quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ditadura

Caros Colegas.

Não há como assimilar a opressão ditatorial imposta aos aposentados e pensionistas do PB1, da PREVI. O Banco do Brasil, mero patrocinador, age com desmedida tirania na condução indevida dos destinos do Fundo, atropelando tudo e todos em seu caminho numa postura de senhor absoluto, dono inquestionável. A imposição primorosamente urdida não respeita direitos instituídos constantes em normas e Leis. Até porque para amparar sua sórdida trajetória fabrica suas próprias normas e Leis, fechando os olhos para a Ordem e o Progresso que deveria prevalecer em salutar convivência com seus patrocinados indiretos. E tudo trama e aplica com o beneplácito das autoridades “competentes” e da providencial cegueira da Justiça.

Dentre as aberrações que os regimes políticos acobertam, nenhuma fere mais a dignidade humana do que a opressão econômica. A humanidade sempre conviveu com situações restritivas às suas necessidades e convicções, impostas por ajuntamentos e grupos perniciosos à sociedade. Mas nenhum paralelo se pode indicar para situar a imposição do poder pela força do dinheiro. E, como num moto perpétuo, o ciclo é formado pela força que o dinheiro dá ao poder para ter dinheiro para manter a força que garante o domínio absoluto sobre minorias.

Nós estamos inseridos nesse contexto opressivo.

Na condição de participantes e assistidos, há muito fomos dominados e amordaçados pelo jugo maquiavélico do Banco do Brasil, como patrocinador do nosso Fundo, a PREVI. Julgando-se dono e patrão, como se lidasse com uma empresa subsidiária impregnada de robóticos personagens, impõe sua vontade através de prepostos subservientes vendidos por belos salários - com o poder de soldo pago a mercenários.

No momento atual tudo que gira em torno da PREVI obedece aos ditames do patrocinador para lhe gerar lucros. Desde as alterações estatutárias até as escolhas dos dirigentes tudo tem sua participação determinante. Os normativos são adaptados em seu benefício; o patrimônio é posto a gerar sobras e dividendos para usar quando e como entender apropriado; todo o fluxo financeiro da Caixa de Previdência passa obrigatoriamente por seus cofres. E além de tudo mete a mão no dinheiro dos aposentados e pensionistas numa apropriação sem amparo legal.

Num monopólio proibido por Lei até mesmo os benefícios dos assistidos somente podem ser pagos através dele, que determina datas e prazos desrespeitando a portabilidade assimilada pela comunidade econômica nacional, que ele não aceita nem permite à sombra da sua própria lei que se sobrepõe à Lei Maior do País. Sabe-se lá a razão!

Todo esse desrespeito e expropriação, impostos a uma comunidade que beira a casa de 120.000 famílias, poderia redundar em tragédias em série não fosse a bendita base da formação do nosso povo.

Damos graças a Deus por pertencer a uma sociedade pacata e ordeira herdada das nossas origens. Pois temos a resistência dos escravos para suportar maus tratos. Temos a docilidade do índio, a sabedoria do europeu e o inabalável espírito cristão arraigado no ocidente.

Não fora tudo isto e a desgraça já teria se abatido sobre irresponsáveis “responsáveis” como ocorre em países ditos civilizados, de primeiro mundo. Mas, avessos à barbárie, não temos índole beligerante e não somos dados a fanatismos. Não fazemos justiça com as próprias mãos e não defendemos a pena capital. E portamos o perdão e a tolerância como armas que não derramam sangue, pois pregamos a paz e a praticamos.

Mas para tudo há um limite e rasgos de loucura devem ser temidos.

Temos que agir o quanto antes. Há muito a ser feito - que podemos e devemos fazer na PREVI e em volta dela para resgatar a dignidade usurpada. Faz-se necessário expulsar os parasitas da cúpula através do voto com chapas limpas; enxugar o Estatuto com exclusão de cláusulas ditatoriais e introdução de melhorias; avançar na busca da portabilidade; derrubar normas inconstitucionais; exigir conduta aceitável das entidades ditas representativas; buscar união das forças bem intencionadas e denunciar falsas lideranças.

São essas coisas que estão ao nosso alcance que precisam ser trabalhadas para nos livrar do cabresto do BB enquanto estamos vivos, e para afastar essa herança maldita que compromete nosso final de vida com dignidade, e o futuro dos nossos dependentes.

Mãos à obra!

Marcos Cordeiro de Andrade – Curitiba (PR) - 12/01/2011.

109 comentários:

Jane Torres de Melo disse...

Caro Marcos, Prezados Colegas e Queridas Pensionistas,

""Damos graças a Deus por pertencer a uma sociedade pacata e ordeira herdada das nossas origens. Pois temos a resistência dos escravos para suportar maus tratos. Temos a docilidade do índio, a sabedoria do europeu e o inabalável espírito cristão arraigado no ocidente. ""
(Marcos Cordeiro)

A AAPPREVI está na determinação certa !!
Estamos construindo alicerces resistentes, fundamentados nessa luta de todos nós do PB1.
Conseguiremos !!! Não há mal que sempre dure !!
A estrada é longa e nós estamos no caminho certo.
Sigamos em frente !!!!

Jane

Anônimo disse...

Não sei se o que irei propor caminha pelas veredas da loucura ou desespero: Que tal o colega Rossi direcionar seu arsenal de palavras bem colocadas ao Bradesco e Itaú convidando-os para marchar junto conosco. Certamente que estes bancos tem perdido colocações no ranking devido a apropriações ilegais feitas pelo BB. Nosso poder de fogo aumentaria de um traque para uma bomba atômica se os dois titãs nos ajudassem a fazer a lei ser cumprida. Uma vez num filme ouvi uma expressão que jamais saiu da minha cabeça: " Vikings só temem vikings".

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Ao anônimo 03:09

O Bradesco já foi contatado e respondeu positivamente ao chamado.
Há tratativas em andamento.

Ronaldo F. Moreira disse...

Caro Marcos, Volto a insistir que O BB e também a PREVI precisam de algo que os preocupe. Mesmo estando em Estatuto que nossos proventos precisam ser creditados no BB, penso que deveríamos começar um movimento para ameaçar e transferir para outros bancos. Já solicitei, a PREVI negou.
Um segundo passo é negociar com bancos como Itaú e Bradesco a transferência de eventuais aplicações. Não existe mais relação de parceria com o BB, infelizmente.
Ronaldo Fernandes

Anônimo disse...

Colegas,

Existem outras opções quanto a trocar de banco do brasil para Caixa Federal, Santander, City, HSBC, para citar alguns.
Hoje se faz leilão de tudo.
Até o bb leiloa a compra de folhas de pagamento.
A Previ como é cativa ao invés de leiloar o bb massacra os aposentados.
Saudações

Rubem Tiné disse...

O pior é que a ditadura imposta pelo banco, aos funcionários e a Previ, vem aumentando desde o governo Collor, chegando ao cume no de FHC que criou o voto de minerva e perpertuou-se no de Lula, arbitrariedades mil, também no campo trabalhista, e, quem podia fazer alguma coisa: A justiça é onde impera a maior de todas as ditaduras, lá só ganha os poderosos, nós os aposentados, a ralé, não somos nada. Por isto, aprovo outros meios para tentar virar o jogo, este de boicotar o banco pode dar resultados, recorrer a justiça, já esta provado, não, é perder tempo, é chover no molhado.

Anônimo disse...

Deu no jornal VALOR ECONÔMICO de 11.01.2011. Quem quiser conferir, basta entrar no Blog dos Bancários. Selecionei o trecho abaixo. Como pode ser visto, eles já conseguiram de nós o que queriam...

"Os recursos originados do superávit do Plano 1 de benefício definido da Previ, fundo de pensão do BB, e reconhecidos nos balanços do banco desde 2008, deixaram de ser o calcanhar-de-aquiles da instituição no que se refere a Basiléia 3.

Um acordo firmado com as entidades representantes de funcionários e aposentados, no fim do ano passado, tornou irrestrito o acesso a essa fonte de capital, avaliada em R$ 7,5 bilhões – condição para que a soma entrasse no cálculo do capital de nível 1.

Os analistas da Itaú Corretora estimavam uma redução de 300 pontos-base no índice de capital de alta qualidade do banco caso isso não ocorresse. Ou seja, de 8,9% o índice passaria a 5,9%, abaixo do nível mínimo de 7%. O índice de Basiléia total do BB hoje é de 14,21% (incluindo o aumento de capital feito em julho)".

Rubem Tiné disse...

Nada impede alguma associação fazer um acordo com outro banco, solicitando a gratuidade na transferência através de DOC todo dia 20, levando também, aplicações, poupanças e previdências privadas, financeiramente não abalaria o gigante BB, mas, abalaria moralmente e caso repercutisse na imprensa, seria uma baita de uma propaganda negativa.

Anônimo disse...

A ralé dos "cabeças-brancas" quer Mu-Dança!
Chega de exploração e maus-tratos!
Vamos mudar o nosso Plano 1 da PREVI, juntos somos fortes.

MUDANÇAS JÁ !

Anônimo disse...

Vou contar a voces, para verem, o resultado desta onda de otimismo que diziam: Olha o credito vai vir no Natal, depois no Ano Novo, depois no inicio de Janeiro e assim por diante,
Sou testemunha de um colega meu que confiando nestas promessas ilusorias que no maximo 20 de janeiro o credito tava na conta, foi mais um que gastou por conta do superavit, resultado final...colocou seu proprio veiculo a venda, inclusive ja me ofereceu.
Pessoa seria, honesta, a moda antiga, teria um infarto se nao honrasse sias dividas, com certeza deve ter feito muitas por causa das festas de dezembro.
Reakmente é o fim [ara nossa clase.

Lena. disse...

BOM DIA MARCOS!.
PREVI E BB ESTÁ CHEIO DE ADOLF HITLE. ISSO É DITADURA. ESSES ADOLF HITLES TEM QUE SAIR! NÃO DA MAIS.CHEGA DE LENGA,LENGA.VCS ESTÃO LIDANDO COM SERES HUMANOS! OU VCS ACHAM QUE NÃO? ISSO É CASO DE POLÍCIA. LENA.RIO.

Lena. disse...

EXELENTE IDEIA RUBEM!! MAIS QUAL ASSOCIAÇÃO? TIRANDO A AAPPREVI,O RESTANTE QUER NOS VER MORTOS,POIS NADA FAZEM. ABRAÇOS.LENA RIO.

