sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Confissão de culpa

Caros Colegas.

Algo de bom há que sobrar depois de tudo isto que acontece com o crédito prometido e ainda não efetivado. Toda promessa gera uma expectativa e toda quebra de compromisso leva ao descrédito de quem falta com a palavra dada.

Sempre que alguém é responsável por um feito de vulto, o normal é seu nome permanecer na crista no noticiário em que seu ato tem influência positiva. Mas, quando alguém comete um desatino, um gesto impensado ou é protagonista de evento prejudicial a outrem simplesmente some do mapa. Desaparece do noticiário e se esconde debaixo de sete capas para fugir à sanha dos prejudicados pela sua insensatez.

No momento buscam-se notícias dos donos dos nomes recentemente badalados no noticiário da internet, inicialmente inscritos como heróis que alcançaram feito histórico no nosso meio. Eles cuidaram dos assuntos da distribuição do superavit da Previ, e decidiram erroneamente em nome de milhares de crédulos representados que lhes confiaram o seu sustento – presente e futuro.

Enquanto perdurou a expectativa de que bem cumpririam o papel em que se arvoraram, seus nomes mantiveram-se badalados e respeitados. Depois, quando usaram e abusaram da confiança de todos, sumiram por vontade própria, supõe-se. Será que reconheceram que fizeram besteira? Por que se escondem? Ao que tudo indica o seu afastamento denota uma confissão de culpa, pois, de fato, agiram mal.

Apesar de continuarem ocupando os mesmos cargos de antes do acordo, não se sabe o que é feito deles, logo agora, no momento em que sua presença no noticiário seria imprescindível. Isto porque é chegada a hora de empenhar-se no cumprimento do compromisso assumido e explicar o inexplicável – por que a questão alcançou esse estágio de desenlace duvidoso?

Por tudo isto fica a certeza de que estão ocultos voluntariamente. No momento em que inequivocamente aflora o entendimento de que a sua representatividade foi usada indevidamente, e que o fruto da negociação em que supostamente saíram como vencedores não se faz presente, é inconcebível que não apareçam para cobrar providências que honrem o seu nome e a palavra dada, e dêem satisfação ao “seu público”.

Ainda mais porque outros nomes tomam nas mãos a bandeira que eles, ora desacreditados, antes portavam com uma imerecida altivez. Eles, que privam da intimidade das mesas de negociações com a alta cúpula do BB e da PREVI, como pseudo-representantes da massa de dependentes do PB1, deveriam mostrar a força alardeada e advinda da promiscuidade exercida com o poder, para contestar a indignidade ora gritada por nomes de homens honestos e sinceros, ditos menores que eles que são portadores da fama de dirigentes de entidades representativas.

Graças aos céus esses supostos nomes menores vêm a público externar o seu descontentamento com cobranças certeiras e incriminações bombásticas. E de sua corajosa interferência também vem a garantia de que a liberação do crédito prometido acontecerá em função das pressões exercidas corajosamente. São tantos os que se prestam a enfrentar o poder, aparentemente real, mas imaginário do Banco do Brasil, e que decididamente o fazem, que é até temeroso citar nomes para não se cometer injustiças. Mas, pela constância dos seus libelos, pela veemência imposta aos seus escritos, vale pedir desculpas a maioria dos não mencionados e enumerar outros, igualmente honestos e destemidos: Adrião, Aristophanes, Edgardo Rego, Eustáchio, Faraco, Giongo, Heráclito, João Rossi Neto, José Álvares, Juarez Barbosa, Medeiros, Paulo Motta, Raposo, Tollendal, e muitos mais que certamente engrossarão essa respeitável galeria de notáveis na hora precisa. E se temos esses nomes não há porque sentir saudades dos que se escondem.

Todavia, como nem tudo são flores, se não lhes fecharmos as portas logo estarão de volta, valendo-se da máxima de que o brasileiro tem memória curta. Com a nossa permissão voltarão para tratar dos mesmos assuntos e repetir as tristes façanhas que os fizeram desaparecer por uma temporada em que não deveriam ficar ausentes.

Se não quisermos ser desapontados e prejudicados novamente, temos que nos empenhar em afastar os sumidos das tratativas que se avizinham. É hora de dar vez aos nomes que despontam para ingressar nos novos tempos – de esperanças e concretizações.

Para tanto, é dever consultar o CANAEL e formar agenda com nomes inelegíveis para cargos na PREVI. E em tudo que diz respeito aos interesses dos participantes, aposentados e pensionistas do PB1.

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) – 07/01/2011.

123 comentários:

Anônimo disse...

Pela primeira vez nestes ultimos anos de amgustias e decepçoes com a Previ e mesmo com a vida financeira esperando este credito para dizer que finalmente ganhei alguma coisa que era meu por direito, apesar de tudo, estou feliz, pois sei agora, que neste blog, com estes nobres colegas, estou em casa, e eles nao deixaram barato para qualquer orgao, instituiçao ou governo, aquilo que merecemos por direito.
Estou otimista que o credito vai sair SIM, confio em novos tempos, este blog levou-me novamente a pensar assim.

Roberto Vergara

Anônimo disse...

Marcos,parabens
esse trabalho que você e outros colegas veem fazendo, eh de extrema necessidade em alertar aos nossos colegas para a proxima troca de representantes na PREVI.

e agora a esses farsantes que estão se escondendo, como dito, devemos dar o desprezo, que o mínimo nque merecem.

antonio barreto
0858150-9 Alagoinhas-BA

Anônimo disse...

Notícia no site do Valor:

Home › Valor Econômico › Impresso › Empresas
Gestão: Acionistas controladores, os fundos de pensão, BNDES e Bradespar começam a avaliar nomes no mercado
Sócios buscam despolitizar sucessão na Vale
Vera Saavedra Durão e Cristiano Romero | Do Rio e de Brasília
07/01/2011
Text Resize
Texto:-A +A
Compartilhar Imprimir Enviar por e-mail

Regis Filho/Valor
O executivo Roger Agnelli, que assumiu a presidência Vale em julho de 2001, não terá seu mandato renovado pelos acionistas da companhia em março
Em março, a quatro meses de completar dez anos à frente da Vale, Roger Agnelli, presidente executivo da companhia, não terá o mandato renovado. O Valorapurou que o sentimento dos sócios da multinacional é o de que Agnelli já esgotou um ciclo na mineradora. E ele será substituído dentro de um processo normal e apartidário, a partir da busca de um novo executivo de porte profissional, originário do mercado e capaz de continuar agregando valor à Vale, como ocorre em qualquer grande companhia global privada.

Anônimo disse...

afinal o superavit virou ficção?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: gabminjoaquim@stf.gov.br
Sent: Wednesday, January 05, 2011 1:28 PM
Subject: Lei Complementar 109/2001

Lei Complementar 109/2001 x Resolução CGPC 26/2008-PREVI.


DD. Ministro do STF.
Exmo. Sr. Dr. Joaquim Barbosa.


Senhor Ministro,

Como o nosso Fundo de Pensão detém um robusto patrimônio, cerca de R$140 bilhões, classificado em 25º maior do mundo, cresceu a ambição do patrocinador (BB) sobre os recursos da nossa Caixa de Previdência Complementar Fechada-PREVI, que ansioso por comprar outras instituições financeiras para elevar os seus Ativos e manter a hegemonia no ranking dos maiores bancos da América Latina, mas sem ter acesso a recursos do Tesouro Nacional para fazer essas transações, em conluio com a Superintendência Nacional de Previdência Complementar-PREVIC, antes SPC, criada pela Lei 12.154, de 23 de dezembro de 2009 investiu pesadamente sobre os recursos para custear as nossas aposentadorias.
São atribuições da PREVIC, artigo 1º, parágrafo único, da referida lei, verbis: “ A Previc atuará como entidade de fiscalização e de supervisão das atividades das entidades fechadas de previdência complementar e de execução das políticas para o regime de previdência complementar operado pelas entidades fechadas de previdência complementar, observadas as disposições constitucionais e legais aplicáveis”.
Todo o sistema de Previdência Complementar fechada é disciplinado pela Lei Complementar 109/2001, de 29 de maio de 2001, que foi sancionada para clarear o artigo 202 da Constituição Federal e reza no seu artigo 20, verbis: “O resultado superavitário dos planos” de benefícios das entidades fechadas, ao final do exercício, satisfeitas as exigências regulamentares relativas aos mencionados planos, será destinado à constituição de reserva de contingência, para garantia de benefícios, até o limite de vinte e cinco por cento do valor das reservas matemáticas.
§ 1º Constituída a reserva de contingência, com os valores excedentes será constituída reserva especial para revisão do plano de benefícios.
§ 2º A não utilização da reserva especial por três exercícios consecutivos determinará a revisão obrigatória do plano de benefícios da entidade.
§ 3º Se a revisão do plano de benefícios implicar redução de contribuições deverá ser levada em consideração à proporção existente entre as contribuições dos patrocinadores e dos participantes, inclusive aos assistidos.
Conforme ficou patente, não havia uma forma definida em termos de percentuais, valores, modus operandi para fazer essa revisão dos benefícios dos assistidos. Então veio a PREVIC, a pretexto de normatizar e definir rotinas apenas para efetivação da distribuição dos superávits, usurpou as funções do Poder Legislativo, criando um dispositivo não previsto na Lei, através da Resolução CGPC 26, de 29 de setembro de 2008, atribuindo ao patrocinador (BB), artigo 15, o direito a 50% dos superávits do nosso Fundo de Pensão. Isto é um descalabro e um absurdo uma Resolução Administrativa modificar uma Lei Federal, numa afronta total ao Estado Democrático de Direito e a Constituição Federal.

Continua...

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II – Final

A nossa Caixa de Previdência-PREVI não tem nenhuma conexão administrativa com o patrocinador, é uma instituição sem fins lucrativos, voltada exclusivamente para administrar os nossos recursos e pagar os nossos benefícios, não sendo, portanto, subsidiária do BB, e não é obrigada a beneficiar o patrocinador com lucros. Em hipótese alguma existe abertura na LC 109/2001 para respaldar essa ação da Previc de considerar o BB como beneficiário do plano e atribuir-lhe metade dos superávits, numa decisão totalmente arbitrária e inconstitucional.
Para se ter uma idéia do montante de recursos em jogo, em dez/2010 o BB recebeu a cifra astronômica de R$ 7.5 bilhões dos superávits da PREVI. Além disso, fez contabilizações, por conta de avaliação de Ativos de Passivos atuariais sobre o nosso plano, tendo apropriado R$ 15.061.424 bilhões, conforme consta do seu Balanço de 30/09/10, inclusive em Nota Explicativa nº 28 do balanço alega que só irá realizar esses valores, baixando-os da contabilidade daqui a 40 ou 50 anos, quando espera que o plano que se encontra em extinção seja encerrado e, por força dos Estatutos, o saldo remanescente ficará com o patrocinador. Essas contabilizações “ad eternum” na contabilidade é uma afronta à boa técnica bancária.
Essa Resolução CGPC 26/2008 levou de roldão o artigo 102 da Lei nº. 10.741, de 01/10/2003 (ESTATUTO DO IDOSO) eis que está apropriando e desviando bens destinados a custear a aposentadoria dos idosos, dando-lhes aplicação diversa de sua finalidade.
Estamos impotentes e desamparados na defesa dos nossos direitos, porque não temos um autor que atenda o disposto no artigo 103 da CF para patrocinador uma ADIN, direta, nessa Alta Corte. O Governo sempre usa a estratégia, se você julgar contra a Resolução 26/2008 você vai quebrar o BB, mas isso é balela porque o banco hoje desfruta de um patrimônio líquido superior a R$ 48 bilhões, conforme poderá ser apurado no seu balanço de 30/09/10, último que se encontra fechado. No de dezembro/10 este patrimônio deverá ser bem superior, portanto, tem condições para devolver o que recebeu de forma irregular, através de uma Resolução que não tem poderes para alterar uma Lei Federal. Basta confrontar os dois instrumentos para pacificar o entendimento de que a Resolução não tem legitimidade.
São pessoas com mais de 70 anos, aposentados do BB, que verteram contribuições a favor da PREVI por mais de 30 anos e agora, no final da vida, sentem-se ameaçadas pela ambição desmedida do patrocinador, vendo as reservas serem dilapidas. Contamos com o apoio de V. Excia, na certeza de que estará defendendo uma causa nobre e justa.

Atenciosamente.

João Rossi Neto – Matric. BB/PREVI – 4.986.560-9 –

Obs. O Blog excluiu a qualificação do Colega João Rossi para preservar sua intimidade.

João Rossi Neto. disse...

Meu caro Marcos,

Você falou com muita propriedade e discortinou o véu que cobria os hipócritas. Pode esperar que aquela defesa sútil, mas muito aguda, com o falso propósito de que não visa revidar, já está na fôrma, devendo ser explicitada de chofre. De quem será? É claro que vem dos lados lá da Faabb.
E os outros? Esses, mestres em iludir as próprias consciências, erroneamente acham que estão acima do bem e do mal,visam apenas o progresso pessoal e não vão se manifestar, mesmo porque os seus argumentos são estéreis.
Parabéns Marcos e mantenha a altivez que lhe é peculiar.

Anônimo disse...

Colegas,


Só posso dizer: - ainda bem que colega João Rossi retornou a luta.

Obrigado!

Anônimo disse...

Oi galera, que sofrimento o nosso.Sou pencionista,e como todos espero o que me é de direito.Fico pensando no meu falecido marido,deve estar se remoendo de raiva da previ e BB.Já devo por "conta".Preciso desse dinheiro.Estou passando por sérias dificuldades financeiras e até nesscescidades básicas como comer.Estou endividada até o pescoço!!.Não aquento mais!!Até quando previ?? Abraços a todos. Lena.RIO.

