quarta-feira, 15 de junho de 2011

FAABB - Nulidade das Reuniões

Às
Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil

Sr. Presidente,

Retransmitimos a opinião do Sr. Gilberto Santiago, Diretor de Assuntos Previdenciários da FAABB, comentando o texto que enviei relatando a Reunião com o Superintendente da PREVIC.
No aguardo das vossas ponderações, subscrevemo-nos,
Atenciosamente,
Isa Musa de Noronha
Presidente

============================================================
“Isa,

Existem na vida coisas previsíveis e imprevisíveis. O resultado da ida à PREVIC, que você classificou de negativa, era bastante previsível. Tanto que o Banco nem mandou representante, tão certo estava do que iria acontecer e das conclusões do Superintendente da Previdência Complementar. Foi por tudo isso que não achei necessária minha participação no encontro, até porque a AAFBB estava muito bem representada pela Célia Larichia.

Essa imposição de absoluta dependência à Resolução 26 foi exaustivamente declarada pelo representante do Banco em todas as negociações, não só no ano passado (de que resultou o pagamento temporário mensal do BET) como também recentemente, nas reuniões de abril e maio. Em todas elas afirmou enfaticamente que a utilização de recursos superavitários disponíveis além da Reserva Especial, seria passar por cima da Resolução. Idêntico posicionamento teve agora o Superintendente da PREVIC, embora com outras palavras. Quer dizer, nós é que somos os transgressores, os que querem burlar a legislação, quando a Lei Complementar 109, de hierarquia bem superior a uma simples Resolução, diz textualmente que a destinação da Reserva Especial tem que ser para “revisão do Plano de Benefícios”. E não me consta que um patrocinador possa ser beneficiário de um Plano de aposentadorias e Pensões.

Então, vamos continuar participando de reuniões onde, em troca de benefícios temporários, iremos formalizar a entrega de metade da Reserva para o patrocinador? O montante atual se situa em torno de R$ 4 bilhões. Se com R$7,5 bilhões os participantes só puderam conseguir o abono temporário de 20% sobre o complemento PREVI, o que se poderá fazer agora com R$ 2 bilhões? Iremos abrir mão de nossas convicções, insistindo na apresentação de um extenso rol de propostas que têm sido repetidamente discutidas, embora justas, já que temos agora muito menos recursos disponíveis, caso obedecida a Resolução?

Por tudo isso, por uma questão de coerência e de defesa intransigente das justas reivindicações de participantes e assistidos e por termos ações na justiça contra a 26, questiono, no momento, a continuidade das negociações nas bases que nos estão sendo impostas. Uma alternativa seria aguardarmos a decisão dos tribunais, ainda mais considerando que a destinação agora da Reserva Especial não é obrigatória e mal começamos a receber um benefício temporário que, mantidas as condições econômicas da PREVI, deverá durar por mais alguns anos.

Gilberto Matos Santiago
FAABB - Diretor de Assuntos Previdenciários”

74 comentários:

jeanne disse...

Concordo com o Gilberto Santiago.Para que negociar agora?O Banco leva a metade e pra nós aumento de 90 para 100,pois com o valor que tem para distribuir só usarão esta proposta,que todos nós sabemos a quem irá beneficiar...Abraços,Jeanne.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Presidente
Isa Musa de Noronha,

A AAPPREVI manifesta a opinião de que essas Reuniões de há muito deveriam ter sido descartadas. Elas omente se prestam para municiar os Órgãos interessados em nos tratar com menosprezo, enquanto vão pondo em prática os seus intentos. Estes são, sabidamente, voltados aos aportes ilegais praticados pelo patrocinador no nosso Fundo.
Pela contumácia com que ocorrem essas protelações nas respostas ao que cobramos, a FAABB não deveria ter esperado tanto tempo para acatar o entendimento do Diretor Gilberto Santiago, esperamos – e divulgá-lo, coisa que não tem ocorrido com o posicionamento da AAPPREVI frente ao comportamento dessa presidência, relativamente ao assunto em causa.
Agora, depois que um membro da Diretoria da Federação tenha se posicionado flagrantemente contrário ao comparecimento a essas Reuniões totalmente inócuas, resta aguardar que a Presidente Isa Musa de Noronha adote igual postura.
Uma vez livres do atendimento à inserção no jogo dos poderosos (BB/PREVIC/PREVI), cabe-nos trabalhar com ferrenho empenho para consubstancias a derrubada da execrável Resolução 26/2008, deixando de lado, igualmente, a convocação para reuniões domésticas desmotivadas pela ausência de substâncias.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo da AAPPREVI

Anônimo disse...

Concordo com a opinião do Sr. Marcos (08:02). Chega de reuniões que não levam a nada. Com elas só haverá maior desgaste, pois não levam a resultado nenhum. Devemos, isto sim, derrubar a Resolução 26. Caso isso aconteça, o Patrocinador e a Previc ficarão sem o poder de controlar nossa Reserva, e nem de exigir ou dar ordens.

Anônimo disse...

Caro Marcos,

Lembro de já ter comentado certa vez, não quero um centavo mais do Superavit enquanto o BB levar a metade. Não podemos mais pensar em curto prazo, resolvemos problemas financeiros imediatos, se é que resolvemos. O BET prá mim nada mais é do que aquelas bonificações que o BB distribui para os seus funcionários, dá uma aliviada, mas é só TEMPORÁRIO.
É hora de começar com Ações pois as conversas não estão levando a nada além de conversas e decepções.
Já estamos colhendo alguns frutos das ações que voces começaram, pelo que li os R$81.000,00 já ficaram de lado, a coisa é por ali, ventilador na farinha e ações.

Anônimo disse...

CASO Previ x Magazine x Baú

Alguém deveria salvar o SBT. Sobrou pra quem? Para a Previ, é óbvio. Quem mais poderia dispor dessa grana?

Já, para o Silvio, havia só um jeito. A venda do Baú. Teria que vender, embora trouxesse muita felicidade ao povo, com suas premiações.

Mas, como a Previ poderia comprar uma empresa de Títulos de Capitalização? Ah! Tem um jeito. Compra-se parte da Magazine Luiza, e depois a Magazine Luiza compra o Baú. E tudo vira farinha do mesmo saco. Assim pode.

Mas de onde tanta grana, ora? Fácil...da Reserva Especial (7,5 bilhões).

E assim termina mais um estória não contada.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Do site da Contraf-CUT


15/06/2011

Receita paga hoje restituição a 1,5 milhão de contribuintes em 1º lote do IR 2011

A Receita Federal libera hoje 15 no banco as restituições do primeiro lote regular de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2011. O Fisco também liberará lotes da malha fina de 2010, 2009 e 2008.

