sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Fica, Rossi

Prezado Marcos,

Agradeço pela atenção que me dispensou durante o tempo em que trabalhamos juntos, foi uma parceria sadia e que rendeu frutos.
Como não tolero pessoas arrogantes e traiçoeiras, recuso-me a dividir espaço com o anônimo de 26/11, das 06:52.
Em consequência, solicito-lhe a gentileza de providenciar, ainda hoje, a minha desfiliação da AAPPREVI.
Vai ficar registrado nos anais da história dessa associação, que foi a filiação mais fugaz, porquanto já veio natimorta.
O meu nome mal chegou a ser ventilado, e lá estava o abutre oriundo das trevas, cravando, covardemente, as suas garras nas minhas costas.
Como dizia o Paulo Ricardo, no auge do RPM: Oh, que respeito! Que admiração! Os hipócritas acham nunca erram e não se arrependem das mazelas que praticam. De alguma forma também são psicopatas.
Admirador falso e dissimulado, eu prefiro conviver com os inimigos, porque eles são declarados.
Quanto ao blog, encerro aqui a minha participação, em caráter irrevogável.
Vou procurar outros ares mais puros, menos contaminados, onde não existam serpentes peçonhentas, que ferem o próximo gratuitamente, com o mero propósito de satisfazer os seus egos doentios.
Ao contrário de elogios que o boçal argumentou, pelas críticas que estou fazendo, a pessoas influentes, o que posso esperar é algum processo pela proa.
Será que por estar defendendo o seu direito de aposentado e vier a responder em juízo, por algum tipo de ação, ele viria em meu socorro? É claro que não, mas atirar pedras, por motivo torpe, pueril, isto ele fez e fará sempre.

João Rossi Neto

----------------------------------------------------------------------------------

Caro Colega Rossi,

Em razão do propósito de afastar-se da AAPPREVI e do Blog, declarado anteriormente, fiz-lhe um apelo particular, quase implorando, que não levasse adiante esse temível intento.

Lamentavelmente, pelo que se constata agora, não fui bem sucedido. Mas não lhe tiro a razão, pois igualmente por vezes tenho arroubos de largar tudo, fechar este Blog e retornar à minha vidinha de aposentado insignificante e desfrutar do resto dos meus dias, junto à minha mulher e meu filho, agora feitos escravos de um ideal por amor a mim. No dia 26/09/2009 teve início meu calvário com a exposição de minha vida particular à mira de alguns invejosos e insensíveis anônimos. Foi quando criei o Previ Plano 1 pensando em ajudar ao próximo. Abdiquei dos meus hobbies e pequenos prazeres que a simplicidade de uma existência amparada por ínfimos proventos me proporcionava, relegando tudo ao passado – eu era praticante de pesca submarina, esporte à vela que o título de Arrais me proporcionava, marcenaria, marchetaria, editor de palavras cruzadas, contista. Até meus livros encontram-se encaixotados desde a última mudança, pois também abandonei o hábito de ler bons e maus livros para entregar-me à manutenção do Blog, do CANAEL e da presidência da AAPPREVI. Mas, apesar de todo o prejuízo não mais me é dado o direito de abandonar qualquer desses bem sucedidos projetos. Eles já não me pertencem. Os doei ao público e com isto me entreguei junto.

A AAPPREVI é uma Entidade e não pode impedir seu afastamento, caro Colega – ela terá que aceitar seu pedido de exclusão. E todo o prejuízo que isto acarrete será creditado à interferência de um anônimo. Todavia, tudo me faz crer que esse pau mandado agiu a serviço dos poderosos que você combate e denuncia. Lamentavelmente você caiu na armadilha e submeteu-se ao jogo sujo tramado nas sombras dos porões das Casas de Exceções. Com relação a isto nada posso fazer.

