos como futuros aposentados): www.unap-bb.org


APOIE A UNAP-BB gratuitamente:

http://www.unap-bb.org/Como-Apoiar.php

Obrigada

Daisy - colaboradora voluntária

Anônimo disse...

Caríssimo Marcos Cordeiro,

A cada dia, admiro sua eloquencia e leveza nos textos e sempre com muita propriedade.

Espero que você tenha encaminhado à colega ISA, o texto em questão.

Decorridos 90 dias, do prazo acordado, ainda temos que sujeitar
novamente, a transferência do início das negociações.

Vejo que tudo isto vai desenrolar o ano de 2001, completamente.

Anônimo disse...

Anonimo das 9:59 para mim esta assim também com 4 prestações pagas e estou devendo quase o que tirei! Se vc olhar todos os dias vc fica com medo. Que horror meu Deus! Como disseram aqui outro dia pior que agiotas!

João Rossi Neto disse...

Anônimo de 01/04, as 9:46,

Em atendimento a sua colocação, informo-lhe que seria possivel, caso a Diretoria Executiva da PREVI se dispusse a fazer isso. Mas como defensora do patrocinador, e ele é beneficiado pela Resolução, seguramente não tomará essa iniciativa.
Contudo, o advogado da FAABB, a pedido da colega Isa Musa, irá examinar o assunto e emitir o seu parecer a respeito. Vamos aguardar as suas noticias.

raul avellar disse...

Presidente Marcos
Acabo de chegar da Reunião da Previ
lá na AABB-Lagoa, que se iniciou às
11:30 hs e procurarei fazer, da forma mais sucinta possível, uma descrição do que ocorreu:
Ao contrário do Rosas, o Flores é até meio tímido, o que inibe alguma
atitude mais belicosa dos que tinham em mira demonstrar as suas
insatisfações contra a Previ.
De início se apresentou um colega,
Otávio de tal, anunciado como MBA
em aplicações financeiras,que, por
40 minutos, pretendeu nos ensinar
como viver dentro de nossas posses.
Depois, rapidamente, falou o Flores
denotando humildade e explicando que o resultado de 2010 não foi melhor porque a Bolsa "andou de lado", ocasionando uma rentabili-
dade geral de apenas 12,37%, pois
os investimentos em Renda Variável
lograram somente 6,51%.
A seguir, o diretor René apresentou
os quadros demonstrativos, pelos quwis se vê que o patrimônio do Plano de Benefícios 1 apresenta um
total de R$150.581.108.000, cerca de R$10 bilhões a mais que em 2009,
sendo o que nos interessa mais de perto é que a reserva de Contingên-cia ficou em R$22,6 bi, sobrando para a Reserva Especial para a Revisão do Plano R$4,230 bilhões.
A seguir coube ao Sasseron responde
às perguntas apresentadss por via oral ou por escrito. Por acaso, a
1ª foi uma das minhas:" O que ocor-
rerá se o aposentado falecer no início da distribuição do Benefício Especial de 20%". Ele respondeu que a viuva continuará a receber os 20% até o final dos 7,5
bi, MAS SOBRE A SUA PENSÃO, termi-
nando o benefício do titular. Várias pensionistas pressionaram pela majoração de 60 para 80% do valor das pensões, mas ele disse que isso CUSTARIA R%8 bi DE UM
SUPERAVIT (pelo menos ficamos sabendo disso).
Aí começaram sa discuções vobre a
Vale, além de reclamações sobre a
excessiva exposição em Renda Variável. O Flores alegou que se
não fossem as aplicações em Renda
Variável dificilmente haveria um superavit para distribuir e que os
demais Fundos terão que utilizá-las
no futuro, se quiserem cumprir suas
metas de investimentos. Quanto à VALE o Flores disse que atualmente estão politizando esta questão, pois, de acordo, com um contrato
(ou coisa parecida) entre os principais acionistas o Presidente
será indicado por uma lista de CEO
apresentada por uma agência inter-
nacional de seleção de executivos.
Sobre os colegas que recebem pela
verba P 220 foi dito que o assunto
será tratado nas negociações que começam na 2ª feira.
Missão cumprida, abraços
Raul Avellar

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Para conhecimento.
----- Original Message -----
From:
To:
Sent: Friday, April 01, 2011 4:38 PM
Subject: Sua mensagem foi recebida com sucesso.


Senhor(a) JOAO ROSSI NETO

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Data: 1/4/2011
Tipo: Solicitação

Mensagem: Examinando o balanço da nossa Caixa, de forma perfunctória, porque
não temos acesso a documentos e aos cálculos atuariais, mesmo assim foi
possível detectar algumas variações significativas em saldos de vários
subtítulos da Planificação Contábil determinada pela Resolução CGPC nº 28,
de 26/01/2009, sobre os quais passaremos a enumerar:
Patrimônio social - 136.243.241 em 31/12/10, contra 126.770.568, de 31/12/09
ou início do exercício atual (01/01/10), que julgamos satisfatório;
Patrimônio de cobertura do plano de 119.529.974 em 31/12/10, contra
118.722.681 em 31/12/09, apresentando um crescimento irrisório,
especialmente levando-se em conta a elevação de quase R$ 10 bilhões no
Patrimônio social;
Elevação muito alta nas Provisões Matemáticas, que saltaram de 74.519.785
para 92.641.891 ou seja mais de R$ 18 bilhões em um ano;
Benefícios concedidos, também tiveram incremento inédito, saltando de
68.922.251 para 80.336.998, ou seja, mais de R$ 11 bilhões;
Outra coisa expressiva tem a ver com as Provisões Matemáticas a Constituir
no valor de 13.147.607, referidas na Nota Explicativa 15 e esta nos remete
para a Nota 12-a, mas ambas não são elucidativas quanto ao destino dessas
provisões. Cobertura do que?
Na Demonstração das Obrigações Atuariais do Plano de Benefícios 1 ( ANEXO
VII ), com finalidade mais analítica, observamos discrepâncias de valores
deste demonstrativo com os exarados no Passivo, mesmos
subtítulos, a saber:
Patrimônio de Cobertura do Plano, no Passivo consta 119.529.974 e no
demonstrativo apenas 117.517.857; Benefícios Concedidos com 80.336.998 no
Passivo e 80.309.188 na demonstração; Provisões Matemáticas com 92.641.891
no Passivo e 90.629.774 no demonstrativo; Benefício a Conceder com saldo de
25.452.500, e somente 23.468.167 no demonstrativo.
À vista do exposto, pedimos seus esclarecimentos sobre tais dúvidas, com
enfase especial para as Provisões Matemáticas a Constituir no valor de
13.147.607.