Serão beneficiados 1.550.877 contribuintes, que receberão um valor total de R$ 2 bilhões. Para o exercício de 2011, a Receita pagará R$ 1,9 bilhão a 1.509.186 pessoas físicas. No lote, 1,3 milhão de contribuintes têm mais de 60 anos e foram incluídos em cumprimento ao Estatuto do Idoso. O valor foi corrigido em 1,99%.

Mais informações no site da Contraf-CUT e na página da Receita Federal.

Anônimo disse...

Colegas,

Se um dirigente de Associação e da Federação joga a toalha e ajoelha, ele que tem que rezar. Não a cartilha do BB/PREVIC, mas a dos participantes e assistidos da PREVI.
O banco ludibriou a todos nas negociações passadas (2010) para levar os R$7.5 bilhões, inclusive firmou o Termo de Compromisso, em 24/11/10, de que faria o Realinhamento do Plano 1. O que nós vamos fazer com esse documento? Embrulhar pão, já que os parcos benefícios mal possibilitam a compra desse alimento.
Os negociadores precisam exigir que o patrocinador cumpra a sua palavra. O Sr. Gilberto opina para abandonar as tratativas sem contrapartida alguma, acenando com o desfecho de ações judiciais em curso, cujo resultado é previsível -- contrário as nossas pretensões -- e só Deus sabe quando vai ter uma sentença definitiva. Em futuro não muito longínquo, o BET esgota-se e voltaremos à estaca zero, para a penúria e sem outras perspectivas, uma vez que o cenário econômico é desfavorável, no âmbito das Bolsas de Valores, para gerar novos superávits.
O patrocinador põe o bode na sala e junto com a PREVIC, parceiros inseparáveis, nos assusta e saímos em disparada. Acho que o caminho não é este.

Anônimo disse...

Participar de reuniões com este bando que administra o BB é dar um tiro na cabeça. A companheirada já falou que só negocia o aumento do teto de 90 para 100%. Estes 2 BI com esta proposta vão ficar praticamente na mão dos negociadores do BB, que possuem salários mais altos. POR ISSO SÓ ACEITAVAM NA ÚLTIMA REUNIÃO NEGOCIAR O AUMENTO DE SEUS SALÁRIOS (TETO PARA 100%).

Anônimo disse...

Caro Marcos e demais integrantes do Blog,
Começam a reaparecer os " falsos defensores" dos aposentados. Este texto do Sr. Gilberto da AAFBB é no mínimo, incoerente. A sua Entidade e seus Dirigentes defenderam o SIM naquele ACORDO ARAPUCA e agora tão querendo o quê? Não dá mais para tentar resgatar a credibilidade daqueles que nos trairam e fizeram de tudo para DOAR AO BB a metade do nosso patrimônio na Previ.
Da mesma forma a Revista Ação da ANABB AGORA já se posiciona contra o que estamos vendo. Brincadeira de mal gosto de ambas. !!
ABAIXO ANABB e AAFBB. Já se beneficiaram e agora querem enganar quem?
Roberto - RJ

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos,

Trata-se de opinião de um Diretor da FAABB enviado no último dia 13 de junho e que distribui às demais Associações. A decisão sobre o tema será tomada na reunião que estamos preparando.

Atenciosamente
Isa Musa

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Isso já está ficando cansativo. Quer dizer que o bom senso foi soterrado pelas cinzas do vulcão chileno?
Será que os computadores também?
Discussão virtual não tem custos, não demanda exforço físico demasiado, não tira ninguém de casa e é mais produtivo.
Tenho mais o que fazer do que trocar figurinhas com desconhecidos inoperantes.
Também, marcar reunião para discutir o quê? O sexo dos anjos?
Por favor, me poupem e vamos trabalhar porque o ócio é fábrica de vagabundos.

Anônimo disse...

O PT assinou sua sentença de morte. Virou as costas para aqueles que brigaram para colocá-lo no poder. A falta de intelegência e a ambição desmedida é o início da decadência.

Por terem aparelhado o Estado, liquidado (ou comprado) a oposição, acham-se acima do bem e do mal. Triste engano, em vários setores da sociedade, começa-se a sentir o cheiro podre que o Partido dos Trabalhadores exala.

Anônimo disse...

Estou de pleno acordo com a opinião do Gilberto Santiago, mas devemos continuar atentos pois as falcatruas do BB não vão parar por aí. Até me arrisco a antever o pensamento deles quanto a nossa espera pela justiça:"Quando a fome apertar os velhinhos vem entregar mais uma metade de superavit". E outra coisa, será que a espera não vai nos desmobilizar?

wilson luiz disse...

Caro anônimo 15 junho, 09:16 hs.
Infelizmente, você está equivocado. O dinheiro para salvar o Sílvio Santos não sairá dos 7.5 bilhões do quais o Banco se apropriou, mas da Reserva Matemática, que garante???? o resto de nossos dias e ampara nossos dependentes.

Anônimo disse...

O mais importante agora é agilizar a ADIN na justiça.
Para ontem.
Quanto mais pensamos mais tempo demoraremos a ter uma resposta.
E vamos parar de culpar tudo e todos. Nós somos os culpados de tudo que está acontecendo.
Por acomodados. Por permissivos.
Agora mesmo, um presidente de clube que há vinte anos está no poder, vai se reeleger contra o estatuto deste clube que proibe sua eleição pela milionésima vez.
E ninguem diz nada.
E o resto é silencio.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

COMUNICADO DA AAPPREVI

Curitiba (PR), 15 de junho de 2011.

Prezados (as) Sócios (as),

O convênio de débito automático da AAPPREVI mantido no Banco do Brasil foi automatizado.
Graças ao esforço desenvolvido pela Tesouraria junto à Ouvidoria, contando com o inestimável empenho do Gerente da agência do BB em São José dos Pinhais, colega Rodrigo Cesar Lorenzon, o sistema pioneiro recém criado recebeu a inclusão de código de barras e identificador individual.
Todavia, com a inovação NINGUÉM precisa alterar o débito automático já registrado no seu cadastro de sócio.
Somente o associado que ainda não estiver cadastrado no sistema de débito automático, bem como os novos sócios, deverão fazer a implantação da autorização de débito das mensalidades pelo Internet Banking ou nos terminais de auto atendimento, mediante o uso do código de barras e identificador individual fornecido pela Tesouraria da Associação. O cadastramento tem a simplicidade do pagamento de um boleto bancário – com a diferença de que o débito das mensalidades ocorrerá no dia 20 dos meses subseqüentes.
Esse código de barras com identificador individual foi emitido e enviado para os associados e associadas ainda não registrados na sistemática do débito automático. Na mensagem com pedido de adesão consta o tutorial elaborado pelo nosso Departamento de Comunicação, explicando o passo a passo dos procedimentos que permitem o perfeito e simples cadastramento junto ao Banco do Brasil.
Doravante, não mais utilizaremos o modelo antigo onde eram necessários a aposição de assinatura e o envio para a agência de relacionamento, responsável pela conferência e processamento dos devidos comandos no sistema REC (procedimentos eliminados).
Caso haja necessidade da emissão de uma segunda via do documento contendo o código de barras com identificador, basta solicitar através do e mail tesouraria@aapprevi.com.br
Contamos com a adesão de todos, pelo que agradecemos, lembrando que o novo sistema somente atingirá quem ainda não tem o débito automático processado normalmente todo dia 20.

