sábado, 24 de novembro de 2012

CONAD da AAPPREVI



Marcos Cordeiro de Andrade

Caros Colegas,

Na AAPPREVI não há necessidade de uma liderança isolada responder por tudo que acontece. O ideal é que funcione disciplinarmente ao comando de quatro lideranças compartilhadas – esse o número dos Dirigentes do CONAD, órgão responsável pela condução dos destinos da Associação. Mas, o que fazer quando em um grupo de supostas lideranças alguns se omitem e não assumem responsabilidades? Alguém tem que tomar o pulso das ações.

Sou acusado de prepotência e postura ditatorial na condução dos destinos da AAPPREVI. Vejamos o motivo:

CONAD – Conselho Administrativo da AAPPREVI – Composição:

1 – Marcos Cordeiro de Andrade – Presidente Administrativo
2 – Ari Zanella – Vice Presidente Administrativo
3 – José Gilvan Pereira Rebouças – Vice Presidente Financeiro
4 – Maria Elizabeth Gonçalves Chagas – Vice Presidente para Assuntos Previdenciários.

QUEM é quem

1 – Marcos Cordeiro de Andrade - residente em Curitiba, no endereço que emprestou à AAPPREVI para lhe servir de sede (Art. 1º e Art. 60º do Estatuto) sem jamais ter cobrado ou recebido qualquer quantia por isso.

2 – Ari Zanella – residente em Joinville (SC). JAMAIS executou qualquer serviço para a AAPPREVI, a qualquer título. Declarou não poder ajudar por falta de tempo, pela condição de funcionário público no exercício de suas funções.

3 – José Gilvan Pereira Rebouças – residente em S. José dos Pinhais (PR). O Presidente e o Vice Presidente Financeiro são os DOIS únicos membros do Conselho que prestam serviços à AAPPREVI.

4 - Maria Elizabeth Gonçalves Chagas – JAMAIS executou qualquer serviço para a AAPPREVI, a qualquer título – residente em S. José dos Pinhais (PR). Para a AAPPREVI ela não existe. NUNCA manteve qualquer contato com a Presidência ou com o Presidente, em particular. NUNCA respondeu às convocações oficiais. Os dois únicos e-mails recebidos, com data recente, estão sob exame pericial para determinar a origem. O seu endereço domiciliar é o mesmo do Vice Presidente Financeiro, registrado na ficha de inscrição de sócio e na Ata de Fundação da AAPPREVI - secretariada pelo atual Vice Presidente Financeiro (José Gilvan Pereira Rebouças).

Resumindo, desde a fundação a AAPPREVI funciona dividida em duas partes – A Presidência, responsável pela administração, e a Tesouraria, responsável pela parte financeira.

Por tudo isto, a Chapa nº 1 – DIREITOS estampou no alto da sua proposta:

. PREMISSA BÁSICA DA NOSSA PROPOSTA

–“Integrar a Diretoria de pessoas de personalidade forte, reconhecida capacidade de liderança e de trabalho, sem tendências subservientes, mas lúcidas cabeças pensantes propensas ao diálogo e à concórdia dispostas a dividir responsabilidades. Os membros do CONAD e do CONFI da chapa DIREITOS foram escolhidos seguindo esses princípios – gente que jamais fugirá à luta”.

CONSELHO ADMINISTRATIVO (CONAD)
1 – Marcos Cordeiro de Andrade – Presidente Administrativo – Curitiba (PR)
2 – José Geraldo Garcia Guedes - Vice Presidente Administrativo – Rio de Janeiro (RJ)
3 – Antonio Américo Ravacci – Vice Presidente
4 – Júlio César Pestana Costa – Peruibe (SP)

CONSELHO FISCAL (CONFI) – Titulares
5 – Luiz Augusto Portilho Magalhães - Brasília (DF) –
6 – Luiz Minari - Pederneiras (SP)
7 – Maria Margarete Zanoni de Almeida - Curitiba (PR)

