segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ADIN corre perigo

Caros Colegas,

Permitam-me usar este espaço para mandar um recado:

ATENÇÃO senhoras e senhores participantes da Reunião do “Grupo de Estudos da PREVI”, programada para ocorrer hoje à noite, em Belo Horizonte.

Entregar a condução desta ADIN à CONTRAF-CUT do jeito que ela quer é o mesmo que encarregar o PT de processar o Governo.

Sem o conhecimento prévio da Petição Inicial “para averiguações” é temerário permitir-se o protocolo da Ação. Pouco importa que o intento seja abortado agora, pois quem esperou três anos por ele pode aguardar mais alguns dias para ter uma ADIN limpa e correta, caminhando em direção à Alta Corte guiada honestamente – sem temores.

Afinal, somos 120.000 vozes clamando por justiça e temos viva na memória a triste data de 24/11/2010, e o que foi feito nesse dia para permitir o roubo da metade do patrimônio do nosso fundo. O trabalho de hoje é para consertar o mal feito.

Caprichem, portanto.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 08/08/2011 – 11h46m.

67 comentários:

Anônimo disse...

Caro Marcos,
Que penso dessa ADIN conduzida somente pela Contraf/CUT e Anapar sem que ninguem tome conhecimento do seu teor até a data do protocolo, UMA PÁ DE CAL NO QUE RESTAVA DE ESPERANÇA. Mais uma furada em que estão nos metendo. Se estivesse bem fundamentada alguma dúvida de que fosse submetida a opinião das associações que nos representam? Claro que não.
Elisabeth

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Marcos,

Tenho repassado à Sra Cláudia os alertas que recebi do Sr Rossi, do Sr. Tollendal e do Ruy Brito a propósito da necessidade de uma ADI bem elaborada, observando todos os aspectos. Contudo, não entregamos a ADI CONTRAF CUT. A iniciativa de buscar a CUT foi da ANAPAR. Como é de seu conhecimento, a FAABB procurou dentre as legitimadas à propositura, a CONTEC, o PSOL e o PSTU. Outros colegas, procuraram a OAB, em vão.
Quanto a ter acesso à petição, não cabe à FAABB exigir acesso tomar conhecimento prévio para averiguações. A CONTRAF CUT é entidade autônoma e não está sujeita à fiscalização da FAABB, pois deve satisfações somente a seus Sindicatos filiados.

Atenciosamente,
Isa Musa

Anônimo disse...

Senhor Marcos,

Diante da encalacrada situação em que maioria dos aposentados do BB se enfiou, continuo torcendo mais
pelo realinhamento do ES do que pela Adin.

E por falar em Adin, gostaria que alguem esclarecesse o que pode
acontecer de bom, e a curto prazo,
para os aposentados caso ela seja anulada.

Muito obrigado.

Anônimo disse...

Marcão, com relaçao ao assunto ADIN, na altura do campeonato, é seguir o ditado : segura na mão de Deus e vai ... - Você tem mostrado preocupaçao, o Rossi, idem e nós tambem. No meu rude modo de entender as cousas é como se estivessemos entregando um colégio de internas para um pedófilo. Desculpe a minha intempestividade, mas paciência tem limite. Divany Silveira - Sete Lagoas -MG

mesquitasantana disse...

Caro Marcos.

A CONTRAF-CUT deve satisfações a todos os trabalhadores do ramo financeiro, portanto aos funcionários do Baco do Brasil também, pois que a eles representa.


abraços

Anônimo disse...

Pelo o que estou entendendo, chegamos à conclusão que devemos defender o galinheiro com unhas e dentes. Então, uma de nossas representantes, FAABB, recebe o apoio da ANAPAR, que por sua vez entrega essa responsabilidade a toda poderosa raposa, CONTRAF/CUT, arquirival do governo, BB, para conduzir uma impecável ADIN que nos livrará de uma vez por todas dos malefícios a nós causados ao longo de todos esses anos.
Francamente, eu fico estarrecido em reconhecer como o Banco, ao longo dos anos, nos fez tão ingênuos e fáceis de ser manipulados. Brincadeira!!!

Anônimo disse...

No Blog da Cecilia Garcez, ela comenta a respeito da ADIM,
que com a "força de associações que nos representa, como a ANABB as perspectivas de conseguir vitória se torna mais próxima"

Cecilia a associação que voce tanto diz só defende o BB, nunca vai sair a ADIM de dependermos dela.