Anônimo disse...

Ja havia dito em alto e bom tom, que todo este atraso e enrolaçao é CASO DE POlICIA SIM.
Imaginem nossos colegas chegarem ao ponto de venderem seus bens pessoais para quitarem dividas e ELES na Previ fazendo "charminho" para agilizar o processo.

Rubens Berta

Lena. disse...

OBRIGADA, MARCOS E GILVAM.VCS É MIL! MIL! ABRAÇOS.LENA . OI GALERA VCS GOSTARAM DO CASAL DE PINTINHOS? É EU E MEU FALECIDO.ABRAÇOS.LENA.RIO.

Anônimo disse...

O que a Previ/BB estao fazendo com os aposentados do plano 1 e puro deboche mais uma vez.Para os da ativa rapidinho noticiram que o superavit ja estava na poupança deles so para irritar a "rale".E se ja incorporaram a negociaçao de 2007 na verba da Previ em Dezembro(que nao significa credito algum) e porque ja esta autorizado por quem deveria faze-lo,pergunto: e ou nao e por pura maldade,por querer irritar e prejudicar os aposentados?
Sao vermes e em breve vao rastejar muito.DEUS existe.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Quando a gente vê uma notícia dessas do VALOR ECONÔMICO, dá até vontade de chorar.
Quer dizer que está mais do que comprovado que os nossos pseudo-representantes salvaram mesmo o Banco do Brasil e colocaram em risco o nosso futuro? Então, a quem é que eles estavam mesmo representando nessa reunião?
Nesse caso, podemos até adivinhar como foi a reunião, quer dizer, acho que ela se resumiu a apenas uma manifestação do BB:

- Olhem aqui, vou falar rápido, nós não queremos saber de desculpas! vocês tratem de convencer aqueles babacas dos aposentados/pensionistas a aprovarem o acordo. Com os da ativa, não tem problema, os gerentes já foram orientados.
Se nós não enquadrarmos nas exigências do acordo de Basiléia, podem ter certeza, cabeças rolarão!
E vocês não querem perder as suas boquinhas, não é mesmo? Isso é tudo que tinha a dizer. Portanto, mãos à obra. Usem de todos os argumentos para convencerem aqueles palhaços!

E aí, um grande silêncio constrangedor deve ter baixado naquela sala.

Anônimo disse...

Pessoal, vai ser interessante ja no dia 14, pois devo lembra-los que o Medeiros AFIRMOU que a Casa Civil, atraves do Palocci, disse com certeza que ate sexta 14 saia este credito, entao agora sim, temos um "coringa", que para muitos parece pequeno, mas denunciemos isto a imprensa, caso dia 14, nao tenhamos nenhuma explicacao ou nota da Casa Civil, a oposiçao vai adorar saber que o novo governo ja começou quebrando promessas para os idosos,
aposentados e pensionistas do BB, a unica maneira de sacudir a Previ ate os alicerces, é cutucar o governo, acreditem nas minhas palavras, se a Previ nao quer deixar "barato" para nós, entao ao menos vamos direto no "pé de aquiles" deles.
Promessas nao cumpridas ja no inicio do governo Dilma, ai quero ver se a Previ nao vao dar um jeito de ligeirinho o processo chegar na Previc.
Eu vou aguardar ate dia 14 e depois vou enviar toda a historia, mais aquilo que esta no blog do Medeiros para alguns jornais, aconselho a nos unirmos e fazermos cada um a sua parte, nós nao recebemos, mas vamos reagir com as armas que temos.

Armando Mattos Siqueira

Anônimo disse...

Pergunto como pode o superavit estar na poupança dos ativos se ainda não foi aprovado pela PREVIC?Essa noticia colega é somente para nos matar mais depressa.Então existe falcatruas ai. Caso de POLICIA. SOCORROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, Assalto a mão armada....

Anônimo disse...

Colegas como está o extrato de voces? No meu esta saindo somente credito para compra de automovel, nem mesmo o que devo não sai mais. Será mais um roubo do BB?

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caro Marco Aurélio.

Parece até que filmaram o encontro e lhe mandaram uma cópia.
Todavia, temos que encarar o momento com bastante cautela e prevenção. As figuras que assinaram a doação escandalosa mantiveram-se escondidas, mas alguns já se manifestam com seu discurso pronto para enganar os incautos. A Isa Musa já se antecipou e encheu de letras o Site da FAABB enaltecendo seu passado. Nada disse, no entanto, das razões que a levaram a assinar o "acordo" atraiçoando, em conjunto com sua trupe, a todos nós do PB1 (ou alguns de nós, pois há quem a defenda).

Anônimo disse...

Ha muito tempo no meu extrato do BB, so dá cdc para compra de veiculo, e mais nada, cortaram tudo, näo é um caso isolado, muitos estao na mesma, creio que é um plano para liquidar de vez com a maioria dos aposentados e pensionistas do BB endividados, e com o atraso do credito do superavit, deve em breve infartar dezenas, quem viver vera...

Ernani Silva

Julio disse...

Prezado Marcos,
Amigos do Blog,

É muito bem feito o que está ocorrendo, acho até pouco, tomara que esse dinheiro não saia tão cedo para a gente aprender a votar. Ah! não é o BB, o Banco não manda em nada, quem manda é o Governo Fedral, que é o dono do Banco. E aquele coleguinha que dizia em outro blog palavras elogiosas a Lulla, confrontando com o FH - ele está participando agora dos comentários -, Meu Caro, depois de Itamar Franco nunca mais tivemos político de caráter, são todos iguais, nós é que somos bobos, tivemos a oportunidade de dizer NÃO e metemos o rabo entre as pernas na esperaça de sermos esmolados, caiamos na real, estamos há 16 anos sob o jugo dos "socialistas", tipo de gente que não respeita Lei, e tomem tento, coisa pior vem por aí, aguardem. Mas outras eleições virão; se até jumento aprende alguma coisa, quem sabe nós aposentados...

Julio H. Honorato

Anônimo disse...

Xiii..disseram aqui que iam dizer depois do dia 14, caso nao houvesse credito ou esclarecimento, la da Casa Civil, e do Palocci que havia prometido la para o Medeiros solucao definitiva neste dia 14, que iam denunciar a imprensa e oposicao quebra de uma promessa ja no inicio do governo Dilma, ainda mais envolvendo os idosos/aposentados do BB.
E o blog do Medeiros saiu da internet imediatamente, espero que seja um problema passageiro no blog dele, seria o FIM DOS FINS eu pensar outra coisa.

Claudio Lemos

Anônimo disse...

Gente a o site da Pre vi informa:

Superávit do Plano 1: Implementação da proposta depende de aprovação

A PREVI está acompanhando dia a dia o trâmite de aprovação da proposta de alteração do Regulamento do Plano 1 que trata da utilização do superávit. O material ainda encontra-se no Ministério da Fazenda e, depois de aprovado, será encaminhado à Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc.

A PREVI só poderá implementar as mudanças depois de aprovadas pela Previc.


ENTAO, VAMOS TER UM POUCO MAIS DE PACIENCIA... EU CREIO QUE ESSE CREDITO SAI ATÉ O DIA 20 DE JANEIRO.

Anônimo disse...

Ainda o anônimo de 12/01/2011 das 02:38.

REAJUSTE DO INSS X PREVI

Acredito que no caso a PREVI esta cometendo um equívoco abominável.

O que a PREVI esta aprontando neste caso é inadmissível, pois, ela não pode substituir o índice de reajuste ocorrido no INSS em janeiro pelo índice da PREVI de junho, apesar de ser o INPC, mas que os percentuais podem ser diferentes.

O que a PREVI deve fazer é simplesmente acolher o reajuste de janeiro do INSS na fopag e continuar pagando o complemento PREVI sem alteração e que teria seu reajuste em junho.

A PREVI parece que esta considerando o reajuste anual do INSS como se fosse um recálculo do benefício motivado por outras questões que não o reajuste anual o que passa a ser uma aberração.

Os que se julgam prejudicados deveriam solicitar da PREVI a mudança da metodologia ora adotada, pois, visto que o complemento PREVI, no caso, não deve sofrer a redução sob pena de estar cumprindo os normativos.

Volto a frizar, a PREVI não pode considerar reajuste anual como se fosse um recálculo do benefício do INSS.

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Para conhecimento dos colegas.
(Através do Blog PreviPlano1 – www.previplano1.com.br)
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: atend@previ.com.br
Sent: Wednesday, January 12, 2011 12:07 PM
Subject: Fw: Resposta: Trem-Bala

Envio-lhes a presente mensagem para terem ciência e servir de alerta de que nós, participantes e assistidos, estamos acompanhando cada passo que essa EFPC na aplicação dos recursos do nosso Fundo de Pensão. Aqueles que não atenderem os princípios salutares da Governança Corporativa e da REsolução 3.792/09 serão prontamente denunciados.
----- Original Message -----
From: PREVIC - OUVIDORIA
To: jrossineto1@uol.com.br
Sent: Wednesday, January 12, 2011 10:36 AM
Subject: Resposta: Trem-Bala

Prezado Senhor João Rossi Neto,

A seguir a resposta da área técnica da PREVIC:

As diretivas de investimento dos recursos garantidores pertencentes às Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) constam na Resolução 3.792/09 do Conselho Monetário Nacional.

Entre as diretrizes que as Entidades devem seguir podemos listar algumas relacionadas ao assunto tratado pelo Senhor:

“Art. 4º Na aplicação dos recursos dos planos, os administradores da EFPC devem:
I - observar os princípios de segurança, rentabilidade, solvência, liquidez e transparência;
...
IV - adotar práticas que garantam o cumprimento do seu dever fiduciário em relação aos participantes dos planos de benefícios.”

Ou seja, a Entidade deve executar os investimentos de forma a rentabilizar os recursos garantidores de modo a permitir que o benefício seja pago. Além disso:

“Art. 5º A aplicação dos recursos deve observar a modalidade do plano de benefícios, suas especificidades e as características de suas obrigações, com o objetivo da manutenção do equilíbrio entre os seus ativos e passivos.”

Em outras palavras, o gerenciamento entre ativos e passivos deve garantir o equilíbrio entre ativo e passivo.