Anônimo disse...

REALMENTE ESPETACULAR OS ARGUMENTOS DE JÕAO ROSSI NETO; AO MINISTRIO JOAQUIM BARBOZA. SE ESTE HOMEM CAUSÍDICO ; SR. JOAQUIM BARBOZA; NÃO SE SENSIBILIZAR COM ESTES PLENOS ARGUMENTOS EXPOSTOS; DIFICILMENTE ALGUÉM O FARIA COM TANTA MAESTRIA.
QUEREMOS EU EM PARTICULAR AGRADECER DE PLENO CORAÇÃO AS MARAVILHOSAS CONSIDERAÇÕES DO COLEGA JOÃO ROSSI NETO. MEUS PARABÉNS ; QUE CAPACIDADE. E ROGO AO CRIADOR QUE LHE MANTENHA COM MUITA SAÚDE ; EXTREMA LUCIDEZ DE ARGUMENTOS. FIQUEI DEVERAS SENCIBILIZADO POR SUA CAPACIDADE VAMOS DIZER ( NEM SEI SE EXISTE ESTA PALAVRA ) ARGUMENTATIVA EM PROL DE ESCLARECER TODA A SITUAÇÃO CRIADA.

SINCERAMENTE SR. JOÃO ROSSI NETO; O MEU SENTIMENTO É DE MUITO AGRADECIMENTO PELAS PALAVRAS DIRIGIDAS AO SR. JOAQUIM BARBOZA. ACREDITO QUE ESTE SENHOR COMO PERTENCENTE A UMA DAS MAIORES INSTÂNCIAS DA MAGISTRATURA DA NAÇÃO POSSA SE POSICIONAR EM PROL DE UMA CAUSA EXTREMAMENTE JUSTA. NOVAMENTE LHE AGRADECEMOS A SUA EXTREMA LUDICEZ AO DIVULGAR OS FATOS QUE ESTÃO A OCORRER E QUE POSSAM DEFINITIVAMENTE ENCAMINHAR UMA SOLUÇÃO TÃO ESPERADA POR TANTOS COLEGAS JÁ EM IDADE MADURA; QUE JAMAIS IMAGINARIAM TER QUE PASSSAR POR TAL SITUAÇÃO AFLITIVA. MEUS PARABÉNS E MUITO OBRIGADO DE CORAÇÃO POR SUA MARAVILHOSA EXPOSIÇÃO E QUE O CRIADOR LHE PROTEJA E PERMITA QUE POSSA USUFRUIR OS FRUTOS DESTA ARGUMENTAÇÃO. MAIS UMA VEZ MUITO OBRIGADO SR. JOÃO ROSSI NETO; AQUI HELENO PINTO NOBRE ; MATRIC. 3.984.740-3; JAMAIS ANÔNIMO E QUE PRIVILÉGIO COMPARTILHAR E PRIVAR DE SUAS IDÉIAS E PENSAMENTOS E LUCIDEZ ARGUMENTATIVA. MEUS PARABÉNS.

Anônimo disse...

Geniais e dignos tanto o post quanto a Carta ao Ministro.Tenho o sentimento de que em algum momento, alguma autoridade vai se sensibilizar (ou não terá mais como se omitir) e então teremos um desfecho como deve ser.

Minha eterna gratidão a estes incansáveis defensores do BEM e da VERDADE.

Anônimo disse...

Viajei um período e não sabia do retorno do destemido Sr. João Rossi Neto.
Prezado e admirado Senhor Rossi: POR FAVOR NÃO NOS ABANDONE. O papel que desempenha é semelhante ao Rambo nos campos de batalha. Isso faz com que seja um dos alvos principais. Pelo seu caráter e honradez uma palavra mal colocada por qualquer imbecil tem única finalidade de tirar você da luta. Parabéns e obrigado.

Rogério Luiz Carvalho disse...

Marcos, parabens pelo post, exce
lente as tuas colocações, espelhan
do a realidade atual, e alertando
para os próximos passos a serem dados. Coléga João Rossi, muito obrigado por continuares nos aju-
dando, obrigado mesmo, e que Deus
os ilumine. Abraços, Rogério Luiz
Carvalho. Pelotas .RS.
ET. coléga J.F.Roveré, uma boa pescaria.

ANTONIO AMERICANO DO BRASIL BORGES disse...

Prezado Marcos Cordeiro,
Ainda não entendi o movimento do "pseudo acordo", pois segundo deduzi existe uma lei que determina como proceder em caso de superavit. Segundo lugar, já que houve o acordo qual o motivo que leva a PREVI a não efetuar o crédito correspondente em nossas contas? Se já está acordado então resta aos demais orgãos apenas ratificar o acordo.
Outro fato que me chama a atenção é que colhi informações junto à PREVI, que ainda aguarda aprovação pela PREVIC das alterações já implementadas no nosso plano CAPEC/PREVI. Ou seja para nos beneficiar, aguarda-se a aprovação da PREVI, para nos prejudicar (aumento diferencial por idade) implementa-se a medida sem a devida autgorização da PREVIC.
Como entender isso tudo?
Abraços
Antonio Americano

Anônimo disse...

PESSOAL AMIGOS DO BLOG.

FICO DE BOCA ABERTA E MUITO ORGULHOSO DOS COMENTÁRIOS DE NOSSOS COLEGAS EM " NOTÍCIAS RELEVANTES".

COLEGAS DE ELEVADÍSSIMO GRAU DE SABEDORIA E INTELECTUALIDADE......

TODOS ELES QUE ALI ESCREVEM.....

ESSA DA LEI DE TALIÃO DO AMORIM REGO É DE MATAR MESMO......

ESPERO E DESEJO QUE ESSES RESPONSÁVEIS EM GERIR O PATROMÔNIO DO BB E DA PREVI NÃO GEREM, EM SUAS ATITUDES ESCABROSAS, PREJUÍZOS E IRRESPONSABILIDADES QUE FULMINEM EM FALÊNCIA DESSAS INSTITUIÇÕES QUE TANTO AJUDOU E AJUDARÁ ESSE NOSSO BRASIL.

FELIZ ANO NOVO BLOG GUERREIROS

ALBERTO - BRASÍLIA(DF)

PENSIONISTA 80% JÁ UMA QUESTÃO DE EQUILÍBRIO MENTAL, HUMANIDADE E JUSTIÇA COMO NOSSAS LINDAS.

Anônimo disse...

Colega João Rossi Neto ...

É admirável a sua luta e seu trabalho em nossa defesa e pela recuperação do NOSSO SURÁVIT.

Sempre nos lembraremos de seu grande trabalho e também dos outros que participam ativamente nessa causa.

Obrigado.

Anônimo disse...

Colega Lena, tambem sou pensionista, encontro-me numa situaçao semelhante a sua, de aperto financeiro, desde que fiz a burrice de pegar da Previ um emprestimo para trocar de carro nunca mais consegui sair do sufoco. Levando em conta a vergonha dos reais reajustes nos proventos dos ultimos anos, penso que em breve a situaçao tende a piorar, visto que tem gente que veio do governo ja falando que a inflaçao esta voltando com tudo...
Ferias, nao sei o que é isto ha anos.
Sei que este blog nao é o muro das lamentaçoes, tambem nao quero parecer assim como a nossa querida colega Lena uma "coitadinha", nós ainda temos forças para lutar por melhorias em nossos proventos, estou aqui porque tambem fiz deste blog a minha segunda casa, uma tribuna para falar por muitas pensionistas que certamente se encontram igualmente na mesma ou pior situaçao, enquanto a Previ nao agiliza nada, nos deixa sem informaçoes e precisamos recorrer a outras fontes.
Agradeço aos homens honrados e de carater que integram a lista que o corajoso administrador deste blog o senhor Marcos expos, com eles temos uma chance de melhorar a situaçao que nos colocaram, Nossos esposos ja falecidos agradecem, nossos filhos mais ainda...
Agradeço tambem por exigirem que o credito do superavit seja pago o mais rapido possivel, lembrando a aquela frase:

"O mal so vencera, se os homens bons näo fizerem nada".

Façam a diferença, sejam esta diferença.

Heloisa Maciel

Anônimo disse...

Colegas, a iniciativa do João Rossi endereçando e-mail a um ministro do STF foi boa. No entanto tenho minhas dúvidas se surtirá efeito, ou seja, se o ministro vai se interessar em nos ajudar.
Em dezembro enviei e-mails a alguns senadores que julgava sérios e comprometidos com a Justiça e moraliade. Denunciei a inconstitucionalidade da Resolução 26; pedi auxílio. No entanto ninguém deu resposta, ninguém se manifestou.
Moral da estória: os caras lá em cima não estão nem aí para o povo.

Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG

Anônimo disse...

Colega Heloisa, fiquei emocionado com seu comentario.
Pode ter certeza que homens como o administrador do blog, cito a humana pessoa do sr.Marcos, tambem o nobre sr.Rossi e os outros distintos citados, nao esqueceräo as pensionistas. Alias penso que a primeira propostra a ser discutida na mesa de reuniao seja melhoria REAL dos proventos, começando pela questao das pensionistas, pois é verdadeiramente uma vergonha oque fizeram com elas.
Quanto ao credito do superavit colega Heloisa, como disse um outro colega, näo vai sair barato ficarem nos enrolando, temos pessoas como o
"sargentäo" sr.Rossi de "luneta" so observando o movimento das tropas por assim dizer.
Ja descobrimos a "grande" agilidade que diziam ter (que piada)
So esta faltando a Previ dizer que perdeu o processo em algum lugar de Brasilia.

Diogo Campos

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Antônio Americano,

Voce tocou num ponto importantíssimo com a sua pergunta:
- para que um "acordo" se já existia uma lei que determinava como proceder em caso de superavit?

Eu acho que é muito simples de entender: você tem algum bem como, por exemplo, um dinheiro na poupança ou uma casa própria. Não existe nenhuma lei que determina que uma terceira pessoa possa, sem o seu consentimento, tomar posse desses bens. A não ser que você "concorde".
E aí é que está o "pulo do gato". O BB, legalmente, não poderia tomar posse de 50% do nosso superavit. Aí, os "traíras" lá de cima puseram a cabeça para pensar: - Como vamos meter a mão nesse esplêndido superavit?.
Aí, um "gênio do mal" sugeriu: - muito simples. Legalmente, nós não vamos conseguir porque a resolução 26 pode ser derrubada na justiça. Entretanto, nada impede que através de um "acordo", eles nos transfiram metade desse dinheiro. Não existe nenhuma lei que impeça que pessoas normais e capazes possam doar o seu patrimônio. E vamos fazer o seguinte: vamos divulgar a idéia de que a não aprovação do acordo será muito pior para os aposentados/pensionistas. Eles estão, em sua maioria, com a corda no pescoço e não terão outra alternativa, senão aprovar.

Pois é, colega, e assim foi, acredito, a triste história do "acordo". Através desse último, firmamos um contrato. E veja o que diz a Wikipédia sobre contrato:

"É o acordo de vontades, capaz de criar, modificar ou extinguir direitos."

"Pacta sunt servanda é um brocardo latino que significa "os pactos devem ser respeitados" ou mesmo "OS ACORDOS DEVEM SER CUMPRIDOS". É um princípio base do Direito Civil e do Direito Internacional."

Anônimo disse...

Prezados colegas, realmente no atual momento, dentro do mundo virtual(internet)temos somente na minha modesta opiniao, 2 blogs que lutam pelos interesses dos aposentados e pensionistas, AAPPREVI e o blog Medeiros.
O sr.Medeiros näo pode ser culpado se assim como nós tambem um dia acreditamos em algum momento nas promessas dos dirigentes da Previ.
Aprendido esta pequena liçao, seguimos em frente, sem cairmos novamente nesta "armadilha"
Poderia também citar o blog do Romildo, mas isto seria o mesmo que citar o "Titanic" que bateu no "Iceberg" e afundou em aguas geladas. Porque lá, so tem materias que muito pouco tem haver com o "universo" dos pensionistas da Previ. Alias, näo é mais blog do Romildo, ele mudou para Blog dos Funcionarios do Banco do Brasil e Entidades.
Desculpe a piada sr.Romildo e nao tome como forma de agressao, mas quando o senhor se refere a Entidades nao esta se referino-se a "caboclo", "preto velho", "sereias"...
Sim, porque para os aposentados e pensionistas o senhor sempre levantou a "bandeira da Previ" (ja que faz parte dela, näo iria morder a Mäo que o alimenta) quanto a nós, estamos sempre na sua otica equivocados e desinformados, entäo peça para a propria Previ REALMENTE informar-nos, pois näo quremos ler e reler documentos e comunicados, queremos AÇÄO!!!
Talvez o senhor queira ter a bondade de nos explicar sobre onde anda o tal processo que sai da Fazenda e nao foi direto para a Previc.
Entao, colegas de AAPPREVI, vamos nos unir cada vez mais, vamos nos filiar o mais rapido possivel e com certeza ainda um grande futuro de realizaçoes nos aguarda.

Humberto Terra

Anônimo disse...

Queridas pensionistas! Todas nós estamos no aperto, também com 60% dos salarios dos nossos falecidos maridos, nada podemos fazer. Vamos lutar pelos 80% quem sabe teremos uma vida um pouquinho melhor.
Boa sorte para todos em 2011.

Anônimo disse...

Pessoal, rapido e rasteiro, so posso dizer que tem GENTE grauda da Previ dando uma espiada vez por outra no blog.
Ah, Rossi, teu nome ja virou assunto por ai, tao ficando preocupados, dizem que náo mas tao...