CONSELHO FISCAL (CONFI) – Suplentes
8 – Elvira Pereira Motta - Maricá (RJ)  
9 – Jaym Eduardo Mello de Vasconcellos - Rio de Janeiro (RJ)
10 – Solonel Campos Drumond Júnior - São Luís (MA)

Finalizando, informo que todos os documentos comprobatórios das alegações aqui contidas encontram-se arquivados na Presidência da AAPPREVI. Mediante solicitação serão disponibilizados para conhecimento e exame. Evito a publicação agora para resguardar a privacidade dos nomes envolvidos.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Curitiba (PR) – 24 de novembro de 2012.

9 comentários:

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Lamentável o comportamento totalmente antiético do Sr. Ari e Sr. Gilvan. A divulgação de problemas internos, com simples propósito de denegrir a imagem do Sr. Marcos é de uma baixaria tamanha que mostra bem o caráter perverso desses dois senhores. A insistência em querer desqualificar o filho do Marcos tentando induzir aos associados menos atentos, que havia algo de desonesto/irregular em seu trabalho é de uma insensatez revoltante. O Sr. Gilvan fica fazendo jogo dúbio: hora diz que não houve nenhuma irregularidade na Aapprevi; outras vezes insinua irregularidades onde, pelo seu próprio relato, houve apenas problemas no desenvolvimento do software, o que é absolutamente possível de ocorrer em qualquer empresa. Maliciosamente, "esqueceram" que até pouquíssimo tempo atrás a Aapprevi não tinha condições financeiras para bancar o aluguel de salas ou contratação de funcionários. O fato do filho do Sr Marcos estar prestando serviços à associação, nessa conjuntura de recursos escassos , a meu ver não se constitui irregularidade e/ou desonestidade como os Srs. Ari e Gilvan insinuam em seus posts.

Desculpem o desabafo, mas não posso compactuar com as falsidades cometidas contra a pessoa do Sr. Marcos.
(Sou associado, mas nunca tive nenhum contato com o Ari, o Gilvan ou o Marcos)

Henrique Soares disse...

Meu Pai (José Anastácio Carvalho Soares-5.240.610-5) um dia, não sei porque, dissera: "Henrique, não cresceu". Fiz quetão de não fitá-lo, só pra não descobrir se aquela observação seria uma crítica ou um elogio. Mas de alguma forma, sei que ele tinha razão. Se o referencial for as pessoas amadurecidas, firmes, equilibradas e politicamente corretas eu, não cresci mesmo. É verdade que por isso se paga um preço alto, Não perder a sensibilidade, a crença, a lógica, transparência... torna esta nossa vida um pouquinho mais dificil de viver, Venho aqui (blog), vou no do Sr. Marcos e de uma forma melancólica tenho a certeza que não haveria (considerando as propostas) Chapa melhor do que a união das duas. As vezes sinto-me diferente e, envergonhado adio comentários que ao meu ver não contribuíriam em nada, parece-me um tanto ingênuo. Pareço não me enquadrar, e não faço nenhum esforço e nem faria para isso. Tudo porque não sei fujir de mim, não consigo me abandonar. Isso é bom, isso é ruim? Não sei. Mas eu gostaria tanto de em um minuto as pessoas aqui pudessem viajar pelo mesmo trilho que eu e, quem sabe pudessem me ajudar a justificar esse meu jeito moleque de ser. Eu acredito que hoje o que todos nós desejamos acima de tudo, é somarmos o que de melhor cada um aqui tem a oferecer. E minha conclusão é simples tambëm: Somos todos sedentos de justiça. Não sei se a alcançaremos. Mas existe algo mais valioso e mais fácil de ser conseguido. E todos nós aqui podemos contribuir. Unamo-nos em nome de nossas causas. Quem sabe amanhã nossos sorrisos sejam mais naturais, assim como de uma criança.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas,

Durante nosso convívio como “amigos” o senhor Gilvan Rebouças descobriu onde sou vulnerável e assesta torpes armas para os pontos certos, como retaliação e vingança.

