sábado, 30 de outubro de 2010

O pequeno Herói



Caros Colegas.

Curitiba me amedronta. No início do ano investi alguns trocados na idéia do meu filho e mandei colocar um cardoor no seu automóvel, um Corsa 98, único veiculo da família. Essa propaganda ambulante da AAPPREVI foi divulgada aqui no Blog e passou a circular pela Cidade no trajeto obrigatório levando o Marcos Júnior ao trabalho diariamente. E aonde quer que fôssemos - meu filho, minha mulher e eu - em minhas rápidas e esporádicas escapulidas do refúgio à frente do computador.

Esse pequeno herói bebedor de óleo, cujo motor pede retífica desde que nos trouxe do Rio na viagem da mudança, passou a ser olhado com curiosidade pela inusitada propaganda que ostentava. E muitas vezes foi abordado pacificamente nas paradas em sinais de trânsito, em estacionamentos e até na porta de casa, onde vivia mais que na própria garagem, para exibir seu enfeitado vidro traseiro.

Essa rotina nos alegrava, pois o Corsinha cumpria o seu papel de propagandista da nossa pequena e querida Associação, que dava os primeiros passos em direção à fama - e à cobiça. Tanto é que ele passou a ser vítima de ameaças dirigidas à sua lataria e ao condutor, meu filho, também nas paradas em sinais de trânsito e quando estacionado.

Depois do episódio da OAB-PR (“Conduta Vergonhosa”, de 08/10) em que uma denúncia anônima nos forçou a retirar do Blog e do Site da AAPPREVI a expressão “ações judiciais gratuitas”, fomos levados a investir pesarosos contra o nosso pequeno e admirável bem terreno por conta da proibição. Logo aqui, no único Estado da Federação onde não há a figura do defensor público não se pode falar em "ação de graça".

Por isso Curitiba não vê mais em suas ruas passar o pequeno Corsa - que garbosamente exibia a propaganda condenada pela inveja dos "concorrentes". Mas as ações judiciais continuam gratuitas para os associados, pois nem mesmo a OAB pode impedir esse benefício (os advogados da AAPPREVI recebem honorários para patrociná-las).

Primeiro despimos o pequeno símbolo do seu orgulhoso enfeite – o reclame da AAPPREVI - pensando descaracterizar seu lindo visual para fugir aos ataques sofridos, mas, como as investidas perduraram mesmo assim, resolvemos aposentá-lo precocemente. Isto porque as ameaças continuaram por telefone fazendo alusão ao Corsa. E depois de muitos sustos entendi que a proteção da minha família carece de cuidados.

O meu filho comprou outro carro, sobrepondo mais uma prestação às que ainda restam do Corsinha, vítima do leasing e dos seus inimigos ocultos. E hoje o nosso pequeno herói esconde-se solitário no fundo do quintal.

Sob um frondoso loureiro, coberto com sua capa de chuva comprada na Casa e Vídeo, nos tempos em que morávamos no Rio, nós o veneramos todos os dias fazendo seu coraçãozinho pulsar ligando a ignição. E a AAPPREVI, que deve a ele um pouco do crescimento, perdeu seu mais eficiente divulgador ambulante, condenado a trocar de mãos por causa da inveja e da cobiça de concorrentes mesquinhos, desleais e incompetentes, amparados por uma OAB que aceita denúncia anônima para mexer com quem está quieto, mas que não agiu quando a "passageira" do Corsinha assinou pedido de ajuda aos seus associados - participantes da PREVI.

Que o Deus da sucata salve o nosso Corsa, quem sabe com uma pequena dose de superávit – remédio milagroso para os males dos aposentados – como eu e o pequeno herói de aço.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 30/10/2010.

142 comentários:

Blog do Ed disse...

Pensei que cada um pudesse dar ao seu bem ou serviço o preço, que bem entendesse, desde que não fizesse monopólio ou cartel. É verdade que o dumping também é inadmissível... Mas nesse caso, seria um dumping simplesmente social, porque, é claro, quem tem posses,se precisa de advogado, não recorrerá a quem presta o serviço gratuitamente, salvo, é óbvio, se o advogado for extraordinariamente competente. E, há ainda, o fato da defensoria pública gratuita. Essa coação marginal, exercida pela sociedade, contra a prática da generosidade, liga-me esse fato àquele outro da inconformidade dos colegas com a falta de transparência no exercício da liderança.Há 500 anos, Maquiavel disse que consegue ser Príncipe a pessoa de sorte e dotada das qualidades necessárias. As principais qualidades necessárias são a crueldade até o extermínio para com os inimigos, a benemerência até a sedução para com os amigos, e, principalmente, a simulação. Muitas pessoas acham que Maquiavel disse coisa com coisa, até mesmo para os tempos de hoje... Etienne de la Boetie, 50 anos depois, discordou de Maquiavel, afirmando que só existe Príncipe, que é apenas um, porque os súditos, que são milhares, são ignorantes ou acomodados... Espero que não sejamos acomodados, reagindo na esteira de Mahatma Ghandi e Martin Luther King... Inconformados, mas reagindo nos permitidos limites do Estado de Direito. E termino lembrando Péricles: sou livre, porque só me submeto à Lei, a lei que eu faço.

Eduardo Köhler - Rio de Janeiro disse...

Marcos,

Muito boa, a sua crônica. Quando sair o superávit, se for possível, dê ao seu (e também nosso) pequeno e bravo herói, um coração (motor) revigorado (retificado). Ele passou a ser um símbolo de nossa luta.

Grande abraço.

Eduardo

Anônimo disse...

Pensei que você tivesse um carro importado igual a mim. Presidente da AAPPREVI com um corsinha 98? Eu não. Sou todo orgulhoso do meu Daewoo Espero 1996. Vendendo seu corsinha 98 deve dar para comprar uns 3 "carros importados" iguais ao meu. Por estar tão bonitão já me ofereceram até 5 mil nele... Outro dia olhando uns pneus meia-vida pra botar no turbinado, escutei um camarada passando um orçamento de som automotivo na loja ao lado no valor de 4 mil e tanto. Quase os mesmos 5 que me ofereceram no possante. Só de som é mole? Mas sinceramente Marcos, nem uma BMW 0 Km sem propaganda desempenharia um papel tão importante no reino automotivo quanto o seu querido Corsa 98. Que ele descanse em paz!

inesdelima disse...

Caro Marcos,
esse seu post meu levou a velhos tempos, a uma viagem aos dias de glória que outrora tivemos,bons consumidores, carros do ano, e em uma cidade do interior, pertencentes a nata da sociedade. Meu marido trabalhou quase 30 anos em uma revenda de carros e tinha os funcis do BB os grandes clientes, e hoje também vive a amargura de sobreviver com a mísera aposentadoria do INSS. Nós já tivemos carros do ano, e hoje um carro 2000 tenta nos levar aos destinos, mesmo nos deixando na mão, como nas duas ultimas viagens, que acabamos de chegar na "boleia" do caminhão guincho(graças a Deus ainda temos o seguro para isso). Mas isso não é uma lamúria, é mais para descontrair e ser solidária ao seu Corsinha. Acho que também é pelo dia das eleições, que num ato de 30 segundos estamos decidindo 4 anos de nossas vidas. Que Deus nos proteja. Bom domingo a todos!

Ivan Rezende disse...

Marcos, nada ou ninguém é herói por acaso.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida fora do Blog:

Caros colegas
Bom dia


Todos vimos pelas TVs que, das 13 diretrizes do "programa inexistente" da candidata do PT, lançadas em São Paulo no dia 25 do corrente, nenhuma delas está voltada especificamente para nós, não prevê nada para os aposentados. Igualzinho ao atual presidente da Previ que, no seu pronunciamento de posse, só falou no engrandecimento da Instituição, mas não disse nada, em relação a possíveis melhorias para as pessoas que são a razão de existir da nossa Entidade previdenciária.
E, o presidente anterior, Sr. Sérgio Rosa, que também é flor, já compareceu à CCJ do Senado como estava previsto?
Então caros colegas aposentados, o que podemos esperar para o nosso Plano 1, ainda mais que estão para votar um tal PL 77/09 da autoria do Aluízio Mercadante? Estejamos cientes de que não é a Previ o alvo dos politiqueiros e governantes da hora, mas, pura e simplesmente o nosso Plano em extinção, por motivos óbvios.
Os aposentados, apesar daquelas declarações do Lula, no programa Silvio Santos, quando ainda candidato, porque foram mentirosas, nunca fizeram parte do povo dele e, agora o mesmo acontece com relação a fantoche do PT. O povo dela não é composto de aposentados.
Precisamos mais do que nunca estar atentos e prontos para lutar contra o sequestro, não só dos superávits do nosso Plano 1, mas até do nosso patrimônio nele existente e, conseqüentemente, da nossa cidadania.


Hélio Teixeira

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida com pedido de divulgação:

A Pastoral do Menor e Família da Diocese de Franca está passando por dificuldades para cumprir o seu compromisso de atendimento
de mais de 300 crianças e adolescentes, juntamente com suas respectivas famílias.
Atualmente, atende em sua unidade Nilda Vanini, no Bairro Aeroporto em Franca(SP), cerca de 200 crianças e 87 famílias;
50 famílias na unidade de reciclagem e
mais de 70 adolescentes na Casa Dom Helder
Conta com uma fila de espera com mais de 150 crianças para a unidade Nilda Vanini.
Ajude-nos, mandando qualquer valor para Ag.do Banco do Brasil – nº6843-8 – conta nº1845-7
ou para o endereço Rua Major Claudiano, 1545 – CEP: 14400-690 - Franca(SP) e nos mande um email para o nosso email pastoral@francanet.com.br
para que possamos lhe enviar um recibo da sua doação.

Caro amigo, se você não me conhece e tenho seu email é porque o recebi de algum amigo seu que também é meu amigo - Everton
Everton Pereira – diretor financeiro
Padre Ovídio – diretor presidente

sergioinocencio disse...

Marcos,

no seu dia ela foi eleita , resta-nos saber como seremos tratados pelos seus seguidores, to achando que vamos nós para a fogueira.

Anônimo disse...

Gostaria de saber como se encontra a discusao sobre o superavit, tem alguma reuniao marcada? nao deu em nada? foi so alarme falso? finalmente quando vai acabar com essa enrolacao.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das 15:19.

Hoje, 31/10, 20:29, com absoluta certeza as mordaças estão sendo desafiveladas - sua razão de ser foi suoperada. A partir de amanhã medalhas, medalhinhas e medalhões vão infestar nossos Blogs no afã de aparecer primeiro trazendo suas versões. E procurando manter seus postos indevidamente ocupados.
Rendo graças a Deus estar fora desse time abjeto. Onde nem amarrado conseguirão me incluir.

Anônimo disse...

Queridoscolegas!!!
Foi uma batalha difícil, mas com as perdas também aprendemos!
Vivemos momentos de apreensão, alegria, raiva, surpresa, vibração, desânimo, solidariedade e criatividade. Mas a cima de tudo, fomos GUERREIROS INCANSÁVEIS em busca do resgate da nossa Democracia, que nunca foi tão ameaçada desde a sua conquista!
Desde a época dos Caras Pintadas nunca vi uma mobilização popular tão rica em conscientização política. Sendo que dessa vez tivemos uma oposição transformada em ZUMBIS, que por interesses pessoais, falta de esclarecimento ou tendência ao populismo abraçam um partido mais corrupto de todos os tempos, o PT!
Acredito que estamos vendo nascer um novo povo brasileiro, mas ainda continuaremos com aquele grito entalado na garganta: “SOU BRASILEIRO COM MUITO ORGULHO!” Se ninguém notou; nos últimos anos esse grito não é ouvido por nós. Como ter orgulho de um País tão enlameado por escândalos de corrupção, violência e degradação ambiental sem que a mão da Justiça cumpra o seu papel?
Devo lembrar que... “A IMPUNIDADE É A MÃE DA VIOLÊNCIA!”
Vamos continuar com essa consciência e ajudar o nosso País a coibir tantas bravatas desse PARTIDO OPORTUNISTA, que infelizmente continuará devorando o nosso tão suado dinheiro!
Parabéns para todos, por vestir a camisa verde amarela

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Marcos Cordeiro,
Que coisa mais triste, o fato de termos os nossos representantes amordaçados! Porém, o mais triste ainda é se ficar comprovado que a mordaça foi colocada com o consentimento da vítima ou, talvez, até com a sugestão dessa última para que isso se fizesse em troca da permanência nos cargos. Aí, nesse caso, nós não poderemos nem acusar os governantes de plantão, mas fazer um "mea culpa" por termos eleito pessoas sem condições técnicas ou morais de ocupar os cargos em questão. Daí, a necessidade de que a verdade seja revelada nos próximos dias para que possamos fazer uma avaliação adequada dos fatos.

Anônimo disse...

Este seu corsinha faz mais barulho do que trio eletrico para desespero
de certos senhores que insistem em nos representar. Vamos aumentar a potencia dele em 1000HP e 10000 decibeis. Talvez assim seremos ouvidos. Vida longa ao "lata-velha".

Anônimo disse...