Matrícula: 4986560
Nome: JOAO ROSSI NETO
E-mail: jrossineto1@uol.com.br

Anônimo disse...

Apesar de nossa contribuição como associados da Previ por longos e longos anos, chegamos à conclusão de que ela não nos pertence. Ela é propriedade do Banco do Brasil e do governo de plantão. Triste conclusão. Quanto ao Empréstimo Simples, que de "simples não tem nada, já paguei 5 (CINCO) mensalidades e o saldo devedor continua praticamente o MESMO.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos,





As Entidades que voltarão a discutir o Regulamento do Plano de Benefícios nº 1 são as mesmas, conforme consta do aludido Termo de Compromisso(anexo), firmado em 24.11.2010. Não são as pessoas, mas Entidades. Por exemplo, naquela oportunidade, a ANABB era presidida pelo Sr. Valmir. Hoje quem preside a ANABB é o Sr. Emílio. Também mudaram os representantes do Governo, pois hoje o Ministro do Planejamento e o representante da Fazenda são outros.



Por oportuno, reafirmo que a FAABB seguirá à mesa a postura e propostas oriundas do consenso dentre suas filiadas.



Atenciosamente

Isa Musa de Noronha

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Com meus agradecimentos ao Colega Wilson Luiz, rendenddo homenagem à lucidez e oportunidade do comentário enviado particularmente, eu o publico sem esperar pela autorização que ainda não chegou:

Caro Marcos,

Inicialmente, quero fazer um adendo a meu comentário sobre postagens desagregadoras e/ou mal intencionadas.
Amigo, precisamos de você na linha de frente, como um dos líderes de nossa luta contra as investidadas que estão ocorrendo sobre nosso fundo de pensão, garantidor do resto de nossas vidas, e amparo de nossos dependentes. Você está desperdiçando preciosa energia tentando fazer uma mediação sobre o monte de asneiras e ofensas que estão sendo postadas em seu blog; inclusive, às vezes, você redige, pessoalmente, resposta a algum comentário considerado mais pesado. Cara, você está prejudicando sua saúde, se ainda não a tem, breve terá sua úlcera de estimação. Você e todos os que se indignam com estes verdadeiros débeis mentais precisam se conscientizar que estão fazendo o jogo deles. Os comentários que são postados sobre o que eles escrevem deve dar-lhes grande satisfação, causando verdadeiros orgasmos mentais. A maior frustração, para eles, seria ver seus comentários postados e ninguém comentando nada. Como isto é impossível, mantenho minha sugestão: mande para a lixeira, sem publicar, comentários ofensivos, mal intencionados ou idiotas, como aquele que corrigiu a redação do nosso bravo Rossi. Imagine você, se perdêssemos a valiosa colaboração dele por causa de um imbecil.
Você verá que, sem ter seus comentários publicados, eles breve sumirão de nosso convívio. Eventualmente, até irão se lamentar, em outros blogs, sobre sua falta de democracia, mas faz parte do jogo.
Fico com um comentarista que muito admiro, Flávio Gomes, da ESPN: "democracia tem limites, no meu blog não publico ofensas à minha querida Portuguesa de Desportos".

Tudo de bom, abraço
Wilson Luiz

Anônimo disse...

Alguem comentou aqui sobre uma outra cooperativa,Crediscop?Poderia dar mais detalhes,acho que a tal linha da Cooperforte e balela.
Aguardo mais informaçoes.

Anônimo disse...

Ao colega ROSSI.

Do anônimo de 01/04/2011 das 09:46.

Obrigado pelo sua atenção.

Em que pese a Diretoria executiva estar a serviço do patrocinador e não do plano, acredito que um questionamento feito pela FAABB terá que ser atendido pois segundo normas da Previc os fundos de pensões são obrigados a promover o atendimento aos questionamentos dos seus associados.

Mas como você disse vamos aguardar esse parecer.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

NOTA da AAPPREVI
Caros Colegas.
A Diretora de Eventos e Divulgação da AAPPREVI , Colega Jane Torres de Melo, participou da reunião da Lagoa, no Rio, e acaba de nos fazer um relato minucioso do que presenciou. Com sua costumeira boa vontade, deixou de lado seus afazeres para dedicar parte do dia ao acompanhamento voluntário do evento, em favor da Associação.
Vale ressaltar que a sua prestimosa colaboração coincide com o que informou o Raul Avelar, também voluntariamente e com muita propriedade. Por isso, para evitar redundância, recomendamos a leitura do texto publicado às 13:57, acima, do Colega Raul, que se assemelha ao que deixamos de divulgar com as palavras da nossa diligente Diretora.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
p/AAPPREVI

Anônimo disse...

Ao colega da 9;59 e 11;02.
Comigo acontece o mesmo. Pedi 100 mil em 10/2010, já paguei 5 meses de 1.603,00 totalizando 8.015,00 e devo hoje 99.376,67. Assim, n/ posso renovar o ES no 6 mes como de costume pois só tenho 623,33 pra receber. Se continuar assim em 1 ano estarei devendo mais de 100 mil apos pagar 12 x 1603,00= 19.236,00.
PEÇO AO COLEGA GILVAN, TESOUREIRO, QUE NOS EXPLIQUE ESTA SITUAÇÃO. PARECE QUE NÓS TODOS QUE PEGAMOS O E.S. ENTRAMOS NUMA FRIA .
como solucionar este problema?
A todos os colegas que pediram o E.S. verifique na PREVI (EMPRESTIMO SIMPLES) e vejam o que está acontecendo com voces.
abraços

Anônimo disse...