Atenciosamente,

Gilvan Rebouças
Vice Presidente Financeiro - AAPPREVI

Anônimo disse...

Acho que não devemos esquecer que a entrada na justiça, seja pelo que fôr, ADIN ou contra os conselheiros por gestão temerária, não é a única frente de batalha que temos.
Para extirpar de vez os sindicalistas que como num jogo trocam entre si de lugares , temos que combate-los.
Ora, então pensem: onde se encastelam eles para terem visibilidade?
Uma das tocas é a presidencia de uma AABB. Dali visiveis e sorridentes são chamados para conselho da PREVi da VALE etc...etc...
Temos que acabar com isso, se queremos substituir esses sindicalistas por verdadeiros homens que TRABALHARAM no banco.
Voces não estão se dando conta de como isso é importante.
Ou então, porque cargas d àgua, alguem ficaria num cargo sem ganhar nada por vinte anos?
Ou fazemos o trabalho completo ou não vale a pena começar nada.

antonia disse...

Marcos,
Seria muito bom se o BB dependesse de uma negociação para se apropriar dos seus 50%. Nós ficaremos aguardando a justiça que levará talvez o resto de nossas vidas e não dê em nada, e eles, todo ano baseados no resultado do balanço da PREVI já fazem aquela apropriação que todos nós já conhecemos e seguem sua vidinha sem serem incomodados por ninguém. Por esse motivo e conhecendo o nosso juduciario, pego e uso o que sobra para mim é melhor do que não usufruir de nada.

Anônimo disse...

Não devem parar de negociar a metade, pois pela Resolução OBRIGATORIAMENTE havendo superavit a metade vai para o BB com negociação ou sem negociação. O que ninguem parece entender é que o que se negocia é COMO VAMOS RECEBER A METADE, pois a OUTRA metade - a do Banco - já sai da PREVI para o BB ao fechamento de cada Balanço. Eta gente, vão ler a Resolução que verão.

Anônimo disse...

Coloco aqui um pedido de maior atenção ao comentário (anônimo) constante do "post" O SINDICALISTA, no dia 14.06 (18,59 e 19,01 hs.) onde ele(a) indica a brecha mais evidente, pelo menos até agora, para se puchar o "fio da meada" do assunto que mais nos preocupa: o desrespeito à lei complementar 109. Ao meu ver a coisa analisada do ponto de vista de nosso(a) colega parece simples e não deixa margem à contestação. Que o diga o serviço jurídico da AAPPREVI. E...., acredito, o barulho seria bem grande.

Ricardo Annoni Neto

LUIZ FERNANDO disse...

MARCOS E COLEGAS - ACHO QUE SE CONFIRMAR ESSA NOTÍCIA DE QUE A PREVIC LIMITOU EM R$ 27.000 OS BENEFÍCOS DA PREVI, E QUE COM ESSA, ACABAM DE DE TIRAR O BODE DA SALA. COM BENEFICIO DE R$ 27.000,00, PARA QUEM CONTRIBUIR(?) POR TRES ANOS, AINDA SERÁ UMA FALTA DE CONSIDERAÇÃO E ISONOMIA COM QUEM CONTRIBUIU POR 30, 35 ANOS E GANHA DE COMPLEMENTO EM MÉDIA DE r$ 4.000. É MUITA CARA DE PAU

Anônimo disse...

Quanto mais demorar p/resolver a situação do realinhamento do plano é o que o BB quer, pois vai morrendo mais participantes do Plano e sobrando mais dinheiro p/ o BB guloso.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o Sr.Gilberto Santiago. Não temos outra alternativa a não ser a derrubada da fajuta RES.26. Para isso temos que, embora demorada, contar com o opoio do Judiciário.Se for o caso vamos procurar ajuda na FEDERAÇÃO DOS ADVOGADOS, entidade consagrada pela Constituição Federal.

Anônimo disse...

ATENÇÃO URGENTE - VAI TER ELEIÇÕES NO SINDICATO DE BANCARIOS DE SÃO PAULO
QUANTOS APOSENTADOS VÃO LÁ INSCREVER UMA CHAPA PARA DERROTAR OS SINDICALISTAS DA CUT???

São Paulo - A edição desta terça-feira dia 14 do Momento Bancário em Debate será especial por conta das eleições no Sindicato. O programa será transmitido a partir das 20h, pelo site do Sindicato.

O programa terá um formato diferente e contará com a participação do presidente da Comissão Eleitoral, Gilmar Carneiro, que vai dar detalhes sobre o processo em curso. Serão apresentados depoimentos de bancários sobre a importância das eleições para o fortalecimento da democracia e da participação da categoria nos processos decisórios.



Redação - 14/06/2011

Anônimo disse...

VAMOS LÁ GENTE - VAMOS DERROTAR OS SINDICALISTAS DO SINDICATO EM SÃO PAULO
Está assegurado o direito de voto ao aposentado,
bem como ao desempregado há três meses, mediante
comprovação de sua aposentadoria ou do desemprego,
e desde que tenha sido sócio do Sindicato pelo menos até seis
meses antes de sua aposentadoria ou desemprego

O Voto
O voto será feito por meio de cédula contendo o número de cada chapa com os respectivos nomes dos candidatos, e será depositado em urna. Ao todo serão 204 urnas, entre as fixas, que ficarão nas concentrações dos bancos, e as itinerantes, que percorrerão os diversos locais de trabalho

Na sede do Sindicato haverá urna destinada
preferencialmente aos bancários aposentados ou que estejam
afastados – férias, licença, doença ou outros motivos

Para a votação é necessário que o bancário se identifique por meio de documento com foto: crachá da empresa, RG ou Carteira de Trabalho. Haverá lista com os nomes de cada bancário sindicalizado com direito a voto – segundo as normas estatutárias. Caso o nome do funcionário não esteja na lista, ele poderá votar em separado, desde que se declare em condições de votar e apresente documento com foto

Anônimo disse...