Caro anônimo de 31/10 - 03:41,

Eu vou lamentar sempre, em assuntos de grande interesse para todos nós, trocar idéia com anônimo, principalmente quando este se mostra bem informado e inteligente. Mas, é vida que segue.
Agradeço a sua informação, realmente é procedente, e este Decreto 7.123 do Planalto, sepulta a decisão exarada pelo Juiz.
A edição deste decreto é mais uma jogada de mestre, do governo, que mostra que tem assessoria e advogados competentes no seu quadro.
Acho precipitado,no decorrer dos próximos 30 dias, falar em qualquer tipo de ação. Quem esperou mais de três anos, não custa esperar mais alguns dias e ver o desfecho dessas negociações, salvo melhor interpretação.
Lembro que o artigo 103 da Constituição Federal, estabelece uma hierarquia para propositura de uma ADIN e, ao que me consta, nós não temos cacife para convencer nenhum deles à abraçar a nossa causa.
Além disso, o digníssimo Advogado-Geral da União é nomeado pelo Presidente da República e tem de ser, previamente ouvido, em todos os processos de inconstitucionalidade de competência do STF.
Diante disto, como a corda sempre arrebenta do lado mais fraco, é fácil concluir que os rigores da Lei cairão nas costas dos aposentados.
Enfim, nós estamos num perigoso jogo de xadrez, onde qualquer descuido pode decretar a nossa derrota. Se formos partir para uma disputa judicial, precisamos de embasamento jurídico seguro e esperar um resultado, positivo ou negativo, no longo prazo.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Seja o que Deus quiser, mas façamos a nossa parte.

ADIN neles.

Anônimo disse...

Se o Governo e o Banco criaram a resolução 26 de forma ilegal que eles aguentem as consequências pelos seus atos.

Não existe negociação baseado em um ato ilegal, pois, se assim agirmos, negociando na ilegalidade, estaremos nos igualando a eles.

Dignidade não tem preço.

Marcos, estamos contigo. Boa sorte.

Anônimo disse...

Colega João Rossi,
O Decreto 7123, do Poder Executivo, demonstra desrespeito à Constituição que diz:
Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.
Que harmonia é essa? Autorizar o descumprimento de uma decisão judicial?
Quanto à intervenção do Advogado Geral da União, essa é a atribuição constitucional dele.(artigo 131, da Constituição Federal).
Quem fiscaliza o cumprimento das Leis é o Ministério Público Federal, cujo chefe é o Procurador Geral da República, organizado da através da Lei Complementar 75 de 20 de maio de 1993.
O Procurador Geral da República, através de provocação, pode ingressar com Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo:
Art. 6º - Compete ao Ministério Público da União:
I - promover a ação direta de inconstitucionalidade e o respectivo pedido de medida
cautelar;

Como se vê, existem alternativas.
E só decidir o rumo..

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Publicação autorizada:

Prezado Aristophanes.

Não sei qual dos dois entre nós é mais emotivo. Seu choro me contagiou e neste momento enxugo lagrimas que não consegui disfarçar, não por imitação, mas por ter sido atingido por um sentimento de compreensão por esta mensagem. Poucos entenderão este momento. A mim basta ter ocorrido.
O Blog está disponível para suas incursões, deferência dada a poucos - quase nenhum.
Não sei se deva publicar esta sua mensagem, mas seria interessante para que todos o conheçam mais profundamente. Tenho comigo que todo homem capaz de expressar emoções é capaz, também, de compreender o mundo melhor que os insensíveis.
Se achar por bem, autorize a publicação, caso contrário, deixemos a mensagem entre nós.

Abraços,

Marcos Cordeiro de Andrade.
----- Original Message -----
From: Jose Aristophanes Pereira
To: Marcos Cordeiro
Sent: Friday, October 29, 2010 6:22 PM
Subject: Novo desabafo


Prezado Marcos.

Quero dizer-lhe, pessoalmente, que dei tratos à bola, para encontrar uma palavra que, sinteticamente, expressasse o que senti, ao me defrontar com o “meu desabafo”, encimando o revolucionário e vitorioso blog, que Vc. criou e conduz, com rara gestão e sabedoria. Não encontrei a palavra, mas chorei! Não por vaidade. Não por surpresa. Não por euforia. Mas, por que me senti elo de uma corrente, que, aparentemente, partida em pedaços dispersos e desconectados, de repente, enrijece e transmite força e movimento. Não fiz nada de novo. As propostas já estavam lançadas. Latentes ou explícitas. Apenas, reforcei o sentimento de revolta contra os que se julgam acima do bem e do mal e se acobertam na desculpa de que os fins justificam os meios. Os numerosos colegas, nos comentários, estavam, ali, atentos e preparados para o bom combate. Fiquei feliz em reencontrar tantos. Meu grande abraço solidário. Aristophanes.

PS: Com a ressalva de que não sou advogado, mas engenheiro, pretendo explorar – informalmente – caminhos sobre a questão da ADIN. Como somatório ao que a AAPREVI já deu inicio. Volto ao assunto, na próxima semana, qualquer que seja o resultado do plebiscito. JAP

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Caro Marcos Cordeiro,
Como os resultados das eleições já estão definidos, com a vitória da Dilma, não vejo razão para que os eleitos da Previ continuem amordaçados sabe-se lá onde. Faz meses que o Blog dos eleitos apresenta aquela mensagem "Estamos reestruturando nosso site.
Retornaremos em breve!". Não seria o caso da AAPPREVI entrar com um "habeas corpus" para resgatar os nossos representantes?

Anônimo disse...

31 de outubro de 2010

Dia das bruxas - nos EEUUA -

Aqui no Brasil a bruxa mor ganhou.

E agora Jose (int).

Acuma nos aposentados ficamos (int)

Sinistro - muito sinistro -

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

EXCELENTÍSSIMOS SENHORES DOUTORES PRESIDENTES DO BANCO DO BRASIL S.A. E DA PREVI.


PROCESSO Nº 0001/0001

ACUSADOS: ELEITOS DA PREVI e outros.

PREVIPLANO1, Blog brasileiro de defesa dos participantes do PB1, inscrito nos Órgãos competentes e com endereço conhecido nacionalmente, vem mui respeitosamente perante Vossas Excelências, com fundamento no Estatuto do Idoso, impetrar a seguinte ordem de

HABEAS CORPUS, em favor de

ELEITOS DA PREVI e todos os que participaram da reunião da PREVIC, autoproclamados defensores dos aposentados e pensionistas dependentes da PREVI, tendo em vista as seguintes razões de fato e de direito a seguir expostas.
DOS FATOS

Os Pacientes encontram-se presos à Lei da Mordaça desde o dia 26 de outubro de 2010, em razão de “flagrante”, por infringência ao disposto no aludido Estatuto do Idoso, em sua amplitude, que dispõe, também, sobre a obrigatoriedade de prestar informações detalhadas aos que supostamente defendem, em suas nuances do que correu na reunião de que participaram, como citado neste documento.

DOS BONS ANTECEDENTES DOS PACIENTES e DO DIREITO À LIBERDADE PROVISÓRIA

Cumpre ressaltar a Vossas Excelências, antes de qualquer coisa, e acima de tudo, que o peticionario desconhece se os acusados são pessoas íntegras, de bons antecedentes e que jamais responderam a qualquer processo crime.
Ressaltando que, em que pese a ausência das informações acima, o atendimento deste pleito é de vital importância para que os velhinhos e velhinhas que representamos possam conhecer tudo que lhes diz respeito e, ainda, se posicionar com relação à elevação de qualquer dos citados aos cargos que futuramente venham a pleitear ao amaro dos seus votos que, para tanto, se nortearão pelo que preceitua o CANAEL.

Termos em que
Esperam deferimento.

Curitiba, 1° de novembro de 2010.
(Segundo sugestão do eminente Colega M.A.D., de Guaxupé-MG)

Anônimo disse...

Escreveram ao Dr Medeiros em postagem naquele blog:

“Não sei por que razão, mas sempre me parece que o senhor sabe mais do que divulga. E essa impressão é passada por outros colegas que dialogam em diferentes grupos de discussão na internet. Sabemos que, tendo sido Presidente do Conselho Fiscal da Previ, o Doutor deve ter ainda muitos informantes dentro da PREVI. Então nos diga, sem subterfúgios, se dona Isa Noronha está fazendo papel de boba à mesa de negociações ou se, de fato, o superavite vai ser distribuído segundo propostas que emergirem naquela mesa. Dizem que tudo isso é jogo de cena, pois o Banco e a Previ já decidiram o que vão fazer e à mesa caberá apenas concordar e mais: dizem que vão levar a plebiscito para que todos possam votar.”

Anônimo disse...

Numa eleição realizada no dia das bruxas o resultado não poderia ser tão compatível. Diz o folclore que o sapo é parte importante do seu material de trabalho. Não consigo entender o povo da terra onde nasci. Mesmo as urnas demonstrando que a aprovação do governo não foi esmagadora a vitória da derrota é incontestável. E agora? Espero que no desenrolar dos acontecimentos os que defenderam sua eleição não desapareçam. Espero que a suposta montagem de cenário para o Michel Temer tomar o cargo, a exemplo do que ocorreu com Sarney, não se confirme. O tempo dirá...

Sintovergo nha disse...

http://www.youtube.com/watch?v=Lo1gPVsKp5E

antonia disse...

Colegas,
Graças a Deus a Dilma Gabhou, e nós poderemos ficar tranquilos durante os próximos 4 anos, SEM:
- intervenção na PREVI
- parcela previ
- reajuste zero para (ativos)
- prejuizo na PREVI
- superavit a destribuir
- etc etc etc

E quanto à resolução 26, que destina 50% ao patrocinador do superavit, eu concordo. Ele contribuiu e tem todo o direito.
Não era para existir superavit, mas já que existe ele tem direito, porque se for o contrario ele tambem será chamado A responsabilidade.
QUE JUSTIÇA É ESSA QUE SE FALTAR EU SOU OBRIGADO A COMPLETAR E SE SOBRAR EU NÃO POSSO TIRAR O MEU?
ISSO É DO SUPERAVIT, NÃO É DO DINHEIRO DESTINADO A PAGAR NOSSOS BENEFÍCIOS. ESSE É SAGRADO E INTOCAVEL.

Gente respeitem minha opinião como eu respeito a de todos voces.
ISSO É QUE É DEMOCRACIA

Anônimo disse...

Colega anônimo 31/10 - 18:44,

Indedependência e harmonia entre os três poderes, existe apenas em tese, porque na prática, o executivo manipula a seu bel prazer, os outros dois.
O Legislativo é cooptado com o loteamento de cargos,compra de apoio com dinheiro em malas, como aconteceu no Mensalão, distribuição de verbas de emendas para os Estados dos parlamentares, fora outras maracutais, tudo isso em nome da governabilidade.
Enquanto que no Judiciário, os Ministros das Supremas Cortes, são nomeados pelo Presidente da República, que de quebra ainda aprova os seus reajustes salariais.
No mesmo passo, o Controlador Geral da União e o titular da Procuradoria Geral da República também são de nomeação do Presidente e, o vínculo de favor, explicito ou não, ele existe.
Provocar a Procuradoria Geral da República, com uma denúncia bem fundamentada, é coisa que poderia ser feita pelo próprio advogado da AAPPREVI.
Agora, se o Procurador vai acatar os motivos por nós arguidos, dando início numa ADIN, isto já são outros 500, mas não custa tentar, eis que de ruim, pode acontecer, no máximo, um sumário arquivamento.
De tudo isso, emerge uma definição que a Faabb não precisa desistir da sua ação, para negociar os superávits, uma vez que o Decreto Legislativo, outra obra prima do Lula, sobrestou a decisão judicial.
Isto é apologia cabal da desobedidência às Leis, menosprezo a inteligência e a autonomia dos magistrados, gasto inócuo do dinheiro público com a perda de serviço e tempo do poder judiciário.
A decantada democracia é retórica dos discursos e, o Estado de Direito, é atropelado quando necessário e conveniente para beneficiar o Rei Lula e sua corriola.
Essa Resolução 26 e o Decreto 71.123 são instrumentos oportunistas,imorais, com aparência de legalidade, que deveriam envergonhar o Governo, porque lesa os idosos, em valores estratosféricos, sem a mínima consideração com o Estatuto do Idoso. Onde está a imprensa investigativa, como a IstoÉ e a Veja? Será que elas também pularam para o outro lado do balcão?

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Lesar idosos é crime, para isso existe o Estatuto do Idoso.
Como vamos ficar?????????????

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

"O Que É Não É" - Edgardo Rego nos oferece mais um excelente estudo sobre o universo Previ/Cassi/BB e suas tramas.
Notícias Relevantes traz o texto integralmente.

Anônimo disse...

Caros Colegas,

Acho que o poder de síntese, tem de imperar. Quando nos deparamos com textos muito extensos, já cansados, em busca de um simples sim ou não, duramente sonegados, estes dilemas Shakespirianos do: "Ser ou não Ser, eis a questão", causam um certo desânimo.
Imagino que, o Marcos, com tudo isso na cabeça, deve viver em frangalhos. O ideal, se possível, seria mensagens "clean".


João Rossi Neto.

Blog do Ed disse...

Caros colegas

Acabo de vir do blog da cecília. Ela colocou, ontem,pequena informação, que lança alguma luz sobre o que aconteceu e permite que se formulem muitas interrogações a respeito. A comunicação começa com a seguinte informação: "Pelo que fui informada, as negociações não avançaram." E conclui com esta: "A questão principal é que os eleitos não aceitam que o Banco leve metade dos recursos simplesmente e o impasse está formado." Será que os eleitos estão negando toda a metade? Ou estando negando apenas parte da metade? Será que apresentaram argumentos dizendo que acham inconstitucional o Banco apossar-se de superavit qualquer? Será que exigiram, e isso eu acho importante, que o Banco apresente parecer jurídico de Escritório de advocacia credenciado sobre a legitimidade de sua pretensão?

Paulo disse...