Senhor Marcos, seria importante para todos nós ouvirmos o que a senhora Jane Torres teria para dizer.Claro que sem desmerecer o colega Raul Avelar.
Desde já agradeço.

Angela.

Anônimo disse...

Disseram que a Cooperforte iria lançar agora na segunda feira 04 a nova linha de credito baseada no BET do superavit, mas ate o momento nao tem nada no site deles esclarecndo este assunto, se alguem souber de unformacoes concretas avise por gentileza.

Vania Amaral

iraci berviria disse...

Na Cooperforte,hoje me disseram, que dia 4 será divulgado a nova modalidade de emprestimo.Que será em 12 parcelas,juros a 1.8%,mas que não sabia informar o valor.

Anônimo disse...

Marcos já que a dona Jane deixou seus afazeres e também foi, porque não coloque aqui no blog para que todos lessem. Me perdoe, mas é maxismo.

Sandra Alves.
Me poupe!!

Anônimo disse...

Não seria o caso de pegar esse Otávio de Tal, com MBA em aplicações financeiras, para dar uma aula aos executivos do BB aprenderem fazer lucro sem roubar dinheiro de velhinhos e velhinhas?
Perguntar não ofende...

Anônimo disse...

Parabéns Wilson Luiz pelo seu importante comentário. Estou de acordo com tudo que escreveu. Há indivíduos (isso mesmo, indivíduos) que comparecem ao blog apenas para dividir, subtrair, jamais para somar ou multiplicar boas idéias. São de uma mediocridade ímpar e, por isso, entendo também que esses comentários não devam ser publicados. Lixeira para eles. Além de desagregadores, consomem inutilmente tempo dos leitores, que buscam, aqui, informações úteis, tais como as postadas pelo colega Rossi.

Anônimo disse...

NÃO CONFIO EM HOMEM. PORQUE SEU AVELAR NÃO DEU IMPORTANCIA AS PENSIONISTAS? FOI VAZIO E VOLTOU PELADO? POR FAVOR DONA JANE, ENTRA E DIZ O QUE REALMENTE FOI DITO NESSA REUNIÃO. ABRAÇOS.

PENSIONISTA SEM VOZ.

Anônimo disse...

Credo! Parece que os clones continuam agindo no blog. Sinceramente, não acredito que foi a Sandra Alves quem escreveu a mensagem acima.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Colega "Sandra Alves".

Custo a crer que esse comentário grosseiro das 17:28 seja seu, de fato. Estou mais propenso a aceitá-lo como vindo de alguém que se faz passar por você.
De todo modo, o relato que a Colega Jane Torres de Melo me fez foi por telefone, indagando se haveria necessidade de repetí-lo por escrito, pois já havia lido o que postou o Raul Avellar e teria pouco a acrescentar.Para poupá-la do esforço, não insistí. E se isto é machismo terei que rever meus conceitos sobre educação e a arte da comunicação com respeito.
Em virtude da insistência que ora impera, pedí-he para que participe, se houver algo a acrescentar, por escrito.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

João Rossi Neto disse...

Anônimo JVasconcellos, 30/3- 19:24,

Antes de mais nada quero lhe dizer que dou prioridade, no texto, em transmitir o nosso sentimento de indignação e de repúdio ao destinatário, do que propriamente com a beleza do conteúdo redacional. Obviamente, preocupo-me muito em escrever o mais correto possível, especialmente quando me dirijo a autoridades proeminentes.
Você tem razão, quando estava transcrevendo o parágrafo 3º ( Se não sabe é aquele sinal "§" ) do artigo 20 da LC 109/2001, por engano, digitei a palavra "patrocinadores duas vezes" e isso acabou esbarrando no crivo do brilhante revisor.
Se for afeito a leitura de leis, peço conferir que aquela redação consta do diploma legal e não é da minha autoria.De sorte, que aquilo foi uma falha comum de digitação.
Agora, quando fez a correção, o pródigo revisor também descuidou-se, eis que disse que eu havia escrito a palavra "patrocinadores, duas vezes seguidas na mesma linha (sic). O seu lapso resvalou para a parte gramatical chamada "Figuras de Palavras, onde se insere o "Pleonasmo Sintático", que consiste no emprego desnecessários de termos, no caso foi "seguidas", que é completamente dispensável.
Também não poderia deixar de citar que, ocupado em fazer uma boa ruminação, passou-lhe despercebido que a palavra "Juiz" não tem acento agudo e aí você cometeu uma falha de ortografia, escrevendo com "s" e outra de prosódia, pois inventou um acento tônico onde não existe.
Pois é, meu caro, num texto tão exíguo você abusou do direito de errar. Nós colocamos a cabeça a prêmio para defender o seu interesse e atira-nos farpas como agradecimento. Não acha que está na hora de retirar a tinta do rosto, deixar o picadeiro e vir somar forças conosco, num trabalho sério e útil para todos os aposentados. De qualquer maneira peço desculpas aos colegas pelas minhas falhas presentes e pelas futuras, que certamente hão de vir.
Malgrado o dissabor com o anônimo, outro, ao ensejo, com uma sutileza refinada, carinhosamente traz a crítica recebida à tona, faz um elogio amarelo, tudo veladamente para colocar o meu nome em evidência negativa.

Anônimo disse...

Á propósito, clone da Sandra, a palavra "maxismo" teria o som, a pronúncia assim: "maccismo". Portanto....

Pensionista sem voz... disse...