Ainda cabe um tópico relativo ao controle interno da Entidade que merecem ser enfatizados:

“Art. 9º Na aplicação dos recursos, a EFPC deve identificar, avaliar, controlar e monitorar os riscos, incluídos os riscos de crédito, de mercado, de liquidez, operacional, legal e sistêmico, e a segregação das funções de gestão, administração e custódia.”

Continua na parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II - Final


De modo que os riscos das operações devem ser avaliados pelas Entidades
previamente.

Por último, pode-se ainda elencar que para um investimento em SPE (que normalmente é a forma escolhida pelas entidades para executarem a forma de investimento aqui discutido) deve seguir entre outros pontos o artigo abaixo:

“Art. 31. Nos investimentos em ações de emissão de SPE, a EFPC deve avaliar, previamente, a viabilidade econômica e financeira dos projetos.”

O que indica que a responsabilidade pelo investimento é da EFPC e, a princípio não cabe fiscalização prévia de um investimento não executado, sendo ato de gestão da Entidade escolher um ou outro investimento, desde que esteja em acordo com as diretrizes da legislação em vigor.

Atenciosamente,

Ouvidoria
Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC
SBN - Quadra 2 - Bloco N - 8º andar - Brasília/DF
CEP 70040-020
previc.ouvidoria@previdencia.gov.br

De: João Rossi Neto [mailto:jrossineto1@uol.com.br]
Enviada em: terça-feira, 23 de novembro de 2010 12:05
Para: PREVIC - OUVIDORIA
Assunto: TREM-BALA

A imprensa vem divulgando sistematicamente, que por imposição do Governo, os Fundos de Pensão vão participar do TAV, conhecido por Trem-Bala, com aporte de R$ 1.5 bilhão. Trata-se de um negócio que não desperta os interesses dos Investidores da iniciativa privada, uma vez que não atende os pressupostos fundamentais capazes de propiciar retorno garantido em prazo razoável e rentabilidade suficiente para remunerar o capital em jogo. Se não passou pelo crivo da análise econômico-financeira dos experts do mercado, não deve passar também pelos estudos-técnicos da PREVI, a não ser que amenizem o teor do parecer, adequando-o ao critério político que está sendo orientado.

Sendo da responsabilidade dessa PREVIC, fiscalizar e resguardar a segurança dos recursos dos Fundos de Pensão, preservando-os de riscos, seria o caso de agir proativamente, coibindo a participação de capital nesse investimento de retorno duvidoso e de baixa rentabilidade.Não aceitem o raciocínio de que por ter um fluxo de caixa constante, o empreendimento seria viável. Aguardamos que cumpram a sua missão, evitanto um prejuízo anunciado por todos. Manifestem, por gentileza, sobre o assunto, com brevidade, para nos tranquilizar, visto que a PREVI será envolvida nessa transação.


Atenciosamente.


João Rossi Neto.

Anônimo disse...

O Blog do Medeiros está fora do ar?Alguém consegue acessar o blog dele?

Anônimo disse...

REAJUSTE INSS X PREVI

Correção:


"Os que se julgam prejudicados deveriam solicitar da PREVI a mudança da metodologia ora adotada, pois, visto que o complemento PREVI, no caso, não deve sofrer a redução sob pena de estar cumprindo os normativos".

...sob pena de estar "descumprindo" os normativos.

Anônimo disse...

O blog do seu Medeiros saiu da ar? faz 1 hora que nao acessa, diz que o blog que se procura nao é encontrado.
Sera que apagaram o blog ou o seu Medeiros desistiu da luta por conta tambem da decepçao?
Vamos aguardar

Mirtes Motta

Flavio Castro disse...

É, está dando o retorno de "blog não encontrado". Será que passaram o cerol nele?!

Flávio Castro

Anônimo disse...

Prezados senhores, colegas aposentados e demais,
Dividirei esse relato em duas ou tres partes, por ser um pouco extenso.
Parte I
O que vou escrever adiante mostra exatamente o que muitos colegas passaram ou estão passando atualmente.
Não quero ser considerado 'vítima ou coitadinho' e nem quero ser 'estopim de bomba', mas a experiência que passei
talvez ajude a muitos a compreender quem é esse que muitos idolatram como a nossa mãe 'Banco do Brasil S/A'.
Esse relato é a manisteção que escrevi ao banco em 20/7/2009.
..."Sou cliente e fui funcionário do Banco do Brasil S/A desde julho de 1977, quando assumi na carreira administrativa na cidade de Castro-PR. Trabalhei no banco durante 30 anos e dois meses, e conclui minha carreira, aderindo ao Programa de Aposentadoria Antecipada - PAA, em 2 de Outubro de 2007. Em toda a minha carreira tive tres faltas não abonadas em virtude de uma greve. Em carreira ativa como bancário, atravessei diversas dificuldades financeiras, mas nenhuma igual a que estou passando agora. Nesse período de aposentado, a situação começou ficar crítica a partir do momento em que os valores debitados em minha conta corrente, referente a cobrança de parcelas de "CDC", ultrapassaram a R$ 1.098,00 (hum mil e noventa e oito reais), mais valores referentes a "Empréstimo Simples e Imobiliário (CARIM)", da PREVI, somando mais R$ 1.100,00 (hum mil e cem reais), aproximadamente e outro empréstimo da Cooperforte no valor de R$ 467,00, que totalizam em torno de R$ 2.665,00 (dois mil, seiscentos e sessenta e cinco reais), fixos ao mês, que equivale a 50% (cinquenta por cento), do que hoje eu recebo de salário. Pois bem, somando isso mais prestação do carro, pagamento de outras contas, a situação começou a ficar apertada, fizemos contenção de despesas, revisamos o que era supérfluo e o que não era, e continuávamos a utilizar todo o limite do cheque-ouro, cartão ourocard. Então, decidimos, minha esposa e eu, procurar fazer uma renegociação com o Banco do Brasil, incluindo empréstimos CDC, cartão de crédito e limite cheque-ouro. No dia 4/6/2009, na Agência de Castro- PR, fizeram uma proposta de uma entrada de R$ 777,00, mais 60 parcelas do mesmo valor. Achamos interessante a proposta pois caberia dentro do nosso orçamento. Então nos avisaram para providenciar a entrada, e conseguimos emprestado.

Anônimo disse...

Parte II
Como o valor da renegociação estava, já com todos os abatimentos possíveis, em R$ 22.000,00 (vinte e dois mil reais), mais ou menos, nos informaram que não seria possível despachar a proposta pela agência, teria que ser enviada para a DIRAL, para despacho. Isso no dia 12/6/2009, sexta-feira. Na semana seguinte ficamos no aguardo do resultado do despacho, o que ocorreu no dia 16 (terça-feira), negando a aprovação em virtude de fazer parte de ações contra o banco. Na quarta-feira, dia 17, a gerente de conta e mais a administração da agência, escreveram um parecer esclarecendo a necessidade de se fazer essa renegociação de dívidas e re-enviaram a DIRAL, a qual veio negar novamente o despacho no dia 19 (sexta-feira), informando que o cliente deveria dar uma entrada de 10% (dez por cento), do valor total da renegociação, que estava na casa de R$ 36.000,00 (trinta e seis mil reais). Diante dessa informação ficou inviável a continuidade pois se para conseguir R$ 777,00, já foi difícil, que dirá R$ 3.600,00. A partir daí, comecei a ficar inadimplente com o cartão de crédito, não conseguia mais pagar e a nossa situação financeira virou um caos. Até que no dia 30 de junho, com o vencimento do limite do cheque-ouro, não foi renovado e cortado sumariamente, causando um saldo negativo em minha conta corrente. Como da minha impossibilidade de conseguir dinheiro para cobrir os cheques que vinham através da compensação foram todos devolvidos a primeira e segunda vez causando a minha inclusão no CCF. Tentei saber junto a agência se teria alguma maneira de evitar esse constrangimento e a informação era que a agência não poderia fazer nada, isso era comigo mesmo. Totalmente impossibilitado de conseguir crédito, passamos do dia primeiro do mês de julho, até o dia vinte, com apenas R$ 15,00 (quinze reais) no bolso. Se não fosse ajuda de familiares e amigos, já estariámos passando fome. Então chegou o dia 20 (segunda-feira), entrou o crédito do pagamento e o banco debitou o valor de R$ 1.959,80 (hum mil, novecentos e cinquenta e nove reais e oitenta centavos), referente ao saldo devedor do limite cortado e posteriormente fui incluído no Serasa por esse motivo. Somando mais o débito das parcelas dos CDC's, não sobrou praticamente nada para o pagamento de outras contas e principalmente, gasto com o mercado para comprar alimentos. Pois bem, eu não aceito o título de mal pagador, pois tentamos fazer renegociação de dívidas para adequação do orçamento e o banco foi no mínimo, intransigente, por não permitir, qualquer possibilidade de renegociação. Poderia no mínimo, ter um pouco de respeito a quem doou 30 (trinta) anos de sua vida para ajudar um pouco no crescimento dessa instituição financeira. Josué Jorge Junior - Castro-PR"....

Comprovante
Manifestação registrada no Banco do Brasil.
Número do Protocolo 1194568, gerado às 23:22:45 do dia 20/07/2009.

Prazo para posicionamento: 27/07/2009

O Banco se reserva o direito de não responder a anônimos.
Manifestação registrada com sucesso!

Ronaldo F. Moreira disse...

KD o Blog do Medeiros?
Será que a CENSURA tratou de resolver à moda antiga?
QUE ABSURDO !!

Anônimo disse...