Marcos,

Sobre seu oferecimento de publicar A GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS, em seu blog, é uma honraria muito alta para mim. No entanto, se achar que é bom para nossa causa, faça isso, por favor. O nº de seu telefone não veio e minhas mensagens parece que também estão sendo recebidas incom- pletas. Estou insistindo e talvez estejam lhe chegando em duplicidade. Perdoe-me. O superavitsprevi.wordpress.com é um blog pequeno, não tem o alcance do seu. Mas já houve alguns comentários. Há muita gente querendo que essa ADIN aconteça logo. Contudo, é preciso estudar bem o assunto. Leio outros blogs; mas sigo o seu. Temos de fazer a AAPREVI crescer. Há muito aposentado que não deve se entender bem com computador e internet. Aposentados, no entanto, geralmente têm filhos e netos inteligentes. Não é o caso de investir forças em uma campanha pra mobilizar esse contingente que não participa? Sou do ramo. Tenho loja de informática e um filho que praticamente nasceu dentro de um computador. Se pudermos ajudar, estamos ligados. Diga-nos o que devemos fazer. Sua palavra corre fácil na disposição de todos nós. É imensa a credibilidade que você capitaliza.

Paul Motta
Blog: superavitsprevi.wordpress.com

Paulo disse...

João Rossi,

Leio seus comentários. Gosto. Muito.
Sobre o exercício do poder de síntese, temos mesmo de facilitar as coisas para o Marcos. Enviei-lhe, um e-mail extenso (A GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS). O problema é que há tanta coisa para dizer e, as vezes não conseguimos nos conter. Mas você tem razão.

Paulo Motta
blog: superavitsprevi.wordpress.com

Paulo Motta
Blog: superavitsprevi.wordpress.com

Anônimo disse...

Parabéns Antonia, seu cometário foi simples, porém foi exatamente no cerne da questão. Permita-me, respeitosamente, uma correção: no meio de tantos "SEM", penso que vc quis dizer "COM" distribuição de superavit.
E para finalizar, rogo aos até agora inconformados com a eleição da Sra.Dilma, que reflitam e ajam positivamente, no sentido de ajudar os nossos representantes, a encontrarem o caminho certo nas duras negociações que certamente teremos com o BB e a PREVI.

Anônimo disse...

Esse Sr, Doutor, Edgardo é muito bom, mas só se esquece de que: o governo é do PT. O PT escreveu a Resolução 26. O Banco é do Governo, a Justiça brasileira é sabidamente de Governo, então... Estamos mesmo nas mãos de quem se disponha a negociar. Manda ele ir lá explicar tudo isso que escreveu para a Dilma...

Anônimo disse...

Dona Isa Musa Noronha,


A senhora era igual onça pintada, quando tomava um tiro, vinha na fumaça. Agora está tomando tiros de todos os lados e não sai da moita.Será que a bravura acabou, capitulou e foi domesticada. Cuidado,nas mãos do Valmir e do Santiago, a senhora vai acabar no picadeiro de algum circo.


Leonardo Gondim de Melo.

Anônimo disse...

Como bem enfatizaram dois colegas anteriormente, o BB não tem problema com o tempo e o interesse não está concentrado exclusivamente no superávit do PB1. Quantos beneficiários ainda estarão ansiosos pelo dia 20 daqui 50 anos? Dentre aposentados e pensionistas serão muito poucos. E qual será o destino de toda essa fortuna? Na avaliação dos governantes já passamos para o outro lado. Eles só buscam uma maneira de antecipar a apropriação indébita criando normas inconstitucionais. E a nós, cabeças brancas, cabe lembrá-los que ainda estamos vivos e sonhamos. Reagimos às injustiças quer sejam azuis, vermelhas ou a cor que aparecer tirando de nós o que é nosso por direito. O caso aqui não se trata de exercício de cidadania e sim de inteligência. Beneficiário do PB1 que defende quem propôs a Resolução 26, com certeza foi beneficiado com o Renda Certa 1 e está aguardando a versão 2.

Anônimo disse...

Caro Ed, 12:58

Ou será que negam todo o valor do superávit e um pouco mais que é o que BB quer?

Continuo acreditando que o BB não quer somente 50% e é aí que o caldo engrossa. Diga-se de pasagem que não concordo nem com os 50% imagina dar mais do que isto para o BB.

Anônimo disse...

Sra. Antonia,
Se essa intervenção, através da resolução, fosse constitucional, ninguem estaria aqui contestando essa arte demoniaca.
Não sei se a Senhora sabe, se não sabe deveria ler a Constituição, que ninguem está acima da lei, ou seja: "ninguem, é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei".
A competencia para alterar a lei não é do Conselho de Gestão, que é, apenas, um colegiado, vinculado ao Ministério da Previdencia, e deveria apenas regulamentar a lei.Não pode subtrair direitos ou criar obrigações. Deve somente facilitar a interpretação da lei. A alteração da Lei é de competencia do Congresso Nacional, que possui comissões para análise. Portanto se o Patrocinador tem direito ou não, alguem teria que apresentar um Projeto de Lei Complementar incluindo-o na Reserva Especial que diz que é destinada à Revisão do Plano de Benefícios. Que eu saiba o BB não participa do Plano ( apesar de ter completado 200 aNOS AINDA NÃO SE APOSENTOU ). Ademais, se fosse para beneficiar o Patrocinador, a lei já traria tal providencia.
Ainda bem que é apenas uma opinião, respeito, mas não tem nenhum embasamento. Entre o "eu acho" e "o que é" existe um abismo muito grande.

Anônimo disse...

EU acho que alguém está mentindo feio!A Isa disse que o superávit sai até dezembro, já a Cecilia (bruxa) disse que não houve avanço na negociação de 26/10.Então com quem está a verdade???

Anônimo disse...

Ao Marcos, sobre o comentário do Paulo Motta (01.11 - 13,00 hs.): achei muito interessante o que disse nosso colega Paulo sobre utlizar a colaboração de filhos e netos de nossos colegas para "cutucar" aqueles que ainda não tiveram coragem de aderir (seus pais e/ou avós) por terem dificuldades com o computador, coisa que também me acontece, mas que procuro contornar de todas as formas possíveis. Os jovens se comunicam com milhares de amigos por todo o Brasil através de "twiter", "msn" e outros programas do gênero e quando eles querem espalham rapidamente uma notícia. Já que nós velhinhos não somos muito chegados a esses bate-papos pela Internet (eu, por exemplo, só frequento este blog) poderíamos recorrer à colaboração dos mais jovens, se isso for viável.

Ricardo Annoni Neto

Anônimo disse...

Ao Marcos,

voltando ao assunto suscitado pelo colega Paulo Motta, quem sabe poderíamos solicitar aos nossos filhos que trasmitam aos seus contatos uma mensagem do tipo: "Oi...(fulano), por acaso você tem algum parente que seja aposentado ou pensionista da Previ (Banco do Brasil) ? Em caso positivo faça-lhe um convite para conhecer o site (.....) e o blog (......). Se necessário ajude-o nessa missão...etc..." Se estou falando alguma bobagem, por favor desculpem e não levem em consideração. Minha intenção só é colaborar com alguma idéia.

Ricardo Annoni Neto

Anônimo disse...

Parabéns Paulo Motta. Além de inteligente e prestativo você consegue enxergar longe...

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
Não estou entendendo nada. A candidata não tinha prometido um governo sério? Gente que deveria estar preso por cometer crime de quebra de sigilo vai compor a equipe de transição da Dilma? É com essas pessoas que alguns colegas estão querendo negociar? Por favor, me belisquem, quero acordar desse pesadelo!

Anônimo disse...

Brilhante a esplanação de nosso colega Edgardo Rego em "Noticias Relavantes" digna de ser levada, anexa a uma petição, ao Congresso Nacional, em defesa de nossos direitos.

Blog do Ed disse...

Colegas
43 comentários só nesta matéria do dia 31/10 deste blog e tantas opiniões diferentes. Isso é democracia, liberdade de opinião, sociedade humana de verdade. O consenso só se alcança, se os indivíduos dessa sociedade quiserem conviver com muita compreensão mútua e muita lealdade e muito debate. E os problemas deverão ser resolvidos com método e clarividência. Por exemplo, qual é o problema em se obter o parecer de um Escritório de Advocacia credenciado sobre a legitimidade da Resolução 26? Ele é imprescindível? Acho que sim. A nossa decisão de concordar ou não com a pretensão do Banco, torna-se assim muito mais consciente: não lhe dou o que é meu; ou leve a metade, mas saiba que está levando o que é meu; ou dou-lhe 20%, porque você está levando o que é meu.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
Acho que a melhor herança que uma pessoa pode deixar para os seus descendentes não pode ser medido em reais nem em dólares. É um exemplo de vida, de dignidade, de não se curvar perante os poderosos de plantão, a exemplo do que está fazendo o nosso presidente Marcos Cordeiro.
Digo isso, por estarmos diante de uma importante encruzilhada em nossas vidas. Podemos curvar a nossa espinha dorsal, abdicar de nossos direitos, e aceitar daqui para a frente as migalhas que nos serão atiradas das sobras dos superávits. Ou optar pela luta, pela via judicial, demonstrando que não estão tratando com um pacífico rebanho de carneiros, prontos para atender aos desejos e interesses dos poderosos do momento.
A nossa postura nesse episódio vai criar um precedente que vai balizar todos os processos de negociações nos anos vindouros. Só através do confronto seremos respeitados. Essa é a minha modesta opinião.

Anônimo disse...

O problema do Brasil é que, quem elege os governantes
não é o pessoal que lê jornal, mas quem limpa o traseiro com ele!'

Anônimo disse...

O que leva um ser humano a desenvolver uma postura como o anônimo das 19:34? Minha biografia não lhes interessa, mas eu ajudei com o meu voto a eleger a Sra. Dilma, leio jornais e revistas todos os dias, e utilizo de papel apropriado e de excelente qualidade para fins de higiêne pessoal. Lamentável.

Anônimo disse...

Assistindo por caso o programa da Ana Braga na manhã de ontem pude ver com quantos privilegios sai um EX PRESIDENTE DA REPUBLICA!!!! E nós aposentados que trabalhamos de verdade saimos com essa merreca de aposentadoria! Isso é uma VERGONHAAAAAAAAA!!!!!
Acorda BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!
ACORDA PREVI!!!!!!!!!!!!!!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

"Começou a dança das cadeiras. Bom dia !! Jane"



Disputa por cargos na Caixa, BB e Petrobras acirra briga entre PMDB e PT
http://extra.globo.com/pais/materias/2010/11/01/disputa-por-cargos-na-caixa-bb-petrobras-acirra-briga-entre-pmdb-pt-922927535.asp

Anônimo disse...

Não consigo visualizar essa noticia!
Como faço?

Anônimo disse...

Vejam essa do Sindicato dos Bancarios e para nós aposentados e pensionistas o BB não nos vai dar nadinha!!!!

Assinado acordo aditivo com a direção do BB
Depois da cerimônia, banco depositou diferenças relativas a setembro e outubro de salários e verbas dos funcionários.Cliquem e vejam.
Fora essa diretoria da PREVI!!!!!!!

bigsaranha disse...

ALÔ GRANDE MARCOS,

A sua luta, a sua posição calcada em elementos fácticos, a sua indignação santa, a sua reflexão sábia, são para mim ingredientes de orgulho por estar na mesma trincheira, onde se luta para que os direitos não sejam usurpados. Devemos estar convictos que toda essa OPERAÇÃO DE TENTATIVA DE APROPRIAÇÃO ESPÚRIA DE NOSSO SUPERAVIT, foi minuciosa e criteriosamente elaborada dentro de padrões maquiavélicos que remonta a 2008. No inicio daquele ano, a Revista Previ publicou uma reportagem com o Ricardo Pena da SPC, sobre a criação da Previc, que iria substituir a referida SPC. Nas entrelinhas, denotava-se CLARAMENTE a formação de instrumento para prejudicar os associados da Previ. Não deu outra: meses após, publicou-se Resolução 26. Após a norma editada, o BB inflou o seu balanço COM O NOSSO DINHEIRO e partiu para a execução do PLANO DE GLOBALIZAÇÃO DO BB, COM O DINHEIRO DOS CABEÇAS BRANCAS. Então, adquiriu o Banco Votorantim com o argumento de estar adquirindo um nicho especializado em financiamento de veiculos. Para o GRUPO VOTORANTIM foi excelente negócio. Primeiro, continuou detendo parte importando do BV, com a parceria "sem custos" da capilaridade de agências e o potencial da marca BB. Por coincidência, meses após, a midia registrou que o GV adquiriu a maior cimenteira de Portugal. Então, fez-se assim porque os ASSOCIADOS DA PREVI SÃO INGÊNUOS!!! Em sequência, adquiriu a Nossa Caixa, porque os ASSOCIADOS DA PREVI SÃO ACOMODADOS!!!! Prosseguindo, adquiriu o Banco da Patagônia, porque os ASSOCIADOS DA PREVI SÃO ACOMODADOS E INGÊNUOS!!!! Portanto, quando um lado acredita que está tudo dominado, resta sómente a MOBILIZAÇÃO. Primeiro, a MOBILIZAÇÃO PRAGMÁTICA: uso das regras éticas,legais,instrumentos de lei, esgotamentos de instâncias previstas em lei NUNCA ABDICANDO DE DIREITOS. Segundo, a MOBILIZAÇÃO FISICA: vamos todos os velhinhos para o MOURISCO!!!! Nós pertencemos a uma idade que falamos o que queremos!!! Passamos a vida filtrando o errado e praticando o certo. Por isso, temos o direito de voz!!! Vamos acampar na Praia de Botafogo e observar o sol nascer,com uma decisão imorredoura:SOMOS ESPECIAIS,PORQUE FIZEMOS CONCURSO PÚBLICO E NÃO DEVEMOS NADA A NINGUÉM!!!SOMOS ESPECIAIS PORQUE ESTAMOS LUTANDO CONTRA ABRIR PRECEDENTES LESIVOS À LEI,AO CIDADÃO,AO BEM COMUM,E PRINCIPALMENTE A UM PAIS DEMOCRÁTICO.

