sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mensagem de Pedro Paim

Sra. Isa Musa,
Srs. Cláudio Lahorgue e Gilberto Santiago,

A respeito do comunicado abaixo, gostaria que V. Sas., por favor, nos prestasse os seguintes esclarecimentos.
1) Está escrito no tópico sobre “revisão do regulamento versus superávit” que

“Os dirigentes eleitos da Previ e as entidades representativas insistiram que não foi este o compromisso assumido pelo banco no final das negociações do superávit, em novembro do ano passado. Ficou acertado que seriam negociadas alterações no Regulamento do Plano 1 independente da utilização de superávit. E mostraram, ainda, que é possível fazer tais alterações revisando o plano de custeio, sem utilização da reserva especial.”

Gostaria de saber quais são os argumentos apresentados pelas “entidades representativas” para justificar a alegação de que “é possível fazer tais alterações revisando o plano de custeio, sem utilização da reserva especial.” Parece-nos óbvio que toda modificação no “plano de custeio” tem implicações no resultado do plano! Pode ser que não exija o imediato uso da reserva especial, porém sempre terá um custo! O que disseram as “entidades representativas”? Qual foi a posição da FAABB e da AAFBB sobre o assunto? Quais são, objetivamente, as alterações que as “entidades representativas” desejam fazer no Regulamento do PB-1?

2) “Negativas e evasivas”. Como o acordo anterior foi feito na base 50% da reserva especial para o Banco e 50% para os participantes e assistidos, nada mais natural do que o Banco continuar defendendo a continuidade do esquema. Naturalíssima também foi a aceitação da proposta de “aumento do teto de contribuição e benefícios para 100%”!!!!! Dentre todas as “nossas” (?!) propostas, esta parece ser a única que tem lugar garantido no pódio! Resta-nos saber qual a posição defendida pelos representantes dos aposentados: vamos continuar com o sistema injusto, ilegal e imoral colocado em prática (que consiste na exclusão da maioria absoluta dos participantes e assistidos) ou vamos buscar uma fórmula capaz de a todos beneficiar?

3) Independente dessas negociações, é chegada a hora de todas as entidades que se dizem representantes e defensoras dos aposentados, entrarem na justiça buscando resguardar nossos direitos! Se foi concedido aumento do teto de contribuição e benefício para alguns, esse aumento tem que ser assegurado a todos os participantes e assistidos! Por exemplo, por que excluir do teto de 90% quem se aposentou antes de dezembro de 1997?

4) E vou mais além: por que excluir da pauta de reivindicação o pedido para concessão de reajuste dos benefícios e das pensões relativo aos anos de 1995 e 1996?

Atenciosamente,

Pedro Paim
Salvador(BA).

35 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Resosta de Isa Musa de Noronha

Paim

Sim, tem efeito sobre o resultado do Plano, mas cogita-se estudar alteração no custeio. Sasseron pediu a área técnica que estudasse qual seria o efeito de aumentar as contribuições para 6%. Ora, ninguém está contribuindo, mas as contribuições continuam sendo vertidas saindo do Fundo Contribuições. Com esse aumento de custeio poder-se-ia implantar alguma alteração no plano, como revisão do benefício mínimo ou aumento de pensões, por exemplo. Não há nada conclusivo, mesmo pq é necessário que o BB concorde com a tese de que é possível promover alterações no Regulamento do Plano sem que ele BB leve qualquer tostão. Admitida a tese caberá então a todos nós das associações, da anabb e da Contraf levantar uma proposta de Regulamento do Plano de Benefícios n8 1 que acabe, ou minimize as discrepâncias hoje existentes.Por outro lado, de nossa parte defendemos que se implantados os 100% tem de ser para todo mundo e não só para os que se aposentaram após 1997. Mas não concordo com você que essa é uma proposta que tem toda chance de passar. Se o BB continuar insistindo que a cada melhoria para nós ele deve levar igual valor como manda a Resolução 26, não haverá acordo, pelo menos de nossa parte (da FAABB, pois essa foi a posição das filiadas quanto a rejeitar a Resolução 26 agora). Quanto ao reajuste de 1995 e 1996 não consegui novamente pautar. Ninguém mais endossa, somente eu e ai me dizem os diretores do BB “mas vocês estão na justiça... o Banco prefere aguardar decisão judicial”.