FUIIIIIII

ADEMAR disse...

Caro Colega Anonimo - 08.01.2011-6:05 - Ass.Luiz Eustaquio de Castro.

Acreditar nos politicos brasileiros é o mesmos que acreditar em PAPAI NOEL ou coisa pior , a única coisa que eles não se preocupam é com o povo. Se pedendesse deles certamente não teriamos absolutamente nada do Supevit. Teriam feito graça com o chapeu alheio. Por isso votei no sim , pois acredito na justiça brasileira tanto quanto acredito nos politicos.

ADEMAR disse...

Caros Colegas,

Em minha carreira no Banco só colecionei decepções com os representantes do funcinalimo do BB, principalmente os sindicatos,hoje olho com muita desconfiança a quem propoem defender nossos interesses.
Entretano nesse mar de desconfiança surge a AAPREVI e blog do MEDEIRIOS que sinto merecer a minha confiança e espero no futuro não me decepcionar.Nesse momento dou-lhes total e irrestrito apoio, pois afinal de contas temos que acreditar que existam pessoas serias nesse país.Lamentavelmente quanto aos demais representantes os vejo com muita desconfiança e senso de oportunismo.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida fora d Blog:




Prezado Marcos,

UM ANO DE AAPPREVI


Parabens a tão grandiosa participação na direção da AAPPREVI, tão recente e tão
ativa, atuante, carregando já uma grandiosa constelação.....e que seja cada vez mais brilhante e expessa, com suas explosões fulminantes vinda de mentes brilhantes e inteligentes.

Marcos, temos que agir rápido e usando toda essa força que voce conseguiu envolver, a nosso favor....pelos seus ultimos textos, acho que torna-se necessário conclamar os participantes e frequentadores diários para uma ação direta.

Pela leitura dos últimos comentários, vejo que o pessoal está querendo ação e ajudar de alguma forma.....vamos encher a caixa postal da PREVI, DIRETORES, SASSERON...com emails diários de cobrança desse crédito e das negociações....isso irá mostr ar a eles a nossa mobilização....e é claro....todos sabemos que a nossa unica arma é o VOTO e a JUSTIÇA...esta última, vamos buscá-la com as ações que voces irão nos orientar....o voto é a melhor arma,pois, foi solicitado ajuda de políticos...tipo deputados, senadores, e imprensa e que de maneira geral não gerou ação positiva....vamos nos impor com o poder do voto....pois todos sabemos o quanto somos procurados na época das eleições e o quanto eles querem permanecer no cargo. Como nosso tempo é muito curto, aliás, nosso maior adversário, vamos mostrar já a eles a nossa força e
união.

Tenho certeza, que vamos surpreender...com emails pré-definidos ameaçando suas reeleições, citando o CANAEL ....cobrando ações definitivas para o crédito e para a abertura da negociação dos outros assuntos pendentes .

Não me esqueço que o SASSERON usou o SUPERAVIT 2007 para se el eger....enviando até um
livreto....até hoje, não vi a cor de dinheiro nenhum....e faço campanha....FORA SASSERON.


Pelo número de acessos que a AAPPREVI tem diariamente , e pela participação e envolvimento dos colegas do blog, que a gente observa diariamente, nos juntamos com ações concretas.....talvez dessa forma eles comecem a nos respeitar. Vamos mobilizar o nosso exército....toda manhã...ao acessarmos o blog já
faremos o envio dos emails....EM MASSA.

Um grande abraço.


Norma Sueli

WASHINGTON LOPES disse...

Já li aqui que é preciso unir forças, somar idéias, e não mais criticarmos uns aos outros: mirar somente os verdadeiros adversários.

Corcordo mais do que plenamente. Mas é preciso orientar aos colegas para que não postem invecionices, levando-se em conta que tem muitos de nós de idade avançada, com doenças do tipo ansidade e depressão, e que ficam sofridos ao lerem certas mensagens mirabolantes.

O que o Marco Aurélio Damiano escreveu (06:24) deve fazer um mal danado a alguns.

Algumas reuniões antecederam o acordo, onde foi colocada a intransigência do BB, não abrindo mão do que lhe concede a res. 26 e este processo está registrado. Ademais, existem até mensagens gravadas e postada no Youtobe para qualquer um que queira ver, onde a resolução é citada como balisa do acordo, ao menos enquanto não é derrubada.

Essa teorias conspiratórias judiam de quem está emocionalmente abalado. Palavra de quem, com as graças do Bom Deus, se livrou da depressão, mas ainda luta contra uma ansiedade renitente.

Anônimo disse...

O tal do pimentel poderia ter uma nova diarréia mental para alavancar o programa de aceleração do crescimento de sua carreira: A RESOLUÇÃO 27. Nela constaria o confisco de 10% do patrimônio de todos os brasileiros exceto políticos, ricos, sindicalistas e claro petistas. Com isso o partido dos trabalhadores consolidaria sua trajetória política nunca antes vista na história desse país. Aqui, nessa falácia de democracia, o elemento surrupia os valores que não lhes pertence e ainda é chamado de EXCELÊNCIA.

Anônimo disse...

Fico feliz que existam pessoas que compreendam o que nós aposentados estamos atravessando.
É muito triste ler os relatos das senhoras pensionistas, a situação que se encontram, a falta de humanidade das pessoas que detem o poder mas não aplicam justiça.
É difícil entender que uma empresa tão poderosa e secularmente conhecida como o BB e a caixa de previdência dos funcionários da instituição, permitam que os associados e pensionistas estejam em situação tão lamentável.
E outra coisa, eu sou do tempo em que prometiam alguma coisa e cumpriam, o pagamento sempre dia 20 e nunca falhava. Parece que mudam as cabeças. mudam os conceitos.
Concordo com o colega Ademar, ainda bem que existem blogs que olham para a mesma direção que olhamos, AAPPREVI, Dr. Medeiros e os comentários sempre relevantes e precisos do colega João Rossi, que Deus os abençoe,
Josué Jorge Jr

Anônimo disse...

E isso ai, colega Norma, concordo, vamos entupir a caixa postal da Previ cobrando agilidade no credito do superavit, perguntando porque o processo saiu do Ministerio da Fazenda e nao foi direto para aprovacao final da Previc.
Nao queremos mais as velhas respostas padräo do tipo "robo/maquina", queremos esclarecimentos logicos. queremos ser tratados como pessoa humana e näo mais um numero no quadro deles.
A mentira sempre teve a perna curta viu Previ!!!
Alias, é muito feio homens que julgam-se capazes de assumir cargos de diretores näo terem o minimo de transparencia para vir a publico esclarecer a causa do processo nao estar ainda na Previc, depois dircursam que sao ageis...

Zuleica Bastos

Anônimo disse...

Me desculpem os demais colegas, mas não vejo como a PREVI possa pagar este crédito até o dia 20/01, pois não há mais tempo hábil para isso.O minstério da fazenda ainda nem deu sua aprovação e a PREVIC vai dar uma "valorizada" quando o processo passar por lá.Por isso meus amigos não contem com a grana antes do carnaval!Pois é a data em que começa o ano de 2011 no Brasil, para os dirigentes ainda estamos em 2010, e todos eles sem exceção estão empanturrados das festas de final de ano e "ceiando" por nossa conta o mês de janeiro todo!O Medeiros não deu outro bingo porque está com o visual arranhado, e já carrega a mácula de falastrão e cascateiro.Eu só acredito que sai se um ROSSI ou Marcos, como falou um colega afirmassem isso, no mais, é querer dar tiro com pólvora molhada!

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Whashington Lopes, das 10:27 horas,

Respeito a sua opinião favorável ao tal "acordo". Porém, acho que cada um tem o direito de expor a sua leitura dos fatos de acordo com aquilo que entende que tenha acontecido.
Se o senhor acha que houve, por parte daqueles que decidiram por nós, a melhor das intenções e o acordo foi a melhor coisa que poderia ter acontecido, é um direito seu. E tomara que o sr. tenha mesmo razão.

Agora, se existem pessoas como eu, que acham que a história foi diferente, que houve traição e outras coisa mais, então, tenho também o direito de colocar aqui a minha interpretação dos fatos e a minha insatisfação.

Infelizmente, o que se discute aqui neste blog tem um componente emocional fortíssimo, pois, as discussões envolvem uma questão da maior importância, qual seja, o bem-estar futuro nosso e de nossas famílias, inclusive da sua família. E aí, às vezes, os comentários de alguns ficam pesados. Mas, fazer o quê? A vida é assim mesmo. Nós, que fazemos parte do lado mais fraco nessa questão, temos que nos unirmos e, às vezes, bater forte e usarmos de todos os artifícios para tentarmos a vitória final.
Se fosse só para dizer amenidades neste blog, então, preferiria me recolher ao silêncio de mero espectador.

Anônimo disse...

a vantagem do crédito não ter saído em dezembro é que em janeiro vamos receber 13 meses..................

Anônimo disse...

Colega ADEMAR - comentario das 09:07 - É preciso dar um BASTA a esses sindicatos e associaçoes que nos "representam". Na epoca de eleicoes para cargos de presidente e diretorias todos sabem muito bem demonstrar seus teresses,projetos, ideias, mas, quando eleitos,escon- dem-se atras do poder, esquecem-nos, não promovem acoes efetivas em defesa dos nossos interesses. Não sou sindicalizado, não sou vinculado a nenhuma associação e conclamo aos colegas ativos e aposentados p/participar AAPREVI.

Anônimo disse...

Também acho! 13 meses............

Anônimo disse...

Interessante nenhum diretor da PREVI fala nada sobre o superavit. Sumiram todos. Cade voces?

Heraldo Nóbrega disse...

Caro anonimo de 08/01, as 14.51 horas,

de acordo com informações prestadas pela PREVI, conforme reproduzo abaixo, no primeiro mês de distribuição será pago 12 parcelas e a partir daí será pago mensalmente enquanto "durar o estoque" até completar 60 parcelas.Assim,entendo que independente do mes a ser creditado, será pago 12 parcelas e não as 13 como menciona na mensagem. Veja abaixo:
================================
Mensagem original
De: atend@previ.com.br
Para: aesh@uol.com.br
Assunto: ATENDIMENTO PREVI
Enviada: 07/01/2011 09:08


Senhor Antonio,

Não há previsão para que os pagamentos sejam efetuados nos mesmos critérios anteriores. Considerando os participantes e os recursos de hoje, o Benefício Temporário será pago em cerca de 60 parcelas, a depender da permanência de recursos no Fundo de Destinação. Destas, as 12 primeiras serão pagas de uma só vez, no primeiro mês. E as demais, nos meses seguintes.

RODRIGO DA COSTA RIBEIRO
Gerência de Atendimento
PREVI



Data: 06/01/2011 17:17:44
Assunto: Aposentadoria
Tipo: Solicitação

Mensagem:
Com relação a atual distribuição do superavit, gostaria de saber se essa distribuição obedecerá ao mesmo critério da anterior no que se refere ao pagamento do 13 º salário.

Matrícula: 931710
Nome: ANTONIO EUSTAQUIO SOARES HUNGRIA

7 de janeiro de 2011 05:45

Anônimo disse...

Quando a coisa é feita sem o amparo legal, o sujeito fica procurando opinião de um, confirmação de outro, remendos dali etc e tal;
Se o Banco/Previ tivesse feito a apuração/destinação do superávit na forma regulamentar,já teria creditado as quantias nas respectivas contas, mas fez de maneira arbitrária, e daí fica a buscar remendos (memorando de entendimentos, votações, etc) para se acobertar.
Quando as coisas são realizadas legalmente, dar-se as costas sem temer a nada.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

--------------------------------------------------------------------------------
Mensagem original
De: PREVIC - DIRETORIA DE ANALISE TECNICA < previc.ditec@previdencia.gov.br >
Para: nascimento.ld@uol.com.br
Cópia: PREVIC - COORDENACAO GERAL DE ORCAMENTO FINANCAS E CONTABILIDADE < previc.cgoc@previdencia.gov.br >
Assunto: RES: Fale Conosco - PREVIC Tipo: DZVIDAS TAFIC
Enviada: 06/01/2011 09:49


v\:* {behavior:url(#default#VML);} o\:* {behavior:url(#default#VML);} w\:* {behavior:url(#default#VML);} .shape {behavior:url(#default#VML);}
Mensagem do Fale conosco
st1\:*{behavior:url(#default#ieooui) }
Prezado Senhor,



Em atenção à solicitação abaixo, informamos que até o presente momento esta Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC não recebeu solicitação formal da Entidade de previdência complementar PREVI-BB – Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil acerca do assunto citado abaixo.



Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos.



Cordialmente
Diretoria de Análise Técnica – DITEC

Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC

Tel.: 61-2021-2043


De: PREVIC - COORDENACAO GERAL DE ORCAMENTO FINANCAS E CONTABILIDADE
Enviada em: quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 17:00
Para: PREVIC - DIRETORIA DE ANALISE TECNICA
Assunto: ENC: Fale Conosco - PREVIC Tipo: DZVIDAS TAFIC



De: Jose Vicente de Paula Souto de Lira - PREVICDF
Enviada em: quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 16:28
Para: PREVIC - COORDENACAO GERAL DE ORCAMENTO FINANCAS E CONTABILIDADE
Assunto: RES: Fale Conosco - PREVIC Tipo: DZVIDAS TAFIC

Cris redirecionar este e-mail para a DITEC.