Russel Furtado dos Santos
Belo Horizonte

Julita disse...

Aposentados e Pensionistas!!!!
Um Filho Teu Não Foge A Luta...
Não percam as esperanças, temos muito o que fazer.
Um novo tempo, uma nova luta, uma nova oposição.
Vamos para a frente AAPREVI!!!!

Isa Musa de Noronha disse...

Prezados colegas, em especial ao colega Leonardo,
Não sou onça, nem tenho vocação para circo, embora aprecie demais a arte. Nos circos, sempre gostei mais dos palhaços que com piadas inocentes fazem rir os puros de coração. Não tenho vindo muito a escrever no blog porque as coisas estão meio que paradas na discussão superávit. Espero que agora, passadas as eleições, sejam retomadas as discussões.
Não tenho nenhuma responsabilidade sobre o que escreve a colega Cecília ou o Dr Medeiros. Ambos estiveram dentro da PREVI por longos anos. Ela, foi Diretora da PREVI. Ele, Presidente do Conselho Fiscal. Certamente devem ter fontes internas na Previ que os mantém informados de coisas que eu, que jamais tive qualquer cargo na Previ, posso ter. Quando escrevo, passo informações que tenho e, algumas vezes escrevo as impressões que tenho. Transmito sentimentos do que pode advir. Mas não sou adivinha e nem minto, apenas tenho o cuidado de escrever sem querer despertar expectativas ou disseminar angústias. E, para quem pensa que a eleição de Dona Dilma pode tudo resolver, desejo lembrar que a Resolução 26 foi editada no Governo Lula e tem a assinatura de um colega nosso, hoje Ministro, Pimentel. Acham mesmo que vão retirá-la? Continuamos do mesmo modo do que antes, tendo de negociar à exaustão e mesmo que Serra tivesse vencido nada mudaria. Qual Governo abriria mão de 50% dos superávits da Previ? Nem o de Cuba. Voltarei a postar quando tiver novidades. Não pensem que sou masoquista para ler todo dia tantas agressões gratuitas à minha pessoa, mas por outro lado, sei da minha responsabilidade para com os colegas.
Bom dia dos mortos, rezem pelos seus. Estou indo ao cemitério levar flores para minha mãe.
Atenciosamente,
Isa Musa de Noronha

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
Lendo a matéria que o Marcos Cordeiro sugeriu às 04:26, creio ter entendido o silêncio quase sepulcral que reina nos domínios da Previ e do BB sobre o encaminhamento das negociações. É que, diante da briga de foice no escuro que deve estar se travando em torno dos cargos (PT, PMDB, etc., etc.), ninguém que possua uma determinada função tem condições de garantir alguma coisa que poderá, amanhã, ser desautorizada por outra pessoa que venha substituí-la.
Nessas condições, só nos resta colocar nossas barbas de molho e aguardar. Quantos dias? Só Deus sabe. Depois disso, verificar, dentre os mortos e feridos, quem sobreviveu e vai dar as cartas. E o mais importante, verificar se não se trata de um baralho de cartas previamente marcadas pelo governo. Isso, se a nossa opção de combate não for pela via judicial.

Anônimo disse...

Colegas,

Estas agressões a Sra. Isa Musa está passando dos limites. Educação é o mínimo que se espera de pessoas, que por estarem no planeta a mais tempo, deveriam ter aprendido a discordar das pessoas sem ofendê-las.

Vamos deixar estes arroubos de grosserias para os adolescentes, neles ainda é admissível, embora também lamentável.

Anônimo disse...

Depois dessa mensagem da Isa Musa alguém tem dúvida que a nossa única saida é o judiciário.

ADIN neles.

Não resta dúvida, pois, entregar os pontos sem lutar é inadmissível para nós, ou pelo menos para os que pensam como eu.

Anônimo disse...

Marcos,

Desculpa a intromissão, mas faltou escrever, no cardoor, que as ações são para os associados da AAPPREVI, aposentados do bb.
Talvez assim não tivesse tido problemas, pois sspecificaria os benefiários.
Saudações

Anônimo disse...

Colegas,

Se eu tiver que escolher entre a Cecília e a Isa Musa, sobre seriedade, sinceridade e boas intenções, eu não tenho a menor dúvida de quem é mais confiável, com certeza a ISA.

A CECÍLIA conhecemos o seu modo de agir, parece mas não é.

Anônimo disse...

Nós seres humanos, somos por demais sujeitos a erros, enganos e tomadas de decisões equivocadas.

Mas se somos humanos, somos racionais. As vezes nós equivocamos porque não utilizamos a racionalidade e nos deixamos dominar pela emoção pura e simples.

Muitas vezes usamos a emoção para definir rumos em nossa vida que mais tarde nos mostram o grande equívoco cometido.

As vezes optamos por resoluções e aparente soluções de curto prazo e nos esquecemos das consequências a longo prazo.

Deveríamos nos ater, em qualquer situação, a soluções duradouras de boa qualidade e de longo prazo.

Infelizmente, ainda, não temos representatividade honesta por parte de nossas associações.
Temos uma lacuna que pode ser ocupada pela AAPPREVI. Mas isso demanda tempo e uma luta difícil porque quando "os donos da verdade" se sentem incomodados usam de qualquer critério e meios não ortodoxos para sufocar a voz dos oprimidos.

Se formos negociar algo embasado em atos ilegais estamos simplesmente reconhecendo e validando tudo o que nós condenamos e passamos a aceitar que os nossos direitos sejam usurpados gratuitamente, sem luta.

Não podemos assumir o exercício da negociação através da fraude, do artifício ou da força a nós imposta.

Refletir é preciso.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro anônimo das 06:51.

Desculpo a intromissão
e a falta de atenção.
No cardoor está escrito
sem apelar para o grito.
E no site da AAPPREVI
tudo isso eu escrevi.

Desculpem a rima torta, mas sou filho de um poeta e sobrinho de outro: Bastos Andrade e Zé da Luz. E neste dia de finados não poderia esquecê-los.

Anônimo disse...

E agora, Isa?Depois de afirmar que até dezembro teremos um situação de definição sobre o destino do superávit, voçê volta desfaz tudo o que disse, já não sabe se o banco quer negociar, não apresenta nem de longe aquele otimismo de antes.Por favor, não me tenha como pessimista, mas como cauteloso.Eu continuo achando que este desencontro de informações, entre vc o Medeiros, e a Cecilia não é um fato despretensioso, mas alguma coisa que está fora do ar, um desencontro de uma reunião ficticia, que não passa de mais uma reunião.Nossos eleitos não conseguem encontrar uma solução por debilidade em negociar.A valia e seus negociadores já conseguiram u benefícios para seus associados, mas os eleitos da previ e nossos sindicatos não.Porque será???

ricardo o.c.de Albuquerque disse...

Marcos,
Apos as eleições, as manifestações aqui no blog continuam mais ou menos as mesmas. Eu acho que com tantas cabeças boas e pensantes dos nossos lideres teriamos que priorizar uma linha de ação paralela as sugeridas: negociação, judiciario, etc. Novas personagens aparecerão no governo e acho que nem todas são tão demoníacas quanto outra(,ricardos, pimenteus, etc.). É uma luta de Davi contra Golias. Vai a minha sugestão. Formar uma comissão de lideres( marcos, medeiros, isa, aristophanes e tantos outros) e tentar uma reunião, quanto mais cedo melhor, com algumas figuras que reputo serias,
como Graça Foster, amicíssíma da Presidente e podem ter certeza que vai ter um um cargo poderoso, o próprio Palocci, que fez a besteira mas está querendo se reabilitar. O perigo é o mantega continuar, por isso temos que agir rápidamente e mostrar o crime que estão fazendo conosco. Levar a legislação existente e se puder um bom advogado acompnhando seria ótimoseria ótimo, Entre nossos colagas há muitos eço desculpas se estiver erado Ricardo O.C.de Albuquerque Sem revisão. Quando escrevo na internet, não reviso.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Publicá-lo-ei, oh Musa?
Permití-vos a ousadia a um "escrivinhador" de Blog?

Abraços,

Marcos Cordeiro
----- Original Message -----
-----------------------------------
From: isamusa
To: Marcos Cordeiro
Sent: Tuesday, November 02, 2010 11:34 AM
Subject: Sofro meus poemas antes de escrevê-los


Marcos,

Esse dia de Finados, essa chuva, deixam a gente comovida como o diabo...

Isa Musa

Qualquer dia desses me animarei a escrever uma tese sobre a compulsão em escrever em blogs, grupos de discussão, enviar mensagens via internet. Incrível como as pessoas se sentem soberbas e livres e sábias para postar no mundo virtual palavras que sequer ousariam balbuciar frente a frente com outra pessoa. Em casa, à frente do teclado, se sentem poderosas e desfiam aleivosias, críticas ácidas, palavras fortes e até palavrões e muitas vezes sequer pensam sobre as palavras duras que estão jogando pelo ar... Teclam “send” e lá vai uma farpa, uma paulada, uma bomba atômica! E tem mais? Como são inexperientes, pensam que seus escritos alcançaram o mundo todo, que todo mundo lerá... Não sabem que na terra, na internet, há um bilhão de grupos, blogs áreas “comente” e a probabilidade dele atingir um universo significativo de leitores é nula. Ressalva se faz a um país de primeiro mundo, como os EUA, onde, no período eleitoral, a internet funcionou como disseminador da campanha de Obama e, mesmo assim, até lá, o eleitorado atingido foi pequeno face à grande possibilidade da ferramenta usada. Muitos se ocultam pelo anonimato e ai a coisa piora em muito! Haja baixaria! E são neófitos. Pensam que estão cobertos pela opção “anônimo” e como são analfabetos em informática, não sabem que qualquer um mais ilustrado é capaz de descobrir o endereço IP de onde partiu a agressão. Ah... Mas também não sabem o que é “endereço IP”. Quem tem o hábito de navegar na internet observa que a maioria dos grandes sites, principalmente os de jornais ou revistas, possuem o campo “fale conosco” ou “comente”... E o que vemos é todo mundo dando palpite em tudo! Nem bem dona Dilma foi eleita já tem gente abrindo a discussão sobre a reforma partidária, tributária, política e conclamando internautas a enviar sugestões para tanto. Como se alguém em palácio perdesse tempo lendo blogs, grupos de discussão ou comentários virtuais. Conheço muitos “guerrilheiros de teclado”... São aqueles que usam o teclado como arma e, afoitos, atiram para qualquer lado... Há poucos dias li, de um respeitado cientista social, nos aconselhar que não devemos dar olhos a blogs, ou grupos de discussão ou comentários virtuais. O cientista afirmava com a competência que anos de estudos do comportamento humano lhe deu: “não vale a pena. Pouco se aproveita. À frente do teclado, sem censura e sem refletir, pois bastar clicar “enter”, o individuo escreve qualquer coisa”. E eu, que sequer sou uma expert em informática, me lembrei de meus exercícios de poesia (sou aprendiz de poeta)... Um belo dia, escrevi:

“SOFRO MEUS POEMAS ANTES DE ESCREVÊ-LOS

Sofro meus poemas antes de escrevê-los,

Assim é que eles surgem, brotam,

Coração transformado em pena,

Como se de penas não vivesse.

De sangue a tinta,

A vida é a página.

Choro meus poemas antes de escrevê-los,

Assim é que não os escrevo...

Caem dos olhos pela face lívida

Qual folhas soltas em uma tarde de outono.”

Um amigo muito querido, ao ler esse poema me disse... Ainda bem que você sofre seus poemas antes de escrevê-los... Há menos risco de escrever besteira...

Isa Musa

Blog do Ed disse...

Acabo de ler na internet que o presidente Lula deverá antecipar medidas econômicas duras e impopulares para evitar que a sucessora, Dilma Russeff, tenha de adotá-las no início de seu governo. Será verdade? O Lula é maquiavélico? Seja como for, a ciência econômica ensina que dinheiro na mão das pessoas provoca, no início, mais produção, mais riqueza, e, em seguida, inflação. Será que a inflação já está ameaçando? A notícia acrescenta que a ideia é aproveitar a alta popularidade de Lula para tomar decisões que possam ser desagradáveis a setores do funcionalismo público e da sociedade como um todo. Será verdade? E os inocentes pagarão pelos pecadores, os beneficiados (e quantos o foram, menos nós os velhinhos do BB). A vida consiste em ultrapassar obstáculos, até... acabar a corrida...

Anônimo disse...

Colegas, vamos chamar jornalistas , Tv, revistas e vamos denunciar o que estão fazendo conosco, assim o Brasil e o mundo ficará sabendo como estamos sendo lesados pela Previ e BB.Democracia, Já!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Caros colegas,

Até que enfim, alguém, mesmo por vias tortas, conseguiu mexer com os brios da colega Isa Musa, trazendo-a de volta à realidade.
Os nossos representantes, precisam saber, que existem milhares de assistidos angustiados, ávidos por noticias e que, de vez em quando, é conveniente dar-lhes a conhecer o que se passa sobre as negociações para mitigar os sofrimentos.
Mas como sempre, em uma linha, disse tudo que é permitido: "As negociações estão paradas". Em que estágio?
Esse subterfúgio lembra àqueles casos, do pessoal pego com a boca na botija e, no caminho para o camburão, com o rosto coberto, vem a imprensa e recebe, como resposta, aquela batida frase: "Nada a declarar", ou ´"Só falo em Juízo".
Debalde o grande texto, o pacto de silêncio continua.
Sra. Isa, na conjuntura hodierna, nem existem palhaços mais. Em voga estão as chamadas "Comédias em Pé", onde as sátiras são fulcradas em fatos do cotidiano, principalmente, os alvos preferidos são protagonistas de mal feitos, corrupção, etc.Matéria prima é que não falta.
Desejo-lhe sucesso e no final, saberemos valoriza-lá e nos desculparemos por tudo isso.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

É triste perceber que ainda está em voga por nossos representantes negociações obscuras, secretas e veladas.Não aguento mais esta posição de intransigência, de arrogância feita por aqueles que são pagos para nos representar.Porque ninguém vem a público e fala a verdade.Alguém sabe estimar quantos colegas morreram entre 2007 e 2010 sem participarem deste superávit?Para ser franco, não duvido nada que um de nós perca os freios sociais e cometa um ato de loucura frente a tamanha covardia!