Parte III e final
Como não obtive sucesso nessa manisfestação, escrevi posteriormente a Ouvidoria e um mês mais tarde enviaram
uma carta negando novamente a renegociação.
A partir desse epsódio, o ano passado (2010), continuei pagando mensalmente os cdc's, as contas normais e dentro daquilo que dependesse de mim, as contas estavam caminhando para a regularidade.
Mas em outubro 2010, o banco parou de pagar aquilo que foi combinado quando aderi ao PAA. Com o salário da Previ,
tirando os descontos, me sobravam R$ 1.300,00. Nessa altura o banco me descontava R$ 900,00, de cdc, dando um resultado positivo?? de R$ 400,00. Desse dinheiro tenho que pagar luz, água, telefone, prestação da casa, sem contar o carro, mercado, material escolar, etc. Bem, mesmo assim a coisa estava indo, mas aí veio a possibilidade do crédito do superavit em dezembro, seria um alívio é claro, mas chegou dia 20, não veio nada, atrasei uma parcela de um cdc,
pois não tinha com o que ir ao mercado e o banco bloqueou a única possibilidade de conseguir dinheiro (quando tivesse saldo na conta) que era através do cartão de débito. Muitos podem estar perguntando, mas você não foi procurar trabalho? É claro que fui, mas quem vai empregar um senhor de mais de 50 anos, podendo empregar mais jovens que estão procurando emprego também?
Volto a mencionar, não estou escrevendo para contar a minha história ou que tenham pena de mim, mas para mostrar a outros colegas aposentados que estejam atravessando situações iguais ou até piores do que a minha.
Sou uma pessoa religiosa e creio em Deus, e acredito que só estou em pé, graças a Ele.
Já é tempo de se formar uma chapa para as próximas eleições da Previ, e os nossos futuros representantes fiquem a par do que está acontecendo com os colegas em suas 120.000 famílias aproximadamente.
Uma das reinvidações que tenho é a liberdade de poder receber os proventos no banco que quiser, chega desse
monopólio do Banco do Brasil ser tudo em tudo.
Eu agradeço a oportunidade e espero que este relato sirva para mostrar a realidade da situação dos aposentados.
Josué Jorge Junior
Castro-PR

Anônimo disse...

Que aconteceu com o blog do medeiros?
Sera que o governo censurou, porque tinha promessa do Palloci la da Casa Civil, braço direito da Presidente Dilma, de credito neste dia 14.

Norma Linhares

Anônimo disse...

Eu acho que como a coruja dele não piou, ou melhor foi morta a paulada pelo pessoal da PREVi, ele acabou sucumbindo tb.Fora que ele prometia crédito para o nata, ano novo, início de janeiro, 14 de janeiro, 20 de janeiro e agora acha que não sai nem dia 31 de janeiro!Eu afirmei e volto afirmar, o crédito só sai depois do carnaval.Querem apostar?Façam suas apostas!

Anônimo disse...

Ah, o Medeiros não quer mais nem ouvir falar em superávit!Depois tb de confiar em Ricardo Pena (Previc) e Palocci Novo ministro da casa civil, aquele do caseiro Francenido...super honesto diga-se de passagem...

Anônimo disse...

Sr. Marcos,

Esstou tão desacreditado em relação àqueles que por meio de eleições colocamos para nos representar, que não acho ser a substituição de todos que atualmente nos representam a solução para nossos problemas. Duvido tanto deles, dos que estão no poder, que chego a perguntar: Quem nos garante que teremos eleições este ano? Quem nos garante que o governo não vai conceder-lhes mais alguns anos no poder como recompensa de bom dempenho?

Jose Francisco disse...

Colegas!
Proponho neste momento de tanta angustia e tristeza no Rio de Janeiro e São Pulo, que façamos uma corrente de ajuda e solidariedade com colegas ou seus familiares que por ventura esteja, precisando de ajuda naquelas cidades
Nestas situações é que mostramos nossa solidariedade.
Solicito ao titular do Blog, que faça uma chamada neste sentido a todos.
Ninguém tem tanto que não possa receber e tão pouco que não possa dar.
Repassado ao Blog do Medeiros
Jose F. Rovere

Anônimo disse...

Me parece que o ROSSI encaminhou algo do gênero para a PREVI um dia desses.

Quando se noticiou que os diretores da PREVI estavam em reunião fiquei matutando: será por causa da mensagem do ROSSI?

Acreditei que poderia ser já que eles não estão preocupado conosco ou com a situação do superavit.

Suspender as férias para se reunirem somente se ocorresse alguma coisa grave. Será que tem alguma coisa....

Anônimo disse...

Colega, não foi só contigo que o BB aprontou essa, comigo também. Como gostaria de transferir meu pagamento para outro banco, alias todos nós deveriamos fazer isso até as pensionistas que estão sendo roubadas descaradamente.Eles temem tanto que a gente deixe de pagar que quando o pagamento cai no dia 20 já esta no extrato: SAldo Aprovisionado.
Caloteiros são eles>

Carlos Mariano disse...

ao colega Josué. Eu também já passei por este tipo de situação. O que fiz: fui no BB e simplesmente fechei minha conta corrente - por escrito.
Depois abri uma nova conta e não autorizei nada nela - só movimentação com o cartão de débito.
Depois entrei no site da PREVI e autorizei o crédito nesta nova conta.
Fica a sugestão.

Posteriormente tive minha situação regularizada com o BB.

Abraços.

Flavio Castro disse...

Sobre o Blog do Medeiros, eu mesmo já brinquei dizendo que "passaram o cerol". Na verdade, somente o Google (dono do "Blogger" poderia tirar um blog do ar; e mesmo assim se ele tiver ferido alguma norma do site. Fora isso, apenas uma determinação judicial, o que é raro.

Flavio Castro

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas

Bem lembrado pelo colega José F. Rovere. O Jornal Hoje acaba de mostrar cenas impressionantes da calamidade que se abate sobre a região serrana do Rio de Janeiro. Nessas ocasiões os funcionários das agências localizadas nas áreas atingidas sempre se dão as mãos para angariar ajuda, e retransmitíla aos necessitados.
Seria recomendável que todos que possam contribuir com algo de útil se comuniquem com essas dependências do Banco para, também, colaborar com o que esteja ao alcance.

É nosso dever, sempre, socorrer quem precise de ajuda.

O Blog coloca-se à disposição para colaborar em todos os sentidos.

Grato,

Marcos Cordeiro de Andrade

Anônimo disse...

Para o anonimo das 08:03 que disse:

Suspender as férias para se reunirem somente se ocorresse alguma coisa grave. Será que tem alguma coisa....

Pois é, descobri porque se reuniram, é que agora ja vem logo em seguida o Carnaval e eles tem que providenciar para suas filhas a afilhadas as fantasias para elas desfilarem bonito nos concursos dos clubes entendeu, se reuniram para ver qual o tema das fantasias, para nao desfilarem com a mesma fantasia
Ah, em homenagem aos particpantes ekes decidiram que a fantasia de palhaço foi expressamente proibida ok.(ja tem muitas para este carnaval)
Desculpe o sarcasmo, mas nao tem mais jeito, tenho que rir e rir bastante para nao infartar mesmo.
Em tempo: voces realmente tao esperando ajuda da Casa Civil, do Paloci na questao do credito dia 14? Se isto acontecer desfilo PELADO (fio dental) em carro aberto no carnaval aqui na cidade.
Acho ate que tem mais gente que vai comigo...

Valdir Brum

Anônimo disse...

Olha, podem me cobrir de pedradas e dizer que nao tenho senso de humanidade e etc..
Eu queria estar ao menos numa area destas com agua beirando a minha porta, e ja peço o perdao de todos e ja vou explicando o porque, pelo menos quando chegasse o dia 20 - 21, eu teria uma desculpa mais honrosa para o nao pagamento das dividas que fiz por conta de toda esta onda otimista que nos levaram a jogar o Natal e Ano Novo agora para janeiro, talvez se eu dissesse que era um atingido pelas cheias os cobradores, incluindo o proprio banco me concedessem um prazo a mais.
Agora colegas, ja sei o que me espera, nunca passarei o que certamente vou passar neste dia 20.

Jozar Alves

Anônimo disse...

Estou preocupado com o blog do colega Medeiros, nao se esqueçam, que apesar de tudo, ele se expos e certas coisas que escreveu tocou na ferida desta gestao da Previ.
Tambem fez contato com diversas fontes, sendo uma delas a pessoa do Palocci, da Casa Civil, que disse que o credito sairia ate dia 14, voces sabem que estas coisas quando envolvem governo, as vezes geram polemicas, a imprensa gosta destes furos, se alguem puder contactar o Medeiros para descobrir se foi apenas algum erro passageiro no blog, eu quero bem todos voces meus colegas de batalhas, estamos servindo no mesmo exercito.
O blog do Medeiros é mais uma trincheira de batalha para nós.

Florencio Morais

Anônimo disse...

O "serumano" é osso. O "homi" do outro Blog trabalha para a mesma causa,sofre conosco, é do bem, tem sangue bom, é influente, já esteve lá, e ficam ahí uns manézinhos entupindo o Blog com besteiras, falando mal e gozando do homem. Será ciume?, mas de que?, mas por que? Devem ser meramente desequilibrados. Liga não, Medeiros. Não convém chutar a quem já está morto.

Anônimo disse...

Posso estar dizendo uma GRANDE BOBAGEM mas ha possibilidade do colega Medeiros ter decidido tirar o seu blog da internet, mesmo nao acreditando nesta hipotese, mas diante da situacao, é algo a considerar.

Menezes

Anônimo disse...

Não é nada demais é que agora tem que ter uma conta google e fazer login para acessar o blog só isso.

Anônimo disse...

Eu votei NÃO.
E não conto com as migalhas antes do dia 20 não. Seria até melhor que a PREVIC não aprovasse e tudo voltasse aa estaca zero para recebermos o que é JUSTO, mesmo que demorasse.

Anônimo disse...

Já está passando da hora, seja publicado nos jornais de grande circulação uma Carta Aberta a Presidente do Brasil relatando os acontecimentos e descaso do BB e PREVI com os 120.000 aposentados e pensionistas do BB. Sei que os políticos não vão ligar pra isso mas a opinião pública vai fazer que as duas empresas percam a credibilidade.

Flavio Castro disse...

Realmente, para o Blog do Medeiros estar fora do ar, só tem 2 possibilidades:
1. Problemas técnicos (meio difícil)
2. O dono tirou o próprio blog do ar.

Qualquer outra hipótese só alguém comprando (e ganhando) uma briga com o Google.

Anônimo disse...

Deve ter sofrido alguma ameaça.
So faltava isso.Vai ser o fim!!!!!

Anônimo disse...

Colegas,

O blog da Cecília, em recesso. O do Dr. Medeiros, deu pane. Resta-nos apenas o porto seguro que é de madeira de Lei.

Parabéns Marcos pela condução exemplar deste espaço e que ambos, você e o blog, tenham vida longa.

João Rossi Neto disse...