Anônimo disse...

Oi vejam o blog da Cecilia, como ela voltou tão boazinha. Será candidata a Presidencia da ANabb?
Chou coisa.

Anônimo disse...

Prezado Marcos,
Estranha a explicação da da.Isa Musa. Afinal, se a ação envolve os destinos de nosso fundo de pensao uma medida desse porte tem, necessariamente, de passar pelo crivo das varias entidades ligadas a fiscalização da Previ. Eles não podem agir de maneira autônoma,eis que eles estão filiados a sindicatos e naõ tem vinculos com a FAABB ou Anapar. A nossa posição é a de um observador passivo? Eu confesso que não entendo como nossos representantes podem adotar uma atitude de tamanha passividade.
É vergonhoso notar que um assunto tão palpitante e sério não mereça centenas de comentarios neste blog,o que prova o grau de alienação de nossos colegas aposentados...Ainda mais quando assistimos estarrecidos o desmoronamento das açoes na bolsa de valores. Só hoje, já amarga perdas de 8%...Do jeito que está, só mesmo papai do céu para ajudar-nos

Anônimo disse...

A Cecília vai continuar contando "estória" para boi dormir. Por favor nos respeite. A ANABB não tem credibilidade para dar um pio sobre a ADIN.

Anônimo disse...

Colegas,

A cecília Garcez pensa que somos idiotas. A ANABB não moveu uma palha contra a Resolução 26, e esta senhora vem novamente com demagogia.

Profº Ari Zanella disse...

Estranho o posicionamento contraditório do nosso estimado colega e batalhador pela nossa causa sr. João Rossi Neto. Dia desses no blog do Medeiros ele pormenorizava a ADIN dizendo que se trocássemos por exemplo, as expressões latinas "EX TUNC" por "EX NUNC", teríamos uma diferença na petição da água pro vinho. Ora, veja o que ele escreveu hoje, 08.08.11, no mesmo blog do Medeiros:

"A propósito, acho infundada qualquer tipo de ilação a uma eventual fragilidade na petição que será utilizada para ajuizar a ADIN, por isso, descarto as conjecturas feitas nesse sentido."

Então, segundo ele, não importam as falhas da petição; o importante é pedir, com ou sem defeito.

Profº Ari Zanella disse...

Amigo Marcos,

Referente a uma ADIN qualquer que seja a natureza, o seu trâmite é demorado. Lembro que o Estado de Santa Catarina juntamente com outros quatro Estados solicitaram a ADIN em 2008 para contestar a Lei do Piso no Magistério. O julgamento só aconteceu em abril de 2011. No deslinde o STF foi amplamente favorável aos professores. Obrigado.

Elias disse...

MARCOS E COLEGAS DO BLOG

Mais uma vez dona MUSA,deixa cristalino o POSICIONAMENTO DELA: "tô nem aí...". Essa é a conclusão que cheguei ao ler a afirmativa Dela: "Quanto a ter acesso à petição, não cabe à FAABB exigir acesso tomar conhecimento prévio para averiguações. A CONTRAF CUT é entidade autônoma e não está sujeita à fiscalização da FAABB, pois deve satisfações somente a seus Sindicatos filiados."
Ora, não é necessário ser um expert para saber que a COTRAF/CUT deve satisfação aos "sindicatos filiados", mas também NÃO é necessário ser muito inteligente para saber o tamanho da responsabilidade da FAABB, que congrega diversas ASSOCIAÇÕES, representantes de mais de 120 MIL ASSOCIADOS.
OU NÃO NOS REPRESENTAM????
Então, se NOS REPRESENTAM e NÓS SOMOS OS GRANDES INTERESSADOS NESSA ADIN, é mais que justo, legítimo e necessário que a FAABB e TODAS AS ASSOCIAÇÕES usem de toda influência e poder para que a ADIN tenha fundamentação jurídica e qualidade técnica que seja a máxima expressão do que queremos. Desse ônus não podem se esquivar, jamais.
E não são “Pilatos” para lavar as mãos (ficar em cima do muro).

Anônimo disse...

Tomem cuidado com a senhora Cecilia Garcez. Ela quer votos.
O negócio dela é dim dim.
Nada como um carguinho .
Vamos focar nos nossos candidatos.
E o Marcos mesmo que diga que não queira, temos que obrigá-lo a aceitar.
Chega de meia bomba.
Temos que ter alguem por inteiro lá.