Quanto ao Blog meu comportamento se torna diferente. Este espaço é particular, sem vínculo oficial com o que quer que seja. Nem mesmo a AAPPREVI tem ingerência. Foi fundado por mim e o mantenho às minhas expensas. Nunca aceitei colaboração financeira a nenhum título. Nem propaganda paga aqui é permitida. O único erro de que me penitencio é gerir este trabalho com espírito democrático, dando voz a todos, indiscriminadamente, pois, nem todos os freqüentadores entendem a diferença entre liberdade e libertinagem. Por isso, Colega João Rossi Neto, renovo o apelo, agora publicamente: não nos deixe. Não abandone o Blog, pois a persistir no propósito deixará meio mundo ao desamparo do seu saber e – em contrapartida – satisfará seus algozes. Na luta de Davi contra Golias no campo das palavras escritas você se deixa abater pela arma que empunha como ninguém, como Mestre que é. Mas, como num ato suicida, você abaixa a guarda e se deixa atingir por um texto canhestramente redigido, eivado de inveja e intenções espúrias.

Fique no Blog e, juntos, destruamos essa canalha que o vilipendia.

Afastar-se da AAPPREVI é um direito seu. Mas abandonar o Blog é uma decisão que você deve dividir com seu público. Através do Previ Plano 1 seus escritos correm o mundo, nas asas etéreas da internet, num clique no Google.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 26/10/2010.

45 comentários:

Anônimo disse...

Meus amigos, uma casa dividida interessa a quem? Aos inimigos! Vamos relevar gente, sejamos maduros... afinal, não temos mais vinte anos ...
Frances Britto

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Senhor Marcos,

Agradecemos sua manifestação e informamos que a sugestão foi registrada.

GUSTAVO ROCHA LISBOA
Gerência de Atendimento
PREVI

----------------------------------------------------------------------------------------------

Data: 25/11/2010 18:12:52
Assunto: Outros Assuntos - Reunião do Conselho em 26/11
Tipo: Sugestão

Mensagem:
Ao Conselho Deliberativo da PREVI.
(Sob prioridade urgente)

Prezados Senhores,

Fazendo referência ao acordo celebrado para distribuição do superávit, sob a ótica do Patrocinador, encarecemos a esse Conselho incluir na pauta determinante da sua reunião de amanhã, dia 26/11, a abrangência na incidência do ¿benefício temporário correspondente a 20% sobre o Complemento PREVI¿, estendendo essa prerrogativa à parcela registrada na verba ¿INSS¿.
Pedimos notar que as contribuições vertidas para o fundo são/eram destinadas à complementação da aposentadoria e o participante, nessa condição, não advoga separação de valores para compor o orçamento doméstico. Além do mais, quando dos reajustes da verba do INSS a PREVI atém-se à observância dos índices próprios, responsabilizando-se pela diferença havida, seja a maior ou a menor, contanto que o assistido subjugue-se, sempre, ao conceito de que é ela a responsável pelo pagamento do conjunto. Isto direciona ao entendimento de que o pagamento de benefícios aos assistidos assim enquadrados repousa, sempre, sobre as duas verbas: PREVI + INSS.

Atenciosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade
Presidente Administrativo da
AAPPREVI ¿ Associação dos Assistidos, Aposentados e Pensionistas do Plano de Benefícios N° 1, da PREVI.


Matrícula: 6808340
Nome: MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE
DDD-TEL: 41 Telefone:
E-mail: marcosmca@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Colegas,

Leiam comunicado no site PREVI, sobre o superavit!
Abraços

Anônimo disse...

Gostaria de oferecer uma sugestão aos usuários desse blog.

O caso é o seguinte:

Quando alguém emitir uma mensagem, anônimo ou não, para que passe a colocar quanto anos de aposentadoria.

Motivo: os que aposentaram há mais tempo estão menos informados do que aqueles que aposentaram recentemente.

Porque quando na ativa a gente tem mais acesso as informações e quando a gente aposenta parece que nos desligamos um pouco em relação ao banco e até mesmo a Previ, desconhecendo mudanças importantes que ocorrem e a prova disso são votações importantes que acontecem
(consulta ao corpo) e o comparecimento de aposentados é pífio.

Noto que muitos fazem questionamento que se colocassem o tempo de aposentadoria ficaria mais fácil para aqueles que detém mais conhecimento das matéiras questionadas.

Tenho 3 anos de aposentaria Previ e 63 anos de idade.

Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Prezado Rossi,

Nao nos abandone, por favor.Nossa necessidade é imensa. Tivemos renascida nossa esperança, com tua ajuda. Ignore esta besta. Fique. Ajude-nos. Muito Obrigado. Deus te pague.

mauro - divinopolis disse...

Caro Marcos,
Não vi arrogância, armadilha e nem jogo sujo nos cometários do anônimo que fez com que o colega Rossi ficasse melindrado.
A luta da AAPPREVI é para atender bem os seus associados, primando para desenvolver exemplarmente os compromissos assumidos. A luta é ferrenha.
Deixem as picuinhas de lado.

Julita disse...

Sr Rossi, não nos abandone! Temos somente voces para nos defender!Possuidor de uma inteligencia brilhante!!!

Que Deus o abençõe sempre!!
Julita Gaspar, Pensionista

Anônimo disse...

Meu caro ROSSI,

Perdoe-me a intimidade, mas aprendi a admirá-lo através de sua sabedoria e combatividade neste Blog. A mim não parece ser a melhor alternativa você se afastar do bom combate que foi sempre o que você fez com a maestria de quem conhece o assunto e as pessoas. Quem precisa sair são os vilões que você enumerou no seu desabafo e outros mais que iremos descobrir a partir da continuidade do empenho que nos espera e a exigir de cada um o melhor de si. Uma coisa é você se afastar e deixar muitos ao desalento outra coisa é conclamarmos aos colegas que façam o que nós já fizemos exclusão dos quadros de associados dessa famigerada ANABB e afastar de nosso convívio virtual o seu principal assecla o Valmir Camilo.

um abraço a todos

Anônimo disse...

Colegas,

Estamos apenas começando a luta por nossos direitos e melhorias em nossos beneficios. É hora de agregarmos forças e não dividir.

Peço a todos que mantenham a serenidade e continem apoiando esta iniciativa do colega Marcos e se possível associem-se a AAPPREVI, foi o que fiz já faz algum tempo.

Anônimo disse...

Sr. Rossi vim manifestar minhas condolências ao senhor.Peço que desconsidere o ataque infantil e grosseiro por parte desse anônimo esnobe e arrogante.Deixo aqui meu pedido para que fique, eu prefiro Jesus à Barrabás.

Paulo Segundo.Viçosa-MG

Anônimo disse...

Pois eu achei horrível o que o tal "anônimo" colocou sobre o Sr. Rossi. Tão mesquinho, tão torpe. Quando li, fiquei paralizada e pensei: "Deus, como podem escrever isto". Estamos em um momento tão difícil, a tres anos esperando que nossos beneficios sejam melhorados, o banco nos enroloando, a previ indiferente, e algumas pessoas saem totalmente do foco, para com seus escritos magoar alguem gratuitamente. ACREDITO ser gente preparada para destabilizar o Blog. Tenhamos cuidado!
Em tempo:Desde sempre desejava um espaço como este, onde pudéssemos nos juntar, receber informações e conhecimentos, o que está acontecendo, pois quando na ativa agíamos exatamento como muitos colegas que dizem não ter tempo para ficar lendo sobre a Previ e que este assunto é só para quando se aposenar.Junto com o espaço recebemos pessoas como o Rossi, Marcos, Isa, Edgardo, Jorge e outros brilhantes, ricos em conhecimentos e garra para lutar por todos. Que seria de nós sem este espaço? Por isso faço minhas as palavras do Sr. Marcos e peço ao Sr João Rossi: FIQUE. O blog não será + o mesmo sem seus textos, sem sua luta que nos enche de esperanças.
Socorro Sousa(msasousa) aposent. em 08/2000(23 anos de Previ).

Anônimo disse...