Isa Musa

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Eis o que conseguimos apurar com relação à manutenção do Blog, pelo Google:

http://www.ferramentasblog.com/2011/05/o-blogger-esta-fora-do-ar-e-indisponivel-sem-explicacao-consistente.html

ou

http://hili.in/Ty

Anônimo disse...

E nós pensionistas recentes? Como ficamos???????

Anônimo disse...

Rousseau, o ideólogo do Governo do Povo, isto é, da DEMOCRACIA, não gostava de representantes. Ele queria,vejam só, já naqueles longínquos idos do século XVIII, delegados. Dizem que os representantes foi obra do abade Seyès, consagrada posteriormente, após longo debate, na criação do Estado Democrático Norte-americano. Mas, vejam só, nós temos na mesa de debates sobre um assunto tão GERAL e ao mesmo tempo tão PESSOAL, regulamento de APOSENTADORIAS E PENSÕES,representantes que tratam de coisas que ninguém entende e, assim mesmo, pensam com muita convicção que nos estão REPRESENTANDO. A mim não estão representando, porque não entendo nada do que os MEUS REPRESENTANTES DIZEM E DEBATEM.Não me consta que alguma associação de funcionários haja convocado os sócios para debater as matérias que levaram a essa reunião com o BB. Primeiro, expliquem BEM CLARO a matéria que estão debatendo e as posições que estão tomando.Auscultem em reunião ampla e democrática todas as matérias à exaustão e depois discutam com o BB.Isso é DEMOCRACIA. Isso é LIDERANÇA MODERNA. NÃO REPITAM O BENEFÍCIO DA RENDA CERTA E NÃO DESTRUAM A PREVI.
Edgardo Amorim Rego

mesquitasantana disse...

Meu caro Presidente Marcos.


Em rápidas palavras:

Veja como é fácil ao bb se posicionar em nada concordar se a cada melhora de benefício para os participantes ele não receber o dele (doravante o bb é beneficiário privilegiado);

Ao se posicionar favorável ao teto de 100%, sómente para os pós 97, várias injustiças são cometidas e isso agrada ao bb. Quem já vem negando melhora de benefício a aposentados e pensionistas e favorecendo a capitalistas com farta distribuição de dividendos...

Realmente vivemos no país do "faz-de-conta" Um Congresso que faz-de-conta que gera leis (e toda lei é social), um judiciário que faz-de-conta que faz justiça (veja o julgamento do Salomão), um governo que faz-de-conta que é popular e beneficia os afortunados.

Hoje, não posso afirmar que trabalhei nessa empresa durante tanto tempo e sem conhecê-la.

Mas posso afirmar que essa não é a escola que ajudei a construir em longos anos de trabalho, está desfigurada, não por ser uma empresa gigante mas por ter abandonado os valores iniciais do que é correto, justo, legal e moral.

abraçosa todos

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

REVISÃO de benefícios do INSS

Mensagem do Colega Celestino

Senhor Presidente,

Acessando o link abaixo é possível saber quem tem direito à revisão dos benefícios concedidos entre 1998 e 2003, se constar a expressão " Limitado ao teto".
O numero do beneficio consta no espelho mensal, excluindo a numeração inicial ( espécie), normalmente 42.
Trata-se de uma colaboração

http://www010.dataprev.gov.br/CWS/CONTEXTO/CONCAL/INDEXi.HTML

Celestino
ou

http://hili.in/Tz

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marcos,
Para conhecimento.
Bom dia!!
Jane

INSS tem 90 dias para pagar atrasados e conceder até 39%

Liminar para ação civil pública repara perdas de 731 mil que contribuíram pelo teto



LINK:
http://odia.terra.com.br/portal/economia/html/2011/5/inss_tem_90_dias_para_pagar_atrasados_e_conceder_ate_39_164163.html

Anônimo disse...

