terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Nem oito, nem oitenta

Caros Colegas.

Nem euforia, nem decepção. Apenas a expectativa dos resultados. Nossa Diretora Jane Torres de Melo esteve presente à quase concentração em frente à Previ, juntamente com outros colegas totalizando cerca de trinta pessoas. E nos fez um relato sucinto do que ocorreu lá dentro, coincidente com o do Colega Raul Avellar, que segue abaixo:

Presidente Marcos,

O DIQUE FOI ROMPIDO!

Estou chegando da manifestação que foi promovida pelo Dr, Medeiros e ao contrário do que os fariseus estão dizendo foi um grande sucesso.

Eram, às 12:30 hs, cerca de 30 pessoas e quando começamos a abrir os cartazes incontinente o Relações Públicas da Previ nos convidou a subir para uma sala refrigerada do 3°.andar, abrindo mão, inclusive, da identificação nos torniquetes.

Éramos 23 aposentados e pensionistas e durante 2 hs e 15 minutos foi possível debater com o Chefe do Gabinete da Presidência e 2 assessores todos os assuntos que estamos discutindo há meses. Desculparam-se de tudo o que foi jeito pelo atraso do crédito, alegando que estão nas mãos da Previc e que no mesmo dia que chegar da Previc soltam o dinheiro.

O Dr. Medeiros foi sempre elegante em suas colocações, mas alguns colegas foram bastante incisivos nas
suas críticas, exigindo daqui para a frente mais transparência por parte da Previ, inclusive que constasse do blog amanhã o nosso protesto, quando o representante da Previ sugeriu que os nomes dos presentes constasse no site.

O Dr. Medeiros foi depois entrevistado por repórter da Radio MEC AM e saímos todos satisfeitos do encontro,
com a convicção de que um dique foi derrubado e que a empáfia da Direção da Previ já era!

Raul Avellar - 18:22 hs

Observações do Blog: No site do Juarez Barbosa (http://www.previpb1emfoco.blogspot.com) há riqueza de detalhes da Manifestação, contando com fotos dos particiantes em vários momentos registrados.

23 comentários:

fernando disse...

e a previ ja se se manifestou em seu site. leiam. de alguma coisa valeu.parabens aos exercito de 30 gurreiros que foram dar sua contribuição. Exercito espartano ou Previano?

Rubem Tiné disse...

Grande vitória. Primeiro passo. Aposentados saiem do comodismo. Esta manisfestação foi histórica, depois de décadas de comodismo, os aposentados enfim reagiram. É só o começo, foi a senha para outros movimentos ganharem vulto, inclusive a AAPPREVI, que a cada dia cresce. Agora chegou a vez de manisfestação em Brasília, sede do "dono" da Previ o BB. Esperamos que os colegas da capital federal e do seu entorno, copiem o Dr. Medeiros e façam seu panelaço em frente a direção geral. Vamos levar "flores" para o Flores. Nossos agradecimentos aos bravos 23 pioneiros. Que seus exemplos frutifiquem.

Anônimo disse...

Colegas, o blog da "Cecília Volta e Meia Desaparece" tem notícias pessimistas, tristes, desanimadoras. Vou dormir hoje com a sensação de que fomos traidos. Adeus Superávit.

sergioinocencio disse...

Marcos e colegas grevistas,

desta vez a Previ foi rápida, antes que as faixas e cartazes gerassem algum constrangimento ,recolheram os velhinhos, cafezinho, ar refrigerado e cadeiras estofadas.
uma parte se cumpriu, de uma próxima vez, melhor articulados e não dispostos a conversar e sim a protestar, acho que a coisa atinge melhor nossos objetivos.
VALEU
mostraram os que la foram que nós existimnos, pensamos e agora
ENFIM CONSEGUIMOS AGIR
se cuida Previ.

Anônimo disse...