Nos comentarios finais do artigo "O Sindicalista" apresentou-se uma solução de combate a res 26 viável a nível de associações - acionar os dirigentes da PREVI por gestão temeraria.
Não vejo mais pronunciamentos a este respeito.
Solicito ao Marcos, imbatível batalhador da nossa causa, que examinasse com cuidado esta alternativa levando-a inclusive ao conhecimento da FAABB.
Inclusive, não abordado la, deveria-se pedir uma auditoria internacional na PREVI.
Fica a sugestão.

Anônimo disse...

Através de negociações indiretas, sabem quem é o novo MILIONÁRIO do RENDA CERTA? O HOMEM DO BAÚ. Ai..Ai..Ui..Ui. "Quem quer dinheiro???? O colega anônimo das 09:16 está corretíssimo.

Anônimo disse...

Dona Antonia - 15 - 12:34

Quem dera fosse só a senhora a pensar assim: "pego e uso o que sobra para mim é melhor do que não usufruir de nada". Essa forma de pensar, que incutiram em muitos de Nós, foi e é o grande trunfo do bebê guloso. O inteligente que descubriu isso merce o receber o Nobel da safadeza. Lembrando que, com base nesse pensamento, Nossos "representantes" doaram R$ 7.500.000.000,00 ao banco. Eles foram ingênuos? Foram desonestos?Foram sensíveis e atenderam ao angustiante apelo de socorro dos "moribundos"? E agora? O que farão nossos eficientíssimos negociadores, se não tem em mãos algo de real valor para troca?
Olhe o nome do mico: MEMORANDO DE ENTENDIMENTOS.

Anônimo disse...

No sábado, dia 18 vai haver uma marcha PELA ÉTICA, em São Paulo. Parece que no Rio e em Floripa estão começando a pensar numa tambem.
É um inicio.
Vamos esperar para ver.
Não é nada não é nada.....
É um começo.
Estou lendo os posts de pessoas desanimadas.
Não chegaria a chamá-las de inimigas, mas voces não ajudam em nada.
Melhor receber merreca do que nada?
Sabe de uma coisa? voces merecem o que tem e nem um tostão a mais.
NÃO SE TRATA DE DINHEIRO P.....!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

COLEGAS,

AÍ ESTÁ A MINHA PARTE NA PRESSÃO QUE TENTAMOS FAZER EM CIMA DO PROCURARDOR. VAMOS REZAR PARA DAR CERTO.
EDISON DE BEM

----- Original Message -----
From: edisondebem@terra.com.br
To: pfdc@pgr.mpf.gov.br
Cc:
Sent: Qua 15/06/11 18:38
Subject: Fwd: CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL


Excelentíssimo Senhor
ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS
Procurador Geral da República - PGR
Senhor Procurador Geral,
Venho à presença de Vossa Excelência para reiterar denúncias remetidas à análise e providências desse Ministério Público da União/Procuradoria Geral da República - MPU/PGR.
As acusações levadas à análise de Vossa Excelência pelo Sr. Luiz Dalton da Silva Lopes, aposentado, associado da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, foram encaminhadas em três oportunidades. A primeira, no dia 18.1.2011, para o endereço: pfdc@pgr.mpf.gov.br A segunda, em 9.2.2011, protocolada nesse órgão em 11.2.2011, às 14h. A terceira, em 28.2.2011, compondo um abaixo assinado com quase 3.500 apoiadores, deu entrada às 17h48min, em 18.3.2011. As duas últimas autenticadas pela mesma serventuária, Senhora Socorro.
Como compete ao MPU/PGR a “fiscalização da aplicação das leis, a defesa do patrimônio público e o zelo pelo efetivo respeito dos poderes públicos aos direitos assegurados na Constituição” e no disposto no Art. 5º, alíneas XXXIII e XXXIV da Constituição Federal, animamo-nos rogar o VOSSO precioso auxilio para apuração das denúncias apresentadas.
Excelentíssimo Senhor Procurador Geral da República, nós não queremos favores ou privilégios, apenas pedimos o cumprimento das leis do País. Respeitem nossa propriedade. Somos, na grande maioria, idosos com mais de sessenta anos de vida. Agora, como em passe de mágica, usurpam os nossos direitos, invadem a privacidade de nossas economias, sob guarda da Caixa de Previdência, e decidem, via RESOLUÇÃO, que metade dos valores poupados e investidos, pelos anos afora, são do Patrocinador—Banco do Brasil.

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final

A polêmica e ilegal RESOLUÇÃO de n.26 teria de ser redigida unicamente para orientar os procedimentos técnico/burocráticos, determinados pelas Leis complementares 108/109 e, jamais, para modificar a sua essência. Deveria normatizar os passos, na ocorrência de Superavites, sem qualquer modificação de beneficiários e percentuais, totalmente claros nas citadas LEIS.
Já se passaram 5 meses, desde a primeira remessa a esse MPU/PGR, no dia 18.1.2011, das denúncias contra as instituições aqui citadas. Até agora nada se sabe a respeito. Milhares de companheiros aguardam com ansiedade, e profunda preocupação, alguma providência salvadora, que ilumine o nosso caminho com a luz da esperança e nos faça crer, novamente, no estabelecimento da verdade e da justiça. Está escrito, também, no Estatuto do Idoso que temos prioridade em diversas situações, mas na prática não é o que se vê. Para assegurar que sejam cumpridos os ditames da LEI o que temos de fazer?
“(...)Art. 71. É assegurada prioridade na tramitação dos processos e procedimentos e na execução dos atos e diligências judiciais em que figure como parte ou interveniente pessoa com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, em qualquer instância.
Até agora, cépticos estamos. Apenas nos dizem que aposentadorias e pensões são protegidas, além da Constituição, também pelo Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741, de 1.10.2003, especialmente naquilo que ministra seu Art. 102:
“(...)Art. 102. Apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade:
Pena – reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa.”
As provas da ilegalidade são fartas, claras e diversificadas, como sabiamente abordou o colega LUIZ DALTON DA SILVA LOPES, e o comprometimento de figuras proeminentes do Governo estão evidenciadas para conhecimento da opinião pública, restando-nos, por isso, apenas o respaldo da LEI. É impossível que nos ignorem. Todos os ditames LEGAIS estão a nosso favor, O Governo, o Banco do Brasil e a PREVI, navegam tranquilamente às margens da justiça, fazem o que bem entendem e não são admoestados, multados, destituídos ou até presos, POR QUE? Será que estão acima da LEI? Ou, quem sabe, desaprendemos de ler e interpretar o que dizem os normativos? A senilidade talvez tenha tomado conta de nós, mas se for isso, caro PROCURADOR, aí está mais uma razão para merecermos a VOSSA eminente PROTEÇÃO.
Atenciosamente
EDISON DE BEM E SILVA
CPF 119.862.390-04
PELOTAS - RIO GRANDE DO SUL

Anônimo disse...