Caros colegas,

Visitem o site da FAABB que ela deu o ar da sua graça, abordando o assunto superávits.
Após ter desfiado um rosário de fatos do passado, diz que não prometeram crédito para dezembro e que em outras oportunidades, as aprovações dos órgãos reguladores chegaram a demorar cerca de seis meses, ou seja, acha que está tudo dentro da normalidade.
Alega que tem feito gestões junto aos responsáveis, mas que só a Presidente tem poder para pressionar o Ministério da Fazenda, onde se encontra o processo.
Enfim, pelo menos apareceu, falou e, não disse nada, porque o que relatou todos nós já sabemos.

Anônimo disse...

Alertei o Medeiros por email, que a ingratidão é uma triste característica do ser humano, e que os canalhas também envelhecem.
Agora, agarrem-se bem no Marcos, para não ficarem sozinhos.
Tenho visto cada comentário nestes blogs, que cada vez mais admiro meu cachorro.

Flavio Castro disse...

Citando anônimo:
"...mas a opinião pública vai fazer que as duas empresas [BB-PREVI] percam a credibilidade"
...........
Qual opinião pública? Aquela que ainda acha de funcionário do BB (aposentado ou não) é "marajá"? Se formos depender de opinião pública estamos ferrados. Dirão que "estão chorando de barriga cheia". Ao menos entre aqueles conheço ainda é assim.

Anônimo disse...

Quanto a informacao sobre o blog do Medeiros:
Não é nada demais é que agora tem que ter uma conta google e fazer login para acessar o blog só isso.

Nao tem nada haver com conta do google, eu tenho e nao consegui entrar no blog, acho que o Medeiros tirou realmente o blog do ar ok.
Mas quem puder se informar com ele seria muito util e esclarecedor.
Mais um enigma para nós solucionarmos...

Palombo Freitas

Anônimo disse...

Caro Marcos e colegas,

Não quero colocar mais lenha na fogueira, mas já pensaram na possibilidade de não ter crétito nenhum para nós, que aquilo tudo não passou de uma encenação, para conseguirem arrancar o "SIM", da maioria dos participantes do PB1, na doação de metade do patrimônio da PREVI, ao BB?
Lembram da negociação do Superávit,capitaneada pela ANABB, em 2008, com o envio aos nossos endereços, de material para votação em ítens que definiriam a distribuição, e na verdade era uma encenação para dar tempo de criarem a famigerada Resolução 26, e deixar-nos a ver mavios?
É muito importante continuarmos unidos, procurando soluções que nos ajudem a sair de peito erguido do buraco que nos jogaram.
Colega Josué, também já passei por situação parecida com a sua. Sugestões: Ir ao INSS, pedir que seu Benefício do INSS seja depositado em outro Banco. Consultar advogado e ver possibilidade de entrar com mandato de segurança e salvar o seu salário/benefício das garras do BB.
Quanto ao Blog do Dr. Medeiros, ele já sofreu ataques,há uns 2 meses, tirando-o da ar, hoje, já passa das 17 horas e não consegui acessá-lo.

sergioinocencio disse...

Marcos,

denuncia tambem tira blog do ar, no caso uma denuncia feita pelo BB, com documentação, ou outro orgão.

Anônimo disse...

EMPASTELARAM o blog do Dr. Medeiros...nos tempos idos já saberíamos de quem seria tal feito: o inimigo trajava verde.

Anônimo disse...

O blog do Medeiros está no ar; acabei de acessar agora. Vamos prestigiá-lo. É mais um a nos defender. Neste momento temos é que unir nossas forças.

Vamos também todos enviar e-mails para os envolvidos no processo. Acabei de enviar e-mail para a PREVI e a ANABB cobrando-lhes mais empenho e determinação neste processo.
Ficar só reclamando nos Blogs não resolve.

Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG

Anônimo disse...

POR FAVOR COLEGA MARCOS CORDEIRO DE ANDRADE; NÃO CORTE O MEU COMENTARIO. OU SE TIVER QUE REDUZIR; FAÇA-O TENHO CERTEZA QUE SERÁ JUSTO. ESTOU DEBAIXO DE SEU CRITÉRIO. E TAMBEM LHE RESPEITO E ADMIRO MUITO. NÃO TENHO MUITO CONTROLE QUANDO COMEÇO A DESABAFAR TODOS OS MEUS SENTIMENTOS. ME DESCULPE SE PASSEI ALGUMAS LINHAS; MAS SE QUISER CORTA-LAS FICA A SEU CRITÉRIO; E LHE RESPEITO E CONTINUO ADMIRANDO; INDEPENDENTEMENTE DO QUE FOR FAZER ; AQUI HELENO PINTO NOBRE ; FIQUEI DEVERAS TRISTE PELO BLOG DO COLEGA MEDEIROS ESTAR DEVERAS FORA DO AR. ACREDITO QUE ELE TOMOU ESTA DECISÃO EM FUNÇÃO DE QUE MUITOS TALVEZ O ESTÃO ACHINCALHANDO OU TALVEZ XINGANDO PELO SEU ESFORÇO EM NOS TRANSMITIR BOAS NOTÍCIAS. ESPERO QUE ELE VOLTE; POIS É UM COLEGA VALOROSO; COM ALTO SENTIMENTO DE ALTRUÍSMO; QUE PODE NOS AJUDAR SEM NENHUM INTERESSE QUE NÃO SEJA O DE SERVIR. REAFIRMO O MEU PEDIDO; POR FAVOR COLEGA MEDEIROS; NECESSITAMOS DE SUA AJUDA; A SUA MISSÃO NÃO TERMINOU; O SENHOR SABE QUE NECESSITAMOS DE SUA AJUDA. MUITA SAÚDE PARA VOCÊS COLEGAS QUE APRENDI A ADMIRAR E RESPEITAR; TENHO SENTIMENTO QUE VOCÊS NÃO ESTEJAM NA ATIVA. TENHO CERTEZA QUE NÃO ESTARÍAMOS PASSANDO POR TUDO ISTO. MUITA SAÚDE PARA VOCÊS PARA QUE POSSAM CONTINAR AJUDANDO A "RALÉ". É COMO ELES NOS CHAMAM; NÃO É. SOMENTE TEMOS VOCÊS PARA AJUDAR; POIS QUEM ESTÁ DO LADO DE LÁ; ELES QUEREM É NOS DESTRUIR.;

Anônimo disse...

Será que o BB e a PREVI fariam isso?

Anônimo disse...

O DR. Medeiros, também leitor assíduo deste blog, bem que poderia se manifestar aqui e tranquilizar os seus seguidores.

Anônimo disse...

Corre boato aqui no DF que o novo Governo vai cancelar o acordo e editar nova Resolução dando aos Patrocinadores não cinquenta, mas cem por cento de todas as sobras dos Fundos de Pensao por considerar que os benficios devem ser restritos aos pagos atualmente. A materia esta na Casa Civil dependendo apenas do aval do Ministro. No Fundo de Pensao do Banco Central já funciona assim. O Banco Central ficou com 100 por cento do superavit. Dirigentes da Previ e do BB estao tentando convencer o Governo a cumprir o acordo e deixar a medida valer apenas para superavits posteriores. O assunto esta pegando fogo pelos corredores do Edif Sede e todo mundo falando em voz baixa.

Pensionista sem voz fora da AAPREVI disse...

O blog do Medeiros já voltou. O último post está em:

http://medeirosrs.blogspot.com/2011/01/previ-decepciona-mais-uma-vez-mas-nao_12.html

Anônimo disse...

Também acho que devemos divulgar amplamente o que está ocorrendo com a Previdência dos funcionários do Banco do Brasil que todos acham uma maravilha.Uma previdência que o funcionário contratou X e depois no meio do caminho mudam para Y contrariando as normas e as inúmeras decisões judiciais que já existem.Seria bom citar que sendo do mesmo saco a Brasilprev também não é uma previdência confiável para os clientes do Banco.Proponho que todos os interessados se unam para poder custear essa divulgação.

Anônimo disse...

Para acessar o blog do medeiros tem que ter conta google e entrar com login. Mas resumindo o ultimo post dele, ele não sabe de nada e não vai falar mais em superavit, a não ser que tenha alguma coisa relevante.

Anônimo disse...

Ultima noticia do site da Previ:

"Aposentados são homenageados no dia 24"

É verdade, com certeza serei homenageado neste dia, ja que tambem estou na turma dos que deram cheques pre-datados para 21 e 22, e vao bater e voltar,com certeza meu gerente de contas vai me chamar para prestar uma "BELA HOMENAGEM" que ha anos nao recebia, mas receberei, que beleza...
Obrigado Previ pela informacao.

Dario Mendonça

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

O Colega João Rossi Neto enviou as mensagens abaixo para publicação no Blog Previ Plano 1, em 12/01/11, às 17:46

Hoje, às 4:38 a Secretaria Executiva da Fazenda voltou a afirmar que o processo ( parte dos superávits) não se encontra com ela. Acionei os dois Diretores do BB para ver se eles tomam as providências que se fazem necessárias. Vamos aguardar para ver se manifestam.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: diref@bb.com.br
Sent: Wednesday, January 12, 2011 5:43 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Sr. Diretor Neri,
Para seu conhecimento e providência julgadas cabíveis, uma vez que precisamos ter o deslinde deste assunto, o mais rápido possível.

----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: gestaodepessoas@bb.com.br
Sent: Wednesday, January 12, 2011 5:41 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Sr. Diretor Amauri,

Favor manifestar sobre o assunto, uma vez que o processo não está mais no DEST, conforme já apurei, não está com o banco e nem está na Secretaria Executiva da Fazenda, onde ele está então? Veja a mensagem de hoje, do senhor Assessor de Gabinete, que inclusive solicita informações para subsidiar a localização dos documentos.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
Sent: Wednesday, January 12, 2011 5:23 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

----- Original Message -----
From: Waldir Quintiliano da Silva
To: João Rossi Neto
Sent: Wednesday, January 12, 2011 4:38 PM
Subject: RES: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Prezado Senhor João Rossi,

Conforme já comentado com Vossa Senhoria, por telefone, a questão ainda não chegou a esta Secretaria Executiva. Como também já transmitido ao Senhor, no mesmo telefonema, levei a questão ao Diretor Amauri, do BB, que ainda não retornou com o resultado de pesquisa que ficou de realizar no âmbito do Banco.
De qualquer forma e com o objetivo de agilizar as pesquisas, peço sua gentileza de me repassar os seguintes dados: i) nome, função e telefone do funcionário do Banco do Brasil que teria informado ao Senhor sobre o teor de entendimentos mantidos com este Ministério da Fazenda; ii) número e data da correspondência por intermédio da qual o Banco do Brasil submeteu ao MF a questão mencionada em seu e-mail.