Gente retirei isso de um blog:

Questões que foram enfatizadas durante a manifestação:

1. Exigimos que os canais de comunicação da Previ com seus participantes sejam mais atuantes e transparentes;
- Os representates da Previ disseram que procuram manter-nos informados o tempo todo. Se existe demora na divulgação de notícias novas é porque elas inexistem. E eles não podem especular a respeito da tramitação do processo.

2. Que as alterações promovidas no Ministério da Fazenda nos sejam disponibilizadas com a maior brevidade possível;
- Questão registrada em ata da reunião que será levada à administração superior da Previ.

3. Cobramos a definição da data do crédito inicial dos benefícios temporários;
- Disseram que não nos poderiam fornecer esta previsão, pois depende ainda da Previc.

4. Destacamos veementemente nossa indignação com o tratamento a nós dispensado nestes últimos tempos, quer seja pela falta de informações, pela falsa alimentação de esperanças quanto ao rápido crédito de tais benefícios;
- Disseram que não houve nenhuma promessa de crédito rápido dos benefícios temporários. Que sempre afirmaram que só depois de aprovadas as mudanças no Regulamento pelos órgãos competentes, é que o crédito seria efetivado.

5. Indagamos se o Banco já teria levado a sua parte da divisão do superávit;
- Responderam que os recursos já se encontram apropriados nas duas contas específicas criadas para a distribuição e eles estão intactos, isto é, ninguém mexeu neles.

6. O porque da demora da Previc na homologação final do acordo.
- Disseram que no entendimento deles não existe demora. A Previc tem até 30 dias regimentais para concluir a apreciação do acordo. Além disso soubemos que com ela também estão 2 processos sendo apreciados que deram entrada antes do nosso.

Eles afirmaram desconhecer que o Banco do Brasil estaria travando a conclusão dos trabalhos da Previc.

Afirmaram também que estão tão interessados quanto nós na conclusão deste processo, uma vez que são também beneficiários do acordo.

E que as tramitações do processo, no âmbito da Previ, sempre foram muito rápidas. E que nos demais órgãos, a única coisa que poderiam fazer eles estão fazendo, isto é, mantendo contato permanente com eles e se colocando à disposição para esclarecimento de quaisquer dúvidas surgidas na análise das questões.

São essas as questões, em síntese, abordadas em nossa manifestação.





Postado por Juarez Barbosa às 10:39

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Extraído do Site PREVI (08/02).

Implementação de propostas está em última instância de aprovação


Em atenção ao grande número de consultas recebidas por diversos meios a respeito da incorporação dos benefícios especiais do Plano de Benefícios 1, a PREVI informa que tem trabalhado continuamente e acompanhado o trâmite na Previc, que encontra-se dentro do prazo previsto para a apreciação da matéria.

No que se refere às competências da PREVI, o processo de utilização deste Superávit teve prazo recorde quando comparado aos processos de 2006 e 2007. Desde a assinatura do Memorando de Entendimentos, em 24/11/2010, a PREVI deu prioridade para o trânsito de aprovação dentro da Casa. A aprovação pelos órgãos competentes é uma exigência legal, inclusive com prazos determinados.

O conteúdo do memorando, bem como a cronologia da tramitação e as notícias do processo de aprovação do regulamento para a distribuição do Superávit estão disponíveis aqui no site.

Leopoldina Maria Corrêa Freitas disse...

Está passando da hora da PREVI ficar sabendo que estamos dispostos a ficar passivos diante de tanto desrespeito e injustiça.

Muito obrigada por ser tão bem representada.

Leopoldina Corrêa

Anônimo disse...

Enquanto isso um inimigo dos aposentados e dos funcis da ativa dorme sosegadamente em cima do produto de sua pilhagem. É um dinossauro da anabb. o nome dele não falo de jeito nenhum!!! Pensem: se eu sair da anabb vou ser mais feliz? E os outros eleitos? vamos cobrar fidelidade ao mandato autorgado pelos aposentados e ativo.

Heraldo - Campina Grande (PB) disse...