Quem tá chuva é pra se molhar. Tem outros que recebem críticas muito piores e nem por isso se furtam a blogar... Deixem de frescura gente.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Marcos, por favor, registre este mail no PREVIPLANO 1 e evite que muita gente vote enganada! Ao Anônimo de 03,43 e contraponto à nota pretensamente esclarecedora publicada no site da FAABB Eis o tópico do regulamento atual da Previ, com vigência a partir de 19/12/2007, que trata do Complemento por tempo de contribuição e do Benefício Mínimo: art. 39 - O Complemento de Aposentadoria por Tempo de Contribuição consistirá, na data de seu início, a uma mensalidade proporcional ao tempo de filiação da Previ, apurada pela aplicação da seguinte fórmula: CA= SRB.t-PR ------------ 360 em que CA: complemento de aposentadoria SRB: Salário Real de Benefício t: tempo de filiaçao à PREVI, em meses completos, limitados a 360 PR: Parcela Previ de referência relativa ao participante Parágrafo Único - O complemento de aposentadoria por tempo de contribuição não poderá ser inferior, na data de seu início, a 40% do SRB e nem a 40% da PP(parcela Previ), observada a proporcionalidade prevista no caput deste artigo.'' Veja que a proposta poderia ter sido formulada com o percentual de 70% incidindo sobre o SRB do participante, que é sempre maior - no mínimo, em torno de 30% - do que a parcela PREVI e então sim haveria ganho. Mas, 70% da Parcela Previ significa a mesma coisa que 40% do SRB (ambos proporcionais ao tempo de contribuição). E 40% por cento do SRB proporcional ao tempo de contribuição é o que ganha o funcionário aposentado, que após os cálculos da tabela acima, não chega a mais de 40% do SRB. Isto é, mudaram alguma coisa prá não mudar nada e justificar a vontade que nossos representantes tinham de aprovar o que já estava aprovado, mas precisavam de uma justificativa, mesmo pífia como essa. Jairo Finger

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Isa musa de Noronha deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Desabafo - de João Rossi Neto":

Prezado João Rossi,
O colega decidiu sair do blog, pois se sente agredido pelas críticas de anônimos e outros. Gostaria de lhe dizer algo que vivo e sinto: Somos criticados quando tomamos posições. Quem se oculta em “anônimo”, quem não luta, ou prefere ficar à margem, jamais será criticado e nem lembrado. Quem não está disposto a suportar críticas nem participa de associações ou grupos de discussão. Sempre digo que a vida nem sempre é justa. Sempre digo que a Lei não está ai para fazer Justiça, mas para ser cumprida, daí que muitas vezes nos rebelamos contra a Lei, contra os Tribunais. Quanto aos anônimos que se escondem para ferir esses não contam. Quem não tem telhado de vidro não se esconde sob a capa do anonimato.
Não desista.

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

Meu Deus... que coisa mais confusa, Jairo Finger.... Previ e Banco sempre procuram explicar as coisas da maneira mais complicada possível, no intuito de confundir mesmo pra q nunca se tenha certeza absoluta dos valores q teremos a receber. Tem como traduzir isso tudo de maneira mais simples? Aqueles cálculos q pareciam simples no q diz respeito ao Benefício Mínimo devem ser descartados?

Anônimo disse...

Prezado Presidente da AAPPREVI.

Houve mais um despacho no processo Cesta Alimentação primeiro lote.

Há alguma novidade?


Tipo do Movimento: Publicado Despacho
Data da publicação: 25/11/2010
Folhas do DJERJ.: 158/166

Anônimo disse...

Caso Rossi:

Há algo de estranho no ar.

Por defender com garra os aposentados o Marcos já disse que até ameaças recebeu entre outras coisas.

O Rossi foi ao cerne da questão diretamente com aqueles que detém o poder.

Se o caso fosse diferente.

Se todos nós tivéssemos assinados aquelas mensagens que foram enviadas a aqueles que detém o poder as coisas poderiam ser agora totalmente diferente.

Quem luta sozinho, mesmo coberto de razões, fica muito vunerável.

Devemos nos unir e nos manifestar em conjunto.

Unidos seremos fortes e destemidos.

*aposentado em 2007*

Anônimo disse...

Quando passarem algo a respeito de consulta judicial, por favor, passe o numero do processo.

Anônimo disse...

Por que so falam que receberemos
12 X os 20%?E o (13)decimo terceiro?

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

O valor de minha contribuição pra Cassi corresponde a 3% dos benefícios INSS + PREVI. Ou seja, sobre a verba B823 (Base Cassi). Teria então q receber o benefício temporário correspondente a 20% da Base Cassi. Na minha opinião seria o mais justo e lógico, já q a contribuição paga a Cassi é sobre os dois benefícios. Se não for assim, q entremos na Justiça então pra q paguemos à Cassi apenas os 3% sobre o benefício Previ.