Só pra constar, a pessoa q assinou "PENSIONISTA SEM VOZ" em 1/4/2011, às 17:35, tbm não sou eu, q costumo me identificar dessa maneira.

Anônimo disse...

O comentario de 17:28 nao e meu.O(a) doente mental deve ser levado URGENTEMENTE para o sanatorio, ele e perigoso.
Sandra Alves

Ari Zanella disse...

O novo empréstimo da Cooperforte tem que ser no mínimo em 24 meses. Por que fazer em 12 meses se o BET vai até + ou - 48 meses? Ademais, taxa de 1,8% ao mês para 12 meses está muito alta. Cooperativa não é banco e não visa ao lucro. Alô, alô, sr. José Valdir!...

M.Lourdes disse...

João Rossi você é fantástico!
Seus textos são simplesmente um luxo.
Não se deixe atingir por pessoas desocupadas. Que importa alguma falha gramatical diante de tanto brilhantismo e sabedoria.
Continue seu trabalho, ele é de grande valia para nós do PB1.

elvira disse...

JOAO ROSSI NETO
Magistralmente voce nos presenteou com um texto escandalosamente bem redigido.
Redigido com a alma, com propriedade tal, que nos encheu de esperanças.
Quando alguém nos atira lama, abaixemo-nos para que a lama passe, e nossas mãos permaneçam limpas.
Você só merece ouvir: muito obrigada.

Anônimo disse...

O pessoal da Cooperforte foi taxativo. As condições do empréstimo só serão divulgados a partir do dia 4/4/2011. Tudo o que vier ser divulgado antes desta data é boato, é para criar pânico nos aposentados que já estão com a corda no pescoço e o saco cheio.
Por favor, voces que gostam de soltar um boato só prá ver o circo pegar fogo, aguentem mais dois dias e segunda feira saberão quais serão as condições, prazos e valores.
Jorge Castro,

Lena. disse...

Porque você anônimo, faz isso? O quê você ganha provocando a discórdia e entrigas? não acredito que tenhas problemas mentais como dizem alguns. Acho que precisa de ajuda, e se me permite, eu gostaria de ajuda-lo{a} deixe-me tentar por favor.
Entre no meu e-mail e vamos levar um papo legal de amigo para amigo? Confia em mim e lhe garanto total descrição. Mas lhe peço encarecidamente que pare de entrar aqui no blog para causar esse tumulto que não vai ter levar a lugar nenhum. Esse blog foi feito, e é moderado por uma criatura do bem e todos nós precisamos dele, mas você infelizmente está nos atrapalhando e talvez lá no fundo do seu coração, nem queira isso. Só precisa que alguém te escute. E eu estou pronta para ouvi-lo {a} se assim quiser. Aceita a minha ajuda? Fique com Deus. Abraços da Lena.


mh.leal@ig.com.br

mesquitasantana disse...

Ao João Rossi Neto.

...Se o seu texto a estadear em conteudo pudesse ser toldado por pequeno descuido na digitação!...


Ao Revisor do majestoso texto.

...NÃO ENCHA O SACO!!!...


abraços a todos

(com pedido de desculpas)

Anônimo disse...

CHACAL disse

A mim parece que este tal de OTAVIO foi um grande equívoco, êle veio como contratado sòmente para ensinar PEIXE GRANDE a nadar.

Abraço a todos
CHACAL

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Foi comprovada a autenticidade do comentário da LENA (22:09).

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Moderador do Blog Previ Plano 1.

Anônimo disse...

Falando em empréstimos da Previ, gostaria de registrar que há uma enorme distorção tanto no ES como no financiamento imobiliário. As taxas usadas naqueles empréstimos deveriam ser idênticas ao do reajuste salarial dos beneficiários, uma vez que a finalidade dos recursos é exatamente assegurar a liquidez de nossos futuros pagamentos. Como é óbvio haveria a questão de inadimplência e custos administraryivos. Ora, a primeira seria praticamente inexistente, diante da gantia de desconto em folha e a segunda questão (custos) poderia ser resolvida com uma taxa de administração calculada sobre os efetivos gastos da Previ com a concessão e administração dos créditos. Qualquer coisa fora destes parâmetros é abuso e vontade de gerar superavits para fazer média com o patrocinador. Isdto enquanto não se resolve a questão da ilegalidade da Res. 26...

wilson luiz disse...

Ao que parece, a primeira reunião prevista no Memorando de Entendimentos deverá acontecer na próxima segunda-feira, dia 4.
Agora, não vamos nos iludir. O que dizem que poderia ser utilizado, para benefícios imediatos, é o valor de 2.1 bilhões, não dá para fazer praticamente nada. Até acho que o superávit de 4.2 bilhões, existente em 31.12.2010, não deveria ser utilizado, no momente; poderia ficar como um "colchão de liquidez", para ir garantindo o pagamento dos 20%. Além disso, diz o velho ditado dos aproveitadores:"farinha pouca, meu pirão primeiro". Meu medo é que, já que os 2.1 bilhões não permitem que todos sejam beneficiados, o sempre-presente Valmir Camilo e seus satélites empurrem pela nossa garganta um Renda Certa 2, ou o aumento do teto da 90 para 100%, para beneficiar, novamente, os maiores salários.
Além do mais, o valor das ações da Vale é o pêndulo que determina se o nosso plano terá superávit ou déficit. Lembro que, quando o governo de nosso glorioso Lula começou a fazer suas "mágicas financeiras" na Petrobrás, as ações da companhia chegaram a cair mais de 30%, depois recuperaram um pouco graças à crise no mundo árabe. Agora, o governo Dilma está se metendo na administração da Vale, o que já está causando oscilação no preço dos papéis da empresa.
Finalizando, acho que, nas negociações, deveria ser acertado o que fosse viável para melhoria dos benefícios, com clásula expressa que as medidas seriam implementadas tão logo novos superávits o permitisse.