AOLIVAES@HOTMAIL.COM disse...

Francamente Professor Zanella, considerar o trâmite demorado de uma ação impetrada em 2008 com desfecho em 2011, em se tratando do nosso Judiciário é muito pessimismo. Acho que é um prazo até razoável. O que precisamos é de mecanismos jurídicos que impossibilitem a migração dos nossos 50% do superávit indevidamente concedidos do Banco para contas de resultado. Entendo que para muitos a necessidade é imediata, mas é preciso aceitar que, em se tratando da esfera jurídica, os prazos são sempre longos.

João Rossi Neto disse...

Julgo-me no direito de esclarecer os fatos, em que pese não estar mais participando desse blog. Agradeceria a fineza de publicar este texto.


Sr. Ari Zanella,

Tomei conhecimento do seu comentário no blog do Marcos a meu respeito, onde começa tecendo elogios falsos, hipócritas e maldosos para depois, distorcer o que foi dito no meu texto.
Para evitar polêmica nem iria responder, entretanto, vou fazê-lo para desmontar a edição estapafúrdia, arquitetada com fim destrutivo e também para dissipar a nuvem que cobre os seus olhos, permitindo-lhe ter apenas uma vista embaçada, parcial da verdade e de enxergar fantasmas frutos da sua debilitada imaginação e dificuldade de compreensão do que lê.
Sua interpretação foi mal calibrada e o juízo de valor emitido não espelha a realidade dos fatos. Sempre disse e continuo afirmando que precisamos ter uma petição segura, estruturada sem deixar brechas para que à ADIN seja coroada de pleno êxito.
A prova disso, veja no seu próprio habitat (blog do Marcos), no post da Presidente da FAABB, colega Isa Musa, desta data, às 11h14min, quando ela deixou patente que tem levado as minhas sugestões de alertas a Presidente da ANAPAR visando imprimir o máximo de zelo na terapia jurídica, a fim de que os direitos dos participantes e assistidos sejam respeitados e resguardados, mediante um trabalho jurídico sem furos. Eficaz e competente.
Destarte, quando me referi às ilações de fragilidade que poderiam inserir na petição, disse que as descartava, pois, estavam sendo feitas sem embasamento técnico, sem conhecimento de causa e sem provas. Nunca, em momento algum, sequer acenei com a possibilidade de empregar uma petição divorciada da boa técnica jurídica. Acredito no trabalho e na competência dos operadores do Direito que vão conduzir a ADIN.
Isto posto, não existe contradição alguma e tudo não passa de uma interpretação mal assimilada e capciosa, cujo propósito é mesquinho e não contribui e nem acrescenta nada de útil ao nosso esforço, muito pelo contrário, é uma atitude desagregadora e tendenciosa para o mal. Se quer sair jogando pedras em avião, que o faça sem incomodar quem está trabalhando de forma objetiva e altruísta. Desculpe-me pelo desabafo, mas tem hora que as pessoas passam da conta e as suas tolices empurra-nos para a indelicadeza. Cuidado com os seus devaneios.
Um abraço de Tamanduá.

Mariano disse...

Valeu Divany e Julita, vamos conseguir mais sócios para nossa AAPPREVI e vamos lutar para elegermos nossos legitimos representantes.
Abraços Mariano

antonia disse...

Gente, vamos procurar evitar esse tipo de crítica ofensiva, que não ajuda em nada, só vai afastar os colaboradores que agregam valores e ajudam a solucionar os nossos problemas.

Anônimo disse...

Enquanto isso, em meio a turbulencias no mercado financeiro, o "parasita" acaba de divulgar o seu balanço do 1º semestre. E dá-lhe PLR.

Anônimo disse...

Bom dia a todos.

Marcão,eu estou achando que todo esse nervossismo do Rossi,não seria porque o senhor não quer se canditatar? Ou melhor, não quer concorrer a nenhuma chapa?
Muito estranho....

Anônimo disse...

É sempre extremamente perigoso fazer qualquer ressalva ou crítica ao " perfeito" João Rossi.
Quem o faz transforma-se numa pessoa abaixo da crítica.
Que saco.

Marcelo Arruda disse...