Atte.,
José Vicente de Paula Souto de Lira
Coordenador
PREVIC/DIRAD/CGOC
(61) 2021-2154
mailto:vicente.souto@previdencia.gov.br


De: PREVIC - COORDENACAO GERAL DE ORCAMENTO FINANCAS E CONTABILIDADE
Enviada em: quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 09:07
Para: Jose Vicente de Paula Souto de Lira - PREVICDF
Assunto: ENC: Fale Conosco - PREVIC Tipo: DZVIDAS TAFIC


De: nascimento.ld@uol.com.br [mailto:nascimento.ld@uol.com.br]
Enviada em: terça-feira, 4 de janeiro de 2011 15:54
Para: previc.cgoc@previdencia.gov.br
Assunto: Fale Conosco - PREVIC Tipo: DZVIDAS TAFIC



Assunto:SUPERAVIT PREVI
Tipo: DÚVIDAS TAFIC

Já chegou às mãos desta Superintendencia,para aprovação,o acordo para utilização do Superavit da PREVI? Já foi aprovado? Está em discussão?

Atenciosamente,

Luiz Carlos do Nascimento

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Combativo e prezado líder e colega Marcos Cordeiro de Andrade

Estou-lhe enviando este texto hoje. Pode parecer repetitivo. Minha intenção é formar a convicção de que inexiste enriquecimento ilícito dos participantes do plano de benefícios 1, porque este é o principal argumento da Consultoria Jurídica do MPS e da sentença do Juiz. Estou de fato convencido de que, se existe enriquecimento ilícito, é do Banco do Brasil apropriando-se da metade do superavit.
Um abraço do
Edgardo

A História da CAPRE
Por Edgardo Amorim Rego
Atentemos para o motivo da criação da CAPRE: a Caixa de Previdência estava falida. Queriam até extingui-la. E vejamos por que estava falida: a situação macroeconômica do País era altamente inflacionária, os investimentos imobiliários agora eram de cunho assistencial e, portanto, a juros que não remuneravam adequadamente o capital, a renda dos empréstimos também oferecia remuneração inadequada e ainda houve desfalque perpetrado por administradores. O fato de que a Caixa era um fundo de pensão em extinção, constituído, sobretudo, por idosos com pouca expectativa de vida, não teria maior importância, se outra fosse a situação administrativa da empresa e econômica do País. Vejam bem que as causas eram, preponderantemente, de natureza administrativa e de política econômica.
Paremos um instante e reflitamos. Já aprendemos muita coisa com essa História da Previ, encampada pela própria Previ:
Atribuir o enriquecimento de um plano de benefícios à contribuição do Patrocinador não parece um ato racional. Se assim fosse, nem seria necessária a contribuição dos participantes! Se assim fosse, nenhum plano teria déficit, como as leis e a própria Resolução CGPC 26 prevêem. Se assim fosse, em tempo algum a história da Previ teria registrado exercícios deficitários. O enriquecimento de um plano de benefício é resultado de muitas circunstâncias favoráveis e de uma administração eficiente, como já dissemos.
a justiça da Previdência Social, da Constituição Brasileira e da LC 109 é a justiça social, não é a justiça de talião adotada pela Resolução CGPC 26;
o enriquecimento do Plano de Benefícios 1 não é proporcionado pela contribuição do Banco do Brasil, mas pela administração ousada dos recursos, sob orientação do Banco e do Governo, no interesse público; não é, portanto, enriquecimento ilícito;

Continua na II parte.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II

Enriquecimento ilícito é a destinação de metade do superávit ao Patrocinador, porque esse superávit foi obtido com a administração do patrimônio próprio pela atuação da Previ no mercado financeiro favorável. A Previ o produziu trabalhando o próprio patrimônio no mercado financeiro, que ela contribuiu para expandir e de parte dele ela se apropriou como renda, remuneração de seu trabalho pelo bem coletivo que auxiliou a construir. Nada há de enriquecimento ilícito. Não usou patrimônio do Banco. Empregou o próprio patrimônio. Não se apropriou de patrimônio alheio, como pretende fazê-lo o Patrocinador. Recebeu sua honesta remuneração por um benefício social que prestou, participando do mercado.
um plano de benefícios em extinção não apresenta sempre anualmente superávit; isso depende da administração, da sorte, e das circunstâncias macroeconômicas nacionais e internacionais favoráveis: portanto, não se justifica o argumento de que o compartilhamento do superávit com o Patrocinador no plano de benefícios 1 é mera antecipação de um superávit assombroso que no final será transferido para o Banco do Brasil; no final poderá ate haver déficit para o último participante;
agora, nos deparamos com outro ensinamento: a administração pode ser encobertamente desonesta.
Sim, a transparência administrativa é, nos dias de hoje, condição exigida de todas as empresas, e tanto mais necessária quanto maior for a empresa. E não basta a fiscalização exercida pelas auditorias e pelo Governo. O público precisa tomar conhecimento do que se passa nas empresas e até participar na sua administração. Os exemplos de desastre social em razão da falta de transparência na administração empresarial são internacionais e nacionais: a Lehman Brother, a AIG. E, no Brasil, o banco de um dos mais carismáticos homens de negócios deste país.
Nilo Medina Coeli, que tive a honra de conhecer pessoalmente, funcionário do Banco, mineiro de Uberaba, era Gerente da Carteira de Crédito Geral, quando nela trabalhei em 1959. Naquele ano foi nomeado Presidente do Banco. Homem tranquilo, administrador ponderado e lúcido. Primo do colega Cid Mauricio Medina Coeli, que foi um dos grandes funcionários da Carteira de Câmbio, quando dela fui Gerente mais tarde, nas décadas de 70 e 80 do século passado.

Continua na III parte.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte III

O Presidente Nilo Medina Coeli propôs que a Caixa se tornasse, no lugar do Banco, a responsável pela complementação das aposentadorias e pensões pagas pela Previdência Social Oficial. Nestor Jost, grande brasileiro e notável Presidente do Banco, que tive a honra de conhecer pessoalmente e que me honrava convidando-me para almoçar quase diariamente na sua companhia, em 1967 tornou realidade essa proposta.
A todos os funcionários foi facultado o ingresso na Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, que se organizou sob novo Estatuto. O Banco e os funcionários passaram a contribuir para o recém criado INPS e a CAPRE, como a Caixa passou a denominar-se. Esta continuou pagando a aposentadoria e pensão de seus sócios e iniciou o pagamento da complementação da aposentadoria e pensão dos associados do INPS.
Com esta providência, o Banco resolveu o problema da Previ e se desonerou do pagamento da complementação da aposentadoria e pensão dos sócios do INPS. A partir daquele ano o Banco apenas passou a pagar contribuições à CAPRE e ao INPS. A CAPRE pagava a aposentadoria e pensão dos seus antigos associados e a complementação dos novos associados, também associados do INPS. Inteligente e bem sucedida providência.
Mas, não foi apenas por isso que esses sete anos de existência da Previ sob o nome de CAPRE merece destaque na História da Previ encampada por ela própria. Esses dois notáveis brasileiros, Nilo Medina Coeli e Nestor Jost, criaram a nova PREVI para benefício dos funcionários, que tinham então a aposentadoria, aos trinta anos de serviço ao Banco, no valor do salário da ativa, e para benefício do Banco que se desonerava dessa obrigação, cabendo-lhe agora apenas complementar a contribuição dos funcionários para a CAPRE. Nem o ônus total da contribuição incidia sobre o Banco.

Continua na IV parte.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

IV parte - Final

Esses dois eméritos brasileiros viram muito. Mas, um notável colega, José Elias Riscalla, presidente da CAPRE, que tenho a honra de conhecer, percebeu que aquela instituição possuía um poder muito maior. Ela era capaz de criar riqueza para os seus associados. Ele, não sei se conhecendo o passado da Caixa Montepio, voltou a aplicar os recursos da PREVI no mercado financeiro. A PREVI, aí, deu início ao processo de formação desse gigantesco fenômeno financeiro: ela e os demais fundos de pensão constituem hoje o mais forte motor propulsor do mercado de ações do País e dele tiram a totalidade dos recursos para aposentadoria e pensão que pagam. Não é mais das contribuições que a Previ obtém os recursos para pagar as aposentadorias e pensões. Esses recursos ela retira do mercado financeiro, como renda da contribuição que presta para o enriquecimento do País.
Não existe enriquecimento dos participantes do plano de benefícios 1 mediante dinheiro público, nem mesmo mediante contribuição, seja do Banco seja dos Participantes. São os negócios financeiros de aplicação do próprio patrimônio, que geram os recursos que pagam as aposentadorias e pensões do plano de benefícios 1. Não existe enriquecimento ilícito nenhum dos participantes. Enriquecimento ilícito existe da parte do Patrocinador, quando ele se apodera da metade do superávit obtido com a aplicação do patrimônio do plano de benefícios 1, porque esse ato afronta àquilo em que consiste a Previdência Social, à Constituição e à LC 109.

Edgardo Amorim Rego
-----------------------------------
Observações do Blog:
O texto está disponível em Notícias Relevantes no formato para impressão. Permitida a reprodução e/ou divulgação mediante registro da autoria e da fonte.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

COMUNICADO DA TESOURARIA - Números para concorrer ao sorteio do Computador:

A AAPPREVI automatizou o sistema de arrecadação das mensalidades e desde setembro/2010 todos os associados estão inseridos nessa nova modalidade (antigos e novos).
O número para concorrer ao sorteio é o constante no formulário para Autorização de Débito Automático enviado anteriormente. Quem ainda não aderiu ao sistema pode solicitar segunda via à Tesouraria (tesouraria@aapprevi.com.br).
Somente concorrerão os sócios registrados com os números fornecidos.

Atenciosamente,

Gilvan Rebouças
Vice Presidente Financeiro - AAPPREVI

LUIZ FERNANDO disse...

amigos, fiquei pasmo, com uma conversa com um colega meu aposentado, ele pre-97, com mesmo tempo de banco q eu, E-12, e falando em superavit, ele espera agora ganhar quase R$ 50.000,00. Fiquei pasmo, somente 8 vezes mais que estou esperando. Vamos na negociação,se porventura, reabrir, pelo menos, retirar essa bendita parcela PREVI, que é uma aberração.

Lena disse...

Oi, sou a Lena do RIO.Fiz um outro comentário que não foi publicado infelizmente.Eu queria estár enganada,mais nós pencionistas sofremos discriminações por parte dos aposentados desse blog.Não deveria ser assim,pois um dia suas esposas também seram pencionistas como nós.Estou triste.

Anônimo disse...

Escuta colega Luiz Fernando, realmente tem muita coisa para ser revista, mas voce ja falou tudo, "SE REABRIR AS NEGOCIACOES", coisa que com toda esta enrolaçao mentirosa para pagar o superavit, imaginem se ELES vao querer dar alguma coisa a mais para nós.
Nós somos a RALÉ, como costumam dizer nos bastidores, somos os ultimos a ter real aumento (centavos), näo somos mais uteis para ELES, somos "maquinas" inutilizadas, por assim dizer.
Por isso, ELES nao tem pressa de creditar nada.
Discursam lindamente como nossos grandes defensores, mas na verdade adoram nos torturar, para ver nosso desespero, isto é um fato. E nós desesperados, implorando migalhas e sobras. A maioria joga-se em emprestimos e CDC. ficando atolados até o percoço, estamos na coleira DELES faz tempo...
Se ELES disserem "ROLA" nos rolamos, se disserem "DEITA" nos deitamos.
Este é o REAL objetivo DELES, Lucro, lucro, sempre e sempre lucro.
Daqui uns dias, quando passar toda esta euforia e frustaçao por conta do credito do Superavit, muitos de nós vao começar com a mesma "choradeira" para o aumento do limite do emprestimo simples e aumento de parcelas.
Entao começa de novo a mesmo filme de suspense da Previ, todo mundo novamente aguardando, especulando e Etc e tal...
Agora, real reajuste nos nossos proventos? so quando a "Galinha começar a comer Picanha"
Temos que mandar para mesa de negociaçao gente nossa, senäo näo tem jeito.
Tinha que estar lá um Marcos, um Rossi e etc...
ELES vao deixar isto acontecer? Talvez se o Papai Noel ou o Pinoquio tambem participar...
A unica coisa que tenho certeza neste momento ë que ELES, a Previ e CIA, sao especialistas em "Tiro de Festim" so para iludir...

Dilson A.

Joaquim Luiz disse...

LUIZ FERNANDO disse... em 9 jan. 2011, o seguinte ...

amigos, fiquei pasmo, com uma conversa com um colega meu aposentado, ele pre-97, com mesmo tempo de banco q eu, E-12, e falando em superavit, ele espera agora ganhar quase R$ 50.000,00. Fiquei pasmo, somente 8 vezes mais que estou esperando. Vamos na negociação,se porventura, reabrir, pelo menos, retirar essa bendita parcela PREVI, que é uma aberração.

-------------------------------
Porem creio que:

Está faltando um monte de coisas que deveriam ser ditas e colocadas e não foram e assim sua msg. se torna quase que um "causo" que somente serve para causar mais divisionismo entre nós !

Procure saber melhor sobre seu amigo, que data ele se aposentou e etc... e de vc. tb. e somente depois disso tudo.. vc. deveria dizer o que disse. Pois à princípio tudo está muito estranho, beirando até ser inverossímel!

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Colega Lena.