Bravos Edison de Bem e Silva. Bravos!
Só que nós estamos esperando muito as respostas.
Que tal fazer alguma coisa nesse interlúdio?
Impeçam Antonia de se aproximar do piano!!!!
Refiro me ao que propõe o bravo Antonio Americano.
Por que não juntamos uma turma e levamos um deles à justiça! Aqui e agora!
Essa não justiça que temos pode não fazer nada, mas teremos chamado atenção e assustado muito mais do que conversando neste blog.
Sem ofensas ao blog que eu adoro.
Vamos botar o bloco na rua gente.

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,

A PREVI continua falando abobrinhas em seu site:

" Blogs permitem trocas de informações "

Não esperava que mencionassem o BLOG PREVI PLANO 1, mas poderiam pelo menos calar a boca. Se não tem nada de importante a divulgar (porque não te calas?).

Profº Ari Zanella disse...

No final tudo se resume na política. Quem criou a Resolução 26? Quem criou a Previc? Quem colocou José Maria Rabelo, homem do BB, na Previc? Quem colocou os sindicalistas nos postos chaves? Quem é o caixa forte do governo de plantão?
De nada adiantará elegermos o diretor de seguridade em 2012 na Previ. Nenhum diretor eleito isoladamente pode modificar alguma coisa. Qual será a solução, então?
Não a tenho com precisão. Mas algo me reporta a 2014. Somente uma mudança radical no Governo Federal poderia nos ser benéfico. Mas, como conseguir esta mudança?

Anônimo disse...

Rezemos para que as decisões referentes à INCONSTITUCIONALIDADE (Ô palavra comprida!!), não caia nas mãos daquela ministro, o Salomão. Do contrário, estaremos ferrados..

Anônimo disse...

O EDISON? A AAFBB E A FAABB TAMBÉM JÁ REPRESENTARAM CONTRA A RESOLUÇÃO 26 NO MINISTERIO PÚBLICO DESDE 2008 E ATÉ HOJE NENHUM PROCURADOR DÁ BOLA. Esquece.

Anônimo disse...

AINDA O PALOCCI.

A consultoria do Palocci foi muito ativa. Inclusive com os fundos de pensões das estatais.

a WTorres que era cliente do Palocci vendeu para a Previ duas(?) Torres (edifícios comerciais) para a Previ.

Venda de um percentual (4,5%) da ITAUSA que pertencia a Camargo Correia para a Petros.

O Magazine Luiza lançou ações na Bolsa e a Previ "investiu" 60 milhões e logo em seguida o ML comprou o Baú da Felicidade.

Lembre-se que antes do estouro do Panamericano, Silvio Santos foi recebido em palácio para uma conversa com o Lula. Acredito que o assunto não foi para o Lula aparecer no programa dominical do SBT.

Será que todos eles eram cliente do Palocci.

Podemos solicitar, via FAABB ou mesmo pela a AAPPREVI caso a FABB se recuse, cópia do parecer das análises dos investimentos nos dois casos.

Lembrem-se que o PT (Lula) tem o hábito de solicitar parecer que atenda as suas intenções e não o que indica o bom senso, os ditames da lei e a boa prática de investimentos.

Anônimo disse...

Excelente as idéias de pressionar também a Previ.

Como a presidente da FAABB Isa Musa faz leitura nesse blog, gostaria de sugerir que a Federação enviasse correspondência, via ofício, se possível registrada em cartório, solicitando que a Previ peça a sua consultoria jurídica ou melhor a um escritório de advocacia de ilibado procedimento, de reconhecida competência nacional, que faça um parecer sobre a constitucionalidade da resolução 26.

Uma consultoria externa é a mais viável, pois, um parecer favorável da resolução 26 ficaria sob suspeição.

Uma vez solicitei esse procedimento pelo site da Previ (fale conosco) e até, como se diz por aqui, ontem não obtive resposta a solicitação.

Caso a FAABB não tenha interesse quem sabe a AAPPREVI assuma a responsabilidade que seria da Federação, visto que é a nossa representante maior.

Lembrem-se que a Previ não poderá omitir-se e terá que dar uma resposta a solicitação, visto que com tanta reclamações ela tem que atender os anseios dos associados e a Previ tem que adotar a boa prática administrativa para que seus dirigentes não faça uma administração temerária, no caso de se configuar omissão a solicitação.

Anônimo disse...

Ao Wilson Luiz (10:30),

Você tá certo. Foi erro de expressão. Se bem que a Previ tem 5 longos anos para repassar aos assistidos os 7,5 bilhões. Bem que poderá fazer alguns negócios com os rendimentos dessa grana.

Anônimo disse...

Marcos

Parece que o caminho mais rápido para a demolição da Port. 26, de
28/09/2008, será mesmo processar, por gestão temerária, tanto os Membros do Conselho Deliberativo como os da Diretoria Administra- tiva da Previ, com base, inclusive,
na Lei de Proteção aos Idosos.

Quanto à sucessão presidencial na
AABB-Rio, o próprio Banco - através
da FENABB - já puxou o tapete sob
os pés do vintenário presidente
(aliás, por desgraça nossa, também
Representante do PB1) Odaly Dias Cardoso, impedindo sua candidatura
à nova reeleição.

Anônimo disse...

Colega Ari Zanella,

O PT está esquecendo suas origens e isto vai levá-lo a derrota nas eleições de 2014.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O comentário das 16:59 foi encaminhado à FAABB e, particularmente, à Presidente Isa Musa de Noronha.
Aguardemos a resposta.

Anônimo disse...

CARO COLEGAS....

VAMOS PENSAR UM POUCO,..

A RESOLUÇÃO 26 SÓ, E SOMENTE SÓ, PODERÁ SER DERRUBADA POR"INCONSTITUCIONALIDADE".
ISTO POSTO:
O BB TERIA QUE DEVOLVER AA PREVI/BENEFICIÁRIOS TODA A GRANA SURRUPIADA, INCLUSIVE COM JUROS E CORREÇÃO.NÃO CABE SENTENÇA 1/2 BOCA NO CASO DE INCONSTITUCIONALIADE.

"NOSSOS PROBLEMAS ACABARIAM"

/lui.