Anônimo disse...

Alguem confirmou esta nova linha de credito da Cooperforte a ser lançada ja nesta segunda feira?
Digo isto porque no site da Cooperforte nao dizem nada.
Ja podera se fazer este emprestimo na segunda feira?

Isaura Cardoso

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,

Sabemos que o Banco é uma fábrica de loucos, mas devemos prestar atenção, pois estes que estão se passando por outros e inserindo comentários maldosos, podem não ser os loucos que o BB gerou, podem ser aqueles mau caráter de sempre, que estão tentando desestabilizar o teu trabalho.

Um abraço!

GANDOLA DA BAHIA disse...

UUUUUUUUÁLA

Tomei o ES em outubro-10-R$ 91.000,00, já paguei 5 prestações, no total de R$ 7.025,00 e hoje apresenta um saldo de R$90.203,00.CRUZ CREDO. TAMOS "FRITINHADOS" que significa FRITOS E COZINHADOS.

Anônimo disse...

CREDISCOOP:

O colega de 01/04, 15:43, perguntou a respeito do empréstimo da crediscoop. Você pode obter as informações direto no site deles que é: www.crediscoop.com.br. Dê antemão eu te informo que eles emprestam até duas vezes a sua renda bruta, com prazo que vai até 48 vezes, pode se associar entre outros funcis BB e aposentados Previ, funciona mais ou menos igual à Cooperforte, sendo necessário fazer um depósito inicial de R$ 50,00 e capitalizar mais 20 % (em parcelas) do valor emprestado. A taxa deles é de 2,4 % a.m, sendo utilizado o sistema de amortização constante (SAC), ou seja você começa pagando mais e as parcelas vão diminuindo.É necessário imprimir direto no site a ficha de cadastro, contrato de abertura de crédito e autorização para que possam fazer as pesquisas para aprovação de crédito ( a qual quando me associei, não consegui imprimir direto do site sendo que daí escrevi um e-mail para eles contando que não abria e eles de pronto mandaram o documento no mesmo e-mail). Após preencher os documentos é só enviar para eles.Depois que eles recebem os documentos, a aprovação é rápida. Dê imediato eles emprestam sem necessidade de prazo de carência. Eu também não os conhecia e fiquei sabendo através de um colega aqui no blog.Fiquei satisfeito com o atendimento deles. Mais um detalhe: você consegue fazer a simulação do empréstimo direto no site, assim como ver todas as informações a respeito. Como já disse anteriormente, funciona igual a Cooperforte, eu pessoalmte gostei. Agora mais um detalhe, acredito que com certeza, na segunda-feira 04/04, deve ser divulgada a nova linha de crédito da Cooperforte.

Anônimo disse...

Ao Anônimo de 01.03.2011 - 15:43

Para saber mais informações sobre CREDISCOOP entre no seguinte endereço:
www.crediscoop.com.br

iraci berviria disse...

Quem sabe, teriamos um aliado. Vejam

http://www1.folha.uol.com.br/poder/897421-psdb-vai-levar-a-tv-criticas-ao-governo-dilma.shtml

iraci berviria disse...

http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/arch2011-04-01_2011-04-30.html#2011_04-02_07_18_23-10045644-0

Fonte de informações sobre maracutais do governo lula e o nosso"querido" dantas.

Anônimo disse...

É por isto que o blog da AAPPREVI tem um diferencial maravilhoso em relaçao aos outros blogs, claro nao desconsiderando tambem a importancia de todos eles para somarmos forças, mas aqui voce expoe uma duvida e quase sempre prontamente vem algum esclarecimento. Havia perguntado sobre a nova linha de credito da Cooperforte direcionada ao superavit, ja esclareceram-me que vai sair dia 04, segunda feira, agradeço a informacao, vamos aguardar na segunda para ver as taxas e prazos.
Eu com toda a certeza terei que fazer para conseguir completar os gastos deste inicio de ano, pensionista nao tem muitas opçoes para honrar todos os compromissos financeiros e familiares.
Espero que segunda ja se possa fazer este emprestimo no proprio site.
Um dia hei de conseguir livrar-me disto, confio nesta uniao que tenho visto entre nós.

um fraterno abraço a todos e obrigada

Isaura Cardoso

wilson luiz disse...

Sobre nossa ação IR 1/3 PREVI
Vasculhando meu baú, achei recorte do jornal O Estado de S.Paulo, de 09.10.2008, do qual transcrevo apenas os tópicos mais importantes, por ser matéria muito extensa.
-"o Superior Tribunal de Justiça decidiu que o Governo tem que devolver, com correção monetária, imposto de renda pago indevidamente por pessoas que contribuiram para planos de previdência privada no período de 1989 a 1995..."
-"a Procuradoria Geral de Fazenda Nacional não recorrerá da decisão...ela disse que já há pacificação no STJ sobre o assunto. Por isso, um ato declaratório da Procuradoria liberou os procuradores de contestarem decisões sobre a matéria..."
-"o Procurador admite que será complicado achar uma fórmula de cálculo, terá que ser calculado individualmente..."
-"no passado, a Procuradoria da Fazenda Nacional, a Secretaria da Receita Federal e representantes dos fundos de pensão tentaram fechar um cálculo, mas não chegaram a um acordo...".
Já que nas negociações a serem iniciadas, talvez dia 4, há poucas possibilidades de ocorrer alguma melhoria imediata, os negociadores poderiam solicitar ao patrocinador que se interessasse pelo caso.Dona PREVI poderia tentar(pelo menos tentar) uma negociação administrativa com a Receita Federal, para solução do caso. Como será necessário um cálculo individual para cada um dos beneficiários, a PREVI poderia se prontificar a contratar uma equipe de peritos contábeis para fazer os cálculos.

Anônimo disse...