Marthius Sávio Lobato é o advogado da CONTRAF CUT responsável pela ADIN Soube disso ontem, conversando com o pessoal da reunião em BH o homem é constitucionalista

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Site ANABB:

Terça-feira, 09/08/2011 - 08h53m
ECONOMIA - BB tem lucro recorrente de R$ 3,2 bi no 2º trimestre


Resultado representa um crescimento de 38,8% ante igual período do ano passado; carteira de crédito aumentou, mas inadimplência diminuiu

O Banco do Brasil anunciou lucro líquido recorrente de R$ 3,2 bilhões, crescimento de 38,8% ante igual período do ano passado. Já o ganho contábil do banco no período cresceu 24% e ficou em R$ 3,357 bilhões.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

PREGÃO da BOLSA
Neste momento: 10h31min (09/08/11).

(+)3,08% - 50.165 pontos.

Anônimo disse...

Marcos, você já pode adiantar alguma coisa sobre a outra ação do PLR?

Anônimo disse...

Ontem a noite na reuniao com a presença do Sasseron, novamente ele disse INDIRETAMENTE que a Previ considera na questao do ES o endividamento grande da maioria dos participantes, entao em resumo sera complicado esta ano o ajuste nos valores e limites do ES, se alguem discordar do que estou dizendo, por gentileza diga que estou equivocado, porque foi assim que entendi a posicao da Previ.
Se querem fazer pressao para sair melhoria no ES, é melhor mobilizarem-se, pois a coisa esta um tanto complicada, alias tudo em 2011 com relacao aos aposentados e pensionistas esta obscuro ao meu ver.
Vamos ser realistas, se deixarmos na mao do Sasseron nao vai sair nenhuma mudança no ES este ano, ele empacou na sua posicao de endividamento dos participantes.

Viana

Anônimo disse...

Pessoal, segundo o colega Medeiros, comenta-se que o novo linite para o ES sera 125 mil com o mesmo prazo de 96 meses, entao ja viu que furada vai ser, com o perdao da palavra.
Pobre mesmo das pensionistas e tambem dos colegas que nao tem limite para renovar, ao meu ver nao vai fazer nenhuma diferença consideravel para aliviar a situacao de muitos, chega ser uma piada de humor negro.
Eles na Previ estao na deles, ninguem por la deve precisar de ES para nada, ja que ganham bem para garantir as ferias da familia, troca de automovel anual, para que importar-se com aposentados e pensionista e seus pedidos desesperados de credito, nao é?

Guilherme

Anônimo disse...

Se, conforme o colega Marcelo Arruda disse, o advogado que vai assinar a Ação é especialista em Direito Constitucional, podemos ficar tranquilos.
Vamos torcer para que a Contraf preencha os requisitos de legitimidade, pois, a Resolução 26abrange todos os fundos de pensão, e, salvo melhor juizo, ela representa os trabalhadores do ramo financeiro.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Os estudos sobre a Ação "PLR" ainda não foram liberados pela Assessoria Jurídica
Tão logo ocorra serão publicados no Site da AAPPREVI e aqui no Blog.

Anônimo disse...

ANÔNIMO 09/08 - 05:49,

O JEITO DE REDIGIR É SEMELHANTE A IMPRESSÃO DIGITAL, PRÓPRIO DE CADA PESSOA. POR QUE NÃO APÔS O SEU VERDADEIRO NOME, SENHOR MARCOS CORDEIRO?

Vide no google, disse...

Ao anônimo 08:06 e Marcelo Arruda:

Digitem ao GOOGLE "Marthius Sávio Cavalcante Lobato "
Advogado OAB 1681-A(DF)
Consultor Jurídico "Fenadados"
Advogado Petista do Dep.Federal José de Filippi Jr (Ex-Prefeito Diadema, Ex tesoureiro campanha da Dilma)
Dr. Marthius é advogado sindicalista, trabalhista, presidiu a JUTRA

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das 09:10.

Diferentemente de você, eu assino tudo que escrevo e não uso de subterfúgios para dizer o que quero e que sinto. As inserções que faço no Blog são identificadas, nem que queira rebaixar-me ao ponto de criticar quem quer que seja como anônimo, como este seu ato abjeto.

Ademais, tenho os telefones particularees do João Rossi Neto, e seu e-mail, e sempre que sinto necessidade que a ele me dirijo sou atendido (e vice versa).

Se não bastasse tudo isto, não tenho nenhum motivo para criticá-lo e não pretendo estragar o bom relacionamento que mantemos dando trela a picuinhas de comentaristas que não têm nada de útil para fazer.
Temos mais o que fazer!

Anônimo disse...