CREIO...seria importante um relatório - ( detalhado ) - daquilo que foi discutido na reunião...QUEM defendeu " O QUÊ "...QUEM foi contra " O QUÊ "...principalmente para sabermos como os " NOSSOS PREPOSTOS " - ( se é que podemos dizer assim ) - defendem " OS NOSSOS INTERESSES " e o " BANCO " o seu...para usar o termo em moda " DAR MAIS TRANSPARÊNCIA " ao assunto tratado...

Anônimo disse...

Sr. Celestino das 13 de maio de 2011 12:56,

O endereço informado em seu post não confere, não abre. Peço a gentileza de rever. Obrigado

Roberto

Anônimo disse...

Está parecendo que foi feito uma faxina no blog.

O meu comentário sumiu? cono?

Anônimo disse...

Realmente dá para entender a dificuldade de dona Iza negociar com o Banco. Ali só tem bandido querendo puxar a sardinha pro próprio prato. Imagino que se ela não estivesse na mesa tudo isso já teria passado, aprovado e sacramentado.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Roberto (13:35)

Tente o mini link que o Blog preparou. Ele funciona - foi testado e aprovado.


http://hili.in/Tz

Anônimo disse...

Somente apoiando quem está na mesa em nome das associações poderemos tentar deter o avanço do banco sobre a previ. Parece que a coisa é feia mesmo e se até a gente que é contra isso ficar malhando quem tá lá tentando evitar o pior estamos lascados.

Anônimo disse...

Por favor Isa Musa e BB/*PREVI
90% para 100% para os puxa-sacos, que já detêm altissímos salarios. E nos que demos de tudo pelo BB e vamos ficar, na mesma merreca. Isa bota essa Federação pra funcionar. Conta com a nossa GRANDE AAPPREVI, que é coisa SERIA.

Anônimo disse...

UMA PERGUNTA:

QUEM PODE MAIS? BB OU PREVI?

ALGUM ORGÃO TERÁ QUE RESOLVER ISSO. ATÉ QUANDO VAMOS FICAR LENDO QUE BB NÃO QUER,NÃO DAR,NÃO ACEITA, VAI DECIDIR. E NÓS APOSENTADOS E PENSIONISTAS? COMO FICAREMOS? JÁ É TEMPO DEMAIS PERDIDO COM REUNIÕES. PRECISAMOS DE AUMENTO JUSTO, OS SALÁRIOS ESTÃO MUITO DEFASADOS COM A REALIDADE QUE VIVEMOS. VAMOS ESPERAR MAS O QUÊ? MORREMOS? NÃO PRECISA, JÁ MORRERAM MUITOS! ATÉ QUANDO VÃO CONTINUAR COM A MATANÇA?

Anônimo disse...

Colega Roberto,
Abaixo está o link completo:

http://www010.dataprev.gov.br/CWS/CONTEXTO/CONCAL/INDEXi.HTML

Celestino

Anônimo disse...

Colegas

O contra-cheque do mês de maio já está disponível. ( sem novidades quanto ao IR).

Anônimo disse...

Caros colegas, eu já disse antes e vou repetir: A direção do BB com anuencia do atual governo, quer dilapidar a PREVI. Estão legislando em causa própria (aumento do teto para agradar aos malditos executivos que lá estão e mais alguns que querem entrar), para tampar o rombo que estão planejando fazer na PREVI. Se não agirmos imediatamente com ações na justiça, em mais um mandato deste atual governo, não sobrará nada da PREVI.
Em tempo, VAMOS NOS DESFILIAR IMEDIATAMENTE DA ANABB, pois essa associação só existe para defender os interesses "excusos" do BB.
Malditos Governantes que só pensam em seus próprios interesses.

Anônimo disse...