Nenhum comentário seu foi censurado. O último que postou foi no dia 08/01 – 16:05 (10:05, horário do Blog), no post “Presa Fácil”, de 27/12/10.
As publicações obedecem ao local em que as mensagens correspondentes são inseridas, obedecendo a datas e horários de chegada. O comentário que procura provavelmente seja esse que lá está aguardando sua leitura desde o dia em que o recebemos: 08/01, 10:05, post “Presa Fácil” de 27/12/10.
Aqui não fazemos distinção entre os comentaristas. Todos têm as mesmas oportunidades de publicação, desde que não ultrapassem os limites de tolerância relativamente ao conteúdo.
Ao contrario do que supõe, dispensamos especial carinho no trato com as pensionistas exatamente por sabê-las discriminadas em outras circunstâncias.

Carinhosamente,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

João Rossi Neto denuncia:

Negócios de retorno duvidosos e pouco rentáveis.
Acho que são ameaças que iremos enfrentar brevemente.

Ficaram muitas eminências pardas sem cargos no Governo, uns por estarem impedidos e outros por opções próprias, porque estando fora a liberdade de ação para o uso de suas influências para favorecer pleitos de grandes empresários da iniciativa privada é ampla e o loby rende verdadeiras fortunas. O enriquecimento pode acontecer numa única transação de grande porte.
Eis a lista de alguns que estão à margem: Zé Dirceu, Erenice Guerra, Luis Gushiken, Zé Genuíno, Ricardo Berzoini, etc. Não citei o ex-presidente Lula porque este o “hors concours” e tem carta branca para fazer o que quiser.
A esta altura já devem ter montado os seus abatedouros, batizados de “Escritórios de Consultorias”, dirigidos por “laranjas”, points que servem para encontros com os empresários e encaminhamento da documentação, execução contábil dos faturamentos dos serviços prestados e demais providências de natureza burocrática. Na maioria das vezes passam despercebidos, porque o anonimato é a alma desses negócios espúrios.
Quando cometem falhas, caem nas malhas da imprensa investigativa - Folha, Veja e IstoÉ -, e somente deste modo a população toma conhecimento das maracutaias, como foi o caso do filho da ex-Ministra Erenice Guerra, mas isto veio à tona porque foram acintosos nos procedimentos ilegais, certos da impunidade, uma vez que elevados cargos conferem uma sensação de poder ilimitado, de semi-deuses e então excesso de confiança, de estarem acima da lei, faz, de vez em quando, ruir todo o aparato. Certamente esses episódios fracassados servem de lição, para os outros que estão na ativa, e de alerta para aperfeiçoarem o “modus operandi” dos esquemas.
Algumas dessas aves de rapina, em passado recente já atentaram contra o patrimônio da PREVI, forçando a participação do nosso Fundo em empreendimentos de retorno duvidoso e de baixa rentabilidade, agora, provavelmente devem voltar à carga com força total e precisamos estar muito atentos e vigilantes para que os negócios “micados” não vinguem, porque quando a ordem vem do topo da pirâmide, os estudos técnicos da PREVI saem a toque de caixa e a Governança Corporativa vai para o espaço. Os filtros consistentes e rigorosos do Fundo de Pensão parecem que foram feitos só para barrar lambaris, que somos nós, os aposentados. Observem que todo assunto de interessante do Governo/BB, no âmbito da PREVI, tramita com uma velocidade impressionante. Evidentemente, quando nos referimos ao Governo, o executor da ordem e cabo do chicote é o patrocinador, como um “He-Man” do século 21: “Eu tenho o Voto de Minerva”.

João Rossi Neto

Anônimo disse...

Um gerente do BB amigo meu disse: "Ainda bem que voces resolveram dar uma agitada para sair o credito do superavit, pois provavelmente era certo que nao sairia ainda em Janeiro"

e disse ainda para resumir:
"Continuem com a pressao, que certamente sai este mes, eles detestam polemicas e repercusoes negativas..."

Pessoal, vamos intensificar informacoes sobre como esta o processo e envio a Previc, quando assinam e etc.
E ai, colega Rossi e demais combatentes, vamos botar para quebrar esta semana...
Amanha este processo ja tinha que estar na Previc.


Alcantara

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Luiz Fernando, das 05:27 horas,

Eu me aposentei em 2004.
Em conversas com colegas, também já verifiquei que existem distorções absurdas em termos de complementos de aposentadorias para cargos iguais/semelhantes, tanto é que, para as aguardadas negociações que devem se iniciar neste mês de janeiro, eu já havia sugerido, em outro blog, o seguinte:

"...verificar, junto à Previ, a origem das distorções que geraram, valores de complementos de aposentadoria absurdamente diferentes para cargos iguais/semelhantes de funcis que se aposentaram em épocas diferentes. Tenho conhecimento de colegas que, por exemplo, tem diferença de complemento 3 a 4 vezes maior do que o outro em cargos iguais/semelhantes apenas porque se aposentaram em épocas diferentes."

É isso aí, colega Luiz Fernando. Eu falei em 3 a 4 vezes. Mas, como você verificou, essa diferença pode ser de até 8 vezes ou mais. Dizem que a média dos complementos está em torno de 6.000,00. Mas, já ouvi falar em complementos próximos dos 50.000,00, o que deve ter um peso importante nessa média.
Agora, se a Previ nos fornecesse os dados estatísticos dos complementos, eu acho que a gente ia verificar que a maioria de nós, a base da pirâmide, deve estar abaixo ou bem abaixo daquela média de 6.000,00. Acho que não devemos pretender e nem teríamos condições legais de reduzir direitos daqueles colegas que se encontram em situação mais privilegiada. Entretanto, não podemos, também, nos conformarmos em permanecer na base da referida pirâmide, pois, a Previ é de todos nós.

Anônimo disse...

A pressão tem que continuar essa semana. Para ter respostas positivas até o dia 20. Abraço a todos

Anônimo disse...

O Sonho de todos é que se pague em 20/01, mas afirmo de antemão que não temos tempo hábil para isso.A Previc já mostrou cartão vermelho para este mês!

Lena disse...

Sr.Marcos,quais são os critérios que o senhor usa para escolher os comentários que serão publicados? Sabe porque pergunto? Já postei várias vezes e não estou me "achando" no seu blog.Porque? Estou me sentindo excluida e triste com o senhor.Foi aqui que pensei que eu poderia encontrar apoio de colegas como HELOISA MACIEL.É porque sou pensionista? Me responda por favor.Abraços da LENA.RIO.

Anônimo disse...

Peraí, companheiros!!! Se nem a Fazenda e nem a PREVIC se manifestaram e por isso não podemos receber o nosso crédito, também o Banco não poderá contabilizar a "sua parte" em seu balanço. Estou certo?

Joaquim de O. Pereira disse...

Aqui no Rio colegas que trabalham na Previ me confidenciaram que não vão sai os 20% nem dia 14, nem nunca. É que o BB e o Governo foram intimados em ações judiciais contrárias a distribuição e resolveram sustar o pagamento até o despacho final do juiz, o que pode demorar uns 10 anos. Finalmente o "não" venceu!!! Viva, Viva, Parabens AAPPREVI pela sua luta em favor do não. Graças às ações judiciais nosso 50% em dinheiro não sai. O BB leva o dele, porque a Resolução manda, mas nós vamos esperar para no futuro ter o que merecemos, ou seja, os 100%. São boas novas. A Justiça, em 10 anos vai nos dar ganho de causa. Estou realizado!!!
Joaquim Pereira - Rio de Janeiro

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Para "LENA"

Tenho a impressão que a pensionista "LENA" está procurando seus comentários em outro Blog. Tanto é que em um deles me tratou de "Sr. Medeiros".
Peço a quem a conheça que, por favor, a oriente nos procedimentos a seguir para postar mensagens e localizar suas publicações.
Foi feita uma varredura em todas os comentarios recebidos nos úlrtimos três meses e não foi localizado nenhum que lhe pertença e que tenha tido a publicação negada.
Ainda hoje lhe dei resposta a um questionamento, às 08:57 e, pelo visto, ela não a leu e continua insistindo que não há publicações em seu nome.

Grato,

Marcos Cordeiro de Andrade.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Senhor(a) JOAO ROSSI NETO

A PREVI confirma o recebimento da mensagem abaixo.
Aguarde nosso retorno em breve.

Gerência de Atendimento
PREVI

Data: 9/1/2011
Tipo: Reclamação

Mensagem: De forma bem didática: O processo que visa à alteração do
regulamento do plano 1, cujo contexto engloba o reajuste temporário dos 20%
foi autorizado pelo BB, Conselho Deliberativo dessa Caixa e DEST do
Planejamento.
Depois seguiu para a Secretaria Executiva da Fazenda. Falei com o Assessor
de Gabinete, Sr. Waldir Quintilhano, obtendo a informação de que já havia
sido aprovado no final de dez/10 e devolvido ao BB (Diretor Neri ou Amauri).
O BB alega que não recebeu o processo. A PREVIC também informa que não foi
demandada para à análise do referido processo.
Pergunta: " PREVI onde está engavetado o dito processo? O que está travando
o trâmite destes documentos? O que essa Caixa está fazendo para solucionar o
assunto? Não venha com aquela explicação marota e batida de que está
aguardando à aprovação pela PREVIC, que nós queremos resultados práticos e
concretos. Não esperem milagres e que as coisas caiam do céu. Administrador
foi feito para gerir negócios e dar respostas convincentes. Afinal de
contas, vocês são ou não gestores?

Matrícula: 4986560
Nome: JOAO ROSSI NETO
E-mail: jrossineto1@uol.com.br

Anônimo disse...

Definitivamente há alguém ou alguns atores mal intencionados escondendo nosso processo. Coisa de fascista. Inacreditável que práticas terroristas sejam perpetradas por representantes de instituições até então tidas como idôneas!!! Santo Deus, a que ponto chegamos! Onde estão os espantalhos de nossos "representantes" da ANABB e a federação da Sra. Isa Musa??? Por favor saiam de seus esconderijos e façam alguma coisa para solução deste embrógio que vocês próprios criaram. Ou façam isto logo, ou serão sumariamente defenestrados. Paguem para ver !!!

Anônimo disse...

Agora sim, o colega Rossi afundou de vez o "CARGUEIRO PREVI" com um unico torpedo e bem na casa de maquinas, direto no alvo..
Nem imagino a resposta da Previ para explicar este enigma, onde esta o processo?
Nao esta mais na fazenda, nem no BB, nao foi ainda para aprovacao final da Previc, entao oque? Será que perderam??
Ou tem gente ganhando algum nesta demora?
Com tao sabios e nobres colegas como o Rossi, "eles" vao ter que rebolar e muito para passar o "mel" na nossa boca.
Desta vez a casa caiu mesmo!!
Se sair dia 20 este credito, claro somente na pressao mesmo, vou estourar uma champgne e escrever no rotulo, esta é para AAPPREVI e especialmente para o colega Rossi.
E agora Previ, como fica, vai vira caso de policia o negocio, nao pagam, nao encaminham, nao dizem nada.

Raul Vasconcelos

Anônimo disse...

Com certeza a Previ nao vai ter muita resposta para esta mensagem do grande colega Rossi.
Se algum jornalista chega a saber deste fato, com certeza vai ser assunto da revista VEJA ou ISTOÉ.
Previ a fabrica de mentiras!!
ou Previ X processo superavit ninguem viu, ninguem sabe onde esta!!
Realmente é decpcionante a forma sorateira que tentam nos engamar.
Quero ver como vai ficar a coisa, Previ dizendo que falta Fazenda aprovar e Fazenda diz que desde fim de dezembro js esta aprovado.
Vai ter que chamar o tal jornalista Cabrini, do Conexao Reporter do SBT, e enviar ele la para Previ afim de descobrir qual é o "Misterio".
Quem esta querendo ganhar tempo com o nosso dinheiro e PORQUE??

Nivaldo Fagundes

Anônimo disse...

A sensação que eu tenho do enrolávit é que o banco ficou com os 15 bilhões!Pois contabilizou 7,5 e não distribuiu os outros 7,5, a serem contabilizados em outra ocasião oportuna!São um bando de aloprados e facínoras so diretores e o presidente da PREVI!

Anônimo disse...

Para mim, dependendo da resposta da Previ (se houver resposta) é caso mesmo de POLICIA.
Täo com o nosso dinheiro e resolveram fazer um PRE-CARNAVAL com ele.
Acho bom a Previ descer do SALTO e dizer o que esta se passando.
Como dizia meu saudoso avo: TEM GATO NA TUBA.
Agradeço imensamente ao colega Rossi por ter que fazer o papel de representante dos aposentados do BB.

Mario Lopes

Anônimo disse...

Não creio que a falta de pagamento por parte da Previ vá merecer destaque na grande imprensa. E se aparecer vai ser do tipo "Marajás querem mais dinheiro". Definitivamente, há coisas mais importantes rondando por ai e preocupando a todos, como a montagem do segundo escalão do Governo, o valor do salário mínimo, a volta da inflação, os problemas com o PAC, a falta de interessados no Trem Bala. Precisamos nos convencer que somos uma minoria privilegiada e que o resto do país nem sabe que existimos.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Vocês sabiam que a Previ tem que pagar até amanhã, dia 10, a Taxa de Fiscalização e Controle da Previdência Complementar - TAFIC para a Previc?
E porque isso? Porque está PREVISTO EM LEI, conforme podem verificar na internet:

"A TAFIC deve ser paga até o dia 10 dos meses de janeiro, maio e setembro, e deverá considerar como base os recursos garantidores dos planos de benefícios nos meses anteriores de agosto, dezembro e abril.
Os consectários legais incidentes sobre os tributos e contribuições federais deverão ser considerados sobre o valor da TAFIC QUE NÃO FOR PAGA NA FORMA E DENTRO DO PRAZO LEGAL.
Portanto, SOBRE O VALOR DA TAFIC RECOLHIDO EM ATRASO INCIDIRÁ SELIC, nos termos da Lei nº 9.250, de 26/12/1995.
A MULTA POR ATRASO NO RECOLHIMENTO É DE 20%, conforme o disposto nos artigos 12, § 4º, da Lei nº 12.154/2009, e 4º, parágrafo único, da IN 1/2010. ESSE PERCENTUAL SERÁ DE 10%, CASO O PAGAMENTO SEJA EFETUADO ATÉ O ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS SUBSEQUENTE AO DO VENCIMENTO."