Vamos nos mobilizar pessoal pelo aumento do ES para que todos possam passar um Natal melhorzinho e poder colocar a cabeça no travesseiro.

Anônimo disse...

Sr. Marcos
A ADIN não corre perigo.
Vai ser proposta, amanhã, dia 10/08/2011. Minha preocupação é se dará resultado, pois estamos na contramão.

Mariano disse...

Por favor colegas discrentes. Parem com isso. Marcos Cordeiro e João Rossi só batalham em nosso favor. Parem com tanta mesquinhez.
Mais uma vez lhes peço vamos nos unir e lutarmos por nossos direitos.
Abraços Mariano

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Olá,

Acabo de atualizar meu site e achei que você gostaria de dar uma olhada. É só clicar nos links abaixou ou cortar e colar os URLs no seu navegador.

TVCORUJA http://web.me.com/tvcoruja

Desabafando geral

Dê uma olhada e me diga o que você achou!

Anônimo disse...

Estamos quase implorando para que nos emprestem o que é nosso(ES). E tudo isso porque NA PRATICA não temos vez nem voz junto ao nosso fundo de pensao. Depois da ADIN o proximo passo será recuperarmos nosso direito de influir nos destinos da PREVI, que só a nós pertence.E nada de 3 representantes para o patrocinador MAIS o voto de minerva.Isso foi um verdadeiro conto do vigário que nos empurraram goela abaixo e ninguem fez nada desde os idos de 1997.Nunca vi tanta gente tida como "esclarecida" entregar, de maneira tão ingenua, o ouro ao bandido. DELENDUM EST este placar de 4x3 que nos persegue desde a era FHC.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

A Colega Lena nos enviou o Vídeo.

Assista, chore comigo, e concorde: no mundo não há lugar para ególatras insensíveis.

Depois, responda, será que você tem problemas?

http://www.youtube.com/watch?v=kZHfboR31gM

Anônimo disse...

Concordo com o anonimo de 08 agosto 16:37 quando disse que dona Isa Musa "to nem ai..."
Acho que ela não se preocupa com ninguem aposentados ou pensionistas ganha muito da Faabb Previ Anabb e não vai deixar pensão p/ninguém.
O resto que se danem.

Mariano disse...

Marcos, Rossi, por favor , paciencia com esses caras fracos.
Abraços Mariano

Juarez Barbosa disse...

Prezado Marcos e companheiros de nosso Movimento

Sugiro a leitura do artigo que acabei de publicar em meu Blog

"EM FOCO: BANCO DA AMAZÔNIA E SUA EFPC CAPAF - PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: CONTRAF-CUT E ANAPAR"

Não deixem de conferir, vale a pena, salvo melhor juízo.

Ademar disse...

Nos meus 33anos de Banco,o que me chamou sempre a atenção era nossa desunião, sempre perdiamos para o Banco porque não conseguiamos entrar em acordo,fora rara excessoes é assim que a coisa acontecia.
Agora com a relação a Previ em que nossa união é de suma importancia,parece que estou vendo o mesmo filme "A desunião de sempre".
Será que continuaremos a ser eternos perdedores,por nossa culpa mesmo.
O momento exige muito a nossa união, não deixemos de pensar nisso.
Quem não quer ou não pode ajudar,não atrapalhe quem esta disposto a lutar e batalhar pela nossa causa.

fernando disse...

AlÔ, contabilistas de plantao - pelo pouco que conheço, no balanço do BB, em outras receitas operacionais -PREVI - atualização de ativo atuarial. aparece R$ 1 bi e 900 mil. Será que meteram a mão de novo. nota explicativa 27-c e mais R$564 milhões - como atualização das destinações do superavit plano 1 - nota 27-e. Será mesmo?

Anônimo disse...

Prezado Marcos,
Fiz uma pesquisa no Google e vi que o Marthius Lobato tem pedigree; resta saber se ele vai concordar em entrar numa furada e ver seu nome vinculado a uma ação viciada;. Eu acho que ele não faria tal coisa.

Anônimo disse...

Gente, assista o que a dona Lena enviou para nós.

Estou me sentindo uma droga...

OBRIGADA SEU MARCOS.

Anônimo disse...

Essa sempre foi e será a Lena.

Marcos, chorei muito.

Não sabia de que existia tanta miséria Deusssssssssss!!

Laíz. Santa Catarina.

Anônimo disse...

Essa sempre foi e será a Lena.

Marcos, chorei muito.