Parabéns aos guerreiros que estiveram na porta da PREVI. Acredito que foi a primeira vez que aposentados se reunem para reivindicar direitos. É só o primeiro passo de muitos que virão. Ao meu ver foi um sucesso total. Saimos do comodismo e fomos à luta. Mais uma vez parabéns aos que lá compareceram.

Ariosto disse...

Parabéns aos corajosos(as).
Será que não foi um erro estatégico??
Não deveríamos forçar esse movimento junto à PREVIC (caixa preta, de quêm?!).

Anônimo disse...

Meus parabéns aos colegas que compareceram na sede da Previ.

Alguns colegas se declararam decepcionados com o número de manifestante que compareceram a esse evento.

O que me preocupa e que deveriam estar preocupando-os também é ainda a falta de penetração da AAPPREVI no Rio de Janeiro, pois, no universo de milhares de aposentados, pouco mais de duas dezenas de colega tomaram conhecimento e ali marcaram presença.

Foi uma excelente oportunidade de nos mostrar que precisamos desenvolver uma estrategia de divulgação da AAPPREVI.

Não demonstrem somente a decepção, mas, por favor, apontem soluções para divulgação da nossa associação.

Garanto que a diretoria da associação esta aberto as sugestões para desenvolver um processo para contatar o maior número de colegas que não nos conhecem. Não é fácil mas também não é impossível.

Boa sorte a todos.

José Roberto Eiras Henriques disse...

Quero parabenizar o Medeiros, juntamente com os demais colegas, por nos representar dignamente.

Apesar da Previ ter agido rápido acolhendo os Cabeças Brancas em sua sede a fim de evitar maiores constrangimentos, só o fato desses guerreiros deixarem o conforto de seus lares para buscar esclarecimentos e questionar os representantes da Previ, foi uma grande vitória.

Esses colegas mostraram que, apesar da idade e de nossas limitações, ainda temos disposição para lutar pela preservação de nosso patrimonio.

A Previ e seus dirigentes sentiram a nossa força e, principalmente, a nossa união e disposição para a luta em defesa de nossos interesses.

Os Cabeças Brancas mostraram que Não Tá Morto Quem Peleia!

Muito obrigado colegas !!!

rosalina_de_souza disse...

Parabéns a todos que de uma forma ou outra estiveram nesta batalha.

Aos que ligaram na Previ,aos que foram no movimento,enfim todos que buscaram ajudar.

Esse é mais um modelo a ser seguido,prova que sem a devida mobilização vamos continuar sendo apenas os participantes da Previ que recebe Complemento e não seus verdadeiros Donos.

Atenciosamente

Rosalina de Souza

Pensionista

Rosalina Luquini disse...

Parabéns a todos os colegas que compareceram à manifestação na sede da Previ.
Time de guerreiros!!!
Agora "Eles" já sabem que não estamos mortos!
Estou orgulhosa de vocês!!!

Rosalina Luquini
Cataguases(MG)

Anônimo disse...

Será que o crédito sai antes do Carnaval ?
Preciso comprar uma fantasia de palhaço !

Fernando Rodrigues

Anônimo disse...

Lá no Blog do Dr.Medeiros ele já postou sobre o encontro de hoje. Uma coisa me chamou a atenção: O "ajuste redacional" solicitado pelo Min.Fazenda. Se alguem ainda tem dúvidas sobre isso, é melhor ler o que Medeiros postou. Pra quem sabe ler, um pingo é letra....

Anônimo disse...

Colegas,

Como disse o Rossi, protestos devem ser realizados frequentemente nas agências do Banco do Brasil, com cartazes e panfletos, esclarecendo para a opinião pública os ataques do bb ao dinheiro dos aposentados.
Informar órgãos de controle internacionais sobre as atitudes do Banco do Brasil e do governo Brasileiro.

João Rossi Neto disse...