Meu comentário: quando existe a intenção do legislador para que uma determinada entidade, como a Previ, pague alguma coisa, a exemplo dessa TAFIC, eles cercam de todas as maneiras.
Agora, pergunto, no caso do nosso superavit, existem datas-limite para pagamento e multas por atraso previstos em lei? E porque não? Afinal, nós, aposentados/pensionistas somos a razão da existência da própria Previ.
Então, taí uma boa questão para ser analisada nas negociações que, DIZEM, serão iniciadas neste mês de janeiro.

Anônimo disse...

Já está na hora de se criar um movimento em defesa dos aposentados do BB. Pela quantidade de colegas acessando sites em busca de informação, ficam decepcionados pela falta das mesmas e escrevem aos blogs desabafando e buscando quem possa ter uma informação concreta, sentimos que aquilo que é nosso está escapando entre os dedos e não podemos fazer nada. Será que não podemos?
Será que não está na hora da população saber quem é quem?
Eu creio que existem órgãos de comunicação que estão loucos por um furo desses.
Outra coisa, a muito tempo deixamos de ser 'marajás', isso pertence a outra faixa da população.
Creio que a hora é essa de se criar um movimento solidário em socorro aos aposentados do BB. Poderia até ser nominado de 'BENGALAÇO', em referência a nós velhinhos.
Josué Jorge Jr - PR

paraguassú disse...

E continua a enrolação. Eles não acreditam que a qualquer momento, um de nós, cabeças brancas, possam enchê-los de "porradas", ao nos depararmos com um desses traidores por aí. Essa raça, ou seja, esses ratos, estão convencidos que nós estamos caquéticos e acomodados. Será??????????????????

Heraldo Nóbrega disse...

Caros colegas,
Enviei nesta data, através do site da Presidencia da República, uma mensagem diretamente a presidenta Dilma sobre o problema da distribuição do superavit e as mentiras vindas da PREVI. Alguns colegas podem até dizer que não serve de nada, como dizem sobre as mensagens muito bem redigidas do Rossi, mas imagino que se muitos fizerem mensagens para deputados, senadores e para a presidenta, chegará num ponto que vão exigir providencias a fim de evitar manchas no governo. O silencio e a falta de atitude é o que mais interessa para os que estão no poder. Vamos nos unir e procurar incomodar através dos meios ao nosso alcance.

Anônimo disse...

Pelo andar da caruagem, parece que vai dar zebra no dia 20.
Esta semana que vai começar nos vamos tirar digamos a "temperatura", se nao houver noticias que Fazenda aprovou e finalmente enviaram a Previc ja nos primeiros dias da semana, ai a coisa é feia mesmo para o nosso lado.
Vai ter mesmo de tentar acionar imprensa, mesmo nao acreditando que vao se interessar, mas sempre tem gente de plantao para denuncias, este caso é SIM de denuncia.
Vale carta, email, telefone para todo mundo em Brasilia, ate sessao espirita com o saudoso Presidente Juscelino voces podem tentar, se houver algum medium aposentado da previ EH.EH.EH...
Manda puxar os pes la do Flores.
Brincadeiras a parte, o caso é critico, ao menos neste momento, quem sabe amanha tudo possa ser esclarecido (quanto otimismo)
Se a situaçao esta assim para creditar, imagine quando nas reunióes falarem de aumento.
E tinha gente esperando credito para o Natal, que dureza hein...


Ricardo Gomes

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colega Heraldo Nóbrega,

Acho que a idéia certa é essa mesmo que você disse. Entretanto, não seria mais eficiente se, nas mensagens a presidente, senadores, deputados, etc. ficasse consignado que foram enviadas cópias para alguns órgãos da imprensa ou para determinados jornalistas conceituados a nível nacional? Aí, eu acho que a preocupação dessas autoridades de verificar a questão e dar uma resposta vai ser muito maior.

AIRTON disse...

CARO MARCOS E DEMAIS COLEGAS DO BLOG. EU, AIRTON, SUGIRO QUE ENTREMOS EM CONTACTO COM OS DIRIGENTES DO "C Q C", ME PARECE QUE É DA TV BANDEIRANTES OU RECORD, NÃO SEI BEM.
VAMOS PEDIR PARA ELES ENTREVISTAREM OU DEPUTADOS E SENADORES PERGUNTANDO SE SABEM SOBRE O CASO "SUPERAVIT" DA PREVI. QUE O BANCO DO BRASIL ESTÁ NOS ROUBANDO.
TALVEZ ESTES BRAVOS JORNALISTA POSSAM NOS AJUDAR. ELES GOSTAM DE "METER A ACOLHER" NESSES ASSUNTOS POLÊMICOS DESONESTOS.
COLEGAS QUE MORAM EM SÃO PAULO, MOVAM-SE. EU MORO AQUI EM MINAS MAS ESTOU DANDO A IDÉIA, SERÁ QUE DÁ CERTO?
ABRAÇOS A TODOS
AIRTON.

Anônimo disse...

Comunico que "NOSSOS" colegas, cito 2 nomes fortes la da Previ, que estavam de ferias em Florianopolis, segundo fontes veridicas, ja nao estao mais na cidade.
No entanto, vou ter que citar o que um deles deixou escapar para um conhecido meu, que reside na mesma praia.
Sobre as nossas lamurias nos blogs sobre o credito do superavit, o tal disse apenas a seguinte frase:
"Nós so podemos mesmo rir"
Pois é, rir das nossas lamurias.
Cheguei a pensar em nem comentar tal coisa, mas nao teve jeito, nao pude conter-me.
Nem quero dizer mais nada para nao ficar atiçando aos colegas, para mim ja bastou apenas esta pequena declaraçao, ela para mim já diz tudo.

Roberto - Florianopolis

Lena disse...

BOM DIA! JÁ SÃO 6 HORAS E DEZ MINUTOS.DIA 10. AINDA NÃO FUI DORMIR.ESSE BLOG VICIA.NÃO CONSIGO FAZER MAIS NADA!ONTEM EU NÃO SABIA SE PREPARAVA O ALMOÇO OU FICAVA DE OLHO NO BLOG DO MARCOS.ESSA GALERA É MUITO DOIDA,E NESSA EU ME INCLUO. CLARO Q O ALMOÇO SAIU,MAIS O ARROZ QUEIMOU,OS BIFES FICARAM SALGADOS.SEM OUTRA ALTERNATIVA,FOMOS DE SANDUBA MESMO.AINDA ESTOU AQUI,É QUE A PREVI ME TIRA O SONO. TENHO UMA SUGESTÃO: Q TAL IRMOS PARA A FRENTE DO PRÉDIO DA PREVI? USAREMOS CAMISETAS PRETAS E NAS COSTAS ESCRITO ASSIM:SUPERAVIT. SE NÃO FIZERMOS ALGO QUE CHAME A ATENÇÃO DA IMPRENÇA E MÍDIA ESTAMOS FERRADOS! SR MARCOS, É POSSIVÉL TIRAR DO BB O NOSSO DINHEIRO Q A PREVI DEU PARA O AFILHADO BB? É LEGAL? E COMO FAZE-LO? ME PERDOE,MAIS NÃO ENTENDO DE LEIS. GOSTARAM DA IDEIA ? EU TOPO! VAMOS FAZER BARULHO,LEVANTAR A BANDEIRA DA TRASNPARENCIA E DA MORAL.ETA CHAPA TRES! BOTA A CARA DE FORA CAMBADAS DE MENTIROSOS. BB DEVOLVA O QUE É NOSSO!! O PAU VAI COMER! ALÉM DE UMA POUCA MERRECA ,VEM DESCONTADO INPOSTO DE RENDA,CASSI E OUTROS.É MUITA CORVADIA! ABRAÇOS PARA ESSES GURREIROS ROSI E MARCO. LENA.RIO.

Anônimo disse...

Dizem que a Previ monitora mesmo a internet para ver os acessos a blogs e sites sobre aposentados e pensionistas e não se importa, pois dos 86.119 aposentados e pensionistas, nem 3.000 acessa a internet. O resultado da votação que chamou a atenção não foram os votantes, mas os que sequer votaram. Sabem que os 48.600 que não votaram não sabem ou não estão nem ai para tais assuntos. Sabem também que em qualquer eleição quem elege mesmo são os que estão na ativa, pois esses votam, tanto que os benefícios dos ativos já foram creditados. O nosso pode esperar.

Anônimo disse...

Colega, voce deveria dar o nome desse salafrario. Somos Palhaços deles mesmo.Então, mais uma prova que ficam bisbilhotando aqui no nosso blog.O caso seria uma auditoria na PREVI assim iriam para a rua.

Anônimo disse...

Depois de ler esses comentarios aqui no blog chego a pensar que a PREVI esta nos escondendo alguma coisa. AHHHHHHHHHH, chapa 3 se cuidem!!

Anônimo disse...

Se a Previ monitora então ai vai um recado para voces da diretoria da PREVI; Caiam fora seus salafrarios. Voces estão rindo das nossas caras, mas não vão rir para sempre não. Estamos bem mais espertos dos que voces pensam! Temos O Rossi e o Marcos para nos defender e estamos crescendo cada vez mais!!!!Um dia ficarão com os cabelos brancos também, isto é se chegarem lá!

Anônimo disse...

Dirigentes sindicais realizaram reunião com os funcionários do local até 10h30 e entregaram à população carta aberta que explica as consequências do assédio moral na vida dos empregados e os reflexos para os clientes.

A funcionária do BB e diretora da Fetec-CUT Inês Ogando ressalta que a questão do assédio moral não está sendo tratada de forma séria no Banco do Brasil, mesmo com a criação do Comitê de Ética. “Na agência João Mendes já foi formalizada uma denúncia para a Ouvidoria há cerca de um mês, mas até o momento não houve resposta. Essa demora é uma clara demonstração de que o banco quer esconder o problema e empurrar para debaixo do tapete. Vamos continuar realizando protestos até que a instituição mostre vontade de resolver a questão”, afirma o dirigente.
O que virou o BB, heim?

Anônimo disse...

Pelo andar da carruagem, só restará uma providencia:
Os signatários do acordo, representantes da parte prejudicada, que exijam o cumprimento . Pelo que sabemos, apenas uma parte está sendo prejudicada. Ou apresentem quais os empecilhos que estão obstando o cumprimento do acordo.
O que é inaceitavel é esse "silencio". Merecemos o mínimo de explicações. Basta de respostas "carimbadas".

Anônimo disse...

Colega João Rossi,
em primeiro lugar,parabeniza-lo pela luta constante,ferrenha.Depois,uma sugestão apenas: que tal o Sr se dirigisse agora aos blogs estritamente políticos,como Blog do Noblat,Coluna do Ancelmo Góis, ambos do O globo,Blog do Claudio Humberto,a Previ morre de medo de aparecer nesses noticiarios,todos os políticos os lèem.Grande abraço.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Colega Lena e demais participantes:

O assunto Portabilidade é tratado com seriedade e cautela há mais de três meses. Leiam em Notícias Relevantes de 21/09/2009 – “Holbein Menezes propõe a retirada dos créditos dos nossos proventos da alçada do Banco do Brasil”.
A partir dali avanços foram registrados através de contatos sérios existentes. Por prudência, os desdobramentos não são divulgados.

Anônimo disse...

Punir quem e por qual motivo? A internet não tem censura. O monitoramento é feito por todo mundo e no mundo todo existe pesquisa sobre o que se faz e o que se escreve na www. O Banco, Previ, Governo fazem isso 24 horas por dia. Ninguém é demitido por vasculhar a internet não há como botar na rua o Presidente do Banco e o Presidente da Previ ou a Dilma, todos interessados no superávit da Previ. Esculhambar também não adianta, pois não tira pedaço. O que fazer? Sentar e esperar e aqui no Rio dizem que a Previ precisa vender algumas ações não estratégicas para pagar a todos nós esses 240% da primeira parcela. Se vender rápido demais chama atenção do mercado e o preço cai. Quanto menor a exposição na mídia melhor preço pelas ações a Previ consegue.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From: dr.tadeu.adv
To: Contato - Previ Plano 1
Sent: Monday, January 10, 2011 12:29 AM
Subject: Re: Fw: desconto cassi e imposto de renda s/superavite


Prezado Sr. Marcos,

Em relação ao desconto de IR e da CASSI, fiz exaustiva pesquisa e não consegui encontrar nenhuma norma ou jurisprudência que pudesse impedir esses descontos do valor que será pago pela PREVI por conta da distribuição do superavit.

Atenciosamente,

JOSÉ TADEU DE ALMEIDA BRITO
Advogado

Anônimo disse...

Com relação ao IRenda e Cassi, se os 20% serão tributados e entrarão na bese de contribuição da Cassi, entendo que terá que incidir no 13º
salário.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida da Colega Daisy de Freitas Saccomandi, digna representante do Grupo UNAP-BB:

Para conhecimento de todos, repasso resposta que recebi do Dr. José Tadeu de Almeida Brito, advogado da AAPPREVI sobre os descontos de imposto de renda e Cassi a serem efetuados sobre os valores que receberemos brevemente ref ao superavit da PREVI.