Não sabia de que existia tanta miséria Deusssssssssss!!

Laíz. Santa Catarina.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

BOLSA de VALORES

Pregão encerrado (09/08 - 17h20min);

(+) 5.09% - 51.150 pontos.

Anônimo disse...

Foi publicado no blog do Medeiros. O camarada somente luta pela causa dos aposentados e não está atrás de cargos.

João Rossi Neto disse...
Nobres colegas,
DESCULPEM-ME PELA DIGRESSÃO DOS NOSSOS TEMAS, MAS ERA PRECISO FAZER O ESCLARECIMENTO ABAIXO.

Tem pessoas que às vezes me atacam com o escopo de desconstruir a minha imagem, no pressuposto de que tenho alguma pretensão a cargos. Quero antecipar, em caráter irrevogável, que não tenho vocação, não quero e não aceito nenhum tipo de proposta nesse sentido.
Agora, aqueles que o fazem por pura inveja, por não gostarem da minha honestidade e da franqueza que procuro imprimir nos meus textos, aí então, doam a quem doer, mas vou fazer sempre os esclarecimentos necessários e pertinentes, quando as críticas forem infundadas e desairosas. Efetivamente, vou exercer o sagrado direito de resposta, ao contraditório e a ampla defesa, consoante capitulado no artigo 5º, incisos V e LV, da Constituição Federal.
Como ser humano, sou suscetível de falhas. Nas oportunidades em que ficarem comprovados os meus erros, vou agradecer as pessoas que os apontarem e pedir desculpas pelos equívocos. O que não posso aceitar são elogios mascarados, sarcásticos, hipócritas, mal intencionados, interpretações maldosas e descabidas, máxime as fora dos contextos, inventadas com a clara intenção de me prejudicar.
Isto posto, vou continuar destinando uma parte do meu tempo aos estudos das questões que afetam os participantes e aposentados e dedicar-me com mais afinco, zelo e cuidado na defesa dos interesses dos colegas, dando a minha singela e espontânea contribuição. De resto é vida que segue. E como diz o Medeiros, vamos que vamos.
Um abraço a todos.

9 de agosto de 2011 15:44

Anônimo disse...

Caro colega Marcos,

Gostei do “direito de resposta” do Prof. Ari Zanella ao Sr. Rossi, Blog. Do Medeiros, no post “Adin será ajuizada dia 10 de agosto (Em primeira mão"), de 07.08.2011, no desentendimento do episódio da petição Inicial da ADIN, da Contraf/Cut e Anapar, que será brevemente ajuizada, quando se desentenderam relativamente às interpretações alusivas aos termos da petição, cuidando-se para não ser: UMA AÇÃO PARA SE PERDER.

Isso é coisa de gente grande.

Não quero entrar no mérito da discussão em si. Quem tem ou não razão. A essa altura do campeonato é o que menos interessa. Quero apenas dizer da minha indignação e da forma, como esse senhor trata os colegas, uma vez melindrado. O comportamento desse senhor Rossi é deplorável. Não tem equilíbrio emocional, nem para se fazer entender ao apresentar suas explicações e ou justificativas. Irado, ele expõe toda a sua INCOMPETENCIA. Pode ser letrado, aí é outra coisa. Ao se despedir do Prof. Zanella, escreve: “Um abraço de Tamanduá” Também aí já é outra coisa: coisa de gente pequena.

VAMOS TODOS JUNTOS, COM CIVILIDADE, BRIGARMOS PELOS NOSSOS DIREITOS, COM RESPEITO E DIGNIDADE.

Anônimo disse...

CHACAL...
Depois de ler no blog do JUAREZ BARBOSA sobre o Fundo de Previdên-
cia do Banco da Amazônia, pude en-
tender o saco de maldades que carre
ga este tal Sasseron. Ele lança, sem piedade, seus malígnos tentácu-los em todo lugar que se mete.Está sempre a serviço dos interesse dos
patrocinadores/Governo, consequen-
temente em prejuizo dos benefici-
ários. Assim não me resta outra coi
sa senão mandar meu recado curto e
grosso à este cidadão; NÃO TE DESE
JO MAL NENHUM, MAS FELIZ NA VIDA
NÃO HÁ DE SER NUNCA.
Abraços a todos verdadeiros colegas
Murilo CHACAL Hallak
São João del Rei-MG

Anônimo disse...