Caros Colegas,

Dei uma ligeira navegada no site do Cláudio Humberto e registrei a minha bronca, evidentemente, metendo a madeira na Resolução 26/2008, no BB, na Previc e no Governo Petista, que com pouco tempo no poder, criou o Mensalão e lambuzou-se no mel da corrupção.
Sobrou alguma farpa para o FHC, uma vez que foi o pai da LC 108/2001 que criou o Voto de Minerva para o BB, na Previ, além de ter reduzido a contribuição do banco para a paridade de 1 x 1.
Defendi o movimento do Peladaço e provoquei o STF para tomar a iniciativa de extinguir a Resolução da PREVIC, por ser inconstitucional e afrontar a nossa Carta Magna. Expus também o desrespeito à LC 109/2001 e a Lei 10.741/2003, artigo 102 ( Estatuto do Idoso). Como o espaço é para 500toques, ficou por isso só.

mary disse...

OBRIGADO E PARABÉNS a todos, da AAPREVI, Medeiros, Juarez barbosa, João Rossi, Raul avelar, Jane torres e todos os colegas que de bom grado tem dado Muita contribuição a todos colegas aposentados, só Deus pode retribuir a vós. Sei que muitos colegas tem desejo de poder participar juntamente com voces, porém a condição financeira anda mal, salarios defasados mal está dando pra passar o mes, porém esperamos dias melhores e com fé em Deus e com a garra de voces teremos vitoria.

Eliana Maria disse...

Aos nossos bravos guerreiros o meu muito obrigada, vocês fizeram e mostraram, principalmente para a PREVI, QUE NÓS ESTAMOS VIVOS, que ainda podemos, como nos bons tempos do BB, dar o sangue pelas causas mais justas.
Mais uma vez, obrigada a vocês meus colegas, que compareceram no prédio da PREVI. E aqueles que não puderam comparecer mas estavam lá em orações e através do 0800, também quero agradecer, muito obrigada.
Fraternal abraço,
Eliana Maria
São João del-Rei (MG)

Anônimo disse...

Ao colega ROSSI,

Encaminhei uma mensagem ao jornalista Claudio Humberto sugerindo ao mesmo que fizesse um leitura na petição do colega Luiz Dalton(www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N6352) encaminhada ao Procurador Geral da República, cuja matéria poderia resultar num excelente comentário.

Vamos aguardar. Espero que ele não seja um Luiz Nassif ou Franklin Martins da vida.

Anônimo disse...

Publicado no site www.senoticias.com.br/se/?p=1700. Um pouco truncado a informação.

Panelaço I

Marcado para hoje, em Brasília, um movimento que contará com um “panelaço” à frente da sede da PREVI. Será em sinal de protesto face ao não cumprimento de acordo recentemente aprovado pelos participantes e que trata da distribuição do superávit da PREVI, o maior fundo de pensão da América Latina. A iniciativa partiu do Blog do Medeiros. José Bernardo Medeiros é um conhecido jurista do Rio Grande do Sul, que se notabilizou, dentre outras razões, por ter assumido a defesa dos aposentados e pensionistas do Banco do Brasil. A mídia estará presente (rádio, jornal, TV e Internet). O assunto será, finalmente, conhecido pela opinião pública brasileira.

Panelaço II

De acordo com a Lei Complementar número 109, apenas Participantes da Previ têm direito à repartição do superávit. O BB não é participante, é Patrocinador. A Justiça já se pronunciou nesse sentido. Mesmo assim, o Banco do Brasil já se apropriou, por duas vezes, de recursos que pertencem aos participantes (funcionários da ativa, aposentados e pensionistas), para inflar o resultado de seus balanços. A manifestação prevista para hoje deverá reunir centenas de funcionários, principalmente aposentados e pensionistas (viúvas de funcionários), no Distrito Federal.

Erro de comunicação?

Anônimo disse...

O blog da Cecília, diz da possibilidade do acordo ficar inviável em razão de alterações na PREVIC. Isto significa que votamos em uma hipótese. Não estava tudo acordado,decidido,prego batido e ponta virada. Vou plantar em outra roça, não acredito mais nesse Superávit. Meu velho pai dizia que homem tem que ter palavra para ser digno.