Por oportuno informo que não chegou ao meu conhecimento respostas ao questionamento pelas associações ANABB, AAFBB e FAABB. Como a consulta inicial foi feita pelo colega Edson do Ben, estou encaminhando cópia para que ele se manifeste se recebeu resposta da associações, bem como estou encaminhando cópia às entidades por estarem sendo citadas.

Abçs
Daisy

Anônimo disse...

Ainda vão precisar vender algum imovel para pagar os aposentados e pensionistas do BB? Por que não falaram antes?

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Conforme pode ser verificado no site da Previ, no item "Demonstratação do Ativo Líquido - Plano 1", consta um saldo no Fundo de Renda Fixa no valor de R$ 27.547.302.000,00 (vinte e sete bilhões, quinhentos e quarenta e sete milhões e trezentos e dois mil reais).
Diante disso, pergunto, será que a Previ terá que vender ações para pagar os nossos 240%, que são apenas uma parte dos 7,5 bilhões que nos foram destinados?
Aí, talvez, algum colega mais entendido possa nos explicar essa dúvida.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida do Colega João Rossi Neto;

Acionei todos os órgãos envolvidos neste imbróglio, agora a verdade deve vir à tona.

----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: atend@previ.com.br
Sent: Monday, January 10, 2011 12:53 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Pelo jeito a bomba vai estourar nas mãos dessa PREVI, já que a Secretaria Executiva da Fazenda deu resposta oficial de que despachou o processo e, o BB, por sua vez, afirma de que não está com ele, então, ESTÁ ENGAVETADO NESSA CAIXA que, para agravar a situação, está sonegando informações. Vou enviar cópias destas mensagens para que a PREVIC tome providências contra o procedimento irregular e desumano desse Fundo de Pensão, pois desobedece frontalmente o artigo 24 da Lei Complementar 109/2001. Queiram manifestar com priorioridade sobre este assunto e sobre a minha mensagem do dia 09/01/11, das 3:43.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: presidencia@bb.com.br
Sent: Monday, January 10, 2011 12:36 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Carlos Alberto,

Solicito-lhe verificar o que está acontecendo, dando-nos noticias, se possivel, ainda hoje.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: diref@bb.com.br
Sent: Monday, January 10, 2011 12:34 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

A ESPECIAL ATENÇÃO DOS DIRETORES: NERI E AMAURI
Agora é oficial, a Secretaria Executiva da Fazenda afirma taxativamente que o assunto está nessa Diretoria. Por que o processo não foi encaminhado à PREVI e essa a PREVIC. Informo-lhes que hoje ( 10/01) a PREVIC já me informou que ainda não acionada. De duas, uma: Esse banco está com o processo parado ou a PREVI. Solicitamos-lhes manifestarem com urgencia sobre o exposto.
----- Original Message -----
From: Waldir Quintiliano da Silva
To: João Rossi Neto
Sent: Monday, January 10, 2011 12:00 PM
Subject: RES: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Prezado João.

O assunto já foi resolvido, no âmbito do Ministério da Fazenda, em 29 de novembro de 2010. Conforme informei a Vossa Senhoria, por telefone, a questão foi encaminhada ao Banco do Brasil, cabendo àquele órgão as providências finais perante a PREVIC. De qualquer modo, levei o tema ao Diretor do Banco, Dr. Amauri, conhecimento.

De: João Rossi Neto [mailto:jrossineto1@uol.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 10:57
Para: Waldir Quintiliano da Silva
Assunto: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Exmo. Sr. Dr. Waldir Quintiliano.

Assessor de Gabinete,

DISTRIBUIÇÃO DOS SUPERÁVITS DA PREVI - Depois de aprovado pela Diretoria Executiva do Banco do Brasil S.A, o processo foi sumetido e aprovado pelo Conselho Deliberativo da Caixa de Previdência - PREVI e, depois seguiu para o DEST do Ministério do Planejamento, onde foi aprovado no final do mês de dezembro/2010 e encaminhado à essa Secretaria Executiva da Fazenda para sua análise. Este foi o último paradeiro do processo. Isto posto, indagamos se o mesmo já foi despachado e devolvido ao Banco do Brasil ou a PREVI ou, ainda, encontra-se nesse órgão regulador.

Pedimos a especial gentileza de prioriorizar a resposta, visto que se trata de assunto que desfruta da prerrogativa contida no artigo 71 da Lei 10.741, de 01 de outubro de 2.003- (Estatuto do Idoso). Além do mais, agilizando essas providências, é possivel que a PREVI ainda faça o crédito aos aposentados na folha do próximo dia 20 deste. Fico na expectativa da sua manifestação ainda hoje.

Atenciosamente.
João Rossi Neto - Matrícula/PREVI: 4.986.560-9

Anônimo disse...

Apertem os cintos; o piloto sumiu.
Torre de Babel; versão 2010/2011
BB/Previ/Previc/ e mais alguns orgãos devem ter razões de sobra para causar tamanho suspense.
Haja paciencia. É um tal de "não está mais comigo", "já saiu daqui" " está com fulano, sicrano ou beltrano".
Que situação!. Que país é esse?

Anônimo disse...

Bom, agora com este ultimo Torpedo do colega Rossi, o CARGUEIRO PREVI foi para o fundo do mar, so restou alguns botes salva vidas.
Este Rossi, sem duvida é o "Pele" da seleçao dos cabeças brancas, que
GOL de placa esta fazendo na Previ.
Quero ver por onde vao tentar fazer o contra-ataque, acho que a explicaçao (se houver) nao vai ser bem sucedida.
Seria ACONSELHAVEL depositarem o credito imediatamente para virarmos este lamentavel pagina e seguirmos para a mesa de negociaçoes.
Se tem "GENTE" la da Previ rindo das nossas lamurias, com tudo que estamos presenciando, talvez nao va rir por muito mais tempo.
Alguem disse que isto era CASO DE POLICIA, pois começo a concordar em genero, numero e grau.

Ailton Sampaio

Anônimo disse...

Mais um dia de enrolação sem noticias no site da previ, oque custa jogar limpo, dizer oque anda rolando, tudo isso é orgulho?ou é sacanagem mesmo?

Lena disse...

Alo pensionistas! Vamos entrar.Estou achando vcs muito caladas,assim como nossos bravos guerreiros lutam por nós, vamos unir forças para ajuda-los também. Não podemos ficar só contando com eles.Se não da para ajuda-los de outra forma,pelo menos entrem no blog e metam o pau em quem merece que é a previ.Outra: nada de anônimo! coloquem a "cara" MEDO? DE QUE? Somos fortes,não no sentido físico mas nas nossas lutas diárias pelo pão de cada dia.Somos fortes porque tivemos maridos que deram as suas vidas ao BB.Quantas de nós ficamos sem eles porque viajou a trabalho do banco? Quantas de nós cansamos de levar os nossos filhos bem cedo para a escola porque eles estavam se arrumando para ir trabalhar? Quanta vezez recebemos os beijinhos carinhosos de nossos maridos indo e vindo de mais uma jornada de trabalho,e tantas outras coisas mais. E agora? O que fazem com a gente? E se nossos maridos estivessem aqui? Claro que estariam lutando como leões por nós esposas e nossos filhos.Vamos gritar,blogar aqui,entupi a caixa da previ[quem sabe] O que não podemos é ficar olhando sem dar um mínimo de nós mesma.Quero ter o orgulho de velas aqui.Samos ou não colegas? Eu sou a sua amiga. Abraços e beijinho.Lena RIO.

Anônimo disse...

ESSE É O PT QUE EXISTE.

BERZOINI COLEGA DE BANCO DO BRASIL?
COMO O BERZOINI GOSTA DE APOSENTADO HÁ TANTO TEMPO.

Supremo abre brecha para que 100 mil aposentados movam ação contra o INSS

Recadastramento na Gestão Berzoini gera polêmica e danos aos prejudicados

Aposentados 09/01/2011 | Por Richard Casal



Episódio batizado com o ´troféu Berzoini de crueldade popular`, numa referência ao ex-ministro da Previdência Ricardo Berzoini, poderá render oito anos depois, indenização por danos patrimoniais e morais aos aposentados e pensionistas do INSS que estiverem vivos.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu a legitimidade do Ministério Público Federal (MPF), para entrar com ação civil pública reivindicando o direito de ressarcimento a todos os prejudicados com a suspensão do benefício em outubro de 2003. A estimativa é que cerca de 100 mil segurados em todo o país possam ser beneficiados com a ação.

No primeiro governo Lula, o ex-ministro Ricardo Berzoini, decidiu suspender o pagamento de todos os benefícios dos segurados com 90 anos ou que recebiam pensões e aposentadorias por mais de trinta anos. A medida foi tomada intempestivamente, sem aviso prévio aos beneficiários. O pior é que o benefício só seria restabelecido com a presença do aposentado e pensionista na agência previdenciária para fazer a prova de vida. Na época houve tumulto nos postos do INSS e idosos desmaiaram nas filas. Fatos que obrigaram o ministro a suspender o recadastramento e pedir desculpas aos segurados.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Todos estão procurando uma explicação para o paradeiro do processo depois de aprovado pelo Ministério da Fazenda.
Conforme o colega Roberto - Florianópolis, de 09/10, das 18:51 horas, alguém, lá na praia, assim se expressou com relação às nossas lamúrias: "Nós só podemos mesmo rir".
Diante disso, estou torcendo para que seja esse cara o responsável por esse sumiço do processo e a Dilma meta o pé no traseiro dele e o jogue no olho da rua, para que a gente possa comprovar aquele ditado: "Ri melhor quem ri por último".

Anônimo disse...

No período da votação do superávit eu estava numa cidade de
Goiás próxima a Brasília e não consegui registrar o meu NÃO. Como pode uma entidade bilionária como a Previ não ter estrutura para uma votação honesta? Talvez o único lado positivo de tudo isso está justamente na revolta que vai tirando alguns da escravidão de Anabb, cut, associações sem razão de ser e vindo para cá.
AAPPREVI NA CABEÇA!!!!

WASHINGTON LOPES disse...

Atenção colegas !!! Procurem acessar, no site da PREVI, as informações do seus empréstimos simples.
Verifiquei ainda há pouco que o meu limite subiu bastante. Seria uma consequência da folha de pagamento maior no próximo dia 20 ????

Anônimo disse...

COLEGAS, A SITUAÇAO E OUTRA....NAO TEM PROCESSO ENGAVETADO.SIMPLESMENTE O PLEBISCITO FOI UMA FRAUDE.ESTA TUDO ILEGAL,NAO PODERIA HAVER VOTAÇAO POIS A LEGALIDADE DA RESOLUÇAO AINDA ESTA SENDO JULGADA.O BANCO POR DESESPERO,DA NOITE PARA O DIA RESOLVEU NEGOCIAR E AGORA ESTA IMPEDIDO DE ROUBAR QUALQUER CENTAVO DO PLANO 1.SE ELE NAO LEVA,NOS TAMBEM NAO!!!!!
MAS SERA MELHOR PARA NOS,POIS NOSSA PARTE E 100% e NAO 50%.
CALMA PESSOAL.A COISA ESTA MUITO FEIA PARA A PREVI E PARA O BB.

rosalina_de_souza disse...

Brava Colega Lena - Rio de Janeiro.

Sinto me orgulhosa de tela participando ativamente do Blog.

Nós pensionistas aos poucos vamos mostrando que somos fortes,mesmo esquecidas.

A AAPPREVI,abriu caminho para nós,colocando em sua Diretoria uma pensionista.

Precisamos acordar esta nossa classe de pensionistas, hoje quase 20 mil pensionistas numeros que não param de crescer.

Com nosso crescimento a Previ a cada ano eleva seus superávits, pois economiza 40%, pois após a morte de nossos maridos,ela passa pagar apenas 60% do que eles recebiam,por força do seu estatuto.

INSS paga 100%, e a Funcef dos funcinários da Caixa Econômica 80% e nós da Previ 60%.

Lena - Rio seje bem vinda,fale com suas amigas da "AAPPREVI",se esforçe nossa trabalho não será em vão,nossa luta vai sim trazer melhor qualidade de vida a todas nós.

Ajude a AAPPREVI como novos sócios.

Um grande abraço da sua Colega Pensionista.

Rosalina de Souza

Matrícula Previ 18.161.320-4

vhspassini@uol.com.br

Julita disse...

Querida Lena! Sou pensionista também e estou para o que der e vier! Vamos lutar sim, juntas venceremos. Meu marido ia trabalhar doente, segurando nas paredes! Se doou para o BB pagando a previ até a data de seu falecimento para me deixar uma pensão digna e agora amiga ,recebo somente 60¨%!!!! Quero meus 80% como a chapa 3 havia prometido e como todas as outras pensionistas como as da CEF recebem! Conte comigo!!! Abraços Julita

Anônimo disse...

Colega das 10;14 o meu limite não subiu nenhum tostão.

Anônimo disse...

AH então tah a PREVI ainda tem que vender ativos para gagar a gente!Pq não fizeram isso antes?PQ tanta sacanagem?dia 10/01 e nehuma notícia do enrolávit!E AINDA TEM COLEGA QUE ACHA, ACHA QUE O DINHEIRO(CRÉDITO É UM TERMO MUITO CHIQUE)VAI SAIR DIA 20/01!!!!MAS NEM QUE VACA TUSSA E DIGA O TUTU SAIU!É MELHOR EU PEDIR UM CDC E AGUENTAR MAIS UM POUCO ATÉ DEPOIS DO CARNAVAL!QUALQUER COISA DESFAÇO DE UM LOTE QUE AINDA TENHO, ÚNICO BEM QUE ME RESTOU DEPOIS QUE MEUS PAIS SE FORAM!SE A PREVI NÃO PODE VENDER SEUS BENS QUE SÃO DOS APOSENTADOS DO PLANO 1 EU SEI HONRAR MEUS COMPROMISSOS!