Anônimo disse...

Lembram daqueles filmes americanos onde aparecem as gangues de motoqueiros com seus coletes todos iguais? Pois é... Já que no Brasil as gangues estão na moda eu sugiro que formemos mais três: A GANGUE DOS CABEÇAS BRANCAS,a GANGUE DOS CARECAS PINTADAS e a GANGUE DAS DENTADURAS AFIADAS.
A D I N N E L E S !!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Pessoal, comprem o Jornal Agora de hoje e vejam o que a guerrilheira fára com as
aposentadorias futuras e o indice que dará aos aposentados e pensionistas do inss! Socorroooooooooo!
Essa gente que votou no PT vão se arrepender pro resto da vida.
Fora PT!!!!

antonia disse...

Gente,
Eu estou vendo tudo se repetindo como nos anos anteriores. Vai chegar dezembro sem resolver nada e como todos sabem ano que vem só começa após o carnaval, que é em março, então já sabemos o fim da novela o 4o ano se passa sem destribuição de superavit.
É bem melhor receber 50% do que nada.
Estão falando em justiça e ADIN, e eu com meu ACHISMO, continuo achando que não vai resolver nada, pelo menos para muitos de nos que não pode esperar muito tempo. E tendo um sistema juduciario como o nosso não dá nem prá pensar em nada antes de 10 anos.
Tem um Pimenta Neves que é réu confesso e está respondendo em liberdade há mais de dez anos, sem nunca ter sido julgado. Todos viram o julgamento da FICHA LIMPA pelo STF, eles estavam tentando de todas as formas uma brecha para postergar a validade para as próximas eleições. NOSSA JUSTIÇA É ISSO AÍ, JAMAIS FICARÃO DO NOSSO LADO.
Por esse motivo vamos simplificar o assunto e resolver isso com os 50%, pois com certeza o BB jamais sairá de uma situação em que já tem a parte dele para outra sem nada.
OU ENTÃO VAMOS ESPERAR O TEMPO QUE FOR NECESSÁRIO ATÉ ELE RECUPERAR ESSE VALOR, POR QUE A JUSTIÇA JAMAIS VAI DAR GANHO DE CAUSA QUE PREJUDIQUE O bb.

Anônimo disse...

Querida colega Isa Musa,

a cada dia que passa cresce a minha admiração por você. Mesmo sofrendo ofensas verbais injustas, de covardes anônimos, sua postura é a do equilíbrio e sensatez.
Continue assim, nobre guerreira.

Que as bençãos de Deus toquem o seu coração e também o da sua mãezinha.

Francisco

Isa Musa de Noronha disse...

Prezados colegas e João Rossi.
"As negociações estão paradas". Em que estágio? Eu lhe digo que estacionaram no mesmo ponto em que estavam antes da nossa visita à PREVIC. Provavelmente agora, passadas as eleições, as diretorias do Banco e da Previ devem acertar os ponteiros e nos chamar para uma nova rodada de modo que tudo se resolva até dezembro, época dos balanços. Quando? Não sei. Talvez em breve, na semana que vem. Não há nada de obscuro, oculto. Apenas esse é um jogo que se joga com o Banco do Brasil dando as cartas.
É preciso ter paciência, pois evidentemente, o interesse de negociar é nosso. Ao BB basta cumprir o que diz a Lei e a Resolução 26 está do lado dele e, tal Resolução é mais um prêmio que nos deu o Governo Lula e que Dilma não vai retirar de modo algum.A maioria da população brasileira escolheu Dilma, agora todos devemos aguentar o rojão e é bom que aposentados e pensionistas do BB que votaram nela não se culpem, pois se fosse o Serra o eleito, faria a mesma coisa. A Previ tem bilhões e todo Governo quer tais bilhões. Será que alguém ainda não compreendeu que lutamos contra o Governo? Alguém conhece a história de Davi e Golias? Só que Davi era ungido por Deus, rogo a Jesus e espero que sejamos também.

Anônimo disse...

Caros Colegas,

Esse desabafo da colega Isa Musa, das 11:34,por sinal, muito bem posto, prova, de forma inconteste, que quando ela quer se expressar, com clareza, a sua competência é invejável.
De outra parte, a recíproca também é verdadeira, porque para escamotear informações, sabe colocar com maestria, dubiedade nos escritos, tornando indecifráveis as suas mensagens,sejam elas extensas ou exíguas.
Com efeito, em matéria de distribuir críticas virulentas e atirar dardos venenosos, a senhora é de uma destreza imbatível.
Agora, convenhámos, mesmo em se tratando de uma metáfora, eu nunca pensei que uma pessoa do seu quilate, tão equilibrada e cordata, pudesse ter a infelicidade de soltar uma blasfêmia assaz polêmica, de estar comovida como o diabo.
Penso que a senhora está sendo injusta,em generalizar o ataque e nivelar por baixo, porquanto muita gente aqui, no blog,a defende com unhas e dentes e tem a sua trajetória de vida, como um bom exemplo a ser seguido.
Certamente várias pessoas, participam, no blog, aproveitando o canal de comunicação para exibir-se, mas uma grande maioria tem como escopo dar sugestões para contribuir com as negociações e, sobretudo,para defender os seus interesses.
Fechado o assunto superávit, acho que a frequência vai reduzir, bem como as críticas, porque sem motivos plausíveis, pessoas sérias que tiveram como o escola, aquele BB antigo, honesto, não vão dirigir as supostas aleivosias a ninguém.
Por fim, concordo que realmente é covardia, pessoas ficarem no anonimato, detrás de teclados, tecendo críticas, cabidas ou infundadas.
Da mesma forma, acho que é covardia, pessoas ostentarem cargos de relêvo, esconderem atrás dos Estatutos, dos seus Mandatos e durante negociações de seus representados, sonegarem informações cruciais para as suas vidas.
Colega Isa Musa, todos os aposentados são seus admiradores, a senhora é o nosso idolo. Nós lhe desejamos muita sorte e estamos comovidos com DEUS.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 09:41,

Que tal substituir as motos por ambulâncias? Cada uma com a insígnia de sua gang

Anônimo disse...

Colegas,

Esta noite tive um sonho maravilhoso: tinha ganho bilhões de reais e estava dando um automóvel para todos que se desfiliassem da ANABB.

Etaa sonho bom, pena que vou ter que aguentar o Valmir me representando até a morte (minha ou dele).

Abraços!

Anônimo disse...

Cara, Isa!


O seu pensamento eh muito interessante, contudo penso que se realmente fosse real voceh não estaria escrevendo sobre o assunto. Pode ter certeza que a internet já mudou o mundo e quem não acompanhar, mais cedo ou mais tarde, vai ficar ultrapassado. As empresas, as instituições e as pessoas estão antenadas em tudo que se fala sobre elas. E talvez o internauta seja o mais sincero de todos, pois escreve na hora, sem vacilar. Penso também, que com os blogs as coisas vão mudar de figura, como exemplo as eleições para Previ e Cassi que de agora para frente vão ser muito mais acompanhadas. Vamos poder saber quem eh o candidatado, em fim conhecer a verdade dos fatos.

Obs: penso que este cientista deve analisar melhor este assunto, que eh complexo. Se não valesse a pena, acredito que o Sr. Marcos não teria ouvido, segundo o relato dele, pessoas reclamarem com o dedo riste dos assuntos disponibilizados neste blog.

Isa Musa de Noronha disse...

Caro João Rossi,
Sou devota de Nossa Senhora Aparecida e de São Judas Tadeu. “Comovido como o diabo” é uma licença poética que tomei emprestada de meu poeta preferido, mineiro como eu, Carlos Drummond de Andrade, em seu “Poema das Sete Faces”, ele diz isso lá no final do seu poema, abaixo:

"Poema de Sete Faces

Quando nasci, um anjo torto
desses que vivem na sombra
disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.

As casas espiam os homens
que correm atrás de mulheres.
A tarde talvez fosse azul,
não houvesse tantos desejos.

O bonde passa cheio de pernas:
pernas brancas pretas amarelas.
Para que tanta perna, meu Deus,
pergunta meu coração.

Porém meus olhos
não perguntam nada.

O homem atrás do bigode
é sério, simples e forte.
Quase não conversa.
Tem poucos, raros amigos
o homem atrás dos óculos e do bigode.

Meu Deus, por que me abandonaste
se sabias que eu não era Deus,
se sabias que eu era fraco.

Mundo mundo vasto mundo
se eu me chamasse Raimundo
seria uma rima, não seria uma solução.
Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.

Eu não devia te dizer
mas essa lua
mas esse conhaque
botam a gente comovido como o diabo."

Blog do Ed disse...

Se eu entendi as expressões da guerreira Isa, o assunto superavit já está definido da parte dos representantes (não gosto desta palavra nem de seu significado, aliás Rousseau, o fomentador da democracia, também o detestava): 50% para o BB já está aceito e só o BB convidar os representantes para nova conversa.

Anônimo disse...

Anônimo Francisco, 2/11 - 11:38

Vc parece que espiona o blog. Sabe de tudo.Mexeu com a Sra.Isa, vc aparece no pedaço.
Vc é pau-mandado de quem: da ANABB? da AFABB? da FAABB? do BB? da PREVI? ou do PT?

antonia disse...

GENTE, SE CONTINUAREM AGINDO DESSA FORMA COM QUEM NOS PODE AJUDAR, COMO É O CASO DA ISA MUSA, VAMOS FICAR NUM MATO SEM CACHORRO. sOZINHOS E DESINFORMADOS E NINGUÉM VAI QUERER DAR UMA PALAVRA A NOSSO FAVOR NA NEGOCIAÇÃO.
PENSEM BEM, NÃO É ASSIM QUE SE GANHA NENHUMA CAUSA.

Anônimo disse...

Quase morri de tanto rir a respeito do "sonho" tido pelo Anônimo das 12:14. Bem que este sonho poderia se tornar realidade, menos as mortes, claro.

Anônimo disse...

NATAL CHEGANDO!!!!
QUE NATAL SERÀ QUE OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO BB VÂO TER?OS barões vai comer peru,camarão, leitoa ....
e nós vamos roer os ossos do frango?

Ari disse...

Da. Isa Musa,

Conheci a senhora pessoalmente em Brasília no dia 17 de outubro. Quantas qualidades vi na senhora! O que tinha ouvido falar de bem anteriormente, tudo foi confirmado e ainda muito mais! Se tiver algum defeito (e todos nós o temos), ele é ofuscado pelas centenas de qualidades que a senhora possui. A principal delas é a virtude da paciência. E que coração magnânimo!
Esteja certa que está no lugar certo e no momento certo.
Aceite de coração meus mais sinceros cumprimentos e agradecimentos.

Anônimo disse...

Gostei da piada e por isso que estou reproduzindo a mensagem abaixo:

Mensagem de 211/2010 das 11:38, do nosso popular e conhecidíssimo FRANCISCO. No Brasil só ele tem o nome de Francisco, extamente devido a esse fato êle é conhecido de todos nós. Então não podemos chamá-lo de anônimo. Parabéns FRANCISCO VOCÊ É O MÁXIMO. Você é o velho Chico. Conhecido de todos nós.


"Querida colega Isa Musa,

a cada dia que passa cresce a minha admiração por você. Mesmo sofrendo ofensas verbais injustas, de covardes anônimos, sua postura é a do equilíbrio e sensatez.
Continue assim, nobre guerreira.

Que as bençãos de Deus toquem o seu coração e também o da sua mãezinha.

Francisco

2 de novembro de 2010 11:38"

Anônimo disse...

Desculpem-me, mas estão dando muita trela ao Medeiros. Todos, até mesmo o Marcos Cordeiro. Não se espantem com o que digo, pois vou postar este texto lá no blog dele, também.

Está começando errado como o próprio Marcos fez ao deixar, no inicio, que fossem feitas comparações com o Blog da Cecília. Cada Blog tem seu espaço próprio e não há necessidade de nenhum querer superar o outro em qualquer situação. Muito menos relativamente a números. Os freqüentadores desses espaços virtuais estão preocupados com conteúdo, e não com vaidades numéricas ou rotuladoras. Pouco importa se o Blog tem um ou mil e duzentos acessos diários, ainda mais porque é difícil a comprovação. Também se dizer doutor disso ou daquilo e entendido em mil assuntos não soma nada. Isto é cabotinismo.

Ainda bem que o Marcos (ex André) acertou o ponto e hoje tem credibilidade pela postura inequívoca adotada. A coerência com que se mantém fiel ao modo de conduzir o Blog tem sido fundamental, pois conseguiu agregar os principais pontos que fazem prosperar esse tipo de informativo: presteza na publicação dos comentários, discernimento na moderação e abalizada escolha na divulgação de matérias de sua autoria ou de outros. Lamento que tudo isto tenha faltado à Cecília, o que explica a desandada do seu Blog. E o “Dr. “ Medeiros segue o mesmo caminho, pois, como dono de fontes de primeira ordem, faz “forfait” e tripudia dos freqüentadores, a ponto de forjar comentários do tipo “caríssimo dr. Medeiros, se não fosse o senhor não saberíamos de nada - ainda bem que Deus lhe botou no mundo”. Mas, nem tudo está perdido, um novo Blog está surgindo, e com o apoio do Marcos, ao que se sabe, é o Blog do Paulo Motta. Vejamos até onde vai.