Senhor Rossi, mais uma vez o senhor se apresenta instável e causador de querelas entre nós.
Não quero saber se o senhor é o bambambã das nossas causas. Acredito firmemente que o mais humilde contínuo do Banco aposentado tem tanto interesse para nós como o senhor.
Já uma vez o senhor me agrediu por nada.
Agora de novo um amigo querido e respeitoso como o Zanella.

Acho o senhor um chato e vou morrer brigando pelo meu direito de dizê-lo aqui.
Assim como tenho o direito que me dá o blog de ser anonimo.
Ao senhor as láureas.
Eu só quero o meu direito.
Ou vou embora tranquilo.

Anônimo disse...

COLEGA DAS 14:31 ESTÁ COBERTO DE RAZÃO.
FAÇO MINHAS AS SUAS PALAVRAS.

Anônimo disse...

Gostaria de expressar ao professor Ari Zanella toda a minha solidariedade.

Anônimo disse...

Há muito deixei de escrever neste blog por que acho que existem "donos" demais.

Tem gente que não tem o que fazer e fica escrevendo baboseira todo o tempo que tem, saturando a nossa paciência.

Alguns se acham donos da verdade e que podem criticar e que são imunes a críticas e que não podem ser contestados.

Chega dessa palhaçada e só escrevam, por favor, coisas úteis e que interessam a todos.

Quem escreve (fala) demais também dá bom dia a cavalo.

Como disse no início não escrevo mais neste blog apenas leio o que aqui se escreve, essa deve ser verdadeiramente a última vez, e talvez vou deixar de ler também.

Sou sócio e não vou deixar de ser sócio da AAPPREVI e este blog não foi destinado para a forma que esta sendo utilizado.

Usem a inteligência que Deus nos brindou para nos beneficiar e não para algum tipo de competição entre nós.

Reflexão é preciso.

Anônimo disse...

Acho que os colaboradores da AAPPREVI deveriam receber salários de acordo com o cargo que tem. Para isso, ás mensalidades deveriam ser aumentadas para tal. Não é justo trabalhar de graça. E o senhor seu Marcos, ficaria a vontade para mandar os malas ir plantar batatas. O primeio seria esse rossinho. Que chute no s!! E TEMOS QUE AGUENTAR ISSO...

Anônimo disse...

Meus caros aposentados e pensionistas, vamos lutar pelos nossos direitos, e não entre nós mesmos.Sasseron, queremos aumento do ES e prazo igual ao valor realinhado. Não tivemos direito ao realinhamento do plano, então pelo menos vocês aumentem o ES e prazo.

Anônimo disse...

Extraido do site da Contrafcut;

O balanço do BB no semestre também sofreu impacto positivo com a contabilização de R$ 1,92 bilhão do superávit da Previ, amparada pela Resolução 26 do Conselho Gestor da Previdência Complementar (CGPC 26), medida que é rejeitada e contestada judicialmente pelo movimento sindical. "Além do mais, a queda nas bolsas em razão da crise mundial pode obrigar o banco a reduzir esses valores no futuro", adverte o secretário-geral da Contraf-CUT.

Anônimo disse...

A vantagem do regime democrático é que todos são iguais perante a Lei. Todos são autônomos, isto é, livres nos limites do espaço concedido pela Lei que foi feita por cada um, porque foi feita por CONSENSO, por debate entre iguais. Se existe isso, eu não sei. Mas, essa é a TEORIA. Seja como for, essa teoria dá a todos o direito de expressarem a sua opinião, desde que envolta pelo RESPEITO, porque a DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA é CLÁUSULA PÉTREA NA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA. Gosto de ouvir todos. Gostaria que todos se fizessem ouvir. No palco eletrizante do debate. Mas, no ambiente maravilhoso do RESPEITO, da IGUALDADE, da CONVIVÊNCIA FRATERNA. Na VIDA O QUE VALE NEM É MESMO VIVER, O QUE VALE É CONVIVER. Não pensemos como Margareth Tchatcher: "Sociedade não existe. Existe cada um por si!" É um equívoco psicológico (porque nós comos produto da CULTURA), ANTES, MUITO ANTES DE SER UM EQUÍVOCO SOCIAL E ECONÔMICO.Estamos assistindo na derrocada econômica dos Estados Unidos e da Europa, a onde se chegou com o neoliberalismo e com o populismo de uma SEGURIDADE SOCIAL FALSIFICADA! Fiquemos por aqui.
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Marcos, não podemos nos esquecer das promessas do Sasseron. Ele prometeu aumentar o ES e outras coisas.
Promessa é divida.