Anônimo disse...

Tenhamos em mente que a votação do acordo para distribuição do superavit se refere apenas a sua forma de distribuição entre os assistidos, que foi de 20% para todos, elevação do teto de 40 para 70%, sendo que a transformação de temporário para permanente em relação a distribuição do superavit anterior que não tem nada a ver com a distribuição atual e por isso já foi regulamentado.

Mesmo que venha a ter problemas com relação a Resolução 26, por sua inconstitucionalidade, não é motivo para a suspensão da distribuição "acordada", visto que os 50% que nos cabe, segundo o Banco, será acrescentado ao nosso percentual os 50% do Banco, aumentando o período de 60 meses para 120 meses.

Essa é a lógica.

Anônimo disse...

Caro Washington, meu limite do emprestomo simples continua o mesmo "ZERO".
Diante de inumeras renovacoes que precisei fazer para poder TOCAR MINHA VIDA E ATE PODER COMER, eu, como "grande" aposentado deste Banco e da Previ, que tem "FACILITADO" tanto as nossas vidas ultimamente.
Agora, que dei cheques pre-datados para dia 21 e 22/01, imagina como meu coraçao anda? Na minha idade, com meu carater, correr rusco de cheque sem fundo.
Mas, tem nada nao, grande ERRO, mas ENORME ERRO, acho ate uma "BURRICE" minha achar que ate 20 de janeiro vinha alguma coisa, como disse um colega, ninguem sabe e ninguem viu...
Resta agora, acender velas e rezar, a coisa esta mais as vias de um milagre.

Flavio Dias

Anônimo disse...

Ei gente. Quero ver se quando a Previ começar dar déficit se vocês vão querer correr e pagar contribuição em dobro para saldar. Sim, pois se o BB tem direito a 50% do superávit, só pode ser responsável por 50% do déficit e ai, meus amigos, Quero ver quem vai escrever na internet : "Que droga!!! Ainda não me debitaram a minha parte do déficit"!!!! Calma, pois até então quando a Previ não distribuia superávit ninguem ficava berrando "quero o meu, quero o meu" Agora que concordou em nos pagar ficam cobrando todo o dia.

Anônimo disse...

Me desculpem mas não estou entendendo mais nada.
Anonimo das 11:56 se explique melhor.

Lena disse...

Alo ROSALINA,eu sou apenas uma pensionista .Quero lhe esclarecer que não faço parte da AAPPREVI.[é hoje q seu MARCOS me mata.]Eu entro nasse blog porque é o único lugar que encontrei para desabafar os meus bofes.Muito bacana essa atitude das pensionistas.Sei que estão solidarias a todo esse sofrimento.Os nossos colegas estão na luta por nós. Abraço ROSALINA e todas as outras colegas que tenho certeza entraram no blog do MARCOS. E VAMOS Q VAMOS! Lena.RIO.

Anônimo disse...

Me desculpe anonimo 13;03, voce deve ser algum espião da PREVI.Por que voce se dirige dessa maneira com os seus colegas?

Jose Francisco disse...

Repasso meu pensamento enviado tambem para o Blog do Medeiros.
Buenas Marcos.
Acho este silêncio das "autoridades" muito sintomático e deveras preocupante.
Algo houve que a saparia calou-se no banhado.
Yo no creo en brujas, pero que las hay...las hay.
Acho que o pessoal da PREVI resolveu dar uma de João sem braço, e enquanto o rebenque sobe e desce, as costas descansam.
Cheguei a conclusão de que isto não passa de mais uma grande velhacagem, e por isto vou botar a tropa no açude, achegar o tordilho pra sombra, desencilhar, tirar a gaita da caixa, e bem acomodado, tocar valsa da despedida para o Superavit..
Pra mim, são favas contadas...
José F. Rovere

Carlos Mariano disse...

ANONIMO DA 13:03 - A questão do déficit quando houver é responsabilidade do BB desde que ele assumiu a administração e fiscalização da PREVI e isso é previsto em Lei, já ter direito sobre as sobras (superavit), também, como previsto em Lei, cabe somente aos que usufruem de beneficios. A única regalia que o Patrocinador tem é parar de contribuir quando há sobras.
Como voce e todos devem desconfiar, embora eu não possa afirmar ser verdade, o BB já cobriu muito mico com o dinheiro da PREVI é só ler os blogs e comentários dos colegas mais entendidos no assunto. Portanto pare de fazer comentários defendendo um BB que há muito tempo deixou de ser honestamente administrado eu que o diga pelas mentiras que ele declara nos processos que tenho contra ele e suas autarquias (entenda-se PREVI e CASSI).

Carlos Mariano disse...

Na minha ignorancia gostaria que algum colega mais entendido me explicasse a quem pertence a PREVI atualmente (muito antigamente eu sei que ela era uma associação e, portanto, pertencia aos seus associados (embora eles não pudessem liquida-la e usufruir seu patrimonio, tinham o poder de administrar e fiscalizar o uso do patrimônio).
Hoje dentro da Lei atual está me parecendo que a PREVI pertence ao BB e que para nós ela ficou sendo que nem o INSS (nós temos direito a beneficio mas só isso e olhe lá).

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Prezada Lena.

Tranquilize-se, não é necessário ser sócia da AAPPREVI para participar neste espaço, que é livre. Tanto é que até os outros Blogs copiam os comentários que são postados aqui. Quem sabe esses seus ja não estão sendo usados? Veja o exemplo do Rossi, copiam o que ele escreve aqui sem ao menos mencionar a origem, como manda a ética e o bom relacionamento entre os mediadores.
Você é e será sempre bem vinda, mesmo não se associando a AAPPREVI que a espera de braços abertos para quando se decidir.

Cordialmente,
Marcos Cordeiro de Andrade.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

From: atend@previ.com.br
To: ivanrezende07@hotmail.com
Subject: Enc: ATENDIMENTO PREVI
Date: Mon, 10 Jan 2011 18:20:12 -0200

Senhor Ivan,

Informamos que, após aprovação das propostas para destinação do atual superávit do Plano 1 em todas as instâncias, será destinado aos participantes e assistidos o valor aproximado de R$ 7,5 bilhões.

O mesmo valor utilizado em prol dos participantes e assistidos será destinado ao Banco do Brasil para fazer frente à suspensão das contribuições por três anos e parte será contabilizada mensalmente em uma conta específica a ser aberta pela PREVI, cujos recursos poderão ser utilizados pelo Banco para cobrir compromissos que ele tenha com o Plano 1. Não há transferência imediata de recursos para o Banco do Brasil. Os recursos a ele destinados permanecem na PREVI, contabilizados em conta específica.

Quanto às contabilizações efetuadas pelo Banco do Brasil para apuração de seu resultado em anos anteriores, registramos que tal medida não decorre de qualquer decisão sobre utilização do superávit e nem tampouco repasse de valores da PREVI ao Banco.

A contabilização que o BB realizou decorre da interpretação de normas contábeis às quais o Banco está sujeito e à edição da Resolução CGPC 26, que lhe permitem reconhecer em seu balanço, antecipadamente, valores aos quais julga que terá direito em função das normas vigentes.

Permanecemos à disposição.

Kleber Maia
Gerência de Atendimento
PREVI
De: Ivan Rezende
Para: ,
Data: 06/01/2011 17:08
Assunto: RE: ATENDIMENTO PREVI

Sr. Marcello Moura, ao agradecer a presteza de sua resposta, ficou bem claro, também, que o Banco do Brasil somente poderá utilizar do Superávit (inclusive para dividendos e participações dos funcis da ativa), a partir da data que efetivamente for autorizado pelos órgãos competentes.
Meu entendimento está correto?

Ivan Rezende da Silva

Ivan Rezende disse...

Marcos, com relação ao seu comentário 14:17 dirigido à Lena, também o outro espaço -que ainda não tive o prazer de participar- registrou um comentário meu (o da consulta/resposta à Previ) sem,também, mencionar a origem.

Anônimo disse...

o Medeiros já pintou bandeira e cartão vermelho para o enrolávit.Quer dizer que não sai nada este mês.Para bom entendedor pingo é letra!

Lena. disse...

Sr Marcos.Achavas que eu iria ficar de fora? Já me associei sim.Só falta eu ir ao BB. Não acho legal[no bom sentido] ficar usufluindo do que é bom só para nós.Se esperarmos por aafbb e anabb, estamos fritos.Amanhã eu gostaria de ver esse blog cheio de mulheres.Somos ou não somos O "CARA''.Beijinhos galera.Lena.RIO.

Anônimo disse...

Marcos,
A Previ tem informado a todos que tem cobrado informações sobre a aprovação do acordo que a implantação do Benefício Especial Temporário e o tão aguardado crédito ainda depende de aprovação do Ministério da Fazenda e da Previc.Quanto aos Benef.Espec.de Remuneração a incorporação já foi feita porque já foi aprovada em todas as instâncias. Essa aprovação já foi feita anteriormente?

Lena. disse...

HOJE LIGUEI PARA UM ADVOGADO DA AAFBB E PERGUNTEI SOBRE A TAL GRANA.ELE,MUITO EDUCADAMENTE ME RESPONDEU QUE O NOSSO DINHEIRO SAI SIM,DIA 20 DESSE MES[JANEIRO].ELE DISSE TB QUE NÃO TEM COMO MAIS A PREVI FICAR ADIANDO.VAMOS ACREDITAR. ABRACOS LENA.RIO.

Lena. disse...

ANÔNIMO DAS 13:O3.VC ESTÁ DE QUE LADO? POTA A CARA PRÁ BATER! SAI DO ANONIMATO "AMIGO".LENA.RIO. ESTOU LÁ E EM CIMA.SAI FORA.

Lena. disse...

SEU MARCOS QUE DEUS TE ABENÇOE INFINITAMENTE.TUDO DE MELHOR PARA O SENHOR E OS SEUS. FICA NA PAZ DO SENHOR JESUS. ABRAÇOS COM MUITO CARINHO.LENA.RIO.

Lena. disse...

Sr.MARCOS,O QUE EU DISSE SOBRE O VALOR LÍGUIDO,EU ERREI.NA REALIDADE É O BRUTO.O LÍGUIDO JÁ FOI PRO RALO.QUEM ME DERA! [DESCULPA TÁ?.ABRAÇOS.LENA.RIO.

Lena. disse...

MARCOS,EU E TODA ESSA GALERA DO BLOG APOSENTADO[A] E PENSIONISTAS NÃO AGUENTAMOS MAIS! EU SEI O QUE VENHO PASSANDO.MAS NÃO ADIANTA FALAR,PEDIR,IMPLORAR,TELEFONAR.A PREVI TEM UMA CAPACIDADE ENORME DE NOS TIRAR DO SÉRIO.ESSA M DE PREVI CONSEGUE MATAR-NOS AOS POUCOS, A CONTA GOTAS.O QUE FOI QUE NÓS FIZEMOS DE ERRADO PREVI? PORQUE VCS NÃO ESCLARECEM NADA DIREITO E DETALHADO? PORQUE VCS AGEM NA CALADA? PORQUE MALTRATAM QUEM NÃO MERECE. QUE SÃO OS QUE MAIS CONTRIBUIRAM COM ESSE IMPÉRIO PREVI. FOMOS NÓS OS CABEÇAS BRANCAS,[OU VELHOS]COMO QUEIRAM NOS CHAMAR,NÃO NOS IMPORTA]O CAPETA ESTÁ COM INVEJA DA CHAPA 3.SE EU PUDESSE JOGARIA UMA BOMBA EM CIMA DE CADA PRÉDIO DE VCS. FALO,FALAMOS;MAIS SEI QUE NÃO RESOLVE.CHAPA 3,VCS TEM FILHOS E NETOS.O CASTIGO VEM NA ELEIÇÃO.MAS O CASTIGO PIOR VEM DE CIMA.AS MÃO DE DEUS É MUITO PESADA! PODEM CRER NISSO.NÃO SOU BEATA,NÃO FREGUENTO IGREJAS.MAIS SEI QUE A LEI DE DEUS É MUITO,MUITO PESADA! E VCS VÃO PAGAR ATÉ A QUARTA GERAÇÃO.JURO QUE ESSAS PALAVRAS NÃO SAEM DO MEU CORAÇÃO,POIS EU APRENDI A AMAR O MEU PRÓXIMO,MESMO QUE ESSE PROXIMO NÃO ESTEJA DE MIM TÃO PRÓXIMO ASSIM. AJUDO A TODOS AQUELES QUE ME PEDEM,DENTRO DO MEU POSSÍVEL. MARCOS QUERIDO,VOCÊ É GRANDE DEMAIS!E SEI QUE O SEU TESOURO NÃO ESTÁ AQUI NESSE MUNDO.APRENDI A TE "AMAR" PELO SER HUMANO QUE É,E NÃO PELO QUE FAZ. DESEJO DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO MARCOS, QUE VC TENHA MUITA SAÚDE E FORÇAS PARA CONTINUAR NA LUTA POR NÓS.CONTE COMIGO SEMPRE.UM BEIJO NO SEU CORAÇÃO.DEUS TE ABENÇOE. OLHA NÓS AÍ MARCOS, DO LADO DIREITO DO MONITOR.BAM BAM!!! RSRSRS.

Lena. disse...

OLHA SÓ A VERIFICAÇÃO DE PALAVRAS QUE APARECEU.ROUBALHEIRA. LENA. RIO. SÓ RINDO PRÁ NÃO CHORAR.