Atenciosamente.

Waldir Quintiliano da Silva

Continua na Parte II

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte II

De: João Rossi Neto [mailto:jrossineto1@uol.com.br]
Enviada em: quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 12:40
Para: Waldir Quintiliano da Silva
Assunto: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Favor confirmar se o processo já se encontra em análise e previsão para devolução ao Banco do Brasil.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: Waldir Quintiliano da Silva
Sent: Tuesday, January 11, 2011 3:51 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Nobre Assessor,

Realmente são duas Alterações nos Estatutos do Plano 1 da Previ. A primeira essa Secretaria Executiva aprovou em 29/11/10 e a segunda foi para o DEST do Planejamento que a aprovou em 27/12/10 e a encaminhou para essa Secretaria. De modo que deve ter chegado, via DEST, o processo de Alteração no Regulamento do Plano 1 da Previ - Distribuição de Superávits, no início deste ano, nessa Secretaria. O BB confirmou que inclusive já fez contato sobre o andamento do processo, já com V. Sas. De qualquer maneira, o DEST também pode dar informações, já que o tramite é o seguinte: DEST ----- SECRETARIA EXECUTIVA DA FAZENDA ------ BANCO DO BRASIL ------ PREVI ------ PREVIC. Então ficou patente que será examinada a segunda Alteração, vez que a primeira já até implantada em 20/12/10. Aguardo notícia sobre o assunto.
----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: Waldir Quintiliano da Silva
Sent: Monday, January 10, 2011 3:54 PM
Subject: Fw: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ


Então essa Secretaria Executiva da Fazenda aprovou a primeira parte do acordo, que foi implantado na folha de pagamento do 20/12/10. Como o DEST do Ministério do Planejamento aprovou a outra parte em 27/12/10, está havendo um desencontro de informações. O fato é que o processo está com esse órgão para examinar as outras alterações,o que só poderia ser feito após o dia 27/12. Verifique, por gentileza, um processo com as seguintes características: " PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO PLANO 1 DA PREVI - Distribuição de Superávits. Ele já foi aprovado pelo BB, Conselho Deliberativo da Previ e pelo DEST.
----- Original Message -----
From: Waldir Quintiliano da Silva
To: João Rossi Neto
Sent: Monday, January 10, 2011 3:01 PM
Subject: RES: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Confirmo 29 de novembro de 2010. ATT. Waldiri

De: João Rossi Neto [mailto:jrossineto1@uol.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 14:46
Para: Waldir Quintiliano da Silva
Assunto: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Favor retificar a data abaixo, de 29 de novembro de 2010 para 29 de dezembro de 2010, sendo que está última é a correta.

Continua na Parte III

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Parte III - Final

---- Original Message -----
From: Waldir Quintiliano da Silva
To: João Rossi Neto
Sent: Monday, January 10, 2011 12:00 P
Subject: RES: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ

Prezado João.

O assunto já foi resolvido, no âmbito do Ministério da Fazenda, em 29 de novembro de 2010. Conforme informei a Vossa Senhoria, por telefone, a questão foi encaminhada ao Banco do Brasil, cabendo àquele órgão as providências finais perante a PREVIC. De qualquer modo, levei o tema ao Diretor do Banco, Dr. Amauri, conhecimento.
De: João Rossi Neto [mailto:jrossineto1@uol.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 10:57
Para: Waldir Quintiliano da Silva
Assunto: Alteração do Regulamento do Plano 1 da Previ
Exmo. Sr. Dr. Waldir Quintiliano.
Assessor de Gabinete,
DISTRIBUIÇÃO DOS SUPERÁVITS DA PREVI - Depois de aprovado pela Diretoria Executiva do Banco do Brasil S.A, o processo foi sumetido e aprovado pelo Conselho Deliberativo da Caixa de Previdência - PREVI e, depois seguiu para o DEST do Ministério do Planejamento, onde foi aprovado no final do mês de dezembro/2010 e encaminhado à essa Secretaria Executiva da Fazenda para sua análise. Este foi o último paradeiro do processo. Isto posto, indagamos se o mesmo já foi despachado e devolvido ao Banco do Brasil ou a PREVI ou, ainda, encontra-se nesse órgão regulador.
Pedimos a especial gentileza de prioriorizar a resposta, visto que se trata de assunto que desfruta da prerrogativa contida no artigo 71 da Lei 10.741, de 01 de outubro de 2.003- (Estatuto do Idoso). Além do mais, agilizando essas providências, é possivel que a PREVI ainda faça o crédito aos aposentados na folha do próximo dia 20 deste. Fico na expectativa da sua manifestação ainda hoje.
Atenciosamente.

João Rossi Neto - Matrícula/PREVI: 4.986.560-9

Anônimo disse...

Colega Rossi, descobrimos o paradeiro do processo, é claro que esta com o Sr.Palocci la na Casa Civil, ja que prometeu o credito dia 14.
Eu ja estou preparando a churrascada, vai ser uma festa na sexta feira, finalmente vou poder comer Picanha e File Mignon, tomar um chopp...
Ai, Ai pessoal, que sonho...Acordei.

Marcio Ottone

Anônimo disse...

Colega Luis Eustáquio de Castro - Araxá-MG,ou quem pode ajudar, eu tentei mas continuo caindo na pagina do blogger que diz que o blog nao foi encontrado, dai fiz login do google ao lado, mas mesmo assim nao consegui acessar, qual a dica e orientacao para conseguir o acesso ao blog do medeiros, gtato
Tem que acessar qual endereço, tenho conta no google mas nao consigo acesso ao blog dele.

Amauri

Anônimo disse...

O credito em janeiro, ia ajudar a colocar as contas em ordem, não queria regalia alguma só viver um ano menos turbulento. O resumo de tudo é que ninguém esta ai pra nada, só para os passaportes dos filhos do Lula. É uma vergonha. Agora vivemos essa tensão , para saldar dividas, que não são do natal por conta do superavit , mas sim dividas que adiquirimos, as vezes comprando medicamentos, ajudando um parente, e outros imprevistos. Dia 20 vem uma fatura de cartão de crédito, que me desanima ainda mais.

Henrique disse...

Saiu grande noticia no site da PREVI:

Dia do Aposentado
Aposentados são homenageados no dia 24
A Abrapp, com o apoio do Sindapp, vai promover homenagem no Rio de Janeiro.

SERÁ QUE O CRÉDITO SERÁ FEITO EM TAL DATA?

Anônimo disse...

Dona Isa Musa,

Ora,se em 2007 demorava-se seis meses para alguma aprovação, não justifica que em 2011 se demore o mesmo tempo. A tecnologia está aí agilizando tudo. A Sra. sabe que o SIM ganhou devido a situação caótica em que os aposentados da Previ se encontram. A Sra. assinou aquela porcaria de acordo e o mínimo que pode fazer é correr atrás da urgente liberação dos nossos créditos do superávit, ou só o Sr. ROSSI se dispõe à essa tarefa e até agora não se sabe ao certo onde o raio do acordo está, que desrespeito é esse. A mídia tem que tomar conhecimento da desordem que existe nos orgãos envolvidos para essa aprovação, não tem essa de festas de final de ano, posse da presidenta, distribuição de cargos de todos os escalões, e daí tudo tem que parar para ver a banda passar, que irresponsabilidade é essa, quando um sai outro substitui, isso não é desculpa para tanta demora.
Dona Isa, queremos seu empenho, nossa situação é dramática, não decepcione ainda mais quem acreditou em voce.

Anônimo disse...

A PREVI vai nos homenagear e no próximo dia 24 vai, finalmente ,creditar a nossa "grana". Afinal merecemos no nosso dia.

José Manoel de Sorocaba(SP)

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Caros Colegas:

Eis o novo link para acessar o Blog do Medeiros:

http://medeirosrs.blogspot.com/

Anônimo disse...

REAJUSTE INSS X PREVI

No site da Previ há explicação de como é feito os reajustes dos benefícios PREVI.

Acessar Planos e Produtos.
Plano 1
Benefícios
Reajuste

Anônimo disse...

É, a Previ vai depositar o credito no dia do aposentado 24, olhe como estou alegre e confiante:

oba..(cof, cof, cof me deu ate tosse)

Murilo

paraguassú disse...

o partido dos democratas entrou com uma ADIN contra a decisão do ex-presidente lula de manter o terrorista cesare battisti asilado no Brasil. quem sabe esse partido não apadrinha a nossa tão sonhada, inadiável e necessária ADIN??

Anônimo disse...

Colegas,

Vejam só a INCOMPETÊNCIA das adm inistrações recentes no banco do brasil.
Precisam usar de DINHEIRO dos APOSENTADOS/de idade avançada, para cobrir suas inabilidades negociais e de conhecimento medíocre sobre a Banca.
É só compará-los aos outros administradores da rede privada.
Sacrificam os velhos aposentados para iludir seus acionistas e a Banca Internacional.
Vergonhoso!

Flavio Castro disse...

Sabem, essa situação parece surreal. Parece que na realidade não está acontecendo. Não é um processo ordinário qualquer. É algo que envolve a vida de mais de 100 mil associados (mais seus familiares: umas 300 mil pessoas, quem sabe).
E é esse processo que "ninguém sabe onde está"!!!
Acho que meu psiquiatra prescreveu mais medicamentos que eu posso suportar, porque parece que estou vivendo uma realidade paralela!
Como diria aquela antigo personagem do Jô Soares: ME TIRA O TUBO!

Anônimo disse...

Também não consigo entrar no blog do Medeiros para fazer a famosa dobradinha de todo o dia com o Previplano 1.

Anônimo disse...

A PREVI já começou a rodar a folha, mas está demorando porque o sistema está identificando as matriculas somente dos que votaram sim para fazer o crédito conforme recomendou seus advogados de modo a não contrariar quem votou não e evitar que esses recorram a Justiça em função da Previ ter pagado o que eles não querem.

Anônimo disse...

Caros aposentados, caras pensionistas...

Permita-me dar um conselho como mero observador, mas sensibilizado pelos comentarios adicionados ao blog, ao qual parabenizo este formidavel administrador.