Wilson Luiz,
Pura balela do governo. Estou na justiça já há mais de 10 anos e eles continuam recorrendo. Agora entraram com um embargos à execução. Tudo meramente protelatório, pois não há dúvidas quanto ao cálculo e os índices de correção e juros são os particados desde sempre pelos tribunais. Enquanto não forem fixadas multas pesadas por litigância de má-fé e que atinja também os agentes públicos responsáveis pelos descalabros praticados, o governo continuará neste joguinho nojento.

Anônimo disse...

Dna. Isaura Cardoso,

Dê uma olhadinha também no empréstimo da crediscoop, no site www.crediscoop.com.br, talvez lhe interesse também.

Ari Zanella disse...

Existe uma oração de 1943 chamada “Oração da Serenidade” que diz mais ou menos assim: “Concedei-me, Senhor, a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar; coragem bastante para modificar aquelas que posso; e sabedoria suficiente para discernir uma da outra.”
Em nosso caso, a coisa que não podemos modificar é retirar do BB o seu poder de tudo o que nos diz respeito passar antes pelo seu crivo.
Mas nós podemos já na primeira reunião dia 04.04 MODIFICAR o Estatuto ou as Regras do Plano 1. Podemos colocar lá todos os itens do realinhamento do PB1. Deixar lá, aprovado pelo BB e demais órgãos governamentais para IMPLEMENTAÇÃO quando houver novos recursos de superávits. Nesse sentido as notícias são bem alvissareiras, notadamente quanto ao desempenho da bolsa de valores neste ano. Assim, já no início de 2012 as medidas já poderiam ser implementadas posto que já estariam aprovadas.
O importante é modificar o Estatuto JÁ, ainda que para implementação futura.
Sempre com fé em Deus, lembrando a oração acima.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From:
To: <jrossineto
Sent: Saturday, April 02, 2011 6:06 PM
Subject: Sua mensagem foi recebida com sucesso.


Senhor(a) JOAO ROSSI NETO

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Data: 2/4/2011
Tipo: Reclamação

Mensagem: Quem tem direito ao 13º salário.
Essa Caixa inseriu no artigo 87 do Regulamento, parágrafo 2º, que na
base de cálculo do abono anual ou 13º salário, o Benefício Especial
Temporário-BET não será considerado.
Esse veto, e consequente mudança no Regulamento, deve ter sido
determinação dos órgãos reguladores e fiscalizadores.
Ocorre que a Constituição Federal no seu artigo 7, inciso 8, determina
que o 13º salário seja pago pelo empregador a todo trabalhador a ele
juridicamente vinculado, seja urbano, rural, doméstico, aposentado,
pensionista e trabalhador avulso, incidindo sobre o total da remuneração
auferida.
Em caso de contratos temporários com tempo determinado, o décimo
terceiro é pago, proporcionalmente aos meses trabalhados, no final do
contrato.
Uma vez que o salário temporário, por lei é considerado para efeito do
13º salário, entendemos, por analogia, que em hipótese alguma o nosso BET,
com vencimento estipulado em seis anos de duração, estatuído no
Regulamento, seja excluido do cálculo.
Os órgãos reguladores ( Ministério Planejamento/DEST, Fazenda e
PREVIC ), são subordinados aos ditames da Constituição Federal e suas
determinações em sentido contrário a Carta Magna são sem efeitos, devendo
ser desconsideradas de pronto.
No mesmo passo, o Reajuste dos Benefícios, artigo 63 do Regulamento,
que é feito no período de 01/06 a 31/05 de cada ano, atualmente pelo INPC,
deve computar o BET no seu cálculo. Quando se fala em benefícios, entendemos
que engloba o valor total, não importando a natureza, se definitivos ou
temporários.
Essa exclusão taxativa do BET não está prevista na Resolução CGPC
26/2008 e mesmo se houvesse o registro, em nada resultaria, porque a CF é
soberana, ocupa o topo da pirâmide na hierarquia das normas jurídicas,
enquanto que a resolução é a mais subalterna, estando em último lugar.
Queremos saber qual a lei, doutrina ou jurisprudência que determinou a
essa PREVI que descartasse o BET do cálculo do 13º e do reajuste anual. Que
fique patente que os órgãos reguladores são impotentes para autorizar uma
mudança no Regulamento que vem de encontro com a CF. Essa modificação a
nosso ver é arbitrária, unilateral e não tem eficácia jurídica.
Após o vencimento dos seis anos para pagamento do BET, ou exaurindo os
recursos antes, os benefícios cessarão e, por conseguinte, o 13º salário e
o reajuste também. Até lá, enquanto essa PREVI não nos convencer com
documentos legais, oriundos da legislação em vigor, exigimos que nos pague o
13º sobre os 20% relativos ao ano de 2010, fazendo o acerto na folha de
pagamento deste mês, com inclusão obrigatória do BET em 2011.
Matrícula: 4986560
Nome: JOAO ROSSI NETO
E-mail: jrossineto

José Roberto Eiras Henriques disse...

Aos Colegas,

Pensionista Sem Voz, Sandra Alves, João Rossi e Lena, em relação ao(s) Anonimo(s) Denorex, reproduzo uma frase tirada das Mil e Uma Noites:

"Repreender uma alma vil é como lavrar em campo árido".

Sei que é dificil, mas devemos deixar de dar ibope a esse(s)anonimo(s).

Anônimo disse...

BRASÍLIA - Relatório final da Polícia Federal confirma a existência do mensalão no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Depois de seis anos de investigação, a PF concluiu que o Fundo Visanet, com participação do Banco do Brasil, foi uma das principais fontes de financiamento do esquema montado pelo publicitário Marcos Valério.O relatório da PF demonstra que, dos cerca de R$ 350 milhões recebidos do governo Lula pelas empresas de Valério, os recursos que mais se destinaram aos pagamentos políticos tinham como origem o fundo Visanet.
Fonte: Agência Estado

Anônimo disse...

PERDÃO A TODOS E AO SEU MARCOS C DE ANDRADE.