Amo o meu filho mais que a mim mesmo. E tenho o bolso raso, onde nada há guardado e só cabe o que ganho honestamente como aposentado.

Por isso usa de recursos vis publicando inverdades no Blog do seu comparsa Ari Zanella atacando a honra do Marcos Júnior.

Não satisfeito, deixa-me sem o dinheiro do sustento da família não cumprindo suas obrigações estatutárias (Art.42 – Para a realização de despesas orçamentárias será suficiente a autorização do Presidente do CONAD, até 500 (quinhentas) vezes a mensalidade dos sócios, submetidos à apreciação do Conselho Fiscal os casos de valor superior.)
Mensagens enviadas ficam sem respostas e providências deixam de ser tomadas:

20/01/2012 – 20:00 horas
Senhor Vice Presidente Financeiro
Solicito autorizar o ressarcimento das despesas de publicação
do Edital de Convocação para Eleição da AAPPREVI-2012, conforme recibo anexo, somente agora
recebido.
Valor: R$ 1.659,84
Conta para crédito: Banco do Brasil – Ag. 0289-5 – nº 6.808.340-8 – titular: Marcos Cordeiro de Andrade.
Atenciosamente,
Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo


21/11/12 09:59 horas

Senhor Vice Presidente Financeiro,
Solicito seus préstimos no sentido de autorizar o ressarcimento
das despesas efetuadas com a publicação do Edital do dia 07/11,
conforme anexo e pedido idêntico feito ontem às 20:00 horas.
Encareço, ainda, informar no momento em que o lançamento esteja disponível para liberação,
evitando assim que eu entre vávias na conta da Associação durante o dia, o que pode acarretar bloqueio da
senha de acesso.
Mesmo não sendo da sua alçada, apelo para sua compreensão informando que tenho contas pessoais para pagar e não disponho de dinheiro suficiente.
Grato,
Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo


Por pura maldade, nem dinheiro nem resposta até agora. E enfrento dificuldades.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo

Marcos Cordeiro de Andrade disse...




PREZADOS COLEGAS, PENSIONISTAS E AMIGOS



Como associado e defensor da AAPPrevi, e por conhecer a idoneidade e o trabalho voluntário de Marcos Cordeiro a frente
da entidade, estou apoiando e indicando a Chapa nº 1 DIREITOS, para a eleição de 25 a 28 de novembro.
Estou convicto de que as idéias implementadas pelo Marcos a frente da Associação, a levaram a despontar entre as demais
com um crescimento constante em número de associados, já aparecendo entre as maiores associações de funcionários
do Banco do Brasil.
Orgulho- me em poder dizer que a AAPPREVI ainda é uma associação "sangue puro", ainda não está contaminada pela
"sede de poder", "orgulho", "egos".... e ainda não está sendo administrada pelo Patrocinador e governos de plantão.
Gostaria de solicitar aos colegas uma reflexão sobre os últimos acontecimentos:


- Por que o atual Presidente não foi comunicado por sua diretoria de que haveria chapa de oposição dentro da própria administração?
- Se a Associação esteve funcionando bem no atual endereço, por que a mudança da sede para outro Estado?
- Por que os componentes da chapa de oposição (segundo eles 75% da atual diretoria) não esclarecem publicamente a razão de tal atitude,
caso tenha ocorrido má-fé ou improbidade administrativa, apresentando provas?
- Não seria o caso da atual administração - EM CONJUNTO - esclarecer os associados, antes da eleição???
Considerando que cada associado, seguramente, é responsável por outras tantas adesões, seria mais coerente se fossemos
prontamente comunicados dos problemas que surgiram, suas causas e efeitos, afim de que se busque a solução em conjunto.
Finalmente, acredito que, se quisermos manter a Associação funcionando para defender os interesses dos associados, precisamos
estar seguros de que a diretoria da mesma não irá, como ocorreu com outras associações, "negociar" o nosso apoio em benefício de
poucos.
Tenham certeza que, "quem fez, fará muito mais", e não precisa de escritório "bonitinho em grande Centro Comercial" com aluguel e
funcionários "alto padrão". Além disso o colega MARCOS é uma pessoa, séria, correta e honesta e com o apoio da
nova diretoria a Associação despontará em ações a favor de todos os aposentados e pensionistas do BB.
Tenhamos cuidado com aqueles que TRAIRAM o Presidente, amanhã será muito mais fácil trair os associados......




gilberto carlos steffen
Porto Alegre RS

Anônimo disse...