Deixem a teoria de lado e passem imediatamente a pratica.
Ja passou da hora de agirem de verdade, como o sr. Rossi esta a fazer.
A internet é uma grande arma, USEM-A.
Vou dar a primeira provavel BALA para usarem.
Escrevam e-mails para o jornalista Olavo de Carvalho, ele escreve sua coluna em jornais, sites e blogs lidos pela esfera politica e social.
Contem com detalhes todos este vosso sofrimento junto a Previ, mas voces tem que primeiro acreditar que unidos poderäo virar este jogo OK>
Endereço do site dele:
http://www.olavodecarvalho.org

E-mail: olavo@olavodecarvalho.org

Nao parem apenas nele, continuem procurando pessoas com senso de humanidade que poderao fazer a diferença.

Dizem que conselho näo se dá, mas neste caso vou abrir uma excesao OK

Paz e Bem, Kutscher

Anônimo disse...

Acho que tem que começar a pensar oque vamos fazer se o credito não aparecer no dia 20. Fora pagar as contas que não iremos conseguir temos que pensar em algum manifesto, por que esses não estão fazendo muito efeito. Só reclamar não está chamando a atenção suficiente para o caso. Eles não estão entendendo que tem gente com dificuldades financeiras.

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

O colega João Rossi Neto, como sempre, dando um "show de bola" nessa pesquisa do paradeiro do processo de liberação do crédito. Isso vem comprovar que, quando se reunem competência, coragem e boa vontade, mesmo que seja numa só pessoa, ela pode substituir várias organizações que se intitulam nossas representantes e, entretanto, não estão mexendo nenhuma palha para tentar localizar e agilizar o processo e minorar o sofrimento de muitos colegas e suas famílias.

Por falar nisso, não seria para esse mês de janeiro o início das negociações para mudanças no estatuto? Hoje já é dia 12 e não está prevista nenhuma reunião preliminar para, pelo menos, definir quem vai se sentar à mesa de negociação ou, pelo menos, estabelecer as linhas gerais do que vai ser discutido. A bola está em campo e nós, associados da AAPPREVI, estamos doidos pra dar um chutinho nela. A quem caberia dar o pontapé inicial? Provavelmente, aquele que, através do voto de minerva, está "dando as cartas" atualmente, o mais novo aposentado da Previ, o Banco do Brasil. Então, vamos começar a cutucá-lo com vara curta pra que ele tire o traseiro da poltrona e comece a tomar as primeiras providências nesse sentido. Porque, depois da aprovação do SIM, provavelmente, não será de seu interesse mudar mais nada, a não ser que lhe seja oferecida uma maior participação nos superávits futuros, concordam?

Anônimo disse...

AO ANONIMO DAS 18H09 QUE DISSE:

Eles (PREVI) não estão entendendo que tem gente com dificuldades financeiras...

QUANDO A PREVI IMPORTOU-SE COM AS DIFICUKDADES FINANCEIRAS DOS SEUS PARTICIPANTES, SENDO QUE ALGUNS ALEM DE TUDO, TEM SUA SAUDE PRECARIA, ALEM DAS COSTUMEIRAS CONTAS, TEM QUE COMPRAR AS VEZES REMEDIOS CAROS E MAIS O COMPROMISSO COM AS DESPESAS DA FAMILIA.
SE PARA ANUNCIAR NOVIDADES NO EMPRESTIMO SIMPLES É SEMPRE UM FILME DE TERROR, IMAGINEM PARA PAGAR CREDITOS DE QUALQUER COISA...
EU VOU SEGUIR O CONSELHO DO COLEGA KUTSCHER, JA ESTOU ENVIANDO E-MAILS PARA QUEM TEM CONDIÇOES DE PELO MENOS INCOMODAR UM POUCO ELES, CANSEI DE VER A BANDA PASSAR, AGORA VOU TAMBEM ATRAS DA BANDA TOCANDO BUMBO.
BOA DICA DE ESCREVER A JORNALISTAS, O NEGOCIO É CHAMAR A ATENÇAO.
ESTOU VELHO PARA SER TRATADO COMO GURI PELA PREVI

SINESIO CATARINA

Marcos Cordeiro de Andrade disse...

Mensagem recebida fora do Blog.

De: Milton Bertoco
Para: Undisclosed-Recipient@yahoo.com
Enviadas: Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011 8:08:56
Assunto: [Acorda-BB] Uma Longa Discussão - Quem É Quem (Milton)



Caríssimo Raposo

Preste contas somente à sua consciência e aos seus verdadeiros amigos. Nós
sabemos da sua luta pelo "não" - como disse, hoje nem teria mais importância. A
Eliana tenta confundir para enlamear a sua biografia, mas nós conhecemos você. A
chefe dela, a Isa, foi quem assinou o maldito acordo e ela, para atender à chefe
sem ficar mal com os colegas, defendeu uma cínica abstenção, que, claro,
beneficiou o "sim". Em suma: a chefe votou sim, ela pregou a abstenção (para
ajudar o "sim" e diz que defendeu o não! Pra não culpar a musa dela, culpa o PT.
Cômodo. E lança dúvidas sobre você...
Deixa pra lá. Mas lastimo a falta de solidariedade de tantos outros colegas que
acompanharam a sua luta.
Abraços, Raposo.
Milton

Carlos Mariano disse...

COLEGA MARCOS - Li esta noticia no grupo bbfuncionarios e submeto ao seu criterio a publicação:

PARTE I

Governos se Preparam para Confiscar Fundos de Pensões

17 Oct

Por Luis R. Miranda

Enquanto as organizações financeiras supranacionais acumulam mais poder, e os países membros sucumbem às suas regras, as classes média e média alta em todos os países membros suportam o peso da maior redistribuição de recursos na história moderna. Usando o pretexto da "crise econômica", embora de acordo com as mesmas instituições esta crise terminou em 2009 - o FMI, o Banco Mundial e a União Europeia continuam saqueando os poucos recursos que restam para a classe trabalhadora.

Cristina Fernández de Kirchner anuncia a nacionalização dos Fundos de Pensões Privados. (Foto: EFE)

O último ataque vem na forma do roubo dos fundos de pensão da classe trabalhadora. Este roubo é feito através dos governos, que obedecem o pedido do FMI e o Banco Mundial e têm feito de tudo para confiscar as pensões das classes média e média alta para investir no sistema financeiro. O problema é que esse investimento será feito sem o consentimento dos pensionistas, e os produtos nos quais os fundos serão investidos são ativos não financeiros como os derivativos e hedge funds ligados aos falidos mercados imobiliários e títulos do governo.

A conseqüência direta destas medidas de ajuste económico e financeiro, como são chamados pelos banqueiros, é o desconforto dos pensionistas e da classe trabalhadora em muitos países onde os governos têm retirado as suas pensões, como a Grécia, Islândia, Espanha, França, Equador e outros. Os planos de austeridade oferecidos pelas organizações financeiras internacionais, buscam cortar gastos do governo, segundo eles, para estabilizar a economia.

Nos países em que as pensões não foram roubadas pelos governos, os burocratas estão fabricando explicações para preparar seus escravos, pois eles têm que dar mais de seu dinheiro aos banqueiros, embora eles já receberam cerca de 25 trilhoes de dólares no ano passado. Os governos estão se preparando para tomar as aposentadorias do setor privado, enquanto consideram a implementação de mais impostos sobre o rendimento pessoal e empresarial. A desculpa que vai ser usada é que os outros programas patrocinados pelo governo, incluindo a Segurança Social, estão quebrados, e precisaram da re-distribuicao do dinheiro para manté-los funcionando. Na realidade, os governos são querem roubar as pensões dos trabalhadores e contribuintes para manter suas políticas de gasto desenfreado, que são insustentáveis.

Nos Estados Unidos, os fundos de pensão públicos foram saqueados pelo governo e as cidades e municípios estão enfrentando déficits financeiros de até 574.000 milhões de dólares, de acordo com uma reportagem da CNBC. O buraco negro deixado pelos gastos do governo deve agora ser preenchido com o dinheiro dos contribuintes em todo o mundo, através do confisco da riqueza privada de milhões de americanos, europeus e latino-americanos, entre outros. Os defensores deste regime não só não expressam qualquer culpa pelos crimes cometidos contra seus cidadãos, mas também agem com a arrogância de pensar que podem roubar dinheiro de pessoas que trabalharam durante décadas para acumular fundos para sustentar o resto de suas vidas.

Carlos Mariano disse...

PARTE II

"Isso, é claro, é um sistema público de roubo do sistema de Segurança Social, e do governo para dar aos grandes políticos fundos adicionais para pagar as despesas fora de controle", escreve Connie Hair. Em uma audiência no Congresso dos Estados Unidos., a professora Teresa Ghilarducci da New School for Social Research, em Nova York, propôs a criação de um regime de pensões que confisque os fundos públicos e regimes de pensões privados para colocá-los em um único fundo de conta de pensões (GRA), gerido pela Administração da Segurança Social.

O GRA é aplicado através de uma poupança fiscal obrigatória, equivalente a 5 por cento do salário anual de uma pessoa para ser depositado nesse fundo. Durante entrevista a uma rádio de Seattle, em outubro de 2008, Ghilarducci disse que o motivo por trás do plano e que : "estou reorganizando os cortes de impostos que já estão disponíveis para os fundos de pensão e como esses recursos serão redistribuídos"

No entanto, como aprendemos com dor imediatamente após o resgate financeiro dos bancos que foi originalmente de 700 milhões de dólares e que seria usado para curar as contas dos bancos que tinham investido em produtos financeiros tóxicos, esses recursos acabaram nos bolsos dos grandes bancos europeus e dos EUA. A idéia da re-distribuicao da riqueza soa bem para aqueles que ignoram as verdadeiras intenções dos globalistas, e aqueles que acreditam no coração a existência d "justiça social" e que o socialismo é a resposta para a igualdade. Com as reformas socialistas no mundo financeiro, os globalistas quase sempre cobrem a riqueza sob o pretexto de serem os salvadores, enquanto avidamente roubam todos os recursos e bens com o dinheiro que imprimem ilegalmente.

O programa GRA e outros similares, estão sendo empurrados pelo Economic Policy Institute, uma organização localizada no terceiro andar do prédio George Soros Center for American Progress. O Center for American Progress é um grupo de peritos liderado pelo ex-chefe do quadro de funcionários de Bill Clinton, John D. Podesta, que também era chefe da equipe de transição presidencial de Barack Obama após as eleições de 2008.