Anônimo disse...

Ricardo Annoni Neto 15/06 -13:03,

Fique tranquilo meu caro, o exame que você solicitou já está sendo feito pelo Jurídico d...... Achei muito importante a sua observação. Isto mostra que tem alguém lendo com a devida atenção assuntos que podem ser relevantes. Se passasse em branco um arrazoado trabalhoso como aquele, eu sinceramente ficaria frustrado.

Elias disse...

Edison de Bem, você é DO Bem e grande Guerreiro. Daquele que soma.

Dito isto, peço licença para citar um comentário Anonimo feito no Blog do dr. Medeiros, post "ESCÂNDALO NO JUDICIÁRIO (STJ) - E´ O FIM DO MUNDO!". Nele o "anonimo" discorre sobre a anulação da Resolução 26, faz sugestão à FAABB. A seguir colo 2 parágrafos, encarecendo a necessidade de se ler toda a opinião, por ser muito importante:
"Ao fazer o pedido de extinção da Resolução CGPC 26/2008, é necessário, antes, estabelecer o critério na diferenciação da “revogação” e da “invalidação” dos atos administrativos, eis que na revogação os efeitos são “ex nunc”, não retroagem à data em que o ato foi expedido, enquanto que, na invalidação, os efeitos são “ex tunc”, retroagem à data da expedição do ato.

Em suma, devemos optar por propor a “invalidação” da Resolução 26/2008, de modo que todos os atos praticados durante a sua vigência sejam anulados. A propósito, existem dúvidas sobre a terapia a ser empregada, aflorando opiniões de que a ADIN não é o remédio jurídico mais indicado para resolver esse imbróglio."

Anônimo disse...

A Previc não deveria ter sido consultada antes da assinatura do tal Memorando ?

Francisco

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Incomodada com o sucesso do Previ Plano 1, a PREVI tenta desviar a atenção enaltecendo outros Blogs menos visitados. Todos eles são úteis, mas nenhum faz denúncias e/ou cobranças envolvendo a PREVI. Nós somos, sem dúvida, uma pedra no seu sapato. Tanto é que corre nos corredores do palácio do Mourisco o comentário de que o “Blog preto” é a boca do sapo – caiu lá, caiu em desgraça.
Talvez por isso haja a tentativa de obscurecer nosso trabalho, que não foi citado na noticia estampada no site da PREVI:

"Blogs permitem trocas de informações
Qualquer tema pode ser motivo para criação de um blog, que tem como principal característica a troca de informação com o leitor. Conheça três aposentados que criaram blogs com motivações diferentes."

Como sinal de que a linha editorial do nosso Blog atinge seu objetivo – defender os participantes do PB1, pessimamente administrado, - a PREVI “enche a bola” dos que atingem picos de 200 visitas diárias, contra a estatística registrada no Google Analytics para os números dos últimos 30 dias do Previ Plano 1 (www.previplano1.com.br) .

30.730 Visitas

37.993 Visualizações de página

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Em 15/06/2011 16:11, edisondebem@terra.com.br escreveu:


Registrei em cartório para não haver dúvidas.Mas, pelo que sei, a ANABB não exige.
Quem quiser usar o modelo fique a vontade.Quanto as ações judiciais, passei procuração para advogado de minha confiança e, inclusive, já ganhei uma que estava há anos na ANABB. Não se prendam pelas ações e seguros.
edison


À
ANABB - Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil
SHC/Sul 507 - Bloco A - Loja 15
CEP: 70351-510 / Brasília - DF

Sr. Presidente,

FUNCIONÁRIO: Edison de Bem e Silva, matrícula 2.644.740-1, aposentado, residente e domiciliado na Av. Ferreira Viana,n.102 .Ap.102-Pelotas (RS)

ASSUNTO: Desfiliação da ANABB - Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil e cancelamento, em caráter irrevogável, do débito em folha de pagamento da PREVI.

RAZÃO: A ANABB se tornou uma aliada do sistema que governa o País, auxiliando na descapitalização da PREVI e prejudicando todos os funcionários aposentados e pensionistas. A aliança podre, feita durante este fajuto acordo do Superavite, mostrou que não temos ninguém do nosso lado.

Deixo, portanto, de autorizar qualquer débito em minha Conta Corrente, que se refira a ANABB e comunico que cópia deste documento, por mim firmado, e confirmado em Cartório, está sendo remetido À previ, para as providências de cancelamento dos comandos de débito.
PELOTAS (RS), 23.12.2010.

Atenciosamente,

Edison de Bem e Silva


Cópia para PREVI

PREVI - Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil
Centro Empresarial Mourisco (Torre Pão de Açúcar)
Praia de Botafogo, 501 - 3º e 4º andares - Botafogo
22250-040 - Rio de Janeiro - RJ
CNPJ: 33.754.482/0001-24

Bruno Baumgarten disse...

Sr. Marcos.

A PREVI não tem o menor interesse em despertar o senso crítico no seu quadro de participantes e assistidos. Quanto menos informação disponível acerca das "maracutais" cometidas no mourisco, melhor para ela. Talvez se o seu blog se destinasse a ensinar os colegas a jogarem gamão, xadrez e as colegas como se faz crochê, bordados ou essas coisas que os nossos avôs e avós faziam antigamente, seria considerado de utilidade pública para a PREVI.
Seu blog não é uma pedra no sapato da PREVI. É um Everest inteiro.
Podemos não ter as mesmas habilidades físicas do passado, mas a nossa inteligência está cada vez mais aprimorada.
Esse é o caminho. Continue assim

Anônimo disse...

Colega Bruno, a PREVI solta esses artigos para esquecermos das falcatruas que fazem com o nosso dinheiro. Ainda bem que agora temos a AAPREVI para lutar por nós.Por que eles não soltam as noticias que nos deixam a par do que realmente esta acontecendo?
Felicidades, Bruno e continuemos na luta por nossos direitos!

Anônimo disse...

A Previ nao esta nem ai (mesmo) para os participantes.No caso do ES,vamos pagar a oitava prestaçao,virou o saldo devedor no dia 14,ja saiu o contra-cheque(a Previ ja sabe quem pagou a prestaçao) e ao renovarmos o emprestimo,nao abre com a nova margem(reajuste de Junho).Vai esperar o dia 20 para por a nova margem.
A Cooperforte da de mil na Previ!
E pura maldade!
Enquanto isso, o valor do credito vai diminuindo, ou seja, o saldo devedor vai aumentando......

Anônimo disse...