Caros colegas,

O anônimo das 13:16 tem razão.
Os representantes dos assistidos, que participaram da reunião no ano passado, quando foi assinado um termo de compromisso de dar continuidade nas discussões neste ano, teriam que analisar novamente o que foi discutido naquela ocasião, para ter-mos certeza da VALIDADE daquele documento. Pelo que podemos verificar até o momento, aquele documento é uma farsa, já que o Banco não dá a menor importância com o que foi tratado na ocasião.
Em princípio, entendia-se que as discussões transcorreriam de JANEIRO à JUNHO de 2011. O Banco conseguiu postergar unilateralmente para metade de MAIO, para ganhar tempo e nos desanimar. Agora podemos afirmar o óbvio: não haverá acordo nenhum. O Banco "tá na dele" e nós estamos a fazer planos com uma fortuna que está fora do nosso alcance.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem da FAABB
Às
Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Sr. Presidente,

Transcrevo abaixo o inteiro da correspondência que protocolamos junto ao BB sobre a questão da Verba P 220.
Atenciosamente
Isa Musa de Noronha
Brasília, 11 de maio de 2011.
Ao
Banco do Brasil S.A.
DIRES/DIREF – Sr. Carlos Eduardo Leal Néri
Brasília (DF)

Senhor Diretor,

Nas negociações sobre a destinação da Reserva Especial do Plano 1 acumulada até o exercício de 2009, foi acordado pelas entidades representativas e o Banco do Brasil o pagamento do Benefício Especial Temporário (BET) de 20% sobre os complementos de aposentadoria e pensão. Conforme consta do regulamento do Plano 1, aprovado em 16.02.2011 pela PREVIC, o BET incide sobre o Complemento PREVI de aposentadoria e sobre o Complemento Previ de pensão. Não houve incidência do BET sobre os benefícios de responsabilidade exclusiva do Banco do Brasil, pagos em regime de caixa pelo banco e repassados mensalmente pela Previ através das verbas P220 E P210, com a denominação de Complemento Adicional BB.

Questionada pelos aposentados, a PREVI tem alegado que o BET não foi aplicado sobre os complementos de responsabilidade do Banco do Brasil por não ter havido contribuições para a capitalização destes benefícios. Isto tem causado muita irritação junto aos aposentados, que se sentem lesados, inclusive porque alegam ter feito – e a maioria deles de fato fez – contribuições à Previ após a aposentadoria, inclusive sobre estes benefícios adicionais pagos pelo banco.

Levando em consideração que o banco sempre reconheceu a responsabilidade pelo pagamento destes complementos adicionais, implantados por medidas administrativas da empresa ou força demanda judiciais; levando em conta que parte da reserva especial se encontra contabilizada pela Previ em conta especifica desse patrocinador, solicitamos que o banco assuma o pagamento do Beneficio Especial Temporário sobre o complemento adicional BB.

Os valores envolvidos são pequenos, se comparados ao montante da reserva especial negociado, e consistem nos seguintes montantes mensais, conforme levantamento feito pela própria Previ:

6459 Aposentados (P220) R$ 3.824 mil
714 Pensionistas com pensões geradas até abril de 1967 R$ 196 mil
452 Aposentados (P210) R$ 198 mil
1 Pensionista (P210) R$ 1 mil
Total Mensal R$ 4.220 mil
Atenciosamente
Original assinada pelos representantes das Entidades presentes à reunião.

Paulo Motta disse...

Ninguém disse nada sobre o abono anual e auxílio-alimentação. Esse ítens estavam na pauta de reivindicações.

Paulo Motta.

Anônimo disse...

Não há o que fazer e nem a quem recorrer. A Justiça está nas mãos do Governo, pois é a Presidente DILMA quem nomeia os Ministros do STF e STJ. O Tribunal de Contas da União, a comissão de Valores Mobiliários, o BB e a Previ estão cheios de petistas. O Pt vai ficar no poder mais uns 20 anos e passando o rodo.

Anônimo disse...