Anônimo disse...

Colegas,

Penso que não podemos nos revoltar contra os BEM INTENCIONADOS que nos representam nesta negociação, principalmente sendo a ISA a única que se dignou a dar a cara para bater. E OS NOSSOS REPRESENTANTES " ELEITOS DA PREVI" ALGUÉM SABE O QUE ELES PENSAM A RESPEITO DO SUPERÁVIT.

Até o Blog tiraram do ar e isto ninguém esta cobrando aqui.

Ravacci disse...

Me parece (e eu não costumo errar) que a Isa Musa é uma pessoa de confiança além de esforçada lutadora pelos nossos direitos. Declaro aqui minha admiração por ela. Parabéns Isa. Que Deus te dê forças para continuar acompanhando nosso outro grande combatente Marcos.

Anônimo disse...

Caros colegas,
Enquanto se discute, mais um nos deixa ... HUMBERTO EUDES ... descanse em paz.
Sendo cinco por dia, são mais ou menos dois mil por ano que a previ deixa de pagar...

Anônimo disse...

Anonimo das 17:01,

Era isto mesmo que eu estava pensando em postar aqui no PREVI 1.

Como bem colocou o Marcos dias atrás é chegado o momento em que vai aparecer àqueles que vão querer levar os "créditos" por qualquer coisa que venha para nós em relação ao superávit. Isto quando a intenção não passa a ser um despejar de vaidades.

Temos que ter cuidado para que os que lêem e que aqui postem não se dispersem para outros blogs que não apresentem confiabilidade ou que sejam somente instrumento de promoção pessoal. Tudo tem um sentido. Aqui sabemos que é a verdade. Ocorrem postagens às vezes com mais fleuma, com mais cobranças e com menos paciência, isto é verdade, mas temos que entender que o público é diversificado e que cada um traz consigo suas experiências e necessidades de vida que acabam, de uma forma ou outra, sendo o que é manifestado.

Não nos dispersamos porque assim vamos enfraquecer.

Anônimo disse...

Mais 2 colegas faleceram aqui na Paraíba: José Aquino e um conhecido por Grampão (desculpem não saber o nome). Que descansem em PAZ.

Anônimo disse...

Alô Colegas, vamos confiar na D. Isa Musa. E com a ajuda do nosso grande Presidente (AAPPREVI), Marcos Cordeiro, haveremos de conseguirmos sucesso nas negociações sobre o superavit, ainda este ano.Vamos continuar com fé em DEUS.

Anônimo disse...

Colega Marcos,
a busca da tutela jurisdicional para implementar o rateio do SUPERÁVIT não se constitui óbice para eventual transação extrajudicial. Aliás, creio que essa medida até forçaria o BB a negociar. Ele PRECISA dessa definição. A Bolsa NY que o diga.
Vc sabe, tb, que eles (BB e PT) estão querendo negociar por motivos que atendem exclusivamente à conveniência deles próprios. Não é por causa de lei; porque ambos fazem pouco caso da lei e do judiciário.
Então por que não ajuizar, de imediato, a ação? O que está faltando para isso?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas.

A AAPPREVI está procurando enquadramento abalizado para nortear suas ações.
Como já foi dito aqui, encarregamos acreditado Escritório de Advocacia sediado no Rio de Janeiro para cuidar do delicado assunto. O pedido feito contempla estudo pormenorizado acerca de ADIN e outros procedimentos jurídicos, cujos estudos estão em andamento sob acompanhamento da nossa Assessoria Jurídica, reforçados pelos pertinentes comentários publicados no Blog.
Pela complexidade de que se reveste o assunto não se pode agir atabalhoadamente, de afogadilho, sob pena de contribuir para o insucesso do projeto.
Nesse ponto, a AAPPREVI tem presente a responsabilidade de lidar com os anseios de todos os participantes do PB1, cujos direitos não podem ser ameaçados por imposição de uma ou outra ação judicial impetrada sem a devida cautela e embasamento próprio.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Blog do Ed disse...

Colega Antonia, e porque colega, querida e preciosa. Esse argumento da paridade da contribuição é muito frágil. Acho que isto já está demonstrado de sobejo. A Previ foi sempre desoneração para o BB. Se fosse ônus, o Governo e o BB nunca a teriam adotado. Nem mesmo o BB a criou. Quem a criou foram os funcionários. E hoje ela só é lucro para o BB. Mas, o indefectível, o indestrutível, o irremovível é a Constituição, o diploma da brasilidade. Nós somos brasileiros, porque todos concordamos com a Constituição. E o que diz a Constituição? Só um necessitado por invalidez, por velhice ou por morte de um participante,só esses três podem receber um benefício (dinheiro) da Previ. O BB não é inválido, não é idoso (veja o Banco da Inglaterra tem 400 anos!), nem é viúvo. Logo não pode receber dinheiro da Previ. Termino lembrando Etienne de la Boetie: só existe Príncipe, que é um, porque os súditos, que são milhares, ou são ignorantes ou são covardes!...

GILVAN REBOUÇAS disse...

COMUNICADO AAPPREVI

Ações Judiciais

Na próxima semana serão ajuizadas mais duas ações judiciais em seus segundos lotes:

RENDA CERTA e CESTA ALIMENTAÇÃO.

Encarecemos ao participante cuja documentação teve o recebimento confirmado, e que se encontre em falta com suas obrigações (entrega do formulário de autorização de débito ou outro motivo), que entre em contato com a tesouraria da AAPPREVI (tesouraria@aapprevi.com.br).

A confirmação de inclusão (ou exclusão) nos respectivos lotes será feita individualmente por emissão de e-mail.

Enfatizamos que todos os parâmetros de participação permanecem inalterados.



Cordialmente,

José Gilvan Pereira Rebouças

Vice Presidente Financeiro

antonia disse...

Colega, covarde não sou, posso ser ignorante pois não tenho formação em Direito, mas o que me diz de todos os advogados que compõem esse blog, que defendem as ações deste e de outras entidades e todos os colegas que teem formação em Direito e até agora não chegaram a nenhum consenso a respeito da Res. 26?
Acho que a questão é mais complexa do que muita gente está pensando, sem contar que para determinar a inconstitucionalidade de uma Resolução sabemos que depende de ministros que resolvem da forma que querem ( como é o caso do Gilmar Mendes, Marco Aurélio Melo e outros).
Então colega o seu discurso é muito bonito e correto, mas nem sempre o certo é adotado na justiça brasileira.
PENSANDO DESSA FORMA SERIA MELHOR AGILIZARMOS O PROCESSO, CASO CONTRARIO PASSAREMOS 10 OU 20 ANOS BATENDO NA MESMA TECLA E DINHEIRO NO BOLSO QUE É BOM, NADA.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Quando teremos uma notícia assim?

Informe VALIA 29/10/2010

Distribuição do Superávit do Plano de Benefício Definido

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC comunicou à Valia agora, no final da tarde, a aprovação preliminar, em meio eletrônico, da alteração regulamentar que autoriza o pagamento do abono extraordinário do Fundo de Distribuição de Superávit.
Daremos início imediato à coleta das assinaturas dos representantes das 11 empresas patrocinadoras do Plano de Benefício Definido (Vale + 10), necessárias à formação do processo em meio físico (papel).
Tão logo tais assinaturas estejam coletadas, o processo será protocolado na PREVIC para aprovação final e definitiva, bem como para a publicação do ato no Diário Oficial da União, quando passaremos a contar o prazo de até 30 dias para o pagamento.
A Valia continuará mantendo os participantes permanentemente informados sobre a evolução do assunto.

https://www.valia.com.br/

Blog do Ed disse...

Prezada Antonia
Quem me conhece, sabe que jamais a chamaria de covarde. Não tome a citação por esse lado. Só pretendo manter de pé uma posição de defesa de princípios, de direitos, do Estado de Direito, mesmo com prejuízo meu, que tenho 84 anos. Não gostaria de deixar minha viúva prejudicada, digamos esse eufemismo. Agora, ainda não vi nenhum advogado defendendo o direito do BB aos 50%. Os meus textos têm tambén este propósito: provocar algum advogado a argumentar a favor do BB, porque eu quero entender a posição do BB e não consigo. Eu acho que o BB agiria de forma elegante se fizesse a Previ publicar os estudos que tem sobre esse seu direito. Eles devem ser tão sólidos que não deixam dúvidas a respeito até em seus diretores, que são muitos deles colegas de banco e amanhã estarão na nossa situação.

Anônimo disse...

Marcos,

E A CACHORRADA DA PREVI NÃO PUBLICA UMA LINHA EM SEU SITE, NÃO DÃO QUALQUER SATISFAÇÃO AOS PARTICIPANTES. ESTA É A DEMOCRACIA DO partido dos trabalhadores - pt.

Anônimo disse...

Mais um que faleceu!
Eudes, ex-presidente do Conselho Fiscal da ANABB, faleceu em São Paulo.
Que pena, ficou sem receber o superavite! A Previ e o BB estão enterrando todos os velhinhos!!!!

Anônimo disse...

Nao so "os nossos"estao morrendo...
O tal do Eudes ja foi,gente deles.Ja vai acertar as contas com Deus(nao sei se foi honesto ou nao).
Sobra mais dinheiro para o banco roubar da Previ.

Anônimo disse...

Quando leio as notícias pós-eleição não consigo encontrar toda aquela maravilha descrita pela candidata eleita. Só vejo previsão de arrocho. Agora pessoal, segura a onda vermelha por mais 4 anos pelo menos...

Anônimo disse...

Pessoal!!! o superávit tá virando filme de suspense, ou será de terror!!! Vejam no blog do medeiros... á tarde tem novidades....

Anônimo disse...

A corrida ja começou.A brigalhada idem,pela disputa aos cargos das estatais.
Desejo do fundo do meu coraçao que se matem.
Deus esta vendo TUDO!
Triste humanidade!!!!!

Anônimo disse...

Prezado Marcos,

Permita-me dirigir-me à colega Isa, relativamente ao comentário dela de 02-11-2010, postado às 08:07.

Prezada colega Isa,

Parabéns pelo seu desabafo. Depois de tantas injustiças assacadas contra sua pessoa, resolveu, enfim, diplomaticamete, como é de seu feitio, responder, e o fez com maestria e sabedoria.
Continue trilhando o caminho seguido, absorva as pedradas e os petardos arremessados contra suas atitudes. Procedem de gente mal informada e que não tiveram o privilégio de conhecê-la pessoalmente.
Respeitamos suas ponderações e sua liderança na defesa dos intereswses dos assistidos, das pensionistas e dos participantes da ativa participantes do PB-1 adnministrado pela PREVI.
PARABENS, TAMBÉM, PELA REVELAÇÃO DE SUA VEIA POÉTICA.
Meus respeitos.
Carlos Valentim Filho/Joinville.

Anônimo disse...

Caros Colegas,

Passadas as eleições, agora já existe uma disputa acirrada, entre o PMDB e o PT, por cargos na Petrobrás, Presidência da Vale, BB e CEF, afora, os Ministérios, por serem mais importantes, estes serão decididos, a quatro mãos, pelo Lula e a Dilma.
Fala-se que o Palocci, salvo pelo Procurador Geral da República e STF que, num julgamento, sui generis,decidiram por não indiciá-lo, será o Ministro da Casa Civil. E que ministro ! Até escrevi ministro com letras minúsculas de propósito.
Para dar uma satisfação a sociedade, de que não houve impunidade, sobre a quebra do sigilo do caseiro Francelino, o ex-Presidente da CEF,Jorge Matoso, foi pego como bode expiatório e ficou embaraçado nas malhas da justiça e indiciado.
Nessa efervecência danada,enquanto a matilha disputa um naco do poder,as atenções serão desviadas e acho que as negociações dos superávits ficarão congeladas, em compasso de espera, até o final do mês em curso.
Em dezembro, mês do encerramento do balanço,retomarão as negociações para justificar uma eventual nova contabilização dos superávits e elevar os lucros do banco,em 2010, conferindo ao Presidente do BB,com essa eficiência fictícia, prestígio para alçar vôos para cargos maiores, possivelmente a Presidência da Vale.
Se isso se efetivar, talvez o Flores assuma a Presidência do BB e encerra o ciclo de rosas e flores espinhosas na Previ.
Em conclusão, presumo que seremos empurrados com a barriga, para uma decisão a "sine die". Rezo para estar redondamente enganado nestas previsões.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Pessoal.

Alguma notícia sobre qualquer data das próximas reuniões de discussões do famigerado superávit??????

Com a vitória do governo acredito que mais esse obstáculo foi superado sendo que agora não há mais nada a esperar.

Alô associações......vamos presionar o banco para reabertura das mesas de negociações.

Anônimo disse...

E nós nada?????????????
Valia vai dar abono e a PREVI???????
BB???????????????????????
Safados! Quero que vão todos queimar no fogo do inferno!!!!

Anônimo disse...

Com a falencia do blog da ex-diretora,rapidinho surge outro do mesmo nivel,com promessas,deboches,suspenses...
para os menos avisados acompanharem e se permitirem ser ridicularizados.
Viva a AAPPREVI!!!!!

Anônimo disse...

Uma observação apenas:

- se efetivamente for verdade que os diretores eleitos são contra o BB levar 50% vocês não acham que eles estariam se queimando (já que são egressos de associações po sindicatos ligados ao governo)?

- disto podemos concluir duas coisas? a - apesar de pertencerem ao governo a consciência dos mesmos e o respeito aos que os elegeram (participantes do plano 1) é maior e eles não concordam porque percebem que o fundo ou os particpantes sairam lesados; b - é jogo de cena para não ficarem mal no futuro quando de novas eleições.