Lena. disse...

Paz!

Abraços Marcos.

Lena.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From: "angela maria"
To: "AAPPREVI"
Sent: Saturday, April 02, 2011 3:32 PM
Subject: pauta de reunião


De acordo com publicação da contraf-cut a proposta de 360/360 e o percentual
de
aumento das viúvas não estão na pauta de negociação a não ser que eu tenha
entendido tudo errado.

Angela Paes
mat.19451310-6

Anônimo disse...

Caro colega dás 08:24. CREDISCOOP.
Pode por gentileza me informar: Como ficará as dívidas caso eu venha a falecer? Não gostária de deixar para descontarem da minha esposa. Outra: se eu pegar emprestimo na CREDISCOOP, atrapalha eu renovar com a cooperforte?
Desculpa o abacaxi. QUEBRA MAIS ESSA PRÁ MIM? Abraços.

elvira disse...

Joao Rossi, você me remete àquele piloto americano que, mesmo com os motores do avião parados, fez um pouso perfeito no rio Hudson, salvando todos os passageiros.
Um abraço.

Anônimo disse...

Notícias 01/04/2011
Contraf-CUT retoma negociação com BB sobre Plano 1 da Previ nesta segunda

A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam, nesta segunda-feira (4), a partir das 16h30, as negociações com os representantes do Banco do Brasil sobre o Plano 1 da Previ, o fundo de pensão dos funcionários do BB. Na pauta estarão as reivindicações dos participantes para tornar a gestão do fundo mais transparente e democrática.
A reunião, que também deve contar com a presença dos conselheiros deliberativos eleitos da Previ e dos representantes das associações de aposentados, vai discutir o fim do voto de minerva do banco para desempatar casos de empate em decisões, a volta da consulta ao corpo social nas mudanças estatutárias e o retorno das eleições para a diretoria de participação, responsável pelos investimentos em renda variável e carteira imobiliária.
"Esperamos que o Banco do Brasil atenda nossas reivindicações. O fim do voto de minerva e o retorno das eleições para a diretoria de participação são algumas das propostas mais aguardadas pelos participantes do fundo de pensão", afirma Mirian Fochi, conselheira deliberativa eleita da Previ e diretora da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Brasília

GANDOLA DA BAHIA disse...

-Alguém, por favor, poderia me informar o Blog do Medeiros e outors Blogs que tratam de assuntos de nosso interesse.

luiz fernando disse...

ref. EMPRÉSTIMOS SIMPLES, TBM SOU SÓCIO DESSE MAL NECESSÁRIO HAVIDO 20 ANOS CREIO EU. SOBRE O SALDO DO EMPRESTIMO NÃO BAIXAR, É DEVIDO AO ALONGAMENTO DAS PRESTAÇÕES E CONSEQUENTE BAIXA DA PRESTAÇÃO.EXEMPLO TIPICO - QUEM TIROU R$ 100.000, DEPENDENDO O DIA ,FICOU QUASE 45 DIAS SEM PAGAR A PRIMEIRA PARCELA E SEU SALDO INICIAL SALTANDO PARA r$ 102.000 INICIAL. SE CONSIDERARMOS A TAXA ARRENDONDADA PARA 1,2% A.M.(inpc + 5%A.A + SEGURO 0,90A.A) , A CADA MES DEBITA-SE r$ 1.200,00 E PAGA-SE r$ 1.540,00 EM MÉDIA.DAÍ Q O SALDO DEVEDOR NÃO BAIXA.MATEMATICAMENTE ESTA CERTO,SÓ QUE ESTAMOS PAGANDO JUROS DO NOSSO DINHEIRO,NA VERDADE.O JURO PODERIA SER MAIS BAIXO.

Anônimo disse...

Colegas,
É bem provável que a exclusão do décimo terceiro salário dos pagamentos dos Beneficios Temporários esteja ligada à distribuição da Reserva, ou seja: o Patrocinador também teria direito à parcela do décimo terceiro,(era só o que faltava).
Definitivamente, a Previ passou a agir somente quanto aos nos intereses do Patrocinador.
Nossa unica saida será o "sepultamento" da Resolução Pimentel, ou, cada vez mais, as decepções aumentarão.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

prezado gilvan

eu tenho 64 anos de idade. aos 34 eu estava lá ouvindo lula. em são bernardo. ao lado de lelia abramo. hoje não consigo mais ouvi-lo.
voce não dá o devido apreço ao tempo. vejo não só no que leio nos blogs da aapprevi como nos do medeiros que todos reclamam que não conseguem espaço na midia. e quando foi que fomos calmamente até a midia? como a gente ve nos filmes. uma pessoa discreta apresentando a alguem da midia todos os fatos. acho brilhantes os rapazes que falam em nosso sites. mas nos estamos conversando entre nós. é preciso ampliar isso. e mais que tudo: é preciso deixar de lado qualquer animosidade para que possamos com lucidez chegar ate as pessoas.
nós da previ em termos de brasil somos marajás sim. mas é preciso explicar que não somos marajás as custas do dinheiro de ninguem. mas do nosso. é preciso que entendam o que fizemos. e quando falo o que fizemos não falo de mim. mas dos rapazes inteligentissimos que bolaram tudo isso.
e que não vamos por picuinhas, deixar que sejam esquecidos.
eu não entendo politicas.
eu entendo de vida.
um abraço.
claudia

wilson luiz disse...

Caro anônimo 2 abril, 13:01 hs.
Gostaria de saber se sua ação IR 1/3 PREVI está sendo conduzida pela ANABB. Quando viajo, sempre procuro contato com colegas aposentados. Pelo que tenho ouvido, a minha percepção é que as ações da espécie que não são conduzidas pela ANABB tem uma solução bem mais rápida. Ainda não enguli os cambalachos daquela Assossiação, como mudança de advogados e tentativa de cobrar custas que não eram previstas quando eles ingressaram com as ações.