éh colegas, não podemos largar o certo pelo duvidoso, a postura do Marcos Cordeiro e o crescimento em número de associados que a AAPREVI conquistou, parece estar despertando algo, sinto mas não sei explicar o quê, melhor votar na chapa 1, mesmo com tanta força contrária, sinto nela um porto seguro.

Silvana disse...

Caro Gilberto, a realização de eleições periódicas, conforme o estatuto, em qualquer entidade, é uma praxis altamente democrática e saudável. Ninguém tem que questionar isso, nem tem o que se temer. A transitoriedade de funções e cargos é da natureza de um ambiente democrático, que provoca mudanças de posicionamentos e de mentalidades em ambas as chapas concorrentes. A chapa atual ganhando, certamente reverá práticas que talvez já estejam absoletas e inapropriadas para uma associação que dia a dia está crescendo. Caso a chapa da oposição ganhe, também implementará algumas mudanças. Ao final, tenho certeza que a própria associação será a beneficiária dessa eleição e, consequentemente, seus associados.

José Tadeu de Almeida Brito disse...

Curitiba-PR, 24 de novembro de 2012.

Aos colegas aposentados e associados da AAPPREVI

Inicia-se nesse dia 25.11.2012, o processo de eleição da nova diretoria da AAPPREVI. Não sabemos como será o futuro. Uma das chapas será a vencedora e os seus componentes administrarão os destinos da AAPPREVI nos próximos 3 (três) anos.
Da minha parte, em relação ao tema em debate entre as chapas, da possibilidade de rescisão de contratos com escritórios de advocacia, TENHO O DEVER TRANQUILIZAR OS COLEGAS APOSENTADOS E ASSOCIADOS DA AAPPREVI ACERCA DO FUTURO DAS AÇÕES SOB O MEU PATRCÍNIO.
Tenho trabalhado com esmero e dedicação e se, eventualmente, alguma dessas ações não tiverem êxito, será motivado por mudança de entendimento jurisprudencial nos tribunais superiores.
Assim, se, eventualmente, o meu contrato com a AAPPREVI for rescindido, as ações sob meu patrocínio não sofrerão nenhum prejuízo, uma vez que elas foram municiadas com todos os documentos e fundamentos necessários. Elas estão tramitando regularmente de tal forma que qualquer outro causídico com experiência em ações de fundo de pensão poderá dar continuidade aos processos sem nenhum problema. Não tenho nenhuma dificuldade em “largar o osso”. Para mim não tem faltado serviço.
No entanto, informo que tenho interesse em continuar como advogado da associação e estou estudando a possibilidade de lançar novas ações para os associados da AAPPREVI, as quais, antes, serão submetidas ao novo CONAD da AAPPREVI.
Por questão de ética profissional, não tomarei partido de nenhuma chapa.
Votem com calma e com consciência!
Que Deus lhes abençoe!

Respeitosamente,
JOSÉ TADEU DE ALMEIDA BRITO
Advogado OAB-PR 32492 e Aposentado do BB – matrícula 5.897.525-X

Anônimo disse...

Obrigado José Tadeu,enquanto uns ameaçam voce traz tranquilidade, afinal o objetivo da AAPREVI é com os atuais aposentados e suas ações na justiça, sòmente isso nos interessa neste momento, fazer política não é meta da AAPREVI.

Anônimo disse...

BRAVO Jose Tadeu1
Muito obrigado.
Duda