Sigismundo Borges disse...

Prezado colega João Rossi,

Junto-me ao já expressivo número de colegas, que estão conclamando, solidarizando com você pelo ocorrido.
Sinceramente, espero que você reconsidere sua intençao, e permaneça na AAPPREVI e, principalmente no nosso BLOG. Suas postagens tem sido oportunas e muito útil aos aposentados e pensionistas, principalmente quando as mesmas objetivam denunciar as injustiças, os desmandos e falcatruas que estão sendo praticadas pelo BB/PREVI/PREVIC.
Quanto ao "anônimo asneirento", NÃO PODEMOS AFASTAR, INCLUSIVE, A HIPÓTESE DO MESMO ESTAR AGINDO DESTA MANEIRA INTENCIONALMENTE. PODEM ESTAR QUERENDO, JUSTAMENTE, ESSA SUA REAÇÃO DE NÃO MAIS DENUNCIAR!
Portanto, valos lá, bola prá frente, NÃO DESISTA!!!

Anônimo disse...

Sr. Rossi,

Por favor, não abandone nosso barco, pois estamos fracos e ficaremos à deriva. Enquanto o Marcos cuida das velas, verifica o rumo e providencia os suprimentos, voce pode nos indicar onde o as tempestades se manifestam, onde a ondas são mais fortes e onde o mar está mais revolto. Voce poderá ajudar a nos levar a um porto seguro.
Não dê crédito a um anônimo invejoso que procura só tumultuar.
Contamos com sua presença agora e sempre.

Obrigado por tudo Sr. Rossi

Paulo disse...

Salves João Rossi,

Negativo. Não, não e não! Você já é patrimônio do Blog e da AAPREVI. Não pode mais sair. Tenha calma, por favor. É bem provável que quem o agrediu esteja a mando de nossos opressores. Você é muito inteligente e lúcido. Mas a tensão que está vivendo tem feito seu emocional vir à tona. Um homem com sua capacidade e sua grandeza moral não pode ser apenas razão. Diante de tanta injustiça, às vezes a emoção prevalece. O Marcos é muito bom, mas precisa de você, todos precisamos. Somos uma equipe. Estamos juntos nessa batalha. Dê um tempo em sua decisão. Se você sai, o cara ganha.
Vença essa, meu amigo. Estamos todos com você. Também estou saindo da ANABB e escrevendo aos dirigentes do Banco. Todos deveríamos escrever. Todos precisamos deixar a ANAAB e nos associarmos à AAPREVI.

PAULO MOTTA
blog superavitsprevi.wordpress.com

Ari disse...

Amigo João Rossi Neto,

Sei que o Marcos e outros tantos bloqueiros já lhe fizeram apelos para permanecer conosco. Todos nós diretores da AAPPREVI já estivemos sob ataques desleais. Inclusive em nossa reunião de fundação da Associação. O Gilvan Rebouças, nosso tesoureiro, sempre nos diz: "Se somos atacados é porque estamos incomodando os poderosos. Então estamos no caminho certo."
E você João, pela sua coragem, sua sabedoria vernacular, disse, neste pequeno espaço de tempo que aqui participou, as palavras certas para as pessoas certas e nas horas certas. Outro dia o Marcos lembrou Gonçalves Dias: "A vida é combate que os fracos abate; mas os bravos e fortes só faz exaltar."
Você é bravo, João. João, você é forte. Não nos deixe agora que mais precisamos de você. Saint Exupery no seu livro "O pequeno príncipe" escreve: "És eternamente responsável por aquilo que cativas."

Obrigado.

Ari Zanella - Vice-Presidente Aapprevi

Anônimo disse...

Voces podem não gostar dela mas Dona Isa tem comportamentos dignos e exemplares. O apoio ao colega Rossi mostra seu carater digno e justo. Eu a respeito mesmo sem concordar com ela as vezes.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Paulo Beno e Leda Goellner deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Desabafo - de João Rossi Neto":

Colega e Companheiro João Rossi Neto,

Tal agressão que sofremos ao ler tamanha besteira a ti dirigida não é motivo para voce nos abandonar.