Pensionista disse...

São Paulo – O Banco do Brasil anunciou lucro líquido de R$ 6,290 bilhões no primeiro semestre. O resultado, divulgado nessa terça-feira 9, é 23,9% maior que o do primeiro semestre de 2010.

No segundo trimestre, o lucro líquido do BB foi de R$ 3,36 bilhões, alta de 14,5% em relação aos primeiros três meses do ano. Nos últimos 12 meses, o crescimento do banco ficou em 23,2%. Já o ganho recorrente apresentou crescimento de 10,5% no trimestre e de 38,8% nos últimos 12 meses.

“O crescimento da instituição é fruto do trabalho dos empregados e deveria se refletir nas condições de trabalho e nos salários”, afirma o diretor executivo do Sindicato Ernesto Isumi, funcionário do BB. “O que vemos, no entanto, são trabalhadores descontentes com ameaças constantes de descomissionamento, falta de mão de obra e metas abusivas”, critica.

O dirigente ressalta que com mais de R$ 6 bilhões de lucro, o banco tem todas as condições de atender às reivindicações dos trabalhadores, tanto as de remuneração quanto outras como melhoria e ampliação da Cassi e Previ e Plano de Carreiras melhor e para todos.
E ai Sr Sasseron, daria para o ES ir para 150/150?

Paulo Motta disse...

Esses argumentos do Sasseron de que está preocupado com o endividamento dos assistidos da PREVI só fazem sentido de ele estiver se dispondo a pagar nossas contas. A expansão de mais 5 anos (60 prestações)no prazo reduz as mensalidades e funciona como um aumento. A quem está financeiramento apertado, a primeira saída é esticar o prazo de suas dívidas. Para não aumentá-las, basta limitar o novo empréstimo de forma que ainda se verifique redução significativa das prestações. Há como!Claro que há! O resto é sofisma. Ora, e ainda por cima trata-se dinheiro nosso! E mais, em uma situação em que a PREVI jamais manifesta qualquer sensibilidade pelo quadro dramático que se aprofunda.

Paulo Motta.

Anônimo disse...

Colegas,

Para um sujeito que ganha mais ou menos 300 mil mensais, segundo comentários, o Sr. Sasseron não está nem aí para os necessitados aposentados da Previ.
Diretor de seguridade - segura tudo! menos o patromônio da Previ que entregaram ao bb.

Anônimo disse...

Paulo Motta, falou tudo, também concordo que se o Sr.Sassaron estive preocupado com o grau de endividamento dos aposentados, aumemtaria o prazo para no mínimo 150 meses e valor de R$ 150, só assim conseguiríamos por as contas em ordem, porque o aumento à conta gotas é que nos mantém sempre presos a outros empréstimos com juros maiores que acabam sufocando a nossa vida financeira.

Anônimo disse...

Colegas,

A vaidade é um mal que leva as pessoas a cometer erros imensos, preocupam-se demais consigo mesmas e esquecem inclusive das causas que defendem.

Portanto estamos indo de mal a pior aqui neste espaço, que deveria ser de união, pois logo ali está o fim da caminhada.

carlosdomini disse...

Há muito tempo que sinceramente começo agora a sentir saudades, viajamos muito quando se inaugurava agências pela redondeza aqui na Bahia.Numa dessa viagens para reinvindicar a Sede de nossa AABB(hoje abandonada pelo BB sem diretoria)até que enfim encontramos o nosso (BB) Diretor de pessoal(era assim que se chamava) o Sr.Ganem. Depois da inauguração êle foi para a casa de um primo em Coaraci-Ba(Sul) e na descontração de um almoço do colega nosso de Agência êle nos falou que estava fazendo tudo para compensar os arrojos salariais daquela época e mais tarde nós agradeceríamos a Diretoria os salários indiretos que estava nos proporcionando com ajuda da Previ. E hoje agradecemos: casa na cidade pelo PHI, financiamento imobiliário, primeiro veículo com empréstimo da Previ para compra de ações, do BB,m Banco do Nordeste, quitação antecipada de empréstimos imobiliários da Previ e muito mais. E agora Previ e BB somente m]pensam em Superavit para a famigerada divisão imposta pela Resolução 26. Devo ter saudades ou não?Olhem bem num regime dito de direita, sm olhar o social.Ledo engano nunca o BB foi tão social naqueles tempos