- cada um escolhe qual a opção verdadeira. Sinceramente posso estar errado mas acho que a intenção do BB é nos lesar o máximo possível e os diretores já sabem disto até porque eles também recolhem para a PREVI, eles também são participantes e na hora "h" é o bolso deles (ou de seus dependentes no futuro) que também vai perder.

Anônimo disse...

Colega Carlos Valetim Filho,


Parece que o amigo está empolgado e inflamado, inocuamente, porque não é verdade que houve ataques a pessoa da Sra. Isa Musa, que merece todo respeito, consideração e admiração pela sua honestidade e dedicação integral.
Na realidade, houve algumas críticas ao cargo de Presidente da Faabb, coisa muito diferente, e a sua condição de negociadora, que não repassa informações aos aposentados, deixando-nos alheios ao que esta acontecendo.
Se estivermos errados, neste particular, de ficarmos no escuro, sem saber de nada sobre as trativas e, caso o colega esteja bem informado de tudo, rogo que nos passe noticias atualizadas e eu, pelo meu turno, vou me penitenciar e pedir desculpas a Presidente da Faabb.
A propósito, existe pacto de silêncio ou não? Quando será a próxima reunião com o BB? Qual o valor da Reserva Especial que está em jogo? Quais propostas estão na mesa de negociação?
Por gentileza, como desfruta do convívio com a Sra. Isa, tire-me estas dúvidas atrozes.
Parabéns por ser amante do lirismo.

João Rossi Neto.

bigsaranha disse...

ALÔ PESSOAL: Compensa entrar no site www.valia.com. br e fazer uma profunda reflexão. Alêm da transparência informativa vocês saberão que os associados daquele Fundo já recebem mensalmente, um abono de 25% do valor do beneficio.Agora, foi aprovado um abono de 3xVB para pagamento imediato e, a partir de junho/2011, o mesmo percentual até que se complete 6 anos. Vamos refletir.....

Anônimo disse...

Já viram o lucro do Itaú/Unibanco e do Bradesco até setembro de 2010?

Acham que o BB vai ficar atrás?

Não admirem se não lançarem uma resolução "27" para pegar mais grana da PREVI.

Aguardemos.

José Aristophanes disse...

Prezados colegas e, em especial, Dª Antonia(o).
Entre 11 e 12 anos, estudava num cursinho preparatório para o Exame de Admissão ao Ginasial. Na aula de interpretação de textos, usávamos um livro massudo, chamado Crestomatia. Dele, até hoje, guardo uma estória: ”O Cavalo Branco”. Essa estória dizia que uma tribo fora vencida por ferozes e aguerridos conquistadores. Os cavalos, criados pela tribo, eram famosos, em toda a região. E, dentre eles, um maravilhoso corcel, pertencente ao chefe da tribo, sobressaia: elegante, vigoroso e veloz. O general vencedor diz ao chefe da tribo querer comprar o belo animal. O chefe, altivo, retruca que o seu cavalo branco não está à venda, qualquer que seja o preço. O general esbraveja. Alega estar sendo generoso, pois do contrário poderia confiscar o cobiçado cavalo, sem lhe dar satisfação. Ao que lhe responde o velho chefe: Sem dúvida. Mas o meu povo poderá, por gerações, chamá-lo de ladrão de cavalo.
Esse “causo”de minha antiga Crestomatia se reveste de atualidade, no episódio em que a força da Resolução 26, violentando a lei maior, faculta o confisco de parte(50%) de superávits pelo Patrocinador. Não há, perante a Lei, esse direito de posse, por parte do Patrocinador. Portanto, ele será o ladrão de cavalo, nessa moderna versão da estória.
Aceitar a Resolução 26, nessa parte, é uma violência contra o Estado de Direito. Fabricada de encomenda, certamente, com a participação de funcionários mercenários do Banco do Brasil, com o nobre Ministro/Senador PimenTel à frente – é uma vergonha histórica, para a nossa comunidade. Teria sido legalmente palatável propor ao Presidente da República a edição – tão usual – de uma Medida Provisória, a ser transformada em lei pelo Legislativo. Mas, não: preferiram a mão-de-gato, com esse monstrengo que está aí, a nos perturbar, dividir e confundir.
Sob a égide de um entendimento juridicamente correto, haveria, no caso extraordinário do Plano1 da Previ, alguma razão para um acerto de contas amigável entre a NOSSA PREVI e o PATROCINADOR(BB). Explico: Não radicalizo posições. Não encho a boca dizendo que esse superávit foi feito com as MINHAS CONTRIBUIÇÕES. Não! Sejamos realistas. O Plano1 é um caso único e muito especial, no âmbito da Previdência Complementar, valendo destacar:
1) É um plano secular, pioneiro, com uma longa e intrincada montagem financeira e atuarial.
2) Tem um universo complexo e diversificado de participantes.
3) É um plano fechado e em extinção: Daqui a cerca de 40 anos ele acaba, mas seu declínio mais forte ocorrerá nos próximos 10/15 anos.
4) Superávit é fenômeno recente. Enche os olhos de todos e parece ser a panacéia para todos os reclamos. E déficits, já houve?
5) E os superávits, de onde se originam? De nossas contribuições e contra-partida do patrocinador? Do holocausto dos PDVistas? Dos arrochos nos benefícios? Das “famigeradas” privatizações de FHC, que jogaram no patrimônio da Previ as ricas ações da Vale, das Teles, das Elétricas, das Siderúrgicas, da Petrobrás e do próprio BB? Da estabilidade monetária civilizada do Real ? Da temerária exposição em renda variável? Da generosa política de juros altos da Dívida Pública(renda fixa)?
Além disso, realçar influência negativa de um antigo INTERVENTOR é desconhecer – tendenciosamente – que interventor maior e permanente impõe o Patrocinador(BB), com o presidente e diretores nomeados, e mais o odioso voto de minerva... Desvios disfarçados e perigosos de recursos também podem ocorrer, pela via de investimentos de alto risco e longos prazos, tais como os falados Trem Bala e Belo Monte...
Uma desapaixonada e ponderada reflexão sobre essas questões e outras conseqüentes é que deveria desenhar a toalha, para forrar a mesa de nossas discussões, sem abrir mão do Projeto ADIN. É possível chegar-se a um ponto de entendimento. Sem ladrões de cavalo e sem voluntarismos épicos. Pragmatismo com ética é o caminho. Cordialmente, José Aristophanes Pereira

Anônimo disse...

Distribuição do Superávit do Plano de Benefício Definido

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC comunicou à Valia agora, no final da tarde, a aprovação preliminar, em meio eletrônico, da alteração regulamentar que autoriza o pagamento do abono extraordinário do Fundo de Distribuição de Superávit.

Daremos início imediato à coleta das assinaturas dos representantes das 11 empresas patrocinadoras do Plano de Benefício Definido (Vale + 10), necessárias à formação do processo em meio físico (papel).

Tão logo tais assinaturas estejam coletadas, o processo será protocolado na PREVIC para aprovação final e definitiva, bem como para a publicação do ato no Diário Oficial da União, quando passaremos a contar o prazo de até 30 dias para o pagamento.

A Valia continuará mantendo os participantes permanentemente informados sobre a evolução do assunto.

Blog do Ed disse...

Colegas
Há certos aspectos dessa dissonância entre a Resolução 26 e as normas júridicas diretivas da Previ, que me causam perplexidade e me induzem a determinadas conjecturas. Vejam este muito óbvio e, a meu ver, muito sugestivo para um advogado.
Os Estatutos em vigor da Previ são de 26/03/06, aprovados pelo Governo Lula, como diz o Art.88.
Pois bem,ele diz no art. 75 que "O patrimônio (não a parcela das contribuições dos funcionários)será aplicado integralmente com vistas à consecução de seus objetivos..." O Art.3 descreve os objetivos:"...assegurar aos seus participantes, beneficiários e assistidos os benefícios previstos nos respectivos regulamentos de cada plano..."
Resumindo, o BB e o Governo Lula, quando nos outorgaram o presente estatuto, pensavam exatamente como a Lei Complementar 109 e a Constituição Brasileira: o patrimônio da Previ é para benefícios, e só para benefícios. Nem sonhavam aquinhoar o BB com absolutamente coisa alguma.
Dois anos e meio depois, alguém no Governo se lembra de "dar um jeitinho" (é uma de minhas conjeturas)e, assim, agraciar o BB com metade do superavit. Cria a novidade da "reversão da contribuição do BB" através da Resolução 26, que se contrapõe ao Estatuto da Previ, à LC 109 e à Constituição.
E, esquisito!, nem mesmo se preocupou em alterar o artigo 75 do Estatuto da Previ!... Por quê?...

Paulo disse...

Russel,

Primeiro, o Edgardo. Depois, o Aristophanes. João Rossi, também.E, agora, você. E há ainda muitos outros que ainda não consegui catalogar em face da grande quantidade de bons comentaristas no blog que sigo (previplano1). Já estava retransmitindo seu comentário para ele, quando o encontrei ali também. É muita gente bem informada que temos em nossas fileiras. Não vamos perder esta batalha.. Sua mensagem é um petardo! Para mim, é um presente. Sempre tive uma vaga consciência daquelas coisas. Mas você traz a lume uma série de informações que completam o quadro e explicam tudo. Estamos sim na mesma trincheira. E isso me enche de orgulho também, por me descobrir ao lado de tanta gente mais preparada que eu. Somos os decanos de uma organização que primou pela competência, pelo respeito humano e pela honestidade profissional durante décadas. Nossa luta deve continuar orientada dentro desses valores, porque temos uma imagem já projetada na sociedade. Há quem se exceda na adjetivação pesada, mas isso traduz positivamente o nível da indignação reprimida que precisa ser externada, não só para mostrar nossa ira como até mesmo para o bem da saúde de nossos colegas. Inadvertidamente, o Banco vai perdendo seus melhores amigos. Devemos concentrar nossas forças agora na viabilização da ADIN e no crescimento da AAPREVI e do blog do Marcos. Este aqui também está se oferecendo para crescer, se for para ajudar. Meu problema é a falta de tempo, porque faço parte de muitos projetos. Estou cancelando uma boa quantidade de obrigações a cumprir, para integrar-me nesta nossa fascinante batalha. Não há como ficar de fora, enquanto assistimos nossos colegas trabalhando para ajudar não apenas a si próprios como a todos nós. Escreva sempre. Você tem o dom de manter o entusiasmo aceso.
Um abraço no coração.
Paulo Motta.

Anônimo disse...

Realmente.......fui ver o site da www.valia.com.br e fiquei com inveja.
Pq a Previ não informa melhor seus associados? Parece que estamos mendigando alguma coisa, sempre!

De outro lado tenho a dizer que, tendo votado e feito o possível para eleger Serra, agora, terminado o processo eleitoral não pretendo mais nada sobre isso. A eleição foi ganha por Dilma que é a nossa Presidente e deu prá bola.

De tanto ler o que vem publicado nos blogs e outros endereços tenho certeza que a solução para distribuição de superavit vai demorar bastante.É visível que o Banco não admite a hipótese de não participar dessa distribuição. Como ele "não morre" vamos batalhar que alguns dos nossos ainda estarão vivos e poderão se apropriar dessa quantia, mas nunca ele.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezado Aristophanes.

Seu excelente texto me faz lembrar outra historinha da Crestomatia dos meus tempos de escola em que havia, também, na Seleta da Infância: ”O prato de barro”. Conta a narração que certo cidadão recomenda a mulher comprar uns pratos de barro porque seus pais viriam compartilhar a moradia com eles, pois, já velhinhos, não podiam mais se sustentar na casa que ocupavam. Ao sair para o trabalho, algum tempo depois, o zeloso filho depara-se com o próprio filho amassando barro com água, no jardim da casa. Ao perguntar o que ele fazia, a pequena criança disse que estava fabricando pratos de barro para ele, seu pai, usar quando estivesse velhinho como o avô.
Que bom seria se os atuais jovens dirigentes do Banco do Brasil e da Previ lembrassem que um dia, talvez, também vão envelhecer e poderão ter o mesmo tratamento que hoje nos dispensam.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade

Paulo disse...

Marcos,

OK., comandante. Quero ser um soldado em seu exército. Gostaria apenas de sugerir e fazer pegar o nome de nossa guerra. Não se assuste com minhas expressões (guerra, comandante...). Não sou chegado ao militarismo. Só que temos de falar a língua dos poderosos, se necessitamos ser tão eficientes quanto eles. Poderemos fazê-lo, desde que jamais procedamos da mesma forma que estamos hoje criticando neles. Temos de ser vencedores desde nossos primeiros movimentos. Vencer é optar sempre pelo que há de bom em nós. Só poderemos agir com decência, dominando a ira e todos sentimentos extremos, porque somos hoje os cabeças brancas do Banco do Brasil e estamos em guerra contra toda forma de apropriação indébita de direitos, não apenas os nossos, mas contra qualquer agressão a toda forma de direito. Em termos de ética, temos de estar entre os primeiros representantes dessa grande virtude. Mas devemos compreender que a bola da vez está com os indignados, com os gritadores, os que já não aguentam mais. São eles que estão levando essa onda pra frente. Você capitaliza isso com naturalidade e eficiência.
Sobre a mensagem não publicada, é porque seus comentários contêm links de outros sites. Nessa situação, postagens seguidas são identificadas como SPAM e ficam aguardando aprovação. Seu último comentário já foi publicado. Meu sistema entrou em pane. Recuperei uma parte. Espero que já esteja transmitindo e recebendo normalmente.
Abração,
Paulo Motta.

Anônimo disse...