Precisamos de voce, pois nossa luta apenas começou, com o início do uso do dinheiro do nosso superavit.
Seguiremos na luta em 2011 pelo fim de voto de minerva; pela melhoria dos beneficios das pensionistas, pela devolução das contribuições além da 360ª; pela cessação das contribuições aos 30 anos contribuindo (até a 360), e muitas outras lutas que virão !

Em 2012 queremos impor a nossa chapa nas eleições PREVI e assim por diante, seguiremos na luta !

Então ? siga remando a nosso barco que a felicidade nos espera ! O nosso futuro chegou ! façamos bom proveito dele !
Paulo e Leda, aposentados em 1996 e 1998 - Carazinho (RS)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Desabafo - de João Rossi Neto":

João Rossi, não dê aos nossos adversários, o que eles querem.
Saindo da AAPPrevi, eles vão achar bom, porque será um corajoso a desfalcar o nosso Combativo Grupo, liderado pelo grande guerreiro Marcos.Precisamos de soldados como voçê, na frente da batalha. Só assim chegaremos lá. Estamos apenas no começo. Precisamos agregar forças.
Em consideração ao Marcos, não saia.

rosalina_de_souza disse...

Prezado João Rossi Neto.

"Há quem goste dos olhos e os que gostam da remela!", diz a "sabedoria popular". Há os que, salvaguardando as devidas proporções, assemelham-se a urubus enquanto outros se comportam como colibris. No que tange ao perdão - ao ato de perdoar ou não - cabe ainda a comparação com rosas e espinhos.

Quem opta por não perdoar é um colecionador de espinhos, fã da remela, consumidor de alimentos com data de validade vencida. Pois são estas as sensações, os valores, os perigos e as perturbações que a ira, o desejo de vingança e a raiz de amargura fazem germinar e frutificar em quem opta pelo não perdão. Tais padrões limitantes de pensamentos, sentimentos e atos ferem quem os abraça, produzem cegueira e roubam da vida o encantamento. Abrem as portas para perturbações psicossomáticas, sobrecarregam e comprometem o bom funcionamento da mente e do coração, do corpo e da alma e azedam os relacionamentos.

Manter estes sentimentos menores, mesmo que os tais nos acenem com aparentes "ganhos secundários" é optar pela remela em detrimento dos olhos, pelos espinhos em lugar das rosas, pelo padrão alimentar do urubu ou invés do atraente, aromático, suculento e adocicado cardápio do beija-flor. Sem dúvida, não são as melhores opções, temos a liberdade e o dever de fazer escolhas melhores.

Não há motivos para nós abandonar, vamos juntos trilhar vitórias a essa classe de pessoas sofridas, me incluo no pacote, aprendi muito com as suas lições de “MESTRE”.
Contamos com você para esta batalha, vamos juntos construir o sonho de todos aqui do Blog previplano1 e os associados da AAPPREVI, vamos ajudar a construir o novo modelo de gestão na SEGURIDADE DA PREVI em 2012?

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

E uma das fundadoras da “AAPPREVI” com muito orgulho e satisfação

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Atenção para o ítem 3.


Banco Do Brasil (bbas - Nm) - Fato Relevante
Data: 25/11/2010 @ 11:15
Fonte: Notícias da Bovespa
<< Back

BANCO DO BRASIL (BBAS - NM) - FATO RELEVANTE (25/11) BANCO DO BRASIL (BBAS - NM) - Fato relevante DRI: Ivan de Souza Monteiro

Enviou o seguinte fato relevante:

Em conformidade com o 4, do artigo 157, da Lei n. 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e com a Instrucao CVM n. 358, de 03 de janeiro de 2002, o Banco do Brasil S.A. comunica que:

1. Assinou, em 24 de novembro de 2010, Memorando de Entendimentos com as entidades representativas de funcionarios e aposentados, visando a destinacao e utilizacao de parte do superavit do Plano de Beneficio Definido (Plano 1) da Caixa de Previdencia dos Funcionarios do Banco do Brasil - Previ, conforme determina a legislacao vigente.