Em preparação para roubar os fundos de previdência privada, os Estados Unidos agirão da mesma forma como o governo argentino, em 2008, nacionalizou os planos de previdência privada no país, conhecidos como AFJP, e confiscou a riqueza de milhões de pessoas. "Não temos dúvida de que isso violaria o direito à propriedade privada. Não apenas para nós, mas para a sociedade e o mundo, esta é uma apreensão clara ", disse Ernesto Sanz, membro do Partido Radical da Argentina.

Como os americanos agiram ao saber que a sua riqueza, o fruto do seu trabalho está sendo roubado pelo governo? Se isto não desperta uma revolta generalizada da classe média assim como desobediência civil nos Estados Unidos e todos os outros países, então nada o fará.

Se você não tem previdência privada ou pública e acredita que isso não vai afetá-lo, pense novamente. Uma vez que seja estabelecido que o Estado pode confiscar a riqueza pública e privada, então eles podem vir e tomar sua casa, seus filhos e, finalmente, sua liberdade. Uma vez que o vampiro do grande governo fica um gosto de sangue, os seus dentes simplesmente afundam mais, e com isto qualquer sistema democrático mudará rapidamente para tornar-se uma tiranía.

----- Original Message -----
From: Eloi Carmezini
To: bbfuncionarios@yahoogrupos.com.br
Sent: Wednesday, January 12, 2011 9:11 PM
Subject: [bbfuncionarios] Confisco das pensões [1 Anexo]

Esta notícia está no site http://real-agenda.com
e passou distante do noticiário nacional:

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Colegas,

Abrindo um parêntesis nessa discussão do superávit, quero manifestar minha solidariedade aos colegas aposentados/pensionistas da região serrana do Rio que, certamente, além dessa questão da liberação do crédito da Previ, podem estar passando por problemas infinitamente maiores do que os nossos.
Seria interessante que algum colega lá daquela região pudesse nos passar alguma informação sobre a situação dos aposentados/pensionistas de lá, pois, talvez, através deste blog, a gente possa colaborar, de alguma maneira, no sentido de diminuir o sofrimento dos colegas afetados por aquela catástrofe.
Além da situação crítica financeira por que estavam passando alguns colegas, pode ter sido acrescentada, agora, a perspectiva de não saber nem onde encontrará um teto para abrigar a si e a suas famílias nos próximos dias ou meses.

Anônimo disse...

Colegas,

Ao ler Carlos Mariano, fiquei pensando que as MORTES nos Estados Unidos, em Shoping tem tudo a ver com os assaltos ao dinheiro dos cidadãos americanos.
Estou pensando cá com os meus botões, que aqui no brasil , as autoridades, dirigentes de fundos e bancos estarão na mira dos aposentados e seus familiares.
Vislumbro em futuro próximo algumas tragédias a serem cometidas por integrantes da terceira idade vinculados a fundos de pensão privados ou estatais.
Quando se aperta um gato contra a parede, sem que ele tenha uma saída, ele pulará, com tudo, para cima do opressor.
Então salve-se quem puder.
Saudações de um Aposentado temeroso de tragédias.

Ronaldo F. Moreira disse...

Aos colegas "cabeças brancas" que votaram Não e, diga-se de passagem, sem nenhum espírito de grupo mas só pensando em si, quero lembrar que além de não terem recebido nada até hoje, também vão ser presenteados com a inexistência das reuniões prometidas para continuidade das negociações.Hoje já é dia 13/01, metade do mês já foi. E agora ? Não venham choramingar !! Vocês só pensaram em si próprios !!

Anônimo disse...

Pelos numero de dias que situaçao já se arrasta, fica clara a intenção da negociação rápida solicitada pelo Patrocinador.
Este queria apenas justificar, como fez através do "Fato Relevante", que as suas contabilizações não seriam mais "não reconhecidas", acalmando o mercado financeiro.
Graças a Deus fiquei fora dessa "arapuca", e radicalmente contra esse acordo espurio.

Blog do vovô disse...

Bom Dia Marcos.
Acho impossível que não tenhamos colegas vítimas desta tragédia que ocorreu tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo. Será que as autoridades e a Previ, não se sensibilizarão com esta catástrofe, e agilizarão a liberação do crédito, mesmo que na forma de adiantamento e somente para estas áreas atingidas?
Jose F. Rovere

Anônimo disse...

E o blog do Medeiros continua nocauteado.

Anônimo disse...

O Medeiros deve tah com vergonha do vexame que foram suas previsões por isso colocou login e senha para o acesso ao seu blog, dificultando anônimos e críticos a sua fanfarra!

Anônimo disse...

Nao tenham duvida que apos a decepçao total que vira no dia 20, com o unico bem, que muitos "velhinhos", por assim dizer que possuem o seu NOME limpo e imaculado, mas que assumiram compromissos achando que a Previ que prometia o credito TALVEZ ainda em dezembro, com certeza pagaria na folha de janeiro. Agora SALVE-SE QUEM PUDER..
Entao, esperem por toda a parte uma onda de aposentados e pensionistas revoltados e com gtande mal humor, náo é exagero o que digo.
Se gerentes do BB vao querer dar aula de moral em alguns por conta do atraso em cartao ou cheques devolvidos, escutem o que este cabeça e barba branca vai dizer: "Tambem estou muito velho para ser tratado como GURI por esta mafia que se instalou na Previ e em parte no Banco do Brasil, o que menos me custa é perder a cabeça e finalmente ser destaque em um noticiario, so assim saberao o real problema nosso..."
Ninguem vai insinuar que sou mal pagador e ELES la sem pressa para resolver nossos anseios.
A cobra vai fumar um "cachimbo"
Vou "dançar" conforme a musica.
Apontar o dedo na minha cara o Banco nao vai!!!

Orlando Cunha

Anônimo disse...

Infelizmente,não temos nada a fazer.
A não ser esperar e torcer para que o crédito, sob forma de adiantamento, ocorra no dia 20 de janeiro.

antonio americano disse...

Caro Marcos,
Acho que deveriamos estudar um tipo de ação na Justiça, mas não coletiva e sim INDIVIDUAL. Imaginou em um dia impetrarmos 120.000 ações contra os desmandos do BB e PREVI?
ATENCIOSAMENTE
ANTONIO AMERICANO

Anônimo disse...

Colegas, fui tentar confirmar com um colega de Brasilia (governo) a historia que o Medeiros citou no seu blog, sobre a relaçao tumultuada entre o Ministro da Fazenda Guido Mantega, e a atual Gestao da Previ.
Realmente a ponta do ICEBERG se encontra ainda no tempo do Sergio Rosa, e se arrasta ate hoje por conta do Sasseron, que pertence ao grupo antigo, mais o Flores que é farinha do mesmo saco, mudaram somente alguns rotulos o produto continuou o mesmo.
Por conta deste atrito pessoal entre as partes, a Previ nao tem prioridade em qualquer assunto na Fazenda, é bom o sr.Rossi ficar muito bem informado sobre este fato.
Sendo assim, a coisa tende mesmo a mofar em alguma gaveta ou a burocracia maxima e os cabeças brancas que se danem, por conta de situaçoes adversas de terceiros...

Raul Muller

Anônimo disse...

Pobre Medeiros!O seu Blog virou o Muro das Lamentações!Confiou no Sr Paulo Bernado, o mesmo da resolução 26, confiou no Sr Palocci, o mesmo do caso Francenildo, e confiou Na Dilma, a mesma que defendeu um reajuste real para o salário mínimo e agora firmou o pé em 540 reais, ela quer mesmo acabar com a pobreza.Com suas promessas foi levando o povo e seus fiéis seguidores.Mas como não viram a água virar vinho, e nenhum outro milagre, e que a coruja não piou, mas despencou sobre a cabeça do povo, estão todos lúgubres,tristonhos e decepcionados quanto a sua real influência, e também quanto o seu prestígio.Não fique assim Medeiros!A Isa a comparsa da corja de diretores e Bruxa do plano 1 já deu mostras que o crédito só sai depois do carnaval, ela disse que nem adianta cobrar celeridade.Basta olhar nas entrelinhas o último artigo escrito pela sua associação.Ela compara a demora de 2007 com algo casual, e que é completamente normal tal demora na distribuição dos enrolávits.Ela vive tentando de mansinho voltar ao Blog previ plano 1.Mas não consegue porque sua máscara caiu feio por aqui.Mas se déssemos uma oportunidade, a menor que fosse ela estaria de volta com certeza, ludibriando os incaltos, e aqueles que não tem firmes suas veredas.Portanto Sr Medeiros, não é ser amargo ou pessimista vislumbrar que o crédito só sai depois de fevereiro.Esta reunião foi só para marcar ponto na Previ, foi o seguinte, bateram um papinho, tomaram um delicioso vinho, comeram uns frios, e apertaram suas sujas mãos e voltaram as suas férias, pois sabem que os velhinhos estão sobre controle!Seguranças eles já tem, não são tontos, são najas treinadas e sabem dos riscos que correm.Tem pleno conhecimento de suas canalhices, e o Sr que conviveu tanto tempo com eles e neste meio sabe disso.Nõa que eu esteja dizendo que o Sr tenha feito algum mal feito, aliás acho que o Sr é honesto e de boa índole.Mas não se engane, traíram o senhor, e arranharam sua imagem e credibilidade, tanto que o chorôrô no seu blog aumentou exponencialmente!

João Rossi Neto disse...

Caros Colegas,

O confisco ou estatização de poupança privada não vai acontecer no Brasil. O Govêrno apesar de ser de esquerda, é neoliberal e não teria coragem para fazer uma intervenção dessa magnitude. A experiência anterior,neste sentido, não funcionou, foi muito traumática (Collor), sendo um péssimo exemplo que não vai ser repetido.
Na Argentina e na França gerou clima de guerra, com o povo nas ruas em quebra-quebra. A índole dos nossos governantes é avessa a esse tipo de repercussão.
Acho que os cavaleiros do Apocalipse, deviam abster-se de propagar tais comentários, porque estão espalhando sementes que não tem interesse nenhum para os beneficiários de Fundos de Pensões, podendo, sim, aguçar ambições que quanto mais quietas ficarem, melhor para as nossas vidas.