Lá no relatório da reunião enviado por nossos representantes da FAABB está escrito o que o Banco aceita pensar: “O banco aceita analisar as seguintes propostas: aumento do teto de contribuição e benefícios para 100% da remuneração da ativa, nova redução da Parcela Previ, aumento no valor do benefício mínimo, abono anual para aposentados.” E só. Mas o principal é o que nossos representantes querem evitar: o desejo do Banco em fixar o teto de benefício da Previ em oitenta e um mil reais. Acho que se conseguirem só evitar isso já está pra lá de bom. Que coisa!

Lena. disse...

Alo senhor Rossi,volta por favor. O colega é muito importante para todos nós, principalmente para nós as pensionistas, já tão desamparadas por quem deveria de fato, olhar por nós. É pesado demais só para o Marcos. Esqueça tudo e volte. Aos outros colegas também de grande importância para o blog. Peço encarecidamente que retornem ao blog, por favor. Alo senhores,senhoras: Osvaldo, Ronaldo,Elias, Henrique Eiras, Hélio,Plínio,Cláudia,Araci Pimentel,Fernanda,pensionista pós 97 e outros que eu possa estar esquecendo.

Um grande abraço a todos.

Beijo Marcos.

Lena

Anônimo disse...

Futuro sombrio.

Meus parcos conhecimentos me dizem que não vai haver negociação na forma apresentada pelo Banco.

As reuniões subsequentes devem encerrar sem acordo a não ser que os "nossos representantes" concordem com o Banco.

Nossas pretensões foram por água abaxio, visto que o Banco não vai abrir mão da sua parte nas melhorias dos benefícios.

Então a única alteração sera a data do reajuster dos benefícios passando para janeiro, de forma escalonada.

Só temos um caminho: justiça.

Nossos normativos se baseia na unilateralidade.

Anônimo disse...

Lena, lembra que vc disse que ia acabar em pizza? acertou!!!

Desanima não amiga. Beijos.

Letícia.

Abraços seu Marcos.

Anônimo disse...

Na concessão do meu esoso já falecido aparece ESP 42, será que terei direito a essa diferença do INSS?

Anônimo disse...

Colegas,


Desta vez vou entrar na justiça querendo minha parte no superávit, em 2007 eles aumentaram o teto para 90% e não vi um centavo. Agora vão me ferrar de novo aumentando o teto para 100%.

O superavit é de todos e não dos detentores de altos salários, que querem mais e mais.

Anônimo disse...

Bom dia a todos,

Ao ler sobre a reunião veio me à mente a imagem de caozinhos marcando território, como fazem sempre que se encontram.
Resta saber e esta é a minha dúvida, se contra o cérbero deles teremos um cão que possa se igualar.
Sugiro um vira-lata.
São os mais resistentes.
O meu " Armandinho " ninguem dobra.

M.Duarte- Niterói

Anônimo disse...

Não podemos desanimar.Na verdade o BB além de querer a metade do que é nosso, escolheu as propostas que beneficiam só uma parte.Não podemos aceitar isto nunca.
Eu não entendo nada de leis, mas os advogados de plantão no nosso meio, poderiam ver uma saída, para que possamos discutir de igual para igual com o Banco do Brasil, que nao aceita nada, sem ser beneficiado.Quem tiver boas idéias, coloquem no blog, para que possamos tomar conhecimento e ver o que for mais rápido, pois o tempo passa e nós temos pressa.As pensionistas temos que lutar por elas também, pois nossos colegas q morreram, pagaram o mesmo ou mais do que muitos.Podemos fazer algum movimento ou entrar na justiça, o q for melhor.Colegas, vamos a luta, temos que ajudar a Senhora Isa Musa a pensar o que devemos fazer.Não vamos desanimar, pois o BB quer é isto e nós temos que lutar até o último mininuto do segundo tempo.
Não vamos desanimar gente, porque Deus é justo e está do lado de quem está com a razão.

Anônimo disse...