Colegas do blog, penso que não devemos abandonar as negociações de forma alguma com o BB.
Devemos sim continuar fazendo as cobranças e insistir nelas , mesmo que seja cansativo e desgastante. Tem um ditado que diz:"Água mole em pedra dura tanto bate até que fura".
Temos que prosseguir na luta.
Pois se com toda esta batalha só conseguimos 20% com o Bet sobre apenas o benefício da Previ, imagine se tivéssemos ficado parados!

Anônimo disse...

APOSENTADOS DE SÃO PAULO!!!!! CORRAM AO SINDICATO E VOTEM NAS ELEIÇÕES PARA DERROTAR A CUT

Os bancários e financiários sindicalizados que ainda não votaram têm até 17h desta quinta-feira, dia 16, para participar da eleição que vai definir a diretoria do Sindicato dos Bancários de São Paulo para os próximos três anos.

A Contraf-CUT apoia a Chapa 1 - A Chapa do Sindicato, liderada pela atual presidenta Juvandia Moreira. A Chapa 2, ligada ao Conlutas, é de oposição.

Hipolito disse...

Prezado Marcos,

com o objetivo de divulgar a AAPPREVI e o blog PREVI PLANO 1 em todo território brasileiro e, aumentar a incomodação dos descontentes, permita-me surgerir a criação de um ADESIVO da AAPPREVI com PREVI PLANO1 e, distribuição aos associados para fixação em seus veiculos.

antonia disse...

Anonimo das 15:13, vou responder só esta vez e dar o caso como encerrado.
A diferença entre nós é que eu tenho a coragem de dizer a verdade, istó é o que realmente fiz, enquanto outros, agem da mesma forma que eu, porém aqui no blog pregam uma história totalmente diferente.
ETA HIPOCRISIA... na época da votação do acordo o percentual dos aposentados pelo SIM, foi maior que os da ativa, mas aqui os vilões que iriam entregar seriam os funcis da ativa.
Colega eu conheço essa conversa fiada não adianta tentar cobrir o sol com uma peneira, pois o BB, PREVIC, ANAAB, JUSTIÇA ETC.são todos farinha do mesmo saco e só ajeitam o lado deles, ninguém vai se preocupar conosco contra o BB, pois tem medo do BB quebrar e serem responsabilizados.
È ISSO AÍ QUEM VIVER VERÁ.

Anônimo disse...

Legal, quanto mais os cri cri sairem da ANABB mais soltos ficam os membros da Diretoria. Se não é sócio não pode cobrar nada e eles vão enriquecendo.... Acho que o melhor seria nos organizar e vencer uma eleição lá.

Anônimo disse...

Colega Edison de Bem,

O caminho é este, chega de sustentar quem passou anos nos traindo. A ANABB não teve moral para contestar na Justiça a Resolução 26. Todos rezam a cartilha do Valmir, que é a mesma do Banco.

Só a desfiliação em massa vai enfraquecer a ANABB, que sem representatividade deixará de nos espoliar.

Anônimo disse...

Elias, 15/06 às 18h43min,

Você pinçou parte de um texto meu publicado no blog do Medeiros, o que me deixou bastante contente. É um sinal positivo de que temos colegas inteligentes e preocupados em eliminar às mazelas que nos afetam, de ordem do Governo, nosso inimigo número um. Parabéns.
De outra parte, o colega Ricardo Annoni também enxergou alternativa exequível em outro texto, deste blog, o que nos leva a crer que estamos extirpando o tumor certo.
Sugeri acionar judicialmente os Conselheiros Deliberativos, excluindo os Diretores Executivos, porque estes não têm poder final de decisão e serviriam de estorvo para atrasar o andamento do feito. Na realidade, intimando coercitivamente os autores dos serviços sujos, donos das impressões digitais, ato contínuo eles vão molestar o outro capacho, (BB), que dá ordens verbais e, a rigor, por falta de provas documentais, não será fácil acusá-lo, mas de qualquer maneira vai se sentir pressionado por ser o receptador do dinheiro ilegal. Esse fato acabará por imiscuí-lo no processo, compulsoriamente.
No mesmo passo, o Governo, verdadeiro mandante, que usa o mesmo expediente, sempre verbal, igualmente ficará impune pela ausência de liame. Todavia, uma coisa é certa, impedindo os Conselheiros Deliberativos, mercê de ordem judicial, de continuar cumprindo a Resolução 26/2008, aplicaremos um duro golpe moral e financeiro nos dois (BB/Governo).
Se isto ocorrer, inverteremos os papéis, porque aí o CNPC é que terá que recorrer ao STF, se quiser, com uma ação declaratória de constitucionalidade (artigo 103 da CF) no sentido de provar a validade da Resolução, o que, convenhamos, será uma tarefa muito difícil e assaz complicada, face à inexistência de pressupostos técnicos, legítimos e pertinentes. Obedecer a uma Resolução administrativa em detrimento de uma Lei Complementar Federal 109/2001 é um procedimento muito grave e irresponsável, feito para não perder cargo, mas pode acarretar perda maior que é a cabeça, na degola.

Anônimo disse...

Só por curiosidade entrei no Blog do Ray, citado pela Previ.
Não tem nenhum comentário no que ele escreve.
Será que ele sabe do nosso Blog
Previplano1?
Me deu uma vontade de sugerí-lo....
Outra coisa, conversei com um colega da ativa ontem, na "minha" agência, acho que é o mais novo do PB1,falei-lhe do blog,
ele disse que não sabia a qual plano pertencia,
Pasmem.....
Como eu quando na ativa, coitados, não tem tempo para ler nada que é do interesse nosso, a não ser ´somente o que é de interesse do
trabalho árduo do dia-a-dia.

Anônimo disse...

Fiquei aqui matutando por que seria que a PREVI estaria elogiano determinados blogs. O normal seria detestar a todos, já que todos os aposentados sofrem da mesma maneira, os mesmos problemas.
Só posso imaginar que tenhamos uma quinta coluna.
Como toda guerra que se preza tem seus traidores.
Triste o ser humano. Muito triste.

Anônimo disse...

Colegas a PREVI continua firme no
propósito de DESinformar.
Olhem que beleza de matéria divulgada em seus site:

"Blogs permitem trocas de informações"

Agora sobre o assalto consentido do BB aos cofres da PREVI, NÃO ACHARÃO UMA LINHA DANDO QUALQUER EXPLICAÇÃO.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Resposta de Isa Musa de Noronha, a propósito do comentário das 16:59, do dia 15/06:

Prezado Marcos,

A FAABB já tomou tal medida administrativa de solicitar à PREVI o Parecer Jurídico que embasou o cumprimento da Resolução 26, eis que esse Parecer já foi feito a pedido do Deliberativo da PREVI. A PREVI tem prazo regulado por Lei para responder. Caso não o faça há outras medidas que podemos tomar.