2. A efetivacao dos termos do referido Memorando depende ainda de aprovacao das instancias administrativas da Previ (Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo) e dos orgaos reguladores e fiscalizadores.

3. Se aprovados, os termos do referido Memorando nao trarao impacto ao resultado do Banco do Brasil.

4. Fatos adicionais, julgados relevantes, serao prontamente divulgados ao mercado.

Brasilia (DF), 25 de novembro de 2010.

Lázara Rabelo disse...

Caro João Rossi Neto,

Gostaria de me juntar aos que imploram por sua permanência na AAPPREVI e no Blog. Precisamos muito de sua colaboração. Nosso movimento surgiu para defender a RALÉ,(conforme falaram ao Dr. Medeiros).Me orgulho de estar de alguma forma ajudando e fortalecendo o grupo Aposentdos/pensionista da Previ. Suas intervenções foram brilhantes e certeiras. Como esta "turma do lado de lá", está acostumada a pisar o tempo todo nos velhinhos(as) de cabeças brancas, nunca contrariados por nossos falsos representantes paspalhos, devem estar com você entalado na garganta.
Então pergunto: Rossi, você ou sua família,recebeu algum tipo de ameaça? Por favor, se a razão da sua saída for algo maior, abra o jogo. Faremos o que for possível para lhe ajudar. Alguem lembrou do caso "Celso Daniel". Estamos vivendo dias diferentes. Você pode contar comigo.

Lázara Rabelo
Aposentada desde 1996.
Goiânia (GO)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro amigo Marcos,

É lamentável a saída do Rossi. Suponho, entretanto, que o real motivo de sua estranha decisão não tem origem nos comentários do anônimo. O colega Rossi tem experiência , maturidade e inteligência suficientes para lidar com situações da espécie e sendo assim não me pareceu coerente sua atitude de desligar-se da AAPPREVI. Quanto ao blog, é algo absolutamente democrático . A participação é voluntária por isso não há a necessidade de se dizer/avisar que vai entrar ou que vai sair. Prefiro acreditar que a decisão do Rossi passa por alguma conseqüência que foi gerada para si ou para sua família, após seus brilhantes e contundentes comentários e correspondências envolvendo “poderosos” .

Percebe-se claramente em seu último comentário postado , a pressa e a ênfase dada à expressão “decisão irrevogável”. Chego a acreditar que o Rossi possa estar sendo vítima de alguma espécie de chantagem para faze-lo calar-se.

Grande Abraço amigo

Cavalcante

Anônimo disse...

Colegas,
Analisando, friamente, o item 3, do Fato Relevante do BB à Bovespa, chega-se à conclusão de que, de fato, o valor que é destinado aos participantes ( 50%) não causará nenhum impacto aos seus resultados, pois o seu quinhão, presenteado pela Resolução 26, foi devidamente, defendido e apartado.
Está implicito que seus ganhos atuariais nada sofrerão com aquela providencia, que suas contabilizações não serão impactadas. Entretanto, todos nõs sabemos que estas contabilizações são surreais e ultrapassam seus contestaveis direitos. Tanto que os ganhos atuariais liquidos registrados no 3º trimestre ultrapassam a casa dos R$ 15 bilhões. Seria necessário, hoje, que a Reserva Especial estivesse na casa dos R$ 30 bilhões.

Anônimo disse...

Marcos Cordeiro e demais colegas,

No meu entender o colega João Rossi Neto foi corajoso demais e deve estar enfrentando algum processo por parte do bando que está a frente desta maracutaia, que é a Resolução 26.

Vamos aguardar mais um pouco e ficaremos sabendo o real motivo de seu afastamento.

Anônimo disse...

Noticias da ANAPAR

Previ tem superávit pelo 3º ano consecutivo

O Banco do Brasil assinou, quarta-feira, memorando de Entendimentos com as entidades representativas de funcionários e aposentados, visando à destinação e uso de parte do superávit do Plano de Benefício Definido (Plano 1), da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco, a Previ.

A legislação vigente determina que se um fundo apresentar superávit por três anos consecutivos e acumular mais de 25% da reserva matemática para formação de uma reserva de contigência, o valor excedente deverá ser distribuído entre os participantes.