Anônimo disse...

Nessa reunião de amanhã 04/04 estará em pauta o aumento das pensionistas? ou como sempre, ficaremos vendo o návio passar?
Rossi, ajude-nos pelo amor da VIRGEM MARIA, eu não aguento mais passar tantas dificuldades. Meu esposo faleceu hà 6 anos e ganho 2.300 reais brutos e o que sobra não da prá mas nada. Estou em total desespero e com dois fillhos em idade escolar. Costuro prá fora e montei um armárinho, mas a minha cidade é muito pequenina e não sai nada , e o pouca que sai ainda é fiado, e como negar se preciso da minha gente. Me perdoe pois não sei mexer com esse treco dirito. Abraços. Maria José.

Anônimo disse...

Pois eu não espero nada dessas reuniões que começam amanhã. O dinheiro acabou. 4 bi na conta de Reserva não dão pra nada. O melhor e esperar juntar mais. Lembrem-se de que o BB sempre ficará com a metade. Nem pensar em ajustar pensões, pois segundo consta na Lei, não pode ser definitivo

Anônimo disse...

Recebi o jornal ação da anabb, com proposta para minha filiação e dependentes. Acabei de me desfiliar e ela quer que eu volte?

Anônimo disse...

Colega 03.04 às 07:49,

Eu me desfiliei da ANABB, logo que me aposentei em 2007, pois quando estamos na ativa não temos tempo e nem disposição para averiguar o que acontecia/acontece nesta Associação.

Aposentado, logo percebi que a ANABB e o BB são uma única criatura, tanto no que diz respeito a ganância, quanto ao desdém pelos seus funcionários, tanto da ativa como aposentados.

Hoje segundo o seu Valmir existem 120 mil associados na ANABB, já passou a hora dos colegas fazerem uma reflexão e abandonarem este barco.

Abraço a todos!

Anônimo disse...

Sra. Cláudia das 06:17,

Com todo respeito que a Senhora merece, essa carapuça de marajá não nos cabe. Esse estigma nos foi colocado por um senhor collorido que foi picado pelo seu próprio veneno: Mentira, engano, trapaças, roubos. Por que os funcionários do Poder Judiciário desse mesmo país desigual não levam esse rótulo? Mesmo tendo seus salários INICIAS seis a sete vezes maiores do que os do BB? Sem mencionar colegas recebendo benefícios de 700 reais da Previ e pensionistas vivendo em extrema necessidade.
Uma campanha bem orquestrada por setores interessados nos bilhões da Previ, infelizmente, conseguiu convencer até alguns de nós dessa inverdade. É uma pena...

Anônimo disse...

Colega GANDOLA DA BAHIA, existe outros, mas OUTOS não. Os que existem estão fechado. Hoje é
dia de bacalhoada, feijoada,churrasco
e muita cerveja. Vamos brincar com os netos, bater uma bola com os amigos, pegarmos um teatrinho, cinema. Estou aposentado do banco, menos da vida. AXÉ!!

Anônimo disse...

Meu marido recebeu um convite para comparecer a um almoço fraternal num restaurante chiquérrimo aqui do RIO. O convite veio da parte da PREVI. Mas não deu para meu marido participar.

ELE MORREU A DEZ ANOS.

Vou remeter para o além. Acorda PREVI!!

Anônimo disse...

Anônimo de 03/04-10:20 hs.

Já está ficando CHATO esta sua mania de querer corregir os escorregões na língua portuguesa, nos comentários aqui postados pelo(a)s nobres colegas.Já trabalharam muito, já contribuíram com o desenvolvimento do país! hoje são APOSENTADO(A)S! Não estão num banco de escola.
E você também escorregou. Veja sua 2ªfrase!

krystal disse...

Cláudia,

Com todo o respeito, permita-me discordar. O único diferencial entre nós e os outros é que os outros têm apenas o INSS. Só isso. Tem colega que recebe apenas R$ 700,00 de benefício da Previ. Ele é marajá??? Quanto ao Lula, graças a Deus nunca acreditei muito nele, embora eu tenha votado no PT várias vezes. Eu assisti a um comício dele aqui uma vez e sinceramente, o que eu achei interessante foi ter presenciado uma espécie de catarse coletiva em consequência de anos de mordaça imposta pela ditadura militar; e todos gritavam, repetiam palavras de ordem e empunhavam a bandeirinha vermelha do PT, embuídos da mais vã esperança de um mundo melhor. O pior foi ter lido o Frei Beto qualificando o Lula de "salvador" da pátria, uma espécie de "messias" do povo. Bah!!
Voltando ao assunto, não acredito que seja bom levar os assuntos dos aposentados da Previ até a imprensa. Afinal, quem, nesse país tem uma Previ, com exceção dos funcionários da Petrobrás, Caixa, BACEN e mais poucos outros? Seremos rotulados, indevidamente, de marajás de novo. Em meu entendimento, estaríamos nos expondo inutilmente.

krystal disse...

Em tempo: O que eu quis dizer com tudo isso foi o seguinte: em minha opinião, não precisamos de heróis e a imprensa não é um pretenso herói ou salvador nosso, muito pelo contrário, ela própria se voltaria contra nós, bem como os próprios leitores. Eu vejo esse blog como um espaço para troca de informações e idéias e para uma luta, com um objetivo comum. Devemos, isso sim, recorrer a açoes judiciais, quando necessário e cabível e agregar forças em movimentos coletivos em prol dos aposentados da Previ, questionando a Previ, os sindicatos, a Contraf-Cut ou fazendo protesto judicial de ressalvas de direitos, conforme proposto pelo Dr. Medeiros, ou empregando outros meios do gênero.

Anônimo disse...

Em tempo 2; Acrescente-se, principalmente, tudo o que o Marcos, com suas mensagens brilhantes e seu árduo trabalho não remunerado, e o Rossi e muitos outros têm feito, de valor inestimável.