Muitas vezes recebo críticas por não divulgar algumas providências no meio virtual. Sempre reflito tratar-se de questão estratégica, pois sempre é possível aos poderosos abortar idéias no nascedouro. O caminho para exigir a apuração de irregularidades – nesse caso por esquecer uma determinação legal (a LC 109), privilegiando um ato normativo (a Resolução) está previsto no Estatuto da Previ. Caberia a nós conseguir as condições ali exigidas, ou seja, obter as assinaturas de 5% do total de participantes e assistidos. Nem é preciso dizer da grande dificuldade que isso envolve. Veja a norma no Estatuto:

“V - requerer, observado o disposto no artigo 62 deste Estatuto, a instauração de processo administrativo disciplinar face a membro do Conselho Deliberativo, da Diretoria Executiva ou do Conselho Fiscal, para apuração de irregularidade, desde que o requerimento seja subscrito por não menos do que 5% (cinco por cento) do total de participantes e assistidos; “

E veja aonde se baseia ou se poderá fundamentar nosso pedido (grifei o que é fundamental):

“SEÇÃO VII – DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR E DAS RESPONSABILIDADES

“Art. 62. O processo administrativo disciplinar previsto neste Estatuto destina-se à apuração de irregularidade no âmbito de atuação do Conselho Deliberativo, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal e sua instauração, instrução e julgamento seguirá a forma disciplinada pelo Código de Ética da PREVI, em conformidade com a legislação vigente.



Art. 63. Os membros da Diretoria Executiva, do Conselho Deliberativo e Fiscal não são pessoalmente responsáveis pelas obrigações da PREVI que tenham autorizado ou firmado em virtude de ato regular de gestão ou fiscalização.

Parágrafo único. Respondem, porém, pelos danos ou prejuízos que tenham causado à Entidade, aos participantes e assistidos, ou a terceiros, quando, mesmo no exercício de suas funções, tenham procedido com culpa ou dolo, com violação da Lei, do Estatuto, do Regimento Interno ou dos Regulamentos. A responsabilidade será imputada solidariamente, com e perante a entidade, pelos atos para os quais tenham concorrido por ação ou omissão.”

Atenciosamente,

Isa Musa de Noronha

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro,


Continuo confiando na Sra. Isa Musa. Precisamos estar unidos par enfrentar esta luta.

Vamos dar um voto de confiaça a todos que não silenciam diante de tanta corrupção.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Colega Hipólito (07:39).

A sugestão é louvável, e viável, desde que seja um adesivo de pequena escala, e ainda assim para uso fora da Cidade de Curitiba. Leia o post "O pequeno Herói", de 30/10/2010 e saberá a razão.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Colega Hipólito (07:39).

A sugestão é louvável, e viável, desde que seja um adesivo de pequena escala, e ainda assim para uso fora da Cidade de Curitiba. Leia o post "O pequeno Herói", de 30/10/2010 e saberá a razão.

Anônimo disse...

HIPÓLITO,

Para localizar facilmente o post "O pequeno Herói", sugerido pelo Marcos: Na tela inicial, do lado direito, logo acima dos "seguidores" tem a PESQUISA POSTS. Escreva O PEQUENO HERÓI e click em Pesquisar. Então aparece a lista de posts. Click no pretendido.

Anônimo disse...

Não sejamos injustos.
O Ray coloca posts seus lá Marcos.
Reli O Antro nele.
Não estamos sós.

Pensionista sem voz... disse...

Vejam que interessante: um dos posts do "Blog do Ray" que mais recebeu comentários foi justamente o que divulga um dos melhores textos do nosso Marcos, "Previ, o Antro" ( http://raypneto.blogspot.com/2011/05/previ-o-antro.html ).

Seria interessante que o convidássemos pra conhecer melhor o blog e, assim, quem sabe, acabaria por divulgar outros textos brilhantes do Marcos e colaboradores. Assim, o tiro da Previ sairia pela culatra e teríamos mais um blog (indicado pela própria Previ) na luta pelos nossos direitos.

Anônimo disse...

Esse saldo devedor do EMPRÉSTIMO SIMPLES está me causando arrepios. Brevemente, o valor que recebemos do tal BET será todo consumido pelos altos juros cobrados. Você paga, paga, paga e o saldo continua quase sem alteração. Onde vamos parar!!!! Acorda PREVI!!!!

Anônimo disse...

Vocês parecem que nasceram ontem. A ANABB tem mais de 100 mil associados. O que voces chamam de "desfiliação em massa" ouvindo aqui o blog, não dá para atingir nem 100 colegas. Estão doidos? Não conseguimos fazer os colegas aposentados votarem nas eleições, vamos conseguir que 30 mil, 50 mil saiam da ANABB? Acordem... As vezes acho que estamos todos caducos

Anônimo disse...

Lendo atentamente o blog PLANO PREVI 1, comparo-o a um dos melhores escritórios de advocacia do Brasil. Milhares de colegas trabalhando com um mesmo objetivo, analisando, estudando, apontando erros e novos possíveis caminhos a serem tomados. Não se deixa passar o menor deslise.
Agora, acho que só esta faltando a tropa de choque para executar os trabalhos finais, ou seja, transformar em ações os atos planejados, e urgente. Se essa turma foi capaz de ajudar a crescer esse monstro chamado BB, é mais que lógico que temos capacidade de enfrenta-lo.

Anônimo disse...

Pois é colega de 16 de junho de 2011 13:52, se conseguirmos que 100 sócios se desfiliem da ANABB, pode ser o princípio da debandada.

Se você é daqueles que acha inútil lutar, coloque o pijama e vá dormir.

Anônimo disse...

É isso aí colega das 13:52
Isso é o que nós sabemos. Aposentado não vota. E o que voce me diz daquela enorme votação para o superavit?
Foi manipulada não foi?
Conta pra nós.

Anônimo disse...

VEJAM SÓ O APARELHAMENTO PETISTA:

Encerrada a votação no Sindicato dos Bancários de São Pualo, a atual Presidenta, Juvandia Moreira foi eleita para + 3 anos.
Ela "trabalha" no Bradesco há 19 anos (rsrsrs);
Foi Diretora do Sindicato dos Bancários de São Paulo desde 1997 e assumiu a Presidência em maio de 2010.
Ganhou na "chapa 1" da contraf-cut com 27.334 votos dos bancários paulistas (+ de 80%).

Assim não dá ! é muito peleguismo!

Sorry paulistas (continuem com o PT e vamos ver onde vai dar esta M....)