A Previ é um fundo co-patrocinado - ou seja, é mantido por BB e pelos funcionários -, os eventuais prejuízos ou ganhos devem ser divididos também de forma paritária.

Esse memorando, assinado pelo BB e pelas entidades representativas de funcionários e aposentados, faz com que a Previ reconheça formalmente essa condição e a destinação do excedente aos participantes. Os termos ainda não foram aprovados pelas instâncias administrativas da Previ e quando se definir mais informações, o mercado será informado.

Me assusta o fato de que a noticia diz que:"A Previ é um fundo co-patrocinado - ou seja, é mantido por BB e pelos funcionários -, os eventuais prejuízos ou ganhos devem ser divididos também de forma paritária. Diz tambem que a Previ reconhece que a distribuição seja paritária: 50% para o Patrocinador e 50% para os participantes ?
Será possivel?
Quando iremos partir para a Suprema Corte decidir se essa Resolução é valida ou não?

Antonio Matos disse...

Dr. Marcos

Porque o Ministro do Planejamento Paulo Bernardo e o Secretário Executivo do Ministério da Fazenda não assinaram o tal acordo para alteração no regulamento do Plano 1 marcado para o início de janeiro de 2011? Observe que falta a assinatura dos dois no documento acima referido divulgado e mostrado em diversos sites das entidades que fazem parte do contexto. UM abraço.

Antonio Matos
Riacção do Jacuípe (BA)

Blog do Ed disse...

Ainda não entendi nada desse acordo. O acordo trata de que exercícios? Qual o valor que coube ao BB? Qual o valor que está sendo repartido entre os participantes, assistidos e pensionistas? O que é que significa tanto nome estranho? O que é que significa tanto escaninho contábil para receber dinheiro? E, por fim, está tudo legal? Houve essa preocupação? Há outras perguntas, mas já envolvem estratégias de negociação e, como eu não gosto de negociar, gosto é de clareza, objetividade e esclarecimento... então não as faço.

Rogério Luiz Carvalho disse...

Coléga João Rossi,

Existem colégas que no meu modo de
pensar só pensam em desagregar, tumultuar por onde passam, acho até
que como disse o Marcos são pessoas
que estão a mando dos poderosos, -
que querem o enfraquecimento do nos
so blog e da nossa Aapprevi. gosta-
ria de te pedir humildemente que repensasses a atitude tomada, pois eu e todos colégas aposentados precisamos da tua pessoa em nosso
meio, com seus brilhantes textos,
que já estamos acostumados a ler.

Coléga João Rossi, o blog Previpla
no1 e nossa Aapprevi precisa muito
da sua participação, para seguirmos
em frente, na busca dos nossos obje
tivos. Abraços, Rogério Luiz Carvalho.

Anônimo disse...

Cavalcante,


Será que nessa decisão "irrevogável" do colega Rossi não existe cooptação por parte do BB? Aguardemos então o desenrolar dos fatos.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Colega Antoni Matos.

Esta pergunta deve ser respondida por quem esteve na reunião. Por isso estou redirecionando a questão à FAABB que constatou a presença dos "home".

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O Colega Rogério Luiz Carvalho é membro da Diretoria da AAPPREVI.

Anônimo disse...

Pessoal, Paulo Bernardo não será mais o Ministro do Palnejamento! Naõ fará parte da turma da Guerrilheira!!!

Anônimo disse...

Ei colega Rossi? Dona Isa tem sido esculhambada mas não desiste de lutar. Siga o exemplo dela e não se deixe abater.

Anônimo disse...

Dr Marcos,
Sugiro uma enquete:
Vota sim ao acordo?
Vota não ao acordo?
Já antecipo meu voto: SIM Melhor 20% na mão do que esperar a Justiça, os tribunais,etc.

Anônimo disse...

João Rossi: Vanitas, vanitatum et omnia vanitas.

Anônimo disse...

Ei,

Não existe cooptação do Sr. Rossi, pessoa ilibada.
O que pode ter havido = Ameaças de todo o tipo, pelos do lado de lá.
Abraços