Li no site da Valia (www.valia.com.br), que iriam realizar em outubro de 20l0, uma pesquisa de satisfação dos seus associados com seu plano de aposentadoria. Agora pergunto: será que a nossa PREVI teria corágem para realizar tal pesquisa? DUVIDO!!!!

Paulo disse...

Carlos,

É natural que esse parto demorado da Ação de Inconstitucionalidade esteja castigando nossa paciência. No entanto,o Marcos Cordeiro (31/10,3:53)está cuidando disso e alguns comentaristas, João Rossi
(31/10, 16:33)e um anônimo (31/10,
18:44), vêm debatendo a questão. Parece que está demorando, porque os autores da Ação pretendem consolidar conhecimentos para que o documento seja bem elaborado, sem brechas, para os adversários.
A ADIN é nosso grande canhão, na GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS. Parece prudente azeitá-lo bem. O Marcos não brinca. Na hora certa, ele fulmina. Creio que é isso.

Um abraço,

Paulo Motta
blog: superavitsprevi.wordpress.com

Anônimo disse...

Posso estar enganado mas no site da AAFBB diz que os ativos totais da PREVI ao final de setembro de 2010 foram de R$ 146 bilhões. Destes, segundo a notícia, R$ 2 bilhões são do PREVI Futuro, logo R$ 144 bilhões são do plano 1.

Ao final de junho de 2010 os ativos do plano 1 eram de R$ 137,6 bilhões, ou seja: houve um acréscimo aos ativos de R$ 6,4 bilhões.

Não sei qual a consequência deste acréscimo ao superávi ao final de setembro - talvez possa empatar com o superávit ao final de 2009 que foi de R$ 17 bilhões, quem sabe.

Talvez seja por aí as notícias que possam ser divulgadas em outro blog. Mas em que isto alteraria o andamento ou não das negociações confesso que não sei.

Desnecessário dizer que possivelmente ao término da reavaliação de ativos, em curso pelo Morgan, poderemos ter um significativo do superávit até o final do ano (no último trimestre).
E aposto as minhas fichas na alteralção para cima do valor contabilizado pela PREVI referente as ações da Vale.

José Aloísio Santana disse...

Para quem está muito animado pela atitude da VALIA na distribuição do superávit devo dizer que, em primeiro lugar, a VALIA pertence a uma empresa privada, ou seja, a Vale. A VALE não é do Governo e assim não tem as garras do governo sobre seus superávits.
Em segundo lugar, o plano da VALIA que dá superávit é apenas um, o de Benefício Definido e somente beneficia cerca de 17 mil participantes, sendo que desses, 9.100 aposentados recebem menos de R$ 1 mil mensalmente de benefício. (Fonte: Jornal Valia)
Em terceiro lugar, tive o cuidado de olhar seu último balanço registra, na conta para revisão do Plano, o seguinte:
2.4.1.1.01 SUPERÁVIT TÉCNICO ACUMULADO 2.000.507.751,39
2.4.1.1.01.01 •• Reserva de Contingência 1.213.059.630,51
2.4.1.1.01.02 •• Reserva para Revisão do Plano 787.448.120,88

Enfim, a realidade da VALIA é bem diferente dos participantes e assistidos do Plano 1 da previ, daí a dificuldade de negociação.

Paulo disse...

Para anônimo de 1/11, 17:11:

Obrigado, amigo. Por favor acesse o blog superavitsprevi.word.press.com.
Nossa luta é encabeçada pelo Marcos Cordeiro.Sugeri-lhe batizá-la como a
GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS. Salvo melhor juízo de todos, a ADIN e a filiação em massa são nossas melhores decisões agora. É o que estou vendo. E como você disse que enxergo longe...

Um abraço no coração.

Anônimo disse...

Colegas,

IRONIA?!!!!!

A Vale reune para aprovar distribuição/Valia, de seu superavit, com outras dez patrocinadoras da Valia.
A Previ é sócia da Vale?
Será uma das Dez que aprovarão a distribuição?
Se afirmativo, e nós?

Anônimo disse...

Caros Colegas,

Atualmente, o BB administra a folha de pagamento, de mais de 100 Prefeituras e doze Estados, dentre eles, dez comandados pelo PT e os outros por políticos da base aliada.
Só para citar, a título de exemplo, num contrato de cinco anos, pela gestão da folha de pagamento da Prefeitura de São Paulo(202 mil servidores),contrato firmado em 15/01/10,
com Gilberto Kassab, o BB pagou R$ 726 milhões.
Já para administrar a folha de pagamento do Estado de Minas Gerais, com cerca de 540 mil servidores, o BB pagou R$1.23bilhão.
Na compra da Nossa Caixa, o desembolso foi de R$ 5.386 bilhão, sendo que a folha de pagamento dos funcionários do Estado de São Paulo, veio na esteira do negócio.
Computando-se os Estados do: Acre, Bahia, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso, Paraiba, Distrito Federal,etc, o BB deve ter gasto vários bilhões de reais, em compensação conseguiu agregar 5 milhões de servidores públicos a sua base de clientes.
Existe um guerra declarada dos bancos privados contra o BB, em torno de 11 ações tramitando, para coibir a exclusividade deste sobre os empréstimos compulsórios, sob argumento de que não existe mais concorrência. O BB tem feito suas defesas com sucesso.
Mas qual a relação de tudo isso com os aposentados? Muita. Porque há mais de meio século, a PREVI concentra no BB, o líquido dos nossos benefícios, cerca de R$400/500 milhões mês, além de robustas aplicações em ações, aplicações em Renda Fixa, tudo sem nenhuma remuneração.
Por outro lado, nas operações de CDC, Cheque-Ouro, seguros de veículos, seguros de vida, financiamentos de veículos, cartões de crédito, feitas diretamente com os aposentados, o banco ganha verdadeiras fortunas, além de contar com clientes de primeira grandeza.
Em contrapartida, a retribuição que ganhamos por essa fidelização, são as injustiças praticadas contra os nossos direitos, o roubo do patrimônio e o menosprezo em dar soluções as questões que nos afetam financeiramente, como é caso da distribuição da Reserva Especial.
Os nossos representantes, são míopes ou fazem vistas grossas. Qualquer um com curso elementar em rentabilidade e matemática financeira, já deveria ter levantado estes números com justeza, levando-os para as negociações, demonstrando sobejamente que os aposentados são altamente lucrativos para o banco e que merecem ser tratados com respeito e dignidade, exigindo, em consequência, agilidade na solução das negociações.
Nós esperamos que, pelo menos, um dos nossos representantes tome conhecimento do exposto nesta mensagem e, que leve os nossos argumentos para serem discutidos com mais seriedade, eliminando de vez as quedas-de-braço, o egoísmo e as vaidades. Queremos receber o que nos pertence,com a maior brevidade possível.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Reapararam que ninguém mais fala sobre a reunião do superávit?Nem A isa, nem Medeiros, nem a turma que não larga o osso.NINGUÉM, REPITO NINGUÉM DA SATISFAÇÃO ALGUMA SOBRE AS NEGOCIAÇÕES E EM QUE PÉ ANDAM SOBRE O SUPERÁVIT.Tudo é feito na surdina, e não duvido que o Valmir e o Sasseron estejam com um renda certa 2 para os amigos do rei!

Anônimo disse...

Colegas,

Vamos levar "bala" e vem de Trem/Rio/Campinas.
Tá feio!

Anônimo disse...

Marcos,

Na minha mensagem de 14:26, onde mencionei depósitos compulsórios, leia-se, depósitos consignados em folha.
Desculpe-me pelo engano.

João Rossi Neto.

Anônimo disse...

Como dizia um amigo carioca, esse tal de Dr. Medeiros tem muito é queixo. Tá no escuro igual a todos nós. Já se lambuzou no poder e vive dessa recordação. Pode deletar que é só papo furado...

Anônimo disse...

Colegas,

Referente à citação do colega João Rossi em comentário de 31/10 acima às 16:33 "...Lembro que o artigo 103 da Constituição Federal, estabelece uma hierarquia para propositura de uma ADIN...", é bom observar que aquela ordenação dos incisos, bem como os da Lei No 9.868, de 10/11/1999, que regulamenta a matéria (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9868.htm) não é uma hierarquia a ser seguida.
A propósito da propositura da ADIN pela AAPREVI, a jurisprudência diz que "...A Suprema Corte, além de procurar delimitar o raio de abrangência dessas associações de que trata o art.103, inciso XI, do Diploma Maior, tem exigido, através de seus pronunciamentos, que essas organizações tenham, em seus quadros, associados de pelo menos nove Estados da Federação, para que possam serem consideradas de âmbito nacional, numa analogia à Lei Orgânica dos Partidos Políticos..." (http://www.tex.pro.br/wwwroot/00/00_confederacao_sindical_entidade_classe_jurisprudencia_STF.php).
Tendo em conta a jurisprudência referente à referida Lei 9.868, que merece ser cuidadosamente analisada (http://www.stf.jus.br/portal/legislacaoAnotadaAdiAdcAdpf/verLegislacao.asp?lei=259) e a existência, atualmente, de inúmeras Associações nossas (se assim se pode dizer) com representatividades semelhantes (ou não, dependendo do ponto de vista, infelizmente), parece que seria melhor para nós que a propositura de uma ADIN fosse feita pela FAABB, e não pela AAPREVI, a fim de se evitar a negativa de provimento "de cara", por falta de legitimidade, e consequente atraso no processo.

Anônimo disse...

Colegas,


Se dependermos do VALMIR E SASSERON para termos um pouco de justiça na distribuição do superávit, estamos perdidos. Ambos são ambiciosos e não enxergam além dos seus umbigos. Tem pessoas que chegam a determinados cargos com a única motivação de se darem bem, este é o caso de ambos.

Anônimo disse...

A VALIA fez pesquisa de satisfação junto aos seus associados. Porque a PREVI não faz o mesmo? O site da VALIA é bem diferente do nosso. Ele é realmente direcionado para informações aos associados.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,
Muito apropriado o batismo de "GUERRA DOS CABEÇAS BRANCAS" ao nosso movimento, feito pelo colega Paulo Motta. Tenho a impressão que deve estar havendo uma perplexidade geral e muito grande do lado dos nossos "inimigos". Pensava-se, por tradição, que estavam tratando com um bando de velhinhos caducos, totalmente alheios e desinteressados das decisões referentes a nossa Previ. Que se contentariam com a distribuição de migalhas de um celeiro muito abarrotado. E aí, qual não foi a surpresa? Aparece, do outro lado, um exército de cabeças brancas, com muita disposição e competência para brigar, como confirmam as muitas mensagens interessantes da diretoria da AAPPREVI e de muitos outros colegas.
Tenho a impressão que eles vão ter que contratar uma consultoria especializada para lidar com esse problema, pois trata-se de uma situação totalmente inusitada para eles.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Colega anônimo das 17:56.

A AAPPREVI tem sócios de vinte e um Estados e do Distrito Federal. Somente não fomos honrados ainda com a filiação de Colegas dos Estados: AP, RR, RO, AC e SE.

Mariano Branquinho disse...

Alô Colegas, do AP, RR, RO, AC e SE,analisem os bons propositos da nossa AAPPREVI, e sejam sócios, ajudando-nos a levarmos adiante os almejados benefícios para aposentados e pensionistas.
Esperamos contar com suas adesões.
Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Marcos,

Não questiono, de forma alguma, a representatividade da nossa AAPREVI, mas sim a cabeça de quem vai julgar a procedência ou não da legitimidade ativa da propositura.
Acho que devemos ler e reler a Lei 9.868 "Legislação Anotada",em especial o inciso IX do Artigo 2º (http://www.stf.jus.br/portal/legislacaoAnotadaAdiAdcAdpf/verLegislacao.asp?lei=259), de forma a procurar nos enquadrar da melhor forma possível à jurisprudência e "azeitar" a Ação, a fim de se evitar surpresas que possam obstaculizar a nossa causa.

Anônimo disse...

Colegas, todo fundo de pensão possui empresa que faz pesquisa de satisfação com seus associados. Portanto, não é apenas a Valia. Pelo que pude observar, a Usiminas também tem. É só entrar na página do respectivo fundo e constatar.Cito esses dois como exemplo.Mas a Previ nunca fêz nenhuma pesquisa com seus assitidos.Anda na contramão da ética e transparência.
Isso demonstra o grau de prepotência dos diretores do Banco e Previ e também da complaçência daqueles que se dizem nos representar , os eleitos.
O assunto que mais nos interessa nos tempos atuais é o superávit.
Mas não se vê uma só linha sobre o tema. É um desrespeito total para com os que verdadeiramente o construiram.A nossa indignação e revolta é infinitamente procedente.Tem que ter NERVOS DE AÇO para poder suportar tamanha CANALHICE.E saúde também.

Anônimo disse...

Os colegas associados da PREVI, aposentados e da ativa, devem se incorporar nas discussões e na luta por nossos direitos ameaçados.
É claro que os impasses que ora ocorrem nas discussões do superávit são resultado da intervenção do Governo PT(Antes Lula e doravante Dilma), que planeja "por a mão" nos recursos de nosso fundo de pensão.

O governo PT planeja obrigar a PREVI a participar de empreendimentos governamentais duvidosos, técnicamente questionáveis, sem retorno garantido, como é o caso de usinas elétricas ambientalmente condenadas e de eficiência duvidosa.

Estamos órfãos: Nossos sindicatos são atrelados ao governo e não dão a mínima para o direito dos associados. Nosso fundo de pensão é "de fato" gerido inteiramente pelo Executivo Federal e não tem compromissos conosco, que contribuimos a vida toda.

Os Funcis do BB precisam se aprofundar no assunto, "abrir o olho" para que o que está ocorrendo. Não deixemos a PREVI ser dilapidada!

Moreira/DF