Prezado Paim, você está coberto de razão. Está passando da hora de as entidades que se dizem representativas mostrarem serviço. Ou seja, botem esse negociador, que não cumpre os acordos, na justiça. O aumento do teto se for pago terá que ser para todos. Isso vai dar mais uma enxurrada de ações, sem dúvida. Para terminar: de onde o bb arrumou estes executivos, que só sabem dar lucro saqueando os velhinhos da Previ e, só pensam nos seus subsídios.

Anônimo disse...

se com os aposentados o banco trata dessa forma, imaginemos agora com os demitidos/pedevistas que o BB afirma: devo não nego e não pago". isso no tempo que meu pai era menino tinha outro nome.
othon

Anônimo disse...

Caro colega Edgardo,

Se eu tivesse tempo e não precisasse ainda trabalhar, eu estudaria a democracia e procuraria saber como ela funciona nos países do primeiro mundo. Rousseau também evocou a dieta da Polônia: "Malo periculosam libertatem quam quietum servitium" - "Prefiro a liberdade perigosa à tranquila servidão". Creio que o que nos diferencia é que nos países europeus a lei é aplicada rigorosamente. Duvido que um empregador poderia descumprir um prazo acordado, pra citar um exemplo, e ficar por isso mesmo. Por outro lado, não se pode dissociar democracia de liberdade de expressão e nesse ponto, entendo que o povo brasileiro é muito mais democrático e estamos há anos-luz à frente dos "gringos". Imagine que o site de um grande jornal brasileiro não modera as os comentários e olha que eu já vi cada texto escrito....A moderação é automática. Se vc. escrever alguma palavra ou caracter fora das regras, ele não publica sua mensagem e fica por isso. Porém, uma grande mídia inglesa se deu ao trabalho de me enviar um e-mail de alerta, me avisando que se eu repetisse a mesma mensagem, que eu escrevi duas vezes bem parecidas (que eles entendem como "harassment"), a minha conta-ID seria cancelada. Agora, pasme, que a minha mensagem repetida foi apenas um recado para os militantes do Aucaida (escrita propositadamente errada, por prevenção), em nada ofensiva, mas que desagradaria apenas aos próprios militantes, ou apoiadores ou simpatizantes dos mesmos! Confesso que fiquei com medo depois que recebi o email.....Percebo que há uma linha tênue, muito tênue que separa a democracia do autoritarismo, o rigor da lei da permissividade, se é que estou me fazendo entender. Combater o que é absolutamente errado (o modus operandi da Alcaida) com mensagens repetidas não é permitido por causa da lei que proibe a repetição que é entendida como "assédio"...Bem, acho que não preciso falar mais nada..... Apenas que o que a mídia inglesa fez é um absurdo.

Anônimo disse...

Procuradoria move ação contra supersalários

Folha de S.Paulo
O Ministério Público Federal entrou com três ações na Justiça contra os supersalários que são pagos pela União, pela Câmara dos Deputados e pelo Senado.

Nas ações, os procuradores defendem a tese de que são inconstitucionais os valores pagos acima do teto, hoje fixado em R$ 26,7 mil, o salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

As ações também pedem que os três Poderes utilizem para o enquadramento dos salários dos seus funcionários a mesma regra definida pelo Conselho Nacional do Ministério Público.

Todos os órgãos públicos são obrigados por lei a cortar os salários que ultrapassam o dos ministros do STF, mas cada poder adota um critério para definir quais vantagens e adicionais podem ser excluídos do cálculo do teto.

O Ministério Público entende que comissões, verbas de representação, gratificações e horas extras devem ser contabilizados como parte do salário para efeito de enquadramento no limite legal.

Os outros poderes têm entendimento diferente. Câmara e Senado consideram que valores pagos pela participação em comissões não devem entrar no cálculo do teto.

krystal disse...

Minha ausência no blog deve-se, além de outros fatores, ao excesso de trabalho e envolvimento em debates de outros sites como por exemplo o da Folha sobre a matéria que trata da nova cartilha do MEC que "permite a socialização do lulês", segundo comentaristas.....rs